Fisco clarifica alterações a várias declarações fiscais

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Fisco clarifica alterações a várias declarações fiscais"

Transcrição

1 Fisco clarifica alterações a várias declarações fiscais Na sequência das alterações introduzidas ao Código do IRS pela Lei do Orçamento do Estado para 2011, e pela Lei que aprovou a sobretaxa extraordinária sobre os rendimentos de 2011, houve necessidade de alterar os modelos destinados ao cumprimento das obrigações acessórias. Como tal, e com vista a uniformização dos esclarecimentos a prestar aos contribuintes obrigados à sua entrega, e relativamente às alterações introduzidas em cada um dos modelos declarativos, a Administração veio clarificar as alterações introduzidas nas declarações modelo 10, 39 e 37. Declaração modelo 10 As entidades devedoras de rendimentos do trabalho dependente e de pensões ficaram obrigadas a reter em 2011 uma sobretaxa extraordinária sobre o subsídio de Natal ou prestação adicional correspondente ao 13º mês, que fosse pago, colocado à disposição ou devido nesse ano. Para indicação do montante retido foram acrescidos dois novos campos à declaração modelo 10: Quadro 4 - Importâncias retidas Campo 13 Foi criado o campo 13 (RETENÇÃO DA SOBRETAXA EXTRAORDINÁRIA) destinado ao montante total da sobretaxa extraordinária retida pela respetiva entidade em Quadro 5 - Relação dos titulares dos rendimentos 1

2 Campo 09 Foi adicionado um novo campo 09 (SOBRETAXA EXTRAORDINÁRIA) destinada à indicação do montante da sobretaxa retida em O preenchimento deste campo só poderá estar associado aos seguintes códigos de rendimentos: - código A Rendimentos do trabalho dependente - incluindo os dispensados de retenção - código H Pensões (com exceção das pensões de sobrevivência e de alimentos) - código H2 - Pré-reformas contratadas até 31 de dezembro de 2000 cujos pagamentos se iniciaram até essa data - código H3 - Pensões sobrevivência Quadro 5 Relação dos titulares dos rendimentos Campo 04 Código E A partir de 2011 passaram a estar sujeitos a taxa liberatória, os juros e outras formas de remuneração dos suprimentos, abonos ou adiantamentos de capital feitos pelos sócios à sociedade, bem como os juros e outras formas de remuneração devidos pelo facto de os sócios não levantarem os lucros ou remunerações colocadas à sua disposição. Assim, as entidades devedoras, ou que paguem ou coloquem à disposição, rendimentos desta proveniência, deixam de estar obrigadas a apresentar a declaração modelo 10 relativamente a estes rendimentos. Contudo, passaram a ter de entregar a declaração modelo 39. Desta forma, se estivermos perante rendimentos devidos, pagos ou colocados à disposição até 2010, a comunicação relativa a esses anos deve ser efetuada através da entrega da declaração modelo 10. Caso 2

3 qualquer uma das situações referidas ocorra a partir de 2011, a comunicação deve ser efetuada através de entrega da declaração modelo 39. Declaração modelo 39. Quadro 6 Relação dos titulares dos rendimentos Campo 6.2 Código 03 A partir de 2011 passaram a estar sujeitos a taxa liberatória, os juros e outras formas de remuneração dos suprimentos, abonos ou adiantamentos de capital feitos pelos sócios à sociedade, bem como os juros e outras formas de remuneração devidos pelo facto de os sócios não levantarem os lucros ou remunerações colocadas à sua disposição. Uma vez que esta declaração se destina à comunicação dos rendimentos de capitais sujeitos a retenção na fonte a título definitivo, as entidades devedoras, ou que paguem ou coloquem à disposição, rendimentos desta proveniência, a partir de 2011, passam a estar obrigadas à entrega da declaração modelo 39 Assim, foram alteradas as instruções da declaração modelo 39, sendo acrescentados estes rendimentos ao elenco dos rendimentos identificados com o código 03. Contudo, se estivermos perante rendimentos devidos, pagos ou colocados à disposição até 2010, a comunicação relativa a esses anos deve ser efetuada através da entrega da declaração modelo 10. Declaração modelo 37 3

4 As alterações introduzidas pela Lei do Orçamento do Estado para 2011 que revogou a dedução à coleta dos prémios de seguros e alteração da dedução relativa a pessoas com deficiência, bem como o aditamento ao Estatuto dos Benefícios Fiscais, dos benefícios fiscais relativos a seguros de saúde justificaram a alteração das instruções de preenchimento desta declaração: Quadro 6 Encargos/Aplicações Campo 08 Código 03 O código 03 passa a ser utilizado apenas quando a declaração modelo 37 respeite ao ano de 2010 ou anteriores. Nesse caso, são identificados com este código unicamente os prémios de seguros de vida, que são dedutíveis. Código 04 Este código passa também a ser apenas utilizado quando a declaração modelo 37 respeite ao ano de 2010 ou anteriores. Nesse caso, são identificados com este código unicamente os prémios de seguros de acidentes pessoais, até então dedutíveis ao abrigo do Código do IRS. Código 05 Quando a declaração modelo 10 respeite ao ano de 2011, são identificados com o código 05 as importâncias dedutíveis com seguros de saúde, passando aqui a ser considerados, para além dos prémios de seguros de saúde e das contribuições pagas a associações mutualistas que cubram exclusivamente riscos de saúde, também as contribuições 4

5 pagas a instituições sem fins lucrativos que tenham por objeto a prestação de cuidados de saúde. Código 13 Código 14 A comunicação das despesas de saúde, na parte não comparticipada, passam a ter um código específico, consoante estejam isentas de IVA ou sujeitas à taxa reduzida, sendo nesse caso identificadas com o Código 13, ou se trate de outras despesas respeitantes à aquisição de bens ou serviços justificados com receita médica, caso em que devem ser identificadas com o Código 14. Código 15 Trata-se de um código novo destinado a identificar as importâncias respeitantes a rendas de contratos de locação financeira relativos a imóveis para habitação própria e permanente na parte que não respeite a à amortização de capital, dedutíveis. Código 16Quando a declaração respeite ao ano de 2011 ou seguintes, são identificados com este código os prémios de seguros de doença, de acidentes pessoais e de vida, despendidos por sujeitos passivos que desenvolvam profissões de desgaste rápido (praticantes desportivos, mineiros e pescadores). Caso a declaração respeite ao ano de 2010 ou anteriores, estes prémios devem ser identificados com os códigos 03, 04 ou 05, consoante se trate de seguros de vida, de acidentes pessoais, ou de doença, respetivamente. Código 17 5

6 Este código foi criado para identificar os prémios de seguros de vida ou contribuições pagas associações mutualistas que garantam exclusivamente riscos de morte ou invalidez, suportados com pessoas com deficiência (sujeitos passivos ou dependentes). Código 18 Criou-se um código específico para a identificação das contribuições pagas para reforma por velhice, a partir do ano de 2011, que passam a ser identificadas com o código 18. Caso a declaração respeite ao ano de 2010 ou anteriores, estas contribuições devem ser identificadas com o código 03. Quadro 7 Incumprimento Campo 12 Código 19 Este código também é novo e destina-se a identificar quaisquer pagamentos efetuados a sujeitos passivos que desenvolvam profissões de desgaste rápido (praticantes desportivos, mineiros e pescadores), respeitantes a seguros de doença, acidente, pessoais e de vida. Caso a declaração respeita ao ano de 2010 ou anteriores, deve ser utilizado o código 08. Código 20 Quando sejam efetuados pagamentos por reforma ou velhice a sujeitos passivos deficientes, fora das condições previstas na dedução relativa às pessoas com deficiência, deve ser utilizado este código. Caso a declaração respeite ao ano de 2010 ou anteriores estes pagamentos devem ser identificados com o código 10. 6

7 Referências Ofício-circulado n.º 20157/2012, de 2 de fevereiro Informação da responsabilidade de LexPoint Todos os direitos reservados à LexPoint, Lda Este texto é meramente informativo e não constitui nem dispensa a consulta ou apoio de profissionais especializados. 7

Lei do Orçamento do Estado para Alterações relevantes em sede de IRS:

Lei do Orçamento do Estado para Alterações relevantes em sede de IRS: Guia Fiscal IRS 2014 Esta informação é um resumo dos benefícios fiscais associados a produtos comercializados pelo NOVO BANCO, constantes da Lei do Orçamento do Estado (OE) para 2014 - Lei nº. 83-C/2013,

Leia mais

TRABALHO DEPENDENTE PENSÕES

TRABALHO DEPENDENTE PENSÕES MODELO EM VIGOR A PARTIR DE JANEIRO DE 2018 3 4 A R. P. MINISTÉRIO DAS FINANÇAS AUTORIDADE TRIBUTÁRIA E ADUANEIRA DECLARAÇÃO DE RENDIMENTOS - IRS MODELO 3 Anexo A Sujeito passivo A 1 CATEGORIAS A / H 2

Leia mais

NEWSLETTER. Deduções à coleta de IRS Valores em Euros. i) Contribuinte 427,50 213,75. ii) Famílias monoparentais - 332,50

NEWSLETTER. Deduções à coleta de IRS Valores em Euros. i) Contribuinte 427,50 213,75. ii) Famílias monoparentais - 332,50 novembro de 2014 N.º 136 NEWSLETTER IRS 2014 Deduções à Coleta e Benefícios Fiscais Deduções à de IRS 2014 Valores em Euros Pessoais e familiares 1 Casado Não casado i) Contribuinte 427,50 213,75 ii) Famílias

Leia mais

Introdução de ajustamentos nos escalões de rendimentos para aplicação das taxas marginais de imposto.

Introdução de ajustamentos nos escalões de rendimentos para aplicação das taxas marginais de imposto. Guia Fiscal IRS 2017 Esta informação é um resumo dos benefícios fiscais associados a produtos comercializados pelo Novo Banco, em vigor após a publicação da Lei do Orçamento do Estado (OE) para 2017 -

Leia mais

APONTAMENTOS. Deduções à Coleta em IRS i) Contribuinte N/A N/A. ii) Famílias monoparentais. iii) Dependentes

APONTAMENTOS. Deduções à Coleta em IRS i) Contribuinte N/A N/A. ii) Famílias monoparentais. iii) Dependentes APONTAMENTOS Última actualização: 22 de janeiro 2015 Deduções à Coleta em IRS 2015 Casado Não casado Pessoais e familiares i) Contribuinte ii) Famílias monoparentais iii) Dependentes 325 325 Dependentes

Leia mais

INFORMAÇÃO Nº 009/2012

INFORMAÇÃO Nº 009/2012 INFORMAÇÃO Nº 009/2012 ASSUNTO: BENEFÍCIOS FISCAIS DE QUOTIZAÇÕES EM MODALIDADES DE SAÚDE E DE PROTECÇÃO NA EVENTUALIDADE DE MORTE RELATIVAS AO ANO DE 2011 Exmas. Associadas, Na sequência de dúvidas de

Leia mais

SEGUROS DE VIDA IRS 2017

SEGUROS DE VIDA IRS 2017 SEGUROS DE VIDA IRS 2017 (Lei n.º 42/2016 de 28 de dezembro) generali.pt 2 IRS 2017 - Seguros de Vida Índice I. Seguros de Vida 1. Dedução dos prémios... 3 2. Tributação dos benefícios... 3 2.1. Indemnizações

Leia mais

P: 003_007_2014 ASSUNTO: QUOTIZAÇÕES EM MODALIDADES DE SAÚDE E DE PROTECÇÃO NA EVENTUALIDADE DE MORTE BENEFÍCIOS FISCAIS Exmas.

P: 003_007_2014 ASSUNTO: QUOTIZAÇÕES EM MODALIDADES DE SAÚDE E DE PROTECÇÃO NA EVENTUALIDADE DE MORTE BENEFÍCIOS FISCAIS Exmas. P: 003_007_2014 ASSUNTO: QUOTIZAÇÕES EM MODALIDADES DE SAÚDE E DE PROTECÇÃO NA EVENTUALIDADE DE MORTE BENEFÍCIOS FISCAIS - 2014 Exmas. Associadas, Na sequência da informação sobre esta matéria já divulgada

Leia mais

O IRS no Orçamento do Estado para Audit Tax Advisory Consulting

O IRS no Orçamento do Estado para Audit Tax Advisory Consulting Audit Tax Advisory Consulting Tributação "Subsídio de Refeição" Tributado na parte que exceder em 50% o limite legal ou 70% se for atribuído através de vales de refeição Tributado na parte que exceder

Leia mais

DECLARAÇÃO MENSAL DE REMUNERAÇÕES (AT)

DECLARAÇÃO MENSAL DE REMUNERAÇÕES (AT) Os dados recolhidos são processados automaticamente, destinando-se à prossecução das atribuições legalmente cometidas à administração fiscal. Os interessados poderão aceder à informação que lhes diga respeito

Leia mais

22 de julho de 2016 Número 128

22 de julho de 2016 Número 128 22 de julho de 2016 3 SECRETARIA REGIONAL DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Despacho n.º 301/2016 Em execução do disposto no Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) assim

Leia mais

IRS (Lei n.º 66-B/2012 de 31 de Dezembro) SEGUROS DE VIDA

IRS (Lei n.º 66-B/2012 de 31 de Dezembro) SEGUROS DE VIDA IRS 2013 (Lei n.º 66-B/2012 de 31 de Dezembro) SEGUROS DE VIDA 2 SEGUROS DE VIDA Dedução dos prémios: Desde que garantam exclusivamente os riscos De morte; De invalidez; De reforma por velhice, desde que

Leia mais

CONSULTORIA FISCAL IRS

CONSULTORIA FISCAL IRS CONSULTORIA FISCAL IRS ABATIMENTOS E DEDUÇÕES AOS RENDIMENTOS DE 2006 1. ABATIMENTOS 1.1 Dedução específica do trabalho dependente (Art.º 25.º do CIRS): 72% de 12 vezes o salário mínimo mais elevado ou

Leia mais

FISCALIDADE (Lei n.º 3-B/2010 de 28 de Abril e Lei nº 12-A/2010 de 30 de Junho) SEGUROS DE VIDA E PLANOS POUPANÇA REFORMA PPR

FISCALIDADE (Lei n.º 3-B/2010 de 28 de Abril e Lei nº 12-A/2010 de 30 de Junho) SEGUROS DE VIDA E PLANOS POUPANÇA REFORMA PPR FISCALIDADE 2010 (Lei n.º 3-B/2010 de 28 de Abril e Lei nº 12-A/2010 de 30 de Junho) SEGUROS DE VIDA E PLANOS POUPANÇA REFORMA PPR Página 2 de 9 Fiscalidade 2009 Seguros Vida/PPR Fiscalidade 2010 JULHO/2010

Leia mais

SEGUROS DE VIDA IRS 2016

SEGUROS DE VIDA IRS 2016 SEGUROS DE VIDA IRS 2016 (Lei n.º 7 - A/2016 de 30 de Março) generali.pt 2 IRS 2016 - Seguros de Vida Índice I II III Seguros de Vida 1. Dedução dos prémios... 3 2. Tributação dos benefícios... 3 2.1.

Leia mais

NOVO MODELO 3 DE IRS

NOVO MODELO 3 DE IRS NOVO MODELO 3 DE IRS EM VIGOR A Portaria n.º 421/2012de 2 1/12, DRn.º247 SérieI - Aprova os novos modelos de impressos a que se refere o n.º 1 do artigo 57.º do Código do IRS Anexos alterados: -Declaração

Leia mais

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 12/2018, Série II de , páginas

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 12/2018, Série II de , páginas Classificação: 060.01.01 Segurança: Pública Processo: Direção de Serviços de Comunicação e Apoio ao Contribuinte Legislação Diploma - Despacho n.º 731/2018, de 17 de janeiro Estado: vigente Resumo: Despacho

Leia mais

FISCALIDADE DE EMPRESA II

FISCALIDADE DE EMPRESA II FISCALIDADE DE EMPRESA II Questionário Ano 2006 Carlos Manuel Freitas Lázaro 1 1. É tributado como rendimento da categoria B: A) A indemnização paga pela companhia de seguros a empresário em nome individual,

Leia mais

JORNAL OFICIAL Segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

JORNAL OFICIAL Segunda-feira, 21 de janeiro de 2013 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Segunda-feira, 21 de janeiro de 2013 Série Sumário SECRETARIA REGIONAL DO PLANO E FINANÇAS Despacho n.º 11/2013 Aprova as tabelas de retenção na fonte, em euros,

Leia mais

Tributação dos advogados , delegação de Viana do Castelo

Tributação dos advogados , delegação de Viana do Castelo Tributação dos advogados 04-03-2015, delegação de Viana do Castelo Introdução Tributação dos advogados: - -advogadode empresa categoriaa - IRS regime simplificado cat. B - IRS Contabilidade organizada

Leia mais

2 Número de janeiro de 2018

2 Número de janeiro de 2018 2 VICE-PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL Despacho n.º 16/2018 Em execução do disposto no Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) assim como do disposto nos artigos 1.º e 3.º do

Leia mais

ESTRUTURA DA INTERVENÇÃO NO DEBATE ORGANIZADO PELA FENPROF

ESTRUTURA DA INTERVENÇÃO NO DEBATE ORGANIZADO PELA FENPROF ESTRUTURA DA INTERVENÇÃO NO DEBATE ORGANIZADO PELA FENPROF Encontro Nacional de Professores e Educadores Aposentados em 19.4.2012 I A PERDA DO PODER DE COMPRA DAS PENSÕES 2000-2012 ANO Diploma legal Portaria

Leia mais

PARTE C MINISTÉRIO DAS FINANÇAS (4) Diário da República, 2.ª série N.º 9 14 de janeiro de Gabinete do Ministro

PARTE C MINISTÉRIO DAS FINANÇAS (4) Diário da República, 2.ª série N.º 9 14 de janeiro de Gabinete do Ministro 2014-(4) Diário da República, 2.ª série N.º 9 14 de janeiro de 2013 PARTE C MINISTÉRIO DAS FINANÇAS Gabinete do Ministro Despacho n.º 796-B/2013 Em execução do disposto no Decreto-Lei n.º 42/91, de 22

Leia mais

Legislação. Resumo: Despacho que aprova as novas tabelas de retenção na fonte na Região Autónoma dos Açores

Legislação. Resumo: Despacho que aprova as novas tabelas de retenção na fonte na Região Autónoma dos Açores MOD. 4.3 Classificação: 0 6 0. 0 1. 0 1 Segurança: P úbl i c a Processo: Direção de Serviços de Comunicação e Apoio ao Contribuinte Diploma Despacho n.º 6131-A/2015, 4 de junho Estado: vigente Legislação

Leia mais

Para o efeito deve utilizar a opção Contribuintes/ Consultar/ IRS /Divergências.

Para o efeito deve utilizar a opção Contribuintes/ Consultar/ IRS /Divergências. 1 2 Como aceder aos seus impostos? Para entregar declarações, consultar os seus impostos e utilizar as restantes funcionalidades disponíveis no site das Declarações Electrónicas www.e-financas. gov.pt,

Leia mais

Orçamento do Estado 2013 Medidas que fazem diferença

Orçamento do Estado 2013 Medidas que fazem diferença Orçamento do Estado 2013 Medidas que fazem diferença Dezembro 2012 Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) 2012 Deloitte & Associados SROC, S.A. Categoria A Rendimentos do trabalho dependente

Leia mais

FAQ DEDUÇÕES À COLETA EM IRS

FAQ DEDUÇÕES À COLETA EM IRS FAQ DEDUÇÕES À COLETA EM IRS SAÚDE 1 - Quais são as despesas de saúde que podem ser consideradas para efeitos de dedução à coleta em IRS? Podem ser deduzidos à coleta do IRS os valores suportados por qualquer

Leia mais

Despacho n.º 706-A/2014 de 15/01, DR n.º 10 Série II

Despacho n.º 706-A/2014 de 15/01, DR n.º 10 Série II Tabelas de retenção na fonte 2014 Em execução do disposto no Decreto-Lei n.º 42/91, de 22 de janeiro, diploma quadro do regime de retenção na fonte em sede de imposto sobre o rendimento das pessoas singulares

Leia mais

Preenchimento da Declaração Modelo 3 de IRS de 2016

Preenchimento da Declaração Modelo 3 de IRS de 2016 Preenchimento da Declaração Modelo 3 de IRS de 2016 O NOVO BANCO DOS AÇORES vem prestar alguns esclarecimentos que considera úteis para o preenchimento da declaração Modelo 3 de IRS, tomando por base a

Leia mais

RENDIMENTOS E RETENÇÕES RESIDENTES

RENDIMENTOS E RETENÇÕES RESIDENTES MODELO EM VIGOR A PARTIR DE JANEIRO DE 25 ORIGINAL PARA A AT R. P. MINISTÉRIO DAS FINANÇAS AUTORIDADE TRIBUTÁRIA E ADUANEIRA DECLARAÇÃO (Art. 119.º, n.º 1, alínea c), subalínea ii) e alínea d) do Código

Leia mais

OFÍCIO CIRCULAR Nº 3/ DGPGF / 2013

OFÍCIO CIRCULAR Nº 3/ DGPGF / 2013 OFÍCIO CIRCULAR Nº 3/ DGPGF / 2013 Às Escolas Básicas e Secundárias. Agrupamentos de Escolas Escolas Profissionais Públicas. X X X DATA: 2013/ janeiro / 08 ASSUNTO: Processamento de Remunerações em 2013

Leia mais

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 90/2016, 1º Suplemento, Série II de , páginas (2) a (5)

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 90/2016, 1º Suplemento, Série II de , páginas (2) a (5) Classificação: 060.01.01 Segurança: Pública Processo: Direção de Serviços de Comunicação e Apoio ao Contribuinte Legislação Diploma - Despacho n.º 6201-A/2016, de 10 de maio Estado: vigente Resumo: Despacho

Leia mais

RENDIMENTOS E RETENÇÕES RESIDENTES

RENDIMENTOS E RETENÇÕES RESIDENTES MODELO EM VIGOR A PARTIR DE JANEIRO DE 20 4 MINISTÉRIO DAS FINANÇAS DIRECÇÃO-GERAL DOS IMPOSTOS A B E DECLARAÇÃO (Art. 119.º, n.º 1, al. c) e d) e n.º 11 do Código do IRS) (Art. 128.º do Código do IRC)

Leia mais

IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS SINGULARES (IRS)

IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS SINGULARES (IRS) IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS SINGULARES (IRS) (DEDUÇÃO ESPECÍFICA, PERCENTAGENS E LIMITES DAS DESPESAS E BENEFÍCIOS FISCAIS A DEDUZIR À COLETA) ENCARGOS (artigo 78.º do IRS) 2012 2011 2010 Casados

Leia mais

Despacho n.º 2839-B/2014 de 19/02, DR n.º 35 Série II, 2.º Suplemento

Despacho n.º 2839-B/2014 de 19/02, DR n.º 35 Série II, 2.º Suplemento Tabelas de retenção na fonte para 2014 na Região Autónoma dos Açores Em execução do disposto no Decreto-Lei n.º 42/91, de 22 de janeiro, diploma quadro do regime de retenção na fonte em sede de imposto

Leia mais

XXXX xxxxxxx Assembleia da República n.º 124/2011

XXXX xxxxxxx Assembleia da República n.º 124/2011 Aprova as tabelas de retenção na fonte para 2012 Em execução do disposto no Decreto -Lei n.º 42/91, de 22 de janeiro, diploma quadro do regime de retenção na fonte em sede de imposto sobre o rendimento

Leia mais

CIRCULAR N.º 4/2016. Tabelas de retenção. Procedimentos. Decreto Legislativo Regional n.º 2/99/A, de 20/01 Artigo 4º

CIRCULAR N.º 4/2016. Tabelas de retenção. Procedimentos. Decreto Legislativo Regional n.º 2/99/A, de 20/01 Artigo 4º f Classificação: 0 00. 1 0. 9 4 Segurança: P ú blic a Processo: 4/2016 GABINETE DO DIRETOR GERAL GABINETE DO DIRETOR GERAL Direção de Serviços do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (DSIRS)

Leia mais

Circular das finanças com esclarecimentos relativos à Sobretaxa extraordinária IRS 2011

Circular das finanças com esclarecimentos relativos à Sobretaxa extraordinária IRS 2011 Circular das finanças com esclarecimentos relativos à Sobretaxa extraordinária IRS 2011 As Finanças estão a dar destaque à sua recente circular nº23/2011 de 3 de Outubro relativa à Sobretaxa extraordinária

Leia mais

Guia Fiscal IRS Alterações relevantes em sede de IRS:

Guia Fiscal IRS Alterações relevantes em sede de IRS: Guia Fiscal IRS 2015 Esta informação é um resumo dos benefícios fiscais associados a produtos comercializados pelo Novo Banco, constantes da Lei do Orçamento do Estado (OE) para 2015 - Lei nº. 82 - B/2014,

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 22 de julho de Série. Número 128

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 22 de julho de Série. Número 128 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Sexta-feira, 22 de julho de 2016 Série Sumário SECRETARIAS REGIONAIS DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PUBLICA E DE AGRICULTURA E PESCAS Despacho conjunto n.º 85/2016

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Terça-feira, 21 de janeiro de Série. Número 14

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Terça-feira, 21 de janeiro de Série. Número 14 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Terça-feira, 21 de janeiro de 2014 Série Sumário SECRETARIA REGIONAL DO PLANO E FINANÇAS Despacho n.º 8/2014 Aprova as tabelas de retenção na fonte, em euros,

Leia mais

Calendário Fiscal 2017

Calendário Fiscal 2017 Calendário Fiscal 2017 Colaboramos com as Empresas e Pessoas na criação do valor que procuram. Presente no mercado há mais de 10 anos, oferece um conjunto de serviços alargado nas áreas de Contabilidade,

Leia mais

Legislação. Resumo: Despacho que aprova as tabelas de retenção de IRS na fonte para vigorarem durante o ano de 2016 na Região Autónoma da Madeira.

Legislação. Resumo: Despacho que aprova as tabelas de retenção de IRS na fonte para vigorarem durante o ano de 2016 na Região Autónoma da Madeira. MOD. 4.3 Classificação: 0 6 0. 0 1. 0 1 Segurança: P úbl i c a Processo: Direção de Serviços de Comunicação e Apoio ao Contribuinte Legislação Diploma Despacho n.º 1/2016/M, de 26 de janeiro Estado: vigente

Leia mais

Circular. Face à publicação da Lei n.º 42/2016, de 28 de dezembro, cumpre-nos comunicar as seguintes alterações:

Circular. Face à publicação da Lei n.º 42/2016, de 28 de dezembro, cumpre-nos comunicar as seguintes alterações: Lisboa, 10 de janeiro de 2017 Circular Assunto : Alterações fiscais OE 2017 Exmº(s). Senhor(es) : Face à publicação da Lei n.º 42/2016, de 28 de dezembro, cumpre-nos comunicar as seguintes alterações:

Leia mais

SUPLEMENTO II SÉRIE ÍNDICE. Ministério das Finanças PARTE C. Quarta-feira, 15 de janeiro de 2014 Número 10

SUPLEMENTO II SÉRIE ÍNDICE. Ministério das Finanças PARTE C. Quarta-feira, 15 de janeiro de 2014 Número 10 II SÉRIE Quarta-feira, 15 de janeiro de 2014 Número 10 ÍNDICE SUPLEMENTO PARTE C Ministério das Finanças Gabinete da Ministra: Despacho n.º 706-A/2014: Tabelas de retenção na fonte 2014........................................

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DO(S) SUJEITO(S) PASSIVO(S) RENDIMENTOS DO TRABALHO DEPENDENTE E / OU PENSÕES OBTIDOS EM TERRITÓRIO PORTUGUÊS

IDENTIFICAÇÃO DO(S) SUJEITO(S) PASSIVO(S) RENDIMENTOS DO TRABALHO DEPENDENTE E / OU PENSÕES OBTIDOS EM TERRITÓRIO PORTUGUÊS MOELO EM VIGOR A PARTIR E JANEIRO E 010 IRECÇÃO-GERAL OS IMPOSTOS ECLARAÇÃO E RENIMENTOS - IRS ANO OS RENIMENTOS RESERVAO À LEITURA ÓPTICA TRABALHO EPENENTE MOELO 3 01 PENSÕES Anexo A 3 IENTIFICAÇÃO O(S)

Leia mais

Fiscalidade IRS-IRC. Exercícios de Aplicação

Fiscalidade IRS-IRC. Exercícios de Aplicação Fiscalidade IRS-IRC Exercícios de Aplicação EXERCÍCIO DE APLICAÇÃO Nº 1 - IRS Pretende-se o preenchimento da declaração de IRS com os seguintes dados: Agregado familiar: Pai, mãe e três filhos dependentes,

Leia mais

Fiscal, 36.ª Edição Col. Legislação

Fiscal, 36.ª Edição Col. Legislação COLEÇÃO LEGISLAÇÃO Atualizações Online orquê as atualizações aos livros da COLEÇÃO LEGISLAÇÃO? No panorama legislativo nacional é frequente a publicação de novos diplomas legais que, regularmente, alteram

Leia mais

IRS AUTOMÁTICO. Formador: Paulo Marques

IRS AUTOMÁTICO. Formador: Paulo Marques IRS AUTOMÁTICO Formador: Paulo Marques paulomarques@asconta.pt 966 777 506 IRS Novo! Medida no âmbito do Programa Simplex+ e pretende avançar para o fim gradual da necessidade de preenchimento da declaração

Leia mais

IRS IRC IMI IMT EBF

IRS IRC IMI IMT EBF ADENDA AO IRS IRC IMI IMT EBF - 2010 O Decreto-Lei n.º 72-A/2010, de 30 de Junho, normas de execução do Orçamento do Estado para 2010, e as Leis n. os 12-A/2010, de 30 de Junho, e 15/2010, de 26 de Julho,

Leia mais

Envie a declaração de rendimentos pela internet: > Recebe o seu reembolso no prazo de 20 dias

Envie a declaração de rendimentos pela internet: > Recebe o seu reembolso no prazo de 20 dias 2009 Envie a declaração de rendimentos pela internet: www.portaldasfinancas.gov.pt > Recebe o seu reembolso no prazo de 20 dias > É gratuito > Evita filas de espera e deslocações > Acessível 24h por dia

Leia mais

Estado vai emprestar dinheiro a municípios com dívidas, e que vão ter de aumentar impostos

Estado vai emprestar dinheiro a municípios com dívidas, e que vão ter de aumentar impostos Municípios 28-08-12 - Estado vai emprestar dinheiro a municípios com dívidas, e que vão ter de aumentar impostos Entra amanhã em vigor o Programa de Apoio à Economia Local (PAEL), que visa regularizar

Leia mais

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS 9220 Diário da República, 1.ª série N.º 209 26 de outubro de 25 MINISTÉRIO DAS FINANÇAS Portaria n.º 383/25 de 26 de outubro A declaração Modelo 10 (Rendimentos e retenções Residentes) destina -se a dar

Leia mais

IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS SINGULARES (IRS)

IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS SINGULARES (IRS) ALTERAÇÕES AO IRS, IRC, IMPOSTO DO SELO E LGT A Lei 55-A/2012, de 29 de Outubro introduziu alterações relevantes no Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS), Imposto sobre o Rendimento das

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 17 de fevereiro de Série. Número 32

JORNAL OFICIAL. Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 17 de fevereiro de Série. Número 32 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012 Série Suplemento Sumário SECRETARIA REGIONAL DO PLANO E FINANÇAS Despacho Aprova as tabelas de retenção na fonte para vigorarem

Leia mais

IRS 2013 QUEM ESTÁ DISPENSADO DE APRESENTAÇÃO DE DECLARAÇÃO DE IRS?

IRS 2013 QUEM ESTÁ DISPENSADO DE APRESENTAÇÃO DE DECLARAÇÃO DE IRS? QUEM ESTÁ DISPENSADO DE APRESENTAÇÃO DE DECLARAÇÃO DE IRS? Os contribuintes que apenas tenham obtido rendimentos sujeitos às taxas liberatórias Ou que só tenham obtido rendimentos de pensões pagas por

Leia mais

Calendário das Obrigações Fiscais e Parafiscais para o mês de MAIO DE 2015

Calendário das Obrigações Fiscais e Parafiscais para o mês de MAIO DE 2015 Calendário das Obrigações Fiscais e Parafiscais para o mês de MAIO DE 2015 OBRIGAÇÕES RELATIVAS AO IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS SINGULARES (IRS) E IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS COLETIVAS

Leia mais

Novo ano, novas obrigações declarativas

Novo ano, novas obrigações declarativas Novo ano, novas obrigações declarativas Com a aprovação da reforma do IRS foram criadas novas obrigações declarativas que visam proporcionar o pré-preenchimento das deduções à coleta a constar das declarações

Leia mais

DISPENSA DE APRESENTAÇÃO DE DECLARAÇÃO

DISPENSA DE APRESENTAÇÃO DE DECLARAÇÃO DISPENSA DE APRESENTAÇÃO DE DECLARAÇÃO Ficam dispensados de apresentar a declaração de IRS os sujeitos passivos que, no ano a que o imposto respeita, apenas tenham auferido, isolada ou cumulativamente:

Leia mais

Tabelas de Retenção na fonte de IRS para 2011:

Tabelas de Retenção na fonte de IRS para 2011: Tabelas de Retenção na fonte de IRS para 2011: Tabelas de retenção na fonte de IRS, para o continente - 2011 Aprovadas pelo Despacho n.º 2517-A/2011, (IIª Serie DR), de 3 de Fevereiro TABELA I Trabalho

Leia mais

a) Rendimentos tributados pelas taxas previstas no artigo 71.º do CIRS e não optem, quando legalmente permitido, pelo seu englobamento;

a) Rendimentos tributados pelas taxas previstas no artigo 71.º do CIRS e não optem, quando legalmente permitido, pelo seu englobamento; DISPENSA DE APRESENTAÇÃO DE DECLARAÇÃO Ficam dispensados de apresentar a declaração de IRS os sujeitos passivos que, no ano a que o imposto respeita, apenas tenham auferido, isolada ou cumulativamente:

Leia mais

Tabelas de retenção na fonte para o continente Tabela I Trabalho dependente. Não casado

Tabelas de retenção na fonte para o continente Tabela I Trabalho dependente. Não casado 6644-(2) Diário da República, 2.ª série N.º 24 3 de Fevereiro de 2011 PARTE C MINISTÉRIO DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Gabinete do Ministro Despacho n.º 2517-A/2011 Em execução do disposto no

Leia mais

Trata-se de uma situação excecional para vigorar apenas no ano em curso.

Trata-se de uma situação excecional para vigorar apenas no ano em curso. PL 157/2013 Exposição de Motivos Na sequência da decisão do Tribunal Constitucional sobre o Orçamento do Estado do ano de 2012, a Lei do Orçamento do Estado para 2013 estabeleceu que um dos subsídios anteriormente

Leia mais

OFÍCIO CIRCULAR Nº 2 / DGPGF / 2014

OFÍCIO CIRCULAR Nº 2 / DGPGF / 2014 OFÍCIO CIRCULAR Nº 2 / DGPGF / 2014 Às Escolas Básicas e Secundárias. Agrupamentos de Escolas Escolas Profissionais Públicas. X X X DATA: 2014/ Janeiro / 28 ASSUNTO: Processamento de Remunerações em 2014

Leia mais

LEI 42/2016 DE 28 DE DEZEMBRO O.E Artigo 190.º do OE Alteração ao Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

LEI 42/2016 DE 28 DE DEZEMBRO O.E Artigo 190.º do OE Alteração ao Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares IRS Janeiro 2017 LEI 42/2016 DE 28 DE DEZEMBRO O.E. 2017 Artigo 190.º do OE Alteração ao Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares Os artigos 3.º, 28.º, 31.º, 33.º, 41.º, 43.º, 56.º-A,

Leia mais

PRINCIPAIS BENEFÍCIOS FISCAIS DE INCENTIVO À REABILITAÇÃO URBANA 2014

PRINCIPAIS BENEFÍCIOS FISCAIS DE INCENTIVO À REABILITAÇÃO URBANA 2014 PRINCIPAIS BENEFÍCIOS FISCAIS DE INCENTIVO À REABILITAÇÃO URBANA 2014 LEGISLAÇÃO DE REFERÊNCIA E ENQUADRAMENTO A leitura da presente informação não dispensa a consulta da legislação em vigor Estatuto dos

Leia mais

CALENDÁRIO FISCAL 2016

CALENDÁRIO FISCAL 2016 CALENDÁRIO FISCAL 2016 QUADRITÓPICO & BAKER TILLY Q U A D R I T Ó P I C O P u b l i c a ç õ e s e D i s t r i b u i ç ã o i n f o @ q u a d r i t o p i c o. p t B A K E R T I L L Y i n f o @ b a k e r

Leia mais

PORTARIA N.º 4 /05. de 17 de Janeiro

PORTARIA N.º 4 /05. de 17 de Janeiro MINISTÉRIO DAS FINANÇAS E PLANEAMENTO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N.º 4 /05 de 17 de Janeiro As alterações introduzidas no Orçamento do Estado para 2005 para vigorarem a partir de 1 de Janeiro, nomeadamente,

Leia mais

MUDANÇAS POLÍTICAS SALARIAIS. Quidgest

MUDANÇAS POLÍTICAS SALARIAIS. Quidgest MUDANÇAS POLÍTICAS SALARIAIS Quidgest rh@quidgest.com AGENDA: Q Q Q Q Q Q Q Q Q Q REMISSÃO CÓDIGO DO TRABALHO TRABALHO SUPLEMENTAR FÉRIAS, FALTAS E FERIADOS SUBSÍDIO NATAL E FÉRIAS DECLARAÇÃO MENSAL DE

Leia mais

PERSPETIVAS DE REFORMA DO IRS. Miguel Sousa e Silva

PERSPETIVAS DE REFORMA DO IRS. Miguel Sousa e Silva PERSPETIVAS DE REFORMA DO IRS Miguel Sousa e Silva Objetivos da reforma Proteção da família. Fomento da mobilidade social e geográfica. Simplificação do imposto. Proteção da família Quociente familiar:

Leia mais

Diploma DRE. Capítulo I. Modelos oficiais. Artigo 1.º. Objeto

Diploma DRE. Capítulo I. Modelos oficiais. Artigo 1.º. Objeto Diploma Aprova a declaração modelo 2, o modelo do recibo eletrónico de quitação de rendas e a declaração modelo 44, previstos no Código do Imposto do Selo e no Código do IRS Portaria n.º 98-A/2015 de 31

Leia mais

Diploma DRE. Capítulo I. Modelos oficiais. Artigo 1.º. Objeto

Diploma DRE. Capítulo I. Modelos oficiais. Artigo 1.º. Objeto Diploma Aprova a declaração modelo 2, o modelo do recibo eletrónico de quitação de rendas e a declaração modelo 44, previstos no Código do Imposto do Selo e no Código do IRS Portaria n.º 98-A/2015 de 31

Leia mais

Diploma DRE. Capítulo I. Modelos oficiais. Artigo 1.º. Objeto

Diploma DRE. Capítulo I. Modelos oficiais. Artigo 1.º. Objeto Diploma Aprova a declaração modelo 2, o modelo do recibo eletrónico de quitação de rendas e a declaração modelo 44, previstos no Código do Imposto do Selo e no Código do IRS Portaria n.º 98-A/2015 de 31

Leia mais

JUROS DE HABITAÇÃO PERMANENTE, PRÉMIOS DE SEGUROS, COMPARTICIPAÇÕES EM DESPESAS DE SAÚDE, PPR, FUNDOS DE PENSÕES E REGIMES COMPLEMENTARES

JUROS DE HABITAÇÃO PERMANENTE, PRÉMIOS DE SEGUROS, COMPARTICIPAÇÕES EM DESPESAS DE SAÚDE, PPR, FUNDOS DE PENSÕES E REGIMES COMPLEMENTARES DECLARAÇÃO (art.º 127.º do CIRS) JUROS DE HABITAÇÃO PERMANENTE, PRÉMIOS DE SEGUROS, COMPARTICIPAÇÕES EM DESPESAS DE SAÚDE, PPR, FUNDOS DE PENSÕES E REGIMES COMPLEMENTARES IRS MODELO 37 NÚMERO DE IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

OLIVEIRA, REIS & ASSOCIADOS, SROC, LDA.

OLIVEIRA, REIS & ASSOCIADOS, SROC, LDA. Calendário Fiscal de fevereiro de 2013 S T Q Q S S D 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 DIA 11 IVA declaração periódica e pagamento do imposto (regime normal mensal)

Leia mais

Fiscalidade Carga horária: 36 horas

Fiscalidade Carga horária: 36 horas Fiscalidade Carga horária: 36 horas PROGRAMA 1. O Sistema Fiscal Português (1 hora: Sérgio Cruz) 1.1. Os impostos nos orçamentos do Estado 1.2. Evasão e fraude fiscais 1.3. Benefícios fiscais 1.4. Contencioso

Leia mais

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 133/2015, Série I, 1.º Suplemento, de 10/07, Páginas 4782-(4) a 4782-(7). MINISTÉRIO DAS FINANÇAS

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 133/2015, Série I, 1.º Suplemento, de 10/07, Páginas 4782-(4) a 4782-(7). MINISTÉRIO DAS FINANÇAS Classificação: 060.01.01 Segurança: P ú b l i c a Processo: Direção de Serviços de Comunicação e Apoio ao Contribuinte Diploma Portaria n.º 201-B/2015, de 10 de julho Estado: vigente Legislação Resumo:

Leia mais

IRS IRC. 1. Proposta de Lei e Orçamento retificativo

IRS IRC. 1. Proposta de Lei e Orçamento retificativo 1. Proposta de Lei e Orçamento retificativo IRS Rendimentos de capitais categoria E Os rendimentos de capitais sujeitos à taxa liberatória de 25% passam a ser tributados à taxa liberatória de 26,5%. Estão

Leia mais

CALENDÁRIO DAS OBRIGAÇÕES FISCAIS E DE SEGURANÇA SOCIAL JULHO 2017

CALENDÁRIO DAS OBRIGAÇÕES FISCAIS E DE SEGURANÇA SOCIAL JULHO 2017 CALENDÁRIO DAS OBRIGAÇÕES FISCAIS E DE SEGURANÇA SOCIAL JULHO 2017 Até 10/07/2017 Envio da Declaração periódica acompanhada dos anexos que se mostrem devidos, pelos contribuintes do regime normal mensal,

Leia mais

Boletim do Contribuinte

Boletim do Contribuinte 132 IRS - BENEFÍCIOS FISCAIS E DEDUÇÕES - ANEXO H E INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO R. P. MINISTÉRIO DAS FINANÇAS AUTORIDADE TRIBUTARIA E ADUANEIRA DECLARAÇÃO DE RENDIMENTOS - IRS MODELO 3 Anexo H BENEFÍCIOS

Leia mais

FISCALIDADE DE EMPRESA II

FISCALIDADE DE EMPRESA II FISCALIDADE DE EMPRESA II Módulo 4 Ano 2006 Carlos Manuel Freitas Lázaro 1 Categoria E - Rendimentos de aplicação de capitais Rendimentos sujeitos (artº 5, CIRS) Essencialmente: Juros e Lucros entre outros:

Leia mais

IRS: Afinal onde estão as Despesas do Anexo H?

IRS: Afinal onde estão as Despesas do Anexo H? IRS: Afinal onde estão as Despesas do Anexo H? Date : 2 de Abril de 2016 Estamos na "época alta" da entrega da declaração de rendimentos (IRS) e há sempre muitas dúvidas ao nível do preenchimento mas também

Leia mais

Circular Gabinete Jurídico-Fiscal

Circular Gabinete Jurídico-Fiscal Circular Gabinete Jurídico-Fiscal N/REFª: 08/2014 DATA: 17/01/2014 ASSUNTO: Calendário Fiscal Fevereiro 2014 Exmos. Senhores, Junto se envia o Calendário Fiscal relativo ao mês de Fevereiro de 2014. Com

Leia mais

CEJ - Seminário sobre Arrendamento Urbano

CEJ - Seminário sobre Arrendamento Urbano CEJ - Seminário sobre Arrendamento Urbano Arrendamento e Direito Fiscal Paula Rosado Pereira Professora da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa 15 de abril de 2016 Tributação em IRS dos rendimentos

Leia mais

Nota Informativa nº 1/IGeFE/DGRH/2017

Nota Informativa nº 1/IGeFE/DGRH/2017 Nota Informativa nº 1/IGeFE/DGRH/2017 ASSUNTO: PROCESSAMENTO DE REMUNERAÇÕES 2017 A partir de 1 de janeiro de 2017, por força da entrada em vigor do Orçamento do Estado para o ano de 2017, aprovado pela

Leia mais

NOTA INFORMATIVA. ASSUNTO: Orçamento de Estado 2014 l Processamento de Remunerações

NOTA INFORMATIVA. ASSUNTO: Orçamento de Estado 2014 l Processamento de Remunerações NOTA INFORMATIVA ASSUNTO: Orçamento de Estado 2014 l Processamento de Remunerações Considerando o disposto na Lei n.º 83-C/2013, de 31 de dezembro, diploma que aprova o Orçamento de Estado para 2014, cumpre

Leia mais

PARTE C (760) Diário da República, 2. a série N. o de Fevereiro de 2007 MINISTÉRIO DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

PARTE C (760) Diário da República, 2. a série N. o de Fevereiro de 2007 MINISTÉRIO DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 4084-(760) Diário da República, 2. a série N. o 32 14 de Fevereiro de 2007 PARTE C MINISTÉRIO DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Gabinete do Ministro Despacho n. o 2366-A/2007 Em execução do disposto

Leia mais

MODELO 3 IRS IMPRESSO 2013 CAMPANHA DE ENTREGA DAS DECLARAÇÕES IRS 2012

MODELO 3 IRS IMPRESSO 2013 CAMPANHA DE ENTREGA DAS DECLARAÇÕES IRS 2012 MODELO 3 IRS IMPRESSO 2013 CAMPANHA DE ENTREGA DAS DECLARAÇÕES IRS 2012 QUEM DEVE APRESENTAR A DECLARAÇÃO Os sujeitos passivos residentes quando estes ou os dependentes que integram o agregado familiar

Leia mais

1. Rosto. Quadro 5 Residência fiscal

1. Rosto. Quadro 5 Residência fiscal Classificação: 0 0 0. 0 1. 0 9 Seg.: Pública Proc.: 2 0 1 2 / 5 9 DIREÇÃO DE SERVIÇOS DO IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO Of.Circulado N.º: 20 156/2012 2012-02-02 Entrada Geral: N.º Identificação Fiscal (NIF):

Leia mais

FINANÇAS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS. Diário da República, 1.ª série N.º de fevereiro de (Revogado.) 10 (Revogado.)

FINANÇAS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS. Diário da República, 1.ª série N.º de fevereiro de (Revogado.) 10 (Revogado.) Diário da República, 1.ª série N.º 39 25 de fevereiro de 2016 599 9 (Revogado.) 10 (Revogado.) Artigo 389.º [...] 1 O Ministério Público pode substituir a apresentação da acusação pela leitura do auto

Leia mais

newsletter Nº 74 MARÇO / 2013

newsletter Nº 74 MARÇO / 2013 newsletter Nº 74 MARÇO / 2013 Assuntos em Destaque Resumo Fiscal/Legal Fevereiro de 2013 2 Lei do Orçamento do Estado para 2013 (IRS) 3 Revisores e Auditores 11 LEGISLAÇÃO FISCAL/LEGAL Assembleia da República

Leia mais

RENDIMENTOS DE CAPITAIS

RENDIMENTOS DE CAPITAIS MODELO EM VIGOR A PARTIR DE JANEIRO DE 2016 R. P. 1 CATEGORIA E 2 MINISTÉRIO DAS FINANÇAS AUTORIDADE TRIBUTÁRIA E ADUANEIRA DECLARAÇÃO DE - IRS MODELO 3 Anexo E DE CAPITAIS 3 IDENTIFICAÇÃO DO(S) SUJEITO(S)

Leia mais

IRS IRC IMI IMT EBF

IRS IRC IMI IMT EBF ADENDA AO IRS IRC IMI IMT EBF - 2011 TABELAS DE RETENÇÃO NA FONTE Despacho n.º 2517-A/2011 de 3 de Fevereiro Tabelas de retenção na fonte Diário da República, 2.ª série, n.º 24, de 3 de Fevereiro de 2011

Leia mais

Como fazer o IRS? 10 MARÇO DE 2012

Como fazer o IRS? 10 MARÇO DE 2012 Como fazer o IRS? 10 MARÇO DE 2012 Incidência do IRS O IRS incide sobre os rendimentos obtidos por pessoas singulares RESIDENTES São tributados pela globalidade dos rendimentos obtidos (em Portugal e

Leia mais

Envie a sua declaração de rendimentos pela internet www.portaldasfinancas.gov.pt Recebe o seu reembolso mais cedo É gratuito Evita filas de espera e deslocações Acessível 24h por dia Pré-preenchimento

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE TÉCNICOS DE CONTABILIDADE

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE TÉCNICOS DE CONTABILIDADE MAPA DE OBRIGAÇÕES FISCAIS E PARAFISCAIS DE JULHO 2016 Dia 11: IVA: Envio da declaração mensal referente ao mês de maio 2016 e anexos. IRS/IRC/SEGURANÇA SOCIAL: Declaração de rendimentos pagos e de retenções,

Leia mais

DECRETO N.º 89/XII. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte:

DECRETO N.º 89/XII. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: DECRETO N.º 89/XII Altera o Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares, o Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas, o Código do Imposto do Selo e a Lei Geral Tributária

Leia mais

CIRCULAR N.º 4/2013. A) IRS Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

CIRCULAR N.º 4/2013. A) IRS Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares 1/7 CIRCULAR N.º 4/2013 ATUALIZAÇÃO FISCAL ORÇAMENTO DO ESTADO 2013 Foi publicado a Lei n.º 66-B/2012, que aprovou o Orçamento do Estado de 2013, pelo que resumimos a seguir, as principais alterações,

Leia mais

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS 9220 Diário da República, 1.ª série N.º 209 26 de outubro de 25 2 As retribuições mínimas, o subsídio de refeição e a atualização das diuturnidades produzem efeitos a partir do primeiro dia do mês da publicação

Leia mais

Código dos Regimes Contributivos do Sistema Previdencial de Segurança Social. Seguro Social Voluntário

Código dos Regimes Contributivos do Sistema Previdencial de Segurança Social. Seguro Social Voluntário de Segurança Social Seguro Social Voluntário Ficha Técnica Autor: (DGSS) - Divisão dos Instrumentos Informativos - Direção de Serviços da Definição de Regimes Editor: DGSS Conceção Gráfica: DGSS / Direção

Leia mais