COMO FORAM AS EDIÇÕES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMO FORAM AS EDIÇÕES"

Transcrição

1 COMO FORAM AS EDIÇÕES ANTERIORES? 0 Iniciativas Registadas Iniciativas Registadas

2 Em 0 "Um Dia com os Media" - dia de Maio na Antena! "Um dia com os Media" na ESCS "Um dia com os Media" na FCSH "Um dia com os Media" na ULP "Vozes da Rádio" 6 Análise de Imagens dos Media Apresentação do prémio Expresso de Jornalismo 7 Jovens Talentos 8 Casting para a rádio escolar 9 Communication and the media 0 Como seria a vida sem os media? Comunicar...Comunicar (A evolução técnica dos meios de comunicação social) Concurso de Fotografia com telemóvel Cursos de Formação de Professores Dar uma aula Media Smart Debate "Um Dia com os Media" Dia Comunicação e Jornalismo - Os bastidores dos 6 media 7 Dia da Literacia Mediática 8 Diga o que significa para si o Jornal da Golpilheira! 9 Documentários de Frank Capra: Why We Fight 0 Educação para os Media Em direto no Museu! Emaús - uma boa notícia para a sociedade Ferramentas d'escrita Fórum O Futuro do Jornalismo Informar na e sobre a universidade 6 Liberdade de Expressão e Liberdade de Imprensa Media e audiências infantis: leitura crítica das 7 notícias pelos alunos da Escola de Soutelo 8 O Valor dos Valores dos Media 9 Os media e a literacia técnico-científica 0 Os media na escola Os Média na Minha Vida - Um Diálogo entre Gerações Os media: que desafios? Outras vozes: espaço ao cidadão na comunicação social regional Palestra - Os Mass Media Hoje Pensar os media - Tertúlia entre os Professores José Pacheco Pereira e Augusto Santos Silva 6 Programa "Consigo" 7 Programa "Ficheiros de Media" 8 Programa de rádio Soy Niño, Sou Criança Recital de encerramento das atividades da 9 operação "um dia com os Media" Spot Publicitário para a Universidade Sénior de 0 Gondomar Testemunhos Um dia com a imprensa regional Um Dia com a Renascença Um Dia com o Cinema Um Dia com os "nossos" media 6 Um dia com os Media de inspiração cristã 7 Um dia com os Media na «Voz do Cidadão» Um Dia com os Media: estudo exploratório com 8 crianças e jovens dos aos 8 anos Um dia como os Media na ESES - Sabe o que é um 9 Provedor? 0 Web.0 - Competências pedagógicas

3 Em 0 7 Dias com o Diário do Minho 7 Dias com os Media 7 Dias, 7 dicas sobre o Media A influência dos blogs na atualidade A presença dos media no quotidiano das gerações mais novas 6 Acércame allí 7 Caixa de Comentários 8 Conjunto de atividades Conversas Gigantes sobre, para e com 9 crianças 0 Dar vida ao papel Educacação para os Media. Compreender e utilizar Criticamente a Informação Televisiva Idosos e a "caixa mágica" Intervenção imediata Já consumiste media hoje? Jornalismo e Censura 6 Jornalismo Impresso vs Jornalismo Online 7 Jornalismo Online: desafios e tendências Liberdade de Imprensa: conquista e 8 desafios 9 Media - ontem, hoje e amanhã 0 Media + Inclusivos Media Cá Fora: os usos mediáticos dos alunos Erasmus presentes na UM Mestrado em Audiovisual e Multimédia em aula aberta O Outro Lado dos Media O que fazemos com os Média? O som, a rádio e a infãncia 6 Oficina de Jornalismo para Crianças 7 Os Media e a Construção da Realidade Os Media e os Jovens: experiências e 8 desafios 9 Os Media: bastidores do jornalismo 0 Para que servem as notícias? Para um Público Esperto, Um Olhar mais desperto! Participação e reflexão dos cidadãos no mundo dos media na actualidade Pegadas Digitais Pensar e agir fora do quadrado Porque adoramos e odiamos as marcas? Projeto Espiral - És influenciado pela 6 PUBLICIDADE? 7 Quando a rádio ouve o ouvinte 8 RUM(o) até ti 9 Um dia com o +Aguiar da Beira 0 Um dia com os Media Umeu Jornal - Sete dias com os jornais da Universidade do Minho V Mostra da Cultura Fílmica

4 Palavras que se destacaram 0 Media e Dia 0 Media e Jornalismo

5 QUEM FORAM OS PROMOTORES? Inst. Ensino Superior Inst. Ensino Básico e Secundário Órgãos de Comunicação Social Associações/Fundações Organismos públicos Rede de bibliotecas escolares/outras instituições educativas Universidades Sénior Cidadãos Movimentos Cívicos Outros Parcerias 7 Um dia com os Media (0) Sete Dias com os Media - ª Edição (0)

6 QUAIS AS INSTITUIÇÕES ACADÉMICAS QUE PROMOVERAM INICIATIVAS? Universidade do Minho Escola Superior de Comunicação Social do Instituto Politécnico de Lisboa Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra Universidade do Algarve Universidade Lusófona de Lisboa Ensino Superior de Educação de Portalegre Escola Superior de Educação de Santarém. Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Educação e Ciência Sociais - Instituto Politécnico de Leiria FCSH/CIMJ Universidade Nova de Lisboa Universidade do Porto 7 Universidade dos Açores Universidade Fernando Pessoa Universidade Lusófona do Porto Um dia com os Media (0) Sete Dias com os Media - ª Edição (0)

7 QUE REGIÕES FORAM ABRANGIDAS? Minho; Várias Regiões de Portugal; Algarve; Grande Porto; Alentejo; Região Autónoma dos Açores; 0 Sem especificação geográfica; Região Autónoma dos Açores; Alentejo; Várias Regiões de Portugal; Sem Algarve; especificação geográfica; Grande Porto; 0 Minho; 0 Grande Lisboa; 9 Centro; Centro; Um dia com os Media (0) Grande Lisboa; 7 Sete Dias com os Media - ª Edição (0)

8 Em dias

9 QUAIS OS PÚBLICOS ATINGIDOS? Comunidade Escolar em Geral (inclui alunos do pré-escolar, básico e secundário) Alunos (pré-escolar, básico e secundário) 9 Leitores/Ouvintes/Espetadores de Órgãos de Comunicação Social 7 Comunidade Académica em Geral (inclui estudantes do ensino superior) Sem especificação de uma função Estudantes do Ensino Superior Profissionais de Comunicação Vários Públicos 6 8 Um dia com os Media (0) Sete Dias com os Media - ª Edição (0)

10 QUAL A FAIXA ETÁRIA DOS PÚBLICOS ATINGIDOS? Um dia com os Media (0) Sete Dias com os Media - ª Edição (0) Sem especificação da faixa etária Jovens/Adultos Vários escalões etários Crianças (menores de ) Séniores

11 QUE TIPO DE INICIATIVAS FORAM PROMOVIDAS? 0 8 Conferência/Debates/ Conversas Informais; 0 Produção de conteúdos nos/pelos media; 9 Outros tipos de iniciativas; 7 6 Oficinas/Workshops Entrevistas, Inquéritos Ações de Formação Inici, integradas atividades Exposições/ escolares//académicas Apresentação de Trabalhos Concursos/prémios Ciclos de Cinema /Documentários Vários tipos de iniciativas 0 Um dia com os Media (0) Criação de páginas na Internet

12 QUE TIPO DE INICIATIVAS FORAM PROMOVIDAS? Oficinas/Workshops Ações de Formação; 0 8 Conferência/Debates/ Conversas Informais; 9 6 Produção de conteúdos nos/pelos media; 7 0 Criação de páginas na Internet Entrevistas, Inquéritos Inic. integradas atividades escolares/ académicas Concursos/prémios Ciclos de Cinema /Documentários Sete Dias com os Media - ª Edição (0) Outros tipos de iniciativas Vários tipos de iniciativas

13 QUE ENFOQUE TIVERAM? Um dia com os Media (0) Importância/ Poder dos media na sociedade 8 Jornalismo/Informação/Novas práticas informativas Meios Tradicionais (Rádio, Televisão, Imprensa) Cidadania/Participação Literacia mediática/ Educação para os Media Hábitos de Consumo de Media/Perfis de audiência Liberdade de Expressão, Liberdade de Imprensa vs Censura Media tradicionais vs Novos Media Publicidade Novos Media Acessibilidades, Inclusão de Minorias Tema livre Outras áreas de enfoque 6 Várias áreas de enfoque

14 QUE ENFOQUE TIVERAM? Sete Dias com os Media - ª Edição (0) Jornalismo/Informação/Novas práticas informativas 8 Hábitos de Consumo de Media/Perfis de audiência Meios Tradicionais (Rádio, Televisão, Imprensa) Liberdade de Expressão, Liberdade de Imprensa vs Censura Acessibilidades, Inclusão de Minorias Cidadania/Participação Media tradicionais vs Novos Media Publicidade Importância/ Poder dos media na sociedade Novos Media Outras áreas de enfoque Várias áreas de enfoque

15 EM 0 COMO FOI O CALENDÁRIO? 0 Não especifica os dias; 0 0 Todos os dias previstos; 8 Primeiro dia da iniciativa; Último dia da iniciativa; Outro(s) dias previstos; Fora das datas previstas; a 9 de maio de 0

16 Em 0? É o desafio que vos deixamos... Diversidade de iniciativas Diversidade de temas Diversidade de públicos Diversidade de promotores Educação para os media é diversidade

17

18 Muito obrigada

O Referencial de Educação para os Media: currículo, contexto, capacitação. Manuel Pinto CECS Universidade do Minho

O Referencial de Educação para os Media: currículo, contexto, capacitação. Manuel Pinto CECS Universidade do Minho O Referencial de Educação para os Media: currículo, contexto, capacitação Manuel Pinto CECS Universidade do Minho Trajetórias 1982: Declaração de Grünwald, UNESCO 1988: CRSE - Proposta de Reforma Global

Leia mais

PROGRAMA PINHAL NOVO PALMELA E QUINTA DO ANJO MARATECA E POCEIRÃO

PROGRAMA PINHAL NOVO PALMELA E QUINTA DO ANJO MARATECA E POCEIRÃO PROGRAMA PINHAL NOVO PALMELA E QUINTA DO ANJO MARATECA E POCEIRÃO A diversidade dos espaços e dos tempos educativos remete cada vez mais para o conceito de Escola - Comunidade, aberta ao diálogo e à educação

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2016 VAGAS E ABERTURA DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO INFORMAÇÃO COM EMBARGO ATÉ ÀS 00H01 DE (QUINTA-FEIRA)

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2016 VAGAS E ABERTURA DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO INFORMAÇÃO COM EMBARGO ATÉ ÀS 00H01 DE (QUINTA-FEIRA) ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2016 VAGAS E ABERTURA DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO NOTA INFORMAÇÃO COM EMBARGO ATÉ ÀS 00H01 DE 21-07-2015 (QUINTA-FEIRA) 1. Inicia-se quinta-feira, 21 de julho, o prazo de candidatura

Leia mais

A Educação para os Media em Portugal

A Educação para os Media em Portugal A Educação para os Media em Portugal Experiências, Actores e Contextos Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade Novembro de 2009 1. Enquadramento Teórico A Educação para os Media é hoje uma área-chave

Leia mais

Curriculum Vitae. Identificação

Curriculum Vitae. Identificação Curriculum Vitae Identificação Nome: José Francisco Nunes Guilherme Data de nascimento: 03/12/1960 Residência: Urbanização da Tavagueira, lote 5 R/C B Guia 8200-427 Albufeira Telemóvel: 969727947 Email:

Leia mais

CANDIDATURA ARTICULAR PARA INTERVIR 2.ª FASE DIETA MEDITERRÂNICA AÇÕES DA REGIÃO DE TURISMO DO ALGARVE

CANDIDATURA ARTICULAR PARA INTERVIR 2.ª FASE DIETA MEDITERRÂNICA AÇÕES DA REGIÃO DE TURISMO DO ALGARVE CANDIDATURA ARTICULAR PARA INTERVIR 2.ª FASE DIETA MEDITERRÂNICA AÇÕES DA REGIÃO DE TURISMO DO ALGARVE Ações da Região de Turismo do Algarve integradas no âmbito da candidatura Articular para Intervir

Leia mais

EDUCAÇÃO PARA OS MEDIA EM PORTUGAL: EXPERIÊNCIAS, ATORES E CONTEXTOS

EDUCAÇÃO PARA OS MEDIA EM PORTUGAL: EXPERIÊNCIAS, ATORES E CONTEXTOS EDUCAÇÃO PARA OS MEDIA EM PORTUGAL: EXPERIÊNCIAS, ATORES E CONTEXTOS Ciclo de Seminários Educação com Sentido(s) Centro de Formação Francisco de Holanda Guimarães, 24.02.2014 Conceitos Media: plural de

Leia mais

LABORATÓRIO ESTRATÉGICO DE TURISMO. Conhecimento, Emprego & Formação

LABORATÓRIO ESTRATÉGICO DE TURISMO. Conhecimento, Emprego & Formação LABORATÓRIO ESTRATÉGICO DE TURISMO Conhecimento, Emprego & Formação SETÚBAL, 6 de outubro de 2016 Nuno Fazenda O Turismo nos últimos 10 anos ESTRUTURA Gestão e Monitorização Grandes Desafios Referencial

Leia mais

Construção de FANZINE Nuria Meurer

Construção de FANZINE Nuria Meurer Construção de FANZINE Nuria Meurer Agradecimento. Quero agradecer aos professores que participaram deste trabalho, levando novas formas de aprendizagem, iniciando o processo de autoria na produção da Fanzine

Leia mais

Joaquim Ramos Pinto ASPEA

Joaquim Ramos Pinto ASPEA Associação Portuguesa de Educação Ambiental Caretakers of the Environment International - Portugal SEMINÁRIO EDUCAÇÃO E AMBIENTE UMA COOPERAÇÃO PELA CIDADANIA Lisboa 6 de Junho de 2012 Joaquim Ramos Pinto

Leia mais

O valor da legendagem para Surdos

O valor da legendagem para Surdos O valor da legendagem para Surdos Colóquio Caminhos Surdos Coimbra, 5 Junho 2004 josélia neves Um estudo sobre legendagem para Surdos um trabalho científico com implicações pessoais e humanas Valor da

Leia mais

BIBLIOTECAS ESCOLARES

BIBLIOTECAS ESCOLARES PLANO DE AÇÃO BIBLIOTECAS ESCOLARES Agrupamento de Escolas da Moita 1 As Bibliotecas Escolares assumem, para além das funções informativa, educativa, cultural e recreativa, o papel de adjuvante do aluno,

Leia mais

MUNICÍPIO DA FIGUEIRA DA FOZ DEPARTAMENTO DE CULTURA, EDUCAÇÃO E ACÇÃO SOCIAL. Divisão de Cultura, Museu, Biblioteca e Arquivos

MUNICÍPIO DA FIGUEIRA DA FOZ DEPARTAMENTO DE CULTURA, EDUCAÇÃO E ACÇÃO SOCIAL. Divisão de Cultura, Museu, Biblioteca e Arquivos 1 de Junho Comemorações do Dia Mundial da Criança Integrado na Parceria cultural estabelecida entre Município da Figueira da Foz e o INTEP- Instituto Tecnológico e Profissional da Figueira da Foz, um grupo

Leia mais

(des)liga-te: nem 8 nem 80

(des)liga-te: nem 8 nem 80 Elementos do Grupo Ana de Matos Diana Reis Giselene Coimbra Patrícia Marinho Sandra Rodrigues E6938 A74074 A59605 A72021 A72987 Ficha de Atividade (des)liga-te: nem 8 nem 80 Introdução ao tema No âmbito

Leia mais

- Copyright GRACE Maio Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial Associação

- Copyright GRACE Maio Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial Associação - Copyright GRACE Maio 2012 Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial Associação Uni.Network Missão Promover a ligação e a aproximação entre as Entidades Académicas portuguesas e as Empresas na

Leia mais

COOPERAÇÃO EM REDE E PARCERIAS INTERNACIONAIS INOVADORAS EM MATÉRIA DE EDUCAÇÃO E APRENDIZAGEM DE PESSOAS ADULTOS

COOPERAÇÃO EM REDE E PARCERIAS INTERNACIONAIS INOVADORAS EM MATÉRIA DE EDUCAÇÃO E APRENDIZAGEM DE PESSOAS ADULTOS COOPERAÇÃO EM REDE E PARCERIAS INTERNACIONAIS INOVADORAS EM MATÉRIA DE EDUCAÇÃO E APRENDIZAGEM DE PESSOAS ADULTOS Cooperação triangular Canárias, Cabo Verde e Guiné-Bissau, através da Formação a Distância

Leia mais

BOLETIM DA BE. O Regresso à Biblioteca. BIBLIOTECA ESCOLAR Agrupamento de Escolas de São João da Pesqueira

BOLETIM DA BE. O Regresso à Biblioteca. BIBLIOTECA ESCOLAR Agrupamento de Escolas de São João da Pesqueira A biblioteca escolar desenvolve nos estudantes competências para a aprendizagem ao longo da vida e desenvolve a imaginação, permitindo-lhes tornaremse cidadãos responsáveis In Manifesto da Biblioteca Escolar,

Leia mais

Livro Os Ciganos: História e Cultura - crianças e jovens - 12/15 anos

Livro Os Ciganos: História e Cultura - crianças e jovens - 12/15 anos Sugestões pedagógicas para orientar a leitura dos livros da Biblioteca Digital Livro Os Ciganos: História e Cultura - crianças e jovens - 12/15 anos Atividades para trabalhar os temas: Tolerância intercultural

Leia mais

Pedro Miguel Puga Alves. Rua Mateus Fernandes nº 21 1º A, Oeiras, Portugal. ou

Pedro Miguel Puga Alves. Rua Mateus Fernandes nº 21 1º A, Oeiras, Portugal. ou re Curriculum vitae Informação pessoal Nome Morada Pedro Miguel Puga Alves Rua Mateus Fernandes nº 21 1º A, 2780-233 Oeiras, Portugal Telefone 21 442 37 86 Telemóvel1: 96 258 53 49 Telemóvel2: 91 338 27

Leia mais

Encontros Regionais da Educação

Encontros Regionais da Educação Encontros Regionais da Educação Abril de 2016 PROJETOS DGE Laboratórios de Aprendizagem Surgiu no final de 2014 em parceria com a EUN Workshops de divulgação Formação de formadores MOOC Disseminação de

Leia mais

PLANO TIC E D U C A Ç Ã O P RÉ- E S C O L A R E 1 º C I C L O

PLANO TIC E D U C A Ç Ã O P RÉ- E S C O L A R E 1 º C I C L O PLANO TIC E D U C A Ç Ã O P RÉ- E S C O L A R E 1 º C I C L O D O E N S I N O B Á S I C O 2011-2012 O Coordenador TIC Susana Isabel F. Almendra Neno CARACTERIZAÇÃO DA ESCOLA IDENTIFICAÇÃO DO COORDENADOR

Leia mais

III Congresso Internacional sobre Culturas - Interfaces da Lusofonia

III Congresso Internacional sobre Culturas - Interfaces da Lusofonia III Congresso Internacional sobre Culturas - Interfaces da Lusofonia Discussion published by Carla Alferes Pinto on Monday, January 16, 2017 III Congresso Internacional sobre Culturas - Interfaces da Lusofonia

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO ESCOLAR Ano letivo 2012/2013

REGULAMENTO DO CONCURSO ESCOLAR Ano letivo 2012/2013 REGULAMENTO DO CONCURSO ESCOLAR Ano letivo 2012/2013 TEMA A ÁGUA QUE NOS UNE 1 ÂMBITO Década das Nações Unidas da Educação para o Desenvolvimento Sustentável (2005-2014), Década da Biodiversidade (2011-2020),

Leia mais

Projecto Jornalismo e Sociedade. Princípios e desafios do jornalismo na época dos media digitais em rede

Projecto Jornalismo e Sociedade. Princípios e desafios do jornalismo na época dos media digitais em rede Projecto Jornalismo e Sociedade Princípios e desafios do jornalismo na época dos media digitais em rede Esta pequena auscultação visa complementar os resultados de um conjunto de fóruns sobre o presente

Leia mais

FREGUESIA DE RAMALDE. Comissão do Centenário da Republica Freguesia de Ramalde

FREGUESIA DE RAMALDE. Comissão do Centenário da Republica Freguesia de Ramalde CENTENÁRIO DA REPUBLICA 1910 2010 FREGUESIA DE RAMALDE MANIFESTO A República Portuguesa atinge o 1º século de vida. Os seus representantes preparam, como não podia deixar de ser, uma gala, que será dominada

Leia mais

Foto Carga Horária: 15h presenciais. Facilitador: Sandro Barros. Objetivo:

Foto Carga Horária: 15h presenciais. Facilitador: Sandro Barros. Objetivo: Foto Calabor@tiva Carga Horária: 15h presenciais Facilitador: Sandro Barros Objetivo: O objetivo é estimular crianças e jovens a utilizar a linguagem fotográfica como elemento alternativo e visual, despertando

Leia mais

A EMIGRAÇÃO E OS JOVENS

A EMIGRAÇÃO E OS JOVENS Universidade do Algarve Escola Superior de Educação e Comunicação Ciências da Comunicação Projeto Multimédia Prº Fernando Carrapiço 2011/2012 PROPOSTA DE PROJETO A EMIGRAÇÃO E OS JOVENS Discentes: Carolina

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO MESTRADO EM ENSINO DE EDUCAÇÃO VISUAL E TECNOLÓGICA NO ENSINO BÁSICO

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO MESTRADO EM ENSINO DE EDUCAÇÃO VISUAL E TECNOLÓGICA NO ENSINO BÁSICO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO MESTRADO EM ENSINO DE EDUCAÇÃO VISUAL E TECNOLÓGICA NO ENSINO BÁSICO FICHA CURRICULUM VITAE EXEMPLO 1. IDENTIFICAÇÃO Nome Data de Nascimento

Leia mais

BIBLIOTECA ESCOLAR da Escola Básica 1º ciclo e da Escola Básica e

BIBLIOTECA ESCOLAR da Escola Básica 1º ciclo e da Escola Básica e 2015/2016 BIBLIOTECA ESCOLAR da Escola Básica 1º ciclo e da Escola Básica e Secundária pólo Aquilino Ribeiro e pólo Luís Veiga Leitão DATA LOCAL ATIVIDADES OBJETIVOS/DOMÍNIOS ORGANIZADORES/ INTERVENIENTES

Leia mais

Plano Anual de Actividades Projecto Museu Escolar Dinamizado por: Ano Lectivo 2010/2011

Plano Anual de Actividades Projecto Museu Escolar Dinamizado por: Ano Lectivo 2010/2011 Plano Anual de Actividades Projecto Museu Escolar Dinamizado por: António Inácio e António Montezo Ano Lectivo 2010/2011 CALENDARIZAÇÃO ACTIVIDADES OBJECTIVOS ARTICULAÇÃO INTERDISCIPLINAR PÚBLICO-ALVO

Leia mais

Guia para elaboração. de textos da Revista

Guia para elaboração. de textos da Revista Guia para elaboração de textos da Revista EducarMais Sobre a revista Canal de comunicação com as instituições de ensino parceirasdo Sistema Ari de Sá, a Revista EducarMais conta com textos e artigos, entrevistas

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO DE AMORA. CURSOS DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO - Tipo 3 - Ano Letivo 2014/2015

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO DE AMORA. CURSOS DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO - Tipo 3 - Ano Letivo 2014/2015 ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO DE AMORA 1º CURSOS DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO - Tipo 3 - Ano Letivo 2014/2015 1 I - AVALIAÇÃO: Escola Secundária com 3º Ciclo do Ensino Básico de Amora Planificação CEF 1º Ano

Leia mais

Comunicação Integrada: uma experiência em assessoria na Saúde Pública

Comunicação Integrada: uma experiência em assessoria na Saúde Pública Comunicação Integrada: uma experiência em assessoria na Saúde Pública Kalyne Menezes, mskalyne@gmail.com, UFG Daiana Stasiak, daiastasiak@gmail.com, UFG Silvana Coleta, silvanacoleta@gmail.com, UFG Marcelo

Leia mais

Empreendedorismo Social e Tecnologia

Empreendedorismo Social e Tecnologia Empreendedorismo Social e Tecnologia 7 de Fevereiro de 2011 Auditório do Ninho de Empresas DNA Cascais Vencedor do 1º concurso de ideias de negócios de cascais - categoria saúde, promovido pela dna cascais

Leia mais

COMPROMISSOS. Os objectivos gerais do IndieLisboa são: Incentivar a criação na área do cinema;

COMPROMISSOS. Os objectivos gerais do IndieLisboa são: Incentivar a criação na área do cinema; COMPROMISSOS O IndieLisboa é um festival de cinema internacional e generalista, com a durac aõ de 11 dias, que se realiza anualmente em Lisboa. A sua programação tem como intuito principal a divulgação

Leia mais

Workshop sobre Inclusão e Formação Financeira com Bancos Centrais dos Países de Língua Portuguesa

Workshop sobre Inclusão e Formação Financeira com Bancos Centrais dos Países de Língua Portuguesa Workshop sobre Inclusão e Formação Financeira com Bancos Centrais dos Países de Língua Portuguesa Estratégia para a formação financeira Susana Narciso Departamento de Supervisão Comportamental 11 de julho

Leia mais

OFICINAS. Módulos: 3 Dias: 09, 10 e 11/11 (de manhã) Local: Laboratório 1A do Campus Liberdade Vagas: 30

OFICINAS. Módulos: 3 Dias: 09, 10 e 11/11 (de manhã) Local: Laboratório 1A do Campus Liberdade Vagas: 30 OFICINAS Título: Arte-composição para o audiovisual Turma 1 Descrição: Em aulas externas, exercícios para a diversificação do olhar compositivo ao utilizar qualquer tipo de câmera. Ao fim da oficina, cada

Leia mais

Apresentação do programa Parlamento dos Jovens. 1. Objetivos do Programa

Apresentação do programa Parlamento dos Jovens. 1. Objetivos do Programa Apresentação do programa Parlamento dos Jovens O Parlamento dos Jovens é uma iniciativa institucional da Assembleia da República, desenvolvida ao longo do ano letivo com as Escolas de todo o país, em que

Leia mais

Grade Curricular - Comunicação Social. Habilitação em Publicidade e Propaganda - matutino

Grade Curricular - Comunicação Social. Habilitação em Publicidade e Propaganda - matutino Grade Curricular - Comunicação Social Habilitação em Publicidade e Propaganda - matutino SEMESTRE 1 CCA0218 Língua Portuguesa - Redação e Expressão Oral I 4 0 4 CCA0258 Fundamentos de Sociologia Geral

Leia mais

REDE DE PONTOS DE CULTURA DE GOVERNADOR VALADARES - MG

REDE DE PONTOS DE CULTURA DE GOVERNADOR VALADARES - MG TÍTULO DO PROJETO Área Predominante: (Marque um x nas áreas que seu projeto mais se identifica) CULTURAS POPULARES ( ) Tradição Oral ( ) Artesanato ( ) Manifestações culturais ( ) Contador de Histórias

Leia mais

PERSPETIVAS DE INTERVENÇÃO

PERSPETIVAS DE INTERVENÇÃO PERSPETIVAS DE INTERVENÇÃO DOMÍNIOS OBJETIVO ESTRATÉGICO 1. RESULTADOS a) Melhorar o sucesso escolar dos alunos Avaliação Interna e Externa b) Promover Atitudes e Comportamentos de Cidadania a) Intensificar

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO. Nome: Fátima Cristina Dias Pereira. Data de Nascimento 15 de Maio de Naturalidade Monte * Funchal. Nacionalidade Portuguesa

IDENTIFICAÇÃO. Nome: Fátima Cristina Dias Pereira. Data de Nascimento 15 de Maio de Naturalidade Monte * Funchal. Nacionalidade Portuguesa IDENTIFICAÇÃO Nome: Fátima Cristina Dias Pereira Data de Nascimento 15 de Maio de 1971 Naturalidade Monte * Funchal Nacionalidade Portuguesa Bilhete de Identidade 957 60 42 Número de Contribuinte 168 257

Leia mais

Forum AMP Empreendedorismo Social 2020

Forum AMP Empreendedorismo Social 2020 Forum AMP Empreendedorismo Social 2020 Porto 29 junho 2016 www.akdn.org 1 AGA KHAN DEVELOPMENT NETWORK AKDN geographic presence: 30 countries in 7 regions Fundação Aga Khan - Portugal A misão em Portugal

Leia mais

Distrito Datas Locais Tipo de evento Aveiro Entre 1 e 17 Outubro

Distrito Datas Locais Tipo de evento Aveiro Entre 1 e 17 Outubro A t i v i d a d e s n o â m b i t o d o 1 7 d e O u t u b r o - 2 0 1 5 - Distrito Datas Locais Tipo de evento Aveiro Entre 1 e 17 Outubro Concelhos do distrito de Aveiro Lançamento de um inquérito (mais

Leia mais

BIBLIOTECAS ESCOLARES PLANIFICAÇÃO DE ATIVIDADES 2014 / 2015

BIBLIOTECAS ESCOLARES PLANIFICAÇÃO DE ATIVIDADES 2014 / 2015 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VIEIRA DE ARAÚJO ESCOLA EB/S VIEIRA DE ARAÚJO VIEIRA DO MINHO BIBLIOTECAS ESCOLARES PLANIFICAÇÃO DE ATIVIDADES / 2015 PROJETO EDUCATIVO Lacunas ao nível da articulação entre ciclos,

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular OFICINA DE ILUMINAÇÃO Ano Lectivo 2013/2014

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular OFICINA DE ILUMINAÇÃO Ano Lectivo 2013/2014 Programa da Unidade Curricular OFICINA DE ILUMINAÇÃO Ano Lectivo 2013/2014 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Comunicação e Multimédia 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

Atividades no COINES 2016 O INES de Portas Abertas

Atividades no COINES 2016 O INES de Portas Abertas Atividades no COINES 2016 O INES de Portas Abertas TURNO TÍTULO Vagas para sorteio externo OFICINA: O INTÉRPRETE DE LIBRAS NO TEATRO. 12 MINICURSO: LITERATURA SURDA: ESTRATÉGIAS TRADUTÓRIAS DE INCORPORAÇÃO

Leia mais

Fernando Luís de Sousa Correia (Correia, F.)

Fernando Luís de Sousa Correia (Correia, F.) Fernando Luís de Sousa Correia (Correia, F.) Atividades pedagógicas anteriores mais relevantes para a apreciação das capacidades nesse domínio, quando aplicável Universidade da Madeira 2016 A minha experiência

Leia mais

REGULAMENTO. 3. DESTINATÁRIOS Pré-escolar / Jardim-de-infância 1.º Ciclo do ensino básico

REGULAMENTO. 3. DESTINATÁRIOS Pré-escolar / Jardim-de-infância 1.º Ciclo do ensino básico DADOS GERAIS Ano Letivo: 2014/2015 Coordenador (CEP): Helena Berenguer Chefe de Divisão (CDAEA): Natalina Santos Concurso N.º: 16 Tema: Imagens que a luz desenha Data: 15 a 21 de Junho 2015 REGULAMENTO

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO ESCOLAR Ano Lectivo 2011/2012

REGULAMENTO DO CONCURSO ESCOLAR Ano Lectivo 2011/2012 REGULAMENTO DO CONCURSO ESCOLAR Ano Lectivo 2011/2012 TEMA Como melhorar a qualidade ambiental da minha comunidade? ÂMBITO Década das Nações Unidas da Educação para o Desenvolvimento Sustentável (2005-2014)

Leia mais

Apresentação para Sala de Aula para alunos de 1ª a 4ª série

Apresentação para Sala de Aula para alunos de 1ª a 4ª série Apresentação para Sala de Aula para alunos de 1ª a 4ª série O que é Patrimônio Cultural? Patrimônio é constituído pelos bens materiais e imateriais que se referem à nossa identidade, nossas ações, costumes,

Leia mais

Aprendizagem ao Longo da Vida Inquérito à Educação e Formação de Adultos 2007

Aprendizagem ao Longo da Vida Inquérito à Educação e Formação de Adultos 2007 Aprendizagem ao Longo da Vida Inquérito à Educação e Formação de Adultos 2007 25 de Novembro de 2009 A publicação Aprendizagem ao Longo da Vida Inquérito à Educação e Formação de Adultos 2007, apresenta,

Leia mais

Sector. Sector Cultural e Criativo em Portugal (2006)

Sector. Sector Cultural e Criativo em Portugal (2006) Missão Na património.pt acreditamos que o património é de todos. Um direito. Uma herança. Um dever. Procuramos levar todo o património português a todos os portugueses interessados. A todos os que por

Leia mais

MAPA XVII RESPONSABILIDADES CONTRATUAIS PLURIANUAIS DOS SERVIÇOS INTEGRADOS E DOS SERVIÇOS E FUNDOS AUTÓNOMOS, AGRUPADOS POR MINISTÉRIO (EM EURO)

MAPA XVII RESPONSABILIDADES CONTRATUAIS PLURIANUAIS DOS SERVIÇOS INTEGRADOS E DOS SERVIÇOS E FUNDOS AUTÓNOMOS, AGRUPADOS POR MINISTÉRIO (EM EURO) RESPONSABILIDADES CONTRATUAIS PLURIANUAIS DOS E DOS, AGRUPADOS POR MINISTÉRIO Página 1/8 01 - ENCARGOS GERAIS DO ESTADO CONSELHO ECONÓMICO E SOCIAL 20 981 20 981 20 981 20 981 ENTIDADE REGULADORA PARA

Leia mais

2011. Ano Europeu do Voluntariado

2011. Ano Europeu do Voluntariado 2011. Ano Europeu do Voluntariado Projecto de Celebração Enquadramento A Comissão Europeia proclamou o ano de 2011 como Ano Europeu para o Voluntariado. No ano escutista de 2010/2011, o Corpo Nacional

Leia mais

Rua do Pau de Bandeira, Lisboa Tel /8 Fax

Rua do Pau de Bandeira, Lisboa Tel /8 Fax Boletim informativo Edição especial n.º 2/2015 dezembro de 2015 PT Agenda do Provedor de Justiça 14 de outubro: O Provedor de Justiça promoveu o Seminário intitulado O pensamento contemporâneo e a condição

Leia mais

EXECUTIVO DA JUNTA DE FREGUESIA DE S. VICENTE BRAGA

EXECUTIVO DA JUNTA DE FREGUESIA DE S. VICENTE BRAGA JUNTA FREGUESIA DE S. VICENTE WWW.JF-SVICENTE.COM INFORMAÇÃO PERIÓDICA DO PRESIDENTE DA JUNTA, À ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE S. VICENTE, REFERENTE À SESSÃO ORDINÁRIA DE 18 DE ABRIL 2012. EXECUTIVO DA JUNTA

Leia mais

LISTA DE FIGURAS, GRÁFICOS, QUADROS E TABELAS

LISTA DE FIGURAS, GRÁFICOS, QUADROS E TABELAS iii LISTA DE FIGURAS, GRÁFICOS, QUADROS E TABELAS Capítulo I Tabela nº 1 Composição da amostragem: professores e alunos em relação às quantidades de questionários enviados/recebidos na pesquisa.. 6 Tabela

Leia mais

O programa BE\CRE à la carte apresenta atividades e projetos pedagógicos que a equipa de Bibliotecas do Agrupamento de Escolas de Mem Martins

O programa BE\CRE à la carte apresenta atividades e projetos pedagógicos que a equipa de Bibliotecas do Agrupamento de Escolas de Mem Martins O programa BE\CRE à la carte apresenta atividades e projetos pedagógicos que a equipa de Bibliotecas do Agrupamento de Escolas de Mem Martins pretende desenvolver ao longo do ano com os diferentes níveis

Leia mais

NOTA. 2. Concorreram a esta fase estudantes, o que representa um acréscimo de 5% em relação ao ano anterior ( em 2013).

NOTA. 2. Concorreram a esta fase estudantes, o que representa um acréscimo de 5% em relação ao ano anterior ( em 2013). NOTA 1. Concluída a primeira fase do 38.º concurso nacional de acesso 1, foram já admitidos no ensino superior público, em 2014, 37 778 novos estudantes, o que representa um ligeiro crescimento em relação

Leia mais

Escola Superior de Saúde de Santarém

Escola Superior de Saúde de Santarém Santarém, 4 de Abril de 2013 4º Congresso Luso-Espanhol de Estudantes de Enfermagem Escola Superior de Saúde de Santarém Hélia Dias Olímpia Cruz Conceição Santiago A Escola como Espaço de Construção da

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DE SETÚBAL ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS EMPRESARIAIS ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DO BARREIRO ESCOLA SUPERIOR DE SAÚDE INSTITUTO POLITÉCNICO DE

Leia mais

Blog. Blog da escola: ferramenta de apoio. e comunicação entre toda comunidade escolar. POIE SOLANGE ASEVEDO RIBEIRO

Blog. Blog da escola: ferramenta de apoio. e comunicação entre toda comunidade escolar. POIE SOLANGE ASEVEDO RIBEIRO Blog da escola: ferramenta de apoio e comunicação entre toda comunidade escolar. Blog POIE SOLANGE ASEVEDO RIBEIRO Blog da escola: ferramenta de apoio e comunicação entre toda comunidade escolar. Blog

Leia mais

EDITAL DA CHAMADA DE TRABALHOS ACADÊMICOS/CIENTÍFICOS PARA A SEMANA ACADÊMICA DE COMUNICACÃO - SEACOM/2015

EDITAL DA CHAMADA DE TRABALHOS ACADÊMICOS/CIENTÍFICOS PARA A SEMANA ACADÊMICA DE COMUNICACÃO - SEACOM/2015 EDITAL DA CHAMADA DE TRABALHOS ACADÊMICOS/CIENTÍFICOS PARA A SEMANA ACADÊMICA DE COMUNICACÃO - SEACOM/2015 Torna-se pública a abertura das inscrições para a submissão de trabalhos acadêmicos e científicos

Leia mais

O Mar no próximo QFP

O Mar no próximo QFP O Mar no próximo QFP 2014-2020 Fórum do Mar José Manuel Fernandes Deputado ao Parlamento Europeu Estratégia Europa 2020 A guia das próximas perspectivas financeiras Estratégia Europa 2020 2020 Crescimento

Leia mais

Relação Lattes/ Avaliação Cultura e Extensão Pesquisa em processo*

Relação Lattes/ Avaliação Cultura e Extensão Pesquisa em processo* Relação Lattes/ Avaliação Pesquisa em processo* Comissão de Universitária FAU/USP * Dúvidas ou sugestões nos envie um e-mail Detalhamento. (Atividades externas à USP e da especialidade em docência e pesquisa

Leia mais

Os Governos Civis de Portugal. Memória, História e Cidadania

Os Governos Civis de Portugal. Memória, História e Cidadania Ministério da Administração Interna Secretaria-Geral Os Governos Civis de Portugal. Memória, História e Cidadania Encontro Arquivos da Administração Pública 2 e 3 julho Angélica Jorge/Cidália Ferreira

Leia mais

CRIANÇAS E VIOLÊNCIA TELEVISIVA um contributo

CRIANÇAS E VIOLÊNCIA TELEVISIVA um contributo CRIANÇAS E VIOLÊNCIA TELEVISIVA um contributo CRIANÇAS E VIOLÊNCIA TELEVISIVA um contributo José Carlos Costa Ribeiro Orientação: Prof.Drª Mª Conceição Lopes Mestrado em Comunicação Multimédia Audiovisual

Leia mais

Enlaces útiles/ Esteka Interesgarriak. Jornais e revistas

Enlaces útiles/ Esteka Interesgarriak. Jornais e revistas DEPARTAMENTO DE PORTUGUES // PORTUGALERA DEPARTAMENTUA PORTUGAL Nacionais http://www.publico.clix.pt http://www.expresso.pt http://www.correiomanha.pt http://www.dn.pt http://www.visaoonline.pt http://www.acapital.pt

Leia mais

TORNEIO DE BASQUETEBOL FAUSTO RODRIGUES 2016 PROGRAMA DO TORNEIO

TORNEIO DE BASQUETEBOL FAUSTO RODRIGUES 2016 PROGRAMA DO TORNEIO TORNEIO DE BASQUETEBOL FAUSTO RODRIGUES 2016 PROGRAMA DO TORNEIO 1. APRESENTAÇÃO A Física volta a homenagear Fausto Rodrigues como um dos grandes dinamizadores do basquetebol em Torres Vedras. A melhor

Leia mais

Bibliografia. Documentos oficiais:

Bibliografia. Documentos oficiais: Bibliografia ANDRESEN, Sophia, A Árvore, Liv. Figueirinhas, Porto, 1987. AREAL, Zita, Visualmente a Cor. 1ª Edição, Areal Editores, Porto,1995. Visualmente Educação Visual 7º, 8º e 9º Anos Terceiro Ciclo

Leia mais

I PROGRAMA DOCTV CPLP

I PROGRAMA DOCTV CPLP DOSSIER DE IMPRENSA I PROGRAMA DOCTV CPLP I ANTECEDENTES O DOCTV CPLP surge na sequência de experiências bem sucedidas de âmbito nacional DOCTV Brasil e transnacional DOCTV Ibero-América lançadas pelo

Leia mais

A Academia dos Patins apresenta...

A Academia dos Patins apresenta... A Academia dos Patins apresenta... A Academia dos Patins É uma entidade com larga experiência na organização de eventos e projectos na área dos Desportos Radicais urbanos, bem como no desenvolvimento e

Leia mais

Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal

Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal 1ª Conferência Luso-Brasileira de Acesso Aberto U. Do Minho, Braga, 25-26 Nov 2010 Luis Magalhães UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Iniciado

Leia mais

PORTUGUÊS LÍNGUA NÃO MATERNA (PLNM) ENSINO SECUNDÁRIO 2016/2017

PORTUGUÊS LÍNGUA NÃO MATERNA (PLNM) ENSINO SECUNDÁRIO 2016/2017 Critérios Específicos de Avaliação PORTUGUÊS LÍNGUA NÃO MATERNA (PLNM) ENSINO SECUNDÁRIO 2016/2017 Domínio de Avaliação Saber e Saber Fazer Instrumentos de Avaliação Domínios a desenvolver Descritores

Leia mais

Filmes rights-ready Com um único clique, pode usar clips de filme nos seus projectos, quando e como quiser.

Filmes rights-ready Com um único clique, pode usar clips de filme nos seus projectos, quando e como quiser. Com um único clique, pode usar clips de filme nos seus projectos, quando e como quiser. Rights-ready, agora disponível online, é uma forma nova e mais fácil de tratar do licenciamento de clips de filmes

Leia mais

Grau Curso Ato Normativo Nivel de Ensino

Grau Curso Ato Normativo Nivel de Ensino Escola Artística do Porto - Guimarães Animação Digital n.º 6535/2008 de 06-03-08 240 600 Escola Artística do Porto - Guimarães Desenho - Áreas de especialização: Prática Artística; Desenho Científico e

Leia mais

TIC e Inovação Curricular História de algumas práticas

TIC e Inovação Curricular História de algumas práticas TIC e Inovação Curricular História de algumas práticas Era uma vez um processo de investigação Agora vão a www.pensamentocritico.com e clicam em Respostas!!! AVALIAÇÃO FORMATIVA E APRENDIZAGEM DA LÍNGUA

Leia mais

DESTAQUES DA PROGRAMAÇÃO EXPOSIÇÕES

DESTAQUES DA PROGRAMAÇÃO EXPOSIÇÕES A edição 2012/13 da Receção à Comunidade Educativa é uma oportunidade para o município engrandecer a gestão integrada das ofertas educativas, dos recursos e serviços da comunidade, priorizando o seu uso

Leia mais

Utilizadores Abril. ZONA C Jogos/Revistas. Leitura Domiciliária total Desde 14-9 a unidades. Total Abril

Utilizadores Abril. ZONA C Jogos/Revistas. Leitura Domiciliária total Desde 14-9 a unidades. Total Abril Relatório abril 2016 2015-2016 N.º Total Utilizadores ZONA A Leitura / Tpc ZONA B Tv /Filmes Utilizadores Abril ZONA C Jogos/Revistas ZONA D Tic s 3268 1346 1232 273 870 1347 615 179 534 607 5º 6º 7º 8º

Leia mais

INSTITUTO DE ESTUDOS MEDIEVAIS INDICADORES DE PRODUTIVIDADE

INSTITUTO DE ESTUDOS MEDIEVAIS INDICADORES DE PRODUTIVIDADE INSTITUTO DE ESTUDOS MEDIEVAIS INDICADORES DE PRODUTIVIDADE INVESTIGADORES INTEGRADOS DOUTORADOS (IID) 1. PRODUÇÃO CIENTÍFICA Critérios mínimos Cada investigador integrado deve cumprir, por triénio, três

Leia mais

PLANO DE ACÇÃO Comissão Social de Freguesia de Odivelas. Aderentes à Comissão Social de Freguesia de Odivelas

PLANO DE ACÇÃO Comissão Social de Freguesia de Odivelas. Aderentes à Comissão Social de Freguesia de Odivelas Um Plano de Acção consiste num instrumento componente do Plano de Desenvolvimento Social, que define sistematicamente, as acções a desenvolver, o cronograma, os parceiros responsáveis e os recursos. 1

Leia mais

Regulamento das Atividades Complementares. Faculdade Paulus de Comunicação

Regulamento das Atividades Complementares. Faculdade Paulus de Comunicação Faculdade Paulus de Comunicação CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1 O presente Regulamento tem por finalidade normatizar as Atividades Complementares, práticas acadêmicas obrigatórias cujo cumprimento

Leia mais

A abordagem do Tema Energia integrada no programa Ecoescolas na ESJD: Projecto Plano Energético Escolar

A abordagem do Tema Energia integrada no programa Ecoescolas na ESJD: Projecto Plano Energético Escolar Seminário Nacional Ecoescolas, Coimbra, Janeiro de 2010 A abordagem do Tema Energia integrada no programa Ecoescolas na ESJD: Projecto Plano Energético Escolar Helena Barracosa Escola Secundária João de

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular OFICINA DE ILUMINAÇÃO Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular OFICINA DE ILUMINAÇÃO Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular OFICINA DE ILUMINAÇÃO Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Comunicação e Multimédia 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

IMAGENS CONTRA A CORRUPÇÃO CONCURSO NACIONAL DE VÍDEOS 2015/16

IMAGENS CONTRA A CORRUPÇÃO CONCURSO NACIONAL DE VÍDEOS 2015/16 IMAGENS CONTRA A CORRUPÇÃO CONCURSO NACIONAL DE VÍDEOS 2015/16 Tema Imagens Contra a Corrupção Tipo Concurso de vídeos de Curta duração Público-alvo Alunos dos Escolas do 2º e 3º ciclo e do Ensino Secundário

Leia mais

Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho

Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho ESCOLA BÁSICA E INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO Ano Letivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho PROFIJ Nível II, Tipo 2 2ºano Curso Operador de Informática ENQUADRAMENTO LEGAL Portaria

Leia mais

II Encontro de Boas Práticas Educativas Projeto SER (Super European Reader) Bragança, 8 setembro 2016

II Encontro de Boas Práticas Educativas Projeto SER (Super European Reader) Bragança, 8 setembro 2016 II Encontro de Boas Práticas Educativas Projeto SER (Super European Reader) Bragança, 8 setembro 2016 Motivação Projeto SER Descrição Implementação Kit de Leitura Aplicação do Kit Mobilidade Inglaterra

Leia mais

Definição do plano de desenvolvimento em função dos Domínios do Projeto e dos aspetos positivos e negativos referidos no balanço realizado --

Definição do plano de desenvolvimento em função dos Domínios do Projeto e dos aspetos positivos e negativos referidos no balanço realizado -- Projeto aler+ Continuidade em 2016/2017 2 - PROJETO Designação do Projeto André Soares a ALer+ 6.1. Plano de desenvolvimento do Projeto Definição do plano de desenvolvimento em função dos Domínios do Projeto

Leia mais

PLANO TIC E D U C A Ç Ã O P RÉ- E S C O L A R E 1 º C I C L O D O E N S I N O B Á S I C O 2012/2013. O Coordenador TIC. Manuel José Gouveia Alves

PLANO TIC E D U C A Ç Ã O P RÉ- E S C O L A R E 1 º C I C L O D O E N S I N O B Á S I C O 2012/2013. O Coordenador TIC. Manuel José Gouveia Alves PLANO TIC 2012/2013 E D U C A Ç Ã O P RÉ- E S C O L A R E 1 º C I C L O D O E N S I N O B Á S I C O O Coordenador TIC Manuel José Gouveia Alves [1] CARACTERIZAÇÃO DA ESCOLA ESCOLA Escola Básica do 1º Ciclo

Leia mais

Campanha Nacional de Incentivo ao Voto para as Eleições Europeias. Apoio: Parceiros: Ecos

Campanha Nacional de Incentivo ao Voto para as Eleições Europeias. Apoio: Parceiros: Ecos Apoio: Campanha Nacional de Incentivo ao Voto para as Eleições Europeias Parceiros: Ecos 1. O PROJECTO 1.1 Enquadramento 1.2 Objetivos 1.3 Ligação à Campanha League of Young Voters 2. OS PARCEIROS 3. ATIVIDADES

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADE NOVEMBRO 2015

RELATÓRIO DE ATIVIDADE NOVEMBRO 2015 RELATÓRIO DE ATIVIDADE NOVEMBRO 2015 AÇÕES IMPLEMENTADAS Redação e divulgação de cinco comunicados de imprensa e informações de agenda, com diferentes ângulos de abordagem, para impactar o maior número

Leia mais

Oferta Formativa Pós- Graduada Curso Pós-Graduado de Especialização em Educação

Oferta Formativa Pós- Graduada Curso Pós-Graduado de Especialização em Educação Instituto de Oferta Formativa Pós- Graduada Curso Pós-Graduado de Especialização em Educação Especialização: Tecnologias e Metodologias da Programação no Ensino Básico 16 17 Edição Instituto de Educação

Leia mais

Regulamento do Concurso «Ler é uma Festa!»

Regulamento do Concurso «Ler é uma Festa!» Regulamento do Concurso «Ler é uma Festa!» 1. O Concurso «Ler é uma Festa» é uma iniciativa do Plano Nacional de Leitura, em parceria com o Banco Popular, e enquadra-se na 8ª Edição da Semana da Leitura

Leia mais

Instituto politécnico de santarém. IPSantarém

Instituto politécnico de santarém.  IPSantarém Instituto politécnico de santarém www.ipsantarem.pt IPSantarém 2014 2015 sumário Portugal Santarém IPSantarém Oferta Formativa CET Licenciaturas Mestrados Pós-Graduações Informações Úteis portugal porto

Leia mais

99 é uma plataforma de divulgação de documentários Sem fins lucrativos e de utilização gratuita.

99 é uma plataforma de divulgação de documentários Sem fins lucrativos e de utilização gratuita. www.99.media 99 é uma plataforma de divulgação de documentários Sem fins lucrativos e de utilização gratuita. LIVRE MULTILINGUE IMPULSIONAR 99 é uma plataforma gratuita, sem fins lucrativos e sem publicidade.

Leia mais

7. ROTEIRO DE ENTREVISTA DIREÇÃO OU COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA DAS ESCOLAS

7. ROTEIRO DE ENTREVISTA DIREÇÃO OU COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA DAS ESCOLAS 7. ROTEIRO DE ENTREVISTA DIREÇÃO OU COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA DAS ESCOLAS Parte I Identificação e controle da entrevista 1. Data Dia Mês Ano 2. Articulador(a) 3. Nome da Escola 4. Nível (s) de ensino ofertado(s)

Leia mais

Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo

Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo DESDE 1990 O ISCET Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo é um estabelecimento de ensino superior politécnico, criado em 25 de

Leia mais