PERÍCIA CONTÁBIL JUDICIAL O USO DA CONTABILIDADE NA PERÍCIA JUDICIAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PERÍCIA CONTÁBIL JUDICIAL O USO DA CONTABILIDADE NA PERÍCIA JUDICIAL"

Transcrição

1 PERÍCIA CONTÁBIL JUDICIAL O USO DA CONTABILIDADE NA PERÍCIA JUDICIAL 1

2 PERÍCIA CONTÁBIL FALÊNCIA E CONCORDATA FAMÍLIA ÁREAS JURÍDICAS CÍVIL TRABALHISTA 2

3 NA ROMA ANTIGA O TERMO PERITIA SIGNIFICAVA: CONHECIMENTO, SABER, TALENTO. 3

4 CONCEITO Perícia é conhecimento e experiência das coisas. A função pericial é, portanto, aquela pela qual uma pessoa conhecedora e experimentada em certas matérias e assuntos examina as coisas e os fatos, reportando sua autenticidade e opinando sobre as causas, essência e efeitos da matéria examinada. Francisco D Auria 4

5 CONCEITO A perícia contábil constitui o conjunto de procedimentos técnicos e científicos destinado a levar à instância decisória elementos de prova necessários a subsidiar à justa solução do litígio, mediante laudo pericial contábil, e ou parecer pericial contábil, em conformidade com as normas jurídicas e profissionais, e a legislação específica no que for pertinente. NBC T 13 5

6 UTILIDADE SOCIAL SENTENÇA DEPENDE DE UM TRABALHO PERICIAL. PESSOAS DEPENDEM DE UM RESULTADO PERICIAL. 6

7 MODALIDADES DA PROVA JUDICIAL EXAME VISTORIA ARBITRAMENTO AVALIAÇÃO É A OPINIÃO DO PERITO QUE VISA PRODUZIR ORIENTAÇÃO OU UMA PROVA PERICIAL 7

8 A PERÍCIA É UMA TECNOLOGIA CONTÁBIL VISA A OFERECER MEDIANTE PARA SOBRE OPINIÃO ESPECIALIZADA QUESTÃO PROPOSTA DIRIMIR DÚVIDAS FATOS PATRIMONIAIS E FINANCEIROS O FIM ESPECÍFICO DA PERÍCIA É OBTER PROVA QUE SE FUNDAMENTE EM BASES CONSISTENTES E DE PLENA MATERIALIDADE 8

9 TIPOS DE PERÍCIAS Perícia Judicial: Realizada dentro dos procedimentos processuais do Poder Judiciário, por determinação, requerimento ou necessidade de seus agentes ativos. Tem por escopo trazer a verdade real, demonstrável cientificamente ou tecnicamente, para subsidiar a formação da convicção do julgador. 9

10 TIPOS DE PERÍCIAS Perícia Semi-judicial: É aquela realizada dentro do aparato institucional do Estado, porém fora do Poder Judiciário. Normalmente estas perícias são realizadas pelas autoridades policiais. Poderão fazer parte, se necessário for, de um processo judicial. 10

11 TIPOS DE PERÍCIAS Perícia Administrativa São perícias realizadas no âmbito administrativo de uma instituição que tem como finalidade apurar algum feito. Estas perícias poderão instruir processos judiciais como peças para fundamentar o que se alega. 11

12 TIPOS DE PERÍCIAS Perícia Especial São perícias necessárias para alteração societária nos casos de incorporação, fusão e cisão. Esta perícia tem com fundamento resguardar os direitos dos sócios. 12

13 TIPOS DE PERÍCIAS Perícia Extrajudicial Quando da necessidade de esclarecimento de assuntos técnicos, em que estes colidem por desconhecimento da matéria específica, a intervenção de um profissional expert se faz necessária, no intuito de evitar características litigiosa que venha envolver o poder judiciário.. 13

14 FINS DE PERÍCIAS ILUSTRAR ABERTURA DE TRABALHO J UDIC IAIS RE G IME N T AIS DECISÕES ADMINISTRATIVAS DECISÕES DE ÂMBITO SOCIAL F INALIDADE F IS CAL 14

15 FINS DE PERÍCIAS ILUSTRAR ABERTURA DE TRABALHO: São trabalhos periciais que complementam as peças iniciais de ações judiciais no intuito de fundamentar o que está se alegando. JUDICIAIS: São perícias que tem como finalidade obter prova competente em um processo judicial, conforme preceitua o C.P.C., capítulo 06, Seção VII. 15

16 FINS DE PERÍCIAS REGIMENTAIS: São aquelas determinadas por grupos de trabalhos criados com a finalidade de obter conceitos de atividades de um gestor DECISÕES ADMINISTRATIVAS: São perícias necessárias para tomada de decisões de administradores de diversas naturezas. 16

17 FINS DE PERÍCIAS DECISÕES DE ÂMBITO SOCIAL : São perícias necessárias para o fornecimento de informações complementares para tomada de decisões que venham beneficiar uma sociedade. FINALIDADE FISCAL : São perícias com finalidade de efeito fiscal. 17

18 PERÍCIA E ATIVIDADES SIMILARES 18

19 PERÍCIA E ATIVIDADES SIMILARES PERÍCIA x DEVASSA O grande diferencial está no limite da abrangência do trabalho, tendo a devassa um campo bem mais amplo a ser examinado. 19

20 PERÍCIA E ATIVIDADES SIMILARES PERÍCIA x REVISÃO A revisão tem a característica apenas como um trabalho de prevenção. É a análise de um trabalho executado com a finalidade de corrigir eventuais erros. O objetivo maior da revisão pe oferecer um maior valor técnico nos trabalhos futuros a serem executados. 20

21 DISPOSIÇÕES JURÍDICAS SOBRE A PERÍCIA A PERÍCIA É REQUERIDA DE FORMA JUSTIFICADA AO JUIZ PARA FAZER PROVA. ARTIGO 145 DO CPC: QUANDO A PROVA DO FATO DEPENDER DE CONHECIMENTO TÉCNICO OU CIENTÍFICO, O JUIZ SERÁ ASSISTIDO POR PERITO, SEGUNDO O DISPOSTO NO ARTIGO 421 DO CÓDIGO PROCESSO CIVIL. 21

22 DEFERIMENTO DO PEDIDO DAS PARTES ART CABERÁ AO JUIZ, DE OFÍCIO OU A REQUERIMENTO DA PARTE, DETERMINAR AS PROVAS NECESSÁRIAS À INSTRUÇÃO DO PROCESSO, INDEFERINDO AS DILIGÊNCIAS INÚTEIS OU MERAMENTE PROTELATÓRIAS. ART. 420(...) PARÁGRAFO ÚNICO. O JUIZ INDEFERIRÁ A PERÍCIA QUANDO: I - A PROVA DO FATO NÃO DEPENDER DO CONHECIMENTO ESPECIAL DE TÉCNICO; II - FOR DESNECESSÁRIA EM VISTA DE OUTRAS PROVAS PRODUZIDAS; III - A VERIFICAÇÃO FOR IMPRATICÁVEL; 22

23 O QUE DETERMINA O ARTIGO 421 DO CÓDIGO PROCESSO CIVIL: O JUIZ DEFERE A PERÍCIA, NOMEIA O PERITO DO JUÍZO, FIXA O PRAZO PARA ENTREGA DO LAUDO, ABRE PRAZO PARA A APRESENTAÇÃO DE QUESITOS E INDICAÇÃO DE ASSISTENTES E INTIMA O PERITO PARA FAZER SUA PROPOSTA APÓS O PRAZO CONCEDIDO PARA AS PARTES MANIFESTAREM. 23

24 OS QUESITOS DEVEM SEGUIR A UMA ORDENAÇÃO LÓGICA O ASSISTENTE DA PARTE DEVE AJUDAR O ADVOGADO NA FORMULAÇÃO DOS QUESITOS 24

25 OS QUESITOS DEVEM SER MONTADOS COMO PEÇAS DE QUEBRA CABEÇAS QUE SE ENCAIXAM ATÉ A CONCLUSÃO SOBRE O QUE MOTIVA O OBJETO DA PERÍCIA DA FORMA COMO A PARTE VISUALIZA A SUA VERDADE 25

26 ARTIGO 146 DO CÓDIGO PROCESSO CIVIL: UM PERITO PODE RECUSAR SUA INDICAÇÃO. NO ENTANTO, DEVERÁ JUSTIFICAR NO PRAZO MÁXIMO DE CINCO DIAS A PARTIR DE SUA CIÊNCIA O PROCEDIMENTO É FEITO MEDIANTE MANIFESTAÇÃO EM FORMA DE PETIÇÃO, DIRIGIDA AO MM. JUIZ. 26

27 ARTIGO 424 DO CÓDIGO PROCESSO CIVIL: NO CASO DE OMISSÃO OU MESMO SE DEIXAR DE CUMPRIR O ENCARGO NO PRAZO DETERMINADO O PERITO PODE SER MULTADO PELO MM. JUIZ EM VALOR PROPORCIONAL A CAUSA, ALÉM DE SER COMUNICADO À CORPORAÇÃO PROFISSIONAL RESPECTIVA 27

28 ARTIGO 134 DO CÓDIGO PROCESSO CIVIL MOTIVOS DE IMPEDIMENTO DO PERITO SE FOR PARTE. SE INTERVEIO COMO MANDATÁRIO DA PARTE, FUNCIONOU COMO ÓRGÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO, OU PRESTOU DEPOIMENTO COMO TESTEMUNHA. 28

29 MOTIVOS DE IMPEDIMENTO DO PERITO SE NELE ESTIVER POSTULANDO, COMO ADVOGADO DA PARTE, O SEU CÔNJUGE OU QUALQUER PARENTE SEU, CONSANGUÍNEO OU AFIM, EM LINHA RETA; OU NA LINHA COLATERAL, ATÉ O SEGUNDO GRAU. SE CÔNJUGE, PARENTE, CONSANGUÍNEO OU AFIM, DE ALGUMA DAS PARTES, EM LINHA RETA OU, NA COLATERAL, ATÉ O TERCEIRO GRAU. 29

30 ARTIGO 135 DO CÓDIGO PROCESSO CIVIL MOTIVOS DE SUSPEIÇÃO DE PARCIALIDADE DO PERITO AMIGO ÍNTIMO OU INIMIGO CAPITAL DE QUALQUER DAS PARTES. INTERESSADO NO JULGAMENTO DA CAUSA EM FAVOR DE UMA DAS PARTES. 30

31 MOTIVOS DE SUSPEIÇÃO DE PARCIALIDADE DO PERITO ALGUMA DAS PARTES FOR CREDORA OU DEVEDORA DO PERITO, DE SEU CÔNJUGE OU DE PARENTES DESTES, EM LINHA RETA OU NA COLATERAL ATÉ TERCEIRO GRAU. HERDEIRO PRESUNTIVO, DONATÁRIO OU EMPREGADOR DE ALGUMA DAS PARTES. O PRÓPRIO PERITO PODE DECLARAR-SE SUSPEITO POR MOTIVO ÍNTIMO. 31

32 MOTIVOS DE SUSPEIÇÃO DE PARCIALIDADE DO PERITO RECEBER DÁDIVAS ANTES OU DEPOIS DE INICIADO O PROCESSO; ACONSELHAR ALGUMA DAS PARTES ACERCA DO OBJETO DA CAUSA, OU SUBMINISTRAR MEIOS PARA ATENDER ÀS DESPESAS DO LITÍGIO. A SUBSTITUIÇÃO PODE OCORRER MEDIANTE MANIFESTAÇÃO DO PRÓPRIO PERITO OU MEDIANTE AÇÃO DE ARGÜIÇÃO DE SUSPEIÇÃO. 32

33 HONORARIOS SÃO PROPOSTOS EM PETIÇÃO JUNTADA AOS AUTOS DE ACORDO COM O TEMPO A SER APLICADO NA TAREFA O VALOR DO TEMPO DEPENDE DA QUALIDADE DO TRABALHO O HONORÁRIO PERICIAL FAZ PARTE DAS CUSTAS DE UM PROCESSO E DEVE SER DEPOSITADO PREVIAMENTE 33

34 PELO AUTOR OU O RÉU, CASO TENHA SIDO ELE O REQUERENTE DA PERÍCIA. AQUELE QUE GANHA A CAUSA É REEMBOLSADO. 34

35 A PROPOSTA DE HONORÁRIOS DEVE SER ACOMPANHADA DE UMA PLANILHA DE CUSTOS DOS MESMOS PETIÇÃO 35

36 O LEVANTAMENTO DOS HONORÁRIOS DEPOSITADOS É REQUERERIDO AO JUIZ APÓS A ENTREGA DO TRABALHO. PODE O JUIZ DEFERIR A LIBERAÇÃO DE PARTE DOS HONORÁRIOS ANTECIPADAMENTE. 36

37 REMUNERAÇÃO COMO PERITO CONTÁBIL ASSISTENTE OJJ REMUNERAÇÃO 37

38 REMUNERAÇÃO EM OUTRAS ESPÉCIES DE PERÍCIA INQUÉRITO POLICIAL COMISSÕES PARLAMENTARES DE INQUÉRITO - CPI JUÍZO ARBITRAL 38

39 Etapas que acontecem no procedimento judicial NO CURSO DO TRABALHO, MEDIANTE PESQUISA NOS DOCUMENTOS APRESENTADOS SE ELABORA O LAUDO PERICIAL 39

40 ASSINATURAS ENTREGA DO LAUDO LEVANTAMENTO DE HONORÁRIOS ESCLARECIMENTOS SE PEDIDOS 40

41 ENTRE OS PERITOS DEVERÁ EXISTIR UM COMPORTAMENTO ÉTICO PROFISSIONAL DE CONSIDERAÇÃO E RESPEITO SEMPRE QUE POSSÍVEL DEVE-SE BUSCAR UM CONSENSO 41

42 MESMO NA DISCORDÂNCIA, LEVANDO A PRODUZIR OUTRO LAUDO À PARTE, DEVE-SE EVITAR A FALTA DE ÉTICA RESULTANTE DA SUPERAÇÃO DA SUBJETIVIDADE SOBRE A OBJETIVIDADE (A IDÉIA E A PESSOA NÃO SÃO A MESMA COISA) 42

43 AS PERÍCIAS POSSUEM PRAZOS QUE SÃO REGULADOS POR LEI OU FIXADOS PELO JUIZ PARA QUE O TRABALHO POSSA SER DESENVOLVIDO DE FORMA PLENA E SEM SURPRESAS, O IDEAL É FAZER UM CRONOGRAMA DE TRABALHO: CASO O MM. JUIZ NÃO DETERMINE A DATA DE ENTREGA DO LAUDO (NORMALMENTE FIXADA EM 30 DIAS), A PERÍCIA PRECISA SER ENTREGUE EM ATÉ 20 DIAS ANTES DA AUDIÊNCIA MARCADA PARA A INSTRUÇÃO E JULGAMENTO 43

44 EXEMPLO DE PLANEJAMENTO DAS TAREFAS TAREFA HORAS DATAS ANO XX A 10 4/5 DE SETEMBRO B 25 6/14 DE SETEMBRO C 12 15/18 DE SETEMBRO 44

45 O PERITO DEVE RESGUARDAR-SE COM A PROVA DA ENTREGA E CÓPIA DE SEU TRABALHO LAUDO A ENTREGA DO LAUDO PERICIAL, UMA VEZ ASSINADO, É FEITA COM FORMALIDADE NO CARTÓRIO DA VARA JUDICIAL PERTINENTE, DEVENDO OBEDECER O PRAZO ESTIPULADO 45

46 ESCLARECIMENTOS EM UM LAUDO QUANDO ACONTECE?? UM LAUDO PODE SER CONSIDERADO INSUFICIENTE QUANDO NÃO PREENCHE TODOS OS REQUISITOS 46

47 AS PARTES PODEM REQUERER OS ESCLARECIMENTOS APÓS A ENTREGA DO LAUDO O PEDIDO DE ESCLARECIMENTOS SE PROCESSA MEDIANTE PETIÇÃO DAS PARTES EM FORMA DE QUESITOS, NORMALMENTE SOLICITAM AO PERITO QUE ESCLAREÇA AS RESPOSTAS APRESENTADAS. NÃO SE TRATA DE NOVOS QUESITOS. SÃO ESCLARECIMENTOS DE FATOS E COISAS PERICIADAS E CONEXAS COM O OBJETO DA PERÍCIA E QUE NÃO FORAM ANALISADAS E EXAMINADAS PELO PERITO DE FORMA PLENA. 47

48 QUESITO SUPLEMENTAR OU COMPLEMENTAR NÃO É NOVA PERÍCIA MAS UM DIREITO DOS INTERESSADOS E SOMENTE DEVEM SER RESPONDIDOS SE FOREM PROTOCOLIZADOS ANTES DA ENTREGA DO LAUDO PERICIAL 48

49 QUESITO IMPERTINENTE QUESITO IMPERTINENTE É AQUELE QUE NÃO DIZ RESPEITO A MATÉRIA PERICIADA, OU SEJA, NÃO É OBJETO DA PERÍCIA. NO ENTANTO, NÃO CABE AO PERITO AFIRMAR TAL SITUAÇÃO. DEVE SUBMETER A APRECIAÇÃO AO MAGISTRADO PARA QUE ELE POSSA ASSIM DECIDIR. 49

50 NOVA PERÍCIA NÃO SE TRATA DE ESCLARECER O TRABALHO FEITO, MAS DE REALIZAR OUTRO. O JUIZ NÃO SATISFEITO COM A PERÍCIA REALIZADA, PODE DETERMINAR UMA NOVA PERÍCIA QUE NÃO ANULA A ANTERIOR. ISTO SÓ OCORRE POR DÚVIDAS SUSCITADAS E IMPRECISÕES DO 1 TRABALHO. É NOMEADO OUTRO PERITO PARA A ELABORAÇÃO DE NOVA PERÍCIA. TODO O PROCEDIMENTO DE TRABALHO É REABERTO 50

51 2ª PERÍCIA QUANDO ALGO PRECISA SER ESCLARECIDO E NÃO FORA OBJETO DE TRABALHO DA PERÍCIA DESENVOLVIDA E ENTREGUE, O JUIZ PODE DETERMINAR A ELABORAÇÃO DE UMA 2ª PERÍCIA, ONDE O OBJETO DE TRABALHO SERÁ OUTRO E VISA AMPLIAR AS PROVAS EXISTENTES, PODENDO SER FEITA PELO PERITO QUE REALIZOU A 1ª PERÍCIA. O PROCEDIMENTO DE TRABALHO É O MESMO QUE A 1ª. 51

Conceito, Objetivo e Metodologia de Perícia Contábil. Prof. Jerônimo Antunes

Conceito, Objetivo e Metodologia de Perícia Contábil. Prof. Jerônimo Antunes Prof. Jerônimo Antunes 1 Roteiro de Apresentação 1. Perícia 2. O Processo Pericial 3. Aplicações Perícia Contábil 4. Aspectos Diversos 2 1. Perícia Conceitos Objetivos História Tipos 3 1. Perícia - Conceitos

Leia mais

Conceito de Perícia Origem: latim "Peritia. Perícia

Conceito de Perícia Origem: latim Peritia. Perícia Conceito de Perícia Origem: latim "Peritia significa conhecimento adquirido pela experiência. Perícia Para o dicionário* vistoria ou exame de caráter técnico e especializado. Lopes Sá (2004: 28): habilidade

Leia mais

PERÍCIA CONTÁBIL 1 INTRODUÇÃO

PERÍCIA CONTÁBIL 1 INTRODUÇÃO PERÍCIA CONTÁBIL LEONI, Valeria Ramos Graduanda em ciências contábeis CTESOP/2017, valeriarleoni@outlook.com SANCHES, Jackeline Marta Graduanda em ciências contábeis CTESOP/2017, jackelinemarta@hotmail.com

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO IV PRÁTICA TRABALHISTA. Respostas do Réu - Contestação

ESTÁGIO SUPERVISIONADO IV PRÁTICA TRABALHISTA. Respostas do Réu - Contestação ESTÁGIO SUPERVISIONADO IV PRÁTICA TRABALHISTA 1 Respostas do Réu - Contestação INTRODUÇÃO - Princípio da bilateralidade: AÇÃO E REAÇÃO - juiz só pode decidir nos autos após ter ouvido as duas partes, a

Leia mais

A perícia contábil é de competência exclusiva de contador em situação regular perante o Conselho Regional de Contabilidade de sua jurisdição.

A perícia contábil é de competência exclusiva de contador em situação regular perante o Conselho Regional de Contabilidade de sua jurisdição. Uma função que necessita constante aprimoramento, a Perícia Contábil vem atraindo cada vez mais a atenção dos profissionais de contabilidade. O perito contábil, contratado pelas partes ou indicado pelo

Leia mais

Perícia Contábil. Prof. Roberto de Araujo Vieira

Perícia Contábil. Prof. Roberto de Araujo Vieira Perícia Contábil Prof. Roberto de Araujo Vieira Universidade Federal Fluminense UFF Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Turismo Programa de Pós Graduação em Contabilidade e Auditoria 2017

Leia mais

Laudo e Parecer Pericial Contábil: Estrutura e Conteúdo. Prof. Joshua Onome Imoniana

Laudo e Parecer Pericial Contábil: Estrutura e Conteúdo. Prof. Joshua Onome Imoniana Prof. Joshua Onome Imoniana 1 1. Contexto do processo pericial FLUXO DO PROCESSO PERICIAL (Adaptado da Dissertação de Mestrado do Prof. Marcelo F.Nogueira) 2 Apresentação dos quesitos e indicação de assistentes

Leia mais

Atuação do Perito Contábil. Prof. Joshua O. Imoniana

Atuação do Perito Contábil. Prof. Joshua O. Imoniana Prof. Joshua O. Imoniana 1 Roteiro de Apresentação 1. Aspectos Introdutórios 2. Perfil Profissional do Perito 3. Nomeação do Perito Judicial 4. Obrigações e Direitos do Perito 5. Honorários 2 Roteiro de

Leia mais

Lei nº de 16 de março de 2015 Código de Processo Civil

Lei nº de 16 de março de 2015 Código de Processo Civil Lei nº 13.105 de 16 de março de 2015 Código de Processo Civil (...) Seção X Da Prova Pericial Art. 464. A prova pericial consiste em exame, vistoria ou avaliação. 1 o O juiz indeferirá a perícia quando:

Leia mais

IMPEDIMENTO, SUSPEIÇÃO E CADASTRO DE PERITOS

IMPEDIMENTO, SUSPEIÇÃO E CADASTRO DE PERITOS IMPEDIMENTO, SUSPEIÇÃO E CADASTRO DE PERITOS CPC - 1973 CPC 2015 Art. 134. É defeso ao juiz exercer as suas funções no processo contencioso ou voluntário: I - de que for parte; II - em que interveio como

Leia mais

Aula 1. Sumário. Do impedimento do juiz 2. Da suspeição do juiz 4. Do escrivão 8. Do oficial de justiça 9. Questões 11

Aula 1. Sumário. Do impedimento do juiz 2. Da suspeição do juiz 4. Do escrivão 8. Do oficial de justiça 9. Questões 11 Aula 1 Sumário Conteúdo Página Do impedimento do juiz 2 Da suspeição do juiz 4 Arguição de impedimento e suspeição 7 Do escrivão 8 Do oficial de justiça 9 Questões 11 Dos Impedimentos do Juiz São situações

Leia mais

QUESITOS QUESITOS QUESTIONÁRIO BÁSICO. formulação de quesitos; perguntas de natureza técnica ou científica. pertinentes; impertinentes.

QUESITOS QUESITOS QUESTIONÁRIO BÁSICO. formulação de quesitos; perguntas de natureza técnica ou científica. pertinentes; impertinentes. PERÍCIA CONTÁBIL QUESITOS Adaptação do Painel apresentado pelos alunos: Elisângela Lamberti Marcela Pansini Mazocco Márcia Aremi Wenichi Alves QUESTIONÁRIO BÁSICO formulação de quesitos; perguntas de natureza

Leia mais

Prof.ª Bruna Socreppa

Prof.ª Bruna Socreppa Prof.ª Bruna Socreppa 1924 No Brasil: Perícia Contábil foi pela primeira vez incluída para debates perante um evento da classe no I Congresso Brasileiro de Contabilidade de 1024. Divisão da Contabilidade

Leia mais

Perícia Contábil AULA 06 MODELOS DE DOCUMENTOS DIVERSOS - PERÍCIA

Perícia Contábil AULA 06 MODELOS DE DOCUMENTOS DIVERSOS - PERÍCIA Perícia Contábil Prof. Roberto de Araujo Vieira Universidade Federal Fluminense UFF Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Turismo Programa de Pós Graduação em Contabilidade e Auditoria 2017

Leia mais

NÃO HÁ INFLUÊNCIA DO LAUDO JUDICIAL NA DECISÃO DA JUSTIÇA COM FULCRO NO NOVO CÓDIGO PROCESSO CIVIL DE 2015.

NÃO HÁ INFLUÊNCIA DO LAUDO JUDICIAL NA DECISÃO DA JUSTIÇA COM FULCRO NO NOVO CÓDIGO PROCESSO CIVIL DE 2015. NÃO HÁ INFLUÊNCIA DO LAUDO JUDICIAL NA DECISÃO DA JUSTIÇA COM FULCRO NO NOVO CÓDIGO PROCESSO CIVIL DE 2015. Os peritos em alguns casos de ações judiciais, em razão da matéria, se fazem necessários as atuações

Leia mais

PERÍCIA CONTÁBIL PROFESSOR Edmundo Tork Apostila 8

PERÍCIA CONTÁBIL PROFESSOR Edmundo Tork Apostila 8 3.3 NOMEAÇÃO DO PERITO PERÍCIA CONTÁBIL PROFESSOR Edmundo Tork Apostila 8 Data: UNIDADE III: 28 de Outubro de 2008 O PERITO CONTÁBIL O CPC, Código do Processo Civil, (Art. 420 a 439 - da prova pericial)

Leia mais

Unidade I PERÍCIA CONTÁBIL. Prof. Francisco Crisóstomo

Unidade I PERÍCIA CONTÁBIL. Prof. Francisco Crisóstomo Unidade I PERÍCIA CONTÁBIL Prof. Francisco Crisóstomo Unidade I - Conceitos Conceito I de Perícia Contábil: Verificação de fatos, através de; Exames, diagnóstico e vistorias; Indagações sobre o assunto;

Leia mais

TÉCNICAS DO TRABALHO PERICIAL JUDICIAL. Profª Bruna Socreppa

TÉCNICAS DO TRABALHO PERICIAL JUDICIAL. Profª Bruna Socreppa TÉCNICAS DO TRABALHO PERICIAL JUDICIAL Profª Bruna Socreppa 1 Perícia É o mecanismo utilizado pelo julgador, ou partes, para obtenção dos subsídios necessários para suportar a solução de um litígio, mediante

Leia mais

PERÍCIA CONTÁBIL. Djonathan ZILLES WAGNER 1 Odir LUIZ FANK 2

PERÍCIA CONTÁBIL. Djonathan ZILLES WAGNER 1 Odir LUIZ FANK 2 PERÍCIA CONTÁBIL Djonathan ZILLES WAGNER 1 Odir LUIZ FANK 2 Palavras chave: Perícia. Judicial. Requisitos. Laudo. 1 INTRODUÇÃO Conforme as Normas Brasileiras de Contabilidade NBC TP 01 Norma Técnica de

Leia mais

Habilitação e Nomeação de Perito 18/04/16

Habilitação e Nomeação de Perito 18/04/16 Habilitação e Nomeação de Perito 18/04/16 PERITO De acordo com o 1º do artigo 156 do novo CPC, "os peritos serão nomeados entre os profissionais legalmente habilitados e os órgãos técnicos ou científicos

Leia mais

Ezequiel Luís Lopes Giovanella. Ranieri Angioletti

Ezequiel Luís Lopes Giovanella. Ranieri Angioletti Ezequiel Luís Lopes Giovanella Ranieri Angioletti INSTRUMENTALIZAÇÃO PERICIAL! O instrumental pericial é vasto e seu limite é a legalidade com que se aplica, pois a verdade dos fatos, não pode ser evidenciada

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA DENÚNCIA FORMULADA CONTRA MÉDICO INTEGRANTE DE CONSELHO REGIONAL. IMPEDIMENTO E SUSPEIÇÃO. DESAFORAMENTO. EXPEDIENTE CFM Nº 002714, DE 10/06/96 REQUERENTE: CRM REQUERIDO :

Leia mais

NORMAS DE ATUAÇÃO PARA A PERÍCIA E A AUDITORIA MÉDICA

NORMAS DE ATUAÇÃO PARA A PERÍCIA E A AUDITORIA MÉDICA R E S O L U Ç Ã O C R E M A L N 206195, de 15 de dezembro de 1995 Aprova as normas de atuação para a perícia e a auditoria médica. 0 Conselho Regional de Medicina do Estado de Alagoas, no uso de suas atribuições

Leia mais

DÉCIMA QUINTA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO AGRAVO

DÉCIMA QUINTA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO AGRAVO DÉCIMA QUINTA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 0030830-56.2014.8.19.0000 RELATOR: DES. CELSO FERREIRA FILHO AGRAVANTE: CAIXA DE PREVIDÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 4.840, DE 2016 (Do Sr. Alberto Fraga)

PROJETO DE LEI N.º 4.840, DE 2016 (Do Sr. Alberto Fraga) *C0059067A* C0059067A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 4.840, DE 2016 (Do Sr. Alberto Fraga) Estabelece normas de atuação dos advogados das instituições de ensino superior que mantenham atendimento

Leia mais

SINCOTECPEL PROGRAMA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CONTINUADA. ALTERAÇÕES NO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL Vigência a partir de 17/03/2016 OFICINA PARA PERITOS

SINCOTECPEL PROGRAMA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CONTINUADA. ALTERAÇÕES NO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL Vigência a partir de 17/03/2016 OFICINA PARA PERITOS SINCOTECPEL PROGRAMA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CONTINUADA ALTERAÇÕES NO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL Vigência a partir de 17/03/2016 OFICINA PARA PERITOS Conselheiro do CRCRS OBJETIVO Permitir, aos profissionais

Leia mais

PERÍCIAS JUDICIAIS NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL Lei n /15. Angelo Maraninchi Giannakos Advogado OAB/RS

PERÍCIAS JUDICIAIS NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL Lei n /15. Angelo Maraninchi Giannakos Advogado OAB/RS PERÍCIAS JUDICIAIS NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL Lei n. 13.105/15 Angelo Maraninchi Giannakos Advogado OAB/RS 16.622 O que é perícia judicial cível? - Meio de prova, consistente em exame, vistoria e avaliação,

Leia mais

José Aparecido dos Santos Juiz titular da 17ª Vara do Trabalho de Curitiba 21/10/2015

José Aparecido dos Santos Juiz titular da 17ª Vara do Trabalho de Curitiba 21/10/2015 José Aparecido dos Santos Juiz titular da 17ª Vara do Trabalho de Curitiba 21/10/2015 1. Para que servem os cálculos trabalhistas? O objetivo é liquidar a sentença Sentença líquida e sentença ilíquida

Leia mais

D A N I E L L E T O S T E 3 A N W W W. D A N I T O S T E. C O M

D A N I E L L E T O S T E 3 A N W W W. D A N I T O S T E. C O M 1. Quando se considera inepta a petição inicial? A petição é considerada inepta quando: A) Lhe faltar pedido ou causa de pedir; B) Da narração dos fatos não decorrer logicamente a conclusão; C) O pedido

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: PASSOS PARA SUA FORMAÇÃO COMO PERITO JUDICIAL;

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: PASSOS PARA SUA FORMAÇÃO COMO PERITO JUDICIAL; CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: 1. 10 PASSOS PARA SUA FORMAÇÃO COMO PERITO JUDICIAL; - Vídeo explicativo, passo à passo, de todo treinamento e da ordem lógica e didática dos cursos; 2. INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO

Leia mais

Perícia nas tomadas de decisões e a dificuldade de interpretação dos laudos periciais

Perícia nas tomadas de decisões e a dificuldade de interpretação dos laudos periciais CRC GO CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE III SIMPÓSIO DE PERÍCIA CONTÁBIL DE GOIÁS Perícia nas tomadas de decisões e a dificuldade de interpretação dos laudos periciais Cleber Sales clebermsales@hotmail.com

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DEPARTAMENTO: Ciências Contábeis PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: Perícia Contábil PROFESSOR: Caroline

Leia mais

PLANO DE ENSINO ANO DO VESTIBULAR: 2004 CURSO: ANO LETIVO: 2007 TURMA: 4º ANO PERICIA CONTÁBIL EMENTA

PLANO DE ENSINO ANO DO VESTIBULAR: 2004 CURSO: ANO LETIVO: 2007 TURMA: 4º ANO PERICIA CONTÁBIL EMENTA PLANO DE ENSINO ANO DO VESTIBULAR: 2004 DEPARTAMENTO CIÊNCIAS CONTÁBEIS CAMPUS UNIVERSITÁRIO TANGARÁ DA SERRA CURSO: ANO LETIVO: 2007 CIÊNCIAS CONTÁBEIS TURMA: 4º ANO DISCIPLINA: PERICIA CONTÁBIL CARGA

Leia mais

NORMA BRASILEIRA DE CONTABILIDADE NBC PP 01, DE 27 DE FEVEREIRO DE 2015

NORMA BRASILEIRA DE CONTABILIDADE NBC PP 01, DE 27 DE FEVEREIRO DE 2015 NORMA BRASILEIRA DE CONTABILIDADE NBC PP 01, DE 27 DE FEVEREIRO DE 2015 Dá nova redação à NBC PP 01 Perito Contábil. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais

Leia mais

Seção X Da Prova Pericial. Art A prova pericial consiste em exame, vistoria ou avaliação.

Seção X Da Prova Pericial. Art A prova pericial consiste em exame, vistoria ou avaliação. Com a promulgação do novo CPC e considerando o seu uso subsidiário no Processo do Trabalho, a Seção X Da Prova pericial tem um interesse direto nas Ações Trabalhistas com pedidos de Adicional de Insalubridade

Leia mais

A PERÍCIA JUDICIAL NO NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL

A PERÍCIA JUDICIAL NO NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL A PERÍCIA JUDICIAL NO NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL Palestrante: Paulo Cordeiro de Mello Perito Judicial Contador Moderador: Nelson Juliano Schaefer Martins Desembargador CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL Código

Leia mais

Inicialmente, apresentamos os dispositivos da legislação pertinente ao assunto:

Inicialmente, apresentamos os dispositivos da legislação pertinente ao assunto: P rezados concursandos, Neste encontro, vamos estudar alguns itens de um ponto que tem provocado grande apreensão nos candidatos que participarão do concurso do ICMS do Estado do Ceará. Trata se do tópico

Leia mais

Conflitos entre o Processo do

Conflitos entre o Processo do Conflitos entre o Processo do Trabalho e o Novo CPC Jordão Medeiros Jurídico Ambev AmBev Conflito x Impactos CLT Art. 769 - Nos casos omissos, o direito processual comum será fonte subsidiária do direito

Leia mais

NBC.TP.01 Perícia Contábil

NBC.TP.01 Perícia Contábil Agenda: - NBC.TP.01 Perícia Contábil - NBC.PP.01 Perito Contábil - NBC.PP.02 Exame de Qualificação Técnica para Perito Contábil CNPC - Aplicações práticas das normas técnicas e profissionais para a atuação

Leia mais

JÚLIO CESAR LOPES SERPA

JÚLIO CESAR LOPES SERPA JÚLIO CESAR LOPES SERPA Advogado e Perito Contador Doutor em Ciências Jurídicas Esp. em Direito Tributário; Esp. em Perícia Contábil e Auditoria Sócio do DI LORENZO SERPA Advogados Associados Procurador

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO LAUDO PERICIAL CONTÁBIL NA PERCEPÇÃO DE UM MAGISTRADO DO TRABALHO DO DISTRITO FEDERAL

A IMPORTÂNCIA DO LAUDO PERICIAL CONTÁBIL NA PERCEPÇÃO DE UM MAGISTRADO DO TRABALHO DO DISTRITO FEDERAL FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FATECS CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS GUILHERME CORDEIRO FERNANDES 2091005/9 A IMPORTÂNCIA DO LAUDO PERICIAL CONTÁBIL NA PERCEPÇÃO DE UM MAGISTRADO DO TRABALHO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Campus: Governador Valadares MG PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Campus: Governador Valadares MG PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Campus: Governador Valadares MG PLANO DE ENSINO Curso/Período: Ciências Contábeis / 8º Período Disciplina: FIN030GV Perícia, Avaliação e Arbitragem Professor: Marcelo

Leia mais

REGULAMENTO DO PROCESSO DE ARBITRAGEM

REGULAMENTO DO PROCESSO DE ARBITRAGEM REGULAMENTO DO PROCESSO DE ARBITRAGEM CAPÍTULO I DO INÍCIO DO PROCESSO Art. 1º As partes poderão submeter à arbitragem da Câmara de Mediação e Arbitragem Especializada CAMES os conflitos sobre direitos

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL I. Impedimentos e Auxiliares da Justiça (arts. 134 a 144)... 002 II. Dos Atos Processuais. (arts. 154 a 242)... 005 III. Do Processo e Procedimento (arts. 270 a 475)... 050 IV.

Leia mais

Professor conteudista: Derneval Gondim Freire

Professor conteudista: Derneval Gondim Freire Perícia Contábil Professor conteudista: Derneval Gondim Freire Sumário Perícia Contábil Unidade I 1 CONCEITO DE PERÍCIA CONTÁBIL...1 1.1 Objetivo da perícia contábil...6 1.2 Classificação...6 2 PERFIL

Leia mais

1) Com relação aos Atos do Escrivão ou do Chefe de Secretaria é INCORRETO afirmar que :

1) Com relação aos Atos do Escrivão ou do Chefe de Secretaria é INCORRETO afirmar que : 1 1) Com relação aos Atos do Escrivão ou do Chefe de Secretaria é INCORRETO afirmar que : a) Os atos e termos do processo serão datilografados ou escritos com tinta escura indelével, assinado-os as pessoas

Leia mais

DESPACHO COJUR N.º 629/2016

DESPACHO COJUR N.º 629/2016 DESPACHO COJUR N.º 629/2016 (Aprovado em Reunião de Diretoria em 09/11/2016) Interessado: Departamento de Processo-Consulta do CFM Expedientes n.º 10612/2016 Assunto: Análise jurídica. Realização de perícia

Leia mais

Escola de Ciências Jurídicas-ECJ

Escola de Ciências Jurídicas-ECJ Posição legal Momento processual Necessidade, finalidade, objeto e limites Natureza jurídica Liquidação na pendência de recurso Liquidação concomitante com execução Modalidades Liquidação de sentença Sumário

Leia mais

Direito Processual Penal

Direito Processual Penal Direito Processual Penal Sujeitos Processuais Professor Joerberth Nunes www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Processual Penal SUJEITOS PROCESSUAIS TÍTULO VIII Do Juiz, Do Ministério Público, Do Acusado

Leia mais

ATIVIDADES DE UM PROFISSIONAL NA ÁREA PERICIAL

ATIVIDADES DE UM PROFISSIONAL NA ÁREA PERICIAL ATIVIDADES DE UM PROFISSIONAL NA ÁREA PERICIAL PERÍCIAS JUDICIAIS PERÍCIAS DE ASSISTÊNCIA JUDICIAL PERÍCIAS EXTRAJUDICIAIS PERITO CONSULTOR EXTRAJUDICIAL PROFESSOR NA ÁREA ACADÊMICA AUTOR DE OBRAS TÉCNICAS

Leia mais

PROVA PERICIAL. Aula 4

PROVA PERICIAL. Aula 4 PROVA PERICIAL 1. Prova pericial. Classificação. 2. Previsão Legal. Lei 5.584/70 3. Honorários periciais. Responsabilidade 4. Perito. Impedimento. Suspeição. Escusa. Substituição 5. Quesitos. Esclarecimentos.

Leia mais

A perícia no projeto do novo CPC. Francisco Maia Neto Advogado/Engenheiro

A perícia no projeto do novo CPC. Francisco Maia Neto Advogado/Engenheiro A perícia no projeto do novo CPC Francisco Maia Neto Advogado/Engenheiro A perícia no projeto do novo CPC Honorários periciais Do perito Da prova documental Da prova pericial Honorários periciais Perícias

Leia mais

Artigo Publicado na RBC - Revista Brasileira de Contabilidade nº janeiro/fevereiro de 2001 CAMINHOS DA PERÍCIA JUDICIAL.

Artigo Publicado na RBC - Revista Brasileira de Contabilidade nº janeiro/fevereiro de 2001 CAMINHOS DA PERÍCIA JUDICIAL. Artigo Publicado na RBC - Revista Brasileira de Contabilidade nº 127 - janeiro/fevereiro de 2001 CAMINHOS DA PERÍCIA JUDICIAL Yamaguchi *Achiles 1 - INTRODUÇÃO A perícia pode ser entendida como sendo qualquer

Leia mais

PORTAL NEO ENSINO - EDUCAÇÃO EMPRESARIAL À DISTÂNCIA Aluno:

PORTAL NEO ENSINO - EDUCAÇÃO EMPRESARIAL À DISTÂNCIA  Aluno: PORTAL NEO ENSINO - EDUCAÇÃO EMPRESARIAL À DISTÂNCIA http://www.neoensino.com.br Curso: Perícia contábil Aula: 01 Professor: André Charone Tavares Lopes. Aluno: Objetivos: Introduzir o aluno às normas

Leia mais

CRITÉRIOS E PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DE PERÍCIAS FINANCEIRAS. Paulo Cordeiro de Mello Giancarlo Zannon

CRITÉRIOS E PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DE PERÍCIAS FINANCEIRAS. Paulo Cordeiro de Mello Giancarlo Zannon CRITÉRIOS E PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DE PERÍCIAS FINANCEIRAS Paulo Cordeiro de Mello Giancarlo Zannon Instituições Financeiras e a Justiça: O setor bancário está em destaque na lista que classifica

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC Nº 985/03

RESOLUÇÃO CFC Nº 985/03 RESOLUÇÃO CFC Nº 985/03 Aprova a NBC T 13.7 Parecer Pericial Contábil. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, CONSIDERANDO que os Princípios Fundamentais

Leia mais

Impedimentos e suspeições do Juiz no novo CPC

Impedimentos e suspeições do Juiz no novo CPC Impedimentos e suspeições do Juiz no novo CPC José Herval Sampaio Júnior 1 O tema em desate é muito importante e está intimamente ligado ao próprio exercício da prestação jurisdicional e o novo CPC ampliou

Leia mais

MINICURSO PERÍCIA AMBIENTAL FINALIDADE:

MINICURSO PERÍCIA AMBIENTAL FINALIDADE: MINICURSO PERÍCIA AMBIENTAL FINALIDADE: Fornecer elementos jurídicos e processuais para atuação na Perícia Ambiental PROGRAMA Introdução à Perícia Ambiental Funções e atribuições do Perito e do Assistente

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo Registro: 2012.0000586909 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Mandado de Segurança nº 0215852-03.2011.8.26.0000, da Comarca de, em que é impetrante ARMANDO PETRELLA NETO, é impetrado

Leia mais

Petição Inicial I. Professor Zulmar Duarte

Petição Inicial I. Professor Zulmar Duarte I Professor Zulmar Duarte Instaura a relação processual (linear) Apresenta a Demanda (causa de pedir e pedido) Litispendência (art. 312) Fixação da competência (art. 43) Requisitos Art. 319 Competência

Leia mais

PERITO EM PERÍCIAS PROGRAMA DO CURSO ON-LINE DE PERÍCIA TRABALHISTA PARTE PRÁTICA MODELO DE PETIÇÕES

PERITO EM PERÍCIAS PROGRAMA DO CURSO ON-LINE DE PERÍCIA TRABALHISTA PARTE PRÁTICA MODELO DE PETIÇÕES PERITO EM PERÍCIAS PROGRAMA DO CURSO ON-LINE DE PERÍCIA TRABALHISTA PARTE PRÁTICA Capítulo 6 MODELO DE PETIÇÕES 6.1 Modelo de petição para se habilitar como perito judicial 6.2 Modelo de petição para proposta

Leia mais

A Perícia no Novo Código de Processo Civil. Paulo Cordeiro de Mello Fabio Pereira da Silva

A Perícia no Novo Código de Processo Civil. Paulo Cordeiro de Mello Fabio Pereira da Silva A Perícia no Novo Código de Processo Civil Paulo Cordeiro de Mello Fabio Pereira da Silva HONORÁRIOS DO PERITO E DO ASSISTENTE TÉCNICO HONORÁRIOS DO PERITO E DO ASSISTENTE TÉCNICO - Atual CPC, em vigor

Leia mais

EDITAL DO 7º CONCURSO DE REMOÇÃO DE SERVIDORES DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS

EDITAL DO 7º CONCURSO DE REMOÇÃO DE SERVIDORES DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS EDITAL DO 7º CONCURSO DE REMOÇÃO DE SERVIDORES DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS O Procurador-Geral de Justiça do Estado de Goiás, nos termos do artigo 15, VII da Lei Complementar Estadual n. 25,

Leia mais

Prof. Francisco Crisóstomo. Unidade I

Prof. Francisco Crisóstomo. Unidade I Prof. Francisco Crisóstomo Unidade I NORMAS DE PERÍCIAS CONTÁBEIS Objetivos gerais Normas de Perícia Contábeis: Desenvolver a habilidade de futuros profissionais no decorrer de suas atividades profissionais.

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Apresentação, Missão e Valores A RAYEL, MIRANDA e WEIGAND SOCIEDADE DE ADVOGADOS, sociedade de advocacia especializada em Direito Empresarial, possui a missão de gerar resultados

Leia mais

Perícia Contábil AULA 04 - PERITO

Perícia Contábil AULA 04 - PERITO Perícia Contábil Prof. Roberto de Araujo Vieira Universidade Federal Fluminense UFF Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Turismo Programa de Pós Graduação em Contabilidade e Auditoria 2017

Leia mais

MMX MINERAÇÃO E METÁLICOS S.A. CNPJ/MF: / NIRE: (Companhia Aberta) FATO RELEVANTE

MMX MINERAÇÃO E METÁLICOS S.A. CNPJ/MF: / NIRE: (Companhia Aberta) FATO RELEVANTE MMX MINERAÇÃO E METÁLICOS S.A. CNPJ/MF: 02.762.115/0001-49 NIRE: 33.3.0026111-7 (Companhia Aberta) FATO RELEVANTE DEFERIMENTO DO PEDIDO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL DA COMPANHIA E SUBSIDIÁRIA Rio de Janeiro,

Leia mais

Regulamento das Cus stas Processuais A Conta de Custas no Regulamento das Custas Processuais

Regulamento das Cus stas Processuais A Conta de Custas no Regulamento das Custas Processuais A Conta de Custas no Regulamento das Custas Processuais 1 Conceito de taxa de justiça no C.C.J. A taxa de justiça do processo corresponde ao somatório das taxas de justiça inicial e subsequente de cada

Leia mais

Breviário de funções do secretário de justiça

Breviário de funções do secretário de justiça Breviário de funções do secretário de justiça Centro de Formação de Funcionários de Justiça Direção-geral da Administração da Justiça Breviário PADRONIZAÇÃO de funções DAS do CUSTAS secretário JUDICIAIS

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL IV

DIREITO PROCESSUAL PENAL IV AULA DIA 18/05 Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA E-mail: tiago_csouza@hotmail.com DIREITO PROCESSUAL PENAL IV 2.3 PROCEDIMENTO DA LEI DE DROGAS (Lei 11.343/06) - Procedimento Previsto nos artigos 54 a 59 da

Leia mais

CRCRS - SINCOTECPEL PALESTRA. - O Novo Cadastro de Peritos - A Estrutura do Trabalho Pericial. Pelotas abr/2016. Adriel Ziesemer

CRCRS - SINCOTECPEL PALESTRA. - O Novo Cadastro de Peritos - A Estrutura do Trabalho Pericial. Pelotas abr/2016. Adriel Ziesemer CRCRS - SINCOTECPEL PALESTRA - O Novo Cadastro de Peritos - A Estrutura do Trabalho Pericial Pelotas abr/2016 Adriel Ziesemer CRCRS SINCOTECPEL A ESTRUTURA DE UM TRABALHO PERICIAL - Normas e Formatação

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores FELIPE FERREIRA (Presidente sem voto), RENATO SARTORELLI E VIANNA COTRIM.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores FELIPE FERREIRA (Presidente sem voto), RENATO SARTORELLI E VIANNA COTRIM. 1 Registro: 2016.0000888926 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Agravo de Instrumento nº 2223275-04.2016.8.26.0000, da Comarca de Santa Bárbara D Oeste, em que é agravante ELZA DOMINGOS

Leia mais

Perícia Contábil. Prof. Roberto de Araujo Vieira

Perícia Contábil. Prof. Roberto de Araujo Vieira Perícia Contábil Prof. Roberto de Araujo Vieira Universidade Federal Fluminense UFF Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Turismo Programa de Pós Graduação em Contabilidade e Auditoria 2017

Leia mais

Relatório Pericial Contábeis Laudo e Parecer

Relatório Pericial Contábeis Laudo e Parecer Relatório Pericial Contábeis Laudo e Parecer É a peça técnica da lavra do perito nomeado. Pode ser elaborado em cumprimento à determinação judicial, arbitral, ou ainda por força de contratação. Laudo Pericial

Leia mais

Processo administrativo Lei 9.784/99. Disposições gerais (art. 1º) Início do processo (art. 5º) Disposições gerais (art. 1º, 1º)

Processo administrativo Lei 9.784/99. Disposições gerais (art. 1º) Início do processo (art. 5º) Disposições gerais (art. 1º, 1º) Processo administrativo Lei 9.784/99 Direito Administrativo Prof. Armando Mercadante Nov/2009 Disposições gerais (art. 1º) Art. 1º Esta Lei estabelece normas básicas sobre o processo administrativo no

Leia mais

EQUIPE DE PROFESSORES DE TRABALHO DO DAMÁSIO CURSO DE 2ª FASE DA OAB EXAME PLANO DE ESTUDOS PROCESSO DO TRABALHO

EQUIPE DE PROFESSORES DE TRABALHO DO DAMÁSIO CURSO DE 2ª FASE DA OAB EXAME PLANO DE ESTUDOS PROCESSO DO TRABALHO EQUIPE DE PROFESSORES DE TRABALHO DO DAMÁSIO CURSO DE 2ª FASE DA OAB EXAME 2011.2 PLANO DE ESTUDOS PROCESSO DO TRABALHO 1ª SEMANA Princípios 1. Princípios 1.1 Princípio protecionista 1.2 Princípio conciliatório

Leia mais

Cons. César Henrique Bastos Khoury CRMMG

Cons. César Henrique Bastos Khoury CRMMG Cons. César Henrique Bastos Khoury CRMMG Curso de Ética - CRMMG - Belo Horizonte - 10/11/2016 ETIMOLOGIA Latim: PERITIA Experiência, saber, habilidade. Conhecimento especializado CONCEITO Toda e qualquer

Leia mais

MEDIAÇÃO - LEGISLAÇÃO (TABELA ELABORADA POR CARLA SABOIA)

MEDIAÇÃO - LEGISLAÇÃO (TABELA ELABORADA POR CARLA SABOIA) MEDIAÇÃO - LEGISLAÇÃO (TABELA ELABORADA POR CARLA SABOIA) Tópico Extrajudicial Judicial (Lei) Lei CPC Normas e princípios gerais Prestígio à solução consensual dos conflitos, que deve ser estimulada (art.

Leia mais

INSTRUÇÃO PROMOTOR NATURAL: O

INSTRUÇÃO PROMOTOR NATURAL: O INSTRUÇÃO PROMOTOR NATURAL: O inquérito civil e o procedimento preparatório serão presididos pelo membro do Ministério Público a quem for conferida essa atribuição, nos termos da normatização de regência.

Leia mais

Provas I. Professor Zulmar Duarte

Provas I. Professor Zulmar Duarte I Professor Zulmar Duarte Direito à Prova Art. 369. As partes têm o direito de empregar todos os meios legais, bem como os moralmente legítimos, ainda que não especificados neste Código, para provar a

Leia mais

PERÍCIAS JUDICIAIS Legislação

PERÍCIAS JUDICIAIS Legislação PERÍCIAS JUDICIAIS Legislação Eduardo Assis Módulo IV Tema 2 Colaboração: EDUARDA DE MELO ASSIS OAB 127.502 1- Generalidades Quando a prova de determinados fatos alegados pelas partes depender de conhecimentos

Leia mais

O Conselho Federal de Contabilidade, no exercício de suas atribuições legais e regimentais,

O Conselho Federal de Contabilidade, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, Resolução CFC nº 1.050/05 Aprova a NBC P 2.3 Impedimento e Suspeição O Conselho Federal de Contabilidade, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, Considerando que as Normas Brasileiras de

Leia mais

PERÍCIA CONTÁBIL NAS AÇÕES TRABALHISTAS: A PROBLEMÁTICA DOS HONORÁRIOS ARBITRADOS

PERÍCIA CONTÁBIL NAS AÇÕES TRABALHISTAS: A PROBLEMÁTICA DOS HONORÁRIOS ARBITRADOS PERÍCIA CONTÁBIL NAS AÇÕES TRABALHISTAS: A PROBLEMÁTICA DOS HONORÁRIOS ARBITRADOS Carlos Alberto de Aguiar Junior¹ RESUMO O Perito Contábil desempenha um papel importante nos processos judiciais, pois

Leia mais

Art. 238, CPC - Citação é o ato pelo qual são convocados o réu, o executado ou o interessado para integrar a relação processual.

Art. 238, CPC - Citação é o ato pelo qual são convocados o réu, o executado ou o interessado para integrar a relação processual. Processo Civil de Conhecimento - Aula III - 23/02/2017 Citação - artigo 238, CPC. Art. 238, CPC - Citação é o ato pelo qual são convocados o réu, o executado ou o interessado para integrar a relação processual.

Leia mais

N U P R A J U R VISITAS ORIENTADAS

N U P R A J U R VISITAS ORIENTADAS R.A.: Data: / / I CARTÓRIO DE UMA VARA CÍVEL OU DO JUIZADO ESPECIAL Autos nº: 2) Resuma um processo qualquer e indique: a) quais documentos foram juntados pelo autor e que pedido(s) ele formulou. b) quais

Leia mais

Curso de Arbitragem 1 FRANCISCO JOSÉ CAHALI

Curso de Arbitragem 1 FRANCISCO JOSÉ CAHALI Curso de Arbitragem 1 Curso de Arbitragem 10 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 11 1. INTRODUÇÃO... 23 1.1 Introdução às alternativas adequadas de resolução de disputas... 25 1.2 Breve histórico... 30 1.3 Bibliografia

Leia mais

PERÍCIA CONTÁBIL: FUNDAMENTOS E MODELOS

PERÍCIA CONTÁBIL: FUNDAMENTOS E MODELOS PERÍCIA CONTÁBIL: FUNDAMENTOS E MODELOS ANUÁRIO DA PRODUÇÃO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DISCENTE Vol. XII, Nº. 13, Ano 2009 Janaína Faverzani da Luz RESUMO Professor Orientador: Ms. Juliano André Pavan Curso:

Leia mais

XIº FEMESC Fraiburgo JUDICIAL ÉTICOS ASPECTOS. Cons. JOSÉ FRANCISCO BERNARDES. Maio 2008

XIº FEMESC Fraiburgo JUDICIAL ÉTICOS ASPECTOS. Cons. JOSÉ FRANCISCO BERNARDES. Maio 2008 XIº FEMESC Fraiburgo PERÍCIA MÉDICA M ASPECTOS ÉTICOS Cons. JOSÉ FRANCISCO BERNARDES Maio 2008 OU COMO EVITAR PROBLEMAS COM O CRM NA REALIZAÇÃO DE UMA PERICIA MÉDICA PERÍCIA MÉDICAM PERÍCIA MÉDICA M Do

Leia mais

CONVENÇÃO INTERAMERICANA SOBRE CARTAS ROGATÓRIAS

CONVENÇÃO INTERAMERICANA SOBRE CARTAS ROGATÓRIAS CONVENÇÃO INTERAMERICANA SOBRE CARTAS ROGATÓRIAS Os Governos dos Estados Membros da Organização dos Estados Americanos desejosos de concluir uma convenção sobre cartas rogatórias, convieram no seguinte:

Leia mais

2ª TURMA RECURSAL JUIZADOS ESPECIAIS FEDERAIS SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ

2ª TURMA RECURSAL JUIZADOS ESPECIAIS FEDERAIS SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ 2ª TURMA RECURSAL JUIZADOS ESPECIAIS FEDERAIS SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ Processo nº 2009.70.56.000660-8 Relatora: Juíza Federal Andréia Castro Dias Recorrente: PEDRO FERNANDES Recorrido: INSTITUTO NACIONAL

Leia mais

Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Tipo de aula. Semana

Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Tipo de aula. Semana PLANO DE CURSO DISCIPLINA: PERÍCIA CONTÁBIL (CÓD. ENEX 60154) ETAPA: 3ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo aula Habilidas e Competências Textos, filmes e

Leia mais

Anexo IV -Modelo de Declaração de Inexistência de Impedimentos para a participação em procedimentos de contratação pública

Anexo IV -Modelo de Declaração de Inexistência de Impedimentos para a participação em procedimentos de contratação pública Anexo IV -Modelo de Declaração de Inexistência de Impedimentos para a participação em procedimentos de contratação pública Declaração de inexistência de impedimentos a que se refere a alínea 4) nº 1.2

Leia mais

Direito Processual Penal

Direito Processual Penal Direito Processual Penal Procedimento Comum e Ordinário Professor Joerberth Nunes www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Processual Penal PROCEDIMENTO COMUM E ORDINÁRIO LIVRO II Dos Processos em Espécie

Leia mais

A PERÍCIA NO PROCEDIMENTO ARBITRAL

A PERÍCIA NO PROCEDIMENTO ARBITRAL A PERÍCIA NO PROCEDIMENTO ARBITRAL FRANCISCO MAIA NETO Engenheiro e Advogado A perícia é a rainha das provas Ministro Carlos Mário da Silva Velloso, ExPresidente do STF, na abertura do Congresso Extraordinário

Leia mais

Unidade II PERÍCIA CONTÁBIL. Prof. Francisco Roberto

Unidade II PERÍCIA CONTÁBIL. Prof. Francisco Roberto PERÍCIA CONTÁBIL Prof. Francisco Roberto Aspectos de uma perícia: Técnicos: Metodologia (técnica ou científica) a ser adotada na perícia. Doutrinários: A forma, modo ou o processo da realização da perícia

Leia mais

V - quando a citação for por edital, finda a dilação assinada pelo juiz. (Redação dada pela Lei nº 8.710, de 24.9.1993)

V - quando a citação for por edital, finda a dilação assinada pelo juiz. (Redação dada pela Lei nº 8.710, de 24.9.1993) Material disponibilizado pelo Professor: 1.2 intimação O CPC no artigo 234 conceitua intimação como ato pela qual se dá ciência a alguém dos atos e termo do processo, para que faça ou deixa de fazer alguma

Leia mais

DISPOSIÇÕES COMUNS ÀS RECUPERAÇÕES E À FALÊNCIA

DISPOSIÇÕES COMUNS ÀS RECUPERAÇÕES E À FALÊNCIA DISPOSIÇÕES COMUNS ÀS RECUPERAÇÕES E À FALÊNCIA 1. EMPRESAS EXCLUÍDAS DO PROCESSO 2. JURISDIÇÃO ESPECIAL 3. CRÉDITOS EXCLUÍDOS 4. CONSEQUÊNCIAS DO JUÍZO UNIVERSAL 5. A VERIFICAÇÃO DOS CRÉDITOS 6. A ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE - UNESC CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MICHELE MIRTES PAULO HENDLER

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE - UNESC CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MICHELE MIRTES PAULO HENDLER UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE - UNESC CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MICHELE MIRTES PAULO HENDLER LAUDOS PERICIAIS CONTÁBEIS: ETAPAS PARA ELABORAÇÃO CRICIÚMA 2016 MICHELE MIRTES PAULO HENDLER LAUDOS

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ PLANO DE ENSINO - 1º SEMESTRE/2011 PLANO DE ENSINO - 1º SEMESTRE/2011 Curso Ciências Contábeis

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ PLANO DE ENSINO - 1º SEMESTRE/2011 PLANO DE ENSINO - 1º SEMESTRE/2011 Curso Ciências Contábeis Disciplina Perícia Contábil Curso Ciências Contábeis Turno/Horário Noturno Professor(a): Salomão Dantas Soares sslomaosoares@bol.com.br Carga Horária Semanal Carga Horária Semestral Teórica Prática Total

Leia mais

Organização da Justiça do Trabalho, Competência... 25

Organização da Justiça do Trabalho, Competência... 25 SUMÁRIO Organização da Justiça do Trabalho, Competência... 25 1.1. Organização da Justiça do Trabalho... 25 1.1.1. Introdução... 25 1.1.2. Tribunal Superior do Trabalho... 26 1.1.3. Tribunais Regionais

Leia mais