Feira de Santana Outubro/2011

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Feira de Santana Outubro/2011"

Transcrição

1 PREFEITURA MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE ATENÇÃO BÁSICA DE SAÚDE SEÇÃO NUTRIÇÃO Experiências no Acompanhamento de Saúde do Programa Bolsa Família no Município de Feira de Santana Ba Kátia Simões COORDENADORA Feira de Santana Outubro/2011 CARACTERÍSTICAS GEOGRÁFICAS DO MUNICÍPIO DE FEIRA DE SANTANA Possui uma área de 1.338,14 Km²,sendo reconhecida como o Portal do Sertão por estar situada no início do agreste baiano. A sede possui 111 km². População estimada IBGE/2010: habitantes 1

2 SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE FEIRA DE SANTANA BAHIA Secretário Municipal de Saúde: Getúlio da Silva Barbosa Estruturação da Atenção Básica: UBS 15 Policlínicas 06 ESF 83 Número de Agentes Comunitários de Saúde: 994 INTERSETORIALIDADE Secretaria Municipal de Saúde: Acompanhamento crianças menores de 7 anos e mulheres de 14 a 44 anos; Capacitações dos profissionais para acompanhamento PBF; Encaminhamento da relação das famílias não localizadas; Avaliação semestral do acompanhamento do PBF na saúde. 2

3 INTERSETORIALIDADE Secretaria Municipal de Educação: Encaminhamento do beneficiário em caso de dúvidas. Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social: Comunicação entre Seção de Nutrição e SMDS; Encaminhamento do beneficiário para atualização de cadastro; Recursos materiais, faixas e folders. FLUXOGRAMA MS Disponibilização dos mapas com as famílias beneficiárias SMS/ Seção de Nutrição US Reunião in loco com as equipes SMS / Seção de Nutrição Avaliação e reavaliação dos dados Retorna para US, Captar as famílias não acompanhadas SMS / Div. de Informação: Digitação dos dados SMDS / Encaminhamento da listagem das famílias não localizadas 3

4 ACOMPANHAMENTO AÇÃO Acompanhamento do crescimento e desenvolvimento das crianças(acd); DESCRIÇÃO ACD Consultas de enfermagem com demanda organizada, conforme preconizado pelo MS; Acompanhamento do ACS nas UBS/ESF; Acompanhamentodosmenores menores de5 anos, através do Agente Comunitário de Saúde. ACOMPANHAMENTO AÇÃO Consulta Pré Natal MODO DE EXECUÇÃO DA AÇÃO Consultas mensais com médico ou enfermeiro, atentando para estado nutricional, vacinação, realização dos exames de rotina, obedecendo o protocolo da Atenção Integral a Saúde da Mulher e o protocolo municipal de saúde. 4

5 ACOMPANHAMENTO Vacinação AÇÃO MODO DE EXECUÇÃO DA AÇÃO Avaliação da Caderneta de Saúde da Criança e encaminhamento para atualização do esquema vacinal, quando necessário, das crianças e gestantes. ACOMPANHAMENTO AÇÃO Localização das famílias a serem acompanhadas; Atualização e qualificação do endereço na base do Cadastro Único MODO DE EXECUÇÃO DA AÇÃO Áreas cobertas pelo EACS/ ESF : Busca ativa mensal, através do ACS; Áreas descobertas pelo EACS/ESF Acompanhamento realizado na Unidade de Saúde; Divulgação através da mídia, cartazes e faixas. Orientação para as famílias procurarem a Central do Bolsa Família para atualização do Cadastro. 5

6 ACOMPANHAMENTO AÇÕES DESCRIÇÃO Ações Educativas; Ações Educativas Através da equipe, em momentos oportunos (Salas de espera, VD, palestras na comunidade, Feiras de Saúde, Ação de Impacto). HISTÓRICO DE ACOMPANHAMENTO EVOLUÇÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA 2005 a (71%) (53%) (67%) (53%) (68%) (67%) (62%) (65%) (58%) (59%) ANO (51%) (50%) Famílias Beneficiárias 1ª Vig. 0 (0%) (41%) Famílias Acompanhadas 1ª Vig. Fonte: MS/PBF Famílias Beneficiárias 2ª Vig. 6

7 HISTÓRICO DE ACOMPANHAMENTO Famílias Acompanhadas 1ª Vigência Famílias Acompanhadas 2ª Vigência Evolução do Programa Bolsa Família 2005 a ,10% 41 50,60% 49,57% 58,07% 58,60% 0% 61,52% 64,76% 67,59% 68,54% 67,16% 65,01% 71,05% 53,13% ANO FACILIDADES PARA O ACOMPANHAMENTO A existência da EACS/ESF, no município; Estrutura de recursos humanos da SMS; Informatização; Intersetorialidade com a Secretaria de Comunicação; Intersetorialidade com as coordenações na SMS; Disponibilidade e compromisso das equipes de saúde; Receptividade da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social. 7

8 DIFICULDADES PARA O ACOMPANHAMENTO Áreas descobertas pela EACS; Localização das famílias que não atualizam os endereços; Famílias não vinculadas a Unidade de Saúde; Rotatividade dos profissionais da ESF; Omissão de algumas famílias em comunicar à equipe de saúde que é beneficiária. ESTRATÉGIAS PARA SANAR AS DIFICULDADES Reunião com Enfermeiros para troca de experiências bem sucedidas no acompanhamento Realização de mutirões pelas equipes de saúde em áreas descobertas; Divulgação na mídia (rádio, TV, carro de som) convocando as famílias e entrevista em rádio e TV; Orientação às famílias, quanto a importância do acompanhamento na saúde. Orientação à ESF, através de reuniões in locu reorientando o preenchimento dos mapas, a partir dos problemas detectados nos impressos devolvidos na vigência anterior; Panilha 1, Planilha 2 Fixação de faixa em todas as Unidades de Saúde e distribuição de folders; 8

9 9

10 FIXAÇÃO DE FAIXAS NÚMERO TOTAL DE FAMÍLIAS x ACOMPANHADAS POR UNIDADES DE SAÚDE Consolidado em 16/09/2011 Unidade de Saúde Famílias Beneficiárias Famílias Acompanhadas Famílias Localizadas Não Acompanhadas Famílias Famílias Não Não localizadas Visitadas Bonfim de Feira ,69 Campo do Gado Novo ,22 Campo Limpo I ,43 Francisco Pinto ,21 Galhardo ,44 Asa Branca ,63 Matinha ,47 George Américo III ,63 % 10

11 (75)

Gestão Compartilhada. do Programa Bolsa. Família

Gestão Compartilhada. do Programa Bolsa. Família Gestão Compartilhada do Programa Bolsa Família Olinda Abriga uma população de 397.268 habitantes (IBGE/2009), 3ª maior cidade de Pernambuco. Extensão territorial de 43,55 km², das quais 9,73 km² fazem

Leia mais

Avanços do Programa bolsa Família em João Pessoa: Uma Questão de Acesso à Saúde para Beneficiários do Programa Bolsa Família

Avanços do Programa bolsa Família em João Pessoa: Uma Questão de Acesso à Saúde para Beneficiários do Programa Bolsa Família Secretaria Municipal de Saúde Diretoria de Atenção à Saúde Área Técnica de Saúde da Criança e Adolescente Avanços do Programa bolsa Família em João Pessoa: Uma Questão de Acesso à Saúde para Beneficiários

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO Secretaria da Saúde

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO Secretaria da Saúde PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO Secretaria da Saúde PAPEL DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE NO PROGRAMA BOLSA FAMILIA A Secretaria Municipal de Saúde deverá conforme Art. 14 do Decreto n.º 5.209,

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE SECRETARIA ESPECIAL DE SAÚDE INDÍGENA

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE SECRETARIA ESPECIAL DE SAÚDE INDÍGENA MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE SECRETARIA ESPECIAL DE SAÚDE INDÍGENA ORIENTAÇÕES PARA O ACOMPANHAMENTO DAS CONDICIONALIDADES DE SAÚDE DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA DE FAMÍLIAS INDÍGENAS

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DA POLÍTICA DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DA POLÍTICA DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DA POLÍTICA DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO SEPN 511- Bloco C Edifício Bittar IV 4º andar - Brasília/DF CEP:775.543

Leia mais

Sistema de Gestão do Programa Bolsa Família na Saúde

Sistema de Gestão do Programa Bolsa Família na Saúde Sistema de Gestão do Programa Bolsa Família na Saúde Coordenação Geral de Alimentação e Nutrição / DAB / SAS/ MS bfasaude@saude.gov.br Outubro de 2016 - Novidades para a 2ª vigência de 2016; - Período

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO Procuradoria de Justiça Especializada na Defesa da Cidadania e do Consumidor

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO Procuradoria de Justiça Especializada na Defesa da Cidadania e do Consumidor Dados de Identificação Questionário PSF Equipe de Saúde da Família Nome da unidade visitada:...data da visita:... Endereço:... Bairro:...Telefone:... Nome do(a) responsável pela Unidade de Saúde:... Qualificação

Leia mais

APOIO MATRICIAL COMO FERRAMENTA PARA INSERÇÃO DA SAÚDE DO TRABALHADOR NA ATENÇÃO BÁSICA DO MUNICÍPIO DE BETIM/MG

APOIO MATRICIAL COMO FERRAMENTA PARA INSERÇÃO DA SAÚDE DO TRABALHADOR NA ATENÇÃO BÁSICA DO MUNICÍPIO DE BETIM/MG APOIO MATRICIAL COMO FERRAMENTA PARA INSERÇÃO DA SAÚDE DO TRABALHADOR NA ATENÇÃO BÁSICA DO MUNICÍPIO DE BETIM/MG BETIM Localização: 30 Km de Belo Horizonte. É um dos principais polos de concentração Industrial

Leia mais

Desafios e perspectivas do Programa Bolsa Família

Desafios e perspectivas do Programa Bolsa Família Desafios e perspectivas do Programa Bolsa Família Rodrigo Lofrano Coordenador-Geral de Acompanhamento das Condicionalidades Decon/Senarc/MDS Brasília, 19 de agosto de 2015 As três dimensões do Programa

Leia mais

NOTA TÉCNICA Nº 2/2016-CVN/GVE/SUVISA. Em 23 de agosto de 2016

NOTA TÉCNICA Nº 2/2016-CVN/GVE/SUVISA. Em 23 de agosto de 2016 SUPERINTENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA COORDENAÇÃO DE VIGILÂNCIA NUTRICIONAL NOTA TÉCNICA Nº 2/2016-CVN/GVE/SUVISA Em 23 de agosto de 2016 ASSUNTO: Operacionalização

Leia mais

ESTRATÉGIAS SINGULARES DE IMPLANTAÇÃO DA CADERNETA DO IDOSO NO MUNICÍPIO DE CAXIAS DO SUL - RS

ESTRATÉGIAS SINGULARES DE IMPLANTAÇÃO DA CADERNETA DO IDOSO NO MUNICÍPIO DE CAXIAS DO SUL - RS PREFEITURA MUNICIPAL DE CAXIAS DO SUL SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE ESTRATÉGIAS SINGULARES DE IMPLANTAÇÃO DA CADERNETA DO IDOSO NO MUNICÍPIO DE CAXIAS DO SUL - RS Nadia Peresin Perottoni Enfermeira Atenção

Leia mais

Sistema de Monitoramento e Avaliação da Estratégia de Saúde da Família

Sistema de Monitoramento e Avaliação da Estratégia de Saúde da Família Prefeitura do Município de São Paulo Secretaria Municipal da Saúde Sistema de Monitoramento e Avaliação da Estratégia de Saúde da Família Conceitos, metodologia de cálculo e metas de acompanhamento Patrícia

Leia mais

Acompanhamento e avaliação de Equipes de Saúde da Família - a experiência do Pólo do Sudeste e Sul de Minas Gerais- UFJF/NATES. Neuza Marina Mauad

Acompanhamento e avaliação de Equipes de Saúde da Família - a experiência do Pólo do Sudeste e Sul de Minas Gerais- UFJF/NATES. Neuza Marina Mauad Acompanhamento e avaliação de Equipes de Saúde da Família - a experiência do Pólo do Sudeste e Sul de Minas Gerais- UFJF/NATES Neuza Marina Mauad Acompanhamento e avaliação de Equipes de Saúde da Família

Leia mais

AS TEORIAS ADMINISTRATIVAS INSERIDAS NO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA (PSF)

AS TEORIAS ADMINISTRATIVAS INSERIDAS NO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA (PSF) UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Antonio Nascimento Araujo Ericarla Castro Corrêa José Vitor Vieira Ferreira

Leia mais

Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição. Brasília, junho de 2015

Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição. Brasília, junho de 2015 Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição Brasília, junho de 2015 Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A Mapa da cobertura de suplementação de vitamina A para crianças de 6 a 11 meses, em

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DA VIGILÂNCIA ALIMENTAR E NUTRICIONAL NA ATENÇÃO BÁSICA PERFIL DA GESTÃO DA UNIDADE DE SAÚDE

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DA VIGILÂNCIA ALIMENTAR E NUTRICIONAL NA ATENÇÃO BÁSICA PERFIL DA GESTÃO DA UNIDADE DE SAÚDE QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DA VIGILÂNCIA ALIMENTAR E NUTRICIONAL NA ATENÇÃO BÁSICA PERFIL DA GESTÃO DA UNIDADE DE SAÚDE IDENTIFICAÇÃO DO QUESTIONÁRIO (ID) [ ] ( ) Questionário [ ] ( ) Entrevistador (bolsista)

Leia mais

O registro desses motivos é obrigatório a partir da 2ª vigência 2016.

O registro desses motivos é obrigatório a partir da 2ª vigência 2016. O SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA NA SAÚDE ESTÁ ABERTO PARA O INICIO DOS REGISTROS DO ACOMPANHAMENTO DA 2ª VIGÊNCIA DE 2016 E COM NOVIDADES! A partir de 06 de setembro, o Sistema de Gestão

Leia mais

INSTITUTO NOROESTE DE BIRIGUI RELATÓRIO PEDAGÓGICO E ADMINISTRATIVO REFERENTE AO MÊS DE FEVEREIRO DE 2014

INSTITUTO NOROESTE DE BIRIGUI RELATÓRIO PEDAGÓGICO E ADMINISTRATIVO REFERENTE AO MÊS DE FEVEREIRO DE 2014 INSTITUTO NOROESTE DE BIRIGUI RELATÓRIO PEDAGÓGICO E ADMINISTRATIVO REFERENTE AO MÊS DE FEVEREIRO DE 2014 EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL I Acompanhamento do curso de capacitação da Mind Lab (15

Leia mais

PREFEITURA DE MONTES CLAROS SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL Centro de Referência de Assistência Social PLANO ANUAL DE AÇÃO 2015

PREFEITURA DE MONTES CLAROS SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL Centro de Referência de Assistência Social PLANO ANUAL DE AÇÃO 2015 CRAS: Maracanã COORDENADOR(A): Eliana de Araújo Vieira PREFEITURA DE MONTES CLAROS PLANO ANUAL DE AÇÃO 2015 QUADRO I Atividades de fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários: Objetivo Atividades

Leia mais

Secretaria Saúde Pública de Cambé

Secretaria Saúde Pública de Cambé Secretaria Saúde Pública de Cambé PARTICIPAÇÃO DAS EQUIPES DAS UNIDADES DE SAÚDE DA FAMÍLIA, DA EQUIPE GESTORA DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE NA AVALIAÇÃO E MONITORAMENTO DOS INDICADORES DE SAÚDE CAMBÉ

Leia mais

Avaliação de Cursos, Novo Instrumento de Avaliação Institucional e a. Função da CPA neste contexto

Avaliação de Cursos, Novo Instrumento de Avaliação Institucional e a. Função da CPA neste contexto Avaliação de Cursos, Novo Instrumento de Avaliação Institucional e a Função da CPA neste contexto Profa. Dra. Marion Creutzberg Coordenadora da CPA / PUCRS Papel da CPA na avaliação de cursos de graduação

Leia mais

O QUE REPRESENTA O ACOMPANHAMENTO DAS CONDICIONALIDADES DE SAÚDE DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA PARA O SUS?

O QUE REPRESENTA O ACOMPANHAMENTO DAS CONDICIONALIDADES DE SAÚDE DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA PARA O SUS? O QUE REPRESENTA O ACOMPANHAMENTO DAS CONDICIONALIDADES DE SAÚDE DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA PARA O SUS? Coordenação-Geral de Saúde das Mulheres CONDICIONALIDADES DE SAÚDE Mulheres entre 14 e 44 anos: Pré-natal

Leia mais

AMARAL, Rubia Fernanda Cardoso 2 ; SOUZA, Thayomara de 3 ; MELO, Thayse Aparecida Palhano de 4. RESUMO

AMARAL, Rubia Fernanda Cardoso 2 ; SOUZA, Thayomara de 3 ; MELO, Thayse Aparecida Palhano de 4. RESUMO VIVÊNCIAS DE ACADÊMICAS DE ENFERMAGEM EM ESTÁGIO SUPERVISIONADO: ADMINISTRANDO POSSÍVEIS FALHAS NO SISPRENATAL DE UMA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DE FLORIANÓPOLIS 1 AMARAL, Rubia Fernanda Cardoso

Leia mais

São Paulo, 09 de Abril de Ofício Lote III n.º 004/2010

São Paulo, 09 de Abril de Ofício Lote III n.º 004/2010 Ofício Lote III n.º 004/2010 São Paulo, 09 de Abril de 2010. Prezada Senhora, Através deste, encaminhamos o Relatório dos Indicadores Gerais de Acompanhamento e Avaliação da Gestão, dos Indicadores de

Leia mais

Caderneta da Gestante

Caderneta da Gestante MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE AÇÕES PROGRAMÁTICAS ESTRATÉGICAS COORDENAÇÃO GERAL DE SAÚDE DAS MULHERES Caderneta da Gestante * A assistência pré-natal se constitui em

Leia mais

Como organizar a Atenção Básica para cumprir com os compromissos assumidos e atender as necessidades da população?

Como organizar a Atenção Básica para cumprir com os compromissos assumidos e atender as necessidades da população? Como organizar a Atenção Básica para cumprir com os compromissos assumidos e atender as necessidades da população? Apresentação de experiência municipal Amparo Deolinda Marcia Pompeu Bueno Enfermeira,

Leia mais

SOLUÇÕES PARA SERVIÇO DIAGNÓSTICO

SOLUÇÕES PARA SERVIÇO DIAGNÓSTICO SOLUÇÕES PARA SERVIÇO DIAGNÓSTICO Soluções para Serviços UBS BOM JESUS Nova Unidade Jan. 2015 Bairro Areal Unidade inaugurada em 1988 Mais de 8000 prontuários 3 turnos com 4 equipes de atendimento (ESF)

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Programa Bolsa Família

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Programa Bolsa Família Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Programa Bolsa Família Brasil na América do Sul População: 175 milhões Área: 8.514.215,3 km² 26 estados e DF 5.562 municípios População pobre: em torno

Leia mais

Prefeitura Municipal de Volta Redonda Secretaria Municipal de Saúde Coordenação de Programas e Projetos

Prefeitura Municipal de Volta Redonda Secretaria Municipal de Saúde Coordenação de Programas e Projetos Prefeitura Municipal de Volta Redonda Secretaria Municipal de Saúde Coordenação de Programas e Projetos 1 2 0 0 8 Prefeitura do Município de Volta Redonda Gothardo Lopes Netto Prefeito do Município de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO SEGURO SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO SEGURO SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE NÚCLEO MICRORREGIONAL PARA IMPLANTAÇÃO DAS LINHAS DE CUIDADO E EDUCAÇÃO PERMANENTE PARA ATENÇÃO BÁSICA (NEPSmr) RELATÓRIO DE GESTÃO ATIVIDADES E AVALIAÇÃO DA IMPLANTAÇÃO DO NEPSmr - 2010 Município: Porto

Leia mais

ESTRATÉGIA NACIONAL PARA PROMOÇÃO DO ALEITAMENTO MATERNO E ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE

ESTRATÉGIA NACIONAL PARA PROMOÇÃO DO ALEITAMENTO MATERNO E ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE ESTRATÉGIA NACIONAL PARA PROMOÇÃO DO ALEITAMENTO MATERNO E ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE COORDENAÇÃO GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO CGAN/DAB/SAS COORDENAÇÃO GERAL DE SAÚDE DA CRIANÇA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO RIO GRANDE SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE

PREFEITURA MUNICIPAL DO RIO GRANDE SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE PREFEITURA MUNICIPAL DO RIO GRANDE SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE FLUXO DE REFERÊNCIA E CONTRA-REFERÊNCIA NA ESF: A EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DO RIO GRANDE Dioneli Reis da Fonseca Zelionara Pereira Branco

Leia mais

Check list de documentos para a Visita Externa PMAQ. Documento

Check list de documentos para a Visita Externa PMAQ. Documento Check list de documentos para a Visita Externa PMAQ Módulo Módulo I Módulo I Número do padrão de qualidade I.7.3/1 I.7.4/1 II.3.3/1 II.3.4/1 II.8.1/1 II.8.9/1 II.10.3/1 II.11.1/1 II.11.2/1 II.11.3/1 II.13.1.6/1

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL Nº 02/2016

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL Nº 02/2016 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL Nº 02/2016 A Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) torna público o Edital referente à

Leia mais

Usos e Potencialidades da Informação na Gestão

Usos e Potencialidades da Informação na Gestão Usos e Potencialidades da Informação na Gestão Sistema de Monitoramento e Avaliação Objetivo Descrever a elaboração do Sistema de monitoramento e avaliação da ESF INSTITUIÇÕES CONVENIADAS 70 ESF UNIFESP

Leia mais

ROTEIRO DE VISITA INSTITUCIONAL CENTRO DE REFERÊNCIA DE ATENDIMENTO À MULHER EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA. Equipe que realizou a visita:

ROTEIRO DE VISITA INSTITUCIONAL CENTRO DE REFERÊNCIA DE ATENDIMENTO À MULHER EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA. Equipe que realizou a visita: ROTEIRO DE VISITA INSTITUCIONAL CENTRO DE REFERÊNCIA DE ATENDIMENTO À MULHER EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA Equipe que realizou a visita: Dia e horário da visita: Promotora de Justiça que acompanhou a visita:

Leia mais

Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional SISVAN WEB Vilma Ramos de Cerqueira Gestão em Sistemas de Saúde

Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional SISVAN WEB Vilma Ramos de Cerqueira Gestão em Sistemas de Saúde Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional SISVAN WEB Vilma Ramos de Cerqueira Gestão em Sistemas de Saúde OBJETIVOS DO SISVAN I -Fornecer informação contínua e atualizada sobre a situação alimentar

Leia mais

famílias de baixa renda com acesso aos direitos

famílias de baixa renda com acesso aos direitos Acompanhamento das Condicionalidades do Programa Bolsa Família Na Saúde Seminário Regional Programa Bolsa Família na Saúde - 2009 Programa Bolsa Família Programa de transferência de renda para famílias

Leia mais

A CAPACITAÇÃO EM ALEITAMENTO MATERNO PARA EQUIPES DE SAÚDE DA FAMÍLIA: O PSF AMIGO DO PEITO

A CAPACITAÇÃO EM ALEITAMENTO MATERNO PARA EQUIPES DE SAÚDE DA FAMÍLIA: O PSF AMIGO DO PEITO A CAPACITAÇÃO EM ALEITAMENTO MATERNO PARA EQUIPES DE SAÚDE DA FAMÍLIA: O PSF AMIGO DO PEITO Prof. Antônio Prates Caldeira Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Universidade Estadual de Montes Claros

Leia mais

Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - SEBRAE Bahia EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA CAPTAÇÃO DE PATROCÍNIO

Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - SEBRAE Bahia EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA CAPTAÇÃO DE PATROCÍNIO PROGRAMA NEGÓCIO A NEGÓCIO ANEXO I CADERNO - PROGRAMA NEGÓCIO A NEGÓCIO O Programa Negócio a Negócio (NAN) é um programa de âmbito nacional que tem por objetivo auxiliar microempreendedores individuais

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL 005/2016

EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL 005/2016 EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL 005/2016 A Associação das Cooperativas de Apoio a Economia Familiar - ASCOOB, entidade privada sem fins lucrativos, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica do Ministério

Leia mais

MATRICIAMENTO PELOS NÚCLEOS DE APOIO À SAÚDE DA FAMÍLIA

MATRICIAMENTO PELOS NÚCLEOS DE APOIO À SAÚDE DA FAMÍLIA MATRICIAMENTO PELOS NÚCLEOS DE APOIO À SAÚDE DA FAMÍLIA INTRODUÇÃO Neste Caso Didático vamos relatar a experiência de organização dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF) de um município de grande

Leia mais

Cadastro Único de Programas Sociais Seminário Pan- Amazônico de Proteção Social Belém - PA

Cadastro Único de Programas Sociais Seminário Pan- Amazônico de Proteção Social Belém - PA Cadastro Único de Programas Sociais Seminário Pan- Amazônico de Proteção Social Belém - PA Tiago Falcão Secretário da Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário

Leia mais

GESTÃO E OPERACIONALIZAÇÃO DO SUAS NOS MUNICÍPIOS REGIÃO CENTRO-OESTE. RIO VERDE/GO, 03 e 04 de abril de 2013

GESTÃO E OPERACIONALIZAÇÃO DO SUAS NOS MUNICÍPIOS REGIÃO CENTRO-OESTE. RIO VERDE/GO, 03 e 04 de abril de 2013 Encontro Regional CONGEMAS GESTÃO E OPERACIONALIZAÇÃO DO SUAS NOS MUNICÍPIOS REGIÃO CENTRO-OESTE RIO VERDE/GO, 03 e 04 de abril de 2013 Cadastro Único para Programas Sociais Definição Instrumento de identificação

Leia mais

Coordenação Estadual de. Alimentação e Nutrição

Coordenação Estadual de. Alimentação e Nutrição Coordenação Estadual de Alimentação e Nutrição Apresentação da Equipe Estadual Estado: Minas Gerais (MG) Coordenador (a): Maria Lúcia Teixeira Leite Equipe técnica (Nutricionistas): Isabel Cristina Bento

Leia mais

DICAS PARA A LOCALIZAÇÃO DOS DOCUMENTOS

DICAS PARA A LOCALIZAÇÃO DOS DOCUMENTOS DICAS PARA A LOCALIZAÇÃO DOS DOCUMENTOS I.7.3/1 Planta da unidade ou documento com a metragem da unidade e do terreno assinado pelo engenheiro ou arquiteto do município, relatando que há espaço para ampliação.

Leia mais

O MUNICÍPIO DE SANTA ROSA

O MUNICÍPIO DE SANTA ROSA O MUNICÍPIO DE SANTA ROSA LOCALIZAÇÃO: Noroeste do RS 500 Km de Porto Alegre. POPULAÇÃO: 67.743 habitantes 58.000 na zona urbana 9.743 na zona rural Pólo de uma região com 229. 922 habitantes, formados

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CORONEL FABRICIANO GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA. Responsável: Secretaria Municipal de Assistência Social SEMAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE CORONEL FABRICIANO GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA. Responsável: Secretaria Municipal de Assistência Social SEMAS PREFEITURA MUNICIPAL DE CORONEL FABRICIANO SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - SEMAS PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA ACOMPANHAMENTO DE CONDICIONALIDADES GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA Responsável: Secretaria

Leia mais

Visita domiciliar ao recém nascido: uma prática Interdisciplinar.

Visita domiciliar ao recém nascido: uma prática Interdisciplinar. TÍTULO DA PRÁTICA: Visita domiciliar ao recém nascido: uma prática Interdisciplinar. CÓDIGO DA PRÁTICA: T23 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 a)situação problema e/ou demanda inicial que

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CIDADE UNIVERSITÁRIA DOM DELGADO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CIDADE UNIVERSITÁRIA DOM DELGADO EDITAL Nº 05/2017 ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO DESTINADO AO PROJETO DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA, PESQUISA E INOVAÇÃO FINANCIADO PELA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO

Leia mais

Acompanhamento das Condicionalidades da Saúde no PBF. Brasília - DF

Acompanhamento das Condicionalidades da Saúde no PBF. Brasília - DF Seminário Regional do Programa Bolsa Família (PBF) - 2011 Acompanhamento das Condicionalidades da Saúde no PBF, Paulo Henrique M. Teixeira Coord. Atenção Primária Brasília - DF Apresentação do município

Leia mais

EDITAL PIBID-UFBA Nº 13/2016 SELEÇÃO DE SUPERVISORES

EDITAL PIBID-UFBA Nº 13/2016 SELEÇÃO DE SUPERVISORES UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO A DOCÊNCIA EDITAL PIBID-UFBA Nº 13/2016 SELEÇÃO DE SUPERVISORES A Pró-Reitoria de Ensino

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: TÉCNICO EM ENFERMAGEM

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: TÉCNICO EM ENFERMAGEM Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico Etec PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: Tupã Eixo Tecnológico: Ambiente, Saúde e Segurança Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio

Leia mais

IBGE: HABITANTES URBANA: RURAL: AREA 350 KM² 56 comunidades 8 bairros

IBGE: HABITANTES URBANA: RURAL: AREA 350 KM² 56 comunidades 8 bairros IBGE: 2010 16.034 HABITANTES URBANA: 9.871 RURAL:6.150 AREA 350 KM² 56 comunidades 8 bairros Nº Famílias referenciadas: 540 famílias Nº Famílias acompanhadas em grupos: 190 famílias. 1 Coordenadora: 40

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE GUIRATINGA

PREFEITURA MUNICIPAL DE GUIRATINGA ESTADO DE MATO GROSSO ANEXO I - QUADRO DE ESPECIFICAÇÕES DO CARGO Cód. Cargo Cargo (Categoria) Escolaridade / Requisitos Exigidos VAGAS DISPONIVEL CADASTRO DE RESERVA VAGAS PNE Carga Horária Semanal Vencimento

Leia mais

Logística do Trabalho de Campo

Logística do Trabalho de Campo Universidade Federal de Pelotas Faculdade de Medicina - Departamento de Medicina Social Faculdade de Enfermagem Departamento de Enfermagem Logística do Trabalho de Campo Logística do Trabalho de Campo

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Ambiente, Saúde e

Leia mais

Mostra de Projetos 2011 PROJETO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM HORTA COMUNITÁRIA NO MUNICÍPIO DE IVAIPORÃ PR

Mostra de Projetos 2011 PROJETO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM HORTA COMUNITÁRIA NO MUNICÍPIO DE IVAIPORÃ PR Mostra de Projetos 2011 PROJETO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM HORTA COMUNITÁRIA NO MUNICÍPIO DE IVAIPORÃ PR Mostra Local de: Ivaiporã. Categoria do projeto: Projetos em implantação, com resultados parciais.

Leia mais

Papel das Unidades Básicas Casa da Gestante. II Encontro das Casas da Gestante do Rio Grande do Sul SES/RS Dezembro 2009

Papel das Unidades Básicas Casa da Gestante. II Encontro das Casas da Gestante do Rio Grande do Sul SES/RS Dezembro 2009 Papel das Unidades Básicas Casa da Gestante II Encontro das Casas da Gestante do Rio Grande do Sul SES/RS Dezembro 2009 Alguns dados: Ao analisar os dados de nascimento e óbitos dos RN residentes em Canoas

Leia mais

Operação-SC-IV. Programa Sinapse da Inovação Estratégia Catarinense de Fomento ao Empreendedorismo Inovador

Operação-SC-IV. Programa Sinapse da Inovação Estratégia Catarinense de Fomento ao Empreendedorismo Inovador Operação-SC-IV Programa Sinapse da Inovação Estratégia Catarinense de Fomento ao Empreendedorismo Inovador Objetivos do Programa GERAR NOVAS EMPRESAS prioritariamente a partir do conhecimento gerado nas

Leia mais

EDITAL N 051/2014 INSCRIÇÃO E SELEÇÃO DE SECRETÁRIOS DE COORDENAÇÃO E DE APOIO ESCOLAR E AUXILIAR DE APOIO DO PROJETO UNIVERSIDADE PARA TODOS

EDITAL N 051/2014 INSCRIÇÃO E SELEÇÃO DE SECRETÁRIOS DE COORDENAÇÃO E DE APOIO ESCOLAR E AUXILIAR DE APOIO DO PROJETO UNIVERSIDADE PARA TODOS Secretaria da Educação do Estado da Bahia Coordenação de Desenvolvimento de Educação Superior CODES Coordenação de Ações Afirmativas CAA Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia UESB Pró-Reitoria de

Leia mais

Plano de Reorganização da Atenção à Hipertensão Arterial e ao Diabetes Mellitus no Brasil

Plano de Reorganização da Atenção à Hipertensão Arterial e ao Diabetes Mellitus no Brasil Plano de Reorganização da Atenção à Hipertensão Arterial e ao Diabetes Mellitus no Brasil 2 15 2. Plano de Reorganização da Atenção à Hipertensão Arterial e ao Diabetes Mellitus no Brasil No ano de 2000

Leia mais

Autor: Leila Cristina Pilonetto Baggio Co autores: Marcos Fiorentin, Elizangela Greggio Vincensi, Joares Telles Junior, Ana Cristina G. Costella, ACS.

Autor: Leila Cristina Pilonetto Baggio Co autores: Marcos Fiorentin, Elizangela Greggio Vincensi, Joares Telles Junior, Ana Cristina G. Costella, ACS. HIPERTENSÃO ARTERIAL E DIABETE MELLITUS: UMA ANALISE DO ACOMPANHAMENTO REALIZADO PELA EQUIPE ESF DE BOM SUCESSO DO SUL Autor: Leila Cristina Pilonetto Baggio Co autores: Marcos Fiorentin, Elizangela Greggio

Leia mais

Relatório de Acompanhamento do Trabalho Técnico Social

Relatório de Acompanhamento do Trabalho Técnico Social Estado de Santa Catarina Município de Luís Alves Prefeitura Municipal de Luís Alves Rua: Eric Gielow, 35 - Centro Luís Alves SC C.N.P.J. 83.102.319/0001-55 CEP 89.115-000 Fone / Fax: (047) 33-771355 luisalves@luisalves.sc.gov.br

Leia mais

COMISSÃO DE DESINSTITUCIONALIZAÇÃO DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ PARANÁ: AÇÕES NO ANO DE 2009

COMISSÃO DE DESINSTITUCIONALIZAÇÃO DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ PARANÁ: AÇÕES NO ANO DE 2009 COMISSÃO DE DESINSTITUCIONALIZAÇÃO DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ PARANÁ: AÇÕES NO ANO DE 2009 Robsmeire Calvo Melo Zurita 1 ; Alessandra Massi Puziol Alves 2 Neide Barboza Lopes 3 INTRODUÇÃO: No Brasil ainda

Leia mais

Disponibiliza para todos os alunos da 3ª Série do Ensino Médio, a plataforma Hora do Enem.

Disponibiliza para todos os alunos da 3ª Série do Ensino Médio, a plataforma Hora do Enem. Em parceria com o MEC Disponibiliza para todos os alunos da 3ª Série do Ensino Médio, a plataforma Hora do Enem. /2*2 REUNIÃO CONSED 14 DE ABRIL 2016 LOGO O QUE É HORA DO ENEM? PROGRAMA NACIONAL DE PREPARAÇÃO

Leia mais

USO DOS FORMULÁRIOS E REGISTRO DAS INFORMAÇÕES NO NOVO SISTEMA INFORMATIZADO DA VIGILÂNCIA ALIMENTAR E NUTRICIONAL SISVAN WEB

USO DOS FORMULÁRIOS E REGISTRO DAS INFORMAÇÕES NO NOVO SISTEMA INFORMATIZADO DA VIGILÂNCIA ALIMENTAR E NUTRICIONAL SISVAN WEB MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DA POLÍTICA DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO SEPN 511- Bloco C Edifício Bittar IV 4º andar - Brasília/DF CEP:70750.543

Leia mais

Plano de Ação Programa Bolsa Família JUSTIFICATIVA

Plano de Ação Programa Bolsa Família JUSTIFICATIVA E S T A D O D E M A T O G R O S S O D O S U L P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E C A M P O G R A N D E S E C R E T A R I A M U N I C I P A L D E S A Ú D E P Ú B L I C A PLANO DE AÇÃO ACOMPANHAMENTO

Leia mais

EDITAL DE CADASTRO PARA SELEÇÃO DE DIVULGADORES DO VESTIBULAR 2013 DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA

EDITAL DE CADASTRO PARA SELEÇÃO DE DIVULGADORES DO VESTIBULAR 2013 DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNEB CENTRO DE PROCESSOS SELETIVOS CPS UNIDADE DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL UDO ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO ASCOM NÚCLEO DE RELAÇÕES PÚBLICAS NuRP EDITAL DE CADASTRO

Leia mais

PLANO DE AÇÃO

PLANO DE AÇÃO INSTITUTO FLORENCE DE ENSINO SUPERIOR COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO PLANO DE AÇÃO 2016-207 São Luís 2016 1 INTRODUÇÃO O plano de ações da CPA define os rumos dos trabalhos que serão desenvolvidas pela

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Atenção à Saúde

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Atenção à Saúde Instrução Operacional Conjunta SENARC/MDS/SAS/MS nº 11 Brasília, 18 de novembro de 2011. 1 INTRODUÇÃO Assunto: Divulga informações e procedimentos sobre a implantação do Benefício Variável destinado a

Leia mais

QUESTIONÁRIO SOBRE SISTEMATIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO DO MUNICÍPIO QUANTO À VIGILÂNCIA ALIMENTAR E NUTRICIONAL

QUESTIONÁRIO SOBRE SISTEMATIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO DO MUNICÍPIO QUANTO À VIGILÂNCIA ALIMENTAR E NUTRICIONAL QUESTIONÁRIO SOBRE SISTEMATIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO DO MUNICÍPIO QUANTO À VIGILÂNCIA ALIMENTAR E NUTRICIONAL IDENTIFICAÇÃO DO QUESTIONÁRIO (ID) [ ] Questionário [ ] Entrevistador (bolsista): [ ] Pesquisador

Leia mais

EXPERIÊNCIA DE NASF DO MUNICÍPIO DE BALNEÁRIO PIÇARRAS

EXPERIÊNCIA DE NASF DO MUNICÍPIO DE BALNEÁRIO PIÇARRAS apresentam EXPERIÊNCIA DE DO MUNICÍPIO DE BALNEÁRIO PIÇARRAS Experiência de Nasf do município de Balneário Piçarras Talita Vieira de Souza 100 % cobertura ESF Balneário Piçarras Atenção Básica 8 ESF Estratégia

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTAS

EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTAS EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTAS A Profa. Gisele Fernanda Mouro, Coordenadora Substituta do Núcleo de Estudos Agroecologia e Produção Orgânica do Território Vale do Ivaí, torna público o presente Edital

Leia mais

Política Nacional de

Política Nacional de Programas de Prevenção e Controle de Carências Nutricionais Política Nacional de Alimentação e Nutrição 5ª diretriz prevenção e controle dos distúrbios nutricionais e de doenças associadas à alimentação

Leia mais

Check list de documentos para a Visita Externa PMAQ. Documento

Check list de documentos para a Visita Externa PMAQ. Documento Check list de documentos para a Visita Externa PMAQ Módulo Módulo I Módulo I Número do padrão de qualidade I.7.3/1 I.7.4/1 II.3.3/1 II.3.4/1 II.8.1/1 II.8.9/1 II.10.3/1 II.11.1/1 II.11.2/1 II.11.3/1 II.13.1.6/1

Leia mais

EIXO 1 PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Dimensão 8: Planejamento e Avaliação Institucional* Título da Ação (o que?

EIXO 1 PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Dimensão 8: Planejamento e Avaliação Institucional* Título da Ação (o que? ANEXO 2 PLANO DE AÇÃO COMISSÃO SETORIAL DE AVALIAÇÃO CCSH Questão Geral 1.1 Como você percebe a utilização dos resultados da autoavaliação como subsídio à revisão, proposição e implementação das ações

Leia mais

4 5 AÇÃO LOCAL PERÍODO Reuniões periódicas da Diretoria Executiva Durante todo o ano No mínimo, 2 reuniões do Conselho de Administração Durante todo o ano No mínimo, 2 reuniões do Conselho Fiscal Durante

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA Autorizada pelo Decreto Federal nº 77.496 de 27/04/76 Reconhecida pela Portaria Ministerial nº 874/86 de 19/12/86 Recredenciada pelo Decreto Estadual 9.271 de

Leia mais

7. ROTEIRO DE ENTREVISTA DIREÇÃO OU COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA DAS ESCOLAS

7. ROTEIRO DE ENTREVISTA DIREÇÃO OU COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA DAS ESCOLAS 7. ROTEIRO DE ENTREVISTA DIREÇÃO OU COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA DAS ESCOLAS Parte I Identificação e controle da entrevista 1. Data Dia Mês Ano 2. Articulador(a) 3. Nome da Escola 4. Nível (s) de ensino ofertado(s)

Leia mais

DEPARTAMENTO DE OPERAÇÃO / SENARC / MDS

DEPARTAMENTO DE OPERAÇÃO / SENARC / MDS ÍNDICE DE GESTÃO DESCENTRALIZADA IGD DEPARTAMENTO DE OPERAÇÃO / SENARC / MDS INDICE DE GESTÃO DESCENTRALIZADA CARACTERÍSTICAS Fortalecimento da Gestão Municipal e Estadual do PBF e do Cadastro Único Fortalecimento

Leia mais

PROTOCOLO PARA APLICAÇÃO DO QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DA VIGILÂNCIA ALIMENTAR E NUTRICIONAL NA ATENÇÃO BÁSICA Gestor da Unidade Básica de Saúde

PROTOCOLO PARA APLICAÇÃO DO QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DA VIGILÂNCIA ALIMENTAR E NUTRICIONAL NA ATENÇÃO BÁSICA Gestor da Unidade Básica de Saúde PROTOCOLO PARA APLICAÇÃO DO QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DA VIGILÂNCIA ALIMENTAR E NUTRICIONAL NA ATENÇÃO BÁSICA Gestor da Unidade Básica de Saúde As informações devem ser coletadas EXCLUSIVAMENTE com o gestor

Leia mais

EDITAL UEFS/TOPA - ETAPA 2010 ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA SELEÇÃO DE APOIO ADMINISTRATIVO DO PROGRAMA TODOS PELA ALFABETIZAÇÃO TOPA/UEFS

EDITAL UEFS/TOPA - ETAPA 2010 ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA SELEÇÃO DE APOIO ADMINISTRATIVO DO PROGRAMA TODOS PELA ALFABETIZAÇÃO TOPA/UEFS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA Autorizada pelo Decreto Federal nº 77.496 de 27/04/76 Reconhecida pela Portaria Ministerial nº 874/86 de 19/12/86 Recredenciada pelo Decreto Estadual 9.271 de

Leia mais

RELATÓRIO DAS AÇÕES DESENVOLVIDAS NO PROJETO DE TRABALHO SOCIAL COM MORADORES DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA - MÊS JULHO/2015

RELATÓRIO DAS AÇÕES DESENVOLVIDAS NO PROJETO DE TRABALHO SOCIAL COM MORADORES DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA - MÊS JULHO/2015 RELATÓRIO DAS AÇÕES DESENVOLVIDAS NO PROJETO DE TRABALHO SOCIAL COM MORADORES DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA - MÊS JULHO/2015 ATIVIDADE REALIZADA DESCRIÇÃO Entrega do Centro Comunitário da FCK Construções

Leia mais

NÚMERO DE BOLSA: 12 BOLSAS DISTRIBUÍDAS A CRITÉRIOS DO COORDENADOR (10 BOLSA PBEST 2 BOLSA AÇÕES AFIRMATIVAS)

NÚMERO DE BOLSA: 12 BOLSAS DISTRIBUÍDAS A CRITÉRIOS DO COORDENADOR (10 BOLSA PBEST 2 BOLSA AÇÕES AFIRMATIVAS) SELEÇÃO DE BOLSISTAS PARA O PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO RURAL E APOIO A REFORMA AGRÁRIA PRODERA. INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DA UFMG Encontram-se abertas as inscrições para a seleção de 12 (doze) bolsistas

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Ambiente, Saúde e Segurança. Habilitação Profissional: Técnico em Enfermagem Qualificação:

Leia mais

Estratégias e Ações do Governo Federal para a Prevenção e Controle da Obesidade

Estratégias e Ações do Governo Federal para a Prevenção e Controle da Obesidade Estratégias e Ações do Governo Federal para a Prevenção e Controle da Obesidade Encontro com as referências estaduais de Alimentação e Nutrição 16 e 17/06/2015 - Brasília/DF Ministério do Desenvolvimento

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO INTERNA DA UNIMED CAMPO GRANDE Núcleo de Comunicação e Marketing agosto de 2016

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO INTERNA DA UNIMED CAMPO GRANDE Núcleo de Comunicação e Marketing agosto de 2016 POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO INTERNA DA UNIMED CAMPO GRANDE Núcleo de Comunicação e Marketing agosto de 2016 1. INTRODUÇÃO A imagem da Unimed Campo Grande é uma responsabilidade de todos. A forma como nos comunicamos

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA Autorizada pelo Decreto Federal nº 77.496 de 27/04/76 Reconhecida pela Portaria Ministerial nº 874/86 de 19/12/86 Recredenciada pelo Decreto Estadual 9.271 de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE CAPES / UAB / MÍDIAS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE CAPES / UAB / MÍDIAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE CAPES / UAB / MÍDIAS EDITAL - Nº 009/2014 SELEÇÃO PARA TUTOR DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MÍDIAS DA EDUCAÇÂO

Leia mais

Edital 03/2014 UNA-SUS/UFCSPA Seleção de Tutores à Distância para o Curso de Especialização em Saúde da Família

Edital 03/2014 UNA-SUS/UFCSPA Seleção de Tutores à Distância para o Curso de Especialização em Saúde da Família Edital 03/2014 UNA-SUS/UFCSPA Seleção de Tutores à Distância para o Curso de Especialização em Saúde da Família O Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-graduação da Universidade Federal de Ciências da Saúde de

Leia mais

RELATÓRIO TRIMESTRAL DO PCCV

RELATÓRIO TRIMESTRAL DO PCCV RELATÓRIO TRIMESTRAL DO PCCV Período: Janeiro a Março/2014 Projeto: Órgão Executor: 1. INTRODUÇÃO PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E VENCIMENTOS E O MODELO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO PARA OS SERVIDORES DO QUADRO

Leia mais

ATIVIDADES REALIZADAS PELA COFI EM VISITAS DE FISCALIZAÇÃO

ATIVIDADES REALIZADAS PELA COFI EM VISITAS DE FISCALIZAÇÃO ATIVIDADES REALIZADAS PELA COFI EM 2015 1 O Conselho Regional de Serviço Social da 14ª Região (CRESS/RN), por meio da Comissão de Orientação e Fiscalização (COFI), tem realizado diversas atividades e visitas

Leia mais

PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA, TECNOLÓGICA E DE INOVAÇÃO - PCCT SELEÇÃO DE BOLSISTAS

PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA, TECNOLÓGICA E DE INOVAÇÃO - PCCT SELEÇÃO DE BOLSISTAS PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA, TECNOLÓGICA E DE INOVAÇÃO - PCCT SELEÇÃO DE BOLSISTAS A Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais - FAPEMIG torna público que está aberto o processo de seleção de

Leia mais

SISPRENATAL. Manual de Preenchimento dos Formulários de Cadastro e Consulta, Exames e Vacinas

SISPRENATAL. Manual de Preenchimento dos Formulários de Cadastro e Consulta, Exames e Vacinas SISPRENATAL Manual de Preenchimento dos Formulários de Cadastro e Consulta, Exames e Vacinas Prefeitura Municipal de Porto Alegre Março de 2007 1 Prefeitura Municipal de Porto Alegre José Fogaça Prefeito

Leia mais

Atividades executadas durante o mês de Janeiro:

Atividades executadas durante o mês de Janeiro: INSTITUTO NOROESTE DE BIRIGUI RELATÓRIO PEDAGÓGICO REFERENTE AO MÊS DE JANEIRO DE 2016 Atividades executadas durante o mês de Janeiro: EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL I Atendimento a pais (novas

Leia mais

Resultados Processo de Trabalho Oficina 1

Resultados Processo de Trabalho Oficina 1 Universidade Federal de Pelotas Faculdade de Medicina - Departamento de Medicina Social Faculdade de Enfermagem Departamento de Enfermagem Monitoramento e Avaliação do Programa de Expansão e Consolidação

Leia mais

a) Relatório de Gestão 2015 e planejamento operacional 2016 Apresentar e obter aprovação na primeira reunião plenária do Exercício atual

a) Relatório de Gestão 2015 e planejamento operacional 2016 Apresentar e obter aprovação na primeira reunião plenária do Exercício atual Planejamento Estratégico 2015-2016 PLANO OPERACIONAL 2016 CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA 13ª REGIÃO BA /SE 1. CGA SEFIN COORDENAÇÃO GERAL DA ADMINISTRAÇÃO INDICADORES PROCESSUAIS E QUALITATIVOS a)

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem MANUELA CAROLINE DA SILVA

Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem MANUELA CAROLINE DA SILVA 0 Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Enfermagem MANUELA CAROLINE DA SILVA RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR II UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE SANTA CECÍLIA/HCPA Porto Alegre 2013 1 MANUELA CAROLINE

Leia mais

Experiência da Central de Regulação em Ubatuba

Experiência da Central de Regulação em Ubatuba Experiência da Central de Regulação em Ubatuba Departamento de Regulação Secretaria Municipal de Saúde de Ubatuba regulacaoubatuba@gmail.com Francine França Tel: (12) 3834-2307 Nossa Cidade Localizada

Leia mais