Novo Guia Alimentar para a População Brasileira

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Novo Guia Alimentar para a População Brasileira"

Transcrição

1 Novo Guia Alimentar para a População Brasileira Prof Ms. Lovaine Rodrigues/CRN Esp. Nutrição Infantil- UNIFESP MSc. Pediatria UFRGS Docente - UNISINOS

2 Guia Alimentar Conjunto de informações, análises, recomendações e orientações sobre escolha, preparo e consumo de alimentos; Instrumento de Educação Alimentar e Nutricional; Objetiva promover a saúde de pessoas, famílias e comunidades Os guias são instrumentos oficiais que definem as diretrizes alimentares a serem utilizadas na orientação de escolhas de alimentos mais saudáveis pela população. (Organização Mundial da Saúde (OMS)

3 Revisão do Guia Alimentar para a População Brasileira 1ª Edição Revisão do Guia Alimentar: Oficinas técnicas em 2011 e 2013 Parceria CGAN NUPENS/USP com apoio da OPAS-Brasil Consulta Pública: Fevereiro a Maio de 2014 Registros na Plataforma: contribuições (436 indivíduos/instituições) Consolidação da consulta pública: Maio a Agosto de 2014 Parceria CGAN NUPENS/USP com apoio da OPAS-Brasil Lançamento: Novembro de 2014

4 NOVA PROPOSTA Apresentação Preâmbulo Introdução Capítulo 1. Princípios Capítulo 2. A escolha dos alimentos Capítulo 3. Dos alimentos à refeição Capítulo 4. O ato de comer e a comensalidade Capítulo 5. A compreensão e a superação dos obstáculos Dez passos para uma alimentação adequada e saudável Para saber mais

5

6 1. ALIMENTAÇÃO É MAIS QUE INGESTÃO DE NUTRIENTES

7 Princípios 1. ALIMENTAÇÃO É MAIS QUE INGESTÃO DE NUTRIENTES Modos de comer Dimensão cultural Dimensão social Relação com o pertencimento social das pessoas, com a sensação de autonomia, com o prazer propiciado pela alimentação e com o estado de bem estar.

8 2. RECOMENDAÇÕES SOBRE ALIMENTAÇÃO DEVEM ESTAR EM SINTONIA COM SEU TEMPO Recomendações feitas por guias devem levar em conta o cenário da evolução da alimentação e das condições de saúde da população. Produtos prontos para o consumo Alimentos 90% da população NÃO consome 400g FVL IBGE. Aquisição alimentar domiciliar per capita Brasil e Grande Regiões. POF 2008/2009.

9 3. ALIMENTAÇÃO ADEQUADA E Princípios SAUDÁVEL DERIVA DE SISTEMA ALIMENTAR SOCIALMENTE E AMBIENTALMENTE SUSTENTÁVEL Recomendações sobre alimentação devem levar em conta o impacto das formas de produção e distribuição dos alimentos sobre a justiça social e a integridade do ambiente. produção processamento distribuição acesso consumo Como?

10 4. GUIAS ALIMENTARES AMPLIAM A AUTONOMIA NAS ESCOLHAS ALIMENTARES O acesso a informações confiáveis sobre alimentação adequada e saudável contribui para que as pessoas ampliem sua autonomia para fazerem escolhas alimentares e exijam o cumprimento do DHAA.

11

12 Classificação dos produtos quanto ao grau de processamento Leia o rótulo Leitura da lista de ingredientes presente no rótulo dos alimentos processados e ultraprocessados Número elevado de ingredientes (cinco ou mais) Ingredientes com nomes pouco familiares e não usados em preparações culinárias:

13 QUATRO RECOMENDAÇÕES ALIMENTOS IN NATURA OU MINIMAMENTE PROCESSADOS Faça de alimentos in natura ou minimamente processados a base de sua alimentação ÓLEOS, GORDURAS, SAL E AÇÚCAR Utilize óleos, gorduras, sal e açúcar em pequenas quantidades ao temperar e cozinhar alimentos e criar preparações culinárias ALIMENTOS PROCESSADOS Limite o uso de alimentos processados, consumindo-os, em pequenas quantidades, como ingredientes de preparações culinárias ou como parte de refeições baseadas em alimentos in natura ou minimamente processados ALIMENTOS ULTRAPROCESSADOS Evite alimentos ultraprocessados

14 Regra de ouro!!! Prefira sempre alimentos in natura ou minimamente processados e preparações culinárias a alimentos ultraprocessados O Mapa já tem mais de 370 Feiras em 24 estados do Brasil com feiras orgânicas! Mapa de Feiras Orgânicas Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec).

15 EVITE OS PRODUTOS ULTRAPROCESSADOS Produtos ultraprocessados: Alimentos prontos para o consumo impacto que suas formas de produção, distribuição, comercialização sobre a cultura, a vida social e sobre o meio ambiente. ingredientes ricos em açucares, gorduras e sal e pobres em fibras Associado a obesidade e doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes e doenças cardiovasculares

16

17 Sobre a escolha das opções de refeições saudáveis POF : >30 mil brasileiros Todas as regiões. Urbano e rural. Todos estratos socioeconômicos 1/5 da população : 85% da alimentação baseada em alimentos in natura, minimamente processados e suas preparações culinárias

18 Dos alimentos à refeições -Descreve os principais grupos de alimentos que fazem parte da alimentação brasileira, as variedades existentes em cada grupo, principais usos culinários, formas de preparo e propriedades nutricionais: VALORIZAÇÃO DA CULTURA ALIMENTAR REGIONAL Alface, arroz, lentilha, pernil suíno assado com batata, repolho refogado e abacaxi Homem, 43 anos, região Sul Arroz, feijão, angu de milho, abóbora com quiabo e mamão Mulher, 49 anos, região Sudeste

19

20

21 O ato de comer e comensalidade Comer com regularidade e com atenção Comer em ambientes apropriados Comer em companhia

22 O ato de comer e as dimensões deste ato influenciam, entre outros aspectos, o aproveitamento dos alimentos consumidos e o prazer proporcionado pela alimentação. Comer com regularidade e com atenção Procure fazer suas refeições diárias em horários semelhantes. Evite beliscar nos intervalos entre as refeições. Coma sempre devagar e desfrute o que está comendo, sem se envolver em outra atividade. Comer em ambientes apropriados Procure comer sempre em locais limpos, confortáveis e tranquilos e onde não haja estímulos para o consumo de quantidades ilimitadas de alimentos. Comer em companhia Sempre que possível, prefira comer em companhia, com familiares, amigos ou colegas de trabalho ou escola. Procure compartilhar também as atividades domésticas que antecedem ou sucedem o consumo das refeições.

23

24 O ato de comer e as dimensões deste ato influenciam, entre outros aspectos, o aproveitamento dos alimentos consumidos e o prazer proporcionado pela alimentação. Informação Há informações sobre alimentação e saúde, mas poucas são de fontes confiáveis. Oferta Custo Habilidades Culinárias O enfraquecimento da transmissão de habilidades culinárias entre gerações favorece o uso de alimentos ultraprocessados. Tempo Publicidade A publicidade de alimentos ultraprocessados domina os anúncios comerciais de alimentos,

25 1. Fazer de alimentos in natura ou minimamente processados a base da alimentação Utilizar óleos, gorduras, sal e açúcar em pequenas quantidades ao temperar e cozinhar alimentos e criar preparações culinárias Limitar o consumo de alimentos processados Evitar o consumo de alimentos ultraprocessados Comer com regularidade e atenção, em ambientes apropriados e, sempre que possível, com companhia. 6. Fazer compras em locais que ofertem variedades de alimentos in natura ou minimamente processados Desenvolver, exercitar e partilhar habilidades culinárias Planejar o uso do tempo para dar à alimentação o espaço que ela merece Dar preferência, quando fora de casa, a locais que servem refeições feitas na hora Ser crítico quanto a informações, orientações e mensagens sobre alimentação veiculadas em propagandas comerciais.

26 Experiências com o Guia https://www.youtube.com/user/usparodia

27 Concluindo... Instrumento de Educação Alimentar e Nutricional para apoiar a Promoção da Alimentação Adequada e Saudável para todos os indivíduos, membros da família e comunidades; Interromper ou reverter o quadro ascendente de obesidade e outras doenças crônicas, além de prevenir as deficiências nutricionais. Estimular melhorias contínuas no Sistema Alimentar, assim como na oferta e uso de alimentos mais saudáveis. Apoiar práticas e culturas alimentares tradicionais saudáveis.

28 Nutricionista profissional de referencia em saúde e qualidade de vida!!

29 Obrigada! Lovaine Rodrigues Agradecimento Nut Gisele Bortolini Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde Obs.: Todas as informações desta apresentação são de responsabilidade do palestrante.

Guia Alimentar para a População Brasileira

Guia Alimentar para a População Brasileira Guia Alimentar para a População Brasileira Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição Departamento de Atenção Básica Secretaria de Atenção à Saúde Ministério da Saúde Marcos políticos que potencializam

Leia mais

Repercussões do Guia Alimentar para a População Brasileira para as Políticas Públicas

Repercussões do Guia Alimentar para a População Brasileira para as Políticas Públicas 1o Encontro com Referência Estaduais de Alimentação e Nutrição e Ações de promoção da alimentação saudável e adequada Repercussões do Guia Alimentar para a População Brasileira para as Políticas Públicas

Leia mais

Frutas, Legumes e Verduras

Frutas, Legumes e Verduras Frutas, Legumes e Verduras Revisão da PNAN 26 seminários estaduais + 1 nacional (2010) Parceria com CIAN/CNS PNAN pactuada e aprovada na Reunião Ordinária da CIT 27 de outubro de 2011 Portaria nº 2.715,

Leia mais

Roda de discussão Alimentação Saudável: O que isso tem a ver com Sustentabilidade?

Roda de discussão Alimentação Saudável: O que isso tem a ver com Sustentabilidade? Roda de discussão Alimentação Saudável: O que isso tem a ver com Sustentabilidade? Gabriela Rodrigues Bratkowski Nutricionista - Centro Colaborador em Alimentação e Nutrição do Escolar (CECANE UFRGS) Porto

Leia mais

Princípios da Alimentação e Saúde

Princípios da Alimentação e Saúde Princípios da Alimentação e Saúde Alimentação é mais que ingestão de nutrientes Recomendações sobre alimentação devem estar em sintonia com seu tempo Alimentação saudável deriva de sistema alimentar socialmente

Leia mais

Incentivo à Alimentação Saudável. Julho de 2016

Incentivo à Alimentação Saudável. Julho de 2016 Incentivo à Alimentação Saudável Julho de 2016 Como é o hábito alimentar do brasileiro PERFIL ALIMENTAR DO ADULTO Apesar de incluir mais frutas e hortaliças na rotina, os brasileiros consomem doces e refrigerantes

Leia mais

Guia Alimentar para a População Brasileira

Guia Alimentar para a População Brasileira Guia Alimentar para a População Brasileira Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição Departamento de Atenção Básica Secretaria de Atenção à Saúde Ministério da Saúde Revisão do Guia Alimentar para a

Leia mais

BASES DA NUTRIÇÃO E DIETÉTICA PIRÂMIDE GUIAS ALIMENTAR

BASES DA NUTRIÇÃO E DIETÉTICA PIRÂMIDE GUIAS ALIMENTAR BASES DA NUTRIÇÃO E DIETÉTICA PIRÂMIDE GUIAS ALIMENTAR PROFª.:ANA LAURA DIAS Conceitos ALIMENTO: toda substância que, ingerida por um ser vivo, o alimenta ou nutre. (Aurélio Buarque de Holanda Ferreira,

Leia mais

ETHANOL SUMMIT 2017 PAINEL. Açúcar: O Consumo Equilibrado Como Melhor Escolha. São Paulo junho/17

ETHANOL SUMMIT 2017 PAINEL. Açúcar: O Consumo Equilibrado Como Melhor Escolha. São Paulo junho/17 ETHANOL SUMMIT 2017 PAINEL Açúcar: O Consumo Equilibrado Como Melhor Escolha São Paulo junho/17 Estudo VIGITEL 2016* do Ministério da Saúde aponta: brasileiros trocam alimentos naturais por industrializados

Leia mais

Comida de verdade vs. ultraprocessados: potenciais impactos na saúde e no bem-estar dos adolescentes brasileiros

Comida de verdade vs. ultraprocessados: potenciais impactos na saúde e no bem-estar dos adolescentes brasileiros Comida de verdade vs. ultraprocessados: potenciais impactos na saúde e no bem-estar dos adolescentes brasileiros Maria Laura da Costa Louzada Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde Efeito

Leia mais

O Guia Alimentar para a População Brasileira e a Produção de Alimentos - agenda para ampliação de escolhas alimentares mais saudáveis

O Guia Alimentar para a População Brasileira e a Produção de Alimentos - agenda para ampliação de escolhas alimentares mais saudáveis O Guia Alimentar para a População Brasileira e a Produção de Alimentos - agenda para ampliação de escolhas alimentares mais saudáveis Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição Departamento de Atenção

Leia mais

Guia Alimentar para a População Brasileira

Guia Alimentar para a População Brasileira Guia Alimentar para a População Brasileira Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição Departamento de Atenção Básica Secretaria de Atenção à Saúde Ministério da Saúde Política Nacional de Alimentação

Leia mais

Capítulo 13 Nutrição: Leitura de rótulos de alimentos

Capítulo 13 Nutrição: Leitura de rótulos de alimentos Capítulo 13 Nutrição: Leitura de rótulos de alimentos Ao final deste capítulo, você poderá Ø Explicar rótulos de alimentos Ø Decidir quais alimentos são melhores com base em três fatores Capítulo 13 Nutrição:

Leia mais

Estratégias e Ações do Governo Federal para a Prevenção e Controle da Obesidade

Estratégias e Ações do Governo Federal para a Prevenção e Controle da Obesidade Estratégias e Ações do Governo Federal para a Prevenção e Controle da Obesidade Encontro com as referências estaduais de Alimentação e Nutrição 16 e 17/06/2015 - Brasília/DF Ministério do Desenvolvimento

Leia mais

O que é uma alimentação saudável? Considerações sobre o conceito, princípios e características: uma abordagem ampliada.

O que é uma alimentação saudável? Considerações sobre o conceito, princípios e características: uma abordagem ampliada. MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DA POLÍTICA DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO O que é uma alimentação saudável? Considerações sobre o conceito,

Leia mais

Lei8080,19set.1990-Art.3º(BRASIL,1990) A saúde tem como fatores determinantes e condicionantes,

Lei8080,19set.1990-Art.3º(BRASIL,1990) A saúde tem como fatores determinantes e condicionantes, Superintendência de Políticas de Atenção Integral a Saúde Gerência de Vigilância Epidemiológica Coordenação de Doenças Não-Transmissíveis Área de Alimentação e Nutrição HÁBITOS SAUDÁVEIS Marília A. Rezio

Leia mais

ENTENDENDO O CARDÁPIO. Centro Colaborador de Alimentação e Nutrição do Escolar (CECANE)

ENTENDENDO O CARDÁPIO. Centro Colaborador de Alimentação e Nutrição do Escolar (CECANE) ENTENDENDO O CARDÁPIO Centro Colaborador de Alimentação e Nutrição do Escolar (CECANE) O que é um cardápio? CARDÁPIO DO PNAE É a relação das preparações de alimentos a serem oferecidas em uma refeição.

Leia mais

Rafael Moreira Claro

Rafael Moreira Claro Estimativa do consumo de açúcar da população brasileira Rafael Moreira Claro rafael.claro@gmail.com Departamento de Nutrição UFMG Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde - USP O açúcar

Leia mais

RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO

RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO UMA OPÇÃO SAUDÁVEL Volume III SUMÁRIO Apresentação Qual a importância do RU? Conhecendo o RU Fluxograma do RU Componentes do cardápio Salada Arroz Feijão Guarnição Prato Proteico

Leia mais

Dieta Hipercalórica e Hiperproteica

Dieta Hipercalórica e Hiperproteica Dieta Hipercalórica e Hiperproteica Orientações nutricionais Serviço de Nutrição e Dietética Este manual contou com a colaboração das nutricionistas: Tatiana Maraschin, Claudine Lacerda de Oliveira, Cristina

Leia mais

Nutrição Aplicada à Educação Física. Cálculo da Dieta e Recomendações dietéticas. Ismael F. Freitas Júnior Malena Ricci

Nutrição Aplicada à Educação Física. Cálculo da Dieta e Recomendações dietéticas. Ismael F. Freitas Júnior Malena Ricci Nutrição Aplicada à Educação Física Cálculo da Dieta e Recomendações dietéticas Ismael F. Freitas Júnior Malena Ricci ARROZ 100 gramas CÁLCULO DE DIETA CH 25,1 PT 2,0 Lip 1,2 Consumo 300 gramas 100 gr

Leia mais

O CONTROLE SANITÁRIO DE ALIMENTOS: a atuação da SNVS

O CONTROLE SANITÁRIO DE ALIMENTOS: a atuação da SNVS AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA ANVISA O CONTROLE SANITÁRIO DE ALIMENTOS: a atuação da SNVS João Tavares Neto Superintendente de Correlatos e Alimentos Agência Nacional de Vigilância Sanitária

Leia mais

Nutricionista em escolas da rede privada: perspectivas de atuação. Nutricionista Joseane Mancio CRN2 4510

Nutricionista em escolas da rede privada: perspectivas de atuação. Nutricionista Joseane Mancio CRN2 4510 Nutricionista em escolas da rede privada: perspectivas de atuação Nutricionista Joseane Mancio CRN2 4510 Onde podemos atuar??? Atribuições Resolução CFN CFN 380/2005 Alimentação Escolar Compete ao Nutricionista,

Leia mais

Alimentação* Nova Roda dos Alimentos. As recomendações para a população portuguesa, em termos nutricionais, são as seguintes:

Alimentação* Nova Roda dos Alimentos. As recomendações para a população portuguesa, em termos nutricionais, são as seguintes: Alimentação* Nova Roda dos Alimentos A roda dos alimentos é um instrumento de educação alimentar largamente conhecido pela população portuguesa dada a sua utilização desde 1977 na campanha Saber comer

Leia mais

Pirâmide alimentar: guia para alimentação saudável

Pirâmide alimentar: guia para alimentação saudável CARTILHA TÉCNICA Pirâmide alimentar: guia para alimentação saudável Helen Mara dos Santos Gomes Mestranda em Ciências e Tecnologia de Alimentos Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo

Leia mais

Alimentação na Infância e Adolescência

Alimentação na Infância e Adolescência Alimentação na Infância e Adolescência Nutricionista Ana Helena Spolador Ribeiro Graduada pelo Centro Universitário São Camilo Pós-graduada em Obesidade e Emagrecimento pela Universidade Gama Filho Nutricionista

Leia mais

RELATÓRIO DE OFICINA: "PLANO DE AÇÃO E DIVULGAÇÃO DO GUIA ALIMENTAR PARA A POPULAÇÃO BRASILEIRA Por: Islany Alencar e Elaine Pasquim

RELATÓRIO DE OFICINA: PLANO DE AÇÃO E DIVULGAÇÃO DO GUIA ALIMENTAR PARA A POPULAÇÃO BRASILEIRA Por: Islany Alencar e Elaine Pasquim RELATÓRIO DE OFICINA: "PLANO DE AÇÃO E DIVULGAÇÃO DO GUIA ALIMENTAR PARA A POPULAÇÃO BRASILEIRA 2015 Por: Islany Alencar e Elaine Pasquim FIOCRUZ Brasília/DF 13.08.2015 Local: RELATÓRIO REUNIÃO GUIA ALIMENTAR

Leia mais

Síntese Teórica: PNAN Promoção da Alimentação Adequada e Saudável (PAAS) (Setembro 2016)

Síntese Teórica: PNAN Promoção da Alimentação Adequada e Saudável (PAAS) (Setembro 2016) Síntese Teórica: PNAN Promoção da Alimentação Adequada e Saudável (PAAS) (Setembro 2016) Relembrando, a PNAN tem como propósito melhorar as condições de alimentação, nutrição e saúde da população brasileira,

Leia mais

ALIMENTAÇÃO E SAÚDE 1 - A RELAÇÃO ENTRE A ALIMENTAÇÃO E SAÚDE

ALIMENTAÇÃO E SAÚDE 1 - A RELAÇÃO ENTRE A ALIMENTAÇÃO E SAÚDE Alimentação e Saúde ALIMENTAÇÃO E SAÚDE 1 - A RELAÇÃO ENTRE A ALIMENTAÇÃO E SAÚDE Todo ser vivo precisa se alimentar para viver. A semente, ao ser plantada, precisa ser adubada e molhada todos os dias

Leia mais

COMISSÃO INTERSETORIAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO - CIAN

COMISSÃO INTERSETORIAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO - CIAN COMISSÃO INTERSETORIAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO - CIAN Prevista na Lei n.º 8.080/90 - Art. 13 item I Reinstalada pela Resolução CNS n.º 299, de maio de 1999. OBJETIVO DA CIAN Integrar a Política Nacional

Leia mais

Parece novela, mas não é. Com vários mocinhos e vilões, o mundo da alimentação se

Parece novela, mas não é. Com vários mocinhos e vilões, o mundo da alimentação se Entenda por que o açúcar está sendo apontado como novo vilão da alimentação Relação do alimento com aumento de peso e diabetes estão entre principais preocupações Matéria publicada em 12 de Abril de 2015

Leia mais

-PNAN - Portaria Estatuto da criança e do adolescente -PCNs

-PNAN - Portaria Estatuto da criança e do adolescente -PCNs -PNAN - Portaria 1.010 - Estatuto da criança e do adolescente -PCNs Alimentação Escolar Aline Guimarães Nutricionista - CECANE UnB PNAN Política Nacional de Alimentação e Nutrição Alimentação escolar PNAN

Leia mais

RECANTO INFANTIL PEDRITA CARDÁPIO 1

RECANTO INFANTIL PEDRITA CARDÁPIO 1 CARDÁPIO 1 Bolacha salgada e Pão de Forma com Torrada com Pão sovado com Bolo Simples doce Frios Chá de Erva Cidreira e Leite Batido com Leite com chocolate Suco de fruta Suco de fruta Camomila e Suco

Leia mais

O Regime de Fruta Escolar Desafios e Potencialidades para as Autarquias. Joana Russell Sampaio Município de Braga

O Regime de Fruta Escolar Desafios e Potencialidades para as Autarquias. Joana Russell Sampaio Município de Braga O Regime de Fruta Escolar Desafios e Potencialidades para as Autarquias. Joana Russell Sampaio Município de Braga Enquadramento do RFE Início no ano letivo de 2009/2010 Iniciativa de âmbito europeu que

Leia mais

O pão engorda. Mitos Alimentares

O pão engorda. Mitos Alimentares Apesar do acesso facilitado e quase imediato à informação em todos os momentos, nem todas as afirmações feitas sobre a comida são baseadas em factos científicos, pelo que alguns mitos alimentares ainda

Leia mais

Campanha de sensibilização do pnase

Campanha de sensibilização do pnase São Tomé, 28 de Fevereiro de 2017. Campanha de sensibilização do pnase Em alusão a 1 de Março, Dia Africano da Alimentação Escolar, o Ministério da Educação Cultura de São Tomé e Príncipe dá início à campanha

Leia mais

SUGESTÕES DE CARDÁPIOS SAUDÁVEIS semana #1

SUGESTÕES DE CARDÁPIOS SAUDÁVEIS semana #1 SUGESTÕES DE CARDÁPIOS SAUDÁVEIS semana #1 ADOTE PRÁTICAS ALIMENTARES SAUDÁVEIS Ao montar o seu prato, comece pela salada ou caso você utilize um único prato: divida o seu prato ao meio metade dele deve

Leia mais

Caderno de sugestões Guia Alimentar para a População Brasileira na prática das equipes de saúde, educação e assistência social em Goiás

Caderno de sugestões Guia Alimentar para a População Brasileira na prática das equipes de saúde, educação e assistência social em Goiás 1 Caderno de sugestões Guia Alimentar para a População Brasileira na prática das equipes de saúde, educação e assistência social em Goiás Goiânia, 2016 2 Maria das Graças Freitas de Carvalho Maria Janaína

Leia mais

Unidade de Cuidados na Comunidade de Castelo Branco. Alimentação Saudável L/O/G/O.

Unidade de Cuidados na Comunidade de Castelo Branco. Alimentação Saudável L/O/G/O. Unidade de Cuidados na Comunidade de Castelo Branco Alimentação Saudável L/O/G/O www.themegallery.com Maio 2014 Sumário: O que é uma Alimentação Saudável; Nova Roda dos Alimentos; Recomendações de uma

Leia mais

UNIDADE: 01. Observe as imagens que representam os quatro grupos de alimentos.

UNIDADE: 01. Observe as imagens que representam os quatro grupos de alimentos. SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 07 / 05 / 03 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE CIÊNCIAS 3.º ANO/EF UNIDADE: ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR: 8,0

Leia mais

Hábitos Alimentares Saudáveis

Hábitos Alimentares Saudáveis ESCOLA PROMOTORA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL: EXPERIÊNCIAS E PRÁTICAS Msc. Patrícia Martins Fernandez Colaboradora técnica do Projeto A Escola Promovendo Colaboradora técnica do Projeto A Escola Promovendo

Leia mais

Erly Catarina de Moura NUPENS - USP

Erly Catarina de Moura NUPENS - USP Erly Catarina de Moura NUPENS - USP erlycm@usp.br Evolução do estado nutricional de homens, 1974-1975, 1989, 2002-2003, Brasil déficit de peso sobrepeso obesidade eutrofia 100% 80% 60% 40% 20% 0% 1974-75

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE NUTRIÇÃO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM ALIMENTOS E NUTRIÇÃO MESTRANDA: LANA ROSA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE NUTRIÇÃO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM ALIMENTOS E NUTRIÇÃO MESTRANDA: LANA ROSA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE NUTRIÇÃO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM ALIMENTOS E NUTRIÇÃO MESTRANDA: LANA ROSA LANCHES SAUDÁVEIS NA MERENDA ESCOLAR INTRODUÇÃO Os aspectos que

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Disciplina: Olericultura Geral Código da Disciplina: AGR 355. Semestre de oferta da disciplina: I e II

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Disciplina: Olericultura Geral Código da Disciplina: AGR 355. Semestre de oferta da disciplina: I e II PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Olericultura Geral Código da Disciplina: AGR 355 Curso: Agronomia Semestre de oferta da disciplina: I e II Faculdade responsável: Agronomia Programa em vigência a partir

Leia mais

OBESIDADE NA INFÂNCIA. Dra M aria Fernanda Bádue Pereira

OBESIDADE NA INFÂNCIA. Dra M aria Fernanda Bádue Pereira OBESIDADE NA INFÂNCIA Dra M aria Fernanda Bádue Pereira Obesidade infantil Um dos maiores problemas de saúde pública da atualidade. >>>>> Ingestão calórica e

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR PNAE

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR PNAE PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR PNAE Objetivo do Programa OFERTA DE REFEIÇÕES SAUDÁVEIS EDUCAÇÃO ALIMENTAR E NUTRICIONAL PNAE - Crescimento; - Aprendizagem; - Desenvolvimento biopsicossocial;

Leia mais

Políticas Públicas para o Enfrentamento da Obesidade no Brasil

Políticas Públicas para o Enfrentamento da Obesidade no Brasil Políticas Públicas para o Enfrentamento da Obesidade no Brasil Patricia Constante Jaime Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição CGAN/ DAB / SAS Ministério da Saúde Audiência Pública da Comissão de

Leia mais

Newsletter do Clube de Nutrição Nº 9 Junho de 2015

Newsletter do Clube de Nutrição Nº 9 Junho de 2015 Newsletter do Clube de Nutrição Nº 9 Junho de 2015 Nesta Edição Pequeno-Almoço 1 Atividades pelo Clube 1 Sabia que? 1 Dicas&Truques 2 Receita do mês 2 Suplemento nº 2 3 Este Verão tenha atenção aos gelados!

Leia mais

Alimentação Saudável e Segurança Alimentar

Alimentação Saudável e Segurança Alimentar Alimentação Saudável e Segurança Alimentar Índice Orientações para uma Alimentação Saudável pág.3 Consumo Excessivo de sal nas Escolas pág.5 Consumo Excessivo de Açúcar pelas Crianças pág.6 Consumo Excessivo

Leia mais

11/03/2013 DADOS DA DISCIPLINA. Benefícios do consumo regular de f&h. ImportâncIa das f&h DEFINIÇÃO - FRUTAS ALGUNS PROBLEMAS. Carga horária: 80h

11/03/2013 DADOS DA DISCIPLINA. Benefícios do consumo regular de f&h. ImportâncIa das f&h DEFINIÇÃO - FRUTAS ALGUNS PROBLEMAS. Carga horária: 80h INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA CAMPUS SANTA ROSA RS DADOS DA DISCIPLINA Curso: Técnico em AgroindúsTriA Disciplina: Tecnologia de FruTas e HorTaliças Tema: INTRODUÇÃO AO

Leia mais

Nutricionista Carolina Cestari De Paoli Bortoletto_ CRN

Nutricionista Carolina Cestari De Paoli Bortoletto_ CRN Nutricionista Carolina Cestari De Paoli Bortoletto_ CRN4 04101236 AVALIE SUA ALIMENTAÇÃO Este teste é sobre a sua alimentação, isto é, aquilo que você come. Se você tiver alguma dificuldade para responder

Leia mais

CARTA DE PORTO ALEGRE

CARTA DE PORTO ALEGRE CARTA DE PORTO ALEGRE No período de 26 a 29 de outubro de 2016 a cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, sediou o CONBRAN 2016 - XXIV Congresso Brasileiro de Nutrição, IV Simpósio Iberoamericano

Leia mais

Curso Técnico de Nível Médio em. Alimentação Escolar

Curso Técnico de Nível Médio em. Alimentação Escolar Curso Técnico de Nível Médio em APRESENTAÇÃO O Projeto Pedagógico do Curso Técnico de Nível Médio em Secretaria, na modalidade a distância, com momentos presenciais, pertencente ao eixo tecnológico Apoio

Leia mais

Refeições saudáveis para sua saúde e bem-estar

Refeições saudáveis para sua saúde e bem-estar Refeições saudáveis para sua saúde e bem-estar Encontro Educacional 4 Este encontro apresenta Sal e gordura Riscos a saúde e recomendações diárias para consumo Comprando alimentos saudáveis Utilize os

Leia mais

HABILIDADES CULINÁRIAS. Vamos conhecer o novo Guia Alimentar da População Brasileira. SEÇÃO 1 INFORME-SE!

HABILIDADES CULINÁRIAS. Vamos conhecer o novo Guia Alimentar da População Brasileira. SEÇÃO 1 INFORME-SE! NESTA EDIÇÃO ABORDAREMOS O NOVO GUIA ALIMENTAR DA POPULAÇÃO BRASILEIRA, INTRODUÇÃO DO FILÉ DE POLAKA DO ALASCA, A IMPORTÂNCIA DO VALOR NUTRICIONAL DO CARDÁPIO, SITUAÇÃO DO FEIJÃO NO BRASIL, III ENCONTRO

Leia mais

A importância da rotulagem para a saúde pública o olhar do consumidor

A importância da rotulagem para a saúde pública o olhar do consumidor A importância da rotulagem para a saúde pública o olhar do consumidor Mariana Garcia I Simpósio de Rotulagem de Alimentos - CRQ-IV O que é o Idec? Organização não governamental fundada em 1987, sem fins

Leia mais

, Considerando Considerando Considerando Considerando Considerando Considerando

, Considerando Considerando Considerando Considerando Considerando Considerando RESOLUÇÃO CNS Nº O Plenário do Conselho Nacional de Saúde, em sua 192ª Reunião Ordinária, realizada nos dias 10 e 11 de dezembro de 2008, no uso de suas competências regimentais e atribuições conferidas

Leia mais

Catálogo de produtos. Viapax Produtos orgânicos e naturais

Catálogo de produtos. Viapax Produtos orgânicos e naturais Catálogo de produtos Viapax Bio Produtos orgânicos e naturais @viapaxbio FAZ BEM Somos naturais, saudáveis, saborosos e ricos em nutrientes. Preservando a qualidade natural e os sabores das frutas, grãos

Leia mais

PROGRAMAÇÃO. Av. Eduardo Ribeiro UEA/UTAM. Rede de Supermercados DB, Carrefour. Auditório do Colégio Dom Bosco - Centro

PROGRAMAÇÃO. Av. Eduardo Ribeiro UEA/UTAM. Rede de Supermercados DB, Carrefour. Auditório do Colégio Dom Bosco - Centro GOVERNO DO ESTADO DO AMAZONAS PREFEITURA MUNICIPAL DE MANAUS CONSELHO ESTADUAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL AMAZONAS SEMANA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO 16 a 22 de outubro de 05 TEMA: A INICIATIVA DE

Leia mais

Dieta para vegetarianos

Dieta para vegetarianos PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ALIMENTOS E NUTRIÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Dieta para vegetarianos Monique de Barros Elias Campos Nutricionista

Leia mais

CLARISSA ARAUJO Nutricionista e Coach

CLARISSA ARAUJO Nutricionista e Coach DESVENDE OS 10 ERROS QUE PODEM ESTAR ATRAPALHANDO SEU PROCESSO DE EMAGRECIMENTO CLARISSA ARAUJO Nutricionista e Coach Olá! Meu nome é Clarissa Araujo, sou Nutricionista e Coach, apaixonada pelo universo

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR PNAE: Cardápios na Alimentação Escolar

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR PNAE: Cardápios na Alimentação Escolar PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR PNAE: Cardápios na Alimentação Escolar Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação FNDE Coordenação-Geral do Programa Nacional de Alimentação Escolar CGPAE Coordenação

Leia mais

Determinantes Sociais da Saúde. Professor: Dr. Eduardo Arruda

Determinantes Sociais da Saúde. Professor: Dr. Eduardo Arruda Determinantes Sociais da Saúde Professor: Dr. Eduardo Arruda Conteúdo Programático desta aula Epidemiologia social e os Determinantes Sociais da Saúde (DSS); Principais Iniquidades em Saúde no Brasil;

Leia mais

ANÁLISE SITUACIONAL DA NUTRICAO EM MOÇAMBIQUE - NA PERSPECTIVA AGRICOLA. Por: Dercio Matale

ANÁLISE SITUACIONAL DA NUTRICAO EM MOÇAMBIQUE - NA PERSPECTIVA AGRICOLA. Por: Dercio Matale ANÁLISE SITUACIONAL DA NUTRICAO EM MOÇAMBIQUE - NA PERSPECTIVA AGRICOLA Por: Dercio Matale SUMARIO DA APRESENTACAO Magnitude e impacto das deficiências de micronutrientes em Moçambique Tendencia de Malnutricao

Leia mais

Perspectivas e desafios da redução do sódio em nível nacional e internacional

Perspectivas e desafios da redução do sódio em nível nacional e internacional Perspectivas e desafios da redução do sódio em nível nacional e internacional Padrão alimentar da população brasileira Mudanças no consumo alimentar e os desafios para a agenda de redução do consumo de

Leia mais

cüé} Ü xvxàé v àé a a Å `âäà áàâüt Zâ Z Ç â U Ç áát U â áát

cüé} Ü xvxàé v àé a a  Å `âäà áàâüt  Zâ Z Ç â U Ç áát U â áát cüé}xvàé a ^âåx ftu @`âäà Å áàâüt `âäà Å áàâüt@ @Vtv{xâ@ Zâ Ç U áátâ OBJECTIVOS GLOBAIS: Prevenir e combater c a desnutrição das grávidas e das crianças dos 0 aos 5 anos através da produção e comercialização

Leia mais

O papel da alimentação no cancro

O papel da alimentação no cancro 04 de Fevereiro 2017 O papel da alimentação no cancro Cristina Gonçalves Coordenadora de Dietética e Nutrição - Nutricionista Hospital da Luz Lisboa Os sobreviventes de cancro devem seguir as mesmas recomendações

Leia mais

CONCURSO RECEITAS ORIGINAIS COM REAPROVEITAMENTO DE SOBRAS DE ALIMENTOS

CONCURSO RECEITAS ORIGINAIS COM REAPROVEITAMENTO DE SOBRAS DE ALIMENTOS CONCURSO RECEITAS ORIGINAIS COM REAPROVEITAMENTO DE SOBRAS DE ALIMENTOS O ano de 2016 foi declarado pela Assembleia da Republica como o ano nacional do combate ao desperdício alimentar. O desperdício alimentar

Leia mais

Semana da Alimentação

Semana da Alimentação Agrupamento de Escolas André Soares Bibliotecas Escolares do Agrupamento Projeto de Promoção e Educação para a Saúde PES Semana da Alimentação Alimentação e Saúde Investe em ti Alimentação saudável, o

Leia mais

Evolução dos Cardápios na Alimentação Escolar de SP

Evolução dos Cardápios na Alimentação Escolar de SP SECRETARIA DO ESTADO DA EDUCAÇÃO Coordenadoria de Infraestrutura e Serviços Escolares Departamento de Alimentação e Assistência ao Aluno Evolução dos Cardápios na Alimentação Escolar de SP Viviane Piatecka

Leia mais

Alimentação saudável

Alimentação saudável Alimentação saudável Você mais saudável do que nunca! Quem nunca ouviu falar em antioxidantes e radicais livres? Agora, basta saber quem é o vilão e o herói dessa batalha. Os antioxidantes são substâncias

Leia mais

Dia Mundial da Alimentação. 16 de outubro de 2013

Dia Mundial da Alimentação. 16 de outubro de 2013 Dia Mundial da Alimentação 16 de outubro de 2013 Sistemas Alimentares Saudáveis Modelo de Intervenção da Associação Portuguesa de Dietistas Associação Portuguesa de Dietistas Dia Mundial da Alimentação

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE GUIA ALIMENTAR PARA A POPULAÇÃO BRASILEIRA. 2ª Edição

MINISTÉRIO DA SAÚDE GUIA ALIMENTAR PARA A POPULAÇÃO BRASILEIRA. 2ª Edição MINISTÉRIO DA SAÚDE GUIA ALIMENTAR PARA A POPULAÇÃO BRASILEIRA 2ª Edição Brasília DF 2014 GUIA MINISTÉRIO ALIMENTAR PARA DA SAÚDE A POPULAÇÃO BRASILEIRA Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção

Leia mais

Promoción al consumo de frutas y hortalizas en Latinoamérica

Promoción al consumo de frutas y hortalizas en Latinoamérica TALLER Montevideo 22 de mayo de 2007 Promoción al consumo de frutas y hortalizas en Latinoamérica Presentación de caso: Brasil Prof. Dr. Paulo César Tavares de Melo USP/ESALQ Departamento de Produção Vegetal

Leia mais

Introdução alimentar a partir dos seis meses de vida. Edinilza Fernandes Nutricionista CRN:

Introdução alimentar a partir dos seis meses de vida. Edinilza Fernandes Nutricionista CRN: Introdução alimentar a partir dos seis meses de vida. Edinilza Fernandes Nutricionista CRN: 11.583 Aleitamento materno exclusivo até os seis meses de vida (OMS) Garantia de todos os nutrientes necessários

Leia mais

Balanço dos Compromissos Políticos do Governo de Moçambique. Nova Aliança para a Segurança Alimentar e Nutricional Maputo, 10 e 11 de Abril de 2013

Balanço dos Compromissos Políticos do Governo de Moçambique. Nova Aliança para a Segurança Alimentar e Nutricional Maputo, 10 e 11 de Abril de 2013 Balanço dos Compromissos Políticos do Governo de Moçambique Nova Aliança para a Segurança Alimentar e Nutricional Maputo, 10 e 11 de Abril de 2013 1 1 ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE

Leia mais

Gastronomia. Disciplina: ELEMENTOS DA NUTRIÇÃO. 1. Conceitos importantes no estudo da nutrição

Gastronomia. Disciplina: ELEMENTOS DA NUTRIÇÃO. 1. Conceitos importantes no estudo da nutrição Gastronomia Disciplina: ELEMENTOS DA NUTRIÇÃO 1. Conceitos importantes no estudo da nutrição 1- CONCEITOS IMPORTANTES NO ESTUDO DA NUTRIÇÃO ALIMENTO: Do ponto de vista clínico, qualquer substância que

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DO CONSUMO DE CARNES E HORTALIÇAS NO MUNICÍPIO DE MOGI DAS CRUZES

CARACTERIZAÇÃO DO CONSUMO DE CARNES E HORTALIÇAS NO MUNICÍPIO DE MOGI DAS CRUZES 1 CARACTERIZAÇÃO DO CONSUMO DE CARNES E HORTALIÇAS NO MUNICÍPIO DE MOGI DAS CRUZES CARLA VIEIRA CARDOSO 1 GISELE DA SILVA ALMEIDA MARIANO 1 OSCAR KENJI TSUCHIDA 1 ROBERTO DE ANDRADE BORDIN 2 RESUMO O presente

Leia mais

Alimentos e bebidas ultraprocessados na América Latina: tendências, efeito sobre a obesidade e implicações para as políticas públicas.

Alimentos e bebidas ultraprocessados na América Latina: tendências, efeito sobre a obesidade e implicações para as políticas públicas. Alimentos e bebidas ultraprocessados na América Latina: tendências, efeito sobre a obesidade e implicações para as políticas públicas. ABRANGÊNCIA Descrição de tendências de vendas dos alimentos ultraprocessados

Leia mais

GUIA ALIMENTAR PARA A POPULAÇÃO BRASILEIRA

GUIA ALIMENTAR PARA A POPULAÇÃO BRASILEIRA ISBN 978-85-334-2176-9 MINISTÉRIO DA SÁUDE 9 788533 421769 GUIA ALIMENTAR PARA A POPULAÇÃO BRASILEIRA GUIA ALIMENTAR PARA A POPULAÇÃO BRASILEIRA Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde www.saude.gov.br/bvs

Leia mais

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL RESUMO

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL RESUMO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Ana Paula Scherer de Brum* Patrícia Wolf** Paula Masiero*** RESUMO Para termos um corpo e uma mente sadia, devemos ter uma alimentação saudável, com propriedades que ajudam no desenvolvimento

Leia mais

I CURSO DE APERFEIÇOAMENTO PARA NUTRICIONISTAS NA ÁREA DE ALIMENTAÇÃO COLETIVA - UAN

I CURSO DE APERFEIÇOAMENTO PARA NUTRICIONISTAS NA ÁREA DE ALIMENTAÇÃO COLETIVA - UAN PROJETO INTEGRADO CRN-3, SINESP E APAN I CURSO DE APERFEIÇOAMENTO PARA NUTRICIONISTAS NA ÁREA DE ALIMENTAÇÃO COLETIVA - UAN R E G U L A M E N T O CAPÍTULO I - CONSIDERAÇÕES SOBRE O PROJETO E A INSTITUIÇÃO

Leia mais

Cardiovascular 29% Infectious & Parasitic 19% Other 3% Injury 9% Digestive 4% Respiratory. Respiratory Infections. 7% Neuropsychiatric

Cardiovascular 29% Infectious & Parasitic 19% Other 3% Injury 9% Digestive 4% Respiratory. Respiratory Infections. 7% Neuropsychiatric Impacto Global das Doenças Cardiovasculares Digestive 4% Respiratory 7% Neuropsychiatric 2% Injury 9% Other 3% Infectious & Parasitic 19% Respiratory Infections 7% Maternal & Perinatal 5% Cardiovascular

Leia mais

Projecto Obesidade Zero (POZ) Carvalho MA, Ramos C, Breda J, Rito A

Projecto Obesidade Zero (POZ) Carvalho MA, Ramos C, Breda J, Rito A Projecto Obesidade Zero (POZ) Carvalho MA, Ramos C, Breda J, Rito A Obesidade Infantil Constitui um dos mais sérios desafios de saúde pública do séc. XXI 1-3 Tem um impacto, a curto e a longo prazo, em

Leia mais

Apresentação de Angola na XII Reunião dos Ministros do Trabalho e dos Assuntos Sociais Os Desafios na Protecção Social para alcançar a Segurança

Apresentação de Angola na XII Reunião dos Ministros do Trabalho e dos Assuntos Sociais Os Desafios na Protecção Social para alcançar a Segurança Apresentação de Angola na XII Reunião dos Ministros do Trabalho e dos Assuntos Sociais Os Desafios na Protecção Social para alcançar a Segurança Alimentar e Nutricional Maputo, 25 de Abril de 2013 Constituição

Leia mais

Coordenação-Geral da Política de Alimentação e Nutrição Ministério da Saúde

Coordenação-Geral da Política de Alimentação e Nutrição Ministério da Saúde Situação Alimentar e Nutricional no Brasil e no Mundo - O rápido declínio da desnutrição infantil no Brasil e o papel das políticas públicas na redução das desigualdades Coordenação-Geral da Política de

Leia mais

Experiências de Moçambique com as abordagens baseadas no alimento: Fortificação e Biofortificação

Experiências de Moçambique com as abordagens baseadas no alimento: Fortificação e Biofortificação Experiências de Moçambique com as abordagens baseadas no alimento: Fortificação e Biofortificação Por: Dercio Matale Helen Keller International A Fome Oculta=Deficiências de Micronutrientes No mundo, aproximadamente

Leia mais

Lanche Escolar Sem Erros...

Lanche Escolar Sem Erros... Lanche Escolar Sem Erros... O lanche escolar é de extrema importância, pois tem influências no Aprendizado, na Saúde e complementa as necessidades diárias da alimentação da criança. Qual o Lanche Indicado?

Leia mais

Dimensionamento de equipamentos, móveis e utensílios. Disciplina: Planejamento Físico

Dimensionamento de equipamentos, móveis e utensílios. Disciplina: Planejamento Físico Dimensionamento de equipamentos, móveis e utensílios Disciplina: Planejamento Físico Objetivos da Aula: Conhecer a importância do dimensionamento dos equipamentos em uma UPR; Conhecer a classificação de

Leia mais

DESIGUALDADE ESPACIAL DA MÁ ALIMENTAÇÃO DE IDOSOS BRASILEIROS, 2013

DESIGUALDADE ESPACIAL DA MÁ ALIMENTAÇÃO DE IDOSOS BRASILEIROS, 2013 DESIGUALDADE ESPACIAL DA MÁ ALIMENTAÇÃO DE IDOSOS BRASILEIROS, 2013 Danielle Diniz Dantas de Lima¹; Juliê Bezerra Pereira Ribeiro¹; Diôgo Vale²; Natália Louise de Araújo Cabral¹ 1- Centro Universitário

Leia mais

DIA INTERNACIONAL. da mulher. dicas de nutrição. para as mulheres

DIA INTERNACIONAL. da mulher. dicas de nutrição. para as mulheres DIA INTERNACIONAL da mulher 8 de março dicas de nutrição para as mulheres Para comemorar o dia 8 de março, a Equipe da Nutrição preparou 8 dicas para melhorar sua alimentação e saúde São dicas simples

Leia mais

INSEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL DE TRABALHADORES DA CONSTRUÇÃO CIVIL DE JOÃO PESSOA - PB

INSEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL DE TRABALHADORES DA CONSTRUÇÃO CIVIL DE JOÃO PESSOA - PB INSEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL DE TRABALHADORES DA CONSTRUÇÃO CIVIL DE JOÃO PESSOA - PB Lindemberg Medeiros de Araújo Evi Clayton de Lima Brasil TRANSIÇÃO NUTRICIONAL: CAUSAS, SIGNIFICADOS, EFEITOS

Leia mais

Ações prioritárias da CGPAN/Ministério da Saúde para o ano de 2007

Ações prioritárias da CGPAN/Ministério da Saúde para o ano de 2007 Ações prioritárias da CGPAN/Ministério da Saúde para o ano de 2007 ESTRATÉGIAS SOCIAIS EM NUTRIÇÃO, EDUCAÇÃO E COMBATE À POBREZA Data: 17-18 de maio de 2007 Instituto de Estudos Avançados Universidade

Leia mais

ECO QUIZ Alimentação Saudável e Sustentável

ECO QUIZ Alimentação Saudável e Sustentável EO QUIZ limentação Saudável e Sustentável Nível I JI e 1º ciclo 1 - Numa refeição equilibrada predominam alimentos de origem: Vegetal nimal Mineral 1 - Numa refeição equilibrada predominam alimentos de

Leia mais

Oferta alimentar em meio escolar.

Oferta alimentar em meio escolar. rui.lima@dge.mec.pt Promoção e Educação para a Saúde Coerência Curriculo Aluno Oferta alimentar Conhecimentos Atitudes Comportamentos Oferta alimentar em meio escolar REGULAMENTAÇÃO DA OFERTA ALIMENTAR

Leia mais

De Mãos Dadas, Associação de Solidariedade Social Creche - 1 a 2 anos Semana de 2 a 6 de Maio de 2016 Almoço

De Mãos Dadas, Associação de Solidariedade Social Creche - 1 a 2 anos Semana de 2 a 6 de Maio de 2016 Almoço Semana de 2 a 6 de Maio de 2016 Creme de espargos Lombinhos de salmão grelhado com batata espinafres 4 Primavera Perna de frango estufada ao natural com legumes com esparguete 1.3 de couve-flor Filete

Leia mais

ORIENTAÇÕES NUTRICIONAIS PARA CRIANÇAS A PARTIR DOS 06 MESES

ORIENTAÇÕES NUTRICIONAIS PARA CRIANÇAS A PARTIR DOS 06 MESES ORIENTAÇÕES NUTRICIONAIS PARA CRIANÇAS A PARTIR DOS 06 MESES Os alimentos devem ser cozidos em pouca água e amassados com o garfo, nunca liquidificados ou peneirados; Peixes e ovos (que devem ser muito

Leia mais

Tendência de consumo para uma vida saudável

Tendência de consumo para uma vida saudável Tendência de consumo para uma vida saudável Consumer Trends GfK 2017 GfK Consumer Life Estudo global de tendências que compreende todos os aspectos da vida dos consumidores, fornecendo um amplo entendimento

Leia mais

Como fazer uma ementa equilibrada e económica

Como fazer uma ementa equilibrada e económica Como fazer uma ementa equilibrada e económica Alexandra Bento alexandrabento@apn.org.pt Tendência de consumo alimentar Consumo alimentar fora de casa, Marktest 2006: Essencialmente Almoço 36,5% durante

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR-PNAE

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR-PNAE PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR-PNAE PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR - PNAE 10 ELEMENTOS CHAVE Objetivo Apresentar o componente nutricional inserido na alimentação escolar Metodologia

Leia mais