BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E 2008 ATIVO CIRCULANTE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E 2008 ATIVO CIRCULANTE"

Transcrição

1 BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E 2008 A T I V O ATIVO CIRCULANTE DISPONIBILIDADES APLICAÇÕES INTERFINANCEIRAS DE LIQUIDEZ APLICAÇÕES EM DEPÓSITOS INTERFINANCEIROS TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS E INST. FINANCEIROS DERIVATIVOS CARTEIRA PRÓPRIA VINCULADOS A PRESTAÇÃO DE GARANTIAS - - RELAÇÕES INTERFINANCEIRAS DEPÓSITOS NO BANCO CENTRAL - - CRÉDITOS VINCULADOS SFH -SISTEMA FINANCEIRO DA HABITAÇÃO ( Nota 4.a ) OPERAÇÕES DE CRÉDITOS SETOR PRIVADO ( Nota 5 ) (PROVISÃO P/ OPER. DE CRÉDITO DE LIQUID. DUVIDOSA (254) - OUTROS CRÉDITOS CRÉDITOS POR AVAIS E FIANÇAS HONRADOS - - RENDAS A RECEBER DIVERSOS ( Nota 6 ) (PROVISÃO PARA OUTROS CRÉD. DE LIQUID. DUVIDOSA) - - OUTROS VALORES E BENS OUTROS VALORES E BENS ( Nota 7 ) (PROVISÃO PARA DESVALORIZAÇÕES) ( Nota 7 ) (398) (436) DESPESAS ANTECIPADAS ATIVO REALIZÁVEL A LONGO PRAZO RELAÇÕES INTERFINANCEIRAS CRÉDITOS VINCULADOS SFH -SISTEMA FINANCEIRO DA HABITAÇÃO ( Nota 4.b ) TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS E INST. FINANCEIROS DERIVATIVOS - - VINCULADOS A PRESTAÇÃO DE GARANTIAS - - OPERAÇÕES DE CRÉDITOS SETOR PRIVADO ( Nota 5 ) PROVISÃO PARA CRÉDITOS DE LIQUIDAÇÃO DUVIDOSA ( Nota 5 ) (1.842) (3.706) OUTROS CRÉDITOS CRÉDITOS POR AVAIS E FIANÇAS HONRADOS - - DIVERSOS ( Nota 6 ) PROVISÃO PARA OUTROS CRÉDITOS DE LIQUIDAÇÃO DUVIDOSA - - OUTROS VALORES E BENS - - DESPESAS ANTECIPADAS - - PERMANENTE INVESTIMENTOS PARTICIPAÇÕES EM COLIGADAS E CONTROLADAS NO PAÍS OUTROS INVESTIMENTOS PROVISÕES PARA PERDAS (1) (1) IMOBILIZADO DE USO IMÓVEIS DE USO - - OUTRAS IMOBILIZAÇÕES DE USO (DEPRECIAÇÕES ACUMULADAS) (965) (874) DIFERIDO - - GASTOS DE ORGANIZAÇÃO DE EXPANSÃO - - (AMORTIZAÇÃO ACUMULADA) - - T O T A L D O A T I V O

2 BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E 2008 P A S S I V O PASSIVO CIRCULANTE DEPÓSITOS DEPÓSITOS INTERFINANCEIROS - - DEPÓSITOS A PRAZO OUTROS DEPÓSITOS - - RECURSOS DE ACEITES E EMISSÃO DE TÍTULOS RECURSOS DE LETRAS HIPOTECÁRIAS OBRIGAÇÕES POR REPASSES DO PAÍS - INSTITUIÇÕES OFICIAIS CEF ( Nota 8.a ) - - FINAME ( Nota 8.b ) INSTRUMENTOS FINANCEIROS DERIVATIVOS 0 34 INSTRUMENTOS FINANCEIROS DERIVATIVOS ( Nota 9 ) - 34 OUTRAS OBRIGAÇÕES COBRANÇA E ARRECADAÇÃO DE TRIBUTOS E ASSEMELHADOS - - FISCAIS E PREVIDENCIÁRIAS ( Nota 10 ) DIVERSAS ( Nota 11 ) PASSIVO EXIGÍVEL A LONGO PRAZO DEPÓSITOS DEPÓSITOS A PRAZO RECURSOS DE ACEITES E EMISSÃO DE TÍTULOS - - RECURSOS DE LETRAS HIPOTECÁRIAS - - OBRIGAÇÕES POR REPASSES DO PAÍS - INSTITUIÇÕES OFICIAIS CEF ( Nota 8.a ) - - FINAME ( Nota 8.b ) OUTRAS OBRIGAÇÕES FISCAIS E PREVIDENCIÁRIAS ( Nota 10 ) DIVERSAS ( Nota 11 ) - - RESULTADO DE EXERCÍCIOS FUTUROS RESULTADO DE EXERCÍCIOS FUTUROS ( Nota 12 ) PATRIMÔNIO LÍQUIDO CAPITAL DE DOMICILIADOS NO PAÍS ( Nota 13 ) RESERVA DE CAPITAL RESERVA DE REAVALIAÇÃO - - RESERVA DE LUCROS LUCROS ACUMULADOS T O T A L DO P A S S I V O

3 ATIVIDADES OPERACIONAIS DEMONSTRAÇÕES DOS FLUXOS DE CAIXA (Em milhares de Reais) DISCRIMINAÇÃO 2 SEM/ LUCRO/PREJUÍZO LÍQUIDO DO SEMESTRE/EXERCÍCIO (3.862) AJUSTES AO LUCRO LÍQUIDO AJUSTE A MERCADO DE TÍT.VAL.MOBILIÁRIOS E INSTRUM.FINANC.DERIVATIVOS RESULTADO DE EQUIVALÊNCIA PATRIMONIAL (118) (118) (126) VARIAÇÕES NOS RESULTADOS DOS EXERCÍCIOS FUTUROS 18 (220) (1.378) DEPRECIAÇÕES E AMORTIZAÇÕES VARIAÇÃO DE ATIVOS E OBRIGAÇÕES AUMENTO(REDUÇÃO) EM APLICAÇÕES INTERFINANCEIRAS DE LIQUIDEZ (1.327) 737 AUMENTO(REDUÇÃO) DE TÍT.VAL.MOB. E INSTRUM.FINANC.DERIVATIVOS (14.597) (13.982) AUMENTO(REDUÇÃO) DE RELAÇÕES INTERFINANCEIRAS (2.308) (4.046) (8.094) AUMENTO(REDUÇÃO) DE OPERAÇÕES DE CRÉDITO (11.944) (15.849) AUMENTO (REDUÇÃO) DE ARRENDAMENTO MERCANTIL AUMENTO(REDUÇÃO) DE OUTROS CRÉDITOS (36) (1.541) (7.036) AUMENTO(REDUÇÃO) DE OUTROS VALORES E BENS - (40) (290) CAIXA LÍQUIDO GERADO(CONSUMIDO)NAS ATIVIDADES OPERACIONAIS (16.700) (35.968) (9.039) ATIVIDADES DE INVESTIMENTOS JUROS SOBRE CAPITAL PRÓPRIO OUTROS INVESTIMENTOS (16) INVESTIMENTO EM CONTROLADA AQUISIÇÃO DE IMOBILIZADO DE USO (113) (113) (233) INVESTIMENTO NO DIFERIDO RECURSOS DE ACIONISTAS CAIXA LÍQUIDO GERADO NAS ATIVIDADES DE INVESTIMENTO (129) 402 (233) ATIVIDADES DE FINANCIAMENTO AUMENTO(REDUÇÃO) EM DEPÓSITOS AUMENTO(REDUÇÃO) DE RECURSOS DE LETRAS HIPOTECÁRIAS (58) (2.863) (5.282) AUMENTO(REDUÇÃO) EM CAPTAÇÕES NO MERCADO ABERTO AUMENTO(REDUÇÃO) EM RELAÇÕES INTERFINANCEIRAS AUMENTO(REDUÇÃO) DE OBRIGAÇÕES POR EMPRÉSTIMOS E REPASSES (920) (3.061) AUMENTO(REDUÇÃO) DE INSTRUMENTOS FINANCEIROS DERIVATIVOS (6) (34) (35) AUMENTO(REDUÇÃO) EM OUTRAS OBRIGAÇÕES 711 (194) CAIXA LÍQUIDO CONSUMIDO(GERADO) NAS ATIVIDADES DE FINANCIAMENTO REDUÇÃO LÍQUIDO(A) DE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA - 1 (59) CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA NO INÍCIO DO PERÍODO CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA NO FINAL DO PERÍODO REDUÇÃO LÍQUIDO(A) DE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA - 1 (59)

4 DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DISCRIMINAÇÃO 2 SEM/ RECEITAS DE INTERMEDIAÇÃO FINANCEIRA OPERAÇÕES DE CRÉDITOS RESULTADO DE OP. COM TÍT. E VAL. MOBILIÁRIOS RESULTADO COM INSTRUMENTOS FINANC. DERIVATIVOS ( Nota 17 ) 2 (29) (317) RESULTADO DE OPERAÇÕES DE CÂMBIO RESULTADO DE APLICAÇÕES COMPULSÓRIAS ( Nota 18 ) DESPESAS DE INTERMEDIAÇÃO FINANCEIRA (3.263) (5.827) (11.707) OPERAÇÕES DE CAPTAÇÃO NO MERCADO (2.110) (3.320) (1.261) OPERAÇÕES DE EMPRÉSTIMOS E REPASSES (510) (1.073) (6.813) PROVISÃO PARA CRÉDITOS DE LIQUID. DUVIDOSA ( Nota 19 ) (643) (1.434) (3.633) RESULTADO BRUTO DA INTERMEDIAÇÃO FINANCEIRA OUTRAS RECEITAS (DESPESAS) OPERACIONAIS (1.892) (4.360) (2.964) RECEITAS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DESPESAS DE PESSOAL (2.358) (4.310) (3.947) OUTRAS DESPESAS ADMINISTRATIVAS (5.305) (10.946) (12.500) DESPESAS TRIBUTÁRIAS (672) (1.313) (1.480) OUTRAS RECEITAS OPERACIONAIS OUTRAS DESPESAS OPERACIONAIS (21) (306) (4.071) RESULTADO OPERACIONAL 85 (1.483) (1.816) RESULTADO NÃO OPERACIONAL (2.046) RESULTADO ANTES DA TRIB. S/O LUCRO E PARTIC (3.862) IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL PROVISÃO PARA IMPOSTO DE RENDA PROVISÃO PARA CONTRIBUIÇÃO SOCIAL LUCRO (PREJUÍZO) LIQUIDO DO PERÍODO (3.862) QUANTIDADE DE AÇÕES LUCRO/PREJUÍZO POR LOTE DE MIL AÇÕES (R$) 0,7147 1,6734 (6,0795)

5 DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO CAPITAL RESERVAS RESERVA RESERVA LUCROS OU PREJUÍZOS TOTAL EVENTOS REALIZADO DE LEGAL ESPECIAL DE ACUMULADOS CAPITAL LUCROS SALDO EM ATUALIZAÇÃO DE TÍTULO PATRIMONIAL DESTINAÇÃO (1.918) - LUCRO LÍQUIDO DO 2º SEMESTRE DE SALDO EM MUTAÇÕES DO PERÍODO (1.464) 454 SALDO EM ATUALIZAÇÃO DE TÍTULO PATRIMONIAL - (488) - (1) (489) DESTINAÇÃO (1.918) - LUCRO LÍQUIDO DO EXERÍCIO DE SALDO EM MUTAÇÕES DO PERÍODO - (488) - (856) 574 SALDO EM ATUALIZAÇÃO DE TÍTULO PATRIMONIAL PREJUÍZO LÍQUIDO DO EXERÍCIO DE (3.862) (3.862) SALDO EM MUTAÇÕES DO PERÍODO (3.862) (3.374)

PERMANENTE

PERMANENTE BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE JUNHO DE 2009 E 2008 A T I V O 30.06.2009 30.06.2008 ATIVO CIRCULANTE 62.969 46.291 DISPONIBILIDADES 46 47 APLICAÇÕES INTERFINANCEIRAS DE LIQUIDEZ 13.419 593 APLICAÇÕES EM

Leia mais

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A.

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo Passivo e patrimônio líquido Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa (Nota 6) 25.888 67.330 Fornecedores 4.797 8.340 Aplicações financeiras 3.341

Leia mais

COMPANHIA ENERGÉTICA DE ALAGOAS - CEAL CNPJ / BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2000 E DE 1999 (Em Milhares de Reais) ATIVO

COMPANHIA ENERGÉTICA DE ALAGOAS - CEAL CNPJ / BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2000 E DE 1999 (Em Milhares de Reais) ATIVO BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2000 E DE 1999 (Em Milhares de Reais) ATIVO Legislação Societária CIRCULANTE Numerário disponível 8.081 6.646 Consumidores e revendedores 83.995 67.906 Devedores

Leia mais

Gas Brasiliano Distribuidora S.A.

Gas Brasiliano Distribuidora S.A. Balanço patrimonial em 31 de março (não auditado) Ativo 2016 2015 Passivo e patrimônio líquido 2016 2015 Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 78.050 132.536 Fornecedores 23.096 19.064 Contas

Leia mais

LAUDO DE AVALIAÇÃO DO VALOR CONTÁBIL DAS AÇÕES DO CAPITAL DO BANCO ITAÚ S.A. NA DATA-BASE DE 30 DE SETEMBRO DE 2002.

LAUDO DE AVALIAÇÃO DO VALOR CONTÁBIL DAS AÇÕES DO CAPITAL DO BANCO ITAÚ S.A. NA DATA-BASE DE 30 DE SETEMBRO DE 2002. BANCO ITAÚ S.A. LAUDO DE AVALIAÇÃO DO VALOR CONTÁBIL DAS AÇÕES DO CAPITAL DO BANCO ITAÚ S.A. NA DATA-BASE DE 30 DE SETEMBRO DE 2002. Av. Maria Coelho Aguiar, 215 Bloco A / 6º andar Centro Empresarial CEP

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 E 2011

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 E 2011 BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 E 2011 ACTIVO 2012 2011 PASSIVO E FUNDOS PRÓPRIOS 2012 2011 DISPONIBILIDADES 142,881,801 121,846,458 DEPÓSITOS APLICAÇÕES DE LIQUIDEZ Depósitos à ordem 355,298,564

Leia mais

Relações interfinanceiras Pagamentos e recebimentos a liquidar. Créditos vinculados Relações com correspondentes

Relações interfinanceiras Pagamentos e recebimentos a liquidar. Créditos vinculados Relações com correspondentes BALANÇO PATRIMONIAL A T I V O (Em milhares de reais) Exercicios findos em 31.12.05 31.12.04 CIRCULANTE 165.642 131.171 Disponibilidades 1.840 324 Aplicações interfinanceiras de liquidez 57.817 76.474.

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 DEPÓSITOS ,801. Depósitos à ordem. Depósitos a prazo OPERAÇÕES CAMBIAIS

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 DEPÓSITOS ,801. Depósitos à ordem. Depósitos a prazo OPERAÇÕES CAMBIAIS BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE E ACTIVO DISPONIBILIDADES 144 564 297 142.881,801 APLICAÇÕES DE LIQUIDEZ Operações no Mercado Monetário Interfinanceiro Operações de compra de títulos de terceiros

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL - ANEXO 14

BALANÇO PATRIMONIAL - ANEXO 14 ATIVO Exercício Atual PASSIVO Exercício Atual ATIVO CIRCULANTE 652.201,35 PASSIVO CIRCULANTE 236.288,68 Caixa e Equivalentes de Caixa 652.201,35 Obrigações Trabalhistas, Previdenciárias e Assistenciais

Leia mais

ELETROBRÁS TERMONUCLEAR S.A. ELETRONUCLEAR CNPJ: / DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31/09/2005

ELETROBRÁS TERMONUCLEAR S.A. ELETRONUCLEAR CNPJ: / DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31/09/2005 ELETROBRÁS TERMONUCLEAR S.A. CNPJ: 42.540.2 11/000 1-6 7 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31/09/2005 BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE SETEMBRO A T I V O 2005 2004 CIRCULANTE Numerário disponível 805 12.378 Aplicações

Leia mais

ATIVO Nota PASSIVO Nota

ATIVO Nota PASSIVO Nota Balanços patrimoniais ATIVO Nota 2016 2015 PASSIVO Nota 2016 2015 CIRCULANTE CIRCULANTE Caixa e equivalentes de caixa 165 528 Recursos a serem aplicados em projetos 7 23.836 23.413 Caixa e equivalentes

Leia mais

DILLON S.A. DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS. CNPJ /

DILLON S.A. DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS. CNPJ / DILLON S.A. DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS. BALANÇO PATRIMONIAL FINDO EM 31/12/2012 E 2011 EM R$ Mil A T I V O 31/12/2012 31/12/2011 ATIVO CIRCULANTE 12.353 2.888 DISPONIBILIDADE 2.718

Leia mais

BANCO DO ESTADO DO PIAUÍ S/A - BEP. Teresina PI. Laudo de Avaliação

BANCO DO ESTADO DO PIAUÍ S/A - BEP. Teresina PI. Laudo de Avaliação BANCO DO ESTADO DO PIAUÍ S/A - BEP Teresina PI Laudo de Avaliação LAUDO DE AVALIAÇÃO DO ACERVO LÍQUIDO DO BANCO DO ESTADO DO PIAUÍ S/A BEP EM 30 DE JUNHO DE 2008 GLOBAL AUDITORES INDEPENDENTES, sociedade

Leia mais

Dersa Desenvolvimento Rodoviário S.A. Balanços patrimoniais

Dersa Desenvolvimento Rodoviário S.A. Balanços patrimoniais Balanços patrimoniais em 31 de dezembro de 2014 e 2013 Ativo Nota 2014 2013 Passivo Nota 2014 2013 (Ajustado) (Ajustado) Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 5 48.650 835 Fornecedores 10

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 ATIVO Explicativa n o 31/12/2011 31/12/2010 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO Explicativa n o 31/12/2011 31/12/2010 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AMBEV S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AMBEV S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

2

2 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 Controladora Consolidado ATIVO Jun 2009 Set 2009 Jun 2009 Set 2009 Circulante Disponibilidades 23,0 37,4 56,1 92,1 Contas a receber de clientes 62,8 72,8 114,2 125,9 Estoques

Leia mais

ATIVO

ATIVO BALANÇO PATRIMONIAL DOS SEMESTRES FINDOS EM 30 DE JUNHO CONTROLADORA CONSOLIDADO ATIVO CIRCULANTE Numerário disponível 5.803 1.361 17.311 8.292 Aplicações no mercado aberto 1.216.028 665.948 1.216.530

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 ATIVO NE 31/12/2013 31/12/2012 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO NE 31/12/2013 31/12/2012 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades 4 85.142.911 86.881.544

Leia mais

Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS EDITAL SISTEMATIZADO APRESENTAÇÃO... 21

Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS EDITAL SISTEMATIZADO APRESENTAÇÃO... 21 Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS... 13 EDITAL SISTEMATIZADO... 15 APRESENTAÇÃO... 21 CAPÍTULO I NOÇÕES DE CONTABILIDADE... 23 1. Noções de contabilidade...23 1.1. Conceitos,

Leia mais

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 (Em R$ Mil)

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 (Em R$ Mil) CNPJ 47.902.648/0001-17 CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Bancos 46 Fornecedores 41.785 Aplicações Financeiras 5.541 Provisão

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ CENTRAIS ELETRICAS BRASILEIRAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ CENTRAIS ELETRICAS BRASILEIRAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

TOTAL DO ATIVO TOTAL DO PASSIVO

TOTAL DO ATIVO TOTAL DO PASSIVO CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2016 CNPJ 47.902.648/0001-17 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa 7.061 Fornecedores 33.947 Contas a Receber 41.832

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 ATIVO NE 31/12/2015 31/12/2014 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO NE 31/12/2015 31/12/2014 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades 4 90.705.601 82.095.096

Leia mais

Nivelamento de Conceitos Contábeis

Nivelamento de Conceitos Contábeis Nivelamento de Conceitos Contábeis Demonstrações Contábeis Balanço Patrimonial - BP Demonstração de Resultado do Exercício - DRE Demonstração dos Fluxos de Caixa DFC Substituiu a Demonstração das Origens

Leia mais

4. Apure o valor da depreciação acumulada em 31/12/20015, sendo dados:

4. Apure o valor da depreciação acumulada em 31/12/20015, sendo dados: 1. Classifique os itens abaixo em: bens, direitos ou obrigações item bens direito obrigação Empréstimos a receber Dinheiro em caixa Dinheiro depositado no banco veículos biblioteca Salários a pagar estoques

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ ALPARGATAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ ALPARGATAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. 3ª Emissão de Debêntures. Série Única. Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015

ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. 3ª Emissão de Debêntures. Série Única. Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015 ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. 3ª Emissão de Debêntures Série Única Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015 PARTICIPANTES EMISSORA COORDENADOR(ES) ESCRITURADOR LIQUIDANTE

Leia mais

ASSOCIAÇÃO POLICIAL DE ASSISTENCIA A SAUDE SOROCABA/SP

ASSOCIAÇÃO POLICIAL DE ASSISTENCIA A SAUDE SOROCABA/SP BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO ATIVO CIRCULANTE 10.687.179,18 9.867.341,83 Disponível 53.970,81 482,70 Realizável 10.633.208,37 9.866.859,13 Aplicações Financeiras 5.099.575,74 5.008.378,64 Aplicações Vinculadas

Leia mais

Demonstrações Financeiras Banco UBS Pactual S.A. e suas Controladas. 31 de dezembro de 2008 e 2007 com Parecer dos Auditores Independentes

Demonstrações Financeiras Banco UBS Pactual S.A. e suas Controladas. 31 de dezembro de 2008 e 2007 com Parecer dos Auditores Independentes Demonstrações Financeiras Banco UBS Pactual S.A. e suas Controladas com Parecer dos Auditores Independentes E SUAS CONTROLADAS Demonstrações financeiras Índice Parecer dos auditores independentes...1 Demonstrações

Leia mais

CNPJ / CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE JUNHO DE 2017 (Em R$ Mil)

CNPJ / CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE JUNHO DE 2017 (Em R$ Mil) CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE JUNHO DE 2017 CNPJ 47.902.648/0001-17 ATIVO PASSIVO CIRCULANTE CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa 23.605 Fornecedores 29.103 Contas a Receber 7.623 Provisão Férias

Leia mais

SUMÁRIO. Parecer dos auditores independentes. Parecer do Conselho Fiscal. Manifestação do Conselho de Administração

SUMÁRIO. Parecer dos auditores independentes. Parecer do Conselho Fiscal. Manifestação do Conselho de Administração SUMÁRIO Demonstrações Contábeis Balanço Patrimonial Demonstração do Resultado Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos Notas Explicativas Nota 1

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AES TIETE ENERGIA S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AES TIETE ENERGIA S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ CENTRAIS ELETRICAS BRASILEIRAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ CENTRAIS ELETRICAS BRASILEIRAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE - DESO CNPJ / BALANÇO PATRIMONIAL - EM R$. 1,00

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE - DESO CNPJ / BALANÇO PATRIMONIAL - EM R$. 1,00 COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE DESO CNPJ. 13.018.171/000190 BALANÇO PATRIMONIAL EM R$. 1,00 A T I V O 31.12.2007 31.12.2006 ATIVO CIRCULANTE 138.417.550 134.143.301 Caixa e Bancos 1.286.238 3.838.555

Leia mais

Características. P A S S I V O Origem dos recursos aplicados no Ativo

Características. P A S S I V O Origem dos recursos aplicados no Ativo Balanço Patrimonial conteúdo - características aplicação de recursos - Ativo origem de recursos - Passivo estrutura geral estrutura do Ativo estrutura do Passivo Características Principal demonstrativo

Leia mais

1. Elaborar a Demonstração dos Fluxos de Caixa (Método Direto e Indireto). BALANÇO PATRIMONIAL Ativo X1 X2 Variação ATIVO CIRCULANTE

1. Elaborar a Demonstração dos Fluxos de Caixa (Método Direto e Indireto). BALANÇO PATRIMONIAL Ativo X1 X2 Variação ATIVO CIRCULANTE 1. Elaborar a Demonstração dos Fluxos de Caixa (Método Direto e Indireto). C I A. E X E M P L O BALANÇO PATRIMONIAL Ativo X1 X2 Variação ATIVO CIRCULANTE Caixa 2.500 18.400 15.900 Clientes 15.600 13.400

Leia mais

Release de Resultados

Release de Resultados São Paulo, 14 de novembro de 2016 O Banco Sofisa S.A. (SFSA4), banco múltiplo, especializado na concessão de crédito para empresas de pequeno e médio porte, anuncia hoje seu resultado do 3º trimestre de

Leia mais

ÁPICE SECURITIZADORA S.A. 1ª Emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários. 65ª Série

ÁPICE SECURITIZADORA S.A. 1ª Emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários. 65ª Série ÁPICE SECURITIZADORA S.A. 1ª Emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários 65ª Série Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015 PARTICIPANTES EMISSORA INSTITUIÇÃO

Leia mais

DIBENS LEASING S/A ARRENDAMENTO MERCANTIL

DIBENS LEASING S/A ARRENDAMENTO MERCANTIL DIBENS LEASING S/A ARRENDAMENTO MERCANTIL 6ª Emissão Pública de Debêntures Não Conversíveis Ações em Série Única da Espécie Subordinada Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício 2008 1 RELATÓRIO ANUAL

Leia mais

BALANÇO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 (Montantes expressos em milhares de Kwanzas Angolanos)

BALANÇO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 (Montantes expressos em milhares de Kwanzas Angolanos) BALANÇO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 (Montantes expressos em milhares de Kwanzas Angolanos) ACTIVO 2013 2012 Disponibilidades 50,707,848 53,115,360 Aplicações de liquidez - Operações no Mercado Monetário

Leia mais

Diário Oficial. Índice do diário Outros. Prefeitura Municipal de Ribeira do Amparo. Outros - BALANÇO ANUAL Páginas:

Diário Oficial. Índice do diário Outros. Prefeitura Municipal de Ribeira do Amparo. Outros - BALANÇO ANUAL Páginas: Páginas: 48 Índice do diário Outros Outros - BALANÇO ANUAL 2015 Página 1 Outros Outros BALANÇO ANUAL 2015 - BA (Poder Executivo) DCA-Anexo I-AB Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo Padrao Balanço Patrimonial

Leia mais

8.000 ATIVO CIRCULANTE

8.000 ATIVO CIRCULANTE BALANÇO PATRIMONIAL DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO Ativo X0 X1 Receita de Vendas 8.000 ATIVO CIRCULANTE 500 2.150 (-) CPV -5.000 Caixa 100 1.000 Lucro Bruto 3.000 Bancos 200 100 (-) Despesas financeiras -1.500

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS 1º TRIMESTRE DE 2008 BANCO DO BRASIL S.A.

NOTAS EXPLICATIVAS 1º TRIMESTRE DE 2008 BANCO DO BRASIL S.A. NOTAS EXPLICATIVAS 1º TRIMESTRE DE 2008 BANCO DO BRASIL S.A. ÍNDICE I DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Balanço Patrimonial... 01 Demonstração do Resultado... 05 Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido...

Leia mais

4º trimestre de 2010 BANCO ABC BRASIL

4º trimestre de 2010 BANCO ABC BRASIL 11 de fevereiro de 2011 BANCO ABC BRASIL Teleconferências 14 de fevereiro de 2011 Português 11h00 São Paulo / 8h00 US EST +55 (11) 2188-0155 Inglês 12h00 São Paulo / 9h00 US EST +55 (11) 2188-0155 1 866

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ CIA DE PARTICIPAÇÕES ALIANÇA DA BAHIA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ CIA DE PARTICIPAÇÕES ALIANÇA DA BAHIA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

BFB LEASING S.A. - ARRENDAMENTO MERCANTIL

BFB LEASING S.A. - ARRENDAMENTO MERCANTIL BFB LEASING S.A. - ARRENDAMENTO MERCANTIL 4ª Emissão de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2003 BFB LEASING S.A. - ARRENDAMENTO MERCANTIL 4ª Emissão de Debêntures Relatório Anual

Leia mais

SANTANDER BRASIL ARRENDAMENTO MERCANTIL S.A

SANTANDER BRASIL ARRENDAMENTO MERCANTIL S.A P E N T Á G O N O D E B T R E S E A R C H RELATÓRIO DO AGENTE FIDUCIÁRIO BRASIL SANTANDER BRASIL ARRENDAMENTO MERCANTIL S.A SETOR: LEASING CÓDIGO CETIP: STBA11 REGISTRO NA CVM Nº: CVM/SRE/DEB/2005/041

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ EMBRAER S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ EMBRAER S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ BRF - BRASIL FOODS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ BRF - BRASIL FOODS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

PRINCIPAIS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

PRINCIPAIS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PRINCIPAIS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Prof. Flávio Smania Ferreira 5 termo ADMINISTRAÇÃO GERAL e-mail: flavioferreira@live.estacio.br blog: http://flaviosferreira.wordpress.com Demonstrações Contábeis: Representa

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 1S12 26 de Julho de 2012

Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 1S12 26 de Julho de 2012 Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 1S12 26 de Julho de 2012 INFORMAÇÃO Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil)

Leia mais

LIGHT SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S/A 9ª Emissão de Debêntures. 1ª e 2ª Séries

LIGHT SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S/A 9ª Emissão de Debêntures. 1ª e 2ª Séries LIGHT SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S/A 9ª Emissão de Debêntures 1ª e 2ª Séries Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015 PARTICIPANTES EMISSORA COORDENADOR(ES) ESCRITURADOR

Leia mais

Confab Anuncia Resultados para o Segundo Trimestre de 2006

Confab Anuncia Resultados para o Segundo Trimestre de 2006 Confab Anuncia Resultados para o Segundo Trimestre de 2006 São Paulo, 03 de agosto de 2006. Confab Industrial S.A. (BOVESPA:CNFB4), uma empresa Tenaris, anunciou hoje os resultados correspondentes aos

Leia mais

Capítulo Planejamento Orçamentário DESENVOLVIMENTO DE UM MODELO DE ORÇAMENTO. Aspectos preliminares importantes. Planejamento orçamentário

Capítulo Planejamento Orçamentário DESENVOLVIMENTO DE UM MODELO DE ORÇAMENTO. Aspectos preliminares importantes. Planejamento orçamentário Capítulo 16 DESENVOLVIMENTO DE UM MODELO DE ORÇAMENTO 16.1 Planejamento Orçamentário 16.1 Planejamento orçamentário 16.2 Elaboração de quadros orçamentários 16.3 Projeções de resultados Administração Financeira:

Leia mais

Demonstrações Financeiras. Banco UBS Pactual S.A. e suas Controladas. 31 de dezembro de 2007 e 2006 com Parecer dos Auditores Independentes

Demonstrações Financeiras. Banco UBS Pactual S.A. e suas Controladas. 31 de dezembro de 2007 e 2006 com Parecer dos Auditores Independentes Demonstrações Financeiras Banco UBS Pactual S.A. e suas Controladas com Parecer dos Auditores Independentes E SUAS CONTROLADAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Índice Parecer dos Auditores Independentes...1 Demonstrações

Leia mais

Demonstrações Financeiras Auditadas. Banco ABC BRASIL S.A. 30 de junho de 2008 e 2007 com Parecer dos Auditores Independentes

Demonstrações Financeiras Auditadas. Banco ABC BRASIL S.A. 30 de junho de 2008 e 2007 com Parecer dos Auditores Independentes Demonstrações Financeiras Auditadas Banco ABC BRASIL S.A. com Parecer dos Auditores Independentes DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Índice Parecer dos Auditores Independentes... 1 Demonstrações Financeiras Auditadas

Leia mais

Demonstrações Financeiras Consolidadas do Conglomerado Prudencial

Demonstrações Financeiras Consolidadas do Conglomerado Prudencial Demonstrações Financeiras Consolidadas do Conglomerado Prudencial Dezembro 2015 1 SUMÁRIO DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS... 3 BALANÇO PATRIMONIAL CONSOLIDADO PRUDENCIAL... 4 DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO CONSOLIDADO

Leia mais

BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - SINTÉTICO PELO GRAU 5

BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - SINTÉTICO PELO GRAU 5 Pág.: 1/ 1 ATIVO 477.187.977,21 1.1 ATIVO CIRCULANTE 18.143.351,30 1.1.1 DISPONÍVEL 12.187.30,15 1.1.1.1 DISPONIBILIDADES EFETIVAS 125.825.254,25 1.1.1.1.1 Caixa 75.133,09 1.1.1.1.2 Bancos - C/Movimento

Leia mais

ENCERRAMENTO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 17/01/2013 LUCIANO PERRONE

ENCERRAMENTO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 17/01/2013 LUCIANO PERRONE ENCERRAMENTO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 17/01/2013 LUCIANO PERRONE Introdução Enquadramento conforme as Novas Normas Contábeis IFRS. SOCIEDADES ANÔNIMAS DE CAPITAL ABERTO SOCIEDADES DE GRANDE PORTE

Leia mais

MENDES JUNIOR ENGENHARIA S/A 8ª Emissão de Debêntures. Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015

MENDES JUNIOR ENGENHARIA S/A 8ª Emissão de Debêntures. Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015 MENDES JUNIOR ENGENHARIA S/A 8ª Emissão de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015 PARTICIPANTES EMISSORA COORDENADOR(ES) ESCRITURADOR LIQUIDANTE MENDES JUNIOR

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis Consolidadas Demonstrações Contábeis 3º Trimestre 2016 0 Índice Demonstrações Contábeis Consolidadas ÍNDICE Índice...1 Demonstrações Contábeis...3 BALANÇO PATRIMONIAL...3 DEMONSTRAÇÃO

Leia mais

Demonstrações Financeiras

Demonstrações Financeiras Demonstrações Financeiras Demonstrações financeiras consolidadas do conglomerado prudencial para o exercícios findos em 31 de dezembro de 2015 e de 2014 e do semestre findo em 31 de dezembro de 2015. Banco

Leia mais

Modelo de Plano de Contas Detalhado

Modelo de Plano de Contas Detalhado Modelo de Plano de Contas Detalhado Código da Conta Descrição da Conta 1. A T I V O 1.1 ATIVO CIRCULANTE 1.1.01 DISPONÍVEL 1.1.01.01 Caixa 1.1.01.02 Bancos c/ Movimento 1.1 01.03 Aplicações Financeiras

Leia mais

Demonstrações Contábeis Obrigatórias

Demonstrações Contábeis Obrigatórias ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS NO BRASIL Demonstrações Contábeis Obrigatórias Balanço Patrimonial (BP) Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido

Leia mais

ANEXO I MODELO DE PROJEÇÕES FINANCEIRAS BALANÇO PATRIMONIAL

ANEXO I MODELO DE PROJEÇÕES FINANCEIRAS BALANÇO PATRIMONIAL ANEXO I MODELO DE PROJEÇÕES FINANCEIRAS BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) MÊS 1 MÊS 2 MÊS 3 MÊS N ATIVO ATIVO CIRCULANTE Disponível Aplicações Aplicações Vinculadas a Provisões Técnicas Aplicações

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS (DOAR)

DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS (DOAR) Page 1 of 6 DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS (DOAR) Até 31.12.2007, a Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos (DOAR) era obrigatória para as companhias abertas e para as companhias

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ GUARARAPES CONFECÇÕES SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ GUARARAPES CONFECÇÕES SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Demonstrações Financeiras Banco UBS Pactual S.A. e suas Controladas. 30 de junho de 2009 e 2008 com Parecer dos Auditores Independentes

Demonstrações Financeiras Banco UBS Pactual S.A. e suas Controladas. 30 de junho de 2009 e 2008 com Parecer dos Auditores Independentes Demonstrações Financeiras Banco UBS Pactual S.A. e suas Controladas com Parecer dos Auditores Independentes E SUAS CONTROLADAS Demonstrações financeiras Índice Parecer dos auditores independentes...1 Demonstrações

Leia mais

Contabilidade ESTRUTURA PATRIMONIAL SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) FLUXO DE RECURSOS. Fluxo dos recursos SÍNTESE DO FUNCIONAMENTO DAS CONTAS

Contabilidade ESTRUTURA PATRIMONIAL SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) FLUXO DE RECURSOS. Fluxo dos recursos SÍNTESE DO FUNCIONAMENTO DAS CONTAS ESTRUTURA PATRIMONIAL Patrimônio = Bens + Direitos ( ) Obrigações SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) Ativo ( ) Passivo = Situação Líquida (Patrimônio Líquido) FLUXO DE RECURSOS ATIVO Aplicação dos Recursos

Leia mais

Banco Itaú BBA S.A. DEZEMBRO 2008

Banco Itaú BBA S.A. DEZEMBRO 2008 Demonstrações contábeis DEZEMBRO 2008 1 relatório da administração Apresentamos as demonstrações contábeis do Banco Itaú BBA S.A. ( Itaú BBA ) relativas ao exercício de 2008. Em 31 de dezembro de 2008

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ ODONTOPREV S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ ODONTOPREV S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Conceito É a demonstração contábil destinada a evidenciar, qualitativa e quantitativamente, numa determinada data, a posição patrimonial e financeira

Conceito É a demonstração contábil destinada a evidenciar, qualitativa e quantitativamente, numa determinada data, a posição patrimonial e financeira Demonstrações Contábeis Balanço Patrimonial e Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) Balanço Patrimonial Conceito É a demonstração contábil destinada a evidenciar, qualitativa e quantitativamente,

Leia mais

Informações Trimestrais 31/03/2016. Localiza Rent a Car S.A. CNPJ/MF: /

Informações Trimestrais 31/03/2016. Localiza Rent a Car S.A. CNPJ/MF: / Informações Trimestrais 31/03/2016 Localiza Rent a Car S.A. CNPJ/MF: 16.670.085/0001 55 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo

Leia mais

Informação Financeira

Informação Financeira Informação Financeira Balanço BALANÇO DOS EXERCÍCIOS 2014 E 2013 ACTIVO Notas Activo Bruto Amortizações / Provisões Activo Líquido Activo Líquido IMOBILIZADO: Imobilizações incorpóreas: Despesas de instalação

Leia mais

Sumário Capítulo 1 Escrituração contábil

Sumário Capítulo 1 Escrituração contábil Sumário Capítulo 1 Escrituração contábil 01 1.1 Conceito 01 1.2 Métodos de escrituração 01 1.2.1 Método das partidas dobradas 02 1.2.1.1 Funcionamento das contas nas partidas dobradas 04 1.3 Normas legais

Leia mais

Unidade IV ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

Unidade IV ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Unidade IV 20 RESOLUÇÃO DE UM EXERCÍCIO COMPLETO 5 Resolução de um exercício completo elaborado conforme a legislação em vigor. Todos os demonstrativos contábeis já

Leia mais

Disciplina: Noções de Contabilidade para Administradores (EAC0111) Turmas: 01 e 02 Tema 4: Balanço Patrimonial Prof.: Márcio Luiz Borinelli

Disciplina: Noções de Contabilidade para Administradores (EAC0111) Turmas: 01 e 02 Tema 4: Balanço Patrimonial Prof.: Márcio Luiz Borinelli USP/FEA/EAC Curso de Graduação em Administração Disciplina: Noções de Contabilidade para Administradores (EAC0111) Turmas: 01 e 02 Tema 4: Balanço Patrimonial Prof.: Márcio Luiz Borinelli 1 DEMONSTRAÇÕES

Leia mais

Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações contábeis. Balanços patrimoniais. Demonstrações de resultados

Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações contábeis. Balanços patrimoniais. Demonstrações de resultados Demonstrações financeiras 2012 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 2012 1 Índice 3 4 8 10 12 14 16 67 Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações contábeis Balanços patrimoniais Demonstrações de

Leia mais

Parte I Conceitos Básicos, Estrutura e Metodologia Operacional, 1 1 Patrimônio, 3

Parte I Conceitos Básicos, Estrutura e Metodologia Operacional, 1 1 Patrimônio, 3 Sumário Prefácio à Décima Edição, xxi Prefácio à Nona Edição, xxiii Prefácio à Oitava Edição, xxv Parte I Conceitos Básicos, Estrutura e Metodologia Operacional, 1 1 Patrimônio, 3 1.1 Objetivo e definição

Leia mais

Balanço Patrimonial - Exercicios Resolvidos

Balanço Patrimonial - Exercicios Resolvidos Balanço Patrimonial - Exercicios Resolvidos ::: Fonte Do Saber - Mania de Conhecimento ::: adsense1 AS RESPOSTAS ESTÃO DE VERMELHO. O BALANÇO PATRIMONIAL - EXERCÍCIOS 1) Aponte a alternativa em que não

Leia mais

Demonstrações Financeiras Auditadas. Banco ABC BRASIL S.A. 31 de dezembro de 2008 e 2007 com Parecer dos Auditores Independentes

Demonstrações Financeiras Auditadas. Banco ABC BRASIL S.A. 31 de dezembro de 2008 e 2007 com Parecer dos Auditores Independentes Demonstrações Financeiras Auditadas Banco ABC BRASIL S.A. com Parecer dos Auditores Independentes DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Índice Parecer dos Auditores Independentes... 1 Demonstrações Financeiras Auditadas

Leia mais

CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA Profª Dilci Oliveira

CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA Profª Dilci Oliveira CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA Profª Dilci Oliveira Contabilidade é a ciência que estuda, registra, controla e interpreta os fatos ocorridos no patrimônio das entidades com fins lucrativos ou não. Objetivos

Leia mais

Sumário. Capítulo 2. Conceitos Básicos...1. Patrimônio Contabilidade_Geral_Resumida_cap_00.indd 9 14/10/ :44:34

Sumário. Capítulo 2. Conceitos Básicos...1. Patrimônio Contabilidade_Geral_Resumida_cap_00.indd 9 14/10/ :44:34 Sumário Capítulo 1 Conceitos Básicos...1 1. Contabilidade: Conceitos, Objeto, Objetivo, Finalidade e Campo de Aplicação...1 2. Usuários da Informação Contábil...2 3. Principais Tipos de Sociedades Existentes

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ ODONTOPREV S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ ODONTOPREV S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Administração Financeira e Orçamentária

Administração Financeira e Orçamentária Administração Financeira e Orçamentária Professor Fábio Furtado www.acasadoconcurseiro.com.br Administração Financeira e Orçamentária BALANÇO PATRIMONIAL Segundo a Lei nº 4.320/64 O demonstrará: o Ativo

Leia mais

PÁTRIA COMPANHIA SECURITIZADORA DE CRÉDITOS IMOBILIÁRIOS

PÁTRIA COMPANHIA SECURITIZADORA DE CRÉDITOS IMOBILIÁRIOS PÁTRIA COMPANHIA SECURITIZADORA DE CRÉDITOS IMOBILIÁRIOS 2ª Emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários Série: 1ª Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2013 PÁTRIA COMPANHIA SECURITIZADORA

Leia mais

Demonstrações Financeiras

Demonstrações Financeiras Demonstrações Financeiras 75º edição 1 de Abril de 214 à 31 de março de 215 Balanço Anual Ativos Ativos circulante Caixa Títulos a receber Contas a receber mobiliários Produtos Materia-Prima Trabalhos

Leia mais

Plano de Contas Referencial Imunes e Isentas até 2014

Plano de Contas Referencial Imunes e Isentas até 2014 Plano de Contas Referencial Imunes e Isentas até 2014 CÓDIGO DESCRIÇÃO DT_INI DT_FIM TIPO CONTA SUPERIOR NÍVEL NATUREZA 1 ATIVO 01012014 S 1 01 1.01 ATIVO CIRCULANTE 01012014 S 1 2 01 1.01.01 DISPONIBILIDADES

Leia mais

É com uma grande satisfação que apresentamos para vocês um Plano de Contas Atualizado para Provas de Contabilidade Geral (Contas Patrimoniais).

É com uma grande satisfação que apresentamos para vocês um Plano de Contas Atualizado para Provas de Contabilidade Geral (Contas Patrimoniais). Olá, meus amigos! Tudo bem? É com uma grande satisfação que apresentamos para vocês um Plano de Contas Atualizado para Provas de Contabilidade Geral (Contas Patrimoniais). O plano foi elaborado pelo nosso

Leia mais

SOCIEDADES GESTORAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO Sociedade... SITUAÇÃO ANALÍTICA EM / / SALDOS DEVEDORES

SOCIEDADES GESTORAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO Sociedade... SITUAÇÃO ANALÍTICA EM / / SALDOS DEVEDORES Anexo à Instrução nº 20/96 SOCIEDADES GESTORAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO Sociedade... SITUAÇÃO ANALÍTICA EM / / SALDOS DEVEDORES 10 - CAIXA VALORES (em contos) 11 - DEPÓSITOS À ORDEM NO BANCO DE PORTUGAL

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ INDÚSTRIAS ROMI S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ INDÚSTRIAS ROMI S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente 7 Demonstração

Leia mais

https://www.rad.cvm.gov.br/enet/frmprotocolo.aspx?codigoinstituicao=1&numero...

https://www.rad.cvm.gov.br/enet/frmprotocolo.aspx?codigoinstituicao=1&numero... ENET Protocolo Página 1 de 1 https://www.rad.cvm.gov.br/enet/frmprotocolo.aspx?codigoinstituicao=1&numero... 15/08/2011 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS (DOAR)

DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS (DOAR) 1 de 8 31/01/2015 14:50 DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS (DOAR) Até 31.12.2007, a Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos (DOAR) era obrigatória para as companhias abertas e

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 5 Balanço Patrimonial Passivo 9 Demonstração do Resultado 12 Demonstração do Resultado

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ EMBRAER EMPR BRAS. DE AERONAUTICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ EMBRAER EMPR BRAS. DE AERONAUTICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Sumário Executivo. Highlights. 174 Análise Gerencial da Operação. Banco Itaú Holding Financeira S.A. R$ Milhões (exceto onde indicado)

Sumário Executivo. Highlights. 174 Análise Gerencial da Operação. Banco Itaú Holding Financeira S.A. R$ Milhões (exceto onde indicado) - Dezembro 2004 Highlights (exceto onde indicado) Demonstração do Resultado do Período 4º Trim./04 3º Trim./04 4º Trim./03 2004 2003 Lucro Líquido da Controladora 1.030 920 854 3.776 3.152 Margem Financeira

Leia mais

EXERCICIOS SOBRE DFC. As demonstrações contábeis da Empresa Cosmos, sociedade anônima de capital aberto, em X2, eram os seguintes:

EXERCICIOS SOBRE DFC. As demonstrações contábeis da Empresa Cosmos, sociedade anônima de capital aberto, em X2, eram os seguintes: EXERCICIOS SOBRE DFC As demonstrações contábeis da Empresa Cosmos, sociedade anônima de capital aberto, em 31.12.X2, eram os seguintes: ATIVO X1 X2 PASSIVO X1 X2 Disponível 3.000 1.500 Fornecedores 54.000

Leia mais

Sumário. Introdução. Patrimônio

Sumário. Introdução. Patrimônio Sumário Sumário Introdução 2 Objeto 3 Finalidade ou objetivo 4 Pessoas interessadas nas informações contábeis 5 Funções 6 Identificação dos aspectos patrimoniais 7 Campo de aplicação 8 Áreas ou ramos 9

Leia mais

CONTAS COM SALDO DEVEDOR (Euros)

CONTAS COM SALDO DEVEDOR (Euros) Anexo à Instrução nº 15/98 Modelo I INSTITUIÇÃO SITUAÇÃO ANALÍTICA DO MÊS DE CONTAS COM SALDO DEVEDOR (Euros) 10 CAIXA 11 DEPÓSITOS À ORDEM NO BANCO DE PORTUGAL 12 DISPONIBILIDADES SOBRE INSTITUIÇÕES.DE

Leia mais