since 1928 ALBIN PUMP ALP BOMBA PERISTÁLTICA FICHAS TÉCNICAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "since 1928 ALBIN PUMP ALP BOMBA PERISTÁLTICA FICHAS TÉCNICAS"

Transcrição

1 U RSTÁT S TÉS

2 09 - S otência uiss. oteur instalada (w) 0.18 Variation Variação ars ontínuo 24/24h ntermitente* casional* n continu 24/24h ntermittente* ccasionnelle* ébit audal (l/h) SÃ Ø , , V , , U SS - Z. de fontgrave TUR - RÇ T.: X: UT Ã TRTU

3 13 - S otência uiss. oteur instalada (w) 0.18 w Variation Variação ars ontínuo ontínuo 24/24h 24/24h ntermitente* casional* n continu 24/24h ntermittente* ccasionnelle* ébit audal (l/h) SÃ Ø V U SS - Z. de fontgrave TUR - RÇ T.: X: UT Ã TRTU

4 17 - S otência uiss. oteur instalada (w) 0.25 w Variação Variation ars ontínuo 24/24h ntermitente* casional* n continu 24/24h ntermittente* ccasionnelle* ébit audal (l/h) SÃ Ø ,5, , V ,5, , U SS - Z. de fontgrave TUR - RÇ T.: X: UT Ã TRTU

5 25 - S otência uiss. oteur instalada (w) 0.55 w Variação Variation 0.55 Velocidade Variation fixa 25 4 ars 0.37 ontínuo 24/24h ntermitente* casional* n continu 24/24h ntermittente* ccasionnelle* audal ébit (m(l/h) SÃ Ø , V , U SS - Z. de fontgrave TUR - RÇ T.: X: UT Ã TRTU

6 - S otência uiss. oteur instalada (w) 1.5 w Variação Variation 1.5 Velocidade Variation fixa 4 ars 1.1 ontínuo 24/24h ntermitente* casional* n continu 24/24h ntermittente* ccasionnelle* audal ébit (m(l/h) SÃ Ø , , ,5 14 V , , ,5 14 U SS - Z. de fontgrave TUR - RÇ T.: X: UT Ã TRTU

7 45 - S otência uiss. oteur instalada (w) 3 w Variação Variation ars 2 ars 1.5 ontínuo 24/24h ntermitente* casional* n continu 24/24h ntermittente* ccasionnelle* audal ébit (m(l/h) SÃ Ø , V ,5 14 U SS - Z. de fontgrave TUR - RÇ T.: X: UT Ã TRTU

8 U SS Z de ontgrave 267 ontboucher sur abron rança Tel.: +33 (0) ax: +33 (0) ara mais informações sobre localizações mundiais, autorizações, certificações e representantes locais, visite U reserva o direito de incorporar as suas mais recentes alterações de concepção e de materiais, sem aviso ou obrigação. s características de concepção, os materiais de construção e os dados relativos a dimensões, como descritos neste documento, são fornecidos unicamente para sua informação e não devem ser considerados totalmente fidedignos a menos que confirmados por escrito. stão disponíveis esquemas certificados, mediante pedido. 08 U

Contatores e Relés de Sobrecarga SIRIUS. Answers for Industry.

Contatores e Relés de Sobrecarga SIRIUS. Answers for Industry. Contatores e Relés de Sobrecarga SIRIUS Answers for Industry. s 3RT10 Acessórios Descrição Execução S00 c b d a a Contatores 3RT10 15 / 3RT10 16 / 3RT10 17 b Bloco de contato auxiliar ( entrada de condutores

Leia mais

Série ILT ATEX NOVIDADE VENTILADORES CENTRIFUGOS IN-LINE DE BAIXO PERFIL ANTI-DEFLAGRANTE ILT ATEX. Ventiladores em linha. Tampa de inspecção

Série ILT ATEX NOVIDADE VENTILADORES CENTRIFUGOS IN-LINE DE BAIXO PERFIL ANTI-DEFLAGRANTE ILT ATEX. Ventiladores em linha. Tampa de inspecção VENTILDORES ENTRIFUGOS IN-LINE DE IXO PERFIL NTI-DEFLGRNTE Série ILT TEX NOVIDDE Ventiladores centrífugos in-line de baixo perfil, especialmente desenhados para extracção de ar em atmosferas explosivas,

Leia mais

Fundamentos de Máquinas Elétricas

Fundamentos de Máquinas Elétricas Universidade Federal do C Engenharia de nstrumentação, utomação e Robótica Fundamentos de Máquinas Elétricas rof. Dr. José Luis zcue uma Regulação de tensão Rendimento Ensaios de curto-circuito e circuito

Leia mais

Fitting INLINE com turbina para medição de vazão

Fitting INLINE com turbina para medição de vazão Fitting ININE com turbina para medição de vazão Tipo pode ser combinado com N 06 a N 65 Sistema de canalização fechada, i.e. sensor dentro do fitting Tecnologia Quarto de Volta Componentes eletrônicos

Leia mais

Alterações dos Estatutos das Associações --- Procedimento, formalidades e documentos necessários DSAJ 1

Alterações dos Estatutos das Associações --- Procedimento, formalidades e documentos necessários DSAJ 1 Sessão de Esclarecimento destinada às pessoas colectivas no âmbito de Revisão da Lei eleitoral para o Chefe do Executivo e Lei Eleitoral para a Assembleia Legislativa da RAEM Alterações dos Estatutos das

Leia mais

A ARS SYSTEMS é uma empresa que tem como foco principal de atuação o fornecimento de serviços e soluções de TI.

A ARS SYSTEMS é uma empresa que tem como foco principal de atuação o fornecimento de serviços e soluções de TI. A empresa A ARS SYSTEMS é uma empresa que tem como foco principal de atuação o fornecimento de serviços e soluções de TI. A ARS SYSTEMS constrói sua história por meio de uma visão abrangente de TI, preza

Leia mais

PATOLOGIAS NOS SISTEMAS DE REVESTIMENTOS DE FACHADAS

PATOLOGIAS NOS SISTEMAS DE REVESTIMENTOS DE FACHADAS Setembro, 2009 PATOLOGIAS NOS SISTEMAS DE REVESTIMENTOS DE FACHADAS 1 O QUE NÃO QUEREMOS: O QUE NÃO QUEREMOS, MESMO!! 2 NUNCA!!!! JAMAIS! 3 NA MINHA OBRA NÃO! Fonte:FUMEC É CADA UMA... 4 JÁ? TÃO CEDO...

Leia mais

www.ctaeletronica.com.br TOTAL PONTOS Nome: Data: / Hora: h m às h m "Caça-Palavras

www.ctaeletronica.com.br TOTAL PONTOS Nome: Data: / Hora: h m às h m Caça-Palavras Ô ome: ata: / ora: h m às h m : h m 2-63 "aça-alavras rocure e assinale, no diagrama de letras, as palavras em destaque no parágrafo abaixo :, polarizado, funcionará como uma tendo uma de 0.6 e inversamente,

Leia mais

Análise de Erro Estacionário

Análise de Erro Estacionário Análise de Erro Estacionário Sistema de controle pode apresentar erro estacionário devido a certos tipos de entrada. Um sistema pode não apresentar erro estacionário a uma determinada entrada, mas apresentar

Leia mais

Faculdades do SENAC/RS www.senacrs.com.br

Faculdades do SENAC/RS www.senacrs.com.br Faculdades do SENAC/RS www.senacrs.com.br Faculdades do SENAC/RS www.senacrs.com.br Faculdades do SENAC/RS www.senacrs.com.br 9.2. Certificação de Qualificação Profissional e Diploma Faculdades

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DO QUADRO DE PESSOAL DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE MONTES CLAROS/MG 1ª RETIFICAÇÃO EDITAL

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DO QUADRO DE PESSOAL DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE MONTES CLAROS/MG 1ª RETIFICAÇÃO EDITAL A Prefeitura Municipal de Montes Claros, torna pública a presente retificação: No subitem 5.6.1., onde se lê: 5.6.1. As provas serão aplicadas no dia 15/05/2016, no horário indicado para cada cargo no

Leia mais

DETECÇÃO E ESTUDO DE EVENTOS SOLARES TRANSIENTES E VARIAÇÃO CLIMÁTICA

DETECÇÃO E ESTUDO DE EVENTOS SOLARES TRANSIENTES E VARIAÇÃO CLIMÁTICA DETECÇÃO E ESTUDO DE EVENTOS SOLARES TRANSIENTES Colaboração UNICAMP, UFF, UMSA, UFABC Apresentação: Edmilson Manganote Sumário A Colaboração Introdução Os Objetivos Um pouco da Física... O Experimento

Leia mais

Dicas sobre perspectiva proporção áurea luz e sombra.

Dicas sobre perspectiva proporção áurea luz e sombra. Dicas sobre perspectiva proporção áurea luz e sombra. Elementos perspectiva Enquadramento e Proporção Proporção áurea Luz e sombras Texturas Wal Andrade Elementos de perspectiva A palavra perspectiva vem

Leia mais

Tubulações pré-fabricadas

Tubulações pré-fabricadas SPECIAL PIPES AND COMPONENTS READY FOR INSTALLATION 1 Tubulações pré-fabricadas Tubos resistentes à corrosão Tubos cladeados Tubos especiais e componentes prontos para instalação Tubulações e spools pré-fabricados

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE DOMINGOS SEQUEIRA Ano Lectivo 2006/2007

ESCOLA SECUNDÁRIA DE DOMINGOS SEQUEIRA Ano Lectivo 2006/2007 Ano Lectivo 006/007 Ano º Turma K Curso Tecnológico de Eletrotecnia e Electrónica Apresentação do programa da disciplina ª SEA Texto Lírico Fernando Pessoa e seus heterónimos 6 ºP Português ª SEA Texto

Leia mais

Modelagem de Sistemas Dinâmicos. Eduardo Camponogara

Modelagem de Sistemas Dinâmicos. Eduardo Camponogara Equações Diferenciais Ordinárias Modelagem de Sistemas Dinâmicos Eduardo Camponogara Departamento de Automação e Sistemas Universidade Federal de Santa Catarina DAS-5103: Cálculo Numérico para Controle

Leia mais

ESTUDO DE DISPOSITIVOS DE SEPARAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA COMO UNIDADES DE PRÉ-TRATAMENTO PARA EFLUENTE DE CURTUME

ESTUDO DE DISPOSITIVOS DE SEPARAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA COMO UNIDADES DE PRÉ-TRATAMENTO PARA EFLUENTE DE CURTUME ESTUDO DE DISPOSITIVOS DE SEPARAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA COMO UNIDADES DE PRÉ-TRATAMENTO PARA EFLUENTE DE CURTUME Tsunao Matsumoto (*) Engenheiro Civil, Mestre e Doutor em Hidráulica e Saneamento. Professor

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES WWW.ELGIN.COM.BR UMIDIFICADOR DE AR FGUA-03AZ-0 SAC: 0800 7035446 GDE. SÃO PAULO (11) 3383-5555

MANUAL DE INSTRUÇÕES WWW.ELGIN.COM.BR UMIDIFICADOR DE AR FGUA-03AZ-0 SAC: 0800 7035446 GDE. SÃO PAULO (11) 3383-5555 WWW.ELGIN.COM.BR MANUAL DE INSTRUÇÕES UMIDIFICADOR DE AR FGUA-03AZ-0 Atenção: antes de usar o produto leia cuidadosamente as instruções deste manual. SAC: 0800 7035446 GDE. SÃO PAULO (11) 3383-5555 VANTAGENS

Leia mais

Partida do Motor de Indução Trifásico

Partida do Motor de Indução Trifásico Partida do Motor de Indução Trifásico 1.Introdução Os motores elétricos durante solicitam da rede de alimentação uma corrente elevada na partida. Essa corrente é da ordem de 6 a 10 vezes a sua corrente

Leia mais

Comfort Difusores de tecto, linha Formo

Comfort Difusores de tecto, linha Formo lindab comfort omfort Difusores de tecto, linha ormo comfort difusores de tecto Lindab ormo O Design ao serviço da Arquitectura Difusores para ventilação mista Selecção rápida Produto unção Página PKA

Leia mais

EMPRESA DE CONSULTADORIA EM CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL. edifícios e território.

EMPRESA DE CONSULTADORIA EM CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL. edifícios e território. Auditorias energéticas em edifícios públicos Isabel Santos ECOCHOICE Abril 2010 EMPRESA DE CONSULTADORIA EM CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL EMPRESA DE CONSULTADORIA EM CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL Somos uma empresa de

Leia mais

Área de Atuação da Caesb

Área de Atuação da Caesb Área de Atuação da Caesb Brasília e 28 setores habitacionais: 2,85 milhões de habitantes Águas Lindas de Goiás: FONTE: IBGE 185 mil habitantes SISTEMAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA - DF GTPSA PARTICIPANTES

Leia mais

Pesquisa de Satisfação Comércio Eletrônico 2010. Abril/2010

Pesquisa de Satisfação Comércio Eletrônico 2010. Abril/2010 Pesquisa de Satisfação Comércio Eletrônico 2010 Abril/2010 Objetivo Esse estudo teve como objetivo, levantar na ótica dos consumidores virtuais, a qualidade dos serviços prestados atualmente pelas empresas

Leia mais

Simples aspiração Dupla aspiração Duplex Rotores de alumínio Rotores chapa galvanizada

Simples aspiração Dupla aspiração Duplex Rotores de alumínio Rotores chapa galvanizada Simples aspiração Dupla aspiração Duplex Rotores de alumínio Rotores chapa galvanizada Fábrica: Av. Brasil, 20.151 Coelho Neto Rio de Janeiro CE 21.530-000 Telefax: (21) 3372-8484 vendas@trocalor.com.br

Leia mais

Manual Placa DMX 10 pixels RGB

Manual Placa DMX 10 pixels RGB Manual Placa DMX 10 pixels RGB 2011 Lumikit Sistemas para Iluminação rev.0 26/08/2011 Lumikit Sistemas para Iluminação www.lumikit.com.br 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONEXÕES DA PLACA... 4 3. DIMENSÕES

Leia mais

TORNAR O CERTIFICADO DE SEGURANÇA DO CITIUS FIDEDIGNO

TORNAR O CERTIFICADO DE SEGURANÇA DO CITIUS FIDEDIGNO TORNAR O CERTIFICADO DE SEGURANÇA DO CITIUS FIDEDIGNO Este documento destina-se a guiá-lo(a) através dos vários procedimentos necessários para que o certificado de segurança do portal do CITIUS passe a

Leia mais

BALANÇO DE ENERGIA DE UM SISTEMA RECOLHEDOR DE CAFÉ PARA REGIÕES DE MONTANHA 1

BALANÇO DE ENERGIA DE UM SISTEMA RECOLHEDOR DE CAFÉ PARA REGIÕES DE MONTANHA 1 BALANÇO DE ENERGIA DE UM SISTEMA RECOLHEDOR DE CAFÉ PARA REGIÕES DE MONTANHA 1 Haroldo Carlos Fernandes 2 ; Danilo Roberto Loureiro 3 ; Anderson Candido da Silva 4 1 Trabalho desenvolvido como parte da

Leia mais

Neste pequeno artigo resolveremos o problema 2 da USAMO (USA Mathematical Olympiad) 2005: (x 3 + 1)(x 3 + y) = 147 157 (x 3 + y)(1 + y) = 157 147 z 9

Neste pequeno artigo resolveremos o problema 2 da USAMO (USA Mathematical Olympiad) 2005: (x 3 + 1)(x 3 + y) = 147 157 (x 3 + y)(1 + y) = 157 147 z 9 Ésófatorar... Serámesmo? Neste equeno artigo resolveremos o roblema 2 da USAMO (USA Mathematical Olymiad) 2005: Problema. Prove que o sistema x 6 + x + x y + y = 147 157 x + x y + y 2 + y + z 9 = 157 147

Leia mais

Proposta. ITILV3 ROTA LIFECYCLE Ciclo de Vida. Apresentação Executiva ITIL V3 ROTA LIFECYCLE

Proposta. ITILV3 ROTA LIFECYCLE Ciclo de Vida. Apresentação Executiva ITIL V3 ROTA LIFECYCLE ITILV3 ROTA LIFECYCLE Ciclo de Vida Apresentação Executiva 1 O foco principal dos treinamentos Lifecycle se apoia no próprio Ciclo de Vida, no uso de processos e práticas e no gerenciamento das habilidades

Leia mais

MANUAL DO PROPRIETÁRIO

MANUAL DO PROPRIETÁRIO MANUAL DO PROPRIETÁRIO GUIA RÁPIDO BV: Bloquear Veículo DV: Desbloquear Veículo AR: Ativar Rastreador DR: Desativar Rastreador AC: Ativar Cerca eletrônica DC: Desativar Cerca Eletrônica BL: Bloquear e

Leia mais

Repetidores híbridos HomeWorksR QS

Repetidores híbridos HomeWorksR QS Os repetidores híbridos HomeWorksR QS adicionam comunicação de radiofrequência () sem fios e alargam a gama de sinais de que são enviados entre reguladores de tensão, interruptores, teclados, receptores

Leia mais

EESC-USP LABORATÓRIO DE CONVERSÃO ELETROMECÂNICA DE ENERGIA

EESC-USP LABORATÓRIO DE CONVERSÃO ELETROMECÂNICA DE ENERGIA LABORATÓRIO DE CONVERSÃO ELETROMECÂNICA DE ENERGIA Professores: Eduardo Nobuhiro Asada Luís Fernando Costa Alberto Colaborador: Elmer Pablo Tito Cari LABORATÓRIO N 9: MAQUINA SÍNCRONA: (ângulo de carga,

Leia mais

Centro Nacional de Apoio ao Imigrante

Centro Nacional de Apoio ao Imigrante Introdução Centro Nacional de Apoio ao Imigrante Portugal, como outros países da União Europeia, assistiu nos últimos anos a um crescimento acentuado do número de imigrantes. De um país de emigração tornou-se,

Leia mais

COLETOR HORIZONTAL 2,5 M2 SCO-25N

COLETOR HORIZONTAL 2,5 M2 SCO-25N COLETOR HORIZONTAL 2,5 M2 Quadro em aluminio, com área de absorção em alumínio altamente seletivo; Isolamento em lã de rocha com espessura de 50 mm e base na parte lateral de 9mm; Completo com película

Leia mais

As Novas Demonstrações Financeiras

As Novas Demonstrações Financeiras EDUARDO SÁ SILVA Os dois normalizadores internacionais: IASB (organismo regulador das normas internacionais de contabilidade) e FASB (organismo regulador das normas americanas) irão apresentar brevemente

Leia mais

O tornado de projeto é admitido, para fins quantitativos, com as seguintes características [15]:

O tornado de projeto é admitido, para fins quantitativos, com as seguintes características [15]: 4 Tornado de Projeto O tornado de projeto é admitido, para fins quantitativos, com as seguintes características [15]: Tornado do tipo F3-médio; Velocidade máxima de 233km/h = 64,72m/s; Velocidade translacional

Leia mais

Bancada de Testes Hidrostáticos e Pneumáticos

Bancada de Testes Hidrostáticos e Pneumáticos Bancada de Testes Hidrostáticos e Pneumáticos 1 Concepção O que é a bancada de testes da Valeq? Esta bancada foi desenvolvia com a intenção de agilizar os testes de campo e de bancada que envolvem pressão.

Leia mais

www.investorbrasil.com

www.investorbrasil.com Proposta curso preparatório para CPA 20 - ANBIMA www.investorbrasil.com Apresentação INVESTOR APRESENTAÇÃO A INVESTOR é uma escola que nasceu da necessidade das pessoas aprenderem as ferramentas e instrumentos

Leia mais

Controlo Estatístico de Produtos Pré-embalados. IPQ SEMINÁRIO: Metrologia no Setor Alimentar 30 Outubro 2014 Cristina Barros (ovm@aferymed.

Controlo Estatístico de Produtos Pré-embalados. IPQ SEMINÁRIO: Metrologia no Setor Alimentar 30 Outubro 2014 Cristina Barros (ovm@aferymed. Controlo Estatístico de Produtos Pré-embalados IPQ SEMINÁRIO: Metrologia no Setor Alimentar 30 Outubro 2014 Cristina Barros (ovm@aferymed.pt) 1 Apresentação 2 Apresentação 3 Controlo estatístico dos produtos

Leia mais

Modelos Variáveis de Estado

Modelos Variáveis de Estado Modelos Variáveis de Estado Introdução; Variáveis de Estados de Sistemas Dinâmicos; Equação Diferencial de Estado; Função de Transferência a partir das Equações de Estados; Resposta no Domínio do Tempo

Leia mais

Linha. nossa linha de produtos. Tubos e Conexões

Linha. nossa linha de produtos. Tubos e Conexões Linha ConectAR Schulz Conheça nossa linha de produtos Tubos e Conexões Tubos e Conexões com Qualidade Schulz O constante crescimento da indústria, dos processos tecnológicos e o forte impulso da automação

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Automação Interfaces de Operação (IHMs)

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Automação Interfaces de Operação (IHMs) Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Automação Interfaces de Operação (IHMs) Tecnologia que Simplifica Processos As Interfaces de Operação WEG são projetadas para atender aos processos

Leia mais

Manual de instalação dos certificados de utilizador

Manual de instalação dos certificados de utilizador Manual de instalação dos certificados de utilizador 9 PT Índice I. Modificar o nível de segurança... 2 A. Configurar o IE para aceder ao site do certificador... 2 II. Instalar certificados das CAs... 7

Leia mais

Curriculum de Mecânica dos Fluidos

Curriculum de Mecânica dos Fluidos Curriculum de Mecânica dos Fluidos A Nível I Introdução à Mecânica dos Fluidos (30 horas) A.1 - Princípios e grandezas físicas em Mecânica dos Fluidos A1.1 Conceitos físico-matemáticos elementares A.1.1.1

Leia mais

Gestãoe Governança das Cooperativas: o desafio da modernização

Gestãoe Governança das Cooperativas: o desafio da modernização Gestãoe Governança das Cooperativas: o desafio da modernização Jairo Martins da Silva Brasilia, 22.11.2012 2012 Agenda A evolução da gestão nas organizações A FNQ e o MEG Modelo de Excelência da Gestão

Leia mais

Catálogo de Guindastes Articulados

Catálogo de Guindastes Articulados Catálogo de Guindastes Articulados A Consenso Movimentação comercializa guindastes modernos e versáteis à sua necessidade, e também oferecemos serviços de pós-venda. ÍNDICE Guindastes Articulados 2.8...04

Leia mais

21º Prêmio Expressão de Ecologia

21º Prêmio Expressão de Ecologia 21º Prêmio Expressão de Ecologia Edição 2013-2014 Gráfico comparativo da evolução no consumo de papel antes e após a implementação do novo SIL. A fase 1 representa a etapa do projeto de automoação de processos

Leia mais

Transformadores secos encapsulados. Trihal

Transformadores secos encapsulados. Trihal Transformadores secos encapsulados tipo é um transformador trifásico do tipo seco com bobinagens encapsuladas e moldadas no vazio numa resina époxy contendo uma carga activa. É esta carga activa, composta

Leia mais

Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo

Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo III.1 GESTÃO DE TRANSPORTES 1.1. O desenvolvimento econômico e o transporte. 1.2. A geografia brasileira, a infraestrutura dos estados, municípios

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL RESOLUÇÃO 18 / 03 / 2013 PRESIDÊNCIA Nº 62/2013 O PRESIDENTE DO INSTITUTO

Leia mais

Série 83400 Regulador eletrônico de pressão diferencial

Série 83400 Regulador eletrônico de pressão diferencial 83400 Regulador eletrônico de pressão diferencial Identifica a pressão diferencial requerida para atuar em filtros com pó Boa interferência de imunidade tal como na Diretiva EMC Usando operação dot matrix

Leia mais

4. Protocolos Teóricos e Protocolos de Controlo de Ligação Protocolos ARQ; Especificação de Protocolos; Eficiência ARQ.

4. Protocolos Teóricos e Protocolos de Controlo de Ligação Protocolos ARQ; Especificação de Protocolos; Eficiência ARQ. 4. Protocolos Teóricos e Protocolos de Controlo de Ligação Protocolos ARQ; Especificação de Protocolos; Eficiência ARQ. Redes de Comunicações/Computadores I Secção de Redes de Comunicação de Dados Protocolos

Leia mais

- GUIA DE BOLSO - GESTOR DA UNIDADE

- GUIA DE BOLSO - GESTOR DA UNIDADE - GUIA DE BOLSO - GESTOR DA UNIDADE Sumário Apresentação...5 Painel do Gestor...7 1. Como Acessar o Painel do Colaborador...9 2. Conheça os ícones e suas funções...17 2.1. Administração de Pessoal (Folha

Leia mais

Desenvolvimento de Ferramenta Gerencial de Monitoramento e Avaliação de Perdas Totais e Fluxo de Reativos no Sistema AES Eletropaulo

Desenvolvimento de Ferramenta Gerencial de Monitoramento e Avaliação de Perdas Totais e Fluxo de Reativos no Sistema AES Eletropaulo Desenvolvimento de Ferramenta Gerencial de Monitoramento e Avaliação de erdas Totais e Fluxo de Reativos no Sistema AES Eletropaulo I. K. de Lima, A. Tenório, C. Capdeville AES Eletropaulo, G. B. Schuch

Leia mais

Introdução...2. Descrição do produto...2. Dados técnicos...3. Instalação hidráulica...3. Instalação cascata tubular Splash...4

Introdução...2. Descrição do produto...2. Dados técnicos...3. Instalação hidráulica...3. Instalação cascata tubular Splash...4 Introdução...2 Descrição do produto...2 Dados técnicos...3 Instalação hidráulica...3 Instalação cascata tubular Splash...4 Instalação cascata de piso Canyon...5 Instalação cascata de parede Niagara...6

Leia mais

Movimento em 1D. Objetivos: Descrever o movimento de um corpo em 1 dimensão; Resolver problemas de movimento em 1D a aceleração constante.

Movimento em 1D. Objetivos: Descrever o movimento de um corpo em 1 dimensão; Resolver problemas de movimento em 1D a aceleração constante. Movimento em 1D Objetivos: Descrever o movimento de um corpo em 1 dimensão; Resolver problemas de movimento em 1D a aceleração constante. Movimento em 1D Limitações do problema tratado: o corpo não possui

Leia mais

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2014.1. Função do 1 Grau. Isabelle Araujo 5º período de Engenharia de Produção

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2014.1. Função do 1 Grau. Isabelle Araujo 5º período de Engenharia de Produção CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2014.1 Função do 1 Grau Isabelle Araujo 5º período de Engenharia de Produção Funções Na linguagem do dia a dia é comum ouvirmos frases como: Uma coisa depende

Leia mais

Educação para o Trabalho e Cidadania.

Educação para o Trabalho e Cidadania. Sumário ntrodução 5 Divisor de tensão 6 O circuito série como divisor de tensão 7 Divisor de tensão com carga 8 nfluência da carga sobre o divisor 0 Dimensionamento do divisor de tensão adronização dos

Leia mais

Capacitor. Utilidade do Capacitor

Capacitor. Utilidade do Capacitor Capacitor Componentes que, embora não conduzam corrente elétrica entre seus terminais, são capazes de armazenar certa corrente, que será "descarregada", assim que não houver resistência entre seus terminais.

Leia mais

AVISO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADA 2 /2010

AVISO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADA 2 /2010 O Fórum Nacional das Atividades de Base Florestal divulga processo seletivo simplificado para contratação de 06 consultores pelo prazo de vigência do objeto, com permissibilidade de renovação dos contratos

Leia mais

Índice. Ar Condicionado. A temperatura perfeita, com frio ou calor 03. Benefícios 04. Serviços de Apoio ao Cliente 05. Princípio de Funcionamento 06

Índice. Ar Condicionado. A temperatura perfeita, com frio ou calor 03. Benefícios 04. Serviços de Apoio ao Cliente 05. Princípio de Funcionamento 06 r Condicionado Índice r Condicionado temperatura perfeita, com frio ou calor 03 Benefícios 04 Serviços de poio ao Cliente 05 rincípio de Funcionamento 06 Modos de Funcionamento e Funções 07 Escolher um

Leia mais

Impactos na qualidade formativa

Impactos na qualidade formativa Impactos na qualidade formativa Da acreditação à certificação (principais alterações) Simplificação do regime Certificação sem prazo de validade Acompanhamento regular das entidades Pedidos de certificação

Leia mais

Modelos Descrição Apresentação

Modelos Descrição Apresentação Centrífuga 8x15mL A Centrífuga 8x15mL é um equipamento moderno, de porte médio, fácil e prático de manusear. Desenvolvida para melhor atender às suas necessidades, possui sistema de rotor de ângulo fixo,

Leia mais

SISTEMA DE TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO ELETRÔNICA Modelo: ED-2950

SISTEMA DE TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO ELETRÔNICA Modelo: ED-2950 SISTEMA DE TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO ELETRÔNICA Modelo: DESCRIÇÃO O sistema de treinamento em comunicação apresenta experimentos planejados para desenvolver comunicações eletrônicas fundamentais. O é

Leia mais

A SUA SOLUÇÃO EM ENERGIA

A SUA SOLUÇÃO EM ENERGIA A SUA SOLUÇÃO EM ENERGIA Infraestrutura e Tecnologia Líder nacional na fabricação e comercialização de grupos geradores, s STEMAC projeta e executa soluções em energia oferecendo a maior estrutura de atendimento

Leia mais

COMPARATIVO DE DIFERENCIAIS NETAFIM

COMPARATIVO DE DIFERENCIAIS NETAFIM COMPARATIVO DE DIFERENCIAIS NETAFIM O livro comparativo de diferenciais Netafim foi desenvolvido pelo departamento de Marketing da empresa para auxiliar os departamentos de vendas, suporte técnico, agronômico

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa de Português do Ensino Básico; Metas Curriculares de Português- 1º Ciclo 1º

Leia mais

CIRCULAR Nº 23/2012 de 19.11.2012 Lei da Videovigilância em Locais Públicos de Utilização Comum Publicação de Diplomas Complementares

CIRCULAR Nº 23/2012 de 19.11.2012 Lei da Videovigilância em Locais Públicos de Utilização Comum Publicação de Diplomas Complementares A regulamentação da utilização de sistemas de vigilância por câmaras de vídeo pelas forças e serviços de segurança em locais públicos de utilização comum, para captação e gravação de imagens e som e seu

Leia mais

Modelos de Gestão Hospitalar da administração direta dos hospitais públicos (SPA) aos SA, EPE e PPP. Artur Vaz

Modelos de Gestão Hospitalar da administração direta dos hospitais públicos (SPA) aos SA, EPE e PPP. Artur Vaz Modelos de Gestão Hospitalar da administração direta dos hospitais públicos (SPA) aos SA, EPE e PPP Artur Vaz Lisboa, 20 a 22 de Novembro de 2014 Sumário Principais reformas e estratégias do SNS nos últimos

Leia mais

Resoluções dos exercícios do capítulo 4. Livro professor Brunetti

Resoluções dos exercícios do capítulo 4. Livro professor Brunetti Resoluções dos exercícios do caítulo 4 Liro rofessor Brunetti 4. Determinar a elocidade do jato do líquido no orifício do tanque de grandes dimensões da figura. Considerar fluido ideal Resolução do 4.

Leia mais

SUR REDE UNIVERSITÁRIA DE DIREITOS HUMANOS

SUR REDE UNIVERSITÁRIA DE DIREITOS HUMANOS SUR REDE UNIVERSITÁRIA DE DIREITOS HUMANOS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 SUR REDE UNIVERSITÁRIA DE DIREITOS HUMANOS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 CONTEÚDO

Leia mais

Arquitetura na Espanha Tema: CIDADE MEDITERRÂNEA: USO PÚBLICO, PLANEJAMENTO URBANO E GESTÃO DE SUSTENTABILIDADE E TURISMO

Arquitetura na Espanha Tema: CIDADE MEDITERRÂNEA: USO PÚBLICO, PLANEJAMENTO URBANO E GESTÃO DE SUSTENTABILIDADE E TURISMO Valencia Espanha Seminário Saída BRA Chegada ESP 08/05 09/05 Saída ESP Chegada BRA 16/05 17/05 Público alvo Alunos de graduação e pós-graduação, profissionais de arquitetura, planejamento urbano, desenvolvimento

Leia mais

Catálogo de Guindastes Articulados

Catálogo de Guindastes Articulados Catálogo de Guindastes Articulados A Consenso Movimentação comercializa guindastes modernos e versáteis à sua necessidade, e também oferecemos serviços de pós-venda. ÍNDICE Guindastes Articulados 2.8...03

Leia mais

ar limpo e mais saudável Ar Condicionado

ar limpo e mais saudável Ar Condicionado ar limpo e mais saudável ondicionado ar condicionado aracterísticas aracterísticas Principais Filtro iológico Filtro iológico: O filtro biológico consiste num filtro que contém enzimas. Este filtro apanha

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO Nº 003/2011. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE MOTORISTAS DE TRANSPORTE ESCOLAR POR TEMPO DETERMINADO.

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO Nº 003/2011. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE MOTORISTAS DE TRANSPORTE ESCOLAR POR TEMPO DETERMINADO. EDITAL DO PROCESSO SELETIVO Nº 003/2011. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE MOTORISTAS DE TRANSPORTE ESCOLAR POR TEMPO DETERMINADO. A Prefeitura Municipal de Arapiraca - AL, por intermédio

Leia mais

COMPONENTES DE MANIPULAÇÃO POR VÁCUO Índice

COMPONENTES DE MANIPULAÇÃO POR VÁCUO Índice COMONENTES DE MANIULAÇÃO OR ÁCUO Índice rodutos Série ágina Apresentação geral -3 eças de substituição 78-2 Componentes de alimentação de ar comprimido -2 Gerador de vácuo monofásico 367-6 Gerador de vácuo

Leia mais

Transformadores Secos. Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas

Transformadores Secos. Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Transformadores Secos Motores Automação Eneria Transmissão & Distribuição Tintas www.we.net WEG: Sinônimo de Inovação e Qualidade O Grupo WEG possui 49 anos de experiência no mercado, sendo hoje o maior

Leia mais

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010 JOGOS COMPUTACIONAIS E A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: CONTRIBUIÇÕES DAS PESQUISAS E DAS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS Regina Célia Grando Universidade São Francisco regina.grando@saofrancisco.edu.br Resumo: No presente

Leia mais

DIMENSIONAMENTO DA NOVA ETA

DIMENSIONAMENTO DA NOVA ETA DIMENSIONAMENTO DA NOVA ETA 1 - Estrutura de Chegada de Água Bruta Q dimensionamento = 50 L/s É proposta estrutura de chegada do tipo canal com calha Parshall. Dimensões padrão para garganta de largura

Leia mais

O SISTEMA DE COMPUTADOR DE BORDO

O SISTEMA DE COMPUTADOR DE BORDO O SISTEMA DE COMPUTADOR DE BORDO O sistema de computador de bordo é constituído de uma unidade computadora (instalada no painel do veículo) e de sensores que fornecem à mesma informação como distância

Leia mais

Indicadores. COMITÊ DE MARKETING Outubro/2007

Indicadores. COMITÊ DE MARKETING Outubro/2007 Indicadores COMITÊ DE MARKETING Outubro/2007 Introdução Comprovando as projeções otimistas da entidade o número de usuários residenciais de internet passou de 20 milhões. Diversos fatores contribuíram

Leia mais

REGRAS A CONSIDERAR SEGUIDAMENTE APRESENTAMOS OS VÁRIOS MÓDULOS (CAIXAS) DISPONÍVEIS NO SOFTWARE. Pág. 5/18

REGRAS A CONSIDERAR SEGUIDAMENTE APRESENTAMOS OS VÁRIOS MÓDULOS (CAIXAS) DISPONÍVEIS NO SOFTWARE. Pág. 5/18 Pág. 1/18 ÍNDICE Índice... 2 Apresentação do software.. 3 Primeira etapa (menus iniciais)..... 3 Regras a considerar..... 5 Construção típica..... 5 Construção rectangular 5 Módulos disponíveis no software.

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnico em Programação de

Leia mais

GoVERNO DO EsTADO DO CEARÁ Secretaria da Fazenda

GoVERNO DO EsTADO DO CEARÁ Secretaria da Fazenda -. e:::::.---- "' GoVERNO DO EsTADO DO CEARÁ Secretaria da Fazenda CONTENCIOSO ADMINISTRATIVO TRIBUTÁRIO - CONAT Conselho de Recursos Tributários - CRT 2 a Câmara de Julgamento RESOLUÇÃO N"3~O/2010-158

Leia mais

P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010

P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010 P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010 D A T A D E A B E R T U R A : 2 9 d e d e z e m b r o d e 2 0 1 0 H O R Á R I O : 9:0 0 h o r a s L O C A L D A S E S S Ã O P Ú B L I C A: S a l a d a C P L/

Leia mais

Guia de referência rápido

Guia de referência rápido Guia de referência rápido POS, adaptável a qualquer área de negócio Introdução...3 Antes de começar...4 Instruções de segurança...4 Descrição geral...4 Composição do equipamento...5 Conhecer o equipamento...6

Leia mais

CUMMINS 6LTAA8.9-G2 CARACTERÍSTICAS PADRÃO

CUMMINS 6LTAA8.9-G2 CARACTERÍSTICAS PADRÃO MODELO Regime Standby (60Hz) Regime Prime (60Hz) Motor Alternador ACS-C300 300KVA / 240KW 275KVA / 220KW CUMMINS 6LTAA8.9-G2 LEROY SOMER LSA46.2L9 40 CARACTERÍSTICAS PADRÃO Motor (DCEC Cummins 6LTAA8.9-G2)

Leia mais

Driver and Vehicle Safety

Driver and Vehicle Safety STANDARD LME-12:001902 Upt Rev B Índice 1 Introdução... 3 2 Requisitos... 3 3 Gerenciamento da condução... 4 3.1 Gerenciar motoristas de risco alto... 4 3.2 Inspeções de cobertura de rádio baseados no

Leia mais

Protocolo, ed. V 21/01/2013

Protocolo, ed. V 21/01/2013 2013 Protocolo, ed. V Preparo e Dosagem 21/01/2013 www.ecosynth.com.br Protocolo ATM - ed.05 (jan/2013) Página 2 1. APRESENTAÇÃO A propriedade de ocupar áreas destinadas a expansão industrial, custo de

Leia mais

Propriedades químicas para o benzeno

Propriedades químicas para o benzeno Programa RISC EXEMPLO 2: Irrigação e volatilização utilizando água subterrânea. Passo 1: Escolha dos contaminantes Tendo em vista que a contaminação de águas subterrâneas de poços residenciais é geralmente

Leia mais

Retentor inferior. Raspador inferior

Retentor inferior. Raspador inferior Guias Lineares 1 - Construção das Guias Lineares 1.1 - Características de construção Retentor Superior Carro Cabeçote Raspador Régua Niple de lubrificação Esfera 45 Retentor inferior Raspador inferior

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS

CATÁLOGO DE PRODUTOS CATÁOGO E ROUTOS ÍNICE ESTRUTURA A CORRENTE, ARTES E COMONENTES CORRENTE E ROO STANAR NORMA ANSI (ASA) ORMAÇÃO SIMES...AG. CORRENTE E ROO STANAR NORMA ANSI (ASA) ORMAÇÃO UA... AG.2 CORRENTE E ROO STANAR

Leia mais

Manual de usuário do Ocomon. Sistemas de Gerenciamento De Chamados

Manual de usuário do Ocomon. Sistemas de Gerenciamento De Chamados Manual de usuário do Ocomon Sistemas de Gerenciamento De Chamados Podemos acessar o sistema por meio do portal do e-doc no menu Chamados onde o endereço é o http://www.edocsergipe.se.gov.br Home Início

Leia mais

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2014.2. Cinemática. Isabelle Araújo Engenharia de Produção Myllena Barros Engenharia de Produção

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2014.2. Cinemática. Isabelle Araújo Engenharia de Produção Myllena Barros Engenharia de Produção CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2014.2 Cinemática Isabelle Araújo Engenharia de Produção Myllena Barros Engenharia de Produção Cinemática Na cinemática vamos estudar os movimentos sem

Leia mais

Programa Juro Zero. Guilherme Calheiros Coordenador. Dezembro de 2008

Programa Juro Zero. Guilherme Calheiros Coordenador. Dezembro de 2008 Programa Juro Zero Guilherme Calheiros Coordenador Dezembro de 2008 OBJETIVO O Programa Juro Zero foi criado com a finalidade de estimular o desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas Inovadoras (MPEI

Leia mais

Teodoro, Francisco M. Ferreira

Teodoro, Francisco M. Ferreira José Luis Ramos, Vitor D. Teodoro, Francisco M. Ferreira produto de software ou um documento (ou colecção de documentos) que: (1) contém intrinsecamente finalidade educativa; (2) enquadra-se nas necessidades

Leia mais

Sistemas Financeiros. Professor Fabiano Abranches Silva Dalto Departamento de Economia da UFPR SE 506 Economia Monetária e Financeira

Sistemas Financeiros. Professor Fabiano Abranches Silva Dalto Departamento de Economia da UFPR SE 506 Economia Monetária e Financeira Sistemas Financeiros Professor Fabiano Abranches Silva Dalto Departamento de Economia da UFPR SE 506 Economia Monetária e Financeira Bibliografia Utilizada: Peter Howells & Keith Bain (2001) Economia Monetária:

Leia mais