1º. Wireless Mundi Painel: As vantagens da 3G para o Brasil

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1º. Wireless Mundi Painel: As vantagens da 3G para o Brasil"

Transcrição

1 1º. Wireless Mundi Painel: As vantagens da 3G para o Brasil Marco Aurélio Rodrigues QUALCOMM Brasil 27/3/2007 QUALCOMM Proprietary

2 3G: evolução natural das tecnologias celulares CDMA CDMA/TDM OFDM CDMA2000 1X EV-DO REL 0 EV-DO REV A EV-DO REV B Rev 0 FLASH-OFDM Rev 1 FLASH-OFDM (Pre- UMB) UMB 1 Rel-99 WCDMA Rel-5 (HSDPA) HSPA Rel-6 (HSUPA) Rel-7 (Ph 1) Rel-8 (Ph 2) HSPA + DL: Mbps peak UL: 384 kbps peak DL: Mbps peak UL: 5,57 Mbps peak DL: Mbps peak UL: 11 Mbps peak LTE UMB (Ultra Mobile Broadband), previously referred to as Rev C LBC

3 3G é Banda Larga Maior velocidade de dados e latência proporcionam experiência do usário semelhante a DSL e cabo. 3

4 Banda Larga 3G abre novas oportunidade de serviços Mais de 80 operadoras oferecem serviços de banda larga 3G. Pesquisa da Vodafone com usuários durante trial com HSDPA mostrou que: 73% prefeririam usar banda larga 3G a WiFi 85% prefeririam banda larga 3G à banda larga fornecida pelo hotel 87% recomendariam a banda larga 3G Fonte: Press Release da Vodafone 20/6/ Mbps 4

5 Banda Larga 3G propiciando novas aplicações Música Radio DJ da Vodafone (Alemanha) 3 Music Store da Hutchison 3 (Inglaterra) imusicstore da TIM (Itália) VCast da Verizon (EUA) TV Móvel Vodafone live! Mobile TV (Inglaterra). TV on 3 Hutchison 3 (Inglaterra e Itália) CV da Cingular (EUA) Comunidades e Relacionamento SeeMeTV Hutchison 3 (Inglaterra) MySpace Mobile da Cingular (EUA) BigBlog da Telstra (Austrália) Localização 3 Locate da Hutchison 3 (Inglaterra) Jogos 3D Vodafone Live! Games (Alemanha, Inglaterra) - i TIM (Itália) Aplicações e-government Conexão banda larga a escolas e órgãos públicos Segurança e saúde Emergências 5

6 Banda Larga 3G utilizada para aplicações do governo Case Verizon: serviços prestados ao governo através da rede 3G privada 6

7 Banda Larga 3G trazendo aumento nas receitas de dados (billions) $1,5 $1,0 Crescimento na Receita de Dados $1.13B + 20% $1.36B $20 $15 $10 Crescimento da receita média não-voz por usuário $16.1 $ % $0,5 $5 $0,0 out/05-mar/06 abr/06-set/06 Receitas de serviços nãomensagem aumentaram 40% ano a ano, impulsionadas pelo Vodafone live e pela conectividade de laptops Arun Sarin, CEO da Vodafone $0 30% 25% 20% 15% 10% 5% Q4 '05 Q3 '06 Crescimento % de dados na receita total 16% + 13% 18% Source: Vodafone Group (Nov 2006), Hutchison Whampoa, Wireless Intelligence (20-Feb-2007) 0% Q3 '05 Q3 '06 7

8 Ecossistema 3G continuará sendo muito maior do que outras tecnologias , Total mundial de assinantes 3G (milhões) WCDMA (inclui HSDPA, HSUPA, etc.) CDMA2000 (inclui 1X, Rev A, Rev B, etc.) WiMAX fixo e móvel 101,8 322,3 184,4 301,5 446,5 611,2 853,8 381,8 435,7 479,7 513,4 566,2 0,1 0,7 2,6 6,8 14,3 23,8 39, Fontes: WCDMA & CDMA2000 1xEV-DO: Blended forecast from igr (Feb 06), Strategy Analytics (Jan 06), Wireless Intelligence (July 06) and Yankee Group (June 06) WiMAX: Blended forecast from Strategy Analytics (June 06) and ABI (Q2 06), Maravedis (Sept 06) Receitas,US$, bilhões $500 $400 $300 $200 $100 $0 Receitas de serviços e equipamentos em 2009 $508 $394 $114 Recitas de Serviços Receitas Equipamentos $13.4 $10.4 3G Wi-Fi WiMAX 1. Strategy Analytics (2006) 2. Average of Strategy Analytics and Yankee Group forecasts (2006) 3. Forward Concepts (2005) 4. Average of Strategy Analytics (2006), Gartner 8 (2006) and Forward Concepts (2005)

9 Ecossistema 3G possibilita soluções econômicas para voz e dados Projeto 3G For All (3G Para Todos) para terminal 3G de baixo custo Iniciativa da GSMA visando catalizar os esforços dos fabricantes para desenvolver celulares 3G UMTS multimídia para o mercado de massa. Um grupo de 12 operadoras de várias partes do mundo selecionou o melhor projeto O celular LG foi o vencedor, resultado de parceria com a QUALCOMM na busca por uma solução 3G econômica. 9

10 Ecossistema 3G possibilita maior oferta de soluções para dados Modem 3G USB Para uso em laptops e desktops 95 modelos de laptops com 3G embarcado Roteadores 3G All trademarks, names of other companies, logos, products and services may be the property of their respective owners Cartões de dados 3G 10

11 Ecossistema 3G significa economia de escala Volume de vendas de laptops com 3G embarcado muito superior a outras tecnologias Vendas mundiais de laptops com tecnologias celulares versus laptops com tecnologia WiMAX vendas (milhões) Laptops com tecnologias celulares Laptops com tecnologia WiMAX 11 onte: ABI Research

12 Ecossistema 3G permitindo caminho de evolução sólido e definido CDMA CDMA/TDM OFD Rel-99 WCDMA DL: 384 kbps UL: 384 kbps All-IP Services Broadband downloads Rel-5 (HSDPA) HSPA DL: Mbps UL: 384 kbps Broadband uploads Reduced end to end delay Real-time services (VoIP, packet VT, PTT) Multicast (MBMS) Rel-6 (HSUPA) DL: Mbps UL: 5.72 Mbps Enhanced capacity for realtime services (ie VoIP ) MIMO Backward compatibility Rel-7 (Ph 1) Rel-8 (Ph 2) HSPA + DL: Mbps UL: 11 Mbps G é a única tecnologia de banda larga para faixas 1,9/2,1 GHz Compatibilidade reversa, sem necessidade de nova rede ou novo espectro. HSPA+: Velocidade de dados de até 42 Mbps (DL) e 11 Mbps (UL) Triplica a capacidade de voz do WCDMA com VoIP OFDMA in DL SC-FDMA in UL Flexible carrier bandwidths up to 20MHz 4 Common FDD & TDD modes Higher order MIMO/SDMA DL: até 278 Mbps UL: até 57 Mbps LTE 12

13 Obrigado QUALCOMM Proprietary

3G UMTS a força de um projeto global

3G UMTS a força de um projeto global 3G UMTS a força de um projeto global Mario Baumgarten Vice Chairman UMTS Forum Latin America Sobre o UMTS Forum O que é Fórum internacional intersetorial composto de operadores, fabricantes, reguladores,

Leia mais

Acesso Internet. Hernesto Miyamoto Inovação Tecnológica Julho, 2008. II Seminário sobre Informação na Internet

Acesso Internet. Hernesto Miyamoto Inovação Tecnológica Julho, 2008. II Seminário sobre Informação na Internet Acesso Internet Hernesto Miyamoto Inovação Tecnológica Julho, 2008 Agenda TIM no Brasil Tecnologias de Acesso Banda Larga Aplicações das Tecnologias de Acesso Popularizando o Acesso a Internet TIM no Brasil

Leia mais

Prof. Othon M. N. Batista Mestre em Informática. Página 1 de 25

Prof. Othon M. N. Batista Mestre em Informática. Página 1 de 25 Mestre em Informática Página 1 de 25 Roteiro Introdução Definição História Requerimentos IMT-Advanced Padrões 4G LTE Advanced Padrões 4G WirelessMAN Advanced 4G no Brasil Perguntas Página 2 de 25 Introdução

Leia mais

Computação Móvel: Redes sem Fio (WAN / LAN)

Computação Móvel: Redes sem Fio (WAN / LAN) Computação Móvel: Redes sem Fio (WAN / LAN) Mauro Nacif Rocha DPI/UFV 1 Os Primórdios Final da década de 80 e década de 90 2 1 Wide Area Mobile Data Services ARDIS EMBARC MobileComm Nextel RadioMail RAM

Leia mais

INF-111 Redes Sem Fio Aula 06 Tecnologias para WMAN Prof. João Henrique Kleinschmidt

INF-111 Redes Sem Fio Aula 06 Tecnologias para WMAN Prof. João Henrique Kleinschmidt INF-111 Redes Sem Fio Aula 06 Tecnologias para WMAN Prof. João Henrique Kleinschmidt Santo André, outubro de 2014 Roteiro Sistemas de Telefonia Celular Evolução dos Sistemas Celulares WMAN WiMAX Arquitetura

Leia mais

CDMA, 3G e Aplicações. Luiz Gustavo Nogara nogara@inf.puc-rio.br

CDMA, 3G e Aplicações. Luiz Gustavo Nogara nogara@inf.puc-rio.br CDMA, 3G e Aplicações Luiz Gustavo Nogara nogara@inf.puc-rio.br Tópicos da apresentação História CDMA Padrões 3G Aplicações História Conceito básico: reuso de frequência 1969 Primeiro sistema celular com

Leia mais

Futuro das comunicações ópticas e. sistemas de mobilidade

Futuro das comunicações ópticas e. sistemas de mobilidade Futuro das comunicações ópticas e a convergência com sistemas de mobilidade Convivência de Redes Móveis com as Fixas FORA E DENTRO DA CASA DENTRO DA CASA Mercado de Tablet deverá explodir nos próximos

Leia mais

19/07/2013. Camadas. Camadas de Enlace e Física. Camadas de Enlace e Física. Topologias de Rede NOÇÕES DE REDE: CAMADAS DE ENLACE E FÍSICA

19/07/2013. Camadas. Camadas de Enlace e Física. Camadas de Enlace e Física. Topologias de Rede NOÇÕES DE REDE: CAMADAS DE ENLACE E FÍSICA 2 Camadas NOÇÕES DE REDE: CAMADAS DE ENLACE E FÍSICA Introdução à Microinformática Prof. João Paulo Lima Universidade Federal Rural de Pernambuco Departamento de Estatística e Informática Aplicação Transporte

Leia mais

Banda Larga no Brasil: o papel da banda 2.5GHz na ampliação dos serviços e da competição

Banda Larga no Brasil: o papel da banda 2.5GHz na ampliação dos serviços e da competição Brasília, 28 de Maio, 2009 Comissão de Ciência e Tecnologia Banda Larga no Brasil: o papel da banda 2.5GHz na ampliação dos serviços e da competição Ricardo Tavares, Vice-Presidente Sênior, Políticas Públicas,

Leia mais

2006 3G CDMA Latin America Regional Conference Benefícios do CDMA2000 e business case sobre 3G no Mercado latino-americano

2006 3G CDMA Latin America Regional Conference Benefícios do CDMA2000 e business case sobre 3G no Mercado latino-americano 2006 3G CDMA Latin America Regional Conference Benefícios do CDMA2000 e business case sobre 3G no Mercado latino-americano Roger Solé Diretor de Segmento Premium São Paulo, 24 de Maio de 2006 VIVO Números

Leia mais

Redes sem Fio 2016.1. WMANs (IEEE 802.16) Wi-MAX. Ricardo Kléber. Ricardo Kléber

Redes sem Fio 2016.1. WMANs (IEEE 802.16) Wi-MAX. Ricardo Kléber. Ricardo Kléber Redes sem Fio 2016.1 WMANs (IEEE 802.16) Wi-MAX Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Turma: TEC.SIS.5M Redes sem Fio Onde Estamos? Sistemas de comunicação wireless Redes locais wireless

Leia mais

NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO

NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO Profª. Kelly Hannel Novas tecnologias de informação 2 HDTV WiMAX Wi-Fi GPS 3G VoIP Bluetooth 1 HDTV 3 High-definition television (também conhecido por sua abreviação HDTV):

Leia mais

CDMA450. Planos de Negócio e Oportunidades para o Uso do 450 MHz no Brasil. FRANCISCO GIACOMINI SOARES Diretor Sênior de Relações Governamentais

CDMA450. Planos de Negócio e Oportunidades para o Uso do 450 MHz no Brasil. FRANCISCO GIACOMINI SOARES Diretor Sênior de Relações Governamentais CDMA450 Planos de Negócio e Oportunidades para o Uso do 450 MHz no Brasil FRANCISCO GIACOMINI SOARES Diretor Sênior de Relações Governamentais São Paulo, 31 de Maio de 2011. Roteiro Faixa de 450 MHz Tecnologias

Leia mais

Evolução em 3G Levando CDMA2000 para a Próxima Década

Evolução em 3G Levando CDMA2000 para a Próxima Década Levando CDMA2000 para a Próxima Década Outubro de 2005 Elaborado por: Michael W. Thelander Signals Research Group, LLC Documento escrito para o CDMA Development Group A Signals Research Group, LLC (SRG)

Leia mais

HSPA+: Evolução do Release 7 Para Banda Larga Móvel

HSPA+: Evolução do Release 7 Para Banda Larga Móvel HSPA+: Evolução do Release 7 Para Banda Larga Móvel As operadoras UMTS estão lançando rapidamente o High Speed Packet Access (HSPA) para capitalizar a capacidade de banda larga móvel e a alta capacidade

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS Trabalho Individual Área / UFCD

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS Trabalho Individual Área / UFCD 1 de 9 Desde o nascimento do telemóvel e o seu primeiro modelo vários se seguiram e as transformações tecnológicas que estes sofreram ditaram o nascimento de várias gerações. O Motorola DynaTac 8000X é

Leia mais

Computação Móvel: Sistemas de Telefonia Móvel

Computação Móvel: Sistemas de Telefonia Móvel Computação Móvel: Sistemas de Telefonia Móvel Mauro Nacif Rocha DPI/UFV 1 Conceitos Básicos Sistema móvel celular (SMC) Estrutura em célula. Célula é uma área geográfica coberta por um transmissor de baixa

Leia mais

Book de Aparelhos PJ Out/2015 DPG-PJ

Book de Aparelhos PJ Out/2015 DPG-PJ Book de Aparelhos PJ Out/2015 DPG-PJ Smartphone 2 Book de Aparelhos PJ Smartphone Entry Alcatel Pixi 3 3,5" (4009) GSM/GPRS/EDGE Quadri Band (850/900/1800/1900 M Hz) WCDM A/HSPA Tri Band (850/1900/2100

Leia mais

Capa. Redes de Acesso à Internet Móvel. Perspectiva dos operadores móveis

Capa. Redes de Acesso à Internet Móvel. Perspectiva dos operadores móveis Capa Redes de Acesso à Internet Móvel Perspectiva dos operadores móveis Sonaecom Engenharia de Acesso Rádio Tecnologias Wireless Leiria, 3 de Maio de 2006 Sonaecom EAR / TW I David Antunes I 03/Maio/2006

Leia mais

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco.

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco. Roteiro de Estudo: Telefonia Celular - Tecnologias Básicas I O Portal Teleco passa a apresentar periodicamente Roteiros de Estudo sobre os principais temas das Telecomunicações. Os roteiros apresentam

Leia mais

INFORMAÇÃO ESTÍSTICA DOS SERVIÇOS MÓVEIS

INFORMAÇÃO ESTÍSTICA DOS SERVIÇOS MÓVEIS INFORMAÇÃO ESTÍSTICA DOS SERVIÇOS MÓVEIS Empresa: Responsáveis pelo preenchimento: Contactos dos responsáveis - Telf.: E-mail: ES ESTATÍSTICOS A. B. C. D. E. E'. F. G. ESTAÇÕES MÓVEIS E UTILIZADORES TRÁFEGO

Leia mais

Rádio WAP: Você já ouviu?

Rádio WAP: Você já ouviu? Rádio WAP: Você já ouviu? Este tutorial apresenta os conceitos e características da aplicação Rádio WAP, serviço que pode ser oferecido pelas operadoras de Telefonia Celular para seus assinantes. Ricardo

Leia mais

Telefonia Móvel: do Analógico ao 3G+

Telefonia Móvel: do Analógico ao 3G+ Telefonia Móvel: do Analógico ao 3G+ Guilherme Pimentel Diretor TIM Regional Sul 10 de Setembro de 2008 Tecnologia de celular, capaz de trafegar dados em alta velocidade É a banda larga móvel Videochamada,

Leia mais

LTE/LTE-A Long Term Evolution / Long Term Evolution Advanced

LTE/LTE-A Long Term Evolution / Long Term Evolution Advanced LTE/LTE-A Long Term Evolution / Long Term Evolution Advanced Hartur Barreto Brito - hbb@ecomp.poli.br Felipe Jorge Pereira - fjp@ecomp.poli.br 2014.2 1 Introdução O LTE (Long Term Evolution) é a nova geração

Leia mais

HSDPA: A Banda Larga do UMTS

HSDPA: A Banda Larga do UMTS HSDPA: A Banda Larga do UMTS Este tutorial apresenta os conceitos básicos do High Speed Downlink Packet Access (HSDPA), extensão do WCDMA para implementação de um enlace de descida banda larga no UMTS.

Leia mais

Introdução. Sistemas de Comunicação Wireless. Sumário. Visão Geral de Redes Móveis "#$%%% Percentual da população com telefone celular

Introdução. Sistemas de Comunicação Wireless. Sumário. Visão Geral de Redes Móveis #$%%% Percentual da população com telefone celular Sumário Sistemas de Comunicação Wireless! #$%%% & Visão Geral de Redes Móveis Introdução Percentual da população com telefone celular Brasil 19% 34% 2001 2005 Fonte: Global Mobile, Goldman Sachs, DiamondCluster

Leia mais

Book de Aparelhos PJ Setembro 2015 DPG-PJ

Book de Aparelhos PJ Setembro 2015 DPG-PJ Book de Aparelhos PJ Setembro 2015 DPG-PJ Book de Aparelhos - Smartphone Smartphones 2 Alcatel OT4009 (Pixi 3) Aparelhos ilares GSM/GPRS/EDGE Quadri Band (850(V)/900(VIII)/1800(III)/1900(II) MHz) e WCDMA/HSPA

Leia mais

The Battle for the Home. Jesper Rhode Andersen Ericsson - Brasil

The Battle for the Home. Jesper Rhode Andersen Ericsson - Brasil The Battle for the Home Jesper Rhode Andersen Ericsson - Brasil 1 The Interconnected World Telecom Industry Broadband Services Wi-Fi (Home, Public, Enterprise) Wireless Internet The Interconnected World

Leia mais

Resumo do Barômetro Cisco Banda Larga Brasil 2005-2010

Resumo do Barômetro Cisco Banda Larga Brasil 2005-2010 Copyright 2008 IDC. Reproduction is forbidden unless authorized. All rights reserved. Resumo do Barômetro Cisco Banda Larga Brasil 2005-2010 Resultados de Dezembro/2008 Preparado para Meta de Banda Larga

Leia mais

Capa. Redes de Acesso à Internet Móvel. Perspectiva dos operadores FWA

Capa. Redes de Acesso à Internet Móvel. Perspectiva dos operadores FWA Capa Redes de Acesso à Internet Móvel Perspectiva dos operadores FWA Sonaecom Engenharia de Acesso Rádio Tecnologias Wireless Leiria, 3 de Maio de 2006 Sonaecom EAR / TW I David Antunes I 03/Maio/2006

Leia mais

Aplicações para as Bandas de 2,5 e 3,5 GHz: um novo cenário para as telecomunicações

Aplicações para as Bandas de 2,5 e 3,5 GHz: um novo cenário para as telecomunicações Aplicações para as Bandas de 2,5 e 3,5 GHz: um novo cenário para as telecomunicações Francisco Giacomini Soares Diretor Sênior de Relações Governamentais da Qualcomm 1 Disclaimer Nothing in this presentation

Leia mais

UM PASSEIO PELA NAB 2011. Geraldo Cesar de Oliveira Star One

UM PASSEIO PELA NAB 2011. Geraldo Cesar de Oliveira Star One UM PASSEIO PELA NAB 2011 Geraldo Cesar de Oliveira Star One NAB 2011 em Números Mais de 1500 Expositores 151 países representados 92.708 visitantes cadastrados 25.601 visitantes internacionais Brasil uma

Leia mais

4G no Brasil: Demanda dos Usuários e Exemplos de Aplicações. Alexandre Jann FIESP. Marketing & Strategy General Manager NEC Latin America

4G no Brasil: Demanda dos Usuários e Exemplos de Aplicações. Alexandre Jann FIESP. Marketing & Strategy General Manager NEC Latin America 5º Encontro de Telecomunicações Respeito ao Consumidor 4G no Brasil: FIESP Demanda dos Usuários e Exemplos de Aplicações Alexandre Jann Marketing & Strategy General Manager NEC Latin America Tópicos Perfil

Leia mais

Book de Aparelhos PJ Maio 2015_ DPG-PJ

Book de Aparelhos PJ Maio 2015_ DPG-PJ Book de Aparelhos PJ Maio 2015_ DPG-PJ Smartlites e Smartphones 2 LG L30 (D125) Aparelhos ilares GSM GPRS EDGE (850/900/1800/1900 MHZ) WCDMA HSDPA 14.4Mbps / HSUPA 5.76Mbps (850/2100 MHZ) Tela 3,2" Sistema

Leia mais

NTT Docomo, KDDI, Softbank. MAC 0463/5743 Computação Móvel Marcelo de Rezende Martins

NTT Docomo, KDDI, Softbank. MAC 0463/5743 Computação Móvel Marcelo de Rezende Martins NTT Docomo, KDDI, Softbank MAC 0463/5743 Computação Móvel Marcelo de Rezende Martins Introdução Japão é líder em tecnologia móvel de telefone; Aproximadamente 85% da população possue celular; 40% dos investimentos

Leia mais

INFORMAÇÃO ESTÍSTICA DOS SERVIÇOS MÓVEIS

INFORMAÇÃO ESTÍSTICA DOS SERVIÇOS MÓVEIS INFORMAÇÃO ESTÍSTICA DOS SERVIÇOS MÓVEIS Empresa: Responsáveis pelo preenchimento: Contactos dos responsáveis - Telf.: E-mail: ES ESTATÍSTICOS A. B. C. D. E. E'. ESTAÇÕES MÓVEIS E UTILIZADORES TRÁFEGO

Leia mais

Principais Introduções Tecnológicas Vodafone Portugal

Principais Introduções Tecnológicas Vodafone Portugal Principais Introduções Tecnológicas Vodafone Portugal A Vodafone tem estado sempre na linha da frente da introdução de novas tecnologias e desenvolvimento de serviços de dados móveis. Foi pioneira em Portugal

Leia mais

Barômetro Cisco de Banda Larga Brasil 2005-2010

Barômetro Cisco de Banda Larga Brasil 2005-2010 Barômetro Cisco de Banda Larga Brasil 2005-2010 Resultados de Junho/2008 Preparado para Meta de Banda Larga em 2010 no Brasil: 15 milhões de conexões Mauro Peres, Country Manager IDC Brasil Copyright 2008

Leia mais

Roteiro I Redes WiMAX. WiMAX, de onde deriva a tecnologia e perspectivas de evolução. Taxas de transferência, características quanto a mobilidade.

Roteiro I Redes WiMAX. WiMAX, de onde deriva a tecnologia e perspectivas de evolução. Taxas de transferência, características quanto a mobilidade. Curso: Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores Disciplina: Redes I Professor: Marco Câmara Aluno: Guilherme Machado Ribeiro Turma: 12 matutino Roteiro I Redes WiMAX 1-Histórico WiMAX, de

Leia mais

1. Introdução 1.1 Os sistemas de 4 a geração Quando falamos em redes de quarta geração (4G), dois nomes vem imediatamente à nossa cabeça: LTE (Long

1. Introdução 1.1 Os sistemas de 4 a geração Quando falamos em redes de quarta geração (4G), dois nomes vem imediatamente à nossa cabeça: LTE (Long 16 1. Introdução 1.1 Os sistemas de 4 a geração Quando falamos em redes de quarta geração (4G), dois nomes vem imediatamente à nossa cabeça: LTE (Long Term Evolution) e WiMAX [11]. A tecnologia LTE é um

Leia mais

Novas Tecnologias para aplicações RF. Alexsander Loula Gerente de Eng. de Aplicações

Novas Tecnologias para aplicações RF. Alexsander Loula Gerente de Eng. de Aplicações Novas Tecnologias para aplicações RF Alexsander Loula Gerente de Eng. de Aplicações Agenda Espectro de frequência As últimas tecnologias de rádio Algumas coisas para ficar de olho 2 ESPECTRO DE FREQUÊNCIA

Leia mais

Conexão Sem Fio Guia do Usuário

Conexão Sem Fio Guia do Usuário Conexão Sem Fio Guia do Usuário Copyright 2007 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Windows é uma marca registrada da Microsoft Corporation nos Estados Unidos. Bluetooth é marca comercial dos respectivos

Leia mais

Soluções Móveis Corporativas Divisão de Soluções Corporativas

Soluções Móveis Corporativas Divisão de Soluções Corporativas Soluções Móveis Corporativas Divisão de Diretoria de Planejamento e Gestão Data: 09/10/2015 As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso público. Propriedade da Vivo. Agenda Institucional

Leia mais

HSDPA: Transmissão de Dados em Telefonia Móvel

HSDPA: Transmissão de Dados em Telefonia Móvel HSDPA: Transmissão de Dados em Telefonia Móvel O conteúdo deste tutorial foi obtido do artigo de autoria do Anderson Clayton de Oliveira para a etapa de classificação do II Concurso Teleco de Trabalhos

Leia mais

Painel Telesíntese: Investimentos em 4G, refarming de frequência e telefonia rural

Painel Telesíntese: Investimentos em 4G, refarming de frequência e telefonia rural Painel Telesíntese: Investimentos em 4G, refarming de frequência e telefonia rural Soluções para a evolução rentável da banda larga móvel. Smart for Transformation José Augusto de Oliveira Neto CTO LATAM

Leia mais

2. Tecnologia LTE (Long Term Evolution)

2. Tecnologia LTE (Long Term Evolution) 23 2. Tecnologia LTE (Long Term Evolution) O LTE (Long Term Evolution) surge como uma evolução das redes 2G (GSM) e 3G (UMTS) existentes. Espera-se que o LTE seja capaz de absorver, eficientemente o crescente

Leia mais

Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA?

Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA? Tecnologia 40 Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA? DSL Cabo Fibra Móvel Móvel WiFi em movimento Convergência TERMINAL é poder MULTI- se comunicar ÓTIMO MÍDIA independente de local, dispositivo de acesso

Leia mais

PARTE 1 TELEFONIA CELULAR AULA 2 INTRODUÇAO. Sistemas de Telecomunicações II Prof. Flávio Ávila

PARTE 1 TELEFONIA CELULAR AULA 2 INTRODUÇAO. Sistemas de Telecomunicações II Prof. Flávio Ávila PARTE 1 TELEFONIA CELULAR AULA 2 INTRODUÇAO Sistemas de Telecomunicações II Prof. Flávio Ávila Comunicações móveis 2 Definição antiga: dispositivo móvel Definição atual: alta velocidade Exemplos Pager

Leia mais

Internet 3G - VIVO ZAP

Internet 3G - VIVO ZAP O Vivo Zap 3G é a banda larga da Vivo que você acessa no seu computador ou notebook usando o mesmo modem. E você também pode contratar o Vivo Zap 3G para acessar a internet pelo seu smartphone. VANTAGENS

Leia mais

TIM faz teste inédito no Brasil de conexão móvel de alta velocidade na Futurecom

TIM faz teste inédito no Brasil de conexão móvel de alta velocidade na Futurecom TIM faz teste inédito no Brasil de conexão móvel de alta velocidade na Futurecom Demonstração é a primeira de uma rede LTE Advanced agregando três faixas de frequências distintas (2600 MHz, 1800 MHz e

Leia mais

PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: TELE 3 MOURA LACERDA

PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: TELE 3 MOURA LACERDA PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: TELE 3 MOURA LACERDA Telefonia Móvel 4G A tecnologia da quarta geração de telefonia móvel, ou 4G, designa uma tecnologia que oferece altíssimas velocidades de conexão com a

Leia mais

Tecnologia de redes celular GSM X CDMA

Tecnologia de redes celular GSM X CDMA Tecnologia de redes celular GSM X CDMA GSM (Global Standard Mobile) GSM (Global Standard Mobile) Também baseado na divisão de tempo do TDMA, o GSM foi adotado como único sistema europeu em 1992, e se espalhou

Leia mais

Redes de Computadores e a Internet

Redes de Computadores e a Internet Redes de Computadores e a Internet Magnos Martinello Universidade Federal do Espírito Santo - UFES Departamento de Informática - DI Laboratório de Pesquisas em Redes Multimidia - LPRM 2010 Introdução Redes

Leia mais

Capítulo 2 Sistemas Rádio Móveis

Capítulo 2 Sistemas Rádio Móveis Capítulo 2 Sistemas Rádio Móveis 2.1. Histórico e Evolução dos Sistemas Sem Fio A comunicação rádio móvel teve início no final do século XIX [2], quando o cientista alemão H. G. Hertz demonstrou que as

Leia mais

Redes de Dados e Comunicações. Prof.: Fernando Ascani

Redes de Dados e Comunicações. Prof.: Fernando Ascani Redes de Dados e Comunicações Prof.: Fernando Ascani Redes Wireless / Wi-Fi / IEEE 802.11 Em uma rede wireless, os adaptadores de rede em cada computador convertem os dados digitais para sinais de rádio,

Leia mais

Abinee Tec Tendências Tecnológicas em Telecom

Abinee Tec Tendências Tecnológicas em Telecom Abinee Tec Tendências Tecnológicas em Telecom São Paulo, 08 de Outubro, 2003 Fiore Mangone Ger. Produto & Desenv. de Negócios Nokia Brasil +55-11-5508-0458 +55-11-9105-5388 Fiore.Mangone@nokia.com Visão

Leia mais

2006 3G CDMA Latin America Regional Conference Como se diferenciar através do 3G, atrair usuários e aumentar as receitas

2006 3G CDMA Latin America Regional Conference Como se diferenciar através do 3G, atrair usuários e aumentar as receitas 2006 3G CDMA Latin America Regional Conference Como se diferenciar através do 3G, atrair usuários e aumentar as receitas Alexandre Fernandes Diretor de Produtos e Serviços São Paulo, 24 de Maio de 2006

Leia mais

Portfólio Celulares Outubro, Novembro e Dezembro de 2015

Portfólio Celulares Outubro, Novembro e Dezembro de 2015 Portfólio Celulares Outubro, Novembro e Dezembro de 2015 em 24x de R$ 127,00 Bônus de desconto: em 24x de R$ 15,00 ATENÇÃO! Deverá ter pacote de dados de no mínimo de 300MB GSM GPRS/EDGE (850/900/1800/1900MHZ)

Leia mais

A MASSIFICAÇÃO DA BANDA LARGA MÓVEL OS PRÓXIMOS PASSOS

A MASSIFICAÇÃO DA BANDA LARGA MÓVEL OS PRÓXIMOS PASSOS A MASSIFICAÇÃO DA BANDA LARGA MÓVEL OS PRÓXIMOS PASSOS Maximiliano Martinhão Brasília, 04 de janeiro de 2013 Dados socioeconômicos Banda Larga Anatel: Mais de 47 % dos acessos fixos ativados desde DEZ/2010

Leia mais

Balanço Huawei 3T12. Preparado pela. www.huawei.com HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTDA

Balanço Huawei 3T12. Preparado pela. www.huawei.com HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTDA Balanço Huawei da Banda Larga 3T12 www.huawei.com Preparado pela HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTDA Sumário Introdução Banda Larga Fixa Banda Larga Móvel Considerações Finais 2 Objetivo e metodologia Acompanhar

Leia mais

BANDA LARGA PARA SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA: DESAFIOS E OPORTUNIDADES

BANDA LARGA PARA SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA: DESAFIOS E OPORTUNIDADES SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO DIRETORIA DE TELEMÁTICA Polícia Militar do Estado de São Paulo Diretoria de Telemática Centro de Processamento

Leia mais

Barômetro Cisco de Banda Larga Brasil 2005-2010

Barômetro Cisco de Banda Larga Brasil 2005-2010 Barômetro Cisco de Banda Larga Brasil 2005-2010 Resultados de Setembro/2007 Preparado para Meta de Banda Larga em 2010 no Brasil: 10 milhões de conexões Mauro Peres, Research Director IDC Brasil Copyright

Leia mais

Fabio Golmia - CEO EnterPlay 11 8139-1100 11 7806-3061 ID 7*22748 fabiogolmia@enterplay.com.br www.enterplay.com.br. Apresentação da Empresa

Fabio Golmia - CEO EnterPlay 11 8139-1100 11 7806-3061 ID 7*22748 fabiogolmia@enterplay.com.br www.enterplay.com.br. Apresentação da Empresa Fabio Golmia - CEO EnterPlay 11 8139-1100 11 7806-3061 ID 7*22748 fabiogolmia@enterplay.com.br www.enterplay.com.br Apresentação da Empresa Estrutura desta Apresentação Tema: Posicionamento da EnterPlay

Leia mais

Prof. Juliano Heinzelmann Reinert

Prof. Juliano Heinzelmann Reinert Prof. Juliano Heinzelmann Reinert 1 Juliano Heinzelmann Reinert, M.Sc., MBA, COBIT, CCTT. Professor (pós-graduação em governança e GP), Instrutor/consultor pela BEWARE (sul), Sócio-diretor de empresa PROJECT

Leia mais

Balanço Huawei da Banda Larga 1T12

Balanço Huawei da Banda Larga 1T12 Balanço Huawei da Banda Larga 1T12 www.huawei.com Preparado pela HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTDA Sumário Introdução Banda Larga Fixa Banda Larga Móvel Especial 4G 2 Objetivo e metodologia Acompanhar o crescimento

Leia mais

Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo

Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo Economia Móvel América Latina 2013 A GSMA representa os interesses da indústria mundial de comunicações móveis. Presente em mais de 220 países, a GSMA

Leia mais

Book de Aparelhos PJ Nov/2015 DPG-PJ

Book de Aparelhos PJ Nov/2015 DPG-PJ Book de Aparelhos PJ Nov/2015 DPG-PJ Smartphone 2 Book de Aparelhos PJ Smartphone Entry Alcatel Pixi 3 3,5" (4009) GSM/GPRS/EDGE Quadri Band (850/900/1800/1900 M Hz) WCDM A/HSPA Tri Band (850/1900/2100

Leia mais

Mobile Alliance Against Child Sexual Abuse Content. Dividendo Digital para Prestadoras de Serviços Móveis: Banda Larga para Todos

Mobile Alliance Against Child Sexual Abuse Content. Dividendo Digital para Prestadoras de Serviços Móveis: Banda Larga para Todos Mobile Alliance Against Child Sexual Abuse Content Dividendo Digital para Prestadoras de Serviços Móveis: Banda Larga para Todos 2 3 GSMA Introdução A Banda larga Móvel A telefonia móvel tem causado um

Leia mais

O Futuro da Telefonia Celular no Brasil

O Futuro da Telefonia Celular no Brasil O Futuro da Telefonia Celular no Brasil Visão das Operadoras VIVO Paulo César Teixeira Vice-Presidente Executivo de Operações Índice MERCADO 3G FATORES CRÍTICOS PARA UNIVERSALIZAÇÃO DO 3G NO BRASIL A VIVO

Leia mais

Portfólio Celulares Agosto, setembro e outubro de 2015

Portfólio Celulares Agosto, setembro e outubro de 2015 Portfólio Celulares Agosto, setembro e outubro de 2015 em 24x de R$ 140,00 Bônus de desconto: em 24x de R$ 15,00 ATENÇÃO! Deverá ter pacote de dados de no mínimo de 300MB GSM GPRS/EDGE (850/900/1800/1900MHZ)

Leia mais

Dr.-Eng. Aristides C. F. Safeca Secretário de Estado para astelecomunicações Email: arisafeca@aol.com arisafeca@mtti.gov.com

Dr.-Eng. Aristides C. F. Safeca Secretário de Estado para astelecomunicações Email: arisafeca@aol.com arisafeca@mtti.gov.com Dr.-Eng. Aristides C. F. Safeca Secretário de Estado para astelecomunicações Email: arisafeca@aol.com arisafeca@mtti.gov.com Eng. Técnico em tecnologia da electrotécnica, 1985 Licenciado em automatização

Leia mais

UMTS. www.teleco.com.br 1

UMTS. www.teleco.com.br 1 UMTS Este tutorial apresenta os conceitos básicos do Universal Mobile Telecommunications System (UMTS) padrão de 3ª Geração de sistemas celulares para evolução de redes GSM. Autor: Eduardo Tude Engenheiro

Leia mais

Portfólio Celulares Agosto, setembro e outubro de 2015

Portfólio Celulares Agosto, setembro e outubro de 2015 Portfólio Celulares Agosto, setembro e outubro de 2015 em 24x de R$ 150,00 Bônus de desconto: em 24x de R$ 15,00 ATENÇÃO! Deverá ter pacote de dados de no mínimo de 300MB GSM GPRS/EDGE (850/900/1800/1900MHZ)

Leia mais

IEEE 802.16 - WiMAX. Ewaldo Luiz de Mattos Mehl Universidade Federal do Paraná Departamento de Engenharia Elétrica mehl@eletrica.ufpr.

IEEE 802.16 - WiMAX. Ewaldo Luiz de Mattos Mehl Universidade Federal do Paraná Departamento de Engenharia Elétrica mehl@eletrica.ufpr. IEEE 802.16 - WiMAX Ewaldo Luiz de Mattos Mehl Universidade Federal do Paraná Departamento de Engenharia Elétrica mehl@eletrica.ufpr.br WiMax - Worldwide Interoperability for Microwave Access WiMAX Forum:

Leia mais

WWAN DE BANDA LARGA: VANTAGENS PARA O PROFISSIONAL MÓVEL

WWAN DE BANDA LARGA: VANTAGENS PARA O PROFISSIONAL MÓVEL ARTIGO WWAN DE BANDA LARGA WWAN DE BANDA LARGA: VANTAGENS PARA O PROFISSIONAL MÓVEL Cada vez mais, a conectividade imediata de alta-velocidade é essencial para o sucesso dos negócios bem como para a eficiência

Leia mais

GTER 25. Experiências e Tendências de Interoperabilidade em WiMAX. Rubens Kühl Jr. rubens.kuhl@neovia.com.br, rubensk@gmail.com

GTER 25. Experiências e Tendências de Interoperabilidade em WiMAX. Rubens Kühl Jr. rubens.kuhl@neovia.com.br, rubensk@gmail.com GTER 25 Experiências e Tendências de Interoperabilidade em WiMAX Rubens Kühl Jr. rubens.kuhl@neovia.com.br, rubensk@gmail.com Pioneira na tecnologia WiMAX, tecnologia estado da arte para transmissão de

Leia mais

Balanço Huawei da Banda Larga Fevereiro/2013

Balanço Huawei da Banda Larga Fevereiro/2013 Balanço Huawei da Banda Larga Fevereiro/2013 www.huawei.com Preparado pela HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTDA Sumário Introdução Banda Larga Móvel no mundo no Brasil Banda Larga Fixa no mundo no Brasil Tendências

Leia mais

Aplicação de dados para TETRA Rio de Janeiro Nov 2009 - Thierry de Matos Reis -

Aplicação de dados para TETRA Rio de Janeiro Nov 2009 - Thierry de Matos Reis - Aplicação de dados para TETRA Rio de Janeiro Nov 2009 - Thierry de Matos Reis - 09.11.2009 Conteúdo As necessidades de aplicações de dados Missão crítica vs. comercial Serviços de dados Exemplos de aplicações

Leia mais

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito - WPAN: Bluetooth www.labcisco.com.br ::: shbbrito@labcisco.com.br Prof. Samuel Henrique Bucke Brito Bluetooth (IEEE 802.15.1) O Bluetooth é o nome comercial que faz referência ao Padrão IEEE 802.15.1

Leia mais

Capítulo 6 Redes sem fio e redes móveis

Capítulo 6 Redes sem fio e redes móveis Capítulo 6 Redes sem fio e redes móveis Todo o material copyright 1996-2009 J. F Kurose e K. W. Ross, Todos os direitos reservados slide 1 2010 2010 Pearson Prentice Hall. Hall. Todos Todos os os direitos

Leia mais

Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0

Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 Brasil Junho de 2013 Preparado para Copyright IDC. Reproduction is forbidden unless authorized. All rights reserved. Agenda Introdução Descrição do projeto Resultados

Leia mais

Guia das Cidades Digitais

Guia das Cidades Digitais Guia Técnico Inatel Guia das Cidades Digitais Módulo 2: Tecnologia WiMAX INATEL Competence Center treinamento@inatel.br Tel: (35) 3471-9330 Neste segundo módulo, abordaremos a tecnologia WiMAX, que faz

Leia mais

Oportunidades e Desafios Banda Larga Móvel no Brasil

Oportunidades e Desafios Banda Larga Móvel no Brasil Oportunidades e Desafios Banda Larga Móvel no Brasil Mobile Broadband Outlook for the Americas, Rio de Janeiro, 26 April 200 # OPORTUNIDADES O Perfil de uso do Brasileiro... Tempo Tempo médio médio de

Leia mais

Telecomunicações. Prof. André Y. Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br

Telecomunicações. Prof. André Y. Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br Telecomunicações Prof. André Y. Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br Rede de Telefonia Fixa Telefonia pode ser considerada a área do conhecimento que trata da transmissão de voz através de uma rede de telecomunicações.

Leia mais

4G / WIFI Abordagens para melhor acesso à internet no campus

4G / WIFI Abordagens para melhor acesso à internet no campus 4G / WIFI Abordagens para melhor acesso à internet no campus EMBRATEL É PARTE DA AMÉRICA MÓVIL INSTITUCIONAL UM DOS MAIORES GRUPOS EMPRESARIAIS DO MUNDO E LÍDER NA OFERTA DE SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES

Leia mais

Assunto: Resposta à Consulta Publica sobre Acesso de Banda Larga Via Rádio

Assunto: Resposta à Consulta Publica sobre Acesso de Banda Larga Via Rádio ICP Autoridade Nacional de Comunicações Avenida José Malhoa, 12 Lisboa Lisboa, 8 de Janeiro de 2007 Assunto: Resposta à Consulta Publica sobre Acesso de Banda Larga Via Rádio Exmos. Senhores, A Neuvex

Leia mais

Tecnologias de banda larga móvel, UMTS e WiMax

Tecnologias de banda larga móvel, UMTS e WiMax Tecnologias de banda larga móvel, UMTS e WiMax Alex Rodrigo de Oliveira - 06/30403 Danilo Gaby Andersen Trindade - 06/82039 Pedro Rogério Vieira Dias - 06/93472 29 de junho de 2009 1 Resumo É apresentado

Leia mais

A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx

A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx Glauco Pereira Gerente de Produto - GPON glauco@padtec.com.br Tel.: + 55 19 2104.9727 Cel.: + 55 19 8118.0776 padtec.com Soluções

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA TELEINFORMÁTICA E REDES DE COMPUTADORES DANIEL RICARDO FERREIRA NIKOLOFSKI

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA TELEINFORMÁTICA E REDES DE COMPUTADORES DANIEL RICARDO FERREIRA NIKOLOFSKI UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA TELEINFORMÁTICA E REDES DE COMPUTADORES DANIEL RICARDO FERREIRA NIKOLOFSKI A QUARTA GERAÇÃO DAS REDES SEM FIO: BENEFÍCIOS E EVOLUÇÃO

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA INTRODUÇÃO DE REDES DE COMUNICAÇÕES MÓVEIS TERRESTRES DE TERCEIRA E QUARTA GERAÇÃO (3G E 4G) EM CABO VERDE

CONSULTA PÚBLICA INTRODUÇÃO DE REDES DE COMUNICAÇÕES MÓVEIS TERRESTRES DE TERCEIRA E QUARTA GERAÇÃO (3G E 4G) EM CABO VERDE CONSULTA PÚBLICA INTRODUÇÃO DE REDES DE COMUNICAÇÕES MÓVEIS TERRESTRES DE TERCEIRA E QUARTA GERAÇÃO (3G E 4G) EM CABO VERDE Início: 16 de Dezembro 2009 Término: 26 de Janeiro de 2010 ÍNDICE 1.INTRODUÇÃO....2

Leia mais

Tecnologias de banda larga móvel, UMTS e WiMax

Tecnologias de banda larga móvel, UMTS e WiMax Tecnologias de banda larga móvel, UMTS e WiMax Alex Rodrigo de Oliveira - 06/30403 Danilo Gaby Andersen Trindade - 06/82039 Pedro Rogério Vieira Dias - 06/93472 28 de junho de 2009 Resumo Trabalho final

Leia mais

Case Study. Câmara Municipal de Águeda. Implementação de uma infra-estrutura de WiMAX

Case Study. Câmara Municipal de Águeda. Implementação de uma infra-estrutura de WiMAX Câmara Municipal de Águeda Implementação de uma infra-estrutura de WiMAX A Wavecom, empresa portuguesa de engenharia de comunicações, implementou com sucesso no Município de Águeda o primeiro projecto

Leia mais

Tendências para a próxima geração celular - 5G. Juliano J. Bazzo

Tendências para a próxima geração celular - 5G. Juliano J. Bazzo Tendências para a próxima geração celular - 5G Juliano J. Bazzo Agenda Motivação Roadmap: do 4G ao 5G Principais Tecnologias Tecnologia Nacional 4G/LTE Conclusão Evolução histórica Substituição de importações

Leia mais

Transparência e Internet, as Telecomunicações apoiando a Administração Pública Case Prefeitura de São Paulo

Transparência e Internet, as Telecomunicações apoiando a Administração Pública Case Prefeitura de São Paulo Transparência e Internet, as Telecomunicações apoiando a Administração Pública Case Prefeitura de São Paulo Data:17 de Julho de 2009 Índice 01 Evolução da Internet - História (comercialização dos Backbones)

Leia mais

Introdução. ISP: Internet Service Provider O provedor de acesso oferece serviço de acesso à internet, agregando a ele outros serviços como:

Introdução. ISP: Internet Service Provider O provedor de acesso oferece serviço de acesso à internet, agregando a ele outros serviços como: Introdução ISP: Internet Service Provider O provedor de acesso oferece serviço de acesso à internet, agregando a ele outros serviços como: Correio Eletrônico; Hospedagem de sites; Blogs; DNS; Voip. Introdução

Leia mais

Introdução. ISP Local

Introdução. ISP Local Introdução ISP: Internet Service Provider O provedor de acesso oferece serviço de acesso à internet, agregando a ele outros serviços como: Correio Eletrônico; Hospedagem de sites; Blogs; DNS; Voip. Introdução

Leia mais

3 A Tecnologia Wireless, Padrão WiMAX e a Licitação das Faixas de 3,5Ghz

3 A Tecnologia Wireless, Padrão WiMAX e a Licitação das Faixas de 3,5Ghz 3 A Tecnologia Wireless, Padrão WiMAX e a Licitação das Faixas de 3,5Ghz 3.1. Introdução A tecnologia wireless interliga dispositivos sem o uso de fios ou cabos para transmitir diversos tipos de informações

Leia mais

O novo serviço Giro oferece a você o máximo da Internet através da tecnologia móvel digital de terceira geração CDMA 2000 1xEV-DO:

O novo serviço Giro oferece a você o máximo da Internet através da tecnologia móvel digital de terceira geração CDMA 2000 1xEV-DO: Manual da fase de teste do Giro Beta Versão: 1.0 Data de publicação: Janeiro/2004 Descrição: Este manual irá ajudá-lo a responder dúvidas que você possa ter sobre a fase de teste do novo serviço Giro.

Leia mais

5 motivos pelos quais as empresas estão mudando suas WANs para Banda Larga

5 motivos pelos quais as empresas estão mudando suas WANs para Banda Larga 5 motivos pelos quais as empresas estão mudando suas WANs para Banda Larga Como os tempos mudaram e por quê está na hora de Evoluir a TI A WAN sempre teve como objetivo conectar usuários à aplicativos

Leia mais

Cidades Digitais. Desmistificando a Tecnologia. Bruno Soares Henriques. www.inatel.br

Cidades Digitais. Desmistificando a Tecnologia. Bruno Soares Henriques. www.inatel.br Cidades Digitais Desmistificando a Tecnologia INATEL Competence Center Av. João de Camargo, 510 Santa Rita do Sapucai MG Tel: (35) 3471 9330 Bruno Soares Henriques O que é Cidade Digital City Cloud, Digital

Leia mais