1- ASSUNTO: Curso de liturgia na Paróquia Santo Antônio

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1- ASSUNTO: Curso de liturgia na Paróquia Santo Antônio"

Transcrição

1

2 1- ASSUNTO: Curso de liturgia na Paróquia Santo Antônio 2- TEMA: Liturgia 3- OBJETIVO GERAL Assessorar as 12 comunidades pertencentes à Paróquia Santo Antônio, motivando-as a celebrar com fé o Mistério Sagrado através do rito litúrgico proposto pela Igreja Católica Apostólica Romana, em sintonia com as diretrizes propostas pela conferência episcopal do Brasil. 4- OBJETIVO ESPECÍFICO Olhar a realidade de cada comunidade, atendendo suas exigências. Formar especificamente os agentes das pastorais (liturgia, acolhida, música, ministros), tendo em vista que os leigos têm um papel importante na Igreja que é cooperar no anuncio da Boa Nova em sintonia com os sacerdotes. Na Igreja há diversidade de ministérios, mas unidade de missão. Cristo outorgou aos apóstolos e seus sucessores o poder de ensinar, santificar e governar em seu nome. Os leigos, também participantes das funções sacerdotal, profética e real de Cristo, cumprem seu papel na missão de todo o povo de Deus na Igreja e no mundo. Exercem um verdadeiro apostolado ao atuar em vista da evangelização e da santificação dos seres humanos... (Conc. Vat. II 917). 5- PUBLICO ALVO Coordenadores das pastorais de liturgia, acolhida, música, ministros e demais fiéis de todas as comunidades que fazem parte da Paróquia Santo Antônio. 6- INSCRIÇÕES

3 Serão enviadas a carta de convocação do pároco e a ficha de inscrição para os coordenadores das comunidades. A ficha deverá ser preenchida e enviada para a secretaria da Paróquia Santo Antônio. Durante a formação, os participantes assinarão o livro de presença. 7- LOCAL DA FORMAÇÃO Matriz Santo Antônio 8- INÍCIO DO CURSO DATA: 02 de outubro de 2010 HORÁRIO: 15h às 17h LOCAL: Matriz Santo Antônio 9- DURAÇÃO DO CURSO Aproximadamente um ano (outubro ). O curso acontecerá no 1º sábado de cada mês das 15h às 17h 10-ASSESSORES Min. Paulo Ricardo e Cl. Geovani Pereira. Contaremos também com a participação e a colaboração do Pároco Pe. Pedro Bortolini. 11-MATERIAIS A SEREM UTILIZADOS Slides, vídeos, Xerox.

4 12-TEMÁTICA 1º encontro: Fazer um levantamento da situação em que se encontra a liturgia de cada comunidade. Cada coordenador irá expor a situação em que se encontra a equipe de liturgia na sua comunidade e quais as expectativas do curso. O que é celebrar? História geral da liturgia e Conceito de liturgia. Liturgia é o memorial do Mistério Pascal de Cristo celebrado na Igreja. A cada rito celebrado fazemos memória do ressuscitado na vida de cada pessoa e da comunidade. 2º encontro: A equipe de liturgia e suas funções A equipe deve compreender que a liturgia é um serviço prestado a Deus e à comunidade, portanto deve trabalhar em harmonia e animar as celebrações. Roteiro para preparar uma celebração Primeiramente mostrar que a equipe de liturgia deve estar em sintonia com as demais pastorais para que o Mistério seja bem celebrado. Será proposto um roteiro para preparar uma celebração contendo os seguintes pontos: Tempo litúrgico, realidade da comunidade, mensagem da Palavra de Deus, ritos iniciais, liturgia da Palavra, liturgia Eucarística e ritos finais. Incentivar também o exercício da criatividade, tendo em vista que este deve estar de acordo com o tempo litúrgico celebrado.

5 3º encontro: Ano litúrgico e sua estrutura O Ano Litúrgico é um caminho pedagógico para compreendermos todo o mistério de Cristo revelado, que vai desde a encarnação e nascimento até a feliz expectativa da vinda do Senhor. Para isso é necessário compreendermos os cinco tempos litúrgicos e a importância destes na vida de fé. 4º encontro: A missa parte por parte I A missa é a ação de graças a Deus, na qual fazemos Memória da Ceia do Senhor, celebrando a sua Paixão, Morte e Ressurreição. É o centro de toda a vida cristã tanto para a Igreja universal e para a vida dos fiéis. 5º encontro: A missa parte por parte II Neste encontro será trabalhada a segunda parte da missa que é o rito eucarístico. 6º encontro: Liturgia e comunicação A comunicação acontece entre pessoas e grupos. A liturgia também é comunicação, porque há uma interação entre as pessoas e das pessoas

6 com Deus. Para isso devem-se levar em conta os gestos, símbolos, cores litúrgicas, posturas, o espaço celebrativo, etc. 7º encontro: Canto e música na liturgia À luz do documento 79 da CNBB sobre a música litúrgica no Brasil, iremos refletir sobre a música litúrgica, os problemas que nos desafiam e as orientações pastorais. 8º encontro: Ministérios litúrgicos A liturgia é uma ação ministerial. Há diversidade de ministérios que o Espírito Santo suscita na Igreja, tais como: Ordenados, instituídos, presidência da Palavra de Deus, batismo e assistência do matrimônio. 9º encontro: Espiritualidade litúrgica Partindo do pressuposto de que na tradição bíblica as celebrações têm algum papel na espiritualidade que é celebrar a memória de Jesus Cristo, entoar louvores a Deus e rezar pelo mundo. 10º encontro: Sacramentos Partir do conceito de sacramento como sinal visível de Deus na vida cristã e sua importância na vida de fé.

7 11º encontro: Os leigos e as leigas como discípulos e missionários de Jesus Cristo à luz do Documento de Aparecida. Partindo das orientações do Concílio Ecumênico Vaticano II e do Documento de Aparecida, refletiremos sobre o papel do laicato na vida da Igreja. 13- Algumas fontes a serem pesquisadas: Missal Romano Catecismo da Igreja Católica Documento Conciliar Sacrosanctum Concilium Documento da V Conferência de Aparecida Guia litúrgico pastoral da CNBB Liturgia: Sugestões para dinamizar as celebrações. Autor: José Carlos Pereira As introduções gerais dos livros litúrgicos Paulus Curso de liturgia. Autor: Pe. Joãozinho Liturgia em multirão Vol I e II Cotia, 28 de julho de 2010 Cl. Geovani Pereira Assessor Min. Paulo Ricardo Assessor

8 Pe. Pedro Bortolini Pároco

CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS ANDRÉA ALMEIDA DE GÓES ANDRÉ LUIZ DE GÓES NUNES VITOR NUNES ROSA

CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS ANDRÉA ALMEIDA DE GÓES ANDRÉ LUIZ DE GÓES NUNES VITOR NUNES ROSA CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS ANDRÉA ALMEIDA DE GÓES ANDRÉ LUIZ DE GÓES NUNES VITOR NUNES ROSA 1 2 ORIENTAÇÕES PARA A CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS DOCUMENTO DA CNBB - 52 3 SENTIDO LITÚRGICO DA CELEBRAÇÃO

Leia mais

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO Copyright 2005 - Libreria Editrice Vaticana «Motu Proprio» Introdução PRIMEIRA PARTE - A PROFISSÃO DA FÉ Primeira Secção: «Eu

Leia mais

Coleção Chamados à Vida Chamados À Vida, Chamados À Vida Em Jesus Cristo,

Coleção Chamados à Vida Chamados À Vida, Chamados À Vida Em Jesus Cristo, Coleção Chamados à Vida Em preparação à Eucaristia 1ª Etapa: Chamados à vida 2ª Etapa: Chamados à vida em Jesus Cristo 3ª Etapa: Chamados à vida em Comunidade. 4ª Etapa: Chamados à vida para amar e servir.

Leia mais

Missa: celebração do mistério pascal de Jesus

Missa: celebração do mistério pascal de Jesus Missa: celebração do mistério pascal de Jesus Coleção LITURGIA E TEOLOGIA Como estudar liturgia, Ione Buyst Orientações para ministros extraordinários da comunhão, Valter M. Goedert A celebração litúrgica

Leia mais

Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20.

Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20. Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20. Objetivo do encontro: Despertar amor a Eucaristia e a participação da santa missa, onde o sacramento é oferecido. Texto: Ë o sacramento pelo qual participamos,

Leia mais

Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro I Semana de Liturgia 21 a 25 de setembro de 2015. Sacrosanctum Concilium 50 anos depois. Por uma participação ativa, consciente e plena. Abertura Solo: Abrirei

Leia mais

1.1 Recuperar a comunidade (Base do Antigo Israel); 1.2 A nova experiência de Deus: o Abbá (Oração e escuta comunitária da Palavra);

1.1 Recuperar a comunidade (Base do Antigo Israel); 1.2 A nova experiência de Deus: o Abbá (Oração e escuta comunitária da Palavra); Uma nova paróquia Introdução DA: Conversão Pastoral Escolha de outro caminho; Transformar a estrutura paroquial retorno a raiz evangélica; Jesus: modelo (vida e prática); Metodologia: Nele, com Ele e a

Leia mais

O ANO LITÚRGICO. Quando se inicia o Ano Litúrgico?

O ANO LITÚRGICO. Quando se inicia o Ano Litúrgico? O ANO LITÚRGICO Chama-se Ano Litúrgico o tempo em que a Igreja celebra todos os feitos salvíficos operados por Deus em Jesus Cristo. "Através do ciclo anual, a Igreja comemora o mistério de Cristo, desde

Leia mais

Crisma 2010/2011 Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma 10/02/2011. Crisma 2010/2011. Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma

Crisma 2010/2011 Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma 10/02/2011. Crisma 2010/2011. Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma Crisma 2010/2011 Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma O Ano litúrgico é o período de doze meses, divididos em tempos litúrgicos, onde se celebram como memorial, os mistérios de Cristo, assim como a memória

Leia mais

Conselho Arquidiocesano de Pastoral

Conselho Arquidiocesano de Pastoral Conselho Arquidiocesano de Pastoral Capítulo 1 Marco histórico-eclesial Marco Histórico-Eclesial (VER-JULGAR-AGIR) OS LEIGOS NA ÉPOCA DA CRISTANDADE... A presença e organização dos leigos buscou sempre

Leia mais

O Sacramento da Ordem - V Seg, 29 de Dezembro de :26 - Pe. Henrique Soares da Costa

O Sacramento da Ordem - V Seg, 29 de Dezembro de :26 - Pe. Henrique Soares da Costa Pe. Henrique Soares da Costa No artigo passado vimos em que sentido o sacramento da Ordem confere um modo especial de participar do único sacerdócio de Cristo. Veremos, agora como é celebrado este sacramento,

Leia mais

Os bispos, como pastores e guias espirituais das comunidades a nós encomendadas, somos chamados a fazer da Igreja uma casa e escola de comunhão.

Os bispos, como pastores e guias espirituais das comunidades a nós encomendadas, somos chamados a fazer da Igreja uma casa e escola de comunhão. Os bispos, como pastores e guias espirituais das comunidades a nós encomendadas, somos chamados a fazer da Igreja uma casa e escola de comunhão. Como animadores da comunhão, temos a missão de acolher,

Leia mais

MINISTÉRIOS DO POVO DE DEUS

MINISTÉRIOS DO POVO DE DEUS MINISTÉRIOS DO POVO DE DEUS Novas condições eclesiais A Igreja é como uma família, a filha da mãe Maria. A Igreja, de fato, não é uma instituição fechada em si mesma ou uma associação privada, uma ONG,

Leia mais

Diocese de Patos-PB CALENDÁRIO DAS ATIVIDADES 2017

Diocese de Patos-PB CALENDÁRIO DAS ATIVIDADES 2017 Diocese de Patos-PB CALENDÁRIO DAS ATIVIDADES 2017 OBJETIVO GERAL Evangelizar, tendo como modelo Jesus Cristo, rosto da misericórdia e missionário do Pai, na força do Espírito Santo, como Igreja discípula,

Leia mais

ESTATUTO DOS SERVIDORES DO ALTAR Santuário Nossa Senhora Aparecida São Bernardo do Campo SP. Diocese de Santo André SP.

ESTATUTO DOS SERVIDORES DO ALTAR Santuário Nossa Senhora Aparecida São Bernardo do Campo SP. Diocese de Santo André SP. 1 ESTATUTO DOS SERVIDORES DO ALTAR Santuário Nossa Senhora Aparecida São Bernardo do Campo SP. Diocese de Santo André SP. Pelo presente documento, a Paróquia Santuário Nossa Senhora Aparecida regula e

Leia mais

Igreja de Nova Viçosa

Igreja de Nova Viçosa Igreja de Nova Viçosa Viçosa / MG Projeto: Pe. Lauro Novembro de 2014 Estou feliz em poder ajudar nas obras. Espero mostrar um trabalho digno e que venha ter um fim perfeito no serviço ao mistério da Missa.

Leia mais

O BATISMO NÃO TEM FINALIDADE EM SI MESMO. (Proposição 38 do Sínodo)

O BATISMO NÃO TEM FINALIDADE EM SI MESMO. (Proposição 38 do Sínodo) I - OS SACRAMENTOS DE INICIAÇÃO CRISTÃ O que se realiza nos sacramentos da iniciação com o ser humano se dá pela graça de Deus Diante destas constatações podemos dizer que a teologia dos sacramentos de

Leia mais

FÉ EM JESUS CRISTO SEGUNDO BENTO XVI CELEBRADA ANUNCIADA NOVA EVANGELIZAÇÃO

FÉ EM JESUS CRISTO SEGUNDO BENTO XVI CELEBRADA ANUNCIADA NOVA EVANGELIZAÇÃO FÉ CELEBRADA FÉ EM JESUS CRISTO FÉ SEGUNDO BENTO XVI FÉ ANUNCIADA FÉ CELEBRADA NOVA EVANGELIZAÇÃO 1. O QUE É A CONSTITUIÇÃO SACROSANCTUM CONCILIUM? Constituição Conciliar sobre a Reforma Litúrgica. 1.

Leia mais

A Liturgia como comunicação do Amor de Deus

A Liturgia como comunicação do Amor de Deus A Liturgia como comunicação do Amor de Deus A Liturgia - O Que é a Liturgia - Quem se comunica pela Liturgia. Como comunicação do amor de Deus - Como se deu essa comunicação de Amor. - Como ela se realiza.

Leia mais

ITINERÁRIO CATEQUÉTICO. Iniciação à vida cristã: Um processo de inspiração catecumenal

ITINERÁRIO CATEQUÉTICO. Iniciação à vida cristã: Um processo de inspiração catecumenal ITINERÁRIO CATEQUÉTICO Iniciação à vida cristã: Um processo de inspiração catecumenal COMO É PROPOSTO O PROCESSO CATEQUÉTICO NO ITINERÁRIO? O Itinerário orienta a construção do processo catequético conforme

Leia mais

Calendário Janeiro. Fevereiro. São Paulo da Cruz - Calvário 20/02 qui 14h00 Equipe Regional de Comunicação Região Sé

Calendário Janeiro. Fevereiro. São Paulo da Cruz - Calvário 20/02 qui 14h00 Equipe Regional de Comunicação Região Sé Calendário 2014 Janeiro 01/01 qua Confraternização Universal 01/01 qua Solenidade da Santa Mãe de Deus 22 a 24 --- Triduo para a Festa de São Paulo Catedral da Sé 25/01 sáb 09h00 Celebração da Festa de

Leia mais

4.1 IDENTIFICAÇÃO DA ORIGEM DOS SACRAMENTOS Autoria de Luiz Tadeu Dias de Medeiros

4.1 IDENTIFICAÇÃO DA ORIGEM DOS SACRAMENTOS Autoria de Luiz Tadeu Dias de Medeiros 4.1 IDENTIFICAÇÃO DA ORIGEM DOS SACRAMENTOS Autoria de Luiz Tadeu Dias de Medeiros Ser CRISTÃO -> significa acreditar no Deus de Jesus Cristo; mas não é só acreditar -> é esforçar-se para vivenciar: a)

Leia mais

O Papa João Paulo II Magno afirma no número 34 da Ecclesia de

O Papa João Paulo II Magno afirma no número 34 da Ecclesia de Côn. Henrique Soares da Costa A Eucaristia faz a Igreja ser corpo de Cristo. Neste corpo, formado por muitos membros, nem todos fazem a mesma coisa, mas cada um tem sua função, seu dom, seu modo específico

Leia mais

A DINÂMICA DA EVANGELIZAÇÃO NA ARQUIDIOCESE DE BELO HORIZONTE

A DINÂMICA DA EVANGELIZAÇÃO NA ARQUIDIOCESE DE BELO HORIZONTE A DINÂMICA DA EVANGELIZAÇÃO NA ARQUIDIOCESE DE BELO HORIZONTE INTRODUÇÃOODUÇÃO Só uma Igreja missionária e evangelizadora experimenta a fecundidade e a alegria de quem realmente realiza sua vocação. Assumir

Leia mais

SUMÁRIO MISSAS DE NOSSA SENHORA - ANO C

SUMÁRIO MISSAS DE NOSSA SENHORA - ANO C Ano C Livro de Partituras Missas de Nossa Senhora São Sebastião E São josé Diocese de Oliveira SUMÁRIO MISSAS DE NOSSA SENHORA - ANO C IMACULADA CONCEIÇÃO DE MARIA PROCISSÃO DE ENTRADA - Imaculada, Maria

Leia mais

Diocese de Criciúma. Plano. Diocesano. de Pastoral

Diocese de Criciúma. Plano. Diocesano. de Pastoral Diocese de Criciúma Plano Diocesano de Pastoral 2012-2016 OBJETIVO GERAL Nós, povo de Deus da Diocese de Criciúma, animados pela Santíssima Trindade, queremos: Evangelizar vivendo em comunidade, como Igreja

Leia mais

O MISSAL ROMANO. Missale Romanum

O MISSAL ROMANO. Missale Romanum O MISSAL ROMANO A reforma da Liturgia latina, decidida pelo Concílio Vaticano II, encontra a sua expressão concreta nos livros litúrgicos ou rituais. Os livros são oficialmente publicados pela Congregação

Leia mais

Referindo-se ao Sacramento da Eucaristia, diz o Catecismo da Igreja Católica :

Referindo-se ao Sacramento da Eucaristia, diz o Catecismo da Igreja Católica : Referindo-se ao Sacramento da Eucaristia, diz o Catecismo da Igreja Católica : 1323. - O nosso Salvador Instituiu na Última Ceia, na noite em que foi entregue, o Sacrifício Eucarístico do seu Corpo e Sangue,

Leia mais

Catedral Diocesana de Campina Grande. II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia. ANO DA FÉ Rito Inicial

Catedral Diocesana de Campina Grande. II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia. ANO DA FÉ Rito Inicial Catedral Diocesana de Campina Grande Paróquia nossa Senhora da Conceição II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia Por suas chagas fomos curados, felizes aqueles que crêem sem terem visto.

Leia mais

Roteiro de leitura e síntese para compreender. o significado da Comunidade Eclesial

Roteiro de leitura e síntese para compreender. o significado da Comunidade Eclesial Roteiro de leitura e síntese para compreender o significado da Comunidade Eclesial Comunidade Eclesial Sinal do Reino no presente e no futuro O livro está dividido em 4 capítulos: Refletindo sobre Comunidade

Leia mais

Domingo, dia do Senhor

Domingo, dia do Senhor Domingo, dia do Senhor Como está o domingo hoje? Atualmente o Domingo não está mais sendo o centro da vida cristã, mas está relegando para segundo plano, a gratuidade, o dia do serviço ao Senhor, o Culto,

Leia mais

Formação para leitores e comentaristas. O Serviço da Palavra na Liturgia

Formação para leitores e comentaristas. O Serviço da Palavra na Liturgia Formação para leitores e comentaristas O Serviço da Palavra na Liturgia Os encontros oferecem um quadro geral do valor e importância da Palavra de Deus na liturgia. Elaboram indicações e sugestões de como

Leia mais

PARTE I O MISTÉRIO, O ESPAÇO E OS MINISTROS I.

PARTE I O MISTÉRIO, O ESPAÇO E OS MINISTROS I. ÍNDICE GERAL Uma palavra do autor... p. 3 Lista de abreviatura... p. 7 PARTE I O MISTÉRIO, O ESPAÇO E OS MINISTROS I. Por amor a Liturgia A importância de se amar a Liturgia... n. 1 Necessidade de deixar

Leia mais

MISSA - A COMUNIDADE SE REÚNE PARA CELEBRAR A VIDA

MISSA - A COMUNIDADE SE REÚNE PARA CELEBRAR A VIDA MISSA - A COMUNIDADE SE REÚNE PARA CELEBRAR A VIDA A Eucaristia é o sacramento que atualiza e faz a memória do sacrifício de Jesus: em cada Eucaristia temos a presença do Cristo que pela sua morte e ressurreição

Leia mais

Pastoral do Batismo Diocesana Diocese de Petrópolis

Pastoral do Batismo Diocesana Diocese de Petrópolis Bispo Diocesano Dom Gregório Paixão Coordenador Diocesano das Pastorais Pe. Ernande Coord. Diocesano Pastoral Batismo Diác. Marco Carvalho Secretário(a) Diocesano Claudio Representante Pascom Diocesana

Leia mais

Projeto do Curso de Pós-Graduação em Liturgia PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM LITURGIA PROJETO PEDAGÓGICO

Projeto do Curso de Pós-Graduação em Liturgia PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM LITURGIA PROJETO PEDAGÓGICO Projeto do Curso de Pós-Graduação em Liturgia PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM LITURGIA PROJETO PEDAGÓGICO Março de 2017 a Novembro de 2018 1 Características Gerais do Curso Nome do curso: Liturgia: teologia,

Leia mais

Mater Ecclesiae. Liturgia 2 Aula 14 Sacramentais

Mater Ecclesiae. Liturgia 2 Aula 14 Sacramentais Mater Ecclesiae Liturgia 2 Aula 14 Sacramentais Definição À imitação dos Sacramentos A santa mãe Igreja instituiu os sacramentais, que são sinais sagrados pelos quais, à imitação dos sacramentos, são significados

Leia mais

ANIMAÇÃO BÍBLICA DA PASTORA: uma nova mentalidade

ANIMAÇÃO BÍBLICA DA PASTORA: uma nova mentalidade ANIMAÇÃO BÍBLICA DA PASTORA: uma nova mentalidade Tanto o Documento de Aparecida (248) como a Exortação Apostólica Verbum Domini (73) se referem à uma nova linguagem e a um novo passo na questão bíblica:

Leia mais

ÍNDICE GERAL. Apresentação... 5 Ordem cronológica dos documentos... 7 Siglas Tra le sollecitudini Mo t u Pr o p r i o d o Pa pa Pio X

ÍNDICE GERAL. Apresentação... 5 Ordem cronológica dos documentos... 7 Siglas Tra le sollecitudini Mo t u Pr o p r i o d o Pa pa Pio X Apresentação... 5 Ordem cronológica dos documentos... 7 Siglas... 8 Tra le sollecitudini Mo t u Pr o p r i o d o Pa pa Pio X sobre a restauração da música sacra Introdução... 9 I. Princípios gerais...

Leia mais

O Rito de Iniciação Cristã de Adultos (= RICA) Características fundamentais e Perguntas mais frequentes...

O Rito de Iniciação Cristã de Adultos (= RICA) Características fundamentais e Perguntas mais frequentes... O Rito de Iniciação Cristã de Adultos (= RICA) Características fundamentais e Perguntas mais frequentes... O que é RICA? O Rito de Iniciação Cristã é destinado a adultos que ouviram o anúncio do mistério

Leia mais

Liturgia Eucarística

Liturgia Eucarística Liturgia Eucarística Na última Ceia, Cristo instituiu o sacrifício e banquete pascal, por meio do qual, todas as vezes que o sacerdote, representando a Cristo Senhor, faz o mesmo que o Senhor fez e mandou

Leia mais

SEMANA SANTA NA PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA LUZ COMUNIDADES DA MATRIZ E DA BARREIRA

SEMANA SANTA NA PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA LUZ COMUNIDADES DA MATRIZ E DA BARREIRA SEMANA SANTA NA PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA LUZ COMUNIDADES DA MATRIZ E DA BARREIRA A Paróquia de Nossa Senhora da luz, através das Comunidades da Matriz e da Barreira, convida você e sua família que reside

Leia mais

Paróquia de Ceira. Plano Pastoral

Paróquia de Ceira. Plano Pastoral Plano Pastoral 2012 13 A Igreja tem no mundo uma missão a cumprir que Lhe foi confiada por Jesus Cristo. Ela tem de tentar ser fiel a essa missão através: Da Profecia, ou o anúncio do Evangelho; Da Diaconia,

Leia mais

Vocação é missão do cristão leigo no Mundo

Vocação é missão do cristão leigo no Mundo Vocação é missão do cristão leigo no Mundo Paróquia Santa Rita de Cássia - Linhares - 11/06/2016 Assessora: Patrícia Teixeira Moschen Lievore O material utilizado é baseado no trabalho do Professor Dr.

Leia mais

ARQUIDIOCESE DE SÃO PAULO CALENDÁRIO ARQUIDIOCESANO DE PASTORAL 2017

ARQUIDIOCESE DE SÃO PAULO CALENDÁRIO ARQUIDIOCESANO DE PASTORAL 2017 ARQUIDIOCESE DE SÃO PAULO CALENDÁRIO ARQUIDIOCESANO DE PASTORAL 2017 Consulte sempre o site da Arquidiocese, pois irão sendo registradas as alterações e complementações que ocorrerem. DIA/SEM 20.01.2017

Leia mais

01/09/2016. O lugar de Maria no espaço litúrgico

01/09/2016. O lugar de Maria no espaço litúrgico O lugar de Maria no espaço litúrgico 1 Introdução A Virgem Maria sem dúvida tem um lugar de destaque no seio da Igreja Católica, tanto no oriente quanto no ocidente, bem como no meio da fé do povo, principalmente

Leia mais

Ano Litúrgico Ano C

Ano Litúrgico Ano C Ano Litúrgico 2009-2010 Ano C TEMPO DO ADVENTO 29/11 1º Domingo do Advento A redenção está próxima. Jeremias 33,14-16; Salmo 25(24); 1 Tessalonicenses 3,12-4,2; Lucas 21,25-28. 34-36 6/12 2º Domingo do

Leia mais

PRIMEIRA URGÊNCIA Uma Igreja em estado permanente de missão

PRIMEIRA URGÊNCIA Uma Igreja em estado permanente de missão PRIMEIRA URGÊNCIA Uma Igreja em estado permanente de missão Na linha da primeira urgência das DGAE, uma Igreja em estado permanente de missão, destacam-se as seguintes ações concretas: - Formação e missão;

Leia mais

Pe. Ronaldo Sabino de Pádua, CSsR

Pe. Ronaldo Sabino de Pádua, CSsR 38 9 - OS LECIONÁRIOS, O MISSAL ROMANO E A EUCARISTIA 1 - A AÇÃO DO MESC A PARTIR DE JESUS CRISTO Toda ação litúrgica da Igreja deve ser a expressão do Cristo cabeça da Igreja. Assim, os leigos são admiravelmente

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DA CATEQUESE

ORGANIZAÇÃO DA CATEQUESE Proposta Comissão Diocesana ORGANIZAÇÃO DA CATEQUESE - MATERIAL DIDÁTICO - INSCRIÇÕES (crianças, adolescentes, adultos) - FORMAÇÃO DOS CATEQUISTAS- ORGANIZAÇÃO DA CATEQUESE OBJETIVO: Que a catequese na

Leia mais

Catálogo. Publicações. do Secretariado Nacional de Liturgia

Catálogo. Publicações. do Secretariado Nacional de Liturgia Catálogo Publicações do Secretariado Nacional de Liturgia MISSAIS MISSAL ROMANO MISSAL ROMANO Formato: 175X255 mm 1.408 páginas Dourado Preço: 90,00 Vermelho Preço: 70,00 Branco Preço: 60,00 ISBN 978-989-8293-52-7

Leia mais

O que percebemos... - Ausência da família - Formação do catequista - Adultos que não são prioridades - Pouco envolvimento do clero - Catequese para os sacramentos - Rotatividade dos catequistas

Leia mais

ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 6ºs ANOS

ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 6ºs ANOS COLÉGIO SALESIANO DOM BOSCO. ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 6ºs ANOS TEMA: OS RITOS E OS RITUAIS : OS SETE SACRAMENTOS DA IGREJA. CAPÍTULOS 9 AO 12 DO LIVRO DIDÁTICO (RSE). Professor: Roberto

Leia mais

AS CELEBRAÇÕES EXPLICADAS AOS COROINHAS E ACÓLITOS Pequeno manual de liturgia prática

AS CELEBRAÇÕES EXPLICADAS AOS COROINHAS E ACÓLITOS Pequeno manual de liturgia prática AS CELEBRAÇÕES EXPLICADAS AOS COROINHAS E ACÓLITOS Pequeno manual de liturgia prática Coleção Celebração da fé Celebrações explicadas aos coroinhas e acólitos (As), Edson Adolfo Deretti Curso de preparação

Leia mais

Princípios para uma Catequese Renovada. Eu vim para que tenham a vida Jo 10,10

Princípios para uma Catequese Renovada. Eu vim para que tenham a vida Jo 10,10 Princípios para uma Catequese Renovada Eu vim para que tenham a vida Jo 10,10 Por que Renovada? Podemos renovar o que ainda não existe? Como renovar? Introdução A renovação atual da catequese nasceu para

Leia mais

Paróquia missionária comunidades de comunidades. Animada pela Palavra de Deus

Paróquia missionária comunidades de comunidades. Animada pela Palavra de Deus Paróquia missionária comunidades de comunidades Animada pela Palavra de Deus Renovação paroquial Toda paróquia é chamada a ser o espaço onde se recebe e se acolhe a Palavra (172). Sua própria renovação

Leia mais

Agenda Pastoral 2017

Agenda Pastoral 2017 Janeiro Arquidiocese de Ribeirão Preto Agenda Pastoral 2017 Finalizada em 5 de janeiro de 2017 (sujeito a alteração) 01/01 - Domingo - Solenidade da Santa Mãe de Deus, Maria 07/01 - Sábado - Capacitação

Leia mais

Pontifícias Obras Missionárias

Pontifícias Obras Missionárias Pontifícias Obras Missionárias www.pom.org.br Três Campanhas Campanha da Fraternidade (1963) Na Quaresma - coleta Fundo Nacional de Solidariedade (FNS) Campanha Missionária (DMM - 1926) No mês de Outubro

Leia mais

Estatutos do Conselho Paroquial de Pastoral PREÂMBULO

Estatutos do Conselho Paroquial de Pastoral PREÂMBULO Estatutos do Conselho Paroquial de Pastoral I PREÂMBULO Os Conselhos Paroquiais surgem, na renovação conciliar, como um meio primacial de conseguir a coordenação e animação da vida própria da Paróquia

Leia mais

CALENDÁRIO /01/15 JAN 15/01/15 29/01/15. Aniversario PE Elisandro

CALENDÁRIO /01/15 JAN 15/01/15 29/01/15. Aniversario PE Elisandro CALENDÁRIO - 2015 Mês JAN Mês Dia 01/01/15 02/01/15 03/01/15 04/01/15 11/01/15 15/01/15 24/01/15 25/01/15 28/01/15 29/01/15 Dia 01/02/15 SEMANA quinta-feira Sexta-feira sábado quinta-feira sábado quarta-feira

Leia mais

SEMANA NACIONAL DA FAMÍLIA Paróquia Sagrado Coração de Jesus e Nossa Senhora das Mercês L2 615 SUL Tema: MISERICÓRDIA NA FAMÍLIA: DOM E MISSÃO

SEMANA NACIONAL DA FAMÍLIA Paróquia Sagrado Coração de Jesus e Nossa Senhora das Mercês L2 615 SUL Tema: MISERICÓRDIA NA FAMÍLIA: DOM E MISSÃO Tema Responsáveis Coordenadore s Pregação Domingo 14 de agosto (1) Criados por um Pai Misericordioso. SEMANA NACIONAL DA FAMÍLIA Paróquia Sagrado Coração de Jesus e Nossa Senhora das Mercês L2 615 SUL

Leia mais

Partir de cada realidade e suas particularidades NOVA PAROQUIA, uma Comunidade Comunidades (setorização), Estado permanente de missão

Partir de cada realidade e suas particularidades NOVA PAROQUIA, uma Comunidade Comunidades (setorização), Estado permanente de missão PISTAS DE AÇÃO GRUPO 1 Partir de cada realidade e suas particularidades, para criar conselhos missionários diocesanos e paroquiais onde ainda não existem, e fortalecer aqueles existentes, para dinamizar

Leia mais

O MISTÉRIO PASCAL: ORIGEM, APLICAÇÃO LITÚRGICA, DESVIOS E RETOMADA PELO CONCÍLIO VATICANO II

O MISTÉRIO PASCAL: ORIGEM, APLICAÇÃO LITÚRGICA, DESVIOS E RETOMADA PELO CONCÍLIO VATICANO II O MISTÉRIO PASCAL: ORIGEM, APLICAÇÃO LITÚRGICA, DESVIOS E RETOMADA PELO CONCÍLIO VATICANO II (The Paschal Mystery: Origin, Application Liturgical, Deviations and Resumption by Council Vatican II) Wanderley

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS

ORIENTAÇÕES PARA A CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS 1 ORIENTAÇÕES PARA A CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Orientações para a Celebração da Palavra de Deus. 16ªed. São Paulo: Paulinas, 2004 (Documentos da CNBB,

Leia mais

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO PARÓQUIA NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO Santa Maria do Itabira Área Pastoral: Paróquia São José Passabém e Paróquia S. Sebastião SãoSebastião do Rio Preto PROGRAMAÇÃO DE ABRIL 2014 HORÁRIO DA CELEBRAÇÃO: Comunidades

Leia mais

Conversa de Formigas Uma formiga conversando com outra: -Qual é o seu nome? -Fu. -Fu o que? -Fu miga. E você? -Ota. -Ota o que?

Conversa de Formigas Uma formiga conversando com outra: -Qual é o seu nome? -Fu. -Fu o que? -Fu miga. E você? -Ota. -Ota o que? Conversa de Formigas Uma formiga conversando com outra: -Qual é o seu nome? -Fu. -Fu o que? -Fu miga. E você? -Ota. -Ota o que? -Ota fu miga Metodologia de uma Escola Bíblico-Catequética Método. [do gr.

Leia mais

Módulo III O que anuncia a Catequese?

Módulo III O que anuncia a Catequese? Módulo III O que anuncia a Catequese? Diocese de Aveiro Objectivos Tomar consciência da realidade complexa do ser humano a quem levamos, hoje, uma Boa Nova. Compreender a importância da Sagrada Escritura

Leia mais

Mariano. Arquidiocesano CALENDÁRIO ANO NACIONAL ARQUIDIOCESE DE NITERÓI. 300 anos do Encontro da Imagem de Nossa Senhora Aparecida

Mariano. Arquidiocesano CALENDÁRIO ANO NACIONAL ARQUIDIOCESE DE NITERÓI. 300 anos do Encontro da Imagem de Nossa Senhora Aparecida ARQUIDIOCESE DE NITERÓI Arquidiocesano CALENDÁRIO 2017 Mariano ANO NACIONAL 300 anos do Encontro da Imagem de Nossa Senhora Aparecida 100 anos das Aparições de Nossa Senhora de Fátima Janeiro 01 - DIA

Leia mais

O QUE SE ESPERA DE UM MINISTRO DA MÚSICA: Que ajude a assembleia a entrar no mistério de Deus pela música;

O QUE SE ESPERA DE UM MINISTRO DA MÚSICA: Que ajude a assembleia a entrar no mistério de Deus pela música; O QUE SE ESPERA DE UM MINISTRO DA MÚSICA: Que ajude a assembleia a entrar no mistério de Deus pela música; Que esteja a serviço da igreja e da liturgia e não de si mesmo e de seus gostos pessoais; Que

Leia mais

Catálogo. de Publicações. Secretariado Nacional de Liturgia

Catálogo. de Publicações. Secretariado Nacional de Liturgia Catálogo de Publicações Secretariado Nacional de Liturgia Todos os preços indicados incluem IVA à taxa legal em vigor. Fátima, Janeiro de 2013 missais missal romano Formato: 175X255 mm 1.408 páginas Dourado

Leia mais

José Fernando Caldas Esteves José Manuel Garcia Cordeiro. Liturgia da Igreja

José Fernando Caldas Esteves José Manuel Garcia Cordeiro. Liturgia da Igreja José Fernando Caldas Esteves José Manuel Garcia Cordeiro Liturgia da Igreja UNIVERSIDADE CATÓLICA EDITORA Lisboa, 2008 In t ro d u ç ã o Liturgia da Igreja é o título que nos foi confiado para apresentar

Leia mais

PASTORAL DA ANIMAÇÃO PAUTA DA REUNIÃO DO DIA 18/03/2017

PASTORAL DA ANIMAÇÃO PAUTA DA REUNIÃO DO DIA 18/03/2017 PASTORAL DA ANIMAÇÃO PAUTA DA REUNIÃO DO DIA 18/03/2017 1. Novenário; 2. Encontro de animação dia 02/04/2017; 3. Nome dos grupos de animação de cada comunidade; 4. Reunião mensal para coordenadores (decidir

Leia mais

Arquidiocese de Cuiabá CALENDÁRIO 2017 Atualizado no dia 01 de novembro de 2016

Arquidiocese de Cuiabá CALENDÁRIO 2017 Atualizado no dia 01 de novembro de 2016 Arquidiocese de Cuiabá CALENDÁRIO 2017 Atualizado no dia 01 de novembro de 2016 JANEIRO 01 SOLENIDADE DO SENHOR BOM JESUS DE CUIABÁ, PADROEIRO DA ARQUIDIOCESE. 20-22 Retiro de Formação para Servos do Curso

Leia mais

Ano B. Livro de Partituras. Missas da Quaresma Missas de Páscoa Missa de Pentecostes Missa da Santíssima Trindade. Diocese de Oliveira

Ano B. Livro de Partituras. Missas da Quaresma Missas de Páscoa Missa de Pentecostes Missa da Santíssima Trindade. Diocese de Oliveira Ano B Livro de Partituras Missas da Quaresma Missas de Páscoa Missa de Pentecostes Missa da Santíssima Trindade Diocese de Oliveira SUMÁRIO MISSAS DA QUARESMA ENTRADA - Hino Da Campanha Da Fraternidade

Leia mais

Orientações para Leitores. Paróquia Nossa Senhora Rosa Mística - Montes Claros / MG

Orientações para Leitores. Paróquia Nossa Senhora Rosa Mística - Montes Claros / MG Orientações para Leitores Importância da Missa Estrutura, elementos e partes da Missa Documentos Instrução Geral do Missal Romano Documento 43 CNBB - Animação da vida litúrgica no Brasil 388. As adaptações

Leia mais

O papel da Paróquia na formação dos seus agentes

O papel da Paróquia na formação dos seus agentes O papel da Paróquia na formação dos seus agentes Braga 30 de Julho de 2011 P.e Luís Miguel FIGUEIREDO RODRIGUES luis@diocese-braga.pt 1 ????? O que é uma paróquia? O que é um cristão? O que é um agente

Leia mais

CAMPANHA DA FRATERNIDADE

CAMPANHA DA FRATERNIDADE CAMPANHA DA FRATERNIDADE A Campanha da Fraternidade é uma campanha realizada anualmente pela Igreja Católica Apostólica Romana no Brasil, sempre no período da Quaresma. Essa ação já existe há mais de 50

Leia mais

Calendário Paroquial de 2015 JANEIRO FEVEREIRO

Calendário Paroquial de 2015 JANEIRO FEVEREIRO Calendário Paroquial de 2015 JANEIRO 1 qui Solenidade de Maria Mãe de Deus - Missas : 9h30 / 18h30 2 sex Apostolado da Oração - Missa - 15h - Catedral 3 sab Setor Família - Missa - 19h30 - Catedral 5 seg

Leia mais

III. A formação do clero e a música sacra. Magistério 2005

III. A formação do clero e a música sacra. Magistério 2005 III A formação do clero e a música sacra Magistério 2005 Meloteca Edit. 15/09/2009 CONGRESSO INTERNACIONAL SOBRE O TEMA "A FORMAÇÃO DO CLERO E A MÚSICA SACRA" RELAÇÃO DE ABERTURA DO CARDEAL ZENON GROCHOLEWSKI

Leia mais

DINÂMICA PARA O ADVENTO E NATAL

DINÂMICA PARA O ADVENTO E NATAL DINÂMICA PARA O ADVENTO E NATAL 2009 2010 Às portas do Ano da Missão, queremos propor uma dinâmica que envolva, nesse espírito, toda a catequese, com os seus catequizandos, catequistas e pais, bem como

Leia mais

CELEBRAR A MISERICÓRDIA CONSELHO PONTIFÍCIO PARA A PROMOÇÃO DA NOVA EVANGELIZAÇÃO SUBSÍDIO LITÚRGICO

CELEBRAR A MISERICÓRDIA CONSELHO PONTIFÍCIO PARA A PROMOÇÃO DA NOVA EVANGELIZAÇÃO SUBSÍDIO LITÚRGICO CELEBRAR A MISERICÓRDIA CONSELHO PONTIFÍCIO PARA A PROMOÇÃO DA NOVA EVANGELIZAÇÃO SUBSÍDIO LITÚRGICO Síntese elaborada por Ir. Jeane B. Aguiar, SJBP. É preciso contemplar o mistério da misericórdia! Contemplar

Leia mais

Celebração para o dia do/a Catequista Sugestão 2014-CNBB

Celebração para o dia do/a Catequista Sugestão 2014-CNBB Celebração para o dia do/a Catequista Sugestão 2014-CNBB INTRODUÇÃO Queridos/as Catequistas! Com nossos cumprimentos e gratidão, colocamos em suas mãos uma sugestão para a Celebração do dia do Catequista,

Leia mais

Diocese de Campo Limpo São Paulo - SP

Diocese de Campo Limpo São Paulo - SP São - SP 01 Sábado, 8h 11h30 Formação do Ministério de Cura e Libertação da Santuário Santa 8h 16h RCC Terezinha Formação do Ministério de Pregação da RCC Sala Santa Edwiges 8h30 11h30 CDP Conselho Diocesano

Leia mais

Amor da San ssima Trindade Parte 01/10

Amor da San ssima Trindade Parte 01/10 Sacramentos Amor da San ssima Trindade 2017 1 Amor da San ssima Trindade Parte 01/10 2017 Vivaldo Armelin Júnior Sacramentos Amor da San ssima Trindade 2017 2 Informações Nesta nova publicação do Portal

Leia mais

NOTA PASTORAL REESTRUTURAÇÃO DA CÚRIA DIOCESANA. 1. A renovação conciliar na reestruturação da Cúria Diocesana

NOTA PASTORAL REESTRUTURAÇÃO DA CÚRIA DIOCESANA. 1. A renovação conciliar na reestruturação da Cúria Diocesana NOTA PASTORAL REESTRUTURAÇÃO DA CÚRIA DIOCESANA 1. A renovação conciliar na reestruturação da Cúria Diocesana A renovação da Igreja, como comunidade enviada em missão, tão necessária para evangelizar a

Leia mais

Índice Introdução... 13 Abreviaturas... 17 1. Natureza da liturgia cristã... 21 1.1. O termo liturgia... 21 1.1.1. No helenismo... 22 1.1.2. No Antigo Testamento... 22 1.1.3. No Novo Testamento... 23 1.1.4.

Leia mais

Ambos acontecerão no Centro de Eventos Ismael Sperafico, com programações específicas para cada Ministério.

Ambos acontecerão no Centro de Eventos Ismael Sperafico, com programações específicas para cada Ministério. Vivenciar os pilares daidentidade do Movimento, a unidade entre seus membros e o despertar para a missão. Estes são os três pilares fundamentais para um congresso da RCC, de acordo com o coordenador estadual

Leia mais

A comunicação na Igreja do Brasil na ótica do Diretório de Comunicação Moisés Sbardelotto

A comunicação na Igreja do Brasil na ótica do Diretório de Comunicação Moisés Sbardelotto A comunicação na Igreja do Brasil na ótica do Diretório de Comunicação Moisés Sbardelotto Uma longa história de vivência e exercício da ação evangelizadora como prática de comunicação no Brasil 1963 Inter

Leia mais

Plano de Pastoral da Arquidiocese de São Salvador da Bahia

Plano de Pastoral da Arquidiocese de São Salvador da Bahia Arquidiocese de São Salvador da Bahia Plano de Pastoral da Arquidiocese de São Salvador da Bahia 2015 2019 O Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate em favor

Leia mais

Também foram apresentadas sugestões de temáticas para alguns encontros que já fazem parte da vida do movimento nos estados e dioceses:

Também foram apresentadas sugestões de temáticas para alguns encontros que já fazem parte da vida do movimento nos estados e dioceses: O Conselho Nacional da RCCBRASIL, que está reunido em Brasília desde a última quarta-feira, dia 21, discerniu a temática que deverá acompanhar as missões, encontros e ser trabalhada nas reuniões de oração

Leia mais

telefone fax

telefone fax CALENDARIZAÇÃO PASTORAL 2013-2014 Pe. Fausto 968 895 944 Pe. José António 963 548 403 secretaria segunda a sexta-feira: 10h30 às 12h e 14h30 às 19h00 sábado: 09h30 às 12h00 sacristia segunda a sábado:

Leia mais

PESQUISA 5ª ASSEMBLEIA DO POVO DE DEUS ARQUIDIOCESE DE BELO HORIZONTE. Pré - Relatório

PESQUISA 5ª ASSEMBLEIA DO POVO DE DEUS ARQUIDIOCESE DE BELO HORIZONTE. Pré - Relatório PESQUISA 5ª ASSEMBLEIA DO POVO DE DEUS ARQUIDIOCESE DE BELO HORIZONTE Pré - Relatório Algumas observações 2 Este documento trata de um pré-relatório da Pesquisa 5ª Assembleia do Povo de Deus. Os dados

Leia mais

São resultado desses encontros as notas que a seguir partilhamos.

São resultado desses encontros as notas que a seguir partilhamos. Nas quintas-feiras do mês de Maio, decorreram na Igreja de Oliveira de Azemeis, encontros de formação litúrgica, organizados pela vigararia sul da Diocese do Porto e orientados pelo P. Frei Bernardino

Leia mais

I - Conceito e dimensões:

I - Conceito e dimensões: I - Conceito e dimensões: 1. O sacramento da Confirmação que imprime caráter e pelo qual os batizados, continuando o caminho da iniciação cristã são enriquecidos com o dom do Espírito Santo e vinculados

Leia mais

Plano Arquidiocesano de Pastoral

Plano Arquidiocesano de Pastoral Plano Arquidiocesano de Pastoral 2013-2015 www.arquidiocesedepalmas.org.br Plano Arquidiocesano de Pastoral 2013-2015 é uma publicação da Pastoral da Comunicação. Arte da capa: Thiago Pio Diagramação e

Leia mais

D I O C E S E D E V A L E N Ç A CALENDÁRIO DIOCESANO DE 2016 ANO DA MISERICÓRDIA ANO C SÃO LUCAS

D I O C E S E D E V A L E N Ç A CALENDÁRIO DIOCESANO DE 2016 ANO DA MISERICÓRDIA ANO C SÃO LUCAS D I O C E S E D E V A L E N Ç A CALENDÁRIO DIOCESANO DE 2016 ANO DA MISERICÓRDIA ANO C SÃO LUCAS Janeiro 06 Dia de Reis apoio aos Grupos de Folia na 24-16h Celebração Ecumênica - lanche oferecido pelos

Leia mais

06:00 - Alvorada Festiva, anunciando o início da Novena e Festa do Senhor Bom Jesus

06:00 - Alvorada Festiva, anunciando o início da Novena e Festa do Senhor Bom Jesus FESTA DO SENHOR BOM JESUS DE IGUAPE / 2014 Bom Jesus, liberte-nos para a vida (Gl 5,1) DIA 27 DE JULHO DOMINGO 19:00 - Missa de Envio dos Voluntários DIA 28 DE JULHO SEGUNDA-FEIRA 1 DlA DA NOVENA 06:00

Leia mais

(ANÁMNESIS) ATUALIZAÇÃO DA GRAÇA - SETENÁRIO SACRAMENTAL

(ANÁMNESIS) ATUALIZAÇÃO DA GRAÇA - SETENÁRIO SACRAMENTAL SACRAMENTOS - III (ANÁMNESIS) ATUALIZAÇÃO DA GRAÇA - SETENÁRIO SACRAMENTAL - 1 COMO OS SACRAMENTOS ATUALIZAM A GRAÇA NAS DIVERSAS SITUAÇÕES DA VIDA 2 1. O QUE ACONTECE NO BATISMO? 3 NO BATISMO, A PESSOA

Leia mais

DIOCESE DE CARAGUATATUBA - CALENDÁRIO 2012

DIOCESE DE CARAGUATATUBA - CALENDÁRIO 2012 DIOCESE DE CARAGUATATUBA - CALENDÁRIO 2012 Janeiro 19 Cáritas reunião diocesana 24 Café da Manhã Jornalistas 29 CF capacitação coord. paroquiais Fevereiro 04 - Focolare reunião Paróquia Santo Antonio 16h30

Leia mais

PUBLICAÇÃO MENSAL # ABRIL 2013 # Nº. 220 OLHAR EDIÇÃO ESPECIAL HISTÓRIA DO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA

PUBLICAÇÃO MENSAL # ABRIL 2013 # Nº. 220 OLHAR EDIÇÃO ESPECIAL HISTÓRIA DO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA PUBLICAÇÃO MENSAL # ABRIL 2013 # Nº. 220 OLHAR PAROQUIA DE ALJUBARROTA EDIÇÃO ESPECIAL A Porta da Fé HISTÓRIA DO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA Depois do Papa João Paulo I I convocar o Sínodo dos Bispos

Leia mais