Introdução à Ciência da Computação

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Introdução à Ciência da Computação"

Transcrição

1 Introdução à Ciência da Computação Variáveis

2 Conceitos Básicos Variáveis x Constantes a = x + 5 a, x e 5 são variáveis ou constantes? Variáveis As variáveis são recipientes de valores É um espaço reservado na memória do computador para armazenar um tipo de dado.

3 Variáveis Então Se x = 3 então a = x + 5 a posição de memória indicada por x conterá o valor 3 após o resultado da operação, a posição de memória indicada por a conterá o valor 8. Se x =

4 Variáveis Cada vez que a fórmula do exemplo anterior for utilizada a variável x receberá valores antes da execução dos cálculos; a variável a receberá valores após o cálculo; a cada execução, se alterado o valor de x, o valor de a também será alterado.

5 Atributos das Variáveis Toda variável tem um nome (identificador) um tipo de dado um valor Memória val1 inteiro val2 inteiro Valor: a variável contém um valor quando está sendo usada x a Atenção! Uma variável sem inicialização, conterá um valor qualquer e imprevisível. Costuma-se dizer que contém lixo.

6 Nomes das Variáveis Regras para definir o nome de identificadores: Só podem conter letras e dígitos; Primeiro caracter deve ser uma letra; Letras maiúsculas e minúsculas são consideradas caracteres diferentes; O único caracter especial aceito é o underline; Palavras reservadas não podem ser usadas como nome de variáveis; Identificadores devem ser mnemônicos.

7 Tipos das Variáveis Inteiros Reais Lógicos Falso Verdadeiro Literais Caracteres Strings de caracteres

8 Variáveis constantes e tipos de dados (continuação) - Variáveis: Valores Numéricos Shortint: inteiros de -128 a 127; (1B) Byte: utilizados para representar inteiros de 0 a 255; (1B) Word:É do tipo inteiro de 0 a 65535; (2B) Integer: é do tipo inteiro, seus valores vão de até 32767; (2B) Real: representa os reais, seus valores vão de ±2.9x10-39 até ±1.7x10 38 ; (6B)

9 Variáveis constantes e tipos de dados (continuação) - Variáveis: Valores Numéricos: (continuação) Longint: É do tipo inteiro, valores inteiros de a ; (4B) single: representa os reais, seus valores vão de ±1.5x10-45 até ± 3.4x10 38 ; (4B) bouble: representa os reais, seus valores vão de ±5.0x até ± 1.7x ; (18B) extended: representa os reais, seus valores vão de ±3.4x até ± 1.1x ; (10B)

10 Variáveis constantes e tipos de dados (continuação) - Variáveis: Valores não-numéricos: Char: tipo alfanumérico, seu conteúdo é qualquer valor da tabela ASCii (0-255); (1B) ex.: A, a,, * String: ocupa até 256 bytes, cadeia de caracteres; ex.: curso técnico do senac Boolean: só pode ter os valores True ou False(Verdadeiro ou Falso); (1B)

11 Constantes Constantes são valores que não se alteram ao longo da execução de um programa. Podem aparecer dentro de expressões. Ex: num + 2-5/val Podem ser declaradas: const valor = 10; const taxa = 1.5; const letra = S ;

12 Variáveis constantes e tipos de dados (continuação) - Enumerações: são valores especificados em seqüência; ex.: vlr : (valor1...valorn) - Constantes: são identificadores que não se alteram durante a execução do programa; ex.: const Pi : ; - Constantes Tipadas: se comportam como uma variável que foi atribuída um valor inicial; ex.: const Pi : real = 3.14;

13 Variáveis constantes e tipos de dados (continuação) - Tipos de dados: permite construir novos tipos de dados; ex.: type tdia_do_mês = ; tmes_do_ano = (JA, FE, MAR, AB, MA, JUN, JU, AG, SE, OU, NO, DE); tano_do_seculo = (0.. 99); tcod_cargo = a.. z ; var DiaNasc : tdia_do_mes; MesNasc : tmes_do_ano ;

14 Palavras Reservadas São nomes de comandos, operações e etc. Já os identificadores de obj. são as variáveis, const, funções... ABSOLUTE - AND - ARRAY - BEGIN - CASE - CONST - DIV - DO - DOWNTO - ELSE - END - EXTERNAL - FILE - FOR - FORWARD - FUNCTION - GOTO - IF - IMPLEMENTATION - IN - INLINE - INTERFACE - INTERRUPT - LABEL - MOD - NIL - NOT - OF - OR - PACKED - PROCEDURE - PROGRAM - RECORD - REPEAT - SET - SHL - SHR STRING - THEN - TO - TYPE - UNIT - UNTIL - USES - VAR - WHILE - WITH - XOR

15 Palavras Reservadas (continuação) Já os objetos que devem ser identificados pelo programador são: PROGRAMAS - PROCEDIMENTOS - RÓTULOS - TIPOS - CAMPOS DE REGISTROS - UNIDADES - FUNÇÕES - CONSTANTES - VARIÁVEIS Todo o objeto deve receber um único nome (63 caracteres);

16 Sinais Especiais Além das palavras reservadas temos os sinais especiais. São eles: + - * / = < > <= >= := ( ) [ ] { } (* *) (..),. : $ ^

17 Operações e Operandos Conjunto de ações a serem executadas sobre um conjunto de objetos Operações Monoádicas (-x) Diádicas (a+b) Existem condições para testar se a operação pode ser executada para verificar o resultado (falso/verdadeiro)

18 Operações... Variáveis devem ser declaradas Exemplo: <variável>: <tipo>; As variáveis são modificadas através de um comando de atribuição (:=) ou de leitura Exemplo: Readln <variável>; a := 3; a := a + 2; As variáveis podem ser impressas Exemplo: Writeln (a);

19 Atribuições Exemplos variável valor variável := valor Se A = 4 e B = 5, qual o resultado de A = B e B = A?

20 Expressões Matemáticas Prioridade das Operações Potências e operações monoádicas Multiplicações e divisões Soma e Subtração Parênteses alteram a ordem de execução Segue-se da esquerda para a direita em caso de indeterminação.

21 Exercícios Qual a seqüência de operações necessárias para intercambiar os valores de 3 variáveis a, b e c de modo que a fique com o valor de b, b fique com o valor de c e c fique com o valor de a? Se x possui o valor 15 e se forem executadas as seguintes atribuições na ordem em que aparecem: x = x + 3 x + x --6 x = x/2 x/2 x = 3x 3x

Linguagem Pascal. Prof. Antonio Almeida de Barros Junior

Linguagem Pascal. Prof. Antonio Almeida de Barros Junior Linguagem Pascal Prof. Antonio Almeida de Barros Junior 1 Linguagem Pascal Criada para ser uma ferramenta educacional (Década de 70); Prof. Niklaus Wirth (Universidade de Zurique); Blaise Pascal (Matemático

Leia mais

Linguagem de programação: Pascal

Linguagem de programação: Pascal Aula 04 Linguagem de programação: Pascal Prof. Tecgº Flávio Murilo 26/03/2013 1 Pascal Introdução Pascal é uma linguagem de programação estruturada, criada em 1970 pelo suíço Niklaus Wirth, dando este

Leia mais

Disciplina Programação Prof. Esp. Armando Hage. Programação em Turbo Pascal

Disciplina Programação Prof. Esp. Armando Hage. Programação em Turbo Pascal Disciplina Programação Prof. Esp. Armando Hage Programação em Turbo Pascal Introdução A linguagem de programação pascal foi escrita por Niklaus Wirth entre 1969 e 1971, e deriva das linguagens ALGOL-60

Leia mais

Pascal. -Cabeçalho do programa. - label - const - type - var - procedure - function. - integer - real - byte - boolean - char - string

Pascal. -Cabeçalho do programa. - label - const - type - var - procedure - function. - integer - real - byte - boolean - char - string Pascal -Cabeçalho do programa Áreas do programa -Área de declarações -Corpo do programa - label - const - type - var - procedure - function - integer - real - byte - boolean - char - string Program

Leia mais

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ICC 1 TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ICC 1 TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ICC 1 TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO 1. INTRODUÇÃO O que é um programa? Programa constitui uma seqüência lógica de passos para solução de um problema. Um programa pode ser codificado em

Leia mais

Programação de Computadores I Dados, Operadores e Expressões PROFESSORA CINTIA CAETANO

Programação de Computadores I Dados, Operadores e Expressões PROFESSORA CINTIA CAETANO Programação de Computadores I Dados, Operadores e Expressões PROFESSORA CINTIA CAETANO Dados em Algoritmos Quando escrevemos nossos programas, trabalhamos com: Dados que nós fornecemos ao programa Dados

Leia mais

Linguagem Pascal. Prof. Sérgio Rodrigues. É a descrição, de forma lógica, dos passos a serem executados no cumprimento de determinada tarefa;

Linguagem Pascal. Prof. Sérgio Rodrigues. É a descrição, de forma lógica, dos passos a serem executados no cumprimento de determinada tarefa; Linguagem Pascal Prof. Sérgio Rodrigues Introdução Algoritmo É a descrição, de forma lógica, dos passos a serem executados no cumprimento de determinada tarefa; Programa é a formalização de um algoritmo

Leia mais

Computação L2. Linguagem C++ Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica.

Computação L2. Linguagem C++ Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica. Computação L2 Linguagem C++ ovsj@cin.ufpe.br Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica. Alfabeto São os símbolos ( caracteres ) permitidos na linguagem: Letras (maiúsculas e minúsculas);

Leia mais

ALGORITMOS 3ª Aula. 3. Introdução Tipos de dados, variáveis e operadores Tipos de dados

ALGORITMOS 3ª Aula. 3. Introdução Tipos de dados, variáveis e operadores Tipos de dados 3. Introdução Segundo alguns especialistas, qualquer programa de computador pode ser escrito utilizando apenas três estruturas básicas: Seqüência, Condição e Repetição. Isto significa que, na construção

Leia mais

INTRODUÇÃO À LINGUAGEM PASCAL PREFÁCIO

INTRODUÇÃO À LINGUAGEM PASCAL PREFÁCIO INTRODUÇÃO À LINGUAGEM PASCAL CESAR BEZERRA TEIXEIRA,MSC PREFÁCIO A linguagem Pascal foi criada pelo Prof Niklaus Wirth na universidade de Zurich, com o propósito de ensinar os conceitos de uma linguagem

Leia mais

APÊNDICE A - FUNDAMENTOS DA LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO PASCAL.

APÊNDICE A - FUNDAMENTOS DA LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO PASCAL. APÊNDICE A - FUNDAMENTOS DA LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO PASCAL. 1. INTRODUÇÃO Este apêndice tem o objetivo de fornecer as regras básicas para transformar algoritmos (em Natural) em programas (em PASCAL).

Leia mais

Ciência da Computação. Prof. Dr. Leandro Alves Neves Prof. Dr. Adriano M. Cansian

Ciência da Computação. Prof. Dr. Leandro Alves Neves Prof. Dr. Adriano M. Cansian Algoritmos e Programação Informática II Ciência da Computação Prof. Dr. Leandro Alves Neves Prof. Dr. Adriano M. Cansian 1 Sumário Tipos de Dados Variáveis Modelo esquemático Características e Regras para

Leia mais

Computação I. Prof. Miguel Elias Mitre Campista.

Computação I. Prof. Miguel Elias Mitre Campista. Computação I Prof. Miguel Elias Mitre Campista http://www.gta.ufrj.br/~miguel Linguagens de Programação DEL-Poli/UFRJ Introdução ao Pascal Níveis de Linguagens de Programação Linguagens declarativas Linguagens

Leia mais

Tutorial de Turbo Pascal

Tutorial de Turbo Pascal Página 1 de 7 Este tutorial foi completamente escrito por Rodrigo Brambilla pode ser distribuído livremente sem nenhuma modificação. Agradecimentos: Leomar Pacheco Rocha, Rodrigo Hoffmann dos Santos, Paulo

Leia mais

Unidade VI. Técnicas de Teste de Software Teste Estrutural. Profa. Dra. Sandra Fabbri

Unidade VI. Técnicas de Teste de Software Teste Estrutural. Profa. Dra. Sandra Fabbri Unidade VI Técnicas de Teste de Software Profa. Dra. Sandra Fabbri Os requisitos de teste são extraídos de uma implementação em particular Teste dos detalhes procedimentais A maioria dos critérios dessa

Leia mais

Linguagem de Programação Pascal - Introdução

Linguagem de Programação Pascal - Introdução Linguagem de Programação Pascal - Introdução História Pascal é uma linguagem de programação que recebeu o seu nome em homenagem ao matemático Blaise Pascal. A linguagem Pascal foi criada em 1970 pelo suíço

Leia mais

FERRAMENTAS BÁSICAS DA PROGRAMAÇÃO

FERRAMENTAS BÁSICAS DA PROGRAMAÇÃO FERRAMENTAS BÁSICAS DA PROGRAMAÇÃO VARIÁVEIS E O COMANDO DE ATRIBUIÇÃO O computador possui uma área específica de armazenamento denominada de memória. O computador possui uma área específica de armazenamento

Leia mais

Fábio Rodrigues / Israel Lucania

Fábio Rodrigues / Israel Lucania Fábio Rodrigues / Israel Lucania Variável é um local na memória principal, isto é, um endereço que armazena um conteúdo. Em linguagem de alto nível nos é permitido dar nomes a esse endereço, facilitando

Leia mais

Computação Eletrônica

Computação Eletrônica Computação Eletrônica Expressões ovsj@cin.ufpe.br Observação: Material da Disciplina Computação Eletrônica CIN/UFPE. Expressões São sequências de operandos e operadores devidamente arrumadas; Obedecendo

Leia mais

Estruturas da linguagem C. 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões.

Estruturas da linguagem C. 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões. 1 Estruturas da linguagem C 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões. Identificadores Os identificadores seguem a duas regras: 1. Devem ser começados por letras

Leia mais

Compiladores Prof. a Mariella Berger. Trabalho 2 Analisador Léxico

Compiladores Prof. a Mariella Berger. Trabalho 2 Analisador Léxico Compiladores Prof. a Mariella Berger Trabalho 2 Analisador Léxico 1. Objetivo O objetivo deste trabalho é a criação de um analisador léxico para a linguagem Pascalito, um subconjunto modificado da linguagem

Leia mais

Introdução ao Pascal. Computação I. Níveis de Linguagens de Programação. Níveis de Linguagens de Programação. Como um Programa é Executado?

Introdução ao Pascal. Computação I. Níveis de Linguagens de Programação. Níveis de Linguagens de Programação. Como um Programa é Executado? Computação I Introdução ao Pascal Prof. Miguel Elias Mitre Campista http://www.gta.ufrj.br/~miguel Linguagens de Programação DEL-Poli/UFRJ Níveis de Linguagens de Programação Linguagens declarativas Linguagens

Leia mais

Algoritmo e Programação Matemática

Algoritmo e Programação Matemática Algoritmo e Programação Matemática Fundamentos de Algoritmos Parte 1 Renato Dourado Maia Instituto de Ciências Agrárias Universidade Federal de Minas Gerais Dados A funcionalidade principal de um computador

Leia mais

Representação de Algoritmos - Linguagens de Programação

Representação de Algoritmos - Linguagens de Programação Representação de Algoritmos - Linguagens de Programação A representação de algoritmos em uma pseudo-linguagem mais próxima às pessoas é bastante útil principalmente quando o problema a ser tratado envolve

Leia mais

Definições de Algoritmos. Algoritmos e Programação I. Conceitos Básicos de Algoritmos. Relação entre Algoritmos e Programação

Definições de Algoritmos. Algoritmos e Programação I. Conceitos Básicos de Algoritmos. Relação entre Algoritmos e Programação Definições de Algoritmos Algoritmos e Programação I Aula 2 Prof a. Márcia Cristina Moraes mmoraes@inf.pucrs.br Prof a. Sílvia M.W. Moraes silvia@inf.pucrs.br Algoritmo é um conjunto finito de regras, bem

Leia mais

01/08/2011. Tipos de dados Numéricos Alfanuméricos Lógicos. Numéricos. Tipos de dados. Dados Numéricos Inteiros. Dados Numéricos Reais.

01/08/2011. Tipos de dados Numéricos Alfanuméricos Lógicos. Numéricos. Tipos de dados. Dados Numéricos Inteiros. Dados Numéricos Reais. Engenharia de Controle e Automação Programação I Prof. Ricardo Sobjak ricardo.sobjak@ifsc.edu.br Tipos de dados Numéricos Alfanuméricos Lógicos Tipos de dados Os tipos de dados primitivos ou básicos são

Leia mais

Lógica de Programação I. Gilson de Souza Carvalho

Lógica de Programação I. Gilson de Souza Carvalho Gilson de Souza Carvalho gaucho.gilson@hotmail.com 1. Estruturas básicas Apresentaremos um resumo com os comandos estudados para criação de algoritmos. Para utilizar estes comandos, usaremos uma sintaxe

Leia mais

Capítulo 3 CARACTERÍSTICAS GERAIS DA LINGUAGEM PASCAL 1. INTRODUÇÃO

Capítulo 3 CARACTERÍSTICAS GERAIS DA LINGUAGEM PASCAL 1. INTRODUÇÃO Capítulo 3 CARACTERÍSTICAS GERAIS DA LINGUAGEM PASCAL 1. INTRODUÇÃO A linguagem Pascal foi concebida por Niklaus Wirth no início da década de 70, tendo por principal objetivo eliminar os péssimos hábitos

Leia mais

Curso Profissional de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Programação e Sistemas de Informação. Módulo 1. 3ª Parte Prof. Sandra Pais Soares

Curso Profissional de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Programação e Sistemas de Informação. Módulo 1. 3ª Parte Prof. Sandra Pais Soares Curso Profissional de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Programação e Sistemas de Informação Módulo 1 3ª Parte Prof. Sandra Pais Soares Fundamentos de Programação 1. Palavras Reservadas 2.

Leia mais

Aulas Anteriores. Detalhes da linguagem de programação

Aulas Anteriores. Detalhes da linguagem de programação Aulas Anteriores Detalhes da linguagem de programação Elementos básicos (identificadores, constantes, símbolos gráficos) Estrutura básica de um programa (cabeçalho, parte declarativa, parte de execução)

Leia mais

Algoritmos: Conceitos Fundamentais. Slides de autoria de Rosely Sanches e Simone Senger de Souza

Algoritmos: Conceitos Fundamentais. Slides de autoria de Rosely Sanches e Simone Senger de Souza Algoritmos: Conceitos Fundamentais Slides de autoria de Rosely Sanches e Simone Senger de Souza DADOS E EXPRESSÕES Uso da Informação Computador manipula informações contidas em sua memória. Classificadas

Leia mais

Aula Anterior. Decomposição algorítmica (continuação)

Aula Anterior. Decomposição algorítmica (continuação) Aula Anterior Decomposição algorítmica (continuação) Degenerescência da decomposição básica da solução em três etapas Método de decomposição modificado à entrada Associação de diferentes valores de entrada

Leia mais

IFTO TÉCNICO EM INFORMÁTICA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS AULA 01

IFTO TÉCNICO EM INFORMÁTICA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS AULA 01 IFTO TÉCNICO EM INFORMÁTICA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS AULA 01 Prof. Manoel Campos da Silva Filho Tecnólogo em Processamento de Dados / Unitins Mestre em Engenharia Elétrica / UnB http://lab.ifto.edu.br/~mcampos

Leia mais

LINGUAGEM C: VARIÁVEIS E EXPRESSÕES

LINGUAGEM C: VARIÁVEIS E EXPRESSÕES LINGUAGEM C: VARIÁVEIS E EXPRESSÕES Prof. André Backes LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO Linguagem de Máquina Computador entende apenas pulsos elétricos Presença ou não de pulso 1 ou 0 Tudo no computador deve

Leia mais

LINGUAGEM C: VARIÁVEIS E EXPRESSÕES

LINGUAGEM C: VARIÁVEIS E EXPRESSÕES LINGUAGEM C: VARIÁVEIS E EXPRESSÕES Prof. André Backes LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO Linguagem de Máquina Computador entende apenas pulsos elétricos Presença ou não de pulso 1 ou 0 Tudo no computador deve

Leia mais

Introdução a JAVA. Variáveis, tipos, expressões, comandos e blocos

Introdução a JAVA. Variáveis, tipos, expressões, comandos e blocos + Introdução a JAVA Variáveis, tipos, expressões, comandos e blocos +Roteiro 2 Variáveis e tipos Operadores aritméticos, lógicos, relacionais e bit-a-bit Atribuição Comandos básicos Ler, Escrever, Condicional,

Leia mais

ALGORITMO. Professor: RODRIGO GOBBI TIPOS DE DADOS E INSTRUÇÕES PRIMITIVAS

ALGORITMO. Professor: RODRIGO GOBBI TIPOS DE DADOS E INSTRUÇÕES PRIMITIVAS ALGORITMO Professor: RODRIGO GOBBI As instruções são os comandos que identificarão a máquina qual deverá ser a ação executada; Os dados são números, medidas, valores relacionados ao problema em que se

Leia mais

Aula 3 Conceitos de memória, variáveis e constantes Cleverton Hentz

Aula 3 Conceitos de memória, variáveis e constantes Cleverton Hentz Aula 3 Conceitos de memória, variáveis e constantes Cleverton Hentz Sumário de Aula } Conceito de Memória } Variáveis e Tipos de Dados } Constantes 2 Conceito de Memória } A memória de um computador é

Leia mais

Engenharia Civil e Engenharia Básica Programação de Computadores Wedson Quintanilha da Silva

Engenharia Civil e Engenharia Básica Programação de Computadores Wedson Quintanilha da Silva Página 1 de 10 APOSTILA DE PASCAL MAPEAMENTO DE ALGORITMOS PARA PASCAL Algoritmo Exercicio1 Program Exercicio1; declare nome : caracter; nome : string; aux : inteiro; aux : integer; salario : real; salario

Leia mais

Variável. Expressões. Atribuição. Tipos básicos Declaração. Aritméticas Lógicas. Professor Leandro Augusto Frata Fernandes

Variável. Expressões. Atribuição. Tipos básicos Declaração. Aritméticas Lógicas. Professor Leandro Augusto Frata Fernandes Programação de Computadores III Aula 3 Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2011.1/tcc-03.063 Roteiro da Aula

Leia mais

PORTUGUÊS ESTRUTURADO: INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO PROF. ALEXANDRO DOS SANTOS SILVA

PORTUGUÊS ESTRUTURADO: INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO PROF. ALEXANDRO DOS SANTOS SILVA PORTUGUÊS ESTRUTURADO: INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO PROF. ALEXANDRO DOS SANTOS SILVA SUMÁRIO Introdução Conceitos básicos Formato básico Tipos primitivos Variáveis Constantes Operadores Operações

Leia mais

PHP INTRODUÇÃO DELIMITADORES DE CÓDIGO EXTENSÃO DE ARQUIVOS

PHP INTRODUÇÃO DELIMITADORES DE CÓDIGO EXTENSÃO DE ARQUIVOS INTRODUÇÃO PHP Aula 1 Introdução, Saída e Variáveis Leonardo Pereira facebook.com/leongamerti PHP significa PHP: Hypertext Preprocessor. Código PHP é executado no servidor, e o resultado é retornado para

Leia mais

Linguagens de Programação PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES. Linguagem C. Linguagem C Estrutura Básica. Constante (literais) Linguagem C Primeiro Programa

Linguagens de Programação PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES. Linguagem C. Linguagem C Estrutura Básica. Constante (literais) Linguagem C Primeiro Programa Linguagens de Programação PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES Linguagem C - Introdução Linguagens de Máquina Representação numérica Difícil utilização e compreensão Específica para cada máquina Linguagens Simbólicas(Assembly)

Leia mais

Estrutura do programa

Estrutura do programa Linguagem C Estrutura do programa Exemplo: #include #include main() { printf( Ola, mundo! ); system( pause ); }

Leia mais

PROGRAMAÇÃO I E N T R A DA E S A Í DA D E DA D O S

PROGRAMAÇÃO I E N T R A DA E S A Í DA D E DA D O S PROGRAMAÇÃO I VA R I Á V E I S, C O N S TA N T E S, O P E R A D O R E S E N T R A DA E S A Í DA D E DA D O S Variáveis 2 Variáveis são locais onde são armazenados os valores na memória. Toda variável é

Leia mais

Noções de algoritmos - Aula 1

Noções de algoritmos - Aula 1 Noções de algoritmos - Aula 1 Departamento de Física UFPel Definição de algoritmo Sequência ordenada e finita de operações para a realização de uma tarefa. Tarefa: Experimento de Física I. Passo 1: Reunir

Leia mais

#include Void main() { printf( Cheguei!\n"); } INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C

#include <stdio.h> Void main() { printf( Cheguei!\n); } INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C #include Void main() { printf( Cheguei!\n"); } INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C ANTES DO C ERA A LINGUAGEM B B foi essencialmente uma simplificação da linguagem BCPL. B só tinha um tipo de dado, que

Leia mais

Introdução à Computação MAC0110

Introdução à Computação MAC0110 Introdução à Computação MAC0110 Prof. Dr. Paulo Miranda IME-USP Aula 2 Variáveis e Atribuições Memória Principal: Introdução Vimos que a CPU usa a memória principal para guardar as informações que estão

Leia mais

INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO - EPET006 -

INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO - EPET006 - INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO - EPET006 - Heleno Pontes Bezerra Neto - helenopontes@lccv.ufal.br Introdução ao MATLAB Tipos Primitivos 3. TÓPICOS PRELIMINARES Tipos Primitivos - ATÉ AGORA TRABALHAMOS NO MATLAB

Leia mais

Variáveis, Expressões Aritméticas e Entrada e Saída de Dados

Variáveis, Expressões Aritméticas e Entrada e Saída de Dados Escola de Ciências e Tecnologia UFRN Variáveis, Expressões Aritméticas e Entrada e Saída de Dados ECT1103 INFORMÁTICA FUNDAMENTAL Manter o telefone celular sempre desligado/silencioso quando estiver em

Leia mais

TÉCNICO DE INFORMÁTICA - SISTEMAS

TÉCNICO DE INFORMÁTICA - SISTEMAS 782 - Programação em C/C++ - estrutura básica e conceitos fundamentais Linguagens de programação Linguagem de programação são conjuntos de palavras formais, utilizadas na escrita de programas, para enunciar

Leia mais

Introdução ao Fortran 90. Aula 3

Introdução ao Fortran 90. Aula 3 Introdução ao Fortran 90 Aula 3 Usando vetores e matrizes Definição Uma matriz ou vetor consiste de um conjunto retangular de elementos, todos do mesmo tipo e espécie do tipo. Uma matriz ou vetor é um

Leia mais

Diagramas Sintáticos

Diagramas Sintáticos Diagramas Sintáticos Centro de Cálculo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Pedro Alexandre Pereira (palex@cc.isel.ipl.pt) Classe pública com método main Cada classe X pública é declarada num ficheiro

Leia mais

Resolução De Problemas Em Informática. Docente: Ana Paula Afonso Resolução de Problemas. 1. Analisar o problema

Resolução De Problemas Em Informática. Docente: Ana Paula Afonso Resolução de Problemas. 1. Analisar o problema ALGORITMIA Resolução De Problemas Em Informática Docente: Ana Paula Afonso 2000-2001 Resolução de Problemas 1. Analisar o problema Conhecer o bem o problema Descrever o problema: subdividir, detalhar 2.

Leia mais

1.2 OPERAÇÕES BÁSICAS EM ALGORITMOS E PROGRAMAS 18

1.2 OPERAÇÕES BÁSICAS EM ALGORITMOS E PROGRAMAS 18 ÍNDICE MÓDULO 1 INTRODUÇÃO À ALGORITMIA 11 1.1 PROGRAMAS E ALGORITMOS 12 Fases da programação 12 Algoritmos e algoritmia 13 Algoritmos em linguagem informal, pseudocódigo e fluxogramas 14 Símbolos utilizados

Leia mais

ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO - MEMÓRIA, VARIÁVEIS E CONSTANTES, OPERADORES. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO - MEMÓRIA, VARIÁVEIS E CONSTANTES, OPERADORES. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO - MEMÓRIA, VARIÁVEIS E CONSTANTES, OPERADORES Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza ROTEIRO Memória Variáveis e constantes Tipos primitivos de

Leia mais

Apêndice A. Pseudo-Linguagem

Apêndice A. Pseudo-Linguagem Apêndice A. Pseudo-Linguagem Apostila de Programação I A.1 Considerações Preliminares Os computadores convencionais se baseiam no conceito de uma memória principal que consiste de células elementares,

Leia mais

tipoveiculo = (bicicleta, motociclo, motorizada, automovel, autocomreb, camioneta, autocarro, camiao, reboque); veiculo : tipoveiculo;

tipoveiculo = (bicicleta, motociclo, motorizada, automovel, autocomreb, camioneta, autocarro, camiao, reboque); veiculo : tipoveiculo; Métodos de Programação I Departamento de Matemática, FCTUC 38 type var tipoveiculo = (bicicleta, motociclo, motorizada, automovel, autocomreb, camioneta, autocarro, camiao, reboque); veiculo : tipoveiculo;

Leia mais

Linguagem C Princípios Básicos (parte 1)

Linguagem C Princípios Básicos (parte 1) Linguagem C Princípios Básicos (parte 1) Objetivos O principal objetivo deste artigo é explicar alguns conceitos fundamentais de programação em C. No final será implementado um programa envolvendo todos

Leia mais

C Operadores e Expressões

C Operadores e Expressões C Operadores e Expressões Adriano Cruz adriano@nce.ufrj.br Instituto de Matemática Departamento de Ciência da Computação UFRJ 15 de agosto de 2013 Adriano Cruz adriano@nce.ufrj.br (IM-DCC-UFRJ)C Operadores

Leia mais

Introdução a Programação de Jogos

Introdução a Programação de Jogos Introdução a Programação de Jogos Aula 03 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Estrutura de um Programa C Inclusão de bibliotecas auxiliares: #include Definição

Leia mais

Introdução à Ciência da Computação scc-120

Introdução à Ciência da Computação scc-120 ICMC USP 1.semestre/2011 Introdução à Ciência da Computação scc-120 Aula : Variáveis em C Profa. Roseli Romero mailto: rafrance@icmc.sc.usp.br Slides cedidos pela profa. Renata Fortes Variáveis variáveis

Leia mais

Linguagens de Programação Conceitos e Técnicas. Amarrações

Linguagens de Programação Conceitos e Técnicas. Amarrações Linguagens de Programação Conceitos e Técnicas Amarrações Conceituação Amarração (ou binding) é uma associação entre entidades de programação, tais como entre uma variável e seu valor ou entre um identificador

Leia mais

Módulo 1a: Introdução ao Visual Basic for Applications (VBA)

Módulo 1a: Introdução ao Visual Basic for Applications (VBA) Módulo 1a: Introdução ao Visual Basic for Applications (VBA) - Elementos básicos - O Excel (revisões ou não?) Folha de cálculo baseada em células Usa um sistema de coordenadas (letra, número) Recalcula

Leia mais

Agregado Homogêneo e Heterogêneo

Agregado Homogêneo e Heterogêneo Universidade Estadual de Maringá - UEM Centro de Tecnologia - CTC Departamento de Informática - DIN Fundamentos da Computação Agregado Homogêneo e Heterogêneo Prof. Yandre Maldonado - 1 Prof. Yandre Maldonado

Leia mais

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java Linguagem Java Objetivos Compreender como desenvolver algoritmos básicos em JAVA Aprender como escrever programas na Linguagem JAVA baseando-se na Linguagem Portugol aprender as sintaxes equivalentes entre

Leia mais

Curso Profissional de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Programação e Sistemas de Informação. Módulo 4 Strings. Prof. Sandra Pais Soares

Curso Profissional de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Programação e Sistemas de Informação. Módulo 4 Strings. Prof. Sandra Pais Soares Curso Profissional de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Programação e Sistemas de Informação Módulo 4 Strings Prof. Sandra Pais Soares O significado da expressão cadeia de caracteres é o mesmo

Leia mais

Programação de Computadores:

Programação de Computadores: Instituto de C Programação de Computadores: Introdução a Algoritmos (Parte II) Luis Martí Instituto de Computação Universidade ederal luminense lmarti@ic.uff.br - http://lmarti.com Roteiro da Aula de Hoje

Leia mais

A Linguagem Lua Lua Puc-Rio

A Linguagem Lua Lua Puc-Rio A Linguagem Lua Lua foi projetada e implementada por uma equipe no Tecgraf, o Grupo de Computação Gráfica da Puc-Rio (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro). 1 Exemplos de linguagens de scripts

Leia mais

Agregado Homogêneo e Heterogêneo. Agregado Homogêneo. Agregado Homogêneo 28/11/2015

Agregado Homogêneo e Heterogêneo. Agregado Homogêneo. Agregado Homogêneo 28/11/2015 8//0 Universidade Estadual de Maringá - UEM Centro de Tecnologia - CTC Departamento de Informática - DIN Fundamentos da Computação e Heterogêneo Prof. Yandre Maldonado - Prof. Yandre Maldonado e Gomes

Leia mais

Tipos, Literais, Operadores

Tipos, Literais, Operadores Tipos, Literais, Operadores Identificadores São palavras utilizadas para nomear variáveis, métodos e classes Na linguagem Java, o identificador sempre começa por letra, sublinhado(_) ou cifrão ($) Não

Leia mais

Tipos de Dados Dinâmicos

Tipos de Dados Dinâmicos Tipos de Dados Dinâmicos Manipular uma lista de nomes de alunos: como? Tipo de dados Registo com: nome notas de trabalhos assiduidade nota final Representação para a Lista???? MP II, 2006/2007 p.1/20 Hipótese

Leia mais

Conceitos Básicos Linguagem C

Conceitos Básicos Linguagem C Conceitos Básicos Linguagem C PROF. MAURÍCIO A DIAS MACDIASPAE@GMAIL.COM 2 Método Método básico para construção de algoritmos 1. Compreender completamente o problema a ser resolvido, se possível dividindo

Leia mais

Introdução a Programação

Introdução a Programação Introdução a Programação Prof. André Gustavo Duarte de Almeida andre.almeida@ifrn.edu.br docente.ifrn.edu.br/andrealmeida Aula 02 Primeiro Programa Roteiro Primeiros Passos Variáveis Expressões Comandos

Leia mais

Conjunto (set) O tipo estruturado set representa, em Pascal, um conjunto de objectos de um dado tipo;

Conjunto (set) O tipo estruturado set representa, em Pascal, um conjunto de objectos de um dado tipo; Conjunto (set) O tipo estruturado set representa, em Pascal, um conjunto de objectos de um dado tipo; O tipo de dados tem por base um tipo simples (enumerável); Na verdade, um set representa o conjunto

Leia mais

Objectivos. Introdução à programação Macros em Microsoft Excel Introdução ao Visual Basic para Aplicações (VBA)

Objectivos. Introdução à programação Macros em Microsoft Excel Introdução ao Visual Basic para Aplicações (VBA) Objectivos Introdução à programação Macros em Microsoft Excel Introdução ao Visual Basic para Aplicações (VBA) Vantagens da programação Eficiência em operações repetitivas Melhor clarividência na decomposição

Leia mais

11 - Estrutura de um programa em C

11 - Estrutura de um programa em C 11 - Estrutura de um programa em C directivas para o compilador { main ( ) declarações instruções } -É possível utilizar comentários, exemplo: /* Comentário */ que não são traduzidos pelo compilador, pois

Leia mais

Análise Semântica: Verificação de Tipos

Análise Semântica: Verificação de Tipos Análise Semântica: Verificação de Tipos Introdução Verifica se as construções sintaticamente corretas possuem significado lógico dentro da linguagem Verifica a consistência da declaração e uso dos identificadores

Leia mais

DELPHI Curso Extensão. walter Prof. Walter Gima

DELPHI Curso Extensão. walter Prof. Walter Gima DELPHI Curso Extensão walter _gima@yahoo.com.br Prof. Walter Gima DELPHI 7 Ementa do Curso Introdução ao Delphi. Ambiente de programação. Sintaxe e estrutura de linguagem. Uso de projetos units e formulários,

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I IEC012. Linguagem C - Guia de bolso - Prof. César Melo

Algoritmos e Estruturas de Dados I IEC012. Linguagem C - Guia de bolso - Prof. César Melo Algoritmos e Estruturas de Dados I IEC012 Linguagem C - Guia de bolso - Prof. César Melo Histórico A linguagem C é uma linguagem de programação inventada na década de 1970 por Dennis Ritchie Brian Kennigaham.

Leia mais

Exercícios Repetição. 8.3 Exercícios

Exercícios Repetição. 8.3 Exercícios Curso de Graduação em Ciência da Computação Disciplina: Algoritmos Professor: Marcelo Cendron Exercícios Repetição 8.3 Exercícios 1. Faça um programa utilizando o comando while, que fica lendo números

Leia mais

Roteiro para Aula 1 de laboratório. 1) Mostrar estrutura básica de um código em Fortran. algoritmo. program nome_da_codificacao.

Roteiro para Aula 1 de laboratório. 1) Mostrar estrutura básica de um código em Fortran. algoritmo. program nome_da_codificacao. Universidade do Estado do Rio de Janeiro Instituto de Física Armando Dias Tavares Departamento de Física Aplicada e Termodinâmica Laboratório de Física Computacional/IF Roteiro para Aula 1 de laboratório

Leia mais

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java Linguagem Java Objetivos Compreender como desenvolver algoritmos básicos em JAVA Aprender como escrever programas na Linguagem JAVA baseando-se na Linguagem Portugol aprender as sintaxes equivalentes entre

Leia mais

Pseudocódigo. Regras para nomear um algoritmos: Variáveis. Exemplo: Exemplo: Exemplo: O valor do dolar; O peso de uma pessoa;

Pseudocódigo. Regras para nomear um algoritmos: Variáveis. Exemplo: Exemplo: Exemplo: O valor do dolar; O peso de uma pessoa; Pseudocódigo Português estruturado Mais formal e estruturado Facilidade de compreensão /* Algoritmo que descreve os passos para trocar uma lâmpada */ comentário Algoritmo TrocaLampada nome do algoritmo

Leia mais

Variáveis Tipos de Dados. APROG (Civil) Aula 2

Variáveis Tipos de Dados. APROG (Civil) Aula 2 Variáveis Tipos de Dados APROG () Aula 2 Conteúdo Conceito de Variável Declaração de variáveis Tipos de Dados Operação de Atribuição Uso de Constantes 2 Variáveis Uma variável é uma localização de memória

Leia mais

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO - LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO II REVISÃO POO

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO - LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO II REVISÃO POO REVISÃO POO INTRODUÇÃO À LINGUAGEM JAVA CRIANDO CLASSES EM JAVA Convenção de Nomes em Java Classes iniciam com letras maiúsculas Métodos, atributos e variáveis locais iniciam com minúsculas. Declaração

Leia mais

Aula de hoje. Expressões. Expressões. Expressões. Exemplos. Programa em Python. SCC Introdução à Programação para Engenharias

Aula de hoje. Expressões. Expressões. Expressões. Exemplos. Programa em Python. SCC Introdução à Programação para Engenharias SCC 124 - Introdução à Programação para Engenharias Expressões Professor: André C. P. L. F. de Carvalho, ICMC-USP Pos-doutorando: Isvani Frias-Blanco Monitor: Henrique Bonini de Britto Menezes Aula de

Leia mais

PROGRAMAS BÁSICOS EM C++ Disciplina: Introdução à Ciência da Computação Prof. Modesto Antonio Chaves Universidade estadual do Sudoeste da Bahia

PROGRAMAS BÁSICOS EM C++ Disciplina: Introdução à Ciência da Computação Prof. Modesto Antonio Chaves Universidade estadual do Sudoeste da Bahia PROGRAMAS BÁSICOS EM C++ Disciplina: Introdução à Ciência da Computação Prof. Modesto Antonio Chaves Universidade estadual do Sudoeste da Bahia Calculo da área de um triângulo Algoritmo Área Var base,

Leia mais

Instituto Superior de Engenharia de Lisboa

Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Introdução à Programação (PG) Docente: Pedro Viçoso Fazenda (pfazenda@cedet.isel.ipl.pt) Professor Responsável: Pedro Alexandre Pereira (palex@cc.isel.ipl.pt)

Leia mais

Elementos básicos das linguagens de programação

Elementos básicos das linguagens de programação Elementos básicos das linguagens de programação Objetivos: Apresentar os últimos elementos básicos das linguagens de programação Elementos básicos já estudados Entrada (read, readln) Saída (write, writeln)

Leia mais

Arquitetura Von Neumann Dados e instruções são obtidos da mesma forma, simplificando o desenho do microprocessador;

Arquitetura Von Neumann Dados e instruções são obtidos da mesma forma, simplificando o desenho do microprocessador; 1 Microprocessador Um microprocessador é um circuito eletrônico capaz de realizar diversas tarefas conforme os comandos específicos. Para isso ele deve ler esses comandos da memória de programa (ROM) e

Leia mais

Linguagem C: Introdução

Linguagem C: Introdução Linguagem C: Introdução Linguagem C É uma Linguagem de programação genérica que é utilizada para a criação de programas diversos como: Processadores de texto Planilhas eletrônicas Sistemas operacionais

Leia mais

Universidade de Mogi das Cruzes Implementação Orientada a Objetos - Profª. Danielle Martin. Guia da Sintaxe do Java

Universidade de Mogi das Cruzes Implementação Orientada a Objetos - Profª. Danielle Martin. Guia da Sintaxe do Java Guia da Sintaxe do Java TIPOS PRIMITIVOS DE DADOS DO JAVA São os tipos nativos de dados do Java, que podem ser usados na declaração de atributos, variáveis, parâmetros. Tipo primitivo Tamanho Valor padrão

Leia mais

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 29 de agosto de 2008

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 29 de agosto de 2008 Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 29 de agosto de 2008 Introdução O objetivo desta aula prática é exercitar comandos de entrada e saída simples

Leia mais

Referências. Linguagem C. Tipos de variáveis em XC8. Tipos de variáveis. Tipos de variáveis em XC 8 Exemplo. Radicais numéricos em C

Referências. Linguagem C. Tipos de variáveis em XC8. Tipos de variáveis. Tipos de variáveis em XC 8 Exemplo. Radicais numéricos em C Referências Linguagem C Jun Okamoto Jr. Kernighan, Brian W. and Ritchie, Dennis M. The C Programming Language (ANSI C); Prentice Hall; 2ª Edição; 1988 Microchip Technology Inc. MPLAB XC8 C Compiler User

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E MATEMÁTICA APLICADA. DIM0320 Algoritmos e Programação de Computadores

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E MATEMÁTICA APLICADA. DIM0320 Algoritmos e Programação de Computadores UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E MATEMÁTICA APLICADA DIM0320 Algoritmos e Programação de Computadores #VARIÁVEIS #TIPOS DE DADOS E L I EZ I O S O A R ES E L I EZ

Leia mais

Variáveis Compostas Heterogêneas. Variável Composta Heterogênea. Variável Composta Heterogênea

Variáveis Compostas Heterogêneas. Variável Composta Heterogênea. Variável Composta Heterogênea Variáveis Compostas Heterogêneas Variável Composta Heterogênea Conjunto de dados logicamente relacionados, mas de tipos diferentes. Também chamada de registro. Variável Composta Heterogênea 1 Declaração

Leia mais

Noções de algoritmos - Aula 1

Noções de algoritmos - Aula 1 Noções de algoritmos - Aula 1 Departamento de Física UFPel Definição de algoritmo Sequência ordenada e finita de operações para a realização de uma tarefa. Tarefa: Experimento de Física I. Passo 1: Reunir

Leia mais

Introdução à Linguagem C++

Introdução à Linguagem C++ Introdução à Linguagem C++ C++: Definição C++ C A Linguagem de Programação C++ pode ser definida como uma extensão da Linguagem C; Todo código de programação em Linguagem C pode a priori ser compilado

Leia mais

AULA TEÓRICA 3 Tema 2. Introdução a programação em Java (JVM, JDK)

AULA TEÓRICA 3 Tema 2. Introdução a programação em Java (JVM, JDK) AULA TEÓRICA 3 Tema 2. Introdução a programação em Java (JVM, JDK) Ø LP Java. Estrutura de um programa em Java. Ø Conjunto de caracteres utilizado. Ø Identificadores. Ø Variáveis e constantes. Ø Tipos

Leia mais