Comunicaçãoentre processos: Mensagens

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Comunicaçãoentre processos: Mensagens"

Transcrição

1 Sistemas Distribuídos Comunicaçãoentre processos: Mensagens Nazareno Andrade Universidade Federal de Campina Grande 02/2008

2 Fundamentos Coordenando processos Construíndo sistemas Sistemas construídos 2

3 Fundamentos Coordenando processos Mensagens (e fluxos): UDP, TCP, MPI, Enfileiramento, Gossiping RPC e objetos distribuídos: RMI Mensagens vs. RPC Nomeação Sincronização e replicação Construíndo sistemas Sistemas construídos 3

4 Objetivos Dominar primitivas usadas para a comunicação entre processos Visão geral de paradigmas de comunicação entre processos 4

5 Fundamental: Mensagens e RPC/RMI Tudoéconstruídocom TCP e UDP Mensagens Diretocom primitivastcp ouudp Primitivasmaissofisticadas: MPI, enfileiramento, multicast, epidemias, boatos RPC/RMI Abstração de nível mais alto que mensagens 5

6 6

7 Transporte: TCP, UDP Tipicamente, um programador sólida com a camada de transporte As camadas inferiores são responsáveis por enviar dados brutos sem garantias de: Recebimento Ordem Integridade A camada de transporte torna isso tratável para nós 7

8 TCP vs. UDP Em resumo, confiabilidade vs. desempenho Propriedades do TCP não são sempre importantes 8

9 Antes de mais detalhes Lembremos 2 ou 3 coisas Camada de rede (no nosso caso IP): Responsável por comunicação best-effort de pacotes entre nós Pacotes podem seguir rotas diferentes ou não chegar Camada de transporte: Comunicação entre processos Multiplexamos a comunicação do IP com portas 9

10 As primitivas mais básicas da comunicação entre processos são send e receive Se são bloqueantes, a comunicação é síncrona Uma última abstração é o soquete: socket any port agreed port socket client Internet address = message other ports server Internet address =

11 UDP: como e pra quê UDP éo IP no nível do transporte Transmissão de datagramas convertidos em pacotes Checksum opcional Nenhuma garantia de chegada ou ordenação Não há retransmissão 11

12 Primitivas UDP Send() um datagrama, pode ser não-bloqueante Receive() bloqueante de um datagrama Recebe de qualquer fonte Pode ter um timeout de espera Mensagens são enviadas quando dadas ao IP e são postas em um buffer de recebimento no destino até o receive() O que pode dar errado aqui? 12

13 Traduzindoemum modelo Mensagens podem ser perdidas Nos buffers, por exemplo A comunicação está sujeita a falhas de omissão Mensagens podem sair de ordem Seguindo caminhos diferentes no roteamento IP A comunicação está desordenamento das msgs Isso nos diz algo sobre que tipo de sistemas devemos construir sobre o UDP 13

14 O UDP éútil! Um monte de problemas pode ser solucionado no modelo UDP DNS, DCHP, traceroute, SNMP, NTP Transmissão de vídeo Transmissão de áudio Utilização eficiente de banda em alto desempenho... 14

15 Exemplo UDP 15

16 TCP: como e para quê TCP soma ao IP Confiabilidade Fluxos de dados (em conexões) Segmentação automática dos fluxos em pacotes Garantias com retransmissões, ordenação e checksums Controle de fluxo Buffering (TCP éuma mãe) A que custo? O que disso poderia ser feito sobre UDP? Haveria ganhos? 16

17 Primitivas TCP accept() e connect() estabelecem uma conexão send() e receive() de bytes, não de datagramas Abstraem: Tamanhos de mensagem Perdas de mensagens Diferenças na velocidade de envio e recebimento (fluxo) Duplicação e ordenação de mensagens Destino das mensagens! (outro lado da conexão) 17

18 E o modelo disso? Não há falhas de omissão ou desordenação de mensagens Timeouts escondem de você que o mundo é assíncrono Há falhas de fail-stop Mas quando a conexão cai, falhou o canal ou o processo? Processos não detectam imediatamenteque mensagem não foi recebida Têm que esperar o ack não vir 18

19 Exemplo TCP 19

20 Quando TCP, quando UDP Comparemos quem usa um e outro: UDP: grupo 1: NTP, DHCP, DCP grupo 2: vídeo e áudio TCP: HTTP, FTP, SMTP Fora isso, hoje em dia, se usa UDP para driblar segurança que visa TCP NATs e alguns firewalls 20

21 Primitivas mais apropriadas para desenvolvedores send() e receive() são primitivas Comumente, émais conveniente usar abstrações de nível mais alto: Comunicação 1 N Multicast Comunicação eficiente em grupo MPI Observer-like Enfileiramento Disseminação de informação Protocolos epidêmicos... (Pra não falar em RPC/RMI) 21

22 Message Passing Interface: por que Queremos simular uma placa de ferro recebendo calor de duas fontes Dividimos a placa em pedaços, pedaços em processadores Simula t em um pedaço, comunica resultado com vizinhos Até estabilizar Que tipos de primitiva são úteis para computação paralela? E se queremos poder rodar a aplicação em clusters de qualquer tamanho? E se fôssemos físicos? 22

23 MPI: O queé Antes de MPI, mil empresas forneciam mil bibliotecas MPI éum padrãopara o desenvolvimento de aplicações paralelas com passagem de mensagens Émuitousado Hoje existem mil implementações do padrão Tudo que uma aplicação paralela pode querer: Comunicação ponto-a-ponto transparente, comunicação em grupo, abstrações para escrever aplicações portáveis... 23

24 Uma idéia O básico para cada processo: MPI_INIT MPI_FINALIZE MPI_COMM_SIZE MPI_COMM_RANK MPI_SEND MPI_RECV MPI_BCAST MPI_REDUCE 24

25 int main( int argc, char *argv[]){ int n, myid, numprocs, i; double mypi, pi, h, sum, x; MPI_Init(&argc,&argv); MPI_Comm_size(MPI_COMM_WORLD,&numprocs); MPI_Comm_rank(MPI_COMM_WORLD,&myid); if (myid == 0) { printf("enter the number of intervals: (0 quits) "); scanf("%d",&n); } MPI_Bcast(&n, 1, MPI_INT, 0, MPI_COMM_WORLD); if (n == 0) break; else { h = 1.0 /(double) n; sum = 0.0; for (i = myid + 1; i <= n; i += numprocs) { x = h *((double)i-0.5); sum += (4.0/(1.0 + x*x)); } mypi = h * sum; MPI_Reduce(&mypi, &pi, 1, MPI_DOUBLE, MPI_SUM, 0, MPI_COMM_WORLD); if (myid == 0) printf("pi is approximately %.16f, Error is %.16f\n", pi, fabs(pi - PI25DT)); } } MPI_Finalize(); 25 return 0; }

26 Mais algumas primitivas MPI MPI_send bloqueia até msg estar em buffer para envio MPI_Ssend bloqueia até destino receber mensagem MPI_Rsend dispensa handshake e é mais eficiente Sópode ser chamada se destino estáem receive() Isso dáuma idéia do mundo da otimização de comunicação... 26

27 Enfileiramento (Message queueing) E se queremos comunicação com o mínimo possível de acoplamento entre partes que se comunicam? Não quero saber a interface dos componentes láfora Não quero saber se os componentes estão online ou não Não quero bloquear até eles receberem a mensagem Mas quero comunicação confiável! é assim Sistemas baseados em publish/subscribe podem ser assim 27

28 Usode enfileiramento O princípio é que clientes põem mensagens em filas Filas são persistentes, implementadas por servidores Destinos lêem mensagens de suas filas Serve para aplicações pouquíssimo acopladas E.g.: Conectar diversas operações legadas Comunicação assíncrona e confiável: entre apps. Implementado com Message Oriented Middleware: IBM WebSphere MQ, Java Messaging Service, JBoss Messaging Admin instala e administra filas, aplicações usam-nas para se comunicar 28

29 29

30 public class Chat implements javax.jms.messagelistener{ /* Run the Chat client */ public static void main(string [] args){ try{ // args[0]=topicname; args[1]=username; args[2]=password Chat chat = new Chat(args[0],args[1],args[2]); // Read from command line BufferedReader commandline = new java.io.bufferedreader(new InputStreamReader(System.in)); // Loop until the word "exit" is typed while(true){ String s = commandline.readline( ); if (s.equalsignorecase("exit")){ chat.close( ); System.exit(0); } else chat.writemessage(s); } } catch (Exception e){ e.printstacktrace( ); } (...) } 30

31 public Chat(String topicname, String username, String password) throws Exception { InitialContext jndi = new InitialContext(env); // Look up a JMS connection factory TopicConnectionFactory confactory = (TopicConnectionFactory)jndi.lookup("TopicConnectionFactory"); // Create a JMS connection TopicConnection connection = confactory.createtopicconnection(username,password); // Create two JMS session objects TopicSession pubsession = connection.createtopicsession(false, Session.AUTO_ACKNOWLEDGE); TopicSession subsession = connection.createtopicsession(false, Session.AUTO_ACKNOWLEDGE); // Look up a JMS topic Topic chattopic = (Topic)jndi.lookup(topicName); // Create a JMS publisher and subscriber TopicPublisher publisher = pubsession.createpublisher(chattopic); TopicSubscriber subscriber = subsession.createsubscriber(chattopic); // Set a JMS message listener subscriber.setmessagelistener(this); } // Start the JMS connection; allows messages to be delivered connection.start( ); 31

32 /* Receive message from topic subscriber */ public void onmessage(message message) { try { TextMessage textmessage = (TextMessage) message; String text = textmessage.gettext( ); System.out.println(text); } catch (JMSException jmse){ jmse.printstacktrace( ); } } /* Create and send message using topic publisher */ protected void writemessage(string text) throws JMSException{ TextMessage message = pubsession.createtextmessage( ); message.settext(username+" : "+text); publisher.publish(message); } 32

33 Multicast Comunicação 1 vários A priori, existe no nível da rede (IP Multicasting) Quando tudo está configurado e permitido Geralmente éfeito sobre UDP Processos entram em um grupo de multicast tudo que éenviado para o grupo érecebido por todos nele Temos que limitar o alcance do multicast Freqüentemente, fazemos no nível da aplicação Note que broadcast é um caso particular de multicast Broad/Multicast confiável e ordenado é uma primitiva poderosa 33

34 Exemplo com multicast 34

35 Boatos e Epidemias como algo útil Problema: Muitos nós, uma informação que precisa ser difundida a todos periodicamente Solução 1: broadcasts o tempo todo O que émelhor que isso? E se eunão conheço a topologia da rede? 35

36 Boatos e epidemias Boatos e epidemias são duas coisas que se espalham eficientemente em topologias desconhecidas Essencialmente, boatos == epidemias 36

37 Protocolo básico de boato De aplicação pra aplicação: Escolha de nós Informação a ser trocada Consolidação da informação Em geral, espalha informação em o(log(n)) rounds, independente de N 37

38 Exemplos com epidemias e boatos Disseminação éo uso básico, mas existe mais um mundo láfora Disseminação da informação: Roteamento IP Gerência de recursos: Quem éo servidor mais carregado no sistema? Visão comum para detecção de falhas Computação: Se a cada rodada, v i, v k (v i + v k )/2, alguma hora v k seráa média para todos os nós A partir disso, podemos estimar o tamanho de um sistema! 38

39 Onde estamos Mensagens Primitivas básicas para envio e recebimento Paradigmas mais sofisticados RPCe RMI 39

40 RPC (e RMI) Outra apresentação 40

41 RPC vs. Mensagens RPC ou RMI: Transparências Facilidade de programação Semântica clara Sincronismo na comunicação Mensagens: Eficiência Síncrono ou assíncrono Heterogeneidade de plataformas e versões 41

42 Recapitulando Mensagens (e fluxos) UDP TCP MPI Enfileiramento Gossiping RPC e objetos distribuídos: RMI Mensagens vs. RPC 42

43 Mais sobre esse assunto Mundo UDP/TCP: RCP, umamodificação do TCP para otimizar tempo de download Como o Skype usa UDPpara contornar NATs MPI: Como rodar uma aplicação MPI em um sóprocessador para testá-la Enfileiramento: Apache ActiveMQ, JMS Gossiping: Introdução ao tema 43

A interface de uma mensagem é extremamente flexível e permite várias formas de customização de conteúdo. Figura 1 - Tipos de Mensagens JMS

A interface de uma mensagem é extremamente flexível e permite várias formas de customização de conteúdo. Figura 1 - Tipos de Mensagens JMS Programando com Java Artigo http://mballem.wordpress.com/ Chat JMS com ActiveMQ Java Message Service Autor Marcio Ballem: é formado em Sistemas de Informação e possui certificação Oracle Certified Professional,

Leia mais

UNIVERSIDADE. Sistemas Distribuídos

UNIVERSIDADE. Sistemas Distribuídos UNIVERSIDADE Sistemas Distribuídos Ciência da Computação Prof. Jesus José de Oliveira Neto Comunicação Inter-Processos Sockets e Portas Introdução Sistemas distribuídos consistem da comunicação entre processos

Leia mais

Tópicos em Sistemas Distribuídos. Modelos de Comunicação

Tópicos em Sistemas Distribuídos. Modelos de Comunicação Tópicos em Sistemas Distribuídos Modelos de Comunicação Comunicação em SD Comunicação entre processos Sockets UDP/TCP Comunicação em grupo Broadcast Multicast Comunicação entre processos Conceitos básicos

Leia mais

Sistemas Distribuídos. Coulouris Capítulo 4

Sistemas Distribuídos. Coulouris Capítulo 4 Sistemas Distribuídos Coulouris Capítulo 4 Mensagens Para comunicar-se com outros processos, um processo envia uma MENSAGEM para um DESTINO; um outro processo nesse destino recebe a mensagem. As operações

Leia mais

Sistemas Distribuídos Comunicação entre Processos em Sistemas Distribuídos: Middleware de comunicação Aula II Prof. Rosemary Silveira F. Melo Comunicação em sistemas distribuídos é um ponto fundamental

Leia mais

Prof. Luiz Fernando Bittencourt MC714. Sistemas Distribuídos 2 semestre, 2013

Prof. Luiz Fernando Bittencourt MC714. Sistemas Distribuídos 2 semestre, 2013 MC714 Sistemas Distribuídos 2 semestre, 2013 Tipos de comunicação Middleware: serviço intermediário na comunicação de nível de aplicação. Fig. 67 Ex.: correio eletrônico Comunicação é persistente. Middleware

Leia mais

Comunicação Inter-Processos. Prof. Adriano Fiorese. Conceitos Iniciais

Comunicação Inter-Processos. Prof. Adriano Fiorese. Conceitos Iniciais Comunicação Inter-Processos Conceitos Iniciais 1 Características para Comunicação Inter-Processos. Passagem de Mensagem pode ser suportada por duas operações de comunicação (send e receive). A comunicação

Leia mais

Programação Paralela com Troca de Mensagens. Profa Andréa Schwertner Charão DLSC/CT/UFSM

Programação Paralela com Troca de Mensagens. Profa Andréa Schwertner Charão DLSC/CT/UFSM Programação Paralela com Troca de Mensagens Profa Andréa Schwertner Charão DLSC/CT/UFSM Sumário Modelo de programa MPI Comunicação em MPI Comunicadores Mensagens Comunicação ponto-a-ponto Comunicação coletiva

Leia mais

Curso de especialização em Teleinformática Disciplina Sistemas Distribuídos Prof. Tacla

Curso de especialização em Teleinformática Disciplina Sistemas Distribuídos Prof. Tacla - 1 - - 2 - COMUNICAÇÃO INTER PROCESSOS DISTRIBUÍDOS. - 3 - - 4 - Os sockets UDP e TCP são a interface provida pelos respectivos protocolos. Pode-se dizer que estamos no middleware de sistemas distribuídos

Leia mais

Tutorial JMS com ActiveMQ Nível: Introdutório Autor: José Damico (jdamico@br.ibm.com) IBM Data: 26 de novembro de 2006

Tutorial JMS com ActiveMQ Nível: Introdutório Autor: José Damico (jdamico@br.ibm.com) IBM Data: 26 de novembro de 2006 Tutorial JMS com ActiveMQ Nível: Introdutório Autor: José Damico (jdamico@br.ibm.com) IBM Data: 26 de novembro de 2006 O objetivo deste tutorial é oferecer uma documentação básica passo-a-passo e um exemplo

Leia mais

Parte da Tarefa. Parte da Tarefa. Parte da Tarefa SEND RECEIVE SEND RECEIVE

Parte da Tarefa. Parte da Tarefa. Parte da Tarefa SEND RECEIVE SEND RECEIVE Produto Escalar com MPI-2 (C++) Aula Sistemas Distribuídos Prof. Dr. Marcelo Facio Palin profpalin@gmail.com 1 1 O que é Paralelismo? Conceitos Paralelismo é uma técnica usada em tarefas grandes e complexas

Leia mais

Arquitecturas Paralelas I Computação Paralela em Larga Escala. Passagem de Mensagens

Arquitecturas Paralelas I Computação Paralela em Larga Escala. Passagem de Mensagens Arquitecturas Paralelas I Computação Paralela em Larga Escala LESI/LMCC - 4º/5º Ano Passagem de Mensagens João Luís Ferreira Sobral Departamento do Informática Universidade do Minho Novembro 2004 Passagem

Leia mais

Programação com sockets (em Java)

Programação com sockets (em Java) com sockets (em Java) Prof. Dr. Julio Arakaki Depto. Ciência da 1 Comunicação entre processos // aplicações - é um dos mecanismos mais utilizados - Java oferece modos de utilização:. TCP ( Transmission

Leia mais

Comunicação em Sistemas Distribuídos. Conceitos: Paradigma C/S. Conceitos: Paradigma C/S. Paradigma Cliente/Servidor

Comunicação em Sistemas Distribuídos. Conceitos: Paradigma C/S. Conceitos: Paradigma C/S. Paradigma Cliente/Servidor Comunicação em Sistemas Distribuídos Paradigma / Os processos em um SD estão lógica e fisicamente separados. Precisam se comunicar para que possam interagir O desempenho de um SD depende criticamente do

Leia mais

Invocação de Métodos Remotos RMI (Remote Method Invocation)

Invocação de Métodos Remotos RMI (Remote Method Invocation) Invocação de Métodos Remotos RMI (Remote Method Invocation) Programação com Objetos Distribuídos Um sistema de objetos distribuídos permite a operação com objetos remotos A partir de uma aplicação cliente

Leia mais

Message Driven Beans. Apresentação. Introdução Implementação de MDBs Deployment no JBoss Java Messaging Service Exemplo

Message Driven Beans. Apresentação. Introdução Implementação de MDBs Deployment no JBoss Java Messaging Service Exemplo Message Driven Beans Apresentação Introdução Implementação de MDBs Deployment no JBoss Java Messaging Service Exemplo 1 Introdução Message Driven Beans são EJBs que consomem mensagens enviadas para filas

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Prof. Adriano Avelar Site: www.adrianoavelar.com Email: eam.avelar@gmail.com Mecanismos de Comunicação Voltando ao exemplo da calculadora... Rede local

Leia mais

Sistemas Distribuídos Capítulos 3 e 4 - Aula 4

Sistemas Distribuídos Capítulos 3 e 4 - Aula 4 Sistemas Distribuídos Capítulos 3 e 4 - Aula 4 Aula passada Threads Threads em SDs Processos Clientes Processos Servidores Aula de hoje Clusters de Servidores Migração de Código Comunicação (Cap. 4) Fundamentos

Leia mais

Sistemas Distribuídos. Professora: Ana Paula Couto DCC 064

Sistemas Distribuídos. Professora: Ana Paula Couto DCC 064 Sistemas Distribuídos Professora: Ana Paula Couto DCC 064 Comunicação- Protocolos, Tipos, RPC Capítulo 4 Agenda Protocolos em Camadas Pilhas de Protocolos em Sistemas Distribuídos Tipos de Comunicação

Leia mais

Sistemas Distribuídos. Nomeação. Nazareno Andrade. Universidade Federal de Campina Grande 02/2008

Sistemas Distribuídos. Nomeação. Nazareno Andrade. Universidade Federal de Campina Grande 02/2008 Sistemas Distribuídos Nomeação Nazareno Andrade Universidade Federal de Campina Grande 02/2008 Fundamentos Coordenando processos Construíndo sistemas Sistemas construídos 2 Fundamentos Coordenando processos

Leia mais

Middleware Orientado a Mensagens Visão Geral Comunicação Gerenciamento de Filas Padrões e Produtos 1 Middleware Orientado a Mensagens RPC/RMI é inadequado para comunicação em alguns cenários de aplicação

Leia mais

Objetos Distribuídos - Programação Distribuída Orientado a Objetos. Luiz Affonso Guedes

Objetos Distribuídos - Programação Distribuída Orientado a Objetos. Luiz Affonso Guedes Objetos Distribuídos - Programação Distribuída Orientado a Objetos Luiz Affonso Guedes Introdução Conceitos básicos programação distribuída + programação orientada a objetos = Objetos distribuídos Motivação

Leia mais

Camada de Transporte. Bruno Silvério Costa

Camada de Transporte. Bruno Silvério Costa Camada de Transporte Bruno Silvério Costa Serviços Oferecidos à camada superior Camadas de rede, transporte e aplicação. Primitivas do Serviço de Transporte As primitivas para um serviço de transporte

Leia mais

Plataforma para Agentes

Plataforma para Agentes Plataforma para es JATLite - Java Template, Lite O que é o JATLite? http://java.stanford.edu/ http://www.fe.up.pt/~eol/aiad/jatlite/doc/index.html Pacote de programas em Java permitindo: rápida criação

Leia mais

Comunicação entre processos

Comunicação entre processos Comunicação entre processos Processo: um programa em execução num sistema terminal (host) Processos em sistemas distintos comunicam trocando mensagens Processo Cliente: processo que inicia a comunicação

Leia mais

Prof. Luís Rodolfo. Unidade III REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO

Prof. Luís Rodolfo. Unidade III REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO Prof. Luís Rodolfo Unidade III REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO Redes de computadores e telecomunicação Objetivos da Unidade III Apresentar as camadas de Transporte (Nível 4) e Rede (Nível 3) do

Leia mais

socket Objetivo: aprender a construir aplicações cliente/servidor que se comunicam usando sockets

socket Objetivo: aprender a construir aplicações cliente/servidor que se comunicam usando sockets Programação de Sockets Mário Meireles Teixeira. UFMA-DEINF Programação de Sockets Objetivo: aprender a construir aplicações cliente/servidor que se comunicam usando s API de Sockets: introduzida no UNIX

Leia mais

Sistemas Distribuídos Comunicação. Edeyson Andrade Gomes www.edeyson.com.br

Sistemas Distribuídos Comunicação. Edeyson Andrade Gomes www.edeyson.com.br Sistemas Distribuídos Comunicação Edeyson Andrade Gomes www.edeyson.com.br Roteiro da Aula Roteiro da Aula Comunicação entre Processos Protocolos Modelo OSI Modelo Cliente Servidor 3 Comunicação entre

Leia mais

Programação de Sockets

Programação de Sockets Programação de Sockets Objetivo: aprender a construir aplicações cliente/servidor que se comunicam usando sockets Socket API introduzida no BSD4.1 UNIX, 1981 explicitamente criados, usados e liberados

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Modelo Cliente-Servidor: comunicação orientada por mensagem e comunicação orientada por fluxo Prof. MSc. Hugo Souza Continuando o módulo 03 da primeira unidade, iremos abordar sobre

Leia mais

Aula 30 - Sockets em Java

Aula 30 - Sockets em Java Aula 30 - Sockets em Java Sockets Sockets são estruturas que permitem que funções de software se interconectem. O conceito é o mesmo de um soquete (elétrico, telefônico, etc...), que serve para interconectar

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Aula 5 Msc. Daniele Carvalho Oliveira Doutoranda em Ciência da Computação - UFU Mestre em Ciência da Computação UFU Bacharel em Ciência da Computação - UFJF Estrutura básica Uma aplicação

Leia mais

Passagem de Mensagens

Passagem de Mensagens Passagem de Mensagens Francisco José da Silva e Silva Laboratório de Sistemas Distribuídos (LSD) Departamento de Informática / UFMA http://www.lsd.deinf.ufma.br 22 de novembro de 2011 Francisco Silva (UFMA/LSD)

Leia mais

Cliente-servidor com Sockets TCP

Cliente-servidor com Sockets TCP Cliente-servidor com Sockets TCP Paulo Sérgio Almeida Grupo de Sistemas Distribuídos Departamento de Informática Universidade do Minho 2007/2008 c 2000 2007 Paulo Sérgio Almeida Cliente-servidor com Sockets

Leia mais

Comunicação entre Processos

Comunicação entre Processos Comunicação entre Processos Comunicação entre Processos - Sistemas Operacionais fornecem mecanismos para comunicação entre processos (IPC), tal como filas de mensagens, semáfaros e memória compartilhada.

Leia mais

FTP FILE F TRANSFER PROTOCOL. Tópicos

FTP FILE F TRANSFER PROTOCOL. Tópicos FTP FILE F TRANSFER PROTOCOL Tópicos Revisão da aplicação FTP Implementação simples em Java de uma conexão FTP Implementação simples em Java de um comando de transferência de arquivo Descrição dos exercícios

Leia mais

Sockets em Java. Leonardo R. Nunes - leonardo@sumersoft.com. 1. Introdução. 2. Sockets TCP/IP

Sockets em Java. Leonardo R. Nunes - leonardo@sumersoft.com. 1. Introdução. 2. Sockets TCP/IP Sockets em Java Leonardo R. Nunes - leonardo@sumersoft.com 1. Introdução A comunicação entre processos de software tornou-se indispensável nos sistemas atuais. O mecanismo mais utilizado atualmente para

Leia mais

Middleware de Aplicações Paralelas/Distribuídas

Middleware de Aplicações Paralelas/Distribuídas Computação Paralela Middleware de Aplicações Paralelas/Distribuídas João Luís Ferreira Sobral Departamento do Informática Universidade do Minho Outubro 2005 Principais aspectos a gerir pelo Middleware

Leia mais

MIDDLEWARE Aplicativos RMI, RPC e eventos Camadas Protocolo Requesição-Respostal Middleware Representação Externa dos Dados Sistemas Operacionais

MIDDLEWARE Aplicativos RMI, RPC e eventos Camadas Protocolo Requesição-Respostal Middleware Representação Externa dos Dados Sistemas Operacionais RMI JAVA MIDDLEWARE Aplicativos RMI, RPC e eventos Protocolo Requesição-Respostal Camadas Middleware Representação Externa dos Dados Sistemas Operacionais RMI REMOTE METHOD INVOCATION Invocação remota

Leia mais

Camada de Transporte. BCC361 Redes de Computadores Universidade Federal de Ouro Preto Departamento de Ciência da Computação

Camada de Transporte. BCC361 Redes de Computadores Universidade Federal de Ouro Preto Departamento de Ciência da Computação BCC361 Redes de Computadores Universidade Federal de Ouro Preto Departamento de Ciência da Computação Prof. Reinaldo Silva Fortes www.decom.ufop.br/reinaldo 2012/01 Camada Nome 5 Aplicação 4 Transporte

Leia mais

Camada de Transporte. Agenda. Tópicos. Serviços oferecidos... O serviço de transporte

Camada de Transporte. Agenda. Tópicos. Serviços oferecidos... O serviço de transporte BCC361 Redes de Computadores Universidade Federal de Ouro Preto Departamento de Ciência da Computação Prof. Reinaldo Silva Fortes www.decom.ufop.br/reinaldo 2012/01 Camada Nome 5 Aplicação 4 Transporte

Leia mais

Utilização do Appia. Tolerância a Faltas Distribuída 2003/04. Nuno Carvalho nunomrc@di.fc.ul.pt

Utilização do Appia. Tolerância a Faltas Distribuída 2003/04. Nuno Carvalho nunomrc@di.fc.ul.pt Utilização do Appia Tolerância a Faltas Distribuída 2003/04 Nuno Carvalho nunomrc@di.fc.ul.pt Appia Framework para execução e composição de protocolos. Comunicação efectuada por eventos Entre camadas e

Leia mais

Redes de Computadores Preparatório para Concursos de TI

Redes de Computadores Preparatório para Concursos de TI Redes de Computadores Preparatório para Concursos de TI Prof. Bruno Guilhen Protocolos da Camada de Transporte TCP protocolo de Controle de Transmissão Confiável; Orientado à conexão com Controle de Fluxo;

Leia mais

Programação Paralela e Distribuída. Prof. Cidcley T. de Souza

Programação Paralela e Distribuída. Prof. Cidcley T. de Souza Programação Paralela e Distribuída Prof. Cidcley T. de Souza Conteúdo Parte I Introdução aos Sockets Tipos de Sockets Classes Java: InetAddress, Datagram Sockets, Stream Sockets, Output e Input Classes

Leia mais

Threads e Sockets em Java. Threads em Java. Programas e Processos

Threads e Sockets em Java. Threads em Java. Programas e Processos Threads em Java Programas e Processos Um programa é um conceito estático, isto é, um programa é um arquivo em disco que contém um código executável por uma CPU. Quando este programa é executado dizemos

Leia mais

Programação em Rede Baseada em Java. Luiz Affonso Guedes Tópicos em Redes de Computadores Programação Distribuída www.dca.ufrn.

Programação em Rede Baseada em Java. Luiz Affonso Guedes Tópicos em Redes de Computadores Programação Distribuída www.dca.ufrn. Programação em Rede Baseada em Java Luiz Affonso Guedes Tópicos em Redes de Computadores Programação Distribuída www.dca.ufrn.br/~affonso/cursos Definiçõs Básicas Uma rede é um conjunto de computadores

Leia mais

Java Message Service (JMS)

Java Message Service (JMS) J530 - Enterprise JavaBeans Java Message Service (JMS) Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br 1 Introdução O objetivo deste capítulo é apresentar uma introdução ao modelo de comunicações baseado

Leia mais

Middleware Orientado a Mensagens (MOM)

Middleware Orientado a Mensagens (MOM) Middleware Orientado a Mensagens Visão Geral RPC/RMI é inadequado para comunicação em alguns cenários de aplicação Cliente e servidor precisam estar ativos durante a comunicação Implica em espera para

Leia mais

Programação de sockets com TCP

Programação de sockets com TCP Programação de sockets Objetivo: aprender a construir aplicações cliente-servidor que se comunicam usando sockets SOCKET = API (Application Program Interface) Introduzida no BSD4.1 UNIX, 1981 * Explicitamente

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Redes de Computadores Redes de Computadores 2 1 Multiplexação e Desmultiplexação Acontece entre vários módulos na estrutura de SW de comunicação A nível de interface de rede: IP Interface

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS COLEGIADO DE INFORMÁTICA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS COLEGIADO DE INFORMÁTICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS COLEGIADO DE INFORMÁTICA Disciplina: Redes de Computadores Ano: 2007 Professor: Luiz Antonio Trabalho 1º Bimestre Cliente/Servidor

Leia mais

Comunicação via Sockets. Prof. Orlando Loques - IC/UFF. versão 26-04-2001

Comunicação via Sockets. Prof. Orlando Loques - IC/UFF. versão 26-04-2001 Comunicação via Sockets Prof. Orlando Loques - IC/UFF versão 26-04-2001 Referências: - Slides Prof. Alexandre Sztajnberg, UERJ - Capítulo 15, Applied Operating System Concepts, Silberschatz & Galvin; Wiley

Leia mais

Comunicação em Sistemas Distribuídos

Comunicação em Sistemas Distribuídos Comunicação em Sistemas Distribuídos A diferença mais importante entre os Sistemas Distribuídos e os Sistemas Uniprocessadores é a comunicação inter-processo. Nos uniprocessadores esta comunicação é feita

Leia mais

Capítulo 7 CAMADA DE TRANSPORTE

Capítulo 7 CAMADA DE TRANSPORTE Capítulo 7 CAMADA DE TRANSPORTE SERVIÇO SEM CONEXÃO E SERVIÇO ORIENTADO À CONEXÃO Serviço sem conexão Os pacotes são enviados de uma parte para outra sem necessidade de estabelecimento de conexão Os pacotes

Leia mais

JMS. Java Message Service

JMS. Java Message Service JMS Autoria Autoria Fábio Cecin (1a versão) Versão V3.2, junho de 2013 C. Geyer Referências Referências: The JMS Tutorial após versão 1.4 do JEE em capítulo do tutorial JEE da Sun v.1.5 (JEE): até v. 1.3:

Leia mais

COMUNICAÇÃO INTER-PROCESSOS JAVA RMI e RPC. Prof. Cesar Augusto Tacla http://www.dainf.ct.utfpr.edu.br/~tacla

COMUNICAÇÃO INTER-PROCESSOS JAVA RMI e RPC. Prof. Cesar Augusto Tacla http://www.dainf.ct.utfpr.edu.br/~tacla PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ COMUNICAÇÃO INTER-PROCESSOS JAVA RMI e RPC Prof. Cesar Augusto Tacla http://www.dainf.ct.utfpr.edu.br/~tacla 1 1. Conceitos Básicos a. Invocação remota (RPC/RMI)

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Prof. Adriano Avelar Site: www.adrianoavelar.com Email: eam.avelar@gmail.com Relembrando... Mecanismos de Comunicação Middleware Cenário em uma rede Local

Leia mais

Sockets com Java Parte I

Sockets com Java Parte I Sockets com Java Parte I Neste artigo veremos como desenvolver aplicações em Java que podem comunicar-se via rede local ou via internet, usando sockets. Leia mais em: Sockets com Java Parte I http://www.devmedia.com.br/sockets-com-java-parte-i/

Leia mais

1 a. Sumário. 1. Conceitos Básicos a. Invocação remota (RPC/RMI) b. Semântica de invocação remota c. Invocação remota de métodos (RMI)

1 a. Sumário. 1. Conceitos Básicos a. Invocação remota (RPC/RMI) b. Semântica de invocação remota c. Invocação remota de métodos (RMI) PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ COMUNICAÇÃO INTER-PROCESSOS JAVA RMI e RPC Prof. Cesar Augusto Tacla http://www.dainf.ct.utfpr.edu.br/~tacla 1. Conceitos Básicos a. Invocação remota (RPC/RMI)

Leia mais

Comunicação entre Processos

Comunicação entre Processos Comunicação entre Processos Comunicação memória compartilhada troca de mensagens base de comunicação em sistemas distribuídos Mensagens básicas send (destino, msg) receive (origem, mensagem) questões semântica

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS SISTEMAS DISTRIBUÍDOS CUP Disk Memoey CUP Memoey Disk Network CUP Memoey Disk Comunicação em Sistemas Distribuídos Sumário Modelo Cliente e Servidor Troca de Mensagens Remote Procedure Call Comunicação

Leia mais

P L A N O D E D I S C I P L I N A

P L A N O D E D I S C I P L I N A INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA CAMPUS SÃO JOSÉ SC CURSO TÉCNICO EM TELECOMUNICAÇÕES / REDES DE COMPUTADORES P L A N O D E D I S C I P L I N A DISCIPLINA: Redes de Computadores Carga Horária: 95 HA

Leia mais

Camada de Transporte. Prof. Leonardo Barreto Campos

Camada de Transporte. Prof. Leonardo Barreto Campos Camada de Transporte 1 Sumário Introdução; Serviços oferecidos à camada superior; Multiplexação e Demultiplexação; UDP; TCP; Controle de Congestionamento; Controle de Congestionamento do TCP; 2/62 Introdução

Leia mais

3. Comunicação em Sistemas Distribuídos

3. Comunicação em Sistemas Distribuídos 3. Comunicação em 3.1.Troca de mensagens As mensagens são objetos de dados cuja estrutura e aplicação são definidas pelas próprias aplicações que a usarão. Sendo a troca de mensagens feita através de primitivas

Leia mais

Sistemas Distribuídos. Professora: Ana Paula Couto DCC 064

Sistemas Distribuídos. Professora: Ana Paula Couto DCC 064 Sistemas Distribuídos Professora: Ana Paula Couto DCC 064 Comunicação orientada a Mensagem, Comunicação orientada a Fluxo Capítulo 4 Agenda Comunicação orientada a mensagem Comunicação transiente: MPI

Leia mais

A Camada de Transporte

A Camada de Transporte A Camada de Transporte Romildo Martins Bezerra CEFET/BA s de Computadores II Funções da Camada de Transporte... 2 Controle de conexão... 2 Fragmentação... 2 Endereçamento... 2 Confiabilidade... 2 TCP (Transmission

Leia mais

Java Spaces Exemplos

Java Spaces Exemplos Java Spaces Exemplos Programação com Objetos Distribuídos (C. Geyer) Java Spaces - Exemplos V0 1 Autoria! Autores! Local " Cláudio Geyer " Instituto de Informática " UFRGS " disciplina: Programação com

Leia mais

Sistemas Distribuídos RPC x RMI. Edeyson Andrade Gomes www.edeyson.com.br

Sistemas Distribuídos RPC x RMI. Edeyson Andrade Gomes www.edeyson.com.br Sistemas Distribuídos RPC x RMI Edeyson Andrade Gomes www.edeyson.com.br Roteiro da Aula Chamada Remota a Procedimento Definição Passagem de Parâmetros STUBS Semântica de Falhas 2 RPC Chamada Remota a

Leia mais

Prof. Manuel A Rendón M

Prof. Manuel A Rendón M Prof. Manuel A Rendón M Tanenbaum Redes de Computadores Cap. 1 e 2 5ª. Edição Pearson Padronização de sistemas abertos à comunicação Modelo de Referência para Interconexão de Sistemas Abertos RM OSI Uma

Leia mais

CAMADA DE TRANSPORTE

CAMADA DE TRANSPORTE Curso Técnico de Redes de Computadores Disciplina de Fundamentos de Rede CAMADA DE TRANSPORTE Professora: Juliana Cristina de Andrade E-mail: professora.julianacrstina@gmail.com Site: www.julianacristina.com

Leia mais

Olho por olho, e o mundo acabará cego. Mohandas Gandhi

Olho por olho, e o mundo acabará cego. Mohandas Gandhi Sockets Olho por olho, e o mundo acabará cego. Mohandas Gandhi Conectando-se a máquinas remotas. Protocolo Da necessidade de dois computadores se comunicarem surgiram diversos protocolos que permitissem

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores TCP/IP Fabricio Breve Fundamentos Atualmente é o protocolo mais usado em redes locais Principal responsável: Popularização da Internet Mesmo SOs que antigamente só suportavam seu

Leia mais

Mecanismos de Comunicação. Sockets em java (http://java.sun.com/docs/books/tutorial/networking/sockets/)

Mecanismos de Comunicação. Sockets em java (http://java.sun.com/docs/books/tutorial/networking/sockets/) Mecanismos de Comunicação Sockets em java (http://java.sun.com/docs/books/tutorial/networking/sockets/) Sockets o que é? Um socket é um mecanismo de comunicação (dois sentidos) entre dois programas a funcionar

Leia mais

Camada de Transporte

Camada de Transporte Camada de Transporte Conceitos Básicos Redes de Computadores A. S. Tanenbaum Mário Meireles Teixeira. UFMA-DEINF Protocolos Protocolo: Conjunto de regras e formatos usados para comunicação entre entidades,

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUIDOS

SISTEMAS DISTRIBUIDOS 1 2 Caracterização de Sistemas Distribuídos: Os sistemas distribuídos estão em toda parte. A Internet permite que usuários de todo o mundo acessem seus serviços onde quer que possam estar. Cada organização

Leia mais

Distributed Systems Principles and Paradigms

Distributed Systems Principles and Paradigms Distributed Systems Principles and Paradigms Maarten van Steen VU Amsterdam, Dept. Computer Science (Tradução e Adaptação Ricardo Anido - IC/Unicamp) Capítulo 04: Comunicação Versão: 20 de março de 2014

Leia mais

TCP é um protocolo de TRANSMISSÃO, responsável pela confiabilidade da entrega da informação.

TCP é um protocolo de TRANSMISSÃO, responsável pela confiabilidade da entrega da informação. Protocolo TCP/IP PROTOCOLO é um padrão que especifica o formato de dados e as regras a serem seguidas para uma comunicação a língua comum a ser utilizada na comunicação. TCP é um protocolo de TRANSMISSÃO,

Leia mais

Sistemas Distribuídos. Prof. Ricardo Ribeiro dos Santos ricrs@ec.ucdb.br

Sistemas Distribuídos. Prof. Ricardo Ribeiro dos Santos ricrs@ec.ucdb.br Sistemas Distribuídos Prof. Ricardo Ribeiro dos Santos ricrs@ec.ucdb.br Curso de Engenharia de Computação UCDB Julho/2003 Relembrando... Encapsulamento nas camadas de rede e protocolos 2-2 Relembrando...

Leia mais

Camada de rede. Camada de enlace. Meio Físico

Camada de rede. Camada de enlace. Meio Físico Instituto Federal do Pará - IFPA Ricardo José Cabeça de Souza ricardo.souza@ifpa.edu.br 2010 Redes Básicas S-12 Modelo OSI Camada de Transporte Responsável pela transferência eficiente, confiável e econômica

Leia mais

Computadores Digitais 2. Prof. Rodrigo de Souza Couto

Computadores Digitais 2. Prof. Rodrigo de Souza Couto Computadores Digitais 2 Linguagens de Programação DEL-Poli/UFRJ Prof. Miguel Campista ATENÇÃO Esta apresentação foi retirada e adaptada dos seguintes trabalhos: Notas de aula do Prof. Miguel Campista da

Leia mais

Um pouco sobre Pacotes e sobre os protocolos de Transporte

Um pouco sobre Pacotes e sobre os protocolos de Transporte Um pouco sobre Pacotes e sobre os protocolos de Transporte O TCP/IP, na verdade, é formado por um grande conjunto de diferentes protocolos e serviços de rede. O nome TCP/IP deriva dos dois protocolos mais

Leia mais

Princípios de Sistemas Distribuídos. Tecnologias utilizadas em sistemas distribuídos Aula 5

Princípios de Sistemas Distribuídos. Tecnologias utilizadas em sistemas distribuídos Aula 5 Princípios de Sistemas Distribuídos Tecnologias utilizadas em sistemas distribuídos Aula 5 Conceitos de comunicação entre processos Interprocess Communication (IPC) Sistemas distribuídos são construídos

Leia mais

Capítulo 11 - Camada de Transporte TCP/IP e de Aplicação. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página

Capítulo 11 - Camada de Transporte TCP/IP e de Aplicação. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página Capítulo 11 - Camada de Transporte TCP/IP e de Aplicação 1 Introdução à Camada de Transporte Camada de Transporte: transporta e regula o fluxo de informações da origem até o destino, de forma confiável.

Leia mais

Sistemas Distribuídos 59. Sistemas Distribuídos 61. "Receive não-bloqueante:

Sistemas Distribuídos 59. Sistemas Distribuídos 61. Receive não-bloqueante: Comunicação entre processos! Memória Compartilhada: " os processo compartilham variáveis e trocam informações através do uso dessas variáveis compartilhadas COMUNICAÇÃO ENTRE PROCESSOS P1 Área Compartilhda!

Leia mais

Redes de Computadores. 1 Questões de múltipla escolha. TE090 - Prof. Pedroso. 30 de novembro de 2010. Exercício 1: Considere:

Redes de Computadores. 1 Questões de múltipla escolha. TE090 - Prof. Pedroso. 30 de novembro de 2010. Exercício 1: Considere: TE090 - Prof. Pedroso 30 de novembro de 2010 1 Questões de múltipla escolha Exercício 1: Considere: I. O serviço de DNS constitui-se, em última instância, de um conjunto de banco de dados em arquitetura

Leia mais

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento Capítulo 10 - TCP/IP Intermediário 1 Objetivos do Capítulo Descrever o TCP e sua função; Descrever a sincronização e o controle de fluxo do TCP; Descrever

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Camada de Transporte UDP Slide 1 Camada de Transporte Fornece uma comunicação lógica entre processos de aplicações em diferentes hosts através da camada de rede; São implementados

Leia mais

INF1013 MODELAGEM DE SOFTWARE

INF1013 MODELAGEM DE SOFTWARE INF1013 MODELAGEM DE SOFTWARE Departamento de Informática Ivan Mathias Filho ivan@inf.puc-rio.br Programa Capítulo 18 Sockets OLadoServidor O Lado Cliente Múltiplos Clientes 1 Programa Capítulo 18 Sockets

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Universidade Federal do ABC Turma: Ciência da Computação Prof. Dr. Francisco Isidro Massetto Introdução Comunicação em Sistemas Distribuídos Introdução: Comunicação em Sistemas Distribuídos

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Prof. Macêdo Firmino Camada de Transporte Macêdo Firmino (IFRN) Redes de Computadores Março de 2011 1 / 59 Camada de Transporte Os protocolos dessa camada supervisionam o fluxo de

Leia mais

6 de Julho de 2015. Exercício 23 Para que servem portas na camada de transporte?

6 de Julho de 2015. Exercício 23 Para que servem portas na camada de transporte? Lista de Exercícios Camada de Transporte GBC-056 Arquitetura de Redes de Computadores Bacharelado em Ciência da Computação Universidade Federal de Uberlândia 6 de Julho de 2015 Exercício 1 Para que serve

Leia mais

Sistemas Distribuídos Aula 15

Sistemas Distribuídos Aula 15 Sistemas Distribuídos Aula 15 Msc. Daniele Carvalho Oliveira Doutoranda em Ciência da Computação - UFU Mestre em Ciência da Computação UFU Bacharel em Ciência da Computação - UFJF 8. Tolerância a Falha

Leia mais

Protocolos Hierárquicos

Protocolos Hierárquicos Protocolos Hierárquicos O que é a Internet? Milhões de elementos de computação interligados: hospedeiros = sistemas finais Executando aplicações distribuídas Enlaces de comunicação fibra, cobre, rádio,

Leia mais

Enterprise Java Beans

Enterprise Java Beans Enterprise Java Beans Prof. Pasteur Ottoni de Miranda Junior DCC PUC Minas Disponível em www.pasteurjr.blogspot.com 1-O que é um Enterprise Java Bean? O Entertprise Java Bean (EJB) é um componente server-side

Leia mais

Redes de Computadores (PPGI/UFRJ)

Redes de Computadores (PPGI/UFRJ) Redes de Computadores (PPGI/UFRJ) Aula 1: Apresentação do curso e revisão de interface de sockets 03 de março de 2010 1 2 O que é a Internet 3 4 Objetivos e página do curso Objetivos Apresentar a motivação,

Leia mais

Sistemas Operacionais:

Sistemas Operacionais: Sistemas Operacionais: Sistemas Distribuídos e Programação em Redes de Computadores Dierone Cesar Foltran Junior dcfoltran at yahoo.com Sistemas Distribuídos Sistemas Computacionais Distribuídos Lamport:

Leia mais

Considerações no Projeto de Sistemas Cliente/Servidor

Considerações no Projeto de Sistemas Cliente/Servidor Cliente/Servidor Desenvolvimento de Sistemas Graça Bressan Graça Bressan/LARC 2000 1 Desenvolvimento de Sistemas Cliente/Servidor As metodologias clássicas, tradicional ou orientada a objeto, são aplicáveis

Leia mais