Já imaginou a monotonia da vida e dos negócios sem as cores?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Já imaginou a monotonia da vida e dos negócios sem as cores?"

Transcrição

1 AS CORES E OS NEGÓCIOS Já imaginou a monotonia da vida e dos negócios sem as cores? Conhecer o significado das cores, na vida e nos negócios, aumenta as suas possibilidades de êxito. Aproveite. Sabia, por exemplo que: - há marcas que têm dificuldade de ganhar a confiança dos consumidores porque a cor do seu logótipo desperta sentimentos de insegurança ou perigo? - o roxo é depressivo, irrita e não favorece o diálogo e que, por isso, mesmo que esteja na moda, deve evitar vesti-lo, ou integrá-lo na imagem dos seus negócios. - a primeira coisa que cativa o olhar do cliente quando ele entra numa loja, e que tem forte influência no seu percurso de compra é, em primeiro lugar, a organização cromática das diferentes zonas da loja? - uma boa organização dos produtos, em função das suas cores simplifica e favorece a tomada de decisão de compra, com vantagens evidentes para quem vende e para quem compra? - as cores de uma sala de espera de um hospital, de um cabeleireiro, de uma sala de aula ou do quarto do seu filho são determinantes do humor e comportamentos dos seus utilizadores? É verdade, a cor está muito para além de uma dimensão estética, apreendida pelo olhar. A cor gera em nós emoções. Emoções que estimulam ou condicionam a nossa acção. Existem cores que são alegres e optimistas, outras serenas e tranquilas, outras ainda estimulantes e agressivas, influenciando o ser humano de forma subtil, mas com impacto de grande intensidade. Compreendendo a simbologia das cores os indivíduos, as marcas, os produtos, as lojas e as empresas em geral podem fornecer e receber informações preciosas para a sua afirmação e sucesso. 1

2 No entanto, muitas pessoas, negócios, lojas e marcas integram na sua imagem cores que não contribuem para a sua afirmação ou para o seu sucesso comercial. Alguns exemplos: Ao favorecer a atenção, paciência, concentração, segurança e tomada de decisão, quando elas nos são exigidas, as cores assumem um papel crítico nas nossas vidas. Saber gerir o impacto e a simbologia s das cores: Em primeiro lugar é importante ter a noção de que as cores se dividem, basicamente, em cores quentes e cores frias. As cores quentes são associadas ao sol e ao fogo (ex. o vermelho, cor-de-laranja, amarelo) atraindo o olhar e a atenção, e motivando-nos a agir. As cores frias, por seu lado, são associadas à água, ao gelo, ao céu, e à vegetação (violeta, azul e verde). Sendo menos exuberantes tornam-se muito importantes para acalmar as emoções e para inspirar estados de ponderação, reflexão e segurança. Conheça em seguida o significado de algumas das principais cores e registe as dicas que lhe deixamos para delas tirar partido social e comercialmente: A vida a preto e branco. Sabia que o preto, tal como o branco, não é uma cor? Curiosamente, o preto é a ausência de luz e o branco é a soma de todas as cores. Na nossa cultura o Preto está associado à ideia de morte, luto ou medo. No entanto, ele também representa mistério e fantasia. O preto significa ainda sofisticação, luxo e dignidade. Por isso, é tão utilizado em situações de cerimónia. Qualquer senhora sabe que pode dizer: Com preto nunca me comprometo!. Se o seu negócio se situa num segmento de luxo ou gourmet, o preto é uma cor adequada para o ambiente da loja, embalagens, logótipo. No entanto, lembrese que, para não morrer e ganhar energia, pode ser interessante dar-lhes um 2

3 toque com alguns detalhes de uma outra cor, por exemplo em dourado, vermelho, caso pretenda reforçar um posicionamento de sofisticação tradicional, luxo e exclusividade. Se o seu negócio quer associar ao luxo, a ideia de modernidade ou tecnologia, então será mais adequado associar o prateado. Se possui um negócio na área alimentar, e é seu objectivo transmitir um posicionamento gourmet com modernidade, será oportuno juntar ao preto um toque de verde alface, amarelo ou cor-de-laranja. O Branco traduz a ideia de paz, calma, pureza e infinito. Está também associado ao frio e à limpeza. É uma cor de base excelente para fazer sobressair detalhes ou realçar mensagens. Estando a nossa sociedade cada vez mais saturada de informação e de mensagens, o branco pode ser utilizado para criar ambientes de negócio minimalistas e cleans, sem a interferência de ruídos desnecessários e onde o produto sobressai. No entanto, tenha cuidado com a sua utilização, de forma a que o seu negócio não se torne demasiado asséptico. Todos sabemos que o Vermelho é a cor da paixão! Simboliza o amor, o desejo, mas também o orgulho, a violência, a agressividade, o proibido ou o poder. Tem tanto de conotações positivas, como negativas. No entanto, não há dúvida de que ele é um poderoso chamariz da nossa atenção. Muitos comerciantes escrevem os preços a vermelho esquecendo-se que, ao chamarem de tal forma para atenção dos mesmos, estão apenas a apelar ao lado racional do consumidor. Será essa a sua intenção ou ganhariam mais em evidenciar outro tipo de benefícios? De facto o preço, mais do que uma questão de dinheiro é uma questão de significado. Como estamos sempre a dizer: hoje o consumidor ou percepciona valor ou compra o mais barato! Aconselhamos vivamente a que se pense duas vezes antes de escrever os preços a vermelho! O Cor-de de- Laranja é uma cor quente, tal como o amarelo e o vermelho. É pois uma cor activa que significa movimento e espontaneidade. É a cor do 3

4 Comércio, pois transmite proximidade, disponibilidade e energia. Tal como costumamos dizer, se se interpretar a palavra Negócio como a negação do ócio, facilmente se percebe a importância do cor-de-laranja no logótipo de uma insígnia com vocação comercial. De facto, a motivação gerada pela energia interior é fundamental para os actos da venda e da compra! O Amarelo transmite calor e luz. Simbolicamente está associado à prosperidade. É também uma cor energética que activa e transmite optimismo. Está associada ao Verão. Se pretender acelerar o seu cliente, é uma boa opção, mas cuidado o seu uso excessivo pode ser irritante! O Verde significa segurança, juventude, frescura, esperança e calma. É a única cor que não tem conotações negativas. O verde é, naturalmente, uma cor adequada a produtos e negócios na área alimentar ou que pretendem transmitir confiança, como por exemplo a banca ou os seguros. O Azul é a cor do céu e do mar, do espírito e do pensamento. Simboliza a lealdade, a fidelidade, a personalidade e subtileza. Simboliza também o ideal e o sonho. Do ponto de vista institucional o azul favorece o respeito e a credibilidade. Por isso as fardas dos polícias e dos pilotos de avião são azuis! Comercialmente falando é a cor do dinheiro, por isso, um negócio que a utilize adquire um posicionamento mais caro, do que um negócio com cores quentes. Na vida é preciso ter coragem para ser diferente e competência para fazer a diferença. João Alberto Catalão 4

Como Elaborar um Plano de Negócios: O SEU GUIA PARA UM PROJECTO DE SUCESSO

Como Elaborar um Plano de Negócios: O SEU GUIA PARA UM PROJECTO DE SUCESSO Como Elaborar um Plano de Negócios: O SEU GUIA PARA UM PROJECTO DE SUCESSO Como Elaborar um Plano de Negócios Ao pensar em procurar um parceiro de Capital de Risco, um empreendedor necessita de estruturar

Leia mais

MULTIPLICANDO BEM-ESTAR

MULTIPLICANDO BEM-ESTAR Sergio Buaiz MULTIPLICANDO BEM-ESTAR Como desenvolver sua própria distribuição de base domiciliar, ilimitada e milionária Com prefácio de Seu nome Chance! Network MULTIPLICANDO BEM-ESTAR Considerando que

Leia mais

Como fazer uma boa apresentação? 1

Como fazer uma boa apresentação? 1 Como fazer uma boa apresentação? 1 I - Introdução Este material tem como objetivo facilitar a apresentação de trabalhos escolares, seminários, palestras bem como servir como uma das maneiras possíveis

Leia mais

GUIA DE GESTÃO FINANCEIRA PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

GUIA DE GESTÃO FINANCEIRA PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS GUIA DE GESTÃO FINANCEIRA PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS 1 Inspire-se, acredite em você e... sucesso! 2 G UIA DE GESTÃO FINANCEIRA PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Ninguém entra em um jogo para perder, certo?

Leia mais

COM OS OLHOS NO CLIENTE

COM OS OLHOS NO CLIENTE COM OS OLHOS NO CLIENTE Mesmo que você tenha uma empresa bem sucedida, com um futuro promissor, não se esqueça: ela não é resultado apenas do seu trabalho, mas da colaboração de toda uma equipe. São os

Leia mais

Viagem ao Mundo do Empreendedorismo

Viagem ao Mundo do Empreendedorismo Viagem ao Mundo do Empreendedorismo 2 Rita de Cássia da Costa Malheiros Luiz Alberto Ferla Cristiano J.C. de Almeida Cunha Viagem ao Mundo do Empreendedorismo FLORIANÓPOLIS - BRASIL - 2005 3 REDAÇÃO Rita

Leia mais

Caderno de Educação Financeira Gestão de Finanças Pessoais

Caderno de Educação Financeira Gestão de Finanças Pessoais cidadania financeira Caderno de Educação Financeira Gestão de Finanças Pessoais (Conteúdo Básico) Banco Central do Brasil Brasília 2013 Caderno de Educação Financeira Gestão de Finanças Pessoais (Conteúdo

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO E TRABALHO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO EM EDUCAÇÃO ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO EDUCACIONAL.

INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO E TRABALHO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO EM EDUCAÇÃO ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO EDUCACIONAL. INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO E TRABALHO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO EM EDUCAÇÃO ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO EDUCACIONAL Ser Professor Dissertação orientada por: Professora Doutora Maria Manuela

Leia mais

A Programação Neurolongüística e o Sucesso nos Negócios

A Programação Neurolongüística e o Sucesso nos Negócios A Programação Neurolongüística e o Sucesso nos Negócios A diferença que faz a diferença Sue Knight Tradução Ana Beatriz Rodrigues e Priscila Martins Celeste Ediouro O que é PNL? Programação Neurolingüística

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING. O futuro não está à nossa frente. Ele já aconteceu. (Kotler, 2000, pg.23)

ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING. O futuro não está à nossa frente. Ele já aconteceu. (Kotler, 2000, pg.23) KOTLER, Philip Administração de Marketing 10ª Edição, 7ª reimpressão Tradução Bazán Tecnologia e Lingüística; revisão técnica Arão Sapiro. São Paulo: Prentice Hall, 2000. ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING O futuro

Leia mais

NApresentação. Como Vender a Imagem da sua Escola

NApresentação. Como Vender a Imagem da sua Escola NApresentação Nesta época de grande concorrência, exposição de marca, novas diretrizes e outras confusões, fica apenas uma certeza: não se tem certeza de nada. Afinal, como fazer uma escola destacarse

Leia mais

Nenhum vento sopra a favor de quem não sabe para onde ir. (Sêneca)

Nenhum vento sopra a favor de quem não sabe para onde ir. (Sêneca) 1 Este livrinho lhe ajudará a analisar todos os aspectos necessários para que você possa tomar as decisões certas, no sentido de atingir seus objetivos de forma mais eficiente e consciente. Para conseguir

Leia mais

O LÍDER E SUA INFLUÊNCIA NA MOTIVAÇÃO DA EQUIPE. Clélia Maria Diniz Carvalho Souza

O LÍDER E SUA INFLUÊNCIA NA MOTIVAÇÃO DA EQUIPE. Clélia Maria Diniz Carvalho Souza 1 O LÍDER E SUA INFLUÊNCIA NA MOTIVAÇÃO DA EQUIPE Clélia Maria Diniz Carvalho Souza 2 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO LIBERTAS CONSULTORIA E TREINAMENTO CENTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE

Leia mais

Capítulo 3 A Tríade do Tempo

Capítulo 3 A Tríade do Tempo Capítulo 3 A Tríade do Tempo www.triadps.com www.neotriad.com 002575_Gestao_Conhecimento_ID/tRIADE/W www.neotriad.com Capítulo 3 A Tríade do Tempo A vida é curta, por isso não faça dela um rascunho, pois

Leia mais

docente na Educação Infantil. 1 Agradeço a leitura e as sugestões dos professores da Universidade Federal de Minas Gerais Isabel de

docente na Educação Infantil. 1 Agradeço a leitura e as sugestões dos professores da Universidade Federal de Minas Gerais Isabel de Relações entre crianças e adultos na Educação Infantil Iza Rodrigues da Luz 1 Universidade Federal de Minas Gerais/ Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre a Infância e a Educação Infantil izaluz@yahoo.com.br

Leia mais

manual básico de Mídia

manual básico de Mídia manual básico de Mídia Manual Básico de Mídia Índice 4 6 8 Alcance e Frequência Amostras Audiência de TV 10 Concentração e Distribuição 12 Custo Por Mil 14 Definição de Verbas 18 Demanda Controlada 20

Leia mais

VIABILIDADE DE ABERTURA DE UMA EMPRESA NO RAMO DE BELEZA E ESTÉTICA

VIABILIDADE DE ABERTURA DE UMA EMPRESA NO RAMO DE BELEZA E ESTÉTICA Instituto de Ciências Econômicas e Gerenciais Curso de Ciências Contábeis VIABILIDADE DE ABERTURA DE UMA EMPRESA NO RAMO DE BELEZA E ESTÉTICA Andréa Gomes de Oliveira Belo Horizonte 2011 Andréa Gomes de

Leia mais

Vendedor, uma ferramenta do marketing

Vendedor, uma ferramenta do marketing O novo vendedor?...um Homem de Marketing! Vendedor, uma ferramenta do marketing Sempre entendemos o processo da venda como uma ferramenta de utilização do marketing para comunicar suas estratégias, os

Leia mais

Eventos: estratégia de comunicação para o fortalecimento da marca ou um risco para a imagem institucional?

Eventos: estratégia de comunicação para o fortalecimento da marca ou um risco para a imagem institucional? PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Programa de Pós-Graduação em Gestão Estratégica da Comunicação Eventos: estratégia de comunicação para o fortalecimento da marca ou um risco para a imagem

Leia mais

MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO: QUANTO SOBRA PARA SUA EMPRESA?

MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO: QUANTO SOBRA PARA SUA EMPRESA? MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO: QUANTO SOBRA PARA SUA EMPRESA? Que nome estranho! O que é isso? Essa expressão, Margem de Contribuição, pode soar estranha aos ouvidos, mas entender o que significa ajudará muito

Leia mais

Quando começou a pensar na alfabetização, em 1962, Paulo Freire trazia mais de 15 anos de

Quando começou a pensar na alfabetização, em 1962, Paulo Freire trazia mais de 15 anos de PAULO FREIRE E A ALFABETIZAÇÃO Vera Lúcia Queiroga Barreto 1 Uma visão de alfabetização que vai além do ba,be,bi,bo,bu. Porque implica uma compreensão crítica da realidade social, política e econômica

Leia mais

guião técnico de apoio ao EMPREENDEDOR EM TURISMO RURAL

guião técnico de apoio ao EMPREENDEDOR EM TURISMO RURAL Projecto 5x5 Redes Temáticas Integradas de Turismo Rural guião técnico de apoio ao EMPREENDEDOR EM TURISMO RURAL CRÉDITOS 5x5 Redes Temáticas Integradas de Turismo Rural é um projeto PRIVETUR Relatório

Leia mais

Muito além do não. Como agir na negociação e, em especial, nas situações de conflito. Por William Ury

Muito além do não. Como agir na negociação e, em especial, nas situações de conflito. Por William Ury Muito além do não. Como agir na negociação e, em especial, nas situações de conflito. Por William Ury Falar menos e ouvir mais. Ou reconhecer os pontos de vista alheios como válidos e expressar os próprios

Leia mais

Orelhas do Livro Orelha esquerda: "T. Harv Eker desmistifica o motivo pelo qual algumas pessoas estão destinadas à riqueza e outras a uma vida de

Orelhas do Livro Orelha esquerda: T. Harv Eker desmistifica o motivo pelo qual algumas pessoas estão destinadas à riqueza e outras a uma vida de Contra-capa Se as suas finanças andam na corda bamba, talvez esteja na hora de você refletir sobre o que T. Harv Eker chama de "o seu modelo de dinheiro" - um conjunto de crenças que cada um de nós alimenta

Leia mais

A ÉTICA NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO

A ÉTICA NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO A ÉTICA NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO Luciano Busato Especialização Filosofia DFIME-FUNREI Resumo: Alain Badiou (1995), afirma que a comunicação é algo de enorme fortuna nos dias atuais, e que muitos vêem nela

Leia mais

Novo século, novos desafios 4

Novo século, novos desafios 4 Novo século, novos desafios 4 Globalização e governação 8 O desafio de 1945 10 O desafio de hoje 11 Governar melhor em conjunto 13 As preocupações dos povos 15 Viver ao abrigo da necessidade 20 Conseguir

Leia mais

O TRABALHO VOLUNTÁRIO NA CASA ESPÍRITA. Alkíndar de Oliveira

O TRABALHO VOLUNTÁRIO NA CASA ESPÍRITA. Alkíndar de Oliveira O TRABALHO VOLUNTÁRIO NA CASA ESPÍRITA Alkíndar de Oliveira O Trabalho Voluntário na Casa Espírita Alkíndar de Oliveira 3 Fora da caridade não há salvação. ALLAN KARDEC Necessidade da caridade segundo

Leia mais

Por que os homens amam as mulheres poderosas?

Por que os homens amam as mulheres poderosas? SHERRY ARGOV Por que os homens amam as mulheres poderosas? Um guia para você deixar de ser boazinha e se tornar irresistível INTRODUÇÃO Por que os homens amam as mulheres poderosas? é um guia de relacionamentos

Leia mais

Para otimizarmos o tempo e conseguirmos falar com o maior número de pessoas obtendo melhores resultados, seguem algumas dicas:

Para otimizarmos o tempo e conseguirmos falar com o maior número de pessoas obtendo melhores resultados, seguem algumas dicas: O que é melhor: prospectar por telefone ou visitar pessoalmente? por André Santos A resposta para essa pergunta dependerá muito do tipo de produto ou serviço que você comercializa e do ramo de atividade

Leia mais