BOLETIM SEMANAL. Milho - Análise. 27 de abril de 2012 Número: 200

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BOLETIM SEMANAL. Milho - Análise. 27 de abril de 2012 Número: 200"

Transcrição

1 Milhões t Milho - Análise GRANDE OFERTA: Os preços do milho continuam em queda constante, desde quando os principais países produtores do mundo (exceto Argentina) anunciaram aumentar a produção e, em contrapartida, a demanda não acompanhou esse crescimento. Assim que os EUA anunciaram uma área histórica do cereal, o mercado reagiu negativamente e atingiu os preços para exportação. O preço pago pela saca para exportação que estava em US$ 15,76/sc em janeiro caiu para US$ 15,26/sc em março, redução de 3,0%. Em Mato Grosso a queda vem ocorrendo e já é de 15% sobre o maior valor praticado no Estado desde o início de 2012, que foi de R$ 22,90 por saca em Rondonópolis. No mesmo período do ano passado e no mesmo município o preço estava se mantendo elevado, em torno de R$ 22,00 a saca, que, se comparado ao valor atual, era mais de 13% superior. Como ainda não existe um suporte para esses preços, ou seja, algo que garanta que toda a produção projetada será consumida, a tendência é que o mercado do milho continue se desvalorizando, com média atual de preço próxima de R$ 17,00/sc, e o piso desse valor poderá ser definido com a segunda safra brasileira, safra norte-americana e até uma possível grande safra ucraniana. Preço Disponível do Milho (R$/sc) R$ 21,00 R$ 20,50 R$ 20,00 R$ 19,50 R$ 19,00 R$ 18,50 R$ 18,00 R$ 17,50 R$ 17,00 R$ 16,50 23-abr abr abr abr abr-12 Rondonópolis Tangará Da Serra Sorriso MERCADO INTERNO DE MILHO: O mercado interno do milho está em constante queda, mesmo com a alta na cotação na Bolsa de Chicago, e chegou até a 9% de baixa em algumas praças de Mato Grosso. No médionorte a variação média semanal foi de -4,86% e no Estado de Mato Grosso foi de -6,75. O município de Campo Novo do Parecis foi o que obteve a maior queda da saca de milho, com desvalorização de 9,33%, fechando a semana em R$ 17,00/sc. A menor variação ocorreu em Lucas do Rio Verde, 6,13% negativos, sendo indicado R$ 16,90/sc. Em Sorriso a saca de milho iniciou a semana valendo R$ 18,25 e encerrou a sexta-feira cotada a R$ 16,60/sc, queda de 9,04%. Já em Rondonópolis a saca estava valendo R$ 20,80 na segunda-feira (23), fechando a semana a R$ 19,50, variação semanal de -6,25%. IMPORTAÇÃO ASIÁTICA: Conforme dados do USDA, os países asiáticos seguem aumentando seus volumes de importação. A China lidera este bloco, estimando, para a safra 11/12, 4 milhões de toneladas para a importação, volume três vezes maior que o da safra passada. Outros países da região produzem muito pouco do grão, o que serve para suprir apenas o mercado interno, mas seguem em ampliação, como Taiwan e Tailândia, que projetam manter seus níveis de importação. Taiwan pode chegar a 400 mil toneladas e Tailândia a 500 mil toneladas, volumes menores que o da China, mas que somam no consumo total. Como os primeiros países a terem milho neste ano de 2012 são Argentina e Brasil, essa demanda pode auxiliar na liquidez do produto, fazendo com que o produtor consiga escoar sua produção mais facilmente. Importação de milho dos países asiáticos 3 2,5 2 1,5 1 0,5 0 China Taiwan Tailândia Safra 11/12 Fonte: USDA. Elaboração: Imea 1

2 PREÇOS DE MILHO Milho - Estatísticas Municípios Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira semanal mensal Sorriso R$ 18,25 R$ 18,15 R$ 17,75 R$ 17,45 R$ 16,60-9,8% -17,8% Sapezal R$ 18,75 R$ 18,65 R$ 18,25 R$ 17,95 R$ 17,00-10,1% -19,0% Campo Verde R$ 20,85 R$ 20,75 R$ 20,35 R$ 20,05 R$ 19,40-7,6% -9,8% Diamantino R$ 18,90 R$ 18,85 R$ 18,45 R$ 18,15 R$ 17,30-8,9% -9,9% Canarana R$ 18,45 R$ 18,30 R$ 17,90 R$ 17,60 R$ 17,00-8,1% -15,8% Unidade: R$/sc, valor sem desconto de impostos. semanal relação preço de sexta versus sexta anterior. mensal preço de 28/03 NÚMEROS DA SEMANA Dados Referência Unidades Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta- feira Sexta-feira semanal mensal Dólar Spot R$/US$ 1,89 1,88 1,88 1,88 1,88 0,00% 8,67% Milho CBOT mai/12 US$/Bushel 6,19 6,16 6,13 6,24 6,54 7,04% 5,31% Milho BM&F mai/12 R$/sc 24,79 25,00 24,77 24,55 24,47-1,13% -20,53% Fonte: Bacen, Corretoras, BM&F e CBOT/CME PREÇOS DE INSUMOS MILHO Municípios Campo Verde Sorriso Produtos Novembro Dezembro Novembro Dezembro Semente Hib. Triplo (Sc) R$ 231,67 R$ 231,67 0% R$ 249,33 R$ 249,33 0% Gallaxy 100 EC (L) $32,88 $33,75 3% $22,00 $29,00 32% Atrazina (L) $4,35 $5,25 21% $4,88 $7,26 49% Nimbus (L) $4,06 $3,70-9% $4,36 $4,59 5% Fury 400 EC (L) $35,50 $35,50 0% $34,50 $34,50 0% 2

3 Milho - Estatísticas CUSTO DE PRODUÇÃO DE MILHO - SAFRA 11/12 Base: Março de 2012 Unidade: R$/ha Médio-Norte Sudeste Mato Grosso* Tecnologia Alta Média Alta Média Alta Média objetivada 100 sc/ha 80 sc/ha 100 sc/ha 80 sc/ha 100 sc/ha 80 sc/ha INSUMOS 812,76 658,47 866,88 593,44 827,01 641,35 Sementes 283,25 190,00 290,00 177,50 285,03 186,71 Semente de Milho 283,25 190,00 290,00 177,50 285,03 186,71 Fertilizantes 360,14 297,20 355,18 284,14 358,83 293,76 Macronutriente 360,14 297,20 355,18 284,14 358,83 293,76 Micronutriente 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Defensivos 169,37 171,27 221,70 131,80 183,15 160,87 Fungicida 35,91 35,91 43,76 21,88 37,98 32,21 Herbicida 82,94 82,94 81,01 35,05 82,43 70,33 Inseticida 48,85 48,85 88,85 68,45 59,38 54,01 Adjuvante 1,68 3,57 8,08 6,42 3,36 4,32 OPERAÇÕES AGRÍCOLAS 93,37 93,37 103,86 103,86 96,13 96,13 Mão de Obra 24,83 24,83 22,22 22,22 24,15 24,15 Adubação e Semeadura 28,51 28,51 26,26 26,26 27,92 27,92 Aplicações 10,52 10,52 16,96 16,96 12,21 12,21 Colheita 29,51 29,51 38,42 38,42 31,85 31,85 Aplicação Aérea 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 CUSTO OPERACIONAL R$ 906,13 R$ 751,84 R$ 970,74 R$ 697,30 R$ 923,14 R$ 737,48 CUSTO OPERACIONAL - US$/ha $503,41 $417,69 $539,30 $387,39 $512,86 $409,71 OUTROS CUSTOS 466,30 367,28 506,14 389,30 476,79 373,08 Assistência Técnica 8,13 6,58 8,67 5,93 8,27 6,41 Transporte da 84,00 63,00 108,00 81,00 90,32 67,74 Armazenagem e Beneficiamento 196,03 147,02 203,14 152,35 197,90 148,43 Impostos 56,36 42,27 58,40 43,80 56,90 42,67 Seguros 3,54 4,23 4,86 4,49 3,89 4,30 Financiamentos 74,16 60,08 67,67 46,32 72,45 56,46 Custos Administrativos 44,09 44,09 55,40 55,40 47,07 47,07 CUSTOS VARIÁVEIS R$ 1.372,44 R$ 1.119,12 R$ 1.476,88 R$ 1.086,60 R$ 1.399,94 R$ 1.110,56 CUSTOS VARIÁVEIS - US$/ha $762,47 $621,73 $820,49 $603,67 $777,74 $616,98 Depreciação de máq. e equipam. 46,66 46,66 36,88 36,85 44,09 44,08 Custo da terra 84,81 84,81 110,91 110,91 91,68 91,68 CUSTOS FIXOS R$ 131,47 R$ 131,47 R$ 147,80 R$ 147,76 R$ 135,77 R$ 135,76 CUSTOS FIXOS - US$/ha $73,04 $73,04 $82,11 $82,09 $75,43 $75,42 CUSTO TOTAL R$ 1.503,91 R$ 1.250,59 R$ 1.624,67 R$ 1.234,36 R$ 1.535,71 R$ 1.246,32 CUSTO TOTAL - US$/ha $835,50 $694,77 $902,60 $685,76 $853,17 $692,40 Considerações: Taxa de câmbio média mensal: R$ 1,80 Referência: Preços à vista em março de 2012 *Custo ponderado pelas áreas das principais regiões produtoras de Mato Grosso. 3

4 MILHO: ESTIMATIVA DE ÁREA Regiões do Imea Participação % Área 07/08 Área 08/09 Área 09/10 Área 10/11 Área 11/12* Anual Quinquenal Noroeste 2,71% ,1% 29,9% Norte 0,58% ,7% 100,7% Nordeste 5,05% ,8% 311,7% Médio-Norte 54,31% ,7% 70,8% Oeste 13,51% ,1% 26,1% Centro-Sul 5,57% ,1% 36,8% Sudeste 18,27% ,7% 10,6% Mato Grosso 100% ,0% 49,9% Unidade: Área em hectares *Estimado Milho - Estatísticas MILHO: ESTIMATIVA DE PRODUTIVIDADE Regiões do Imea em relação a MT 07/08 08/09 09/10 10/11 11/12* Anual Quinquenal Noroeste ,5% 6,6% Norte ,7% 2,9% Nordeste ,8% 0,8% Médio-Norte ,4% 2,4% Oeste ,3% -3,6% Centro-Sul ,1% 0,0% Sudeste ,8% 1,9% Mato Grosso ,4% 0,9% Unidade: Sacas por hectare *Estimado MILHO: ESTIMATIVA DE PRODUÇÃO Regiões do Imea Participação % 07/08 08/09 09/10 10/11 11/12* Anual Quinquenal Noroeste 2,48% ,6% 38,1% Norte 0,49% ,7% 106,5% Nordeste 4,45% ,0% 315,0% Médio-Norte 55,25% ,4% 74,8% Oeste 13,79% ,3% 21,6% Centro-Sul 5,33% ,9% 36,7% Sudeste 18,22% ,2% 12,7% Mato Grosso 100% ,8% 51,3% Unidade: Toneladas *Estimado 4

5 Milho - Estatísticas MILHO: ESTIMATIVA DE COMERCIALIZAÇÃO - SAFRA 10/11 Regiões do Imea Noroeste Norte Nordeste Médio-Norte Oeste Centro-Sul Sudeste Mato Grosso fev/11 20,0% 20,0% 14,3% 29,6% 25,6% 29,3% 32,6% 28,8% mar/11 22,0% 23,5% 20,4% 32,3% 29,7% 30,4% 35,3% 31,7% abr/11 29,1% 30,3% 29,6% 39,7% 36,8% 34,5% 40,4% 38,4% mai/11 37,8% 35,3% 36,5% 55,2% 52,6% 52,6% 59,0% 54,3% jun/11 55,0% 55,0% 84,3% 62,4% 65,8% 56,4% 60,2% 62,4% jul/11 60,0% 60,0% 87,3% 65,9% 68,8% 63,5% 64,4% 66,3% ago/11 85,0% 79,8% 97,8% 87,2% 83,3% 85,7% 84,8% 86,2% set/11 93,7% 97,6% 100,0% 95,3% 97,1% 95,3% 92,8% 95,1% out/11 99,6% 99,5% 100,0% 96,4% 98,0% 97,8% 95,1% 96,6% nov/11 100,0% 100,0% 100,0% 97,6% 98,0% 98,0% 97,1% 97,7% dez/11 100,0% 100,0% 100,0% 99,8% 100,0% 100,0% 99,8% 99,9% Jan/12 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% nov./10 - Safra 09/10 99,4% 99,7% 100,0% 98,8% 98,2% 97,8% 96,0% 98,2% (p.p) 0,6 p.p. 0,3 p.p. 0,0 p.p. 1,0 p.p. 1,8 p.p. 2,2 p.p. 3,8 p.p. 1,8 p.p. Unidades: em toneladas MILHO: ACOMPANHAMENTO DE COMERCIALIZAÇÃO - SAFRA 11/12 Regiões do Imea Noroeste Norte Nordeste Médio-Norte Oeste Centro-Sul Sudeste Mato Grosso set/11 43,6% 46,7% 54,3% 41,4% 42,8% 34,4% 39,4% 41,5% out/11 45,6% 47,7% 55,9% 42,2% 43,5% 36,6% 42,0% 42,8% nov/11 45,6% 48,1% 55,9% 43,3% 43,5% 36,8% 43,0% 43,6% dez/11 45,9% 48,1% 56,2% 43,3% 43,3% 37,0% 43,0% 43,6% jan/12 49,7% 53,1% 59,6% 48,8% 47,0% 44,1% 49,3% 48,9% fev/12 58,3% 61,5% 67,6% 56,0% 55,0% 52,6% 59,1% 56,8% mar/12 63,9% 66,0% 66,0% 58,2% 59,9% 61,6% 63,0% 60,0% abr/12 63,9% 66,0% 66,0% 59,7% 61,4% 61,8% 63,0% 61,1% mar./11 - Safra 10/11 29,1% 30,3% 29,6% 39,7% 36,8% 34,5% 40,4% 38,4% (p.p) 34,7 p.p. 35,7 p.p. 36,4 p.p. 20,0 p.p. 24,6 p.p. 27,3 p.p. 22,6 p.p. 22,6 p.p. Unidades: em toneladas MILHO: ACOMPANHAMENTO DE PLANTIO POR REGIÕES - SAFRA 11/12 Regiões do Imea Noroeste Norte Nordeste Médio-Norte Oeste Centro-Sul Sudeste Mato Grosso Área 11/12 (ha) jan-12 0,0% 0,0% 0,0% 0,3% 0,2% 0,0% 0,1% 0,2% 19-jan-12 0,0% 0,0% 0,0% 0,9% 2,6% 0,3% 0,4% 0,9% 26-jan-12 0,0% 0,2% 0,5% 3,0% 4,7% 2,2% 3,3% 3,1% 2-fev-12 10,0% 12,0% 14,0% 12,9% 10,3% 7,5% 11,7% 11,9% 9-fev-12 47,1% 48,7% 59,0% 45,0% 49,3% 39,2% 26,2% 42,0% 16-fev-12 57,5% 58,7% 69,7% 61,4% 60,3% 48,2% 42,4% 56,7% 23-fev-12 84,8% 82,7% 78,7% 86,0% 83,0% 70,3% 70,4% 81,1% 1-mar-12 98,0% 96,0% 91,4% 96,5% 96,2% 96,0% 91,6% 95,3% 8-mar ,0% 100,0% 99,2% 99,6% 100,0% 99,3% 98,3% 99,4% 15-mar ,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 17-mar ,0% 100,0% 100,0% 100,0% 97,1% 98,2% 97,7% 98,9% entre Safra 10/11 e Safra 11/12* Unidades: Área em hectares 0,0 p.p. 0,0 p.p. 0,0 p.p. 0,0 p.p. 2,9 p.p. 1,8 p.p. 2,3 p.p. 1,1 p.p. 5

6 Milho - Estatísticas EXPORTAÇÃO TOTAL DE MILHO - MATO GROSSO Ano/mês Toneladas MM US$ Toneladas M US$ Toneladas M US$ Toneladas M US$ Toneladas M US$ Toneladas MM US$ Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho , Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro ACUMULADO Unidade: M=1000 Fonte: Secex Elaboração: Imea EXPORTAÇÕES DO MILHO DE MATO GROSSO POR DESTINO (T) País Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez ACUMULADO Arábia Colômbia Coreia do Sul Espanha Irã Malásia Marrocos Peru Taiwan Outros TOTAL Fonte: Secex Elaboração: Imea Ano: 2012 EXPORTAÇÃO DE MILHO DE MATO GROSSO POR PORTO (T) Porto Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez ACUMULADO Assis - AC Cáceres - MT 3-3 Guajará Mirim - RO Manaus - AM Paranaguá - PR Santarém - PA Santos - SP São Francisco do Sul - SC Vitória - ES Outros TOTAL Fonte: Secex Elaboração: Imea Ano: 2012 PRESIDENTE Rui Carlos Ottoni Prado SUPERINTENDENTE Otávio Lemos de Melo Celidonio ELABORAÇÃO Cleber Noronha, Bruno Battaglini, Inessa Alves, Otávio Behling Junior, Raruan Pacheco. EQUIPE TÉCNICA Analistas: Carlos Ivam, Cleber Noronha, Daniel Ferreira, Elisa Gomes, Felipe Argeu, João Henrique Buschin, Meuryn Lima, Gemelli Lyra, Otávio Behling Junior, Talita Takahashi e Thiago Assis. Estagiários: Arthur Pinheiro, Bruno Battaglini, Gabriela de Oliveira, Inessa Alves, Laryana Miranda, Raruan Pacheco. 6

R$ 24,20 R$ 22,20 R$ 21,

R$ 24,20 R$ 22,20 R$ 21, Milho - Análise CHEGANDO AO FIM: Com 80,1% da área de milho 2ª safra colhida torna-se mais evidente que a safra 11/12 será a maior da história, elevando o Brasil como salvador do mercado internacional,

Leia mais

É mesmo R$ 17,00 R$ 16,50 R$ 15,50 R$ 15,00 R$ 14,50 R$ 14,00

É mesmo R$ 17,00 R$ 16,50 R$ 15,50 R$ 15,00 R$ 14,50 R$ 14,00 Milhões de toneladas BOLETIM SEMANAL Milho - Análise É mesmo A PACIÊNCIA PODE SER UMA VIRTUDE: Os números do último levantamento de comprometimento do milho matogrossense, realizado pelo Imea, apresentaram

Leia mais

BOLETIM SEMANAL 77,5 72,5

BOLETIM SEMANAL 77,5 72,5 Soja - Análise BOLETIM SEMANAL FUTURA DIFERENÇA: Os preços no mercado futuro da soja estão menores comparados ao preço disponível, no entanto, continuam atrativos a contar que 58,6% da produção da safra

Leia mais

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise. 20 de julho de 2012 Número: 212

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise. 20 de julho de 2012 Número: 212 Soja - Análise BOLETIM SEMANAL SUPERVALORIZADA: Depois de recentes instabilidades climáticas, comprometendo o desenvolvimento das lavouras norte-americanas, e a diminuição do estoque mundial de soja que

Leia mais

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise 29/7 31/7 2/8 4/8 6/8 8/8 10/8 12/8 14/8 16/8 18/8 20/8 22/8 Contratos Negociados (x 1000) Cents US$/bu Soja Análise BOLETIM SEMANAL RELAÇÃO DE ESMAGAMENTO: O esmagamento efetivo de soja em Mato Grosso

Leia mais

INSTITUTO MATOGROSSENSE DE ECONOMIA AGROPECUÁRIA IMEA CUSTO DE PRODUÇÃO EFETIVO DA SOJA SAFRA 09/10

INSTITUTO MATOGROSSENSE DE ECONOMIA AGROPECUÁRIA IMEA CUSTO DE PRODUÇÃO EFETIVO DA SOJA SAFRA 09/10 INSTITUTO MATOGROSSENSE DE ECONOMIA AGROPECUÁRIA IMEA CUSTO DE PRODUÇÃO EFETIVO DA SOJA SAFRA 09/10 Visando balizar de forma mais precisa todos os estudos que envolvem o custo de produção, e diante das

Leia mais

BOLETIM SEMANAL R$ 47,20. 22-jun R$ 151,95

BOLETIM SEMANAL R$ 47,20. 22-jun R$ 151,95 4-jun 6-jun 11-jun 13-jun 15-jun 19-jun 21-jun 4-jun 6-jun 8-jun 10-jun 12-jun 14-jun 16-jun 18-jun 20-jun 22-jun BOLETIM SEMANAL Análise Estatística de Algodão NOVA SAFRA CHEGANDO: A área plantada de

Leia mais

2 de outubro de 2015 / nº 373

2 de outubro de 2015 / nº 373 9-jun-14 23-jun-14 7-jul-14 28-jul-14 11-ago-14 25-ago-14 8-set-14 22-set-14 8-jun-15 22-jun-15 6-jul-15 20-jul-15 3-ago-15 1 31-ago-15 1 28-set-15 2 de outubro de 2015 / nº 373 Boas condições: Classificada

Leia mais

18 de julho de 2014/ nº 312

18 de julho de 2014/ nº 312 Milhões de toneladas esmagadas 18 de julho de 2014/ nº 312 Rentabilidade incerta: O custo de produção da soja transgênica para a temporada 2014/15 no mês de junho foi elevada para R$ 2.433,73/ha. Com o

Leia mais

5 de dezembro de 2014/ nº 332

5 de dezembro de 2014/ nº 332 44,20 45,44 40,80 44,80 41,50 47,44 38,98 47,82 42,21 44,95 47,00 47,90 46,17 50,52 preço em R$/sc Dólar em RS/US$ 5 de dezembro de 2014/ nº 332 Futuros aquecidos: Enquanto a safra 13/14 da soja mato-grossense

Leia mais

17 de abril de 2015/ nº 278

17 de abril de 2015/ nº 278 Volume exportado (mil t) 17 de abril de 2015/ nº 278 Produção cara: Produzir algodão em Mato Grosso nunca foi tão caro. De acordo com o último relatório de custo de produção para a safra 2015/16, um hectare

Leia mais

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise. 08 de março de 2013 Número: 243

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise. 08 de março de 2013 Número: 243 Soja - Análise BOLETIM SEMANAL O PESO DO DIESEL: O aumento em janeiro de 5,4% no preço do diesel nas refinarias refletiu em acréscimo médio nas bombas do combustível em Mato Grosso. Essa elevação, de R$

Leia mais

28 de agosto de 2015/ nº 368

28 de agosto de 2015/ nº 368 fev-13 abr-13 jun-13 ago-13 out-13 dez-13 fev-14 abr-14 jun-14 ago-14 out-14 dez-14 fev-15 abr-15 jun-15 ago-15 Cotação em MT - R$/t 28 de agosto de 2015/ nº 368 Motores aquecidos: Depois de um leve recuo

Leia mais

14 de outubro de 2016/ nº 425

14 de outubro de 2016/ nº 425 out/16 mai/16 jun/16 jul/16 ago/16 set/16 out/16 523,2 447,8 534,5 466,3 532,0 465,7 534,1 467,0 540,0 468,8 539,1 466,9 544,9 467,5 Oferta e demanda 14 de outubro de 2016/ nº 425 A todo vapor: A semeadura

Leia mais

26 de junho de 2015/ nº 359

26 de junho de 2015/ nº 359 Preço a termo (R$/sc) 26 de junho de 2015/ nº 359 Em lados opostos: Em junho, as cotações do farelo e do óleo de soja exibiram tendências bastante divergentes em Mato Grosso. Isso porque, enquanto o óleo

Leia mais

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise. 08 de junho de 2012 Número: 206

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise. 08 de junho de 2012 Número: 206 Soja Análise ALTA DO DÓLAR NO BOLSO: No momento em que o produtor opta pela venda antecipada da soja, este tem duas opções para escolher a forma desta venda: fixar o preço em reais, fazendo o travamento

Leia mais

23 de outubro de 2015/ nº 376

23 de outubro de 2015/ nº 376 jan-12 abr-12 jul-12 out-12 jan-13 abr-13 jul-13 out-13 jan-14 abr-14 jul-14 out-14 jan-15 abr-15 jul-15 out-15 Cotação em R$/tonelada 23 de outubro de 2015/ nº 376 Ainda elevado: Em um movimento natural

Leia mais

CUSTO DE PRODUÇÃO DE MILHO - SAFRA 2015/2016 MATO GROSSO - Janeiro/2015

CUSTO DE PRODUÇÃO DE MILHO - SAFRA 2015/2016 MATO GROSSO - Janeiro/2015 MATO GROSSO - Janeiro/2015 R$ 0,00 R$ 0,00 Nordeste Médio-Norte Oeste Centro-Sul Sudeste Mato Grosso 333.627 1.548.845 530.231 201.169 664.932 3.278.803 DESPESAS COM INSUMOS R$ 1.241,80 R$ 1.148,62 R$

Leia mais

CUSTO DE PRODUÇÃO DE MILHO - SAFRA 2016/2017 MATO GROSSO - Março/2016

CUSTO DE PRODUÇÃO DE MILHO - SAFRA 2016/2017 MATO GROSSO - Março/2016 MATO GROSSO - Março/2016 R$ 0,00 R$ 0,00 Nordeste Médio-Norte Oeste Centro-Sul Sudeste Mato Grosso 357.536 1.585.024 583.054 209.446 750.982 3.486.042 DESPESAS COM INSUMOS R$ 1.397,93 R$ 1.282,86 R$ 1.292,30

Leia mais

CUSTO DE PRODUÇÃO DE SOJA - SAFRA 2015/2016 MATO GROSSO - Janeiro/2015

CUSTO DE PRODUÇÃO DE SOJA - SAFRA 2015/2016 MATO GROSSO - Janeiro/2015 MATO GROSSO - Janeiro/2015 R$ 0,00 R$ 0,00 Nordeste Médio-Norte Oeste Centro-Sul Sudeste Mato Grosso 1.448.440 3.365.849 1.710.450 668.615 1.914.651 9.108.005 DESPESAS COM INSUMOS R$ 1.513,57 R$ 1.611,79

Leia mais

CUSTO DE PRODUÇÃO DE SOJA - SAFRA 2015/2016 MATO GROSSO - Novembro/2014

CUSTO DE PRODUÇÃO DE SOJA - SAFRA 2015/2016 MATO GROSSO - Novembro/2014 MATO GROSSO - Novembro/2014 R$ 0,00 R$ 0,00 Nordeste Médio-Norte Oeste Centro-Sul Sudeste Mato Grosso 1.448.440 3.365.849 1.710.450 668.615 1.914.651 9.108.005 DESPESAS COM INSUMOS R$ 1.437,49 R$ 1.612,95

Leia mais

CONJUNTURA MENSAL MAIO

CONJUNTURA MENSAL MAIO SOJA - MATO GROSSO CONJUNTURA MENSAL MAIO ANO 1 Nº1 O mercado de soja tem observado movimentação de queda em seus preços, decorrente principalmente das evoluções no lado da oferta, tanto em âmbito nacional

Leia mais

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise 21/6 23/6 25/6 27/6 29/6 1/7 3/7 5/7 7/7 9/7 11/7 13/7 15/7 17/7 19/7 Contratos Negociados (x 1000) Cents de US$/bu ** Relatório produzido pelo IMEAMT e divulgado pela CERRADO INVEST www.cerradocorretora.com.br

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

CONJUNTURA QUINZENAL 16 A 31/03/2016

CONJUNTURA QUINZENAL 16 A 31/03/2016 SOJA - MATO GROSSO CONJUNTURA QUINZENAL 16 A 31/03/2016 ANO 2 Nº17 A colheita praticamente finalizada em Mato Grosso e o recuo do dólar têm contribuído para o movimento de baixa dos preços, mesmo com a

Leia mais

CONJUNTURA QUINZENAL 01 A 15/02/2016

CONJUNTURA QUINZENAL 01 A 15/02/2016 SOJA - MATO GROSSO CONJUNTURA QUINZENAL 01 A 15/02/2016 ANO 2 Nº14 A colheita avança e começa a derrubar os preços da soja em Mato Grosso. De acordo com dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária

Leia mais

Análise Bovinocultura

Análise Bovinocultura Exp. carne in natur a (toneladas) Análise Bovinocultura BOLETIM SEMANAL 22 de junho de ABATE DE FÊMEAS EM ALTA: Nesta semana o Imea divulgou o relatório sobre o abate de fêmeas em Mato Grosso em, abordando

Leia mais

SOJA Período: 11 a 15/05/ meses mês semana. Períodos anteriores. Paridade Exportação Centro de Referência Unid Efetivo (1)

SOJA Período: 11 a 15/05/ meses mês semana. Períodos anteriores. Paridade Exportação Centro de Referência Unid Efetivo (1) SOJA Período: 11 a 15/05/2015 Centro de Produção Quadro I - PREÇO PAGO AO PRODUTOR (em R$) Unid Períodos anteriores 12 1 1 meses mês semana Média mercado Semana atual Composto atacado Preço Mínimo SORRISO-MT

Leia mais

Análise Estatística de Algodão BOLETIM SEMANAL

Análise Estatística de Algodão BOLETIM SEMANAL Análise Estatística de Algodão BOLETIM SEMANAL MUDANÇA À VISTA: Mesmo com os produtores sofrendo com as incertezas provenientes do atraso das chuvas em Mato Grosso, o mercado acredita em uma expansão significativa

Leia mais

BOLETIM SEMANAL R$ 68,70 R$ 67,90 R$ 430,00 R$ 400,00

BOLETIM SEMANAL R$ 68,70 R$ 67,90 R$ 430,00 R$ 400,00 13/2 15/2 17/2 19/2 21/2 23/2 25/2 27/2 1/3 3/3 5/3 7/3 9/3 11/3 13/3 15/3 Contratos Negociados (x 1000) Cents de US$/bu Análise Estatística de Algodão Algodão PREÇOS CAEM: Assim como no cenário de âmbito

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO NOVEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

CONJUNTURA QUINZENAL 16 A 30/11/2015

CONJUNTURA QUINZENAL 16 A 30/11/2015 SOJA - MATO GROSSO CONJUNTURA QUINZENAL 16 A 30/11/2015 ANO 1 Nº9 O ritmo intenso de plantio da soja em Mato Grosso ao longo de todo o mês de novembro contribuiu para que a marca de 95,6% fosse atingida

Leia mais

Perspec8vas para a agropecuária brasileira para os próximos cinco anos

Perspec8vas para a agropecuária brasileira para os próximos cinco anos www.imea.com.br Perspec8vas para a agropecuária brasileira para os próximos cinco anos Daniel Latorraca Superintendente Agenda Visão da cadeia de grãos nos últimos 10 anos Visão da pecuária nos últimos

Leia mais

Análise Bovinocultura

Análise Bovinocultura Análise Bovinocultura BOLETIM SEMANAL 20 de dezembro de RETROSPECTIVA : Mais um ano que se passa e a pecuária de corte em Mato Grosso deve bater recordes, apesar dos desafios vindouros. Os abates até outubro

Leia mais

BOLETIM SEMANAL R$ 61,80 R$ 61,00 R$ 1.650,00

BOLETIM SEMANAL R$ 61,80 R$ 61,00 R$ 1.650,00 3/4 5/4 7/4 9/4 11/4 13/4 15/4 17/4 19/4 21/4 23/4 25/4 27/4 29/4 1/5 3/5 Contratos Negociados Cents de US$/bu Análise Estatística de Algodão Algodão LAVOURA NOS ESTADOS UNIDOS: A semeadura nos Estados

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ARROZ NOVEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ARROZ NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ARROZ NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

Associação Brasileira dos Produtores de Soja

Associação Brasileira dos Produtores de Soja Associação Brasileira dos Produtores de Soja De acordo com o 5 Levantamento de safra 2015/16, publicado em fevereiro pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), a área plantada deve crescer 3,6%

Leia mais

VENTOS RUMO AO NORTE : Sinais altistas vêm rondando o setor tanto no mercado disponível, como viemos falando

VENTOS RUMO AO NORTE : Sinais altistas vêm rondando o setor tanto no mercado disponível, como viemos falando Análise Bovinocultura BOLETIM SEMANAL 22 de outubro de VENTOS RUMO AO NORTE : Sinais altistas vêm rondando o setor tanto no mercado disponível, como viemos falando semanas atrás, quanto no mercado futuro.

Leia mais

Levantamento de Custos de Produção de Cascavel PR

Levantamento de Custos de Produção de Cascavel PR Levantamento de Custos de Produção de Cascavel PR Os produtores de Cascavel se reuniram no dia 29/06, para realizar o levantamento de custos de produção de grãos para o projeto Campo Futuro, uma iniciativa

Leia mais

Mamona Período: janeiro de 2016

Mamona Período: janeiro de 2016 Mamona Período: janeiro de 2016 Quadro I: preço pago ao produtor Centro de Produção UF Unidade 12 meses (a) Média de Mercado 1 mês (b) Mês atual (c) Preço mínimo Var % (c/a) Irecê BA 60kg 78,96 93,13 88,33

Leia mais

RELATÓRIO ESTATÍSTICO DA SOJA AGOSTO/2008

RELATÓRIO ESTATÍSTICO DA SOJA AGOSTO/2008 Instituto Mato Grossense de Economia Agrícola RELATÓRIO ESTATÍSTICO DA SOJA AGOSTO/2008 Presindente: Rui Carlos Ottoni Prado Superintendente: Seneri Kernbeis Paludo Equipe Técnica: Anamaria Gaudencio Martins,Daniel

Leia mais

11 de setembro de 2015/ nº 33

11 de setembro de 2015/ nº 33 Toneladas 11 de setembro de 2015/ nº 33 Retomando o fôlego: Em baixa há seis meses, o preço do leite recebido pelo produtor mato-grossense atingiu em julho o maior patamar deste ano, chegando a R$ 0,84/litro,

Leia mais

5 de dezembro de 2014/ nº 261

5 de dezembro de 2014/ nº 261 Baixa liquidez impera: Em novembro, Mato Grosso registrou baixo avanço na comercialização de pluma da safra 2013/14. Com 23,5 mil toneladas negociadas, o Estado chegou a 80% da produção de 995 mil toneladas

Leia mais

RELATÓRIO ESTATÍSTICO DA BOVINOCULTURA FEVEREIRO / 2009

RELATÓRIO ESTATÍSTICO DA BOVINOCULTURA FEVEREIRO / 2009 Instituto Mato Grossense de Economia Agrícola RELATÓRIO ESTATÍSTICO DA BOVINOCULTURA FEVEREIRO / 2009 Presidente: Rui Carlos Ottoni Prado Superintendente: Seneri Kernbeis Paludo Elaboração: Otávio L. M.

Leia mais

MERCADO DE GRÃOS, FARELOS E ANIMAIS DE REPOSIÇÃO EM MATO GROSSO

MERCADO DE GRÃOS, FARELOS E ANIMAIS DE REPOSIÇÃO EM MATO GROSSO MERCADO DE GRÃOS, FARELOS E ANIMAIS DE REPOSIÇÃO EM MATO GROSSO Abril/2013 1 Custo total do confinamento 0,02 65% é o custo com a aquisição do animal 3,85 9,07 0,96 1. MANEJO SANITÁRIO E REPRODUTIVO 2.

Leia mais

O MERCADO DE SOJA 1. INTRODUÇÃO

O MERCADO DE SOJA 1. INTRODUÇÃO O MERCADO DE SOJA 1. INTRODUÇÃO A cultura da soja apresenta relevante importância para a economia brasileira, sendo responsável por uma significativa parcela na receita cambial do Brasil, destacando-se

Leia mais

GIRASSOL Período: Julho de 2012

GIRASSOL Período: Julho de 2012 GIRASSOL Período: Julho de 2012 QUADRO I PREÇOS PAGO AO PRODUTOR (R$ 60/Kg) Centro de Referência Un Período Anteriores Período atual Variação (%) Julho/11 Julho/12 Preços Mínimos (60/Kg) Centro Sul 60

Leia mais

LSPA. Levantamento Sistemático da Produção Agrícola. Dezembro de Pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas no ano civil

LSPA. Levantamento Sistemático da Produção Agrícola. Dezembro de Pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas no ano civil Diretoria de Pesquisas Coordenação de Agropecuária Gerência de Agricultura LSPA Dezembro de 2013 Levantamento Sistemático da Produção Agrícola Pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas

Leia mais

30 de abril de 2015 / nº 351

30 de abril de 2015 / nº 351 Noroeste Norte Nordeste Médio Norte Oeste Centro-Sul Sudeste Sacas por hectar 30 de abril de 2015 / nº 351 De olho no mercado: Nas últimas semanas o preço futuro do milho com entrega para agosto tem sofrido

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MILHO NOVEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MILHO NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MILHO NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

Sorgo Período: junho de 2016

Sorgo Período: junho de 2016 Sorgo Período: junho de 2016 Quadro I: Preços pagos ao produtor Centro de Produção UF Unidade Média de Mercado 12 1 meses (a) mês (b) Mês atual (c) Preço mínimo Var % (c/a) Verde GO 60kg 21,42 24,56 27,73

Leia mais

BOLETIM DO MILHO Nº 13

BOLETIM DO MILHO Nº 13 BOLETIM DO MILHO Nº 13 COMERCIALIZAÇÃO O acompanhamento semanal de safras do DERAL indica que foram comercializadas, no Paraná, até o momento, 10,4 milhões de toneladas de milho, o que representa 73% da

Leia mais

TRIGO Período de 27 a 30/07/2015

TRIGO Período de 27 a 30/07/2015 TRIGO Período de 27 a 30/07/205 Tabela I - PREÇO PAGO AO PRODUTOR (em R$/60 kg) Centro de Produção Unid. 2 meses Períodos anteriores mês (*) semana Preço PR 60 kg 34,43 34,35 34,45 34,42 Semana Atual Preço

Leia mais

Mamona Período: março de 2014

Mamona Período: março de 2014 Mamona Período: março de 2014 Quadro I: preço pago ao produtor Centro de Produção UF Unidade 12 meses (a) Média de Mercado 1 mês (b) Mês atual (c) Preço mínimo Var % (c/a) Irecê BA 60kg 128,18 130,38 126,73

Leia mais

SEAB Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento DERAL - Departamento de Economia Rural. MILHO PARANENSE - SAFRA 2013/14 Novembro de 2013

SEAB Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento DERAL - Departamento de Economia Rural. MILHO PARANENSE - SAFRA 2013/14 Novembro de 2013 MILHO PARANENSE - SAFRA 2013/14 Novembro de 2013 A estimativa para a 1ª safra de milho, temporada 2013/14, aponta uma redução de aproximadamente 180 mil hectares, que representa um decréscimo de 23% em

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos FEIJÃO NOVEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos FEIJÃO NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos FEIJÃO NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

Levantamento de Custos de Produção de Castro PR

Levantamento de Custos de Produção de Castro PR Levantamento de Custos de Produção de Castro PR Os produtores de Castro se reuniram no dia 27/06, para realizar o levantamento de custos de produção de grãos para o projeto Campo Futuro, uma iniciativa

Leia mais

CONJUNTURA DO MERCADO DE MANDIOCA E DERIVADOS NO BRASIL

CONJUNTURA DO MERCADO DE MANDIOCA E DERIVADOS NO BRASIL CONJUNTURA DO MERCADO DE MANDIOCA E DERIVADOS NO BRASIL 1 SEMESTRE/2011 Fábio Isaías Felipe Pesquisador do Cepea/ESALQ/USP E-mail: fifelipe@esalq.usp.br Fone: 55 19 3429-8847 Fax: 55 19 3429-8829 http://www.cepea.esalq.usp.br

Leia mais

Perspectivas para as Safras 14/15 e 15/16

Perspectivas para as Safras 14/15 e 15/16 BrasilAgro Day 2014 Perspectivas para as Safras 14/15 e 15/16 18 de Dezembro de 2014 Soja Soja/EUA Oferta e Demanda (milhões de toneladas) 107,7 80,7 91,5 90,7 84,3 82,8 91,4 Est. Finais 48,1 50,7 48,4

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ALGODÃO DEZEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ALGODÃO DEZEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ALGODÃO DEZEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

Mamona Período: janeiro de 2015

Mamona Período: janeiro de 2015 Mamona Período: janeiro de 2015 Quadro I: preço pago ao produtor Centro de Produção UF Unidade 12 meses (a) Média de Mercado 1 mês (b) Mês atual (c) Preço mínimo Var % (c/a) Irecê BA 60kg 96,02 79,16 76,18

Leia mais

Análise Bovinocultura

Análise Bovinocultura Análise Bovinocultura BOLETIM SEMANAL MÊS PARADO: No primeiro mês do ano de 2013 o preço da arroba do boi gordo à vista em Mato Grosso seguiu firme na casa dos R$ 84/@, registrando na última cotação de

Leia mais

CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM GUARAPUAVA-PR

CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM GUARAPUAVA-PR CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM GUARAPUAVA-PR Foi realizado no dia 10 de julho de 2012 em Guarapuava (PR), o painel de custos de produção de grãos. A pesquisa faz parte do Projeto Campo Futuro da Confederação

Leia mais

Análise Bovinocultura

Análise Bovinocultura abr-13 mai-13 jun-13 jul-13 ago-13 set-13 out-13 nov-13 dez-13 jan-14 fev-14 mar-14 abr-14 279,77 255,27 244,92 250,10 229,43 173,63 166,32 194,00 194,20 257,75 234,15 184,49 234,50 ABATE (MIL CABEÇAS)

Leia mais

MANUAL PRÁTICO DA CULTURA DA SOJA 17/06/2015

MANUAL PRÁTICO DA CULTURA DA SOJA 17/06/2015 MANUAL PRÁTICO DA CULTURA DA SOJA 17/06/2015 Índice O panorama do complexo soja O mercado mundial da soja O mercado da soja em Mato Grosso Principais rotas de escoamento da soja no Estado Como se formam

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E SOCIOLOGIA ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA "LUIZ DE QUEIROZ"

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E SOCIOLOGIA ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ O conteúdo deste arquivo foi elaborado pela equipe Cepea no início de março/2008. Neste arquivo: Produtores de Mato Grosso deixam de ganhar até 38% Vendas antecipadas diminuem lucro do produtor Colheita

Leia mais

Boletim do Complexo soja

Boletim do Complexo soja Boletim do Complexo soja 1. Grão: No mês de fevereiro houve um aumento no preço médio em quase todos os estados, com exceção de Santa Catarina. O estado que obteve a maior média foi o do Paraná R$ 57,31/sc,

Leia mais

Esalq a vista 148,77-0,77 149,54

Esalq a vista 148,77-0,77 149,54 COTAÇÕES AGRÍCOLAS SEMANAL SEMANA: 52 sexta-feira, 23 de dezembro de 216 BOI (contrato 33@) - Em R$/@ Esalq a vista 148,77 -,77 149,54 dez/16 149,59 -,12 149,5 149,99 1 2.59 149,71-39,6 jan/17 149,5 1,1

Leia mais

Tabela 1 - Preço médio da Soja em MS - Período: 02/06 á 06/06 junho de 2014 - Em R$ por saca de 60Kg. Praça 02/jun 03/jun 04/jun 05/jun 06/jun Var.

Tabela 1 - Preço médio da Soja em MS - Período: 02/06 á 06/06 junho de 2014 - Em R$ por saca de 60Kg. Praça 02/jun 03/jun 04/jun 05/jun 06/jun Var. SOJA» MERCADO INTERNO O preço da saca de 6 Kg de soja em grãos experimentou recuo na primeira semana de junho. A cotação média no dia 6/Jun foi de R$ 62,6, valor este 3,12% inferior ao verificado em 2/Jun.

Leia mais

Análise Bovinocultura

Análise Bovinocultura 04-nov-13 11-nov-13 18-nov-13 25-nov-13 02-dez-13 09-dez-13 16-dez-13 06-jan-14 13-jan-14 20-jan-14 27-jan-14 03-fev-14 10-fev-14 17-fev-14 24-fev-14 jan-13 fev-13 mar-13 abr-13 mai-13 jun-13 jul-13 ago-13

Leia mais

SOJA MERCADO INTERNO

SOJA MERCADO INTERNO SOJA MERCADO INTERNO O preço médio da saca de soja em MS apresentou recuo na primeira quinzena de abril deste ano.a desvalorização da oleaginosa chegou a 4,63% em relação ao dia 01/Abr, o produto está

Leia mais

REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO JOÃO CRUZ REIS FILHO SECRETÁRIO DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Brasília/DF JULHO DE 2015 22 CENÁRIO POPULACIONAL

Leia mais

CONJUNTURA ECONÔMICA

CONJUNTURA ECONÔMICA CONJUNTURA ECONÔMICA O mês de março de 2015 foi marcado pelo anúncio dos principais resultados da economia de 2014 e deste início de 2015. Dentre eles destacaramse o PIB, taxa de desemprego nas principais

Leia mais

29 de junho de 2015/ nº 013

29 de junho de 2015/ nº 013 Saldo das Operações de Crédito (milhões de R$) 29 de junho de 2015/ nº 013 Efeito PAP: No início de junho o governo federal anunciou o Plano Agrícola e Pecuário 2015/2016, disponibilizando crédito aos

Leia mais

Relatório final da safra 2013/2014. Região Centro-Sul

Relatório final da safra 2013/2014. Região Centro-Sul Relatório final da safra 2013/2014 Região Centro-Sul Tabela 1. Balanço final da safra 2013/2014 na região Centro-Sul Comparativo com a safra 2012/2013 Produtos Safra 2012/2013 2013/2014 Var. (%) Cana-de-açúcar

Leia mais

COMPLEXO SOJA. Fechamento dos Mercados Segunda-feira 03/08/15

COMPLEXO SOJA. Fechamento dos Mercados Segunda-feira 03/08/15 COMPLEXO SOJA CBOT - Soja (U$/Bushel = 27,216) Máx Min AGO 977,50 980,75-3,25 983,75 971,50 SET 945,00 953,25-8,25 953,50 939,50 NOV 935,50 940,25-4,75 942,25 926,25 JAN 941,00 945,75-4,75 947,75 931,75

Leia mais

1 - INTRODUÇÃO 2 - METODOLOGIA

1 - INTRODUÇÃO 2 - METODOLOGIA SUMÁRIO 1. Introdução... 2 2. Metodologia... 2 3. Estimativa da Área Plantada... 3 4. Estimativa da Produção... 3 5. Avaliação das Culturas... 4 5.1 Algodão... 4 5.2 Arroz... 4 5.3 Feijão... 5 5.4 Milho...

Leia mais

REPLANTIO E ALTA DO DÓLAR AUMENTAM CUSTO DA SOJA 14/15

REPLANTIO E ALTA DO DÓLAR AUMENTAM CUSTO DA SOJA 14/15 NOVEMBRO - ANO 6 - EDIÇÃO REPLANTIO E ALTA DO DÓLAR AUMENTAM CUSTO 66 DA SOJA 14/15 A safra 2014/15 de soja mal começou em Mato Grosso, mas já dá sinais de que custará mais que o previsto até recentemente.

Leia mais

Acompanhamento da Safra 2012/13 no MS

Acompanhamento da Safra 2012/13 no MS Acompanhamento da Safra 212/13 no MS O projeto de Sistema de informação Geográfica do Agronegócio de Mato Grosso do Sul, em seu acompanhamento de safra para a cultura do Milho 2ª Safra (Milho Safrinha).

Leia mais

CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM CASTRO-PR

CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM CASTRO-PR CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM CASTRO-PR Foi realizado no dia 09 de julho de 2012 em Castro (PR), o painel de custos de produção de grãos. A pesquisa faz parte do Projeto Campo Futuro da Confederação da

Leia mais

O reflexo do crédito rural e suas implicações no custo de produção

O reflexo do crédito rural e suas implicações no custo de produção O reflexo do crédito rural e suas implicações no custo de produção SISTEMA SINDICAL SISTEMA SINDICAL RURAL PATRONAL BRASILEIRO CNA Federações da Agricultura Estaduais Sindicatos Rurais Produtores Rurais

Leia mais

MANUAL PRÁTICO DA CONJUNTURA ECONÔMICA Parte 2 11/11/2015

MANUAL PRÁTICO DA CONJUNTURA ECONÔMICA Parte 2 11/11/2015 MANUAL PRÁTICO DA CONJUNTURA ECONÔMICA Parte 2 11/11/2015 Índice 4 Agronegócio 7 Agricultura e seus efeitos regionais 5 6 4.1. O que é Agronegócio? 4.2. Por que analisar o Agronegócio? Conjuntura econômica

Leia mais

Estimativa do Custo de Produção de Arroz de Sequeiro para Mato Grosso, Safra 2002/03

Estimativa do Custo de Produção de Arroz de Sequeiro para Mato Grosso, Safra 2002/03 59 ISSN 1679-0472 Outubro, 2002 Dourados, MS Foto: arquivo Embrapa Agropecuária Oeste Estimativa do Custo de Produção de Arroz de Sequeiro para Mato Grosso, Safra 2002/03 Geraldo Augusto de Melo Filho

Leia mais

UM ANO 4, 10EM JANEIRO UM ANO US$ US$ OUTUBRO 27/10/2016 PERSPECTIVAS PARA O MERCADO DE SOJA E MILHO EM 2016/17

UM ANO 4, 10EM JANEIRO UM ANO US$ US$ OUTUBRO 27/10/2016 PERSPECTIVAS PARA O MERCADO DE SOJA E MILHO EM 2016/17 PERSPECTIVAS PARA O MERCADO DE SOJA E MILHO EM 2016/17 FERNANDO MURARO JR. Engenheiro agrônomo e analista de mercado da AgRural Commodities Agrícolas SINDIADUBOS CURITIBA (PR), 27/out/16 US$ R$ UM ANO

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO E LOCAÇÃO FRIGORÍFICA EM MATO GROSSO

DISTRIBUIÇÃO E LOCAÇÃO FRIGORÍFICA EM MATO GROSSO DISTRIBUIÇÃO E LOCAÇÃO FRIGORÍFICA EM MATO GROSSO Abril/2012 Índice 1. Situação do Brasil 2. Evolução da distribuição frigorífica em MT 3. Situação atual da distribuição frigorífica em MT 4. Situação regional

Leia mais

:: ACOMPANHAMENTO DE SAFRA - SOJA /2016

:: ACOMPANHAMENTO DE SAFRA - SOJA /2016 :: ACOMPANHAMENTO DE SAFRA - SOJA - 2015/2016 Entre os dias 14 e 17 de março, foram realizadas entrevistas em propriedades dos principais municípios produtores de soja do estado, com objetivo de obter

Leia mais

Soja Análise da Conjuntura Agropecuária MUNDO SAFRA 2014/15

Soja Análise da Conjuntura Agropecuária MUNDO SAFRA 2014/15 Soja Análise da Conjuntura Agropecuária Novembro de 2014 MUNDO SAFRA 2014/15 Devido ao aumento das cotações nas últimas safras, principalmente na comparação com o milho, o cultivo da soja vem aumentando

Leia mais

Evolução das exportações de milho do Brasil: países de destino e estados exportadores

Evolução das exportações de milho do Brasil: países de destino e estados exportadores Evolução das exportações de milho do Brasil: países de destino e estados exportadores Ariel P. Oliveira 1, João C. Garcia 2 e Jason O. Duarte 2 1 Estagiário da Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas-MG). arielpoliveira@gmail.com.

Leia mais

Atualmente lavouras da Região Centro-Sul, principalmente Guarapuava e União da Vitória, estão sendo afetadas pela estiagem.

Atualmente lavouras da Região Centro-Sul, principalmente Guarapuava e União da Vitória, estão sendo afetadas pela estiagem. Data : 11/03/2004 Hora : Título: Milho Fonte: Autor: Vera da Rocha Matéria: Apesar dos problemas climáticos no Paraná, ou seja, chuvas irregulares e mal distribuídas desde o início do ano, a produção da

Leia mais

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Índice 1 - Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso 1.1 Agronegócio Soja 1.2 Agronegócio Milho 1.3 Agronegócio Algodão 1.4 Agronegócio Boi 2 Competitividade 2.1 Logística

Leia mais

Cenários de Soja e Milho para 2013. Novembro 2012

Cenários de Soja e Milho para 2013. Novembro 2012 Cenários de Soja e Milho para 2013 Novembro 2012 Milho milhões t. Milho / EUA - Produção Expectativa inicial (Pré-Plantio) 376 282 268 331 307 333 316 314 (104) 272 05/06 06/07 07/08 08/09 09/10 10/11

Leia mais

Análise da evolução dos preços de milho no Brasil

Análise da evolução dos preços de milho no Brasil Introdução Análise da evolução dos preços de milho no Brasil Michele Souza Freitas (1), Rubens Augusto de Miranda (2), João Carlos Garcia (3) Segundo a Conab, na safra 2014/15, dos 202,3 milhões de toneladas

Leia mais

Commodities Agrícolas

Commodities Agrícolas Commodities Agrícolas CAFÉ CAFÉ Bolsas BM&F ICE FUTURES Contrato Fechamento Máxima Mínimo Variação Fechamento Máxima Mínimo Variação set/13 144,80 145,70 141,10 3,75 121,05 121,50 117,85 3,15 dez/13 148,50

Leia mais

INFORMAÇÃO SOBRE O MERCADO INTERNACIONAL DE CEREAIS E AÇÚCAR

INFORMAÇÃO SOBRE O MERCADO INTERNACIONAL DE CEREAIS E AÇÚCAR Agência Nacional de Segurança Alimentar INFORMAÇÃO SOBRE O MERCADO INTERNACIONAL DE CEREAIS E AÇÚCAR Ano: 2010 Mês: Junho 1. Resumo Global O mercado global dos grãos começou o mês de Junho em baixa, dominado

Leia mais

Análise Bovinocultura

Análise Bovinocultura Análise Bovinocultura BOLETIM SEMANAL 5 de março de VACA A PREÇO DE OURO: Desde o segundo trimestre de 2008 observamos uma alta significativa no preço da arroba e essa alta foi acompanhada por uma forte

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

PRODUÇÃO DE MILHO SAFRINHA IRRIGADO, NO MUNICÍPIO DE PEREIRA BARRETO SP: CUSTOS E LUCRATIVIDADE

PRODUÇÃO DE MILHO SAFRINHA IRRIGADO, NO MUNICÍPIO DE PEREIRA BARRETO SP: CUSTOS E LUCRATIVIDADE PRODUÇÃO DE MILHO SAFRINHA IRRIGADO, NO MUNICÍPIO DE PEREIRA BARRETO SP: CUSTOS E LUCRATIVIDADE Rosalina Maria Alves Rapassi (1), Rodrigo Anselmo Tarsitano (2), Ércio Roberto Proença (3) Introdução O milho

Leia mais

CUSTOS DE PRODUÇÃO AGRÍCOLA

CUSTOS DE PRODUÇÃO AGRÍCOLA CUSTOS DE PRODUÇÃO AGRÍCOLA Os dados e análises deste relatório são de autoria de pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP, e fazem parte do projeto Ativos

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

Perspectivas para os mercados de soja e milho.

Perspectivas para os mercados de soja e milho. Perspectivas para os mercados de soja e milho www.intlfcstone.com Aviso Legal A negociação de derivativos, tais como futuros, opções e swaps pode não ser adequada para todos os investidores. A negociação

Leia mais