Uso de Métricas em Contratos de Fábrica de Software Roteiro de Métricas do SISP 2.0

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Uso de Métricas em Contratos de Fábrica de Software Roteiro de Métricas do SISP 2.0"

Transcrição

1 Uso de Métricas em Contratos de Fábrica de Software Roteiro de Métricas do SISP 2.0 Claudia Hazan 1

2 Objetivos Definir a Métrica Pontos de Função Apresentar as Recomendações para Contratos de Software com Pontos de Função do Governo Brasileiro Discutir o uso da métrica Pontos de Função em contratos de Desenvolvimento e de Manutenção de Sistemas - Roteiro de Métricas do SISP 2.0 2

3 Análise de Pontos de Função Análise de Pontos de Função (APF) Pontos de Função (PF): É uma medida de dimensionamento de software através da funcionalidade implementada em um sistema, sob o ponto de vista do usuário. Publicado como Padrão Internacional - norma ISO/IEC :2007 3

4 Análise de Pontos de Função Análise de Pontos de Função APF - Criada em 1979 por Allan Albrecht - IBM Grupo de Usuários - Internacional: IFPUG - International Function Point Users Group Regras de Contagem descritas no manual: CPM - Counting Practices Manual - Versão Janeiro/2010 Certificação de Especialistas: CFPS - Certified Function Point Specialist 4

5 Análise de Pontos de Função Análise de Pontos de Função Medir a funcionalidade requisitada e recebida pelo usuário Medir Projetos de Desenvolvimento e de Manutenção Evolutiva independentemente da tecnologia utilizada 5

6 Cenário Contratos de Software A Instrução Normativa 04 (IN04) publicada pelo MPOG/SLTI recomenda o uso de métricas em contratos de software. A contratação de serviços de fábrica de software deve utilizar métricas no planejamento da aquisição e no gerenciamento do contrato, com restrições ao uso da métrica de esforço homem-hora. O TCU tem recomendado em Acórdãos o uso da métrica Pontos de Função (PF) em contratos de prestação de serviços de desenvolvimento e manutenção de software. A Métrica (PF) tem sido usada como base para contratos de software em muitas organizações. 6

7 Cenário Contratos de Software PF mede o tamanho funcional do projeto de software, independentemente da tecnologia e metodologia utilizadas. PF torna possível a estimativa de tamanho de projetos de software nas fases iniciais do ciclo de vida. O Manual de Práticas de Contagem (CPM) possui regras objetivas para contagem de Pontos de Função. PF considera a visão do usuário. PF é independente da forma da modelagem dos requisitos. 7

8 Recomendações TCU Acórdão 1.782/ Plenário Determinação realize o adequado planejamento das necessidades de serviços de TI de modo a contemplar nele o levantamento da estimativa prévia de quantitativos de serviços demandados (pontos de função) por tecnologia a ser empregada tanto na manutenção quanto no desenvolvimento de sistemas, observando, assim, o disposto nos arts. 6º, inciso IX, e 7º, incisos I e 2º, incisos I e II, da Lei 8.666/1993 quanto ao adequado nível de precisão dos serviços a serem licitados, bem como à necessária fundamentação do orçamento, que deverá ser detalhado em quantitativos de serviços propriamente avaliados e detalhados, nos termos da lei; 8

9 Recomendações TCU Acórdão nº 1.910/2007-Plenário Recomendação diferenciar, em sua fórmula de cálculo, os custos dos pontos de função para desenvolver novas funcionalidades daqueles relativos a supressões ou alterações de funcionalidades existentes, utilizando, por exemplo, as seguintes alternativas que seguem: definição de preço diferenciado para o desenvolvimento e a manutenção de software, considerando também o tipo de operação a ser realizada (inclusão, exclusão ou alteração de funcionalidade); 9

10 Recomendações TCU Acórdão nº 1.910/2007-Plenário Recomendação adoção da forma de contagem dos pontos de função em atividades de manutenção de software preconizada pela publicação Function Point Analysis for Software Enhancement da Nesma - Netherlands Software Metrics Users Association, entidade que aprofunda o tema e apresenta alternativas técnicas à proposta original do IFPUG, com respaldo no manual de contagem de ponto de função CPM 4.2.1; 10

11 Acórdão 2.024/2007 Plenário Recomendações TCU prever metodologias de mensuração de serviços prestados que privilegiem a remuneração da contratada mediante a mensuração de resultados, a exemplo da análise por Pontos de Função (método padronizado largamente utilizado no mercado nos dias de hoje para a mensuração de serviços de desenvolvimento e manutenção de sistemas, considerando as funcionalidades implementadas, sob o ponto de vista do usuário), buscando eliminar a possibilidade de remunerar a contratada com base na quantidade de horas trabalhadas ou nos postos de trabalho disponibilizados ou, caso tal caminho não se mostre comprovadamente viável, restando como única opção a remuneração de serviços por horas trabalhadas, cuidar para que sejam previamente definidos e especificados os serviços a serem executados e estabelecidos, também de antemão, os valores máximos de horas aceitáveis para cada um desses serviços, assim como explicitada a metodologia a ser utilizada para a identificação desse quantitativo de horas; 11

12 Recomendações TCU Acórdão 1.274/2010 Plenário Determinação nos próximos editais e contratos de Tecnologia da Informação, ao utilizar mensuração de serviços, a exemplo da Análise de Pontos de Função: abstenha-se de possibilitar a remuneração tanto por ponto de função quanto por homem-hora para os mesmos tipos de serviço; abstenha-se de vincular a métrica de tamanho (ponto de função) à métrica de esforço (homem-hora); 12

13 Recomendações TCU Acórdão 1.647/2010 Recomendação ao contratar desenvolvimento de software utilizando a métrica de Análise de Pontos de Função, evite adotar, como único guia de referência para contagens, o Manual de Práticas de Contagem do IFPUG, adicionando ao contrato cláusulas complementares que elucidem pontos em aberto, abordando, por exemplo, tópicos como: diferenciação, em sua fórmula de cálculo, dos custos dos pontos de função para desenvolvimento de novas funcionalidades daqueles relativos a supressões ou alterações de funcionalidades existentes; 13

14 Acórdão 1.647/2010 Recomendação Recomendações TCU diferenciação, em sua fórmula de cálculo, dos custos de pontos de função para o desenvolvimento completo de uma funcionalidade (todas as fases do ciclo de desenvolvimento) daqueles necessários à execução de apenas uma fase do ciclo; adoção de uma tabela de itens não mensuráveis; definição das fronteiras a serem utilizadas nas contagens; políticas para definição de: novas fronteiras, contagem de recursos reutilizáveis, remuneração de requisitos não funcionais e resolução de impasses acerca das contagens; 14

15 Como Evitar Armadilhas na Gestão de Contratos de Software baseados em Pontos de Função? 15

16 Problemas da Utilização de PF em Contratos Empresas não possuem Maturidade em Gestão de Projetos. Falta de Capacitação em Engenharia de Requisitos. Falta de Conhecimento Adequado em Análise de Pontos de Função. SOLUÇÃO Implantação de um Escritório de Métricas Corporativo com profissionais especialistas em Análise de Pontos de Função e suas aplicações em Contratos e Estimativas. 16

17 Como Evitar Armadilhas? 1 Obter um Documento de Requisitos com Qualidade O Documento de Requisitos constitui: um acordo comum entre o cliente e o fornecedor; a base para a estimativa de PF; a base para a construção do projeto de software. É fundamental garantir a Qualidade do Documento de Requisitos. Documentos de Requisitos com má qualidade ou um Pesadelo? 17

18 Como Evitar Armadilhas? 1 Obter um Documento de Requisitos com Qualidade Sugestão: Realizar inspeção de requisitos durante a Estimativa de Pontos de Função. Hazan tem o aplicado o método CEPF para estimar o tamanho dos projetos em PF. Como um efeito colateral desta estimativa, ela encontra defeitos nos documentos de requisitos, ex: requisitos omissos, requisitos inconsistentes, requisitos incompletos, e requisitos ambíguos. HAZAN, C. et. al. É possível substituir processos de Engenharia de Requisitos por Contagem de Pontos de Função? 8th International Workshop on Requirements Engineering (WER2005), Porto, Portugal, June

19 Como Evitar Armadilhas? 2 Estabelecer Regras para Evolução de Requisitos Requisitos de Software não permanecem congelados. Sugestão: Estabelecer um percentual para cada atividade do processo de software, ex: Requisitos: 20%, design: 10%, implementação: 50%, teste: 15%, implantação: 5%. Quando um requisito é alterado, identificar as atividades executadas. Exemplo: Relatório de Clientes SE média 5 PF foi alterado logo após o final da fase de requisitos. Assim, a quantidade de PF para o pagamento é: Novo requisito (alterado) : SE média 5 PF + 20% do requisito original (1 PF) x 0,75 (redutor retrabalho) Total: 5,75 PFs 19

20 Como Evitar Armadilhas? 3 Estabelecer Clausulas de Garantia da Qualidade O CPM não estabelece regras para garantir a qualidade do projeto de software recebido. Contudo, a contagem de PF considera a funcionalidade requisitada e recebida (sem defeitos). Algumas vezes, o tempo de espera para correção de defeitos é enorme. Assim, é importante estabelecer cláusulas contratuais para garantir a qualidade do produto. Sugestão: Definir um indicador de defeitos/ PF e uma cláusula de multa. Por exemplo, uma multa se o resultado do indicador de defeitos é maior que 0,3 defeitos/pf. É importante definir os tipos de defeitos no contrato. 20

21 Como Evitar Armadilhas? 4 Estabelecer cláusulas contratuais considerando cronograma e taxa de entrega Problema: a contratada não entrega nenhum projeto de software Sugestão: Estabelecer uma taxa de entrega mensal, ex.: 500 PF/mês Definir o modelo de estimativa a ser usado para definir o prazo de entrega, por exemplo Formula de Capers Jones Td (em meses) = V**t Roteiros de Contagem JONES,C. Estimating Software Costs Bringing Realism to Estimating. 2nd Edition, Mc Graw Hill, New York, New York. 21

22 Como Evitar Armadilhas? 5 Estabelecer o CPM como base para as contagens de PF ao invés de conversões Situação Comum: Algumas organizações estabelecem o uso do CPM no contrato, contudo elas não contam PF de acordo com o CPM. Algumas vezes, a Contagem de PF é baseada em uma fórmula de conversão, ex: Pontos por Casos de Uso (PCU) para PF. Não existe uma fórmula para converter PCU para PF com acurácia. As vezes, o contrato é baseado em PF, no entanto este é gerenciado como um contrato de alocação de horas. A empresa contratada comunica as horas alocadas sem a gestão da contratante. Estas horas são convertidas em PF, considerando uma taxa de produtividade definida com base no preço por PF. Conte PF de acordo com as regras do CPM 22

23 6 Como Evitar Armadilhas? Estabelecer regras de dimensionamento de projetos de manutenção Contagem de PF é aplicada apenas em projetos de desenvolvimento e de manutenção de acordo com CPM. Como considerar projetos de manutenção em Contratos baseados em Contagem de PF? Sugestão: Defina os tipos de projetos de manutenção comuns em sua organização. Defina formulas baseadas na fórmula de melhoria do CPM no contrato de software no Roteiro de Métricas. 23

24 A Instrução Normativa 04, publicada pela SLTI/ MPOG, preconiza a utilização de métricas em contratos de software. Os Acórdãos do Tribunal de Contas da União (TCU) recomendam a utilização da métrica Pontos de Função Não Ajustados. A versão 4.3 do CPM também reconhece o PF Não Ajustado como método padrão do IFPUG. O CPM não trata de processos de estimativas de prazo de projetos. O CPM não define regras para o dimensionamento de requisitos não funcionais. Em se tratando de manutenção de sistemas, o CPM trata somente Projetos de Melhoria (Manutenção Evolutiva). Roteiro de Contagem de PF 24

25 Premissas Medir e Estimar a funcionalidade requisitada e recebida pelo usuário. Definir métricas para tratar requisitos não funcionais. Medir Projetos de Desenvolvimento e todos tipos de projetos de Manutenção independentemente da tecnologia utilizada Consistência: Prover uma medida consistente entre vários projetos e organizações. Simplicidade: Ser simples o suficiente para minimizar o trabalho adicional envolvido no processo de medição. 25

26 Sugestões Projetos Desenvolvimento Contagem de PF de Projetos de Desenvolvimento: Projeto para desenvolver e entregar a primeira versão de uma aplicação de software. Seu tamanho funcional é a medida das funcionalidades entregues ao usuário no final do projeto. Também considera-se as funcionalidades de conversão de dados. Considerar a fórmula do CPM. 26

27 Projetos de Melhoria Um projeto de melhoria consiste em: demandas de criação de novas funcionalidades (grupos de dados ou processos elementares), demandas de exclusão de funcionalidades (grupos de dados ou processos elementares), e demandas de alteração de funcionalidades (grupos de dados ou processos elementares) em aplicações implantadas em produção. - Cálculo de PF de um Projeto de Melhoria (CPM) PF_MELHORIA = PF_INCLUÍDO + PF_ALTERADO + PF_EXCLUÍDO + PF_CONVERSÃO 27

28 Projetos de Melhoria PF_MELHORIA = PF_INCLUÍDO + (FI x PF_ALTERADO ) + (PF_EXCLUÍDO x 0,40) + PF_CONVERSÃO FI : Fator de Impacto pode variar de 50% a 90% FI = 50%: Funcionalidade desenvolvida pela contratada FI = 75%: Funcionalidade de Sistema não desenvolvida pela contratada. FI = 90%: Funcionalidade de Sistema sem documentação atualizada. A contratada deve redocumentar a funcionalidade mantida, gerando a documentação completa da mesma, aderente ao processo de software da contratante. 28

29 Projetos de Manutenção - Corretiva PF_CORRETIVA = PF_ALTERADO x FI FI : Fator de Impacto pode variar de 50% a 90% FI = 50%: Funcionalidade desenvolvida pela contratada FI = 75%: Funcionalidade de Sistema não desenvolvida pela contratada. FI = 90%: Funcionalidade de Sistema sem documentação atualizada. A contratada deve redocumentar a funcionalidade mantida, gerando a documentação completa da mesma, aderente ao processo de software da contratante. 29

30 Projetos de Manutenção Manutenção em Interface São consideradas manutenções cosméticas ou Adaptativas Mudança de Interface, as demandas associadas à alterações de interface, por exemplo, fonte de letra, cores de telas, logotipos, mudança de botões na tela, mudança de posição de campos ou texto na tela. Também se enquadram nessa categoria as mudanças de texto em mensagens de erro, validação, aviso, alerta ou conclusão de processamento. PF_INTERFACE = 0,6 x QTD de Processos Impactados 30

31 Projetos de Mudança de Plataforma Linguagem de Programação São considerados nesta categoria, projetos que precisam ser migrados para outra plataforma. Por exemplo, um sistema legado em COBOL precisa ser re-desenvolvido em JAVA. São considerados como novos projetos de desenvolvimento. 31

32 Projetos de Mudança de Plataforma Banco de Dados Nesta categoria encontram-se as demandas de redesenvolvimento de sistemas para executar em um outro Sistema Gerenciador de Banco de Dados. Observe que caso não exista mudança nas funções de dados, ou seja, o banco de dados da aplicação seja mantido, então as funções de dados não devem ser contadas. 32

33 Projetos de Manutenção Atualização de Versão Atualização de versão - Linguagem de Programação Atualização de versão - Browser Atualização de versão Banco de Dados 33

34 Projetos de Manutenção Adaptação em Funcionalidades sem Alteração de Requisitos Funcionais São consideradas nesta categoria as demandas de manutenção adaptativa associadas a solicitações que envolvem aspectos não funcionais, sem alteração em requisitos funcionais. PF_ADAPTATIVA = PF_ALTERADO x FI FI : Fator de Impacto pode variar de 50% a 90% FI = 50%: Funcionalidade desenvolvida pela contratada FI = 75%: Funcionalidade de Sistema não desenvolvida pela contratada. FI = 90%: Funcionalidade de Sistema sem documentação atualizada. A contratada deve redocumentar a funcionalidade mantida. 34

35 Exemplos: - Aumentar a quantidade de linhas por página em um relatório; Colocar paginação em um relatório; Permitir exclusões múltiplas em uma funcionalidade que antes só possibilitava a exclusão de um item; Adaptação de uma funcionalidade para possibilitar a chamada por um Webservice ou para outro tipo de integração com outros sistemas; 35

36 Apuração Especial Base de Dados PF_AESP_BD = PF_INCLUÍDO Apuração Especial Consulta Prévia PF_AESP_Consulta_Prévia = PF_INCLUÍDO Apuração Especial BD Pós Consulta Prévia PF_AESP_BD_Pós_Prévia = PF_INCLUÍDO x 0,60 36

37 Apuração Especial Geração de Relatório PF_AESP_Relatório = PF_INCLUÍDO Apuração Especial Reexecução PF_Reexecução_AESP = PF_INCLUÍDO x 0,10 Atualização de Dados PF_Atualização_de_Dados = PF_INCLUÍDO x 0,10 37

38 Manutenção em Páginas Estáticas de Intranet, Internet ou Portal A demanda consiste na publicação de páginas html Portais, Intranets ou Websites. Estas demandas são consideradas como desenvolvimento de consultas com a utilização de ferramentas para apoiar a publicação. Considerase 20% dos Pontos de Função das consultas desenvolvidas. Cada página é contada como uma consulta. As consultas são consideradas Consultas Externas Simples (3 PF). 38

39 Manutenção de Documentação de Sistemas Legados Caso a demanda seja apenas a documentação de requisitos, devem ser considerados 25% dos Pontos de Função da aplicação em questão PF = PF_NÃO_AJUSTADO x 0,25 39

40 Projetos de Manutenção Verificação de Erros São consideradas verificações de erro ou análise e solução de problemas as demandas referentes a todo comportamento anormal ou indevido apontado pelo cliente nos sistemas. Caso o problema seja relatado em funcionalidades específicas da aplicação e uma vez não constatado o problema apontado pelo cliente ou o mesmo for decorrente de regras de negócio implementadas ou utilização incorreta das funcionalidades, será realizada a aferição do tamanho em Pontos de Função das funcionalidades verificadas, e será considerado 20% do tamanho funcional das funcionalidades analisadas PF = PF_NÃO_AJUSTADO x 0,20 OBS:Caso o sistema não esteja funcionando por problemas de infra-estrutura (rede, banco de dados...). A demanda será tratada como Serviço em homem_hora. 40

41 Manutenção de Componente Interno Reusável Em alguns casos são demandadas manutenções em componentes específicos de uma aplicação e estes são reusados por várias funcionalidades da aplicação. Proposta: Considerar componente um processo elementar independente e contar como uma funcionalidade. O componente deverá ser testado. Além disso, as funcionalidades da aplicação que necessitem de teste devem ser requisitadas pela contratante e dimensionadas por meio da métrica Pontos de Função de Testes. PF_Componentes = PF_NÃO_AJUSTADO 41

42 Pontos de Função de Testes Muitas vezes, em projetos de manutenção o conjunto de funções de dados e funções transacionais a serem testadas é maior do que a quantidade de funções a serem implementadas, i.e., além das funcionalidades que são afetadas diretamente pelo projeto de manutenção, outras precisam ser testadas [NESMA, 2009]. O tamanho das funções a serem testadas deve ser aferido em Pontos de Função de Teste (PFT). Não considerar as funcionalidades incluídas, alteradas ou excluídas do projeto de manutenção na contagem de Pontos de Função de Teste. 42

43 Pontos de Função de Testes A contagem de PFT deve considerar o seguinte: Determinar o tamanho em Pontos de Função de cada função de dados ou transacional envolvida no teste. Calcular o tamanho em Pontos de Função de todas as funções de dados ou transacionais envolvidas no teste. A conversão do PFT em Ponto de Função deve ser feita de acordo com a fórmula abaixo: PF = PFT x 0,15 É importante ressaltar que as funções testadas consideradas no PFT devem ser requisitadas pelo cliente e documentadas. Observe que estas funções farão parte do escopo do projeto de manutenção 43

44 Mudança de Requisito e Projetos Cancelados Considerar o percentual das fases realizadas sobre a contagem de PF do requisito original. 44

45 Melhores Práticas Revisar o Roteiro sempre que tiver mudança de versão do Manual CPM, ou publicação de White Paper pelo IFPUG. Revisar o Roteiro sempre que surgir uma situação não prevista no mesmo. Analisar o Roteiro periodicamente, avaliando a simplicidade, consistência e adequação das fórmulas às demandas com base no feedback das equipes de desenvolvimento. Incluir no Roteiro modelos para a Documentação de Requisitos de Projeto de Desenvolvimento e de Manutenção. Incluir modelos para a Documentação da Contagem de Pontos de Função. 45

46 Programa de Capacitação em APF do SISP - Curso Básico de Análise de Pontos de Função (EaD) 30 horas - Curso de Contagem de Pontos de Função Presencial 32 horas - Curso de Contagem de Pontos de Função Avançado 24 horas - Curso Preparatório para a Certificação CFPS CPM 4.3 (Em construção) 46

47 Obrigado Perguntas e Contato Claudia Hazan Tel: (21) Cel: (21) Sonhos se tornam realidade 47

Introdução - Cenário

Introdução - Cenário Como evitar Armadilhas em Contratos de Software Baseados na Métrica Pontos de Função Claudia Hazan Serviço Federal de Processamento de Dados (SERPRO) 1 Introdução - Cenário Demanda crescente por Sistemas

Leia mais

Roteiro de Métricas de Software do SISP Versão 1.0

Roteiro de Métricas de Software do SISP Versão 1.0 Roteiro de Métricas de Software do SISP Versão 1.0 Brasília, 29 de novembro de 2010. Roteiro de Métricas de Software do SISP 2 Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministério do Planejamento,

Leia mais

Definition of a Measurement Guide for Data Warehouse Projects

Definition of a Measurement Guide for Data Warehouse Projects Definition of a Measurement Guide for Data Warehouse Projects Claudia Hazan Serviço Federal de Processamento de Dados (SERPRO) SGAN Quadra 601 Modulo V Brasilia, DF, CEP: 70836-900 BRAZIL 1 Agenda Cenário:

Leia mais

Roteiro de Métricas de Software da ANEEL - v1.0

Roteiro de Métricas de Software da ANEEL - v1.0 Roteiro de Métricas de Software da ANEEL - v1.0 Brasília DF Controle de Versão Data Versão Descrição Autor Revisor Aprovado por 24/09/2012 1.0 Emissão Inicial João Celestino 2 Sumário 1 Introdução... 4

Leia mais

Roteiro de Métricas de Software do SISP Versão 2.0

Roteiro de Métricas de Software do SISP Versão 2.0 Roteiro de Métricas de Software do SISP Versão 2.0 Presidenta da República Dilma Vana Rousseff Ministra do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Miriam Aparecida Belchior Secretário de Logística

Leia mais

Como Definir Processos de Estimativas aderentes às Melhores Práticas do CMMI?

Como Definir Processos de Estimativas aderentes às Melhores Práticas do CMMI? Como Definir Processos de Estimativas aderentes às Melhores Práticas do CMMI? Claudia Hazan Serviço Federal de Processamento de Dados (SERPRO) Cenário Sintomas da Crise do Software As estimativas de prazo

Leia mais

Manual de Métricas de Software do Análise de Pontos de Função

Manual de Métricas de Software do <SISP> Análise de Pontos de Função Manual de Métricas de Software do Análise de Pontos de Função Histórico de Versões Data Versão Descrição Autor Revisor Aprovado por 11/07/10 1 Manual para auxílio na contagem de pontos de função

Leia mais

Como evitar armadilhas em. contratos de fábricas de software. Doutrina

Como evitar armadilhas em. contratos de fábricas de software. Doutrina Como evitar armadilhas em Doutrina contratos de fábricas de software Claudia Hazan 1 Introdução A Tecnologia da Informação tem sido utilizada em vários segmentos do mercado na automatização de processos,

Leia mais

Roteiro de Métricas de Software do SISP Versão 2.1

Roteiro de Métricas de Software do SISP Versão 2.1 Roteiro de Métricas de Software do SISP Versão 2.1 Presidenta da República Dilma Vana Rousseff Ministro do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Nelson Barbosa Secretário de Logística e Tecnologia

Leia mais

Análise de Pontos por Função

Análise de Pontos por Função Análise de Pontos por Função Uma Aplicação na Gerência de Subcontratação de Software Claudia Hazan, MSc. Certified Function Point Specialist Agenda! Introdução à Gerência de Subcontratação! Melhores Práticas:!

Leia mais

Guia de Contagem de Pontos de Função do DATASUS. Versão 2.3

Guia de Contagem de Pontos de Função do DATASUS. Versão 2.3 Guia de Contagem de Pontos de Função do DATASUS Versão 2.3 Guia de Contagem de Pontos de Função do DATASUS Versão 2.3 Data de Impressão 29/04/13 16:04:04 Guia de Contagem de Pontos de Função do DATASUS

Leia mais

Guia de Contagem APF Versão 1.00

Guia de Contagem APF Versão 1.00 Versão 1.00 HISTÓRICO DE REVISÕES Data Versão Descrição Autor 20/11/2010 1.00 Criação do Guia de Contagem APF Célio Santana / Gustavo Santos Guia de Contagem APF ATI www.ati.pe.gov.br Pág. 2 de 65 SUMÁRIO

Leia mais

Anexo VII GUIA DE CONTAGEM DE PONTO DE FUNÇÃO

Anexo VII GUIA DE CONTAGEM DE PONTO DE FUNÇÃO 1. Objetivos Este documento tem como propósito apresentar, de forma resumida, um roteiro contagem de Pontos de Função que usou como referência o Manual de Práticas e Contagens, versão 4.3.1 (CPM - Counting

Leia mais

Roteiro SERPRO de Métricas para Contratos de Software. Data Versão Descrição Autor Revisor Aprovado por

Roteiro SERPRO de Métricas para Contratos de Software. Data Versão Descrição Autor Revisor Aprovado por Roteiro SERPRO de Métricas para Contratos de Software Histórico de Versões Data Versão Descrição Autor Revisor Aprovado por 30/04/2010 1.0 Roteiro Corporativo de Métricas para Contratos de Sistemas Claudia

Leia mais

Uma Aplicação da Análise de Pontos de Função

Uma Aplicação da Análise de Pontos de Função Uma Aplicação da Análise de Pontos de Função no Planejamento e Auditoria de Custos de Projetos de Desenvolvimento de Sistemas Renato Cesar da Cunha Ferreira renato.cesar@papem.mar.mil.br Pagadoria de Pessoal

Leia mais

Núcleo de Métricas: Alcançando a Excelência na Governança de TI

Núcleo de Métricas: Alcançando a Excelência na Governança de TI Núcleo de Métricas: Alcançando a Excelência na Governança de TI Gustavo Siqueira Simões - PMP e CFPS http://www.linkedin.com/in/gustavosimoes gustavo.simoes@fattocs.com.br skype: gustavosimoes +55(11)

Leia mais

Guia de Contagem. Pontos de Função ANEXO XI. Última atualização em: 11/06/2015

Guia de Contagem. Pontos de Função ANEXO XI. Última atualização em: 11/06/2015 ANEXO XI Pontos de Função Guia de Contagem Última atualização em: 11/06/2015 Praça dos Açorianos, s/n - CEP 90010-340 Porto Alegre, RS 0 -XX - 51-3210-3100 http:\\www.procergs.com.br Sumário 1. Apresentação...

Leia mais

Diretrizes Propostas para Aplicação da APF em Programa Envolvendo Tecnologias Recentes Tais como Barramento, BPMS e Portal

Diretrizes Propostas para Aplicação da APF em Programa Envolvendo Tecnologias Recentes Tais como Barramento, BPMS e Portal Diretrizes Propostas para Aplicação da APF em Programa Envolvendo Tecnologias Recentes Tais como Barramento, BPMS e Portal Ricardo Gaspar, CFPS (21) 2172-8078 ricardo.gaspar@bndes.gov.br 29 de Novembro

Leia mais

A IN/SLTI nº 04/2008 e Avaliação dos Resultados Análise de Pontos de Função Âmbito do SISP The IN SLTI 04/2008 and Results Assessment

A IN/SLTI nº 04/2008 e Avaliação dos Resultados Análise de Pontos de Função Âmbito do SISP The IN SLTI 04/2008 and Results Assessment A IN/SLTI nº 04/2008 e Avaliação dos Resultados Análise de Pontos de Função Âmbito do SISP The IN SLTI 04/2008 and Results Assessment Cláudio Muniz Machado Cavalcanti claudio.cavalcanti@planejamento.gov.br

Leia mais

Estudo comparativo de contagens usando o CPM, NESMA Estimada e FP Lite TM na Dataprev

Estudo comparativo de contagens usando o CPM, NESMA Estimada e FP Lite TM na Dataprev Estudo comparativo de contagens usando o CPM, NESMA Estimada e FP Lite TM na Dataprev Mauricio Koki Matsutani (DATAPREV) Luiz Flavio Santos Ribeiro (DATAPREV) Estudo comparativo de contagens usando o CPM,

Leia mais

2010 INTERNATIONAL SOFTWARE MEASUREMENT & ANALYSIS CONFERENCE

2010 INTERNATIONAL SOFTWARE MEASUREMENT & ANALYSIS CONFERENCE 2010 INTERNATIONAL SOFTWARE MEASUREMENT & ANALYSIS CONFERENCE Melhoria Contínua - Análise de Pontos de Função como uma Ferramenta de Qualidade Laboratório de Engenharia de Software da PUC Centro de Competência

Leia mais

Boas práticas, vedações e orientações para contratação de serviços de desenvolvimento e manutenção de software (Fábrica de Software)

Boas práticas, vedações e orientações para contratação de serviços de desenvolvimento e manutenção de software (Fábrica de Software) MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Tecnologia da Informação Departamento de Infraestrutura e Serviços de Tecnologia da Informação Departamento de Governança e Sistemas de Informação

Leia mais

Implantação de um Processo de Medições de Software

Implantação de um Processo de Medições de Software Departamento de Informática BFPUG Brazilian Function Point Users Group Implantação de um Processo de Medições de Software Claudia Hazan, MSc., CFPS claudinhah@yahoo.com Agenda Introdução Processo de Medições

Leia mais

Pontos de Função na Engenharia de Software

Pontos de Função na Engenharia de Software Pontos de Função na Engenharia de Software Diana Baklizky, CFPS Este documento contém informações extraídas do Manual de Práticas de Contagem do IFPUG. Essas informações são reproduzidas com a permissão

Leia mais

15/03/2010. Análise por pontos de função. Análise por Pontos de Função. Componentes dos Pontos de Função. Componentes dos Pontos de Função

15/03/2010. Análise por pontos de função. Análise por Pontos de Função. Componentes dos Pontos de Função. Componentes dos Pontos de Função Análise por pontos de função Análise por Pontos de Função Referência: Manual de práticas de contagem IFPUG Versão 4.2.1 Técnica que permite medir a funcionalidade de um software ou aplicativo, sob a visão

Leia mais

Gestão de contratos de Fábrica de Software. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

Gestão de contratos de Fábrica de Software. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Gestão de contratos de Fábrica de Software Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Agenda Diretriz (Método Ágil); Objeto de contratação; Volume de serviços estimado; Plataformas de Desenvolvimento;

Leia mais

Guia de Contratação em Pontos de Função. Versão 1.0

Guia de Contratação em Pontos de Função. Versão 1.0 Guia de Contratação em Pontos de Função Página: 2 de 20 HISTÓRICO DE REVISÕES Data Versão Descrição Autor 14/02/2014 0 Criação do documento a partir dos Editais de Fábrica por linhas de negócio Célula

Leia mais

Diretrizes Complementares para Aplicação da Análise de Pontos de Função no PAD

Diretrizes Complementares para Aplicação da Análise de Pontos de Função no PAD Diretrizes Complementares para Aplicação da Análise de Pontos de Função no PAD Ricardo Gaspar (21) 2172-8078 ricardo.gaspar@bndes.gov.br 10 de Junho de 2013 Agenda Contextualização Diretrizes de Contagem

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ - UFPR Bacharelado em Ciência da Computação

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ - UFPR Bacharelado em Ciência da Computação SOFT DISCIPLINA: Engenharia de Software AULA NÚMERO: 13B DATA: / / PROFESSOR: Andrey APRESENTAÇÃO O objetivo desta aula é apresentar, discutir o conceito de métricas de software orientadas a função. DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Synergia. Synergia. Treinamento em Análise de Pontos de Função 1

Synergia. Synergia. Treinamento em Análise de Pontos de Função 1 Treinamento em Análise de Pontos de Função 1 Synergia Synergia O Synergia é o laboratório de Engenharia de Software do Departamento de Ciência da Computação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG),

Leia mais

Padrões de Contagem de Pontos de Função

Padrões de Contagem de Pontos de Função Padrões de Contagem de Pontos de Função Contexto Versão: 1.0.0 Objetivo O propósito deste documento é apresentar os padrões estabelecidos para utilização da técnica de Análise de Pontos de Função no ambiente

Leia mais

Estimativa de Projetos de Software com Pontos de Função

Estimativa de Projetos de Software com Pontos de Função Estimativa de Projetos de Software com Pontos de Função Intercambio Empresarial FUMSOFT 29/05/12 Belo Horizonte MG Brasil Sejam Todos Bem-Vindos 1 FATTO Consultoria e Sistemas Missão: Ajudar nossos clientes

Leia mais

ANEXO 6 Critérios e Parâmetros de Pontuação Técnica

ANEXO 6 Critérios e Parâmetros de Pontuação Técnica 449 ANEXO 6 Critérios e Parâmetros de Pontuação Técnica A. Fatores de Pontuação Técnica: Critérios Pontos Peso Pontos Ponderados (A) (B) (C) = (A)x(B) 1. Qualidade 115 1 115 2. Compatibilidade 227 681.

Leia mais

Pontos de Função. André Chastel Lima Andréia Ferreira Pinto Diego Souza Campos. Engenharia de Software Mestrado Ciência da Computação - UFMS

Pontos de Função. André Chastel Lima Andréia Ferreira Pinto Diego Souza Campos. Engenharia de Software Mestrado Ciência da Computação - UFMS Pontos de Função André Chastel Lima Andréia Ferreira Pinto Diego Souza Campos Engenharia de Software Mestrado Ciência da Computação - UFMS Roteiro Introdução Métricas de Projeto Análise de Pontos de Função

Leia mais

Software na medida certa: desmistificando pontos de função

Software na medida certa: desmistificando pontos de função FATTO Consultoria e Sistemas - www.fattocs.com Software na medida certa: desmistificando pontos de função Guilherme Siqueira Simões +55 (27) 8111-7505 guilherme.simoes@fattocs.com.br Fatto Consultoria

Leia mais

Guia de Contagem. Análise de Pontos de Função ANEXO 10. Última atualização em: 13/08/2014

Guia de Contagem. Análise de Pontos de Função ANEXO 10. Última atualização em: 13/08/2014 ANEXO 10 Análise de Pontos de Função Guia de Contagem Última atualização em: 13/08/2014 Praça dos Açorianos, s/n - CEP 90010-340 Porto Alegre, RS 0 -XX - 51-3210-3100 http:\\www.procergs.com.br Sumário

Leia mais

O evento não fará uso do vídeo (webcam), somente slides e áudio. Se necessário, ajuste o idioma da sala na barra de ferramentas superior

O evento não fará uso do vídeo (webcam), somente slides e áudio. Se necessário, ajuste o idioma da sala na barra de ferramentas superior Orientações iniciais Dê preferência ao uso de uma conexão de banda larga O evento não fará uso do vídeo (webcam), somente slides e áudio Se necessário, ajuste o idioma da sala na barra de ferramentas superior

Leia mais

Claudia Hazan, MSc. Claudinhah@yahoo.com

Claudia Hazan, MSc. Claudinhah@yahoo.com Implementação de um Processo de Medições de Software Claudia Hazan, MSc. Certified Function Point Specialist Claudinhah@yahoo.com Agenda Introdução Qualidade de Software Medições de Software Análise de

Leia mais

Guia de Contagem. Análise de Pontos de Função ANEXO 12. Última atualização em: 03/09/2013

Guia de Contagem. Análise de Pontos de Função ANEXO 12. Última atualização em: 03/09/2013 ANEXO 12 Análise de Pontos de Função Guia de Contagem Última atualização em: 03/09/2013 Praça dos Açorianos, s/n - CEP 90010-340 Porto Alegre, RS 0 -XX - 51-3210-3100 http:\\www.procergs.com.br Sumário

Leia mais

5. Contagem de Pontos de Função no Desenvolvimento de Software utilizando Métodos Ágeis

5. Contagem de Pontos de Função no Desenvolvimento de Software utilizando Métodos Ágeis 5. Contagem de Pontos de Função no Desenvolvimento de Software utilizando Métodos Ágeis Este capítulo descreve orientações, sobre a utilização da métrica Ponto de Função, para medição e remuneração de

Leia mais

Histórico de Revisão. Data Versão Descrição Autor

Histórico de Revisão. Data Versão Descrição Autor Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 04/2015 1.0 Elaboração do manual. Márcia Regina Guiotti Bomfim José Romildo Andrade Página 2 de 45 Sumário SUMÁRIO... 3 1. OBJETIVO... 5 2. REFERÊNCIAS

Leia mais

Modelos de Negócio Baseados em Pontos de Função

Modelos de Negócio Baseados em Pontos de Função Modelos de Negócio Baseados em Pontos de Função Mauricio Aguiar e Diana Baklizky ti MÉTRICAS Av. Rio Branco, 181/1910 Rio de Janeiro, RJ R. Domingos de Morais, 2243/36 São Paulo, SP Brasil www.metricas.com.br

Leia mais

CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA DO SISP

CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA DO SISP SERVIÇOS DE CONSULTORIA EIXO TEMÁCO: GOVERNANÇA DE Implantação de Metodologia de Elaborar e implantar uma metodologia de gerenciamento de projetos no órgão solicitante, com a finalidade de inserir as melhores

Leia mais

Measurement A Strategic Tool for Cost Planning and Auditing

Measurement A Strategic Tool for Cost Planning and Auditing Measurement A Strategic Tool for Cost Planning and Auditing Renato Cesar da Cunha Ferreira Marinha do Brasil Pagadoria de Pessoal da Marinha renato.cesar@papem.mar.mil.br Rua da Ponte s/nº Ed. 23, 4º andar

Leia mais

Orientações iniciais. FATTO Consultoria e Sistemas - www.fattocs.com

Orientações iniciais. FATTO Consultoria e Sistemas - www.fattocs.com 1 Orientações iniciais Dê preferência ao uso de uma conexão de banda larga O evento não fará uso do vídeo (webcam), somente slides e áudio Se necessário, ajuste o idioma da sala na barra de ferramentas

Leia mais

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas (MDS - ANEEL)

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas (MDS - ANEEL) Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas (MDS - ANEEL) Versão 2.0 Escritório de Gerenciamento de Projetos - EGP Superintendência da Gestão Técnica da Informação SGI Agência Nacional de Energia Elétrica

Leia mais

ANEXO 8 Planilha de Pontuação Técnica

ANEXO 8 Planilha de Pontuação Técnica 491 ANEXO 8 Planilha de Pontuação Técnica Nº Processo 0801428311 Licitação Nº EDITAL DA CONCORRÊNCIA DEMAP Nº 09/2008 [Razão ou denominação social do licitante] [CNPJ] A. Fatores de Pontuação Técnica:

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação TLCne-051027-P0 Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Governança de TI São Paulo, Outubro de 2012 0 Sumário TLCne-051027-P1 Conteúdo desta Aula Abordar o domínio Adquirir e Implementar e todos

Leia mais

Proposta de Utilização de FDD e APF para Melhoria do Processo de Software

Proposta de Utilização de FDD e APF para Melhoria do Processo de Software Proposta de Utilização de FDD e APF para Melhoria do Processo de Software Cristiane Ribeiro da Cunha, Cristina D Ornellas Filipakis Curso de Sistemas de Informação Centro Universitário Luterano de Palmas

Leia mais

Ref: Edital da Concorrência nº. 01/2009. termos do edital, pelas razões a seguir: 1º PEDIDO DE ESCLARECIMENTO:

Ref: Edital da Concorrência nº. 01/2009. termos do edital, pelas razões a seguir: 1º PEDIDO DE ESCLARECIMENTO: Ref: Edital da Concorrência nº. 01/2009 Empresa interessada no certame solicitou PEDIDO DE ESCLLARECI IMENTTO,, aos termos do edital, pelas razões a seguir: 1º PEDIDO DE ESCLARECIMENTO: 1) Com relação

Leia mais

A visão do Controle sobre contratos de Fábricas de Software

A visão do Controle sobre contratos de Fábricas de Software A visão do Controle sobre contratos de Fábricas de Software Igor de Mesquita Barbosa Yuri Morais Bezerra Assessoria de TI CGU/SFC/DC sfcdcati@cgu.gov.br 1 Agenda 1. Projeto de Avaliação de Contratos de

Leia mais

O Impacto da Engenharia de Requisitos no Processo de Métricas. Fátima Cesarino CAIXA

O Impacto da Engenharia de Requisitos no Processo de Métricas. Fátima Cesarino CAIXA O Impacto da Engenharia de Requisitos no Processo de Métricas Fátima Cesarino CAIXA Apresentação Diferentes Cenários Desenvolvimento Software Importância do SISP Agradecimento Oportunidade Responsabilidade

Leia mais

Estimativa de Tamanho de Software Utilizando APF e a Abordagem NESMA

Estimativa de Tamanho de Software Utilizando APF e a Abordagem NESMA Estimativa de Tamanho de Software Utilizando APF e a Abordagem NESMA Werley Teixeira Reinaldo, Cristina D Ornellas Filipakis Curso de Sistemas de Informação Centro Universitário Luterano de Palmas (CEULP/ULBRA)

Leia mais

Function Point Analysis: Uma Aplicação na Gestão de Projetos de Manutenção de Software

Function Point Analysis: Uma Aplicação na Gestão de Projetos de Manutenção de Software Function Point Analysis: Uma Aplicação na Gestão de Projetos de Manutenção de Software Claudia Hazan, CFPS CENÁRIO MANUTENÇÃO DE SOFTWARE Definição Desenvolvimento Manutenção GERÊNCIA DA MANUTENÇÃO Planejar

Leia mais

Análise de Pontos de Função

Análise de Pontos de Função Análise de Pontos de Função Uma aplicação nas estimativas de tamanho de Projetos de Software Claudia Hazan claudinhah@yahoo.com Graduada em Informática pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ),

Leia mais

Experiência de contratação de empresa de contagem de Pontos de Função para auxílio na gestão de contrato administrativo

Experiência de contratação de empresa de contagem de Pontos de Função para auxílio na gestão de contrato administrativo Experiência de contratação de empresa de contagem de Pontos de Função para auxílio na gestão de contrato administrativo Ricardo Gaspar (21) 2172-8078 ricardo.gaspar@bndes.gov.br 22 de Julho de 2014 Objetivo

Leia mais

Guia de Contagem de Pontos de Função para Sistemas de

Guia de Contagem de Pontos de Função para Sistemas de MDIC / CGMI 52004.000655/2015-36 29/04/2015 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL

Leia mais

Métricas para Contratação de Fábricas de Software - Pontos de Função

Métricas para Contratação de Fábricas de Software - Pontos de Função Métricas para Contratação de Fábricas de Software - Pontos de Função Guilherme Siqueira Simões guilherme.simoes@fattocs.com.br ENCOSEP TI 2013 Encontro sobre Contratação de Produtos e Serviços de TI na

Leia mais

Guia de Contagem. Análise de Pontos de Função ANEXO 10. Última atualização em: 18/09/2011

Guia de Contagem. Análise de Pontos de Função ANEXO 10. Última atualização em: 18/09/2011 ANEXO 10 Análise de Pontos de Função Guia de Contagem Última atualização em: 18/09/2011 Praça dos Açorianos, s/n - CEP 90010-340 Porto Alegre, RS 0 -XX - 51-3210-3100 http://www.procergs.com.br Sumário

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, 19 de maio de 2008.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, 19 de maio de 2008. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, 19 de maio de 2008. Dispõe sobre o processo de contratação de serviços de Tecnologia da Informação pela Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional. O SECRETÁRIO

Leia mais

Análise de Pontos por Função - O Processo de contagem

Análise de Pontos por Função - O Processo de contagem Análise de Pontos por Função - O Processo de contagem A seguir apresento uma versão do capítulo sobre o processo de contagem da APF que faz parte de minha monografia para conclusão do curso de especialização

Leia mais

Análise de Ponto de Função APF. Aula 08

Análise de Ponto de Função APF. Aula 08 Análise de Ponto de Função APF Aula 08 Agenda Parte 01 Introdução a Métricas de Software Parte 02 A Técnica de APF Técnicas de Contagem Verificação de Requisitos Estimativas (Modelos e Ferramentas) Gerenciamento

Leia mais

MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 235/2013

MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 235/2013 MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 235/2013 NOME DA INSTITUIÇÃO: Stefanini Consultoria e Assessoria em Informática S.A. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL ATO REGULATÓRIO:

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DE ALAGOAS COORDENADORIA SETORIAL DE GESTÃO DA INFORMÁTICA E INFORMAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DE ALAGOAS COORDENADORIA SETORIAL DE GESTÃO DA INFORMÁTICA E INFORMAÇÃO RESPOSTA AOS QUESTIONAMENTOS DA UNITECH 1) No item 5.2 dos critérios de qualidade, entendemos que não será aceita declaração, desacompanhada do certificado de qualidade. É correto o nosso entendimento?

Leia mais

V Simpósio Internacional de Recife, PE - Brasil 3-5/11/2003. Especificação de Indicadores para Gestão de Requisitos

V Simpósio Internacional de Recife, PE - Brasil 3-5/11/2003. Especificação de Indicadores para Gestão de Requisitos Especificação de Indicadores para Gestão de Requisitos Claudia Hazan, MSc.,CFPS claudinhah@yahoo.com Cenário Agenda Modelo CMM e CMMI Gerência de Requisitos Indicadores de Rastreabilidade Indicadores de

Leia mais

Métricas para Contratação de Desenvolvimento de Software

Métricas para Contratação de Desenvolvimento de Software Métricas para Contratação de Desenvolvimento de Software Guilherme Siqueira Simões guilherme.simoes@fattocs.com.br SEMANATIC 2015 I Semana Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação TIC Vitória-ES,

Leia mais

Orientações iniciais. FATTO Consultoria e Sistemas - www.fattocs.com

Orientações iniciais. FATTO Consultoria e Sistemas - www.fattocs.com 1 Orientações iniciais Dê preferência ao uso de uma conexão de banda larga O evento não fará uso do vídeo (webcam), somente slides e áudio Se necessário, ajuste o idioma da sala na barra de ferramentas

Leia mais

Métricas para Contratação de Desenvolvimento de Software

Métricas para Contratação de Desenvolvimento de Software Métricas para Contratação de Desenvolvimento de Software Guilherme Siqueira Simões guilherme.simoes@fattocs.com.br SEMANATIC 2015 I Semana Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação TIC Vitória-ES,

Leia mais

Implantação dos Processos Gerência de Projeto e Medição com Auxílio de Ferramenta Baseada em Planilhas Carlos Simões Claudia Lasmar Gleison Santos

Implantação dos Processos Gerência de Projeto e Medição com Auxílio de Ferramenta Baseada em Planilhas Carlos Simões Claudia Lasmar Gleison Santos Implantação dos Processos Gerência de Projeto e Medição com Auxílio de Ferramenta Baseada em Planilhas Carlos Simões Claudia Lasmar Gleison Santos Agenda: Carlos Simões cs@synapsisbrasil.com.br carlossimoes@cos.ufrj.br

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÔES EVOLUTIVAS NO SITE PRO-SST DO SESI

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÔES EVOLUTIVAS NO SITE PRO-SST DO SESI ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÔES EVOLUTIVAS NO SITE PRO-SST DO SESI 1. OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada para executar serviços de manutenção evolutiva, corretiva, adaptativa e normativa

Leia mais

Guia de Contagem. Análise de Pontos de Função ANEXO 10

Guia de Contagem. Análise de Pontos de Função ANEXO 10 ANEXO 10 Análise de Pontos de Função Praça dos Açorianos, s/n - CEP 90010-340 Porto Alegre, RS 0 -XX - 51-3210-3100 http:\\www.procergs.com.br i Sumário 1. Apresentação...1 Sobre este documento...1 Objetivos...1

Leia mais

Diretoria de Informática TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Brivaldo Marinho - Consultor. Versão 1.0

Diretoria de Informática TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Brivaldo Marinho - Consultor. Versão 1.0 TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Brivaldo Marinho - Consultor Versão 1.0 CONTROLE DA DOCUMENTAÇÃO Elaboração Consultor Aprovação Diretoria de Informática Referência do Produto

Leia mais

15/06/2011. Pontos de Função e Agilidade. Felipe Foliatti. Sumário. Pontos de Função. Métodos Ágeis. Cenário do Projeto.

15/06/2011. Pontos de Função e Agilidade. Felipe Foliatti. Sumário. Pontos de Função. Métodos Ágeis. Cenário do Projeto. Pontos de Função e Agilidade Felipe Foliatti Sumário Pontos de Função Métodos Ágeis Cenário do Projeto Conclusões 1 Pontos de Função? Não sepode controlar o que não se pode medir Tom DeMarco Surgiu com

Leia mais

Análise de Pontos de Função

Análise de Pontos de Função Análise de Pontos de Função Medição, Estimativas e Gerenciamento de Projetos de Software 1 Agenda Importância da medição Uso da APF na gerência de projetos Uso da APF em estimativas Uso da APF em contratos

Leia mais

DIMENSIONANDO PROJETOS DE WEB-ENABLING. Uma aplicação da Análise de Pontos de Função. Dimensionando projetos de Web- Enabling

DIMENSIONANDO PROJETOS DE WEB-ENABLING. Uma aplicação da Análise de Pontos de Função. Dimensionando projetos de Web- Enabling DIMENSIONANDO PROJETOS DE WEB-ENABLING Uma aplicação da Análise de Pontos de Função Dimensionando projetos de Web- Enabling Índice INTRODUÇÃO...3 FRONTEIRA DA APLICAÇÃO E TIPO DE CONTAGEM...3 ESCOPO DA

Leia mais

Estima de pontos de caso de uso Trabalho substitutivo ao Projeto Integrador

Estima de pontos de caso de uso Trabalho substitutivo ao Projeto Integrador Estima de pontos de caso de uso Trabalho substitutivo ao Projeto Integrador Curso: Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Gerencia de Projetos Professor: Elias Batista Ferreira Aluna: Kaysmier

Leia mais

CMMI. B) descrições das atividades consideradas importantes para o atendimento de suas respectivas metas específicas. Governo do ES (CESPE 2009)

CMMI. B) descrições das atividades consideradas importantes para o atendimento de suas respectivas metas específicas. Governo do ES (CESPE 2009) CMMI Governo do ES (CESPE 2009) Na versão 1.2 do CMMI, 111 os níveis de capacidade são definidos na abordagem de estágios. 112 os níveis de maturidade são definidos na abordagem contínua. 113 existem seis

Leia mais

Roteiro de Métricas SERPRO. Roteiro SERPRO de Contagem de Pontos de Função e Estimativas

Roteiro de Métricas SERPRO. Roteiro SERPRO de Contagem de Pontos de Função e Estimativas Roteiro SERPRO de Contagem de Pontos de Função e Estimativas 1 Histórico de Versões Data Versão Descrição Autor Revisor Aprovado por 15/04/2010 1.0 Roteiro Corporativo de Contagem de Pontos de Função.

Leia mais

A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS. A decisão de automatizar

A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS. A decisão de automatizar A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS A decisão de automatizar 1 A decisão de automatizar Deve identificar os seguintes aspectos: Cultura, missão, objetivos da instituição; Características

Leia mais

Título do Trabalho: PONTUA - UMA FERRAMENTA PARA GESTÃO DE ANÁLISE DE PONTOS DE FUNÇÃO

Título do Trabalho: PONTUA - UMA FERRAMENTA PARA GESTÃO DE ANÁLISE DE PONTOS DE FUNÇÃO Título do Trabalho: PONTUA - UMA FERRAMENTA PARA GESTÃO DE ANÁLISE DE PONTOS DE FUNÇÃO Autora: Artemise Barroggi Constantino Tema: Engenharia de Software Total de páginas: 24 PONTUA - UMA FERRAMENTA PARA

Leia mais

GUIA DE CONTAGEM DE PONTOS DE FUNÇÃO DO SISP PARA PROJETOS DATA

GUIA DE CONTAGEM DE PONTOS DE FUNÇÃO DO SISP PARA PROJETOS DATA GUIA DE CONTAGEM DE PONTOS DE FUNÇÃO DO SISP PARA PROJETOS DATA VERSÃO 1.0 BRASÍLIA 2015 1 Presidenta da República Dilma Vana Rousseff Ministro do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Nelson

Leia mais

Modernização e Evolução do Acervo de Software. Gustavo Robichez de Carvalho guga@les.inf.puc-rio.br

Modernização e Evolução do Acervo de Software. Gustavo Robichez de Carvalho guga@les.inf.puc-rio.br Modernização e Evolução do Acervo de Software Gustavo Robichez de Carvalho guga@les.inf.puc-rio.br Tópicos 1. Estudo Amplo sobre Modernização 2. Visão IBM Enterprise Modernization 3. Discussão - Aplicação

Leia mais

Síntese das discussões do fórum Livro-APF: Julho/2010

Síntese das discussões do fórum Livro-APF: Julho/2010 Síntese das discussões do fórum Livro-APF: Julho/2010 Assunto: Estimativa de Aumento de Produtividade Data: 01/07/2010 Link: http://br.groups.yahoo.com/group/livro-apf/message/2577 Dúvida: Existe alguma

Leia mais

Análise de Ponto de Teste. Uma proposta de adaptação

Análise de Ponto de Teste. Uma proposta de adaptação Análise de Ponto de Teste Uma proposta de adaptação Agenda Histórico O que é Análise de Ponto de Teste (APT)? A Técnica APT Dificuldades no uso da APT Proposta de adaptação Análise de Ponto de Teste Adaptada

Leia mais

Fase 1: Engenharia de Produto

Fase 1: Engenharia de Produto Fase 1: Engenharia de Produto Disciplina: Análise de Requisitos DURAÇÃO: 44 h O objetivo principal da disciplina é realizar uma análise das necessidades e produzir um escopo do produto. Representará os

Leia mais

ARCO - Associação Recreativa dos Correios. Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Plano de Desenvolvimento de Software Versão <1.

ARCO - Associação Recreativa dos Correios. Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Plano de Desenvolvimento de Software Versão <1. ARCO - Associação Recreativa dos Correios Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Versão Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor Página

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO XVII MODELOS DE DECLARAÇÕES E ATESTADOS MODELO 01 DECLARAÇÃO DE DISPONIBILIDADE DE ESTRUTURA

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO XVII MODELOS DE DECLARAÇÕES E ATESTADOS MODELO 01 DECLARAÇÃO DE DISPONIBILIDADE DE ESTRUTURA CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO XVII MODELOS DE DECLARAÇÕES E ATESTADOS MODELO 01 DECLARAÇÃO DE DISPONIBILIDADE DE ESTRUTURA Referência: CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 - BNDES Data: / / Licitante: CNPJ:

Leia mais

Gestão de contratos com métricas de resultado (serviços de software)

Gestão de contratos com métricas de resultado (serviços de software) Contratações públicas de TI: encontro com o mercado Gestão de contratos com métricas de resultado (serviços de software) Carlos Oest Tecnologia da Informação e Telecomunicações TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO

Leia mais

ALESSANDRO PEREIRA DOS REIS PAULO CESAR CASTRO DE ALMEIDA ENGENHARIA DE SOFTWARE - CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION (CMMI)

ALESSANDRO PEREIRA DOS REIS PAULO CESAR CASTRO DE ALMEIDA ENGENHARIA DE SOFTWARE - CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION (CMMI) ALESSANDRO PEREIRA DOS REIS PAULO CESAR CASTRO DE ALMEIDA ENGENHARIA DE SOFTWARE - CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION (CMMI) APARECIDA DE GOIÂNIA 2014 LISTA DE TABELAS Tabela 1 Áreas de processo por

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO GOVERNAMENTAL ETAPA 01 SEÇÃO IX GUIA DE CONTAGEM DE PONTOS DE FUNÇÃO SEÇÃO IX. Guia de Contagem de Pontos de Função

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO GOVERNAMENTAL ETAPA 01 SEÇÃO IX GUIA DE CONTAGEM DE PONTOS DE FUNÇÃO SEÇÃO IX. Guia de Contagem de Pontos de Função SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO GOVERNAMENTAL ETAPA 01 SEÇÃO IX GUIA DE CONTAGEM DE PONTOS DE FUNÇÃO SEÇÃO IX SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO GOVERNAMENTAL ETAPA 01 Guia de Contagem de Pontos de Função Guia de

Leia mais

A Disciplina Gerência de Projetos

A Disciplina Gerência de Projetos A Disciplina Gerência de Projetos Atividades, Artefatos e Responsabilidades hermano@cin.ufpe.br Objetivos Apresentar atividades da disciplina Gerência de Projetos Discutir os artefatos e responsáveis envolvidos

Leia mais

Dimensionamento de Sistemas na REDEPRO Paulo Roberto de Miranda Samarani

Dimensionamento de Sistemas na REDEPRO Paulo Roberto de Miranda Samarani 4º Seminário REDEPRO Julho/2006 1 Dimensionamento de Sistemas na REDEPRO Paulo Roberto de Miranda Samarani samarani@procergs.rs.gov.br 2 Agenda Contextualização Processo de medição Estimativas de tamanho

Leia mais

Prof. Dr. Ivanir Costa. Unidade III QUALIDADE DE SOFTWARE

Prof. Dr. Ivanir Costa. Unidade III QUALIDADE DE SOFTWARE Prof. Dr. Ivanir Costa Unidade III QUALIDADE DE SOFTWARE Normas de qualidade de software - introdução Encontra-se no site da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) as seguintes definições: Normalização

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA - ESCLARECIMENTOS DAS CONTRIBUIÇÕES PREGÃO ELETRÔNICO REGISTRO DE PREÇOS

CONSULTA PÚBLICA - ESCLARECIMENTOS DAS CONTRIBUIÇÕES PREGÃO ELETRÔNICO REGISTRO DE PREÇOS CONSULTA PÚBLICA - ESCLARECIMENTOS DAS CONTRIBUIÇÕES PREGÃO ELETRÔNICO REGISTRO DE PREÇOS Em reposta a Consulta Pública abaixo indicada, prestamos os seguintes esclarecimentos às contribuições apresentadas:

Leia mais

Síntese das discussões do fórum Livro-APF: Abril/2012

Síntese das discussões do fórum Livro-APF: Abril/2012 Síntese das discussões do fórum Livro-APF: Abril/2012 Nessa síntese foram abordados, em 127 mensagens, os seguintes assuntos: Correlação entre a estimativa de tamanho do novo sistema, o projeto e a migração

Leia mais

Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação. PONTOS DE FUNÇÃO Uma medida funcional de tamanho de software N 0 105 RELATÓRIOS TÉCNICOS DO ICMC

Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação. PONTOS DE FUNÇÃO Uma medida funcional de tamanho de software N 0 105 RELATÓRIOS TÉCNICOS DO ICMC Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação ISSN - 0103-2569 PONTOS DE FUNÇÃO Uma medida funcional de tamanho de software WAINE TEIXEIRA JÚNIOR ROSELY SANCHES N 0 105 RELATÓRIOS TÉCNICOS DO ICMC

Leia mais

Métricas e Medições de Software

Métricas e Medições de Software 391 Métricas e Medições de Software MTF-BC - Método para Medição de Tamanho Funcional de Sistemas de Informação do Banco Central do Brasil Versão 01.01 de 23/07/2008 392 R E V I S Õ E S Versão Dt. Versão

Leia mais

SECRETARIA DA FAZENDA SUPERVISÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DIVISÃO DE SISTEMAS E TECNOLOGIA

SECRETARIA DA FAZENDA SUPERVISÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DIVISÃO DE SISTEMAS E TECNOLOGIA LICITAÇÃO PÚBLICA INTERNACIONAL - LPI N 0 001/CELIC/2014 PROCESSO ADMINISTRATIVO N 0 0122073-14.00/12-0 RESPOSTAS DO CONTRATANTE Respostas aos questionamentos enviados pela empresa STEFANINI ASSESSORIA

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.7

QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.7 QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.7 Curso: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Disciplina: Qualidade de Software Profa. : Kátia Lopes Silva 1 CMM: DEFINIÇÃO Capability Maturity Model Um modelo que descreve como as práticas

Leia mais

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 Dispõe sobre a Política de Governança de Tecnologia da Informação do Tribunal de Contas da União (PGTI/TCU). O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso de suas

Leia mais