Leitura. de um texto à vida e obra. do autor. anexo) Leitura Ficha de Leitura. relacionadas. Natal:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Leitura. de um texto à vida e obra. do autor. anexo) Leitura Ficha de Leitura. relacionadas. Natal:"

Transcrição

1 A Menina dos Fósforos A Menina dos Fósforos de Hans Christian Andersen Hans Christian Andersen: vida e obra Leitura de um texto biobibliográfico; Elaboração de um cartaz alusivo à vida e obra do autor. Trabalho de pesquisa relativo à Dinamarca. Exploração do acetato (guião em anexo) Actividade de expressão oral que servirá de motivação para a leitura do conto; Actividade de expressão escrita. «A Menina dos Fósforos»: o conto Leitura e interpretação do texto. Ficha de Leitura Após a leitura Este conto suscita reflexões sobre vários temas e problemas da actualidade que revelam uma vertente interdisciplinar marcante. Poder se ão referir temáticas relacionadas com o Natal, a pobreza, a solidariedade ou o egoísmo, a tolerância e o multiculturalismo. Neste âmbito, cadaa Conselho de Turma poderá organizar o seu Projecto Curricular em torno destes assuntos, incluindo algumas destas sugestões: Natal: Leitura de textos de várias tipologias; Actividades de expressão escrita;

2 A Menina dos Fósforos Hans Christian Andersen Hans Christian Andersen nasceu em Odense, uma cidade dinamarquesa, a 2 de Abril de A sua família era muito pobre e moravam num pequeno quarto. O seu pai era sapateiro e alimentava a sua imaginação contando lhe inúmeras histórias. Apesar da sua infância pobre, o pequeno Hans estudou até aos 11 anos, altura em que o seu pai faleceu. Este infortúnio obrigou o a abandonar a escola mas o seu deleite pela literatura e pelo teatro não esmoreceu. Ele costumava decorar peças de teatro de William Shakespeare ( ), um dramaturgo inglês, e usava os brinquedos para as suas encenações. Em 1819, com 14 anos, Andersen muda se para Copenhaga, a capital da Dinamarca, à procura de trabalho como actor. Conseguiu o no Teatro Real, sob a protecção de Jonas Collin, que o ajudava a financiar os seus estudos. Em 1828, entrou para a Universidade de Copenhaga, altura em que já publicava os seus livros. Ele escrevia romances, livros de viagens e poesia, mas foi com os seus livros para crianças, especialmente com os contos de fadas, que conseguiu o reconhecimento internacional. Até 1872, ele escreveu mais de cem contos infantis, alguns baseados na tradição oral. Neste mesmo ano, Andersen sofreu uma queda, em sua casa, da qual nunca recuperou totalmente, vindo a falecer a 4 de Agosto de O mundo perdera um artista precioso. Andersen. Desde 1967, comemora se o Dia Internacional do Livro Infantil a 2 de Abril, dia do aniversário de Alguns contos: A Menina dos Fósforos (1848) O Patinho Feio (1843) A Pequena Sereia (1836) O Valente Soldadinho de Chumbo (1838) Uma Verdadeira Princesa (1835) O Fato Novo do Imperador (1837) O Rouxinol do Imperador (1844)

3 A Menina dos Fósforos Dinamarca A Dinamarca é um país escandinavo do Norte da Europa. É composto pela península da Jutlândia e por um arquipélago constituído por mais de 400 ilhas, embora só algumas sejam habitadas. Tornou se membro da União Europeia em O dinamarquês mais famoso será Hans Christian Andersen mas poder se á nomear outras personalidades: Karen Blixen escritora, também conhecida como Isak Dinesen Nils Bohr Prémio Nobel da Física em 1922 Soren Kierkegaard filósofo precursor do existencialismo Faz uma pesquisa em livros, em enciclopédias e na Internet, para encontrares mais informações sobre este país: Língua oficial: Capital: Moeda: Governo: Chefe de Estado: Religião: TLD (Internet): População: Superfície: km 2

4 A MENINA DOS FÓSFOROS Limor Golan Nesher Nuria Ayma Silvina Giannotta Nuria Ayma

5 Guião de trabalho: 1- Exploração das ilustrações: Tempestade de ideias registo no quadro e respectivos cadernos diários: O que sugerem estas imagens? O que vêem? Como será esta menina? Em que altura do ano se passará esta história? Porquê? Que personagens constam desta história? O que lhe aconteceu? 2 - Mediante as ideias registadas, os alunos poderão contar a sua versão do conto. Primeiramente, esta actividade poderá ser desenvolvida colectiva e oralmente para, de seguida, promover uma tarefa de expressão escrita individual. 3 Após a leitura orientada do conto, será interessante uma comparação entre os textos produzidos previamente pelos alunos e o texto original. NOTA: Estas ilustrações poderão servir de exemplo para possíveis trabalhos a realizar pelos alunos no âmbito da ilustração.

6 LINGUA PORTUGUESA Nome: Nº: Turma: Data:

7 Nome: Nº: Turma: Data: Ficha de Leitura Título: Pertence a uma coleccção? Colecção: Autor(es): Tem ilustrações? Ilustrador(es): Editora: Ano de Edição: O livro que leste é um livro de: aventuras teatro divulgação científica contos BD temática histórica poesia viagens outra temática Qual?? Personagens principais: Localiza a acção no espaço e no tempo. Conta resumidamente as partes da acção que considerass mais emocionantes. Aconselhavas a leitura deste livro a um amigo? Porquê?

PLANO NACIONAL DE LEITURA

PLANO NACIONAL DE LEITURA PLANO NACIONAL DE LEITURA Objectivos: Desenvolver competências nos domínios da leitura e da escrita, bem como a criação de hábitos de leitura nos alunos ; Incutir o gosto de ler ; Criar leitores autónomos;

Leia mais

Projecto aler

Projecto aler Área de incidência Estratégia para envolver toda a escola Actividades para envolver toda a comunidade educativa profissional contínuo Relações interdisciplinares Projecto aler+ 2010-2011 Lançamento Uma

Leia mais

Seleção de. Contos de Andersen. Hans Christian Andersen. Fichas de leitura. Criação intelectual: Fátima Patronilho

Seleção de. Contos de Andersen. Hans Christian Andersen. Fichas de leitura. Criação intelectual: Fátima Patronilho Seleção de Contos de Andersen Hans Christian Andersen Fichas de leitura Criação intelectual: Fátima Patronilho A princesa e a ervilha Guião de exploração (Sempre que necessário, procurar o significado

Leia mais

António Tomás Botto. 17 de agosto de de março de 1959, Rio de Janeiro, Brasil. Escritor, poeta e funcionário do Estado.

António Tomás Botto. 17 de agosto de de março de 1959, Rio de Janeiro, Brasil. Escritor, poeta e funcionário do Estado. António Botto (Alguns títulos) Homenagem António Tomás Botto Abrantes 17 de agosto de 1897 16 de março de 1959, Rio de Janeiro, Brasil Escritor, poeta e funcionário do Estado. Nasceu no Ribatejo, no seio

Leia mais

À conversa com João Tordo

À conversa com João Tordo Agenda de Outubro À conversa com João Tordo 28 de Outubro 21h30 À Conversa com João Tordo Filho do cantor Fernando Tordo e de Isabel Branco, João Tordo nasceu em Lisboa em 1975, num ambiente artístico.

Leia mais

Jardim de Infância Os Dois Patinhos

Jardim de Infância Os Dois Patinhos Jardim de Infância Os Dois Patinhos Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 3. MONITORIZAÇÃO E AVALIAÇÃO... 9 4. METODOLOGIAS DE DIVULGAÇÃO DO PROJECTO... 11 5. RELAÇÃO COM AS FAMÍLIAS... 12 Página 2 1. INTRODUÇÃO No

Leia mais

Ilustrações de s a l mo da n s a. Apresentação e adaptação de k at i a c a n ton

Ilustrações de s a l mo da n s a. Apresentação e adaptação de k at i a c a n ton Ilustrações de s a l mo da n s a Apresentação e adaptação de k at i a c a n ton Copyright do texto 2013 by Katia Canton Copyright das ilustrações 2013 by Salmo Dansa Grafia atualizada segundo o Acordo

Leia mais

BIBLIOTECA IRMÃ AGLAÉ Mostra Literária 29 e 30 de Abril de 2015

BIBLIOTECA IRMÃ AGLAÉ Mostra Literária 29 e 30 de Abril de 2015 BIBLIOTECA IRMÃ AGLAÉ Mostra Literária 29 e 30 de Abril de 2015 Infantil II Releitura dos livros: - Muitas Bolhas - Água Viva - A chuvarada Educação Infantil Infantil III Releitura dos livros: - O mistério

Leia mais

Livro Os Ciganos: História e Cultura - crianças e jovens - 12/15 anos

Livro Os Ciganos: História e Cultura - crianças e jovens - 12/15 anos Sugestões pedagógicas para orientar a leitura dos livros da Biblioteca Digital Livro Os Ciganos: História e Cultura - crianças e jovens - 12/15 anos Atividades para trabalhar os temas: Tolerância intercultural

Leia mais

Da Leitura Interativa à Escrita Reflexiva e Criativa ENCONTRO COM A DRA. LUCIE OLIVEIRA SESSÃO I

Da Leitura Interativa à Escrita Reflexiva e Criativa ENCONTRO COM A DRA. LUCIE OLIVEIRA SESSÃO I Da Leitura Interativa à Escrita Reflexiva e Criativa ENCONTRO COM A DRA. LUCIE OLIVEIRA SESSÃO I 06-02-2017 Índice Articulação com o currículo Programa da Sessão I Desenvolvimento da ação Objetivos Dar

Leia mais

PLANO DE ACÇÃO, DO ANO DE 2005

PLANO DE ACÇÃO, DO ANO DE 2005 PLANO DE ACÇÃO, DO ANO DE 2005 O ano de 2005 é o último ano de vigência do I Plano Estratégico para o Desenvolvimento da. Assim sendo, este Plano de Acção constitui, de certa forma, o encerrar de um ciclo

Leia mais

PAA BE-EB 2,3 Aradas Ano Letivo 2016 / 2017

PAA BE-EB 2,3 Aradas Ano Letivo 2016 / 2017 PAA BE-EB 2,3 Aradas Ano Letivo 2016 / 2017 - Ao longo do ano - Manutenção do blogue da BE - Divulgar as actividades no blogue - Promover a integração da BE na Escola -Difusão da informação educativa -

Leia mais

A COZINHA ENCANTADA DOS CONTOS DE FADAS

A COZINHA ENCANTADA DOS CONTOS DE FADAS Instituto de Educação Infantil e Juvenil Primavera, 2016. Londrina, Nome: de Ano: Tempo Início: Término: Total: Edição 16 MMXVI Fase 1 Grupo a A COZINHA ENCANTADA DOS CONTOS DE FADAS Na cesta de Chapeuzinho

Leia mais

Plano Anual de Actividades Projecto Museu Escolar Dinamizado por: Ano Lectivo 2010/2011

Plano Anual de Actividades Projecto Museu Escolar Dinamizado por: Ano Lectivo 2010/2011 Plano Anual de Actividades Projecto Museu Escolar Dinamizado por: António Inácio e António Montezo Ano Lectivo 2010/2011 CALENDARIZAÇÃO ACTIVIDADES OBJECTIVOS ARTICULAÇÃO INTERDISCIPLINAR PÚBLICO-ALVO

Leia mais

Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Cadaval Departamento de Línguas Planificação Anual de Língua Portuguesa 6º Ano de escolaridade

Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Cadaval Departamento de Línguas Planificação Anual de Língua Portuguesa 6º Ano de escolaridade Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Cadaval Departamento de Línguas Planificação Anual de Língua Portuguesa 6º Ano de escolaridade 1º Período 1/13 Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Cadaval Ano Lectivo

Leia mais

MEDIATECA PLANO DE ACTIVIDADES 2010/2011

MEDIATECA PLANO DE ACTIVIDADES 2010/2011 Mediateca Plano de Actividades 2010/2011 pág. 1/7 Introdução MEDIATECA PLANO DE ACTIVIDADES 2010/2011 A Mediateca estrutura-se como um sector essencial do desenvolvimento do currículo escolar e as suas

Leia mais

Calendarização Temas/Conteúdos Objectivos Actividades Intervenientes

Calendarização Temas/Conteúdos Objectivos Actividades Intervenientes Início do Ano Lectivo Estruturar, Organizar e planificar o Ano Lectivo Reunião com os diferentes Intervenientes no processo educativo Equipa Pedagógica e Encarregados de Educação das crianças Setembro

Leia mais

Dinamarca. Onde bate o coração da Escandinávia

Dinamarca. Onde bate o coração da Escandinávia Dinamarca Onde bate o coração da Escandinávia DINAMARCA A porta de entrada da Escandinávia Apenas uma ponte separa a Dinamarca da Suécia Destino de Cruzeiros Balsas para travessia à Noruega e Suécia Informações

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES 2011/2012

PLANO DE ATIVIDADES 2011/2012 1º Período BibliotecaEscolar Agrupamento de Escolasde Águeda PLANO DE ATIVIDADES 2011/2012 Ações/Atividades Responsáveis/ dinamizadores Público alvo Avaliação/ Evidências Domínios/ subdomínios setembro/

Leia mais

Sistema de Ensino CNEC. 1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome:

Sistema de Ensino CNEC. 1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome: 1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome: A literatura infantil surgiu no século XVII, no intuito de educar as crianças moralmente. Em homenagem ao escritor dinamarquês Hans Christian Andersen, foi criado

Leia mais

Construir o Futuro (I, II, III e IV) Pinto et al. Colectiva. Crianças e Adolescentes. Variável. Nome da prova: Autor(es): Versão: Portuguesa

Construir o Futuro (I, II, III e IV) Pinto et al. Colectiva. Crianças e Adolescentes. Variável. Nome da prova: Autor(es): Versão: Portuguesa Nome da prova: Autor(es): Versão: Tipo de aplicação: População: Tempo de aplicação: Objectivos: Materiais incluídos no jogo (kit) completo: Construir o Futuro (I, II, III e IV) Pinto et al. Portuguesa

Leia mais

PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL)

PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) Professor (a): FÁTIMA OLIVEIRA PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) NOME DO LIVRO: ALICE VIAJA NAS HISTÓRIAS AUTOR: Gianni Rodar Leitura; produção textual; oralidade; localização espacial. Competências Objetivo

Leia mais

Plano Nacional de Leitura Livros existentes na BE/CRE 1.º CICLO

Plano Nacional de Leitura Livros existentes na BE/CRE 1.º CICLO Plano Nacional de Leitura Livros existentes na BE/CRE 1.º CICLO 1.º Ano de escolaridade - Leitura Orientada na Sala de Aula O pássaro azul. / A rainha das neves/ THOMAS -BILSTEIN, J. O Leão e o canguru

Leia mais

Plano de Actividades Ano lectivo 2008/2009 Tema: A aventura dos livros

Plano de Actividades Ano lectivo 2008/2009 Tema: A aventura dos livros Plano de Actividades Ano 2008/2009 Tema: A aventura dos livros 1 ACTIVIDADES DE ORGANIZAÇÃO Actividades Objectivos Intervenientes Calendarização Proceder à gestão de colecções. Organização e gestão do

Leia mais

Eco Código. Elaborado pelos alunos e ilustrado nas atividades da expressão plástica com o apoio da docente de expressão plástica.

Eco Código. Elaborado pelos alunos e ilustrado nas atividades da expressão plástica com o apoio da docente de expressão plástica. Ordem de trabalhos: Eco Código Elaborado pelos alunos e ilustrado nas atividades da expressão plástica com o apoio da docente de expressão plástica. Eco-Código Ilustração do Eco-código Plano de Ação

Leia mais

Planificação de uma Unidade de Aprendizagem

Planificação de uma Unidade de Aprendizagem Planificação de uma Unidade de Aprendizagem 1 Contexto Área curricular: Língua Portuguesa Tema: Texto lúdico-poético Nível: 1º Ciclo (4º Ano) Escola: Os alunos que frequentam esta escola, e particularmente

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES REGULARES DA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE PENICHE COM AS ESCOLAS DO CONCELHO - ANO LETIVO 2013/14 HORA DO CONTO

PLANO DE ATIVIDADES REGULARES DA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE PENICHE COM AS ESCOLAS DO CONCELHO - ANO LETIVO 2013/14 HORA DO CONTO As marcações para as atividades a seguir descritas deverão ser feitas para a Biblioteca Municipal de Peniche através do telefone 262 780 122. Apesar de haver um calendário com datas pré-marcadas para as

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a Design Comics

Leia mais

a cobronça, a princesa e a supresa

a cobronça, a princesa e a supresa projeto pedagógico a cobronça, a princesa e a supresa Rua Tito, 479 Lapa São Paulo SP CEP 05051-000 divulgação escolar (11) 3874-0884 divulga@melhoramentos.com.br Fê ilustrações e Celso Linck www.editoramelhoramentos.com.br

Leia mais

O BICHINHO. o bichinho que queria crescer. projeto pedagógico. divulgação escolar (11)

O BICHINHO. o bichinho que queria crescer. projeto pedagógico. divulgação escolar (11) projeto pedagógico o bichinho que queria crescer O BICHINHO TEXTO EM LETRA BASTÃO Rua Tito, 479 Lapa São Paulo SP CEP 05051-000 divulgação escolar (11) 3874-0884 divulga@melhoramentos.com.br www.editoramelhoramentos.com.br

Leia mais

Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Cadaval Departamento de Línguas

Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Cadaval Departamento de Línguas Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos Cadaval Departamento Línguas 1 Planificação Anual Língua Escola Portuguesa Básica dos 6º 2º e Ano 3ª Ciclos ida Ano lectivo 2009/2010 Planificação Anual Língua Portuguesa

Leia mais

Publico alvo: alunos do 1º ao 9º ano E.E. Otávio Gonçalves Gomes

Publico alvo: alunos do 1º ao 9º ano E.E. Otávio Gonçalves Gomes Projeto Brasil misturado Duração: 01/11/12 a 30/11/12 Publico alvo: alunos do 1º ao 9º ano E.E. Otávio Gonçalves Gomes Culminância: Dia 30 de novembro Característica: Projeto interdisciplinar, envolvendo

Leia mais

AGENDA. DDCSCD Serviços da Biblioteca Municipal de Montalegre. Dezembro 2015. Ande o frio onde andar, no Natal cá vem parar.

AGENDA. DDCSCD Serviços da Biblioteca Municipal de Montalegre. Dezembro 2015. Ande o frio onde andar, no Natal cá vem parar. AGENDA DDCSCD Serviços da Biblioteca Municipal de Montalegre Dezembro 2015 Ande o frio onde andar, no Natal cá vem parar. AUTOR em Destaque Hans Christian Andersen. Biografia Hans Christian Andersen nasceu

Leia mais

Critérios de Avaliação dos CEF Curso de Operador Informático 2012/2013

Critérios de Avaliação dos CEF Curso de Operador Informático 2012/2013 Critérios de Avaliação dos CEF Curso de Operador Informático Língua Portuguesa 2012/2013 ATITUDES Formação para a cidadania. Apresentação dos materiais necessários, cumprimento de tarefas propostas, assiduidade,

Leia mais

CANTIGAS, ADIVINHAS CANTIGAS, ADIVINHAS. cantigas, adivinhas e outros versos volumes 1 e 2. e outros versos. e outros versos. projeto pedagógico

CANTIGAS, ADIVINHAS CANTIGAS, ADIVINHAS. cantigas, adivinhas e outros versos volumes 1 e 2. e outros versos. e outros versos. projeto pedagógico projeto pedagógico cantigas, adivinhas e outros versos volumes 1 e 2 CANTIGAS, AS, ADIVINHAS INH AS e outros versos VOLUME 2 ilustrado por Veridiana Scarpelli Rua Tito, 479 Lapa São Paulo SP CEP 05051-000

Leia mais

Interpretar discursos orais com diferentes graus de formalidade e complexidade. Registar,

Interpretar discursos orais com diferentes graus de formalidade e complexidade. Registar, DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 8º ANO A Ano Letivo: 2012/2013 Introdução /Metas Consigna-se no Despacho n.º 5306/2012, de 18 de abril de 2012, que o desenvolvimento do ensino será orientado por Metas

Leia mais

O CAVALEIRO DA DINAMARCA

O CAVALEIRO DA DINAMARCA O CAVALEIRO DA DINAMARCA O CAVALEIRO DA DINAMARCA Breve resumo da história Itinerário percorrido pelo Cavaleiro Dinamarca: curiosidades -geografia; -clima; -recursos naturais; -população; -grupos étnicos;

Leia mais

BALANÇO DO PROJECTO Área de incidência Lançamento Desenvolvimento Uma estratégia para toda a Escola Estratégia para toda a escola

BALANÇO DO PROJECTO Área de incidência Lançamento Desenvolvimento Uma estratégia para toda a Escola Estratégia para toda a escola BALANÇO DO PROJECTO 2009-2010 Área de incidência Lançamento Desenvolvimento Uma estratégia para toda a Escola Estratégia para toda a escola Apresentação do Projecto a Ler+ em Conselho Pedagógico de 1.09.09

Leia mais

Plano de Atividades da Rede de Bibliotecas de Mealhada Ano Letivo

Plano de Atividades da Rede de Bibliotecas de Mealhada Ano Letivo Plano de Atividades da Rede de Bibliotecas de Mealhada Ano Letivo 2011-2012 Outubro 2011 Domínio de Intervenção: 1. Planeamento e Gestão 1.1. Cooperação / Articulação Inter-bibliotecas Grupo de Trabalho

Leia mais

Escola Secundária de Valongo

Escola Secundária de Valongo Escola Secundária de Valongo PLANIFICAÇÃO DE CIÊNCIAS NATURAIS 7º ANO Ano lectivo 2010/2011 TERRA NO ESPAÇO 1º PERÍODO ESCOLA SECUNDÁRIA DE VALONGO PROPOSTA DE PLANIFICAÇÃO ANO LECTIVO DE 2010/2011 CIÊNCIAS

Leia mais

Introdução. 2. O domínio da Língua Portuguesa, ferramenta essencial de acesso ao conhecimento

Introdução. 2. O domínio da Língua Portuguesa, ferramenta essencial de acesso ao conhecimento Agrupamento de Escolas de Torre de Dona Chama Biblioteca Escolar/Área de Projecto Novas leituras, outros horizontes Ano Lectivo 2010/2011 ÍNDICE Introdução 3 1. A Escola novos desafios 3 2. O domínio da

Leia mais

Escola Básica do 1º Ciclo c/ Jardim de Infância do Reguengo

Escola Básica do 1º Ciclo c/ Jardim de Infância do Reguengo Escola Básica do 1º Ciclo c/ Jardim de Infância do Reguengo Actividades Recepção aos novos alunos - Promover a integração dos novos alunos; Início do ano lectivo 15/09/2003 algumas regras de convivência

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Pinhal de Frades. PLANO DE PROMOÇÃO DA LEITURA Quadriénio

Agrupamento de Escolas de Pinhal de Frades. PLANO DE PROMOÇÃO DA LEITURA Quadriénio Agrupamento de Escolas de Pinhal de Frades PLANO DE PROMOÇÃO DA LEITURA Quadriénio 2014-18 Aprender a ler e ler para aprender é uma questão central no ensino e na aprendizagem. Os programas e metas do

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Aveiro ESCOLA 2º E 3º CICLOS JOÃO AFONSO DE AVEIRO. Planificação 1º Período 8º Ano 2011/2012

Agrupamento de Escolas de Aveiro ESCOLA 2º E 3º CICLOS JOÃO AFONSO DE AVEIRO. Planificação 1º Período 8º Ano 2011/2012 Agrupamento de Escolas de Aveiro ESCOLA 2º E 3º CICLOS JOÃO AFONSO DE AVEIRO Planificação 1º Período 8º Ano 2011/2012 Manual Adotado: Com todas as letras, de Fernanda Costa e Luísa Mendonça Tempos letivos:

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo 2012/13

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo 2012/13 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo 2012/13 Quadro de síntese 2º Ciclo Domínios da Avaliação 0 Saber / 0 Saber Fazer 70% "0 Ser / Saber Ser" 25% Língua Portuguesa Inglês "0 Ser / 5% /Saber Ser" " O Saber /

Leia mais

Plano Anual de Atividades 2014/2015 CENTRO SOCIAL PAROQUIAL DE SÃO PEDRO DE LOUSA

Plano Anual de Atividades 2014/2015 CENTRO SOCIAL PAROQUIAL DE SÃO PEDRO DE LOUSA CENTRO SOCIAL PAROQUIAL DE SÃO PEDRO DE LOUSA Mês Temas/conteúdos Atividades Objetivos gerais Intervenientes Espaço -Início do Ano Escolar; -Recepção dos Alunos. - Atividades de grupo; -Acolhimento e receção

Leia mais

MUNICÍPIO DA FIGUEIRA DA FOZ DEPARTAMENTO DE CULTURA, EDUCAÇÃO E ACÇÃO SOCIAL. Divisão de Cultura, Museu, Biblioteca e Arquivos

MUNICÍPIO DA FIGUEIRA DA FOZ DEPARTAMENTO DE CULTURA, EDUCAÇÃO E ACÇÃO SOCIAL. Divisão de Cultura, Museu, Biblioteca e Arquivos 1 de Junho Comemorações do Dia Mundial da Criança Integrado na Parceria cultural estabelecida entre Município da Figueira da Foz e o INTEP- Instituto Tecnológico e Profissional da Figueira da Foz, um grupo

Leia mais

PLANO DE PROMOÇÃO DE LEITURA DO AGRUPAMENTO

PLANO DE PROMOÇÃO DE LEITURA DO AGRUPAMENTO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MOSTEIRO E CÁVADO PLANO DE PROMOÇÃO DE LEITURA DO AGRUPAMENTO A leitura um bem essencial Para viver com autonomia, com plena consciência de si próprio e dos outros, para poder tomar

Leia mais

Jogo do Dicionário Vivo

Jogo do Dicionário Vivo Jogo do Dicionário Vivo Objectivos: Conhecer alguns elementos paratextuais do livro; Conhecer o sistema de livre acesso e de empréstimo domiciliário nas bibliotecas (escolar, itinerante e municipal); Desenvolver

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Jardim de Infância

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Jardim de Infância PL ANUAL DE ATIVIDADES Jardim de Infância LETIVO 2016/2017 Para além do trabalho previsto no projeto de sala, não podemos deixar de referir algumas atividades que surgem como comemoração de algumas datas

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES PARA O ANO FINANCEIRO DE 2007

PLANO DE ACTIVIDADES PARA O ANO FINANCEIRO DE 2007 PARA O ANO FINANCEIRO 2007 SCRIÇÃO DA CLASSIFICAÇÃO FINIDA 01 EDUCAÇÃO 01 01 EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR 01 02 ENSINO BÁSICO - 1º CICLO DO PROGRAMA 01 0 0 0 56 Refeitórios escolares 0701-020104/05/06-04050102-040701-05010102

Leia mais

Planos curriculares simplificados

Planos curriculares simplificados AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ROMEU CORREIA Ano Letivo: 2013-2014 Planos curriculares simplificados TGD1 Curso Profissional Técnico de Apoio e Gestão Desportiva 1 Diretor de turma: Graça Lourenço 10º Ano / Curso

Leia mais

Empreendedorismo Social e Tecnologia

Empreendedorismo Social e Tecnologia Empreendedorismo Social e Tecnologia 7 de Fevereiro de 2011 Auditório do Ninho de Empresas DNA Cascais Vencedor do 1º concurso de ideias de negócios de cascais - categoria saúde, promovido pela dna cascais

Leia mais

INE Portugal. Serviço de Difusão. Serviço de Apoio às Estatísticas Europeias em Portugal. INE Delegação do Porto 8 de novembro de 2016

INE Portugal. Serviço de Difusão. Serviço de Apoio às Estatísticas Europeias em Portugal. INE Delegação do Porto 8 de novembro de 2016 INE Portugal Serviço de Apoio às Estatísticas Europeias em Portugal Serviço de Difusão INE Delegação do Porto 8 de novembro de 2016 O que é o Eurostat? O Eurostat é a instituição central do Sistema Estatístico

Leia mais

Actividades Organizadores Destinatários Recursos Previsão de Custos Calendarização Sem custos. Alunos da Turma. Alunos da turma.

Actividades Organizadores Destinatários Recursos Previsão de Custos Calendarização Sem custos. Alunos da Turma. Alunos da turma. 1º período Estrutura Educativa: Conselho de Turma. Ensino Secundário 10ºAno 10º H 1 Resultados Escolares Promover a aquisição de saberes e o desenvolvimento de competências essenciais de cada disciplina/ano/ciclo

Leia mais

JANEIRO EXTERNATO DO PARQUE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013/2014. Local. Data Ações a desenvolver Turmas envolvidas 6 jan. Início do 2º período

JANEIRO EXTERNATO DO PARQUE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013/2014. Local. Data Ações a desenvolver Turmas envolvidas 6 jan. Início do 2º período JANEIRO Turmas envolvidas 6 jan. Início do 2º período Receção dos alunos e diálogo sobre as férias de Natal Elaboração de um texto sobre as mesmas Prof./Educ. e Responsáveis Dia de Reis Comemoração desta

Leia mais

Educação / Expressão Expressões Artística s Plástica. Físicomotoras. Artísticas Musical

Educação / Expressão Expressões Artística s Plástica. Físicomotoras. Artísticas Musical Fevereiro Janeiro Dezembro Novembro Setembro Outubro Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Estudo do Meio Língua Portuguesa Matemática Físicomotoras Educação / Expressão Expressões Artística

Leia mais

Planificação anual de Português 12º ano

Planificação anual de Português 12º ano Planificação anual de Português 12º ano 1 OBJETIVOS Desenvolver os processos linguísticos, cognitivos e metacognitivos necessários à operacionalização de cada uma das competências de compreensão e produção

Leia mais

Agrupamento de Escolas MONSENHOR ELÍSIO ARAÚJO. Projeto PNL 2011/ 2012

Agrupamento de Escolas MONSENHOR ELÍSIO ARAÚJO. Projeto PNL 2011/ 2012 Agrupamento de Escolas MONSENHOR ELÍSIO ARAÚJO Projeto PNL 2011/ 2012 Objetivos/Estratégias do Projeto Objetivos (definidos a partir das Prioridades (1,2,3,4,5,6) Educativas definidas no Projeto Educativo

Leia mais

I N F O R M A Ç Ã O PROVA DE E Q U I V A L Ê N C I A À F R E Q U Ê N C I A

I N F O R M A Ç Ã O PROVA DE E Q U I V A L Ê N C I A À F R E Q U Ê N C I A Ministério da Educação e Ciência Agrupamento de Escolas de Anadia Ano letivo de 2015-2016 I N F O R M A Ç Ã O PROVA DE E Q U I V A L Ê N C I A À F R E Q U Ê N C I A CICLO CÓDIGO - DISCIPLINA ANO DE ESCOLARIDADE

Leia mais

E.B. 2, 3 do Cávado. Biblioteca: Morada: Lugar da Veiguinha. Panoias - Braga. Semana da Leitura: 21/03/2011 a 25/ 03/ Telefone:

E.B. 2, 3 do Cávado. Biblioteca: Morada: Lugar da Veiguinha. Panoias - Braga. Semana da Leitura: 21/03/2011 a 25/ 03/ Telefone: FICHA DE IDENTIFICAÇÃO E.B. 2, 3 do Cávado Biblioteca: Distrito: Braga Concelho: Braga Morada: Lugar da Veiguinha Panoias - Braga Telefone:253300620 Fax:253623600 E-mail: becremosteiroecavado@gmail.com

Leia mais

A girafa que comia estrelas. (2006). José Eduardo Agualusa. Lisboa: Publicações Dom Quixote. 2º ano

A girafa que comia estrelas. (2006). José Eduardo Agualusa. Lisboa: Publicações Dom Quixote. 2º ano A girafa que comia estrelas. (2006). José Eduardo Agualusa. Lisboa: Publicações Dom Quixote. 2º ano Atividades delineadas para um exemplar por aluno/par. Plano Nacional de Leitura Livro recomendado para

Leia mais

ACTIVIDADES PARA ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS

ACTIVIDADES PARA ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS ACTIVIDADES PARA ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS ACTIVIDADE 1 Tempo previsível 60 minutos Recursos Necessários: Livro Assim Começa a Vida ; ficha nº12 COMO FAZER: Leitura do livro Assim Começa

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular CONSULTA PSICOLÓGICA E EXAME PSICOLÓGICO Ano Lectivo 2013/2014

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular CONSULTA PSICOLÓGICA E EXAME PSICOLÓGICO Ano Lectivo 2013/2014 Programa da Unidade Curricular CONSULTA PSICOLÓGICA E EXAME PSICOLÓGICO Ano Lectivo 2013/2014 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (2º Ciclo) 2. Curso Mestrado em Psicologia Clínica 3. Ciclo

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. FR ANCISCO FERNANDES LOPES BIBLIOTECA ESCOLAR PLANO DE ACÇÃO

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. FR ANCISCO FERNANDES LOPES BIBLIOTECA ESCOLAR PLANO DE ACÇÃO ESCOLA SECUNDÁRIA DR. FR ANCISCO FERNANDES LOPES BIBLIOTECA ESCOLAR PLANO DE ACÇÃO 2009-2013 Introdução O Plano de Acção da Biblioteca Escolar para o quadriénio 2009/2013 encontra-se dividido em quatro

Leia mais

Escola Secundária de Santa Maria da Feira Português 2º Ciclo. Português. Guião de Leitura da Obra. O Rapaz de Bronze. Sophia de Mello Breyner Andresen

Escola Secundária de Santa Maria da Feira Português 2º Ciclo. Português. Guião de Leitura da Obra. O Rapaz de Bronze. Sophia de Mello Breyner Andresen Português Guião de Leitura da Obra O Rapaz de Bronze Sophia de Mello Breyner Andresen Nome: Nº: Turma: Data de início: / / Data de conclusão: / / Apreciação final da obra: Ficha I 1. Atenta na seguinte

Leia mais

A Biblioteca Municipal Ferreira de Castro presta, assim a devida homenagem a Matilde Rosa Araújo.

A Biblioteca Municipal Ferreira de Castro presta, assim a devida homenagem a Matilde Rosa Araújo. Biografia Matilde Rosa Araújo 1921-2010 1 5 Matilde Rosa Araújo nasceu a 20 de Junho de 1921 em Lisboa, foi aluna de Jacinto do Prado Coelho e Vitorino Nemésio e colega de Sebastião da Gama, Luísa Dacosta,

Leia mais

I Competências / Domínios a avaliar

I Competências / Domínios a avaliar O trabalho desenvolvido na disciplina de Português 2º ciclo visa propiciar, estimular e desenvolver, ao longo dos dois as do ciclo, metas linguísticas s domínios do oral e do escrito, competências de leitura

Leia mais

Agrupamento de Escolas Mosteiro e Cávado Equipa de coordenação do Projecto aler+ 2010/2011

Agrupamento de Escolas Mosteiro e Cávado Equipa de coordenação do Projecto aler+ 2010/2011 Agrupamento de Escolas Mosteiro e Cávado Equipa de coordenação do Projecto aler+ 2010/2011 Visibilidade do projecto Cartaz de Divulgação Outdoor Promoção da Leitura Viajar nas histórias Projecto de promoção

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Calendarização Actividades Objectivos Intervenientes Recursos Dia 2 de setembro Dias 21, 22, 23, 24, 25 e 28 de setembro Recepção das crianças à escola Reunião de pais e Encarregados de Educação Dia 23

Leia mais

Semana Literária da SME

Semana Literária da SME Maio Amarelo Em apoio ao movimento Maio Amarelo, o UniBrasil Centro Universitário colocou em pauta, durante todo o mês de maio, discussões sobre a problemática do trânsito. Com o objetivo de conscientizar

Leia mais

Centro Social Monsenhor Júlio Martins

Centro Social Monsenhor Júlio Martins Centro Social Monsenhor Júlio Martins Plano Anual de Atividades 2014/2015 Tema do Projeto Educativo: Brincar a Aprender Tema do Projeto Curricular de Turma: Descobrir com as emoções Sala dos 3,4 e 5 anos

Leia mais

OSSOS VIVOS, OSSOS FORTES

OSSOS VIVOS, OSSOS FORTES Missão X Treinar como um Astronauta OSSOS VIVOS, OSSOS FORTES Nome do aluno Esta lição ajudar-te-á a identificar as formas de manter os ossos saudáveis e a observar os efeitos da gravidade reduzida nos

Leia mais

O maravilhoso mundo dos contos de fadas e seu poder de formar leitores

O maravilhoso mundo dos contos de fadas e seu poder de formar leitores Prática Pedagógica O maravilhoso mundo dos contos de fadas e seu poder de formar leitores O bicentenário do escritor infantil Hans Christian Andersen é uma boa oportunidade para explorar a fantasia das

Leia mais

Centro de Actividades Ocupacionais da Camacha

Centro de Actividades Ocupacionais da Camacha VI Concurso de Presépios A Melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham na nossa caminhada pela vida. Desconhecido

Leia mais

Ano Lectivo 2006/2007 3º Ciclo 7º Ano

Ano Lectivo 2006/2007 3º Ciclo 7º Ano AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Planificação DISCIPLINA DE GEOGRAFIA Ano Lectivo 2006/2007 3º Ciclo 7º Ano Unidade Didáctica Conteúdos Competências Específicas Avaliação A TERRA

Leia mais

ANIMAÇÃO DE LEITURA THEKA

ANIMAÇÃO DE LEITURA THEKA THEKA O que é? Para que serve? Que objectivos queremos alcançar? Que iniciativas utilizar? Que actividades desenvolver? Que estratégias aplicar? Como avaliar? COMO ENTENDÊ-LA ENTUSIASMAR? ANIMAR? DINAMIZAR?

Leia mais

Definição da tarefa Descobrir, hierarquizar, objectivar, determinar, esquematizar, calendarizar

Definição da tarefa Descobrir, hierarquizar, objectivar, determinar, esquematizar, calendarizar Escola Secundária de Avelar Brotero Modelo de Literacia da Informação BIBLIOTECA ESCOLAR/Mod elo de Literacia da Informação: MLI_00_bibabrotero_ capa BIBLIOTECA ESCOLAR/Modelo de Literacia da Informação:

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular EXPRESSÃO CORPORAL E ARTÍSTICA Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular EXPRESSÃO CORPORAL E ARTÍSTICA Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular EXPRESSÃO CORPORAL E ARTÍSTICA Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Motricidade Humana 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

A Educação para os Media em Portugal

A Educação para os Media em Portugal A Educação para os Media em Portugal Experiências, Actores e Contextos Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade Novembro de 2009 1. Enquadramento Teórico A Educação para os Media é hoje uma área-chave

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDOS III UNIDADE ANO LETIVO 2016 SÉRIE: 5º ANO Professora: Kelly Teixeira

ROTEIRO DE ESTUDOS III UNIDADE ANO LETIVO 2016 SÉRIE: 5º ANO Professora: Kelly Teixeira ROTEIRO DE ESTUDOS III UNIDADE ANO LETIVO 2016 SÉRIE: 5º ANO Professora: Kelly Teixeira Disciplina: Língua Portuguesa Conteúdos Onde estudar? - Gênero: Notícia e Crônica - Concordância nominal: gênero

Leia mais

PERSPETIVAS DE INTERVENÇÃO

PERSPETIVAS DE INTERVENÇÃO PERSPETIVAS DE INTERVENÇÃO DOMÍNIOS OBJETIVO ESTRATÉGICO 1. RESULTADOS a) Melhorar o sucesso escolar dos alunos Avaliação Interna e Externa b) Promover Atitudes e Comportamentos de Cidadania a) Intensificar

Leia mais

Escola Básica Alberto Valente 1º Período

Escola Básica Alberto Valente 1º Período Escola Básica Alberto Valente 1º Período Actividade Objetivos Intervenientes Recursos s Calendário Avaliação Início das Atividades Letivas Apresentação da escola aos pais e alunos do 1º ano e pré; Receção

Leia mais

A Cooperação na Área do Trabalho Infantil nos Estados membros da CPLP

A Cooperação na Área do Trabalho Infantil nos Estados membros da CPLP A Cooperação na Área do Trabalho Infantil nos Estados membros da CPLP Documento de Projecto Âmbito geográfico: Estados membros da CPLP. Data de início das actividades: 15 de Fevereiro de 2007. Entidades

Leia mais

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS / Planificação anual. 1º Ano de escolaridade. 1º Período

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS / Planificação anual. 1º Ano de escolaridade. 1º Período PROGRAMÁTICOS / Planificação anual 1º Ano de escolaridade 1º Período DISCIPLINA: Língua Portuguesa Compreensão do oral; Entoação e ritmo; Campo semântico, campo lexical; Instruções, indicações; Informação

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES DA BIBLIOTECA ESCOLAR / CENTRO DE RECURSOS EDUCATIVOS 2008/2009

PLANO DE ACTIVIDADES DA BIBLIOTECA ESCOLAR / CENTRO DE RECURSOS EDUCATIVOS 2008/2009 DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO NORTE CENTRO DE ÁREA EDUCATIVA DE VILA REAL Cod. 345696 AGRUPAMENTO VERTICAL DO BAIXO BARROSO PLANO DE ACTIVIDADES DA BIBLIOTECA ESCOLAR / CENTRO DE RECURSOS EDUCATIVOS

Leia mais

Anexo 1 Calendário das sessões de recolha de dados

Anexo 1 Calendário das sessões de recolha de dados 633 634 Anexo 1 Calendário das sessões de recolha de dados Margarida Nº Data Aula Reflexão Entrevista temática pós-aula 1 30/12/99 E0 Primeiro contacto 2 12 /01/00 E1 Percurso biográfico 3 26/01/00 E2

Leia mais

Agrupamento De Escolas Bartolomeu Gusmão E.B.1. Rainha Sta. Isabel

Agrupamento De Escolas Bartolomeu Gusmão E.B.1. Rainha Sta. Isabel Agrupamento De s Bartolomeu Gusmão E.B.1. Rainha Sta. Isabel 1 Introdução Planos anual e plurianual de actividades documentos de planeamento, que definem, em função do projecto educativo, os objectivos,

Leia mais

Lisboa 2016 FICHA DE CANDIDATURA

Lisboa 2016 FICHA DE CANDIDATURA Lisboa 2016 Refª: 049 BAIRRO DAS ARTES Grupo de Trabalho dos Bairros e Zonas de Intervenção Prioritária (BIP/ZIP) Rua Nova do Almada, nº 2-3º Andar 1100-060 Lisboa Telefone: 21 322 73 60 Email - bip.zip@cm-lisboa.pt

Leia mais

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 5ºANO CONTEÚDOS E AULAS PREVISTAS

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 5ºANO CONTEÚDOS E AULAS PREVISTAS DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 5ºANO CONTEÚDOS E AULAS PREVISTAS 1º PERÍODO 17 de setembro a 17 de dezembro 1ª INTERRUPÇÃO 18 de dezembro a 3 de janeiro 2º PERÍODO 04 de janeiro a 18 de março 2ª INTERRUPÇÃO

Leia mais

Projecto «Ler +, agir contra a Gripe» ACTIVIDADES PARA O ANO LECTIVO 2009/2010

Projecto «Ler +, agir contra a Gripe» ACTIVIDADES PARA O ANO LECTIVO 2009/2010 Projecto «Ler +, agir contra a Gripe» ACTIVIDADES PARA O ANO LECTIVO 2009/2010 No âmbito do Projecto «Ler +, agir contra a Gripe», uma iniciativa do Ministério da Educação e do Ministério da Saúde, impulsionado

Leia mais

7 OS ANOS PRODUÇÃO DE TEXTO. DATA CONTEÚDO VALOR Texto Narrativo. 29/9 Obra literária: Droga de Americana - Pedro Bandeira. 1,0

7 OS ANOS PRODUÇÃO DE TEXTO. DATA CONTEÚDO VALOR Texto Narrativo. 29/9 Obra literária: Droga de Americana - Pedro Bandeira. 1,0 7 OS ANOS PRODUÇÃO DE TEXTO DATA CONTEÚDO VALOR Texto Narrativo. 29/9 Obra literária: Droga de Americana - Pedro Bandeira. 1,0 B L O C O I DATAS 26/9 AVALIAÇÃO MULTIDISCIPLINAR COMPONENTES CURRICULARES

Leia mais

INTRODUÇÃO. Escola Básica de Távora

INTRODUÇÃO. Escola Básica de Távora INTRODUÇÃO Comemorar o República na nossa Escola é uma forma de motivar e sensibilizar os nossos alunos para os ideais do republicanismo. A acção empreendedora dos Homens que implantaram a República chega

Leia mais

Mar: Importância, ameaças e comunidade

Mar: Importância, ameaças e comunidade SEMINÁRIO NACIONAL ECO-ESCOLAS 2011 Teatro Municipal da Guarda 4, 5, 6 de Fevereiro 2011 Mar: Importância, ameaças e comunidade Estrutura de Missão para os Assuntos do Mar Mónica Albuquerque O que é o

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES BIBLIOTECAS ESCOLARES 2015/2016. BE/CRE - ES/3 José Cardoso Pires. BE/CRE - EB 2,3 General Humberto Delgado

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES BIBLIOTECAS ESCOLARES 2015/2016. BE/CRE - ES/3 José Cardoso Pires. BE/CRE - EB 2,3 General Humberto Delgado PLANO ANUAL DE ATIVIDADES BIBLIOTECAS ESCOLARES 2015/2016 BE/CRE ES/3 José Cardoso Pires BE/CRE EB 2,3 General Humberto Delgado BE/CRE BIBLIOMANIAS EB de Santo António dos Cavaleiros BE/CRE MIL FOLHAS

Leia mais

Deste modo o domínio privilegiado este ano é o Domínio A- Apoio ao desenvolvimento curricular

Deste modo o domínio privilegiado este ano é o Domínio A- Apoio ao desenvolvimento curricular 1º Período BibliotecaEscolar Agrupamento de Escolasde Águeda PLANO DE ACTIVIDADES 2010/2011 As actividades dinamizadas pela BE em articulação com os diferentes departamentos curriculares têm em vista a

Leia mais

A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E.M. Cléia Carmelo da Silva

A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E.M. Cléia Carmelo da Silva A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E.M. Cléia Carmelo da Silva Professor(es) Apresentador(es): Sandra Mara De Jesus Miquelini Fernandes Realização: Foco do Projeto Utilização dos contos de fada e de brincadeiras

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º CICLO ANO LETIVO 2014 /15. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo 2014/15

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º CICLO ANO LETIVO 2014 /15. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo 2014/15 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo 2014/15 Quadro de síntese 2º Ciclo Domínios da Avaliação Ponderação 0 Saber / 0 Saber Fazer 70% Português Inglês "0 Ser / Saber Ser" 25% "0 Ser / 5% /Saber Ser" " O Saber

Leia mais

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR / 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO DE CUBA PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES Ano Lectivo Reabertura da Escola - Reunião com as crianças e suas famílias. - Entrega de um desdobrável com informações

Leia mais

PROJECT O é melhor que a tua?

PROJECT O é melhor que a tua? Oficina de Formação à Distância Para o Ensino da Estatística PROJECT A minha O freguesia é melhor que a tua? Formanda Eugénia Pais 29 de Junho de 2007 Memória descritiva As orientações curriculares para

Leia mais