ESPECIFICAÇÃO DE SOFTWARE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESPECIFICAÇÃO DE SOFTWARE"

Transcrição

1 ESPECIFICAÇÃO DE SOFTWARE Integrantes do grupo: Joel Edu Sánchez Castro Fernando Hattori Miguel Angel Galarreta Valverde Felipe Martins dos Santos 1

2 SUMÁRIO DESCRIÇÃO...3 REQUISITOS...3 REQUISITOS FUNCIONAIS (RF)...3 RF RF RF RF RF RF RF RF RF RF RF REQUISITOS NÃO FUNCIONAIS (RNF)...6 RNF RNF RNF VIABILIDADE...7 RESTRIÇÕES...7 PROTÓTIPO DO SOFTWARE...7 BREVE DESCRIÇÃO...7 2

3 DESCRIÇÃO O software especificado neste documento é uma ferramenta de modelagem gráfica tri-dimensional mais simples que as encontradas atualmente no mercado de software, com um público alvo sendo crianças entre 6 e 12 anos. O software permitirá que essas crianças que estão começando a utilizar computadores tenham uma maneira de aprender se divertindo. Além disso, possibilitará que as crianças se familiarizem com a geometria. REQUISITOS Os requisitos do software serão classificados em requisitos funcionais e requisitos não funcionais nos próximos itens. REQUISITOS FUNCIONAIS (RF) Os 11 itens a seguir descrevem os requisitos funcionais do software: Código Nome RF01 Criar objetos básicos em 3D Alta RF02 Aplicar de cor a objetos criados Alta Prioridade RF03 Aplicar textura a objetos criados Média RF04 Rotacionar objetos Alta RF05 Transladar objetos Alta RF06 Alterar escala de objetos Alta RF07 Realizar zoom/in e zoom/out em objetos Alta RF08 Iluminar os objetos Alta RF09 Criar Objetos personalizados Média RF10 Apagar objetos Alta RF11 Utilizar geometria sólida construtiva Baixa 3

4 RF01 O programa permitirá as crianças criar objetos básicos em 3D com apenas um clique do mouse, estes serão mostrados como botões na janela principal, os objetos serão: esferas, cubos, pirâmides, cilindros e outros. RF02 As crianças poderão trocar as cores dos objetos que foram criados no programa, selecionando o objeto e aplicando uma cor que o programa tem por padrão. RF03 Prioridade: Média As crianças terão a opção de trocar a textura dos objetos e assim tentarão recriar os objetos que existem na vida cotidiana, o programa terá diferentes texturas para que a criança possa escolher uma delas. RF04 As crianças poderão rotacionar objetos de maneira interativa e rápida, para que a criança observe a ação de rotacionar um objeto. RF05 As crianças poderão transladar os objetos por todo a área do programa colocando os objetos onde desejarem. RF06 A alteração de escala é uma transformação que permite manipular o tamanho dos objetos em diferentes eixos do ambiente 3D. Para que a ferramenta permita uma maior personalização dos objetos criados com relação aos seus tamanhos originais, a implementação desta funcionalidade se faz necessária. 4

5 RF07 Na manipulação de objetos complexos, às vezes é útil visualizar melhor pequenos detalhes de objetos individualmente. Para isso, deverá existir a funcionalidade de zoom in que permite visualizar os objetos como se estivessem mais próximos da câmera. De maneira similar, para visualizar a cena modelada como um todo, é necessária a existência da funcionalidade zoom out que permite uma visualização mais afastada dos objetos. RF08 Na computação gráfica, a iluminação é um item essencial para se alcançar o realismo. O software deverá fornecer a iluminação das cenas modeladas e exibir as sombras dos objetos. Deverão ser permitidos também alguns ajustes de iluminação. RF09 Prioridade: Média Para entusiasmar os usuários que estiverem utilizando o software, deverão existir algumas formas personalizadas já implementadas. Assim, com pouco tempo de utilização já poderão ser criados objetos mais avançados do que cubos ou esferas. A prioridade deste requisito é menor pois com as formas básicas os usuários poderão conseguir esses resultados. RF10 O software deve permitir que objetos selecionados possam ser apagados da cena. Assim, o usuário poderá eliminar algum objeto que foi inserido indevidamente na cena que está sendo modelada, além de experimentar diferentes resultados com ou sem um determinado objeto. RF11 Prioridade: Baixa A Geometria Sólida Construtiva é um modelo para construção de formas mais complexas a partir de formas simples, através dos resultados de união, intersecção e subtração. Devido à maior complexidade deste requisito, sua 5

6 implementação terá baixa prioridade e será realizada como um incremento próximo do final do projeto. REQUISITOS NÃO FUNCIONAIS (RNF) Os 3 itens a seguir descrevem os requisitos não funcionais do software: Código Nome RNF01 Desenhar uma interface adequada para crianças Alta RNF02 Tempo de resposta de 5 segundos para as operações básicas Alta RNF03 O software deverá apresentar mensagens claras e palavras simples. Alta RNF01 Prioridade O sistema deve possuir uma interface amigável e adequada para crianças. Isso significa possuir várias características próprias diferentes de outros tipos de aplicativos não voltados às crianças, como por exemplo: botões grandes e com desenhos auto explicativos, diminuindo a necessidade de conteúdo de texto explicando as funcionalidades do sistema. RNF02 O sistema deve possuir baixo tempo de espera de resposta para as operações mais básicas, pois se este tempo for elevado demais, o usuário se sentirá frustado e, então, a aplicação não terá cumprido seus objetivos. O tempo máximo deverá ser de 5s para as operações mais básicas, como criação de formas simples, aplicação de cor, rotação, translação, alterar escala e excluir objetos. Para as outras operações mais complexas, o tempo de resposta não será limitado por causa da complexidade computacional esperada. RNF03 O sistema deve possuir mensagens claras e com uso de vocabulário simples. Pois o objetivo da aplicação é ser utilizada por crianças, ou seja, é necessária uma aproximação da fala coloquial nas mensagens do sistema. 6

7 VIABILIDADE O sistema possui o objetivo de incentivar a imaginação e o contato com geometria 3D em crianças através de um software de criação de objetos gráficos. Estes tipos de aplicação constituem, para a criança, a maneira mais produtiva de aprender a criar objetos para representar o mundo real, através da simulação a criança tem possibilidade de desenvolver sua imaginação. Sua implementação é viável, dada a disponibilidade de recursos computacionais da Universidade de São Paulo e pessoais dos envolvidos no projeto. Além disso, o cronograma do projeto já foi idealizado e possui tempo suficiente no caso de alguns dos riscos previstos realmente acontecerem, apesar dos curtos prazos. RESTRIÇÕES O software deverá manter o foco em modelagem tri-dimensional restrita para crianças. Não deverá ser visto como uma ferramenta comercial concorrente a diversas outras já existentes no mercado. O software também possui restrições no tempo de desenvolvimento que vai até o final do primeiro semestre letivo de PROTÓTIPO DO SOFTWARE BREVE DESCRIÇÃO O software possui uma janela principal, composta de menus que dividem as funcionalidades. O menu à esquerda chamado Formas básicas permite que o usuário crie objetos clicando sobre eles. Na parte inferior deste menu é possível clicar em Formas Personalizadas permitindo a visualização das formas personalizadas existentes e incluí-las na cena caso desejado. Do lado direito aparece o menu de cores, que só é exibido quando o usuário clica em Cor. No menu superior, clicando em Texturas, serão exibidas texturas padrões do software. Ainda no menu superior, clicando em Mover, é exibido um menu com botões das operações básicas de movimento, basta então escolher uma delas e aplicar a um dos objetos na cena. O botão Sair encerra o programa. A tela escura e centraliza é onde os objetos criados aparecem e representa o espaço de modelagem. Clicando no botão Visualizar na parte inferior da janela é exibido apenas o espaço tridimensional. 7

8 A imagem a seguir representa o protótipo do software: 8

Sumário 1. Inicializando o Sistema Arquitetura do Sistema Consulta Rápida de Veículos Informações Gerais...

Sumário 1. Inicializando o Sistema Arquitetura do Sistema Consulta Rápida de Veículos Informações Gerais... 1 Sumário 1. Inicializando o Sistema... 3 2. Arquitetura do Sistema... 5 2.1. Menu... 5 2.1.1. Detalhamento do Menu e Submenu... 5 2.2. Barra de Ferramentas... 6 2.2.1. Ações... 6 2.2.2. Crédito Disponível...

Leia mais

WINDOWS. Professor: Leandro Crescencio Colégio Politécnico 1

WINDOWS. Professor: Leandro Crescencio    Colégio Politécnico 1 WINDOWS Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br http://www.inf.ufsm.br/~leandromc Colégio Politécnico 1 Meu Computador É a porta de entrada para o usuário navegar pelas unidades de

Leia mais

Gestão de Base de dados Formulários

Gestão de Base de dados Formulários Gestão de Base de dados Formulários Ano Letivo 2014/2015 Professora: Vanda Pereira Formulários Os Formulários constituem uma outra forma de visualizar os dados armazenados nas tabela ou disponibilizados

Leia mais

OBJETIVOS: Esta apostila apresenta de forma simples, objetiva e eficiente alguns recursos de uma ferramenta para Apresentações Multimídia.

OBJETIVOS: Esta apostila apresenta de forma simples, objetiva e eficiente alguns recursos de uma ferramenta para Apresentações Multimídia. OBJETIVOS: Esta apostila apresenta de forma simples, objetiva e eficiente alguns recursos de uma ferramenta para Apresentações Multimídia. TEXTO: A idéia é facilitar o aprendizado através das telas capturadas,

Leia mais

Equipe: Rafael Henrique. Angélica Larissa

Equipe: Rafael Henrique. Angélica Larissa Especificação dos Requisitos do Software e Análise do Projeto Salão de beleza Glamour Versão 1.0b Equipe: Rafael Henrique Angélica Larissa 1 Introdução 1.1 Objetivos deste documento Este documento vem

Leia mais

MANUAL DO WEBMAIL DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL

MANUAL DO WEBMAIL DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL MANUAL DO WEBMAIL DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL Manual realizado pelo Núcleo de Tecnologia da Informação Manual Webmail UFMS Índice 1- Acesso ao Webmail...3 2- Tela inicial...4

Leia mais

COMPARTILHAMENTO DE PASTAS DE

COMPARTILHAMENTO DE PASTAS DE COMPARTILHAMENTO DE PASTAS DE E-MAIL A ferramenta de e-mail da plataforma Office 365 permite o compartilhamento de pastas de e-mail entre usuários. Acompanhe, neste documento, como você (usuário) pode

Leia mais

TUTORIAL. Projetos utilizando o Assistente para Dialux Lighting

TUTORIAL. Projetos utilizando o Assistente para Dialux Lighting TUTORIAL Projetos utilizando o Assistente para Dialux Lighting Introdução O Dialux é uma poderosa ferramenta para simulação de projetos luminotécnicos e, para que o usuário possa explorar as inúmeras funções

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. Índice

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. Índice Índice Os Assistentes... 3! Assistente de Autoconteúdo... 3! Escolhendo uma apresentação em branco... 3! Abrir uma apresentação existente... 4 Salvando Apresentações... 4 A Janela do PowerPoint... 5 1

Leia mais

Manual do Visorama. Sergio Estevão and Luiz Velho. Technical Report TR Relatório Técnico. August Agosto

Manual do Visorama. Sergio Estevão and Luiz Velho. Technical Report TR Relatório Técnico. August Agosto Laboratório VISGRAF Instituto de Matemática Pura e Aplicada Manual do Visorama versão 01 Sergio Estevão and Luiz Velho Technical Report TR-01-01 Relatório Técnico August - 2001 - Agosto The contents of

Leia mais

SISTEMAS JURÍDICOS SAG SISTEMA DE APOIO AOS GABINETES

SISTEMAS JURÍDICOS SAG SISTEMA DE APOIO AOS GABINETES E Recurso Edição De Modelos (Versão 1.1) 04 de Junho de 2012 CONFECÇÕES DE MODELOS DE DESPACHOS E VOTOS A confecção de modelos dos despachos e votos do Gabinete deverá ser o primeiro passo para se utilizar

Leia mais

Manual de Utilização do Zimbra Webmail

Manual de Utilização do Zimbra Webmail Universidade Federal da Paraíba Superintendência de Tecnologia da Informação Campus Universitário I, João Pessoa Paraíba CEP.: 58051-900 +55 83 3209-8650 Manual de Utilização do Zimbra Webmail Introdução.

Leia mais

BROFFICE.ORG IMPRESS

BROFFICE.ORG IMPRESS BROFFICE.ORG IMPRESS O Impress é um dos aplicativos do pacote openoffice.org que permite a criação e exibição de apresentações, cujo objetivo é informar sobre um determinado tema, serviço ou produto, possibilitando

Leia mais

Ferramentas para movimento e análises.

Ferramentas para movimento e análises. Ferramentas para movimento e análises. Manipulação (Manipulation) 1. Selecione o ícone Manupulation 2. Selecione uma opção de movimento. Translação na direção do eixo (Eixo X,Y e Z ou definido pelo usuário)

Leia mais

Manual do Usuário V Universidade Federal do Pampa Núcleo de Tecnologia da Informação e comunicação NTIC 26/01/2015

Manual do Usuário V Universidade Federal do Pampa Núcleo de Tecnologia da Informação e comunicação NTIC 26/01/2015 Manual do Usuário V.1.0.0 2015 Universidade Federal do Pampa Núcleo de Tecnologia da Informação e comunicação NTIC 26/01/2015 REITORA Ulrika Arns VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto DIRETOR DO

Leia mais

Partes Principais da Janela 3/26

Partes Principais da Janela 3/26 EDITOR DE TEXTO Write O Writer é o responsável pela edição de texto dos aplicativos do LibreOffice. Ele possui as características habituais de um processador de texto: inserir e editar texto, verificação

Leia mais

COMO CRIAR PEDIDOS A PARTIR DA CESTA DE PRODUTOS

COMO CRIAR PEDIDOS A PARTIR DA CESTA DE PRODUTOS Esse guia considera que o catálogo já esteja atualizado, caso haja dúvidas de como atualizar o catálogo favor consultar o Guia de Atualização do Catálogo. Abra o programa e clique no botão Clique aqui

Leia mais

Manual de Uso DISCO VIRTUAL MB.045 CÓPIA IMPRESSA CONTROLADA PELO USUÁRIO V01

Manual de Uso DISCO VIRTUAL MB.045 CÓPIA IMPRESSA CONTROLADA PELO USUÁRIO V01 Manual de Uso DISCO VIRTUAL INTRODUÇÃO Este manual tem como objetivo apresentar de maneira prática como utilizar todos os recursos disponíveis em sua tela do Disco Virtual para que você possa usufruir

Leia mais

Manual de Utilização do Usuário Docente

Manual de Utilização do Usuário Docente Universidade Estadual da Paraíba Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - CTIC Manual de Utilização do Usuário Docente CENTRAL DE PROCESSOS DE PLANEJAMENTO E PREVISÃO ORÇAMENTÁRIA C3PO

Leia mais

Como publicar páginas Web no GoogleSites

Como publicar páginas Web no GoogleSites 1 Curso de Formação de Professores em Tecnologia de Informação e de Comunicação Acessível PASSO 1 ACESSE O ENDEREÇO DO GOOGLE SITES Como publicar páginas Web no GoogleSites Ao criar sua conta no Gmail,

Leia mais

Manual Gerenciador de Aprendizagem Papel Professor Versão 2.5.3

Manual Gerenciador de Aprendizagem Papel Professor Versão 2.5.3 Manual GA, Papel Professor / 37 Manual Gerenciador de Aprendizagem Papel Professor Versão 2.5.3 Manual GA, Papel Professor 2/ 37 Manual Gerenciador de Aprendizagem ACESSAR O GERENCIADOR DE APRENDIZAGEM...

Leia mais

Universidade Federal do Pampa Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação - NTIC 10/09/2013

Universidade Federal do Pampa Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação - NTIC 10/09/2013 2013 Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação - NTIC 10/09/2013 REITORA Ulrika Arns VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho COORDENADOR DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão da Educação GUIA DE REFERÊNCIA. CRIAÇÃO DE TURMAS - SIGEDUC

Sistema Integrado de Gestão da Educação  GUIA DE REFERÊNCIA. CRIAÇÃO DE TURMAS - SIGEDUC http://sigeduc.rn.gov.br GUIA DE REFERÊNCIA CRIAÇÃO DE TURMAS - SIGEDUC http://sigeduc.rn.gov.br Resumo Este documento apresenta instruções de como realizar a criação de turmas e alocação de estudantes

Leia mais

UniCAD. Simulação de movimento. Passo 1. Será criada uma simulação de movimento de rotação das roldanas e de translação do bloco.

UniCAD. Simulação de movimento. Passo 1. Será criada uma simulação de movimento de rotação das roldanas e de translação do bloco. Simulação de movimento Será criada uma simulação de movimento de rotação das roldanas e de translação do bloco. Passo 1 Reproduza o desenho abaixo com as seguintes medidas. Tutorial de simulação de movimento

Leia mais

Sobre a nova minha UFOP

Sobre a nova minha UFOP Sobre a nova minha UFOP A minha UFOP está com um novo visual. Foi criada uma nova interface, mais bonita, ágil e intuitiva para facilitar a utilização de nossos usuários. Esse tutorial visa mostrar as

Leia mais

Dialux evo Cálculo de Iluminação artificial para ambientes

Dialux evo Cálculo de Iluminação artificial para ambientes Dialux evo Cálculo de Iluminação artificial para ambientes Aula 2 Finalização do modelo, inserção de texturas e gerenciamento de luminárias. Os slides a seguir servem de guia rápido para os exercícios

Leia mais

MANUAL Pedidos On-Line

MANUAL Pedidos On-Line MANUAL Pedidos On-Line ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 O QUE É PEDIDOS ON-LINE... 3 QUEM PODE UTILIZAR... 3 COMO OBTER AUTORIZAÇÃO PARA ACESSO... 4 ACESSANDO O PEDIDOS ON-LINE... 5 COMO REGISTRAR UM PEDIDO... 7

Leia mais

CRIAÇÃO DE TABELAS NO ACCESS. Criação de Tabelas no Access

CRIAÇÃO DE TABELAS NO ACCESS. Criação de Tabelas no Access CRIAÇÃO DE TABELAS NO ACCESS Criação de Tabelas no Access Sumário Conceitos / Autores chave... 3 1. Introdução... 4 2. Criação de um Banco de Dados... 4 3. Criação de Tabelas... 6 4. Vinculação de tabelas...

Leia mais

LABORATÓRIO DE INTRODUÇÃO A CIÊNCIA DE COMPUTAÇÃO TRABALHO SEMESTRAL:

LABORATÓRIO DE INTRODUÇÃO A CIÊNCIA DE COMPUTAÇÃO TRABALHO SEMESTRAL: LABORATÓRIO DE INTRODUÇÃO A CIÊNCIA DE COMPUTAÇÃO TRABALHO SEMESTRAL: JOGO DA FORCA ALUNOS: LEANDRO LUIS BELLINI JONATA PEREIRA MARTINS ROGER DOS SANTOS AGUERA PROFESSOR: SEIJI ISOTANI UNIVERSIDADE DE

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas 5ª. Série Programação Distribuída A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensinoaprendizagem desenvolvido

Leia mais

Alterar Encaminhamento de Processo

Alterar Encaminhamento de Processo Alterar Encaminhamento de Processo Sistema Módulo Usuários Perfil SIPAC Protocolo Usuários que possuem o perfil Gestor de Cadastro de Protocolo Gestor de Cadastro de Protocolo Última Atualização 19/11/2010

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE TRAMITAÇÃO DE DOCUMENTOS Versão 3.0

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. Índice

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. Índice Índice Capítulo 11 Formatação... 2 Guias e Réguas... 2 Definindo ações a objetos... 2 Botões de ação... 4 Inserindo Cabeçalho e Rodapé... 4 Propriedades... 5! Informações Gerais... 5! Informações de Resumo...

Leia mais

MANUAL DO PROGRAMA SBB ON-LINE VERSÃO 2013 PAGSEGURO

MANUAL DO PROGRAMA SBB ON-LINE VERSÃO 2013 PAGSEGURO ~ 1 ~ T.I. Tecnologia Da Informação MANUAL DO PROGRAMA SBB ON-LINE VERSÃO 2013 PAGSEGURO ABCPCC - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CRIADORES E PROPRIETÁRIOS DO CAVALO DE CORRIDA ~ 2 ~ INSTALAÇÃO... 3 NASCIMENTO...

Leia mais

Manual de Utilização do software Colacril Office para criação e impressão de etiquetas. Manual de Utilização

Manual de Utilização do software Colacril Office para criação e impressão de etiquetas. Manual de Utilização Manual de Utilização do software Colacril Office para criação e impressão de etiquetas. Manual de Utilização Conteúdo Colacril Office... 3 Instalação do Colacril... 3 Inicialização do Colacril Office...

Leia mais

MICROSOFT OFFICE POWERPOINT 2007

MICROSOFT OFFICE POWERPOINT 2007 MICROSOFT OFFICE POWERPOINT 2007 ÍNDICE CAPÍTULO 1 INICIANDO O POWERPOINT 2007...7 CONHECENDO A TELA...7 USANDO MODELOS...13 CAPÍTULO 2 DESIGN DO SLIDE...19 INICIAR COM UM DESIGN DO SLIDE...21 INICIAR

Leia mais

Manual de Utilização do Webmail v1.1

Manual de Utilização do Webmail v1.1 Manual de Utilização do Webmail v1.1 (mail.ufvjm.edu.br) 1 Sumário Como Fazer o Login...3 Como Alterar a Senha...4 Como Enviar um E-mail...5 Como Criar uma Assinatura de E-mail...11 Como Criar Filtros...13

Leia mais

Confirmação de Cadastro 2010

Confirmação de Cadastro 2010 Confirmação de Cadastro 2010 Passo a Passo simplificado para acesso e utilização Introdução: Este passo a passo tem por objetivo informar objetivamente como acessar o site do Programa de Volta para Casa

Leia mais

SUMÁRIO. Excel

SUMÁRIO. Excel SUMÁRIO CAPÍTULO 1... Iniciando o Excel 2013... 11 Conhecendo a Tela Do Excel...12 Planilha...15 Controlando a Altura da Linha...16 Controlando a Largura da Coluna...18 Abrindo uma Planilha...21 Novo documento...23

Leia mais

PROJETO INFORMÁTICA NA ESCOLA

PROJETO INFORMÁTICA NA ESCOLA EE Odilon Leite Ferraz PROJETO INFORMÁTICA NA ESCOLA AULA 2 WINDOWS MOVIE MAKER WINDOWS MOVIE MAKER O que é? Interface do Windows Movie Maker Editando vídeos O QUE É? O Windows Movie Maker é um software

Leia mais

SISTEMA DE DESEMPENHO DA NAVEGAÇÃO - SDN

SISTEMA DE DESEMPENHO DA NAVEGAÇÃO - SDN AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS SUPERINTENDÊNCIA DE NAVEGAÇÃO INTERIOR Gerência de Desenvolvimento e Regulação da Navegação Interior SISTEMA DE DESEMPENHO DA NAVEGAÇÃO - SDN MANUAL DO USUÁRIO

Leia mais

Xubuntu O Xubuntu é um derivado da distribuição Ubuntu GNU/Linux que utiliza o ambiente Xfce que, utilizando menos recursos de sistema,

Xubuntu O Xubuntu é um derivado da distribuição Ubuntu GNU/Linux que utiliza o ambiente Xfce que, utilizando menos recursos de sistema, Xubuntu 14.04 O Xubuntu é um derivado da distribuição Ubuntu GNU/Linux que utiliza o ambiente Xfce que, utilizando menos recursos de sistema, funciona melhor com computadores mais antigos. É pensado para

Leia mais

Explorar Restrições Esboço

Explorar Restrições Esboço Explorar Restrições Esboço Explorar o impacto das restrições geométricas e dimensionais em um simples esboço. Compreender os limites esboço para trabalhar eficazmente com o Autodesk Inventor. Objetivos

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE EVENTOS - SGE

MANUAL DE ORIENTAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE EVENTOS - SGE MANUAL DE ORIENTAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE EVENTOS - SGE PETROLINA PE 2016 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE

Leia mais

Sistema de Atendimento a Chamados e Suporte

Sistema de Atendimento a Chamados e Suporte Sistema de Atendimento a Chamados e Suporte Versão 1.0 Guia Rápido do Usuário SUMÁRIO SUMÁRIO 2 1 APRESENTAÇÃO 3 2 ACESSANDO O SACS 4 3 ABRINDO UM CHAMADO 5 4 CONSULTA AOS CHAMADOS ABERTOS 7 5 ACRESCENTANDO

Leia mais

Emissão de Recibos. Copyright ControleNaNet

Emissão de Recibos. Copyright ControleNaNet Este manual é parte integrante do Software On-line Recibos Concebido pela equipe técnica de ControleNaNet. http://www.controlenanet.com.br Todos os direitos reservados. Copyright 2016 - ControleNaNet Conteúdo

Leia mais

SAÚDE CONNECT 03.010 ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS

SAÚDE CONNECT 03.010 ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS SAÚDE CONNECT 03.010 ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS - PRESTADOR... 3 1. CONSULTAR OU ALTERAR DADOS CADASTRAIS... 3 1.1. DADOS GERAIS... 3 1.2. ENDEREÇOS... 5 1.3. ESPECIALIDADES...

Leia mais

Ao acessar o site de consulta (personal.docfinder.com.br), aparecerá a tela inicial do sistema. Figura 1. Figura 1

Ao acessar o site de consulta (personal.docfinder.com.br), aparecerá a tela inicial do sistema. Figura 1. Figura 1 MANUAL DO USUÁRIO 1 Sumário Tela de Login... 3 Tela Inicial do Sistema... 3 Pesquisando um Documento... 4 Gerando um Documento... 4 Visualizando um Documento... 5 Botões Complementares... 5 Filtros...

Leia mais

Sistema de Gerenciamento de Serviços em Estética - SisGSE

Sistema de Gerenciamento de Serviços em Estética - SisGSE BELLA DONNA CENTRO DE ESTÉTICA Sistema de Gerenciamento de Serviços em Estética - SisGSE Documento de Protótipo UC011 Manter Agendamento Versão 2.0 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 20/11/2010

Leia mais

Editor BPMN Revista PortalBPM. Instalação e primeiros passos

Editor BPMN Revista PortalBPM. Instalação e primeiros passos Editor BPMN Revista PortalBPM Bem vindo ao editor de BPMN da revista PortalBPM. Esta ferramenta está sendo disponibilizada ao leitor da revista PortalBPM como cortesia. Além de ser mais simples e com poucos

Leia mais

Correio electrónico. Agrupamento de Escolas de Albufeira

Correio electrónico. Agrupamento de Escolas de Albufeira Correio electrónico 1 1 Primeiros Passos Para aceder ao email do Agrupamento pode digitar directamente no seu browser (Internet Explorer, Firefox, Chrome, ) o endereço: webmail.aealbufeira.pt O correio

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL

TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL Manual de orientação do Sistema de Requisição de Recibos Anuais SRA Versão 1.0 Sumário Apresentação do sistema... 3 Requisitos do sistema... 3 Cadastrar uma senha para acessar

Leia mais

Manual da Turma Virtual: NOTÍCIAS e TWITTER. Para acessar a turma virtual com o perfil Docente, siga o caminho indicado abaixo:

Manual da Turma Virtual: NOTÍCIAS e TWITTER. Para acessar a turma virtual com o perfil Docente, siga o caminho indicado abaixo: Manual da Turma Virtual: NOTÍCIAS e TWITTER Para acessar a turma virtual com o perfil Docente, siga o caminho indicado abaixo: MENU TURMA Notícias Esta funcionalidade permite ao docente, realizar o cadastro

Leia mais

Moodle FAMUR MANUAL DO ACADÊMICO

Moodle FAMUR MANUAL DO ACADÊMICO Moodle FAMUR Versão 2.14 MANUAL DO ACADÊMICO Acesse: www.faculdademurialdo.com.br ou moodle.faculdademurialdo.com.br/moodle/ Versão do Manual: 012015 Sumário Moodle, o que é? Como acessar o Moodle Interface

Leia mais

Manual do Sistema PUSH

Manual do Sistema PUSH Manual do Usuário Manual do Sistema PUSH PUSH Template Versão 1.1 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 2. Criação de Conta... 4 3. Incluindo Processos... 6 4. Consultar/Excluir Processo... 7 Consulta... 7 Exclusão...

Leia mais

Manual Criação de Formulário de Avaliação

Manual Criação de Formulário de Avaliação Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (SEER) Manual Criação de Formulário de Avaliação Equipe de Apoio às Publicações Digitais Pró-Reitoria de Pós-Graduação da PUC-SP 2013 Formulário de Avaliação

Leia mais

Manual do Webmail Zimbra TM

Manual do Webmail Zimbra TM Manual do Webmail Zimbra TM O novo serviço de e-mail da FCT é baseado no software de colaboração Zimbra Suíte de Colaboração. Ele é um sistema de mensagens e colaboração que oferece e-mail seguro e de

Leia mais

WBS Schedule Pro Para Controle de Cronogramas

WBS Schedule Pro Para Controle de Cronogramas WBS Schedule Pro Para Controle de Cronogramas WBS Schedule Pro Controle de Cronogramas Introdução Muitos podem já conhecer e concordar que a ferramenta WBS Chart Pro é uma das melhores opções para a construção

Leia mais

PLANILHA, CÉLULAS E CONTEÚDO

PLANILHA, CÉLULAS E CONTEÚDO 43 Nesse texto apresentamos a Janela Planilha do GeoGebra e alguns de seus recursos para trabalhar em conjunto com as janelas de Álgebra e de Visualização. PLANILHA, CÉLULAS E CONTEÚDO Para abrir a planilha

Leia mais

Introdução à Informática. Professor: Francisco Ary

Introdução à Informática. Professor: Francisco Ary Professor: Francisco Ary O que vimos na ultima aula: O que é Software? parte lógica de um sistema computacional; sequência de instruções interpretada e executada por um computador(processador); Principais

Leia mais

Portal de Sistemas Integrados. Manual do Usuário. Versão: 1.0

Portal de Sistemas Integrados. Manual do Usuário. Versão: 1.0 Portal de Sistemas Integrados Manual do Usuário Versão: 1.0 Página: 1/33 Índice 1. Apresentação... 3 2. Descrição do Sistema... 3 3. Orientações Gerais ao Usuário...4 3.1. Senhas de Acesso... 4 4. Funcionalidades

Leia mais

Orientações sobre O. iss.fortaleza.ce.gov.br

Orientações sobre O. iss.fortaleza.ce.gov.br Orientações sobre O COntrOle de acesso iss.fortaleza.ce.gov.br Inicialmente, o ISS FORTALEZA concedeu acesso ao sistema a partir do CPF do representante legal, que é o usuário máster de cada estabelecimento,

Leia mais

1. Respondendo a cotação.

1. Respondendo a cotação. 1 1. Respondendo a cotação. Quando o comprador informa o preço pelo processo convencional é usada à tela Processos > Informação de Preços [773] que está localizada no módulo - Compras da gestão Materiais.

Leia mais

C A R T I L H A. - Recursos Humanos Cargos

C A R T I L H A. - Recursos Humanos Cargos C A R T I L H A - Recursos Humanos Cargos Elaborada por: DIRPD Diretoria de Processamento de Dados Universidade Federal de Uberlândia Maio/2009 Apresentação Esta cartilha foi elaborada para auxiliar os

Leia mais

Escola Sec. do Padrão da Légua OE: TIC Ano: 2008/2009

Escola Sec. do Padrão da Légua OE: TIC Ano: 2008/2009 Ficha de Trabalho: Aula 05 Sistema Operativo em Ambiente Gráfico Como já sabes o SOFTWARE pode ser de sistema ou de aplicação, conforme seja um conjunto de programas responsáveis pelo funcionamento do

Leia mais

Sistema Aula. Motivos para o acesso ser negado:

Sistema Aula. Motivos para o acesso ser negado: Sumário 1. Acesso ao Sistema Aula. 2. Da Identificação do Módulo Coordenação e respectivos programas. 3. Registro de Ocorrências dos Alunos 4. Tipos de Ocorrências 5. Dossiê do Aluno 6. Registro das informações

Leia mais

Manual de Utilização do Portal SAR

Manual de Utilização do Portal SAR Manual do Usuário Manual de Utilização do Portal SAR SAR Template Versão 1.1 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 2. Instalação do Serviço de Aplicações Remotas (SAR)... 4 Acesso Remoto Verificação da Versão do

Leia mais

Windows Forms Applications - Introdução. Prof. Robinson Alves IFRN

Windows Forms Applications - Introdução. Prof. Robinson Alves IFRN Windows Forms Applications - Introdução Prof. Robinson Alves IFRN Windows Forms Applications - Introdução Baseado na apostila do Prof. Fabiano Papaiz Windows Forms Applications Permitem o desenvolvimento

Leia mais

A1 Manual Certificado Digital A1 no Windows

A1 Manual Certificado Digital A1 no Windows A1 Manual Certificado Digital A1 no Windows Sumário Introdução 3 Requisitos para emissão do certificado digital A1 ICP-Brasil 4 Acessando o Certificado Digital pelo Internet Explorer 5 Acessando o Certificado

Leia mais

RECONHECIMENTO FACIAL 2D

RECONHECIMENTO FACIAL 2D RECONHECIMENTO FACIAL 2D PARA SISTEMAS DE AUTENTICAÇÃO EM DISPOSITIVOS MÓVEIS Luciano Pamplona Sobrinho Orientador: Paulo César Rodacki Gomes ROTEIRO Introdução Objetivos Fundamentação Teórica Conceitos

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO E RESOLUÇÃO DE MODELOS MATEMÁTICOS UTILIZANDO A PLANILHA EXCEL

IMPLEMENTAÇÃO E RESOLUÇÃO DE MODELOS MATEMÁTICOS UTILIZANDO A PLANILHA EXCEL IMPLEMENTAÇÃO E RESOLUÇÃO DE MODELOS MATEMÁTICOS UTILIZANDO A PLANILHA EXCEL 1. INTRODUÇÃO Este tutorial apresenta, passo-a-passo, o processo de implementação e resolução de modelos matemáticos na planilha

Leia mais

Word Ambiente

Word Ambiente Word 2010 - Ambiente Word 2010 Barra de Status Word 2007 - Diferenças Editor de Textos - extensão.docx.doc.rtf Seleção Mouse Ação Aplicar duplo clique sobre qualquer palavra do texto. Aplicar triplo clique

Leia mais

Manual de Utilização Portal de Gente Avaliação por Competências e Valores Avaliação Nine Box

Manual de Utilização Portal de Gente Avaliação por Competências e Valores Avaliação Nine Box Manual de Utilização Portal de Gente Avaliação por Competências e Valores Avaliação Nine Box Rio de Janeiro, Maio de 2015 Objetivo Este Manual foi planejado para servir como um guia de utilização do Portal

Leia mais

MANUAL de Ofertas SIGAA

MANUAL de Ofertas SIGAA MANUAL de Ofertas SIGAA Sumário Manual Portal do Docente 1. APRESENTAÇÃO...3 2. Chefia - Criação de Turmas sem Solicitação...4 PASSO 1: DADOS GERAIS DA TURMA... 5 PASSO 2: DEFINIR HORÁRIOS... 6 PASSO 3:

Leia mais

MANUAL EPROC / TJTO. Endereço eletrônico:

MANUAL EPROC / TJTO. Endereço eletrônico: MANUAL EPROC / TJTO Endereço eletrônico: processoeletronico@tjto.jus.br As seguintes funcionalidades serão abordadas neste tutorial. Consulta Processual Consultar Processos Movimentação Processual Movimentação

Leia mais

O Portal Service Desk está disponível no AllianzNet. Para acessá-lo, clique no banner abaixo do menu Minha Intrallianz, opção Portal Service Desk.

O Portal Service Desk está disponível no AllianzNet. Para acessá-lo, clique no banner abaixo do menu Minha Intrallianz, opção Portal Service Desk. Portal Service Desk Manual de Utilização Service Desk Allianz ÍNDICE I. INTRODUÇÃO II. CONCEITOS BÁSICOS DO PORTAL III. PORTAL DO USUÁRIO a. ACESSO b. INÍCIO c. LISTA DE TICKETS IV. TICKETS a. CRIAR TICKETS

Leia mais

MECDAISY PARA LEITURA DE LIVROS DIGITAIS BENTO GONÇALVES

MECDAISY PARA LEITURA DE LIVROS DIGITAIS BENTO GONÇALVES MECDAISY PARA LEITURA DE LIVROS DIGITAIS BENTO GONÇALVES Setembro de 2015 Sumário Apresentação do Mecdaisy... 4 O que é?... 4 Objetivos... 4 Links Úteis... 5 Navegação pelos Livros... 6 Instruções Iniciais...

Leia mais

POWERPOINT O PowerPoint é um software de apresentação multimídia. As apresentações elaboradas por ele, podem ser diretamente exibidas no monitor de vídeo de um computador ou projetadas através de dispositivos

Leia mais

(Nível Intermediário)

(Nível Intermediário) (Nível Intermediário) Fabrício Soares Cruz Alta, Abril de 2015. 2 SUMÁRIO AULA 1... 3 1.1 ORGANIZAÇÃO DE INFORMAÇÕES NO EXCEL... 3 1.2 CONSTRUÇÃO E USO DE FILTROS... 6 1.3 DICAS PARA IMPRESSÃO NO EXCEL:...

Leia mais

Sumário APRESENTAÇÃO...3 ACESSO AO SISTEMA...4 FUNCIONALIDADES...5 SIG-PCJ... 3 ACESSANDO O SISTEMA VIA WEB...4 MANUAL DO USUÁRIO...

Sumário APRESENTAÇÃO...3 ACESSO AO SISTEMA...4 FUNCIONALIDADES...5 SIG-PCJ... 3 ACESSANDO O SISTEMA VIA WEB...4 MANUAL DO USUÁRIO... SIG-PCJ Sumário APRESENTAÇÃO...3 SIG-PCJ... 3 ACESSO AO SISTEMA...4 ACESSANDO O SISTEMA VIA WEB...4... 4 FUNCIONALIDADES...5 NAVEGAÇÃO E CONSULTA... 5 FERRAMENTAS DE NAVEGAÇÃO DO MAPA...5 FERRAMENTAS DE

Leia mais

ID de login (ID de contato) Senha

ID de login (ID de contato) Senha Antes de usar o produto, leia atentamente este manual e tenha-o à mão para consultas futuras. ATÉ A EXTENSÃO MÁXIMA PERMITIDA PELA LEI APLICÁVEL: O FORNECEDOR NÃO SERÁ RESPONSÁVEL PELO RESULTADO DA OPERAÇÃO

Leia mais

CADPREV Web Módulo de Aplicativo Web. Manual do Usuário. Cadastro de Acordos de Parcelamento. CADPREV - Manual do Usuário CADPREV-Web.

CADPREV Web Módulo de Aplicativo Web. Manual do Usuário. Cadastro de Acordos de Parcelamento. CADPREV - Manual do Usuário CADPREV-Web. CADPREV Web Módulo de Aplicativo Web Manual do Usuário Cadastro de Acordos de Parcelamento 1 de 23 Índice 1 Introdução... 3 1.1 Visão Geral... 3 1.2 Considerações Iniciais... 3 2 Funcionalidades... 4 2.1

Leia mais

SOFTWARE EDUCATIVO Tux Paint

SOFTWARE EDUCATIVO Tux Paint SOFTWARE EDUCATIVO Tux Paint BENTO GONÇALVES Setembro de 2015 Sumário 1 Apresentação do Software...3 1.1 O que é?... 3 1.2 Requisitos... 3 1.3 Objetivos... 4 1.4Como funciona?... 4 1.5Link para download...

Leia mais

Orientações ao Administrador Regional

Orientações ao Administrador Regional Orientações ao Administrador Regional Antes de iniciarmos a Formação do Administrador Regional é importante lembrarmos que o mesmo deverá ser cadastrado por um Administrador Geral (SEDUC). Para realizar

Leia mais

Oficina de Publicações

Oficina de Publicações q Ministério da Educação Colégio Pedro II Campus Realengo II Oficina de Publicações Centro de Inclusão Digital Prof. Wilson Choeri Setembro/2015 1 Apresentação Seja bem-vindo (a) ao Centro de Inclusão

Leia mais

Manual Balcão de Negócios para Usuários Administradores. Manual Balcão de Negócios para Usuários Administradores

Manual Balcão de Negócios para Usuários Administradores. Manual Balcão de Negócios para Usuários Administradores Manual Balcão de Negócios para AmazonIT Soluções em Tecnologia da Informação amazonit@amazonit.com.br (92) 3216-3884 3884 1 Funcionamento do Balcão de Negócios 2 Como entrar no balcão Para entrar no balcão

Leia mais

Manual de Utilização do Citsmart Mobile

Manual de Utilização do Citsmart Mobile 16/08/2013 Manual de Utilização do Citsmart Mobile Fornece orientações necessárias para utilização da aplicação Citsmart Mobile. Versão 1.0 15/05/2014 Visão Resumida Data Criação 15/05/2014 Versão Documento

Leia mais

PORTAL DE COMPRAS PÚBLICAS

PORTAL DE COMPRAS PÚBLICAS PORTAL DE COMPRAS PÚBLICAS GUIA DO ADMINISTRADOR JANEIRO DE 2017 Versão 6.0 Dezembro/2016_Janeiro/2017 S U M Á R I O 1 APRESENTAÇÃO 3 2 OBSERVAÇÕES IMPORTANTES 4 3 SISTEMA 5 3.1 TELA INICIAL DO ADMINISTRADOR

Leia mais

Cali LAB View Web Manual de Utilização do Sistema. Software para Gerenciamento Metrológico e Visualização Eletrônica de Certificados de Calibração

Cali LAB View Web Manual de Utilização do Sistema. Software para Gerenciamento Metrológico e Visualização Eletrônica de Certificados de Calibração Cali LAB View Web Manual de Utilização do Sistema Software para Gerenciamento Metrológico e Visualização Eletrônica de Certificados de Calibração 2 Cali LAB View Web SUMÁRIO CALI LAB VIEW WEB... 3 LOGIN...

Leia mais

Como criar uma história

Como criar uma história O da Microsoft permite, a partir de um conjunto de imagens, fazer um vídeo, adicionando som (músicas ou narração por voz recorrendo ao microfone) e movimento (transições e efeitos). São estes movimentos

Leia mais

Como usar o P-touch Transfer Manager

Como usar o P-touch Transfer Manager Como usar o P-touch Transfer Manager Versão 0 BRA-POR Introdução Aviso importante O conteúdo deste documento e as especificações deste produto estão sujeitos a alterações sem aviso prévio. A Brother se

Leia mais

Avisos legais KYOCERA Document Solutions Inc.

Avisos legais KYOCERA Document Solutions Inc. Avisos legais É proibida a reprodução total ou parcial deste guia sem a devida autorização. As informações deste guia estão sujeitas a modificações sem aviso prévio. Não nos responsabilizamos por quaisquer

Leia mais

Como acessar. Pelo portal de sua instituição de ensino. Pelo endereço personalizado (URL) Existem duas maneiras distintas de acesso:

Como acessar. Pelo portal de sua instituição de ensino. Pelo endereço personalizado (URL) Existem duas maneiras distintas de acesso: Manual de Uso Sumário Slide 4 Como acessar Slide 5 Como acessar via tablet Slide 6 Estante Slide 7 Botões da Estante Slide 8 Ajuda Slide 9 FAQ Frequently Asked Questions Slide 11 Como atualizar seus dados

Leia mais

Utilizaremos o caminho File > File Link Manager (Figura 02) para referenciar o arquivo DWG no 3ds max 8.

Utilizaremos o caminho File > File Link Manager (Figura 02) para referenciar o arquivo DWG no 3ds max 8. 8.2 Importação de um arquivo DWG utilizando o caminho File > File Link Manager Neste tutorial não iremos abordar a modelagem no 3ds max, vamos utilizar um modelo desenvolvido de extensão Maquete Eletrônica.dwg,

Leia mais

Tutorial de Instalação LINUX EDUCACIONAL versão 4.0 Este tutorial foi elaborado a partir do material de autoria de Rafael Nink.

Tutorial de Instalação LINUX EDUCACIONAL versão 4.0 Este tutorial foi elaborado a partir do material de autoria de Rafael Nink. Tutorial de Instalação LINUX EDUCACIONAL versão 4.0 Este tutorial foi elaborado a partir do material de autoria de Rafael Nink. 12 de maio de 2011 Tutorial de Instalação Linux Educacional Este tutorial

Leia mais

Portal do Servidor NPD UFES

Portal do Servidor NPD UFES Portal do Servidor NPD UFES MAIO/2012 Visão Geral do novo Portal do Servidor O Portal do Servidor possui três divisões principais: (Clique sobre os itens para visualizar) 1 Funções específicas de órgãos

Leia mais

Manual do Portal do Prestador

Manual do Portal do Prestador 1 Manual do Portal do Prestador ÍNDICE Cap. Assunto Pag. Informações preliminares 3 1 Como chegar ao Portal da CASSE? 4 2 Código do beneficiário na operadora 5 3 Usuário e senha de acesso 6 4 Esqueci a

Leia mais

Manual do Usuário CMS WordPress MU Versão atual: 2.8

Manual do Usuário CMS WordPress MU Versão atual: 2.8 Manual do Usuário CMS WordPress MU Versão atual: 2.8 1 - Introdução O Centro de Gestão do Conhecimento Organizacional, CGCO, criou, há um ano, uma equipe para atender à demanda de criação de novos sites

Leia mais

Concessão - Aposentadoria

Concessão - Aposentadoria Concessão - Aposentadoria 1. Módulo Cadastro 1.1. Cadastro de Pessoa Acesse o menu Cadastro/Pessoa/Informações Gerais. A seguinte janela se abrirá. Para incluir uma nova pessoa, vá paraa a primeira aba,

Leia mais

A actividade MINI- TESTE*

A actividade MINI- TESTE* Página Web 1 de 10 A actividade MINI- TESTE* Informações sobre a actividade MINI-TESTE Sítio: Moodle do Carlos Disciplina: MOODLE para professores (ver. 1.5) Livro: A actividade MINI-TESTE* Impresso por:

Leia mais