Dicionário de variáveis da PNAD arquivo de domicílios Microdados

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Dicionário de variáveis da PNAD arquivo de domicílios Microdados"

Transcrição

1 1 4 V0101 Ano referência 2 UF 2 Unida da Feração 8 V Número controle 1 V010 Número série 16 2 V V V010 V PARTE 1 IDENTIFICAÇÃO E CONTROLE Tipo entrevista Total moradores Total moradores 10 anos ou mais PARTE 2 CARACTERÍSTICAS DA UNIDADE DOMICILIAR Espécie do domicílio 11 Rondônia 12 Acre 1 Amazonas 14 Roraima 1 Pará 16 Amapá 17 Tocantins 21 Maranhão 22 Piauí 2 Ceará 24 Rio Gran do Norte 2 Paraíba 26 Pernambuco 27 Alagoas 28 Sergipe 29 Bahia 1 Minas Gerais 2 Espírito Santo Rio Janeiro São Paulo 41 Paraná 42 Santa Catarina 4 Rio Gran do Sul 0 Mato Grosso do Sul 1 Mato Grosso 2 Goiás Distrito Feral As 2 primeiras posições são o código da Unida da Feração TIPO A UNIDADE OCUPADA 01 Realizada 02 Fechada 0 Recusa 04 Outra TIPO B UNIDADE VAGA 0 Em condições ser habitada 06 Uso ocasional 07 Construção ou reforma 08 Em ruínas TIPO C UNIDADE INEXISTENTE 09 Demolida 10 Não foi encontrada 11 Não resincial 12 Fora do setor 1 Particular permanente Particular improvisado Coletivo Os quesitos 2 a 2 (V0202 a V022) referem-se aos domicílios particulares pemanentes 2 1 V Tipo do domicílio 2 Casa 4 Apartamento 6 Cômodo 1

2 24 1 V020 Material predominante das pares externas 2 1 V Material predominante da cobertura (telhado) 26 2 V020 Número cômodos 28 2 V Número cômodos servindo dormitório 0 1 V Condição ocupação do domicílio 1 12 V Aluguel mensal pago no mês referência 4 1 V do valor do aluguel pago no mês referência V Prestação mensal paga no mês referência 6 1 V do valor da prestação paga no mês referência 7 1 V Proprieda do terreno 8 1 V0211 Água canalizada em pelo menos um cômodo 1 Alvenaria 2 Maira aparelhada Taipa não revestida 4 Maira aproveitada Palha 6 Outro material 1 Telha 2 Laje concreto Maira aparelhada 4 Zinco Maira aproveitada 6 Palha 7 Outro material 01 a 0 Cômodo(s) no domicílio 9 01 a 1 Cômodo(s) servindo dormitório 9 1 Próprio já pago 2 Próprio ainda pagando Alugado 4 Cedido por empregador Cedido outra forma 6 Outra condição Até ½ salário mínimo 2 Mais ½ até 1 salário Mais 1 até 2 4 Mais 2 até Mais até 6 Mais até 10 7 Mais 10 até 20 8 Mais 20 salários Até ½ salário mínimo 2 Mais ½ até 1 salário Mais 1 até 2 4 Mais 2 até Mais até 6 Mais até 10 7 Mais 10 até 20 8 Mais 20 salários 2

3 9 1 V Proveniência da água utilizada 60 1 V V V a Água canalizada re geral distribuição para a proprieda Água poço ou nascente localizado na proprieda Banheiro ou sanitário no domicílio ou na proprieda 6 1 V Uso do banheiro ou sanitário 64 2 V2016 Número banheiros ou sanitários 66 1 V Esgotamento sanitário 67 1 V Destino do lixo 68 1 V Forma iluminação 69 1 V Telefone móvel celular 70 1 V a Telefone fixo convencional 71 1 V0221 Fogão duas ou mais bocas 72 1 V Fogão uma boca 2 Re geral distribuição 4 Poço ou nascente 6 Outra proveniência 2 Só do domicílio 4 Comum a mais um 01 a 1 Banheiro(s) ou sanitário(s) 9 1 Re coletora esgoto ou pluvial Fossa séptica ligada à re coletora esgoto ou 2 pluvial Fossa séptica não ligada à re coletora esgoto ou pluvial 4 Fossa rudimentar Vala 6 Direto para o rio, lago ou mar 7 Outra forma 1 Coletado diretamente 2 Coletado indiretamente Queimado ou enterrado na proprieda 4 Jogado em terreno baldio ou logradouro Jogado em rio, lago ou mar 6 Outro stino 1 Elétrica ( re, gerador, solar) Óleo, querosene ou gás botijão Outra forma

4 7 1 V Tipo combustível utilizado 74 1 V Filtro d água 7 1 V Rádio 76 1 V Televisão em cores 77 1 V0227 Televisão em preto e branco 78 1 V Gelaira 79 1 V Freezer 80 1 V020 0 Máquina lavar roupa 81 1 V021 Microcomputador 82 1 V022 2 Acesso à Internet 8 1 V V4106 situação censitária Tipo setor 8 1 V4107 área censitária 1 Gás botijão 2 Gás canalizado Lenha 4 Carvão Energia elétrica 6 Outro combustível, 2 portas 4 Sim, 1 porta 6 Não VARIÁVEIS DO ARQUIVO DE REFERÊNCIA DA AMOSTRA E DERIVADAS 1 Urbana - Cida ou vila, área urbanizada 2 Urbana - Cida ou vila, área não-urbanizada Urbana - Área urbana isolada 4 Rural - Aglomerado rural extensão urbana Rural - Aglomerado rural, isolado, povoado 6 Rural - Aglomerado rural, isolado, núcleo Rural - Aglomerado rural, isolado, outros 7 aglomerados 8 Rural Zona rural exclusive aglomerado rural 0 Não Especial 1 Especial aglomerado subnormal 2 Especial quartéis, bases militares, etc Especial alojamentos, acampamentos, etc 4 Especial embarcações, barcos, navios,etc Especial alia indígena 6 Penitenciária 7 Asilo 1 Região Metropolitana 2 Auto-representativo auto-representativo 4

5 86 2 V4600 Dia referência 88 2 V4601 Mês referência 90 4 V4602 Estrato 94 2 V4604 Número municípios selecionados no estrato V460 Probabilida do município 108 V4606 Número setores selecionados no município Valor com 10 casas cimais V4607 Probabilida do setor 12 6 V4608 Intervalo seleção do domicílio V4609 Projeção população 18 V4610 Inverso da fração 141 V4611 Peso do domicílio Valor com 10 casas cimais Valor com 1 casa cimal Igual ao peso da pessoa referência do domicílio V4614 Rendimento mensal domiciliar para todas as unidas domiciliares (exclusive o rendimento dos pensionistas, empregados domésticos, parentes dos empregados domésticos e pessoas menos 10 anos ida) UPA Delimitação do município V4617 STRAT - Intificação estrato município auto-representativo e não auto-representativo V4618 PSU - Unida primária amostragem 17 V4619 Fator sub-amostragem V4620 V V4622 Número componentes do domícilo I (exclusive pensionistas, empregados domésticos, parentes dos empregados domésticos) Rendimento domiciliar per capita (exclusive o rendimento dos pensionistas, empregados domésticos, parentes dos empregados domésticos) Faixa do rendimento domiciliar per capita I (exclusive o rendimento dos pensionistas, empregados domésticos, parentes dos empregados domésticos) V9992 Data geração do arquivo microdados Valor com 2 casas cimais Sem rendimento 01 Até ¼ salário mínimo 02 Mais ¼ até ½ 0 Mais ½ até 1 04 Mais 1 até 2 0 Mais 2 até 06 Mais até 07 Mais salários 9 Data ornada na forma: ano (4 algarismos), mês (2) e dia (2) - AAAAMMDD

Dicionário da PNAD2001 microdado Arquivo de Domicílios

Dicionário da PNAD2001 microdado Arquivo de Domicílios Dicionário da PNAD00 microdado Arquivo Domicílios Posição Tamanho Código V 00 Ano Referência PARTE IDENTIFICAÇÃO E CONTROLE UF Unida da Feração primeiras posições do controle Número controle V 00 Número

Leia mais

Dicionário das PNADs 98 e 99 microdados Arquivo de Domicílios

Dicionário das PNADs 98 e 99 microdados Arquivo de Domicílios Dicionário das PNADs e microdados Arquivo Domicílios Posição Tamanho Código V 00 Ano Referência PARTE IDENTIFICAÇÃO E CONTROLE UF Unida da Feração V 00 Número Controle V 00 Número Série V 00 Entrevista

Leia mais

Dicionário da PNAD97 microdado Arquivo de Domicílios

Dicionário da PNAD97 microdado Arquivo de Domicílios Dicionário da PNAD microdado Arquivo Domicílios Posição Tamanho Código V 00 Ano Referência PARTE IDENTIFICAÇÃO E CONTROLE UF Unida da Feração V 00 Número Controle V 00 Número Série V 00 Entrevista V 00

Leia mais

Dicionário da PNAD97 microdado Arquivo de Domicílios

Dicionário da PNAD97 microdado Arquivo de Domicílios Dicionário da PNAD microdado Arquivo Domicílios Posição Tamanho Código V 00 Ano Referência PARTE IDENTIFICAÇÃO E CONTROLE UF Unida da Feração V 00 Número Controle V 00 Número Série V 00 Entrevista V 00

Leia mais

Dicionário de variáveis da PNAD 2006 - arquivo de domicílios Microdados da Pesquisa Básica

Dicionário de variáveis da PNAD 2006 - arquivo de domicílios Microdados da Pesquisa Básica 1 4 V0101 Ano referência UF Unida da Feração 8 V010 Número controle 13 3 V0103 3 Número série 16 V0104 18 V010 0 V0106 6 1 V001 PARTE 1 IDENTIFICAÇÃO E CONTROLE Total moradores 10 anos ou mais Espécie

Leia mais

Dicionário da PNAD2002 microdados Arquivo de Domicílios

Dicionário da PNAD2002 microdados Arquivo de Domicílios 4 V00 Ano Referência 5 UF Unida da Feração 5 8 V00 Número controle 3 3 V003 3 Número Série 6 8 V005 5 Total Moradores 0 V006 6 Total Moradores 0 anos ou mais V00 3 V00 4 5 V004 6 V005 8 V006 V004 V003

Leia mais

Dicionário de variáveis da PNAD 2007 - arquivo de domicílios Microdados da Pesquisa Básica

Dicionário de variáveis da PNAD 2007 - arquivo de domicílios Microdados da Pesquisa Básica Dicionário variáveis da PNAD 007 - arquivo domicílios PARTE 1 IDENTIFICAÇÃO E CONTROLE 1 4 V0101 Ano referência UF 8 V010 Número controle 13 3 V0103 3 Número série 16 V0104 18 V010 0 V0106 6 1 V001 Total

Leia mais

Dicionário da PNAD2003 microdados Arquivo de Domicílios

Dicionário da PNAD2003 microdados Arquivo de Domicílios 1 4 V0101 Ano Referência 5 UF 5 8 V010 Número controle 13 3 V0103 3 Número Série 16 18 0 1 Dicionário da PNAD003 microdados Arquivo Domicílios V0105 5 V0106 6 V0104 4 Tipo Entrevista Total Moradores Total

Leia mais

Dicionário da PNAD96 microdado Domicílio

Dicionário da PNAD96 microdado Domicílio Dicionário da PNAD microdado Domicílio V 00 Ano Referência UF Unida da Feração PARTE IDENTIFICAÇÃO E CONTROLE V 00 Número Controle V 00 Número Série V 00 Entrevista V 00 Total Moradores V 00 Total Moradores

Leia mais

Dicionário de variáveis da PNAD 2004 - arquivo de domicílios Microdados da Pesquisa Básica e Suplementar de Programas Sociais e Segurança Alimentar

Dicionário de variáveis da PNAD 2004 - arquivo de domicílios Microdados da Pesquisa Básica e Suplementar de Programas Sociais e Segurança Alimentar Dicionário variáveis da PNAD 2004 - arquivo domicílios 1 4 V0101 Ano referência 5 2 UF Unida da Feração 5 8 V0102 2 Número controle 13 3 V0103 3 Número série 16 2 V0104 4 18 2 V0105 20 2 V0106 6 22 1 V0201

Leia mais

QUESTIONÁRIO DO DOMICÍLIO

QUESTIONÁRIO DO DOMICÍLIO QUESTIONÁRIO DO DOMICÍLIO Unidade da Federação: Distrito: Município: Sub-distrito: Bairro (se houver): Endereço: Data: / / CEP: - Horário: : Número do controle: Número de ordem do domicílio: SIAPE do Entrevistador:

Leia mais

COMPILAÇÃO DE INDICADORES SOCIAIS

COMPILAÇÃO DE INDICADORES SOCIAIS COMPILAÇÃO DE INDICADORES SOCIAIS PNAD Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio última atualização da pesquisa: 2011 1 2 CARACTERÍSTICAS DOS DOMICÍLIOS 3 ACESSO A SERVIÇOS PÚBLICOS EVOLUÇÃO DO PERCENTUAL

Leia mais

Acre Previsão por Coeficiente no Estado

Acre Previsão por Coeficiente no Estado Acre 0,6 121.073,55 262.729,59 0,8 161.431,39 350.306,12 1,0 201.789,24 437.882,66 1,2 242.147,09 525.459,19 1,4 - - 1,6 322.862,79 700.612,25 1,8 363.220,64 788.188,78 2,0 - - 2,2 - - 2,4 - - 2,6 524.652,03

Leia mais

O Jardim Canadá no IBGE

O Jardim Canadá no IBGE O Jardim Canadá no IBGE Apps > Mapa > Municípios Nova Lima ( código 3144805) Pirâmide Etária Famílias Fecundidade Migração Religião Nupcialidade Domicílios Educação Deficiência Trabalho Rendimento Nova

Leia mais

Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007

Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007 Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007 REGIÃO NORTE 5.951.408 87,35 861.892 12,65 6.813.300 RONDÔNIA 760.521 88,11 102.631 11,89 863.152 ACRE 298.081 85,86 49.094

Leia mais

9, R$ , , R$ ,

9, R$ , , R$ , Rondônia 2005 R$ 601.575,17 2005 10.154 2004 1.027.983 2004 108.139 2004 10,52 2006 R$ 609.834,21 2006 10.757 2005 1.025.249 2005 101.539 2005 9,90 2007 R$ 1.229.490,00 2007 9.100 2006 1.047.004 2006 111.068

Leia mais

Características Em 2013, foram visitados 149 mil domicílios e entrevistadas 363 mil pessoas.

Características Em 2013, foram visitados 149 mil domicílios e entrevistadas 363 mil pessoas. Rio de Janeiro, 18/09/2014 1 Abrangência nacional Temas investigados: Características Características gerais dos moradores Educação Migração Trabalho e rendimento Trabalho infantil Fecundidade Características

Leia mais

Número 13. Pnad Primeiras Análises. Saneamento Básico Habitação. Volume 5

Número 13. Pnad Primeiras Análises. Saneamento Básico Habitação. Volume 5 Número 13 Pnad 2007 Primeiras Análises Saneamento Básico Habitação Volume 5 21 de outubro de 2008 1 2 3 1 4 Total e percentual de moradores em domicílios particulares permanentes com abastecimento de água,

Leia mais

FNPETI FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL. Cenário do Trabalho Infantil Dados PNAD 2014

FNPETI FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL. Cenário do Trabalho Infantil Dados PNAD 2014 Cenário do Trabalho Infantil Dados PNAD 2014 Fonte: IBGE/Pnad. Elaboração própria. Nota: a PNAD até o ano de 2003 não abrangia a área rural da região Norte (exceto o Tocantins). Nos anos de 1994, 2000

Leia mais

DÉFICIT HABITACIONAL 2006 NOTA TÉCNICA

DÉFICIT HABITACIONAL 2006 NOTA TÉCNICA DÉFICIT HABITACIONAL 2006 NOTA TÉCNICA São Paulo, 21 de novembro de 2007 1 METODOLOGIA O déficit habitacional é a medida das carências de moradia de uma determinada sociedade. Essas carências não se referem

Leia mais

ÍNDICE DE CONDIÇÕES HABITACIONAIS DA REGIÃO DO MATOPIBA

ÍNDICE DE CONDIÇÕES HABITACIONAIS DA REGIÃO DO MATOPIBA ÍNDICE DE CONDIÇÕES HABITACIONAIS DA REGIÃO DO MATOPIBA Discente: Cássia Maria Gama Lemos Orientadora: Ana Paula Dutra de Aguiar Disciplina: SER 457 e CST 310 - População, Espaço e Ambiente Docentes: Silvana

Leia mais

Contabilizando para o Cidadão Entendendo as Finanças Públicas

Contabilizando para o Cidadão Entendendo as Finanças Públicas - ano 2015 Pernambuco 5,20% Ceará 5,44% Maranhão 5,14% Pará 4,89% Paraná 4,43% Rio Grande do Sul 4,37% Santa Catarina 2,54% Rio Grande do Norte 2,48% Espírito Santo 2,14% Amazonas 2,06% Sergipe 1,87% Alagoas

Leia mais

ENCARGOS SOCIAIS SOBRE A MÃO DE OBRA HORISTA % GRUPO A

ENCARGOS SOCIAIS SOBRE A MÃO DE OBRA HORISTA % GRUPO A ACRE B1 Repouso Semanal Remunerado 18,06 0,00 18,06 0,00 B2 Feriados 4,77 0,00 4,77 0,00 B3 Auxílio - Enfermidade 0,91 0,69 0,91 0,69 B4 13º Salário 10,97 8,33 10,97 8,33 B7 Dias de Chuvas 1,68 0,00 1,68

Leia mais

COMPILAÇÃO DE INDICADORES SOCIAIS

COMPILAÇÃO DE INDICADORES SOCIAIS COMPILAÇÃO DE INDICADORES SOCIAIS PNAD Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Última atualização: 2014 1 DOMICÍLIOS ACESSO A SERVIÇOS PÚBLICOS 2 Água EVOLUÇÃO DO PERCENTUAL DE DOMICÍLIOS COM ACESSO

Leia mais

Produção Brasileira de Melão por Estado 2007 Estados Área (ha) Volume (Ton) Valor (Mil R$) Rio Grande do Norte Ceará 6.

Produção Brasileira de Melão por Estado 2007 Estados Área (ha) Volume (Ton) Valor (Mil R$) Rio Grande do Norte Ceará 6. Produção Brasileira de Abacaxi por Estado 2007 Pará 15.462 701.948 125.596 Paraíba 11.600 625.527 150.054 Minas Gerais 7.593 596.668 127.597 Bahia 6.430 282.634 63.185 São Paulo 3.620 271.380 76.161 Rio

Leia mais

ção: Motivaçõ ções e Metas

ção: Motivaçõ ções e Metas Equidade e Eficiência Educaçã ção: Motivaçõ ções e Metas RANKINGS REGIONAIS MOTIVOS DE EVASÃO Ranking Motivo de Evasão: TRABALHO (Demanda1) TOTAL BRASIL 1,43 0 a 17 anos 1 Minas Gerais 2,27 2 Pernambuco

Leia mais

QUESTIONÁRIO DO DOMICÍLIO

QUESTIONÁRIO DO DOMICÍLIO QUESTIONÁRIO DO DOMICÍLIO Unidade da Federação: Distrito: Município: Subdistrito: Bairro (se houver): Endereço: CEP: - Data: / / Horário: : Número do controle: Número de ordem do domicílio: SIAPE do Entrevistador:

Leia mais

Características. Em 2014, foram visitados 151 mil domicílios e entrevistadas 363 mil pessoas. Abrangência nacional

Características. Em 2014, foram visitados 151 mil domicílios e entrevistadas 363 mil pessoas. Abrangência nacional Rio de Janeiro, 13/11/2015 Abrangência nacional Características Temas investigados no questionário básico Características gerais dos moradores Educação Migração Trabalho e rendimento Trabalho infantil

Leia mais

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Informações do Domicílio Notas Técnicas

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Informações do Domicílio Notas Técnicas Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Informações do Domicílio Notas Técnicas Sumário Origem dos dados... 3 Descrição das variáveis disponíveis para tabulação... 4 Variáveis de conteúdo... 4 Média moradores/domicílios...

Leia mais

Características do candidato a Empreendedor Individual (MEI) no Brasil. SEBRAE-SP/Planejamento Abril de 2009

Características do candidato a Empreendedor Individual (MEI) no Brasil. SEBRAE-SP/Planejamento Abril de 2009 Características do candidato a Empreendedor Individual (MEI) no Brasil SEBRAE-SP/Planejamento Abril de 2009 1 Metodologia do trabalho Definição de candidato a MEI: Consideramos como proxy de candidato

Leia mais

LABORATÓRIO DE ESTUDOS DA POBREZA - LEP A QUEM SE DESTINA O PLANO BRASIL. extremamente pobres no país. SEM MISÉRIA?: perfil dos

LABORATÓRIO DE ESTUDOS DA POBREZA - LEP A QUEM SE DESTINA O PLANO BRASIL. extremamente pobres no país. SEM MISÉRIA?: perfil dos LABORATÓRIO DE ESTUDOS DA POBREZA - LEP uo UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ UFC CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA CAEN Nº 10 RELATÓRIO DE PESQUISA A QUEM SE DESTINA O PLANO BRASIL SEM MISÉRIA?: perfil dos

Leia mais

Déficit Habitacional 2007 e 2008: principais resultados para o Brasil e Minas Gerais

Déficit Habitacional 2007 e 2008: principais resultados para o Brasil e Minas Gerais Déficit Habitacional 2007 e 2008: principais resultados para o Brasil e Minas Gerais Autoras Raquel de Mattos Viana (Fundação João Pinheiro FJP, doutoranda em demografia pelo CEDEPLAR/UFMG) Adriana de

Leia mais

Déficit Habitacional 2009

Déficit Habitacional 2009 Déficit Habitacional 2009 Eduardo May Zaidan 28 de outubro de 2010 Déficit habitacional: conceito O déficit habitacional é a medida das carências de moradia de uma determinada sociedade. Essas carências

Leia mais

Econômico Contabilidade Nacional

Econômico Contabilidade Nacional Tabela 3.7.1 - Produto Interno Bruto a preço de mercado corrente (milhões de R$), do e Estados da região Norte - 2008-2011 Acre Roraima 3.032.205 3.239.404 3.770.085 4.143.013 154.251 163.207 201.511 230.011

Leia mais

Panorama Econômico do Rio Grande do Sul Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Panorama Econômico do Rio Grande do Sul Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Panorama Econômico do Rio Grande do Sul 2008 Unidade de Estudos Econômicos COMPOSIÇÃO DO PIB PIB DO RIO GRANDE DO SUL 62% 9% 29% Estamos mais sujeitos a refletir crises agrícolas que a média da economia

Leia mais

Ceará: Resultados do PIB Trimestral 3 0 Trimestre/2007

Ceará: Resultados do PIB Trimestral 3 0 Trimestre/2007 Ceará: Resultados do PIB Trimestral 2003-2007 eloisa@ipece.ce.gov.br rogerio.soares@ipece.ce.gov.br Fortaleza 2009 CEARÁ: COMPOSIÇÃO Ceará: DO Resultados PRODUTO INTERNO do PIB BRUTO Trimestral A PREÇOS

Leia mais

Brasil Preço de Realização do Produtor 13,09 13,08 CIDE - - PIS/COFINS 2,18 2,18 Preço do Produtor s/ ICMS c/ CIDE/PIS/COFINS 15,28 15,26 ICMS 6,57

Brasil Preço de Realização do Produtor 13,09 13,08 CIDE - - PIS/COFINS 2,18 2,18 Preço do Produtor s/ ICMS c/ CIDE/PIS/COFINS 15,28 15,26 ICMS 6,57 jan/16 fev/16 Brasil Preço de Realização do Produtor 13,09 13,08 Preço do Produtor s/ ICMS c/ CIDE/PIS/COFINS 15,28 15,26 ICMS 6,57 6,57 Margem Bruta de Distribuição 15,73 16,14 Preço de Distribuição 37,57

Leia mais

DÉFICIT HABITACIONAL NO BRASIL 2013: RESULTADOS PRELIMINARES NOTA TÉCNICA

DÉFICIT HABITACIONAL NO BRASIL 2013: RESULTADOS PRELIMINARES NOTA TÉCNICA DÉFICIT HABITACIONAL NO BRASIL 2013: RESULTADOS PRELIMINARES NOTA TÉCNICA Belo Horizonte 2015 GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS GOVERNADOR Fernando Damata Pimentel SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO

Leia mais

Piores trechos por Unidade Federativa por número de acidentes

Piores trechos por Unidade Federativa por número de acidentes Piores trechos por Unidade Federativa por número de acidentes - 2015 Data: 18/05/2016 FILTROS: Veículos: Todos Valores: Absolutos Estado: Todos BR: Todas Piores trechos por Estado número de acidentes -

Leia mais

======================================================================================================

====================================================================================================== Nº quest. UHE TELES PIRES ALTA FLORESTA JUNHO-JULHO/2014 === APRESENTAÇÃO: BOM DIA (TARDE/NOITE)! MEU NOME É...(mostrar crachá). SOU PESQUISADOR DA EMPRESA VETOR E ESTAMOS REALIZANDO UM ESTUDO COM A POPULAÇAO

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (Março/15) Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda larga fixa (SCM)

Leia mais

Bolsa Família: Relações intersetorial e intergovernamental

Bolsa Família: Relações intersetorial e intergovernamental Bolsa Família: Relações intersetorial e intergovernamental Subtema 3: Taller de Análises y Reflexión de Programas de Transferências Condicionada - México - janeiro/2008 Relação Intersetorial Articulação

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (Maio/15) Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda larga fixa (SCM)

Leia mais

SONDAGEM SOBRE HÁBITOS DE LEITURA E DE PESQUISA JURÍDICA ASSOCIADOS AASP. Q1 Sexo. Respondidas: Ignoradas: 36

SONDAGEM SOBRE HÁBITOS DE LEITURA E DE PESQUISA JURÍDICA ASSOCIADOS AASP. Q1 Sexo. Respondidas: Ignoradas: 36 Q1 Sexo Respondidas: 5.469 Ignoradas: 36 Feminino Masculino Feminino Masculino 36,83% 2.014 63,17% 3.455 Total 5.469 1 / 14 Q2 Faixa etária Respondidas: 5.485 Ignoradas: 20 Até 25 anos 26 a 35 anos 36

Leia mais

Política de Desenvolvimento Regional e as Propostas de Reforma Tributária

Política de Desenvolvimento Regional e as Propostas de Reforma Tributária Política de Desenvolvimento Regional e as Propostas de Reforma Tributária Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado Audiência Pública em 18 de junho de 2008 Maria Helena Zockun Recursos

Leia mais

Estatísticas e Indicadores do Ensino Fundamental e Médio. Tiragem Limitada

Estatísticas e Indicadores do Ensino Fundamental e Médio. Tiragem Limitada Estatísticas e Indicadores do Ensino Fundamental e Médio Tiragem Limitada República Federativa do Brasil Fernando Henrique Cardoso Ministério da Educação e do Desporto - MEC Paulo Renato Souza Secretaria

Leia mais

Dicionário de variáveis da PNAD arquivo de pessoas Microdados da Pesquisa Básica

Dicionário de variáveis da PNAD arquivo de pessoas Microdados da Pesquisa Básica Dicionário variáveis da PNAD 2007 - arquivo pessoas 4 V00 Ano 5 8 V002 2 Número controle 3 3 V003 3 Número série 6 2 V030 Número orm 0 a 30 8 V0302 9 2 23 2 2 V303 V3032 4 V3033 2 3 3 3 5 2 UF 2 Unida

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, MINERAÇÃO E ENERGIA - SEDEME. Energia Elétrica Impacto do ICMS- Visão da SEDEME

SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, MINERAÇÃO E ENERGIA - SEDEME. Energia Elétrica Impacto do ICMS- Visão da SEDEME SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, MINERAÇÃO E ENERGIA - SEDEME Energia Elétrica Impacto do ICMS- Visão da SEDEME Contexto Geral do Sistema Elétrico Brasileiro O Sistema Elétrico apresenta

Leia mais

ANEXO VI SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA EM OPERAÇÕES OU PRESTAÇÕES INTERESTADUAIS - ESTADOS SIGNATÁRIOS DE ACORDOS TABELA I CIMENTO DE QUALQUER ESPÉCIE

ANEXO VI SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA EM OPERAÇÕES OU PRESTAÇÕES INTERESTADUAIS - ESTADOS SIGNATÁRIOS DE ACORDOS TABELA I CIMENTO DE QUALQUER ESPÉCIE ANEXO VI SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA EM OPERAÇÕES OU PRESTAÇÕES INTERESTADUAIS - ESTADOS SIGNATÁRIOS DE ACORDOS TABELA I CIMENTO DE QUALQUER ESPÉCIE PROTOCOLO ICM 11/85 Adesão Rondônia - Protocolo ICM 11/87,

Leia mais

PIB 2012 Estado do Tocantins

PIB 2012 Estado do Tocantins PIB 2012 Estado do Tocantins Parceiros: GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS SANDOVAL LÔBO CARDOSO Governador do Estado TOM LYRA Vice-governador do Estado JOAQUIM CARLOS PARENTE JUNIOR Secretário JOAQUÍN EDUARDO

Leia mais

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL. Fevereiro/2013 (dados até Janeiro)

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL. Fevereiro/2013 (dados até Janeiro) ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL (ICPN) Fevereiro/2013 (dados até Janeiro) Características da pesquisa Objetivo: - medir o impacto da conjuntura econômica nos Pequenos Negócios e suas

Leia mais

Estado de São Paulo tem a maior quantidade de POS a cada mil habitantes; Maranhão, a menor

Estado de São Paulo tem a maior quantidade de POS a cada mil habitantes; Maranhão, a menor INFORMATIVO PARA A IMPRENSA ML&A Comunicações Fernanda Elen fernanda@mla.com.br (11) 3811-2820 ramal 833 Cresce a aceitação de cartões em 2015, aponta a Boanerges & Cia. Estado de São Paulo tem a maior

Leia mais

Dicionário de Variáveis

Dicionário de Variáveis Colunas Comuns a Todos os Dados Dicionário de Variáveis CODMUN = Código do Município segundo classificação do IBGE MUNICIPIO = Nome Ofical do Município ESTADO = Nome do Estado da Federação CODUF = Código

Leia mais

CENSO BRASILEIRO DE SHOPPING CENTERS 2015/2016 CENSO BRASILEIRO DE SHOPPING CENTERS 2015/2016

CENSO BRASILEIRO DE SHOPPING CENTERS 2015/2016 CENSO BRASILEIRO DE SHOPPING CENTERS 2015/2016 CENSO BRASILEIRO DE SHOPPING CENTERS 2015/2016 V2 1 1. SETOR 2 UNIVERSO DISTRIBUIÇÃO MACRO REGIÕES SHOPPINGS EM OPERAÇÃO - UNIDADES 26 NORTE 80 NORDESTE 50 CENTRO OESTE 292 SUDESTE 520 +3,5% 538 SHOPPINGS

Leia mais

jan/12 fev/12 mar/12 abr/12 mai/12 jun/12 jul/12 ago/12 set/12 out/12 nov/12 dez/12

jan/12 fev/12 mar/12 abr/12 mai/12 jun/12 jul/12 ago/12 set/12 out/12 nov/12 dez/12 Coordenadoria de Defesa da Evolução Concorrênciados preços de GLP (R$ / botijão de 13 kg) Brasil Preço de Realização do Produtor 11,33 11,34 11,33 11,34 11,33 11,34 11,34 11,33 11,34 11,34 11,34 11,34

Leia mais

Questionário Colônia Pereira 1. Características do domicílio 1 Município:

Questionário Colônia Pereira 1. Características do domicílio 1 Município: Questionário Colônia Pereira 1. Características do domicílio 1 Município: 2 Total de Homens: 3 Total de Mulheres: 4 Localidade: Espécie de Domicílio: 1 Particular permanente 2 Particular improvisado 3

Leia mais

Caracterização dos Recursos Físicos e Humanos dos Órgãos Estaduais de Segurança Pública. Efetivo Armas Letais Viaturas Coletes a Prova de Balas

Caracterização dos Recursos Físicos e Humanos dos Órgãos Estaduais de Segurança Pública. Efetivo Armas Letais Viaturas Coletes a Prova de Balas Ministério da Justiça Caracterização dos Recursos Físicos e Humanos dos Órgãos Estaduais de Segurança Pública Efetivo Armas Letais Viaturas Coletes a Prova de Balas Uma Perspectiva Democrática e Contemporânea

Leia mais

ANÁLISE DA REPARTIÇÃO REGIONAL DE RECEITAS E RECURSOS PÚBLICOS

ANÁLISE DA REPARTIÇÃO REGIONAL DE RECEITAS E RECURSOS PÚBLICOS ANÁLISE DA REPARTIÇÃO REGIONAL DE RECEITAS E RECURSOS PÚBLICOS MONTANTE DE RECEITAS E RECURSOS PÚBLICOS (em R$ milhões) Receita Estadual () BNDES Estatais Agências Financeiras União Royalties e Participações

Leia mais

METODOLOGIA DE CÁLCULO DA TAXA DE MORTALIDADE INFANTIL

METODOLOGIA DE CÁLCULO DA TAXA DE MORTALIDADE INFANTIL GT Mortalidade Infantil METODOLOGIA DE CÁLCULO DA TAXA DE MORTALIDADE INFANTIL RIPSA - Rede Interagencial de Informações para a Saúde A taxa de mortalidade infantil é um indicador utilizado para medir

Leia mais

1. Questionário da Família

1. Questionário da Família Avaliação de Impacto Projeto Desenvolvimento Rural Sustentável em Microbacias Hidrográficas do Estado do Rio de Janeiro 1. Questionário da Família 1- Data da entrevista: 2- Resultado da visita: (Use a

Leia mais

Usos do Crédito - Empréstimos. Junho de 2016

Usos do Crédito - Empréstimos. Junho de 2016 Usos do Crédito - Empréstimos Junho de 2016 OBJETIVOS DO ESTUDO Investigar o comportamento relacionado ao pedido de empréstimo pessoal ou consignado em bancos ou financeiras. METODOLOGIA Público alvo:

Leia mais

Relatório da Frota Circulante de 2016

Relatório da Frota Circulante de 2016 I Frota circulante total O Relatório da Frota Circulante, elaborado pelo Sindipeças com dados até 2015, apontou aumento de 2,5% na frota de autoveículos brasileira, em comparação com 2014, registrando

Leia mais

F.17 Cobertura de redes de abastecimento de água

F.17 Cobertura de redes de abastecimento de água Comentários sobre os Indicadores de Cobertura até 6 F.17 Cobertura de redes de abastecimento de água Limitações: Requer informações adicionais sobre a quantidade per capita, a qualidade da água de abastecimento

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MATO GROSSO OUTUBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MATO GROSSO OUTUBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MATO GROSSO OUTUBRO DE 2015 DADOS GERAIS DO ESTADO DO MATO GROSSO Total Part % Brasil Part % Região Área Total - km² 903.386 10,63% 56,24% População

Leia mais

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL. ICPN Abril de 2016

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL. ICPN Abril de 2016 ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Abril de 2016 ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Abril de 2016 Sumário Executivo Indicadores de confiança são indicadores

Leia mais

Cursos de Dança no Brasil. Dulce Aquino

Cursos de Dança no Brasil. Dulce Aquino Cursos de Dança no Brasil Dulce Aquino Cursos de Dança no Brasil Instituições Federais Instituições Estaduais 3 cursos 9 cursos Total 3 Total de Cursos de Dança nas IES - 3 3 11 Norte - 3 Nordeste - 11

Leia mais

FLUXO CONSTRUÇÃO - OBRAS DE INFRA- ESTRUTURA POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO CONSTRUÇÃO - OBRAS DE INFRA- ESTRUTURA POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO - OBRAS DE INFRA- ESTRUTURA POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 29 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 29 FLUXO - OBRAS DE INFRA-ESTRUTURA, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

Os dados deste relatório são divulgados pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e

Os dados deste relatório são divulgados pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Preços ao consumidor do etanol hidratado e Relatório da gasolina, semanal por semana, de preços praticados ao consumidor no Brasil Semana de 22/11/2015 a 28/11/2015 Semana de 02/07/2017 a 08/07/2017 Os

Leia mais

TÊNIS DE MESA Nº 03 04/09/2015

TÊNIS DE MESA Nº 03 04/09/2015 ! TÊNIS DE MESA Nº 03 04/09/2015! Jogos Escolares da Juventude 2015 12 a 14 anos Boletim Oficial de Resultados 04/09/2015 CENTRO DE FORMAÇÃO OLÍMPICA - QUADRA 1 TÊNIS DE MESA - EQUIPE - Feminino 1 09:00

Leia mais

Guia de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social

Guia de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social Guia de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social 2º Semestre/2011 1 Guia de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social Informações Trabalhistas e Previdenciárias de acordo

Leia mais

Conselho Nacional de Justiça Anexo I SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA E SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA TABELA PADRONIZADA DO NÚMERO DOS PROCESSOS NOS ÓRGÃOS DO PODER JUDICIÁRIO 1 SUPREMO

Leia mais

Tabelas Anexas Capítulo 1

Tabelas Anexas Capítulo 1 Tabelas Anexas Capítulo 1 Tabela anexa 1.1 População, segundo grandes regiões Brasil e Estado de São Paulo 1980-2007 1-3 Tabela anexa 1.2 Analfabetos e total de pessoas na população de 15 anos ou mais,

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL CAMPEONATO BRASILEIRO DA SÉRIE D TABELA BÁSICA / EDIÇÃO 2016 PRIMEIRA FASE REF ROD DATA - DIA HORA GR JOGO ESTÁDIO CIDADE 1ª 12/06 - Dom A1 Rondônia RO x Amazonas AM A1 Acre AC x Amapá AP A2 Tocantins

Leia mais

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Abril de 2015 ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Março de 2015 Sumário Executivo Indicadores de confiança são indicadores

Leia mais

GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS

GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS no Estado do Rio de Janeiro em 2013 FEVEREIRO DE 2014 RESUMO O país criou 730.687 novos postos de trabalho em 2013, desempenho este 16% menor do que o apresentado em 2012. No

Leia mais

MOVIMENTOS MIGRATÓRIOS INTERESTADUAIS NA BAHIA, ENTRE OS PERÍODOS, 2000 e 2010

MOVIMENTOS MIGRATÓRIOS INTERESTADUAIS NA BAHIA, ENTRE OS PERÍODOS, 2000 e 2010 MOVIMENTOS MIGRATÓRIOS INTERESTADUAIS NA BAHIA, ENTRE OS PERÍODOS, 2000 e 2010 Isaac A. Coimbra Lou SEI/BA Lis Helena Borges Bolsista/IPEA Roberta Pimenta Bolsista/IPEA Brasília, Março de 2013 3 a Conferência

Leia mais

A Falta de Médicos no Brasil e no Rio

A Falta de Médicos no Brasil e no Rio A Falta de Médicos no Brasil e no Rio Marcelo Cortes Neri Centro de Políticas Sociais do IBRE/FGV e da EPGE/FGV mcneri@fgv.br Ranking - Município do Rio de Janeiro* Salário 1..Direito - Mestrado ou Doutorado

Leia mais

8ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos (2014)

8ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos (2014) 8ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos (2014) Elaboração: Contraf-CUT, CNTV e Federação dos Vigilantes do Paraná Fonte: Notícias da imprensa, SSP e sindicatos Apoio: Sindicato dos Vigilantes de Curitiba

Leia mais

Anexo 17.5 Diagrama e Dicionário de Dados da Base Conjunto Universo

Anexo 17.5 Diagrama e Dicionário de Dados da Base Conjunto Universo Anexo 17.5 Diagrama e Dicionário de Dados da Base Conjunto Universo Tabela: Dados de domicílio (continua) Código da unidade da federação (UF) Código do município Código do distrito Código do subdistrito

Leia mais

ICMS: um retrato da economia brasileira em 2015

ICMS: um retrato da economia brasileira em 2015 ICMS: um retrato da economia brasileira em 2015 Pedro Jucá Maciel 1 INTRODUÇÃO O ICMS, imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA SAEB PRIMEIROS RESULTADOS:

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA SAEB PRIMEIROS RESULTADOS: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA SAEB - PRIMEIROS RESULTADOS: Médias de desempenho do SAEB/ em perspectiva comparada Fevereiro de 2007 Presidente

Leia mais

Instituto Trata Brasil - por um Brasil com saneamento básico Cenário do saneamento básico no país, desafios e oportunidades

Instituto Trata Brasil - por um Brasil com saneamento básico Cenário do saneamento básico no país, desafios e oportunidades Instituto Trata Brasil - por um Brasil com saneamento básico Cenário do saneamento básico no país, desafios e oportunidades SANEAMENTO E TRATAMENTO DA ÁGUA nos Processos de Abastecimento Público e Produtivos

Leia mais

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL. ICPN Junho de 2016

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL. ICPN Junho de 2016 ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Junho de 2016 ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Junho de 2016 Sumário Executivo Indicadores de confiança são indicadores

Leia mais

Usos do nome de terceiros. Abril de 2016

Usos do nome de terceiros. Abril de 2016 Usos do nome de terceiros Abril de 2016 OBJETIVOS DO ESTUDO Mapear o perfil e investigar o comportamento relacionado ao pedido de empréstimo de nome de terceiros para fazer compras parceladas. METODOLOGIA

Leia mais

Av. Presidente Juscelino Kubitschek, Itaim Bibi , São Paulo/SP Telefone: (11)

Av. Presidente Juscelino Kubitschek, Itaim Bibi , São Paulo/SP Telefone: (11) ESTUDO SOBRE IPVA EM RELAÇÃO À FROTA DE VEÍCULOS E À POPULAÇÃO - O IPVA é o tributo estadual, cuja arrecadação é a segunda mais importante, depois do ICMS; - A estimativa de arrecadação de IPVA (Imposto

Leia mais

14-17 anos 5-13 anos. Faixa etária (anos) Ocupação Outras Ignorada

14-17 anos 5-13 anos. Faixa etária (anos) Ocupação Outras Ignorada Ocupação (N) Acidente de trabalho em crianças e adolescentes com diagnóstico de lesão de traumatismo do punho e da mão (CID, S6-S69), segundo ocupação. Brasil, 27 a 26* 4-7 anos - anos Trabalhador polivalente

Leia mais

Dados Básicos sobre Recursos Humanos. ObservaRH - NESP/CEAM/UnB

Dados Básicos sobre Recursos Humanos. ObservaRH - NESP/CEAM/UnB Dados Básicos sobre Recursos Humanos ObservaRH - NESP/CEAM/UnB Brasília/DF 2007 Apresentação O conjunto de dados básicos sobre recursos humanos integra as expectativas das delegações que participaram da

Leia mais

SITUAÇÃO DO SANEAMENTO DOS DOMICILIOS QUE POSSUEM BANHEIROS DAS ÁREAS RURAIS E URBANAS DAS MESORREGIÕES DO ESTADO DO CEARÁ

SITUAÇÃO DO SANEAMENTO DOS DOMICILIOS QUE POSSUEM BANHEIROS DAS ÁREAS RURAIS E URBANAS DAS MESORREGIÕES DO ESTADO DO CEARÁ SITUAÇÃO DO SANEAMENTO DOS DOMICILIOS QUE POSSUEM BANHEIROS DAS ÁREAS RURAIS E URBANAS DAS MESORREGIÕES DO ESTADO DO CEARÁ Francisco Henrique Ximenes da Cruz (1) Graduando em Engenharia Sanitária e Ambiental

Leia mais

1.2 Vitimização 1.2.6 Agressão física

1.2 Vitimização 1.2.6 Agressão física Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Características da vitimização e do acesso à justiça no Brasil 2009 Tabela 1.2.6.1.1 - Pessoas de 10 anos ou mais de idade que foram vítimas de agressão física,

Leia mais

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL. ICPN Novembro de 2015

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL. ICPN Novembro de 2015 ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Novembro de 2015 ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Novembro de 2015 Sumário Executivo Indicadores de confiança são indicadores

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL DIRETORIA EXECUTIVA INSTITUTO NACIONAL DE IDENTIFICAÇÃO NOTAS TÉCNICAS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL DIRETORIA EXECUTIVA INSTITUTO NACIONAL DE IDENTIFICAÇÃO NOTAS TÉCNICAS NOTAS TÉCNICAS Conceituação das definições A pesquisa abrange todos os indiciamentos realizados ( fonte: Sistema Nacional de Informações Criminais SINIC) pela Polícia Federal entre 2010 e 2013. Dados apresentados

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SUPLEMENTOS MINERIAS 2014

MERCADO BRASILEIRO DE SUPLEMENTOS MINERIAS 2014 MERCADO BRASILEIRO DE SUPLEMENTOS MINERIAS 2014 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDUSTRIAS DE SUPLEMENTOS MINERAIS RUA AUGUSTA, 2676 13 ANDAR SALA 132 CEP 01412-100 SÃO PAULO SP Telefone: (011) 3061-9077 e-mail:

Leia mais

MARÇO Tabela 01 - Geração média mensal por estado variação % relativo ao mês anterior.

MARÇO Tabela 01 - Geração média mensal por estado variação % relativo ao mês anterior. MARÇO 2016 Este boletim contém a geração mensal verificada, por estado, em MWmédio. Foram consideradas as usinas nas modalidades de operação tipo I, tipo II-A e os conjuntos de usinas individualizadas

Leia mais

Comércio em Números. Brasil. meses.

Comércio em Números. Brasil. meses. Belo Horizonte MG Dezembro de 2015 O é um acompanhamento sistemático das estatísticas econômicas. Trata-se de um estudo que busca acompanhar o comportamento das variáveis de desempenho do consumo e das

Leia mais

Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil

Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil Audiência pública Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa

Leia mais

GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS

GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS no Estado do Rio de Janeiro JANEIRO DE 214 BRASIL O saldo líquido de empregos formais no primeiro mês de 214 foi de 29.595 empregos em todo o país, segundo o Cadastro Geral

Leia mais

Brazil - Pesquisa Nacional Por Amostra de Domicilios, Septiembre de 2003

Brazil - Pesquisa Nacional Por Amostra de Domicilios, Septiembre de 2003 ILO Microdata Repository Brazil - Pesquisa Nacional Por Amostra de Domicilios, Septiembre de 2003 Report generated on: March 2, 2016 Visit our data catalog at: http://www.ilo.org/microdata/index.php 1

Leia mais

Rio de Janeiro, 22/11/2016. Mercado de Trabalho Brasileiro 3º trimestre de 2016

Rio de Janeiro, 22/11/2016. Mercado de Trabalho Brasileiro 3º trimestre de 2016 1 Rio de Janeiro, 22/11/2016 Mercado de Trabalho Brasileiro 3º trimestre de 2016 O B J P R I N C I P A L Produzir informações contínuas PNAD Contínua Produzir informações anuais E T I sobre a inserção

Leia mais

QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO EDITAL Nº 10/2013 PROGRAMA AUXILIO MORADIA ANEXO I

QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO EDITAL Nº 10/2013 PROGRAMA AUXILIO MORADIA ANEXO I QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO EDITAL Nº 10/2013 PROGRAMA AUXILIO MORADIA ANEXO I DAE - Nº. ATENÇÃO: A veracidade das respostas e a devolução deste questionário são necessárias e indispensáveis para sua participação

Leia mais