Praticando os 3 R s. Caderno APIS Nº 1 Praticando os 3 R s

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Praticando os 3 R s. Caderno APIS Nº 1 Praticando os 3 R s"

Transcrição

1 Praticando os 3 R s Caderno APIS Nº 1 Praticando os 3 R s

2 O que são os 3 R s? Reduzir Reutilizar Reciclar Em nosso cotidiano, nós já fazemos isso, as vezes sem perceber: tentamos economizar aqui e ali, diminuir custos, reutilizar roupas ou objetos que alguém não quer mais. Desta mesma forma, iremos conhecer um pouco mais de cada um destes conceitos.

3 Redução A principal finalidade de qualquer sistema de gestão de resíduos é a redução do volume de lixo gerado nos domicílios e nos estabelecimentos comerciais da região. Em Picinguaba, precisamos agir com este intuito: e escola, as casas, os bares, restaurantes e pousadas de Picinguaba, todos, precisam refletir sobre o lixo gerado e procurar reduzir o volume enviado para o lixão. Assim, além de economizar recursos, gastamos muito menos energia para transportar os resíduos até as lixeira comunitária.

4 Reduzir? Mas reduzir oquê? Como? Reduzir a quantidade de lixo que nós geramos em em casa é muito importante para manter nossa Vila limpa. Aqui são algumas ideias faciles implementar Reutilize seu lixo orgânico para alimentar suas plantas. É muito fácil: basta fazer uma compostagem em sua casa. Esta ação diminuiria muito o volume de lixo que você envia para o lixão comunitário. (Sugestão: veja como fazer uma compostagem no Caderno APIS Quero Fazer Uma Compostagem e siga as orientações) Não traga dezenas de sacolas plásticas do supermercado. Leve uma sacola ou mochila para trazer suas compras. Evitar comprar produtos com muitas embalagens (pacotinhos dentro de pacotes maiores dentro de sacos. Praquê tanta embalagem que não serve para nada? Só encarece os produtos.) Opte por bebidas em frascos retornáveis. As cervejas grandes são retornáveis. As cervejas long-neck não são. Você já pensou nisso? Procure adotar uma alimentação saudável: legumes, frutas, verduras, raízes e cereais além de mais saudáveis, não utilizam tantas embalagens e acabam sendo mais baratos.

5 Como posso reutilizar meu lixo? O nome já diz tudo! Sabe aquela garrafa pet do refrigerante que você ia jogar fora? E aquela caixa de leite que não serve mais? Reutilize! Com estes e outros materiais você pode fazer mil coisas: Brinquedos e jogos (vai-vem, boliche, aviões) Bolsas, colares, castiçais, porta-lápis, móbiles, figurinos, plantas e enfeites para festas Tatames para práticas esportivas Luminárias, travessas, caixas Enfim, você pode soltar sua criatividade. Esse processo de reutilização pode ser feito com diversos materiais diferentes, basta você criar e recriar!

6 Alimentos também podem ser reutilizados! Na cozinha muitos alimentos que dispensamos também podem ser reaproveitados. Isso ajuda a reduzir o volume de lixo que produzimos. Por exemplo: Óleo de cozinha pode virar um eficiente sabão para lavar louças e roupas. Você sabia disso? Você já comeu banana passa e jaca seca? É delicioso! E bolo com casca de banana? Patês de ervas com talos de verduras? Os materiais quando reutilizados de forma séria e caprichada podem ser ótima fonte de renda, em especial o artesanato e as frutas secas.

7 Afinal, o que é reciclagem? É a recuperação de materiais por meio de processamento industrial, para a produção de um bem que pode ou não ser do mesmo tipo ou ter a mesma função que o original. Um exemplo: cacos de uma garrafa podem torna-se novas garrafas ou podem ser utilizados na composição do asfalto. Outro exemplo: latinhas de alumínio são recicladas e retornam ao mercado como latinhas de alumínio.

8 É possível reciclar o lixo em casa? Na verdade, a reciclagem é um processo industrial. As pessoas não tem como realizar esse processo em casa. Em Picinguaba o reciclagem ainda não e possivel menos as latinhas de alumínio. Mas você pode treinar já separando os materiais recicláveis dos materiais orgânicos e dos materiais não recicláveis. Isso se chama a Coleta Seletiva.

9 Como separo os meus resíduos em casa? Você tem duas opções: 1- Separe seus resíduos em 3 compartimentos diferentes: Um para Resíduos Orgânicos Outro para todo tipo de material Reciclável (embalagens plásticas, papéis, vidros) O terceiro para depositar os materiais NÃO-RECICLÁVEIS (Lixo Comum) 2 Se preferir, você pode separar por tipo de material; Neste caso, você precisará de cinco latões com uma etiqueta em cada uma: Plástico, Metal, Vidro, Papel, e Lixo Comum ; O lixo orgânico pode ser depositado em um pequeno cesto e levado para sua compostagem diariamente.

10 Materiais Recicláveis São materiais que podem ser reciclados : Papel ( caixas de papelão, revistas, cadernos, jornais, embalagens e similares) Metal ( material ferroso, latas, cobre, sucata, ferramentas, panelas, tampas e similares) Vidro (frascos, copos, garrafas, quebrados ou inteiros, etc;) Plástico (todos os tipos, garrafa pet, materiais descartáveis como copos pratos e talheres, sacos e embalagens como potes de manteiga, brinquedos e utensílios domésticos, etc)

11 Resíduo Orgânico Todo tipo de cascas e restos de verduras, frutas e hortaliças Borra de café (junto com o filtro de papel) Casca de ovo Saquinhos de chá Restos de arroz e feijão Resto de pão Guardanapos Papel toalha Terra Folhas verdes Folhas secas e galhos Flores murchas Serragem Poeira

12 Lixo Comum São todos os resíduos que não podem ser reciclados, reutilizados nem compostados. São eles: Lixo de banheiro (papel higiênico); Fraldas, absorventes, preservativos; Esponjas velhas e panos de pia; Embalagens e rótulos aluminizados (de café, salgadinho, bolachas, bolos, chocolates, etc); Sujeira de vassoura; Bitucas de cigarro; Papéis plastificados e adesivos (fita crepe, durex, fita isolante e similares); Objetos de cerâmica; Lâmpadas;

COMO DESCARTAR SEUS RESÍDUOS DE MANEIRA CONSCIENTE

COMO DESCARTAR SEUS RESÍDUOS DE MANEIRA CONSCIENTE COMO DESCARTAR SEUS RESÍDUOS DE MANEIRA CONSCIENTE O PROBLEMA - O descarte de resíduos é uma das práticas mais impactantes do ponto de vista socioambiental. Além de sobrecarregar os aterros, ele ocasiona

Leia mais

Como participar? 1. Crie um brinquedo com embalagens cartonadas vazias e outros materiais recicláveis.

Como participar? 1. Crie um brinquedo com embalagens cartonadas vazias e outros materiais recicláveis. O concurso cultural Tirolzinho Transforma Reino Encantado está percorrendo o estado de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, levando brincadeiras e educação ambiental para os alunos das escolas municipais

Leia mais

CONSUMO CONSCIENTE Em prol da vida e do meio ambiente.

CONSUMO CONSCIENTE Em prol da vida e do meio ambiente. CONSUMO: Gera impactos positivos e negativos CONSUMO CONSCIENTE Em prol da vida e do meio ambiente. Desperdício Degradação ambiental Núcleo de Educação Ambiental Conforto Bem estar Qualidade de vida Produção

Leia mais

Confederação Nacional do Transporte - CNT Diretoria Executiva da CNT. DESPOLUIR Programa Ambiental do Transporte

Confederação Nacional do Transporte - CNT Diretoria Executiva da CNT. DESPOLUIR Programa Ambiental do Transporte Confederação Nacional do Transporte - CNT Diretoria Executiva da CNT DESPOLUIR Programa Ambiental do Transporte Promoção SEST / SENAT Conteúdo Técnico ESCOLA DO TRANSPORTE JULHO/2007 O que é Lixo? Lixo

Leia mais

Nesse processo, o consumidor consciente tem um papel fundamental.

Nesse processo, o consumidor consciente tem um papel fundamental. 27/04/2007 AMBIENTE CONSCIENTE Esse projeto expressa muito bem a importância da transformação. E é essa transformação que podemos (e devemos) aplicar em nossa vida, aderindo às novas idéias, dando asas

Leia mais

ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Biênio e Produção

ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Biênio e Produção ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Biênio e Produção Informamos que o POLI RECICLA gerencia os resíduos recicláveis e perigosos de acordo com as normas vigentes e dentro de uma política de

Leia mais

ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Prédio da Administração

ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Prédio da Administração ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Prédio da Administração Informamos que o POLI RECICLA gerencia os resíduos recicláveis e perigosos de acordo com as normas vigentes e dentro de uma política

Leia mais

Perguntas & Respostas. Reciclagem e coleta seletiva. VEJA.com: Perguntas e respostas

Perguntas & Respostas. Reciclagem e coleta seletiva. VEJA.com: Perguntas e respostas Página 1 de 6 Perguntas & Respostas Setembro de 2008 Reciclagem e coleta seletiva Cada brasileiro produz, em média, 1 quilo de lixo por dia, uma quantidade pequena se comparada com os 3 quilos de cada

Leia mais

INSTRUÇÃO AMBIENTAL. Status: Aprovada COLETA SELETIVA

INSTRUÇÃO AMBIENTAL. Status: Aprovada COLETA SELETIVA 1 de 6 1 OBJETIVOS Definir procedimentos quanto à identificação, segregação, coleta e disponibilização de resíduos do Programa de coleta Seletiva, gerados na Câmara Municipal de Manaus. 2 DEFINIÇÕES E

Leia mais

RECICLAR: UMA GRANDE IDEIA.

RECICLAR: UMA GRANDE IDEIA. Reciclagem RECICLAR: UMA GRANDE IDEIA. Imagine uma bolinha de neve no topo de uma montanha que começa a rolar morro abaixo. Quando ela chegar lá embaixo, terá virado um imenso bolão, não é? Isso é o que

Leia mais

Coleta Seletiva. O seu lixo tem valor

Coleta Seletiva. O seu lixo tem valor Coleta Seletiva O seu lixo tem valor Cartilha sobre Coleta Seletiva Esta cartilha tem por principal objetivo, informar os processos da coleta seletiva para empresas e seus colaboradores, ajudando-os como

Leia mais

EDUCAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE

EDUCAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE EDUCAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE QUEM SOMOS? SUSTENTABILIDADE CICLO DE VIDA DAS EMBALAGENS VANTAGENS DA RECICLAGEM REGRAS DE SEPARAÇÃO/BOAS PRÁTICAS QUEM SOMOS? Quem Somos? O que fazemos? A Sociedade Ponto

Leia mais

PLANO DE AULA: Jogo dos 4 R s

PLANO DE AULA: Jogo dos 4 R s UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Setor de Educação Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência PIBID/UFPR Projeto Interdisciplinar Pedagogia e Matemática PLANO DE AULA: Jogo dos 4 R s Luana

Leia mais

COMO SÃO CLASSIFICADOS OS RESÍDUOS EM GERAL?

COMO SÃO CLASSIFICADOS OS RESÍDUOS EM GERAL? RESÍDUOS SÓLIDOS COMO SÃO CLASSIFICADOS OS RESÍDUOS EM GERAL? RESÍDUO CLASSE I: São aqueles que apresentam periculosidade ou uma das seguintes características, inflamabilidade, corrosividade, reatividade,

Leia mais

Projeto Meio Ambiente TCA 8º A

Projeto Meio Ambiente TCA 8º A Projeto Meio Ambiente TCA 8º A Prof.ª. : Inês, Rosicler e Silvia. EMEF Des. Francisco Meirelles. 2015 Reciclagem de metal 1- Como fazer a reciclagem? Tem que fazer a limpeza do metal. A reciclagem do metal

Leia mais

Separação de Resíduos

Separação de Resíduos Separação de Resíduos Tipos de Resíduos Orgânicos Rejeitos Papéis Recicláveis Plásticos Metais Isopor Plástico Existem 7 tipos de resinas plásticas: - PET: polietileno tereftalato: Frascos de refrigerantes

Leia mais

COLETA SELETIVA ORIENTAÇÕES PARA SEPARAÇÃO DOS RESÍDUOS NO SISTEMA CNC SESC SENAC

COLETA SELETIVA ORIENTAÇÕES PARA SEPARAÇÃO DOS RESÍDUOS NO SISTEMA CNC SESC SENAC COLETA G U I A D A SELETIVA ORIENTAÇÕES PARA SEPARAÇÃO DOS RESÍDUOS NO SISTEMA CNC SESC SENAC CNC CONFEDERAÇÃO NACIONAL DO COMÉRCIO DE BENS, SERVIÇOS E TURISMO SENAC SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL

Leia mais

Bem Vindo. Temos a consciência que devemos Reciclar no presente para, dessa forma, proteger o nosso futuro.

Bem Vindo. Temos a consciência que devemos Reciclar no presente para, dessa forma, proteger o nosso futuro. Bem Vindo Temos a consciência que devemos Reciclar no presente para, dessa forma, proteger o nosso futuro www.unilixeiras.com.br 3 Quem somos Somos uma empresa que comercializa lixeiras e equipamentos

Leia mais

GESTÃO AMBIENTAL GESTÃO AMBIENTAL

GESTÃO AMBIENTAL GESTÃO AMBIENTAL GESTÃO AMBIENTAL GESTÃO AMBIENTAL 1 POLÍTICA AMBIENTAL A Direcção da Organização, ao seu mais alto nível, deve traçar o seu caminho ambiental, explicitando-o num documento escrito, através do qual demonstrará

Leia mais

Carlos Eduardo Godoy (Prof. Amparo) 1

Carlos Eduardo Godoy (Prof. Amparo)   1 Coleta Seletiva Consciência limpa Carlos Eduardo Godoy (Prof. Amparo) E-mail: cecgodoy@gmail.com 1 Proposta da palestra Apresentar para a Comunidade Móbile informações importantes sobre Responsabilidade

Leia mais

31/08/2016. Consiste em usar os recursos do planeta de forma responsável, atendendo às necessidades atuais sem prejudicar as futuras gerações.

31/08/2016. Consiste em usar os recursos do planeta de forma responsável, atendendo às necessidades atuais sem prejudicar as futuras gerações. 6º Anos Prof. Leonardo F. Stahnke Consiste em usar os recursos do planeta de forma responsável, atendendo às necessidades atuais sem prejudicar as futuras gerações. Para se alimentar, o ser humano abate

Leia mais

O caminho dos resíduos

O caminho dos resíduos ALGAR Olá! Eu sou o Eco-Herói e vou mostrar-te O caminho dos resíduos Esta página é tua, pinta-me! 1.º Ciclo O caminho dos resíduos O lixo que produzimos e que colocamos no contentor normal segue num camião

Leia mais

O uso de recursos da natureza. Profª. Ms. Fabiana Chinalia FACULDADES COC 10 e 11 de novembro

O uso de recursos da natureza. Profª. Ms. Fabiana Chinalia FACULDADES COC 10 e 11 de novembro O uso de recursos da natureza Profª. Ms. Fabiana Chinalia FACULDADES COC 10 e 11 de novembro IMPACTO E REFLEXOS DO LIXO Na sociedade má qualidade de vida e saúde perdas materiais e humanas ; atrai insetos

Leia mais

COLETA SELETIVA PRATIQUE ESTA IDEIA

COLETA SELETIVA PRATIQUE ESTA IDEIA COLETA SELETIVA PRATIQUE ESTA IDEIA O QUE É? Coleta seletiva é o processo de separação dos materiais recicláveis do restante dos resíduos sólidos. Como definição de resíduos sólidos, pelo Wikipédia, entende-se

Leia mais

BR 448 RODOVIA DO PARQUE GESTÃO E SUPERVISÃO AMBIENTAL MÓDULO II EDUCADORES

BR 448 RODOVIA DO PARQUE GESTÃO E SUPERVISÃO AMBIENTAL MÓDULO II EDUCADORES BR 448 RODOVIA DO PARQUE GESTÃO E SUPERVISÃO AMBIENTAL MÓDULO II EDUCADORES 3 Definições de lixo: No dicionário: sujeira, imundice, coisa(s) inúteis, velhas, sem valor. Na linguagem técnica: sinônimo

Leia mais

Pilhas / Baterias e Divertidas. Diversos

Pilhas / Baterias e Divertidas. Diversos Com Pedal Escritório Pilhas / Baterias e Divertidas Porta Copos e Cinzeiros Chão ou Suporte Diversos s Com Pedal» para ambiente interno» Com cantos arredondados» Resistente» Ótimo custo x benefício» Utilizada

Leia mais

Reciclagem de Materiais COLETA SELETIVA

Reciclagem de Materiais COLETA SELETIVA Reciclagem de Materiais COLETA SELETIVA COLETA SELETIVA Conheça algumas medidas importantes para não poluir o meio ambiente na hora de jogar fora o seu lixo Já é inquestionável hoje a importância da reciclagem

Leia mais

Postura, ética, higiene e coleta seletiva no ambiente de trabalho

Postura, ética, higiene e coleta seletiva no ambiente de trabalho Postura, ética, higiene e coleta seletiva no ambiente de trabalho Importância do funcionário da copa no Senado Federal A eficiência e satisfação das pessoas no nosso ambiente passam por você! Dependemos

Leia mais

Participação Add Value Technologies - Pacto Global Ano

Participação Add Value Technologies - Pacto Global Ano Participação Add Value Technologies - Pacto Global Ano 2010-2011 Apresentamos nosso terceiro Relatório Anual COP 2011. Ratificamos nosso compromisso com o Pacto Global das Nações Unidas, e por conseqüência

Leia mais

O que os cidadãos de Rio Branco pensam e estão dispostos a fazer sobre consumo responsável e reciclagem na cidade.

O que os cidadãos de Rio Branco pensam e estão dispostos a fazer sobre consumo responsável e reciclagem na cidade. Consumo Sustentável Programa Água Brasil e Instituto Ibope apresentam: O que os cidadãos de pensam e estão dispostos a fazer sobre consumo responsável e reciclagem na cidade. Introdução O Programa Água

Leia mais

III CICLO DE PALESTRAS SEGURANÇA E SAÚDE

III CICLO DE PALESTRAS SEGURANÇA E SAÚDE III CICLO DE PALESTRAS SEGURANÇA E SAÚDE EM ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE 1 GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE Enfa. Gisele de J. Batistini SECONCI-SP Objetivos Estimular a reflexão sobre os riscos

Leia mais

Gersina N. da R. Carmo Junior

Gersina N. da R. Carmo Junior Gersina N. da R. Carmo Junior Ao abrir uma lata, uma embalagem de leite, uma garrafa de cerveja ou de refrigerante, você pode estar entrando para a história da humanidade: ou por deixar um resíduo por

Leia mais

TRATAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS - LIXO

TRATAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS - LIXO RÁDIO AULA DE QUÍMICA TRATAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS - LIXO Prof. Carlos Alberto 01. Relacione: 1. Depósito a céu aberto (lixão) 2. Aterro controlado 3. Aterro sanitário 4. Compostagem 5. Incineração 6.

Leia mais

Treinamento: Produção caseira de pães e biscoitos Código 889

Treinamento: Produção caseira de pães e biscoitos Código 889 ORIENTAÇÕES PARA EXECUÇÃO PROMOÇÃO SOCIAL Treinamento: Produção Caseira de Pães e Biscoitos Código: 889 Carga horária: 24 h Vagas: 13 a 16 participantes Requisitos para o participante: Idade mínima: 18

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 22/2016

EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 22/2016 Página 1 de 14 Tipo de Julgamento: Menor Preço por 1 68,00 Un SABÃO EM PÓ 2KG Valor de Referência: 19,50000 2 2.516,00 UN PAPEL HIGIÊNICO FOLHA SIMPLES 60 METROS DE BOA QUALIDADE PACOTE COM 4 ROLOS Valor

Leia mais

Sistemas de Gestão Ambiental. Gestão de Resíduos. Vídeo. Contextualização. Soluções. Instrumentalização. Aula 5. Prof. Esp.

Sistemas de Gestão Ambiental. Gestão de Resíduos. Vídeo. Contextualização. Soluções. Instrumentalização. Aula 5. Prof. Esp. Sistemas de Gestão Ambiental Aula 5 Gestão de Resíduos Prof. Esp. Felipe Luiz Vídeo Contextualização Lixão no Oceano Pacífico. Disponível em:

Leia mais

Gestão De D Resídu d os

Gestão De D Resídu d os Gestão De Resíduos COLETA SELETIVA Projeto Gestão de Resíduos EcoMalzoni Como funcionava a coleta de resíduos antes do Projeto de Gestão de Resíduos? - 85% dos sacos retirados eram pretos, com

Leia mais

VI Campori USeB Cartilha Banco Global 3

VI Campori USeB Cartilha Banco Global 3 Clube de Líderes Monte Everest Região Tupi ASES Diretor CLME: Erasmo Gazolli Diretor Banco Global: Lucas Dias da Silva Diagramação: Victor José Machado de Oliveira Colaboradores: Ludmila Ramos da Silva,

Leia mais

Líder: Ana Carolina Freire RA: Organizador: Vanessa Rocha RA:

Líder: Ana Carolina Freire RA: Organizador: Vanessa Rocha RA: Líder: Ana Carolina Freire RA: 010522010 Organizador: Vanessa Rocha RA:007762013 Programador:Carlos Eduardo RA:027409 Construtor: Felipe Avilez RA:121908 Produtor:Carlos Eduardo RA:027409 O nosso objetivo

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA R$78,38. R$2,86 5 Garrafa térmica, 1lt. Diversas cores. 20 uni. R$29,99 TOTAL GERAL

TERMO DE REFERÊNCIA R$78,38. R$2,86 5 Garrafa térmica, 1lt. Diversas cores. 20 uni. R$29,99 TOTAL GERAL TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO Aquisição de generos alimentícios, materiais de copa/cozinha, produtos de limpeza e higiene, para a Prefeitura Municipal, durante o exer 2. OBJETO/FINALIDADE Manutenção de

Leia mais

A humanidade já consome 25% mais recursos naturais do que a capacidade de renovação da Terra.

A humanidade já consome 25% mais recursos naturais do que a capacidade de renovação da Terra. Boletim nº 025 / AL 2010/11 Guararapes, 08 de Fevereiro de 2011 Consumo consciente A humanidade já consome 25% mais recursos naturais do que a capacidade de renovação da Terra. Se os padrões de consumo

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL CURSO DE PEDAGOGIA LITORAL NORTE/OSÓRIO PROGRAMA DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL CURSO DE PEDAGOGIA LITORAL NORTE/OSÓRIO PROGRAMA DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL CURSO DE PEDAGOGIA LITORAL NORTE/OSÓRIO PROGRAMA DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID Acadêmicas: Claines Kremer e Genisele Oliveira Data: Setembro 2015 PLANO

Leia mais

Plano de Gerenciamento de Resíduos. Jeniffer Guedes

Plano de Gerenciamento de Resíduos. Jeniffer Guedes Jeniffer Guedes PLURAL Indústria Gráfica Ltda Parque gráfico da PLURAL com 33.500m 2. Fundada em 1996. Atualmente a PLURAL emprega 841 profissionais. Composição Acionária 51% 49% 90 anos de história Jornal

Leia mais

MUNICÍPIO D AVENCHES GESTÃO DO LIXO DIRECTIVAS MUNICIPAIS

MUNICÍPIO D AVENCHES GESTÃO DO LIXO DIRECTIVAS MUNICIPAIS MUNICÍPIO D AVENCHES GESTÃO DO LIXO DIRECTIVAS MUNICIPAIS Avenches, 30 de junho de 2012 RECOMENDAÇÕES No saco do lixo, eu posso deitar : Embalagens alimentares de, Carne, Peixe, etc Lenços de papel e guardanapos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ALUMINIO

PREFEITURA MUNICIPAL DE ALUMINIO Proponente C.N.P.J/C.P.F Item I.E./R.G. Material Especificação PREFEITURA MUNICIPAL DE ALUMINIO Fax Recebimento 04/05/2015 09:30:00 até 04/05/2015 09:30:00 Telefone Abertura 04/05/2015 09:30:00 Marca/Modelo

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE SANTA TERESA ANEXO I

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE SANTA TERESA ANEXO I PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA Pregão Presencial Nº 000017/2015 Abertura 2/2/2015 09:00 Processo 015967/2014 00001 - LOTE 01 00001 00041393 ÁGUA SANITÁRIA FRASCO COM 1.000 ml FR 1090,00 1,8400 2.005,60

Leia mais

RECOLHA SELECTIVA ECOPONTOS

RECOLHA SELECTIVA ECOPONTOS RECOLHA SELECTIVA ECOPONTOS O QUE É UM ECOPONTO? Ecoponto é uma bateria de contentores individuais destinados a receber separadamente os diversos materiais para reciclagem. Os ecopontos de Oliveira de

Leia mais

mandamentos mandamentos do produtor de lixo

mandamentos mandamentos do produtor de lixo 10 mandamentos mandamentos do produtor de lixo 1 Reduzo o lixo que produzo Quando vou às compras, levo sacos reutilizáveis. Prefiro produtos concentrados, com pouca embalagem. Entrego os bens que já não

Leia mais

RELAÇÃO MENSAL DAS COMPRAS

RELAÇÃO MENSAL DAS COMPRAS Folha: 1/5 RELAÇÃO MENSAL DAS COMPRAS De acordo com o Artigo 16 da Lei Nr. 8.666, de 21 de Junho de 1993, alterada pela Lei Nr. 8.883, de 08 de Junho de 1994, esta é a relação de todas as compras realizadas

Leia mais

EXERCÍCIOS DA ATIVIDADE DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

EXERCÍCIOS DA ATIVIDADE DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL EXERCÍCIOS DA ATIVIDADE DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL 1 No texto que você recebeu e estudamos, sugere que uma alimentação saudável e equilibrada de vê ter um pouco de cada um dos nutrientes. Quais nutrientes

Leia mais

Lista de Produtos INTERDECORAÇÃO 2016 ARTIGOS DE COZINHA E MESA ARTIGOS DE DESCANSO DECORAÇÃO. pág. 1 de 5 mod. 093a

Lista de Produtos INTERDECORAÇÃO 2016 ARTIGOS DE COZINHA E MESA ARTIGOS DE DESCANSO DECORAÇÃO. pág. 1 de 5 mod. 093a ARTIGOS DE COZINHA E MESA 10671 ARTIGOS DE CORTIÇA 10684 ARTIGOS DE MADEIRA 10695 ARTIGOS DE PLÁSTICO 10794 ARTIGOS EM AÇO INOX 10796 ARTIGOS EM ACRILICO 10800 ARTIGOS EM COBRE 10813 ARTIGOS ESTANHADOS

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ DALGLISH GOMES REUTILIZAÇÃO DE GARRAFAS PET

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ DALGLISH GOMES REUTILIZAÇÃO DE GARRAFAS PET INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ DALGLISH GOMES REUTILIZAÇÃO DE GARRAFAS PET RESUMO Atualmente o uso do PET ainda é muito aplicado em garrafas de refrigerantes e também em reciclagens

Leia mais

Cultura do lixo. Premissas. Modelo Linear

Cultura do lixo. Premissas. Modelo Linear Premissas Ecossistemas naturais Produção de bens e serviços Sociedade: uso e descarte Modelo Linear O modelo de produção e gestão de resíduos pode ser definido como linear, onde extraímos os recursos naturais

Leia mais

CONSUMO CONSCIENTE II

CONSUMO CONSCIENTE II 2012 CONSUMO CONSCIENTE II No mundo globalizado em que vivemos a grande oferta de mercadorias e o apelo ao consumo, muitas vezes, levam ao desperdício. Ao ceder a esses apelos, consumindo de maneira pouco

Leia mais

grandes geradores de lixo

grandes geradores de lixo grandes geradores de lixo Novas responsabilidades de quem produz mais de 120 litros de resíduos por dia grandes geradores de lixo grandes geradores de lixo Uma publicação do Governo de Brasília novembro

Leia mais

2008 " Empecemos! A reducir la basura en 20%" 2008

2008  Empecemos! A reducir la basura en 20% 2008 2008 2008 " Empecemos! A reducir la basura en 20%"!Estruje el exceso de agua de la basura orgánica. Los papeles son recursos! Vamos! Colabore na redução de 20 % do lixo Vamos espremer o lixo doméstico!

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL. Coordenadoria de Gestão Ambiental da UFRGS

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL. Coordenadoria de Gestão Ambiental da UFRGS SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL Coordenadoria de Gestão Ambiental da UFRGS SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL O SGA é parte do Sistema de Gestão da UFRGS, englobando a estrutura organizacional, as atividades de planejamento,

Leia mais

Produção do aluno Rodrigo, da 4a série D, do Ensino Fundamental I.

Produção do aluno Rodrigo, da 4a série D, do Ensino Fundamental I. rodução do aluno odrigo, da 4a série, do nsino undamental. ?? antinho iterário araíso utebol e iodiversidade rodução da 4a série. alvemos a nfantil i e ostei... audades de um jacaré... rodução de árbara

Leia mais

Guia de montagem e manutenção de composteiras

Guia de montagem e manutenção de composteiras Guia de montagem e manutenção de composteiras Apoio: Programa ABC na Educação Científica - Mão na Massa Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo Coordenador do Programa ABC na Educação Científica

Leia mais

Sacolas Bioplásticas e a Coleta Seletiva da cidade de São Paulo

Sacolas Bioplásticas e a Coleta Seletiva da cidade de São Paulo Sacolas Bioplásticas e a Coleta Seletiva da cidade de São Paulo A Lei nº 15.374 de 2011 proíbe a disponibilização de sacolas plásticas descartáveis nos estabelecimentos comerciais do município de São Paulo.

Leia mais

GUACIARA, FEVEREIRO DE PROFESSORA DRA. MIRIAM MACHADO CUNICO GEDAM

GUACIARA, FEVEREIRO DE PROFESSORA DRA. MIRIAM MACHADO CUNICO GEDAM GUACIARA, FEVEREIRO DE 2010. PROFESSORA DRA. MIRIAM MACHADO CUNICO GEDAM PROJETO AÇÃO ECOLÓGICA NO ACAMPAMENTO ADVENTISTA DE GUACIARA NO CARNAVAL DE 2010. RESUMO Este projeto sugere a aplicação de um Ensino

Leia mais

RELAÇÃO DE MÓVEIS E UTENSÍLIOS CASA MARQUINHO: COZINHA:

RELAÇÃO DE MÓVEIS E UTENSÍLIOS CASA MARQUINHO: COZINHA: RELAÇÃO DE MÓVEIS E UTENSÍLIOS CASA MARQUINHO: COZINHA: 01 FOGÃO MARRON 04 BOCAS MARCA CONTINENTAL; 01 BOTIJA DE GÁS COM MANGUEIRA E VALVULA; 01 PRATELEIRA EM GRANITO; 01 JANELA EM ALUMÍNIO COM 02 BANDEIRAS

Leia mais

COMPLEXO AMBIENTAL FIAT Gestão de Resíduos DIRETORIA INDUSTRIAL AMÉRICA LATINA ENGENHARIA AMBIENTAL E UTILIDADES

COMPLEXO AMBIENTAL FIAT Gestão de Resíduos DIRETORIA INDUSTRIAL AMÉRICA LATINA ENGENHARIA AMBIENTAL E UTILIDADES COMPLEXO AMBIENTAL FIAT Gestão de Resíduos DIRETORIA INDUSTRIAL AMÉRICA LATINA ENGENHARIA AMBIENTAL E UTILIDADES RESÍDUOS MATÉRIA-PRIMA TRABALHO HUMANO PROCESSO RESÍDUOS PRODUTO FINAL ENERGIA SÓLIDOS LÍQUIDOS

Leia mais

PROGRAMA DE COLETA SELETIVA

PROGRAMA DE COLETA SELETIVA PROGRAMA DE COLETA SELETIVA PROGRAMA DE COLETA SELETIVA Usando Bem Ninguém Fica Sem. PROGRAMA DE COLETA SELETIVA 1. O QUE É COLETA SELETIVA 2. DESTINO FINAL DO LIXO DE SÃO PAULO 3. COMPOSIÇÃO DO LIXO SELETIVO

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇO Nº 9/2015

EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇO Nº 9/2015 Página 1 de 6 Tipo de Julgamento: Menor Preço por Sub. Qtde. Unid. Descrição Marca/Modelo Valor Valor Total 1 140,00 CX ÁGUA SANITÁRIA 1 LITRO CX C/ 12 UNID 2 91,00 CX ALCOOL ETILICO 92.8% CAIXA C/12UN

Leia mais

DEPOSIÇÃO INTERNA DE RESÍDUOS

DEPOSIÇÃO INTERNA DE RESÍDUOS 1 de 7 1. Para a execução de uma correta gestão de resíduos deve-se assegurar que após a utilização de um bem se devem seguir, sempre que possível, novas utilizações do mesmo. 2. Não sendo viável a sua

Leia mais

O Nosso Meio Ambiente

O Nosso Meio Ambiente O Nosso Meio Ambiente Educação Ambiental para a Coleta Seletiva de Lixo P R B - VERDE Maio de 2011 Esta Cartilha poderá ser reproduzida e distribuída somente com a finalidade Educativa A Cartilha Para

Leia mais

Oficina: Propriedades dos materiais

Oficina: Propriedades dos materiais Oficina: Propriedades dos materiais Oficina de CN/EF Presencial e EAD Desde que acordamos até a hora que vamos dormir mexemos e utilizamos vários objetos para diferentes fins. Observe ao seu redor. Perceba

Leia mais

FORMA DE CLASSIFICAÇÃO ELIMINAR O LIXO

FORMA DE CLASSIFICAÇÃO ELIMINAR O LIXO FORMA DE CLASSIFICAÇÃO ELIMINAR O LIXO Para eliminar o lixo, deverá classificar e eliminar até as 8:30hs da manhã em local determinado. Deverá confirmar na prefeitura o local a onde se pode colocar o lixo.

Leia mais

RESÍDUOS SÓLIDOS MUNICIPAIS

RESÍDUOS SÓLIDOS MUNICIPAIS RESÍDUOS SÓLIDOS MUNICIPAIS Educação Ambiental: Resíduos Sólidos Municipais Ano I, número 1 Editor: Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes - DNIT Redação Mônica de Abreu Azevedo André Santos

Leia mais

SACOLAS PLÁSTICAS BOBINAS PICOTADAS BANDEJAS

SACOLAS PLÁSTICAS BOBINAS PICOTADAS BANDEJAS SACOLAS PLÁSTICAS COD DESCRIÇÃO UNID PESO QTD PREÇO 106 SACOLA RECICLAVEL CINZA PCT/500 48X55 PCT 3,3 CONSULTE 105 SACOLA RECICLAVEL VERDE PCT/500 48X55 PCT 3,3 110 BRANCA VIRGEM REFORÇADA (TODOS OS TAMANHOS)

Leia mais

R e U T i L i Z a R. a R t E d E. Lucia Zani. Manual de Actividades Plásticas (baseadas na Política dos 5 R s) Edição: Câmara Municipal de Sintra

R e U T i L i Z a R. a R t E d E. Lucia Zani. Manual de Actividades Plásticas (baseadas na Política dos 5 R s) Edição: Câmara Municipal de Sintra Lucia Zani A a R t E d E R e U T i L i Z a R Manual de Actividades Plásticas (baseadas na Política dos 5 R s) (2010) Acção acreditada no âmbito da Semana Europeia da Prevenção de Resíduos R R EUTILIZAR

Leia mais

Aula 23.2 Conteúdo Compostagem, reciclagem.

Aula 23.2 Conteúdo Compostagem, reciclagem. Aula 23.2 Conteúdo Compostagem, reciclagem. Habilidades Verificar a importância do correto descarte através do reaproveitamento, reciclagem e reutilização de bens de consumo. 1 Reaproveitamento do Lixo

Leia mais

UDESC- Universidade do Estado de Santa Catarina CCT- Centro de Ciências Tecnológicas. Projeto RENEW Renewable Energy Group

UDESC- Universidade do Estado de Santa Catarina CCT- Centro de Ciências Tecnológicas. Projeto RENEW Renewable Energy Group UDESC- Universidade do Estado de Santa Catarina CCT- Centro de Ciências Tecnológicas Projeto RENEW Renewable Energy Group Coordenador: Marcio Rodrigo Loos marcio.loos@ufsc.br Criação: Ana Paula Meneguzzi

Leia mais

Como Ajudar o Mundo?

Como Ajudar o Mundo? Como Ajudar o Mundo? Todos dizem como salvar o mundo, mas será mesmo que fazem o que falam? André tem 8 anos. Certo dia estava em uma aula de ciências e sua professora disse que o mundo está sofrendo com

Leia mais

Participação Add Value Technologies - Pacto Global Ano

Participação Add Value Technologies - Pacto Global Ano Participação Add Value Technologies - Pacto Global Ano 2009-2010 Apresentamos nosso segundo Relatório Anual COP 2010, ratificando nosso compromisso com o Pacto Global das Nações Unidas, e por conseqüência

Leia mais

CATÁLOGO DE MATERIAIS

CATÁLOGO DE MATERIAIS CATÁLOGO DE MATERIAIS AÇUCAR 5KG ADOÇANTE ÁGUA SANITÁRIA 1L ALCOOL LÍQUIDO 1L ALMOFADA PARA CARIMBO Nº3 APAGADOR QUADRO BRANCO APAGADOR QUADRO NEGRO ARQUIVO MORTO BORRACHA P/ ESCRITÓRIO BRILHO ALUMÍNIO

Leia mais

VAI COMPRAR? CONHEÇA OS MATERIAIS SUSTENTÁVEIS EXISTENTES NO CATÁLOGO DE MATERIAIS CATMAT E OS CRITÉRIOS UTILIZADOS PARA CATALOGAÇÃO

VAI COMPRAR? CONHEÇA OS MATERIAIS SUSTENTÁVEIS EXISTENTES NO CATÁLOGO DE MATERIAIS CATMAT E OS CRITÉRIOS UTILIZADOS PARA CATALOGAÇÃO VAI COMPRAR? CONHEÇA OS MATERIAIS SUSTENTÁVEIS EXISTENTES NO CATÁLOGO DE MATERIAIS CATMAT E OS CRITÉRIOS UTILIZADOS PARA CATALOGAÇÃO Departamento de Logística. Coordenação-Geral do Sistema Integrado de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ALUMINIO

PREFEITURA MUNICIPAL DE ALUMINIO Proponente C.N.P.J/C.P.F Item I.E./R.G. Material Especificação PREFEITURA MUNICIPAL DE ALUMINIO Fax Recebimento 26/08/2014 09:30:00 até 26/08/2014 09:30:00 Telefone Abertura 26/08/2014 09:45:00 Marca/Modelo

Leia mais

RELAÇÃO MENSAL DE COMPRAS

RELAÇÃO MENSAL DE COMPRAS Folha: 1/6 RELAÇÃO MENSAL DE COMPRAS De acordo com o Artigo 16 da Lei Nr. 8.666, de 21 de junho de 1993, alterada pela Lei Nr. 8.883, de 08 de junho de 1994, esta é a relação de todas as compras realizadas

Leia mais

Valorização dos Resíduos Plásticos

Valorização dos Resíduos Plásticos Valorização dos Resíduos Plásticos CENÁRIO CENÁRIO Consumimos 50% a mais do que o planeta é capaz de produzir, absorver e regenerar 16% da população mundial consome 78% dos recursos 2/3 da população não

Leia mais

Programa de Gestão. Ambiental. Cartilha. Ambiental

Programa de Gestão. Ambiental. Cartilha. Ambiental Programa de Gestão Ambiental Cartilha Ambiental Índice Responsabilidade Ambiental 1. Responsabilidade Ambiental 2. Organograma 4. Política Ambiental 6. Coleta Seletiva Interna 12. Dicas Importantes A preocupação

Leia mais

CURSO ONLINE: OS 7R s DA SUSTENTABILIDADE

CURSO ONLINE: OS 7R s DA SUSTENTABILIDADE CURSO ONLINE: OS 7R s DA SUSTENTABILIDADE 2 Sustentabilidade é um termo usado para definir ações e atividades humanas que visam suprir as necessidades atuais dos seres humanos, sem comprometer o futuro

Leia mais

GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS

GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS Marisa Brasil Engenheira de Alimentos MBA em Qualidade, Segurança, Meio Ambiente, Saúde e Responsabilidade Social Especialista em Engenharia Ambiental e Saneamento Básico

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 17/2014

EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 17/2014 87.590.998/0001-00 Página 1 de 6 Tipo de Julgamento: Menor Preço por Sub. Qtde. Unid. Descrição Marca/Modelo Valor Valor Total 1 167,00 CX ÁGUA SANITÁRIA 1 LITRO CX C/ 12 UNID 2 103,00 CX ALCOOL 90,8%

Leia mais

GRUPO A Resíduos INFECTANTES

GRUPO A Resíduos INFECTANTES GRUPO A Resíduos INFECTANTES Resíduos com a possível presença de agentes biológicos que, por suas características, podem apresentar risco de infecção. 1. Material de assistência ao paciente: gaze, algodão,

Leia mais

Realização: Guia de Descarte. Residuos. Centro de Ciências Rurais

Realização: Guia de Descarte. Residuos. Centro de Ciências Rurais Realização: Guia de Descarte de Residuos Guia de Descarte de Residuos Os resíduos sólidos recicláveis são depositados nas coletoras localizadas nos corredores e em frente aos prédios e são recolhidos pelos

Leia mais

Êta bicho curioso! Sempre tentamos entender como funcionam as coisas?

Êta bicho curioso! Sempre tentamos entender como funcionam as coisas? Êta bicho curioso! Oi! Tem uma coisa engraçada acontecendo comigo: estou super curioso sobre tudo. Minha mãe que anda louca comigo pois não paro de perguntar o porquê de tudo...mas olha só quanta coisa

Leia mais

IMPACTOS AMBIENTAIS DOS MATERIAIS ESTÃO ASSOCIADOS À UTILIZAÇÃO DE RECURSOS NATURAIS

IMPACTOS AMBIENTAIS DOS MATERIAIS ESTÃO ASSOCIADOS À UTILIZAÇÃO DE RECURSOS NATURAIS Instituto de Ciência e Tecnologia de Sorocaba Materiais e Reciclagem 7 Esgotabilidade de Recursos Naturais Utilizados para a Síntese de Materiais Professor Sandro Donnini Mancini Sorocaba, Março de 2016.

Leia mais

Reaproveitamento dos Alimentos: Economia, Saúde e Sabor Mestranda: Mariana Camargos de Paula

Reaproveitamento dos Alimentos: Economia, Saúde e Sabor Mestranda: Mariana Camargos de Paula Reaproveitamento dos Alimentos: Economia, Saúde e Sabor Mestranda: Mariana Camargos de Paula Outubro/2013 Alimentação é a base da vida e dela depende o estado de saúde do ser humano. 30% da produção mundial

Leia mais

COLETA SELETIVA PRATIQUE ESTA IDEIA

COLETA SELETIVA PRATIQUE ESTA IDEIA COLETA SELETIVA PRATIQUE ESTA IDEIA O QUE É? Coleta seletiva é o processo de separação dos materiais recicláveis do restante dos resíduos sólidos. Como definição de resíduos sólidos, pelo Wikipédia, entende-se

Leia mais

GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS ESTUDO DE CASO EM RESTAURANTE.

GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS ESTUDO DE CASO EM RESTAURANTE. GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS ESTUDO DE CASO EM RESTAURANTE. Aline Ferrao Custodio Passini*, Kleyton Arruda Pozza, Landis Vinicius Petersen, Maiquel Guilherme Sauthier, Mauricio Portella Brizola *Universidade

Leia mais

Actividade Prática nº 3 O Guião da Compostagem

Actividade Prática nº 3 O Guião da Compostagem Actividade Prática nº 3 O Guião da Compostagem Página 1 de 7 O que é a compostagem? A compostagem é um processo biológico em que os microrganismos transformam a matéria orgânica, como estrume, folhas,

Leia mais

Unidade de Medida A0010

Unidade de Medida A0010 Código de Identificação de Resíduos Tipo de Resíduo Descrição Unidade de Medida A0010 RESIDUO DE RESTAURANTE (RESTOS mġ DE ALIMENTOS) A0020 RESIDUO GERADO FORA PROCESSO mġ INDUSTRIAL (EMBALAGENS, ESCRI)

Leia mais

Mensagem do Ministério Público do Estado de Goiás

Mensagem do Ministério Público do Estado de Goiás PRATIQUE COLETA SELETIVA Mensagem do Ministério Público do Estado de Goiás O Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) tem a missão de defender a ordem jurídica, o regime democrático e os interesses

Leia mais

Vamos Cuidar do. nosso Planeta! Elaboração: Núcleo de Responsabilidade Social

Vamos Cuidar do. nosso Planeta! Elaboração: Núcleo de Responsabilidade Social Vamos Cuidar do Elaboração: Núcleo de Responsabilidade Social Unimed Londrina Rua Senador Souza Naves, 1333 Fone 43 3375-6161 - Fax 43 3375-6100 Cep 86010-160 - Londrina - PR nosso Planeta! responsabilidadesocial@unimedlondrina.com.br

Leia mais

LISTA DE MATERIAL Berçário II (1 ano)

LISTA DE MATERIAL Berçário II (1 ano) 1 Berçário II (1 ano) 01 Tubo de cola (500g) 04 Folhas de EVA (Amarelo, azul, vermelho e verde) 01 Cartolina 01 Folha de papel crepom 01 Pote de tinta guache 250 ml 02 Fitas adesiva larga 01 Caixa de camisa

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS.

CATÁLOGO DE PRODUTOS. CATÁLOGO DE PRODUTOS www.laureenartefatos.com.br A Laureen Artefatos é uma empresa genuinamente brasileira, localizada em Marília (interior de SP), especializada no desenvolvimento, fabricação e comercio

Leia mais

TABELA DE PONTOS DAS DOAÇÕES - ALIMENTOS NÃO-PERECÍVEIS

TABELA DE PONTOS DAS DOAÇÕES - ALIMENTOS NÃO-PERECÍVEIS Açúcar Arroz Aveia Azeite - ALIMENTOS NÃO-PERECÍVEIS 5 pontos / 0,5 L Bolacha ( diversas ) Café Canjica / Milho Pipoca Realizar Chá ( diversos ações-de pómanutenção ou sachê ) ( elétrica, hidráulica, pintura,

Leia mais

Sistema específico para o condomínio situado na Rua Gustavo Sampaio, 208, Copacabana Rio de Janeiro - RJ

Sistema específico para o condomínio situado na Rua Gustavo Sampaio, 208, Copacabana Rio de Janeiro - RJ Sistema específico para o condomínio situado na Rua Gustavo Sampaio, 208, Copacabana Rio de Janeiro - RJ Sistema: A base desse novo sistema é simples: 1 - Será proibido a partir de sua implantação, despejar

Leia mais