O que é grafite? Grafite ( ou grafito) é uma palavra de origem italiana cujo singular graffito (plural graffite ) significa escrita feita com carvão.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O que é grafite? Grafite ( ou grafito) é uma palavra de origem italiana cujo singular graffito (plural graffite ) significa escrita feita com carvão."

Transcrição

1 O que é Hip Hop? Hip hop é uma cultura artística. Quando o hip hop surgiu, concentrava-se nos disc jockeys que criavam batidas rítmicas, eram pequenos trechos de música com ênfase em repetições, posteriormente, foi acompanhada pelo rap, identificado como um estilo musical de ritmo e poesia, junto com as danças improvisadas, como a breakdance, o popping e o locking. A moda do hip hop é um estilo de se vestir de origem afro-americana, caribenha e latina, geralmente as roupas são largas, para que os movimentos fiquem maiores, dando mais efeito visual para a dança, e também são utilizados bonés, virados para trás ou de lado.

2 O que é grafite? Grafite ( ou grafito) é uma palavra de origem italiana cujo singular graffito (plural graffite ) significa escrita feita com carvão. O grafite contemporâneo consiste em uma forma de arte de rua em que os desenhos feitos com spray exprimem ideias e modificam a paisagem urbana. Esse tipo de arte é muitas vezes vista como poluição visual e vandalismo contra o patrimônio público. As inscrições em grafite são conhecidas desde o Império Romano quando os antigos romanos utilizavam carvão para escrever palavras de protesto nas paredes. Na década de 60 do século XX, na cidade de Nova York, jovens provenientes do bairro Bronx começaram a espalhar suas marcas nas paredes da cidade utilizando tintas em spray. Também desenhavam imagens de protesto contra a ordem social dando início a um grande movimento de arte urbana.

3 O que é RAP? A termo RAP significa rhythm and poetry ( ritmo e poesia ). O RAP surgiu na Jamaica na década de Este gênero musical foi levado pelos jamaicanos para os Estados Unidos, mais especificamente para os bairros pobres de Nova Iorque, no começo da década de Jovens de origens negra e espanhola, em busca de uma sonoridade nova, deram um significativo impulso ao RAP. O rap tem uma batida rápida e acelerada e a letra vem em forma de discurso, muita informação e pouca melodia. Geralmente as letras falam das dificuldades da vida dos habitantes de bairros pobres das grandes cidades. As gírias das gangues destes bairros são muito comuns nas letras de música rap. O cenário rap é acrescido de danças com movimentos rápidos e malabarismos corporais. O break, por exemplo, é um tipo de dança relacionada ao rap. O cenário urbano do rap é formado ainda por um visual repleto de grafites nas paredes das grandes cidades.

4 O que são DJ e MC? Um DJ é um artista responsável por transmitir música (muitas vezes da sua autoria) na rádio, televisão ou em qualquer local onde se ouça música (boates, discotecas, etc.). MC é um acrônimo de Mestre de Cerimônias, que se pronuncia "eme ci". Um MC pode ser um artista que atua a nível musical ou pode ser o apresentador de um determinado evento que não está necessariamente ligado a uma manifestação musical.

5 O que é break? O Breakdance é executado através de gestos bruscos e por vezes acrobáticos, dos quais se destacam os movimentos ondulatórios do corpo, a rotação do corpo apoiado apenas na cabeça ou nas costas, os movimentos das pernas tipo moinho de vento ou o arrastamento dos pés. É também de assinalar o carácter competitivo que está incutido no breakdance. Nas áreas novaiorquinas de South Bronx ou Harlem, grupos organizados de jovens juntavam-se na rua para competições de breakdance (fights). Numa batalha de breakdance o objectivo é derrotar o oponente, sendo mais criativo e inovador nos movimentos de dança.

6 O Hip Hop no brasil: Nos anos setenta, a mídia no Brasil se apropria desse estilo e passa a comercializa-lo, projetando o estilo Black Power com Gerson King Combo. Uma espécie de James Brown à brasileira. O Rio de Janeiro, por concentrar a maior mídia de massa da época, agromera grandes equipes de som, como as Soul Grand e Furacão 2000, com realização de grandes bailes na zona sul e subúrbio da cidade. A imprensa batizou este movimento ao orgulho negro de Black Rio, entrando a década de oitenta sacudindo clubes, discotecas e casas noturnas das grandes capitais brasileiras.

Aula: 6.2 Conteúdo: - Hip-hop: movimento de resistência ou de consumo? DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I APRENDER A APRENDER EDUCAÇÃO FÍSICA

Aula: 6.2 Conteúdo: - Hip-hop: movimento de resistência ou de consumo? DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I APRENDER A APRENDER EDUCAÇÃO FÍSICA Aula: 6.2 Conteúdo: - Hip-hop: movimento de resistência ou de consumo? Habilidades: - Identificar a dança como possibilidade de superação de preconceitos. Quem são esses jovens? As raízes do Hip Hop Significado

Leia mais

Original Hip Hop Stage

Original Hip Hop Stage Original Hip Hop Stage O QUE É A CULTURA HIP-HOP? O Hip-Hop nasceu na cidade de Nova York no início dos anos 70. Surgiu com o objetivo de promover a Paz, União e Diversão. É uma voz da intervenção e de

Leia mais

Secretaria de Estado da Educação Superintendência da Educação Departamento de Políticas e Programas Educacionais Coordenação Estadual do PDE

Secretaria de Estado da Educação Superintendência da Educação Departamento de Políticas e Programas Educacionais Coordenação Estadual do PDE Secretaria de Estado da Educação Superintendência da Educação Departamento de Políticas e Programas Educacionais Coordenação Estadual do PDE Plano de Trabalho Pedagógico UNIDADE DIDÁTICA DANÇA NA ESCOLA:

Leia mais

ARTES 7 ANO PROF.ª ARLENE AZULAY PROF. LÚCIA REGINA ENSINO FUNDAMENTAL

ARTES 7 ANO PROF.ª ARLENE AZULAY PROF. LÚCIA REGINA ENSINO FUNDAMENTAL ARTES 7 ANO PROF. LÚCIA REGINA ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ARLENE AZULAY CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade III Trabalho: A trajetória humana, suas produções e manifestações 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 5.2

Leia mais

Alegre. Câmara Municipal. de Porto PROC. N. 4823/05 P.L.L. N. 229/05 EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS

Alegre. Câmara Municipal. de Porto PROC. N. 4823/05 P.L.L. N. 229/05 EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS A Dança de Rua surgiu através dos negros das metrópoles Norte Americanas. As primeiras manifestações surgiram na época da grande crise econômica dos EUA, em 1929, quando os músicos

Leia mais

JUSTIFICATIVA. Excelentíssimo Senhor Vereador César Ribas Moreira MD Presidente da Câmara Municipal de Canoas

JUSTIFICATIVA. Excelentíssimo Senhor Vereador César Ribas Moreira MD Presidente da Câmara Municipal de Canoas Excelentíssimo Senhor Vereador César Ribas Moreira MD Presidente da Câmara Municipal de Canoas Eu, Vereador HUMBERTO DA SILVA ARAÚJO, (Betinho do Cartório), Líder da Bancada do Partido Trabalhista Brasileiro

Leia mais

A CULTURA DO HIP HOP NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA (PIBID-UEL) RESUMO

A CULTURA DO HIP HOP NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA (PIBID-UEL) RESUMO A CULTURA DO HIP HOP NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA (PIBID-UEL) Márcio Henrique Laperuta João Henrique Ayzava RESUMO O programa institucional de bolsas de iniciação a docência (PIBID-UEL),

Leia mais

RESUMO REPERTÓRIO. Muitos Querem Poucos Agem. Poeta de Alma Triste. Composições: Lukinha DDG INFLUÊNCIAS:

RESUMO REPERTÓRIO. Muitos Querem Poucos Agem. Poeta de Alma Triste. Composições: Lukinha DDG INFLUÊNCIAS: Lukinha DDG rapper e empreendedor cultural, natural da terra do poeta Carlos Drummond Andrade uma de suas referências. Um artista irreverente e autêntico e inovador, carregado de versos contundentes, que

Leia mais

O movimento hip hop como alternativa de fala para jovens da periferia. 1

O movimento hip hop como alternativa de fala para jovens da periferia. 1 O movimento hip hop como alternativa de fala para jovens da periferia. 1 Larissa Sobral CONCEIÇÃO 2 Lívia Natália SANTOS 3 Universidade Estadual de Santa Cruz, Ilhéus, BA. RESUMO Pensar no movimento hip

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Área de Ciências Humanas Disciplina: Série: 6ª Ensino Fundamental Professora: Ione Botelho Atividades para Estudos Autônomos Data: 5 / 9 / 2016 Valor: xxx pontos Aluno(a): Nº: Turma:

Leia mais

PROJETO ARTE NA PRAÇA

PROJETO ARTE NA PRAÇA apresentam PROJETO ARTE NA PRAÇA SHOW DO COLETIVO VINIL É ARTE 29 DE JANEIRO DE 2016 patrocínio Apresentação Este relatório tem como objetivo descrever o quinto e último show do Projeto Arte na Praça,

Leia mais

I CFD. Área: ARTE Série: 6º ANO 1º TRIMESTRE ARTE VISUAL

I CFD. Área: ARTE Série: 6º ANO 1º TRIMESTRE ARTE VISUAL Série: 6º ANO 1º TRIMESTRE ARTE VISUAL. Arte Rupestre. Arte Africana. Arte Indígena Brasileira Valorizar o(s) autor (es) dos objetos culturais apreciados, conhecendo aspectos de suas principais obras;

Leia mais

IDENTIDADE CULTURAL NA MÚSICA NEGRA: O EXEMPLO DO SOUL E DO RAP

IDENTIDADE CULTURAL NA MÚSICA NEGRA: O EXEMPLO DO SOUL E DO RAP IDENTIDADE CULTURAL NA MÚSICA NEGRA: O EXEMPLO DO SOUL E DO RAP Maria Cristina Prado Fleury Magalhães 1 Ana Guiomar Rêgo Souza 2 RESUMO Este artigo resulta de pesquisa cujo objetivo é investigar a influência

Leia mais

Ações culturais na periferia: O uso do Hip Hop em processos teatrais

Ações culturais na periferia: O uso do Hip Hop em processos teatrais Ações culturais na periferia: O uso do Hip Hop em processos teatrais Gerson Araujo Rodrigues Gerson Regé Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas ECA/USP Mestre em artes Pedagogia do Teatro Or. Profº.

Leia mais

Rap e identidade cultural

Rap e identidade cultural Rap e identidade cultural Juliana Noronha Dutra Aluna do programa de Mestrado em Música da UNESP, sob orientação do Prof. Dr. Alberto T. Ikeda. e-mail: julianand@uol.com.br Sumário: O Hip Hop é um movimento

Leia mais

Hip Hop origens: das ruas de Nova Iorque para o mundo

Hip Hop origens: das ruas de Nova Iorque para o mundo Hip Hop origens: das ruas de Nova Iorque para o mundo Irei me deter em algumas discussões específicas sobre as origens do Hip Hop nos Estados Unidos. Tentarei deixar o mais claro possível alguns termos

Leia mais

Fazendo rap na escola

Fazendo rap na escola Fazendo rap na escola Vania Malagutti Fialho Universidade Estadual de Maringá (UEM) vaniamalagutti@hotmail.com Juciane Araldi Universidade Estadual de Maringá (UEM) juciane.araldi@gmail.com Resumo. O texto

Leia mais

Atividades rítmicas e expressão corporal

Atividades rítmicas e expressão corporal Atividades rítmicas e expressão corporal LADAINHAS CANTIGAS BRINQUEDOS CANTADOS FOLCLORE MOVIMENTOS COMBINADOS DE RÍTMOS DIFERENTES RODAS Estas atividades estão relacionados com o folclore brasileiro,

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA CULTURA

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA CULTURA ATENÇÃO ARTISTAS, GRUPOS, PRODUTORES CULTURAIS E DEMAIS REALIZADORES! FORAM LANÇADOS OS EDITAIS PROAC 2014. ACOMPANHE AS NOVIDADES DESTA EDIÇÃO! Ficha de inscrição online: disponível no site da Secretaria

Leia mais

Istituto Europeo di Design Av. João Luis Alves, 13, Urca Rio de Janeiro - Brasil +55 (21) (21)

Istituto Europeo di Design Av. João Luis Alves, 13, Urca Rio de Janeiro - Brasil +55 (21) (21) CURSOS DE VERÃO STREET ART história, técnica e prática de grafite COORDENAÇÃO Heleno Bernardi CARGA HORÁRIA 15 horas IDIOMA Português INÍCIO 26 de fevereiro de 2016 TÉRMINO 04 de março de 2016 AULAS 26/02/2016

Leia mais

RAÇA BRASIL REPORTAGENS: TEMAS & CÓDIGOS GRUPOS TEMÁTICOS (2.318 REPORTAGENS / 185 TEMAS & CÓDIGOS)

RAÇA BRASIL REPORTAGENS: TEMAS & CÓDIGOS GRUPOS TEMÁTICOS (2.318 REPORTAGENS / 185 TEMAS & CÓDIGOS) Personalidade Personalidade Perfil 322 Personalidade Personalidade Carreira 244 Estética Cabelos Femininos 157 Sociedade Eventos NULL 121 Estética Moda Feminina & Masculina 118 Estética Moda Feminina 107

Leia mais

Todo tipo de atividade física sistematizada, cujos conteúdos variam desde as atividades como os jogos, o atletismo, as lutas e à preparação de

Todo tipo de atividade física sistematizada, cujos conteúdos variam desde as atividades como os jogos, o atletismo, as lutas e à preparação de Ginástica Todo tipo de atividade física sistematizada, cujos conteúdos variam desde as atividades como os jogos, o atletismo, as lutas e à preparação de soldados. A ginástica deve a sua história ao militarismo.

Leia mais

XIV Congresso Brasileiro de Sociologia 28 a 31 de Julho de 2009 UFRJ, Rio de Janeiro (RJ)

XIV Congresso Brasileiro de Sociologia 28 a 31 de Julho de 2009 UFRJ, Rio de Janeiro (RJ) XIV Congresso Brasileiro de Sociologia 28 a 31 de Julho de 2009 UFRJ, Rio de Janeiro (RJ) GT 26: Sociologia da Infância e Juventude A Linguagem da Política na Língua Juvenil Mônica Rodrigues Costa morodrigues.costa@gmail.com

Leia mais

MÚSICA. SF 4 03 de setembro

MÚSICA. SF 4 03 de setembro MÚSICA SF 4 03 de setembro A banda de rock alternativo SF 4 tem influências de bandas internacionais como Foo Fighters, Queens of Stone Age, Led Zeppelin e bandas nacionais como Scalene, NX Zero, Medulla

Leia mais

Título: Releitura da Arte Moderna através do Graffiti. Alunas: Débora Cozini Silva e Jociara Silva dos Santos. Curso: Artes Visuais.

Título: Releitura da Arte Moderna através do Graffiti. Alunas: Débora Cozini Silva e Jociara Silva dos Santos. Curso: Artes Visuais. Título: Releitura da Arte Moderna através do Graffiti Alunas: Débora Cozini Silva e Jociara Silva dos Santos Curso: Artes Visuais. Disciplina: Prática de Ensino da Arte no Ensino Médio Professora: Gerda

Leia mais

MOVIMENTO HIP HOP E EDUCAÇÃO: POSSIBILIDADES DE CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTO

MOVIMENTO HIP HOP E EDUCAÇÃO: POSSIBILIDADES DE CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTO MOVIMENTO HIP HOP E EDUCAÇÃO: POSSIBILIDADES DE CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTO IOLANDA MACEDO * RESUMO: O movimento hip hop tomou proporções extremamente expressivas no Brasil nos últimos anos, acupando cada

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. Curso de Dança - Licenciatura. Centro de Artes. Trabalho de Conclusão de Curso DANÇAS URBANAS: DAS RUAS AOS PALCOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. Curso de Dança - Licenciatura. Centro de Artes. Trabalho de Conclusão de Curso DANÇAS URBANAS: DAS RUAS AOS PALCOS 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS Curso de Dança - Licenciatura Centro de Artes Trabalho de Conclusão de Curso DANÇAS URBANAS: DAS RUAS AOS PALCOS Ânderson Luís Mateus Santos Pelotas, 2014 2 ÂNDERSON LUÍS

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL JULHO 2013

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL JULHO 2013 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL JULHO 2013 Fundado em 2003, Instituto Escola São Paulo é uma instituição sem fins lucrativos que tem como objetivo ampliar o acesso à cultura e à educação, promovendo atividades

Leia mais

Uma Nova Valesca: da gaiola ao feminismo 1

Uma Nova Valesca: da gaiola ao feminismo 1 RESUMO Uma Nova Valesca: da gaiola ao feminismo 1 Nadja Moraes Rabelo NOBRE 2 Monalisa França da SILVA 3 Gabriel Rodrigues Alves SANTOS 4 Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais, MG O artigo a

Leia mais

8ª BATALHA DE BREAK EVOLUÇÃO HIP HOP Regulamento

8ª BATALHA DE BREAK EVOLUÇÃO HIP HOP Regulamento 8ª BATALHA DE BREAK EVOLUÇÃO HIP HOP Regulamento A Batalha de Break Evolução Hip Hop é uma das atividades da Mostra Hip Hop em Movimento que integra o VIVADANÇA Festival Internacional, que acontece durante

Leia mais

Conteúdo Básico Comum (CBC) de Artes do Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano Exames Supletivos / 2013

Conteúdo Básico Comum (CBC) de Artes do Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano Exames Supletivos / 2013 SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DO ENSINO MÉDIO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Conteúdo

Leia mais

Que força. traz o ritmo?

Que força. traz o ritmo? A P R E S E N T A Que força traz o ritmo? Gera Que movimento o giro? Q u e a r r e b a t a m e n t o TRANSFORMA Um em tantos? o encantamento dos vodunsis nos Tambores Maranhenses O movimento circular

Leia mais

RODRIGO RIBEIRO OLIVEIRA RODZ

RODRIGO RIBEIRO OLIVEIRA RODZ RODRIGO RIBEIRO OLIVEIRA RODZ Professor de Street Dances DRT: 27475/SP Idade: 29 End: Rua das Carmelitas, 167, apto. 81, Sé - Centro - São Paulo/SP Contato: 11-97037-5289/ 11-3106-1714 E-mail: djrodzproducoes@gmail.com

Leia mais

CURRÍCULO DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO ARTES - 6º ANO AO 9º ANO

CURRÍCULO DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO ARTES - 6º ANO AO 9º ANO Tipos de Letras Diferenciação entre o espaço bi e tridimensional, espaço e volume e suas conexões com as formas o espaço teatral, o corpo em movimento e o som no espaço. Cores Arte rupestre 6ª ANO 5ª SÉRIE

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO DE DANÇA COLEGIO REGINA MUNDI

REGULAMENTO CONCURSO DE DANÇA COLEGIO REGINA MUNDI REGULAMENTO CONCURSO DE DANÇA COLEGIO REGINA MUNDI O CONCURSO DE DANÇA DO COLÉGIO REGINA MUNDI TÊM COMO OBJETIVO DIVULGAR, DIFUNDIR E MOTIVAR OS ALUNOS NA PRATICA DA DANÇA, ATRAVÉS DAS APRESENTAÇÕES E

Leia mais

CULTURA COPORAL: O HIP HOP COMO FORMA DE EXPRESSÃO NA ESCOLA.

CULTURA COPORAL: O HIP HOP COMO FORMA DE EXPRESSÃO NA ESCOLA. CULTURA COPORAL: O HIP HOP COMO FORMA DE EXPRESSÃO NA ESCOLA. PROFª FERNANDA RIGHETTI DOS SANTOS CEU E.M.E.F PQ. SÃO CARLOS. RESUMO: A dança pode ser considerada como uma das mais antigas formas de expressão

Leia mais

Perspectivas: língua portuguesa

Perspectivas: língua portuguesa Perspectivas: língua portuguesa Episódio: Oralidade e escrita Resumo O episódio Oralidade e escrita apresenta projetos desenvolvidos por professores de língua portuguesa com turmas de 7ª série (atual 8º

Leia mais

CLAUDIA CARVALHO ENTRE DOIS CONTINENTES U N INDO O VELHO E O N OVO PELA MUSICA

CLAUDIA CARVALHO ENTRE DOIS CONTINENTES U N INDO O VELHO E O N OVO PELA MUSICA CLAUDIA CARVALHO ENTRE DOIS CONTINENTES U N INDO O VELHO E O N OVO PELA MUSICA APRESENTAÇÃO: PRATEO Quem Somos? A PRATEO Produções Artísticas e Consultoria é uma empresa social brasileira, localizada em

Leia mais

ANEXO II FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO REQUERIMENTO DE INSCRIÇÃO

ANEXO II FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO REQUERIMENTO DE INSCRIÇÃO ANEXO II FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO REQUERIMENTO DE INSCRIÇÃO NOME ARTISTÍCO LINGUAGEM ARTISTICA ESTILO TELEFONE (DDD) SITE/EMAIL CELULAR (DDD) IDENTIFICAÇÃO DO RESPONSÁVEL PELA CONTRATAÇÃO Nome Completo

Leia mais

DANÇA NA ESCOLA: O HIP HOP COMO FORMA DE EXPRESSÃO CORPORAL

DANÇA NA ESCOLA: O HIP HOP COMO FORMA DE EXPRESSÃO CORPORAL ISSN: 2447-1585 DANÇA NA ESCOLA: O HIP HOP COMO FORMA DE EXPRESSÃO CORPORAL Alana Maia de Souza 1 Larise Piccinini 2 RESUMO A dança é a forma mais antiga de comunicação e expressão do ser humano e através

Leia mais

LIVRO 10 DANÇAS LATINAS

LIVRO 10 DANÇAS LATINAS Danças Latinas AXÉ LIVRO 10 DANÇAS LATINAS 5s para + ou para -) excedente resultara em despontuação. 1.1 Musicalidade 2 Pontos Uma boa utilização da musica e originalidade onde os bailarinos deverão estar

Leia mais

Mainstream - a Guerra Global Das Mídias e Das Culturas, de Frédéric Martel

Mainstream - a Guerra Global Das Mídias e Das Culturas, de Frédéric Martel MIAMI, CAPITAL POP DA AMÉRICA LATINA Mainstream - a Guerra Global Das Mídias e Das Culturas, de Frédéric Martel Ana Gabriela Galante Garcia Marcella Santos MIAMI Grande parte da população de Miami é latina.

Leia mais

Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder. Florianópolis, de 25 a 28 de agosto de 2008

Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder. Florianópolis, de 25 a 28 de agosto de 2008 Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis, de 25 a 28 de agosto de 2008 Mulheres no break: a dança do movimento hip hop numa comunidade pobre da cidade do Rio de Janeiro Ana Paula Almeida

Leia mais

Temeremos mais a miséria do que a morte é o título de um dos álbuns de O Levante, um grupo de rap que faz parte do Coletivo Hip Hop LUTARMADA:

Temeremos mais a miséria do que a morte é o título de um dos álbuns de O Levante, um grupo de rap que faz parte do Coletivo Hip Hop LUTARMADA: 1. Introdução Temeremos mais a miséria do que a morte é o título de um dos álbuns de O Levante, um grupo de rap que faz parte do Coletivo Hip Hop LUTARMADA: um movimento social cultural 1 que atua nas

Leia mais

O streetball trazendo o hip hop para a escola The streetball bringing hip hop to school. Bianca das Neves SILVA Prefeitura Municipal de Jundiaí

O streetball trazendo o hip hop para a escola The streetball bringing hip hop to school. Bianca das Neves SILVA Prefeitura Municipal de Jundiaí O streetball trazendo o hip hop para a escola The streetball bringing hip hop to school Bianca das Neves SILVA Prefeitura Municipal de Jundiaí RESUMO: O conteúdo streetball foi inserido na disciplina Educação

Leia mais

Versão Online ISBN 978-85-8015-054-4 Cadernos PDE VOLUME I O PROFESSOR PDE E OS DESAFIOS DA ESCOLA PÚBLICA PARANAENSE

Versão Online ISBN 978-85-8015-054-4 Cadernos PDE VOLUME I O PROFESSOR PDE E OS DESAFIOS DA ESCOLA PÚBLICA PARANAENSE Versão Online ISBN 978-85-8015-054-4 Cadernos PDE VOLUME I O PROFESSOR PDE E OS DESAFIOS DA ESCOLA PÚBLICA PARANAENSE 2009 RAP NO ENSINO MÉDIO GONÇALVES, Marina Borges 1 FIALHO, Vânia Malagutti 2 RESUMO

Leia mais

Relação de Mercado e Trabalho Social no Hip-Hop

Relação de Mercado e Trabalho Social no Hip-Hop Como referenciar esta obra? MIRANDA 1, Jorge Hilton de Assis. Relação de Mercado e Trabalho Social no Hip- Hop. Caderno do CEAS - N 223, p. 47-58. Julho/Setembro 2006. Relação de Mercado e Trabalho Social

Leia mais

ARTES 9 ANO PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª ARLENE CALIRI ENSINO FUNDAMENTAL

ARTES 9 ANO PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª ARLENE CALIRI ENSINO FUNDAMENTAL ARTES 9 ANO PROF.ª ARLENE CALIRI ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª GABRIELA DACIO CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade II Cultura- A pluralidade na expressão humana. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 3.2 Conteúdos Gêneros

Leia mais

LISTA DE RECUPERAÇÃO 9º ANO

LISTA DE RECUPERAÇÃO 9º ANO 1 Nome: nº Data: / /2012 ano bimestre Profa.: Denise LISTA DE RECUPERAÇÃO 9º ANO Nota: As vanguardas européias são os movimentos culturais que começaram na Europa no início do século XX, os quais iniciaram

Leia mais

DISCIPLINA DE ARTE CONTEÚDOS:

DISCIPLINA DE ARTE CONTEÚDOS: DISCIPLINA DE ARTE OBJETIVOS: 6 ano Construir, expressar-se e comunicar-se em artes plásticas e visuais, articulando percepção, memória, imaginação, sensibilidade e reflexão. Desenvolver relação de autoconfiança

Leia mais

RESUMO. A CONSTRUÇÃO DO IDEÁRIO DE POBREZA NAS LETRAS DE HIP-HOP Regiany Cristina dos Santos (G - Letras-UEL) Cristiano Biazzo Simon (Orientador-UEL)

RESUMO. A CONSTRUÇÃO DO IDEÁRIO DE POBREZA NAS LETRAS DE HIP-HOP Regiany Cristina dos Santos (G - Letras-UEL) Cristiano Biazzo Simon (Orientador-UEL) RESUMO No presente artigo pretende-se fazer uma reflexão analítica sobre a construção do ideário de pobreza nas letras de hip-hop, estudando, especificamente as expressões artísticas e ideológicas oriundas

Leia mais

REGULAMENTO DO FITNESS / HIP HOP CHALLENGE TOUR

REGULAMENTO DO FITNESS / HIP HOP CHALLENGE TOUR REGULAMENTO DO FITNESS / HIP HOP CHALLENGE TOUR 2007 2008 1/6 INDICE INDICE... 1 INTRODUÇÃO... 2 1. OBJECTIVOS... 2 2. CRITÉRIOS DE PARTICIPAÇÃO... 2 3. COMPETIÇÕES... 3 3.1 Challenge... 3 3.2. Challenge

Leia mais

Metas de Aprendizagem: Educação Musical (2º Ciclo)

Metas de Aprendizagem: Educação Musical (2º Ciclo) Metas de Aprendizagem: Educação Musical (2º Ciclo) Domínio: Desenvolvimento da Capacidade de Expressão e Comunicação Subdomínio: Interpretação e Comunicação Meta Final 1) O aluno canta a solo e em grupo,

Leia mais

Grafite e o Design Gráfico

Grafite e o Design Gráfico Universidade federal de Goiás Faculdade de Artes Visuais Bacharelado em Design Gráfico Introdução aos estudos de Design Grafite e o Design Gráfico Gabriel Corá, Hugo Ribeiro e Melissa de Britto Goiânia

Leia mais

FUNK CONSCIENTIZA. VAI 1 - música

FUNK CONSCIENTIZA. VAI 1 - música PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, fevereiro de 2010 FUNK CONSCIENTIZA VAI 1 - música Proponente Nome RG: CPF: Endereço Fone: E-mail: DADOS

Leia mais

Banda [ ] Músico [ ] DJ [ ] Som [ ] Iluminação [ ] Palco [ ] Repertório Set List [ ] Repertório Personalizado [ ] Composição [ ] 1. 2. 3. 4. 5.

Banda [ ] Músico [ ] DJ [ ] Som [ ] Iluminação [ ] Palco [ ] Repertório Set List [ ] Repertório Personalizado [ ] Composição [ ] 1. 2. 3. 4. 5. Instrumento Contratual IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES Contratada Rodrigo Morgano Alves Branco Cursos - ME, inscrita no CNPJ sob nº 13.162.632/0001-01, com sede à Rua Afrânio, 03 Piso Superior Vila Silvia/São

Leia mais

7 Missões: Recursos de Interesse Patrimonial FESTAS E CELEBRAÇÕES

7 Missões: Recursos de Interesse Patrimonial FESTAS E CELEBRAÇÕES São Luiz Gonzaga 7.1 Aspectos Gerais 7.1.1 Identificação: Feirarte 7 Missões: Recursos de Interesse Patrimonial FESTAS E CELEBRAÇÕES 7.1.2 Denominação mais freqüente: Feirarte 7.1.3 Localização: A ser

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COLÉGIO PEDRO II DIREÇÃO-GERAL DIRETORIA DE ENSINO EXAME DE SELEÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE CANDIDATOS PROVA DE PORTUGUÊS 2012

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COLÉGIO PEDRO II DIREÇÃO-GERAL DIRETORIA DE ENSINO EXAME DE SELEÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE CANDIDATOS PROVA DE PORTUGUÊS 2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COLÉGIO PEDRO II DIREÇÃO-GERAL DIRETORIA DE ENSINO EXAME DE SELEÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE CANDIDATOS À MATRÍCULA NA 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO REGULAR PROVA DE PORTUGUÊS 2012 UNIDADE

Leia mais

Preparação Corporal para Dança Iniciação ao Piano e Teclado Página 1 de 5

Preparação Corporal para Dança Iniciação ao Piano e Teclado Página 1 de 5 Preparação Corporal para Dança Trabalha as noções básicas do corpo com relação à dança, abordando aspectos físicos e estéticos da linguagem do movimento. 11/11 (Terça-feira) Iniciação ao Piano e Teclado

Leia mais

Associação de Residentes do Alto do Lumiar. Associação de Apoio ao Estudante Africano Em parceria com a Associação Espaço Mundo. 28 de Novembro 2011

Associação de Residentes do Alto do Lumiar. Associação de Apoio ao Estudante Africano Em parceria com a Associação Espaço Mundo. 28 de Novembro 2011 Promovido por: Associação de Residentes do Alto do Lumiar Associação de Pais e EE do Agrupamento de Escolas do Alto do Lumiar Associação de Apoio ao Estudante Africano Em parceria com a Associação Espaço

Leia mais

EJA 5ª FASE PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª LUCIA SANTOS

EJA 5ª FASE PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª LUCIA SANTOS EJA 5ª FASE PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª LUCIA SANTOS ARTES CONTEÚDOS E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Unidade I Tecnologia - Corpo, movimento e linguagem na

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE PTD

PLANO DE TRABALHO DOCENTE PTD Professor-Carlos Juscimar de Souza Série: 1º Turma:D Período:NOTURNO Ano: 2014 ESTRUTURANTE: ESPECÍFICO: Objetivo/Justificativa Metodologia Critério de. História Conhecer, contextualizar e da Arte: desenvolver

Leia mais

2.1.2 Artes Plásticas/ Artes Visuais / Design

2.1.2 Artes Plásticas/ Artes Visuais / Design 2.Espaço de Formação Cultural 2.1 Conservatório 2.1.1 Artes Cênicas 2.1.1.1 Teatro 2.1.1.2 Ópera 2.1.1.3 Dança 2.1.1.4 Circo 2.1.2 Artes Plásticas/ Artes Visuais / Design 2.1.2.1 Pintura 2.1.2.2 Desenho

Leia mais

CONCURSO A BOLSAS PARA RESIDÊNCIAS ARTÍSTICAS NA OFICINAS DO CONVENTO

CONCURSO A BOLSAS PARA RESIDÊNCIAS ARTÍSTICAS NA OFICINAS DO CONVENTO CONCURSO A BOLSAS PARA RESIDÊNCIAS ARTÍSTICAS NA OFICINAS DO CONVENTO APRESENTAÇÃO Está aberto o Concurso a Bolsas para Residências Artísticas na Oficinas do Convento Associação Cultural de Arte e Comunicação

Leia mais

ARTES 7 ANO PROF.ª ARLENE AZULAY PROF. LÚCIA REGINA ENSINO FUNDAMENTAL

ARTES 7 ANO PROF.ª ARLENE AZULAY PROF. LÚCIA REGINA ENSINO FUNDAMENTAL ARTES 7 ANO PROF. LÚCIA REGINA ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ARLENE AZULAY CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade I Tecnologia: Corpo, movimento e linguagem na era da informação 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 1.2

Leia mais

(( SINOPSE )) BOM DIA CIDADE De segunda à sexta, das 06h00 às 08h00 Apresentação de André Araújo

(( SINOPSE )) BOM DIA CIDADE De segunda à sexta, das 06h00 às 08h00 Apresentação de André Araújo (( SINOPSE )) Dirigida ao público jovem, a Rádio Cidade reúne em sua programação muita música, descontração e promoções que aproximam o ouvinte dos comunicadores. A programação musical é variada. Da Dance

Leia mais

I - O Concurso de Dança está aberto a todos os alunos da Escola Secundária da Maia.

I - O Concurso de Dança está aberto a todos os alunos da Escola Secundária da Maia. Regulamento I - O Concurso de Dança está aberto a todos os alunos da Escola Secundária da Maia. 1.1- Os grupos concorrem pelo Ensino Básico ou pelo Ensino Secundário - O grupo pode incluir elementos do

Leia mais

Henrique Heinrich TRABALHO FINAL DE GRADUAÇÃO II O RAP E SUA INSERÇÃO NO EVENTO VIDEO MUSIC BRASIL: O MOVIMENTO CONTRACULTURA NA INDÚSTRIA CULTURAL

Henrique Heinrich TRABALHO FINAL DE GRADUAÇÃO II O RAP E SUA INSERÇÃO NO EVENTO VIDEO MUSIC BRASIL: O MOVIMENTO CONTRACULTURA NA INDÚSTRIA CULTURAL 1 Henrique Heinrich TRABALHO FINAL DE GRADUAÇÃO II O RAP E SUA INSERÇÃO NO EVENTO VIDEO MUSIC BRASIL: O MOVIMENTO CONTRACULTURA NA INDÚSTRIA CULTURAL Santa Maria, RS 2013 2 Henrique Heinrich O RAP E SUA

Leia mais

MOVIMENTA - Programação Geral

MOVIMENTA - Programação Geral Data Horários Descrição da atividade Dia 8 - Quarta Dia 9 - Quinta Dia 10 - Sexta 18h às 20h 13:30h às 15:30h 17h 18h Quarta Cultural Filme Atlântico Negro Na Rota dos Orixás Cine UNILAB (até o dia 31

Leia mais

ANTROPOLOGIA HUMANIDADES. Quem não sabe. Quem não sabe 80 DEZEMBRO DE 2007 PESQUISA FAPESP 142

ANTROPOLOGIA HUMANIDADES. Quem não sabe. Quem não sabe 80 DEZEMBRO DE 2007 PESQUISA FAPESP 142 > HUMANIDADES ANTROPOLOGIA Quem não sabe Quem não sabe 80 DEZEMBRO DE 2007 PESQUISA FAPESP 142 dançar dançar improvisa improvisa Hip-hop oferece aos jovens da periferia a chance da existência social CARLOS

Leia mais

TEMAS PARA AS BANCAS DA ÁREA DE DANÇA TODOS OS PROFESSORES DEVERÃO APRESENTAR O PLANO DE AULAS. FORMAÇÃO ATUAÇÃO TEMAS

TEMAS PARA AS BANCAS DA ÁREA DE DANÇA TODOS OS PROFESSORES DEVERÃO APRESENTAR O PLANO DE AULAS. FORMAÇÃO ATUAÇÃO TEMAS TEMAS PARA AS BANCAS DA ÁREA DE DANÇA TODOS OS PROFESSORES DEVERÃO APRESENTAR O PLANO DE AULAS. FORMAÇÃO ATUAÇÃO TEMAS Apoio pedagógico em dança carga matutino carga matutino Ensino Médio carga matutino

Leia mais

Secult: Festival Cearense de Hip Hop começa nesta sexta-feira, 5/12

Secult: Festival Cearense de Hip Hop começa nesta sexta-feira, 5/12 Grandes nomes nacionais da dança urbana estarão presentes, a partir desta sexta-feira, 5/12, na IV Edição do Festival Cearense de Hip Hop (FCH2), que acontece no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura

Leia mais

NO BREAK DA MANDINGA

NO BREAK DA MANDINGA NO BREAK DA MANDINGA Johnathans Silva Paiva 1 Patrícia Ferreira da Silva 2 Renata de Lima Silva (orientadora) 3 O presente artigo é fruto do trabalho de iniciação científica em desenvolvimento, em que

Leia mais

CURRÍCULO ARTÍSTICO. Dados pessoais. Nome: MUNIQUE DE ARAUJO LOPES GOMES

CURRÍCULO ARTÍSTICO. Dados pessoais. Nome: MUNIQUE DE ARAUJO LOPES GOMES CURRÍCULO ARTÍSTICO Dados pessoais Nome: MUNIQUE DE ARAUJO LOPES GOMES Nacionalidade: Brasileira Data de Nasc.: 20/09/1983 Contato: ( 62 ) 8549 6305, 8233-1613 E-mail: nikspace@hotmail.com Bases de Formação

Leia mais

IIº IN VENTUS FESTIVAL DE DANÇA

IIº IN VENTUS FESTIVAL DE DANÇA IIº IN VENTUS FESTIVAL DE DANÇA REGULAMENTO DA MOSTRA COMPETITIVA BALLET CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO, OBJETIVOS, SEDE E DATA A Prefeitura Municipal de Nova Mutum através da Secretaria de Educação e Cultura

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE EDUCAÇÃO FÍSICA. CURSO DE BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA.

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE EDUCAÇÃO FÍSICA. CURSO DE BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA. UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE EDUCAÇÃO FÍSICA. CURSO DE BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA. CLÉIA DE ANDRADE CAMARGO. CULTURA HIP HOP: A INFLUÊNCIA DA DANÇA DE RUA NA

Leia mais

PROGRAMA TÉCNICO. (Desenvolvimento) HIP-HOP

PROGRAMA TÉCNICO. (Desenvolvimento) HIP-HOP PROGRAMA TÉCNICO (Desenvolvimento) HIP-HOP 2012/2013 PROGRAMA TÉCNICO INTRODUÇÃO O presente documento tem por objetivo estabelecer as normas de funcionamento das competições de Grupos de Fitness/Hip Hop

Leia mais

Preto Michel: um jovem entre a literatura marginal e o hip hop em Belém do Pará Leila Cristina Leite Ferreira 1 Carla Marinho Figueiredo Saldanha 2

Preto Michel: um jovem entre a literatura marginal e o hip hop em Belém do Pará Leila Cristina Leite Ferreira 1 Carla Marinho Figueiredo Saldanha 2 Preto Michel: um jovem entre a literatura marginal e o hip hop em Belém do Pará Leila Cristina Leite Ferreira 1 Carla Marinho Figueiredo Saldanha 2 Resumo: O presente artigo tem por objetivo apresentar

Leia mais

NOVOS BAIANOS APRESENTAM NO BH HALL A NOVA TURNÊ ACABOU CHORARE OS NOVOS BAIANOS SE ENCONTRAM

NOVOS BAIANOS APRESENTAM NO BH HALL A NOVA TURNÊ ACABOU CHORARE OS NOVOS BAIANOS SE ENCONTRAM NOVOS BAIANOS APRESENTAM NO BH HALL A NOVA TURNÊ ACABOU CHORARE OS NOVOS BAIANOS SE ENCONTRAM Enviado por BENEDITA COMUNICAÇÃO 05-Set-2016 PQN - O Portal da Comunicação BENEDITA COMUNICAÇÃO - 05/09/2016

Leia mais

ABSTRACIONISMO. Wassily Kandinski, é indicado como o iniciador desse movimento, com a obra: Batalha, de 1910.

ABSTRACIONISMO. Wassily Kandinski, é indicado como o iniciador desse movimento, com a obra: Batalha, de 1910. ABSTRACIONISMO A arte abstrata tende a suprimir toda a relação entre a realidade e o quadro, entre as linhas e os planos, as cores e a significação que esses elementos podem sugerir ao espírito. Quando

Leia mais

Batalhas Break: a dança que vem das ruas

Batalhas Break: a dança que vem das ruas GT 19: Juventudes, territorialidades e identidades. ESTILO CULTURAL BREAK: A DANÇA COMO EXPRESSÃO E MANIFESTAÇÃO JUVENIL. Adriana Loiola do Nascimento (Bolsista-PIBIC-CNPq/UFPI) 1 adrianna18199@hotmail.com

Leia mais

Novo Rap Brasil - Box 1. Vagner Gonzaga Sales TABOSA 2 Gustavo Luiz de Abreu PINHEIRO 3 Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE

Novo Rap Brasil - Box 1. Vagner Gonzaga Sales TABOSA 2 Gustavo Luiz de Abreu PINHEIRO 3 Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE Novo Rap Brasil - Box 1 Vagner Gonzaga Sales TABOSA 2 Gustavo Luiz de Abreu PINHEIRO 3 Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE RESUMO O box Novo Rap Brasil foi o trabalho final apresentado na disciplina

Leia mais

RAÇA BRASIL TEMAS & CÓDIGOS GRUPOS TEMÁTICOS

RAÇA BRASIL TEMAS & CÓDIGOS GRUPOS TEMÁTICOS Personalidade Personalidade Carreira 521 Personalidade Personalidade Perfil 412 Estética Cabelos Femininos 157 Negritude Discriminação Racial 130 Sociedade Eventos 122 Estética Moda Feminina & Masculina

Leia mais

Identificação que diferencia: cultura Hip Hop na roça asfaltada. i

Identificação que diferencia: cultura Hip Hop na roça asfaltada. i Identificação que diferencia: cultura Hip Hop na roça asfaltada. i Allysson Fernandes Garcia ii A cultura não é uma questão de ontologia, de ser, mas de se tornar. Stuar Hall (...) Abandona-se (à) identidade

Leia mais

Só o amor vale; qualquer atitude sem amor, de nada vale. (SAMZ)

Só o amor vale; qualquer atitude sem amor, de nada vale. (SAMZ) Só o amor vale; qualquer atitude sem amor, de nada vale. (SAMZ) Colégio São Paulo Irmãs Angélicas Rua Eduardo Porto, 488-Cidade Jardim-Belo Horizonte - MG Tel. (31) 3253 8400 Conteúdos e distribuição de

Leia mais

Projeto: Street Dance Showcase. Área: Artes Cênicas Segmento: Dança

Projeto: Street Dance Showcase. Área: Artes Cênicas Segmento: Dança Projeto: Street Dance Showcase Área: Artes Cênicas Segmento: Dança Proponente: Energia Hip Hop Soul Organizadores: Gustavo Araújo de Castro Rafael Isamu dos Santos Taguchi Rua 22 esq. c/ 17 nº 697. Setor:

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SOCIOLOGIA ROGÉRIO DE SOUZA SILVA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SOCIOLOGIA ROGÉRIO DE SOUZA SILVA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SOCIOLOGIA ROGÉRIO DE SOUZA SILVA A PERIFERIA PEDE PASSAGEM: TRAJETÓRIA SOCIAL E INTELECTUAL DE

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Festival Internacional de Cultura Livre Local: Casa de Cultura Mário Quintana e Anfiteatro Pôr do

Leia mais

R.A.P. ENSINA: as possibilidades educativas que permeiam as práticas do movimento Hip Hop

R.A.P. ENSINA: as possibilidades educativas que permeiam as práticas do movimento Hip Hop R.A.P. ENSINA: as possibilidades educativas que permeiam as práticas do movimento Hip Hop Adriana do Carmo de Jesus * RESUMO O artigo discorrerá a respeito dos processos educativos que permeiam as práticas

Leia mais

Currículo Referência em Música Ensino Médio

Currículo Referência em Música Ensino Médio Currículo Referência em Música Ensino Médio 1º ANO - ENSINO MÉDIO Objetivos Conteúdos Expectativas - Conhecer a área de abrangência profissional da arte e suas características; - Reconhecer e valorizar

Leia mais

nam formas de produzir conhecimentos sobre história

nam formas de produzir conhecimentos sobre história Ana Lúcia Souza Socióloga. Doutoranda em Lingüística Aplicada IEL Na ONG Ação Educativa coordena o Concurso Negro e Educação, e compõe a equipe de formação do Programa de EJA. Integra a Associação Brasileira

Leia mais

cotidiano dos bairros pobres; os problemas socioeconômicos; a denúncia da violência policial; a discriminação de racial e, o uso da tecnologia entre

cotidiano dos bairros pobres; os problemas socioeconômicos; a denúncia da violência policial; a discriminação de racial e, o uso da tecnologia entre 11 1 INTRODUÇÃO O final da década de 1960 e os anos 1970 foram significativos na contestação cultural e surgimento de uma cultura de resistência da juventude. Foi uma verdadeira Revolução Cultural nas

Leia mais

A DANÇA NO ENSINO FUNDAMENTAL: UMA EXPERIÊNCIA COM O ESTILO HIP-HOP 1

A DANÇA NO ENSINO FUNDAMENTAL: UMA EXPERIÊNCIA COM O ESTILO HIP-HOP 1 A DANÇA NO ENSINO FUNDAMENTAL: UMA EXPERIÊNCIA COM O ESTILO HIP-HOP 1 Claudiane da S. EUSTACHIO Dayana Pires Alves GARCIA Fátima RODRIGUES Jean de J. SANTANA 2 Juliana CESANA 3 Ana Lucia de Carvalho MARQUES

Leia mais

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL AULA ARTES. Aula 2.1 Conteúdo: Roma Arte Primitiva Cristã

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL AULA ARTES. Aula 2.1 Conteúdo: Roma Arte Primitiva Cristã Aula 2.1 Conteúdo: Roma Arte Primitiva Cristã 2 Habilidades: Reconhecer as manifestações artísticas relacionadas ao período da arte: Roma Antiga e primitiva Cristã. 3 4 5 Todos os caminhos levam à Roma:

Leia mais

POESIA URBANA - RAP FUTURÍSTICO EM LONDRINA. O rap (Rhythm and Poetry) é uma manifestação oriunda dos guetos

POESIA URBANA - RAP FUTURÍSTICO EM LONDRINA. O rap (Rhythm and Poetry) é uma manifestação oriunda dos guetos POESIA URBANA - RAP FUTURÍSTICO EM LONDRINA Andressa Cristina Zaneti O rap (Rhythm and Poetry) é uma manifestação oriunda dos guetos americanos e representa a voz dos oprimidos, suas raízes estão nos ritmos

Leia mais

PROJETO MÚSICA NO CRUZEIRO

PROJETO MÚSICA NO CRUZEIRO PROJETO MÚSICA NO CRUZEIRO Centro de Artes, Esportes e Cultura Integradas do Cruzeiro Esporte Clube Um projeto de cultura e esportes para Honório Bicalho Projeto de captação de patrocinadores O Projeto

Leia mais

Prova Escrita e Prática de Educação Física

Prova Escrita e Prática de Educação Física INFORMAÇÃO ------------------------------------------------------------------------------------------------------- PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova Escrita e Prática de Educação

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA E TURISMO EDITAL 3º FESTIVAL ESTUDANTIL DE ARTES- 2012

SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA E TURISMO EDITAL 3º FESTIVAL ESTUDANTIL DE ARTES- 2012 SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA E TURISMO EDITAL 3º FESTIVAL ESTUDANTIL DE ARTES- 2012 Realização: 01. A Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, através da Secretaria de Cultua e Turismo, realizará o 2º

Leia mais

CD e DVD LUCIANA MELLO em MÚSICAS PROAC 2014

CD e DVD LUCIANA MELLO em MÚSICAS PROAC 2014 CD e DVD LUCIANA MELLO em MÚSICAS PROAC 2014 O PROJETO CD e DVD Luciana Mello em Músicas!! Produção e gravação do Primeiro DVD solo da cantora Luciana Mello;!! Registro audiovisual de um Show único e especial

Leia mais