Prefeitura Municipal de Meleiro

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prefeitura Municipal de Meleiro"

Transcrição

1 LEI nº DISPÕE SOBRE A ADMISSÃO DE PESSOAL POR PRAZO DETERMINADO NO ÂMBITO DO FUNCIONALISMO E MAGISTÉRIO PÚBLICO MUNICIPAL DE MELEIRO, PARA ATENDER A NECESSIDADE TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL INTERESSE PÚBLICO, SOB REGIME GERAL DA PREVIDÊNCIA SOCIAL, NOS TERMOS DO INCISO IX DO ART. 37 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. JONNEI ZANETTE, Prefeito Municipal de Meleiro, Estado de Santa Catarina, Faço saber a todos os habitantes deste Município que a Câmara Municipal de Vereadores aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Os serviços públicos e as atividades de docência nas unidades educacionais do município de Meleiro, do Estado de Santa Catarina serão exercidas, no que exceder à capacidade dos professores efetivos, por pessoal admitido em caráter temporário, submetido a regime administrativo especial, disciplinado pelas disposições desta Lei Complementar. TÍTULO II DAS NECESSIDADES Art. 2º A admissão de pessoal em caráter temporário, dar-se-á para o desempenho de atividades prevista no Estatuto e Plano de Carreira do Funcionalismo Público e do Magistério Público do Município de Meleiro, por prazo determinado, não podendo exceder ao término do ano civil, nos seguintes casos: I - Na substituição nos afastamentos legais dos titulares; II Pela continuidade de existência de vaga prevista nos Planos de Carreira do Funcionalismo e do Magistério, não ocupada após a realização de concursos públicos; III - Em decorrência de abertura de novas vagas, por criação ou por dispensa de seu ocupante; IV - Para atuar em projetos específicos de caráter transitório ou experimental, criados pela administração municipal; V - Para suprir demanda sazonal de mão-de-obra; e VI Em casos de Emergência, calamidade e epidemias. Art. 3º Em casos excepcionais, de emergência, calamidade, epidemia ou 1

2 assemelhados, poderá o contrato ser prorrogado até a retomada da normalidade da situação. Parágrafo Único Para o Magistério, poderá ser prorrogado o contrato temporário, quando não concluso o ano letivo para o qual foi contratado o profissional, frente às condições do caput deste artigo. TÍTULO III DA CLASSIFICAÇÃO E CONTRATAÇÃO Art. 4º A contratação será precedida de processo seletivo, composto por prova escrita, prova de títulos ou ambas e o tempo de serviço prestado no Município de Meleiro, conforme o disposto no edital próprio. 1º Quando da aplicação da prova escrita, está versará sobre conhecimentos gerais e àqueles relativos à atividade específica para a qual o candidato está inscrito. 2º Será determinado em cada edital as notas atribuídas e seus respectivos pesos, quando da aplicação da classificação conjunta por prova escrita e títulos. 3º No caso de realização da prova escrita, esta será de responsabilidade da Administração Municipal de Meleiro. 4º Para o processo classificatório será sempre considerado o tempo de serviço prestado no Município de Meleiro, com nunca superior a 10% (dez por cento) do peso total da classificação. 5º O tempo de serviço utilizado para aposentadoria na rede pública ou privado não será para cômputo de pontos. 6º Excetuam-se do processo seletivo as contratações modalidades, programas e projetos específicos voltados ao atendimento de ações afirmativas previstas, desempenho de atividade com grupos étnicos ou de condições próprias que requeiram habilidades e aptidões especiais. Art. 5º Os candidatos serão classificados por ordem decrescente do total de pontos obtidos na somatória das provas escrita e de títulos. 1º A classificação se dará sempre por área específica de atuação, concorrendo entre apenas os cargos definidos nas carreiras do Funcionalismo e do Magistério. 2º Havendo empate entre os classificados os critérios de desempate, pela ordem são os seguintes: I Maior idade; II Maior tempo de serviço no serviço público de no Município; e III Maior número de filhos. 2

3 Art. 6º A classificação do candidato no processo seletivo terá validade por 01 (um) ano e será publicada em informativo eletrônico na data estipulada no edital disciplinador do processo. Art. 7º Ficará impedido de participar do processo seletivo o candidato que tenha sofrido sanção em processo disciplinar nos 03 (três) anos imediatamente anteriores à inscrição. SEÇÃO I DAS CONDIÇÕES PARA CONTRATAÇÃO Art. 8º São condições para a contratação: I - Ser brasileiro ou estrangeiro com as prerrogativas legais; II - Ter idade mínima de 18 (dezoito) anos; III - Estar em dia com o serviço militar e eleitoral; IV - Ter capacidade física específica para as funções; V - Estar legalmente habilitado para o exercício da função na qual está sendo admitido; VII Ser portador das habilidades específicas inerentes á contratação; VIII - estar em conformidade com as disposições contidas no inciso XVI do art. 37 da Constituição Federal; IX - Apresentar todos os documentos exigidos no edital de classificação; e X Estar legalmente classificado. Art. 9º Somente poderá ser contratado profissional em caráter temporário sem participar do processo seletivo, quando: I - O número de vagas for superior ao de candidatos; II - A vaga não for escolhida pelos candidatos classificados; ou III A vaga for aberta no decorrer do ano de vigência do processo seletivo. SEÇÃO II DA CLASSIFICAÇÃO DE MEMBROS DO MAGISTÉIRO Art. 10 Quando da aplicação de prova escrita e prova de títulos a pontuação será distribuída com os seguintes pesos: I Prova escrita 5,0 (cinco) pontos; II Prova de títulos 4,0 (quatro) pontos; e III Comprovação de tempo de serviço 1,0 (um) ponto para cada mês trabalhado ou uma fração de 15 dias ou mais. Art. 11 A classificação, considerada a prova de títulos e o tempo de serviço, com peso 4 (quatro), será obtida mediante apresentação dos seguintes títulos e critérios desta Lei. 1º Para os profissionais habilitados: a) curso de pós-graduação na área da educação ou de ensino, em nível de 3

4 doutorado, mestrado ou especialização; b) habilitação específica de grau superior, obtida em curso de licenciatura de duração plena; c) habilitação específica de Ensino Médio, obtida em, no mínimo 03 (três) séries ou em curso equivalente; d) cursos de aperfeiçoamento ou atualização na área de formação e/ou atuação; e e) ministração de cursos ou palestras na área da educação. 2º Para os profissionais não habilitados, serão obrigatoriamente observados os seguintes critérios: a) ser estudante da área; b) ter formação escolar de acordo com a área de ensino ou disciplina para a vaga existente; c) ter formação escolar de acordo com a disciplina técnica específica; d) o tempo de serviço no magistério; e e) participação em cursos de aperfeiçoamento ou atualização. SEÇÃO III DA CLASSIFICAÇÃO DO FUNCIONALISMO Art. 12 A classificação dos candidatos a vagas previstas nos cargos descritos no Plano de Carreira do Funcionalismo, serão classificados na forma da presente Lei. 1º A classificação se dará sempre para um único cargo, ressalvado o direito constitucional de acúmulo legal de cargos. 2º A prova escrita prevista nesta Lei poderá ser substituída por prova prática para os cargos onde a habilitação exigida na carreira, seja até o Ensino Fundamental. 3º Ocorrendo a situação prevista no parágrafo 2º, do presente artigo, os critérios de classificação serão os seguintes: I Prova prática, 7,0 (sete) pontos; II Prova de títulos 2,0 (dois) pontos; e III Comprovação de tempo de serviço 1,0 (um) ponto. SEÇÃO IV DA CARGA HORÁRIA E REMUNERAÇÃO Art. 13 O regime de trabalho será sempre o estabelecido nos planos de carreira do Magistério e do Funcionalismo. Art. 14 A remuneração dos contratados regido por esta Lei terão como remuneração o vencimento inicial de carreira de cada área de ensino e dos cargos constantes nas tabelas dos referidos planos. 4

5 1º Os códigos relacionados à contratação de profissionais admitidos em caráter temporário serão os mesmos dos planos de cargos, carreira e salário. 2º Os contratados temporariamente não habilitados receberão como remuneração o valor de 80% (oitenta por cento) do previsto no início de cada carreira de acordo com os anexos previsto no Plano de Cargos e Carreiras do Magistério Público de Meleiro conforme sua formação específica a Nível Médio. 3º A habilitação máxima para efeitos remuneratórios será de Licenciatura Plena. SEÇÃO IV DAS VANTAGENS Art. 15 Conforme o caso e na forma de regulamento próprio, o valor da retribuição pecuniária mensal poderá ser acrescido dos mesmos benefícios previstos na carreira. 1º O décimo terceiro salário e as férias, com o acréscimo constitucional serão pagos na proporção dos meses contratados, sempre com a última remuneração paga. 2º O valor das vantagens previstas no parágrafo anterior será calculado proporcionalmente à razão de 1/12 (um doze avos) por mês de efetivo exercício, com base na remuneração correspondente ao último mês trabalhado. Art. 16 É assegurado aos contratados temporariamente o direito à licença remunerada, em conformidade com o Regime Geral de Previdência INSS, mediante comprovação médica oficial, para: I - repouso à gestante; e II - tratamento de saúde. Art. 17 Sem prejuízo da remuneração, fica assegurado ao profissional admitido em caráter temporário faltar ao serviço por 07 (sete) dias consecutivos, a partir da data da ocorrência, por motivo de: I - Casamento próprio; II - Falecimento de cônjuge ou companheiro, pais, filhos e irmãos; e III - Licença-paternidade. Art. 18 Durante a licença para tratamento de saúde, o profissional admitido em caráter temporário não poderá exercer qualquer outra atividade remunerada, sob pena de cancelamento do benefício, com perda de salário e rescisão do contrato, sem percepção dos valores indenizatórios. 5

6 SEÇÃO IV DO TEMPO DE SERVIÇO E DA APOSENTADORIA Art. 19 O tempo de serviço prestado pelo Profissional admitido em caráter temporário será considerado como título para o ingresso no serviço público municipal de Meleiro e computado para os demais efeitos previstos em lei. Art. 20 Os benefícios previdenciários do admitido em caráter temporário serão os estabelecidos no Regime Geral da Previdência Social INSS. TÍTULO IV DAS RESPONSABILIDADES Art. 21 A falta ao serviço por motivo de doença será justificada para fins disciplinares, de anotação no assentamento individual e pagamento, desde que a impossibilidade do comparecimento seja atestada por médico, no limite 1 (um) dia a cada mês, ou em período superior, pelo órgão médico oficial. Art. 22 Ao profissional admitido em caráter temporário poderá ser concedida dispensa nas seguintes hipóteses: I - A pedido do interessado; II - A qualquer tempo, quando a vaga excedente ou vinculada for ocupada por profissional efetivo; III - Quando ocorrer extinção da vaga, por qualquer motivo e não tendo outra equivalente à sua habilitação. IV - A título de penalidade, resultante de processo disciplinar; e V - Por abandono ao serviço, nos termos previstos nos planos de carreira. 1º A dispensa a pedido deverá ser apresentada pelo interessado à chefia imediata, com 5 (cinco) dias de antecedência para contrato com prazo de até 30 (trinta) dias, e 10 (dez) dias de antecedência para contrato com prazo superior. 2º Caso a dispensa ocorra nos termos do inciso IV deste artigo, será resguardado ao admitido em caráter temporário o direito à ampla defesa, nos termos da legislação em vigor. Art. 23 Ao profissional admitido em caráter temporário dispensado nos termos dos incisos II e III do art. 19 desta Lei fará jus à indenização que corresponderá a 1/3 (um terço) da remuneração do período remanescente do contrato. Parágrafo único - Não será concedida a indenização de que trata este artigo ao profissional admitido em caráter temporário que for nomeado por concurso ou novamente admitido em caráter temporário em outra vaga, por prazo inferior a 30 (trinta) dias. Art. 24 A Administração Municipal providenciará o levantamento das vagas a serem oferecidas para admissão em caráter temporário e a sua divulgação e publicação em 6

7 informativo eletrônico, no prazo de 3 (três) dias antes da data estabelecida para a escolha das mesmas. Art. 25 O profissional admitido em caráter temporário deverá assumir as suas funções no prazo de 24 (vinte e quatro) horas, a contar da data da escolha, considerando-se somente os dias úteis. Parágrafo único - O candidato que deixar de assumir as suas funções no prazo de que trata o caput perderá automaticamente o direito à vaga, ficando classificado automaticamente no final da listagem do processo seletivo. TÍTULO V DAS DISPOSIÇÕES FINAIS E TRANSITÓRIAS Art. 26 Subsidiariamente e no que couber, estendem-se ao admitido em caráter temporário as disposições disciplinares previstas no Estatuto do Servidor e do Magistério Público Municipal de Meleiro. Art. 27 Aplica-se à presente Lei as normas constitucionais e infraconstitucionais que normatizam o tema, especialmente o artigo 37 da Constituição Federal, o Estatuto do Funcionalismo, o Plano de Carreira do Funcionalismo Público Municipal e o Plano de Carreira do Magistério Público Municipal de Meleiro. Art. 28 O Chefe do Poder Executivo expedirá as normas complementares necessárias à plena execução da presente Lei. Art. 29 A Administração municipal fica autorizada a emitir anualmente o edital para o teste seletivo, com vista ao preenchimento das vagas em aberto ou prevista no ano letivo conforme anexo I. Art. 30 As despesas decorrentes da execução desta Lei correrão por conta do Orçamento Geral do Município. Art. 31 Esta Lei entra em vigor na data da sua publicação. Art. 32 Ficam revogadas as disposições em contrário. Meleiro (SC), 28 de Dezembro de Registrada e publicada na data supra. JONNEI ZANETTE Prefeito Municipal 7

Faço saber a todos os habitantes deste Estado que a Assembleia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Faço saber a todos os habitantes deste Estado que a Assembleia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 16.861, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2015 Disciplina a admissão de pessoal por prazo determinado no âmbito do Magistério Público Estadual, para atender à necessidade temporária de excepcional interesse

Leia mais

LEI Nº 4.249, DE 17 DE DEZEMBRO DE Art. 2º - Considera-se necessidade temporária de. I - assistência a situações de emergência e de

LEI Nº 4.249, DE 17 DE DEZEMBRO DE Art. 2º - Considera-se necessidade temporária de. I - assistência a situações de emergência e de LEI Nº 4.249, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2002. Dispõe sobre a contratação por tempo determinado para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público, nos termos do inciso IX do artigo 37 da

Leia mais

Artigo 1º - O inciso II do artigo 6º e o caput do artigo 50, ambos da Lei Municipal 1468/2011, passam a vigorar com as seguintes alterações:

Artigo 1º - O inciso II do artigo 6º e o caput do artigo 50, ambos da Lei Municipal 1468/2011, passam a vigorar com as seguintes alterações: , de Corumbataí, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal de Corumbataí aprovou e ele sanciona e promulga a seguinte: L E I Nº 1. 4 7 5 de 24 de novembro

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE UTINGA C.N.P.J / Rua 15 de Novembro, 08 Centro, CEP Utinga - BA

PREFEITURA MUNICIPAL DE UTINGA C.N.P.J / Rua 15 de Novembro, 08 Centro, CEP Utinga - BA 2 LEI Nº 356, DE 28 DE OUTUBRO DE 2014. DISPÕE SOBRE A CONCESSÃO DOS ADICIONAIS DE INSALUBRIDADE E PERICULOSIDADE PARA OS SERVIDORES PÚBLICOS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE UTINGA O Prefeito Municipal de UTINGA-BAHIA,

Leia mais

Lei Complementar Municipal Nº , de 28 de maio de 2014.

Lei Complementar Municipal Nº , de 28 de maio de 2014. Lei Complementar Municipal Nº. 1.463, de 28 de maio de 2014. Da nova redação a artigos que menciona e dá outras providências. O Povo do Município de Águas Formosas, Estado de Minas Gerais, por seus representantes

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Deus seja louvado

PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Deus seja louvado PROJETO DE LEI Nº 018/2015 Dispõe sobre a contratação por tempo determinado para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público, nos termos do inciso IX, do art. 37, da Constituição

Leia mais

Resolução 028/99 - CONSEPE

Resolução 028/99 - CONSEPE Resolução 028/99 - CONSEPE Aprova Regulamentação para a admissão de Professores Colaboradores para atuação no Programa Magister. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE da Fundação

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 519

LEI COMPLEMENTAR Nº 519 LEI COMPLEMENTAR Nº 519 Dispõe sobre a modalidade de remuneração por subsídio para os servidores dos cargos de padrão 01 a 15 do Quadro Permanente do Serviço Civil do Poder Executivo, para os servidores

Leia mais

Art. 1º Fica instituído o Corpo Temporário de Inativos da Segurança Pública - CTISP. 1º O Corpo será constituído por:

Art. 1º Fica instituído o Corpo Temporário de Inativos da Segurança Pública - CTISP. 1º O Corpo será constituído por: LEI Nº 13.718, de 02 de março de 2006 Dispõe sobre o Corpo Temporário de Inativos da Segurança Pública no Estado. O GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA, Faço saber a todos os habitantes deste Estado

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSU Nº 002/2014 DE 17 DE FEVEREIRO DE 2014

RESOLUÇÃO CONSU Nº 002/2014 DE 17 DE FEVEREIRO DE 2014 Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia Fundação Centro Universitário Estadual da Zona Oeste RESOLUÇÃO CONSU Nº 002/2014 DE 17 DE FEVEREIRO DE 2014 REFERENDOU A

Leia mais

O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE BARRETOS, ESTADO DE SÃO PAULO: Professor II: (NR) V -...

O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE BARRETOS, ESTADO DE SÃO PAULO: Professor II: (NR) V -... LEI COMPLEMENTAR N.º 176, DE 04 DE ABRIL DE 2012. ALTERA E REVOGA DISPOSITIVOS QUE ESPECIFICA DA LEI COMPLEMENTAR N.º 45, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2004, COM ALTERAÇÕES SUBSEQUENTES. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL LEI Nº 3.669, DE 15 DE MAIO DE 2009. Aprova tabelas de vencimento e de subsídio dos servidores das categorias funcionais integrantes das carreiras do Plano de Cargos, Empregos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CABO VERDE CEP.: ESTADO DE MINAS GERAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE CABO VERDE CEP.: ESTADO DE MINAS GERAIS LEI MUNICIPAL Nº 1.830/98 Dispõe sobre a contratação por tempo determinado para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público, nos termos do inciso ix, do artigo 37 da Constituição

Leia mais

DECRETO Nº 88, DE 11 DE MAIO DE 2015.

DECRETO Nº 88, DE 11 DE MAIO DE 2015. DECRETO Nº 88, DE 11 DE MAIO DE 2015. M A TO G R O S S O. E STA D O D E T R ANS F O R M A Ç Ã O. Dispõe sobre a contratação por tempo determinado para atender necessidade temporária de excepcional interesse

Leia mais

EDITAL DO 7º CONCURSO DE REMOÇÃO DE SERVIDORES DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS

EDITAL DO 7º CONCURSO DE REMOÇÃO DE SERVIDORES DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS EDITAL DO 7º CONCURSO DE REMOÇÃO DE SERVIDORES DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS O Procurador-Geral de Justiça do Estado de Goiás, nos termos do artigo 15, VII da Lei Complementar Estadual n. 25,

Leia mais

MUNICIPIO DE GUARAPARI ESTADO DO ESPIRITO SANTO GABINETE DO PREFEITO LEI Nº. 3793/2014

MUNICIPIO DE GUARAPARI ESTADO DO ESPIRITO SANTO GABINETE DO PREFEITO LEI Nº. 3793/2014 LEI Nº. 3793/2014 DISPÕE SOBRE AUTORIZAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PESSOAL NO ÂMBITO DA SECRETARIA MUNICIPAL DE TRABALHO, ASSISTÊNCIA E CIDADANIA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE

Leia mais

Presidência. Secretaria do Tribunal RESOLUÇÃO N. 40 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2012.

Presidência. Secretaria do Tribunal RESOLUÇÃO N. 40 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2012. pág. 1 Presidência Secretaria do Tribunal RESOLUÇÃO N. 40 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2012. Dispõe sobre a concessão, parcelamento, adiantamento, indenização e pagamento de férias aos servidores do. O PRESIDENTE

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES Secretaria Municipal de Saúde

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES Secretaria Municipal de Saúde EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 21/2008 ABRE INSCRIÇÃO PARA O PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA ATENDER ÀS NECESSIDADES DE PESSOAL DAS UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DE MOGI DAS CRUZES.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS Secretaria Municipal de Educação

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS Secretaria Municipal de Educação PORTARIA N.º 056/SE/2002 (Texto com as alterações introduzidas Portarias 132/SME/03, 023/SME/04 e 083/SME/04 e 091/SME/05) Dispõe sobre o processo de atribuição de classes e aulas, disponíveis durante

Leia mais

MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI COMPLEMENTAR

MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI COMPLEMENTAR MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Regulamenta o inciso III do 4 do art. 40 da Constituição Federal, que dispõe sobre a concessão de aposentadoria especial ao servidor público titular de cargo efetivo

Leia mais

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE SERVIÇOS LEGISLATIVOS LEI COMPLEMENTAR Nº 79, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 D.O

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE SERVIÇOS LEGISLATIVOS LEI COMPLEMENTAR Nº 79, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 D.O Autor: Poder Executivo LEI COMPLEMENTAR Nº 79, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 D.O. 13.12.00. Dispõe sobre o subsídio dos integrantes do Grupo TAF - Tributação, Arrecadação e Fiscalização. O GOVERNADOR DO ESTADO

Leia mais

MUNICÍPIO DE JUAZEIRO ESTADO DA BAHIA LEI Nº 2.131/2010

MUNICÍPIO DE JUAZEIRO ESTADO DA BAHIA LEI Nº 2.131/2010 Página 1 de 6 LEI Nº 2.131/2010 Estrutura a Gratificação de Produtividade Fiscal atribuída aos titulares dos cargos de Fiscal de Obras, Fiscal de Posturas, Fiscal Sanitário e Fiscal de Transporte do Município

Leia mais

I - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

I - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE DIREITO UNICERP RESOLUÇÃO N 01/2014 Institui a monitoria acadêmica do Curso de Direito e dá outras providências. I - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - A monitoria acadêmica do

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA PROJETO DE LEI Nº Disciplina a admissão de pessoal por prazo determinado no âmbito do Magistério Público Estadual, para atender à necessidade temporária de excepcional interesse público, sob regime administrativo

Leia mais

BANCO CENTRAL DO BRASIL

BANCO CENTRAL DO BRASIL LEI Nº 8.911 DE 11 DE JULHO DE 1994 Dispõe sobre a remuneração dos cargos em comissão, define critérios de incorporação de vantagens de que trata a Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, no âmbito do

Leia mais

DECRETO N.º 3464, DE 30 DE NOVEMBRO DE (alterado pelo DECRETO Nº 3487, DE 20 DE JANEIRO DE 2016)

DECRETO N.º 3464, DE 30 DE NOVEMBRO DE (alterado pelo DECRETO Nº 3487, DE 20 DE JANEIRO DE 2016) DECRETO N.º 3464, DE 30 DE NOVEMBRO DE 2015. (alterado pelo DECRETO Nº 3487, DE 20 DE JANEIRO DE 2016) "DISPÕE SOBRE A CONCESSÃO DE ADICIONAL DE PERICULOSIDADE AO SERVIDOR PÚBLICO DETENTOR DE CARGO EFETIVO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PARAÍSO - SP

PREFEITURA MUNICIPAL DE PARAÍSO - SP EDITAL Nº 02/16, DE 13 DE SETEMBRO DE 2.016 A Comissão Especial de Avaliação de Processo Seletivo Simplificado, nomeada pela Resolução nº 01/16 de 12 de setembro de 2.016, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE GUARATINGUETÁ SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE GUARATINGUETÁ SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE GUARATINGUETÁ SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Rua Dom Bosco, 171 São Benedito - Guaratinguetá SP Telefone: (12) 3128-7777 E-mail: educacao@guaratingueta.sp.gov.br

Leia mais

DECRETO Nº , DE 9 DE MARÇO DE PUBLICADO NO DOU DE 9/03/1973

DECRETO Nº , DE 9 DE MARÇO DE PUBLICADO NO DOU DE 9/03/1973 DECRETO Nº 71.885, DE 9 DE MARÇO DE 1973. PUBLICADO NO DOU DE 9/03/1973 O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, usando da atribuição que lhe confere o artigo 81, item III, da Constituição, e tendo em vista o disposto

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 1.217, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2013

LEI COMPLEMENTAR Nº 1.217, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2013 LEI COMPLEMENTAR Nº 1.217, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2013 Altera a Lei Complementar nº 1.111, de 25 de maio de 2010, que institui o Plano de Cargos e Carreiras dos servidores do Tribunal de Justiça do Estado

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE ANÁLISE DE CURRICULO E ENTREVISTA DESTINADO A CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PROFESSOR DA EDUCAÇÃO SUPERIOR

PROCESSO SELETIVO DE ANÁLISE DE CURRICULO E ENTREVISTA DESTINADO A CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PROFESSOR DA EDUCAÇÃO SUPERIOR PROCESSO SELETIVO DE ANÁLISE DE CURRICULO E ENTREVISTA DESTINADO A CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PROFESSOR DA EDUCAÇÃO SUPERIOR EDITAL N 004/2012 UNEMAT/EMERGENCIAL A, no uso de suas atribuições legais e em

Leia mais

LEI N , DE 25 DE AGOSTO DE 2008 O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

LEI N , DE 25 DE AGOSTO DE 2008 O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES LEI N. 2.021, DE 25 DE AGOSTO DE 2008 Institui o Plano de Carreira e Remuneração dos profissionais de nível superior ocupantes dos cargos de engenheiro, tecnólogo, arquiteto, geógrafo, geólogo, médico

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PIAUIENSE DE HABILITAÇÃO, REABILITAÇÃO E READAPTAÇÃO ASSOCIAÇÃO REABILITAR

ASSOCIAÇÃO PIAUIENSE DE HABILITAÇÃO, REABILITAÇÃO E READAPTAÇÃO ASSOCIAÇÃO REABILITAR READAPTAÇÃO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 001/2015 PROCESSO DE SELEÇÃO DE PROFISSIONAIS PARA CADASTRO DE RESERVA DO CENTRO INTEGRADO DE REABILITAÇÃO- CEIR. JUSTIFICATIVA DA SELEÇÃO: A Associação Piauiense

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO EM CARÁTER TEMPORÁRIO ACT Nº. 0001 DE 02 DE JANEIRO DE 2014.

EDITAL DE SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO EM CARÁTER TEMPORÁRIO ACT Nº. 0001 DE 02 DE JANEIRO DE 2014. EDITAL DE SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO EM CARÁTER TEMPORÁRIO ACT Nº. 0001 DE 02 DE JANEIRO DE 2014. atribuições; O PREFEITO MUNICIPAL DE FRAIBURGO, Estado de Santa Catarina, no uso de suas FAZ SABER: Encontram-se

Leia mais

REGULAMENTO DA MONITORIA. para o exercício da Monitoria nos Cursos de Graduação da Universidade Iguaçu. discentes; magistério superior.

REGULAMENTO DA MONITORIA. para o exercício da Monitoria nos Cursos de Graduação da Universidade Iguaçu. discentes; magistério superior. i.e PRÓ-REITORIA ACADÊMICA REGULAMENTO DA MONITORIA Art. 1º. O presente regulamento estabelece as regras para o exercício da Monitoria nos Cursos de Graduação da Universidade Iguaçu UNIG, por meio de programas

Leia mais

b) aos demais aplicar-se-á, para fins de cálculo das aposentadorias e pensões, o disposto na Lei n o , de 18 de junho de 2004.

b) aos demais aplicar-se-á, para fins de cálculo das aposentadorias e pensões, o disposto na Lei n o , de 18 de junho de 2004. LEI Nº 12.277, DE 30 DE JUNHO DE 2010. Dispõe sobre a instituição do Adicional por Participação em Missão no Exterior, a remuneração dos cargos de Atividades Técnicas da Fiscalização Federal Agropecuária

Leia mais

ANATOMIA HUMANA EDITAL N. º 011/2015. I. DAS VAGAS, REMUNERAÇÃO, REGIME JURÍDICO E CARGA HORÁRIA.

ANATOMIA HUMANA EDITAL N. º 011/2015. I. DAS VAGAS, REMUNERAÇÃO, REGIME JURÍDICO E CARGA HORÁRIA. CONCURSO DE MONITORIA ANATOMIA HUMANA EDITAL N. º 011/2015. I. DAS VAGAS, REMUNERAÇÃO, REGIME JURÍDICO E CARGA HORÁRIA. 1- Número de vagas: 01 vaga 2- O aluno no exercício da função de monitor receberá

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA FLORESTAL DA FCA/UNESP

REGULAMENTO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA FLORESTAL DA FCA/UNESP REGULAMENTO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA FLORESTAL DA FCA/UNESP Seção de Pós-Graduação 1 UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRONÔMICAS CÂMPUS DE BOTUCATU REGULAMENTO DO PROGRAMA

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA 14/2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROVIMENTO POR TEMPO DETERMINADO

EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA 14/2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROVIMENTO POR TEMPO DETERMINADO EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA 14/2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROVIMENTO POR TEMPO DETERMINADO A Prefeitura Municipal Teófilo Otoni por meio da, com fundamento no art. 37, inciso IX, da Constituição

Leia mais

Art. 5º Altera a redação do 2º e suprime o 3º do art. 34, que passa a vigorar com a seguinte redação: Art. 34. (...)

Art. 5º Altera a redação do 2º e suprime o 3º do art. 34, que passa a vigorar com a seguinte redação: Art. 34. (...) EMENDA Nº. 01/2015, AO PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 11/2014, QUE DISPÕE SOBRE O ESTATUTO E PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E VENCIMENTOS DO MAGISTÉRIO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE ITURAMA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

EDITAL Nº 09, DE 28 DE MAIO DE 2013

EDITAL Nº 09, DE 28 DE MAIO DE 2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CAMPUS UNIVERSITÁRIO MINISTRO REIS VELLOSO CURSO DE FISIOTERAPIA EDITAL Nº 09, DE 28 DE MAIO DE 2013 Por delegação de competência do Magnífico Reitor

Leia mais

SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA

SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA PARECER Nº, DE 2003 Redação, para o segundo turno, da Proposta de Emenda à Constituição nº 67, de 2003 (nº 40, de 2003, na Câmara dos Deputados).

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS Mensagem nº 53, de 2011. Canoas, 11 de agosto de 2011. A Sua Excelência o Senhor Vereador César Augusto Ribas Moreira Presidente da Câmara Municipal de Canoas Canoas - RS Senhor Presidente, Vimos respeitosamente

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA ESTÁGIO REMUNERADO NÃO OBRIGATÓRIO EDITAL Nº 07/2013

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA ESTÁGIO REMUNERADO NÃO OBRIGATÓRIO EDITAL Nº 07/2013 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA ESTÁGIO REMUNERADO NÃO OBRIGATÓRIO EDITAL Nº 07/2013 O DIRETOR GERAL DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SERTÃO PERNAMBUCANO CAMPUS PETROLINA ZONA

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 TÍTULO IV DA ORGANIZAÇÃO DOS PODERES CAPÍTULO IV DAS FUNÇÕES ESSENCIAIS À JUSTIÇA Seção I Do Ministério Público Art. 127. O Ministério Público é instituição

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº. 119 DE 03 DE DEZEMBRO DE 2010.

LEI COMPLEMENTAR Nº. 119 DE 03 DE DEZEMBRO DE 2010. LEI COMPLEMENTAR Nº. 119 DE 03 DE DEZEMBRO DE 2010. Estabelece e regulamenta a atribuição de adicionais e a concessão de gratificações gerais aos servidores públicos da Administração Direta, Autárquica

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul MUNICÍPIO DE CAPÃO DO CIPÓ Gabinete do Prefeito Municipal LEI Nº 648, DE 11 DE ABRIL DE 2013.

Estado do Rio Grande do Sul MUNICÍPIO DE CAPÃO DO CIPÓ Gabinete do Prefeito Municipal LEI Nº 648, DE 11 DE ABRIL DE 2013. LEI Nº 648, DE 11 DE ABRIL DE 2013. AUTORIZA O MUNICÍPIO DE CAPÃO DO CIPÓ A CONTRATAR, EM CARÁTER TEMPORÁRIO, PROFISSIONAL PARA O DESEMVOLVIMENTO DO PROGRAMA NACIONAL DE INCLUSÃO DE JOVENS - PROJOVEM ADOLESCENTE.

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE CONSELHO DIRETOR

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE CONSELHO DIRETOR FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE CONSELHO DIRETOR Resolução n.º 01, de 14 de fevereiro de 2008 A Presidente do Conselho Diretor da Fundação Universidade Federal do Acre, em exercício, no uso das atribuições

Leia mais

REDAÇÃO MODELO EDITAL N. º 066/2011. ( Somente alunos a partir do 3º ao 7º períodos do Curso de Jornalismo)

REDAÇÃO MODELO EDITAL N. º 066/2011. ( Somente alunos a partir do 3º ao 7º períodos do Curso de Jornalismo) CONCURSO DE MONITORIA REDAÇÃO MODELO EDITAL N. º 066/2011 ( Somente alunos a partir do 3º ao 7º períodos do Curso de Jornalismo) I. DAS VAGAS, BOLSA DE MONITORIA, REGIME JURÍDICO E CARGA HORÁRIA. 1- Número

Leia mais

Normativa ACT Nº 01/2016: Orientações às Gerências de Educação das Agências de Desenvolvimento Regional sobre o Processo Seletivo ACT/2016

Normativa ACT Nº 01/2016: Orientações às Gerências de Educação das Agências de Desenvolvimento Regional sobre o Processo Seletivo ACT/2016 ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAS Normativa ACT Nº 01/2016: Orientações às Gerências de Educação das Agências de Desenvolvimento Regional sobre o

Leia mais

PROCESSO SELETIVO FUNDEPAG Nº 19/2012

PROCESSO SELETIVO FUNDEPAG Nº 19/2012 PROCESSO SELETIVO FUNDEPAG Nº 19/2012 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA O(A) FUNDAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DA PESQUISA DO AGRONEGÓCIO FUNDEPAG A Fundação de Desenvolvimento da

Leia mais

TIPO DE DOCUMENTO INSTRUÇÃO NORMATIVA LOCALIZADOR. Controlar a concessão de férias dos servidores e empregados públicos da Administração Direta

TIPO DE DOCUMENTO INSTRUÇÃO NORMATIVA LOCALIZADOR. Controlar a concessão de férias dos servidores e empregados públicos da Administração Direta 2/6 MACRO 4.1.3 Em nenhuma hipótese, sob qualquer pretexto, o servidor poderá deixar de gozar férias anuais, obrigatórias, no exercício a que corresponderem, exceto se o prazo previsto no item 4.1.2 for

Leia mais

TEXTO DOCUMENTO PROJETO DE LEI TÍTULO I. Das Disposições Preliminares

TEXTO DOCUMENTO PROJETO DE LEI TÍTULO I. Das Disposições Preliminares Plano de Carreira TEXTO DOCUMENTO PROJETO DE LEI Consolida o Plano de Carreira e Cargo de Professor Federal e dispõe sobre a reestruturação e unificação das carreiras e cargos do magistério da União, incluídas

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARCARENA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL GABINETE DA SECRETÁRIA ADJUNTA

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARCARENA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL GABINETE DA SECRETÁRIA ADJUNTA PREFEITURA MUNICIPAL DE BARCARENA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL GABINETE DA SECRETÁRIA ADJUNTA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 001/2014. Estabelece critérios

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo LEI Nº 6.814

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo LEI Nº 6.814 Estado do Espírito Santo LEI Nº 6.814 Dispõe sobre o pagamento do Adicional de Insalubridade e de Periculosidade aos servidores do Município de Vitória, e dá outras providências. O Prefeito Municipal de

Leia mais

CADASTRO EMERGENCIAL PARA EDUCAÇÃO ESPECIAL E INTERLOCUTOR DE LIBRAS

CADASTRO EMERGENCIAL PARA EDUCAÇÃO ESPECIAL E INTERLOCUTOR DE LIBRAS CADASTRO EMERGENCIAL PARA EDUCAÇÃO ESPECIAL E INTERLOCUTOR DE LIBRAS O Dirigente Regional de Ensino da Diretoria de Ensino Região Itapecerica da Serra torna pública a abertura de cadastramento emergencial

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO. ATO Nº 384/ 2011 Rio de Janeiro, 12 de maio de CAPÍTULO I. Das Disposições Preliminares

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO. ATO Nº 384/ 2011 Rio de Janeiro, 12 de maio de CAPÍTULO I. Das Disposições Preliminares TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO ATO Nº 384/ 2011 Rio de Janeiro, 12 de maio de 2011. O Presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE ARATIBA. Rua Luis Loeser, 287 Centro Fone: (54) CNPJ

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE ARATIBA. Rua Luis Loeser, 287 Centro Fone: (54) CNPJ Edital nº004/2016 ABRE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE ENFERMEIRA (O) PARA ATUAÇÃO JUNTO A SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE PROGRAMA PSF O Município de Aratiba, Estado

Leia mais

Av. A, 198 Setor A Fone: (66) CEP Alta Floresta Mato Grosso

Av. A, 198 Setor A Fone: (66) CEP Alta Floresta Mato Grosso EDITAL DE SELEÇÃO N.º 003/2016/GS/SME/AF A SECRETÁRIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições legais, torna público para conhecimento dos interessados o Edital de Seleção para contratação temporária

Leia mais

Edital de Credenciamento Centro de Estudo de Línguas 2017

Edital de Credenciamento Centro de Estudo de Línguas 2017 Edital de Credenciamento Centro de Estudo de Línguas 2017 O Dirigente Regional de Ensino de Fernandópolis, em atendimento às disposições da Resolução SE 44, de 13-08-2014, e Resolução SE 72, de 22-12-2016,

Leia mais

Lei nº de 17 de outubro de 2001.

Lei nº de 17 de outubro de 2001. Lei nº 3.103 de 17 de outubro de 2001. Estabelece normas para a escolha de diretores e vice-diretores nas escolas da rede municipal e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE URUGUAIANA: Faço saber,

Leia mais

Objetivo O exercício deste estágio objetiva promover atividades de apoio ao micro empreendedor individual (MEI) junto ao SEBRAE-PE.

Objetivo O exercício deste estágio objetiva promover atividades de apoio ao micro empreendedor individual (MEI) junto ao SEBRAE-PE. Laureate International Universities R EDITAL DE SELEÇÃO PARA ESTÁGIO DO SEBRAE 1 A FACULDADE DOS GUARARAPES, mantida pela Sociedade Capibaribe de Educação e Cultura - SOCEC, com sede em Jaboatão dos Guararapes

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 078, de 22 de Dezembro de 2006.

LEI COMPLEMENTAR Nº 078, de 22 de Dezembro de 2006. REVOGADA PELA LC 123, DE 19/11/2010 DOM SC 22/11/2010. Alterada pela LC nº 92, de 26 de dezembro de 2007. LEI COMPLEMENTAR Nº 078, de 22 de Dezembro de 2006. Institui Quadro de Pessoal de Provimento Temporário

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS CONSELHO SUPERIOR

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS CONSELHO SUPERIOR SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 44/CS, DE 2 DE DEZEMBRO DE 2013. Estabelece normas e procedimentos para reversão voluntária de

Leia mais

PROCESSO SIMPLIFICADO PARA SELEÇÃO PÚBLICA DE PESSOAL DE NÍVEIS MÉDIO E SUPERIOR

PROCESSO SIMPLIFICADO PARA SELEÇÃO PÚBLICA DE PESSOAL DE NÍVEIS MÉDIO E SUPERIOR PROCESSO SIMPLIFICADO PARA SELEÇÃO PÚBLICA DE PESSOAL DE NÍVEIS MÉDIO E SUPERIOR SELEÇÃO DE PESSOAL PARA OAB-GO Nº 001/2016 A Ordem dos Advogados de Goiás Seção de Goiás, por meio de sua Diretoria, no

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PORTARIA NORMATIVA Nº 17, DE 12 DE AGOSTO DE 2016 Dispõe sobre a ocupação de vagas remanescentes do processo seletivo do Fundo de Financiamento Estudantil Fies referente ao segundo

Leia mais

O edital obedecerá aos critérios do Regimento Interno da FACPP: CAPÍTULO II (Art Art. 90). Ver documento a seguir:

O edital obedecerá aos critérios do Regimento Interno da FACPP: CAPÍTULO II (Art Art. 90). Ver documento a seguir: O edital obedecerá aos critérios do Regimento Interno da FACPP: CAPÍTULO II (Art. 79 - Art. 90). Ver documento a seguir: 1 FORMAS DE ACESSO AOS CURSOS - DO PROCESSO SELETIVO A MATRÍCULA DE ACORDO COM O

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 01/2014 CONTRATAÇÃO EMERGENCIAL POR PRAZO DETERMINADO DE MONITOR

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 01/2014 CONTRATAÇÃO EMERGENCIAL POR PRAZO DETERMINADO DE MONITOR EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 01/2014 CONTRATAÇÃO EMERGENCIAL POR PRAZO DETERMINADO DE MONITOR HILÁRIO CASARIN, Prefeito do Município de São Miguel das Missões, no uso de suas atribuições legais, autoriza

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2014

PROJETO DE LEI Nº, DE 2014 PROJETO DE LEI Nº, DE 2014 (Do Sr. Alan Rick) Cria a Subseção XIII, da Seção V, do Capítulo II, do Título III, da Lei nº 8.213, de 24 de julho de 1991, altera os arts. 18, 25, 29, 39, 40 e 124 da Lei nº

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA DA FCA/UNESP

REGULAMENTO PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA DA FCA/UNESP REGULAMENTO PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA DA FCA/UNESP Estabelecido pela Resolução UNESP n. 21, de 15-4-2013 (Publicado no DOE de 16/04/2013, Seção I, Pág. 39 e 40) Alterada pela Resolução UNESP

Leia mais

1 Os contratos de que tratam o caput serão por prazo determinado, com duração de 12 (doze) meses, podendo ser renovado por prazo de igual período.

1 Os contratos de que tratam o caput serão por prazo determinado, com duração de 12 (doze) meses, podendo ser renovado por prazo de igual período. LEI COMPLEMENTAR Nº 250 DE 14 DE OUTUBRO DE 2014. REGULAMENTA A CONTRATAÇÃO DE AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE E DE PROGRAMAS PSF PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA E PACS PROGRAMA DOS AGENTES COMUNITÁRIOS DE

Leia mais

Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu, Paulo César Silva, Prefeito Municipal, sanciono e promulgo a seguinte lei:

Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu, Paulo César Silva, Prefeito Municipal, sanciono e promulgo a seguinte lei: Institui o Programa Temporário de Pagamento Incentivado de Débitos para com a Fazenda Pública do Município de Poços de Caldas- POÇOS EM DIA II e dá outras providências. Faço saber que a Câmara Municipal

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº1148, DE 15 DE SETEMBRO DE 2011

LEI COMPLEMENTAR Nº1148, DE 15 DE SETEMBRO DE 2011 1 São Paulo, 121 (176) Diário Oficial Poder Executivo - Seção I sexta-feira, 16 de setembro de 2011 LEI COMPLEMENTAR Nº1148, DE 15 DE SETEMBRO DE 2011 Altera a Lei complementar nº 1.044, de 13 de maio

Leia mais

RESOLUÇÃO SEE Nº DE 03 DE OUTUBRO DE 2014 que estabelece critérios para inscrição e classificação para designação 2015.

RESOLUÇÃO SEE Nº DE 03 DE OUTUBRO DE 2014 que estabelece critérios para inscrição e classificação para designação 2015. RESOLUÇÃO SEE Nº 2.686 DE 03 DE OUTUBRO DE 2014 que estabelece critérios para inscrição e classificação para designação 2015. Estabelece critérios e define procedimentos para inscrição e classificação

Leia mais

Edital 003/2016/DG-ETS/CCS/UFPB - Seleção de Estagiários de Cursos de Graduação para a Escola Técnica de Saúde da UFPB

Edital 003/2016/DG-ETS/CCS/UFPB - Seleção de Estagiários de Cursos de Graduação para a Escola Técnica de Saúde da UFPB Edital 003/2016/DG-ETS/CCS/UFPB - Seleção de Estagiários de Cursos de Graduação para a Escola Técnica de Saúde da UFPB A Direção da Escola Técnica de Saúde da Universidade Federal da Paraíba (ETS-UFPB)

Leia mais

EDITAL Nº 08/16- CMRV, de 29/07/2016 CAMPUS MINISTRO REIS VELLOSO

EDITAL Nº 08/16- CMRV, de 29/07/2016 CAMPUS MINISTRO REIS VELLOSO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CAMPUS MINISTRO REIS VELLOSO Av. São Sebastião, nº 2819. Bairro São Benedito. CEP 64.202-020 Parnaíba-PI Fone: (86) 3323-5408 E-mail: cmatematica@ufpi.edu.br

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI Nº 9.957, DE 15 DE JUNHO DE 2015.

RIO GRANDE DO NORTE LEI Nº 9.957, DE 15 DE JUNHO DE 2015. RIO GRANDE DO NORTE LEI Nº 9.957, DE 15 DE JUNHO DE 2015. Dispõe sobre a contratação de pessoal, por prazo determinado, para o atendimento de necessidade temporária de excepcional interesse público, no

Leia mais

FACULDADE DE REABILITAÇÃO DA ASCE FRASCE Associação de Solidariedade à Criança Excepcional - ASCE

FACULDADE DE REABILITAÇÃO DA ASCE FRASCE Associação de Solidariedade à Criança Excepcional - ASCE Processo Seletivo 2015/02 O Diretor Geral da Faculdade de Reabilitação da ASCE faz saber, através do presente Edital, que estarão abertas, no período de 04 de maio de 2015 a 19 de junho de 2015, as inscrições

Leia mais

Ensaio sobre a nova Lei dos Empregados Domésticos

Ensaio sobre a nova Lei dos Empregados Domésticos www.fagnersandes.com.br Preparando você para o sucesso! Ensaio sobre a nova Lei dos Empregados Domésticos Regulamentado pela Lei Complementar n. 150/15, empregado doméstico é aquele que presta serviços

Leia mais

GRADUAÇÃO BACHARELADO CURSOS

GRADUAÇÃO BACHARELADO CURSOS PROCESSO SELETIVO EDITAL PARA O PRIMEIRO SEMESTRE DE 2017 O Diretor Geral da Faculdade Machado Sobrinho, no uso de suas atribuições regimentais, torna público, na forma da lei, que as inscrições no Processo

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 92/06-CEPE

RESOLUÇÃO Nº 92/06-CEPE RESOLUÇÃO Nº 92/06-CEPE Estabelece normas para contratação de professor substituto na Universidade Federal do Paraná. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO, órgão normativo, consultivo e deliberativo

Leia mais

Considerando que não restam candidatos aprovados no último concurso público para os cargos pretendidos;

Considerando que não restam candidatos aprovados no último concurso público para os cargos pretendidos; DECRETO Nº 24/2015 DE 02 DE MARÇO DE 2015. Dispõe sobre a abertura de processo seletivo simplificado para contratação de pessoal por tempo determinado para atender a necessidade temporária de excepcional

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 634/2010

RESOLUÇÃO Nº 634/2010 Publicação: 19/05/2010 DJE: 18/05/2010 RESOLUÇÃO Nº 634/2010 Regulamenta a concessão do Adicional de Desempenho, ADE, aos servidores efetivos dos Quadros de Pessoal da Secretaria do Tribunal de Justiça

Leia mais

PROCEDIMENTOS APÓS A REUNIÃO DE PRENCHIMENTO DE VAGAS

PROCEDIMENTOS APÓS A REUNIÃO DE PRENCHIMENTO DE VAGAS PROCEDIMENTOS APÓS A REUNIÃO DE PRENCHIMENTO DE VAGAS EXAME MÉDICO ADMISSIONAL Agendamento do exame: O agendamento do exame médico admissional é obrigatório e eliminatório e deve ser feito no momento da

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE NOVA MUTUM

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE NOVA MUTUM PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PROFISSIONAL TÉCNICO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR EDITAL N. 001/2014 UNEMAT - A, por intermédio do Campus Universitário de Nova Mutum-MT, no uso de

Leia mais

Estado de Santa Catarina Prefeitura Municipal de Florianópolis Secretaria Municipal de Saúde

Estado de Santa Catarina Prefeitura Municipal de Florianópolis Secretaria Municipal de Saúde EDITAL Nº 020/2015 Processo Seletivo Simplificado para preenchimento de cargos em caráter temporário, para compor a Rede Municipal de Saúde, respaldado no art. 37, inciso IX, da Constituição Federal, art.

Leia mais

HOSPITAL DA POLÍCIA MILITAR COMANDANTE LARA RIBAS

HOSPITAL DA POLÍCIA MILITAR COMANDANTE LARA RIBAS EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 12/14 HPM-ABEPOM O Presidente da ABEPOM - Associação Beneficente dos Militares Estaduais, no uso de suas atribuições legais, torna público o presente edital, que estabelece

Leia mais

ATO REGULAMENTAR GP Nº 11/2009 de 16 de novembro de 2009

ATO REGULAMENTAR GP Nº 11/2009 de 16 de novembro de 2009 ATO REGULAMENTAR GP Nº 11/2009 de 16 de novembro de 2009 Dispõe sobre a concessão e pagamento de férias e de adiantamento da gratificação natalina no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região.

Leia mais

LEI Nº 953, de 19 de maio de 2009.

LEI Nº 953, de 19 de maio de 2009. LEI Nº 953, de 19 de maio de 2009. Dispõe sobre a incorporação na atividade das parcelas remuneratórias percebidas em decorrência do exercício de cargo em comissão, função de confiança, função gratificada

Leia mais

DECISÃO COREN/CE Nº 061/2013

DECISÃO COREN/CE Nº 061/2013 DECISÃO COREN/CE Nº 061/2013 APROVA O REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NOS CURSOS REALIZADOS PELO COREN/CE E DÁ OUTRAS PROVIDENCIAS. O Conselho Regional de Enfermagem do Ceará COREN/CE, no uso de suas atribuições

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 568, DE 31 DE DEZEMBRO DE DOU DE 03/01/2011

PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 568, DE 31 DE DEZEMBRO DE DOU DE 03/01/2011 PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 568, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2010 - DOU DE 03/01/2011 Dispõe sobre o reajuste dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social - INSS e dos demais valores

Leia mais

Estado de Santa Catarina Prefeitura Municipal de Florianópolis Secretaria Municipal de Saúde

Estado de Santa Catarina Prefeitura Municipal de Florianópolis Secretaria Municipal de Saúde EDITAL Nº 019/2014 Processo Seletivo Simplificado para preenchimento de cargos em caráter temporário, para compor a Rede Municipal de Saúde, respaldado no art. 37, inciso IX, da Constituição Federal, art.

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº. 01/2012

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº. 01/2012 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº. 01/2012 SAMIR ALBERTO PERNOMIAN, Prefeito Municipal de Parapuã, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais. TORNA PÚBLICO O presente EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA

Leia mais

BHTRANS Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte

BHTRANS Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte BHTRANS Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte Evolução na Carreira A forma de evolução na carreira de cada categoria funcional, indicando critérios percentuais, interstícios, teto possível

Leia mais

RESOLUÇÃO TSE /2008* 1

RESOLUÇÃO TSE /2008* 1 RESOLUÇÃO TSE 22.901/2008* 1 * 1 Resolução alterada pelas Resoluções TSE 23.386/2012, 23.477/2016 e 23.497/2016. PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 18.456 CLASSE 19ª BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL. Relator: Ministro

Leia mais

EDITAL COMPLEMENTAR MNPEF-UEM Nº 2/2016 PROCESSO SELETIVO DE INGRESSO NO CURSO DE MESTRADO NACIONAL PROFISSIONAL EM ENSINO DE FÍSICA POLO UEM

EDITAL COMPLEMENTAR MNPEF-UEM Nº 2/2016 PROCESSO SELETIVO DE INGRESSO NO CURSO DE MESTRADO NACIONAL PROFISSIONAL EM ENSINO DE FÍSICA POLO UEM Universidade Estadual de Maringá Centro de Ciências Exatas Departamento de Física Programa de Pós-Graduação do Mestrado Nacional em Ensino de Física-Polo UEM EDITAL COMPLEMENTAR MNPEF-UEM Nº 2/2016 PROCESSO

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICIPIO DE PORTO VELHO

PREFEITURA DO MUNICIPIO DE PORTO VELHO DECRETO Nº 11.887, DE 03 DE DEZEMBRO DE 2010. Dispõe sobre o Estágio Remunerado de estudantes matriculados em Instituições Públicas ou Privadas de Ensino Superior e Médio Profissionalizante e dá outras

Leia mais

E D I T A L Nº 062/2014

E D I T A L Nº 062/2014 E D I T A L Nº 062/2014 O Secretário Municipal de Administração de Erechim, Estado do Rio Grande do Sul, no uso de suas atribuições previstas no Decreto nº 3326/2009, TORNA PÚBLICO, para conhecimento de

Leia mais

DECRETO Nº 6.114, DE 15 DE MAIO DE

DECRETO Nº 6.114, DE 15 DE MAIO DE DECRETO Nº 6.114, DE 15 DE MAIO DE 2007. Regulamenta o pagamento da Gratificação por Encargo de Curso ou Concurso de que trata o art. 76-A da Lei n o 8.112, de 11 de dezembro de 1990. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Página 1 de 8 Brastra (4376 bytes) Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003 As MESAS da CÂMARA DOS DEPUTADOS e do SENADO

Leia mais