CONCURSO PÚBLICO SERVIÇO DE RECOLHA SELECTIVA DE ÓLEOS ALIMENTARES USADOS. ANÚNCIO DE CONCURSO [a que se refere o n.º 1 do artigo130º do CCP]

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONCURSO PÚBLICO SERVIÇO DE RECOLHA SELECTIVA DE ÓLEOS ALIMENTARES USADOS. ANÚNCIO DE CONCURSO [a que se refere o n.º 1 do artigo130º do CCP]"

Transcrição

1

2

3 Recolha Selectiva de Óleos Alimentares Usados CONCURSO PÚBLICO SERVIÇO DE RECOLHA SELECTIVA DE ÓLEOS ALIMENTARES USADOS ANÚNCIO DE CONCURSO [a que se refere o n.º 1 do artigo130º do CCP] 1. IDENTIFICAÇÃO E CONTACTOS DA ENTIDADE ADJUDICANTE Designação da entidade adjudicante: Município da Nazaré Pessoa de contacto: Presidente da Câmara Municipal da Nazaré Endereço: Avenida Vieira Guimarães, 54 Código Postal: Localidade: Nazaré Telefone: Fax: Endereço Electrónico: 2. OBJECTO DO CONTRATO: Designação do contrato: Fornecimento de Gás Natural Canalizado. DESCRIÇÃO SUCINTA DO OBJECTO DO CONTRATO: O OBJETO DO PRESENTEE PROCEDIMENTO CONSISTE NO AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS PARA RECOLHA SELECTIVA DE ÓLEOS ALIMENTARES USADOS (OAU) NO CONCELHO DA NAZARÉ. Classificação CPV (Vocabulário Comum para os Contratos Públicos) Objecto Principal Vocabulário principal: INDICAÇÕES ADICIONAIS: O concurso destina-se à celebração de um acordo quadro? Não O concurso destina-se à instituição de um sistema de aquisição dinâmica? Não É utilizado um leilão electrónico? Não É adoptada uma fase de negociação? Não 4. ADMISSIBILIDADE DA APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS VARIANTES? Não 5. DIVISÃO EM LOTES, SE FOR O CASO: Não 6. LOCAL DE EXECUÇÃO DO CONTRATO: Nazaré 7. PRAZO DE EXECUÇÃO DO CONTRATO: O fornecimento terá a duração de 3 anos, iniciando-se imediatamente após a assinaturaa do contrato. 8. DOCUMENTOS DE HABILITAÇÃO: 9. ACESSO ÀS PEÇAS DO CONCURSO E APRESENTAÇÃO DAS PROPOSTAS: 9.1 Consulta das peças do concurso:

4 Recolha Selectiva de Óleos Alimentares Usados Designação do serviço da entidade adjudicante onde se encontram disponíveis as peças do concurso para consulta dos interessados: Relações Publicas da Câmara Municipal da Nazaré Endereço: Avenida Vieira Guimarães, 54 Código postal: Localidade: Nazaré Telefone: Fax: Endereço electrónico: 9.2 Meio electrónico de fornecimento das peças do concurso e de apresentação das propostas: Plataforma electrónica de contratação pública acingov, acessível através do sítio eletrónico PRAZO PARA APRESENTAÇÃO DAS PROPOSTAS OU DAS VERSÕES INICIAIS DAS PROPOSTAS SEMPRE QUE SE TRATE DE UM SISTEMA DE AQUISIÇÃO DINÂMICO: Até às 17:00 horas do 30º dia, contado da data de publicação no Diário da Republica. 11. PRAZO PARA O QUAL OS CONCORRENTES SÃO OBRIGADOS A MANTER AS RESPECTIVAS PROPOSTAS: 66 dias a contar do termo do prazo para a apresentação das propostas. 12. CRITÉRIO DE ADJUDICAÇÃO: O critério de adjudicação será a economicamente mais vantajosa. 13. DISPENSA DE PRESTAÇÃO DE CAUÇÃO; Sim 14. IDENTIFICAÇÃO E CONTACTOS DO ÓRGÃO DE RECURSO ADMINISTRATIVO: Designação: Presidente da Câmara Municipal da Nazaré Endereço: Avenida Vieira Guimarães Código postal: Localidade: Nazaré Telefone: Fax: Endereço electrónico: Prazo de interposição de recurso: 5 dias 15. DATA DE ENVIO DO ANÚNCIO PARA PUBLICAÇÃO NO DIÁRIO DA REPÚBLICA: 16. O PROCEDIMENTO A QUE ESTE ANÚNCIO DIZ RESPEITO TAMBÉM É PUBLICITADO NO JORNAL DA UNIÃO EUROPEIA? Não 17. IDENTIFICAÇÃO DO AUTOR DO ANÚNCIO: Nome: Walter Manuel Cavaleiro Chicharro Cargo: Presidente da Câmara Municipal da Nazaré

5 CONCURSO PÚBLICO PROGRAMA DO PROCEDIMENTO AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS PARA RECOLHA SELECTIVA DE ÓLEOS ALIMENTARES USADOS (OAU) NO CONCELHO DA NAZARÉ Câmara Municipal da Nazaré Página 1 de 24

6 ÍNDICE Programa do Procedimento 4 Parte I 4 Disposições Gerais 4 Cláusula 1.ª 4 Identificação e Objecto do Procedimento 4 Cláusula 2.ª 4 Entidade Adjudicante 4 Cláusula 3.ª 4 Órgão que Tomou a Decisão de Contratar 4 Cláusula 4.ª 5 Órgão Competente para Prestar Esclarecimentos 5 Cláusula 5.ª 5 Esclarecimentos e Rectificações de Erros e Omissões 5 Cláusula 6.ª 5 Erros e Omissões 5 Cláusula 7.ª 6 Documentos de Habilitação 6 Cláusula 8.ª 7 Não apresentação dos documentos de habilitação 7 Cláusula 9.ª 8 Concorrentes 8 Parte II 8 Propostas 8 Cláusula 10.ª 8 Proposta 8 Cláusula 11.ª 10 Propostas variantes 10 Cláusula 12.ª 10 Disponibilização das Peças e Apresentação de Propostas 10 Cláusula 13.ª 10 Prazo de Obrigação de Manutenção das Propostas 10 Cláusula 14.ª 11 Critério de adjudicação 11 Cláusula 15.ª 13 Retirada da Proposta 13 Cláusula 16.ª 13 Lista dos Concorrentes e consulta das propostas apresentadas 13 Cláusula 17.ª 13 Concorrentes Não Incluídos na Lista 13 Câmara Municipal da Nazaré Página 2 de 24

7 Parte III 14 Análise de Propostas 14 Cláusula 18.ª 14 Análise de Propostas 14 Cláusula 19.ª 14 Esclarecimentos sobre as Propostas 14 Cláusula 20.ª 15 Relatório Preliminar 15 Cláusula 21.ª 15 Audiência Prévia 15 Cláusula 22.ª 15 Relatório Final 15 Parte IV 16 Adjudicação 16 Cláusula 23.ª 16 Notificação da Decisão de Adjudicação 16 Cláusula 24.ª 17 Causas de não Adjudicação 17 Parte V 18 Celebração do Contrato 18 Cláusula 25.ª 18 Aceitação da minuta do contrato 18 Cláusula 26.ª 18 Reclamações contra a minuta 18 Cláusula 27.ª 18 Celebração de contrato escrito 18 Parte VI 19 Disposições finais 19 Cláusula 28.ª 19 Legislação aplicável 19 Cláusula 29.ª Erro! Marcador não definido. Apoio técnico referente à plataforma electrónica Erro! Marcador não definido. Anexos 19 Anexo I 20 Modelo de Declaração 20 Anexo II 23 Modelo de Declaração 23 Câmara Municipal da Nazaré Página 3 de 24

8 Programa do Procedimento Parte I Disposições Gerais Cláusula 1.ª Identificação e Objecto do Procedimento 1.Concurso Público ao abrigo do disposto na alínea b) do n.º 1 do artigo 20º do Código dos Contratos Públicos, adiante designado por CCP, aprovado pelo Decreto-Lei 18/2008 de 29 de Janeiro, revisto e republicado pelo Decreto-Lei nº 278/2009 de 2 de Outubro, posteriormente alterado pela lei n.º 3/2010, de 27 de Abril e pelo Decreto Lei n.º 131/2010 de 14 de Dezembro, adiante CCP. 2.O presente procedimento tem por objecto a aquisição de serviços para recolha selectiva de óleos alimentares usados (OAU) no concelho da Nazaré pelo período de 3 anos. Cláusula 2.ª Entidade Adjudicante A entidade adjudicante é o Município da Nazaré, com sede no edifício dos Paços do Concelho na Avenida Vieira Guimarães, Nazaré Contactos: tel , Fax e endereço de correio eletrónico: Cláusula 3.ª Órgão que Tomou a Decisão de Contratar A decisão de contratar foi tomada em reunião de Câmara de 30/03/2015. Câmara Municipal da Nazaré Página 4 de 24

9 Cláusula 4.ª Órgão Competente para Prestar Esclarecimentos O órgão com competência para prestar esclarecimentos ao abrigo do artigo 50.º do CCP é o júri do procedimento, nomeado para o efeito e com competências delegadas por decisão do Sr. Presidente da Câmara. Cláusula 5.ª Esclarecimentos e Rectificações de Erros e Omissões 1. Os interessados podem solicitar esclarecimentos por escrito relativos à boa compreensão e interpretação das peças do procedimento, através da plataforma electrónica utilizada por este Município através do endereço durante o primeiro terço do prazo fixado no n.º 3 da cláusula 12ª do presente documento. 2. Os esclarecimentos solicitados no âmbito do número anterior serão prestados pelo júri do procedimento por escrito, através de plataforma electrónica referida no número anterior, até ao fim do segundo terço do prazo fixado no n.º 3 da cláusula 12ª do presente documento. 3. O Júri do procedimento pode proceder à rectificação de erros ou omissões das peças do procedimento até ao termo do prazo previsto no número anterior. 4. Os esclarecimentos e rectificações referidos nos números anteriores serão disponibilizados na plataforma electrónica utilizada pelo município, e juntos às peças do procedimento patentes para consulta e todos os interessados que as tenham obtido serão imediatamente notificados. Cláusula 6.ª Erros e Omissões 1. Até ao termo do quinto sexto do prazo fixado para a apresentação das propostas, os interessados devem apresentar ao órgão competente uma lista na qual identifiquem, expressa e inequivocamente, os erros e as omissões do caderno de encargos detectados e que digam respeito a: Câmara Municipal da Nazaré Página 5 de 24

10 a) Aspectos ou dados que se revelem desconformes com a realidade; ou b) Espécie ou quantidade de prestações estritamente necessárias à integral execução do objecto do contrato a celebrar; ou c) Condições técnicas de execução do objecto do contrato a celebrar que o interessado não considere exequíveis. 2. A apresentação da lista referida no n.º 1, por qualquer interessado, suspende o prazo fixado para a apresentação das propostas desde o termo do quinto sexto daquele prazo até à publicitação da decisão sobre aceitação ou rejeição dos erros e omissões identificados ou, não havendo decisão expressa, até ao termo do mesmo prazo. 3. Consideram-se rejeitados todos os erros e omissões identificados pelos interessados que não sejam expressamente aceites. 4. A deliberação compete ao Júri do procedimento, e será publicitada na plataforma electrónica utilizada pelo Município da Nazaré. Cláusula 7.ª Documentos de Habilitação 1. Ao adjudicatário ser-lhe-á solicitado os seguintes documentos de habilitação: 1.1 Declaração emitida conforme modelo constante do Anexo II a este Programa de Procedimento; 1.2 Documento comprovativo de que não se encontra na situação prevista na alínea d) do artigo 55º do Código dos Contratos Públicos (Certificado emitido pela entidade competente) 1.3 Documento comprovativo de que não se encontra na situação prevista na alínea e) do artigo 55º do CCP (Certificado emitido pela entidade competente). 1.4 Documento comprovativo em como não se encontra nas situações previstas nas alíneas b) e i) do Código da Contratação Pública, (Certificado de Registo Criminal). 1.5 Certidão do registo Comercial, com todas as inscrições em vigor. 1.6 Certificado de inscrição em lista oficial de prestadores de serviços que revele a titularidade das habilitações adequadas e necessárias à execução das prestações objecto do contrato a Câmara Municipal da Nazaré Página 6 de 24

11 celebrar ou no caso de não estar inscrito, certificado de Inscrição nos registos competentes do estado membro em causa, com todas as inscrições em vigor e que revele a titularidade das habilitações adequadas e necessárias à execução das prestações objecto do contrato a celebrar. 2.O prazo para a apresentação, pelo adjudicatário, de reprodução dos documentos de habilitação, através de plataforma electrónica, será de 5 dias úteis após notificação da adjudicação. 3.No caso da plataforma electrónica utilizada pelo Município da Nazaré se encontrar indisponível devem os documentos de habilitação serem enviados para: ou pelo fax: O prazo a conceder pela entidade adjudicante para a supressão de irregularidades detectadas nos documentos apresentados que possam levar à caducidade da adjudicação nos termos do disposto no artigo 86º do CCP, será de 5 dias úteis 5.Quando os documentos a apresentar se encontrem disponíveis na Internet, o adjudicatário pode, em substituição da apresentação da sua reprodução, indicar à entidade adjudicante o endereço do sítio onde aqueles podem ser consultados, bem como a informação necessária a essa consulta desde que o referido sítio e documentos dele constantes estejam redigidos em língua portuguesa. Cláusula 8.ª Não apresentação dos documentos de habilitação 1. A adjudicação caduca se, por facto que lhe seja imputável, o adjudicatário não apresentar os documentos de habilitação dentro do prazo e nos termos da cláusula anterior. 2. Quando as situações previstas no número anterior se verifiquem por facto que não seja imputável ao adjudicatário, a entidade adjudicante deve conceder-lhe, em função das razões invocadas, um prazo adicional para a apresentação dos documentos em falta, sob pena de caducidade da adjudicação. 3. Nos casos previstos nos números anteriores, a entidade adjudicante deve adjudicar à proposta ordenada em lugar subsequente. Câmara Municipal da Nazaré Página 7 de 24

12 Cláusula 9.ª Concorrentes 1. Podem apresentar propostas as entidades, que não se encontrem em nenhuma das situações referidas no artigo 55.º do CCP. 2. É permitida a apresentação de propostas a agrupamento de pessoas singulares ou colectivos nos termos do artigo 54.º do diploma referido no ponto anterior. 3. Em caso de adjudicação, todos os membros do agrupamento concorrente, e apenas estes, devem associar-se, antes da celebração do contrato, na modalidade jurídica de consórcio externo em regime de responsabilidade solidária. 4. Os membros de um agrupamento concorrente não podem ser concorrentes no mesmo procedimento, nem integrar outro agrupamento concorrente. Parte II Propostas Cláusula 10.ª Proposta 1. Na proposta o concorrente manifesta ao Município da Nazaré a sua vontade de contratar e o modo pelo qual se dispõe a fazê-lo. 2. A proposta do concorrente deverá ser constituída pelos seguintes documentos: a) Declaração do concorrente de aceitação do conteúdo do caderno de encargos, elaborada em conformidade com o modelo constante do Anexo I ao presente Programa do Procedimento do qual faz parte integrante; b) Documento emitido pela entidade competente que comprove que o operador está licenciado para a gestão de óleos alimentares usados nos termos do regime jurídico da gestão de resíduos (Decreto-Lei nº 178/2006, de 5 de Setembro, republicado no Anexo II, Câmara Municipal da Nazaré Página 8 de 24

13 do Decreto-Lei nº 73/2011, de 17 de Junho); c) Catálogos ou outros documentos que discriminem as características técnicas e contenham imagens dos contentores propostos onde deverão ser visíveis as mensagens obrigatórias definidas no caderno de encargos, alusivas ao sistema de recolha e os logótipos do proponente e do Município, tendo em consideração o definido nas cláusulas 20.ª a 22.ª do caderno de encargos; d) Além dos documento referidos nas alíneas anteriores, em função do objecto do contrato a celebrar e dos aspectos da sua execução deverá referir obrigatoriamente os seguintes elementos: I. N.º de contentores a disponibilizar inicialmente. II. Nº de contentores a disponibilizar até 31 de Dezembro de 2015, tendo em consideração o definido na cláusula 17.º do caderno de encargos. III. N.º máximo de dias para intervenção após pedido de recolha, manutenção e limpeza extraordinária tendo em consideração o definido na cláusula 26.º do caderno de encargos; IV. Valor da contrapartida por litro tendo em consideração o definido na cláusula 15.º do caderno de encargos; 3.Os concorrentes poderão ainda apresentar quaisquer outros documentos que considerem indispensáveis para os efeitos do disposto na parte final da alínea b) do n.º 1 do artigo 57.º do CCP. 4. No caso de agrupamento de concorrentes, a declaração de aceitação do conteúdo do caderno de encargos (alínea a) do n.º2 desta cláusula), deve ser assinada pelo representante comum dos membros que o integram, caso em que devem ser juntos à declaração os instrumentos de mandato emitidos por cada um dos seus membros ou, não existindo representante comum, deve ser assinada por todos os membros ou respectivos representantes. 5.Todos os documentos que constituem a proposta são obrigatoriamente redigidos em língua portuguesa. Câmara Municipal da Nazaré Página 9 de 24

14 Cláusula 11.ª Propostas variantes 1.Não é admitida a apresentação de propostas variantes. 2.Para efeitos do presente procedimento, proposta variante é aquela que, relativamente a um ou a mais aspectos do contrato a celebrar contenham atributos que digam respeito a condições contratuais alternativas em relação à proposta base. Cláusula 12.ª Disponibilização das Peças e Apresentação de Propostas 1. O acesso às peças do procedimento deverá ser solicitado através da plataforma electrónica utilizada pelo Município. 2. Os documentos que constituem a proposta devem ser apresentados, até às 17:00 horas do 9º dia a contar da data da publicação em Diário da Republica. 3. As propostas devem ser entregues através da plataforma electrónica utilizada para o efeito no seguinte endereço, site 4. Quando as rectificações ou a aceitação de erros ou de omissões do caderno de encargos implicarem alterações de aspectos fundamentais das peças do procedimento, a data limite fixada no n.º 3 deve ser prorrogada, no mínimo, por período equivalente ao tempo decorrido desde o início daquele prazo até à comunicação das rectificações ou à publicitação da decisão de aceitação de erros ou de omissões. 5. A decisão de prorrogação nos termos do disposto no número anterior compete ao júri do procedimento, e publicada em edital e será junta às peças do procedimento e notificada a todos os interessados que as tenham adquirido, publicando-se imediatamente aviso daquela decisão nos termos do disposto no n.º 1, do artigo 130.º e n.º 1 do artigo 131.º, ambos do CCP. Cláusula 13.ª Prazo de Obrigação de Manutenção das Propostas Os concorrentes ficam obrigados a manter as suas propostas durante um período de 66 dias contados da data do termo do prazo fixado para a apresentação das propostas. Câmara Municipal da Nazaré Página 10 de 24

15 Cláusula 14.ª Critério de adjudicação 1. A adjudicação será efetuada segundo o critério da proposta economicamente mais vantajosa de acordo com a alínea a), do n.º 1, do artigo 74.º, do CCP. 2. Os factores que densificam o critério de adjudicação da proposta economicamente mais vantajosa estão definidos de acordo com o disposto no artigo 75.º do CCP. Av1 Número de oleões a disponibilizar pelo proponente 45% Av2 Recolha, manutenção e limpeza extraordinária dos oleões 25% Av3 Contrapartida por litro 30% AvP= Av 1 + Av 2 + Av 3 (AVP = Avaliação final da proposta) Av 1 - Número de oleões a disponibilizar pelo proponente >12 oleões (início da prestação serviços) e >15 oleões em 31 de dezembro de % 12 oleões (início da prestação serviços) e 15 oleões em 31 de dezembro de % 8 oleões (início da prestação serviços) e 12 oleões em 31 de dezembro de % Câmara Municipal da Nazaré Página 11 de 24

16 Av 2 Recolha, manutenção e limpeza extraordinária dos oleões e mini-oleões (Rapidez de resposta entre o momento do pedido e o momento de recolha) 1 dia útil 25% 2 dias úteis 15% 3 dias úteis 10% Av 3 Contrapartidas Av 3 = a + b a - Valor da contrapartida anual proposta (acções sensibilização à população) b - Percentagem de biodiesel a disponibilizar à autarquia (mínimo 5%) > 0,11 / litro de OAU recolhido anualmente 0,10 / litro de OAU recolhido anualmente 0,05 / litro de OAU recolhido anualmente 30% 20% 10% 3.Critério de desempate 3.1 O 1º critério de desempate será o n.º de oleões a disponibilizar pelo proponente. Câmara Municipal da Nazaré Página 12 de 24

17 3.2 Se o empate se mantiver, o 2º critério será o valor da contrapartida para acções de sensibilização. Cláusula 15.ª Retirada da Proposta 1. Até ao termo do prazo fixado para a apresentação das propostas, os interessados que já as tenham apresentado podem retirá-las, bastando comunicarem tal facto à entidade adjudicante. 2. O exercício da faculdade prevista no número anterior não prejudica o direito de apresentação de nova proposta dentro do prazo. Cláusula 16.ª Lista dos Concorrentes e consulta das propostas apresentadas 1. O Júri no dia útil imediato ao termo do prazo fixado para apresentação das propostas, procede à publicitação da lista dos concorrentes na plataforma electrónica utilizada pelo Município da Nazaré, procedendo-se, à abertura electrónica das propostas apresentadas pela mesma via. 2. Aos concorrentes incluídos na lista referida no número anterior, é facultada a consulta, directamente na plataforma electrónica referida, de todas as propostas apresentadas. Cláusula 17.ª Concorrentes Não Incluídos na Lista O Interessado que não tenha sido incluído na lista dos concorrentes pode reclamar desse facto, no prazo de três dias contados da publicação da lista, devendo para o efeito apresentar comprovativo da tempestiva apresentação da sua proposta. Câmara Municipal da Nazaré Página 13 de 24

18 Parte III Análise de Propostas Cláusula 18.ª Análise de Propostas 1. As propostas são analisadas em todos os seus atributos, representados pelos factores e subfactores que densificam o critério de adjudicação, e termos ou condições. 2. São excluídas as propostas cuja análise revele: a. Que não apresentam algum dos atributos referidos na cláusula 10.ª; b. Que apresentam atributos que violem os parâmetros base fixados no caderno de encargos ou que apresentem quaisquer termos ou condições que violem aspectos da execução do contrato a celebrar por aquele não submetidos à concorrência. c. A impossibilidade de avaliação das mesmas em virtude da forma de apresentação de algum dos respectivos atributos; d. Que o contrato a celebrar implicaria a violação de quaisquer vinculações legais ou regulamentares aplicáveis; e. A existência de fortes indícios de actos, acordos, práticas ou informações susceptíveis de falsear as regras de concorrência. Cláusula 19.ª Esclarecimentos sobre as Propostas 1. O júri do procedimento pode pedir aos concorrentes quaisquer esclarecimentos sobre as propostas apresentadas que considere necessários para efeito da análise e da avaliação das mesmas. 2. Os esclarecimentos prestados pelos respectivos concorrentes fazem parte integrante das mesmas, desde que não contrariem os elementos constantes dos documentos que as constituem, não alterem ou completem os respectivos atributos, nem visem suprir omissões Câmara Municipal da Nazaré Página 14 de 24

19 que determinam a sua exclusão nos termos do disposto na alínea a) do n.º 2 da cláusula anterior. 3. Os esclarecimentos referidos no número anterior serão disponibilizados em plataforma electrónica utilizada pelo Município da Nazaré sendo todos os interessados imediatamente notificados desse facto. Cláusula 20.ª Relatório Preliminar 1. Após a análise das propostas, o Júri elabora fundamentadamente um relatório preliminar, no qual deve propor a ordenação das mesmas, com base no critério de adjudicação definido na cláusula 14.ª do presente Programa do Procedimento. 2. No relatório preliminar a que se refere o número anterior deve o júri também propor, fundamentadamente, a exclusão das propostas ao abrigo do n.º 2 do artigo 146.º do CCP. 3. Do relatório preliminar deve ainda constar referência aos esclarecimentos prestados pelos concorrentes de acordo com a cláusula anterior. Cláusula 21.ª Audiência Prévia Elaborado o relatório preliminar referido na cláusula anterior, o júri envia-o a todos os concorrentes, fixando-lhes um prazo, não inferior a cinco dias, para que se pronunciem, por escrito, ao abrigo do direito de audiência prévia. Cláusula 22.ª Relatório Final 1. Cumprido o prazo de audiência prévia, o júri elabora um relatório final fundamentado, no qual analisa as observações dos concorrentes efectuadas ao abrigo do direito de audiência prévia, mantendo ou modificando o teor e as conclusões do relatório preliminar, podendo ainda Câmara Municipal da Nazaré Página 15 de 24

20 propor a exclusão de qualquer proposta se verificar, nesta fase, a ocorrência de qualquer dos motivos previsto no n.º 2 do artigo 146.º do CCP. 2. No caso previsto na parte final do número anterior, bem como quando do relatório final resulte uma alteração da ordenação das propostas constante do relatório preliminar, o júri procede a nova audiência prévia, nos termos previstos na cláusula anterior, sendo subsequentemente aplicável o disposto no número anterior. 3. O relatório final, juntamente com os demais documentos que compõem o processo de concurso, é enviado ao órgão competente para a decisão de contratar. 4. Cabe ao órgão competente para a decisão de contratar decidir sobre a aprovação de todas as propostas contidas no relatório final, nomeadamente para efeitos de adjudicação. Parte IV Adjudicação Cláusula 23.ª Notificação da Decisão de Adjudicação 1. O órgão competente para a decisão de contratar deve tomar a decisão de adjudicação. 2. Os concorrentes devem ser notificados da decisão de adjudicação até ao termo do prazo da obrigação de manutenção das propostas. 3. Por motivo devidamente justificado, a decisão de adjudicação pode ser tomada e notificada aos concorrentes após o termo do prazo referido no número anterior, sem prejuízo do direito de recusa da adjudicação pelo concorrente cuja proposta foi a escolhida. 4. A decisão de adjudicação é notificada, em simultâneo, a todos os concorrentes. 5. Juntamente com a notificação da decisão de adjudicação, o órgão competente para a decisão de contratar deve notificar o adjudicatário para: a. Apresentar os documentos de habilitação exigidos no presente Programa do Procedimento; Câmara Municipal da Nazaré Página 16 de 24

21 b. Confirmar no prazo para o efeito fixado, se for o caso, os compromissos assumidos por terceiras entidades relativos a atributos ou a termos ou condições da proposta adjudicada. 6. As notificações referidas nos números anteriores serão acompanhadas do relatório final de análise das propostas. Cláusula 24.ª Causas de não Adjudicação 1. Não há lugar a adjudicação quando: a. Nenhum concorrente tenha apresentado proposta; b. Todas as propostas tenham sido excluídas; c. Por circunstâncias imprevistas, seja necessário alterar aspectos fundamentais das peças do procedimento após o termo do prazo fixado para a apresentação das propostas; d. Circunstâncias supervenientes ao termo do prazo fixado para a apresentação das propostas, relativas aos pressupostos da decisão de contratar, o justifiquem. 2. A decisão de não adjudicação, bem como os respectivos fundamentos, deve ser notificada a todos os concorrentes. 3. No caso da alínea c) do n.º 1, é obrigatório dar início a um novo procedimento no prazo máximo de seis meses a contar da data da notificação da decisão de não adjudicação. 4. Quando o órgão competente para a decisão de contratar decida não adjudicar com fundamento no disposto nas alíneas c) e d) do n.º 1, a entidade adjudicante deve indemnizar os concorrentes, cujas propostas não tenham sido excluídas, pelos encargos em que comprovadamente incorreram com a elaboração das respectivas propostas. Câmara Municipal da Nazaré Página 17 de 24

22 Parte V Celebração do Contrato Cláusula 25.ª Aceitação da minuta do contrato O adjudicatário é notificado da minuta do contrato, considerando-se aceite quando haja aceitação expressa ou quando não haja reclamação nos cinco dias subsequentes à respectiva notificação. Cláusula 26.ª Reclamações contra a minuta 1. São admissíveis as reclamações contra a minuta apenas quando tenham por fundamento a previsão de obrigações que contrariem ou que não constem dos documentos que integram o contrato nos termos do disposto nos nºs 2 e 5 do artigo 96.º do CCP, ou ainda a recusa dos ajustamentos propostos. 2. No prazo de 10 dias a contar da recepção da reclamação, o órgão que aprovou a minuta do contrato notifica o adjudicatário da sua decisão, equivalendo o silêncio à rejeição da reclamação. 3. Os ajustamentos ao contrato que sejam aceites pelo adjudicatário devem ser notificados a todos os concorrente cujas propostas não tenham sido excluídas. Cláusula 27.ª Celebração de contrato escrito 1. O contrato deve ser celebrado no prazo de 30 dias a contar da data da aceitação da minuta ou da decisão sobre a reclamação, mas nunca antes de: a. Decorridos 10 dias contados da data da notificação da decisão de adjudicação; Câmara Municipal da Nazaré Página 18 de 24

23 b. Apresentados todos os documentos de habilitação exigidos; c. Comprovada a prestação da caução; d. Confirmados os compromissos referidos na alínea c) do n.º 2 do artigo 77º do CCP. 2. O órgão competente para a decisão de contratar comunica ao adjudicatário, com a antecedência mínima de cinco dias, a data, a hora e o local em que ocorrerá a outorga do contrato. 3. Se o Município da Nazaré, por facto que lhe seja imputável, não celebrar o contrato no prazo fixado, pode o adjudicatário desvincular-se da proposta, liberando-se a caução que haja sido prestada, sem prejuízo do direito a ser indemnizado por todas as despesas e demais encargos em que comprovadamente incorreu com a elaboração da proposta e com a prestação da caução. Parte VI Disposições finais Cláusula 28.ª Legislação aplicável 1. Em tudo o que não estiver especificado no presente Programa de Procedimento aplicam-se, subsidiariamente, as disposições constantes do CCP. 2.A tudo o que não esteja especialmente previsto no diploma referido aplica-se a legislação nacional e comunitária, designadamente o Código de Procedimento Administrativo e demais legislação aplicável. Câmara Municipal da Nazaré Página 19 de 24

24 ANEXOS Anexo I Modelo de Declaração (Alínea a) do n.º 1 do artigo 57.º, do Código dos Contratos Públicos) (nome, número de documento de identificação e morada), na qualidade de representante legal de 1... (firma, número de identificação fiscal e sede ou, no caso de agrupamento concorrente, firmas, números de identificação fiscal e sedes), tendo tomado inteiro e perfeito conhecimento do caderno de encargos relativo à execução do contrato a celebrar na sequência do procedimento de... (designação ou referência ao procedimento em causa), declara, sob compromisso de honra, que a sua representada 2 se obriga a executar o referido contrato em conformidade com o conteúdo do mencionado caderno de encargos, relativamente ao qual declara aceitar, sem reservas, todas as suas cláusulas. 2. Declara também que executará o referido contrato nos termos previstos nos seguintes documentos, que junta em anexo 3 : a.... b Declara ainda que renuncia a foro especial e se submete, em tudo o que respeitar à execução do referido contrato, ao disposto na legislação portuguesa aplicável. 4. Mais declara, sob compromisso de honra, que: a. Não se encontra em estado de insolvência, em fase de liquidação, dissolução ou cessação de actividade, sujeita a qualquer meio preventivo de liquidação de patrimónios ou em qualquer situação análoga, nem tem o respectivo processo pendente; b. Não foi condenado(a) por sentença transitada em julgado por qualquer crime que afecte a sua honorabilidade profissional 4 [ou os titulares dos seus órgãos sociais 1 Aplicável apenas a concorrentes que sejam pessoas colectivas. 2 No caso do concorrente ser uma pessoa singular, suprimir a expressão a sua representada. 3 Enumerar todos os documentos que constituem a proposta, para além desta declaração, nos termos do disposto nas alíneas b), c) e d) do nº 1 e nos n. os 2 e 3 do art.º 57.º 4 Indicar se, entretanto, ocorreu a respectiva reabilitação. Câmara Municipal da Nazaré Página 20 de 24

25 de administração, direcção ou gerência não foram condenados por qualquer crime que afecte a sua honorabilidade profissional 5 ] 6 ; c. Não foi objecto de aplicação de sanção administrativa por falta grave em matéria profissional 7 [ou os titulares dos seus órgãos sociais de administração, direcção ou gerência não foram objecto de aplicação de sanção administrativa por falta grave em matéria profissional 8 ] 9 ; d. Tem a sua situação regularizada relativamente a contribuições para a segurança social em Portugal (ou no Estado de que é nacional ou no qual se situe o seu estabelecimento principal) 10 ; e. Tem a sua situação regularizada relativamente a impostos devidos em Portugal (ou no Estado de que é nacional ou no qual se situe o seu estabelecimento principal) 11 ; f. Não foi objecto de aplicação da sanção acessória prevista na alínea e) do n.º 1 do artigo 21.º do Decreto-Lei n.º 433/82, de 27 de Outubro, no artigo 45.º da Lei n.º 18/2003, de 11 de Junho, e no n.º 1 do artigo 460.º do Código dos Contratos Públicos 12 ; g. Não foi objecto de aplicação da sanção acessória prevista na alínea b) do n.º 1 do artigo 627.º do Código do Trabalho 13 ; h. Não foi objecto de aplicação, há menos de dois anos, de sanção administrativa ou judicial pela utilização ao seu serviço de mão -de -obra legalmente sujeita ao pagamento de impostos e contribuições para a segurança social, não declarada nos termos das normas que imponham essa obrigação, em Portugal (ou no Estado de que é nacional ou no qual se situe o seu estabelecimento principal) 14 ; i. Não foi condenado(a) por sentença transitada em julgado por algum dos seguintes crimes 15 [ou os titulares dos seus órgãos sociais de administração, direcção ou gerência não foram condenados por alguns dos seguintes crimes 16 ] 17 : i. Participação em actividades de uma organização criminosa, tal como definida no n.º 1 do artigo 2.º da Acção Comum n.º 98/773/JAI, do Conselho; ii. Corrupção, na acepção do artigo 3.º do Acto do Conselho de 26 de Maio 5 Indicar se, entretanto, ocorreu a respectiva reabilitação. 6 Declarar consoante o concorrente seja pessoa singular ou pessoa colectiva. 7 Indicar se, entretanto, ocorreu a respectiva reabilitação. 8 Indicar se, entretanto, ocorreu a respectiva reabilitação. 9 Declarar consoante o concorrente seja pessoa singular ou pessoa colectiva. 10 Declarar consoante a situação. 11 Declarar consoante a situação. 12 Indicar se, entretanto, decorreu o período de inabilidade fixado na decisão condenatória. 13 Indicar se, entretanto, decorreu o período de inabilidade fixado na decisão condenatória. 14 Declarar consoante a situação. 15 Indicar se, entretanto, ocorreu a sua reabilitação. 16 Indicar se, entretanto, ocorreu a sua reabilitação. 17 Declarar consoante o concorrente seja pessoa singular ou pessoa colectiva. Câmara Municipal da Nazaré Página 21 de 24

26 de 1997 e do n.º 1 do artigo 3.º da Acção Comum n.º 98/742/JAI, do Conselho; iii. Fraude, na acepção do artigo 1.º da Convenção relativa à Protecção dos Interesses Financeiros das Comunidades Europeias; iv. Branqueamento de capitais, na acepção do artigo 1.º da Directiva n.º 91/308/CEE, do Conselho, de 10 de Junho, relativa à prevenção da utilização do sistema financeiro para efeitos de branqueamento de capitais; j. Não prestou, a qualquer título, directa ou indirectamente, assessoria ou apoio técnico na preparação e elaboração das peças do procedimento. 5. O declarante tem pleno conhecimento de que a prestação de falsas declarações implica, consoante o caso, a exclusão da proposta apresentada ou a caducidade da adjudicação que eventualmente sobre ela recaia e constitui contra-ordenação muito grave, nos termos do artigo 456.º do Código dos Contratos Públicos, a qual pode determinar a aplicação da sanção acessória de privação do direito de participar, como candidato, como concorrente ou como membro de agrupamento candidato ou concorrente, em qualquer procedimento adoptado para a formação de contratos públicos, sem prejuízo da participação à entidade competente para efeitos de procedimento criminal. 6. Quando a entidade adjudicante o solicitar, o concorrente obriga-se, nos termos do disposto no artigo 81.º do Código dos Contratos Públicos, a apresentar a declaração que constitui o anexo II do referido Código, bem como os documentos comprovativos de que se encontra nas situações previstas nas alíneas b), d), e) e i) do n.º 4 desta declaração. 7. O declarante tem ainda pleno conhecimento de que a não apresentação dos documentos solicitados nos termos do número anterior, por motivo que lhe seja imputável, determina a caducidade da adjudicação que eventualmente recaia sobre a proposta apresentada e constitui contra-ordenação muito grave, nos termos do artigo 456.º do Código dos Contratos Públicos, a qual pode determinar a aplicação da sanção acessória de privação do direito de participar, como candidato, como concorrente ou como membro de agrupamento candidato ou concorrente, em qualquer procedimento adoptado para a formação de contratos públicos, sem prejuízo da participação à entidade competente para efeitos de procedimento criminal.... (local),... (data),... [assinatura 18 ]. 18 Nos termos do disposto nos n. os 4 e 5 do artigo 57.º. Câmara Municipal da Nazaré Página 22 de 24

27 Anexo II Modelo de Declaração (Alínea a) do n.º 1 do artigo 81.º, do Código dos Contratos Públicos DL 18/2008) 1....(Alínea a) do n.º 1 do artigo 81.º, DL 18/2008) (nome, número de documento de identificação e morada), na qualidade de representante legal de (firma, número de identificação fiscal e sede ou, no caso de agrupamento concorrente, firmas, números de identificação fiscal e sedes), adjudicatário(a) no procedimento de... (designação ou referência ao procedimento em causa), declara, sob compromisso de honra, que a sua representada 20 : a. Não se encontra em estado de insolvência, em fase de liquidação, dissolução ou cessação de actividade, sujeita a qualquer meio preventivo de liquidação de patrimónios ou em qualquer situação análoga, nem tem o respectivo processo pendente; b. Não foi objecto de aplicação de sanção administrativa por falta grave em matéria profissional 21 [ou os titulares dos seus órgãos sociais de administração, direcção ou gerência não foram objecto de aplicação de sanção administrativa por falta grave em matéria profissional 22 ] 23 ; c. Não foi objecto de aplicação da sanção acessória prevista na alínea e) do n.º 1 do artigo 21.º do Decreto-Lei n.º 433/82, de 27 de Outubro, no artigo 45.º da Lei n.º 18/2003, de 11 de Junho, e no n.º 1 do artigo 460.º do Código dos Contratos Públicos 24 ; d. Não foi objecto de aplicação da sanção acessória prevista na alínea b) do n.º 1 do artigo 627.º do Código do Trabalho 25 ; e. Não foi objecto de aplicação, há menos de dois anos, de sanção administrativa ou judicial pela utilização ao seu serviço de mão-de-obra legalmente sujeita ao pagamento de impostos e contribuições para a segurança social, não declarada nos termos das normas que imponham essa obrigação, em Portugal (ou no Estado de que é nacional ou no qual se situe o seu estabelecimento principal) 26 ; f. Não prestou, a qualquer título, directa ou indirectamente, assessoria ou apoio técnico na preparação e elaboração das peças do procedimento. 19 Aplicável apenas a concorrentes que sejam pessoas colectivas. 20 No caso de o concorrente ser uma pessoa singular, suprimir a expressão a sua representada. 21 Indicar se, entretanto, ocorreu a sua reabilitação. 22 Indicar se, entretanto, ocorreu a sua reabilitação. 23 Declarar consoante o concorrente seja pessoa singular ou pessoa colectiva. 24 Indicar se, entretanto, decorreu o período de inabilidade fixado na decisão condenatória. 25 Indicar se, entretanto, decorreu o período de inabilidade fixado na decisão condenatória. 26 Declarar consoante a situação. Câmara Municipal da Nazaré Página 23 de 24

28 2. O declarante junta em anexo [ou indica... como endereço do sítio da Internet onde podem ser consultados 27 ] os documentos comprovativos de que a sua representada 28 não se encontra nas situações previstas nas alíneas b), d), e) e i) do artigo 55.º do Código dos Contratos Públicos. 3. O declarante tem pleno conhecimento de que a prestação de falsas declarações implica a caducidade da adjudicação e constitui contra-ordenação muito grave, nos termos do artigo 456.º do Código dos Contratos Públicos, a qual pode determinar a aplicação da sanção acessória de privação do direito de participar, como candidato, como concorrente ou como membro de agrupamento candidato ou concorrente, em qualquer procedimento adoptado para a formação de contratos públicos, sem prejuízo da participação à entidade competente para efeitos de procedimento criminal.... (local),... (data),... [assinatura 29 ]. 27 Acrescentar as informações necessárias à consulta, se for o caso. 28 No caso de o concorrente ser uma pessoa singular, suprimir a expressão a sua representada 29 Nos termos do disposto nos n. os 4 e 5 do artigo 57º. Câmara Municipal da Nazaré Página 24 de 24

29 CONCURSO PÚBLICO AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS PARA RECOLHA SELETIVA DE ÓLEOS ALIMENTARES USADOS (OAU) NO CONCELHO DA NAZARÉ CADERNO DE ENCARGOS Câmara Municipal da Nazaré Pág 1 de 21

30 ÍNDICE CLÁUSULA 1.ª 4 OBJETO 4 CLÁUSULA 2.ª 4 CONTRATO 4 CLÁUSULA 3.ª 5 PRAZO CONTRATUAL 5 CLÁUSULA 4.ª 5 OBRIGAÇÕES PRINCIPAIS DO PRESTADOR DE SERVIÇOS 5 CLÁUSULA 5.ª 6 LOCAL DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS 6 CLÁUSULA 6.ª 6 OBJETO DO DEVER DE SIGILO 6 CLÁUSULA 7.ª 7 PENALIDADES CONTRATUAIS 7 CLÁUSULA 8.ª 7 RESOLUÇÃO POR PARTE DO CONTRAENTE PÚBLICO 7 CLÁUSULA 9.ª 8 CAUÇÃO 8 CLÁUSULA 10.ª 8 FORO COMPETENTE 8 CLÁUSULA 11.ª 8 COMUNICAÇÕES E NOTIFICAÇÕES 8 CLÁUSULA 12.ª 9 CONTAGEM DOS PRAZOS 9 CLÁUSULA 13.ª 9 LEGISLAÇÃO APLICÁVEL 9 CLÁUSULA 14.ª 9 DEFINIÇÕES DE TERMOS UTILIZADOS 9 CLÁUSULA 15.ª 10 CONTRAPARTIDA A PRESTAR PELO ADJUDICATÁRIO 10 CLÁUSULA 16.ª 10 IDENTIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS A RECOLHER E VALORIZAR 10 CLÁUSULA 17.ª 11 REDE DE RECOLHA SELETIVA MUNICIPAL 11 CLÁUSULA 18.ª 11 SECTORES HORECA E INDUSTRIAL 11 CLÁUSULA 19.ª 12 ALTERAÇÕES E ALARGAMENTO DA REDE DE RECOLHA SELETIVA MUNICIPAL 12 CLÁUSULA 20.ª 12 OLEÕES 12 CLÁUSULA 21.ª 13 TIPOLOGIAS A UTILIZAR 13 Câmara Municipal da Nazaré Pág 2 de 21

31 CLÁUSULA 22.ª 13 MENSAGENS OBRIGATÓRIAS NOS OLEÕES 13 CLÁUSULA 23.ª 14 RECOLHA, MANUTENÇÃO E LIMPEZA 14 CLÁUSULA 24.ª 15 HORÁRIO DE RECOLHA, MANUTENÇÃO E LIMPEZA 15 CLÁUSULA 25.ª 15 PERIODICIDADE DE RECOLHA, MANUTENÇÃO E LIMPEZA 15 CLÁUSULA 26.ª 16 PEDIDOS DE RECOLHA, MANUTENÇÃO E LIMPEZA EXTRAORDINÁRIOS 16 CLÁUSULA 27.ª 16 TRANSPORTE 16 CLÁUSULA 28.ª 16 GUIA DE ACOMPANHAMENTO DE RESÍDUOS 16 CLÁUSULA 29.ª 17 REPORTE DE INFORMAÇÃO 17 CLÁUSULA 30.ª 18 ACOMPANHAMENTO DAS ATIVIDADES DO ADJUDICATÁRIO 18 CLÁUSULA 30.ª 19 PESSOAL 19 ANEXO I 20 MAPA DE REGISTO DAS QUANTIDADES DE OAU RECOLHIDAS 20 ANEXO II 21 REGISTO DE VISITAS EXTRAORDINÁRIAS E DE INCIDENTES 21 Câmara Municipal da Nazaré Pág 3 de 21

32 Caderno de Encargos Cláusula 1.ª Objeto 1. O presente caderno de encargos compreende as cláusulas a incluir no contrato a celebrar na sequência do procedimento pré contratual que tem por objeto principal a aquisição de serviços, pelo período de 3 anos, para a recolha seletiva de óleos alimentares usados (OAU) no Concelho da Nazaré, constituindo o conjunto dos pontos de recolha, a rede de recolha seletiva municipal de OAU. 2. A adjudicação da recolha seletiva municipal de OAU do Concelho da Nazaré, será atribuída ao adjudicatário em regime de exclusividade. Cláusula 2.ª Contrato 1. O contrato é composto pelo respetivo clausulado contratual e todos os elementos e documentos que dele fazem parte integrante. 2. O contrato a celebrar integra ainda os seguintes elementos: a) Os suprimentos dos erros e das omissões do caderno de encargos identificados pelos concorrentes, desde que tais erros e omissões tenham sido expressamente aceites pelo órgão competente para a decisão de contratar, nos termos do disposto no artigo 61.º do Código dos Contratos Públicos (CCP); b) Os esclarecimentos e as retificações relativos ao caderno de encargos; c) O presente caderno de encargos; Câmara Municipal da Nazaré Pág 4 de 21

33 d) A proposta adjudicada; e) Os esclarecimentos sobre a proposta adjudicada prestados pelo adjudicatário. 3. No caso de existirem divergências entre os vários documentos referidos nas alíneas a) a e) do n.º anterior, prevalecem os documentos pela ordem em que são aí indicados. 4. Em caso de divergência entre os documentos referidos no n.º 2 e o clausulado do contrato e seus anexos, prevalecem os primeiros, salvo quanto aos ajustamentos propostos de acordo com o disposto no artigo 99º do CCP e aceites pelo adjudicatário nos termos do disposto no artigo 101º do diploma anteriormente referido. Cláusula 3.ª Prazo contratual O contrato mantém-se em vigor pelo período de 3 anos, com início após colocação de todos os contentores que venham a integrar a rede de recolha seletiva cujo prazo máximo não poderá ser superior a 30 dias após celebração do contrato. Cláusula 4.ª Obrigações principais do prestador de serviços Sem prejuízo de outras obrigações previstas na legislação aplicável, no presente caderno de encargos ou nas cláusulas contratuais, da celebração do contrato decorrem para o prestador de serviços as seguintes obrigações: a) Fornecer os contentores para a recolha de OAU em todos os pontos que integram a rede de recolha seletiva municipal; b) Recolher, transportar e valorizar os OAU depositados na rede de recolha seletiva municipal; c) Manter os contentores de recolha de OAU em perfeitas condições de operacionalidade e de higiene; Câmara Municipal da Nazaré Pág 5 de 21

34 d) Limpar os contentores de recolha de OAU (incluindo Grafitis) e o espaço público envolvente; e) Registar as quantidades recolhidas e disponibilizar essa informação nos termos indicados no presente caderno de encargos; f) Prestar contrapartida pela recolha de OAU. Cláusula 5.ª Local da prestação de serviços 1. O local da prestação do serviço será a área geográfica do Concelho da Nazaré. 2. Os contentores serão colocados em todos os pontos de recolha que venham a integrar a rede de recolha seletiva municipal. Cláusula 6.ª Objeto do dever de sigilo 1. O adjudicatário deve guardar sigilo sobre toda a informação e documentação, técnica e não técnica, comercial ou outra, relativa ao Município da Nazaré, de que possa ter conhecimento ao abrigo ou em relação com a execução do contrato. 2. A informação e a documentação cobertas pelo dever de sigilo não podem ser transmitidas a terceiros, nem objeto de qualquer uso ou modo de aproveitamento que não o destinado direta e exclusivamente à execução do contrato. 3. Exclui-se do dever de sigilo previsto a informação e a documentação que fossem comprovadamente do domínio público à data da respetiva obtenção pelo fornecedor ou que este seja legalmente obrigado a revelar, por força da lei, de processo judicial ou a pedido de autoridades reguladoras ou outras entidades administrativas competentes. Câmara Municipal da Nazaré Pág 6 de 21

35 Cláusula 7.ª Penalidades contratuais 1. Em caso de incumprimento das condições estabelecidas neste caderno de encargos, por causa imputável ao adjudicatário, a entidade adjudicante reserva-se o direito de contratualizar uma entidade terceira para efetuar os serviços necessários para repor as condições definidas neste documento, como por exemplo, a limpeza e reparação dos contentores de recolha e respetiva envolvente, ficando o adjudicatário obrigado a suportar o custo dos respetivos serviços. 2. O adjudicatário suportará a reparação e indemnização de todos os prejuízos que, por motivos imputáveis ao adjudicatário, sejam sofridos por terceiros em consequência do modo de execução dos serviços, da atuação do pessoal do adjudicatário ou dos seus fornecedores e do deficiente comportamento ou da falta de segurança durante a execução dos serviços. O Sector de Serviços Urbanos e Ambiente da Câmara Municipal da Nazaré deverá ser informado de qualquer ocorrência no prazo máximo de 24 horas. Cláusula 8.ª Resolução por parte do contraente público 1. Sem prejuízo de outros fundamentos de resolução do contrato previstos na lei, o Município da Nazaré pode resolver unilateralmente o contrato, a título sancionatório, no caso de incumprimento das obrigações do adjudicatário previstas neste caderno de encargos, nomeadamente as definidas na cláusula 4.ª deste documento, sem que ao mesmo assista o direito a qualquer indemnização. 2. A resolução referida na alínea anterior notifica-se à co-contratante, por carta registada com aviso de receção, informando-o do motivo da resolução e respetivos fundamentos, com a antecedência mínima de 30 dias. 3. O adjudicatário mantem as obrigações constantes do contrato até à data da resolução do contrato. Câmara Municipal da Nazaré Pág 7 de 21

36 Cláusula 9.ª Caução Não é devida caução, nos termos do artigo 88º do CCP. Cláusula 10.ª Foro competente Para resolução de todos os litígios decorrentes do contrato fica estipulada a competência do tribunal administrativo territorialmente competente, com expressa renúncia a qualquer outro. Cláusula 11.ª Comunicações e notificações 1. Todas as notificações, informações e comunicações a enviar por qualquer das partes à outra parte, deverão ser efetuadas por escrito, com suficiente clareza, para que o destinatário fique ciente da respetiva natureza e conteúdo. 2. Sempre que se verifique qualquer alteração, mesmo que pontual ou temporária, deverá ser obrigatoriamente dado conhecimento à entidade adjudicante, com a máxima urgência. 3. Os contatos a utilizar para se considerarem válidas as comunicações e notificações durante o período de vigência do contrato são os seguintes: Câmara Municipal da Nazaré A/C Serviços Urbanos e Ambiente Av. Vieira Guimarães, 54, Nazaré Tel.: ; Fax: Câmara Municipal da Nazaré Pág 8 de 21

37 4. O adjudicatário, à data de assinatura do contrato tem de apresentar um contato para solicitação de recolha de óleo (n.º telefone ou telemóvel) e um segundo contato para notificações (telefone e morada). Cláusula 12.ª Contagem dos prazos Os prazos previstos no contrato são contínuos, correndo em sábados, domingos e dias feriados. Cláusula 13.ª Legislação aplicável O contrato é regulado pelo Código dos Contratos Públicos, aprovado pelo Decreto-Lei 18/2008 de 29 de janeiro, revisto e republicado pelo Decreto-Lei nº 278/2009 de 2 de outubro, posteriormente alterado pela lei n.º 3/2010, de 27 de abril e pelo Decreto Lei n.º 131/2010 de 14 de dezembro, e por toda a legislação portuguesa. Cláusula 14.ª Definições de termos utilizados Para efeitos deste procedimento, consideram-se as seguintes definições: Óleo alimentar usado (OAU) o óleo alimentar que constitui um resíduo, de acordo com a definição constante da alínea ee), do artigo 3.º, do Decreto-Lei n.º 178/2006, de 5 de setembro, alterado e republicado no Anexo II do Decreto-Lei n.º 73/2011, de 17 de junho. Oleões designação dada aos contentores utilizados nos pontos de recolha que integram a rede de recolha seletiva municipal de OAU. Câmara Municipal da Nazaré Pág 9 de 21

38 Operador de gestão de resíduos a pessoa singular ou coletiva que executa uma ou mais operações de gestão de OAU, compreendendo toda e qualquer operação de recolha, transporte, armazenagem, triagem, tratamento, valorização e eliminação de OAU. Sector doméstico o sector relativo às habitações. Sector HORECA o sector de atividade relativo aos empreendimentos turísticos, ao alojamento local e aos estabelecimentos de restauração e bebidas. Cláusula 15.ª Contrapartida a prestar pelo adjudicatário 1. O adjudicatário fica obrigado a apresentar e implementar anualmente ações de sensibilização e promoção da recolha de OAU junto da população geral e escolar, disponibilizando para o efeito um valor mínimo de 0,05 / litro de OAU recolhido anualmente. 2. A planificação, conceção e implementação destas ações, serão desenvolvidas em estreita colaboração com o Município da Nazaré, dependendo sempre da aprovação prévia desta entidade, a sua implementação efetiva. Cláusula 16.ª Identificação dos resíduos a recolher e valorizar Os óleos alimentares usados têm o código LER Óleos e gorduras alimentares da Lista Europeia de Resíduos, aprovada pela Portaria nº 209/2004 de 3 de março, tratando-se de um resíduo classificado como não perigoso. Câmara Municipal da Nazaré Pág 10 de 21

Anexo I Modelo de declaração

Anexo I Modelo de declaração Anexo I Modelo de declaração [a que se refere a alínea a) do n.º 1 do Artigo 57.º] 1.... (nome, número de documento de identificação e morada), na qualidade de representante legal de (1)...(firma, número

Leia mais

Convite para apresentação de proposta ao abrigo do Acordo Quadro ANCP

Convite para apresentação de proposta ao abrigo do Acordo Quadro ANCP «Empresa» «Morada1» «Cod_Postal» «Localidade» Nossa referência Assunto: Convite para apresentação de proposta ao abrigo do Acordo Quadro ANCP Aquisição de serviços de dados acesso à internet e conectividade

Leia mais

MODELO DE DECLARAÇÃO A QUE SE REFERE A ALÍNEA A) DO Nº 2 DO ARTIGO 10

MODELO DE DECLARAÇÃO A QUE SE REFERE A ALÍNEA A) DO Nº 2 DO ARTIGO 10 MODELO DE DECLARAÇÃO A QUE SE REFERE A ALÍNEA A) DO Nº 2 DO ARTIGO 10 1 -... (nome, número de identificação, NIF e morada), tendo tomado inteiro e perfeito conhecimento do caderno de encargos relativo

Leia mais

PROGRAMA DO CONCURSO CONCURSO PÚBLICO N.º AQUISIÇÃO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE, HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO, VERSÃO II

PROGRAMA DO CONCURSO CONCURSO PÚBLICO N.º AQUISIÇÃO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE, HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO, VERSÃO II CONCURSO PÚBLICO N.º 1900514 AQUISIÇÃO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE, HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO, DO INSTITUTO PORTUGUÊS DO SANGUE E DA TRANSPLANTAÇÃO, IP PROGRAMA DO CONCURSO VERSÃO II Avenida

Leia mais

Município da Nazaré Câmara Municipal EMPREITADA DE

Município da Nazaré Câmara Municipal EMPREITADA DE EMPREITADA DE CENTRO DE ALTO RENDIMENTO DE SURF DA NAZARÉ CONCURSO PÚBLICO URGENTE PROGRAMA DO CONCURSO Artigo 1.º Objeto do concurso O presente concurso tem por objeto a conclusão dos trabalhos de construção

Leia mais

Anexo 1 Anexo 2 RESPOSTA(S) DO(S) FORNECEDOR(ES) Referência do Procedimento:CLPQ_AQ-MOB-2014_Fase_Convite Designação do Procedimento:Acordo quadro de fornecimento

Leia mais

PROGRAMA CONCURSO PÚBLICO

PROGRAMA CONCURSO PÚBLICO PROGRAMA CONCURSO PÚBLICO Contrato de subscrição de Software de Produtividade e Infraestrutura Servidora Índice 1 Identificação do procedimento...3 2 Informação institucional...3 3 Consulta das peças do

Leia mais

Decreto Legislativo Regional n.º 34/2008/M, de 14 de Agosto

Decreto Legislativo Regional n.º 34/2008/M, de 14 de Agosto Decreto Legislativo Regional n.º 34/2008/M, de 14 de Agosto Adapta à Região Autónoma da Madeira o Código dos Contratos Públicos, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 18/2008, de 29 de Janeiro O Código dos Contratos

Leia mais

PROJETO DE CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS

PROJETO DE CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS PROJETO DE CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS Concurso limitado por prévia qualificação para a seleção da empresa a designar para a prestação do serviço universal de disponibilização de uma lista telefónica

Leia mais

Complexo Desportivo Municipal. Relvado Sintético. Iluminação. Convite. Ajuste Directo Empreitada Preço Base: ,00. Município de Sousel SA-DUAQ

Complexo Desportivo Municipal. Relvado Sintético. Iluminação. Convite. Ajuste Directo Empreitada Preço Base: ,00. Município de Sousel SA-DUAQ Requalificação Urbana - Arranjos Exteriores do Bairro Martinho Rovisco Pais Casa Branca Complexo Desportivo Municipal Relvado Sintético Iluminação Ajuste Directo Empreitada Preço Base: 90.750,00 Convite

Leia mais

Procedimento n.º 20/2015/DGF-A

Procedimento n.º 20/2015/DGF-A Procedimento n.º 20/2015/DGF-A Convite para Aquisição de Manuais Escolares - Ano Letivo 2015/2016 Índice 1. Entidades 3 2. Decisão de contratar e de autorização da despesa 3 3. Preço base 4 4. Proposta

Leia mais

PROGRAMA DE CONCURSO CONCURSO PÚBLICO 01CPE16

PROGRAMA DE CONCURSO CONCURSO PÚBLICO 01CPE16 PROGRAMA DE CONCURSO CONCURSO PÚBLICO 01CPE16 Reabilitação e apetrechamento dos edifícios pré-escolares e do ensino básico 1. Identificação do concurso... 3 2. Entidade adjudicante... 3 3. Órgão que tomou

Leia mais

Concurso público para fornecimento de uma viatura pesada de caixa aberta de 19Toneladas para o Departamento de Obras Públicas do Município do Funchal

Concurso público para fornecimento de uma viatura pesada de caixa aberta de 19Toneladas para o Departamento de Obras Públicas do Município do Funchal Concurso público para fornecimento de uma viatura pesada de caixa aberta de 19Toneladas para o Departamento de Obras Públicas do Município do Funchal PROGRAMA DE CONCURSO - 1 - Índice Artigo 1º Objecto

Leia mais

M U N I C Í P I O D E A R O U C A C Â M A R A M U N I C I P A L

M U N I C Í P I O D E A R O U C A C Â M A R A M U N I C I P A L M U N I C Í P I O D E A R O U C A C Â M A R A M U N I C I P A L Para. Sua referência Sua comunicação Nossa referência Data N.º / / Circular.º /DP Arouca, 8 de AGOST de 2012 Proc.º N.º ASSUNTO: Convite

Leia mais

1/10 CONVITE. Ajuste Direto n.º acal/ua 07/14

1/10 CONVITE. Ajuste Direto n.º acal/ua 07/14 1/10 CONVITE Artigo 1.º Entidade pública adjudicante O presente procedimento é promovido pela Universidade de Aveiro, fundação pública com regime de direito privado, adiante abreviadamente designada por

Leia mais

CONVITE. 1. Objeto do contrato: NOVO QUARTEL DA GNR DE ÍLHAVO ELABORAÇÃO DE PROJETO. 2. Entidade Adjudicante

CONVITE. 1. Objeto do contrato: NOVO QUARTEL DA GNR DE ÍLHAVO ELABORAÇÃO DE PROJETO. 2. Entidade Adjudicante CONVITE Para o efeito, convida-se V. Exa. a apresentar proposta no âmbito do ajuste direto adotado para a celebração do contrato de NOVO QUARTEL DA GNR DE ÍLHAVO ELABORAÇÃO DE PROJETO. 1. Objeto do contrato:

Leia mais

Programa do Procedimento

Programa do Procedimento Direção Nacional Unidade Orgânica de Logística e Finanças Departamento de Logística Programa do Procedimento Concurso Público n.º 21/DAC/2013 Aquisição de dois cinemómetros de controlo de velocidade Programa

Leia mais

CONVITE. Ajuste Direto 001/2014 ARTIGO 1º IDENTIFICAÇÃO DO PROCEDIMENTO

CONVITE. Ajuste Direto 001/2014 ARTIGO 1º IDENTIFICAÇÃO DO PROCEDIMENTO CONVITE Ajuste Direto 001/2014 ARTIGO 1º IDENTIFICAÇÃO DO PROCEDIMENTO O presente procedimento tem a seguinte designação: AJUSTE DIRETO 001/2014 AQUISIÇAÕ DE LEITE ESCOLAR ANO LETIVO 2014/2015. ARTIGO

Leia mais

MUNICIPIO DE VIMIOSO CÂMARA MUNICIPAL CONCURSO PÚBLICO

MUNICIPIO DE VIMIOSO CÂMARA MUNICIPAL CONCURSO PÚBLICO CONCURSO PÚBLICO Fornecimento de Serviços e Materiais para a Gestão Activa de Espaços Naturais no Parque Ibérico de Natureza e Aventura de Vimioso - Concepção de Projectos de Arquitectura e Especialidades,

Leia mais

SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E RECURSOS HUMANOS (SRE)

SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E RECURSOS HUMANOS (SRE) SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E RECURSOS HUMANOS (SRE) GABINETE DO SECRETÁRIO REGIONAL PROGRAMA DE CONCURSO REF. Nº CPU01/SRE/2013 CONCURSO PÚBLICO URGENTE LOCAÇÃO DE PLATAFORMA DE APOIO À GESTÃO ESCOLAR

Leia mais

Escola Secundária de Cacilhas-Tejo. Caderno de Encargos AJUSTE DIRETO N.º 1/2016 PARA EXPLORAÇÃO DO BAR DOS ALUNOS

Escola Secundária de Cacilhas-Tejo. Caderno de Encargos AJUSTE DIRETO N.º 1/2016 PARA EXPLORAÇÃO DO BAR DOS ALUNOS Caderno de Encargos AJUSTE DIRETO N.º 1/2016 PARA EXPLORAÇÃO DO BAR DOS ALUNOS ARTIGO 1º IDENTIFICAÇÃO DO CONCURSO O presente procedimento é um Ajuste Direto e tem a seguinte designação: AJUSTE DIRETO

Leia mais

CONVITE. PROCEDIMENTO DE AJUSTE DIRETO PARA A CONCESSÃO DE EXPLORAÇÃO DOS SERVIÇOS DE RESTAURAÇÃO Casa de Chá FUNDAÇÃO DE SERRALVES

CONVITE. PROCEDIMENTO DE AJUSTE DIRETO PARA A CONCESSÃO DE EXPLORAÇÃO DOS SERVIÇOS DE RESTAURAÇÃO Casa de Chá FUNDAÇÃO DE SERRALVES CONCESSÃO DE EXPLORAÇÃO DOS SERVIÇOS DE RESTAURAÇÃO Casa de Chá FUNDAÇÃO DE SERRALVES Índice Artigo 1.º Objeto do procedimento de Ajuste Direto... 3 Artigo 2.º Entidade adjudicante... 3 Artigo 3.º Órgão

Leia mais

INFRACONSULT Rua Lagares D'El Rei n 19A 1700-268 Lisboa. Sua comunicação de.nossa referência Condeixa-aJMova DAF m 04308??

INFRACONSULT Rua Lagares D'El Rei n 19A 1700-268 Lisboa. Sua comunicação de.nossa referência Condeixa-aJMova DAF m 04308?? Município de Condeixa-a-Nova Largo Artur Barreto 3150-124 Condeixa-a-Nova Telef. 239 949 120 Fax 239945445 www.cm-condeixa.pt geral@cm-condeixa.pt N Verde Serviço de Águas 800 203 683 NIF 501 275 380 INFRACONSULT

Leia mais

PROJETO DE CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS

PROJETO DE CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS PROJETO DE CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS Concurso limitado por prévia qualificação para a seleção da ou das empresas a designar para a prestação do serviço universal de ligação a uma rede de comunicações

Leia mais

Programa de Procedimento

Programa de Procedimento Concurso Público Urgente Prestação de Serviços de Recolha e Transporte de RSU s para Estação de Transferência e Limpeza Urbana para os Programa de Procedimento 1 2016 Associação de Municípios do Douro

Leia mais

1. Índice geral. 2. Índice de anexos. 3. Índice de quadros. 4. Índice de figuras

1. Índice geral. 2. Índice de anexos. 3. Índice de quadros. 4. Índice de figuras 1. Índice geral 2. Índice de anexos 3. Índice de quadros 4. Índice de figuras 7 ÍNDICE FIGURAS INTRODUÇÃO PARTE I TRANSPOSIÇÃO PARA O PLANO NACIONAL DAS DIRECTIVAS COMUNITÁRIAS 1. 2. Principais mudanças

Leia mais

PROGRAMA DO PROCEDIMENTO

PROGRAMA DO PROCEDIMENTO CONCESSÃO DO DIREITO DE EXPLORAÇÃO DE LOJA NA PROMENADE DO LIDO LOJA 2- COTA 16,50 PROGRAMA DO PROCEDIMENTO Página 1 de 19 Índice Artigo 1º Objeto do concurso --------------------------------------------------------------

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA AQUISIÇÃO DE SERVIDOR E TERMINAIS DE COMUNICAÇÕES DE VOZ PARA O MUNICIPIO DE PORTIMÃO PROGRAMA DE CONCURSO

CONCURSO PÚBLICO PARA AQUISIÇÃO DE SERVIDOR E TERMINAIS DE COMUNICAÇÕES DE VOZ PARA O MUNICIPIO DE PORTIMÃO PROGRAMA DE CONCURSO CONCURSO PÚBLICO PARA AQUISIÇÃO DE SERVIDOR E TERMINAIS DE COMUNICAÇÕES DE VOZ PARA O MUNICIPIO DE PORTIMÃO PROGRAMA DE CONCURSO Central de Compras Página 1 de 16 Índice Artigo 1.º Objeto do concurso...

Leia mais

1/11. Ajuste Direto n.º 72 - acal/dao 07/16

1/11. Ajuste Direto n.º 72 - acal/dao 07/16 1/11 CONVITE Artigo 1.º Entidade pública adjudicante O presente procedimento é promovido pela Universidade de Aveiro, fundação pública com regime de direito privado, adiante abreviadamente designada por

Leia mais

Procedimento n.º 10/2015/DGF-A

Procedimento n.º 10/2015/DGF-A Procedimento n.º 10/2015/DGF-A Convite para Aquisição de Refeições Escolares - Ano Letivo 2015/2016 Procedimento n.º 10/2015/DGF-A Aquisição de Refeições Escolares - Ano Letivo 2015/2016 Assunto: Convite

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA ATRIBUIÇÃO DE ARRENDAMENTO COMERCIAL DE LOJAS NO MERCADO MUNICIPAL DA NAZARÉ PROGRAMA DE CONCURSO

CONCURSO PÚBLICO PARA ATRIBUIÇÃO DE ARRENDAMENTO COMERCIAL DE LOJAS NO MERCADO MUNICIPAL DA NAZARÉ PROGRAMA DE CONCURSO CONCURSO PÚBLICO PARA ATRIBUIÇÃO DE ARRENDAMENTO COMERCIAL DE LOJAS NO MERCADO MUNICIPAL DA NAZARÉ PROGRAMA DE CONCURSO 1 - ENTIDADE ADJUDICANTE Município da Nazaré, Avenida Vieira Guimarães, nº 54, Paços

Leia mais

UNIDADE ORGÂNICA FINANCEIRA SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO E GESTÃO DE STOCKS CONVITE AJUSTE DIRETO

UNIDADE ORGÂNICA FINANCEIRA SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO E GESTÃO DE STOCKS CONVITE AJUSTE DIRETO UNIDADE ORGÂNICA FINANCEIRA SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO E GESTÃO DE STOCKS CONVITE AJUSTE DIRETO AQUISIÇÃO DE CONTENTORES DE RECOLHA DE RSU Reguengos ""Monsaraz CIDADE EUROPEIA DO VINHO 2015

Leia mais

Programa de Concurso. Empreitada da Obra

Programa de Concurso. Empreitada da Obra Programa de Concurso da Empreitada da Obra de Limpeza e beneficiação dos rios e ribeiros no Concelho (Reabilitação, limpeza e valorização da Ribeira de Carnide (Rio Pranto)) 1 CONCURSOS PÚBLICOS PROGRAMA

Leia mais

PROGRAMA DE CONCURSO

PROGRAMA DE CONCURSO CONCURSO PÚBLICO PARA A CONCESSÃO DA GESTÃO DO PARQUE GERAÇÕES S. JOÃO DO ESTORIL NO CONCELHO DE CASCAIS PROGRAMA DE CONCURSO Proc. N.º8/CON/DCOP/2014 ÍNDICE 1 - IDENTIFICAÇÃO DO CONCURSO 2 - ENTIDADE

Leia mais

Acordo quadro para a prestação de serviços de consultadoria, desenvolvimento e manutenção de software

Acordo quadro para a prestação de serviços de consultadoria, desenvolvimento e manutenção de software Acordo quadro para a prestação de serviços de consultadoria, desenvolvimento e manutenção de software PROGRAMA DE CONCURSO Janeiro de 2013 ÍNDICE CAPÍTULO I OBJETO E ÂMBITO DO CONCURSO... 3 Artigo 1.º

Leia mais

Diário da República, 1.ª série N.º de Agosto de

Diário da República, 1.ª série N.º de Agosto de Diário da República, 1.ª série N.º 157 14 de Agosto de 2008 5645 Dezembro, reporta -se ao Conselho Regional da Água no que respeita à região hidrográfica da Madeira. 13 As competências coordenadoras atribuídas

Leia mais

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE EQUIPAMENTO MOBILIÁRIO ADMINISTRATIVO E DE ESCRITÓRIO PARA A UCCI BENTO XVI

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE EQUIPAMENTO MOBILIÁRIO ADMINISTRATIVO E DE ESCRITÓRIO PARA A UCCI BENTO XVI CONTRATO DE FORNECIMENTO DE EQUIPAMENTO MOBILIÁRIO ADMINISTRATIVO E DE ESCRITÓRIO PARA A UCCI BENTO XVI ENTRE: Primeiro Contraente: União das Misericórdias Portuguesas, com sede na Rua de Entrecampos,

Leia mais

ANEXO II DECLARAÇÃO DE ACEITAÇÃO DO CONTEÚDO DO CADERNO DE ENCARGOS

ANEXO II DECLARAÇÃO DE ACEITAÇÃO DO CONTEÚDO DO CADERNO DE ENCARGOS Pág.1/2 ANEXO II DECLARAÇÃO DE ACEITAÇÃO DO CONTEÚDO DO CADERNO DE ENCARGOS [a que se refere a alínea a) do nº 1 do artigo 81º do Código dos Contratos Públicos] 1. Manuel Júlio Jorge da Silva titular do

Leia mais

D E CÂMARA MUNICIPAL DE AROUCA

D E CÂMARA MUNICIPAL DE AROUCA C A D E R N O D E E N C A R G O S 1 CADERNO DE ENCARGOS Artigo 1.º Objecto 1 - O presente compreende as cláusulas a incluir no contrato a celebrar na sequência do procedimento pré-contratual que tem por

Leia mais

Município de Condeixa-a-Nova

Município de Condeixa-a-Nova Município de Condeixa-a-Nova Largo jô;rtur 8arn:n:o Telei. 239 849 ';20 Fax 239 945 445 N\;vw.cm~-::ondeixa.pt geral@cm~condejxa.pt N Verde SBrifiço de.4gua~:3go2g3 683 NIr- 501 275330 OMS-Tratamento de

Leia mais

Programa de Concurso CÂMARA MUNICIPAL DE VILA NOVA DE CERVEIRA DIVISÃO DE ADMINISTRAÇÂO GERAL CONTRATAÇÂO PÚBLICA CONCURSO PÚBLICO

Programa de Concurso CÂMARA MUNICIPAL DE VILA NOVA DE CERVEIRA DIVISÃO DE ADMINISTRAÇÂO GERAL CONTRATAÇÂO PÚBLICA CONCURSO PÚBLICO CÂMARA MUNICIPAL DE VILA NOVA DE CERVEIRA DIVISÃO DE ADMINISTRAÇÂO GERAL CONTRATAÇÂO PÚBLICA Programa de Concurso CONCURSO PÚBLICO Aquisição de Serviços e Manutenção do Parque de Impressão INDICE Artigo

Leia mais

Formação de funcionários administrativos dos centros do IST

Formação de funcionários administrativos dos centros do IST Formação de funcionários administrativos dos centros do IST Iria Fernandes Rogério Colaço Lisboa, 26 de Fevereiro de 2014 Anfiteatro PA3 Procedimento em que a entidade adjudicante convida diretamente uma

Leia mais

PROGRAMA DO PROCEDIMENTO HASTA PÚBLICA Nº 02/2015/DRAPLVT ALIENAÇÃO DE OVELHAS RAÇA SALOIA

PROGRAMA DO PROCEDIMENTO HASTA PÚBLICA Nº 02/2015/DRAPLVT ALIENAÇÃO DE OVELHAS RAÇA SALOIA PROGRAMA DO PROCEDIMENTO HASTA PÚBLICA Nº 02/2015/ ALIENAÇÃO DE OVELHAS RAÇA SALOIA - 2015-1 ARTIGO 1.º Objecto da Hasta Pública 1 A hasta pública tem por objecto a alienação de 363 ovelhas de raça saloia.

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MAFRA CONVITE. Conclusão/reparação das infra-estruturas de um loteamento municipal sito na Ericeira - Processo 25.

CÂMARA MUNICIPAL DE MAFRA CONVITE. Conclusão/reparação das infra-estruturas de um loteamento municipal sito na Ericeira - Processo 25. CONVITE AJUSTE DIRECTO PARA: Conclusão/reparação das infra-estruturas de um loteamento municipal sito na Ericeira - Processo 25.94/OM Pelo presente convidamos V. Ex.ª, a apresentar proposta referente ao

Leia mais

PROGRAMA DE PROCEDIMENTO ACORDO QUADRO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS ÀS INSTITUIÇÕES E SERVIÇOS DO SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE

PROGRAMA DE PROCEDIMENTO ACORDO QUADRO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS ÀS INSTITUIÇÕES E SERVIÇOS DO SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE PROGRAMA DE PROCEDIMENTO ACORDO QUADRO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS ÀS INSTITUIÇÕES E SERVIÇOS DO SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE OBJETO E ÂMBITO CONCURSO... 4 SECÇÃO I... 4 DISPOSIÇÕES GERAIS... 4 ARTIGO

Leia mais

FREGUESIA DE GÓIS. Concurso Público para a Utilização e Exploração do Bar do Pêgo Escuro - Góis. Processo nº A1/2015 CADERNO DE ENCARGOS

FREGUESIA DE GÓIS. Concurso Público para a Utilização e Exploração do Bar do Pêgo Escuro - Góis. Processo nº A1/2015 CADERNO DE ENCARGOS Concurso Público para a Utilização e Exploração do Bar do Pêgo Escuro - Góis Processo nº A1/2015 CADERNO DE ENCARGOS [1] CADERNO DE ENCARGOS ÍNDICE Objeto do concurso... 3 Instalações e Pessoal... 3 Início

Leia mais

CONCURSO PUBLICO INTERNACIONAL PROGRAMA DE CONCURSO

CONCURSO PUBLICO INTERNACIONAL PROGRAMA DE CONCURSO Página 1 de 10 CONCURSO PUBLICO INTERNACIONAL Nº 2/2011 PROGRAMA DE CONCURSO - PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS DE DOCÊNCIA E VIGILÂNCIA; - PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS GESTÃO - PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS

Leia mais

PARA ALUGUER DE EQUIPAMENTO

PARA ALUGUER DE EQUIPAMENTO Anúncio Procedimento n.º P05/2012 PARA ALUGUER DE EQUIPAMENTO 1 ANUNCIO ANUNCIO PARA A APRESENTAÇÃO DE PROPOSTA PARA ALUGUER DE EQUIPAMENTO Artigo 1º Designação do contrato a celebrar -------------------------------------------------------------------------------4

Leia mais

Aquisição de madeiras e derivados e equipamento para a Casa Mortuária de São Pedro do Corval e para o Mercado Municipal

Aquisição de madeiras e derivados e equipamento para a Casa Mortuária de São Pedro do Corval e para o Mercado Municipal SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO - APV CONVITE AJUSTE DIRETO Aquisição de madeiras e derivados e equipamento para a Casa Mortuária de São Pedro do Corval e para o Mercado Municipal SUBUNIDADE ORGÂNICA

Leia mais

MUNICÍPIO DE CUBA Câmara Municipal

MUNICÍPIO DE CUBA Câmara Municipal MUNICÍPIO DE CUBA Câmara Municipal CADERNO DE ENCARGOS Cessão da Exploração do Estabelecimento de Bebidas Bar das Piscinas Municipais Descobertas de Cuba I PARTE CLÁUSULAS GERAIS Artº. 1º Âmbito de aplicação

Leia mais

Concurso Público n.º 39/DAC/2009

Concurso Público n.º 39/DAC/2009 Direcção Nacional Unidade Orgânica de Logística e Finanças Departamento de Logística Concurso Público n.º 39/DAC/2009 Aquisição de material e artigos, por lotes, para prevenção da Gripe A Página 1 de 19

Leia mais

MUNICÍPIO DE REGUENGOS DE MONSARAZ

MUNICÍPIO DE REGUENGOS DE MONSARAZ Reguengos ""Monsaraz CIDADE EUROPEIA DO VINHO 2015 MUNICÍPIO DE REGUENGOS DE MONSARAZ "CONSTRUÇÃO DE UM EDIFICIO PARA O TELESCOPIO E ESPAÇOS ENVOLVENTES - DARK SKY CU MEADA" CONVITE \,'!1r;;:.,if,

Leia mais

ANEXO 1 À NOTA TÈCNICA N.º 1/UA1/2010 CHECK-LIST AUTORIDADE DE GESTÃO

ANEXO 1 À NOTA TÈCNICA N.º 1/UA1/2010 CHECK-LIST AUTORIDADE DE GESTÃO Check_List_AG 1 ANEXO 1 À NOTA TÈCNICA N.º 1/UA1/2010 CHECK-LIST AUTORIDADE DE GESTÃO A PREENCHER PELA AUTORIDADE DE GESTÃO PARA CADA PROCEDIMENTO DE CONTRATAÇÃO PÚBLICA O preenchimento desta check-list

Leia mais

Convite CÂMARA MUNICIPAL DE VILA NOVA DE CERVEIRA DIVISÃO DE SERVIÇOS MUNICIPAIS CONTRATAÇÃO PÚBLICA AJUSTE DIRETO

Convite CÂMARA MUNICIPAL DE VILA NOVA DE CERVEIRA DIVISÃO DE SERVIÇOS MUNICIPAIS CONTRATAÇÃO PÚBLICA AJUSTE DIRETO CÂMARA MUNICIPAL DE VILA NOVA DE CERVEIRA DIVISÃO DE SERVIÇOS MUNICIPAIS CONTRATAÇÃO PÚBLICA Convite AJUSTE DIRETO Beneficiação e Conservação da Rede Viária Municipal Construção de Muro junto à Casa Vermelha

Leia mais

MODELO DE ANÚNCIO DO CONCURSO PÚBLICO

MODELO DE ANÚNCIO DO CONCURSO PÚBLICO 1 - IDENTIFICAÇÃO E CONTACTOS DA ENTIDADE ADJUDICANTE NIF e designação da entidade adjudicante: 506087000 - Município de Cantanhede Serviço/Órgão/Pessoa de contacto: Município de Cantanhede Endereço: Praça

Leia mais

ÁGUAS DO CENTRO ALENTEJO, S.A. PROGRAMA DE PROCEDIMENTO

ÁGUAS DO CENTRO ALENTEJO, S.A. PROGRAMA DE PROCEDIMENTO ÁGUAS DO CENTRO ALENTEJO, S.A. PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE LIMPEZA E DESOBSTRUÇÃO DE INFRAESTRUTURAS DA AdCA PROGRAMA DE PROCEDIMENTO Página 1 de 11 ÁGUAS DO CENTRO ALENTEJO, S.A. PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE

Leia mais

Concurso Público n.º 8/DAC/2011

Concurso Público n.º 8/DAC/2011 Direcção Nacional Unidade Orgânica de Logística e Finanças Departamento de Logística Concurso Público n.º 8/DAC/2011 Aquisição de bens alimentares e de serviços de apoio para as messes e bares da PSP Página

Leia mais

PROJETO DE PROGRAMA DO CONCURSO

PROJETO DE PROGRAMA DO CONCURSO PROJETO DE PROGRAMA DO CONCURSO Concurso limitado por prévia qualificação para a seleção da empresa a designar para a prestação do serviço universal de disponibilização de uma lista telefónica completa

Leia mais

Alemanha-Francoforte no Meno: BCE - T141 Plataformas de elevação 2014/S 173-305766. Anúncio de concurso. Fornecimentos

Alemanha-Francoforte no Meno: BCE - T141 Plataformas de elevação 2014/S 173-305766. Anúncio de concurso. Fornecimentos 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:305766-2014:text:pt:html Alemanha-Francoforte no Meno: BCE - T141 Plataformas de elevação 2014/S 173-305766 Anúncio de

Leia mais

Aos vinte e nove dias do mês de novembro de dois mil e treze, os seguintes outorgantes:

Aos vinte e nove dias do mês de novembro de dois mil e treze, os seguintes outorgantes: CONTRATO DE FORNECIMENTO DE SERVIÇOS DE PRODUÇÃO DE DOCUMENTO DE DESIGN E ACOMPANHAMENTO DE PRODUÇÃO DE JOGO ESTRATÉGICO PARA A REDE DE CASTELOS E MURALHAS DO MONDEGO Valor: 34.000,00 Aos vinte e nove

Leia mais

PROGRAMA DO CONCURSO ACORDO QUADRO PARA FORNECIMENTO DE PRÓTESES ORTOPÉDICAS PRÓTESE DA ANCA ÀS INSTITUIÇÕES E SERVIÇOS DO SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE

PROGRAMA DO CONCURSO ACORDO QUADRO PARA FORNECIMENTO DE PRÓTESES ORTOPÉDICAS PRÓTESE DA ANCA ÀS INSTITUIÇÕES E SERVIÇOS DO SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE PROGRAMA DO CONCURSO ACORDO QUADRO PARA FORNECIMENTO DE PRÓTESES ORTOPÉDICAS PRÓTESE DA ANCA ÀS INSTITUIÇÕES E SERVIÇOS DO SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE CP 2015/53 ÍNDICE DISPOSIÇÕES GERAIS... 4 ARTIGO 1.º...

Leia mais

Programa do Concurso. Concessão de Exploração do Bar da ESTeSL. Ref. CP_15_2015 (SAS/IPL) Serviços de Acção Social do Instituto Politécnico

Programa do Concurso. Concessão de Exploração do Bar da ESTeSL. Ref. CP_15_2015 (SAS/IPL) Serviços de Acção Social do Instituto Politécnico 06 Programa do Concurso Concessão de Exploração do Bar da ESTeSL Ref. CP_15_2015 (SAS/IPL) Serviços de Acção Social do Instituto Politécnico Campus de Benfica do IPL, Edifício P3, 1500-651 Lisboa Tel.

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DOS PORTOS DE SETÚBAL E SESIMBRA, SA

ADMINISTRAÇÃO DOS PORTOS DE SETÚBAL E SESIMBRA, SA ADMINISTRAÇÃO DOS PORTOS DE SETÚBAL E SESIMBRA, SA REPARAÇÃO DA DOCA DE RECREIO DAS FONTAINHAS ANÚNCIO DO CONCURSO JUNHO 2014 WW Consultores de Hidráulica e Obras Marítimas, S.A. ADMINISTRAÇÃO DOS PORTOS

Leia mais

ANEXO 2 À NOTA TÈCNICA N.º 1/UA1/2010 FICHA DE VERIFICAÇÃO - BENEFICIÁRIO

ANEXO 2 À NOTA TÈCNICA N.º 1/UA1/2010 FICHA DE VERIFICAÇÃO - BENEFICIÁRIO 1 ANEXO 2 À NOTA TÈCNICA N.º 1/UA1/2010 FICHA DE VERIFICAÇÃO - BENEFICIÁRIO A PREENCHER PELO BENEFICIÁRIO PARA CADA PROCEDIMENTO DE CONTRATAÇÃO PÚBLICA O Beneficiário confirma que na informação abaixo

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO DE GESTÃO ACESSO E PERMANÊNCIA DA ACTIVIDADE DE INSPECÇÃO TÉCNICA A VEÍCULOS

MINUTA DE CONTRATO DE GESTÃO ACESSO E PERMANÊNCIA DA ACTIVIDADE DE INSPECÇÃO TÉCNICA A VEÍCULOS MINUTA DE CONTRATO DE GESTÃO ACESSO E PERMANÊNCIA DA ACTIVIDADE DE INSPECÇÃO TÉCNICA A VEÍCULOS O primeiro outorgante, o Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres, I.P., doravante designado

Leia mais

EDITAL Nº 116/2009. Presidente da Câmara Municipal de Sines. Manuel Coelho Carvalho

EDITAL Nº 116/2009. Presidente da Câmara Municipal de Sines. Manuel Coelho Carvalho C Â M A R A M U N I C I P A L D E S I N E S EDITAL Nº 116/2009 Manuel Coelho Carvalho, Presidente da Câmara Municipal de Sines, no uso da competência que lhe confere a alínea v) do nº 1 do art. 68º do

Leia mais

FICHA DE VERIFICAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS DE CONTRATAÇÃO PÚBLICA

FICHA DE VERIFICAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS DE CONTRATAÇÃO PÚBLICA FICHA DE VERIFICAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS DE CONTRATAÇÃO PÚBLICA O beneficiário confirma que na informação abaixo prestada tomou em consideração o disposto na Legislação aplicável. I. Elementos do Pedido

Leia mais

N.º 19/2016 CONCURSO PÚBLICO AQUISIÇÃO DE LUVAS DE EXAME EM NITRILO NÃO ESTERILIZADAS AQL 1,5 (S/PO) PARA O CHTMAD, EPE

N.º 19/2016 CONCURSO PÚBLICO AQUISIÇÃO DE LUVAS DE EXAME EM NITRILO NÃO ESTERILIZADAS AQL 1,5 (S/PO) PARA O CHTMAD, EPE CONCURSO PÚBLICO N.º 19/2016 AQUISIÇÃO DE LUVAS DE EXAME EM NITRILO NÃO ESTERILIZADAS AQL 1,5 (S/PO) PROGRAMA DE CONCURSO I - DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1º Objeto do concurso O Concurso Público nº 19/2016

Leia mais

CONVITE CONSERVAÇÃO, AMPLIAÇÃO E OUTRAS PEQUENAS CONSTRUÇÕES EB1 CALE DA VILA

CONVITE CONSERVAÇÃO, AMPLIAÇÃO E OUTRAS PEQUENAS CONSTRUÇÕES EB1 CALE DA VILA CONVITE Para o efeito, convida-se V/Exa. a apresentar proposta no âmbito do Ajuste Direto adotado para a celebração do contrato para a realização da empreitada de CONSERVAÇÃO, AMPLIAÇÃO E OUTRAS PEQUENAS

Leia mais

AJUSTE DIRECTO/2014/18

AJUSTE DIRECTO/2014/18 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS E ALUGUER DE PALCOS, CAMARINS E OUTROS EQUIPAMENTOS PARA INICIATIVA "CAIS DE FADO" A INSTALAR NA SERRA DO PILAR E MARGINAL DE GAIA AJUSTE DIRECTO/2014/18 CONTRAENTES:

Leia mais

Procedimento por Ajuste Directo SCM nº 05/2009 ANEXO I. Caderno de Encargos

Procedimento por Ajuste Directo SCM nº 05/2009 ANEXO I. Caderno de Encargos Procedimento por Ajuste Directo SCM nº 05/2009 ANEXO I Caderno de Encargos O Concurso Gastronomia com Vinho do Porto, a executar durante o ano de 2009, tem como objectivo a promoção dos vinhos do Douro

Leia mais

ASSOL Outubro 2013 Caderno de Encargos Ajuste Directo

ASSOL Outubro 2013 Caderno de Encargos Ajuste Directo ASSOL Outubro 2013 Caderno de Encargos Ajuste Directo Relativo à aquisição de combustíveis (gasóleo e gasolina sem chumbo 95) para as viaturas da ASSOL pela forma prevista neste Caderno de Encargos. Ajuste

Leia mais

CENTRO HOSPITALAR SÃO JOÃO, E.P.E.

CENTRO HOSPITALAR SÃO JOÃO, E.P.E. CENTRO HOSPITALAR SÃO JOÃO, E.P.E. PROGRAMA DO CONCURSO Concessão de Exploração de Cafetaria tipo Snack-Bar (Bar do Joãozinho) nas instalações provisórias do Serviço de Pediatria do Centro Hospitalar de

Leia mais

CONVITE. 1. Objeto do contrato

CONVITE. 1. Objeto do contrato CONVITE Para o efeito, convida-se V/Exa. a apresentar proposta no âmbito do Ajuste Direto adotado para a celebração do contrato para a realização da empreitada de ADAPTAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE EDIFÍCIOS E

Leia mais

REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS

REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Objeto O presente regulamento estabelece as normas pelas quais o Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social, I.P.

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: Curso de formação de formadores para o pessoal da sala de operações navais 2014/S Anúncio de concurso.

Bélgica-Bruxelas: Curso de formação de formadores para o pessoal da sala de operações navais 2014/S Anúncio de concurso. 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:363892-2014:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Curso de formação de formadores para o pessoal da sala de operações navais

Leia mais

ALIENAÇÃO DE EDIFICIOS DAS ESCOLAS DO 1.º CICLO DESACTIVADAS CONDIÇÕES DE VENDA

ALIENAÇÃO DE EDIFICIOS DAS ESCOLAS DO 1.º CICLO DESACTIVADAS CONDIÇÕES DE VENDA ALIENAÇÃO DE EDIFICIOS DAS ESCOLAS DO 1.º CICLO DESACTIVADAS CONDIÇÕES DE VENDA 1 Objecto É objecto do presente procedimento a alienação de edifícios das escolas do 1.º ciclo desactivadas, no estado em

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED:

O presente anúncio no sítio web do TED: 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:269591-2015:text:pt:html Luxemburgo-Luxemburgo: Concurso n.o Chafea/2015/Health/34 relativo à análise de implementação

Leia mais

CONCESSÃO DO PRÉDIO URBANO NA RUA DO ARNADO - COIMBRA TERMOS DE REFERÊNCIA

CONCESSÃO DO PRÉDIO URBANO NA RUA DO ARNADO - COIMBRA TERMOS DE REFERÊNCIA CONCESSÃO DO PRÉDIO URBANO NA RUA DO ARNADO - COIMBRA TERMOS DE REFERÊNCIA 1 TERMOS DE REFERÊNCIA REGRAS DO PROCEDIMENTO Artigo 1.º Finalidade Destinam-se os presentes TERMOS DE REFERÊNCIA a regular o

Leia mais

NORMAS APLICÁVEIS À ALIENAÇÃO EM HASTA PÚBLICA DE SUCATA DIVERSA (METAIS FERROSOS) ÍNDICE

NORMAS APLICÁVEIS À ALIENAÇÃO EM HASTA PÚBLICA DE SUCATA DIVERSA (METAIS FERROSOS) ÍNDICE NORMAS APLICÁVEIS À ALIENAÇÃO EM HASTA PÚBLICA DE SUCATA DIVERSA (METAIS FERROSOS) ÍNDICE 1 Identificação da Entidade Alienante 2 Objeto 3 Consulta do processo 4 Condições de admissão à Hasta Pública 5

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED:

O presente anúncio no sítio web do TED: 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:181349-2015:text:pt:html Hungria-Budapeste: Estudo de viabilidade e prestação de especialização técnica e apoio na elaboração

Leia mais

MUNICIPIO DE ARCOS DE VALDEVEZ

MUNICIPIO DE ARCOS DE VALDEVEZ PROCESSO DE CONCURSO PÚBLICO PARA A EMPREITADA DE: Revitalização e valorização de espaços urbanos - Ligação da EN 101 à Avenida António Caldas Decreto-Lei nº. 18/2008, de 29 de Janeiro (Código dos Contratos

Leia mais

Serviços de Acção Social da Universidade de Coimbra ANEXO I

Serviços de Acção Social da Universidade de Coimbra ANEXO I ANEXO I REGULAMENTO AQUISIÇÃO DE ROUPAS, ATOALHADOS, PEQUENOS EQUIPAMENTOS ELECTRICOS E PEQUENOS EQUIPAMENTOS DE USO DOMÉSTICO PARA EQUIPAR A RESIDÊNCIA UNIVERSITÁRIA DO PÓLO DAS CIÊNCIAS DA SAÚDE DA UNIVERSIDADE

Leia mais

PROGRAMA DO PROCEDIMENTO

PROGRAMA DO PROCEDIMENTO TURISMO DE PORTUGAL, I. P. PROGRAMA DO PROCEDIMENTO Procedimento: Concurso Público Objecto: Aquisição de serviços de impressão e fornecimento de cartões para o jogo do bingo, incluindo embalagem, armazenamento,

Leia mais

Município de Marvão. Alienação das Habitações do Bairro Fronteira de Marvão

Município de Marvão. Alienação das Habitações do Bairro Fronteira de Marvão Victor Manuel Martins Frutuoso, Presidente da Câmara Municipal de Marvão, torna públicas as condições de alienação das habitações do Bairro da Fronteira, aprovadas na reunião de Câmara Municipal, do dia

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA ALIENAÇÃO DE UM LOTE DE TERRENO DE 1500 M² SITO NAS PENHAS DA SAÚDE

CONCURSO PÚBLICO PARA ALIENAÇÃO DE UM LOTE DE TERRENO DE 1500 M² SITO NAS PENHAS DA SAÚDE CONCURSO PÚBLICO PARA ALIENAÇÃO DE UM LOTE DE TERRENO DE 1500 M² SITO NAS PENHAS DA SAÚDE I - AVISO II - PROGRAMA DE CONCURSO III - CADERNO DE ENCARGOS IV - ANEXOS JUNHO 2016 I AVISO Nº1/2016 O Conselho

Leia mais

ANEXO II MODELO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE RECOLHA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E LIMPEZA URBANA PELA EGEO TECNOLOGIA E AMBIENTE, S.A.

ANEXO II MODELO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE RECOLHA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E LIMPEZA URBANA PELA EGEO TECNOLOGIA E AMBIENTE, S.A. REGULAMENTO TARIFÁRIO E DE EXPLORAÇÃO DA CONCESSÃO DOS SERVIÇOS DE LIMPEZA URBANA E RECOLHA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NA ÁREA DE JURISDIÇÃO DA APL -ADMINISTRAÇÃO DO PORTO DE LISBOA, S.A. ANEXO II MODELO

Leia mais

PROGRAMA DO CONCURSO E CADERNO DE ENCARGOS

PROGRAMA DO CONCURSO E CADERNO DE ENCARGOS PROGRAMA DO CONCURSO E CADERNO DE ENCARGOS AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTO IMPRESSORA DE CASSETES CONCURSO PÚBLICO N.º 180030/16 1 Programa de Concurso Artigo 1.º Objeto do Concurso O presente procedimento tem

Leia mais

FREGUESIA DE QUIAIOS NIPC 510 833 535

FREGUESIA DE QUIAIOS NIPC 510 833 535 PROGRAMA DE HASTA PÚBLICA Para atribuição do direito de ocupação efetiva de natureza precária da loja n.º 4 no Mercado de Quiaios Artigo 1.º Identificação A loja objeto de hasta pública localiza-se no

Leia mais

PARTE L - CONTRATOS PÚBLICOS

PARTE L - CONTRATOS PÚBLICOS Quinta-Feira, 24 de Novembro de 2016 Número 226 PARTE L - CONTRATOS PÚBLICOS CENTRO HOSPITALAR LISBOA NORTE, E. P. E. Anúncio de procedimento n.º 7674/2016 MODELO DE ANÚNCIO DO CONCURSO PÚBLICO 1 - IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Contrato n.º 12/2015. É celebrado o presente contrato que se regerá pelo disposto nas cláusulas seguintes: Cláusula 1ª. Objeto do Contrato

Contrato n.º 12/2015. É celebrado o presente contrato que se regerá pelo disposto nas cláusulas seguintes: Cláusula 1ª. Objeto do Contrato CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS PARA AS ATIVIDADES PRÁTICAS DOS ALUNOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE JOVENS DE PANIFICAÇÃO E PASTELARIA E DO CURSO PROFISSIONAL DE RESTAURAÇÃO DO AGRUPAMENTO

Leia mais

Reino Unido-Londres: Apoio e consultoria em matéria de comunicação 2013/S Anúncio de concurso. Serviços

Reino Unido-Londres: Apoio e consultoria em matéria de comunicação 2013/S Anúncio de concurso. Serviços 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:313204-2013:text:pt:html Reino Unido-Londres: Apoio e consultoria em matéria de comunicação 2013/S 182-313204 Anúncio

Leia mais

Miguel Catela ORDEM DOS ENGENHEIROS LISBOA 3 DE FEVEREIRO 2011

Miguel Catela ORDEM DOS ENGENHEIROS LISBOA 3 DE FEVEREIRO 2011 ORDEM DOS ENGENHEIROS LISBOA 3 DE FEVEREIRO 2011 1)Pouco tempo decorrido desde 29 de Janeiro de 2008 2)Não abrange os sectores excluídos Artigo 11, nº1 Caso de Espanha Lei nº30/2007, de 30 de Outubro Ley

Leia mais

DIREÇÃO REGIONAL DA SOLIDARIEDADE SOCIAL

DIREÇÃO REGIONAL DA SOLIDARIEDADE SOCIAL CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Entre, de uma parte, a Direção Regional da Solidariedade Social, com sede no Solar dos Remédios, 9701-855 Angra do Heroísmo, Concelho de Angra do Heroísmo, representado

Leia mais

REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo 1.º. Objeto

REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo 1.º. Objeto REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Objeto O presente regulamento estabelece as normas pelas quais o Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social, I.P.

Leia mais

ANÚNCIO SECÇÃO I ENTIDADE ADJUDICANTE

ANÚNCIO SECÇÃO I ENTIDADE ADJUDICANTE ANÚNCIO SECÇÃO I ENTIDADE ADJUDICANTE I.1) DESIGNAÇÃO E ENDEREÇO OFICIAIS DA ENTIDADE ADJUDICANTE: Organismo: PORTO VIVO, SRU Sociedade de Reabilitação Urbana da Baixa Portuense, S.A. À atenção de: Conselho

Leia mais

Concurso público para a celebração de acordo quadro de fornecimento de combustíveis rodoviários. Relatório Final

Concurso público para a celebração de acordo quadro de fornecimento de combustíveis rodoviários. Relatório Final Concurso público para a celebração de acordo quadro de fornecimento de combustíveis rodoviários Relatório Final ANCP 2012 Índice 1. Do concurso... 3 2. Esclarecimentos sobre as peças e retificações...

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED:

O presente anúncio no sítio web do TED: 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:310366-2015:text:pt:html Estados Unidos-Washington: Contrato(s)-quadro por lote relativo(s) ao apoio à entidade adjudicante

Leia mais

Cláusula Segunda Prazo O prazo para execução do presente contrato é 365 (trezentos e sessenta e cinco) dias a contra da data da consignação.

Cláusula Segunda Prazo O prazo para execução do presente contrato é 365 (trezentos e sessenta e cinco) dias a contra da data da consignação. CONTRATO DE EMPREITADA DE OBRA PÚBLICA Nº 135/2016 0103/DOM/DEM/15 REPARAÇÕES DIVERSAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL EM ESCOLAS E JARDINS DE INFÂNCIA DO MUNICÍPIO DE OEIRAS Entre: Município de Oeiras, Pessoa Colectiva

Leia mais

Aquisição de Prestação de Serviços para Pintura Decorativa do Teto do Salão Nobre dos Pacos do, Município no âmbito da Cidade Europeia do Vinho 2015

Aquisição de Prestação de Serviços para Pintura Decorativa do Teto do Salão Nobre dos Pacos do, Município no âmbito da Cidade Europeia do Vinho 2015 1. Reguengos '"'Monsaraz CIDADE EUROPEIA DO VINHO CADERNO DE ENCARGOS Aquisição de Prestação de Serviços para Pintura Decorativa do Teto do Salão Nobre dos Pacos do, Município no âmbito da Cidade Europeia

Leia mais