Soluções e Gases III. Gases

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Soluções e Gases III. Gases"

Transcrição

1 Soluções e Gases III Gases

2 Gases Gás é um material que preenche todo o espaço ou volume do recipiente em que se encontra, independentemente do tamanho do recipiente. Ar 78 % de N 2 21% de O 2 1% de outros gases (CO 2, H 2 O, NO, NO 2, NH 3, SO 2, SO 3, HCl, Cl 2, CO, H 2 S, O 3, CH 4, CF 2 H 2, Ne,..) Maria José Sousa CURSO TÉCNICO SUPERIOR VOCACIONAL EM CUIDADOS VETERINÁRIOS 2

3 Características Físicas dos Gases VOLUME VARIÁVEL: - as partículas estão em constante movimento, pelo que podem expandir-se ocupando todo o volume disponível. - o volume das partículas é considerado desprezável em relação ao volume do recipiente FORMA VARIÁVEL: - adquire a forma do recipiente que o contém, uma vez que as partículas estão muito afastadas umas das outras e possuem grande liberdade de movimento Maria José Sousa CURSO TÉCNICO SUPERIOR VOCACIONAL EM CUIDADOS VETERINÁRIOS 3

4 Características Físicas dos Gases ELEVADA COMPRESSIBILIDADE: - as partículas constituintes dos gases estão muito afastadas umas das outras, pelo que, podem ser comprimidas. EXTRAORDINÁRIA CAPACIDADE DE EXPANSÃO: - como estão em constante movimento, as partículas constituintes dos gases podem-se expandir TEMPERATURA: - quanto maior a temperatura, maior a energia cinética do gás e maior a expansão do gás, e viceversa BAIXA DENSIDADE: - a densidade é dada pela razão entre a massa de um material e o volume por ele ocupado (d = m/v). As partículas ficam muito afastadas, assim há uma massa pequena, praticamente desprezível, em um grande volume. Assim, a densidade relativa de um gás é muito pequena; SÃO MISCÍVEIS ENTRE SI EM QUALQUER PROPORÇÃO Maria José Sousa CURSO TÉCNICO SUPERIOR VOCACIONAL EM CUIDADOS VETERINÁRIOS 4

5 Gases Os gases não podem ser observados mas podemos ver o que eles fazem Teoria cinética dos gases ou Teoria do gás ideal modelo usado para explicar o comportamento e as características dos gases - os gases são compostos de partículas - a maioria é composta por moléculas, à exceção dos gases nobres, cujas partículas são átomos - as partículas encontram-se bastante afastadas umas das outras e praticamente não ocorre interação entre elas - possuem um elevado grau de liberdade (movimentam-se desordenadamente, em trajetórias retilíneas e chocam umas contra as outras e contra as paredes do recipiente que contém o gás) - assim, a pressão exercida por um gás é exatamente a força por unidade de área ocasionada quando a partícula se choca com a parede do recipiente. Maria José Sousa CURSO TÉCNICO SUPERIOR VOCACIONAL EM CUIDADOS VETERINÁRIOS 5

6 Pressão de um Gás A pressão de um gás pode ser definida como a força exercida pela colisão das partículas dos gases contra as paredes do recipiente que os contém. Quando ocorre uma transformação em que a temperatura se mantém constante (isotérmica), o aumento do volume de uma determinada massa fixa de um gás provoca a diminuição da pressão exercida pelo gás - o volume e a pressão são grandezas diretamente proporcionais. Em transformações em que o volume permanece constante (isocóricas), o aumento da temperatura de uma massa fixa de um gás provoca o aumento da pressão exercida por ele, e vice-versa - a pressão e a temperatura são grandezas inversamente proporcionais. A unidade de pressão no Sistema Internacional de Unidades (SI) é o pascal (Pa). Maria José Sousa CURSO TÉCNICO SUPERIOR VOCACIONAL EM CUIDADOS VETERINÁRIOS 6

7 Pressão Atmosférica Evangelista Torricelli ( ) encheu um recipiente com mercúrio e também encheu um tubo com o mesmo metal. Depois ele emborcou esse tubo sobre o recipiente, observando que o mercúrio descia até estacionar em determinada altura. Essa altura dependia exclusivamente da pressão atmosférica. A esperiência de Torricelli foi realizada ao nível do mar e ele observou que a altura em que o mercúrio parava era sempre de 76 cm ou 760 mm. Por isso, diz-se que, ao nível do mar, a pressão atmosférica é igual a 760 mm Hg. A pressão atmosférica é o peso da camada de ar atmosférico sobre nós. Assim, a pressão atmosférica varia conforme a altitude em que nos encontramos. Por exemplo, se estivermos acima do nível do mar, como no Monte Everest, a pressão atmosférica será menor, pois terá uma camada de ar menor. Por outro lado, se estivermos em algum lugar abaixo do nível do mar, a camada de ar será maior e, consequentemente, a pressão atmosférica também será maior que 760 mmhg. Maria José Sousa CURSO TÉCNICO SUPERIOR VOCACIONAL EM CUIDADOS VETERINÁRIOS 7

8 A Lei dos Gases A pressão e o volume são inversamente proporcionais, se um aumenta, o outro diminui e vice-versa; A pressão e a temperatura são diretamente proporcionais, se uma aumenta, a outra também aumenta e vice-versa; A temperatura e o volume são diretamente proporcionais, se um aumenta, o outro também aumenta e vice-versa. Maria José Sousa CURSO TÉCNICO SUPERIOR VOCACIONAL EM CUIDADOS VETERINÁRIOS 8

9 A Equação dos Gases Ideais A equação dos gases ideais, também conhecida como equação de Clapeyron, é a seguinte: P. V = n. R. T em que n = m/m Assim, quando ocorre alguma transformação gasosa, podemos usar essa equação geral dos gases para descobrir qual é a variação que houve nas grandezas. Considerando sempre que estamos a trabalhar nas Condições Normais de Temperatura e Pressão (CNTP), em que: Pressão = 1 atm ou 760 mmhg Temperatura = 0 ºC = 273 K Sempre que temos 1 mol de qualquer gás nas Condições Normais de Temperatura e Pressão (CNTP - 1 atm e 273 K (0ºC)), o volume ocupado será sempre de 22,4 L (volume molar). Maria José Sousa CURSO TÉCNICO SUPERIOR VOCACIONAL EM CUIDADOS VETERINÁRIOS 9

Apostila de Química 01 Estudo dos Gases

Apostila de Química 01 Estudo dos Gases Apostila de Química 01 Estudo dos Gases 1.0 Conceitos Pressão: Número de choques de suas moléculas contra as paredes do recipiente. 1atm = 760mHg = 760torr 105Pa (pascal) = 1bar. Volume 1m³ = 1000L. Temperatura:

Leia mais

As moléculas se encontram em movimento desordenado, regido pelos princípios fundamentais da Mecânica newtoniana.

As moléculas se encontram em movimento desordenado, regido pelos princípios fundamentais da Mecânica newtoniana. Estudo dos gases Gás Ideal As moléculas se encontram em movimento desordenado, regido pelos princípios fundamentais da Mecânica newtoniana. As moléculas não exercem força uma sobre as outras, exceto quando

Leia mais

Todo gás exerce uma PRESSÃO, ocupando um certo VOLUME à determinada TEMPERATURA

Todo gás exerce uma PRESSÃO, ocupando um certo VOLUME à determinada TEMPERATURA Todo gás exerce uma PRESSÃO, ocupando um certo VOLUME à determinada TEMPERATURA Aos valores da pressão, do volume e da temperatura chamamos de ESTADO DE UM GÁS Assim: V 5 L T 300 K P 1 atm Os valores da

Leia mais

Combustíveis Energia e Ambiente. Combustíveis gasosos, líquidos e sólidos: compreender as diferenças

Combustíveis Energia e Ambiente. Combustíveis gasosos, líquidos e sólidos: compreender as diferenças Combustíveis gasosos, líquidos e sólidos: compreender as diferenças 1 Estados físicos de hidrocarbonetos em função do número de carbonos da cadeia Os gases combustíveis podem ser agrupados em famílias,

Leia mais

CURSO: ENGENHARIA CIVIL FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL II 2º Período Prof.a: Érica Muniz UNIDADE 2. Propriedades Moleculares dos Gases

CURSO: ENGENHARIA CIVIL FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL II 2º Período Prof.a: Érica Muniz UNIDADE 2. Propriedades Moleculares dos Gases CURSO: ENGENHARIA CIVIL FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL II 2º Período Prof.a: Érica Muniz UNIDADE 2 Propriedades Moleculares dos Gases Estado Gasoso Dentre os três estados de agregação, apenas o estado gasosos

Leia mais

Vejamos agora alguns casos particulares dessas transformações com quantidade de gás constante.

Vejamos agora alguns casos particulares dessas transformações com quantidade de gás constante. Setor 2306 Aula 06 Transformações Gasosas em sistemas fechados Complemento. Como vimos em aula, as transformações realizadas em sistemas fechados tem sua quantidade de gás constante. Nessa situação, a

Leia mais

FÍSICO-QUÍMICA GASES IDEAIS E GASES REAIS. Prof. MSc. Danilo Cândido

FÍSICO-QUÍMICA GASES IDEAIS E GASES REAIS. Prof. MSc. Danilo Cândido FÍSICO-QUÍMICA GASES IDEAIS E GASES REAIS Prof. MSc. Danilo Cândido CONCEITOS DE GASES Um gás representa a forma mais simples da matéria, de baixa densidade e que ocupa o volume total de qualquer recipiente

Leia mais

Estudo Físico-Químico dos Gases

Estudo Físico-Químico dos Gases Estudo Físico-Químico dos Gases Prof. Alex Fabiano C. Campos Fases de Agregação da Matéria Sublimação (sólido em gás ou gás em sólido) Gás Evaporação (líquido em gás) Condensação (gás em líquido) Sólido

Leia mais

QUÍMICA I Gases

QUÍMICA I Gases QUÍMICA I 106201 Gases Características dos gases Os gases são altamente compressíveis e ocupam o volume total de seus recipientes. Quando um gás é submetido à pressão, seu volume diminui. Os gases sempre

Leia mais

EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO QUÍMICA GASES I

EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO QUÍMICA GASES I Aluno (a): Profº: RICARDO Série: Data: / / Disc: QUÍMICA EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO QUÍMICA GASES I 1. Uma Massa fixa de um gás ideal foi submetida a uma série de transformações isotérmicas e alguns dos valores

Leia mais

Professora : Elisângela Moraes

Professora : Elisângela Moraes UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE LORENA -EEL Professora : Elisângela Moraes 02/03/2012 PROGRAMA RESUMIDO 1. Gases Ideais; 2. Gases Reais; 3. Termodinâmica; 4. Termoquímica; 5. Entropia;

Leia mais

Estudo Físico-Químico dos Gases

Estudo Físico-Químico dos Gases Estudo Físico-Químico dos Gases Prof. Alex Fabiano C. Campos Gás e Vapor Diagrama de Fase Gás Vapor Gás: fluido elástico que não pode ser condensado apenas por aumento de pressão, pois requer ainda um

Leia mais

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 22 RELAÇÕES NUMÉRICAS FUNDAMENTAIS - PARTE 2

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 22 RELAÇÕES NUMÉRICAS FUNDAMENTAIS - PARTE 2 QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 22 RELAÇÕES NUMÉRICAS FUNDAMENTAIS - PARTE 2 Fixação 1) (UNESP) O volume de uma massa fixa de gás ideal, a pressão constante, é diretamente proporcional à: a) concentração do gás.

Leia mais

Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA. Teoria Cinética do Gases

Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA. Teoria Cinética do Gases Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA Teoria Cinética do Gases Introdução A descrição de um gás por inteiro (descrição macroscópica) pode ser feito estabelecendo as grandezas macroscópicas que caracterizam

Leia mais

Física I 2010/2011. Aula 18. Mecânica de Fluidos I

Física I 2010/2011. Aula 18. Mecânica de Fluidos I Física I 2010/2011 Aula 18 Mecânica de Fluidos I Sumário Capítulo 14: Fluidos 14-1 O que é um Fluido? 14-2 Densidade e Pressão 14-3 Fluidos em Repouso 14-4 A Medida da pressão 14-5 O Princípio de Pascal

Leia mais

Química Prof. Giacometto

Química Prof. Giacometto Química Prof. Giacometto LISTA DE EXERCÍCIOS SOBRE O ESTADO GASOSO (SÓ UEM) OBS: SEMPRE QUE JULGAR NECESSÁRIO O VALOR DA MASSA ATÔMICA DE UM ELEMENTO QUÍMICO, UTILIZAR A TABELA PERIÓDICA 01) (UEM) Considerando

Leia mais

11/08/2014. Lei de Avogadro. Equação de Clayperon. CNTP 1 atm 0 C 273K

11/08/2014. Lei de Avogadro. Equação de Clayperon. CNTP 1 atm 0 C 273K Disciplina de Físico Química I - Equação de Clapeyron Misturas Gases reais. Prof. Vanderlei Inácio de Paula contato: vanderleip@anchieta.br Lei de Avogadro 1 Lei de Avogadro Equação de Clayperon CNTP 1

Leia mais

REVISIONAL DE QUÍMICA 1º ANO PROF. RICARDO

REVISIONAL DE QUÍMICA 1º ANO PROF. RICARDO REVISIONAL DE QUÍMICA 1º ANO PROF. RICARDO 1- Um aluno de química, ao investigar as propriedades de gases, colocou uma garrafa plástica (PET), contendo ar e devidamente fechada, em um freezer e observou

Leia mais

Capítulo 1. Propriedades dos Gases

Capítulo 1. Propriedades dos Gases Capítulo 1. Propriedades dos Gases Baseado no livro: Atkins Physical Chemistry Eighth Edition Peter Atkins Julio de Paula 14-03-2007 Maria da Conceição Paiva 1 O estado físico de uma substância A equação

Leia mais

Lei fundamental da hidrostática

Lei fundamental da hidrostática Sumário Unidade I MECÂNICA 3- de fluidos - Lei fundamental da hidrostática ou Lei de Stevin. - Vasos comunicantes Equilíbrio de dois líquidos não miscíveis. - Relação entre as pressões de dois pontos,

Leia mais

Conceitos Básicos sobre gases

Conceitos Básicos sobre gases Conceitos Básicos sobre gases ara este estudo não vamos fazer distinção entre gás e vapor, desta forma neste capítulo, o estado gasoso (gás ou vapor) será sempre referido como gás... ressão dos gases Suponha

Leia mais

2/Mar/2016 Aula 4. 26/Fev/2016 Aula 3

2/Mar/2016 Aula 4. 26/Fev/2016 Aula 3 6/Fev/016 Aula 3 Calor e Primeira Lei da Termodinâmica Calor e energia térmica Capacidade calorífica e calor específico Calor latente Diagrama de fases para a água Primeira Lei da Termodinâmica Trabalho

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 09/04/11

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 09/04/11 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 09/04/11 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Dados R = 0,0821 atm L mol -1 K -1 T (K) =

Leia mais

GASES PERFEITOS AULA INTRODUÇÃO

GASES PERFEITOS AULA INTRODUÇÃO AULA 5 GASES PERFEIOS - INRODUÇÃO Neste capítulo, vamos estudar as transformações gasosas e as leis elaboradas por Boyle e ariotte, Clapeyron, Gay-Lussac e Charles, que regem estas transformações. Vamos

Leia mais

PROPRIEDADE DOS GASES

PROPRIEDADE DOS GASES RORIEDADE DOS GASES 0. Gás Ideal x Gás Real eoria Cinética dos Gases A eoria Cinética dos Gases procura dar uma idéia da estrutura interna dos gases através de hipóteses, criando-se um modelo que sirva

Leia mais

ELEMENTOS QUE FORMAM GASES NAS CONDIÇÕES NORMAIS

ELEMENTOS QUE FORMAM GASES NAS CONDIÇÕES NORMAIS ELEMENTOS QUE FORMAM GASES NAS CONDIÇÕES NORMAIS Substância no estado gasoso é definida por 4 qualidades: Volume Quantidade de matéria (mol) Temperatura Pressão 1. fase gasosa Átomos He Ar (gases nobres)

Leia mais

Características dos gases

Características dos gases Gases Características dos gases Os gases são altamente compressíveis e ocupam o volume total de seus recipientes. Quando um gás é submetido à pressão, seu volume diminui. Os gases sempre formam misturas

Leia mais

Física II FEP 112 ( ) 1º Semestre de Instituto de Física - Universidade de São Paulo. Professor: Valdir Guimarães

Física II FEP 112 ( ) 1º Semestre de Instituto de Física - Universidade de São Paulo. Professor: Valdir Guimarães Física II FEP 11 (4300110) 1º Semestre de 01 Instituto de Física - Universidade de São Paulo Professor: Valdir Guimarães E-mail: valdir.guimaraes@usp.br Fone: 3091-7104(05) Aula 1 Temperatura e Teoria

Leia mais

Hidrostática Prof: Edson Rizzo. Pressões: Mecânica, Hidrostática, Atmosférica e Absoluta. Empuxo

Hidrostática Prof: Edson Rizzo. Pressões: Mecânica, Hidrostática, Atmosférica e Absoluta. Empuxo Hidrostática Prof: Edson Rizzo Pressões: Mecânica, Hidrostática, Atmosférica e Absoluta. Empuxo DENSIDADE Consideremos um corpo de massa m e volume V. A densidade (d) do corpo é definida por: d = m V No

Leia mais

Estudo dos gases. Profa. Kátia Aquino

Estudo dos gases. Profa. Kátia Aquino Estudo dos gases Profa. Kátia Aquino Vapor ou Gás? O CO2 um gás Vapor de água Industrias em Yokohama-Japão: O homem injeta somente 3% de todo CO2. (foto:paul Davdson) O calor liberado na condensação do

Leia mais

ATMOSFERA Temperatura, pressão, densidade e volume molar

ATMOSFERA Temperatura, pressão, densidade e volume molar ATMOSFERA Temperatura, pressão, densidade e volume molar As camadas na atmosfera são: Troposfera. Estratosfera. Mesosfera Termosfera Exosfera A variação da temperatura com a altitude permite definir 5

Leia mais

Gases. 1) Assinale a alternativa CORRETA.

Gases. 1) Assinale a alternativa CORRETA. Gases 1) Assinale a alternativa CORRETA. (A) Uma determinada massa de gás ideal, ocupando um volume constante, tem sua pressão inversamente proporcional à sua temperatura absoluta. (B) Em uma transformação

Leia mais

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Conteúdo: Cálculos químicos Estudo dos gases Recuperação do 4 Bimestre disciplina Química 1ºano Lista de exercícios 1-1,0 mol de glicose (C 6 H 12 O 6 ) corresponde

Leia mais

2. HIDROSTÁTICA CONCEITOS BÁSICOSB

2. HIDROSTÁTICA CONCEITOS BÁSICOSB HIDROSTÁTICA TICA CONCEITOS BÁSICOSB 2. HIDROSTÁTICA TICA É a parte da Hidráulica que estuda os líquidos em repouso, bem como as forças que podem ser aplicadas em corpos neles submersos. 1 Conceito de

Leia mais

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 2 o ano Disciplina: Física Gases ideais e Termodinâmica

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 2 o ano Disciplina: Física Gases ideais e Termodinâmica Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 2 o ano Disciplina: Física Gases ideais e Termodinâmica 01 - (ACAFE SC) No estudo da termodinâmica é

Leia mais

11/Mar/2016 Aula 7 Entropia Variação da entropia em processos reversíveis Entropia e os gases ideais

11/Mar/2016 Aula 7 Entropia Variação da entropia em processos reversíveis Entropia e os gases ideais 11/Mar/016 Aula 7 Entropia ariação da entropia em processos reversíveis Entropia e os gases ideais Entropia no ciclo de Carnot e em qualquer ciclo reversível ariação da entropia em processos irreversíveis

Leia mais

GASES MÓDULO 1 TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS

GASES MÓDULO 1 TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS GASES MÓDULO 1 TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS GASES GASES IDEAIS OU PERFEITOS Um gás perfeito é um gás hipotético. Por definição, é aquele que obedece, rigorosamente, às leis de Boyle e Charles, ou seja: As moléculas

Leia mais

Calcule o valor mínimo de M para permitir o degelo (e recongelação) do bloco à medida que é atravessado pela barra.

Calcule o valor mínimo de M para permitir o degelo (e recongelação) do bloco à medida que é atravessado pela barra. Termodinâmica Aplicada (PF: comunicar eventuais erros para pmmiranda@fc.ul.pt) Exercícios 7. Uma barra metálica rectangular fina, com 0 cm de comprimento e mm de largura, está assente num bloco de gelo

Leia mais

Física II Teoria Cinética dos Gases

Física II Teoria Cinética dos Gases Física II Teoria Cinética dos Gases João Francisco Fuzile Rodrigues Garcia -- 8549323 Maiara Fernanda Moreno -- 8549344 Otávio Massola Sumi -- 8549452 Ex. 18.63 Explique, em termos do movimento molecular,

Leia mais

FUNDAMENTOS FÍSICOS DO AR COMPRIMIDO

FUNDAMENTOS FÍSICOS DO AR COMPRIMIDO DEFINIÇÃO: O ar é incolor, insípido e é uma mistura de diversos gases. Composição percentual do ar seco padrão: (ISO 2533). Elementos Percentual em volume Percentual em massa Nitrogênio 78,08 75,52 Oxigênio

Leia mais

2. Considere um bloco de gelo de massa 300g á temperatura de 20 C, sob pressão normal. Sendo L F

2. Considere um bloco de gelo de massa 300g á temperatura de 20 C, sob pressão normal. Sendo L F 1. Considere um bloco de gelo de massa 300g encontra-se a 0 C. Para que todo gelo se derreta, obtendo água a 0 C são necessárias 24.000 cal. Determine o calor latente de fusão do gelo. 2. Considere um

Leia mais

Hidrostática REVISÃO ENEM O QUE É UM FLUIDO? O QUE É MASSA ESPECÍFICA? OBSERVAÇÕES

Hidrostática REVISÃO ENEM O QUE É UM FLUIDO? O QUE É MASSA ESPECÍFICA? OBSERVAÇÕES REVISÃO ENEM Hidrostática O QUE É UM FLUIDO? Fluido é denominação genérica dada a qualquer substância que flui isto é, escoa e não apresenta forma própria, pois adquire a forma do recipiente que o contém.

Leia mais

QUÍMICA MÓDULO 18 RELAÇÕES NUMÉRICAS. Professor Edson Cruz

QUÍMICA MÓDULO 18 RELAÇÕES NUMÉRICAS. Professor Edson Cruz QUÍMICA Professor Edson Cruz MÓDULO 18 RELAÇÕES NUMÉRICAS INTRODUÇÃO Precisamos compreender que houve uma necessidade de se definir uma nova unidade de massa para átomos e moléculas. É importante que você

Leia mais

Do ponto de vista da Termodinâmica, gás ideal é aquele para o qual vale, para quaisquer valores de P e T, a equação de estado de Clapeyron:

Do ponto de vista da Termodinâmica, gás ideal é aquele para o qual vale, para quaisquer valores de P e T, a equação de estado de Clapeyron: Equação de Estado de Van der Waals Do ponto de vista da Termodinâmica, gás ideal é aquele para o qual vale, para quaisquer valores de P e T, a equação de estado de Clapeyron: P i V i = nrt em que colocamos

Leia mais

Aula anterior: Esta Aula: Próxima aula:

Aula anterior: Esta Aula: Próxima aula: Aula anterior: Composição da atmosfera: do que é composta; fontes e sumidouros; como alcançou o estado atual. Breve discussão sobre pressão, densidade, temperatura. Esta Aula: Temperatura, pressão e densidade

Leia mais

Deve-se esperar uma redução na velocidade de rotação do hidrômetro em dias frios.

Deve-se esperar uma redução na velocidade de rotação do hidrômetro em dias frios. 01. Considere que dez litros de cada um dos seguintes gases estão nas mesmas condições de pressão e temperatura: PH 3, C 2 H 6 O, H 2, NH 3, Ne, Cl 2 e SO 2. A alternativa que apresenta corretamente os

Leia mais

Gases. 1. Qual a equação de Van der Waals para o gás real e qual o significado de cada termo dessa equação?

Gases. 1. Qual a equação de Van der Waals para o gás real e qual o significado de cada termo dessa equação? Capítulo 2 Gases 1. Qual a equação de Van der Waals para o gás real e qual o significado de cada termo dessa equação? Van der Waals verificou que o fato do gás real não se comportar como o gás ideal é

Leia mais

Ob. As questões discursiva deve ser apresentado os cálculos.

Ob. As questões discursiva deve ser apresentado os cálculos. GOIÂNIA, 16_ / _11 / 2016 PROFESSOR: Jonas Tavares DISCIPLINA: Física SÉRIE: 2ª ALUNO(a): L2 4º Bimestre Data da prova: 16/11/16 No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista de exercícios leia

Leia mais

Questão 4. Questão 5

Questão 4. Questão 5 Questão 1 Um mol de gás ideal sofre transformação AëBëC indicada no diafragma pressão x volume da figura a seguir. a) qual é a temperatura do gás no estado A? b) Qual é o trabalho realizado pelo gás na

Leia mais

FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 05 HIDROSTÁTICA REVISÃO GERAL

FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 05 HIDROSTÁTICA REVISÃO GERAL FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 05 HIDROSTÁTICA REVISÃO GERAL Fixação 1) A figura ao lado representa um cilindro constituído por três partes de volumes iguais a V. A parte de baixo é de ferro maciço e homogêneo,

Leia mais

Gás Ideal (1) PMT2305 Físico-Química para Metalurgia e Materiais I César Yuji Narita e Neusa Alonso-Falleiros 2012

Gás Ideal (1) PMT2305 Físico-Química para Metalurgia e Materiais I César Yuji Narita e Neusa Alonso-Falleiros 2012 Gás Ideal (1) Para um gás, uma equação de estado é uma relação entre pressão (P), volume (V), temperatura (T) e composição ou número de mols (n). O primeiro passo para a determinação de uma equação de

Leia mais

29/2/2008. Interações intermoleculares

29/2/2008. Interações intermoleculares Química 2 ano Forças Intermoleculares Décio Helena Fev/08 O tipo de interação existente entre as moléculas e/ou íons definem algumas propriedades importantes das substâncias, como o estado físico, temperaturas

Leia mais

b) Tendo em conta a conclusão de Avogadro, selecione a opção que completa corretamente a frase seguinte. Em condições PTN,...

b) Tendo em conta a conclusão de Avogadro, selecione a opção que completa corretamente a frase seguinte. Em condições PTN,... QUESTÕES DE EXAME 4 Física e Química A Questões de provas nacionais realizadas entre 2008 e 2014 organizados por subdomínio e por secção, por ordem cronológica. Os itens estão identificados por data e

Leia mais

Turma: 2201 Turno: Manhã Professor: Douglas Baroni

Turma: 2201 Turno: Manhã Professor: Douglas Baroni Colégio Zaccaria TELEFAX: (0 XX 21) 3235-9400 www.zaccaria.g12.br Lista de exercícios Física II (Recuperação) 1º Período 2014 Aluno(a): N.º Turma: 2201 Turno: Manhã Professor: Douglas Baroni QUESTÃO 1

Leia mais

Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA. Teoria Cinética do Gases

Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA. Teoria Cinética do Gases Universidade Federal do ampa UNIAMA Teoria inética do Gases 7.alores específicos molares de um gás ideal A quantidade de gás ideal é medida pelo número de moles n, em vez da massa m O gás é submetido

Leia mais

2.1 Breve história da termodinâmica

2.1 Breve história da termodinâmica 2.1 Breve história da termodinâmica TERMODINÂMICA calor força, movimento No início, estudava os processos que permitiam converter calor em trabalho (força e movimento). 2.1 Breve história da termodinâmica

Leia mais

LISTA UERJ - GASES. No interior da bola cheia, a massa de ar, em gramas, corresponde a: a) 2,5 b) 5,0 c) 7,5 d) 10,0

LISTA UERJ - GASES. No interior da bola cheia, a massa de ar, em gramas, corresponde a: a) 2,5 b) 5,0 c) 7,5 d) 10,0 1. (Uerj 2012) Em um reator nuclear, a energia liberada na fissão de 1 g de urânio é 4 utilizada para evaporar a quantidade de 3,6 10 kg de água a 227ºC e sob 30 atm, necessária para movimentar uma turbina

Leia mais

O aluno deverá elaborar resumos teóricos dos textos do livro e de outras fontes sobre os tópicos do conteúdo.

O aluno deverá elaborar resumos teóricos dos textos do livro e de outras fontes sobre os tópicos do conteúdo. Disciplina QUÍMICA Curso ENSINO MÉDIO Professor GUILHERME Série 1ª SÉRIE ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO 1º SEMESTRE / 2012 Aluno (a): Número: 1 - Conteúdo: Ácidos e bases propriedades, conceito

Leia mais

PROVA DE QUÍMICA. Adaptada da Tabela Periódica da IUPAC/versão 2007 Acesso: PROVA DE QUÍMICA - Caderno 1

PROVA DE QUÍMICA. Adaptada da Tabela Periódica da IUPAC/versão 2007 Acesso:  PROVA DE QUÍMICA - Caderno 1 PROVA DE QUÍMICA Adaptada da Tabela Periódica da IUPAC/versão 2007 Acesso: http://wwwiupacorg/reports/periodic_table/ 18 PROVA DE QUÍMICA - Caderno 1 QUESTÃO 25 1 Na extração do ouro, os garimpeiros costumam

Leia mais

Lista Básica Transformações Gasosas

Lista Básica Transformações Gasosas 1. (Pucrj 2017) Uma certa quantidade de gás ideal ocupa inicialmente um volume 0 com pressão P 0. Se sobre esse gás se realiza um processo isotérmico dobrando sua pressão para 2 P 0. qual será o volume

Leia mais

Físico-Química Farmácia 2014/02

Físico-Química Farmácia 2014/02 Físico-Química Farmácia 2014/02 1 2 Aspectos termodinâmicos das transições de fase A descrição termodinâmica das misturas Referência: Peter Atkins, Julio de Paula, Físico-Química Biológica 3 Condição de

Leia mais

baixa pressão e alta temperatura

baixa pressão e alta temperatura É um dos estados da matéria, não tem forma e volume definidos, e consiste em uma coleção de partículas cujos os movimentos são aproximadamente aleatórios. As forças de coesão entre as partículas que formam

Leia mais

2 BIMESTRE. Pressão absoluta e pressão manométrica

2 BIMESTRE. Pressão absoluta e pressão manométrica 2 BIMESTRE Pressão absoluta e pressão manométrica Para algumas grandezas em hidrostática, tais como em algumas grandezas em Mecânica, muitas vezes o que tem importância é a variação de uma grandeza, ou

Leia mais

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Departamento de Estudos Básicos e Instrumentais Mecânica dos Fluidos Física II Prof. Roberto Claudino Ferreira ÍNDICE ) - Introdução; ) - Densidade; 3) - Pressão;

Leia mais

Pressão (mmhg) T (K) x 12 5

Pressão (mmhg) T (K) x 12 5 GASES IDEAIS 1- (UNIFOR) Para que a relação matemática P 1 V 1 = P 2 V 2, conhecida como Lei de Boyle para as transformações gasosas, seja válida é necessário que: I. A massa do gás seja constante II.

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA - ANO 2015

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA - ANO 2015 ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA - ANO 2015 2º ano Nome Nº Turma Data Nota Disciplina QUÍMICA Prof. ORLANDO Valor TRABALHO DE ESTUDOS INDEPENDENTES DE RECUPERAÇÃO -2ºANO 01. (UNIVALI-SC) O

Leia mais

Lista de exercícios 2 QB70D

Lista de exercícios 2 QB70D Lista de exercícios 2 QB70D 1) Suponha que você jogue uma bola de tênis para o alto. (a) A energia cinética da bola aumenta ou diminui à medida que ela ganha altitude? (b) O que acontece com a energia

Leia mais

Propriedades de uma substância pura

Propriedades de uma substância pura Propriedades de uma substância pura Substância pura possui composição química invariável e homogênea, independentemente da fase em que está. Ex.: água Equilíbrio de fases em uma substância pura, as fases

Leia mais

Física. Leo Gomes (Vitor Logullo) Termodinâmica

Física. Leo Gomes (Vitor Logullo) Termodinâmica Termodinâmica Termodinâmica 1. No Rio de Janeiro (ao nível do mar), uma certa quantidade de feijão demora 40 minutos em água fervente para ficar pronta. A tabela abaixo fornece o valor da temperatura de

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE LORENA - EEL. Profª Drª Marivone Nunho Sousa

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE LORENA - EEL. Profª Drª Marivone Nunho Sousa UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE LORENA - EEL Profª Drª Marivone Nunho Sousa 5 de agosto de 2016 ALGUNS ILUSTRES PESQUISADORES QUE CONSTRUÍRAM A TERMODINÂMICA Sadi Carnot 1796-1832 James

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 04/04/08

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 04/04/08 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 04/04/08 Nome: GABARITO Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 10,0 Dados R = 0,081 atm L mol -1 K -1 T (K) = T ( C) + 73,15

Leia mais

QUÍMICA CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS

QUÍMICA CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS QUÍMICA CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS Os cálculos estequiométricos correspondem aos cálculos de massa, de quantidade de matéria e em alguns casos, de volumes das substâncias envolvidas

Leia mais

Lista de Exercícios - Unidade 10 Buscando o equilíbrio

Lista de Exercícios - Unidade 10 Buscando o equilíbrio Lista de xercícios - Unidade 10 uscando o equilíbrio Hidrostática Primeira lista de exercícios: 1. Um recipiente contém 6,0 litros de água. Sabendo que a densidade da água é 1,0 g / cm 3, qual a massa

Leia mais

Termodinâmica. Lucy V. C. Assali

Termodinâmica. Lucy V. C. Assali Termodinâmica Gases Ideais Física II 2015 - IO Propriedades dos Gases: Equação de Estado dos Gases Ideais Fluido homogêneo: caracterizado por qualquer par das três variáveis (P,V,T) uma relação funcional

Leia mais

Gases. 1 atm = 1 kpa. 1 mmhg = 1 Torr. 1 m = 1000 L 1 L = 1000 ml = 1000 cm ESTUDO DOS GASES

Gases. 1 atm = 1 kpa. 1 mmhg = 1 Torr. 1 m = 1000 L 1 L = 1000 ml = 1000 cm ESTUDO DOS GASES 1 ESUDO DOS GSES INRODUÇÃO O estudo dos gases é de grande importância na compreensão de fatos que ocorrem no nosso cotidiano, tais como: um balão subir, uma bexiga murchar com o tempo, a pressão interna

Leia mais

!"#$%&'()*+,-'#&*'!-./0+-+*'11! '728'9/:/*.0/;!

!#$%&'()*+,-'#&*'!-./0+-+*'11! '728'9/:/*.0/;! !"#$%&'()*+,-'#&*'!-./0+-+*'11! 234252346'728'9/:/*.0/;! A'CD9'!AEBF1A19'11! Programa! "#!$%&'()*+,-.!&()!/012&()!!3.10.)!4567!!!!!!! 8'9)):(!! ;9&%

Leia mais

Física. Física Módulo 2 Flúidos

Física. Física Módulo 2 Flúidos Física Módulo 2 Flúidos Introdução O que é a Mecânica dos Fluidos? É a parte da mecânica aplicada que se dedica análise do comportamento dos líquidos e dos gases, tanto em equilíbrio quanto em movimento.

Leia mais

NOME: N O : TURMA: PROFESSOR: Glênon Dutra

NOME: N O : TURMA: PROFESSOR: Glênon Dutra Apostila de Revisão n 3 DISCIPLINA: Física NOME: N O : TURMA: PROFESSOR: Glênon Dutra DATA: Mecânica - 3. FLUIDOS 1. Densidade: Razão entre a massa de um corpo e o seu volume. massa densidade = volume

Leia mais

Termodinâmica Aplicada. (PF: comunicar eventuais erros para Exercícios 6

Termodinâmica Aplicada. (PF: comunicar eventuais erros para Exercícios 6 Termodinâmica Aplicada (PF: comunicar eventuais erros para pmmiranda@fc.ul.pt) Exercícios 6 1. Um mole de um gás de van der Waals sofre uma expansão isotérmica (à temperatura ) entre um volume inicial

Leia mais

5ª LISTA - EXERCÍCIOS DE PROVAS Lei de Raoult

5ª LISTA - EXERCÍCIOS DE PROVAS Lei de Raoult Pg. 1/6 1 a Questão Metanol, CH 4 O, e etanol, C 2 H 6 O, são dois álcoois voláteis a 25 C. Ambos podem ser usados como solvente ou combustível e muitas vezes a mistura dos dois é empregada em processos

Leia mais

c) qual o lado do cubo que ele teria que ocupar com essas bolinhas, de modo a representar 1cm 3 de gás? A) 1km B) 10km C) 100km D) 1000km E) 10000km

c) qual o lado do cubo que ele teria que ocupar com essas bolinhas, de modo a representar 1cm 3 de gás? A) 1km B) 10km C) 100km D) 1000km E) 10000km 1- Imagine que, na impossibilidade de reduzir seus alunos ao tamanho das moléculas de um gás, um professor resolva trazer as moléculas para o tamanho de seus alunos. Usa, para isso, bolinhas de gude, de

Leia mais

Aula do Curso Noic de Física, feito pela parceria do Noic com o Além do Horizonte. Esta aula tratará de gases e termodinâmica:

Aula do Curso Noic de Física, feito pela parceria do Noic com o Além do Horizonte. Esta aula tratará de gases e termodinâmica: Esta aula tratará de gases e termodinâmica: Estudando a matéria, os cientistas definiram o mol. Um mol corresponde a 6,02. 10 " unidades de algo, número conhecido por N A, número de Avogadro. A importância

Leia mais

AULA PRÁTICA 2 PROPRIEDADES FUNDAMENTAIS DOS FLUIDOS

AULA PRÁTICA 2 PROPRIEDADES FUNDAMENTAIS DOS FLUIDOS ! AULA PRÁTICA 2 PROPRIEDADES FUNDAMENTAIS DOS FLUIDOS 1) - M A S S A E S P E C Í F I C A ( ρ ) OU DENSIDADE ABSOLUTA (ρ ). - É o quociente entre a Massa do fluido e o Volume que contém essa massa. m ρ

Leia mais

Aula 14 Equilíbrio de Fases: Substâncias Puras

Aula 14 Equilíbrio de Fases: Substâncias Puras Aula 14 Equilíbrio de Fases: Substâncias Puras 1. A condição de estabilidade Inicialmente precisamos estabelecer a importância da energia de Gibbs molar na discussão das transições de fase. A energia de

Leia mais

Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA. Fluidos Hidrostática e Hidrodinâmica

Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA. Fluidos Hidrostática e Hidrodinâmica Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA Fluidos Hidrostática e Hidrodinâmica SUMÁRIO Fluido Força do fluido Pressão Lei de Stevin Sistemas de vasos comunicantes Princípio de Pascal Medições de pressão Princípio

Leia mais

Componente de Química

Componente de Química Componente de Química 1.5 Controlo da produção industrial Alteração do estado de equilíbrio de um sistema O carácter dinâmico do equilíbrio (num sistema em equilíbrio, a uma dada temperatura, as velocidades

Leia mais

Pressão nos Fluidos. Professor: Andouglas Gonçalves da Silva Júnior. Instituto Federal do Rio Grande do Norte

Pressão nos Fluidos. Professor: Andouglas Gonçalves da Silva Júnior. Instituto Federal do Rio Grande do Norte Pressão nos Fluidos Professor: Andouglas Gonçalves da Silva Júnior Instituto Federal do Rio Grande do Norte Curso: Técnico em Mecânica Disciplina: Mecânica dos Fluidos 13 de Julho de 2016 (Instituto Mecânica

Leia mais

25/Fev/2015 Aula 2. 20/Fev/2015 Aula 1

25/Fev/2015 Aula 2. 20/Fev/2015 Aula 1 /Fe/15 Aula 1 Temperatura e a Lei Zero da Termodinâmica Sistema Termodinâmico Termómetros e Escalas de Temperatura Descrição macroscópica dos gases ideais Equação dos gases ideais 5/Fe/15 Aula Teoria Cinética

Leia mais

Resoluções dos exercícios propostos

Resoluções dos exercícios propostos da física P.58 a) Do gráfico: V 3 0 3 m 3 ; V 0 3 m 3 Dado: 300 K p p V V 3 0 300 3 3 0 00 K b) área do gráfico é numericamente igual ao 8 p ( 0 3 N/m ) N $ módulo do trabalho no processo: base altura

Leia mais

onde v m é a velocidade média do escoamento. O 2

onde v m é a velocidade média do escoamento. O 2 Exercício 24: São dadas duas placas planas paralelas à distância de 1 mm. A placa superior move-se com velocidade de 2 m/s, enquanto a inferior é fixa. Se o espaço entre a placas é preenchido com óleo

Leia mais

Unidades: g/cm³. kg/m³ (SI) d = m v. 1 Kg = 1000 g 1 m = 100 cm. 1 m 2 = (100) 2 cm 2 = 10 4 cm 2. 1 m 3 = (100) 3 cm 3 = 10 6 cm 3. 1 Kg 3.

Unidades: g/cm³. kg/m³ (SI) d = m v. 1 Kg = 1000 g 1 m = 100 cm. 1 m 2 = (100) 2 cm 2 = 10 4 cm 2. 1 m 3 = (100) 3 cm 3 = 10 6 cm 3. 1 Kg 3. Hidrostática (fluidos em repouso) Unidades: g/cm³ kg/m³ (SI) d = m v 1 Kg 3 m 3 = 10 g 10 6 cm 3 = 1 g 10 3 cm 3 1 Kg = 1000 g 1 m = 100 cm 1 Kg m 3 = 10 3 g cm 3 1 m 2 = (100) 2 cm 2 = 10 4 cm 2 1 m 3

Leia mais

Equilíbrio Químico. É uma reação reversível na qual a velocidade da reação direta é igual à velocidade da reação inversa.

Equilíbrio Químico. É uma reação reversível na qual a velocidade da reação direta é igual à velocidade da reação inversa. Equilíbrio Químico É uma reação reversível na qual a velocidade da reação direta é igual à velocidade da reação inversa. CLASSIFICAÇÃO DAS REAÇÕES Uma reação química diz-se completa quando leva ao esgotamento

Leia mais

André Silva Franco ASF EOQ Escola Olímpica de Química Julho de 2011

André Silva Franco ASF EOQ Escola Olímpica de Química Julho de 2011 André Silva Franco ASF EOQ Escola Olímpica de Química Julho de 2011 Conceitos Básicos Gás é um estado da matéria; as partículas de massa m estão em movimento incessante e caótico; O tamanho das partículas

Leia mais

Comportamento Físico dos Gases. Introdução ao Cálculo Químico. 01 Características do Estado Gasoso. 02 Grandezas Relacionadas ao Estudo dos Gases

Comportamento Físico dos Gases. Introdução ao Cálculo Químico. 01 Características do Estado Gasoso. 02 Grandezas Relacionadas ao Estudo dos Gases ] Introdução ao Cálculo Químico 01 Características do Estado Gasoso O estado gasoso é caracterizado por um alto grau de agitação molecular, tendo suas partículas bastante afastadas uma das outras. Os gases

Leia mais

Equilíbrio Químico. Controlo da Produção Industrial de Amoníaco

Equilíbrio Químico. Controlo da Produção Industrial de Amoníaco Equilíbrio Químico Controlo da Produção Industrial de Amoníaco Reações completas Combustão do carvão C (s) + O 2 (g) CO 2 (g) Reações completas Reação do Ácido clorídrico com o Magnésio 2 HCl (aq) + Mg

Leia mais

DIAGRAMA DE FASES. 4) (ITA) Considere as seguintes afirmações relativas aos sistemas descritos a seguir, sob

DIAGRAMA DE FASES. 4) (ITA) Considere as seguintes afirmações relativas aos sistemas descritos a seguir, sob DIAGRAMA DE FASES 1) O gráfico abaixo apresenta a variação das pressões de vapor do sulfeto de carbono, metanol, etanol e água em função da temperatura. De acordo com o gráfico, assinale a afirmativa INCORRETA.

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS ESTUDO DOS GASES

LISTA DE EXERCÍCIOS ESTUDO DOS GASES GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO GRÉ MATA NORTE UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO CAMPUS MATA NORTE ESCOLA DE APLICAÇÃO PROFESSOR CHAVES LISTA DE EXERCÍCIOS ALUNO(A): Nº NAZARÉ DA MATA, DE DE 2015 2º ANO ESTUDO

Leia mais

TERMODINÂMICA (Parte 1)

TERMODINÂMICA (Parte 1) TERMODINÂMICA (Parte 1) Estudo das transformações da energia. Baseia-se em duas leis: 1ª Lei: acompanha as variações de energia e permite o cálculo da quantidade de calor produzida numa reação. 2ª Lei:

Leia mais

Física E Semiextensivo V. 2

Física E Semiextensivo V. 2 GABARIO Física E Semiextensivo Exercícios 1) C ) A I erdadeira Caso ocorra a redução de temperatura do ambiente, o fio sofrerá contração, com o risco de rompimento II Falsa A distância entre os fios é

Leia mais

Curso: ENGENHARIA BÁSICA Disciplina: ESTÁTICA DOS FLUIDOS LISTA DE EXERCÍCIOS UNIDADES DE PRESSÃO:

Curso: ENGENHARIA BÁSICA Disciplina: ESTÁTICA DOS FLUIDOS LISTA DE EXERCÍCIOS UNIDADES DE PRESSÃO: Curso: ENGENHARIA BÁSICA Disciplina: ESTÁTICA DOS FLUIDOS LISTA DE EXERCÍCIOS UNIDADES DE PRESSÃO: 1. Determinar o valor da pressão de 340 mmhg em psi e kgf/cm² na escala efetiva e em Pa e atm na escala

Leia mais