Instrumentos Cirúrgicos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Instrumentos Cirúrgicos"

Transcrição

1 Instrumentos Cirúrgicos Manuseio, armazenamento e esterilização

2 Manuseio, armazenamento e esterilização Víncula Índice Introdução Aço Inoxidável Qualidade da Água e/ou Vapor Uso diário Esterilização Orientações Referências

3 Introdução Antigamente, para assepsia cirúrgica o uso de ácido fênico embora parecesse adequado para a desinfecção das mãos e de objetos como as esponjas de limpeza, muitos preferiam a desinfecção dos demais instrumentos pelo fogo ou pelo aquecimento em vapor ou estufas. Foi então que, de acordo com o método desenvolvido a partir de 1880 por Hayes Agnew em Paris e Schimmelbusch em Berlim, na segunda metade do século XIX, acontece uma revolução nos métodos utilizados nos hospitais, levando à prevenção de infecções hospitalares. Aço Inoxidável Embora todos os tipos de aços inoxidáveis sejam bem adequados às finalidades de uso, isso não significa que o termo INOXIDÁVEL aplicado não será inalterável ou indestrutível. Na realidade, não existe uma composição química ideal que possa evitar todos os tipos de ataques que poderiam causar manchas, falta de brilho ou mesmo corrosão. Como qualquer outro material utilizado pela Engenharia, os aços inoxidáveis também apresentam aspectos de fragilidade e limitação, que vão desde fenômenos de corrosão e fadiga mecânica até a formação de manchas superficiais diversas. Foi pensando nestas possibilidades, que estabelecemos a seguir as melhores condutas, objetivando maximizar a vida útil e funcional do instrumento cirúrgico. Por isso, é muito importante seguir sempre estas recomendações. 03

4 Qualidade da Água e/ou Vapor Mesmo em uma água considerada como potável, existe a possibilidade de concentração de certos elementos químicos, que poderiam deteriorar os instrumentos cirúrgicos durante os processos de limpeza e esterilização. De todas as impurezas encontradas na água o cloreto é a mais crítica. É conveniente ressaltar que as manchas podem ter origem devido a outras razões, por exemplo: Residual de produtos de limpeza; Produtos de limpeza de qualidade duvidosa e/ou não indicados; Má qualidade da água usada na autoclave. A manutenção regular e qualificações dos equipamentos envolvidos na esterilização (caldeiras, autoclaves) tem influência direta na qualidade do processo. A norma NBR 14332:1999 preconiza que a água e/ou vapor empregados nas autoclaves devem atender parâmetros estabelecidos de ph, concentração de metais pesados/cloretos e condutividade elétrica, a fim de assegurar, junto a um efetivo processo de esterilização, a redução dos riscos de corrosão do instrumental. Sugestões para solucionar o problema em questão: Instale filtro de vapor em todas as autoclaves Observação: Esses filtros deverão ter capacidade de filtragem em 98% das partículas com tamanhos superiores ou iguais a 0,1 mícron. Instale filtros de água na área de lavagem do material; Monitore a qualidade da água periodicamente. 04

5 Enxágue - a remoção de resíduos químicos, detergentes e espuma ainda presentes. Esta etapa deverá ser executada minuciosamente a fim de eliminar por completo espumas, residual de detergente ou, até mesmo, resquícios de material orgânico. Utilize sempre para o enxágue água DDD (destilada, deionizada, desmineralizada). Secagem - a retirada de água residual e umidade, após procedimento de enxágue. Os instrumentais deverão ser abertos e totalmente secos com tecido macio e absorvente (por exemplo, compressa) ou jato de ar comprimido isento de umidade e contaminantes. Quando o processo de lavagem é automatizado, a última etapa é a secagem. Observação: Não recomenda-se a secagem de "forma natural", a fim de evitar manchas e corrosão Revisão e inspeção é o ato de verificar se o instrumental não apresenta qualquer irregularidade ou deformidade. 1. Todos os instrumentos deteriorados ou que apresentem indícios de corrosão devem ser separados para evitar que o processo de corrosão se alastre por contato aos demais instrumentais. 2. Proteja sempre a ponta dos instrumentos mais delicados. 3. Nunca armazene instrumentos limpos, em caixas cirúrgicas manchadas ou com riscos severos, que possam ser focos de contaminação para o instrumental. Separe os materiais pesados, dos delicados e de pouco peso. Lubrificação - uma das manutenções que devem ser submetidos os instrumentais cirúrgicos. 1. Todo instrumental deve ser lubrificado, empregando-se lubrificante hidrossolúvel e não corrosivo, adequado à aplicação médica, devendo-se dar especial atenção às juntas de instrumentais articulados. 2. Manipule o instrumental, cuidadosamente, em todas as etapas, evitando batidas ou quedas. 06

6 Esterilização Esterilização pelo vapor saturado sob pressão - Autoclave 1. Utilize para a autoclave água DDD (destilada, deionizada, desmineralizada), para que o vapor resultante esteja isento de impurezas. Ainda assim, recomenda-se o uso de filtros adequados para retenção de possíveis impurezas. 2. Os instrumentais cirúrgicos devem ser dispostos abertos, principalmente as pinças hemostáticas e porta-agulhas, ou no máximo fechados apenas no primeiro dente da cremalheira, em bandejas e as mesmas envolvidas em campo duplo de algodões crus, ou colocadas em caixas tipo container", perfuradas, apropriadas para este tipo esterilização. 3. Os ciclos programados na autoclave devem ser devidamente validados. Recomenda-se ciclo de 6 minutos à 134 C +/-3 C. 4. Manutenções periódicas devem ser realizadas no equipamento de autoclave. 07

7 Orientações Evite o acondicionamento para esterilização de instrumentais fabricados em diferentes materiais (por exemplo, aço inoxidável e material cromado), pois podem induzir a processos de corrosão. Não armazene instrumentais próximos a produtos químicos que possam danificar a superfície do mesmo. Caso verifique a presença de vapor de água nas embalagens dos instrumentais, deve-se proceder com uma nova lavagem e secagem. Os instrumentais não devem ser utilizados para finalidades diferentes daquelas projetadas. Nunca utilize esponjas ou escovas metálicas para limpeza, pois podem danificar os instrumentais. Os instrumentais não devem ser empilhados, a fim de evitar a deformação dos mesmos Lembre-se que autoclave não limpa, apenas esteriliza. Dessa maneira, a limpeza é de extrema importância. Referências: NBR ISO 17664:2015: esterilização de produtos para saúde - Informação a ser fornecida pelo fabricante para o processamento de produto para saúde resterilizável. NBR 14332:1999: Instrumentais cirúrgicos e odontológico de aço inoxidável - Orientações sobre manuseio, limpeza e esterilização 08

8 Av. Brasil, Dt. Industrial , Rio Claro SP, Brasil vincula.com Rev.00 - Outubro 2016

Instrumentos Cirúrgicos

Instrumentos Cirúrgicos Instrumentos Cirúrgicos Manuseio, armazenamento e esterilização Manuseio, armazenamento e esterilização Víncula Índice 03 03 04 05 07 08 08 Introdução Aço Inoxidável Qualidade da Água e/ou Vapor Uso diário

Leia mais

INSTRUÇÕES DE USO PRODUTO DE USO MÉDICO PRODUTO NÃO ESTÈRIL

INSTRUÇÕES DE USO PRODUTO DE USO MÉDICO PRODUTO NÃO ESTÈRIL INSTRUÇÕES DE USO NOME TÉCNICO: Caixa/Estojo para Instrumental Cirúrgico NOME COMERCIAL: Caixa para Instrumental Cirúrgico PRODUTO DE USO MÉDICO PRODUTO NÃO ESTÈRIL ATENÇÃO: Ler atentamente todas as instruções

Leia mais

Protocolo de pré-desinfecção/lavagem manual e de esterilização das pontas e limas SATELEC

Protocolo de pré-desinfecção/lavagem manual e de esterilização das pontas e limas SATELEC Protocolo de pré-desinfecção/lavagem manual e de esterilização das pontas e limas SATELEC Avisos: Não utilize esfregões ou produtos de limpeza abrasivos. Evite usar soluções que contenham iodo ou uma elevada

Leia mais

INSTRUÇÕES DE USO. Rua 1A-JC, nº 138 Jardim Centenário CEP Rio Claro-SP Fone/Fax(19)

INSTRUÇÕES DE USO. Rua 1A-JC, nº 138 Jardim Centenário CEP Rio Claro-SP Fone/Fax(19) INSTRUÇÕES DE USO ATENÇÃO: Ler atentamente todas as instruções antes da utilização. Cumprir todas as advertências e precauções mencionadas nesta instrução. A não observação destes pontos poderá levar à

Leia mais

Protocolo de pré-desinfecção/lavagem manual e de esterilização do conjunto peça de mão e cabo Piezotome SATELEC

Protocolo de pré-desinfecção/lavagem manual e de esterilização do conjunto peça de mão e cabo Piezotome SATELEC Protocolo de pré-desinfecção/lavagem manual e de esterilização do conjunto peça de mão e cabo Piezotome SATELEC Avisos Não utilize esfregões ou produtos de limpeza abrasivos. Evite usar soluções que contenham

Leia mais

COMPONENTES CALCINÁVEIS EM CROMO COBALTO

COMPONENTES CALCINÁVEIS EM CROMO COBALTO INSTRUÇÃO DE USO COMPONENTE CALCINÁVEL EM CROMO COBALTO COMPONENTES CALCINÁVEIS EM CROMO COBALTO APRESENTAÇÃO: Os Componentes Protéticos Calcináveis em Cromo Cobalto INTRAOSS apresentam-se em embalagem

Leia mais

Orientação Técnica: Cuidado com o Material

Orientação Técnica: Cuidado com o Material Orientação Técnica: Cuidado com o Material 1 EM RELAÇÃO AO AÇO INOXIDÁVEL 1.1 Os produtos marca RICHTER são fabricados com aços inoxidáveis que seguem a norma NBR ISO 7153-1. Esta norma brasileira foi

Leia mais

Riscos do uso de campos de tecido. Enfermeira Cristiane Uyeno

Riscos do uso de campos de tecido. Enfermeira Cristiane Uyeno Riscos do uso de campos de tecido. Enfermeira Cristiane Uyeno A embalagem deve assegurar o conteúdo estéril até sua abertura com técnica asséptica, sem risco de contaminação. ISSO 11607 EMBALAGEM SISTEMA

Leia mais

As Vantagens da Utilização de Vapor Fluente em Procedimentos de Limpeza. Enfª Mestre Jeane A.G.Bronzatti São Paulo, 01/09/2016

As Vantagens da Utilização de Vapor Fluente em Procedimentos de Limpeza. Enfª Mestre Jeane A.G.Bronzatti São Paulo, 01/09/2016 As Vantagens da Utilização de Vapor Fluente em Procedimentos de Limpeza Enfª Mestre Jeane A.G.Bronzatti São Paulo, 01/09/2016 Vapor Fluente: é uma inovação no processo de limpeza de produtos para saúde.

Leia mais

Manual de Instruções

Manual de Instruções Manual de Instruções Kit de Instrumental para Cirurgia do Túnel do Carpo VOLMED Nome Técnico: KIT CIRÚRGICO Fabricante: VOLMED BRASIL EQUIPAMENTOS LTDA -ME AV. SÃO GABRIEL, 291 JD. PAULISTA CEP: 13574-540

Leia mais

Esta instrução de uso é aplicável aos itens descritos a seguir:

Esta instrução de uso é aplicável aos itens descritos a seguir: Esta instrução de uso é aplicável aos itens descritos a seguir: 1009U 10023 10024-1/2 10024-2/2 10025-1/2 10025-2/2 10026-1/2 10026-2/2 10027 1002C 1002A 1008Y 1002B 1009Y 1009N 1009X 1009W 1009V Instruções

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SERINGA TRÍPLICE I E II

MANUAL DO USUÁRIO SERINGA TRÍPLICE I E II SERINGA TRÍPLICE I E II Prezado Dr (a). Parabéns por adquirir um equipamento Dentscler.A Dentscler fabrica produtos para serem utilizados na área odontológica, oferecendo aos profissionais e aos pacientes

Leia mais

ENSAIO NÃO-DESTRUTIVO - LÍQUIDO PENETRANTE

ENSAIO NÃO-DESTRUTIVO - LÍQUIDO PENETRANTE ENSAIO NÃO-DESTRUTIVO - LÍQUIDO PENETRANTE Procedimento CONTEC Comissão de Normas Técnicas Esta Norma substitui e cancela a sua revisão anterior. Indicação de item, tabela ou figura alterada em relação

Leia mais

Perfis para pavimentos desnívelados Prolevel Prolevel High Articoli: ,

Perfis para pavimentos desnívelados Prolevel Prolevel High Articoli: , PROFILPAS S.P.A. VIA EINSTEIN, 38 35010 CADONEGHE (PADOVA) ITALY TEL. +39 (0)49 8878411 +39 (0)49 8878412 FAX. +39 (0)49-706692 EMAIL: INFO@PROFILPAS.COM Perfis para pavimentos desnívelados Prolevel Prolevel

Leia mais

aditivo para rejuntamento

aditivo para rejuntamento 01 Descrição: votomassa deve ser misturado ao votomassa flexível ou similar. Usado em substituição à água na mistura, o produto melhora a impermeabilidade e a resistência do, proporcionando um rejunte

Leia mais

Boletim Técnico. Material Refletivo 3M Scotchlite. Tecido Refletivo Prata Descrição

Boletim Técnico. Material Refletivo 3M Scotchlite. Tecido Refletivo Prata Descrição Boletim Técnico Material Refletivo 3M Scotchlite Tecido Refletivo Prata 8910 Descrição O Material Refletivo 3M Scotchlite Tecido Prata 8910 foi desenvolvido para uso em vestuários de segurança e em roupas

Leia mais

CONTROLE SANITÁRIO NO PROCESSAMENTO DE LEITE. LEO KUNIGK Professor do curso de Engenharia de Alimentos da Escola de Engenharia Mauá

CONTROLE SANITÁRIO NO PROCESSAMENTO DE LEITE. LEO KUNIGK Professor do curso de Engenharia de Alimentos da Escola de Engenharia Mauá 1 CONTROLE SANITÁRIO NO PROCESSAMENTO DE LEITE LEO KUNIGK Professor do curso de Engenharia de Alimentos da Escola de Engenharia Mauá O leite durante a ordenha, no transporte e na estocagem está sujeito

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO MICRO MOTOR

MANUAL DO USUÁRIO MICRO MOTOR MICRO MOTOR Intra MX com refrigeração Intra MX sem refrigeração Premium com refrigeração Premium sem refrigeração rev.01 Registro ANVISA 10328690023 Índice Introduçao 2 Serviço de Apoio ao Cliente 3 Precauções

Leia mais

pro-t Ficha técnica Aplicações recomendadas Materiais Suportes Características

pro-t Ficha técnica Aplicações recomendadas Materiais Suportes Características Ficha técnica pro-t Perfil de transição entre pavimentos. Lâmina de metal em forma de T que se insere na junta de separação de dois pavimentos diferentes, permitindo cobrir ligeiras diferenças de altura.

Leia mais

Pintura de Acabamento PVC-Alquídica para revestimentos intumescentes

Pintura de Acabamento PVC-Alquídica para revestimentos intumescentes Ficha do Produto Edição 24/03/2014 Identificação 02 06 04 00 001 0 000015 Sika Unitherm - Top S Pintura de Acabamento PVC-Alquídica para revestimentos intumescentes Descrição do Produto Sika Unitherm -Top

Leia mais

Qualificação de Desempenho de Autoclaves A visão da Enfermagem

Qualificação de Desempenho de Autoclaves A visão da Enfermagem Qualificação de Desempenho de Autoclaves A visão da Enfermagem Rosa Mª Pelegrini Fonseca Enfermeira supervisora do Centro Cirúrgico e Centro de Material e Esterilização do Hospital Paulistano. Mestre em

Leia mais

Comissão Controlo da Infecção

Comissão Controlo da Infecção Comissão Controlo da Infecção Instituto Português de Oncologia de Coimbra Francisco Gentil, E.P.E. Helena Pereira (Enfª núcleo executivo da CCI) (Re)utilização de dispositivos médicos (DM) implica o reprocessamento

Leia mais

SQUARE LINHA. Tecnologia para ambientes mais modernos. USO COMERCIAL CONFORTO ACÚSTICO IDEAL PARA PISOS ELEVADOS FÁCIL DE LIMPAR

SQUARE LINHA. Tecnologia para ambientes mais modernos. USO COMERCIAL CONFORTO ACÚSTICO IDEAL PARA PISOS ELEVADOS FÁCIL DE LIMPAR LINHA SQUARE Tecnologia para ambientes mais modernos. Square Set (cor 24025672) USO COMERCIAL CONFORTO ACÚSTICO IDEAL PARA PISOS ELEVADOS FÁCIL DE LIMPAR INSTALAÇÃO RÁPIDA E LIMPA GARANTIA DE 10 ANOS COLEÇÃO

Leia mais

IMETEX - SISTEMAS DE FIXAÇÃO - Flange de Fixação Série STW

IMETEX - SISTEMAS DE FIXAÇÃO - Flange de Fixação Série STW IMETEX - SISTEMAS DE FIXAÇÃO - Flange de Fixação Série STW As flanges de fixação STW pertencem às uniões por meio de pressão, com a finalidade de unir cubos com eixos lisos. Este tipo de união transmite

Leia mais

03/2012 A Instalação de Split s com Tubos de Alumínio 08/11/2012

03/2012 A Instalação de Split s com Tubos de Alumínio 08/11/2012 1. Objetivo Este boletim tem o objetivo de informar sobre os procedimentos e cuidados necessários na utilização de tubulação de alumínio em instalações de split s. 2. Abrangência Interligação de sistemas

Leia mais

Instrução de Uso. Instrumental Cirúrgico para Aplicação de Cerclage L.A. Medical. Legendas dos símbolos utilizados nas embalagens

Instrução de Uso. Instrumental Cirúrgico para Aplicação de Cerclage L.A. Medical. Legendas dos símbolos utilizados nas embalagens Instrução de Uso Instrumental Cirúrgico para Aplicação de Cerclage L.A. Medical Legendas dos símbolos utilizados nas embalagens Número no catálogo Produto Não Estéril Data de Fabricação Código de lote

Leia mais

Equipamento de limpeza de endoscópios Modelo: Shake N Flush E Acessórios - Medisafe

Equipamento de limpeza de endoscópios Modelo: Shake N Flush E Acessórios - Medisafe 1 Equipamento de limpeza de endoscópios Modelo: Shake N Flush E Acessórios - Medisafe INSTRUÇÕES DE USO FABRICANTE MEDISAFE Twyford Rood - Bishops Starford, Hertfordshire CM 23 3LJ Inglaterra Tel.: 44-1279-461641

Leia mais

FISPQ Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos em acordo com a NBR :2009

FISPQ Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos em acordo com a NBR :2009 Nome do Produto: VITAMINASE Página 1 de 5 1. Identificação do Produto e da Empresa Nome do Produto: VITAMINASE Nome da empresa: FARMABASE SAÚDE ANIMAL LTDA. Av. Emílio Marconato, 1000 Galpão A3 Chácara

Leia mais

TUBULAÇÕES INDUSTRIAS AULA 4 Prof. Clélio AULA 4. Volume I do Livro Texto CONTEÚDO: Capítulo 7. Purgadores de Vapor, Separadores Diversos e Filtros.

TUBULAÇÕES INDUSTRIAS AULA 4 Prof. Clélio AULA 4. Volume I do Livro Texto CONTEÚDO: Capítulo 7. Purgadores de Vapor, Separadores Diversos e Filtros. AULA 4 Volume I do Livro Texto CONTEÚDO: Capítulo 7 Purgadores de Vapor, Separadores Diversos e Filtros. 1 LINHAS DE VAPOR Nas linhas de vapor sempre haverá água líquida (condensado) resultante da condensação

Leia mais

Ação em caso de derrames de Produtos Químicos

Ação em caso de derrames de Produtos Químicos Ação em caso de derrames de Produtos Químicos Quais são as suas responsabilidades? Faça com cuidado os serviços em que use produtos químicos de modo a evitar derramamentos. Consulte e mantenha disponível

Leia mais

FOSSA BIOLÓGICA ECODEPUR BIOFIX

FOSSA BIOLÓGICA ECODEPUR BIOFIX Rev.1 28.04.16 FOSSA BIOLÓGICA ECODEPUR BIOFIX APRESENTAÇÃO Os equipamentos Compactos Fossa/Filtro (Fossa Biológica), tipo ECODEPUR, Gama BIOFIX, são recipientes estanques, destinados à recepção e tratamento

Leia mais

Perfis para varandas e terraços Cerfix Protec

Perfis para varandas e terraços Cerfix Protec PROFILPAS S.P.A. VIA EINSTEIN, 38 35010 CADONEGHE (PADOVA) ITALY TEL. +39 (0)49 8878411 +39 (0)49 8878412 FAX. +39 (0)49-706692 EMAIL: INFO@PROFILPAS.COM Perfis para varandas e terraços Cerfix Protec Aplicación

Leia mais

VEDATOP FLEX. Características do componente B Densidade: 1,03 g/cm³ Aparência: líquido de cor branca Composição básica: polímeros acrílicos

VEDATOP FLEX. Características do componente B Densidade: 1,03 g/cm³ Aparência: líquido de cor branca Composição básica: polímeros acrílicos Produto é uma argamassa polimérica, flexível, de base acrílica, com alta aderência e impermeabilidade. Adere perfeitamente a concreto, alvenaria e argamassa, acompanhando eventuais movimentações. Por isso,

Leia mais

Laca Wideprint BOLETIM TÉCNICO COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS INGREDIENTES PERIGOSOS SUBSTÂNCIA COMPOSIÇÃO (%) CLASSIFICAÇÃO

Laca Wideprint BOLETIM TÉCNICO COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS INGREDIENTES PERIGOSOS SUBSTÂNCIA COMPOSIÇÃO (%) CLASSIFICAÇÃO COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS INGREDIENTES PERIGOSOS SUBSTÂNCIA PRODUTO BASE ÁGUA COMPOSIÇÃO (%) PROPRIETÁRIA CLASSIFICAÇÃO Não contém substâncias ou preparações perigosas, de acordo com as diretrizes

Leia mais

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico FISPQ

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico FISPQ PRODUTO: DN1 DESENGRAXANTE NEUTRO Página 1 de 11 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: DN1 Desengraxante Neutro. Código interno de identificação: 0803. Nome da empresa Jopal Comércio

Leia mais

MANUAL DE conservação e limpeza

MANUAL DE conservação e limpeza MANUAL DE conservação e limpeza 1 MAnual de conservação e limpeza Uma boa conservação e uma limpeza correta pode aumentar a durabilidade e também a estética do seu móvel. Este manual visa dar dicas e sugestões

Leia mais

Instruções de Uso ESTOJOS AUTOCLA- VÁVEIS

Instruções de Uso ESTOJOS AUTOCLA- VÁVEIS Instruções de Uso ESTOJOS AUTOCLA- VÁVEIS Os estojos autoclaváveis são usados para acondicionamento, guarda e garantir a esterilização segura na autoclavagem. Foram desenvolvidos em materiais que suportam

Leia mais

Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos

Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Fabricante: SUN CHEMICAL CORPORATION Distribuidor no Brasil: COSMOTEC Especialidades Químicas Ltda Rua: João Alfredo, 900 Cid. Ind. Satélite Cumbica.

Leia mais

ESTERILIZAÇÃO POR VAPOR

ESTERILIZAÇÃO POR VAPOR O QUE É ESTERILIZAÇÃO É correto definir esterilização como um conjunto de operações destinadas a eliminar ou matar todas as formas de microrganismos, de um material ou substância? MODERNA CONCEITUAÇÃO

Leia mais

INSTRUÇÕES DE USO NOME TÉCNICO: KIT INSTRUMENTAL NOME COMERCIAL: INSTRUMENTAL PARA ARTROPLASTIA NÃO CONVENCIONAL META BIO

INSTRUÇÕES DE USO NOME TÉCNICO: KIT INSTRUMENTAL NOME COMERCIAL: INSTRUMENTAL PARA ARTROPLASTIA NÃO CONVENCIONAL META BIO INSTRUÇÕES DE USO NOME TÉCNICO: KIT INSTRUMENTAL NOME COMERCIAL: INSTRUMENTAL PARA ARTROPLASTIA NÃO CONVENCIONAL META BIO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO O INSTRUMENTAL PARA ARTROPLASTIA NÃO CONVENCIONAL META

Leia mais

Instruções de Uso. Somente materiais biocompatíveis são selecionados na produção dos componentes dos Instrumentos para Hastes Bloqueadoras - Orthofix.

Instruções de Uso. Somente materiais biocompatíveis são selecionados na produção dos componentes dos Instrumentos para Hastes Bloqueadoras - Orthofix. Instruções de Uso Kit Instrumental para Haste Bloqueadora para Inserção, Fixação e Extração de Haste Bloqueadora ORTHOFIX Finalidade O Kit Instrumental para Haste Bloqueadora tem por finalidade fornecer

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico PRODUTO: Eko Auto DATA: 18/02/2008 REVISADO: 26/01/2013 Revisado: 24/09/2014 1.IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Eko Auto Aplicação:

Leia mais

Produtos Diamantados. Fácil utilização: Produzidos a partir de químicos de alta pureza - de utilização segura e amigos do ambiente.

Produtos Diamantados. Fácil utilização: Produzidos a partir de químicos de alta pureza - de utilização segura e amigos do ambiente. Uma vasta gama de produtos de base e especiais diamantados concebidos e produzidos em laboratórios de grande controlo de qualidade. Cada produto Kemet é uma mistura especial diamantada de pó de diamante

Leia mais

TINTA BETUMINOSA BASE ASFALTO

TINTA BETUMINOSA BASE ASFALTO FISPQ - FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS TINTA BETUMINOSA BASE ASFALTO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome Técnico e Comercial Nome Técnico e Comercial: Tinta Betuminosa

Leia mais

Maior Segurança e Produtividade em suas Operações

Maior Segurança e Produtividade em suas Operações Maior Segurança e Produtividade em suas Operações Sejam manuais ou automatizadas, operações de corte a plasma emitem radiação e gases que apresentam riscos ao meio ambiente, saúde e segurança dos trabalhadores

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO APROVAÇÃO JONAS TERTULIANO DOS SANTOS DIRETOR

MANUAL DO USUÁRIO APROVAÇÃO JONAS TERTULIANO DOS SANTOS DIRETOR MANUAL DO USUÁRIO MANUAL DO USUÁRIO PARA APLICAÇÃO DA GARANTIA, RESPONSABILIDADE, TRANSPORTE, INSTALAÇÃO, INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO E USO, PRESERVAÇÃO E INSPEÇÃO PERIÓDICA DE EXTINTORES CARGA DE PÓ QUÍMICO

Leia mais

Procedimento de descarregamento, armazenagem, instalação e manutenção de tanques verticais em PRFV

Procedimento de descarregamento, armazenagem, instalação e manutenção de tanques verticais em PRFV Procedimento de descarregamento, armazenagem, instalação e manutenção de tanques verticais em PRFV 1. DESCARREGAMENTO: 1- Antes de iniciar o procedimento de verticalização as cintas deverão ser verificadas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO HOSPITAL DE CLÍNICAS COMISSÃO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO HOSPITAL DE CLÍNICAS COMISSÃO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR RECOMENDAÇÕES PARA LIMPEZA, DESINFECÇÃO E ESTERILIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS, SUPERFÍCIES E MATERIAIS HOSPITALARES Umidificador Água e sabão + Termodesinfecção 24h Enxaguar abundantemente Bandejas Diariamente

Leia mais

ARGAMASSA ESTRUTURAL 250

ARGAMASSA ESTRUTURAL 250 Produto ARGAMASSA ESTRUTURAL 250 é uma argamassa bicomponente à base de cimento e polímeros acrílicos que, depois da mistura, resulta numa argamassa coesa, tixotrópica e de fácil moldagem. O produto apresenta

Leia mais

DESINFECÇÃO E ESTERILIZAÇÃO DE MATERIAIS. Enf. Andreza Bernardi Marques Laurencio

DESINFECÇÃO E ESTERILIZAÇÃO DE MATERIAIS. Enf. Andreza Bernardi Marques Laurencio DESINFECÇÃO E ESTERILIZAÇÃO DE MATERIAIS Enf. Andreza Bernardi Marques Laurencio Definição: Setor destinado a limpeza, preparo, acondicionamento, esterilização, guarda e distribuição de material esterilizado.

Leia mais

TELHAS DE POLICARBONATO

TELHAS DE POLICARBONATO TELHAS DE POLICARBONATO MANUAL DE INSTALAÇÃO As Telhas de Policarbonato BOLD proporcionam ótima transmissão de luz (praticamente idêntica ao vidro), favorecendo maior aproveitamento da luz natural, reduzindo

Leia mais

SAC 0800-VEDACIT DEMAIS DEPARTAMENTOS (11) DE SEGUNDA A SEXTA DAS 8H ÀS 17H45

SAC 0800-VEDACIT DEMAIS DEPARTAMENTOS (11) DE SEGUNDA A SEXTA DAS 8H ÀS 17H45 Produto VEDACIL ACQUA é um verniz à base de resina acrílica dispersa em água. É indicado para proteção de estruturas e, após a cura, forma um filme transparente, impermeável, de fácil limpeza, de boa resistência

Leia mais

Profissional que realiza: Técnico de Enfermagem e Auxiliar de Enfermagem. Material utilizado: detergente enzimático, detergente neutro e álcool á 70%.

Profissional que realiza: Técnico de Enfermagem e Auxiliar de Enfermagem. Material utilizado: detergente enzimático, detergente neutro e álcool á 70%. Divisão de Enfermagem CME Página 1 de 5 Freqüência que é realizado: Diariamente Profissional que realiza: Técnico de Enfermagem e Auxiliar de Enfermagem. Material utilizado: detergente enzimático, detergente

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SINALIZAÇÃO VERTICAL Página 1 de 5 1. OBJETIVO Esta especificação técnica fixa condições exigíveis para o fornecimento de placas de regulamentação, advertência ou indicativas para sinalização vertical

Leia mais

ESTERILIZAÇÃO POR VAPOR

ESTERILIZAÇÃO POR VAPOR RUA DO ROSÁRIO, 135 4º ANDAR / CENTRO RIO DE JANEIRO / RJ CEP.: 20041-005 (21) 2224-2237 (31) 2224-3237 www.abebrasil.org.br POR VAPOR FERNANDO BUSTAMANTE 2010 HISTÓRIA DA DENYS PAPIN - 1680 (MARMITA DE

Leia mais

Workshop: Teste de funcionalidade -Motores -Instrumental Cirúrgico -Instrumental de laparoscopia -Contêineres. Enf. Simone Batista Neto

Workshop: Teste de funcionalidade -Motores -Instrumental Cirúrgico -Instrumental de laparoscopia -Contêineres. Enf. Simone Batista Neto Workshop: Teste de funcionalidade -Motores -Instrumental Cirúrgico -Instrumental de laparoscopia -Contêineres Enf. Simone Batista Neto Agenda do workshop 1. Teoria (30 minutos) 2. Workshop com 4 estações

Leia mais

Imagine. Nova coleção Novas cores. O estilo em toda sua forma. RESIDENCIAL. Educação. Recomendado para os segmentos:

Imagine. Nova coleção Novas cores. O estilo em toda sua forma. RESIDENCIAL. Educação. Recomendado para os segmentos: Imagine O estilo em toda sua forma. Nova coleção Novas cores Recomendado para os segmentos: RESIDENCIAL Educação O piso vinílico ideal para inovar de forma prática e funcional. Estampas diferenciadas que

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS (FISPQ)

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS (FISPQ) Página 1 de 5 SEÇÃO 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA NOME DO PRODUTO... BRAVO CLASSIC (AMARELO, VERDE, INCOLOR E VERMELHO) (Embalagem em frasco de 850 ml, 750 ml, Refil de 500 ml e frasco de 2 litros.)

Leia mais

Conselhos para a sua piscina: A invernação

Conselhos para a sua piscina: A invernação Conselhos para a sua piscina: A invernação Fugas Evaporação Iluminação Filtração Desinfecção & Manutenção Invernação 1 Colocar a piscina em estado de invernação Embora a época do ano na que mais se utiliza

Leia mais

MANUAL PRÁTICO ARI 03

MANUAL PRÁTICO ARI 03 MANUAL PRÁTICO ARI 03 INSPEÇÃO E SUBISTITUIÇÃO DE CINTAS DE POLIÉSTER Desenvolvido por Gustavo Cassiolato A importância da inspeção inspeção ins.pe.ção sf(latinspectione)1ação de ver, de olhar, de observar.2

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO LAVADORA DE ROUPAS SEMI-AUTOMÁTICA LAV-4282

MANUAL DO USUÁRIO LAVADORA DE ROUPAS SEMI-AUTOMÁTICA LAV-4282 MANUAL DO USUÁRIO LAVADORA DE ROUPAS SEMI-AUTOMÁTICA LAV-4282 PREZADO CLIENTE A fim de obter o melhor desempenho de seu produto, por favor, leia este manual do usuário cuidadosamente antes de começar a

Leia mais

FORNO ELÉTRICO VCC-8028

FORNO ELÉTRICO VCC-8028 Manual de Instruções FORNO ELÉTRICO VCC-8028 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO Leia atentamente as informações contidas neste manual antes de usar o aparelho. INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA: 1. Antes de utilizar o

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS Pagina: 1 de 6 1- IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do versões: Tradicional, Fresh, Citrus e Limpeza pesada. Principal uso: Limpeza geral de superfícies laváveis com 1,15% de ativo Nome da Empresa:

Leia mais

Processo e Tecnologias de Limpeza de Materiais: manual e automatizada

Processo e Tecnologias de Limpeza de Materiais: manual e automatizada Processo e Tecnologias de Limpeza de Materiais: manual e automatizada Lucimara Albrecht EnfªComissão de Controle de Infecção Odontológica / UFPR Mestranda do PPG de Engenharia Elétrica - Biomédica/ UTFPR

Leia mais

Diretrizes de Projeto de Revestimento de Fachadas com Argamassa

Diretrizes de Projeto de Revestimento de Fachadas com Argamassa Diretrizes de Projeto de Revestimento de Fachadas com Argamassa 6. Procedimento de Execução Elaboração Estruturas de Concreto e Revestimentos de Argamassa 92 Instruções para a contratação de mão-de-obra

Leia mais

09/2013. Brilhante. NBR da ABNT Ⅰ Tipo da NBR Premium

09/2013. Brilhante. NBR da ABNT Ⅰ Tipo da NBR Premium Quaisquer recomendações, informações, assistências ou serviços fornecidos pelas Indústrias Químicas Irajá sobre seus produtos ou sobre o uso e aplicação dos mesmos são dados de boa fé, acreditando serem

Leia mais

EMPRESA Nome do Fabricante: Ambiente Produtos de Limpeza Ltda. Rua João Carniel nº 910 Bairro Carniel Gramado/RS Telefone/Fax: (54) /3286.

EMPRESA Nome do Fabricante: Ambiente Produtos de Limpeza Ltda. Rua João Carniel nº 910 Bairro Carniel Gramado/RS Telefone/Fax: (54) /3286. Produto: Detergente Neutro RCD Ambientare Página 1 de 5 1. Identificação do Produto e da Empresa PRODUTO Nome do Produto: Detergente Neutro RCD Ambientare Registro M.S. nº: Produto Notificado na Anvisa/MS

Leia mais

O Equipamento de proteção individual (EPI) é todo dispositivo ou produto de uso individual utilizado pelo trabalhador, destinado à proteção de riscos

O Equipamento de proteção individual (EPI) é todo dispositivo ou produto de uso individual utilizado pelo trabalhador, destinado à proteção de riscos O Equipamento de proteção individual (EPI) é todo dispositivo ou produto de uso individual utilizado pelo trabalhador, destinado à proteção de riscos suscetíveis de ameaçar a segurança e a saúde no trabalho.

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO CANETA CIRÚRGICA

MANUAL DO USUÁRIO CANETA CIRÚRGICA CANETA CIRÚRGICA Reta 1:1 Angulada 1:1 Angulada 20:1 Multipliadora 1:2 Reta Multiplicadora 1:2 Angulada rev.01 Registro ANVISA xxxxxxxxxxx Índice Introduçao 2 Serviço de Apoio ao Cliente 3 Indicação, Finalidade

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO Data da última revisão: 23/03/2013

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO Data da última revisão: 23/03/2013 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO Data da última revisão: 23/03/2013 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Refil para apagador 150N Flip Top. CARACTERÍSTICA: Refil (Feltro) para

Leia mais

NR-24 e 25. Professora: Raquel Simas Pereira Teixeira Curso: Tecnólogo em Gestão Ambiental

NR-24 e 25. Professora: Raquel Simas Pereira Teixeira Curso: Tecnólogo em Gestão Ambiental NR-24 e 25 Professora: Raquel Simas Pereira Teixeira Curso: Tecnólogo em Gestão Ambiental NR-24 Condições Sanitárias e de Conforto nos Locais de Trabalho NR- 24 Determina as condições de higiene e conforto

Leia mais

GUIA DE CUIDADOS PARA O SEU BARCO

GUIA DE CUIDADOS PARA O SEU BARCO GUIA DE CUIDADOS PARA O SEU BARCO INTRODUÇÃO Não importa o barco que você possui: se ele é grande ou pequeno, para pesca ou passeio. Todos eles precisam de cuidados especiais, uma vez que estão sujeitos

Leia mais

ARGAMASSA ESTRUTURAL 251 F

ARGAMASSA ESTRUTURAL 251 F Produto ARGAMASSA ESTRUTURAL 251 F é uma argamassa bicomponente à base de cimento, polímeros acrílicos e fibras sintéticas que, depois da mistura, resulta numa argamassa coesa, tixotrópica e de fácil moldagem.

Leia mais

Perfia para pavimentos em madeira e laminados Alfix 615

Perfia para pavimentos em madeira e laminados Alfix 615 PROFILPAS S.P.A. VIA EINSTEIN, 38 35010 CADONEGHE (PADOVA) ITALY TEL. +39 (0)49 8878411 +39 (0)49 8878412 FAX. +39 (0)49-706692 EMAIL: INFO@PROFILPAS.COM Perfia para pavimentos em madeira e laminados Alfix

Leia mais

Limpeza e Esterilização: normatizações aplicáveis à RDC 15 André Cabral

Limpeza e Esterilização: normatizações aplicáveis à RDC 15 André Cabral André Cabral Divisão de Prevenção de Infecção 3M do Brasil Prezados Colegas, O processamento de produtos para saúde é uma atividade que requer conhecimento e embasamento científico necessitando atualização

Leia mais

Lauralice de C. F. Canale Prof. Associada EESC/USP

Lauralice de C. F. Canale Prof. Associada EESC/USP LUBRIFICANTES&LUBRIFICAÇÃO INDUSTRIAL R. Carreteiro P.N. Belmiro ASM Handbook Volume 18 CURSO DE GESTÃO DE ÓLEO LUBRIFICANTE AUTOMOTIVO USADO Eng. Mecânico Carlos Alexandre Thalheimer Lauralice de C. F.

Leia mais

Opcionalmente, remover o volante soltando a porca de fixação, se necessário.

Opcionalmente, remover o volante soltando a porca de fixação, se necessário. Procedimento para Engaxetamento de haste de Válvulas 1. Objetivo Este procedimento estabelece as condições requeridas para a execução de engaxetamento de válvulas nos serviços de manutenção. Não é aplicável

Leia mais

OFICIAL LIMPA E BRILHA

OFICIAL LIMPA E BRILHA OFICIAL LIMPA E BRILHA LIMPADOR UNIVERSAL Classificação: Detergente Propriedades É um produto para limpeza total, utilizado na manutenção de superfície em geral. Sua principal característica é manter a

Leia mais

Temos convicção de que estamos plenamente capacitados a atender e superar suas expectativas! VISÃO GERAL DO FORNECIMENTO SISTEMAS DE

Temos convicção de que estamos plenamente capacitados a atender e superar suas expectativas! VISÃO GERAL DO FORNECIMENTO SISTEMAS DE Prezado Cliente, É com grande satisfação que enviamos este material. Nosso intuito é ajudá-lo a compreender melhor as etapas e rotinas necessárias à boa especificação, fabricação e instalação de seu sistema

Leia mais

ASPECTOS TÉCNICOS PARA TROCA DE FILTROS DE AR EM SISTEMAS DE AR CONDICIONADO. Engº Alexandre Fornasaro

ASPECTOS TÉCNICOS PARA TROCA DE FILTROS DE AR EM SISTEMAS DE AR CONDICIONADO. Engº Alexandre Fornasaro 1 ASPECTOS TÉCNICOS PARA TROCA DE FILTROS DE AR EM SISTEMAS DE AR CONDICIONADO Engº Alexandre Fornasaro 2 Os sistemas de ar condicionado usados para as mais diversas atividades humanas (uso doméstico,

Leia mais

FISPQ DP /01/2012 Página 1 de 6

FISPQ DP /01/2012 Página 1 de 6 Página 1 de 6 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: HCl Algicida Choque Aplicação: Eliminação de Algas Nome da Empresa: Hidroall

Leia mais

ESTADO DE RORAIMA Amazônia: Patrimônio dos Brasileiros SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE ANEXO I DESCRIÇÃO E QUANTITATIVO

ESTADO DE RORAIMA Amazônia: Patrimônio dos Brasileiros SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE ANEXO I DESCRIÇÃO E QUANTITATIVO ANEXO I DESCRIÇÃO E QUANTITATIVO ITEM ESPECIFICAÇÃO UNIDADE QTDE 1 Ácido Peracético 0,2%. Galão de 5 litros. Validade maior ou igual a 12 (doze) meses a contar GALÃO 800 Caneta marcadora atóxica, ideal

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO FR (REV. 00)

BOLETIM TÉCNICO FR (REV. 00) BOLETIM TÉCNICO FR413-00 (REV. 00) Selador Acrílico Pigmentado É um selador de superfície, de fácil aplicação, é utilizado como primeira demão em superfícies não seladas. Proporciona uniformidade na absorção,

Leia mais

Luvas e Protetores. Isolantes Elétricos

Luvas e Protetores. Isolantes Elétricos Luvas e Protetores Isolantes Elétricos Luvas Isolantes As luvas de borracha Orion são fabricadas de acordo com as normas ABNT/NBR 10622 e ANSI/ASTM D120. Conservadas em boas condições e quando corretamente

Leia mais

Água para irrigação Forma farmacêutica: Solução

Água para irrigação Forma farmacêutica: Solução Água para irrigação Forma farmacêutica: Solução Forma farmacêutica e apresentações: Solução MODELO DE BULA Água para irrigação Caixa contendo 1 frasco plástico de 2000 ml. USO EXTERNO USO ADULTO COMPOSIÇÃO:

Leia mais

Em conformidade com os parâmetros abaixo recomendados na implementação do revestimento, você previne danos às pedras Preciosa.

Em conformidade com os parâmetros abaixo recomendados na implementação do revestimento, você previne danos às pedras Preciosa. Galvanização A galvanoplastia é um processo que utiliza a corrente elétrica contínua para a eliminação dos revestimentos finos dos metais a partir de uma solução dos seus sais em objetos condutores elétricos.

Leia mais

INSTRUÇÕES DE USO. Eimattstrasse 3 Eimattstrasse 3 PRODUTO NÃO ESTÉRIL

INSTRUÇÕES DE USO. Eimattstrasse 3 Eimattstrasse 3 PRODUTO NÃO ESTÉRIL INSTRUÇÕES DE USO Nome Técnico: Nome Comercial: Kit Instrumental Kit Instrumental para Implante Torácico Vertical Expansivo Fabricante: Distribuidor: Synthes Synthes Eimattstrasse 3 Eimattstrasse 3 CH

Leia mais

Anexo II. Programa de Prevenção de Riscos Ambientais. Laudo Técnico Ambiental Oficina Mecânica

Anexo II. Programa de Prevenção de Riscos Ambientais. Laudo Técnico Ambiental Oficina Mecânica Programa de Prevenção de Riscos Ambientais Anexo II Laudo Técnico Ambiental Oficina Mecânica CAMPUS AVANÇADO DE POÇOS DE CALDAS Instituto de Ciência e Tecnologia Diretor do Instituto Prof. Cláudio Antônio

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança do Produto Químico

Ficha de Informações de Segurança do Produto Químico ÍNDICE 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA 2 2. COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS INGREDIENTES 2 3. IDENTIFICAÇÃO DE PERIGOS 2 4. PRIMEIROS SOCORROS 2 5. MEDIDAS DE COMBATE A INCÊNDIO 3 6. MEDIDAS

Leia mais

Aço na Construção Civil

Aço na Construção Civil Aço na Construção Civil AÇO Liga Ferro-Carbono (0,006% < C < 2%) Denso; Bom condutor de eletricidade e calor; Opaco; Comportamento elasto-plástico. Estrutura cristalina polifásica (grãos com diferentes

Leia mais

Conselhos para a sua piscina: O arranque da piscina

Conselhos para a sua piscina: O arranque da piscina Conselhos para a sua piscina: O arranque da piscina Fugas Evaporação Iluminação Filtração Desinfecção & Manutenção Invernação 1 O arranque da piscina no início da temporada No início da temporada, a piscina

Leia mais

LARINGOSCÓPIO MANUAL DE INSTRUÇÕES. PSM Página 1 de 11 Código _Vs 04

LARINGOSCÓPIO MANUAL DE INSTRUÇÕES. PSM Página 1 de 11 Código _Vs 04 LARINGOSCÓPIO MANUAL DE INSTRUÇÕES PSM 081-16 Página 1 de 11 Código 008057_Vs 04 IMPORTANTE! Parabéns pela aquisição do Laringoscópio, um produto para saúde com design moderno e tecnologia de ponta, resultado

Leia mais

Qualidade em Instalações de Aquecimento Solar. Boas práticas.

Qualidade em Instalações de Aquecimento Solar. Boas práticas. Qualidade em Instalações de Aquecimento Solar Boas práticas O sistema de aquecimento solar e seus componentes O que é sistema de aquecimento solar (SAS) A ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas)

Leia mais

MSK FILTRO COALESCENTE

MSK FILTRO COALESCENTE FILTRO COALESCENTE MSK 1 - INTRODUÇÃO 1.1. - FINALIDADE DESTE MANUAL Este manual proporciona informações de funcionamento, instalação, operação e manutenção dos filtros MS-série K. Leia este manual atentamente

Leia mais

MANUTENÇÃO BÁSICA VALE A PENA! SOLUÇÕES PARA PROBLEMAS DE CORTE ÍNDICE DE CONTEÚDOS G U I A PA R A S E R R A S D E F I TA

MANUTENÇÃO BÁSICA VALE A PENA! SOLUÇÕES PARA PROBLEMAS DE CORTE ÍNDICE DE CONTEÚDOS G U I A PA R A S E R R A S D E F I TA MANUTENÇÃO BÁSICA VALE A PENA! São necessárias manutenções periódicas nas máquinas de serras de fita para manter um corte apropriado e eficiente, para as superligas atuais, isto é mais importante do que

Leia mais

Trabasil NP3. FISPQ Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos Pág. 1 de 5 1. IDENTIFICAÇÃO 2. IDENTIFICAÇÃO DE PERIGOS

Trabasil NP3. FISPQ Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos Pág. 1 de 5 1. IDENTIFICAÇÃO 2. IDENTIFICAÇÃO DE PERIGOS FISPQ Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos Pág. 1 de 5 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Identificação do Produto Nome do Produto: 1.2 Usos relevantes identificados da substância ou mistura e usos

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ Data de emissão: Dez. 2010 Revisão: 2 Revisado em: 14/05/12 Pagina de 1 a 5

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ Data de emissão: Dez. 2010 Revisão: 2 Revisado em: 14/05/12 Pagina de 1 a 5 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA NOME DO PRODUTO: POLIFIX RBE FABRICANTE: POLIPISO DO BRASIL ENDEREÇO: AVENIDA GERALDO ANTÔNIO TRALDI, Nº 400. DISTRITO INDUSTRIAL COSMO FUZARO DESCALVADO SP CEP:

Leia mais

Tecido Photo Premium 131g

Tecido Photo Premium 131g I. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO Nome do Produto: Tecido para Impressão Solvente/UV/Látex Photo Premium 131g. Data de Emissão: 26 de Agosto de 2013. II. COMPOSIÇÃO/INFORMAÇÕES SOBRE INGREDIENTES NOME DO INGREDIENTE

Leia mais