MUNICIPIO DE LAGOA Algarve

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MUNICIPIO DE LAGOA Algarve"

Transcrição

1 Processo de Candidatura a Bolsas de Estudo para alunos do concelho de Lagoa que frequentam cursos do ensino superior Página 1/7

2 * DOCUMENTAÇÃO A APRESENTAR * 1. Requerimento ao Presidente da Câmara Municipal do Município de Lagoa (), anexando a Ficha Inquérito, devidamente preenchida (a disponibilizar pelos Serviços de Acção Social, Habitação e Saúde). 2. Documentos referentes ao candidato e sua situação de estudante: Bilhete de Identidade; Cartão de Identificação Fiscal; Certidão ou verbete justificativo da matricula no Curso Médio, Superior ou equiparado; Certidão de aproveitamento escolar no ano lectivo anterior, com a descriminação das cadeiras e respectiva classificação; Declaração do valor de uma outra bolsa de estudo ou subsídio do Estado para o mesmo fim, atribuído ao candidato ou da sua inexistência. 3. Documentos comprovativos de: 3.1. SITUAÇÃO FAMILIAR E SAÚDE Declaração da Junta de Freguesia comprovativa das declarações prestadas em relação à residência, composição do agregado familiar e tempo de residência na freguesia (espaço próprio reservado na FICHA-INQUÉRITO disponibilizada pelos serviços); Atestado Médico comprovativo da existência de algum elemento do agregado familiar com problemas de saúde, bem como comprovativo de encargos financeiros (quantificados) daí resultantes; Fotocópias dos Bilhetes de Identidade (Cédulas Pessoais ou Boletins de Nascimento) de todos os elementos que compõem o Agregado Familiar e Números de Identificação Fiscal SITUAÇÃO HABITACIONAL DO AGREGADO FAMILIAR Se é inquilino, deverá entregar fotocópia do Contrato de Arrendamento (facultativo) e fotocópia do último recibo da renda de casa (obrigatório). Se possui habitação própria, deverá entregar documento comprovativo do valor da contribuição predial liquidada anualmente. Se tem encargos relativos à aquisição de habitação própria, deverá entregar documento comprovativo do valor dos pagamentos efectuados no último ano SITUAÇÃO ECONÓMICA DO AGREGADO FAMILIAR Desempregados: Declaração do Centro de Emprego (IEFP) comprovativa de inscrição para novo emprego como desempregado; Página 2/7

3 Declaração comprovativa do(s) valor(es) recebido(s) no ano transacto referente(s) a protecção ao desemprego (Subsídio de desemprego ou Subsídio social de desemprego); Fotocópia da declaração de I.R.S. do ano civil anterior e respectivo documento de liquidação; Declaração comprovativa do(s) valor(es) recebido(s) no ano transacto provenientes da Segurança social (Pensões, Rendimento Mínimo Garantido ou Rendimento Social de Inserção, subsídios de desemprego) Reformados / Pensionistas: Fotocópia do Recibo da Pensão ou Declaração do Centro Distrital de Solidariedade e Segurança Social, comprovativa do valor da pensão anual (total recebido no ano transacto) Trabalhadores por conta de outrem: Fotocópia da Declaração de I.R.S. do ano civil anterior e respectivo comprovativo de liquidação; Fotocópia do último Recibo de vencimento de todos os elementos do agregado familiar que exerçam uma actividade profissional económica remunerada Trabalhadores por conta própria: Fotocópia da declaração de I.R.S. do ano transacto (incluindo os anexos respectivos) e respectiva demonstração de liquidação. NOTAS: 1. No acto de entrega de todas as fotocópias dos documentos solicitados nos Serviços de Acção Social, Habitação e Saúde, devem fazer prova os originais (com particular atenção aos documentos de identificação e Declarações de IRS e respectivos anexos) 2. Uma vez decorrido o prazo de abertura do concurso, o candidato poderá vir a completar a instrução do processo até ao prazo máximo de 10 dias úteis, no entanto deverá apresentar, obrigatoriamente para efeito de inscrição durante o prazo estabelecido, o seguinte: a) Requerimento endereçado ao Presidente da Câmara Municipal de Lagoa; b) Ficha - Inquérito para instrução do processo de candidatura e documentos de identificação do Candidato. Página 3/7

4 MINUTA DO REQUERIMENTO AO PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DO MUNICÍPIO DE LAGOA (ALGARVE) Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal do Município de Lagoa () (Nome completo do(a) Candidato(a)), contribuinte fiscal nº ,residindo no concelho de Lagoa há xx anos na (morada no concelho de Lagoa), encontrando-me a frequentar o (ano de escolaridade) do Curso de (designação do Curso) que confere o grau de (licenciatura) na(o) (identificação do Estabelecimento de Ensino), conforme documentos em anexo, venho por este meio requerer a V. Exª a aceitação da minha candidatura ao Concurso para a Atribuição de Bolsas de Estudo para o Ensino Superior promovido pela Câmara Municipal de Lagoa. O meu agregado familiar é composto por (nº de ) elementos, a saber: (NOME), o(a) candidato(a), portador(a) do Bilhete de Identidade nº , com anos de idade, (caso exerça uma actividade remunerada, deverá fazer identificação dos rendimentos mensais e sua origem ou identificação de outra situação em termos profissionais ou de saúde que condicionam os rendimentos); (NOME), meu (parentesco com o(a) candidato(a)), portador do Bilhete de Identidade nº , com --- anos de idade, com a profissão de auferindo um rendimento mensal de (Euros) ,---. (caso exerça uma actividade remunerada identificação dos rendimentos mensais e sua origem ou identificação de outra situação em termos profissionais ou de saúde que condicionam os rendimentos); - (...) Tenho uma despesa média mensal com os estudos de ----,--, descriminada da seguinte forma e cujos documentos comprovativos anexo: - Alojamento: ,-- - Transporte: ,-- - Material didáctico e Livros: ,-- - Alimentação: ,-- Apresento a minha candidatura ao Concurso para a Atribuição de Bolsas de Estudo para o Ensino Superior, (apresentar as razões que o(a) levam a candidatar-se a uma Bolsa de Estudo). Aguardo Deferimento, Lagoa, XX de XXXXX de ( Assinatura do(a) Candidato(a) ) Página 4/7

5 * NORMAS DO CONCURSO * ARTIGO 1.º 1 - A Câmara Municipal de Lagoa, em cada ano letivo, concede até cinco Bolsas de Estudo a alunos de todo o concelho que frequentem Cursos Superiores ou equiparados. 2 - A concessão das Bolsas referidas no número anterior será efetuada através de concurso público. 3 - As Bolsas destinam-se a estudos em estabelecimentos de ensino dos graus referidos no n.º 1 localizados em todo o país. ARTIGO 2.º 1 - São condições de admissão ao concurso para atribuição de Bolsas de Estudo, além das constantes do respectivo Edital, as seguintes: a) Verificação de dificuldades económicas para o início ou prosseguimento dos estudos; b) Residência na área do município de Lagoa há mais de 3 anos, tendo, naturalmente em atenção, o fato da sua deslocação para a frequência do curso; c) Verificação de aproveitamento escolar. 2 - Podem candidatar-se à atribuição de Bolsas de Estudo os estudantes que obedeçam ainda às seguintes condições: a ) Frequentem pela primeira vez um estabelecimento de ensino relativo ao mencionado no n.º 1 do artigo 1.º; b) Tenham tido aproveitamento escolar no último ano letivo que frequentaram, no caso de cursos mencionados no n.º 1 do artigo 1.º; c) Não possuam licenciatura, bacharelato ou cursos equivalentes. ARTIGO 3.º 1 - A candidatura à Bolsa de Estudo produz efeitos através da entrega, no prazo nunca inferior a 30 dias, de requerimento ao Presidente da Câmara Municipal de Lagoa acompanhado dos seguintes documentos: a) Certidão ou verbete justificativo da matrícula no Curso Superior ou equiparado; b) Certidão de aproveitamento escolar do ano anterior; c) Declaração comprovativa dos rendimentos do agregado familiar, sua origem bem como dos impostos pagos no ano civil anterior a que se refere o pedido da Bolsa; d) Ficha - Inquérito a fornecer pela Câmara Municipal, preenchida, onde para além da composição do agregado familiar, serão referidos o regime de propriedade da respetiva habitação, renda mensal e declaração do valor de outras bolsas ou subsídios de estudo ou de sua inexistência. 2 - Considera-se Agregado Familiar do aluno, o conjunto de parentes que vivam habitualmente em comunhão de habitação e rendimentos. ARTIGO 4.º Constituem motivos de impedimento e cessação de concessão de Bolsa de Estudo: a) A desistência da frequência de curso do ensino superior, médio ou equiparado; b) A prestação de declarações falsas por inexactidão ou omissão no processo de candidatura; c) A não participação, por escrito, dirigida à Câmara Municipal, no prazo de 30 dias a partir da data em que ocorra, de qualquer alteração de situação suscetível de influir no quantitativo da Bolsa de estudo. ARTIGO 5.º 1 - Sempre que um candidato ou bolseiro, recebe outro benefício de qualquer outra entidade para o mesmo fim, será obrigatória a comunicação e declaração para instruir o processo. 2 - Sempre que ocorra a situação referida no número anterior, o seu montante será deduzido do valor da bolsa que lhe for atribuída, de forma a manter a igualdade em relação aos outros beneficiários. Página 5/7

6 ARTIGO 6.º 1 - Não serão consideradas as candidaturas cujas capitações dos agregados familiares, após as deduções previstas neste Regulamento, correspondam a 0,7 do Salário Mínimo Nacional. 2 - Poderão, contudo, ser eventualmente consideradas situações anómalas, especiais ou imprevistas, devidamente fundamentadas pelo requerente e reconhecidas pela Câmara Municipal. ARTIGO 7.º 1 - As Bolsas referidas no artigo 1.º, que sejam atribuídas a alunos que frequentem estabelecimentos de ensino fora do terão como valor máximo de 0,7 do salário mínimo nacional e as atribuídas a alunos que frequentem estabelecimentos de ensino no 0,5 do mesmo salário. 2 - O cálculo das Bolsas terá em conta o rendimento do agregado familiar e o aproveitamento escolar. 3 - As Bolsas de Estudo concedidas têm carácter de continuidade sempre que se mantenham as condições que definiram a sua concessão e atendendo ao aproveitamento do aluno. ARTIGO 8.º 1 - Para o cálculo da capitação do aluno, considera-se a média mensal de todos os rendimentos, vencimentos e fontes de receita em geral postos à disposição do agregado familiar, deduzida de: a) Encargos resultantes da habitação, até ao limite de 30% dos rendimentos declarados, sem prejuízo de casos especiais devidamente justificados; b) Encargos com impostos pagos; c) Encargos obrigatórios com a doença de qualquer elemento do agregado familiar que possa influenciar o respectivo rendimento e não suportado pela Segurança Social, Companhia de Seguros ou A.D.S.E.; d) Encargos resultantes de situações especiais, nomeadamente decorrentes do alojamento e do transporte dos elementos constitutivos do suporte económico do agregado familiar para o desempenho da sua função, desde que tais situações sejam formalmente reconhecidas. 2 - As justificações das situações devem ser apresentadas pelos requerentes e devidamente reconhecidas pela Câmara Municipal. ARTIGO 9.º A atribuição das Bolsas de Estudo referidas no presente Regulamento será efectuada pela Câmara Municipal em face de proposta do Júri por si nomeado. ARTIGO 10.º 1 - As Bolsas de Estudo revestem a forma de subsídio a pessoa individual, a conceder ao estudante trimestralmente, mediante deliberação da Câmara Municipal. 2 - No acto de recepção deverá o aluno entregar documento comprovativo da frequência do curso. 3 - A falta de apresentação do documento referido no número anterior impede a recepção da Bolsa e implica a sua suspensão. ARTIGO 11º 1 - As bolsas de estudo revestem a forma de subsídio a pessoa individual a conceder ao estudante trimestralmente, mediante deliberação da Câmara Municipal. 2 - No ato de receção deverá o aluno entregar documento comprovativo de frequência do curso. Página 6/7

7 3 - A falta de apresentação do documento referido no número anterior impede a receção da bolsa e implica a sua suspensão. ARTIGO 12º 1 - Os modelos matemáticos para cálculo das bolsas terão como fatores determinantes a capitação, o aproveitamento, sendo corrigidos de acordo com os fatores favoráveis e desfavoráveis referidos no artigo 9º. 2 - O factor do Aproveitamento (X) será calculado de acordo com a fórmula: X = 10 x ( N 10 ). Sendo N a Média Final de aproveitamento no ano letivo anterior ao da atribuição da bolsa. 3 - O factor de capitalização económica Y será calculado de acordo com a fórmula: Y = (Z cap) / 200 Sendo Z o valor correspondente à capitação mais elevada dos candidatos à bolsa de estudo. 4 - O valor característico a atribuir a cada concorrente terá em conta a fórmula: FC = (X + Y + K) / 2 Sendo K a resultante dos fatores favoráveis e desfavoráveis. ARTIGO 13º Os valores das bolsas serão calculados tendo como referência os valores apontados no nº1 do artigo 7º e o valor característico referido no nº 4 do artigo 12º. Página 7/7

Processo de Candidatura ao Concurso Público Local para atribuição de fogos municipais de Habitação Social

Processo de Candidatura ao Concurso Público Local para atribuição de fogos municipais de Habitação Social Processo de Candidatura ao Concurso Público Local para atribuição de fogos municipais de Habitação Social Quatro Fogos de Habitação Unifamiliar, sitos na Vila e Freguesia de Vila Nova de Paiva, em regime

Leia mais

Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo

Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo Artigo 1º Objecto O presente regulamento estabelece as normas para atribuição de bolsas de estudo a estudantes do ensino secundário e superior, residentes

Leia mais

Regulamento de Concessão de Bolsas de Estudo Para o Ensino Superior. Aprovado após deliberação em reunião de Câmara de dia 16 de Dezembro de 2009

Regulamento de Concessão de Bolsas de Estudo Para o Ensino Superior. Aprovado após deliberação em reunião de Câmara de dia 16 de Dezembro de 2009 Regulamento de Concessão de Bolsas de Estudo Para o Ensino Superior Aprovado após deliberação em reunião de Câmara de dia 16 de Dezembro de 2009 Beja, 2009 Artigo 1º Objecto O presente regulamento estabelece

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SALVATERRA DE MAGOS. Regulamento para atribuição de bolsas de estudo a alunos do ensino superior. Preâmbulo

CÂMARA MUNICIPAL DE SALVATERRA DE MAGOS. Regulamento para atribuição de bolsas de estudo a alunos do ensino superior. Preâmbulo CÂMARA MUNICIPAL DE SALVATERRA DE MAGOS Regulamento para atribuição de bolsas de estudo a alunos do ensino superior Preâmbulo O desenvolvimento de medidas de carácter social com o intuito de melhorar as

Leia mais

Universidade Lusófona do Porto Bolsas de Estudo. Regulamento

Universidade Lusófona do Porto Bolsas de Estudo. Regulamento Universidade Lusófona do Porto Bolsas de Estudo Regulamento 1. Requisitos a cumprir para candidatura - Não ser detentor/a de grau académico universitário; - Não beneficiar de outra bolsa de estudo ou vantagem

Leia mais

MUNICIPIO DE VILA DO BISPO REGULAMENTO DE ATRIBIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO E BOLSAS DE INVESTIGAÇÃO

MUNICIPIO DE VILA DO BISPO REGULAMENTO DE ATRIBIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO E BOLSAS DE INVESTIGAÇÃO MUNICIPIO DE VILA DO BISPO REGULAMENTO DE ATRIBIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO E BOLSAS DE INVESTIGAÇÃO Preâmbulo É atribuição das Autarquias locais deliberar em matéria de acção social, designadamente no que

Leia mais

Regulamento Municipal de Bolsas de Estudo

Regulamento Municipal de Bolsas de Estudo Regulamento Municipal de Bolsas de Estudo Preâmbulo A educação e formação dos jovens famalicenses são factores essenciais para o desenvolvimento económico e social do concelho e da região onde nos inserimos.

Leia mais

CANDIDATURA A BOLSA DE ESTUDO

CANDIDATURA A BOLSA DE ESTUDO Ex. mo Sr. Presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova I - IDENTIFICAÇÃO E RESIDÊNCIA BI/Cartão do Cidadão NIF E-mail Data de Nascimento NIB Estado Civil Naturalidade Sexo Filiação do Cônjuge (Se

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO AO ENSINO SUPERIOR. Nota Justificativa

REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO AO ENSINO SUPERIOR. Nota Justificativa Nota Justificativa Considerando que o direito a uma justa e efectiva igualdade de oportunidades no acesso e sucesso escolar, consagrado constitucionalmente, constitui um objectivo fundamental da política

Leia mais

Boletim de Candidatura Bolsas de Estudo Ensino Superior

Boletim de Candidatura Bolsas de Estudo Ensino Superior Boletim de Candidatura Bolsas de Estudo Ensino Superior No. Responda a todos os itens de forma mais completa possível. 1. Estabelecimento de Ensino Estabelecimento de ensino Localidade Telefone Fax E-mail

Leia mais

Junta de Freguesia de Avanca

Junta de Freguesia de Avanca Junta de Freguesia de Avanca Cadernos de Encargos Regulamento de Atribuição de Bolsa de Estudo ao Ensino Superior [Novembro de 2011] Preâmbulo A constituição da República Portuguesa no capítulo III, Direito

Leia mais

_ Curso Ano Letivo / IDENTIFICAÇÃO. Nome Nº de Documento de Identificação Validade / /

_ Curso Ano Letivo / IDENTIFICAÇÃO. Nome Nº de Documento de Identificação Validade / / BOLSA DE ESTUDO E.A.S.S. 2017/2018 Curso Ano Letivo / IDENTIFICAÇÃO Nome Nº de Documento de Identificação Validade // Nº de Aluno Data de Nascimento // Nacionalidade: Estado Civil Nome do Pai Nome da Mãe

Leia mais

MUNICÍPIO DE VALPAÇOS REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO. Preâmbulo

MUNICÍPIO DE VALPAÇOS REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO. Preâmbulo MUNICÍPIO DE VALPAÇOS REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO Preâmbulo Nos termos do artigo 235º nº2 da Constituição da República Portuguesa, as Autarquias são pessoas colectivas territoriais

Leia mais

MUNICÍPIO DE SEIA REGULAMENTO MUNICIPAL PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO A ALUNOS DO ENSINO SUPERIOR

MUNICÍPIO DE SEIA REGULAMENTO MUNICIPAL PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO A ALUNOS DO ENSINO SUPERIOR MUNICÍPIO DE SEIA REGULAMENTO MUNICIPAL PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO A ALUNOS DO ENSINO SUPERIOR 1 MUNICÍPIO DE SEIA Câmara Municipal de Seia Departamento de Cultura, Educação, Desporto, Turismo

Leia mais

REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO

REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO MUNICÍPIO DE ALJEZUR CÂMARA MUNICIPAL REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO Âmbito e objectivos Artigo 1.º 1 - A Câmara Municipal de Aljezur atribui bolsas de estudo aos alunos residentes no

Leia mais

Regulamento para Atribuição de Bolsas de Estudo

Regulamento para Atribuição de Bolsas de Estudo Artigo 1º Objecto O presente regulamento estabelece as normas de atribuição de bolsas de estudo por parte da Câmara Municipal de Vila do Porto a estudantes residentes no concelho, matriculados e inscritos

Leia mais

1. A Fundação Eugénio de Almeida definirá, anualmente, o montante global de recursos financeiros destinados à concessão de bolsas de estudo.

1. A Fundação Eugénio de Almeida definirá, anualmente, o montante global de recursos financeiros destinados à concessão de bolsas de estudo. REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS de ESTUDO PARA LICENCIATURA (1º CICLO) Aprovado pelo Conselho de Administração da Fundação Eugénio de Almeida em 26 de Setembro de 2008 ARTIGO 1º ÂMBITO E OBJECTO

Leia mais

Município de São Pedro do Sul. Regulamento de Acção Social Escolar 1º Ciclo do Ensino Básico e Transportes Escolares

Município de São Pedro do Sul. Regulamento de Acção Social Escolar 1º Ciclo do Ensino Básico e Transportes Escolares Município de São Pedro do Sul Regulamento de 1º Ciclo do Ensino Básico e Transportes Escolares O presente regulamento tem como objectivo regulamentar e uniformizar procedimentos para a atribuição de auxílios

Leia mais

Nome/Designação... Bilhete de identidade ou Cartão de Cidadão nº... emitido em.../.../...

Nome/Designação... Bilhete de identidade ou Cartão de Cidadão nº... emitido em.../.../... Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira Genérico nº. /. Entrada n.º... Data:.. /... /... O Funcionário:... Assunto: BOLETIM DE CANDIDATURA A BOLSA DE ESTUDO 1. IDENTIFICAÇÃO Nome/Designação...

Leia mais

CAPÍTULO I Disposições Gerais

CAPÍTULO I Disposições Gerais REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO A ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR Preâmbulo O direito a uma justa e efetiva igualdade de oportunidades no acesso e sucesso escolares, consagrado constitucionalmente,

Leia mais

MUNICÍPIO DE VALPAÇOS PREÂMBULO

MUNICÍPIO DE VALPAÇOS PREÂMBULO REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO PREÂMBULO Nos termos do artigo 235.º n.º 2 da Constituição da República Portuguesa, as Autarquias são pessoas colectivas territoriais dotadas de

Leia mais

REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE APOIOS SÓCIO-ECONÓMICOS AOS ALUNOS DO ENSINO PRÉ-ESCOLAR E DO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO

REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE APOIOS SÓCIO-ECONÓMICOS AOS ALUNOS DO ENSINO PRÉ-ESCOLAR E DO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE APOIOS SÓCIO-ECONÓMICOS AOS ALUNOS DO ENSINO PRÉ-ESCOLAR E DO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO Os Municípios têm vindo a assumir, cada vez mais, um papel importante no domínio da

Leia mais

Regulamento Municipal de Atribuição de Bolsas de Estudo. Nota Justificativa

Regulamento Municipal de Atribuição de Bolsas de Estudo. Nota Justificativa Câmara Municipal Serviço de Educação Regulamento Municipal de Atribuição de Bolsas de Estudo Nota Justificativa O Regulamento Municipal para atribuição de Bolsas de Estudo a estudantes residentes no concelho

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE BELMONTE REGULAMENTO. Subsídio "Apoio ao Estudante"

CÂMARA MUNICIPAL DE BELMONTE REGULAMENTO. Subsídio Apoio ao Estudante CÂMARA MUNICIPAL DE BELMONTE REGULAMENTO Subsídio "Apoio ao Estudante" A educação é a forma mais simples de transformar uma sociedade. Uma população mais culta permite acolher novas ideias de futuro e

Leia mais

Município de Portalegre

Município de Portalegre Município de Portalegre www.cm-portalegre.pt Candidatura ao Concurso de Atribuição de Habitação em Regime de Arrendamento Apoiado A preencher pelos serviços Entrada n.º: Registado em: Processo n.º: O Funcionário:

Leia mais

Regulamento de Bolsas de Estudo da Junta de Freguesia do Caniço

Regulamento de Bolsas de Estudo da Junta de Freguesia do Caniço Regulamento de Bolsas de Estudo da Junta de Freguesia do Caniço Preâmbulo Consciente das dificuldades económicas que afetam alguns agregados familiares da nossa Freguesia, as quais constituem verdadeiros

Leia mais

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSA SOCIAL DESPORTIVA

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSA SOCIAL DESPORTIVA REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSA SOCIAL DESPORTIVA Preâmbulo A Búzios Associação de Nadadores Salvadores de Coruche (Búzios) tem como objetivo promover a prática desportiva de todos os Munícipes com

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE MÉRITO A ALUNOS DO ENSINO SECUNDÁRIO

REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE MÉRITO A ALUNOS DO ENSINO SECUNDÁRIO REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE MÉRITO A ALUNOS DO ENSINO SECUNDÁRIO PREÂMBULO A Constituição da República Portuguesa estatui, no n.º 2 do artigo 73.º, que o Estado promove a democratização

Leia mais

Regulamento Municipal de Bolsas de Estudo. Pelouro da Juventude

Regulamento Municipal de Bolsas de Estudo. Pelouro da Juventude Regulamento Municipal de Bolsas de Estudo Pelouro da Juventude Aprovado pela Reunião de Câmara do dia 28 de Julho de 2010 e na Reunião da Assembleia Municipal do dia 1 de Outubro de 2010 1 Regulamento

Leia mais

Requerimento de Candidatura Apoio Social para Melhorais Habitacionais

Requerimento de Candidatura Apoio Social para Melhorais Habitacionais Requerimento de Candidatura Decisão O Presidente / / Ex.mo Senhor Presidente da Câmara Municipal de Aljustrel Nome, residente na Rua n.º, localidade, freguesia de, Concelho de Aljustrel, telefone n.º,

Leia mais

Nome. Nome do Pai. Nome da Mãe. Morada N.º Freguesia Código Postal - Telefone . Nome. Nome. Nome

Nome. Nome do Pai. Nome da Mãe. Morada N.º Freguesia Código Postal - Telefone  . Nome. Nome. Nome REQUERIMENTO DE CANDIDATURA JARDIM DE INFÂNCIA CÁLCULO DA COMPARTICIPAÇÃO FAMILIAR PELA UTILIZAÇÃO DE COMPONENTES DE APOIO À FAMÍLIA ESTABELECIMENTO DE EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Ano letivo / IDENTIFICAÇÃO DO

Leia mais

REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO

REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO Artigo 1.º O número de bolsas de estudos a conceder será anualmente fixado pela Câmara Municipal de Bombarral face à verba orçamentada para o efeito. Artigo

Leia mais

Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo a Alunos do Ensino Superior

Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo a Alunos do Ensino Superior Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo a Alunos do Ensino Superior Preâmbulo Sendo a educação e a formação dos jovens fatores essenciais para o desenvolvimento integral do concelho e da região em

Leia mais

1 - IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO(A) (E RESPETIVO REPRESENTANTE 1 ) 2 RESIDÊNCIA. Código Postal: Freguesia: 3 - SITUAÇÃO ESCOLAR DO CANDIDATO

1 - IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO(A) (E RESPETIVO REPRESENTANTE 1 ) 2 RESIDÊNCIA. Código Postal: Freguesia: 3 - SITUAÇÃO ESCOLAR DO CANDIDATO REQUERIMENTO E DECLARAÇÃO DE HONRA (Artigo 10º, n.º 4, do Regulamento e artigo 6º, n.º 3, do Programa de Concurso) CANDIDATURA A BOLSA DE ESTUDO ANO LECTIVO DE 2016/2017 Exmo. Sr. Presidente da Câmara

Leia mais

Regulamento Municipal para Atribuição de Bolsas de Estudo

Regulamento Municipal para Atribuição de Bolsas de Estudo Regulamento Municipal para Atribuição de Bolsas de Estudo O direito a uma justa e efectiva igualdade de oportunidades no acesso ao ensino, consagrado constitucionalmente, constitui um objectivo fundamental

Leia mais

Frequenta ou já frequentou algum projeto financiado pelo Programa Escolhas? Sim Não Se respondeu sim, indique o nome do projeto:

Frequenta ou já frequentou algum projeto financiado pelo Programa Escolhas? Sim Não Se respondeu sim, indique o nome do projeto: FORMULÁRIO DE CANDIDATURA Atribuição de Bolsas de Estudo a alunos(as) do Ensino Superior Ano letivo 2016/2017 1. IDENTIFICAÇÃO DO(A) CANDIDATO(A) 1.1. Dados Pessoais Nome Completo Data de Nascimento /

Leia mais

REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO PARA O ENSINO SUPERIOR A ALUNOS RESIDENTES NO CONCELHO DE S. JOÃO DA MADEIRA

REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO PARA O ENSINO SUPERIOR A ALUNOS RESIDENTES NO CONCELHO DE S. JOÃO DA MADEIRA REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO PARA O ENSINO SUPERIOR A ALUNOS RESIDENTES NO CONCELHO DE S. JOÃO DA MADEIRA Pretende-se, com este regulamento, incentivar e proporcionar condições de frequência

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DO TARIFÁRIO SOCIAL DE ÁGUA, SANEAMENTO E RESÍDUOS SÓLIDOS DA MAIA PREÂMBULO

REGULAMENTO MUNICIPAL DO TARIFÁRIO SOCIAL DE ÁGUA, SANEAMENTO E RESÍDUOS SÓLIDOS DA MAIA PREÂMBULO PREÂMBULO 1. A progressiva degradação da situação económica das famílias portuguesas, em virtude da situação em que se encontra todo o território nacional, exige aos serviços públicos, a tomada de decisões

Leia mais

TARIFÁRIOS ESPECIAIS i (Tarifa a aplicar e Condições de Acesso)

TARIFÁRIOS ESPECIAIS i (Tarifa a aplicar e Condições de Acesso) Página 1 de 5 TARIFÁRIOS ESPECIAIS i (Tarifa a aplicar e Condições de Acesso) TARIFA A APLICAR a. Tarifa Social para utilizadores domésticos Isenção da Tarifa Fixa para os serviços de Abastecimento Público

Leia mais

Município do Cartaxo Gabinete Jurídico

Município do Cartaxo Gabinete Jurídico Regulamento Municipal de Atribuição de Bolsas de Estudo Preâmbulo O Município do Cartaxo tem como objectivo primacial a prossecução dos interesses próprios e comuns dos seus munícipes. Neste sentido, é

Leia mais

Regulamento Municipal de Atribuição de Bolsas de Estudo para Cursos do Ensino Superior

Regulamento Municipal de Atribuição de Bolsas de Estudo para Cursos do Ensino Superior Regulamento Municipal de Atribuição de Bolsas de Estudo para Cursos do Ensino Superior CAPITULO 1 Artigo 1 Âmbito 1. O presente Regulamento tem como lei habilitante a Lei n 169/99, de 18 de Setembro, na

Leia mais

Rua de Manuel Múrias, 12-5º Esqº Lisboa REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO

Rua de Manuel Múrias, 12-5º Esqº Lisboa REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO FRATERNIDADE ROSACRUZ DE PORTUGAL Rua de Manuel Múrias, 12-5º Esqº rosacruz@mail.telepac.pt 1500-419 Lisboa REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO E DE PRÉMIOS POR MÉRITO ESCOLAR Artigo 1º Âmbito

Leia mais

Regulamento Municipal para a Concessão de Bolsas de Estudo a Estudantes do Ensino Superior MUNICIPIO DE FORNOS DE ALGODRES

Regulamento Municipal para a Concessão de Bolsas de Estudo a Estudantes do Ensino Superior MUNICIPIO DE FORNOS DE ALGODRES 2015 Regulamento Municipal para a Concessão de Bolsas de Estudo a Estudantes do Ensino Superior MUNICIPIO DE FORNOS DE ALGODRES Índice Nota Justificativa... 2 Capítulo I Disposições Gerais... 2 Artigo

Leia mais

REGULAMENTO DE APOIO SOCIAL POR DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS

REGULAMENTO DE APOIO SOCIAL POR DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS REGULAMENTO DE APOIO SOCIAL POR DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS REGULAMENTO DE APOIO SOCIAL POR DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS Considerando o quadro legal de atribuições e competências das Autarquias Locais, Lei

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO DA CÂMARA MUNICIPAL DE ALJUSTREL NOTA JUSTIFICATIVA

REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO DA CÂMARA MUNICIPAL DE ALJUSTREL NOTA JUSTIFICATIVA REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO DA DE ALJUSTREL NOTA JUSTIFICATIVA O Município de Aljustrel tem como objectivo primacial a prossecução dos interesses próprios e comuns dos seus

Leia mais

Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo para o Ensino Superior

Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo para o Ensino Superior 1 11 Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo para o Ensino Superior Preâmbulo O Município de Peniche é da opinião que a formação superior é um bem a que todos os cidadãos devem ter a possibilidade

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIO AOS ESTUDANTES DO ENSINO SECUNDÁRIO E ENSINO SUPERIOR

REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIO AOS ESTUDANTES DO ENSINO SECUNDÁRIO E ENSINO SUPERIOR REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIO AOS ESTUDANTES DO ENSINO SECUNDÁRIO E ENSINO SUPERIOR O Município de Avis, confiante na energia catalisadora da geração jovem do seu Concelho os jovens são o futuro da força

Leia mais

Regulamento Municipal para Atribuição de Bolsas de Estudo

Regulamento Municipal para Atribuição de Bolsas de Estudo Regulamento Municipal para Atribuição de Bolsas de Estudo Artigo 1.º Lei Habilitante 1. O presente Regulamento é elaborado ao abrigo do artigo 241.º da Constituição da República Portuguesa; alínea c) e

Leia mais

Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo

Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo A educação dos jovens é uma condição fundamental para o desenvolvimento das sociedades de modo a que possam enfrentarr os desafios, as exigências e as transformações

Leia mais

REGULAMENTO DO SUBSÍDIO AO ARRENDAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO TIRSO

REGULAMENTO DO SUBSÍDIO AO ARRENDAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO TIRSO REGULAMENTO DO SUBSÍDIO AO ARRENDAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO TIRSO Artigo 1.º (Âmbito) 1 O presente regulamento regula a concessão de subsídio ao arrendamento pelo município de Santo Tirso. 2 Podem

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA AO APOIO AO ARRENDAMENTO HABITACIONAL. DOCUMENTAÇÃO OBRIGATÓRIA para instrução da candidatura

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA AO APOIO AO ARRENDAMENTO HABITACIONAL. DOCUMENTAÇÃO OBRIGATÓRIA para instrução da candidatura FORMULÁRIO DE CANDIDATURA AO APOIO AO ARRENDAMENTO HABITACIONAL DOCUMENTAÇÃO OBRIGATÓRIA para instrução da candidatura (APRESENTAR ORIGINAIS E ENTREGAR FOTOCÓPIAS DE TODOS OS DOCUMENTOS) B.I./ C.C./Cédula

Leia mais

PROGRAMA DE CONCURSO

PROGRAMA DE CONCURSO PROGRAMA DE CONCURSO (de harmonia com o disposto no artigo 11.º do Regulamento Municipal para Atribuição I. Disposições Gerais e Gestão de Habitações Sociais) 1. Apenas podem concorrer os cidadãos que

Leia mais

REGULAMENTO PARA A ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO E.A.S.S.

REGULAMENTO PARA A ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO E.A.S.S. REGULAMENTO PARA A ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO E.A.S.S. Artigo 1.º Objeto e âmbito 1. O presente regulamento define o processo de atribuição de bolsas de estudo pela Família Soares dos Santos para a

Leia mais

Normas de Atribuição de Bolsas de Estudo a alunos do Ensino Superior

Normas de Atribuição de Bolsas de Estudo a alunos do Ensino Superior MUNICÍPIO DO SEIXAL CÂMARA MUNICIPAL Divisão Educação DE Normas de Atribuição de Bolsas de Estudo a alunos do Ensino Superior Data: 2010/04/15 Preâmbulo O acesso de todos os cidadãos à educação é um direito

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Oliveira do Bairro

Agrupamento de Escolas de Oliveira do Bairro Agrupamento de Escolas de Oliveira do Bairro Normas Reguladoras de Funcionamento das Atividades de Animação e de Apoio à Família dos Jardins de Infância da Rede Pública do Concelho de Oliveira do Bairro

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL PARA A CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDO A ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR

REGULAMENTO MUNICIPAL PARA A CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDO A ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR REGULAMENTO MUNICIPAL PARA A CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDO A ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR Índice Nota Justificativa... 3 Capítulo I Disposições Gerais... 4 Artigo 1º... 4 Objeto... 4 Artigo 2º... 4 Âmbito...

Leia mais

CONTRATOS DE APOIO À FAMÍLIA CONTRATOS SIMPLES PROCEDIMENTO PARA O ANO LETIVO 2017/2018

CONTRATOS DE APOIO À FAMÍLIA CONTRATOS SIMPLES PROCEDIMENTO PARA O ANO LETIVO 2017/2018 Nos termos do art.º 5.º, alínea h) da Portaria n.º 30/2013, de 29 de janeiro de 2013, compete à Direção-Geral da Administração Escolar, promover a gestão e acompanhamento da execução dos Contratos Simples

Leia mais

Regulamento da Ação Social Escolar - 1.º Ciclo do Ensino Básico

Regulamento da Ação Social Escolar - 1.º Ciclo do Ensino Básico Regulamento da Ação Social Escolar - 1.º Ciclo do Ensino Básico Preâmbulo A Educação constitui uma das atribuições fundamentais dos Municípios desde 1984 e a sua implementação obedece a um conjunto de

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PENAFIEL REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO. Nota Justificativa

CÂMARA MUNICIPAL DE PENAFIEL REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO. Nota Justificativa REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO Nota Justificativa A Câmara Municipal de Penafiel está ciente do papel fundamental que a educação desempenha no desenvolvimento de uma comunidade,

Leia mais

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO DO CEFAD. Preâmbulo:

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO DO CEFAD. Preâmbulo: Preâmbulo: O desenvolvimento das sociedades democráticas exige cada vez mais políticas educativas que promovam uma efectiva igualdade de oportunidades, traduzida na aposta da qualificação para a promoção

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE GRÂNDOLA REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDO PARA O ENSINO SUPERIOR

CÂMARA MUNICIPAL DE GRÂNDOLA REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDO PARA O ENSINO SUPERIOR CÂMARA MUNICIPAL DE GRÂNDOLA REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDO PARA O ENSINO SUPERIOR Cap. I Disposições Gerais Artigo 1º Objeto O presente regulamento disciplina a atribuição de bolsas de

Leia mais

TÁXI SOCIAL FORMULÁRIO DE CANDIDATURA

TÁXI SOCIAL FORMULÁRIO DE CANDIDATURA Sexo TÁXI SOCIAL FORMULÁRIO DE CANDIDATURA (nº SM ) Exmo. Sr. Presidente da Câmara Municipal de Sintra 1. Identificação (nome completo), Nascido em (data:) / /, estado civil: género: Masculino Feminino

Leia mais

SETOR DE AÇÃO SOCIAL. Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal de Mangualde BOLETIM DE CANDIDATURA BOLSAS DE ESTUDO

SETOR DE AÇÃO SOCIAL. Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal de Mangualde BOLETIM DE CANDIDATURA BOLSAS DE ESTUDO SETOR DE AÇÃO SOCIAL - Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal de Mangualde BOLETIM DE CANDIDATURA BOLSAS DE ESTUDO 1. IDENTIFICAÇÃO DO/A CANDIDATO/A Nome: Data de Nascimento: Nacionalidade: Naturalidade:

Leia mais

MUNICÍPIO DE LAGOA AÇORES

MUNICÍPIO DE LAGOA AÇORES REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO Preâmbulo Aos municípios estão delegadas competências em diversas áreas e que, de um modo geral, sistematizam aqueles que são os seus deveres e compromissos

Leia mais

NORMAS PARA DEFINIÇÃO DE ESCALÕES DE COMPARTICIPAÇÃO FAMILIAR NO ENSINO PRÉ- ESCOLAR

NORMAS PARA DEFINIÇÃO DE ESCALÕES DE COMPARTICIPAÇÃO FAMILIAR NO ENSINO PRÉ- ESCOLAR NORMAS PARA DEFINIÇÃO DE ESCALÕES DE COMPARTICIPAÇÃO FAMILIAR NO ENSINO PRÉ- ESCOLAR EDIÇÃO DE 2006 ATUALIZAÇÃO DE 2015 EQUIPA RESPONSÁVEL: BRANCA PEREIRA E FÁTIMA AZEVEDO Nota Justificativa Considerando

Leia mais

ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO

ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO REGULAMENTO No contexto do mundo actual a educação e a formação escolar são tarefas que competem a toda a sociedade. O presente Regulamento é elaborado ao abrigo do disposto

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MONCHIQUE FORMULÁRIO DE CANDIDATURA

CÂMARA MUNICIPAL DE MONCHIQUE FORMULÁRIO DE CANDIDATURA CÂMARA MUNICIPAL DE MONCHIQUE FORMULÁRIO DE CANDIDATURA CONCESSÃO DE APOIO A ESTRUTURAS SOCIAIS DESFAVORECIDAS OU DEPENDENTES (Modelo A1) No âmbito da alínea c) do artº 64 do DL 169/99 de 18 de Setembro

Leia mais

MUNICÍPIO DE CHAVES REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO PARA O ENSINO SUPERIOR

MUNICÍPIO DE CHAVES REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO PARA O ENSINO SUPERIOR REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO PARA O ENSINO SUPERIOR Artigo 1.º Âmbito 1. O presente Regulamento estabelece as normas de atribuição de bolsas de estudo, por parte da Câmara Municipal de

Leia mais

REGULAMENTO DA COMPONENTE SÓCIO-EDUCATIVA DE APOIO À FAMÍLIA NOS ESTABELECIMENTOS DE EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

REGULAMENTO DA COMPONENTE SÓCIO-EDUCATIVA DE APOIO À FAMÍLIA NOS ESTABELECIMENTOS DE EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR ARTIGO 1º Objecto 1- O presente regulamento tem por objecto definir o funcionamento dos serviços da componente de apoio à família, no âmbito de: a) Fornecimento de almoço b) Prolongamento de horário 2-

Leia mais

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DO CARTÃO SOCIAL DO MUNICÍPIO DE ALCOUTIM

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DO CARTÃO SOCIAL DO MUNICÍPIO DE ALCOUTIM MUNICÍPIO DE ALCOUTIM Câmara Municipal REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DO CARTÃO SOCIAL DO MUNICÍPIO DE ALCOUTIM REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DO CARTÃO SOCIAL DO MUNICÍPIO DE ALCOUTIM Preâmbulo Atenta à grave situação

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE SUBSÍDIO AO ARRENDAMENTO A ESTRATOS SOCIAIS DESFAVORECIDOS

REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE SUBSÍDIO AO ARRENDAMENTO A ESTRATOS SOCIAIS DESFAVORECIDOS REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE SUBSÍDIO AO ARRENDAMENTO A ESTRATOS SOCIAIS DESFAVORECIDOS Regulamento Municipal de Atribuição de Subsídio ao Arrendamento a Estratos Sociais Desfavorecidos 1 Nota

Leia mais

ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO NO DOMÍNIO DA MÚSICA

ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO NO DOMÍNIO DA MÚSICA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO NO DOMÍNIO DA MÚSICA FORMULÁRIO DE CANDIDATURA INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO: Todos os campos são de preenchimento obrigatório. O Anexo ao formulário de candidatura deverá

Leia mais

Regulamento de Procedimentos da Ação Social Escolar

Regulamento de Procedimentos da Ação Social Escolar Regulamento de Procedimentos da Ação Social Escolar Reunião de Câmara (aprovação do projeto) 16/03/2015 Edital (apreciação pública) 19/2015, de 25/03/2015 Publicado (projeto) no DR II Série, n.º 100, de

Leia mais

REGULAMENTO DA COLÓNIA DE FÉRIAS INFANTIL MUNICIPAL PREÂMBULO

REGULAMENTO DA COLÓNIA DE FÉRIAS INFANTIL MUNICIPAL PREÂMBULO PREÂMBULO Procurar respostas sociais dirigidas a utentes dos diferentes grupos etários e à família, significa responder a necessidades humanas (psicológicas, afectivas, sociais, ) por forma a prevenir,

Leia mais

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO (1ª REVISÃO)

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO (1ª REVISÃO) REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO (1ª REVISÃO) PREÂMBULO O Centro de Apoio Social e Acolhimento C.A.S.A. Bernardo Manuel Silveira Estrela, doravante designado por C.A.S.A., é uma Instituição

Leia mais

BOLETIM DE CANDIDATURA

BOLETIM DE CANDIDATURA BOLETIM DE CANDIDATURA EDUCAÇAO PRÉ-ESCOLAR SERVIÇO DE FORNECIMENTO DE REFEIÇOES AÇÃO SOCIAL ESCOLAR AUXILIOS ECONÓMICOS (Refeição) COMPONENTE DE APOIO À FAMILIA / ACOLHIMENTO / PROLONGAMENTO DE HORARIO

Leia mais

Regulamento para a Concessão de Bolsas de Estudo. Preâmbulo

Regulamento para a Concessão de Bolsas de Estudo. Preâmbulo Regulamento para a Concessão de Bolsas de Estudo Preâmbulo A Constituição da República confere a todos os cidadãos o direito ao ensino com garantia do direito à igualdade de oportunidade de acesso escolar.

Leia mais

ACADEMIA NACIONAL SUPERIOR DE ORQUESTRA. Ano lectivo de 2013/2014 REGULAMENTO DE BOLSAS DE ESTUDO. Capítulo I Disposições Gerais

ACADEMIA NACIONAL SUPERIOR DE ORQUESTRA. Ano lectivo de 2013/2014 REGULAMENTO DE BOLSAS DE ESTUDO. Capítulo I Disposições Gerais ACADEMIA NACIONAL SUPERIOR DE ORQUESTRA Ano lectivo de 2013/2014 REGULAMENTO DE BOLSAS DE ESTUDO Capítulo I Disposições Gerais Artigo 1 Objecto O presente Regulamento disciplina a atribuição de Bolsas

Leia mais

REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO -ENSINO SUPERIOR-

REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO -ENSINO SUPERIOR- REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO -ENSINO SUPERIOR- Aprovado em Sessão Ordinária da Assembleia Municipal em 11 de dezembro de 2015 Capítulo I Disposições gerais Artigo 1.º Leis Habilitantes

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO

REGULAMENTO DO PROGRAMA MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO REGULAMENTO DO PROGRAMA MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO PREÂMBULO No intuito de dar coerência às politicas sociais desenvolvidas no Concelho de S. Pedro do Sul, a Câmara Municipal de S. Pedro

Leia mais

FARMÁCIA ACESSÍVEL FORMULÁRIO DE CANDIDATURA

FARMÁCIA ACESSÍVEL FORMULÁRIO DE CANDIDATURA Sexo FARMÁCIA ACESSÍVEL FORMULÁRIO DE CANDIDATURA (nº SM ) Exmo. Sr. Presidente da Câmara Municipal de Sintra 1. Identificação (nome completo), Nascido em (data:) / /, estado civil: género: Masculino Feminino

Leia mais

Nome (1) Filiação e NIF NISS NIB. Residência Código Postal. Tel. Telem. Nome (2) Grau de parentesco. Nome (3) Grau de parentesco

Nome (1) Filiação e NIF NISS NIB. Residência Código Postal.  Tel. Telem. Nome (2) Grau de parentesco. Nome (3) Grau de parentesco CANDIDATURA AO APOIO À RENDA (código regulamentar sobre disposição de recursos e apoio a estratos socialmente desfavorecidos) Publicação: Diário da República, 2.ª Série, n.º 45, de 2 de março de 2012,

Leia mais

REGULAMENTO DO CARTÃO SOBRAL SÉNIOR DO MUNICÍPIO DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO

REGULAMENTO DO CARTÃO SOBRAL SÉNIOR DO MUNICÍPIO DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO REGULAMENTO DO CARTÃO SOBRAL SÉNIOR DO MUNICÍPIO DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO Reunião de Câmara (aprovação do projecto) 18-05-2010 Edital (apreciação pública) 27-05-2010 Publicado (projecto) no DR II Série,

Leia mais

APOIO À RECUPERAÇÃO HABITACIONAL DE ESTRATOS SOCIAIS DESFAVORECIDOS

APOIO À RECUPERAÇÃO HABITACIONAL DE ESTRATOS SOCIAIS DESFAVORECIDOS APOIO À RECUPERAÇÃO HABITACIONAL DE ESTRATOS SOCIAIS DESFAVORECIDOS FORMULÁRIO DE CANDIDATURA I. Apoio à recuperação habitacional 1ª Candidatura Recandidatura POR FAVOR LEIA ATENTAMENTE O FORMULÁRIO DE

Leia mais

Município de Vieira do Minho

Município de Vieira do Minho REGULAMENTO MUNICIPAL DE COMPARTICIPAÇÃO EM MEDICAMENTOS E TRANSPORTE DE DOENTES Preâmbulo O Concelho de Vieira do Minho, tal como a maioria dos Concelhos do interior do país, tem vindo a assistir nas

Leia mais

REQUERIMENTO Nº ASSUNTO: PEDIDO DE APOIO A MELHORIAS HABITACIONAIS 1 - IDENTIFICAÇÃO DO REQUERENTE 2 AGREGADO FAMILIAR 3 - PEDIDO

REQUERIMENTO Nº ASSUNTO: PEDIDO DE APOIO A MELHORIAS HABITACIONAIS 1 - IDENTIFICAÇÃO DO REQUERENTE 2 AGREGADO FAMILIAR 3 - PEDIDO Ex. Sr. Presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis REQUERIMENTO Nº ASSUNTO: PEDIDO DE APOIO A MELHORIAS HABITACIONAIS 1 - IDENTIFICAÇÃO DO REQUERENTE Nome Profissão, B.I. nº, Emitido por em

Leia mais

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO. Preâmbulo

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO. Preâmbulo REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO Preâmbulo Faz parte da missão do grupo Águas de Portugal (Grupo AdP) constituir-se como uma referência no setor do ambiente, de forma a promover a universalidade,

Leia mais

Regulamento Acção Social Escolar - 1.º Ciclo do Ensino Básico

Regulamento Acção Social Escolar - 1.º Ciclo do Ensino Básico Regulamento Acção Social Escolar - 1.º Ciclo do Ensino Básico Preambulo A Educação constitui uma das atribuições fundamentais dos Municípios desde 1984, a sua implementação obedece a um conjunto de preceitos

Leia mais

MUNICIPIO DE VILA FLOR REGULAMENTO DE APOIO À MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE HABITAÇÃO DE MUNÍCIPES CARENCIADOS. Artigo 1.º Âmbito. Artigo 2.

MUNICIPIO DE VILA FLOR REGULAMENTO DE APOIO À MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE HABITAÇÃO DE MUNÍCIPES CARENCIADOS. Artigo 1.º Âmbito. Artigo 2. REGULAMENTO DE APOIO À MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE HABITAÇÃO DE MUNÍCIPES CARENCIADOS Artigo 1.º Âmbito O presente Regulamento estabelece as regras para a concessão de apoio financeiro a fundo perdido ou

Leia mais

REGULAMENTO PARA A ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO E.A.S.S.

REGULAMENTO PARA A ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO E.A.S.S. REGULAMENTO PARA A ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO E.A.S.S. Artigo 1.º Objeto e âmbito 1. O presente regulamento define o processo de atribuição de bolsas de estudo pela Família Soares dos Santos para a

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DE PROENÇA-A-VELHA

JUNTA DE FREGUESIA DE PROENÇA-A-VELHA + MI/ JUNTA DE FREGUESIA DE PROENÇA-A-VELHA REULA ENTO DE ATRIBU ÇÃO DE APO O AOS JOVENS EM IDADE SCOLAR NA FREGUESIA DE PROENÇA-A-VELHA DEZEMBRO DE 2013 fl REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE APOIO ESCOLAR NA

Leia mais

MUNICÍPIO DE AMARES. Regulamento de Concessão de Bolsas de Estudo para os Cursos do Ensino Médio e Superior

MUNICÍPIO DE AMARES. Regulamento de Concessão de Bolsas de Estudo para os Cursos do Ensino Médio e Superior MUNICÍPIO DE AMARES Regulamento de Concessão de Bolsas de Estudo para os Cursos do Ensino Médio e Superior A educação é, no contexto do mundo actual, uma tarefa que cabe a toda a sociedade. Neste sentido,

Leia mais

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO REGULAMENTO MUNICIPAL Nº 678/2015 REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO (ALUNOS DO ENSINO SUPERIOR UNIVERSITÁRIO) - Proposta de alteração ao Regulamento

Leia mais

PROJETO CUIDAR TRATAR DAS NOSSAS PESSOAS REDE INTERMUNICIPAL DE CUIDADOS DE SAÚDE. Metodologia de Avaliação e Seleção de Candidatos

PROJETO CUIDAR TRATAR DAS NOSSAS PESSOAS REDE INTERMUNICIPAL DE CUIDADOS DE SAÚDE. Metodologia de Avaliação e Seleção de Candidatos PROJETO CUIDAR TRATAR DAS NOSSAS PESSOAS REDE INTERMUNICIPAL DE CUIDADOS DE SAÚDE PROTOCOLO INTERMUNICIPAL ENTRE OS MUNICÍPIOS DE VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO E OLHÃO Metodologia de Avaliação e Seleção de

Leia mais

Regulamento do Cartão Municipal do Idoso

Regulamento do Cartão Municipal do Idoso Regulamento do Cartão Municipal do Idoso Preâmbulo Considerando a importância crescente do papel das autarquias locais, no âmbito do apoio às populações, a Câmara Municipal de Grândola atenta que está

Leia mais

REGULAMENTO PARA A ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO E.A.S.S.

REGULAMENTO PARA A ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO E.A.S.S. REGULAMENTO PARA A ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO E.A.S.S. Artigo 1.º Objeto e âmbito 1. O presente regulamento define o processo de atribuição de bolsas de estudo pela Família Soares dos Santos para a

Leia mais

MUNICÍPIO DE ALMADA CÂMARA MUNICIPAL. Preâmbulo. Artigo Primeiro Objeto

MUNICÍPIO DE ALMADA CÂMARA MUNICIPAL. Preâmbulo. Artigo Primeiro Objeto REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO A ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR Preâmbulo O direito universal à educação e a necessidade de níveis cada vez mais elevados de escolarização da população como

Leia mais

Regras Técnicas

Regras Técnicas Regras Técnicas 2007-2008 2008 Considerando o regime de atribuição de bolsas de estudo a estudantes do Ensino Superior Público, determino os critérios e procedimentos técnicos a adoptar pelos Serviços

Leia mais