GUIAS ALIMENTARES. Profa. Mestre Luana Mota Martins

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GUIAS ALIMENTARES. Profa. Mestre Luana Mota Martins"

Transcrição

1 GUIAS ALIMENTARES Profa. Mestre Luana Mota Martins

2 Orientações dietéticas para o público e se constituem em componentes da política de saúde. Guias Alimentares Expressam a meta em termos de alimentos ou combinações de alimentos a serem consumidos por indivíduos..

3 Objetivos Aconselhar consumidores a selecionar dietas adequadas, entre muitas combinações de alimentos, para obterem as melhores chances de saúde a longo prazo. Orientar a alimentação para reduzir as chances de desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis.

4 Representações e Tipos China Reino Unido

5 Canadá

6 Israel Holanda

7 Japão

8

9

10 A roda criada em 1977 Tenha uma alimentação saudável: Coma um alimento de cada grupo, em cada refeição. 1. Leite e derivados 2. Carnes, peixes e ovos 3. Óleos e gorduras 4. Cereais e leguminosas Saber comer é saber viver 5. Hortaliças, legumes 6. Frutas

11 Nova roda : Coma bem, viva melhor 1. Cereais e derivados, tubérculos 28% 2. Hortícolas 23% 3. Fruta 20% 4. Lacticínios 18% 5. Carne, pescado e ovos 5% 6. Leguminosas 4% 7. Gorduras e óleos 2%

12 Nova Roda dos Alimentos Representação gráfica escolher e a combinar os alimentos da alimentação diária. Forma de círculo 7 Grupos Cada grupo: Alimentos com funções e características nutricionais específicas; Presentes na alimentação diária, não devendo ser substituídos entre si. Transmite as orientações para uma Alimentação Saudável: Completa, equilibrada e variada.

13 OS QUATRO BÁSICOS GRUPO LEITE 1 x leite ou iogurte/ 2 fatias queijo ou ½ x sorvete CARNES 60g de carne/ 1 ovo ou ½ x leguminosa coz FRUTAS-VEGETAIS ½ x de vegetal/ 1 fruta média ou ½ x de suco ou ½ x fruta seca GRÃOS 1 fatia pão/ 30g cereal instantâneo/ ½ x de massa, arroz ou cereal coz PORÇÕES/ DIA

14 PIRÂMIDE ALIMENTAR: Guia alimentar FERRAMENTA DE EDUCAÇÃO NUTRICIONAL Ferramenta visual simples e modeladora da dieta; Guia geral e flexível; Um resumo do que deve ser a alimentação diária; Substituto da roda dos alimentos e do grupo dos quatro básicos; Ferramenta gráfica que reflete conceitos alimentares importantes: VARIEDADE, PROPORÇÃO e MODERAÇÃO.

15 PIRÂMIDE ALIMENTAR OBJETIVOS NUTRICIONAL: 1. Representar uma dieta que seja adequada em calorias e nutrientes. 2. Sugerir padrões de escolha alimentar que melhorem o consumo de nutrientes de difícil obtenção. 3. Alcançar as necessidades nutricionais de praticamente todas as pessoas saudáveis, de diferentes idades e sexo. UTILIDADE: Ser um guia prático e útil aos consumidores

16 CONCEITOS TRABALHADOS VARIEDADE PROPORCIONALIDADE MODERAÇÃO

17 Pirâmide Americana >2 anos RDA s Não ilustra: AF Sódio Bebidas alcoólicas Missão servir como um guia de fácil consulta sobre alimentação saudável para a população.

18 PADRÕES ALIMENTARES NÍVEIS CALÓRICOS PORÇÕES 1600Kcal 2200 Kcal 2800Kcal PÃO VEGETAIS FRUTAS LEITE 2-3* 2-3* 2-3* CARNES GORDURA(g) * * AÇÚCAR ADICIONAD(cchá) * Gestantes, nutrizes, adolescentes, adultos jovens até 24a 1600 Kcal mulheres sedentárias, idosos 2200 Kcal crianças, adolescentes ( ) 2800 Kcal adolescentes Fonte: Departamento de Agricultura dos E.U.A., 1992

19 GRUPO ALIMENTAR /PORÇÃO CORRESPONDENTE GRUPO PORÇÃO PÃO 1 ft pão/ 30g cereal instantâneo/ ½ x cereal, arroz ou massa cozida VEGETAIS 1 x vegetais folhosos/ ½ x de outros vegetais (cozidos ou crus picados) FRUTAS LEITE CARNES GORDURAS DOCES 1 unidade/ 1ft/ ½ x fruta picada cozida ou enlatada/ ¾ de x suco de fruta 1 x leite, iorgute/ 45g de queijo natural/ 60g de queijo processado 60-85g de carne, ave ou peixe magros coz/ ½ x de feijão coz/ 1 ovo/ 2 cs pasta de amendoim/ 1/3 x nozes 1 c ch manteiga/ margarina/ açúcar/ geléia 1 cs maionese...

20 Pirâmide Americana v Todas as gorduras devem ser consumidas moderadamente; v Todos os carboidratos são bons; v Proteínas podem ser obtidas na mesma proporção na carne vermelha, nas aves, nos peixes e nos ovos; v Laticínios devem ser consumidos de duas a três vezes por dia para a obtenção de cálcio. Inversão v O que estava na base em 1992 (massas, pães, arroz branco e batatas) passou ao topo v Algumas gorduras (óleos), que estavam na extremidade, desceram para a base.

21 Motivos Inversão v "É perfeitamente aceitável consumir mais do que 30% das calorias diárias por meio das gorduras, desde que a maior parte delas seja insaturada. (WALTER WILLET) v Óleos vegetais oliva (azeite), nozes de diversos tipos, sementes e grãos integrais são ricos em " g o r d u r a s b o a s " ( m o n o i n s a t u r a d a s e poliinsaturadas) efeito protetor (doença) v Consumidos no lugar das gorduras saturadas v Gorduras "trans" ou hidrogenadas.

22 Motivos Inversão v Carboidratos simples são rapidamente digeridos e absorvidos Elevação glicemia,triglicérides

23 Nova Pirâmide v Pirâmide alimentar proposta em 2005, pelo Departamento de Nutrição da Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard. v A maior inovação dessa versão da pirâmide é que, em sua base, estão os exercícios físicos e o seu maior objetivo é o controle do peso por meio de uma alimentação variada, balanceada e das práticas de esporte.

24 PIRÂMIDE DE HARVARD A Nova Pirâmide Alimentar art_popular_-_pimpolho.mp3

25

26 Elementos Base: prática de exercícios físicos diários e controle do peso; 2º andar: Carboidratos integrais e óleos vegetais (azeite de oliva, óleo de girassol e linhaça); 3º andar: vegetais e frutas; 4º andar: alimentos integrais (castanhas, amendoim, feijão, ervilha e grãode-bico); 5º andar: carne branca (peixe, frango) e ovos; 6º andar: laticínios (leite e derivados) ou suplementos de cálcio; 7º andar: carne vermelha, gordura animal, carboidratos (arroz branco, pão branco, macarrão) e doces;

27 NOVA PIRÂMIDE Personalização Moderação Atividade Proporcionalidade Variedade Melhora Gradual Degraus para uma vida mais saudável

28 Mudanças -Destaques v Gorduras Castanhas, nozes, dos óleos vegetais e da carne de peixe; v Carboidratos :os integrais Fibras e nutrientes, além de menor índice glicêmico; v Inclusão das castanhas, nozes, amêndoas e amendoins na alimentação: sais minerais, proteínas, vitaminas e gorduras saudáveis- Ajudam a diminuir o colesterol ruim do sangue e fornecem bastante energia; v Proteínas: carnes brancas e carnes vermelhas. É importante optar pelas proteínas saudáveis e livres de gordura ruim. Vermelhas devem ser consumidas em menor quantidade.

29 Kcal GRUPO ALIMENTAR Grãos Integrais Outros Hortaliç Frutas Leite Carnes ,5 6 6,5 6, Óleos (g)

30 Dieta do Mediterrâneo v Dieta associada a um estado de saúde e x c e l e n t e e à b a i x a p e r c e n t u a l d e mortalidade por doenças cardiovasculares; v Associada a um bom nível de saúde cardiovascular. Potencial de proteger o corpo contra doenças cardiovasculares e cânceres; Rica em frutas, legumes, cereais integrais e fontes de ag monoinsaturados e poliinsaturados

31 PIRÂMIDE DO MEDITERRÂNEO 1950/1960 Ancel Keys Características: á alimentos: HC complexos, fibras, vitaminas, minerais e antioxidantes ê alimentos: gordura saturada e VC elevado

32 PIRÂMIDE DO MEDITERRÂNEO Azeite de oliva + Consumo variado e abundante: cereais integrais (Pão, massa..), fruta, hortaliças, leguminosas, Consumo moderado: ovos, peixe, carnes (aves), produtos lácteos, vinho... Ocasional: açúcar, doces e mel. Limitado: carne vermelha (não consumir mais de 1 vez/ semana)

33

34

35 A a l i m e n t a ç ã o mediterrânica é uma fonte de saúde? Os alimentos da dieta mediterrânica são funcionais?

36 PIRÂMIDE ALIMENTAR POPULAÇÃO BRASILEIRA Pirâmide Alimentar Infantil Crianças de 6 a 23 meses MS

37 PORÇÃO Pães, cereais e tubérculos: 2cs de arroz cozido, ½ pão francês, 1 ½ colher de mandioca coz, 1cs de amido de milho, 4 biscoitos maisena. Frutas: ½ banana, 1 laranja, 1/3 mamão papaia, ½ fatia de abacaxi. Verduras e legumes: 4 fatias de cenoura coz, 1cs de couve, 1 ½ cs de abobrinha coz, 1 ½ cs chuchu... Feijões: 1 cs feijão coz, 1 cs soja coz. Carnes e ovos: 2 cs carne moída, 1/3 de filé de frango grelhado ou de peixe coz, 1 ovo, ¼ de bife de fígado... Leite, queijos e iogurtes: 1xc leite C, 2 cs leite pó int, 1 ½ cs requeijão, 1 pote iogurte natural. Óleos: ½ cs óleo girassol/ azeite oliva ou soja, ¼ cs margarina/ manteiga Açúcares: ½ cs açúcar, 1 ½ csb geléia, ¼ fatia goiabada...

38

39 ADOLESCENTES

40 PIRÂMIDE ALIMENTAR POPULAÇÃO BRASILEIRA PÚBLICO ALVO: Pessoas Idade: >2 a Consumo regular de alimentos de todos os grupos Níveis calóricos 1600 Kcal 2200 kcal 2800 Kcal Distribuição dos macronutrientes (%) Carboidrato: Proteína: Lipídeo: 20-30

41 Pirâmide Alimentar Adaptada: guia para a escolha dos alimentos - S.T.PhILIPP et al., 1996 Fonte: S.T.PhILIPP et al Ilustração: Graziela Mantoanelli ;Dados de Porções: software "Virtual Nutri"

42 GRUPO PORÇÃO Kcal MEDIDAS CASEIRAS Cereais, pães, raízes e tubérculos cs arroz coz/ 1 ½ unid batata coz/ 1 pão/ 3cs farinha/ 5 unid bisc cream cracker... Hortaliças ½ cs abóbora coz/ 4 fts tomate/ 15 f alface/ 2 ½ cs chuchu coz... Frutas ½ f abacaxi/ ¾ cs abacate/ 1 laranja/ 1 ft mamão... Carnes bife/ 2 ovos/ 1 porção peixe Leite pote iogurte/ 2 cs leite integ/ 1 ½ copo leite... Leguminosas concha Feijão coz/ 1 c servir soja coz... Óleos e gorduras cs óleo... Açúcares e doces cs açúcar/ 2 ½ cs mel...

43 IDOSO Recomendações: Cereais, massas e vegetais C: 6 porçs. Frutas: 2 porções. Verduras: 3 porções. Leite e derivados: 3 porções. Carnes, ovos, feijões e nozes: 2 porçs. Açúcares e gorduras: moderação!

44

45 Conceito/Importância Segurança alimentar Educação nutricional Controle da qualidade e segurança dos alimentos Avaliação e adequação da ingestão de nutrientes Estudos epidemiológicos: dieta x doença Orientação na agricultura e indústria Rotulagem nutricional

46 Requisitos Atualizadas Confiáveis Completas

47 Tabelas de composição de alimentos do ENDEF 1974 Estudo Nacional da Despesa Familiar (IBGE) 1ª edição 1976 à 5ª edição 1999 Menos de 20 nutrientes Procedência dos dados: literatura nacional e internacional - dados mais representativos: nº de análises efetuadas e métodos de análise nutricional utilizados. Rótulos de alimentos e informações industriais.

48 PARTE 1 Tabela 1 Composição de alimentos por 100g de parte comestível: Calorias, umidade, macronutrientes, fibra, cinzas e minerais (Ca, P e Fe). Tabela 2 Composição de alimentos por 100g de parte comestível: retinol equivalente, vitaminas (B1, B2, Niacina e C) e % resíduo.

49 PARTE 2 Tabela 3 Composição de alimentos por 100g de nitrogênio: Aminoácidos (lisina, metionina/cistina, treonina, triptofano), AAE totais, AA totais, e fatores específicos para calcular o valor calórico. Distribuição dos alimentos Em grupos e por ordem alfabética

50 Tabela Brasileira de Composição de Alimentos - TACO Núcleo de Estudos e Pesquisas em Alimentação NEPA/UNICAMP Projeto TACO gerar dados sobre a composição de alimentos 1ª ed. 198 alimentos à 4ª ed. (2011) 597 Mais de 55 nutrientes

51 Tabela Brasileira de Composição de Alimentos - TACO Procedência dos dados: - análises de alimentos nacionais e regionais realizadas somente por laboratórios com competência analítica; - carotenóides - Fontes Brasileiras de Carotenóides: Tabela Brasileira de Composição de Carotenóides em Alimentos

52 Estrutura Tabela 1 - Composição de alimentos por 100 gramas de parte comestível: Centesimal, minerais (Ca, Mg, Mn, P, Fe, Na, K, Cu, Zn), vitaminas (A, tiamina, riboflavina, piridoxina, niacina, C) e colesterol. Tabela 2 Composição de alimentos por 100 gramas de parte comestível: Ácidos graxos.

53 Estrutura Tabela 3 Composição de alimentos por 100 gramas de parte comestível: Aminoácidos. Distribuição dos alimentos Em grupos e por ordem alfabética taco_4_edicao_ampliada_e_revisada.pdf

54 Tabelas de composição de alimentos: suporte para decisão nutricional Sonia Tucunduva Philippi Atualizada Informação por 100 g do alimento Cerca de 1600 itens alimentares - consumidos em sua forma usual, preparações e produtos industrializados 32 nutrientes

55 Software virtual nutri Procedência dos dados: - tabelas anteriores (alimentos in natura) - rótulos, embalagens, fichas técnicas e consultas a serviços ao consumidor (alimentos industrializados) - receitas desenvolvidas em laboratório (FSP/ USP) Alimentos apresentados em ordem alfabética

56 Outras Tabelas Tabela para avaliação do consumo alimentar em medidas caseiras Pinheiro et al. Franco, Guilherme Tabela de composição química dos alimentos

57 Alimentos que não necessitam ser calculados Apresentam teor insignificante ou nulo de CHO, proteína e lipídio: Café, chá e mate não adoçados; picles, mostarda, pimenta em pó, cebola, alho, vinagre, salsa, sal e outros temperos ou condimentos usados em pequenas quantidades. Edulcorantes ou adoçantes artificiais (ciclamatos e sacarinas) não calóricos e não glicídicos produtos dietéticos.

58 Principais Problemas Imprecisão na identificação e descrição dos alimentos/preparações Inconsistência na terminologia e certos nutrientes Fontes de dados antigas e desatualizadas Utilização de dados internacionais Poucos alimentos regionais Ausência de medidas caseiras em algumas tabelas

59 Observações Na ausência de preparações, deve-se calcular separadamente todos os ingredientes à somatório de energia, macro e micronutrientes por 100 g ou porção; Análise laboratorial: meio preciso para se obter informações sobre composição centesimal Atentar para qualidade das informações e possíveis erros relacionados às tabelas.

60 ...

61 =

Alimentação saudável

Alimentação saudável Alimentação saudável Você mais saudável do que nunca! Quem nunca ouviu falar em antioxidantes e radicais livres? Agora, basta saber quem é o vilão e o herói dessa batalha. Os antioxidantes são substâncias

Leia mais

LANCHAR OU JANTAR? ESCOLHAS SAUDÁVEIS. Nutricionista: Patrícia Souza

LANCHAR OU JANTAR? ESCOLHAS SAUDÁVEIS. Nutricionista: Patrícia Souza LANCHAR OU JANTAR? ESCOLHAS SAUDÁVEIS Nutricionista: Patrícia Souza Conhecendo minhas necessidades Energia Onde encontrar Energia Quanto posso comer? Pirâmide Alimentar 3 porções ou mais de frutas 1 porção

Leia mais

Lei8080,19set.1990-Art.3º(BRASIL,1990) A saúde tem como fatores determinantes e condicionantes,

Lei8080,19set.1990-Art.3º(BRASIL,1990) A saúde tem como fatores determinantes e condicionantes, Superintendência de Políticas de Atenção Integral a Saúde Gerência de Vigilância Epidemiológica Coordenação de Doenças Não-Transmissíveis Área de Alimentação e Nutrição HÁBITOS SAUDÁVEIS Marília A. Rezio

Leia mais

Erly Catarina de Moura NUPENS - USP

Erly Catarina de Moura NUPENS - USP Erly Catarina de Moura NUPENS - USP erlycm@usp.br Evolução do estado nutricional de homens, 1974-1975, 1989, 2002-2003, Brasil déficit de peso sobrepeso obesidade eutrofia 100% 80% 60% 40% 20% 0% 1974-75

Leia mais

Nutrientes. Leonardo Pozza dos Santos

Nutrientes. Leonardo Pozza dos Santos Nutrientes Leonardo Pozza dos Santos Itaqui, 2017 O que define um nutriente? - Qualquer elemento ou composto químico necessário para o metabolismo de um organismo vivo. - Eles compõem os alimentos e são

Leia mais

ORIENTAÇÕES NUTRICIONAIS PARA CRIANÇAS A PARTIR DOS 06 MESES

ORIENTAÇÕES NUTRICIONAIS PARA CRIANÇAS A PARTIR DOS 06 MESES ORIENTAÇÕES NUTRICIONAIS PARA CRIANÇAS A PARTIR DOS 06 MESES Os alimentos devem ser cozidos em pouca água e amassados com o garfo, nunca liquidificados ou peneirados; Peixes e ovos (que devem ser muito

Leia mais

* Exemplos de Cardápios. Equipe: Divair Doneda, Vanuska Lima, Clevi Rapkiewicz, Júlia Prates

* Exemplos de Cardápios. Equipe: Divair Doneda, Vanuska Lima, Clevi Rapkiewicz, Júlia Prates * Exemplos de Cardápios Equipe: Divair Doneda, Vanuska Lima, Clevi Rapkiewicz, Júlia Prates Café da manhã típico de quatro brasileiros que consomem alimentos in natura ou minimamente processados Repare

Leia mais

CEI ISABEL LONGO - EXTENSÃO (ANTIGA EM ALBERTO VOLANI) PERÍODO PARCIAL 4 à 5 anos - 20 % das necessidades nutricionais diárias - uma refeição

CEI ISABEL LONGO - EXTENSÃO (ANTIGA EM ALBERTO VOLANI) PERÍODO PARCIAL 4 à 5 anos - 20 % das necessidades nutricionais diárias - uma refeição Vit. Vit. *Este cardápio poderá sofrer alterações devido a eventos pré-agendados; sazonalidade de hortifrutis e/ou atrasos nas entregas pelos fornecedores. CEI ISABEL LONGO - EXTENSÃO (ANTIGA EM ALBERTO

Leia mais

Nutricionista Bruna Maria Vieira

Nutricionista Bruna Maria Vieira Suporte Nutricional à Pacientes Neurológicos Nutricionista Bruna Maria Vieira Alimentação Saudável É o equilíbrio entre a ingestão dos nutrientes necessários ao crescimento, desenvolvimento e manutenção

Leia mais

Nutricionista Carolina Cestari De Paoli Bortoletto_ CRN

Nutricionista Carolina Cestari De Paoli Bortoletto_ CRN Nutricionista Carolina Cestari De Paoli Bortoletto_ CRN4 04101236 AVALIE SUA ALIMENTAÇÃO Este teste é sobre a sua alimentação, isto é, aquilo que você come. Se você tiver alguma dificuldade para responder

Leia mais

Pirâmide alimentar: guia para alimentação saudável

Pirâmide alimentar: guia para alimentação saudável CARTILHA TÉCNICA Pirâmide alimentar: guia para alimentação saudável Helen Mara dos Santos Gomes Mestranda em Ciências e Tecnologia de Alimentos Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo

Leia mais

> as disponibilidades alimentares são agora. > os hábitos alimentares mudaram devido à. > os conhecimentos científicos evoluíram.

> as disponibilidades alimentares são agora. > os hábitos alimentares mudaram devido à. > os conhecimentos científicos evoluíram. A RODA DOS ALIMENTOS VARIAR OS PRAZERES Se não é completamente verdade que as cenouras fazem os olhos bonitos, também não é completamente mentira As cenouras contêm um tipo de (pró)-vitamina que faz muito

Leia mais

A introdução da alimentação infantil

A introdução da alimentação infantil A introdução da alimentação infantil Turma do Giz de Cera O leite materno deve alimentar exclusivamente a criança até o 6 mês de vida, depois disso as necessidades nutricionais são outras e devemos introduzir

Leia mais

Dieta Hipercalórica e Hiperproteica

Dieta Hipercalórica e Hiperproteica Dieta Hipercalórica e Hiperproteica Orientações nutricionais Serviço de Nutrição e Dietética Este manual contou com a colaboração das nutricionistas: Tatiana Maraschin, Claudine Lacerda de Oliveira, Cristina

Leia mais

A Roda dos Alimentos LEITE

A Roda dos Alimentos LEITE LEITE A Roda dos Alimentos serve para nos ensinar o que devemos comer, quando e em que quantidades. Ajuda-nos a manter uma alimentação equilibrada, variada e completa, ou seja, mais saudável! A Roda dos

Leia mais

Dieta para vegetarianos

Dieta para vegetarianos PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ALIMENTOS E NUTRIÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Dieta para vegetarianos Monique de Barros Elias Campos Nutricionista

Leia mais

Disciplina: Ciências 8º ano Turma: CONHECENDO OS CARBOIDRATOS

Disciplina: Ciências 8º ano Turma: CONHECENDO OS CARBOIDRATOS Disciplina: Ciências Ficha nº 8º ano Turma: CONHECENDO OS CARBOIDRATOS Nesta ficha você conhecerá: O que são os carboidratos; Onde encontrar os carboidratos; A diferença entre carboidratos de alto e baixo

Leia mais

Com funciona? Estadual: Box escolhe representante. Nacional: votação pelo site whole30br.com. Sem box

Com funciona? Estadual: Box escolhe representante. Nacional: votação pelo site whole30br.com. Sem box O que é? Este é o programa de nutrição e CrossFit desenhado para mudar a vida das pessoas em 30 dias. A idéia é fazer com que as pessoas se sensibilizem pela dieta e exercício, não só com intuito de perda

Leia mais

Elaboração de Cardápio

Elaboração de Cardápio FACULDADE MAURÍCIO DE NASSAU UNIDADE ALIANÇA DISCIPLINA: TÉCNICA E DIETÉTICA II PROFESSORA MSC: CARLA CRISTINA CARVALHO FONSECA Elaboração de Cardápio Cardápio é definido como lista de preparação culinária

Leia mais

Composição de alimentos por 100 gramas Fonte: Tabela nutricional da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas)

Composição de alimentos por 100 gramas Fonte: Tabela nutricional da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) Composição de alimentos por 100 gramas Fonte: Tabela nutricional da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) Cereais e derivados Arroz, integral, cru 12 359 1502 8 2 0 78 5,0 Arroz, tipo 1, cru 13 359

Leia mais

Dieta Para Engordar: Como fazer? Receita Simples!

Dieta Para Engordar: Como fazer? Receita Simples! Dieta Para Engordar: Como fazer? Receita Simples! Você está querendo saber como ganhar peso? Siga esta dieta para engordar e conquiste o corpo que deseja! Embora existam centenas de pessoas com sobrepeso

Leia mais

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL. Dra. Helena Maia Nutricionista

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL. Dra. Helena Maia Nutricionista ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Dra. Helena Maia Nutricionista OBJECTIVOS Obesidade: Riscos, prevalências e tipos Nutrição / Nutrientes Roda dos Alimentos Alimentação Mediterrânica IMC Conclusão RISCOS RELACIONADOS

Leia mais

BASES DA NUTRIÇÃO E DIETÉTICA PIRÂMIDE GUIAS ALIMENTAR

BASES DA NUTRIÇÃO E DIETÉTICA PIRÂMIDE GUIAS ALIMENTAR BASES DA NUTRIÇÃO E DIETÉTICA PIRÂMIDE GUIAS ALIMENTAR PROFª.:ANA LAURA DIAS Conceitos ALIMENTO: toda substância que, ingerida por um ser vivo, o alimenta ou nutre. (Aurélio Buarque de Holanda Ferreira,

Leia mais

Nutrição Aplicada à Educação Física. Cálculo da Dieta e Recomendações dietéticas. Ismael F. Freitas Júnior Malena Ricci

Nutrição Aplicada à Educação Física. Cálculo da Dieta e Recomendações dietéticas. Ismael F. Freitas Júnior Malena Ricci Nutrição Aplicada à Educação Física Cálculo da Dieta e Recomendações dietéticas Ismael F. Freitas Júnior Malena Ricci ARROZ 100 gramas CÁLCULO DE DIETA CH 25,1 PT 2,0 Lip 1,2 Consumo 300 gramas 100 gr

Leia mais

Como fazer uma ementa equilibrada e económica

Como fazer uma ementa equilibrada e económica Como fazer uma ementa equilibrada e económica Alexandra Bento alexandrabento@apn.org.pt Tendência de consumo alimentar Consumo alimentar fora de casa, Marktest 2006: Essencialmente Almoço 36,5% durante

Leia mais

ITEM DESCRIÇÃO NCM IVA-ST SP PRESENTE NOS ACORDOS

ITEM DESCRIÇÃO NCM IVA-ST SP PRESENTE NOS ACORDOS ITEM DESCRIÇÃO NCM IVA-ST SP PRESENTE NOS ACORDOS 1.1 Chocolate branco, em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1kg 1704.90.10 40,88% NÃO 1.2 Chocolates contendo cacau, em embalagens de conteúdo

Leia mais

Orientações para uma vida ativa e saudável através da alimentação

Orientações para uma vida ativa e saudável através da alimentação Orientações para uma vida ativa e saudável através da alimentação Introdução Para ter uma qualidade de vida favorável, com boa saúde e manter-se ativo, além dos cuidados diários com medicações, acompanhamento

Leia mais

ALIMENTAÇÃO E SAÚDE 1 - A RELAÇÃO ENTRE A ALIMENTAÇÃO E SAÚDE

ALIMENTAÇÃO E SAÚDE 1 - A RELAÇÃO ENTRE A ALIMENTAÇÃO E SAÚDE Alimentação e Saúde ALIMENTAÇÃO E SAÚDE 1 - A RELAÇÃO ENTRE A ALIMENTAÇÃO E SAÚDE Todo ser vivo precisa se alimentar para viver. A semente, ao ser plantada, precisa ser adubada e molhada todos os dias

Leia mais

HI! WE ARE STUDENTS FROM D. ANTÓNIO DA COSTA SCHOOL IN ALMADA - PORTUGAL AND OUR WORK IS BASICALLY

HI! WE ARE STUDENTS FROM D. ANTÓNIO DA COSTA SCHOOL IN ALMADA - PORTUGAL AND OUR WORK IS BASICALLY HI! WE ARE STUDENTS FROM D. ANTÓNIO DA COSTA SCHOOL IN ALMADA - PORTUGAL AND OUR WORK IS BASICALLY ABOUT HEALTHY DIETS. IN OUR WORK WE WANTED TO SHOW ALL THE GROUPS OF THE FOOD PYRAMID AND GIVE THE STUDENTS

Leia mais

O pão engorda. Mitos Alimentares

O pão engorda. Mitos Alimentares Apesar do acesso facilitado e quase imediato à informação em todos os momentos, nem todas as afirmações feitas sobre a comida são baseadas em factos científicos, pelo que alguns mitos alimentares ainda

Leia mais

ANEXO 1 AO COMUNICADO: SÃO PAULO E SANTA CATARINA ALTERAÇÃO DE ACORDO DE ST.

ANEXO 1 AO COMUNICADO: SÃO PAULO E SANTA CATARINA ALTERAÇÃO DE ACORDO DE ST. ANEXO 1 AO COMUNICADO: SÃO PAULO E SANTA CATARINA ALTERAÇÃO DE ACORDO DE ST. Abrangência: operações interestaduais originadas do Estado de São Paulo e destinadas ao Estado de Santa Catarina. Produto: alimentícios.

Leia mais

% MVA - INTERNA ALIQ. INTERNA

% MVA - INTERNA ALIQ. INTERNA ANEXO AO COMUNICADO: ACORDOS DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA SÃO PAULO E AMAPÁ. Abrangência: operações interestaduais originadas do estado de São Paulo e destinadas ao estado do Amapá. Produto: alimentícios.

Leia mais

Todos os Direitos Reservados. Página 1

Todos os Direitos Reservados.  Página 1 http://treinoparamulheres.com.br Página 1 Conteúdo Introdução... 4 Melhores Fontes de Proteína... 5 1º Ovo de Galinha... 5 2º Peixes ( Tilápia, Atum, Salmão)... 6 3º Peito de Frango... 8 4º Leite e seus

Leia mais

MVA-ST COM DESTINO A SP E RJ (%)

MVA-ST COM DESTINO A SP E RJ (%) Abrangência: operações interestaduais, entre contribuintes dos estados de S.Paulo e Rio de Janeiro. Produto: alimentícios. Conteúdo: exclusão de itens do campo de incidência de ST. Vigência: 30-07-2013.

Leia mais

Alimentação nos 2 primeiros anos de vida

Alimentação nos 2 primeiros anos de vida Alimentação nos 2 primeiros anos de vida Alimentação da criança nos primeiros 06 meses de vida: Leite Materno sob livre demanda (sem horários fixos). No primeiro mês de vida, é importante amamentar no

Leia mais

Lista de substitutos na elaboração de dieta na Insuficiência Renal. Padronização das porções

Lista de substitutos na elaboração de dieta na Insuficiência Renal. Padronização das porções Lista de substitutos na elaboração de dieta na Insuficiência Renal Padronização das porções Para uso correto, é importante que as substituições sejam feitas nas quantidades equivalentes, dadas para cada

Leia mais

Quando você precisar, nós estaremos lá.

Quando você precisar, nós estaremos lá. DIA DO COMBATE AO COLESTEROL COLESTEROL, NOÇÕES IMPORTANTES. O controle do colesterol faz parte de um estilo de vida saudável, que inclui atividade física regular, controle do peso, do estresse e parar

Leia mais

SABES O QUE ESTÁS A COMER?

SABES O QUE ESTÁS A COMER? SABES O QUE ESTÁS A COMER? Interpretar RÓTULOS de produtos alimentares Conhecer os INGREDIENTES dos PRODUTOS ALIMENTARES Descobrir o significado de DDR Saber a diferença entre produto alimentar MAGRO e

Leia mais

PROTOCOLO ICMS 216, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2009

PROTOCOLO ICMS 216, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2009 PROTOCOLO ICMS 216, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2009 Altera o Protocolo ICMS 28/09, que dispõe sobre a substituição tributária nas operações com produtos alimentícios Os Estados de Minas Gerais e de São Paulo,

Leia mais

CARDÁPIO DESINTOXICANTE PARA ELIMINAR 3 KG EM 7 DIAS

CARDÁPIO DESINTOXICANTE PARA ELIMINAR 3 KG EM 7 DIAS CARDÁPIO DESINTOXICANTE PARA ELIMINAR 3 KG EM 7 DIAS Para saber tudo o que é preciso fazer e mais as receitas da dieta estão! CLIQUE AQUI! SEGUNDA FEIRA Café da manhã 7:30min 1/2 mamão papaia médio 1 colher

Leia mais

CARDÁPIO EDUCAÇÃO INFANTIL (maiores de 2 anos) OUTUBRO/2016

CARDÁPIO EDUCAÇÃO INFANTIL (maiores de 2 anos) OUTUBRO/2016 CARDÁPIO EDUCAÇÃO INFANTIL (maiores de 2 anos) OUTUBRO/2016 Observações: A utilizada será sem lactose. Oferecer água durante todo dia. Não oferecer bebida durante o almoço ou jantar somente depois de no

Leia mais

CRCC01. Lista de Substituições. Lista de Substituição de Alimentos para Contagem de Carboidratos (1:15g)

CRCC01. Lista de Substituições. Lista de Substituição de Alimentos para Contagem de Carboidratos (1:15g) Lista de Substituição de Alimentos para Contagem de Carboidratos (1:15g) Grupo VERDURAS (fibras, vitaminas e minerais) 1 porção 7 Kcal Equivale a um pires de chá: não conta Acelga Bertalha Cebola Rabanete

Leia mais

SEGUNDA - FEIRA TERÇA - FEIRA QUARTA - FEIRA QUINTA - FEIRA SEXTA - FEIRA 01/08/ /08/ /08/ /08/ /08/2016

SEGUNDA - FEIRA TERÇA - FEIRA QUARTA - FEIRA QUINTA - FEIRA SEXTA - FEIRA 01/08/ /08/ /08/ /08/ /08/2016 01/08/2016 02/08/2016 03/08/2016 04/08/2016 05/08/2016 Pão francês com queijo branco Suco de maracujá Bisnaguinha com geléia de morango Tostex (queijo e peito de peru) Banana Torrada com Leite com chocolate

Leia mais

SEGUNDA - FEIRA TERÇA - FEIRA QUARTA - FEIRA QUINTA - FEIRA SEXTA - FEIRA 31/10/ /11/ /11/ /11/ /11/2016

SEGUNDA - FEIRA TERÇA - FEIRA QUARTA - FEIRA QUINTA - FEIRA SEXTA - FEIRA 31/10/ /11/ /11/ /11/ /11/2016 31/10/2016 01/11/2016 02/11/2016 03/11/2016 04/11/2016 Biscoito maisena Cereal Matinal (Flocos de Milho) Torrada com geléia de morango Bisnaguinha com margarina Suco de laranja Leite gelado Suco de laranja

Leia mais

I - CHOCOLATES MVA AJUSTADO % - 12% MVA Original % ITEM DESCRIÇÃO ,29 50,56 52,41 64,24 66,27 1.2

I - CHOCOLATES MVA AJUSTADO % - 12% MVA Original % ITEM DESCRIÇÃO ,29 50,56 52,41 64,24 66,27 1.2 ANEXO AO COMUNICADO: ACORDOS DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA SÃO PAULO E RIO DE JANEIRO - ALTERAÇÃO Abrangência: operações interestaduais realizadas entre os estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Produto:

Leia mais

E é claro que vamos continuar pro resto da vida com essa 3 regras que não são negociáveis:

E é claro que vamos continuar pro resto da vida com essa 3 regras que não são negociáveis: Fase estabilização Na estabilização, podemos comer o que quisermos sempre com cuidado. Não temos mais uma recomendação de alimentos proibidos, mas não se deve abusar. Essa fase é pro resto da vida, por

Leia mais

4 CATEGORIAS: PROTEÍNAS MASSAS & ARROZ ACOMPANHAMENTOS SOPAS E CONSOMÊS

4 CATEGORIAS: PROTEÍNAS MASSAS & ARROZ ACOMPANHAMENTOS SOPAS E CONSOMÊS A Reviva Sabor&Saúde existe desde 2013 com a proposta de trazer ao mercado refeições saudáveis e com o apelo de comida de verdade. O conceito é: ingredientes selecionados, sem conservantes, nem aromatizantes,

Leia mais

1ºDia Café da manhã 1 xícara (chá) de café com leite desnatado 1 pão francês integral com 1 colher (café) de margarina 1 mamão

1ºDia Café da manhã 1 xícara (chá) de café com leite desnatado 1 pão francês integral com 1 colher (café) de margarina 1 mamão 1 Cardápio Dieta Dash para 7 dias. Isto é uma sugestão para iniciarmos a dieta, você deve procurar o profissional especializado que é o nutricionista para avaliação e dieta individualizada. 1ºDia 1 xícara

Leia mais

Composição dos Alimentos mais consumidos pelos VEGANOS.

Composição dos Alimentos mais consumidos pelos VEGANOS. Composição dos Alimentos mais consumidos pelos VEGANOS. Onde está um ponto considerar uma vírgula, ex.: Niacina 12.066 significa 12,066 mg arredondando fica 12 mg. http://www.unifesp.br/dis/servicos/nutri/nutri.php?id=2024

Leia mais

% MVA - ALIQ. INTERNA INTERNA 40 17% 37 17% 39 17% 44 17% 25 17% 24 17% 54 17% 63 17% 47 17% 60 17%

% MVA - ALIQ. INTERNA INTERNA 40 17% 37 17% 39 17% 44 17% 25 17% 24 17% 54 17% 63 17% 47 17% 60 17% Abrangência: operações interestaduais entre contribuintes situados em São Paulo e contribuintes situados no Amapá. Produto: alimentícios. Conteúdo: relação de Margem de Valor Agregado. Base Legal: Protocolo

Leia mais

CARDÁPIOS DEZEMBRO NECESSIDADES ALIMENTARES ESPECIAIS LOTES: 1,3 e 5

CARDÁPIOS DEZEMBRO NECESSIDADES ALIMENTARES ESPECIAIS LOTES: 1,3 e 5 ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIAE- DIRETORIA DE APOIO AO ESTUDANTE GEALI GERÊNCIA DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR Rua Antonio Luz, 111, Centro, Fpolis/SC, 88.010-410 CARDÁPIOS DEZEMBRO

Leia mais

Um cardápio completo para reeducação alimentar

Um cardápio completo para reeducação alimentar Um cardápio completo para reeducação alimentar Chega de desculpas!. Nem marque mais hora ou dia: é agora! Se você quer emagrecer, chegou a hora, vou lhe presentear com um cardápio de 1 semana (Domingo

Leia mais

PLANO ALIMENTAR. Paciente: Jéssica de Souza

PLANO ALIMENTAR. Paciente: Jéssica de Souza PLANO ALIMENTAR Paciente: Jéssica de Souza Idade: 29 anos Peso atual: 69,2 kg Altura: 1,61m IMC: 26,7 Percentual de Gordura: 41,6% Percentual de Músculo: 24,7% Percentual de gordura Visceral: 6% Idade:

Leia mais

SEGUNDA - FEIRA TERÇA - FEIRA QUARTA - FEIRA QUINTA - FEIRA SEXTA - FEIRA 01/04/2016

SEGUNDA - FEIRA TERÇA - FEIRA QUARTA - FEIRA QUINTA - FEIRA SEXTA - FEIRA 01/04/2016 01/04/2016 Pão de batata com queijo e orégano Suco de maracuja Alface e ervilha Arroz e Feijão Batata com tomate e pimentão Gratinado Peixe ao Forno Gelatina Bisnaguinha com margarina Sopa de mandioquinha,

Leia mais

Sucos naturais e sobremesas são servidos diariamente, durante o almoço.

Sucos naturais e sobremesas são servidos diariamente, durante o almoço. 1ª Semana Café da Manhã Segunda-Feira Terça-Feira Quarta-Feira Quinta-Feira Sexta-Feira Bisnaguinha Bolo de Cenoura, Pão de Queijo, Pão de Milho, Pão de forma Requeijão, Leite Suco Natural de Margarina,

Leia mais

PROTOCOLO ICMS 02, DE 20 DE JANEIRO DE 2010

PROTOCOLO ICMS 02, DE 20 DE JANEIRO DE 2010 PROTOCOLO ICMS 02, DE 20 DE JANEIRO DE 2010 Altera o Protocolo ICMS 188/09, que dispõe sobre a substituição tributária nas operações com produtos alimentícios. Os Estados de Minas Gerais e de Santa Catarina,

Leia mais

Questionário de Frequência Alimentar

Questionário de Frequência Alimentar 1 Instruções de Preenchimento QFA 2013 QUANTAS VEZES VOCÊ COME? Unidade D= dia S= semana M= mês A= ano 1. O(a) Sr(a) costuma consumir leite? (SE SIM) 1.2 Este consumo é por dia, semana, mês ou ano? 1.3.

Leia mais

Dieta e Dicas para Emagrecimento Saudável Vol.01 Para mulheres

Dieta e Dicas para Emagrecimento Saudável Vol.01 Para mulheres Dieta e Dicas para Emagrecimento Saudável Vol.01 Para mulheres Seu Biotipo Emagrecer não deve requerer sacrifícios e sim disciplina. O emagrecimento deve respeitar o seu biotipo para que seja benéfico.

Leia mais

SEGUNDA - FEIRA TERÇA - FEIRA QUARTA - FEIRA QUINTA - FEIRA SEXTA - FEIRA 01/08/ /08/ /08/ /08/ /08/2016

SEGUNDA - FEIRA TERÇA - FEIRA QUARTA - FEIRA QUINTA - FEIRA SEXTA - FEIRA 01/08/ /08/ /08/ /08/ /08/2016 01/08/2016 02/08/2016 03/08/2016 04/08/2016 05/08/2016 Pão francês com queijo branco Suco de maracujá Bisnaguinha com geléia de morango Tostex (queijo e peito de peru) Banana Torrada com Leite com chocolate

Leia mais

Capítulo 13 Nutrição: Leitura de rótulos de alimentos

Capítulo 13 Nutrição: Leitura de rótulos de alimentos Capítulo 13 Nutrição: Leitura de rótulos de alimentos Ao final deste capítulo, você poderá Ø Explicar rótulos de alimentos Ø Decidir quais alimentos são melhores com base em três fatores Capítulo 13 Nutrição:

Leia mais

Alimentos fonte e importância de nutrientes na dieta. Deborah Bauer - Nutricionista Mestranda em Alimentos e Nutrição (UNIRIO)

Alimentos fonte e importância de nutrientes na dieta. Deborah Bauer - Nutricionista Mestranda em Alimentos e Nutrição (UNIRIO) Alimentos fonte e importância de nutrientes na dieta Deborah Bauer - Nutricionista Mestranda em Alimentos e Nutrição (UNIRIO) Alimentos x Nutrientes? Água Minerais Carboidratos Alimentos Vitaminas?Compostos

Leia mais

CIÊNCIAS - ALIMENTOS. Prof. Mário Castro 1º Bimestre CEF 02 ESCOLA PAROQUIAL

CIÊNCIAS - ALIMENTOS. Prof. Mário Castro 1º Bimestre CEF 02 ESCOLA PAROQUIAL CIÊNCIAS - ALIMENTOS Prof. Mário Castro 1º Bimestre - 2014 CEF 02 ESCOLA PAROQUIAL NUTRIÇÃO Nutrição: É o conjunto de processo integrados que envolve a digestão, respiração, circulação e excreção. Digestão:

Leia mais

A PIRÂMIDE QUE SEGUE ABAIXO É A BRASILEIRA, ADAPTADA POR SÔNIA TUCUNDUVA PHILIPPI AOS NOSSOS HÁBITOS ALIMENTARES.

A PIRÂMIDE QUE SEGUE ABAIXO É A BRASILEIRA, ADAPTADA POR SÔNIA TUCUNDUVA PHILIPPI AOS NOSSOS HÁBITOS ALIMENTARES. PARA SABERMOS COMO A ALIMENTAÇÃO DEVE SER EQUILIBRADA, PRECISAMOS CONHECER A PIRÂMIDE ALIMENTAR, QUE É A REPRESENTAÇÃO GRÁFICA DOS ALIMENTOS E SUAS QUANTIDADES QUE DEVEM ESTAR PRESENTES EM NOSSA DIETA

Leia mais

SUGESTÕES DE CARDÁPIOS SAUDÁVEIS semana #1

SUGESTÕES DE CARDÁPIOS SAUDÁVEIS semana #1 SUGESTÕES DE CARDÁPIOS SAUDÁVEIS semana #1 ADOTE PRÁTICAS ALIMENTARES SAUDÁVEIS Ao montar o seu prato, comece pela salada ou caso você utilize um único prato: divida o seu prato ao meio metade dele deve

Leia mais

BOLO, CHOCOLATE, NEGA MALUCA

BOLO, CHOCOLATE, NEGA MALUCA BOLO, CHOCOLATE, NEGA MALUCA INGREDIENTES Descrição Qtd kcal CHO PTN GORD ALC Farinha, de trigo 30,00 g 105,41 21,94 g 3,50 g 0,41 g Açúcar, refinado 30,00 g 119,64 29,91 g Fermento em pó, químico 1,00

Leia mais

21/11/2013 MANEJO NUTRICIONAL DURANTE O TRATAMENTO NEOPLÁSICO NUTRIÇÃO NO CÂNCER ANOREXIA ANOREXIA ANOREXIA. Ômega-3

21/11/2013 MANEJO NUTRICIONAL DURANTE O TRATAMENTO NEOPLÁSICO NUTRIÇÃO NO CÂNCER ANOREXIA ANOREXIA ANOREXIA. Ômega-3 Pós-graduação em Nutrição Clínica e Gastronomia Funcional do NECPAR MANEJO NUTRICIONAL DURANTE O TRATAMENTO NEOPLÁSICO Ômega-3 Aumentar aporte calórico e protéico NUTRIÇÃO NO CÂNCER N U T. A R I A N A

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE DRACENA SP ANEXO VII

PREFEITURA MUNICIPAL DE DRACENA SP ANEXO VII PREFEITURA MICIPAL DE DRACENA SP Item Especificações Unid. Quantidade 1 ABACAXI ABACAXI 2 ABÓBORA PAULISTA ABÓBORA PAULISTA 3 ACHOCOLATADO EM PÓ DE 400 GR. ACHOCOLATADO EM PÓ DE 400 GR 4 ALFACE CRESPA

Leia mais

Tipos de dietas hospitalares

Tipos de dietas hospitalares Tipos de dietas hospitalares Dieta livre ou geral Manter o estado nutricional de pacientes com ausência de alterações metabólicas significativas ao risco nutricional. Para pacientes que não necessitam

Leia mais

Orientação pré-operatória antes da cirurgia

Orientação pré-operatória antes da cirurgia Manual de Orientação Nutricional na Cirurgia Bariátrica- GCBV Célia Ap Valbon Beleli Nutricionista Mestre em Ciências pela FCM-UNICAMP Especialista em Obesidade e Emagrecimento Orientação pré-operatória

Leia mais

CARDÁPIO EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS/ PROJOVEM

CARDÁPIO EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS/ PROJOVEM Dia do Trabalho O Dia do Trabalho é comemorado em 1º de maio. No Brasil e em vários países do mundo é um feriado nacional, dedicado a festas, manifestações, passeatas, exposições e eventos reivindicatórios.

Leia mais

Apresentação. Dra Janice Sepúlveda Reis

Apresentação. Dra Janice Sepúlveda Reis Apresentação Este material foi desenvolvido para colaborar com os profissionais que atuam no Sistema Único de Saúde - principalmente na Atenção Primária - com pessoas com analfabetismo, para as quais a

Leia mais

COLÉGIO 7 DE SETEMBRO FUNDADOR PROF. EDILSON BRASIL SOÁREZ. O Colégio que ensina o aluno a estudar. ALUNO(A): TURMA: Ciências

COLÉGIO 7 DE SETEMBRO FUNDADOR PROF. EDILSON BRASIL SOÁREZ. O Colégio que ensina o aluno a estudar. ALUNO(A): TURMA: Ciências FUNDADOR PROF. EDILSON BRASIL SOÁREZ 2012 O Colégio que ensina o aluno a estudar. APICE Ciências [1 a ETAPA] 5 o Ano Ensino Fundamental I ALUNO(A): TURMA: Você está recebendo o APICE (Atividades Para Intensificar

Leia mais

EXTERNATO SANTO ANTÔNIO CARDÁPIO MAIO 2016

EXTERNATO SANTO ANTÔNIO CARDÁPIO MAIO 2016 EXTERNATO SANTO ANTÔNIO 1ª SEMANA 02/05 (segunda-feira) 03/05 (terça-feira) 04/05 (quarta-feira) 05/05 (quinta-feira) 06/05 (sexta-feira) Ovomaltine Yakult Leite com achocolatado Leite de soja Leite com

Leia mais

Ateliê Dany Bello CARDÁPIO

Ateliê Dany Bello CARDÁPIO CARDÁPIO Alimentação artesanal com toque gourmet e baixos teores de sódio e de gordura; Acondicionamento em embalagens especiais para ir direto do freezer ou congelador direto ao forno micro-ondas não

Leia mais

1ª SEMANA 01/07 (sexta-feira) Leite com Nesquik

1ª SEMANA 01/07 (sexta-feira) Leite com Nesquik 1ª SEMANA 01/07 (sexta-feira) Leite com Nesquik Pão doce com cobertura Biscoito cream cracker Maçã e Melão Mix de folhas verdes e Tomate Arroz/ Feijão Peixe frito Bife grelhado ao m. ervas Purê de mandioquinha

Leia mais

O seu filho segue uma alimentação balanceada?

O seu filho segue uma alimentação balanceada? O seu filho segue uma alimentação balanceada? A falta de nutrientes na alimentação pode provocar a subnutrição estágio leve da desnutrição dependendo do agravo e de quanto tempo a criança fica sem acesso

Leia mais

TERMO DE ADJUDICAÇÃO. Item 0001

TERMO DE ADJUDICAÇÃO. Item 0001 TERMO DE ADJUDICAÇÃO Às 14:32 horas do dia 06 de junho de 2012, o Pregoeiro Oficial da Prefeitura Municipal de Esteio, designado pela portaria 0185/2012 após analise da documentação do Pregão Eletrônico

Leia mais

CARDÁPIO H.1. Quilombola

CARDÁPIO H.1. Quilombola Quilombola GOVERNO ESTADO DO MARANHÃO FLÁVIO DINO FLÁVIO DINO DE CASTRO E COSTA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO ÁUREA REGINA DOS PRAZERES MACHADO SUBSECRETARIA DE SUPORTE AO SISTEMA EDUCACIONAL DALTON

Leia mais

Nídia Denise Pucci Fabio C. Vicentini

Nídia Denise Pucci Fabio C. Vicentini Vários fatores de risco contribuem para a formação de cálculos renais, que incluem a história familiar, sendo 2,5 vezes maior em indivíduos com antecedentes de casos na família; a idade; a raça; elevação

Leia mais

Colégio Jardim Anália Franco

Colégio Jardim Anália Franco Com 030.15 1ª semana Segunda-feira 30/03 Terça-feira 31/03 Quarta-feira 01/04 Quinta-feira 02/04 Sexta-feira 03/04 Pão sovado com margarina Rosquinha de chocolate FERIADO Leite com achocolatado Leite com

Leia mais

CARTILHA DE BENEFÍCIOS DOS ALIMENTOS

CARTILHA DE BENEFÍCIOS DOS ALIMENTOS . ESTADO DE SANTA CATARINA ESTADO DE SANTA CATARINA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR CARTILHA DE BENEFÍCIOS DOS ALIMENTOS Florianópolis, 2013 SED/DIAE/GEALI. 1 ESTADO DE SANTA CATARINA SUMÁRIO Conteúdo 1.INTRODUÇÃO...

Leia mais

SUGESTÕES DE CARDÁPIOS SAUDÁVEIS semana #5

SUGESTÕES DE CARDÁPIOS SAUDÁVEIS semana #5 SUGESTÕES DE CARDÁPIOS SAUDÁVEIS semana #5 ADOTE PRÁTICAS ALIMENTARES SAUDÁVEIS Na sobremesa, prefira as frutas. Se der vontade de consumir doce, opte pelos doces de frutas ou gelatina. Uma dica: use a

Leia mais

CENTRO DE RECREAÇÃO INFANTIL SININHO CARDÁPIO DE DEZEMBRO 12 a 23 CRIANÇAS DE 12 A 18 MESES E EDUCAÇÃO INFANTIL

CENTRO DE RECREAÇÃO INFANTIL SININHO CARDÁPIO DE DEZEMBRO 12 a 23 CRIANÇAS DE 12 A 18 MESES E EDUCAÇÃO INFANTIL CRIANÇAS DE 12 A 18 E EDUCAÇÃO INFANTIL (12/12) (13/12) (14/12) (15/12) (16/12) CAFÉ DA LEITE COM CHÁ, PÃO DE FORMA C/ MARGARINA SUCO DE, BISCOITO DE POLVILHO LEITE COM CHÁ PÃO FRANCÊS C/ QUEIJO SUCO DE,

Leia mais

Unidade: APLICAÇÃO DAS RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS NO PLANEJAMENTO DE DIETAS. Unidade I:

Unidade: APLICAÇÃO DAS RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS NO PLANEJAMENTO DE DIETAS. Unidade I: Unidade: APLICAÇÃO DAS RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS NO PLANEJAMENTO DE DIETAS Unidade I: 0 Unidade: APLICAÇÃO DAS RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS NO PLANEJAMENTO DE DIETAS ESTUDO DAS RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS

Leia mais

Caldos e Sopas Saudáveis para aquecer o seu inverno!

Caldos e Sopas Saudáveis para aquecer o seu inverno! Caldos e Sopas Saudáveis para aquecer o seu inverno! O inverno está chegando e uma sopa bem quentinha é uma ótima pedida, não é? Uma boa sopa, pode substituir tranquilamente uma refeição, fornecendo a

Leia mais

III Encontro Catarinense de Alimentação Escolar

III Encontro Catarinense de Alimentação Escolar III Encontro Catarinense de Alimentação Escolar OFICINA CULINÁRIA: Inserindo alimentos da sociobiodiversidade nas preparações da alimentação escolar 02 de Julho de 2015 Receitas Elaboradas III Encontro

Leia mais

Tabela de Nutrientes do Centro Vegetariano

Tabela de Nutrientes do Centro Vegetariano Tabela de Nutrientes do Centro Vegetariano Composição média dos alimentos por 100 g de parte edível PRINCÍPIOS ENERGÉTICOS VITAMINAS MINERAIS Nutrientes Parte edível Calorias Proteínas Lípidos Glícidos

Leia mais

PRIMEIRA SEMANA- CERMAC Colégio CERMAC - Fevereiro 2015

PRIMEIRA SEMANA- CERMAC Colégio CERMAC - Fevereiro 2015 SEGUNDA 02/02 TERÇA 03/02 QUARTA 04/02 QUINTA 05/02 SEXTA 06/02 PRIMEIRA SEMANA- CERMAC Colégio CERMAC - Fevereiro 2015 Desjejum Almoço Lanche Suco de maçã época Bisnaguinha Carne de panela ao sugo Bolo

Leia mais

SECTOR PRODUTO OBSERVAÇÃO

SECTOR PRODUTO OBSERVAÇÃO GELATINA PACOTE / 2 KG. GELATINA IOGURTE DE AROMA MOUSSE DE CHOCOLATE PACOTE / 2 KG. MOUSSE DE CHOCOLATE (SOBREMESA) ALHEIRAS BIFE DE PERÚ CHOURIÇO CORRENTE COELHO COSTELETAS ENTRECOSTO ENTREMEDADA FÊVERA

Leia mais

CARDÁPIO DIETA DOS SHAKES PARA EMAGRECER 4KG EM 15 DIAS

CARDÁPIO DIETA DOS SHAKES PARA EMAGRECER 4KG EM 15 DIAS CARDÁPIO DIETA DOS SHAKES PARA EMAGRECER 4KG EM 15 DIAS Em primeiro quero que você saiba que, todas as dicas para você ter sucesso na sua dieta, encontra-se bem AQUI. Primeira fase da dieta: Substituir

Leia mais

Dicas para uma alimentação saudável no Carnaval

Dicas para uma alimentação saudável no Carnaval Dicas para uma alimentação saudável no Carnaval O segredo para manter o ritmo do começo ao fim está em ingerir alimentos ricos em cobre que contribuem para a manutenção da saúde combatendo o stress, colesterol

Leia mais

ETHANOL SUMMIT 2017 PAINEL. Açúcar: O Consumo Equilibrado Como Melhor Escolha. São Paulo junho/17

ETHANOL SUMMIT 2017 PAINEL. Açúcar: O Consumo Equilibrado Como Melhor Escolha. São Paulo junho/17 ETHANOL SUMMIT 2017 PAINEL Açúcar: O Consumo Equilibrado Como Melhor Escolha São Paulo junho/17 Estudo VIGITEL 2016* do Ministério da Saúde aponta: brasileiros trocam alimentos naturais por industrializados

Leia mais

Cardápio Outubro de 2016

Cardápio Outubro de 2016 Lanche da Manhã Segunda-feira - 03 Terça-Feira - 04 Quarta-Feira - 05 Quinta-Feira - 06 Sexta-Feira - 07 achocolatado Pão Francês com Pão Francês na Queijo quente Bolo Formigueiro margarina Geléia de Morango

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL Último Encontro: Germana Escolha dos temas a serem trabalhados. Tema de hoje: Oficina sobre alimentação saudável Pirâmide dos alimentos Pirâmide alimentar é a representação

Leia mais

CARDÁPIO 1ª SEMANA DE SETEMBRO

CARDÁPIO 1ª SEMANA DE SETEMBRO CARDÁPIO 1ª SEMANA DE SETEMBRO MADRE PAULA MONTALT Quinta feira 01/09 Sexta feira 02/09 PRATO PRINCIPAL Almôndegas de carne assada Peixe ao molho PRATO PRINCIPAL Filezinho de frango ao molho de ervas Iscas

Leia mais

A formação de bons hábitos alimentares na infância devem convergir para um único fim: o bem-estar emocional, social e físico da criança

A formação de bons hábitos alimentares na infância devem convergir para um único fim: o bem-estar emocional, social e físico da criança A formação de bons hábitos alimentares na infância devem convergir para um único fim: o bem-estar emocional, social e físico da criança Recomendações para a prática dietética do pré-escolar: Intervalo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS PROGRAMA DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS PROGRAMA DE ENSINO Curso: Nutrição (04) Ano: 2013 Semestre: 2 Período: 2 Disciplina: Composição de Alimentos (Food Composition) Carga Horária Total: 45 Teórica: 45 Atividade Prática: 0 Prática Pedagógica: 0 Aulas Compl.

Leia mais

SEGUNDA - FEIRA TERÇA - FEIRA QUARTA - FEIRA QUINTA - FEIRA SEXTA - FEIRA 01/02/ /02/ /02/2017. Pão de batata com queijo e orégano

SEGUNDA - FEIRA TERÇA - FEIRA QUARTA - FEIRA QUINTA - FEIRA SEXTA - FEIRA 01/02/ /02/ /02/2017. Pão de batata com queijo e orégano 01/02/2017 02/02/2017 03/02/2017 Pão de batata com queijo e orégano Suco de laranja Leite batido com fruta Pão francês com peito de peru Suco de laranja lima com mamão Escarola com abobora Alface e abobrinha

Leia mais

Unidade de Cuidados na Comunidade de Castelo Branco. Alimentação Saudável L/O/G/O.

Unidade de Cuidados na Comunidade de Castelo Branco. Alimentação Saudável L/O/G/O. Unidade de Cuidados na Comunidade de Castelo Branco Alimentação Saudável L/O/G/O www.themegallery.com Maio 2014 Sumário: O que é uma Alimentação Saudável; Nova Roda dos Alimentos; Recomendações de uma

Leia mais

Semana da Alimentação

Semana da Alimentação Agrupamento de Escolas André Soares Bibliotecas Escolares do Agrupamento Projeto de Promoção e Educação para a Saúde PES Semana da Alimentação Alimentação e Saúde Investe em ti Alimentação saudável, o

Leia mais