MANUTENÇÃO PRODUTIVA TOTAL (TPM) MELHORIA ESPECÍFICA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUTENÇÃO PRODUTIVA TOTAL (TPM) MELHORIA ESPECÍFICA"

Transcrição

1 MANUTENÇÃO PRODUTIVA TOTAL (TPM) MELHORIA ESPECÍFICA Carlos Roberto de ALMEIDA¹ Erielson Da Costa FERNANDES¹ Rosanna Montargil Rocha SALDANHA² Magali Rodrigues MALDONADO² Resumo Para atender às necessidades de um mercado cada vez mais globalizado e exigente, as organizações dependem da agilidade e habilidade de inovar e efetuar melhorias contínuas. O programa Total ProductiveMaintenance(TPM) que traduzido, resulta em Manutenção Produtiva Total auxilia as empresas na redução de ocorrências em instalações, máquinas,equipamentos. O objetivo deste trabalho é consolidar uma metodologia de implementação de TPM e para isso, tem-se o desenvolvimento de um estudo de caso de implementação do programa em uma empresa de bebidas, sendo possível que o pilar Melhoria Especifica possa auxiliar na redução ou eliminação das paradas existentes na empresa, assim melhorando a qualidade dos equipamentos, dos produtos, serviços, melhoria no ambiente de trabalho, assim, manter a competitividade e sobrevivência da empresa no mercado. Palavras Chave: Qualidade, Manutenção Produtiva Total. Melhoria Específica. Abstract To meet the needs of an increasingly globalized and demanding the organizations rely on agility and ability to innovate and make improvements continuous. The program Total Productive? Maintenance (TPM) which translated, results in. Total Productive Maintenance assists businesses in reducing cases ininstalaçes, machinery, equipment. The objective of this work? Consolidate atpm implementation methodology and? for it, has been the development of a case study of the implementation of the program in a beverage company, beingpossible that the pillar Improvement Specifies can assist in reducing or eliminatingstops existing enterprise, thereby improving the quality of the equipment? 1 Graduando CEUNSP, curso Gestão da Qualidade, Turma Professora CEUNSP, Itu/SP, Orientadora TCC. The products, services, improving the work environment, thus maintaining competitiveness and survival of the company?market.

2 Keyword: Quality, Total Productive Maintenance, Improvement Specifies INTRODUÇÃO Durante muito tempo as empresas utilizaram o sistema de manutenção corretiva em seus processos produtivos. Por esse motivo ocorriam desperdícios, retrabalhos, perda de tempo, esforços além de prejuízos financeiros. A partir da análise desses problemas as empresas passaram a dar ênfase na manutenção preventiva. Com o enfoque das empresas neste modelo de manutenção desenvolveu-se o conceito manutenção produtiva total, conhecido por TOTAL PRODUTIVE MAITENANCE (TPM), incluindo programas de manutenção preventiva e preditiva. O objetivo deste trabalho é apresentar a importância do funcionamento e da aplicação da TPM especificamente sobre um de seus pilares Melhoria Específica, identificando as ferramentas da qualidade utilizadas na implementação, verificando os benefícios do pilar, promover a analise das ações de manutenção em atividades em grupos de melhorias e analisar os impactos de redução dos desperdícios na implementação do pilar. O trabalho apresentará dados analisados em uma empresa de bebidas que utiliza a metodologia TPM como fator estratégico com o intuito de melhorar a qualidade do produto, minimizando perdas e desperdícios traçando medidas de melhorias continua utilizando outras ferramentas. 1 MANUTENÇÃO PRODUTIVA TOTAL (TPM) Durante muito tempo as empresas utilizaram o sistema de manutenção corretiva em seus processos produtivos. Por esse motivo ocorriam desperdícios, retrabalhos, perda de tempo, esforços além de prejuízos financeiros. A partir da análise desses problemas as empresas passaram a dar ênfase na manutenção preventiva. Com o enfoque das empresas neste modelo de manutenção desenvolveu-se o conceito de manutenção produtiva total, conhecido por TOTAL PRODUTIVE MAITENANCE (TPM), incluindo programas de manutenção preventiva e preditiva. O TPM é composto por oito pilares: Melhorias Específicas, Manutenção Autônoma, Manutenção Planejada, Educação e Treinamento, Melhorias no Projeto, Melhorias Administrativas, Manutenção da Qualidade e Segurança, Saúde e Meio

3 Ambiente.Em especial vamos apresentar a importância de uns dos seus principais pilares que é a Melhoria Específica. 2 MELHORIASESPECÍFICAS Segundo Ribeiro (2010), esse pilar tem como objetivo aplicar técnicas de solução de problemas a pequenos grupos além da participação dos operadores, manutentores, supervisores, engenheiros e em alguns casos o pessoal da logística. Para que essas oportunidades de melhorias sejam atividades que, potencializam a maximização nos resultados da organização, seja pelo provimento de melhores técnicas e competências ao equipamento, mão de obra, processo ou insumos, eliminando ou minimizando as perdas paralelas de um sistema produtivo ineficiente. Segundo Suzuki (1994) melhoria específica inclui todas as atividades que maximizam eficácia global dos equipamentos, processos e plantas através de uma intolerante eliminação de perdas e da melhoria de rendimentos. Muitas pessoas perguntam qual a diferença entre melhoria específica e as atividades de melhoria contínua diária que já praticam. O ponto básico a lembrar sobre a melhoria específica é que se uma empresa já está fazendo todas as melhorias possíveis durante o trabalho e as atividades de pequenos grupos, a melhoria específica é desnecessária. Porém, as melhorias do dia-a-dia, na prática não marcham tão regularmente como seria desejável. As pessoas se queixam de estarem muito ocupados, que as melhorias são difíceis de fazer, ou que não se atribui investimentos suficientes. Como resultado, os problemas difíceis permanecem sem solução e continuam as perdas e desperdícios, fazendo ainda mais remota a possibilidade de melhorar. 3 ESTUDO DE CASO: EMPRESA PRODUTORA DE CERVEJAS, REFRIGERANTES E ÁGUAS

4 O presente estudo analisa o caso de uma empresa produtora de cervejas e refrigerantes. A empresa, com o seu destacado desempenho na indústria brasileira de bebidas, evidenciado por sua recente aquisição por uma gigante multinacional de relevância no mercado mundial de bebidas, dispõe de práticas de monitoramento de seu processo produtivo, no que se refere à avaliação do desempenho operacional de suas máquinas. A aquisição da empresa pelo grupo multinacional, dotada de rígidos padrões internacionais de eficiência produtiva, torna imperativo que sejam incorporadas práticas de análise e estratificação das paradas da linha de produção, com o propósito de aumentar a eficiência operacional da utilização das tecnologias de manufatura. Em particular, o presente trabalho avalia o desempenho operacional de uma paletizadora de garrafas em uma fábrica de bebidas, através da implantação de um indicador de Eficiência Global de Equipamentos (OEE). Esse indicador usado para medir a eficiência global dos equipamentos é um produto da multiplicação dos indicadores Disponibilidade, Desempenho e Qualidade. O indicador OEE determina aos responsáveis pela manutenção em quais das grandes perdas precisam concentrar-se para aumentar o desempenho do equipamento e fazer melhorias direcionadas. Sua meta é estipulada com base no desempenho da área de operações do sistema ao qual a empresa pertence. A empresa estabeleceu uma meta de OEE de 84% (oitenta e quatro por cento), para a área de envasamento de garrafas retornáveis, ou seja, 600 ml. Na implantação do pilar Melhoria Especifica, foi criado um Grupo de Melhorias conhecido pela empresa como CAPDO, que encontrou valores para o indicador OEE abaixo da meta estabelecida. 3.1 Objetivos do Estudo

5 Diminuição do tempo de paradas dapaletizadora de caixas,paradas também conhecida no TPM por (Quebra falha) que são paradas acima de dez minutos. Essa grande parada da paletizadora influenciou no OEE, pois houve uma parada no equipamento de duas horas e vinte minutos. Diminuição de tempos de limpeza devido ao fato de que muitas vezes as caixas caírem quando enroscam no equipamento. Diminuição do risco de acidentes, toda vez que as garrafas enroscavam o operador tinha que ir até o equipamento para desenroscá-las, podendo assim, sofrer acidentes em uma situação de quebra da garrafa e por ser um local de difícil acesso. 3.2 Descrições do Fenômeno Figura 07: Descrição do equipamento Fonte: Elaboração Própria Equipamento: Paletizadora de caixas da linha 13 Componente: Quadro estrutural do cabeçote de caixas nº 01 Parada total do equipamento devido falha na garra de transferência por ter quebrado o quadro número um do sistema pegador de caixas da linha treze, durante o processo normal de produção independente de habilidades, com indícios anteriores de micro fissuras das soldas da estrutura do cabeçote. 3.3 Resultados Obtidos

6 Antes da melhoria o tempo para desenroscar as caixa e ligar a maquina geralmente era de cerca de 6 (seis) minutos (360 segundos). Após a melhoria quando o enrosco acontece, esse processo dura 1(um) minuto (tempo para acionar o sensor de segurança, as garras e retirar a caixa do local). Logo, o tempo de redução da atuação em cada chokotei foi de = 00 segundos,ou seja redução de 100%(por cento) nas paradas. Ampliação do conhecimento das pessoas envolvidas, aumento da credibilidade das pessoas com a ferramenta AQF (Analise Quebra Falha), aumento na garantia da qualidade do produto e na vida útil do equipamento. Replicar essa melhoria para outra linha retornável. CONSIDERAÇÕES FINAIS O TPM está entre os métodos mais eficazes para transformar uma fábrica em uma operação com gerenciamento orientado para o equipamento, coerente com as mudanças da sociedade. A exigência principal para essa transformação é que todos voltem sua atenção a todos componentes da fábrica, reconhecendo a importância e valor do gerenciamento orientado para o equipamento, pois a confiabilidade, segurança e manutenção são fatores decisivos para a qualidade, quantidade e custo. O simples conhecimento das etapas de implantação não é suficiente para a obtenção do sucesso. Alguns fatores são determinantes para que a tentativa da implantação não seja esbarrada em dificuldades já conhecidas. A fase preparatória para o TPM consiste em realizar o treinamento introdutório para todos os níveis da empresa e os setores envolvidos com a implantação. Além dos conceitos básicos, devem ser apresentados os motivos pela implantação. Dependendo da amplitude inicial que for dada ao TPM, vários setores terão uma participação direta nas ações e resultados, principalmente Produção, Manutenção, Engenharias de Projeto e de Processo, Recursos Humanos, Segurança e Medicina do Trabalho, Meio Ambiente, Logística e Finanças. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

7 RIBEIRO, Haroldo. Desmistificando o TPM, Como implantar o TPM em empresas fora do Japão. São Caetano do Sul: PDCA Editora, TPM. Disponível em: <Portaltpm.com.br/pdf-metodologia-tpm/Melhoria%20Especifica>. Acesso em: 10 abr TPM. Disponível em:<http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/5167/ pdf>. Acesso em: 28 abr

TPM Total Productive Maintenance. ENG 90017 Manutenção e Confiabilidade Flávio Fogliatto

TPM Total Productive Maintenance. ENG 90017 Manutenção e Confiabilidade Flávio Fogliatto TPM Total Productive Maintenance ENG 90017 Manutenção e Confiabilidade Flávio Fogliatto Histórico e panorâmica da sistemática Surgida no Japão, é considerada evolução natural da manutenção corretiva (reativa)

Leia mais

TPM Planejamento, organização, administração

TPM Planejamento, organização, administração TPM Planejamento, organização, administração A UU L AL A Durante muito tempo as indústrias funcionaram com o sistema de manutenção corretiva. Com isso, ocorriam desperdícios, retrabalhos, perda de tempo

Leia mais

TPM. Manutenção Produtiva Total ou Total Productive Maintenance

TPM. Manutenção Produtiva Total ou Total Productive Maintenance TPM Manutenção Produtiva Total ou Total Productive Maintenance ORIGEM DA TPM Durante muito tempo as indústrias funcionaram com o sistema de manutenção corretiva. Com isso, ocorriam: Desperdícios; Retrabalhos;

Leia mais

Manutenção Produtiva Total na Indústria de Processos Gráficos

Manutenção Produtiva Total na Indústria de Processos Gráficos Manutenção Produtiva Total na Indústria de Processos Gráficos Rogério Tondato (UFRGS) rtondato@onda.com.br Flávio Sanson Fogliatto (UFRGS) ffogliatto@producao.ufrgs.br Resumo O aprimoramento da qualidade,

Leia mais

TPM -Total Productive Maintenance. (Gestão da Manutenção)

TPM -Total Productive Maintenance. (Gestão da Manutenção) TPM -Total Productive Maintenance (Gestão da Manutenção) 1 MANUTENÇÃO À MODA ANTIGA Nada de prevenção! Só se conserta quando quebrar e parar de funcionar. Use até acabar... Manutenção não tem nada em comum

Leia mais

Total Productive Maintenance (TPM): uma ferramenta eficaz na busca da perda zero

Total Productive Maintenance (TPM): uma ferramenta eficaz na busca da perda zero Total Productive Maintenance (TPM): uma ferramenta eficaz na busca da perda zero A TPM ou Manutenção Produtiva Total tem como principal objetivo a redução dos custos de manutenção dos meios de produção,

Leia mais

Tecnologia da Informação: Otimizando Produtividade e Manutenção Industrial

Tecnologia da Informação: Otimizando Produtividade e Manutenção Industrial Tecnologia da Informação: Otimizando Produtividade e Manutenção Industrial Por Christian Vieira, engenheiro de aplicações para a América Latina da GE Fanuc Intelligent Platforms, unidade da GE Enterprise

Leia mais

Aplicação dos princípios de gestão da manutenção em uma fábrica de colchões

Aplicação dos princípios de gestão da manutenção em uma fábrica de colchões Aplicação dos princípios de gestão da manutenção em uma fábrica de colchões 1 Laureilton José Almeida BORGES; 1 Débora Cristina de Souza RODRIGUES; 1 Warley Alves Coutinho CHAVES; 1 Caroline Passos de

Leia mais

Gestão da Qualidade Políticas. Elementos chaves da Qualidade 19/04/2009

Gestão da Qualidade Políticas. Elementos chaves da Qualidade 19/04/2009 Gestão da Qualidade Políticas Manutenção (corretiva, preventiva, preditiva). Elementos chaves da Qualidade Total satisfação do cliente Priorizar a qualidade Melhoria contínua Participação e comprometimento

Leia mais

Klabin eleva produtividade e eficiência operacional e financeira de fábricas com SAP MII

Klabin eleva produtividade e eficiência operacional e financeira de fábricas com SAP MII Klabin eleva produtividade e eficiência operacional e financeira de fábricas com SAP MII Com 16 fábricas no Brasil e uma na Argentina, a Klabin S.A. é a maior produtora e exportadora de papéis do Brasil.

Leia mais

MANUTENÇÃO PRODUTIVA TOTAL (TPM) COMO FERRAMENTA PARA MELHORIA DA EFICIÊNCIA GLOBAL DE EQUIPAMENTO (OEE)

MANUTENÇÃO PRODUTIVA TOTAL (TPM) COMO FERRAMENTA PARA MELHORIA DA EFICIÊNCIA GLOBAL DE EQUIPAMENTO (OEE) MANUTENÇÃO PRODUTIVA TOTAL (TPM) COMO FERRAMENTA PARA MELHORIA DA EFICIÊNCIA GLOBAL DE EQUIPAMENTO (OEE) Layla Duana dos Santos Silva (UFG ) layladuana@hotmail.com Andre Alves de Resende (UFG ) aaresende@gmail.com

Leia mais

Os atalhos para a implantação da TPM Haroldo Ribeiro

Os atalhos para a implantação da TPM Haroldo Ribeiro Os atalhos para a implantação da TPM Haroldo Ribeiro Embora no Japão e Estados Unidos exista uma adesão vertiginosa por parte das indústrias para a Manutenção Produtiva Total (TPM), no resto do mundo são

Leia mais

MARCELO RONALDO DE OLIVEIRA

MARCELO RONALDO DE OLIVEIRA IMPLANTAÇÃO DO ÍNDICE DE EFICIÊNCIA GLOBAL DOS EQUIPAMENTOS EM UMA CÉLULA DE MANUFATURA DE UMA EMPRESA DE GRANDE PORTE DO SETOR AUTOMOTIVO SEGMENTO DE EMBREAGENS MARCELO RONALDO DE OLIVEIRA ( marcelotlf@yahoo.com.br

Leia mais

AUDITORIA DO PROCESSO DE MANUTENÇÃO PROATIVA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

AUDITORIA DO PROCESSO DE MANUTENÇÃO PROATIVA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ELETROTÉCNICA CURSO DE ENGENHARIA INDUSTRIAL ELÉTRICA ÊNFASE ELETROTÉCNICA NICOLAS MACIEL SOARES WANDERLEY ANTONIO FAUSTINO JUNIOR AUDITORIA

Leia mais

Comercial. Gestão da Qualidade

Comercial. Gestão da Qualidade Gestão da Qualidade Comercial Ferramentas da Qualidade: Ações preventivas são tomadas em problemas potenciais, aqueles que ainda não ocorreram, mas que podem vir a ocorrer no futuro caso não seja tomada

Leia mais

ESTUDO DE CASO EM GERENCIAMENTO DE PRODUÇÃO: EFICIÊNCIA/OEE.

ESTUDO DE CASO EM GERENCIAMENTO DE PRODUÇÃO: EFICIÊNCIA/OEE. artigo gerenciamento de produção ESTUDO DE CASO EM GERENCIAMENTO DE PRODUÇÃO: EFICIÊNCIA/OEE. Luis Phillipe F. Machado (luis.machado@techplus.com.br), Coordenador de Projetos; e Samarone Guimarães Ruas

Leia mais

Excelência na Gestão de Ativos

Excelência na Gestão de Ativos Excelência na Gestão de Ativos 2015 Mudanças em Tempos Difíceis Em tempos difíceis é que as mudanças são necessárias, e a habilidades dos navegantes são testadas. Neste contexto a NT Desenvolvimento Gerencial

Leia mais

Capítulo V. Planejamento e organização da manutenção Por Igor Mateus de Araújo e João Maria Câmara* Manutenção elétrica industrial

Capítulo V. Planejamento e organização da manutenção Por Igor Mateus de Araújo e João Maria Câmara* Manutenção elétrica industrial 46 Capítulo V Planejamento e organização da manutenção Por Igor Mateus de Araújo e João Maria Câmara* A busca incessante do lucro pelas empresas, focada relegando-a a uma posição secundária ou a ser vista

Leia mais

Treinamentos Técnicos de Engenharia de Manutenção. JWB Engenharia

Treinamentos Técnicos de Engenharia de Manutenção. JWB Engenharia Treinamentos de de Manutenção Treinamentos Técnicos de de Manutenção Treinamentos de de Manutenção Treinamentos 1) Indicadores de Desempenho da Manutenção Benchmarking 16 horas 2) 5 S Base para a Manutenção

Leia mais

TPM no Coração do Lean Autor: Art Smalley. Tradução: Odier Araújo.

TPM no Coração do Lean Autor: Art Smalley. Tradução: Odier Araújo. TPM no Coração do Lean Autor: Art Smalley. Tradução: Odier Araújo. A Manutenção Produtiva Total (TPM) tem sido uma ferramenta muito importante para os setores de manufatura intensivos em equipamentos.

Leia mais

Curso de Engenharia de Produção. Manutenção dos Sistemas de Produção

Curso de Engenharia de Produção. Manutenção dos Sistemas de Produção Curso de Engenharia de Produção Manutenção dos Sistemas de Produção Manutenibilidade: É a característica de um equipamento ou instalação permitir um maior ou menor grau de facilidade na execução dos serviços

Leia mais

Treinamentos Técnicos de Engenharia de Manutenção. JWB Engenharia

Treinamentos Técnicos de Engenharia de Manutenção. JWB Engenharia Treinamentos Técnicos de Engenharia de Manutenção Palestrante: Eng. José Wagner Braidotti Junior - Treinamentos 1) Indicadores de Desempenho da Manutenção Benchmarking 16 horas 2) 5 S Base para a Manutenção

Leia mais

Com a globalização da economia, a busca da

Com a globalização da economia, a busca da A U A UL LA Introdução à manutenção Com a globalização da economia, a busca da qualidade total em serviços, produtos e gerenciamento ambiental passou a ser a meta de todas as empresas. O que a manutenção

Leia mais

RESULTADOS OBTIDOS COM A IMPLEMENTAÇÃO DA MANUTENÇÃO PLANEJADA SEGUNDO A METODOLOGIA DO TPM EM UM DEPARTAMENTO DE MANUTENÇÃO

RESULTADOS OBTIDOS COM A IMPLEMENTAÇÃO DA MANUTENÇÃO PLANEJADA SEGUNDO A METODOLOGIA DO TPM EM UM DEPARTAMENTO DE MANUTENÇÃO RESULTADOS OBTIDOS COM A IMPLEMENTAÇÃO DA MANUTENÇÃO PLANEJADA SEGUNDO A METODOLOGIA DO TPM EM UM DEPARTAMENTO DE MANUTENÇÃO Wallace Prudenciato Universidade Estadual Paulista Abstract The implementation

Leia mais

Implantação do sistema de manutenção produtiva total na COCAMAR Indústria de Fios de Seda: Um estudo de caso

Implantação do sistema de manutenção produtiva total na COCAMAR Indústria de Fios de Seda: Um estudo de caso Implantação do sistema de manutenção produtiva total na COCAMAR Indústria de Fios de Seda: Um estudo de caso Gerusa de Oliveira Rosa (COCAMAR) gerusa.rosa@cocamar.com.br Daily Morales (UEM) dmorales@uem.br

Leia mais

Cristian Dekkers Kremer (PPGEP - UTFPR) E-mail: cristian_dk@ig.com.br Prof. Dr. João Luiz Kovaleski (PPGEP - UTFPR) E-mail: kovaleski@utfpr.edu.

Cristian Dekkers Kremer (PPGEP - UTFPR) E-mail: cristian_dk@ig.com.br Prof. Dr. João Luiz Kovaleski (PPGEP - UTFPR) E-mail: kovaleski@utfpr.edu. Determinação do momento ótimo para a realização da manutenção preventiva em equipamentos de uma indústria metalúrgica: um estudo voltado para a redução de custos Cristian Dekkers Kremer (PPGEP - UTFPR)

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS DE CURITIBA CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA ALEXSANDRO FRAGOSO

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS DE CURITIBA CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA ALEXSANDRO FRAGOSO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS DE CURITIBA CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA ALEXSANDRO FRAGOSO ESTRUTURAÇÃO DA AUDITORIA DA FASE 1 DA PIRÂMIDE ESTRUTURAL DA GESTÃO DE ATIVOS TRABALHO DE

Leia mais

A importância da Manutenção de Máquina e Equipamentos

A importância da Manutenção de Máquina e Equipamentos INTRODUÇÃO A importância da manutenção em máquinas e equipamentos A manutenção de máquinas e equipamentos é importante para garantir a confiabilidade e segurança dos equipamentos, melhorar a qualidade

Leia mais

JUST IN TIME: UMA DAS FERRAMENTAS DE OTIMIZAÇÃO DA PRODUÇÃO RESUMO

JUST IN TIME: UMA DAS FERRAMENTAS DE OTIMIZAÇÃO DA PRODUÇÃO RESUMO JUST IN TIME: UMA DAS FERRAMENTAS DE OTIMIZAÇÃO DA PRODUÇÃO RESUMO O presente artigo, mostra de forma clara e objetiva os processos da ferramenta Just in time, bem como sua importância para a área de produção.

Leia mais

REDUZINDO AS QUEBRAS ATRAVÉS DA MANUTENÇÃO PROFISSIONAL

REDUZINDO AS QUEBRAS ATRAVÉS DA MANUTENÇÃO PROFISSIONAL REDUZINDO AS QUEBRAS ATRAVÉS DA MANUTENÇÃO PROFISSIONAL Luiz Rodrigo Carvalho de Souza (1) RESUMO O alto nível de competitividade exige que as empresas alcancem um nível de excelência na gestão de seus

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO INDICADOR DE EFICÁCIA GLOBAL DE EQUIPAMENTOS (OEE) NA GESTÃO DE MELHORIA CONTÍNUA DO SISTEMA DE MANUFATURA - UM ESTUDO DE CASO

UTILIZAÇÃO DO INDICADOR DE EFICÁCIA GLOBAL DE EQUIPAMENTOS (OEE) NA GESTÃO DE MELHORIA CONTÍNUA DO SISTEMA DE MANUFATURA - UM ESTUDO DE CASO ! "#$ " %'&)(*&)+,.- /10.2*&4365879&4/1:.+58;.2*=?5.@A2*3B;.- C)D 5.,.5FE)5.G.+ &4- (IHJ&?,.+ /?=)5.KA:.+5MLN&OHJ5F&4E)2*EOHJ&)(IHJ/)G.- D - ;./);.& UTILIZAÇÃO DO INDICADOR DE EFICÁCIA GLOBAL DE EQUIPAMENTOS

Leia mais

Questionário - Proficiência Clínica

Questionário - Proficiência Clínica Tema: Elaborador: ENGENHARIA DE PROCESSOS NO LABORATÓRIO CLÍNICO Fernando de Almeida Berlitz. Farmacêutico-Bioquímico (UFRGS). MBA Gestão Empresarial e Marketing (ESPM). Lean Six Sigma Master Black Belt.

Leia mais

LEAN-CURSOS E WORKSHOPS Cursos otimizados para as necessidades do Cliente Cursos Padrão Workshops de Capacitação

LEAN-CURSOS E WORKSHOPS Cursos otimizados para as necessidades do Cliente Cursos Padrão Workshops de Capacitação LEAN-CURSOS E WORKSHOPS Cursos otimizados para as necessidades do Cliente Cursos Padrão Workshops de Capacitação Serviços : Cursos e workshops especialmente criados para capacitar a sua organização no

Leia mais

COMO MELHORAR O DESEMPENHO DAS LINHAS DE. Edson Donisete da Silva, Carlos Roberto Sponteado Aquarius Software

COMO MELHORAR O DESEMPENHO DAS LINHAS DE. Edson Donisete da Silva, Carlos Roberto Sponteado Aquarius Software COMO MELHORAR O DESEMPENHO DAS LINHAS DE PRODUÇÃO Edson Donisete da Silva, Carlos Roberto Sponteado Aquarius Software Objetivo Apresentar conceitos e ferramentas atuais para melhorar eficiência da produção

Leia mais

APLICAÇÃO DA FERRAMENTA FMEA NOS PROCESSOS DA MICRO EMPRESA MARMITEX EXPRESS

APLICAÇÃO DA FERRAMENTA FMEA NOS PROCESSOS DA MICRO EMPRESA MARMITEX EXPRESS 1 APLICAÇÃO DA FERRAMENTA FMEA NOS PROCESSOS DA MICRO EMPRESA MARMITEX EXPRESS Bruno Ricardo Duarte 1 João Koji Fujita Ribeiro de José Antonio Bueno 4 Renato Francisco Saldanha Silva 5 RESUMO O presente

Leia mais

MANUTENÇÃO AUTÔNOMA: ESTUDO DE CASO EM EMPRESA DE PORTE MÉDIO DO SETOR DE BEBIDAS

MANUTENÇÃO AUTÔNOMA: ESTUDO DE CASO EM EMPRESA DE PORTE MÉDIO DO SETOR DE BEBIDAS V I I S E M E A D R E L A T O D E E X P E R I Ê N C I A O P E R A Ç Õ E S MANUTENÇÃO AUTÔNOMA: ESTUDO DE CASO EM EMPRESA DE PORTE MÉDIO DO SETOR DE BEBIDAS Ricardo Pitelli de Britto Mestrando em Administração

Leia mais

UNESA Sistemas de Transportes Currículo 108 / 2008 MÓDULO 1 MANUTENÇÃO DE ATIIVOS

UNESA Sistemas de Transportes Currículo 108 / 2008 MÓDULO 1 MANUTENÇÃO DE ATIIVOS 1 INTRODUÇÃO MÓDULO 1 MANUTENÇÃO DE ATIIVOS O homem constrói máquinas, equipamentos, veículos, edificações, com o intuito de melhorar conforto e a segurança da sociedade. Entretanto, sabe-se que nada é

Leia mais

COMPRAS: A Avaliação do Departamento de Compras - como medir a eficácia e eficiência do Departamento

COMPRAS: A Avaliação do Departamento de Compras - como medir a eficácia e eficiência do Departamento COMPRAS: A Avaliação do Departamento de Compras - como medir a eficácia e eficiência do Departamento Aline Schmitt * Claudia Andriotti Flavia Porcher Lilian Lacerda Márcia Souza Professor: Rogério da Silva

Leia mais

DESAFIOS NA GESTÃO DE ATIVOS EM PROJETOS DE MINERAÇÃO DE PEQUENO PORTE: EXEMPLO PRÁTICO

DESAFIOS NA GESTÃO DE ATIVOS EM PROJETOS DE MINERAÇÃO DE PEQUENO PORTE: EXEMPLO PRÁTICO DESAFIOS NA GESTÃO DE ATIVOS EM PROJETOS DE MINERAÇÃO DE PEQUENO PORTE: EXEMPLO PRÁTICO Rodrigo O. Sabino, Richardson V. Agra, Giorgio De Tomi Departamento de Engenharia de Minas e de Petróleo Escola Politécnica

Leia mais

Utilização da Tecnologia OEE Como Ferramenta Para Monitorar Centros de Usinagem no Setor Automotivo

Utilização da Tecnologia OEE Como Ferramenta Para Monitorar Centros de Usinagem no Setor Automotivo Utilização da Tecnologia OEE Como Ferramenta Para Monitorar Centros de Usinagem no Setor Automotivo Alexandre Rodizio Bento (Faculdades Santa Cruz) Calandrine Maximiliano (Faculdades Santa Cruz) Juliano

Leia mais

XI-031 - ESTABELECIMENTO DE INDICADORES EM GESTÃO DE MANUTENÇÃO PARA EMPRESAS DE SANEAMENTO

XI-031 - ESTABELECIMENTO DE INDICADORES EM GESTÃO DE MANUTENÇÃO PARA EMPRESAS DE SANEAMENTO XI-031 - ESTABELECIMENTO DE INDICADORES EM GESTÃO DE MANUTENÇÃO PARA EMPRESAS DE SANEAMENTO Célio Cunha de Almeida Prado (1) Engenheiro Industrial Modalidade Mecânica pela Escola de Engenharia da Universidade

Leia mais

PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO ANEXO

PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO ANEXO PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO ANEXO Plano de Ação Estratégico Estratégias empresariais Anexo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas SEBRAE Unidade de Capacitação Empresarial Estratégias

Leia mais

Gestão Ambiental. Aula 5 Prof. Pablo Bosco

Gestão Ambiental. Aula 5 Prof. Pablo Bosco Gestão Ambiental Aula 5 Prof. Pablo Bosco Proposito da aula ISO 14001 2 ISO 14001 O que é a ISO 14001? A ISO 14001 é uma Norma pertencente a família das ISO 14000 que trata de Sistema de Gestão Ambiental

Leia mais

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: um relato de experiência de dois estagiários de psicologia

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: um relato de experiência de dois estagiários de psicologia PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: um relato de experiência de dois estagiários de psicologia MESQUITA NETO, Rui 1 DIAS, Vanessa Aparecida 2 NUNES, Ruth Vieira 3 RESUMO A organização depende das pessoas para atingir

Leia mais

Em pleno funcionamento

Em pleno funcionamento 56 Por Thaís Olivieri O Setor Elétrico / Fevereiro de 2011 Em pleno funcionamento Manter, restabelecer, conservar ou restaurar um equipamento. A manutenção industrial apresenta-se como uma prática obrigatória

Leia mais

PARTE III Auditoria Conceitos Introdutórios

PARTE III Auditoria Conceitos Introdutórios FATERN Faculdade de Excelência Educacional do RN Coordenação Tecnológica de Redes e Sistemas Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Auditoria em Sistemas de Informação Prof. Fabio Costa

Leia mais

PRINCÍPIO: PERFEIÇÃO SISTEMA DE PRODUÇÃO VOLKSWAGEN

PRINCÍPIO: PERFEIÇÃO SISTEMA DE PRODUÇÃO VOLKSWAGEN PRINCÍPIO: PERFEIÇÃO SISTEMA DE PRODUÇÃO VOLKSWAGEN 1 SISTEMA DE PRODUÇÃO VOLKSWAGEN PRINCÍPIO: PERFEIÇÃO Manutenção Produtiva Total MANTER CONSERVAR PREVENIR REPARAR SUBSTITUIR ADEQUAR MELHORAR PRODUÇÃO

Leia mais

Um modelo para Certificação ISO 9001:2000 em PMEs

Um modelo para Certificação ISO 9001:2000 em PMEs Um modelo para Certificação ISO 9001:2000 em PMEs Raimundo S.N. Azevedo Arnaldo D. Belchior Universidade de Fortaleza, Mestrado em Informática Aplicada, Fortaleza-Ceará, Brasil, 60811-341 sales.mia@unifor.br,

Leia mais

GESTÃO DA MANUTENÇÃO GESTÃO DA MANUTENÇÃO

GESTÃO DA MANUTENÇÃO GESTÃO DA MANUTENÇÃO GESTÃO DA MANUTENÇÃO 1 GESTÃO DA MANUTENÇÃO 1. INTRODUÇÃO; 2. METODOLOGIA 5 S ; 3. TEORIA DA MANUTENÇÃO; 4. ENGENHARIA DE CONFIABILIDADE; 5. TPM TOTAL PRODUCTIVE MAINTENANCE; 6. MANUTENÇÃO AUTONOMA; 7.

Leia mais

MBA em Engenharia e Gestão de Manufatura e Manutenção. Práticas e Procedimentos Básicos de Manutenção Prof. Sérgio Augusto Lucke

MBA em Engenharia e Gestão de Manufatura e Manutenção. Práticas e Procedimentos Básicos de Manutenção Prof. Sérgio Augusto Lucke MBA em Engenharia e Gestão de Manufatura e Manutenção Práticas e Procedimentos Básicos de Manutenção 1 Práticas e Procedimentos Básicos de Manutenção Ementa 1. Manutenção Corretiva: características básicas,

Leia mais

EMAC ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO LTDA MANUTENÇÃO: DESENVOLVIMENTO PARA GERAÇÃO DE RESULTADOS CONCRETOS

EMAC ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO LTDA MANUTENÇÃO: DESENVOLVIMENTO PARA GERAÇÃO DE RESULTADOS CONCRETOS EMAC ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO LTDA www.emac.com.br MANUTENÇÃO: DESENVOLVIMENTO PARA GERAÇÃO DE RESULTADOS CONCRETOS EMAC ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO LTDA ENG o ALAN CARVALHO POUSA ENG o MARCELO SILVA MONTEIRO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ INSTITUTO DE ENGENHARIA MECÂNICA DEPARTAMENTO DE PRODUÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ INSTITUTO DE ENGENHARIA MECÂNICA DEPARTAMENTO DE PRODUÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ INSTITUTO DE ENGENHARIA MECÂNICA DEPARTAMENTO DE PRODUÇÃO IMPLEMENTAÇÃO DA FILOSOFIA TPM (TOTAL PRODUCTIVE MAINTENANCE) UM ESTUDO DE CASO Marco Antônio Scarela de Freitas

Leia mais

CONFIRA UMA BREVE DESCRIÇÃO DAS VANTAGENS COMPETITIVAS OBTIDAS A PARTIR DE CADA META COMPETITIVA VANTAGEM DA QUALIDADE

CONFIRA UMA BREVE DESCRIÇÃO DAS VANTAGENS COMPETITIVAS OBTIDAS A PARTIR DE CADA META COMPETITIVA VANTAGEM DA QUALIDADE CHÃO DE FÁBRICA A PRODUÇÃO COMPETITIVA CONFIRA UMA BREVE DESCRIÇÃO DAS VANTAGENS COMPETITIVAS OBTIDAS A PARTIR DE CADA META COMPETITIVA VANTAGEM DA QUALIDADE Foco principal das empresas que competem com

Leia mais

Luís Antonio Gonzaga Junior 1, Flávio Edmundo Novaes Hegenberg 1 e Miguelangelo Geimba Lima 1

Luís Antonio Gonzaga Junior 1, Flávio Edmundo Novaes Hegenberg 1 e Miguelangelo Geimba Lima 1 245 MELHORIA CONTÍNUA E FERRAMENTAS DA QUALIDADE Luís Antonio Gonzaga Junior 1, Flávio Edmundo Novaes Hegenberg 1 e Miguelangelo Geimba Lima 1 RESUMO: A empresa objeto desse estudo se define como fábrica

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE PARA AUMENTO DA PRODUTIVIDADE EM EMPRESA DO SEGMENTO METAL MECÂNICA.

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE PARA AUMENTO DA PRODUTIVIDADE EM EMPRESA DO SEGMENTO METAL MECÂNICA. SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE PARA AUMENTO DA PRODUTIVIDADE EM EMPRESA DO SEGMENTO METAL MECÂNICA. Elton Dias Paz Aluno de administração das Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS. Elton.paz@fibria.com.br

Leia mais

AVALIAÇÃO DA ESTABILIDADE DO FLUXO DE VALOR PARA CONSTRUÇÃO CIVIL SOB A PERSPECTIVA DA MENTALIDADE ENXUTA

AVALIAÇÃO DA ESTABILIDADE DO FLUXO DE VALOR PARA CONSTRUÇÃO CIVIL SOB A PERSPECTIVA DA MENTALIDADE ENXUTA AVALIAÇÃO DA ESTABILIDADE DO FLUXO DE VALOR PARA CONSTRUÇÃO CIVIL SOB A PERSPECTIVA DA MENTALIDADE ENXUTA Heloiza Piassa Benetti (1) Tarcisio Abreu Saurin (2) (1) Programa de Pós-Graduação em Engenharia

Leia mais

APLICAÇÃO DO FMEA DE PROCESSO EM MANUFATURA DE LUMINÁRIAS

APLICAÇÃO DO FMEA DE PROCESSO EM MANUFATURA DE LUMINÁRIAS APLICAÇÃO DO FMEA DE PROCESSO EM MANUFATURA DE LUMINÁRIAS Fábio Ferraz PRODOCIO 1 Marivaldo Ferreira DA SILVA 1 Romulo André Della VECCHIA 1 Wellington Johnny DOMINGOS 1 Jorge Antonio Vaz GUERRA 2 RESUMO

Leia mais

EVOLUÇÃO DA MANUTENÇÃO PLANEJADA NA COSIPA (1)

EVOLUÇÃO DA MANUTENÇÃO PLANEJADA NA COSIPA (1) EVOLUÇÃO DA MANUTENÇÃO PLANEJADA NA COSIPA (1) Wilson Roberto Nassar (2) Siméia Mendes do Amparo Dias (3) RESUMO A eliminação das lacunas na gestão da manutenção, com base na metodologia TPM, possibilita

Leia mais

MI02 - Manufatura Inteligente, trazendo resultados para o cliente

MI02 - Manufatura Inteligente, trazendo resultados para o cliente MI02 - Manufatura Inteligente, trazendo resultados para o cliente Core Business Soluções para controle e gestão de processos. Mercados Alvo Alimentos; Nutrição animal; Polímeros; Química Auto peças. Unidade

Leia mais

MANUTENÇÃO PREDITIVA : CONFIABILIDADE E QUALIDADE.

MANUTENÇÃO PREDITIVA : CONFIABILIDADE E QUALIDADE. 1 MANUTENÇÃO PREDITIVA : CONFIABILIDADE E QUALIDADE. INTRODUÇÃO : Nos últimos anos, têm-se discutido amplamente a gerência de manutenção preditiva. Tem-se definido uma variedade de técnicas que variam

Leia mais

GRUPO XII GRUPO DE ESTUDO DE E ASPECTOS TÉCNICOS E GERENCIAIS DE MANUTENÇÃO EM INSTALAÇÕES ELÉTRICAS - GMI

GRUPO XII GRUPO DE ESTUDO DE E ASPECTOS TÉCNICOS E GERENCIAIS DE MANUTENÇÃO EM INSTALAÇÕES ELÉTRICAS - GMI SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GMI 06 16 a 21 Outubro de 2005 Curitiba - Paraná GRUPO XII GRUPO DE ESTUDO DE E ASPECTOS TÉCNICOS E GERENCIAIS DE EM INSTALAÇÕES

Leia mais

SUSTENTABILIDADE ATRAVÉS DA TPM (TOTAL PRODUTIVE MAINTENANE) E SEUS PILARES

SUSTENTABILIDADE ATRAVÉS DA TPM (TOTAL PRODUTIVE MAINTENANE) E SEUS PILARES SUSTENTABILIDADE ATRAVÉS DA TPM (TOTAL PRODUTIVE MAINTENANE) E SEUS PILARES Bruno Lima da Fonseca Pião (UNA) brunopiao@gmail.com Humberto Mateus Santos (UNA) humbertomateusbq@hotmail.com Leonardo Moraes

Leia mais

Sistemas de controle e gerenciamento de produção para o aumento da eficiência e produtividade nas indústrias

Sistemas de controle e gerenciamento de produção para o aumento da eficiência e produtividade nas indústrias Sistemas de controle e gerenciamento de produção para o aumento da eficiência e produtividade nas indústrias Roberto Campos MAXMES Agenda Introdução Definição de Métricas M de Operações e KPIs Sistemas

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS PAULO RODRIGO ALVES

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS PAULO RODRIGO ALVES UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS PAULO RODRIGO ALVES PROPOSTA DE IMPLEMENTAÇÃO DE UM PLANO DE MANUTENÇÃO AUTÔNOMA

Leia mais

Certificação ISO 9001:2000 a Experiência da SoftExport

Certificação ISO 9001:2000 a Experiência da SoftExport Certificação ISO 9001:2000 a Experiência da SoftExport Raimundo Sales Neto e Azevedo 1, 2, Ana Cristina M.Matos 2, Marum Simão Filho 1, Flávio Lenz César 1, Arnaldo Dias Belchior 2 sales.mia@unifor.br,

Leia mais

EVOLUÇÃO DA MANUTENÇÃO

EVOLUÇÃO DA MANUTENÇÃO EVOLUÇÃO DA MANUTENÇÃO 1.1. INTRODUÇÃO Nos últimos 20 anos a atividade de manutenção tem passado por mais mudanças do que qualquer outra. Estas alterações são conseqüências de: a) aumento, bastante rápido,

Leia mais

Curso de Engenharia de Produção. Manutenção dos Sistemas de Produção

Curso de Engenharia de Produção. Manutenção dos Sistemas de Produção Curso de Engenharia de Produção Manutenção dos Sistemas de Produção Introdução: As Atividades de Manutenção devem ser pensadas estrategicamente de maneira a contribui para resultado da empresa rumo a Excelência

Leia mais

MANUTENÇÃO COMO MEIO DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL NAS EMPRESAS

MANUTENÇÃO COMO MEIO DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL NAS EMPRESAS MANUTENÇÃO COMO MEIO DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL NAS EMPRESAS Carlos Alberto Consoli Luis Fernando dos Santos Elton Cardoso Gilson Aparecido Eugenio Junior Cardoso RESUMO O maior desafio das empresas, seja

Leia mais

Análise de falhas: uma visão holística da melhoria contínua através da manutenção produtiva total (TPM) em um estudo de caso

Análise de falhas: uma visão holística da melhoria contínua através da manutenção produtiva total (TPM) em um estudo de caso Análise de falhas: uma visão holística da melhoria contínua através da manutenção produtiva total (TPM) em um estudo de caso Frank de Lima Bazi (UTFPR) fbazi@hotmail.com Flavio Trojan (UTFPR) trojan@utfpr.edu.br

Leia mais

% APLICAÇÃO HH POR TIPO DE MANUTENÇÃO BRASIL (fonte: Abraman- Documento Nacional) ANO

% APLICAÇÃO HH POR TIPO DE MANUTENÇÃO BRASIL (fonte: Abraman- Documento Nacional) ANO More 1 INTRODUÇÃO Em artigo disponibilizado pela IMPO em 2007, intitulado Demand for World- Class Maintenance Will Increase as U.S. Automakers Pursue Japanese Standards, há um trecho que afirma:...o relatório

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE PLANOS DE MANUTENÇÃO EM UMA EMPRESA ALIMENTÍCIA

IMPLANTAÇÃO DE PLANOS DE MANUTENÇÃO EM UMA EMPRESA ALIMENTÍCIA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO Curso de Engenharia de Produção CÁSSIO HENRIQUE BIANCHINI DONATO IMPLANTAÇÃO DE PLANOS DE MANUTENÇÃO EM UMA EMPRESA ALIMENTÍCIA Campinas 2014 CÁSSIO HENRIQUE BIANCHINI DONATO

Leia mais

PLANEJAMENTO E CONTROLE

PLANEJAMENTO E CONTROLE PLANEJAMENTO E CONTROLE COMPETÊNCIAS Conhecer os conceitos de manutenção corretiva, preventiva e preditiva; Elaborar planejamento, programação e controle de manutenção; Empregar o tipo de manutenção adequada,

Leia mais

A Manutenção Produtiva Total (TPM) como ferramenta para aumento de disponibilidade de máquina: estudo de caso em uma indústria do ramo Siderúrgico.

A Manutenção Produtiva Total (TPM) como ferramenta para aumento de disponibilidade de máquina: estudo de caso em uma indústria do ramo Siderúrgico. A Manutenção Produtiva Total (TPM) como ferramenta para aumento de disponibilidade de máquina: estudo de caso em uma indústria do ramo Siderúrgico. Marjorie Belinelli Mestranda UTFPR belinelli2004@yahoo.com.br

Leia mais

OVERALL EQUIPMENT EFFECTIVENESS- APLICAÇÃO EM UMA EMPRESA DO SETOR DE BEBIDAS DO PÓLO INDUSTRIAL DE MANAUS

OVERALL EQUIPMENT EFFECTIVENESS- APLICAÇÃO EM UMA EMPRESA DO SETOR DE BEBIDAS DO PÓLO INDUSTRIAL DE MANAUS OVERALL EQUIPMENT EFFECTIVENESS- APLICAÇÃO EM UMA EMPRESA DO SETOR DE BEBIDAS DO PÓLO INDUSTRIAL DE MANAUS Cristiane de Fatima Cavalcante Raposo (UEA/UFRJ) tiane_ep@yahoo.com A intensificação da competitividade

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA CALIBRAÇÃO NO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

A IMPORTÂNCIA DA CALIBRAÇÃO NO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE A IMPORTÂNCIA DA CALIBRAÇÃO NO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE RESUMO Bruna Cássia Mendes de AZEVEDO¹ Kelly Ariane Dutra do PRADO¹ Osmar de Campos FONSECA¹ Patrícia dos Santos ALVES¹ Renato F. Saldanha

Leia mais

Os Oito Pilares da TPM

Os Oito Pilares da TPM UNESP - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho FEB - Faculdade de Engenharia de Bauru Manutenção e Lubrificação de Equipamentos Os Oito Pilares da TPM Lívia Freitas de Paula 711748 Marcela

Leia mais

Apresentação da Empresa

Apresentação da Empresa STRAIGHT MANUFACTURE Consultoria Logística e Industrial Apresentação da Empresa 1 Apresentação pessoal Bruno S. Ferreira Sócio-diretor da Responsável pelas áreas de: Logística Produtividade industrial

Leia mais

APLICAÇÃO DO INDICADOR OEE COMO FERRAMENTA PARA AUMENTO DA EFICIÊNCIA EM UMA CALDEIRA

APLICAÇÃO DO INDICADOR OEE COMO FERRAMENTA PARA AUMENTO DA EFICIÊNCIA EM UMA CALDEIRA APLICAÇÃO DO INDICADOR OEE COMO FERRAMENTA PARA AUMENTO DA EFICIÊNCIA EM UMA CALDEIRA Joao Matheus Coimbra Stortte (UNIVEM ) jm-stortte@bol.com.br Fabio marciano zafra (UNIVEM ) zafra@dori.com.br Danilo

Leia mais

Histórico. 1ª Logomarca 2ª Logomarca 3ª Logomarca (atual)

Histórico. 1ª Logomarca 2ª Logomarca 3ª Logomarca (atual) APRESENTAÇÃO DA Histórico A QUALISOLUÇÕES, na realidade, teve início em 1984, no Brasil Central (Minaçu/GO), quando foi criada, pela Ped. Sandra Virginia Tolesano Pascoli, uma microempresa com o nome de

Leia mais

SG FOOD (SISTEMA GERÊNCIAL DE LANCHONETES EM GERAL) JUNIOR, M. P.A.; MODESTO, L.R. Resumo

SG FOOD (SISTEMA GERÊNCIAL DE LANCHONETES EM GERAL) JUNIOR, M. P.A.; MODESTO, L.R. Resumo SG FOOD (SISTEMA GERÊNCIAL DE LANCHONETES EM GERAL) JUNIOR, M. P.A.; MODESTO, L.R. Resumo A Tecnologia da Informação (TI) faz parte do cotidiano da sociedade moderna, mesmo as pessoas que não têm acesso

Leia mais

1. Introdução. 1.1 Apresentação

1. Introdução. 1.1 Apresentação 1. Introdução 1.1 Apresentação Empresas que têm o objetivo de melhorar sua posição competitiva diante do mercado e, por consequência tornar-se cada vez mais rentável, necessitam ter uma preocupação contínua

Leia mais

QUALIDADE: NÃO MAIS UM DIFERENCIAL, E SIM UMA SOBREVIVÊNCIA PARA AS INSTITUIÇÕES

QUALIDADE: NÃO MAIS UM DIFERENCIAL, E SIM UMA SOBREVIVÊNCIA PARA AS INSTITUIÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CENTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MBA EM GESTÃO DA QUALIDADE ELISANGELA ELIAS FERNANDES QUALIDADE: NÃO MAIS UM DIFERENCIAL, E SIM UMA SOBREVIVÊNCIA PARA

Leia mais

Introdução à Lubrificação Industrial

Introdução à Lubrificação Industrial Introdução à Lubrificação Industrial Prof. Matheus Fontanelle Pereira Curso Técnico em Eletromecânica Departamento de Processos Industriais Campus Lages Objetivos da Unidade Curricular Conhecer os 5 Ws

Leia mais

PLANEJAMENTO E CONTROLE DA MANUTENÇÃO (PCM) Parte 1

PLANEJAMENTO E CONTROLE DA MANUTENÇÃO (PCM) Parte 1 1 INTRODUÇÃO PLANEJAMENTO E CONTROLE DA MANUTENÇÃO (PCM) Parte 1 Luiz Carlos Dorigo Até a Segunda Guerra Mundial as atividades de Manutenção Industrial eram fundamentalmente atividades de Manutenção Corretiva.

Leia mais

Industry Services. Serviços de alta performance e confiabilidade em todo o ciclo de vida da planta. www.siemens.com.br/industryservices

Industry Services. Serviços de alta performance e confiabilidade em todo o ciclo de vida da planta. www.siemens.com.br/industryservices Industry Services Serviços de alta performance e confiabilidade em todo o ciclo de vida da planta www.siemens.com.br/industryservices Answers for industry Siemens Industry Services 11 3833 4040 suporte

Leia mais

AVALIAÇÃO DO MARKETING DE RELACIONAMENTO ATRAVÉS DO ATENDIMENTO DE VENDAS: um estudo de caso na Indústria de Bebidas Refrigerantes Minas Gerais.

AVALIAÇÃO DO MARKETING DE RELACIONAMENTO ATRAVÉS DO ATENDIMENTO DE VENDAS: um estudo de caso na Indústria de Bebidas Refrigerantes Minas Gerais. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS INSTITUTO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS E GERENCIAIS - ICEG PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO AVALIAÇÃO DO MARKETING

Leia mais

Curso e-learning Manutenção Produtiva Total (TPM)

Curso e-learning Manutenção Produtiva Total (TPM) Curso e-learning Manutenção Produtiva Total (TPM) Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa do autor. Objetivos

Leia mais

ESTUDO PARA OTIMIZAÇÃO DOS PROCESSOS EM UMA FÁBRICA DE TUBOS DE CONCRETO.

ESTUDO PARA OTIMIZAÇÃO DOS PROCESSOS EM UMA FÁBRICA DE TUBOS DE CONCRETO. ESTUDO PARA OTIMIZAÇÃO DOS PROCESSOS EM UMA FÁBRICA DE TUBOS DE CONCRETO. Marcelo Sodre Rigoto (- ) marcelorigoto@hotmail.com Erica Regina Takano Natti (PUCPR ) erica.natti@pucpr.br O aumento da concorrência

Leia mais

O REFLEXO DA QUALIDADE PARA A PRODUTIVIDADE

O REFLEXO DA QUALIDADE PARA A PRODUTIVIDADE O REFLEXO DA QUALIDADE PARA A PRODUTIVIDADE Fernanda Aparecida de SOUZA 1 RGM: 079195 Juliana Regina de ALMEIDA 1 RGM: 079247 Mary Ellen dos Santos MOREIRA 1 RGM: 079248 Renato Francisco Saldanha SILVA

Leia mais

Aplicação da teoria das restrições um estudo de caso

Aplicação da teoria das restrições um estudo de caso Aplicação da teoria das restrições um estudo de caso Marco Antonio dos Reis (ABB Ltda) marco.reis@br.abb.com Resumo Este trabalho apresenta uma aplicação prática da teoria das restrições no setor industrial

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE UM PROGRAMA DE MANUTENÇÃO PRODUTIVA TOTAL EM UMA INDÚSTRIA CALÇADISTA EM FRANCA

IMPLANTAÇÃO DE UM PROGRAMA DE MANUTENÇÃO PRODUTIVA TOTAL EM UMA INDÚSTRIA CALÇADISTA EM FRANCA IMPLANTAÇÃO DE UM PROGRAMA DE MANUTENÇÃO PRODUTIVA TOTAL EM UMA INDÚSTRIA CALÇADISTA EM FRANCA Patrícia Saltorato Caio Tellini Cintra Universidade de Franca e-mail: patrisal@unifran.br Av. Dr. Armando

Leia mais

Gestão da Qualidade. Gestão da. Qualidade

Gestão da Qualidade. Gestão da. Qualidade Gestão da Qualidade Gestão da Qualidade 1621131 - Produzido em Abril/2011 Gestão da Qualidade A Gestão da Qualidade é um modelo de mudança cultural e comportamental, através de uma liderança persistente

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE: COMO CONSEGUIR A SATISFAÇÃO DO CLIENTE PELA IMPLANTAÇÃO DO SGQ

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE: COMO CONSEGUIR A SATISFAÇÃO DO CLIENTE PELA IMPLANTAÇÃO DO SGQ SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE: COMO CONSEGUIR A SATISFAÇÃO DO CLIENTE PELA IMPLANTAÇÃO DO SGQ Cristiane Molemberg 1 -RGM087607 Taimara Nunes Santos 1 -RGM 089356 Valéria Rosa da Silva 1 -RGM027703 André

Leia mais

5 ADMINISTRAÇÃO DA QUALIDADE

5 ADMINISTRAÇÃO DA QUALIDADE 5 ADMINISTRAÇÃO DA QUALIDADE 5.1 INTRODUÇÃO Todas as pessoas convivem sob a sombra da palavra qualidade. Não é para menos, a qualidade tornou-se alicerce fundamental para as organizações, onde ganhou destaque

Leia mais

Prof. Marcelo Mello. Unidade III DISTRIBUIÇÃO E

Prof. Marcelo Mello. Unidade III DISTRIBUIÇÃO E Prof. Marcelo Mello Unidade III DISTRIBUIÇÃO E TRADE MARKETING Canais de distribuição Canal vertical: Antigamente, os canais de distribuição eram estruturas mercadológicas verticais, em que a responsabilidade

Leia mais

A Cadeia de Ajuda para Manter a Estabilidade Produtiva

A Cadeia de Ajuda para Manter a Estabilidade Produtiva A Cadeia de Ajuda para Manter a Estabilidade Produtiva Sergio Kamada* Este artigo tem como objetivo descrever a importância da Cadeia de Ajuda no processo de estabilização produtiva e apresentar métodos

Leia mais

SAP Excelência Operacional & Inovação. Daniel Bio Setembro 2013

SAP Excelência Operacional & Inovação. Daniel Bio Setembro 2013 SAP Excelência Operacional & Inovação Daniel Bio Setembro 2013 Portfolio de informações atualmente Fragmentado, antigo e não orientado ao usuário Serviço ao Consumidor Gerente de Vendas Finanças e Operações

Leia mais

Tecnonews Maio-2012. 3. Reciclagem para clientes e Palestras abertas gratuitas: Confiram a agenda!

Tecnonews Maio-2012. 3. Reciclagem para clientes e Palestras abertas gratuitas: Confiram a agenda! Tecnonews Maio-2012 1. Artigo: UEP, OEE, OEE+ e OEE++ : Rastreie, mensure, reduza custos e melhore a produtividade e os resultados de sua empresa rápida e eficazmente. Produtividade e otimização da capacidade

Leia mais

Gerenciamento de Projeto

Gerenciamento de Projeto UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS, LETRAS E CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DE COMPUTAÇÃO E ESTATÍSTICA Gerenciamento de Projeto Engenharia de Software 2o. Semestre/ 2005

Leia mais