Objetos Distribuídos. Nazareno Andrade

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Objetos Distribuídos. Nazareno Andrade"

Transcrição

1 Objetos Distribuídos Nazareno Andrade

2 O Problema Orientação a objetos é um paradigma poderoso Modularidade, extensibilidade, manutenibilidade Porque distribuir os objetos: Localidade dos objetos Tolerância a falhas Performance Como estender o modelo OO para sistemas distribuídos? Referências, invocações de métodos, erros,...

3 O Modelo A remote invocation B local C invocation local E invocation local invocation D remote invocation F Um Objeto Remoto é aquele que pode receber uma invocação remota (RMI) Referências remotas Interfaces remotas

4 Referências e Interfaces Remotas Referências remotas Identificador único para um objeto no sistema distribuído Transparência de localidade para o cliente C m1 Interface remota Interfaces remotas Definem os métodos de um objeto que podem receber invocações remotas Linguagem de definição de interface (IDL) m2 A m1 m2 m3 L

5 Semântica de Invocações remotas Invocações locais são executadas exatamente uma vez Isso não é possível em Objetos Distribuídos Falhas Outras semânticas: talvez, pelo menos uma vez, no máximo uma vez

6 Mais sobre semânticas Mecanismo de tolerância a falhas Retransmissão de request Filtro de duplicatas Re-execução do método ou retransmissão do reply Semântica Não Sim Não Re-execução do método Sim Sim Retransmissão do reply

7 Mais sobre semânticas Mecanismo de tolerância a falhas Retransmissão de request Filtro de duplicatas Re-execução do método ou retransmissão do reply Semântica Não Talvez Sim Não Re-execução do método No mínimo uma vez Sim Sim Retransmissão do reply No máximo uma vez

8 RMI e transparência 100% de transparência é impossível Falhas de comunicação RMIs possuem exceções intrínsecas Transparência pode não ser desejada Explorar diferentes semânticas Cancelamento de requisições

9 Um exemplo: Quadro negro distribuído Clientes compartilham um quadro negro Todos podem adicionar e modificar figuras Todos se mantém atualizados via polling createshape, getallshapes Cliente DrBd getstate, setstate shape shape DrawingBoard, Shape e GraphicalObject

10 Tecnologias Java RMI Java apenas Integração com a linguagem.net remoting Solução proprietária da Microsoft Integrada com a linguagem CORBA Independente de linguagem Diferentes implementações

11 Exemplo: Java RMI import java.rmi.*; public interface DrawingBoard extends Remote { Shape createshape(graphicalobject g) throws RemoteException; List getallshapes() throws RemoteException; public interface Shape extends Remote { GraphicalObject getstate() throws RemoteException; void setstate(graphicalobject g) throws RemoteException public class DrawingBoardServer extends UnicastRemoteObject implements DrawingBoard {...

12 Exemplo: CORBA interface DrawingBoard { Shape createshape(in GraphicalObject g); All getallshapes(); Typedef sequence<shape, 100> All; interface Shape { GraphicalObject getstate(); void setstate(in GraphicalObject g) struct GraphicalObject {...

13 Serialização x Referência Remota Objetos não-remotos são passados por cópia Objetos remotos têm uma referência remota passada getallshapes Cliente Ref remota para shape GraphicalObject DrBd setstate shape referência remota cópia serializada

14 Até agora... Porque Objetos Distribuídos Conceitos Básicos Tecnologia Exemplo Arquitetura de um sistema de Objetos Distribuídos Limitações e alternativas Conclusões

15 Arquitetura de um Sistema de Objetos Distribuídos cliente servidor C Proxy p/ B B Request Reply Skeleton e Dispatcher da classe de B S Módulo de Ref. remota Módulo de comunicação Módulo de comunicação Módulo de Ref. remota Implementa interface remota Torna o RMI transparente Serializa requests e desserializa replys Cria referências remotas e locais envolvidas no RMI Implementa o protocolo de reply response Dispatcher: Recebe msgs do módulo de comunicação e invoca o skeleton apropriado Skeleton: Implementa métodos da interface remota Desserializa requests e serializa replys

16 Binder Binder Objetos precisam descobrir referências remotas O binder mapeia nomes para referências remotas bind(), rebind(), unbind() O binder precisa rodar em um nome bem conhecido C Nome Nome DrawingBd Object2 Object2 lookup Proxy Ref reftoobj2 reftodrbd redtoobj2 bind DrBd CORBA Naming Service e RMIregistry

17 Um exemplo funcional, cliente public class Client { public void main(string args[]){ DrawingBoard db = null; try{ // o servidor se registrou com WELLKNOWN_NAME db = (DrawingBoard) Naming.lookup(WELLKNOWN_NAME); catch(exception e){ // Esta exceção pode ser Remote, Malformed ou // NotBoundException System.err.println( Could not lookup server. Reason: + e.getmessage()); System.exit(1); //continua

18 Exemplo funcional, cliente // ainda dentro do main() try{ List allshapes = db.getallshapes(); Iterator it = allshapes.iterator(); while(it.hasnext()){ Shape s = (Shape) it.next(); display(s.getstate()); catch(remoteexception e){ System.err.println( comm. error: + e.getmessage()); // main // class

19 public class DrawingBoardServer { public static void main(string args[]){ System.setSecurityManager(new RMISecurityManager()); try{ DrawingBoard db = new DrawingBoard(); Naming.rebind( Drawing Board XPTO", db); System.out.println( DB server ready"); catch(exception e) {...

20 public class DrawingBoardImpl extends UnicastRemoteObject implements DrawingBoard{ private List<Shape> thelist; public Shape newshape(graphicalobject g) throws RemoteException{ version++; Shape s = new ShapeImpl(g); thelist.addelement(s); return s; public Vector getallshapes()throws RemoteException{ return thelist;

21 public class GraphicalObject implements Serializable{

22 Mais questões práticas E se queremos adicionar novas classes que implementam Shape no sistema? Como os objetos não-remotos são passados? E se queremos adicionar novas classes que extendem GraphicalObject? De onde os clientes obterão o código? E se o código não for em apenas uma linguagem?

23 Outras questões Garbage collection distribuído Coordenação entre cliente e servidor, detecção de falhas Uma alternativa são leases Threads no servidor Multithreading precisa ser tratado pelo programador Activation service Redução do custo de manter serviços rodando

24 Limitações de Objetos Distribuídos Invocações de métodos são síncronas Escalabilidade Conexão intermitente Componentes são fortemente acoplados Extensibilidade Alternativas: RMI assíncrono (conexão intermitente) Sistemas baseados em eventos (escalabilidade, extensibilidade) Arquiteturas orientadas a serviços (todos os pontos)

25 RMI assíncrono A partir de CORBA 2.3 Implementado no lado cliente Callback Cliente informa objeto que receberá resposta Polling Cliente recebe um handle para requisitar resposta mais tarde

26 RMI vs. Mensagens RMI é uma boa idéia para um cliente-servidor simples? E em um sistema de transferência de arquivos? E em um sistema onde posso ter milhões de clientes? E quando quero desempenho? E quando quero desenvolver rápido?

27 Sumário Objetos distribuídos oferecem abstrações poderosas para o programador Transparência total é impossível Falhas O programador pode ou deve lidar com outros serviços Ex.: descoberta e ativação Limitações do paradigma e alternativas

28 Para mais Sobre objetos distribuídos Distributed Systems Concepts and Design, Coulouris, Dollimore e Kindberg Estudos de caso com Java RMI e Corba Mais sobre Sistemas baseados em eventos Objetos Distribuídos x Serviços Web Services are not Distributed Objects, Vogel, IEEE Computing ou no blog dele.net Remoting.Net Remoting, Strawmyer (http://www.developer.com/net/cplus/article.php/ )

29 Exemplo.Net Remoting: 1 using System; using System.Runtime.Remoting; using System.Runtime.Remoting.Channels; using System.Runtime.Remoting.Channels.Tcp; namespace CodeGuru.Remoting { public class SampleObject : MarshalByRefObject{ public SampleObject() { public string HelloWorld() { return "Hello World!";

30 Exemplo.Net Remoting: 2 public class SampleServer { public static int Main(string [] args) { TcpChannel channel = new TcpChannel(8080); ChannelServices.RegisterChannel(channel); RemotingConfiguration.RegisterWellKnownSer vicetype( typeof(sampleobject), "HelloWorld", WellKnownObjectMode.SingleCall ); System.Console.WriteLine("Press the enter key to exit..."); System.Console.ReadLine(); return 0;

Invocação Remota MC704

Invocação Remota MC704 Invocação Remota MC704 Aplicações distribuídas Aplicação distribuída: conjunto de processos que cooperam entre si para prover um serviço ou realizar uma computação normalmente processos precisam invocar

Leia mais

UNIVERSIDADE. Sistemas Distribuídos

UNIVERSIDADE. Sistemas Distribuídos UNIVERSIDADE Sistemas Distribuídos Ciência da Computação Prof. Jesus José de Oliveira neto Aula 17-18: Middleware: Implementação de RMI (cont.), RPC, Modelo de Eventos, Exemplo com Java RMI Chamadas dinâmicas

Leia mais

Invocação de Métodos em Objectos Remotos

Invocação de Métodos em Objectos Remotos Invocação de Métodos em Objectos Remotos Invocações de métodos remotas e locais A remote invocation B local C invocation local E invocation local invocation D remote invocation F Page 1 1 Invocação de

Leia mais

Invocação de Métodos Remotos

Invocação de Métodos Remotos Invocação de Métodos Remotos Java RMI (Remote Method Invocation) Tópicos Tecnologia RMI Introdução Modelo de camadas do RMI Arquitetura Fluxo de operação do RMI Passos para implementação Estudo de caso

Leia mais

OBJETOS DISTRIBUÍDOS E INVOCAÇÃO REMOTA

OBJETOS DISTRIBUÍDOS E INVOCAÇÃO REMOTA OBJETOS DISTRIBUÍDOS E INVOCAÇÃO REMOTA SUMÁRIO Introdução Comunicação entre objetos distribuídos Eventos e Notificações 1.INTRODUÇÃO Middleware oferece: Transparência de localização Independência de protocolos

Leia mais

COMUNICAÇÃO INTER-PROCESSOS JAVA RMI e RPC. Prof. Cesar Augusto Tacla http://www.dainf.ct.utfpr.edu.br/~tacla

COMUNICAÇÃO INTER-PROCESSOS JAVA RMI e RPC. Prof. Cesar Augusto Tacla http://www.dainf.ct.utfpr.edu.br/~tacla PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ COMUNICAÇÃO INTER-PROCESSOS JAVA RMI e RPC Prof. Cesar Augusto Tacla http://www.dainf.ct.utfpr.edu.br/~tacla 1 1. Conceitos Básicos a. Invocação remota (RPC/RMI)

Leia mais

Invocação de Métodos Remotos RMI (Remote Method Invocation)

Invocação de Métodos Remotos RMI (Remote Method Invocation) Invocação de Métodos Remotos RMI (Remote Method Invocation) Programação com Objetos Distribuídos Um sistema de objetos distribuídos permite a operação com objetos remotos A partir de uma aplicação cliente

Leia mais

MIDDLEWARE Aplicativos RMI, RPC e eventos Camadas Protocolo Requesição-Respostal Middleware Representação Externa dos Dados Sistemas Operacionais

MIDDLEWARE Aplicativos RMI, RPC e eventos Camadas Protocolo Requesição-Respostal Middleware Representação Externa dos Dados Sistemas Operacionais RMI JAVA MIDDLEWARE Aplicativos RMI, RPC e eventos Protocolo Requesição-Respostal Camadas Middleware Representação Externa dos Dados Sistemas Operacionais RMI REMOTE METHOD INVOCATION Invocação remota

Leia mais

1 a. Sumário. 1. Conceitos Básicos a. Invocação remota (RPC/RMI) b. Semântica de invocação remota c. Invocação remota de métodos (RMI)

1 a. Sumário. 1. Conceitos Básicos a. Invocação remota (RPC/RMI) b. Semântica de invocação remota c. Invocação remota de métodos (RMI) PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ COMUNICAÇÃO INTER-PROCESSOS JAVA RMI e RPC Prof. Cesar Augusto Tacla http://www.dainf.ct.utfpr.edu.br/~tacla 1. Conceitos Básicos a. Invocação remota (RPC/RMI)

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS SISTEMAS DISTRIBUÍDOS CUP Disk Memoey CUP Memoey Disk Network CUP Memoey Disk Remote Method Invocation (RMI) Introdução Solução JAVA para Objetos Distribuídos Um objeto existe em uma máquina É possível

Leia mais

Java 2 Standard Edition. Fundamentos de. Objetos Remotos. Helder da Rocha www.argonavis.com.br

Java 2 Standard Edition. Fundamentos de. Objetos Remotos. Helder da Rocha www.argonavis.com.br Java 2 Standard Edition Fundamentos de Objetos Remotos Helder da Rocha www.argonavis.com.br 1 Sobre este módulo Este módulo tem como objetivo dar uma visão geral, porém prática, da criação e uso de objetos

Leia mais

Capítulo V Sistemas de Objectos Distribuídos

Capítulo V Sistemas de Objectos Distribuídos From: Coulouris, Dollimore and Kindberg Distributed Systems: Concepts and Design Edition 3, Addison-Wesley 2001 From: Wolfgang Emmerich Engineering Distributed Objects John Wiley & Sons, Ltd 2000 1 O modelo

Leia mais

Chamadas Remotas de Procedimentos (RPC) O Conceito de Procedimentos. RPC: Programa Distribuído. RPC: Modelo de Execução

Chamadas Remotas de Procedimentos (RPC) O Conceito de Procedimentos. RPC: Programa Distribuído. RPC: Modelo de Execução Chamadas Remotas de Chamada Remota de Procedimento (RPC) ou Chamada de Função ou Chamada de Subrotina Método de transferência de controle de parte de um processo para outra parte Procedimentos => permite

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Prof. Adriano Avelar Site: www.adrianoavelar.com Email: eam.avelar@gmail.com Relembrando... Mecanismos de Comunicação Middleware Cenário em uma rede Local

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Marcelo Lobosco DCC/UFJF Comunicação em Sistemas Distribuídos Aula 06 Agenda Modelo Cliente-Servidor (cont.) Invocação Remota de Método (Remote Method Invocation RMI) Visão Geral

Leia mais

Objetos Distribuídos - Programação Distribuída Orientado a Objetos. Luiz Affonso Guedes

Objetos Distribuídos - Programação Distribuída Orientado a Objetos. Luiz Affonso Guedes Objetos Distribuídos - Programação Distribuída Orientado a Objetos Luiz Affonso Guedes Introdução Conceitos básicos programação distribuída + programação orientada a objetos = Objetos distribuídos Motivação

Leia mais

Invocação de Métodos em Objectos Remotos

Invocação de Métodos em Objectos Remotos Invocação de Métodos em Objectos Remotos Invocação de Métodos em Objectos Remotos Um sistema de objectos distribuídos é uma extensão ao conceito de RPC Um objecto invoca um método noutro objecto localizado

Leia mais

A ) O cliente terá que implementar uma interface remota. . Definir a interface remota com os métodos que poderão ser acedidos remotamente

A ) O cliente terá que implementar uma interface remota. . Definir a interface remota com os métodos que poderão ser acedidos remotamente Java RMI - Remote Method Invocation Callbacks Folha 9-1 Vimos, na folha prática anterior, um exemplo muito simples de uma aplicação cliente/ servidor em que o cliente acede à referência remota de um objecto

Leia mais

Sistemas Paralelos e Distribuídos - 2003/2004 Curso: Matemática /Informática Sistemas Distribuídos - 2003/2004 Curso: Ensino da Informática

Sistemas Paralelos e Distribuídos - 2003/2004 Curso: Matemática /Informática Sistemas Distribuídos - 2003/2004 Curso: Ensino da Informática Java RMI - Remote Method Invocation Folha 5-1 No modelo de programação orientada a objectos, vimos que um programa consiste numa colecção de objectos que comunicam entre si através da invocação dos seus

Leia mais

Middleware de Aplicações Paralelas/Distribuídas

Middleware de Aplicações Paralelas/Distribuídas Computação Paralela Middleware de Aplicações Paralelas/Distribuídas João Luís Ferreira Sobral Departamento do Informática Universidade do Minho Outubro 2005 Principais aspectos a gerir pelo Middleware

Leia mais

Informática UFRGS. Programação com Objetos Distribuídos (C. Geyer) C# Remote V0 1

Informática UFRGS. Programação com Objetos Distribuídos (C. Geyer) C# Remote V0 1 .NET Remoting Programação com Objetos Distribuídos (C. Geyer) C# Remote V0 1 Autoria Autores 1a versão Fabio Augusto Dal Castel colaboração revisão Eduardo F. Seganfredo Rodrigo Gatto C. Geyer Programação

Leia mais

Java RMI - Remote Method Invocation. Programação com Objetos Distribuídos (C. Geyer) Java-RMI 1

Java RMI - Remote Method Invocation. Programação com Objetos Distribuídos (C. Geyer) Java-RMI 1 Java RMI - Remote Method Invocation Programação com Objetos Distribuídos (C. Geyer) Java-RMI 1 Autores Autoria Cláudio Geyer Marcelo Castiglia Pereira Local Instituto de Informática UFRGS disciplinas:

Leia mais

Sistemas Distribuídos RPC x RMI. Edeyson Andrade Gomes www.edeyson.com.br

Sistemas Distribuídos RPC x RMI. Edeyson Andrade Gomes www.edeyson.com.br Sistemas Distribuídos RPC x RMI Edeyson Andrade Gomes www.edeyson.com.br Roteiro da Aula Chamada Remota a Procedimento Definição Passagem de Parâmetros STUBS Semântica de Falhas 2 RPC Chamada Remota a

Leia mais

Num sistema de objectos distribuídos, dois conceitos são fundamentais.

Num sistema de objectos distribuídos, dois conceitos são fundamentais. Folha 10-1 Java RMI - Remote Method Invocation No modelo de programação orientada a objectos, vimos que um programa consiste numa colecção de objectos que comunicam entre si através da invocação dos seus

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 3 Invocação de Objetos

Leia mais

UNIVERSIDADE. Sistemas Distribuídos

UNIVERSIDADE. Sistemas Distribuídos UNIVERSIDADE Sistemas Distribuídos Ciência da Computação Prof. Jesus José de Oliveira Neto Web Services (continuação) WSDL - Web Service Definition Language WSDL permite descrever o serviço que será oferecido

Leia mais

Tutorial RMI (Remote Method Invocation) por Alabê Duarte

Tutorial RMI (Remote Method Invocation) por Alabê Duarte Tutorial RMI (Remote Method Invocation) por Alabê Duarte Este tutorial explica basicamente como se implementa a API chamada RMI (Remote Method Invocation). O RMI nada mais é que a Invocação de Métodos

Leia mais

INF01018 Aula Prática 2 RMI Remote Method Invocation

INF01018 Aula Prática 2 RMI Remote Method Invocation 1 / 18 INF01018 Aula Prática 2 RMI Remote Method Invocation Lucas Mello Schnorr, Alexandre Silva Caríssimi {lmschnorr,asc}@inf.ufrgs.br http://www.inf.ufrgs.br/ lmschnorr/ad/ INF01018 Sistemas Operacionais

Leia mais

Licenciatura em Engenharia Informática PROVA DE TESTE PRÁTICO Sistemas Distribuídos I 2º Semestre, 2005/2006

Licenciatura em Engenharia Informática PROVA DE TESTE PRÁTICO Sistemas Distribuídos I 2º Semestre, 2005/2006 Departamento de Informática Faculdade de Ciências e Tecnologia UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Licenciatura em Engenharia Informática PROVA DE TESTE PRÁTICO Sistemas Distribuídos I 2º Semestre, 2005/2006 NOTAS:

Leia mais

APÊNDICE A EXEMPLO DE APLICAÇÃO

APÊNDICE A EXEMPLO DE APLICAÇÃO APÊNDICE A EXEMPLO DE APLICAÇÃO Para ilustrar os três métodos de distribuição de objetos apresentados nesta dissertação iremos, a seguir, mostrar um exemplo de implementação de uma aplicação. São apresentadas

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Comunicação Remota Gustavo Reis gustavo.reis@ifsudestemg.edu.br 1 Comunicação entre processos está no coração de todo sistema distribuído. Não tem sentido estudar sistemas distribuídos

Leia mais

Adriano Reine Bueno Rafael Barros Silva

Adriano Reine Bueno Rafael Barros Silva Adriano Reine Bueno Rafael Barros Silva Introdução RMI Tecnologias Semelhantes Arquitetura RMI Funcionamento Serialização dos dados Criando Aplicações Distribuídas com RMI Segurança Exemplo prático Referências

Leia mais

Middleware. Camada Intermediária de Suporte a Sistemas Distribuídos

Middleware. Camada Intermediária de Suporte a Sistemas Distribuídos Middleware Camada Intermediária de Suporte a Sistemas Distribuídos Alternativas de comunicação entre processos (IPC) Mecanismos de IPC tradicionais (ou de baixo nível) Memória compartilhada, filas de mensagens,

Leia mais

Programação Concorrente/Paralela em Java

Programação Concorrente/Paralela em Java em Java Resolução do Exercício 1 public class Cont extends Thread { protected int ct; public Cont() { ct=0; public synchronized void inc() { ct++; public void run() { for (int i=0; i

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA. Sistemas Distribuídos

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA. Sistemas Distribuídos UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA Sistemas Distribuídos Mestrado em Ciência da Computação 1o. Semestre / 2006 Prof. Fábio M. Costa fmc@inf.ufg.br www.inf.ufg.br/~fmc/ds-msc2006 Aula

Leia mais

Laboratório de Computação VI JAVA IDL. Fabricio Aparecido Breve - 981648-9

Laboratório de Computação VI JAVA IDL. Fabricio Aparecido Breve - 981648-9 Laboratório de Computação VI JAVA IDL Fabricio Aparecido Breve - 981648-9 O que é Java IDL? Java IDL é uma tecnologia para objetos distribuídos, ou seja, objetos em diferentes plataformas interagindo através

Leia mais

Comunicação usando soquetes.

Comunicação usando soquetes. Soquetes Um soquete é definido como uma extremidade de um canal de comunicação. Um par de processos (ou threads) se comunica em uma rede utilizando um par de soquetes - um para cada processo. Um soquete

Leia mais

Uma Introdução à Arquitetura CORBA. O Object Request Broker (ORB)

Uma Introdução à Arquitetura CORBA. O Object Request Broker (ORB) Uma Introdução à Arquitetura Francisco C. R. Reverbel 1 Copyright 1998-2006 Francisco Reverbel O Object Request Broker (ORB) Via de comunicação entre objetos (object bus), na arquitetura do OMG Definido

Leia mais

Sistemas Distribuídos RPC Remote Procedure Call

Sistemas Distribuídos RPC Remote Procedure Call Sistemas Distribuídos RPC Remote Procedure Call Universidade Federal do ABC Turma: Ciência da Computação Prof. Dr. Francisco Isidro Massetto Cliente/Servidor Quais os problemas? Baseado em E/S Erro propagado

Leia mais

Grupo I [7v] 1. [1,0] Apresente o conteúdo do IDL relativo a este programa. Assuma PROGRAM=62015 e VERSION=1.

Grupo I [7v] 1. [1,0] Apresente o conteúdo do IDL relativo a este programa. Assuma PROGRAM=62015 e VERSION=1. Número: Nome: Página 1 de 6 LEIC/LETI, 2014/15, Repescagem do 1º Teste de Sistemas Distribuídos 30 de Junho de 2015 Responda no enunciado, apenas no espaço fornecido. Identifique todas as folhas. Duração:

Leia mais

Java RMI. RMI Remote Method Invocation. Chamadas Remotas de Procedimentos (RPC) RPC - Implementação

Java RMI. RMI Remote Method Invocation. Chamadas Remotas de Procedimentos (RPC) RPC - Implementação Java Remote Method Invocation Java Remote Method Invocation () é um protocolo Java para comunicação entre processos Permite objetos Java invocar transparentemente métodos de outros objetos (que podem estar

Leia mais

Java RMI. Alcides Calsavara

Java RMI. Alcides Calsavara Java RMI Alcides Calsavara Objetivos Permitir que um método de uma classe Java em execução em uma máquina virtual JVM chame um método de um objeto (instância de uma classe Java) situado em outra máquina

Leia mais

Padrões Arquiteturais. Sistemas Distribuídos: Broker

Padrões Arquiteturais. Sistemas Distribuídos: Broker Padrões Arquiteturais Sistemas Distribuídos: Broker Sistemas Distribuídos Tendências: Sistemas Comp. com múltiplas CPUs Redes locais com centenas de hospedeiros Benefícios Economia Desempenho e escalabilidade

Leia mais

Objetos distribuídos. Roteiro. Java IDL

Objetos distribuídos. Roteiro. Java IDL Objetos distribuídos Java IDL Roteiro Java IDL Definindo a interface IDL Compilando a interface IDL Criando o servidor Criando o cliente Rodando a aplicação Rodando a aplicação em duas máquinas Java IDL

Leia mais

Capítulo VI CORBA. Common Object Request Broker Architecture. [Cardoso2008] Programação de Sistemas Distribuídos em Java, Jorge Cardoso, FCA, 2008.

Capítulo VI CORBA. Common Object Request Broker Architecture. [Cardoso2008] Programação de Sistemas Distribuídos em Java, Jorge Cardoso, FCA, 2008. Common Object Request Broker Architecture [Cardoso2008] Programação de Sistemas Distribuídos em Java, Jorge Cardoso, FCA, 2008. From: Fintan Bolton Pure CORBA SAMS, 2001 From: Coulouris, Dollimore and

Leia mais

Grupo I [6v] Considere o seguinte extracto de um programa de definição de uma calculadora apenas com a função soma de dois valores reais

Grupo I [6v] Considere o seguinte extracto de um programa de definição de uma calculadora apenas com a função soma de dois valores reais Número: Nome: Página 1 de 5 LEIC/LERC 2012/13, Repescagem do 1º Teste de Sistemas Distribuídos, 25 de Junho de 2013 Responda no enunciado, apenas no espaço fornecido. Identifique todas as folhas. Duração:

Leia mais

UNIVERSIDADE. Sistemas Distribuídos

UNIVERSIDADE. Sistemas Distribuídos UNIVERSIDADE Sistemas Distribuídos Ciência da Computação Aula 19-20: Arquitetura CORBA (continuação) Exemplo de cliente e servidor em CORBA Interfaces IDL Shape e ShapeList Exemplo de cliente e servidor

Leia mais

Exercício programa para MAC5796

Exercício programa para MAC5796 Exercício programa para MAC5796 Walter Mascarenhas e Helton Rosa 9 de setembro de 2008 Resumo Esse documento explica dois aspectos do exercício programa para MAC5796: o processo de invocação remota de

Leia mais

RMI: Uma Visão Conceitual

RMI: Uma Visão Conceitual RMI: Uma Visão Conceitual Márcio Castro, Mateus Raeder e Thiago Nunes 11 de abril de 2007 Resumo Invocação de Método Remoto (Remote Method Invocation - RMI) trata-se de uma abordagem Java para disponibilizar

Leia mais

Object Brokers. Tecnologias de Middleware 2004/2005 André Santos

Object Brokers. Tecnologias de Middleware 2004/2005 André Santos Object Brokers Tecnologias de Middleware 2004/2005 André Santos Resumo O que são Object Brokers? Como surgiu o conceito? CORBA Exemplos de utilização Comparação com Java RMI Actualidade (J2EE,.NET) O que

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUIDOS

SISTEMAS DISTRIBUIDOS 1 2 Caracterização de Sistemas Distribuídos: Os sistemas distribuídos estão em toda parte. A Internet permite que usuários de todo o mundo acessem seus serviços onde quer que possam estar. Cada organização

Leia mais

Sistemas Distribuídos e Infraestrutura. SO: todas as aulas em http:// www.cin.ufpe.br/~cagf/ if677/2014-2/

Sistemas Distribuídos e Infraestrutura. SO: todas as aulas em http:// www.cin.ufpe.br/~cagf/ if677/2014-2/ Sistemas Distribuídos e Infraestrutura de SW de Suporte SO: todas as aulas em http:// www.cin.ufpe.br/~cagf/ if677/2014-2/ Sistema de Software É composto por uma sequência de instruções, que é interpretada

Leia mais

Prof. Marcelo de Sá Barbosa SISTEMAS DISTRIBUIDOS

Prof. Marcelo de Sá Barbosa SISTEMAS DISTRIBUIDOS Prof. Marcelo de Sá Barbosa SISTEMAS DISTRIBUIDOS Objetos distribuídos e invocação remota Introdução Comunicação entre objetos distribuídos Chamada de procedimento remoto Eventos e notificações Objetos

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Faculdades SENAC Análise e Desenvolvimento de Sistemas 28 de abril de 2010 Principais suportes de Java RMI (Remote Method Invocation), da Sun Microsystems DCOM (Distributed Component Object Model), da

Leia mais

JLANSCHOOL - APLICAÇÃO DA TECNOLOGIA JAVA RMI NO DESENVOLVIMENTO DE UM SOFTWARE DE GERÊNCIA DE LABORATÓRIO DE COMPUTADORES

JLANSCHOOL - APLICAÇÃO DA TECNOLOGIA JAVA RMI NO DESENVOLVIMENTO DE UM SOFTWARE DE GERÊNCIA DE LABORATÓRIO DE COMPUTADORES JLANSCHOOL - APLICAÇÃO DA TECNOLOGIA JAVA RMI NO DESENVOLVIMENTO DE UM SOFTWARE DE GERÊNCIA DE LABORATÓRIO DE COMPUTADORES Everton Sant Ana de Araujo 1 Resumo. O presente trabalho apresenta o desenvolvimento

Leia mais

Programação Concorrente em Java. Profa Andréa Schwertner Charão DLSC/CT/UFSM

Programação Concorrente em Java. Profa Andréa Schwertner Charão DLSC/CT/UFSM Programação Concorrente em Java Profa Andréa Schwertner Charão DLSC/CT/UFSM O que é programação concorrente? Um programa, múltiplos fluxos de execução Quando usar programação concorrente? Desempenho Ex.:

Leia mais

Enterprise Java Beans

Enterprise Java Beans Enterprise Java Beans Prof. Pasteur Ottoni de Miranda Junior DCC PUC Minas Disponível em www.pasteurjr.blogspot.com 1-O que é um Enterprise Java Bean? O Entertprise Java Bean (EJB) é um componente server-side

Leia mais

EJB. Session Beans. J2EE (C. Geyer) Introdução a SessionBean 1

EJB. Session Beans. J2EE (C. Geyer) Introdução a SessionBean 1 EJB Session Beans J2EE (C. Geyer) Introdução a SessionBean 1 Autores! Autores " Cláudio Geyer " Eduardo Studzinski Estima de Castro (EJB 3.0) " Gisele Pinheiro Souza (EJB 3.0) J2EE (C. Geyer) Introdução

Leia mais

UNIVERSIDADE. Sistemas Distribuídos

UNIVERSIDADE. Sistemas Distribuídos UNIVERSIDADE Sistemas Distribuídos Ciência da Computação Prof. Jesus José de Oliveira Neto Web Services Web Services Existem diferentes tipos de comunicação em um sistema distribuído: Sockets Invocação

Leia mais

Java : Comunicação Cliente-Servidor.

Java : Comunicação Cliente-Servidor. Java : Comunicação Cliente-Servidor. Objetivo: Capacitar o aluno a desenvolver uma aplicação servidora para múltiplos clientes. Apresentar as classes Socket e ServerSocket, classes de fluxo de dados, a

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações Java/CORBA

Desenvolvimento de Aplicações Java/CORBA Tutorial Desenvolvimento de Aplicações Java/CORBA Emerson Ribeiro de Mello, Fábio Favarim e Joni da Silva Fraga {emerson, fabio, fraga@das.ufsc.br Este tutorial ensina como criar uma aplicação distribuída

Leia mais

Sistemas Distribuídos Métodos de Invocação Remota II. Prof. MSc. Hugo Souza

Sistemas Distribuídos Métodos de Invocação Remota II. Prof. MSc. Hugo Souza Sistemas Distribuídos Métodos de Invocação Remota II Prof. MSc. Hugo Souza Nesta aula, complementando os conceitos que vimos nas aulas anteriores [aula 15], vamos praticar a programação de laboratório

Leia mais

RMI/JNDI - Fundamentos

RMI/JNDI - Fundamentos c o l u n a Professor J RMI/JNDI - Fundamentos Um exemplo prático do que são e de como funcionam RMI e JNDI Roberto Vezzoni (roberto.vezzoni@gmail.com): SCJP, faz Ciência da Computação na Faesa e atua

Leia mais

Sistemas de Objetos DistribuídosPrimeira Aplicação Java ORB p.1/21

Sistemas de Objetos DistribuídosPrimeira Aplicação Java ORB p.1/21 Sistemas de Objetos Distribuídos Primeira Aplicação Java ORB Francisco José da Silva e Silva Departamento de Informática da Universidade Federal do Maranhão Sistemas de Objetos DistribuídosPrimeira Aplicação

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos 11 Objetivos Este capítulo apresenta uma introdução aos sistemas distribuídos em geral Arquiteturas de cliente servidor Características das arquiteturas de 2 e 3 camadas Ambiente

Leia mais

PADI 2014/15. Aula 3.Net Remoting

PADI 2014/15. Aula 3.Net Remoting PADI 2014/15 Aula 3.Net Remoting Sumário 1..Net Remoting .NET Remoting Comunicação entre aplicações Permite invocar métodos em objectos remotos Qualquer objecto pode ser usado remotamente Objectos remotos

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Soquetes Um soquete é formado por um endereço IP concatenado com um número de porta. Em geral, os soquetes utilizam uma arquitetura cliente-servidor. O servidor espera por pedidos

Leia mais

Computação Paralela. Uma framework para aplicações concorrentes João Luís Ferreira Sobral Departamento do Informática Universidade do Minho

Computação Paralela. Uma framework para aplicações concorrentes João Luís Ferreira Sobral Departamento do Informática Universidade do Minho Computação Paralela Uma framework para aplicações concorrentes João Luís Ferreira Sobral Departamento do Informática Universidade do Minho Dezembro 2005 Fases de desenvolvimento de aplicações paralelas

Leia mais

Objetivos do Curso. Você será capaz de:

Objetivos do Curso. Você será capaz de: Objetivos do Curso Ao término do curso você entenderá: Aplicativos Java e applets Tipos de dados primitivos Fluxo de Controle em Java Métodos Outros: exceções, multithreading, multimedia, I/O, redes. Objetivos

Leia mais

Alocação Dinâmica e Transparente de Computadores Ociosos em Java

Alocação Dinâmica e Transparente de Computadores Ociosos em Java Alocação Dinâmica e Transparente de Computadores Ociosos em Java Márcia Cristina Cera, Rodrigo Righi e Marcelo Pasin {cera, rodrigor, pasin}@inf.ufsm.br Universidade Federal de Santa Maria - UFSM Laboratório

Leia mais

Sistemas Operacionais Abertos. Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Sistemas Operacionais Abertos. Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Sistemas Operacionais Abertos Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Caracterização de Sistemas Distribuídos Coulouris, Dollimore and Kindberg. Distributed Systems: Concepts and

Leia mais

Sistemas Distribuídos 59. Sistemas Distribuídos 61. "Receive não-bloqueante:

Sistemas Distribuídos 59. Sistemas Distribuídos 61. Receive não-bloqueante: Comunicação entre processos! Memória Compartilhada: " os processo compartilham variáveis e trocam informações através do uso dessas variáveis compartilhadas COMUNICAÇÃO ENTRE PROCESSOS P1 Área Compartilhda!

Leia mais

THREADS EM JAVA. George Gomes Cabral

THREADS EM JAVA. George Gomes Cabral THREADS EM JAVA George Gomes Cabral THREADS Fluxo seqüencial de controle dentro de um processo. Suporte a múltiplas linhas de execução permite que múltiplos processamentos ocorram em "paralelo" (em computadores

Leia mais

Java Básico. Matrícula de Alunos. Marco Antonio, Arquiteto de Software TJDF ma@marcoreis.eti.br. Novembro/2005

Java Básico. Matrícula de Alunos. Marco Antonio, Arquiteto de Software TJDF ma@marcoreis.eti.br. Novembro/2005 Java Básico Matrícula de Alunos Marco Antonio, Arquiteto de Software TJDF ma@marcoreis.eti.br Novembro/2005 Objetivos OO: trocar mensagens entre os objetos Exception: tratar exceções Análise: implementar

Leia mais

SOA Introdução. SOA Visão Departamental das Organizações

SOA Introdução. SOA Visão Departamental das Organizações 1 Introdução A Organização é a forma pela qual nós coordenamos nossos recursos de todos os tipos para realizar o trabalho que nos propusemos a fazer. A estrutura de nossas organizações manteve-se basicamente

Leia mais

Java Básico. Classes Abstratas, Exceções e Interfaces Prof. Fernando Vanini Ic-Unicamp

Java Básico. Classes Abstratas, Exceções e Interfaces Prof. Fernando Vanini Ic-Unicamp Java Básico Classes Abstratas, Exceções e Interfaces Prof. Fernando Vanini Ic-Unicamp Classes Abstratas construção de uma classe abstrata construção de classes derivadas Classes e Herança Uma classe define

Leia mais

Descrição. Implementação. Departamento de Informática e Estatística Universidade Federal de Santa Catarina LAB 4 Transferência de Arquivos

Descrição. Implementação. Departamento de Informática e Estatística Universidade Federal de Santa Catarina LAB 4 Transferência de Arquivos Departamento de Informática e Estatística Universidade Federal de Santa Catarina LAB 4 Transferência de Arquivos Descrição Implemente nesta atividade de laboratório um programa em Java utilizando threads

Leia mais

Sistemas Distribuídos. Introdução. Edeyson Andrade Gomes. www.edeyson.com.br

Sistemas Distribuídos. Introdução. Edeyson Andrade Gomes. www.edeyson.com.br Sistemas Distribuídos Introdução Edeyson Andrade Gomes www.edeyson.com.br SUMÁRIO Definições Características Desafios Vantagens Desvantagens 2 Definições DEFINIÇÕES Um sistema distribuído é uma coleção

Leia mais

Programação Na Web. Linguagem Java Parte II. break com o nome do bloco. Sintaxe. Nome do bloco. Termina o bloco. António Gonçalves ...

Programação Na Web. Linguagem Java Parte II. break com o nome do bloco. Sintaxe. Nome do bloco. Termina o bloco. António Gonçalves ... Programação Na Web Linguagem Java Parte II Sintaxe António Gonçalves break com o nome do bloco Nome do bloco Termina o bloco class class Matrix Matrix { private private int[][] int[][] mat; mat; public

Leia mais

CORBA. Common Object Request Broker Architecture. Unicamp. Centro de Computação Rubens Queiroz de Almeida queiroz@unicamp.br

CORBA. Common Object Request Broker Architecture. Unicamp. Centro de Computação Rubens Queiroz de Almeida queiroz@unicamp.br CORBA Common Object Request Broker Architecture Unicamp Centro de Computação Rubens Queiroz de Almeida queiroz@unicamp.br Objetivos Apresentação Tecnologia CORBA Conceitos Básicos e Terminologia Considerações

Leia mais

Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática Recife - Pernambuco

Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática Recife - Pernambuco Introdução a Middleware: Visão do Programador de Aplicações Distribuídas Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática Recife - Pernambuco Relembrando... Aplicação Middleware Aplicação Middleware

Leia mais

Threads e Sockets em Java. Threads em Java. Programas e Processos

Threads e Sockets em Java. Threads em Java. Programas e Processos Threads em Java Programas e Processos Um programa é um conceito estático, isto é, um programa é um arquivo em disco que contém um código executável por uma CPU. Quando este programa é executado dizemos

Leia mais

Padrões de Projeto Implementados em Infraestrturas de Componentes

Padrões de Projeto Implementados em Infraestrturas de Componentes Padrões de Projeto Implementados em Infraestrturas de Componentes Paulo Pires paulopires@nce.ufrj.br http//genesis.nce.ufrj.br/dataware/hp/pires 1 distribuídas baseadas em componentes Comunicação transparente,

Leia mais

UNIDADE IV ENTERPRISE JAVABEANS

UNIDADE IV ENTERPRISE JAVABEANS UNIDADE IV ENTERPRISE JAVABEANS MODELO J2EE COMPONENTES DE Camada de Negócios NEGÓCIOS JAVA SERVLET, JSP E EJB Nos capítulos anteriores, foi mostrado como desenvolver e distribuir aplicações servlet e

Leia mais

Capítulo II Modelos de Programação Distribuída (parte 2)

Capítulo II Modelos de Programação Distribuída (parte 2) Capítulo II Modelos de Programação Distribuída (parte 2) From: Coulouris, Dollimore and Kindberg Distributed Systems: Concepts and Design Edition 3, Addison-Wesley From: Cardoso, Jorge, Programação de

Leia mais

Programação Orientada a Objetos

Programação Orientada a Objetos Programação Orientada a Objetos Universidade Católica de Pernambuco Ciência da Computação Prof. Márcio Bueno poonoite@marciobueno.com Fonte: Material da Profª Karina Oliveira Introdução ao Paradigma OO

Leia mais

Java Spaces Exemplos

Java Spaces Exemplos Java Spaces Exemplos Programação com Objetos Distribuídos (C. Geyer) Java Spaces - Exemplos V0 1 Autoria! Autores! Local " Cláudio Geyer " Instituto de Informática " UFRGS " disciplina: Programação com

Leia mais

Sistemas Distribuídos Comunicação entre Processos em Sistemas Distribuídos: Middleware de comunicação Aula II Prof. Rosemary Silveira F. Melo Comunicação em sistemas distribuídos é um ponto fundamental

Leia mais

Distributed Systems Concepts and Design

Distributed Systems Concepts and Design Distributed Systems, Cap 2, Coulouris Pag. 1 de 1 Distributed Systems Concepts and Design 2 Modelos de Sistemas Modelos de arquitetura de sistemas distribuídos, estão relacionado com o local onde estão

Leia mais

Como criar um EJB. Criando um projeto EJB com um cliente WEB no Eclipse

Como criar um EJB. Criando um projeto EJB com um cliente WEB no Eclipse Como criar um EJB Criando um projeto EJB com um cliente WEB no Eclipse Gabriel Novais Amorim Abril/2014 Este tutorial apresenta o passo a passo para se criar um projeto EJB no Eclipse com um cliente web

Leia mais

Java Threads. Introdução

Java Threads. Introdução Java Threads mleal@inf.puc-rio.br 1 Introdução O único mecanismo de concorrência suportado explicitamente pela linguagem Java é multi-threading. threading. Os mecanismos de gerenciamento e sicronização

Leia mais

Paradigmas da Programação PPROG. Linguagem JAVA. Interfaces. (Livro Big Java, Late Objects Capítulo 9) Nelson Freire (ISEP DEI-PPROG 2013/14) 1/33

Paradigmas da Programação PPROG. Linguagem JAVA. Interfaces. (Livro Big Java, Late Objects Capítulo 9) Nelson Freire (ISEP DEI-PPROG 2013/14) 1/33 PPROG Paradigmas da Programação Linguagem JAVA Interfaces (Livro Big Java, Late Objects Capítulo 9) Nelson Freire (ISEP DEI-PPROG 2013/14) 1/33 PPROG Motivação para usar Interfaces Definição de Interface

Leia mais

Collaboration Map Collaboration Map. Figura 6.1: Arquitetura da aplicação

Collaboration Map Collaboration Map. Figura 6.1: Arquitetura da aplicação 6 Estudo de caso A utilização de um modelo de componentes orientado a serviços possibilita a construção de aplicações por meio da conexão entre componentes em tempo de execução. O middleware Kaluana utiliza-se

Leia mais

Aplicações e Arquitetura CORBA. Edvar Oliveira edvar@ufpa.br

Aplicações e Arquitetura CORBA. Edvar Oliveira edvar@ufpa.br Aplicações e Arquitetura CORBA Edvar Oliveira edvar@ufpa.br setembro/ 2004 Tópicos Modelo Cliente/Servidor; Comunicação no modelo cliente/servidor; A arquitetura CORBA; Componentes da arquitetura CORBA;

Leia mais

Universidade Federal de Juiz de Fora Ciência da Computação Sistemas Distribuídos Professor Ciro Barbosa

Universidade Federal de Juiz de Fora Ciência da Computação Sistemas Distribuídos Professor Ciro Barbosa Universidade Federal de Juiz de Fora Ciência da Computação Sistemas Distribuídos Professor Ciro Barbosa Web Service Plínio Antunes Garcia Sam Ould Mohamed el Hacen Sumário Introdução conceitual O Web Service

Leia mais

Programação de Computadores - I. Profª Beatriz Profº Israel

Programação de Computadores - I. Profª Beatriz Profº Israel Programação de Computadores - I Profª Beatriz Profº Israel As 52 Palavras Reservadas O que são palavras reservadas São palavras que já existem na linguagem Java, e tem sua função já definida. NÃO podem

Leia mais

Comunicação. Parte II

Comunicação. Parte II Comunicação Parte II Carlos Ferraz 2002 Tópicos Comunicação Cliente-Servidor RPC Comunicação de objetos distribuídos Comunicação em Grupo Transações Atômicas Comunicação Stream 2 Comunicação cliente-servidor

Leia mais

Como foi exposto anteriormente, os processos podem ter mais de um fluxo de execução. Cada fluxo de execução é chamado de thread.

Como foi exposto anteriormente, os processos podem ter mais de um fluxo de execução. Cada fluxo de execução é chamado de thread. 5 THREADS Como foi exposto anteriormente, os processos podem ter mais de um fluxo de execução. Cada fluxo de execução é chamado de thread. 5.1 VISÃO GERAL Uma definição mais abrangente para threads é considerá-lo

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Carlos Ferraz cagf@cin.ufpe.br Tópicos da Aula Apresentação do curso Introdução Definição de sistemas distribuídos Exemplo Vantagens e desvantagens Convergência digital Desafios Visão

Leia mais