MORDIDAS CRUZADAS. Etiologia

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MORDIDAS CRUZADAS. Etiologia"

Transcrição

1 MORDIDAS CRUZADAS Mordida Cruzada é uma alteração da oclusão dentária normal, no sentido ântero-posterior para os dentes anteriores, ou no sentido transversal para os dentes posteriores. Etiologia Baseia-se no tecido primariamente envolvido. Classificam-se em: Mordida cruzada dentária Mordida cruzada muscular Mordida cruzada óssea Diagnóstico Diferencial É de fundamental importância localizar precisamente onde se encontra o problema: se é restrito à maxila, à mandíbula, ou a ambas; se envolve só o processo alveolar, se é uma discrepância grave entre maxila e mandíbula; se é uma má posição dentária unilateral, ou uma contração bilateral de todo o arco dental superior. É importante discernir a origem do problema, ou seja, o primeiro tecido envolvido. Localização Mordida cruzada anterior Mordida cruzada posterior unilateral bilateral 1

2 Mordida Cruzada Dentária Neste caso, o fator etiológico é a inclinação localizada de um ou mais dentes, não afetando o tamanho ou a forma das bases ósseas. Há quase sempre uma adaptação muscular para acomodar a oclusão; a linha mediana dentária coincide quando em boca aberta, e há um desvio da linha mediana dentária quando em oclusão. Os dentes em mordida cruzada não estão centralizados no processo alveolar. O mais importante fator diagnóstico é uma assimetria do arco dento-alveolar. Tratamento Movimentação dos dentes em mordida cruzada, descruzando-os. Sempre medir o espaço para a movimentação do dente. Se não houver espaço suficiente, abrir o espaço primeiramente e remover a interferência oclusal. Dentes anteriores: Molas digitais ou planos inclinados. Sempre levantar a mordida o suficiente para o descruzamento do dente. Dentes posteriores: Bandas com ganchos ou botões linguais soldados na banda, ou colagem de ganchos e uso de elásticos intermaxilares. Levantar a mordida o suficiente para o descruzamento do dente, quando necessário. No caso de uso de elásticos intermaxilares, um controle clínico semanal do paciente deve ser feito. Usar sempre elásticos 3/16" ou 1/8" força média e ou pesada; com uso ininterrupto. Mordida Cruzada Muscular Envolve uma adaptação muscular para compensar a interferência dentária. É semelhante ao tipo de mordida cruzada dentária, exceto que os dentes cruzados não estão inclinados no processo alveolar. A análise funcional da oclusão é muito importante, e nos dá não só o diagnóstico diferencial, como também os dentes que estão causando a interferência oclusal. Nestes casos é de fundamental importância, a diferenciação entre Pseudo Classe III e uma Classe III verdadeira. Sempre colocar o paciente em relação cêntrica. 2

3 A mordida cruzada muscular geralmente é encontrada em pacientes jovens, em fase de dentição mista, e a interferência oclusal na maioria dos casos é na região de caninos decíduos. Tratamento Desgaste oclusal nos dentes que estão interferindo na oclusão, ou seja, desgaste seletivo nos contatos prematuros. Geralmente ocorre nos caninos decíduos. Mordida Cruzada Óssea ou Esquelética Causas: 1. Crescimento ósseo assimétrico da maxila ou da mandíbula, devido à herança genética ou traumatismo, impedindo o crescimento normal do lado afetado. Diagnóstico: Avaliar criteriosamente o padrão de fechamento mandibular, observando em qual estágio de fechamento mandibular ocorrem os desvios: Desvio de linha mediana dentária, na fase final de fechamento mandibular, geralmente se deve a uma interferência dentária. Desvio da linha mediana dentária aumentando durante a abertura mandibular, geralmente se deve a crescimento ósseo unilateral. As mordidas cruzadas, devido a crescimento ósseo assimétrico, são as mais difíceis de serem tratadas. 2. Falta de relacionamento transversal entre maxila e a mandíbula. Diagnóstico É devido à contração bilateral da maxila. A musculatura desloca a mandíbula para um lado, a fim de adquirir suficiente contato oclusal para a mastigação. Em casos de arcos simétricos, tanto na maxila quanto na mandíbula, com uma das arcadas dentárias grosseiramente mais larga que a outra, o paciente pode mostrar diferentes padrões de fechamento da boca, e variadas relações oclusais. Nestes casos, colocar a mandíbula do paciente de maneira que ocorra uma coincidência das linhas medianas. Muitos pacientes que aparentemente apresentam uma mordida cruzada unilateral passarão a apresentar uma contração bilateral. 3

4 Tratamento: As mordidas cruzadas ósseas são corrigidas com aparelhos fixos, que possuem um parafuso central, chamados aparelhos disjuntores da sutura palatina mediana. Estes aparelhos não devem ser usados nem pelo clínico geral, e nem pelo odontopediatra. Nos casos de mordidas cruzadas ósseas, tanto unilaterais quanto bilaterais, o paciente deve ser encaminhado para um ortodontista. Aparelhos expansores removíveis não devem ser usados, porque só conseguem inclinar os dentes para vestibular, alterando o equilíbrio muscular, causando recidiva, logo após a remoção do aparelho. Aparelhos expansores mandibulares nunca devem ser usados, pois só irão inclinar os dentes. Mordidas Cruzadas - Oportunismo para o tratamento clínico As mordidas cruzadas devem ser tratadas o mais cedo possível, desde que se tenha cooperação do paciente, isto em relação às mordidas cruzadas dentárias e musculares. Para as mordidas cruzadas ósseas cabe ao ortodontista decidir, qual a melhor época para o tratamento ser realizado. Trabalho a ser realizado em laboratório, com um par de modelos n.º 3, com dentição mista, com os 6 e 6 em mordida cruzada dentária posterior. Maxila: Colagem de gancho palatino no 6 (figuras 13 e 14). Mandíbula: Colagem de gancho vestibular no 6 (figuras 13 e 14). 4

5 Trabalho a ser realizado em laboratório, com um par de modelos n.º 3, com dentição mista, com o 1 em mordida cruzada dentária anterior. Maxila: Placa ortodôntica, com 4 grampos ortodônticos de retenção interproximais, nas embrasuras ou ameias vestibulares dos V V, mesiais e distais, com fio ortodôntico de 0,7 mm de diâmetro. Mola ortodôntica digital em "S", para dar lábio-versão no 1, com fio ortodôntico de 0,45 mm de diâmetro (figuras 15, 16, 17 e 18). BIBLIOGRAFIA Graber, T.M. Orthodontics Principles and Practice Pag. 670, a ed John Jin-Jong Lin Differential Diagnosis and Management of Anterior Cross Bite - Manuscrito, Moyers, R.E. Ortodontia Pag. 247, 463, 469, 471, ed Profitt, W.R. Contemporary Orthodontics Pag , 134, 178, , e a ed Faculdade de Odontologia São Leopoldo Mandic Disciplina de Ortodontia 14 de Maio de 2012 Prof. HÉLIO ALMEIDA DE MORAES. 3º Ano - 5º Período

1) grade fixa 2) arco palatino 3) banda 4) solda para unir a banda ao arco FIGURA 1 FIGURA 2

1) grade fixa 2) arco palatino 3) banda 4) solda para unir a banda ao arco FIGURA 1 FIGURA 2 Série Aparelhos Ortodônticos GRADE PALATINA GRADE PALATINA A grande preocupação atual em identificar-se as características de uma má oclusão nos sentidos transversal e vertical, deve-se ao fato de que

Leia mais

gustavo cosenza botelho nogueira mauro luiz matheus

gustavo cosenza botelho nogueira mauro luiz matheus gustavo cosenza botelho nogueira mauro luiz matheus 2006 ÍNDICE Grampos de Retenção...3 Confecção do Grampo Adams...4 Acrilização...7 Hawley...8 Hawley Modificado...9 Expansor Móvel...10 Grade Móvel...11

Leia mais

MANTENEDORES DE ESPAÇO

MANTENEDORES DE ESPAÇO MANTENEDORES DE ESPAÇO Conceito São aparelhos ortodônticos usados para manter o espaço nas arcadas dentárias, por perda precoce de dentes decíduos. Classificação Quanto ao uso: fixos semifixos removíveis

Leia mais

TRATAMENTO INTERCEPTATIVO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR E MORDIDA CRUZADA POSTERIOR: RELATO DE CASO CLÍNICO

TRATAMENTO INTERCEPTATIVO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR E MORDIDA CRUZADA POSTERIOR: RELATO DE CASO CLÍNICO TRATAMENTO INTERCEPTATIVO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR E MORDIDA CRUZADA POSTERIOR: RELATO DE CASO CLÍNICO INTERCEPTATIVE TREATMENT OF THE ANTERIOR OPEN BITE AND POSTERIOR CROSSBITE: DESCRIPTION OF A CLINICAL

Leia mais

Inalde Marília Fernandes Barp PISTAS DIRETAS PLANAS: INDICAÇÕES NA CORREÇÃO DA MORDIDA CRUZADA POSTERIOR E OUTRAS ALTERAÇÕES FUNCIONAIS NA 1ª DENTIÇÃO

Inalde Marília Fernandes Barp PISTAS DIRETAS PLANAS: INDICAÇÕES NA CORREÇÃO DA MORDIDA CRUZADA POSTERIOR E OUTRAS ALTERAÇÕES FUNCIONAIS NA 1ª DENTIÇÃO Inalde Marília Fernandes Barp PISTAS DIRETAS PLANAS: INDICAÇÕES NA CORREÇÃO DA MORDIDA CRUZADA POSTERIOR E OUTRAS ALTERAÇÕES FUNCIONAIS NA 1ª DENTIÇÃO CEO Santo Amaro - Prefeitura Municipal de São Paulo

Leia mais

BITE BLOCK. Série Aparelhos Ortodônticos. A mordida aberta é uma má oclusão que preocupa o ortodontista desde os primórdios

BITE BLOCK. Série Aparelhos Ortodônticos. A mordida aberta é uma má oclusão que preocupa o ortodontista desde os primórdios Série Aparelhos Ortodônticos BITE BLOCK A mordida aberta é uma má oclusão que preocupa o ortodontista desde os primórdios da ortodontia. Persiste uma preocupação, não só quanto ao diagnóstico e planificação

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO APARELHO (FIG. 1) a) base acrílica b) mola coffin c) arco vestibular d) alças bucinadoras FIGURA 5 FIGURA 6

APRESENTAÇÃO DO APARELHO (FIG. 1) a) base acrílica b) mola coffin c) arco vestibular d) alças bucinadoras FIGURA 5 FIGURA 6 Série Aparelhos Ortodônticos BIONATOR INTRODUÇÃO As más oclusões de Classe II apresentam etiologias distintas, de natureza esquelética, dentária ou a combinação de ambas. O diagnóstico diferencial é de

Leia mais

RECUPERADORES DE ESPAÇO

RECUPERADORES DE ESPAÇO RECUPERADORES DE ESPAÇO Conceito Recuperadores de espaço são usados para recuperar o espaço perdido nas arcadas dentárias. Eles verticalizam os dentes que inclinaram, depois que outros foram perdidos.

Leia mais

Bráquetesq. metálicos cerâmicos plásticos. corpo; base (superfície de contato). fio). aletas; fixação.

Bráquetesq. metálicos cerâmicos plásticos. corpo; base (superfície de contato). fio). aletas; fixação. Bráquetesq metálicos cerâmicos plásticos Composição i ã : corpo; encaixe ou slot (abriga o fio). aletas; fixação. base (superfície de contato). Bráquetes á t simples e duplo. Bráquetes á t para colagem

Leia mais

- ADITEME - Atendimento Especial de Pacientes com Disfunção da Articulação Temporomandibular

- ADITEME - Atendimento Especial de Pacientes com Disfunção da Articulação Temporomandibular Universidade Federal de Pelotas Faculdade de Odontologia Extensão Universitária - ADITEME - Atendimento Especial de Pacientes com Disfunção da Articulação Temporomandibular Conceitos Restauradores de Oclusão:

Leia mais

- ORTODONTIA - O que é Ortodontia?

- ORTODONTIA - O que é Ortodontia? - ORTODONTIA - O que é Ortodontia? Ortodontia é a especialidade da odontologia que estuda o crescimento e desenvolvimento da face, bem como o desenvolvimento das dentições decídua (de leite), mista e permanente

Leia mais

Mordida cruzada posterior: uma classificação mais didática

Mordida cruzada posterior: uma classificação mais didática T ÓPICO ESPECIAL Mordida cruzada posterior: uma classificação mais didática Arno Locks*, André Weissheimer**, Daltro Enéas Ritter***, Gerson Luiz Ulema Ribeiro****, Luciane Macedo de Menezes****, Carla

Leia mais

Mantenedores de Espaço e sua Aplicação Clínica

Mantenedores de Espaço e sua Aplicação Clínica REVISÃO DA LITERATURA Mantenedores de Espaço e sua Aplicação Clínica Guidelines on the Use of Space Maintainers Renato Rodrigues de ALMEIDA* Renata Rodrigues de ALMEIDA-PEDRIN** Marcio Rodrigues de ALMEIDA***

Leia mais

Classificação de Angle: A Oclusão Normal; B Maloclusão Classe I; C Maloclusão Classe II; D Maloclusão Classe III

Classificação de Angle: A Oclusão Normal; B Maloclusão Classe I; C Maloclusão Classe II; D Maloclusão Classe III CLASSIFICAÇÃO DE ANGLE Edward Harthey Angle (Dental Cosmos, 1899), baseando-se nas relações ântero-posteriores, classificou as maloclusões de acordo com os primeiros molares permanentes, pois eles são

Leia mais

Arcos, Fios e Molas. Variação de Arcos de Nitinol Variação de Arcos de Aço Diversos Fios em Vareta Variedade de Molas de Nitinol

Arcos, Fios e Molas. Variação de Arcos de Nitinol Variação de Arcos de Aço Diversos Fios em Vareta Variedade de Molas de Nitinol Arcos, Fios e Molas Variação de Arcos de Nitinol Variação de Arcos de Aço Diversos Fios em Vareta Variedade de Molas de Nitinol 38 Arcos de Nitinol Termo Ativado Este fio é ativado pelo calor da boca e

Leia mais

AVALIAÇÃO DA PROFUNDIDADE PALATINA NOS PACIENTES PORTADORES DE MORDIDA CRUZADA POSTERIOR*

AVALIAÇÃO DA PROFUNDIDADE PALATINA NOS PACIENTES PORTADORES DE MORDIDA CRUZADA POSTERIOR* ARTIGO AVALIAÇÃO DA PROFUNDIDADE PALATINA NOS PACIENTES PORTADORES DE MORDIDA CRUZADA POSTERIOR* EVALUATION OF DEPTH PALATINE IN POSTERIOR CROSSBITE PATIENTS Braga, Fábio Leivas** Letti, Helen Carolina

Leia mais

ATLAS DE CONFECÇÃO DE DISPOSIIVOS MECÂNICOS

ATLAS DE CONFECÇÃO DE DISPOSIIVOS MECÂNICOS ATLAS DE CONFECÇÃO DE DISPOSIIVOS MECÂNICOS Registro ANVISA nº 80519210001 Relação dos componentes do Sistema SAO Registro ANVISA dos componentes do Sistema SAO: 80519210001 Edição 1208-00-01 Página 1

Leia mais

Prof. Gustavo Hauber Gameiro. GRUPO DE ESTUDOS AVANÇADOS EM ORTODONTIA

Prof. Gustavo Hauber Gameiro.  GRUPO DE ESTUDOS AVANÇADOS EM ORTODONTIA www.andradegameiro.com.br G E A O GRUPO DE ESTUDOS AVANÇADOS EM ORTODONTIA BIOMECÂNICA AVANÇADA Técnica do Arco Segmentado Aliada à Ortodontia Straight-wire Contemporânea Prof. Gustavo Hauber Gameiro Objetivos

Leia mais

DENTAL PRESS INTERNATIONAL

DENTAL PRESS INTERNATIONAL MARINGÁMaringá / 2013 2013 1 a Reimpressão DENTAL PRESS INTERNATIONAL 2013 by Dental Press Editora Todos os direitos para a língua portuguesa reservados pela Dental Press Editora Ltda. Nenhuma parte desta

Leia mais

COLEÇÃO MANUAIS DA ODONTOLOGIA

COLEÇÃO MANUAIS DA ODONTOLOGIA COLEÇÃO MANUAIS DA ODONTOLOGIA Características normais da oclusão na dentadura decídua CAPÍTULO 2 O que você irá ver neste capítulo: Alessandra Castro Alves Tatiana Kelly da Silva Fidalgo Introdução Análise

Leia mais

Causas e Conseqüências da mastigação unilateral e métodos de diagnóstico do lado mastigatório com enfoque na reabilitação neuroclusal.

Causas e Conseqüências da mastigação unilateral e métodos de diagnóstico do lado mastigatório com enfoque na reabilitação neuroclusal. Causas e Conseqüências da mastigação unilateral e métodos de diagnóstico do lado mastigatório com enfoque na reabilitação neuroclusal. RAFAEL FERREIRA* *CURSO EXTENSIVO EM ORTOPEDIA FUNCIONAL DOS MAXILARES

Leia mais

OCLUSÃO OCLUSÃO ESPECIALIZAÇÃO ORTODONTIA ORTOGEO - SJC MALOCLUSÃO OCLUSÃO OCLUSÃO 10/02/2010

OCLUSÃO OCLUSÃO ESPECIALIZAÇÃO ORTODONTIA ORTOGEO - SJC MALOCLUSÃO OCLUSÃO OCLUSÃO 10/02/2010 ESPECIALIZAÇÃO ORTODONTIA ORTOGEO - SJC Ms. Valdeci Lima OCLUSÃO Relação dinâmica, morfológica e funcional entre todos os componentes do sistema mastigatório, incluindo os dentes, tecidos moles de suporte,

Leia mais

Utilização da barra transpalatina na correção da má-oclusão de Classe II durante a dentição mista

Utilização da barra transpalatina na correção da má-oclusão de Classe II durante a dentição mista Ortoclínica Utilização da barra transpalatina na correção da má-oclusão de Classe II durante a dentição mista Angle Class II correction using the transpalatal arch during early treatment Ewaldo Luiz de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CCS ODT - CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA P L A N O D E E N S I N O. Odontologia

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CCS ODT - CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA P L A N O D E E N S I N O. Odontologia UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CCS ODT - CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA P L A N O D E E N S I N O DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Semestre: 2011-2 Nome da disciplina Departamento ODT7010

Leia mais

Prevenção ao seu alcance!

Prevenção ao seu alcance! Prevenção ao seu alcance! Nite-Guide 5 a 7 anos Occlus-o-Guide 8 a 12 anos Ortho-T acima12 anos TM ORTHO tain Healthy Start é uma linha de aparelhos Ortopédicos da Ortho-Tain, com função de Prevenir e

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA - INNOVARE

ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA - INNOVARE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA - INNOVARE DISCIPLINAS DO CURSO, CARGA HORÁRIA E PROFESSOR RESPONSÁVEL 1º SEMESTRE: Total = 348h Disciplina Carga Horária Créditos Docente Responsável Ortodontia Básica 48h

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS ORTODONTIA CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS 31) Sobre a estética do sorriso, assinale a alternativa incorreta. a) O processo de envelhecimento também resulta na redução de exposição gengival. b) É normal que,

Leia mais

SÃO LEOPOLDO MANDIC Faculdade de Odontologia Disciplina de Ortodontia 5º Período - 3º Ano 2012

SÃO LEOPOLDO MANDIC Faculdade de Odontologia Disciplina de Ortodontia 5º Período - 3º Ano 2012 PLACAS ORTODÔNTICAS São aparelhos de resina acrílica, utilizados nas arcadas maxilar e / ou mandibular, e que contém um determinado acessório para produzir uma pequena correção, ou visam obter a prevenção

Leia mais

INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Na imagem radiográfica de um dente íntegro todas as partes são facilmente identificáveis, pois já conhecemos a escala de radiopacidade. Agora começamos

Leia mais

Expansão maxilar rápida não cirúrgica em paciente adulto. Uma alternativa possível

Expansão maxilar rápida não cirúrgica em paciente adulto. Uma alternativa possível Caso Clínico Expansão maxilar rápida não cirúrgica em paciente adulto. Uma alternativa possível Gerson Luiz Ulema Ribeiro*, Gustavo da Luz Vieira**, Daltro Ritter***, Orlando Motohiro Tanaka****, André

Leia mais

PAULO MÁRCIO DE MENDONÇA PINHEIRO

PAULO MÁRCIO DE MENDONÇA PINHEIRO PAULO MÁRCIO DE MENDONÇA PINHEIRO AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DENTO-ESQUELÉTICOS OCORRIDOS APÓS O TRATAMENTO DA MORDIDA CRUZADA POSTERIOR, COM O USO DO APARELHO EXPANSOR FIXO TIPO QUADRIHÉLICE AVALIAÇÃO DOS

Leia mais

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico.

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico. Introdução CONTENÇÕES EM ORTODONTIA em ortodontia é o procedimento para manter um dente recém- movimentado em posição por um período suficientemente prolongado para assegurar a manutenção da correção ortodôntica

Leia mais

Instituto Latino Americano de Pesquisa e Ensino Odontológico. Juliane Aparecida de Modesti

Instituto Latino Americano de Pesquisa e Ensino Odontológico. Juliane Aparecida de Modesti Instituto Latino Americano de Pesquisa e Ensino Odontológico Juliane Aparecida de Modesti Mordida cruzada posterior: diagnóstico, tratamento e prognóstico. Revisão de literatura. CURITIBA 2013 Juliane

Leia mais

CURSOS ICMDS Biomecânica e Diagnóstico em Ortodontia I

CURSOS ICMDS Biomecânica e Diagnóstico em Ortodontia I CURSOS ICMDS Biomecânica e Diagnóstico em Ortodontia I OBJECTIVOS Gerais: Proporcionar ao Ortodontista meios para tratar casos complexos de maneira simples, objectiva e racional; Aplicar esta filosofia

Leia mais

Data de atualização: 19/10/2016

Data de atualização: 19/10/2016 Data de atualização: 19/10/2016 CÓDIGO DESCRIÇÃO DO PROCEDIMENTO VALOR 80060010 AJUSTE OCLUSAL POR SESSAO R$ 0,00 80090010 AJUSTE PROTETICO P/ SESSAO R$ 0,00 80090013 AJUSTES OCLOSAIS E PROXIMAIS EM PONTE

Leia mais

compensatório da no paciente adulto Introdução Fabrício Pinelli Valarelli Karina Maria Salvatore de Freitas Rodrigo Hermont Cançado

compensatório da no paciente adulto Introdução Fabrício Pinelli Valarelli Karina Maria Salvatore de Freitas Rodrigo Hermont Cançado Tratamento compensatório da mordida aberta anterior no paciente adulto Fabrício Pinelli Valarelli Karina Maria Salvatore de Freitas Rodrigo Hermont Cançado Introdução O tratamento da mordida aberta anterior

Leia mais

TRATAMENTO DA MÁ OCLUSÃO DE CLASSE II COM O APARELHO AEB CONJUGADO

TRATAMENTO DA MÁ OCLUSÃO DE CLASSE II COM O APARELHO AEB CONJUGADO TRATAMENTO DA MÁ OCLUSÃO DE CLASSE II COM O APARELHO AEB Class II malocclusion treatment with the maxillary splint appliance Tassiana Mesquita SIMÃO 1, Cleide Borges de JESUS 2, Marcus Vinicius CREPALDI

Leia mais

Trabalho de Conclusão de Curso

Trabalho de Conclusão de Curso Trabalho de Conclusão de Curso Revisão dos protocolos de tratamento para a maloclusão de Classe II de Angle Carla Caroline Pauletto Iannuzzi Universidade Federal de Santa Catarina Curso de Graduação em

Leia mais

TABELA DE COBERTURA 01. DIAGNÓSTICO

TABELA DE COBERTURA 01. DIAGNÓSTICO Garante a manutenção da estética de seu sorriso e a funcionalidade de sua mastigação, através de acesso a todos os tratamentos do PLANO MASTER, além de coberturas exclusivas ARM como clareamento dentário,

Leia mais

BIOMECÂNICA DO MOVIMENTO ORTODÔNTICO. forças que permite o controle do movimento dentário.

BIOMECÂNICA DO MOVIMENTO ORTODÔNTICO. forças que permite o controle do movimento dentário. BIOMECÂNICA DO MOVIMENTO ORTODÔNTICO A biomecânica é uma ciência i básica da Ortodontia e observa 3 áreas essenciais: 1. Estudo do sistema de forças que permite o controle do movimento dentário. 2. Comportamento

Leia mais

Impactação e Erupção Ectópica dc de Caninos Permanentes: Diagnóstico e Terapêutica

Impactação e Erupção Ectópica dc de Caninos Permanentes: Diagnóstico e Terapêutica Impactação e Erupção Ectópica dc de Caninos Permanentes: Considerações Gerais, Diagnóstico e Terapêutica Objetivo Revisar aspectos da etiologia, diagnóstico e conduta clínica para caninos impactados ou

Leia mais

Construção e aplicação da análise de movimentação dentária (VTO) no auxílio à montagem de planos de tratamentos - parte 1.

Construção e aplicação da análise de movimentação dentária (VTO) no auxílio à montagem de planos de tratamentos - parte 1. 480Como se faz Orthodontic Science and Practice. 2012; 5(20):476. André Trevisi Zanelato Ms. em Ortodontia pela Universidade Metodista de São Paulo. Prof. do Curso de Esp. de Ortodontia da Escola de Odontologia

Leia mais

Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa. o superiores e splint removível vel inferior

Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa. o superiores e splint removível vel inferior Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa o superiores e splint removível vel inferior MORO, A.; et al. Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de aço superiores

Leia mais

Correção ortopédica do complexo craniomaxilar através de um controle dental em massa

Correção ortopédica do complexo craniomaxilar através de um controle dental em massa Artigo Traduzido Correção ortopédica do complexo craniomaxilar através de um controle dental em massa Craniomaxillary orthopedic correction with en masse dental control INTRODUÇÃO A correção ortopédica

Leia mais

ORTOPEDIA FUNCIONAL DOS MAXILARES

ORTOPEDIA FUNCIONAL DOS MAXILARES ORTOPEDIA FUNCIONAL DOS MAXILARES LISBOA - 28 JANEIRO DE 2016 A 2 DE DEZEMBRO DE 2016 28 E 29 DE JANEIRO DE 2016 MÓDULO 01 OFM: Definição, Princípios Fundamentais e Características Básicas da Ortopedia

Leia mais

Aparelho Churro Jumper: relato de um caso clínico

Aparelho Churro Jumper: relato de um caso clínico Caso Clínico Aparelho Churro Jumper: relato de um caso clínico Marcos José das Neves*, Ana Carla Raphaelli Nahás**, Wanderson Márcio Itaborahy***, Karina Martins do Valle-Corotti**, Marcus Vinícius dos

Leia mais

TABELA DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS

TABELA DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS TABELA DE S ODONTOLÓGICOS VALOR Dente ou Região Dente/face/ Região Raio-X Periodicidade AutorizaçãoEspecial 81000030 Consulta odontológica R$ 29,58 R ASAI N 6 MESES N N N 81000065 81000073 81000111 81000138

Leia mais

Bimax III Uma alternativa para o tratamento ou contenção ativa nos casos de Classe III precoce

Bimax III Uma alternativa para o tratamento ou contenção ativa nos casos de Classe III precoce 1 imax III Uma alternativa para o tratamento ou contenção ativa nos casos de Classe III precoce imax III n alternative for treatment or active retention in early Class III cases Marcos Janson 1 Paulo Henrique

Leia mais

Resumo para comunicação oral em plenária EXPANSÃO TRANSVERSAL CIRURGICA DA MAXILA EM PACIENTES ADULTOS

Resumo para comunicação oral em plenária EXPANSÃO TRANSVERSAL CIRURGICA DA MAXILA EM PACIENTES ADULTOS Resumo para comunicação oral em plenária EXPANSÃO TRANSVERSAL CIRURGICA DA MAXILA EM PACIENTES ADULTOS Vinícius Matheus Szydloski 1 Angélica Scolari 2 Fernanda Tartas 2 Claiton Giovani Tirello 3 INTRODUÇÃO

Leia mais

Molares Decíduos Decíduos

Molares Decíduos Decíduos Ô Ô Ô Ô Osso Frontal e Ossos Próprios do Nariz. Ô Osso Frontal e Ossos Próprios do Nariz. Ossos Esfenóide e Occipital. Ô Osso Frontal e Ossos Próprios do Nariz. Ossos Esfenóide e Occipital. Meato Acústico

Leia mais

Instrumento de Medida de Proporções (1 Cabo Acetinado Liso, 2 Pontas em T, 2 Pontas

Instrumento de Medida de Proporções (1 Cabo Acetinado Liso, 2 Pontas em T, 2 Pontas Resumo de Caso A paciente, uma afro-americana de 24 anos, apresentou-se com espaçamento excessivo da dentição maxilar anterior e alargamento vestibular com inclinação distal dos dentes caninos. A questão

Leia mais

O CIOF é uma clínica de odontologia especializada que há mais de 13 anos é comprometida com saúde bucal e o bem estar de seus clientes.

O CIOF é uma clínica de odontologia especializada que há mais de 13 anos é comprometida com saúde bucal e o bem estar de seus clientes. A Clínica O CIOF é uma clínica de odontologia especializada que há mais de 13 anos é comprometida com saúde bucal e o bem estar de seus clientes. Localizada nas cidades de Fortaleza, Itapipoca e Pentecoste,

Leia mais

Aparelho para apnéia obstrutiva do sono

Aparelho para apnéia obstrutiva do sono Dica Clínica Aparelho para apnéia obstrutiva do sono Ligiane Vieira Tokano Ramos*, Laurindo Zanco Furquim** A apnéia obstrutiva do sono é conhecida como um distúrbio respiratório crônico, progressivo,

Leia mais

FACULDADE DE ODONTOLOGIA CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO SÃO LEOPOLDO MANDIC DISCIPLINA ORTODONTIA - OD-26-5º PERÍODO 3º ANO ANO LETIVO 2012.

FACULDADE DE ODONTOLOGIA CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO SÃO LEOPOLDO MANDIC DISCIPLINA ORTODONTIA - OD-26-5º PERÍODO 3º ANO ANO LETIVO 2012. FACULDADE DE ODONTOLOGIA CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO SÃO LEOPOLDO MANDIC DISCIPLINA ORTODONTIA - OD-26-5º PERÍODO 3º ANO ANO LETIVO 2012. 1 FACULDADE DE ODONTOLOGIA SÃO LEOPOLDO MANDIC CALENDÁRIO ESCOLAR -

Leia mais

Finalização e Detalhamento com um Sistema de Aparelho Pré-ajustado

Finalização e Detalhamento com um Sistema de Aparelho Pré-ajustado Artigo Traduzido Finalização e Detalhamento com um Sistema de Aparelho Pré-ajustado Finishing and Detailing with a Preadjusted Appliance System * Artigo traduzido - J Clin Orthod, v. 25, n. 4, pp. 251-264,

Leia mais

Qual a importância clínica da montagem em articulador dos modelos de gesso dos pacientes ortodônticos?

Qual a importância clínica da montagem em articulador dos modelos de gesso dos pacientes ortodônticos? Jurandir A. Barbosa responde Qual a importância clínica da montagem em articulador dos modelos de gesso dos pacientes ortodônticos? Dr. Danilo Furquim Siqueira Editor da Revista Clínica Dental Press...

Leia mais

Aparelhos ortodônticos removíveis passado, presente e futuro

Aparelhos ortodônticos removíveis passado, presente e futuro 497 parelhos ortodônticos removíveis passado, presente e futuro Removable orthodontic appliances past, present and future Magali Guedes de Souza 1 Carlos Sechi Goulart 2 ndresa Nolla de Matos Furtado 3

Leia mais

MANUTENÇÃO DE ESPAÇO 1. INTRODUÇÃO

MANUTENÇÃO DE ESPAÇO 1. INTRODUÇÃO MANUTTENÇÃO DE ESPAÇO 1. INTRODUÇÃO A manutenção de espaço constitui uma das atividades de maior importância na prevenção das maloclusões. O objetivo da dentição decídua é manter o perímetro do arco para

Leia mais

Ajuste oclusal na Ortodontia: por que, quando e como?

Ajuste oclusal na Ortodontia: por que, quando e como? T ó p i c o Es p e c i a l Ajuste oclusal na Ortodontia: por que, quando e como? Roberto Carlos Bodart Brandão*, Larissa Bustamante Capucho Brandão** Resumo Introdução: o conhecimento sobre oclusão dentária

Leia mais

Avaliação da inclinação dentoalveolar e dimensões do arco superior em mordidas cruzadas posteriores tratadas com aparelho expansor removível e fixo

Avaliação da inclinação dentoalveolar e dimensões do arco superior em mordidas cruzadas posteriores tratadas com aparelho expansor removível e fixo A r t i g o I n é d i t o Avaliação da inclinação dentoalveolar e dimensões do arco superior em mordidas cruzadas posteriores tratadas com aparelho expansor removível e fixo Ary dos Santos-Pinto*, Talita

Leia mais

FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA CETASE

FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA CETASE FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA CETASE CENTRO DE ESTUDOS E TRATAMENTO DAS ALTERAÇÕES FUNCIONAIS DO SISTEMA ESTOMATOGNÁTICO Área de Prótese Fixa e Escultura Dental FICHA CLÍNICA 1 - Dados Pessoais

Leia mais

Avaliação Estética de Prof. Dr. Fernando Mandarino. Nome do Paciente:, Data: / /.

Avaliação Estética de Prof. Dr. Fernando Mandarino. Nome do Paciente:, Data: / /. Avaliação Estética de Prof. Dr. Fernando Mandarino Nome do Paciente:, Data: / /. 1. Questões Preliminares 1.1 Se houvesse algo que você pudesse fazer para modificar seu sorriso, o que seria? 1.2 Você prefere

Leia mais

Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa. subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações

Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa. subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações 1 INTRODUÇÃO Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações desse padrão. Vale a pena relembrarmos a definição

Leia mais

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA 1 ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA INTRODUÇÃO O período da dentição mista inicia-se por volta dos 6 anos de idade com a erupção dos primeiros molares permanentes, e termina ao redor dos 12 anos de idade, com

Leia mais

COD DESCRIÇÃO Us Local Us Interc Critérios Técnicos e Observações

COD DESCRIÇÃO Us Local Us Interc Critérios Técnicos e Observações UNIODONTO ARARAQUARA COOPERATIVA DE TRABALHO ODONTOLÓGICO TABELA UNIODONTO TUSS 01 de Julho de 2013 COD DESCRIÇÃO Us Us Interc Critérios Técnicos e Observações DIAGNÓSTICO - ATIVIDADES 81000030 Consulta

Leia mais

TABELAS DE ESTOMATOLOGIA

TABELAS DE ESTOMATOLOGIA Circular nº 1 / 2006 TABELAS DE ESTOMATOLOGIA 1) Junto enviamos Resumo de Tabelas de Estomatologia, actualizadas a esta data. 2) Reiteramos o disposto no funcionamento desta especialidade, lembrando que

Leia mais

Aparelhos Ortodônticos Removíveis com Alta Retenção

Aparelhos Ortodônticos Removíveis com Alta Retenção Aparelhos Ortodônticos Removíveis com Alta Retenção Um novo conceito de ver e atuar com os aparelhos ortodônticos removíveis José Roberto Ramos Na maioria dos casos, o emprego dos aparelhos ortodônticos

Leia mais

PARÂMETROS ESTÉTICOS DENTES ANTERIORES E FUNCIONAIS DOS CAPÍTULO

PARÂMETROS ESTÉTICOS DENTES ANTERIORES E FUNCIONAIS DOS CAPÍTULO PARÂMETROS ESTÉTICOS E FUNCIONAIS DOS DENTES ANTERIORES 12 CAPÍTULO ANATOMIA E ESCULTURA DENTAL COLEÇÃO APDESPBR VOLUME I CONCEITOS 299 ANATOMIA E ESCULTURA DENTAL SENSAÇÕES ALINHAMENTO AXIAL BILATERAL

Leia mais

CURSOS ICMDS INICIAÇÃO À ORTODONTIA com autoligados

CURSOS ICMDS INICIAÇÃO À ORTODONTIA com autoligados CURSOS ICMDS INICIAÇÃO À ORTODONTIA com autoligados OBJECTIVOS O curso básico de Ortodontia tem por objetivo possibilitar o Médico Dentista, por meio de conhecimento e treino técnico científico, através

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA AVALIAÇÃO CLÍNICA DO TRATAMENTO DA MORDIDA CRUZADA POSTERIOR FUNCIONAL, REALIZADO ATRAVÉS DE AJUSTE OCLUSAL, POR MEIO DE DESGASTE SELETIVO, EM PACIENTES NA FASE DE

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE

UNIVERSIDADE PAULISTA FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE UNIVERSIDADE PAULISTA FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE Brasilia UNIP Prof. Dr. Ricardo F. Paulin ANÁLISE FACIAL ð Interdependência Beleza Facial x Oclusão ð Inadequação do padrão dento-esquelético na avaliação

Leia mais

Stomatos ISSN: Universidade Luterana do Brasil Brasil

Stomatos ISSN: Universidade Luterana do Brasil Brasil Stomatos ISSN: 1519-4442 ppgpediatria@ulbra.br Universidade Luterana do Brasil Brasil Ribeiro dos Santos Gerzson, Darlene; Frantz Nobre, Daniela Aplicações clínicas e vantagens da placa labioativa: uma

Leia mais

CENTRO DE PESQUISAS ODONTOLÓGICAS FACULDADE DE ODONTOLOGIA SÃO LEOPOLDO MANDIC

CENTRO DE PESQUISAS ODONTOLÓGICAS FACULDADE DE ODONTOLOGIA SÃO LEOPOLDO MANDIC CENTRO DE PESQUISAS ODONTOLÓGICAS FACULDADE DE ODONTOLOGIA SÃO LEOPOLDO MANDIC MANUAL DO DOCENTE Disciplina de Ortodontia PROFESSORES ENDEREÇO ELETRÔNICO HÉLIO ALMEIDA DE MORAES hmoraes@mpcnet.com.br VALMIR

Leia mais

pág. 1 Rua Caruaru, casa 1 - Grajaú - Rio de Janeiro / RJ

pág. 1 Rua Caruaru, casa 1 - Grajaú - Rio de Janeiro / RJ Planos de Cera março. 2014 pág. 1 PLANOS DE ORIENTAÇÃO Pode-se dizer que a fase do plano de cera equivale à confecção de um projeto de engenharia. Essa fase deve ser atentamente observada, avaliada e,

Leia mais

Correção da má oclusão classe II, com mordida profunda, utilizando batente anterior

Correção da má oclusão classe II, com mordida profunda, utilizando batente anterior Relato de Caso Clínico Correção da má oclusão classe II, com mordida profunda, utilizando batente anterior Correction of class II with deep overbite using anterior plates Glaucivânia Oliveira da Silva

Leia mais

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL Caso Clínico IGC: 17 Classe II Divisão 1 de Angle, com Retrusão Maxilar, Apinhamento Inferior e Caninos Superiores Impactados Paciente: Pimenta, L. T.

Leia mais

ANEXO II TABELA DO IAMESC. Valor do CHO em reais- R$0,32 CLÍNICO GERAL

ANEXO II TABELA DO IAMESC. Valor do CHO em reais- R$0,32 CLÍNICO GERAL ANEXO II TABELA DO IAMESC Valor do CHO em reais- R$0,32 CLÍNICO GERAL COD PROCEDIMENTOS CHO Valor seg. Valor inst. Valor total 01 70110000 Consulta Inicial 157 15,07 35,16 50,24 02 70115000 Profilaxia

Leia mais

- ADITEME - Atendimento Especial de Pacientes com Disfunção da Articulação Temporomandibular. Conceitos Restauradores de Oclusão: - Relação Cêntrica;

- ADITEME - Atendimento Especial de Pacientes com Disfunção da Articulação Temporomandibular. Conceitos Restauradores de Oclusão: - Relação Cêntrica; Universidade Federal de Pelotas Faculdade de Odontologia Extensão Universitária - ADITEME - Atendimento Especial de Pacientes com Disfunção da Articulação Temporomandibular Conceitos Restauradores de Oclusão:

Leia mais

UNIODONTO PORTO ALEGRE

UNIODONTO PORTO ALEGRE UNIODONTO PORTO ALEGRE CÓDIGO PROCEDIMENTO U.S. Flex 30% GRUPO Valor da US 0,32 Coeficiente 0,30 87000032 CONDICIONAMENTO EM ODONTOLOGIA PARA PACIENTES COM NECESSIDADES ESPECIAIS 72,00 R$ 6,91 CONSULTAS

Leia mais

incisivos inferiores 1,3,4,6. Há também um movimento do nariz para frente, tornando o perfil facial menos côncavo e, conseqüentemente,

incisivos inferiores 1,3,4,6. Há também um movimento do nariz para frente, tornando o perfil facial menos côncavo e, conseqüentemente, Série Aparelhos Ortodônticos MÁSCARA FACIAL INTRODUÇÃO Inúmeras formas de tratamento têm sido relatadas para a correção precoce da má oclusão de Classe III. No entanto, talvez por muitos casos necessitarem

Leia mais

RADIOLOGIA EM ORTODONTIA

RADIOLOGIA EM ORTODONTIA RADIOLOGIA EM ORTODONTIA Sem dúvida alguma, o descobrimento do RX em 1.895, veio revolucionar o diagnóstico de diversas anomalias no campo da Medicina. A Odontologia, sendo área da saúde, como não poderia

Leia mais

ELEMENTOS ESSENCIAIS DIAGNÓSTICO. Prof. Hélio Almeida de Moraes.

ELEMENTOS ESSENCIAIS DIAGNÓSTICO. Prof. Hélio Almeida de Moraes. ELEMENTOS ESSENCIAIS DE DIAGNÓSTICO Prof. Hélio Almeida de Moraes. ÍNDICE INTRODUÇÃO 1 Documentação do Paciente: 2 1- Ficha Clínica:- 2 A- Identificação: 2 B- Anamnese: 3 História da Família 3 História

Leia mais

Utilização de ancoragem esquelética indireta para verticalização de molares inferiores

Utilização de ancoragem esquelética indireta para verticalização de molares inferiores Caso Clínico Utilização de ancoragem esquelética indireta para verticalização de molares inferiores Rafael de Faria Bicalho*, Jaime Sampaio Bicalho**, Marcos Laboissière Jr.*** Resumo Um movimento particularmente

Leia mais

APARELHO ORTODÔNTICO-ORTOPÉDICO DE PROTRAÇÃO MAXILAR MULTIFUNCIONAL OMA- SERRA (ORTHOPEDICAL MULTIFUNCTIONAL)

APARELHO ORTODÔNTICO-ORTOPÉDICO DE PROTRAÇÃO MAXILAR MULTIFUNCIONAL OMA- SERRA (ORTHOPEDICAL MULTIFUNCTIONAL) FÁBIO CAMPOS SERRA APARELHO ORTODÔNTICO-ORTOPÉDICO DE PROTRAÇÃO MAXILAR MULTIFUNCIONAL OMA- SERRA (ORTHOPEDICAL MULTIFUNCTIONAL) Patente apresentada ao Centro de Pós- Graduação / C.P.O. São Leopoldo Mandic,

Leia mais

Uso de placa de levante fixa como método alternativo para a colagem dos acessórios nos dentes anteriores

Uso de placa de levante fixa como método alternativo para a colagem dos acessórios nos dentes anteriores RELATO DE CASO Uso de placa de levante fixa como método alternativo para a colagem dos acessórios nos dentes anteriores Use of fixed bite plane as an alternative method for bonding accessories in anterior

Leia mais

Arco lingual como mantenedor de espaço na perda precoce de dentes decíduos

Arco lingual como mantenedor de espaço na perda precoce de dentes decíduos Arco lingual como mantenedor de espaço na perda precoce de dentes decíduos Lingual arch as a maintaining space in premature loss of deciduous teeth Fernanda do Santos Gatti * Marcia Angelica Peter Maahs

Leia mais

RELEVO E MORFOLOGIA DENTAL

RELEVO E MORFOLOGIA DENTAL RELEVO E MORFOLOGIA DENTAL DidaAcamente dividimos a coroa dental em terços e senado de visualização. Face vesabular ou lingual -- horizontal: terço mesial, médio e distal -- veracal: terço oclusal ou incisal,

Leia mais

Controle da dimensão vertical com o aparelho removível conjugado à ancoragem extrabucal no tratamento da Classe II, 1ª divisão

Controle da dimensão vertical com o aparelho removível conjugado à ancoragem extrabucal no tratamento da Classe II, 1ª divisão Caso Clínico Controle da dimensão vertical com o aparelho removível conjugado à ancoragem extrabucal no tratamento da Classe II, 1ª divisão José Fernando Castanha Henriques* Arnaldo Pinzan** Renato Rodrigues

Leia mais

Reabilitação Neuro-Oclusal e Leis Planas de Desenvolvimento do Sistema Estomatognático. Neuro-oclusion Rehabilitation and Planas Laws of Development.

Reabilitação Neuro-Oclusal e Leis Planas de Desenvolvimento do Sistema Estomatognático. Neuro-oclusion Rehabilitation and Planas Laws of Development. Reabilitação Neuro-Oclusal e Leis Planas de Desenvolvimento do Sistema Estomatognático. Neuro-oclusion Rehabilitation and Planas Laws of Development. NEI COSSIO SENANDES Cirurgião Dentista formado pela

Leia mais

UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO. Departamento Odontologia

UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO. Departamento Odontologia UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Nome da disciplina Cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial II Departamento Odontologia

Leia mais

Tratamento da Má Oclusão de Classe II com Extração de Pré-Molares Superiores

Tratamento da Má Oclusão de Classe II com Extração de Pré-Molares Superiores Tratamento da Má Oclusão de Classe II com Extração de Pré-Molares Superiores *Adriano Cesar Trevisi Zanelato, **Reginaldo Cesar Trevisi Zanelato, ***André Trevisi Zanelato, ****Fernanda M. Machado Bastia.

Leia mais

Prefaciar um livro é uma imensa responsabilidade, porque você endossa a obra que está sendo apresentada à comunidade científica como um todo.

Prefaciar um livro é uma imensa responsabilidade, porque você endossa a obra que está sendo apresentada à comunidade científica como um todo. e Cirurgião-Dentista, que desempenha as duas atividades como poucos. Nos últimos anos, passamos a ter mais contato, o que para mim foi uma imensa satisfação ter o professor Hilton como aluno no nosso curso

Leia mais

FECHAMENTO DE DIASTEMA ENTRE INCISIVOS CENTRAIS PERMANENTES COM TRATAMENTO ORTODÔNTICO ASSOCIADO À RESTAURAÇÃO ADESIVA E CIRURGIA GENGIVAL

FECHAMENTO DE DIASTEMA ENTRE INCISIVOS CENTRAIS PERMANENTES COM TRATAMENTO ORTODÔNTICO ASSOCIADO À RESTAURAÇÃO ADESIVA E CIRURGIA GENGIVAL Vol.3,n.1,pp.24-29 (Jun - Ago 2013) Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research - FECHAMENTO DE DIASTEMA ENTRE INCISIVOS CENTRAIS PERMANENTES COM TRATAMENTO ORTODÔNTICO ASSOCIADO À RESTAURAÇÃO ADESIVA

Leia mais

OCLUSÃO! ! Posições mandibulares. ! Movimentos mandibulares. ! Equilíbrio de forças atuantes - vestibulolingual

OCLUSÃO! ! Posições mandibulares. ! Movimentos mandibulares. ! Equilíbrio de forças atuantes - vestibulolingual Universidade de Brasília Departamento de Odontologia OCLUSÃO! NOÇÕES DE OCLUSÃO! Estudo das relações estáticas e dinâmicas entre as estruturas do sistema mastigatório!! Movimentos mandibulares Disciplina

Leia mais

BIONATOR DE BALTERS: REVISÃO DE LITERATURA RESUMO

BIONATOR DE BALTERS: REVISÃO DE LITERATURA RESUMO 136 BIONATOR DE BALTERS: REVISÃO DE LITERATURA Prof Fábio André Werlang 1 Prof Marcos Massaro Takemoto 2 Prof Elton Zeni 3 RESUMO O tratamento ortodôntico tem seus resultados avaliados através da conquista

Leia mais

REVISÃO DA LITERATURA

REVISÃO DA LITERATURA REVISÃO DA LITERATURA Revisão da Literatura 5 2. REVISÃO DA LITERATURA Para uma melhor visualização e clareza do conteúdo da revisão da literatura,separamos em dois tópicos : 2.1 expansão rápida da maxila

Leia mais

Crescimento da Mandíbula. Cartilagem de Meckel e Mandíbula Óssea

Crescimento da Mandíbula. Cartilagem de Meckel e Mandíbula Óssea Cartilagem de Meckel e Mandíbula Óssea O primeiro par de arcos branquiais é o precursor da maxila e da mandíbula Porém, a maxila é derivada de uma pequena proeminência deste arco branquial, muito menor

Leia mais

Planejamento em Cirurgia Ortognática Combinada

Planejamento em Cirurgia Ortognática Combinada Planejamento em Cirurgia Ortognática Combinada Fabiano Caetano Brites * Atualmente, a cirurgia ortognática tem objetivos tanto funcionais como estéticos. Os objetivos funcionais incluem melhora na mastigação,

Leia mais

Link com caso clínico - USA

Link com caso clínico - USA The clinical aplication of a tooth-size analysis. Am. J. Orthod 48(7) 504-29, July, 1962 Efeitos da discrepância de volume dental no relacionamento inter-arcos Diâmetro mésio-distal Relacionamento inter-arcos

Leia mais

Ocorrência de maloclusão e necessidade de tratamento ortodôntico na dentição decídua

Ocorrência de maloclusão e necessidade de tratamento ortodôntico na dentição decídua ORIGINAL ORIGINAL Ocorrência de maloclusão e necessidade de tratamento ortodôntico na dentição decídua Malocclusion and the need for its orthodontic treatment in deciduous dentition Kátia do Prado FERNANDES

Leia mais