Utilização da internet: uma prática relativamente recente

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Utilização da internet: uma prática relativamente recente"

Transcrição

1 2. PRÁTICAS E MOTIVAÇÕES DE USO DA INTERNET Utilização da internet: uma prática relativamente recente A utilização da internet pelos portugueses é, na maioria dos casos, relativamente recente. Cerca de 60% declararam ter usado pela primeira vez este recurso após 1998; enquanto 23% referem que esse dia ocorreu entre 1996 e É bastante residual o número de utilizadores mais antigos, sendo contudo de notar que uma percentagem não negligenciável (12%) não consegue situar no tempo o seu primeiro contacto com a internet, pelo que o grupo dos utilizadores mais antigos poderá ser eventualmente ligeiramente superior. Quadro 2.1 Data da primeira utilização da internet Ano em que utilizou pela primeira vez a internet n % antes de ,7 de 1996 a ,4 a partir de ,7 Ns/nr 86 12,3 Total ,0 Internet e correio electrónico: a maioria utiliza ambos Em Portugal, a grande maioria dos utilizadores da internet fazem também uso do correio electrónico. Não chega a 30% o peso relativo dos cibernautas que não recorre às funcionalidades do , restringindo o seu uso da plataforma web à consulta de sítios ou chats. Nesse sentido, um pouco mais de 1

2 70% dos utilizadores da internet usam tanto a internet como o correio electrónico, sendo bastante residual o número daqueles que usam em exclusivo o correio electrónico, não acedendo a qualquer outro tipo de funcionalidades. Quadro 2.2 Utilização da internet e/ou correio electrónico Utiliza ou já utilizou a internet e/ou o correio electrónico ( )? n % Sim, só a internet ,1 Sim, só o correio electrónico ( ) 12 1,6 Sim, ambos ,2 Total ,0 A utilização da internet como prática quase quotidiana A frequência de ligação à internet é, em média, relativamente elevada entre aqueles que se declaram utilizadores deste recurso: 36% referem utilizálo todos os dias, 25% 1 a 2 vezes por semana e 20% 3 a 4 vezes por semana. São apenas cerca de 18% aqueles que declaram utilizações mais esporádicas (uma vez por mês ou menos). De registar ainda que é totalmente insignificante o número de declarações de abandono do uso da internet. O acesso ao correio electrónico obedece a padrão semelhante, indicando que as duas operações estão claramente associadas (como é aliás apontado no ponto anterior). 2

3 Quadro 2.3 Frequência de utilização de internet e correio electrónico Frequência de utilização de internet Frequência de utilização de correio electrónico ( ) n % n % Todos os dias , ,3 3 ou 4 vezes por semana , ,0 1 ou 2 vezes por semana , ,4 Pelo menos uma vez por mês 75 10, ,6 Menos do que uma vez por mês 61 8,7 40 7,8 Total , ,0 Entre os utilizadores regulares, o tempo de ligação semanal à internet é relativamente diversificado, registando-se ainda assim alguma incidência nos escalões mais elevados (correspondentes a uma maior intensidade na utilização dos recursos web). Cerca de 16% não chegam a estar ligados mais de uma hora semanal, quase 30% referem entre 1 a 3 horas de ligação e 16% entre 3 a 5 horas. Mas, em conjunto, os utilizadores que declaram mais de 5 horas semanais de ligação à internet representam quase 38% do conjunto de respostas. Em termos médios, os utilizadores da internet despenderão semanalmente 6 horas e 30 minutos na internet, a maioria das quais dedicadas a pesquisas em sítios. A utilização do correio electrónico ocupa, em média, cerca de 2 horas e 40 minutos. Entre aqueles que usam o correio electrónico, 37% consultam-no todos os dias, 22% 3 a 4 vezes por semana e 21% 1 a 2 vezes na semana. São portanto apenas cerca de 19% os que declaram não aceder ao pelo menos uma vez por semana. 3

4 Quadro 2.4 Tempos de utilização da internet e do correio electrónico n % Até 1 hora 92 16,7 de 1,1 a 3 horas ,6 Horas que passa por semana na internet Minutos por semana de utilização do correio electrónico de 3,1 a 5 horas 88 15,9 de 5,1 a 9 horas 81 14,7 de 9,1 a 15 horas 80 14,5 15,1 e + horas 48 8,7 Total ,0 Até 30 minutos 86 21,0 De de 31 a 60 minutos ,3 De 61 a 90 minutos 18 4,4 De 91 a 180 minutos ,6 De 181 a 360 minutos 51 12,5 361 e + minutos 42 10,1 Total ,0 Locais privilegiados de acesso: a casa e o local de trabalho / estudo Os espaços privilegiados para a utilização da internet são o local de trabalho, o domicílio e, no caso dos estudantes, a escola / universidade. Apenas cerca de ¼ dos utilizadores da internet declaram (também) aceder noutros locais, sendo de entre estes de destacar a casa de familiares ou amigos e, em menor escala, os cyber-cafés e outros locais públicos. Em qualquer destas situações trata-se de utilizações relativamente esporádicas e pouco demoradas (na maioria dos casos não mais do que uma hora). 4

5 Quadro 2. 5 Frequência de utilização da internet em diversos locais Em casa No trabalho Na escola/universi dade Em casa de amigos ou familiares Em locais públicos (bibliotecas/ museus) Em cybercafés n % n % n % n % n % n % Todos os dias , ,4 20 2,8 5 0,7 3 0,4 0 0,0 3 ou 4 vezes por semana 86 12,4 56 8,0 33 4,7 10 1,4 11 1,5 3 0,4 1 ou 2 vezes por semana ,8 44 6,3 64 9,2 28 4,1 13 1,9 16 2,3 Pelo menos uma vez por mês 22 3,1 18 2,5 29 4,2 38 5,4 11 1,5 16 2,3 Menos do que uma vez por mês 18 2,5 11 1,5 30 4,3 59 8,4 21 3,0 22 3,1 Nunca , , , , , ,9 N.A , , Total , , , , , ,0 O acesso em casa ou no local de trabalho assume, pelo contrário, um carácter eminentemente quotidiano. De entre os que declaram utilizar a plataforma web no contexto doméstico, quase 40% fazem-no diariamente, não chegando a 10% aqueles que referem utilizações de uma ou menos vezes por mês. A regularidade de utilização no local de trabalho é ainda superior. Cerca de metade destes utilizadores refere acessos diários. Já entre os estudantes que declaram recorrer à internet a partir da escola / universidade, a frequência dessa prática é menor, na maioria dos casos de 1 a 2 vezes na semana. No que toca especificamente à utilização do correio electrónico, o padrão é mais uma vez bastante semelhante, sendo apenas de notar a ainda maior raridade dos acessos ao noutros contextos para além do doméstico, profissional ou escolar. O recurso a serviços WAP acesso à internet através do telemóvel é ainda muito pouco usual entre os portugueses. Declararam-no menos de 8% dos inquiridos, sendo que, entre os utilizadores frequentes deste tipo de funcionalidade, o tempo médio de acesso semanal por esta via é de cerca de 84 minutos. 5

6 As actividades na internet: informação e lazer Observando de forma mais pormenorizada o tipo de actividades desenvolvidas com recurso à internet ou ao correio electrónico, destaca-se desde logo a navegação sem objectivos concretos (65%). A consulta de bibliotecas, enciclopédias, etc. (48%), a participação em chats ou newsgroups (39%) e a consulta de notícias em particular na imprensa geral (39%), mas também na desportiva assume igualmente lugar de destaque. Ainda relativamente frequente é a utilização da plataforma web para o download de músicas e software de rede, bem como a pesquisa de informação, muito em especial sobre espectáculos, viagens, serviços públicos, cidades ou cursos de formação. A potenciação dos recursos da internet e do correio electrónico para estabelecer contactos com amigos, para jogar videojogos ou ainda para realizar operações bancárias, embora menos comum, é ainda de destacar. Já no que diz respeito a actividades como a procura de emprego ou casa, ou ainda a compra/reserva de bens e serviços através da internet, o grau de adesão dos cibernautas portugueses é mais reduzido (rondando em geral os 10%). É, aliás, bastante raro o recurso à internet a fim de participar num leilão ou comprar produtos alimentícios ou de limpeza, tal como também acontece no que toca à participação de concursos on line ou à realização de telefonemas através da internet. 6

7 Quadro 2.6 Actividades realizadas utilizando a internet ou o correio electrónico Actividades que realiza utilizando a internet ou o correio electrónico Sim Não Total n % n % n % Navegar pela internet sem objectivos concretos , , ,0 Consultar bibliotecas, enciclopédias, dicionários atlas , , ,0 Participar em chats ou "newsgroups" , , ,0 Inteirar-se de notícias na imprensa geral , , ,0 Descarregar músicas da internet , , ,0 Pesquisar informação sobre espectáculos programados , , ,0 Fazer download de software da rede , , ,0 Inteirar-se de notícias desportivas , , ,0 Pesquisar informação sobre viagens , , ,0 Pesquisar informação sobre serviços públicos , , ,0 Pesquisar informação sobre a sua cidade , , ,0 Pesquisar informação sobre cursos de formação , , ,0 Realizar operações com o seu banco , , ,0 Contactar com amigos quando está desanimado , , ,0 Combinar ou marcar saídas com amigos , , ,0 Jogar videojogos pela internet , , ,0 Transmitir cartões electrónicos de felicitações , , ,0 Pesquisar informação sobre saúde , , ,0 Pesquisar informação sobre a sua associação profissional , , ,0 Transmitir fotografias suas ou da sua família , , ,0 Procurar emprego 84 12, , ,0 Comprar livros ou cd's 81 11, , ,0 Comprar ou reservar entradas para espectáculos 73 10, , ,0 Pesquisar informação política ou sindical 71 10, , ,0 Ver sítios pornográficos de adultos 70 10, , ,0 Pesquisar receitas de cozinha 70 10, , ,0 Fazer reservas de viagens/alojamento/alugar um carro 66 9, , ,0 Comprar outras coisas 64 9, , ,0 Trabalhar a partir de casa 61 8, , ,0 Comprar produtos informáticos 59 8, , ,0 Procurar casa/apartamento 49 7, , ,0 Telefonar através da internet 31 4, , ,0 Comprar ou participar num leilão 24 3, , ,0 Participar em cursos on line 22 3, , ,0 Organizar as actividades das crianças 18 2, , ,0 Comprar produtos alimentícios ou de limpeza 12 1, , ,0 Pesquisar informação sobre homossexualidade 10 1, , ,0 7

8 Em termos gerais, regista-se uma utilização da internet caracterizada quer por objectivos de ordem lúdica em muitos casos o contacto com outros cibernautas quer pela pesquisa de informação aos mais variados níveis, sendo neste âmbito de destacar o acesso a notícias veiculadas por outros meios de comunicação. O recurso à internet como primeira fonte de informação é relativamente frequente entre os utilizadores. Na resposta à pergunta Quando precisa de obter alguma informação recorre em primeiro lugar à internet?, quase metade dos inquiridos refere que tal acontece algumas vezes, sendo que 20% declara mesmo ser tal situação ainda mais frequente. Apesar disso, é igualmente de salientar que 30% raramente ou nunca recorre em primeiro lugar à internet em busca de informação. Por outro lado, embora se confirme o interesse de muitos dos utilizadores portugueses por sítios onde é possível consultar notícias veiculadas pela imprensa, não é muito frequente a pesquisa de notícias e dossiers suscitada pelo seu anúncio nos telejornais televisivos (68% raramente ou nunca o faz). Da mesma forma, mais de metade dos utilizadores da internet refere nunca ou raramente consultar informação on line sobre um tema ao qual tenham tido acesso na televisão e que lhe interesse. Os dados confirmam ainda que a maioria tende a não utilizar a internet ao mesmo tempo que vê televisão ou ouve rádio. Finalmente, merece atenção particular a consulta de páginas de instituições públicas, nomeadamente de organismos autárquicos e ministérios. Embora estes sejam citadas com alguma incidência entre os sítios mais recentemente visitados ou entre os favoritos, o acesso electrónico a este tipo de instituições por parte dos portugueses é bastante escasso. A esmagadora maioria dos utilizadores da internet afirma nunca ter visitado os sítios da sua Junta de Freguesia, da Câmara Municipal ou dos principais Ministérios (as percentagens variam entre os 84% e os 95%). Quando já o fizeram procuraram essencialmente pesquisar informação, tendo considerado útil a consulta. Raramente realizaram operações administrativo-comerciais por via electrónica, e muito menos participaram por este meio em decisões públicas. 8

9 Os sítios mais visitados: portais de aceso e motores de busca Não é portanto de estranhar que os sítios mais citados entre os favoritos e os visitados recentemente sejam maioritariamente, para além dos portais (como é o caso do Clix, do Hotmail ou do IOL), os motores de busca, em particular os nacionais, ou com hipótese de trabalho em português. Entre estes é de destacar o Sapo, de longe o mais referido de todos os sítios, ou ainda o Google e o Yahoo. Assumindo também algum relevo, entre as páginas mais referidas surgem ainda os sítios de outros media (televisão e imprensa escrita), de instituições públicas e de bancos, tal como os dados anteriormente avançados davam a entender. Neste âmbito é contudo de salientar que um número significativo de utilizadores não assinala os seus sítios favoritos ou aqueles que visitou mais recentemente, muito em especial quando lhes é solicitado, não uma primeira ou segunda escolha, mas já uma quarta ou quinta. Mais de 72% dos inquiridos não identificam um quinto site entre as suas últimas pesquisas e 83% não referem um quinto site que conste entre os seus favoritos. Familiaridade na utilização da internet, mais dificuldades da construção de páginas web A grande maioria dos utilizadores da internet declara dominar as suas principais funcionalidades. A generalidade afirma ser capaz de pesquisar informação (89%) e receber e enviar s (87%), bem como, ainda que em menor escala, receber e enviar ficheiros através do correio electrónico (75%) e fazer downloads para o seu computador (71%). Já o mesmo não se passa com as ferramentas de construção de uma página web: cerca de 60% admite não ser capaz de construir um site na internet. 9

10 Quadro 2.7 Capacidade de utilizar diversas ferramentas da internet É capaz de Receber e enviar mensagens de correio electrónico ( s) Receber e enviar mensagens de correio electrónico ( s) com ficheiros em anexo Utilizar um motor de pesquisa ou de encontrar informações a partir de pesquisas na internet Descarregar ficheiros (fazer download's) da internet para o seu computador Construir uma página web (página na internet/site) É capaz Não é capaz Ns/Nr Total n % n % n % n % , ,8 17 2, , , ,4 33 4, , ,2 60 8,6 15 2, , , ,0 25 3, , , ,2 41 5, ,0 Cerca de 16% dos utilizadores afirmam não sentir que necessitem de apoio no uso da internet e 19% referem resolver os problemas aí enfrentados de forma autónoma. Deste modo, cerca de 1/3 dos utilizadores não solicitam qualquer tipo de ajuda a respeito do funcionamento da web. Entre os restantes, quando necessitam de algum apoio, é na maioria dos casos aos amigos e colegas de trabalho ou estudo que recorrem. Professores ou técnicos de informática raramente são citados como fonte de ajuda. Língua de utilização: preferência pelo português Embora o grau de domínio de línguas estrangeiras por parte dos utilizadores seja bastante bom, a esmagadora maioria manifesta preferência pelo uso do português na utilização da internet, surgindo o inglês em segundo lugar e as outras línguas de forma muito marginal. Tal é particularmente notório no caso da troca de mensagens via correio electrónico e na participação em chats ou newsgroups, bem como ainda na escolha do idioma nas páginas visitadas. Uma incidência ligeiramente inferior é registada no que diz respeito à escolha da língua da homepage do browser de internet, mas tal diferença pode ser explicada essencialmente pela maior percentagem de inquiridos que não 10

11 souberam responder a esta questão (talvez por não terem um domínio claro da expressão utilizada). Tal incidência no português, que não é de estranhar, deixa antever que os contactos estabelecidos através da internet se dão, de forma privilegiada, entre pessoas com domínio da língua portuguesa, em detrimento de outras (por exemplo da língua inglesa); e que a própria informação consultada, trocada ou difundida se refere maioritariamente à realidade portuguesa ou está alojada em sítios em que a leitura em português é possível (como foi indicado pela análise anterior). Tal pode ser interpretado como algo redutor face a toda a informação disponível na internet a nível global. Quadro 2.8 Preferência pela língua de utilização Em geral, que idioma utiliza Português Inglês Outro Ns/Nr Total ou escolhe com mais frequência... n % n % n % n % n % Nas páginas de internet que visita Nas mensagens electrónicas que troca Nos chats ou newsgroups em que participa Na sua homepage do browser de internet , ,4 5,8 4, , ,8 22 3,9 6 1,1 19 3, , ,4 42 9,3 3,6 35 7, , , ,4 5,8 54 9, ,0 A internet e a pornografia: opiniões discordantes quantos às restrições de acesso A questão da pornografia na internet é uma das mais polémicas e exploradas no debate acerca das potencialidade e perigos deste novo recurso tecnológico. Os utilizadores portugueses (cerca de 75%) concordam que muita gente utiliza a internet para ver pornografia de adultos, sendo que 10% não têm uma opinião formada sobre o assunto ou não desejam responder. Na verdade, embora os sítios pornográficos não sejam praticamente citados como constantes entre os favoritos ou entre os mais recentemente visitados, cerca de 11

12 10% dos utilizadores da internet em Portugal admitem aceder a sítios pornográficos para adultos. No que toca à implementação de restrições no acesso a este tipo de conteúdos, as opiniões não são totalmente consensuais. Apesar da maioria (cerca de metade) defender a proibição do acesso à pornografia de adultos a menores de 18 anos, 25% consideram que todos são livres para ver o que desejam na internet e 18% manifestam posição contrária, advogando a proibição total da pornografia no espaço cibernautico. Apenas 5% não manifestam opinião sobre este tema. Motivos da utilização da internet no trabalho: questões profissionais mas também pessoais A utilização da internet no espaço de trabalho, suscitada em larga medida por motivos de ordem profissional, está longe contudo de se restringir a este tipo de objectivos. Segundo as declarações recolhidas entre os utilizadores, questões profissionais obrigam, de facto, a um intenso recurso à internet no contexto laboral. Cerca de 2/3 indicaram neste âmbito pelo menos um acesso diário, sendo que quase 1/4 afirmaram aceder mais de 5 vezes por dia à internet no local de trabalho por motivos profissionais (estes valores tendem ainda a aumentar ligeiramente quando se trata especificamente da utilização do correio electrónico). Muito raros são os que nunca o fazem, facto que poderá estar associado ao tipo de trabalho por estes desenvolvido e às competências por estes mobilizadas. 12

13 Quadro 2.9 Motivos profissionais e pessoais de utilização da internet no trabalho Mais de 5 vezes por dia Entre 1 e 4 vezes por dia Pelo menos uma vez por semana Pelo menos uma vez por mês Menos do que uma vez por mês Frequência de utilização de internet por motivos profissionais no trabalho Frequência de utilização de internet por motivos pessoais no trabalho Frequência de utilização de por motivos profissionais no local de trabalho Frequência de utilização por motivos pessoais no local de trabalho n % n % n % n % 60 23,5 21 8, ,4 8 3, , , , , , , , ,3 18 7,2 21 8,0 13 6,0 20 9,5 11 4, ,2 7 3,2 14 6,6 Nunca 8 3, ,6 8 3, ,6 Ns/Nr 2 0,6 6 2,5 5 2,4 6 2,9 Total , , , ,0 Mas o uso no local de trabalho por motivos de ordem pessoal, embora menos intenso, é também bastante significativo. Não chegam a 20% os que afirmam nunca aceder no trabalho com objectivos extra profissionais. Pelo contrário, 27% referem fazê-lo pelo menos uma vez por semana e um número semelhante admite que tal acontece uma a quatro vezes no dia. Embora sejam as situações de acesso em casa aquelas que parecem, numa primeira análise, remeter para utilizações dos serviços disponíveis na internet mais diversificadas, na verdade dificilmente se destinguem práticas claramente diferenciadas consoante o local de acesso. E do outro lado... Motivos para a não utilização da internet: desconhecimento e falta de equipamento Não ser utilizador da internet não significa necessariamente um total desconhecimento sobre o tema; embora, na verdade, seja manifesta entre os não utilizadores uma significativa distância em relação a esta esfera. É bastante expressivo o facto de, entre estes, mais de 80% afirmarem nunca ter 13

14 pedido ou recebido alguma informação/documentação retirada da internet. No mesmo sentido, ao contrário do que se passa com a maioria dos utilizadores, os quais residem em geral com outras pessoas também elas frequentadoras do espaço web, aqueles que se identificam como não utilizadores mais raramente coabitam com alguém que use as funcionalidades da internet. Cerca de 60% afirmam contudo saber o que é a internet. A generalidade dos restantes (34%), embora admitam não saber exactamente do que se trata, já ouviram falar no assunto. Quase 10% referem inclusivamente já ter utilizado pelo menos uma vez este recurso informático, ainda que não se identifiquem como utilizadores. Os motivos apontados para a não utilização são a ausência de computador ou de outro equipamento necessário (apontada em quase 30% dos casos) e o desconhecimento sobre o funcionamento da internet (referido por 23%). Ainda significativo é o facto de 13% dos não utilizadores admitirem como principal motivo o facto de não saberem para que é que a internet serve e de igual número apontar o preço como razão do seu afastamento. Outros argumentos tendem a ser residuais. 14

15 Quadro 2.10 Razões da não utilização da internet Motivo principal porque não utiliza ou nunca utilizou a internet n % Porque não sabe como funciona ,2 Porque não sabe para que serve ,4 Porque não tem computador ,4 Porque é muito caro ,8 Porque não tem tido tempo para se dedicar 151 9,1 Porque é muito lento 2 0,1 Porque não tem o equipamento informático necessário 45 2,7 Porque tem a sensação que pode ser vigiado 4 0,3 Porque se podem introduzir vírus perigosos 3 0,2 Não precisa/não necessita/nunca precisou 106 6,4 Já não tem idade 14 0,9 Não gosta 34 2,0 Não tem telefone 4 0,3 O pai não quer / está à espera que o pai ligue 2 0,1 Não tem interesse 25 1,5 Por outro motivo 6 0,4 Ns/Nr 40 2,4 Total ,0 As perspectivas de adopção da internet entre estes portugueses afiguram-se relativamente pessimistas. Na maioria dos casos (45%), os próprios consideram que tal não irá acontecer. Quase 30% admitem que talvez um dia venham a conhecer e utilizar este recurso; e apenas 20% afirmam de forma clara esperar que tal suceda. 15

4. ACTIVIDADES QUOTIDIANAS E USOS DO TEMPO DOS UTILIZADORES DA INTERNET

4. ACTIVIDADES QUOTIDIANAS E USOS DO TEMPO DOS UTILIZADORES DA INTERNET 4. ACTIVIDADES QUOTIDIANAS E USOS DO TEMPO DOS UTILIZADORES DA INTERNET Usos diários do tempo: utilizadores dedicam menos tempo às actividades domésticas Outra questão interessante é a dos usos do tempo

Leia mais

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias BANDA LARGA

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias BANDA LARGA 03 DE DEZZEMBRO 2007 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 77% DOS AGREGADOS DOMÉSTICOS COM LIGAÇÃO À INTERNET

Leia mais

3. EQUIPAMENTOS TECNOLÓGICOS DISPONÍVEIS ENTRE OS UTILIZADORES DA INTERNET. Utilizadores da internet: um universo tecnológico à disposição

3. EQUIPAMENTOS TECNOLÓGICOS DISPONÍVEIS ENTRE OS UTILIZADORES DA INTERNET. Utilizadores da internet: um universo tecnológico à disposição 3. EQUIPAMENTOS TECNOLÓGICOS DISPONÍVEIS ENTRE OS UTILIZADORES DA INTERNET Utilizadores da internet: um universo tecnológico à disposição Uma das dimensões também relevantes no presente estudo prende-se

Leia mais

NE Report Digital 2011

NE Report Digital 2011 2011 Enquadramento O NE Report Digital é uma informação anual sobre o meio Internet, fornecido pelo Departamento de Research da Nova Expressão. O estudo tem como propósito uma análise evolutiva da utilização

Leia mais

Famílias Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2003

Famílias Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2003 Famílias Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2003 Instrumento de Notação Instrumento de notação do Sistema Estatístico Nacional (Lei n.º 6/89, de 15 de Abril), de resposta

Leia mais

SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO E DO CONHECIMENTO Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2003

SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO E DO CONHECIMENTO Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2003 9 de Janeiro de 4 SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO E DO CONHECIMENTO Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 3 Em Junho de 3, 38,3% dos agregados domésticos portugueses

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2010

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2010 05 DEE NOVVEEMBBRRO DEE 2010 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2010 Metade dos agregados domésticos em Portugal

Leia mais

ESTUDO DE RECEPÇÃO DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PORTUGUESES (ISCTE/ERC) A CRIANÇA/ADOLESCENTE DO ESTUDO E A FAMÍLIA

ESTUDO DE RECEPÇÃO DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PORTUGUESES (ISCTE/ERC) A CRIANÇA/ADOLESCENTE DO ESTUDO E A FAMÍLIA ESTUDO DE RECEPÇÃO DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PORTUGUESES (ISCTE/ERC) Questionário Pai / Mãe / Encarregado/a de Educação Nota: Não deve escrever o nome e/ou morada em nenhuma das páginas deste questionário

Leia mais

O Público dos Blogues

O Público dos Blogues O Público dos Blogues em Portugal Universidade Católica Portuguesa Comunicação Social e Cultural Variante Digital Interactiva Públicos e Audiências Dezembro 2005 Dinis Correia 130301088 Filipa Manha 130301505

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 03 de Dezembro de 2007 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 77% DOS AGREGADOS DOMÉSTICOS COM LIGAÇÃO À INTERNET

Leia mais

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2008

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2008 Sociedade da Informação e do Conhecimento 04 de Novembro 2008 Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2008 Banda larga presente em 86% dos agregados domésticos

Leia mais

Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa

Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa A Universidade de Lisboa está a fazer um estudo que procura saber como é que as crianças e os jovens portugueses utilizam a internet e o que pensam

Leia mais

Famílias. Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2003. Principais Resultados

Famílias. Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2003. Principais Resultados Famílias Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2003 Principais Resultados NOTA METODOLÓGICA (SÍNTESE) O Inquérito à Utilização de Tecnologias de Informação e Comunicação

Leia mais

Agência de Planeamento Estratégico e de Meios. 25 de Outubro de 2011

Agência de Planeamento Estratégico e de Meios. 25 de Outubro de 2011 Agência de Planeamento Estratégico e de Meios 25 de Outubro de 2011 Objetivo do estudo Avaliar o comportamento da população portuguesa utilizadora da internet (59% do total da população com +15 anos,

Leia mais

Famílias. Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2004. Principais Resultados

Famílias. Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2004. Principais Resultados Famílias Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2004 Principais Resultados NOTA METODOLÓGICA (SÍNTESE) O Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação

Leia mais

NE 2014 COPYRIGHT NOVA EXPRESSÃO SGPS 2014 WWW.NOVAEXPRESSAO.PT

NE 2014 COPYRIGHT NOVA EXPRESSÃO SGPS 2014 WWW.NOVAEXPRESSAO.PT NE Report Digital 2014 COPYRIGHT NOVA EXPRESSÃO SGPS 2014 WWW.NOVAEXPRESSAO.PT # A c e s s o à I n t e r n e t # B a n d a L a r g a ( a c e s s o f i x o ) # U t i l i z a ç ã o d e I n t e r n e t #

Leia mais

Utilizadores de internet participam mais em estruturas associativas

Utilizadores de internet participam mais em estruturas associativas 6. PARTICIPAÇÃO ASSOCIATIVA E INTERVENÇÃO CÍVICA participam mais em estruturas associativas Dos utilizadores de internet, 30% são membros de entidades associativas. São os utilizadores que pertencem mais

Leia mais

ERC/ISCTE Estudo de Recepção dos Meios de Comunicação. Questionários nas Escolas

ERC/ISCTE Estudo de Recepção dos Meios de Comunicação. Questionários nas Escolas ERC/ISCTE Estudo de Recepção dos Meios de Comunicação Questionários nas Escolas Nº de inquiridos: 814 Percentagens de respostas válidas Idade 9 10 11 12 13 14 15,4 18,1 19,5 15,3 17,5 14,1 Sexo Rapaz Rapariga

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2012

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2012 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2012 06 de novembro de 2012 60% das pessoas dos 16 aos 74 anos utilizam Internet

Leia mais

A Internet em Portugal (2003-2007)

A Internet em Portugal (2003-2007) A Internet em Portugal (23-27) Dados: CIES ISCTE SR 23 SR 26 Análise: Obercom Apoios: Fundação PT OberCom Investigação e Saber em Comunicação Fundação Portugal Telecom Ficha Técnica Título A Internet em

Leia mais

Inquérito Portais Portugueses

Inquérito Portais Portugueses Inquérito Portais Portugueses Janeiro 2001 O estudo promovido pela Netsonda revela dados muito interessantes sobre os hábitos dos utilizadores portugueses da Internet. Depois de uma sucessão de modas por

Leia mais

Sociedade da Informação Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação nas Empresas 2007

Sociedade da Informação Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação nas Empresas 2007 04 de Dezembro 2007 Sociedade da Informação Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação nas Empresas 2007 MAIS DE 7 EM CADA 10 EMPRESAS COM DEZ E MAIS PESSOAS AO SERVIÇO ACEDEM

Leia mais

Tecnologias da Informação e Comunicação: Internet

Tecnologias da Informação e Comunicação: Internet Tecnologias da Informação e Comunicação UNIDADE 3 Tecnologias da Informação e Comunicação: Internet Aula nº 2º Período Escola EB 2,3 de Taíde Ano lectivo 2009/2010 SUMÁRIO Serviços básicos da internet

Leia mais

Anexo A - A UTILIZAÇÃO DAS TIC PELOS ALUNOS (Questionário)

Anexo A - A UTILIZAÇÃO DAS TIC PELOS ALUNOS (Questionário) ANEXOS Anexo A - A UTILIZAÇÃO DAS TIC PELOS ALUNOS (Questionário) 153 A UTILIZAÇÃO DAS TIC PELOS ALUNOS (ESCOLA E.B. 2,3 DE SOURE 7.º Ano de Escolaridade) QUESTIONÁRIO A tua colaboração no preenchimento

Leia mais

QUESTIONÁRIO A SOCIEDADE DIGITAL E O NOVO PERFIL DO TÉCNICO OFICIAL DE CONTAS

QUESTIONÁRIO A SOCIEDADE DIGITAL E O NOVO PERFIL DO TÉCNICO OFICIAL DE CONTAS Contacto: nelma.marq@gmail.com QUESTIONÁRIO A SOCIEDADE DIGITAL E O NOVO PERFIL DO TÉCNICO OFICIAL DE CONTAS O presente questionário pretende servir de apoio ao desenvolvimento de um estudo relacionado

Leia mais

Guião para as ferramentas etwinning

Guião para as ferramentas etwinning Guião para as ferramentas etwinning Registo em etwinning Primeiro passo: Dados de quem regista Segundo passo: Preferências de geminação Terceiro passo: Dados da escola Quarto passo: Perfil da escola Ferramenta

Leia mais

97% dos indivíduos com idade entre os 10 e os 15 anos utilizam computador, 93% acedem à Internet e 85% utilizam telemóvel

97% dos indivíduos com idade entre os 10 e os 15 anos utilizam computador, 93% acedem à Internet e 85% utilizam telemóvel 97% dos indivíduos com idade entre os 10 e os 15 anos utilizam computador, 93% acedem à Internet e 85% utilizam telemóvel De acordo com o Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da pelas

Leia mais

PREÇO VS. SERVIÇO. Imagem das Agências de Viagens

PREÇO VS. SERVIÇO. Imagem das Agências de Viagens Análise Imagem das Agências de Viagens PREÇO VS. SERVIÇO Os portugueses que já recorreram aos serviços de uma Agência de Viagens fizeram-no por considerar que esta é a forma de reservar viagens mais fácil

Leia mais

Crianças e Jovens: A sua relação com as Tecnologias e os Meios de Comunicação

Crianças e Jovens: A sua relação com as Tecnologias e os Meios de Comunicação Crianças e Jovens: A sua relação com as Tecnologias e os Meios de Comunicação O projecto O CIES-ISCTE (Centro de Investigação e Estudos de Sociologia), em colaboração com a PT. COM Comunicações Interactivas,

Leia mais

Inquérito ao consumo da banda larga Dezembro de 2006 - Principais resultados -

Inquérito ao consumo da banda larga Dezembro de 2006 - Principais resultados - http://www.anacom.pt/template12.jsp?categoryid=231582 Data de publicação - 1.2.27 Inquérito ao consumo da banda larga Dezembro de 26 - Principais resultados - Ligação à Internet e tecnologia de acesso

Leia mais

S I A T (SISTEMA DE INQUÉRITOS DA AUTORIDADE TRIBUTÁRIA E ADUANEIRA) AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES 2011 (canal internet)

S I A T (SISTEMA DE INQUÉRITOS DA AUTORIDADE TRIBUTÁRIA E ADUANEIRA) AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES 2011 (canal internet) S I A T (SISTEMA DE INQUÉRITOS DA AUTORIDADE TRIBUTÁRIA E ADUANEIRA) AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES (canal internet) Março 2012 Índice 1 ENQUADRAMENTO...5 2 INTRODUÇÃO... 6 3 IDENTIFICAÇÃO E

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE Porto Bay Hotels & Resorts

POLÍTICA DE PRIVACIDADE Porto Bay Hotels & Resorts POLÍTICA DE PRIVACIDADE Porto Bay Hotels & Resorts A confidencialidade na informação pessoal dos nossos clientes é fundamental e um compromisso do Grupo Porto Bay Hotels & Resorts. Desenvolvemos esta Declaração

Leia mais

30 de Junho de 2010. Carmo Sousa Machado carmo.s.machado@abreuadvogados.com. LOCAL : Porto DATA : 01-07-2010

30 de Junho de 2010. Carmo Sousa Machado carmo.s.machado@abreuadvogados.com. LOCAL : Porto DATA : 01-07-2010 30 de Junho de 2010 Carmo Sousa Machado carmo.s.machado@abreuadvogados.com 1 LOCAL : Porto DATA : 01-07-2010 1. A videovigilância no local de trabalho 2. Confidencialidade e acesso à informação 3. Monitorização

Leia mais

Semana da Internet Segura Correio Eletrónico

Semana da Internet Segura Correio Eletrónico Enviar correio eletrónico não solicitado em massa (SPAM) a outros utilizadores. Há inúmeras participações de spammers utilizando sistemas comprometidos para enviar e-mails em massa. Estes sistemas comprometidos

Leia mais

Redes Sociais em Portugal

Redes Sociais em Portugal Relatório de Resultados Redes Sociais em Portugal Dezembro de 2009 Estudo NE396 Netsonda - Network Research Quem Somos? Com quase 10 anos de actividade, a Netsonda foi a primeira empresa em Portugal a

Leia mais

SÍNTESE DE RESULTADOS DO ESTUDO SOBRE DOWNLOADS NA INTERNET

SÍNTESE DE RESULTADOS DO ESTUDO SOBRE DOWNLOADS NA INTERNET SÍNTESE DE RESULTADOS DO ESTUDO SOBRE DOWNLOADS NA INTERNET MARÇO 2009 Sobre a Netsonda A Netsonda, em actividade desde Julho de 2000, é líder e pioneira em Portugal na recolha e análise de informação

Leia mais

Introdução Conselhos para educadores

Introdução Conselhos para educadores Introdução Conselhos para educadores INTRODUÇÃO A utilização da Internet constitui um desafio para a educação dos nossos filhos e dos nossos alunos. Acontece muito frequentemente que os deixamos a navegar

Leia mais

Sociedade da Informação Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação nas Empresas 2006

Sociedade da Informação Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação nas Empresas 2006 22 de Dezembro de 2006 Sociedade da Informação Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação nas Empresas 2006 MAIS DE 6 EM CADA 10 EMPRESAS ACEDEM À INTERNET ATRAVÉS DE BANDA LARGA

Leia mais

7. CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE E DESENVOLVIMENTO PESSOAL

7. CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE E DESENVOLVIMENTO PESSOAL 7. CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE E DESENVOLVIMENTO PESSOAL Principal referência identitária: a família As principais referências identitárias dos utilizadores de internet são com a família (41,0%) e consigo

Leia mais

Artigo: Um olhar feminino na Internet

Artigo: Um olhar feminino na Internet Artigo: Um olhar feminino na Internet Por Tatiane Pocai Dellapiazza - aluna do primeiro ano do Curso de Comunicação Social - Centro UNISAL - Americana. Introdução: O Brasil chega perto de comemorar seu

Leia mais

AVALIAÇÃO DE COMPETÊNCIAS EM LITERACIA DA INFORMAÇÃO

AVALIAÇÃO DE COMPETÊNCIAS EM LITERACIA DA INFORMAÇÃO Preencha o questionário de acordo com o exemplo, utilizando caneta azul ou preta Preencha assim preencha assim AVALIAÇÃO DE COMPETÊNCIAS EM LITERACIA DA INFORMAÇÃO O presente questionário é anónimo e tem

Leia mais

Guião de apoio para divulgação junto da Comunicação Social

Guião de apoio para divulgação junto da Comunicação Social Semana da Liberdade de Escolha da Escola / School Choice Week & I Conferência da Liberdade de Escolha da Escola / 1st School Choice Conference Guião de apoio para divulgação junto da Comunicação Social

Leia mais

Dados de Inquéritos sobre a Utilização de TIC na Administração Pública em 2011-12/01/2012

Dados de Inquéritos sobre a Utilização de TIC na Administração Pública em 2011-12/01/2012 Dados de Inquéritos sobre a Utilização de TIC na Administração Pública em 2011-12/01/2012 Todos os Organismos da Administração Pública Central e Regional e as Câmaras Municipais dispõem de ligações à Internet.

Leia mais

SEGURANÇA NA INTERNET DICAS E SUGESTÕES PARA NAVEGAR EM SEGURANÇA NA INTERNET

SEGURANÇA NA INTERNET DICAS E SUGESTÕES PARA NAVEGAR EM SEGURANÇA NA INTERNET SEGURANÇA NA INTERNET DICAS E SUGESTÕES PARA NAVEGAR EM SEGURANÇA NA INTERNET PROTEGER O COMPUTADOR: Actualizar o sistema operativo; Ter um programa Anti-Virus actualizado; Ter software Anti-Spyware instalado;

Leia mais

Plano de Comunicação para o QCA III. Relatório de Execução de 2002

Plano de Comunicação para o QCA III. Relatório de Execução de 2002 Plano de Comunicação para o QCA III Relatório de Execução de 2002 Após o período de lançamento do QCA III o ano de 2002 foi de consolidação dos projectos iniciados e de apresentação dos primeiros resultados.

Leia mais

Segurança no Computador

Segurança no Computador Segurança no Computador Segurança na Internet: Módulo 1 (CC Entre Mar E Serra), 2008 Segurança na Internet, CC Entre Mar E Serra 1 Segurança no Computador Um computador (ou sistema computacional) é dito

Leia mais

Um outro olhar sobre o Universo

Um outro olhar sobre o Universo Escola Superior de Educação Jean Piaget Um outro olhar sobre o Universo (disciplina leccionada em regime semi-presencial) Edição 2007 Guia de aprendizagem do aluno Ana Filipa Coelho, Júlia M. Carvalho,

Leia mais

Aviso de privacidade de dados

Aviso de privacidade de dados Aviso de privacidade de dados 1. Introdução Nós somos a Supplies Distributors SA, a nossa sede está localizada na Rue Louis Blériot 5, 4460 Grâce-Hollogne, está inscrita no Registo do Comércio Liége com

Leia mais

Perfil de Internautas

Perfil de Internautas 1997 6% 2014 64% Fonte: Bareme Internet da Marktest 53% 47% 47% 53% 64,0 Perfil Universo /Internet 64,0 99,7 96,6 87,3 65,0 43,8 20% 13% 24% 16% 24% 18% 17% 17% 10% 15% 5% 23% 15-24 25-34 35-44 45-54 55-64

Leia mais

Porque é que os praticantes desportivos têm de disponibilizar informação relativa à sua localização? controlos fora de competição

Porque é que os praticantes desportivos têm de disponibilizar informação relativa à sua localização? controlos fora de competição Porque é que os praticantes desportivos têm de disponibilizar informação relativa à sua localização? São várias as substâncias e métodos proibidos cuja deteção só é possível com a realização de controlos

Leia mais

Câmaras Municipais 2004

Câmaras Municipais 2004 Câmaras Municipais 2004 Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação (Resultados Provisórios) Dezembro de 2004 BREVE NOTA METODOLÓGICA Universo de referência: Câmaras Municipais

Leia mais

O consumo de conteúdos noticiosos dos estudantes de Ciências da Comunicação da Faculdade de Letras da Universidade do Porto

O consumo de conteúdos noticiosos dos estudantes de Ciências da Comunicação da Faculdade de Letras da Universidade do Porto Ciências da Comunicação: Jornalismo, Assessoria e Multimédia O consumo de conteúdos noticiosos dos estudantes de Ciências da Comunicação da Faculdade de Letras da Universidade do Porto Metodologia da Investigaça

Leia mais

NE Report Digital 2013

NE Report Digital 2013 Índice 1. Economia Digital em Portugal (/17) e no Mundo () 2. Evolução dos prestadores do Serviço de Acesso à Internet (acesso fixo) - Internet Service Providers 3. Evolução das quotas de acessos de banda

Leia mais

Vivências condicionadas do digital: as experiências de crianças e jovens do Programa Escolhas

Vivências condicionadas do digital: as experiências de crianças e jovens do Programa Escolhas Vivências condicionadas do digital: as experiências de crianças e jovens do Programa Escolhas Cristina Ponte, José Alberto Simões, Ana Jorge FCSH-UNL, Lisboa, 4 de Novembro 2011 Aspectos gerais Objectivo

Leia mais

Porque é que as equipas têm de disponibilizar informação relativa à sua localização? controlos fora de competição Código Mundial Antidopagem

Porque é que as equipas têm de disponibilizar informação relativa à sua localização? controlos fora de competição Código Mundial Antidopagem Porque é que as equipas têm de disponibilizar informação relativa à sua localização? São várias as substâncias e métodos proibidos cuja deteção só é possível com a realização de controlos fora de competição.

Leia mais

ERC/ISCTE Estudo de Recepção dos Meios de Comunicação. Questionários nas Escolas Pais portugueses

ERC/ISCTE Estudo de Recepção dos Meios de Comunicação. Questionários nas Escolas Pais portugueses ERC/ISCTE Estudo de Recepção dos Meios de Comunicação Questionários nas Escolas Pais portugueses Nº de inquiridos: 816 Percentagens de respostas válidas A CRIANÇA/ADOLESCENTE DO ESTUDO E A FAMÍLIA 1. Qual

Leia mais

Índice !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Índice !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! A Sociedade em Rede Maio 2012 Índice Introdução... 4 Sumário Executivo... 5 Análise de dados... 7 Entre o acesso e a utilização... 7 Utilizadores e não-utilizadores... 9 O acesso à tecnologia... 12 A Internet

Leia mais

EUROBARÓMETRO 68 OPINIÃO PÚBLICA NA UNIÃO EUROPEIA OUTONO

EUROBARÓMETRO 68 OPINIÃO PÚBLICA NA UNIÃO EUROPEIA OUTONO Standard Eurobarometer European Commission EUROBARÓMETRO 68 OPINIÃO PÚBLICA NA UNIÃO EUROPEIA OUTONO 2007 RELATÓRIO NACIONAL Standard Eurobarometer 68 / Autumn 2007 TNS Opinion & Social SUMÁRIO EXECUTIVO

Leia mais

Manual de utilização do Moodle

Manual de utilização do Moodle Manual de utilização do Moodle Iniciação para docentes Universidade Atlântica Versão: 1 Data: Fevereiro 2010 Última revisão: Fevereiro 2010 Autor: Ricardo Gusmão Índice Introdução... 1 Registo no Moodle...

Leia mais

Tabela de Publicidade On-line 2010

Tabela de Publicidade On-line 2010 Tabela de Publicidade On-line 2010 www.noticiasdevilareal.com Defensor dos interesses locais! Foi em 30 de Setembro de 1998 que foi apresentado o número zero do NOTÍCIAS DE VILA REAL. Conforme ficou estabelecido

Leia mais

Planificação TIC - 8.º Ano 2012/2013

Planificação TIC - 8.º Ano 2012/2013 Agrupamento de Escolas Dr. Vieira de Carvalho Planificação TIC - 8.º Ano 2012/2013 AULAS PREVISTAS (50 minutos) 1.- Conhecimento e utilização adequada e segura de diferentes tipos de ferramentas de comunicação,

Leia mais

Famílias. Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2004. Instrumento de Notação

Famílias. Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2004. Instrumento de Notação Famílias Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2004 Instrumento de Notação Instrumento de notação do Sistema Estatístico Nacional (Lei n.º 6/89, de 15 de Abril), de resposta

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT Estudo sobre a integração de ferramentas digitais no currículo da disciplina de Educação Visual e Tecnológica PILOT Handwriting Manual e Guia de exploração do PILOT Handwriting para utilização em contexto

Leia mais

Famílias. Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação. Resultados 2006

Famílias. Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação. Resultados 2006 Famílias Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação NOTA TÉCNICA O Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias foi realizado pelo Instituto

Leia mais

NE Report Digital 2013

NE Report Digital 2013 Índice 1. Economia Digital em Portugal (/17) e no Mundo () 2. Evolução dos prestadores do Serviço de Acesso à Internet (acesso fixo) - Internet Service Providers 3. Evolução das quotas de acessos de banda

Leia mais

Avaliação do inquérito de satisfação ao Centro de Documentação Técnica e Científica

Avaliação do inquérito de satisfação ao Centro de Documentação Técnica e Científica Direção de Gestão de Informação e Comunicação Centro de Informação e Conhecimento Avaliação do inquérito de satisfação ao Centro de Documentação Técnica e Científica Lisboa, janeiro de 2015 Introdução

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE T.I.C. 8.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE T.I.C. 8.º ANO DE T.I.C. 8.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO O aluno deve ser capaz de: - desenvolver capacidades na utilização das tecnologias de informação e comunicação que permitam uma literacia digital

Leia mais

Manual de Autenticação na Plataforma

Manual de Autenticação na Plataforma Manual de Autenticação na Plataforma Índice 1. Autenticação na Plataforma... 3 1.1 Autenticação Via Certificado... 3 1.2 Autenticação Via Cartão de Cidadão... 3 2. Autenticação Via Certificado... 4 2.1

Leia mais

Câmaras Municipais 2003 Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação

Câmaras Municipais 2003 Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação Câmaras Municipais 2003 Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação Estudo realizado pelo CIES/Universidade do Minho Agosto de 2004 BREVE NOTA METODOLÓGICA Universo de referência:

Leia mais

Questionário de Aferição de Estilos e Ritmos de Aprendizagem em Contexto Virtual. Parte I. Parte II

Questionário de Aferição de Estilos e Ritmos de Aprendizagem em Contexto Virtual. Parte I. Parte II Questionário de Aferição de Estilos e Ritmos de Aprendizagem em Contexto Virtual Instruções para Responder ao Questionário Este questionário tem como objectivo identificar o estilo e ritmo de aprendizagem

Leia mais

2010 Edelman Trust Barometer Março 2010. Resultados para Portugal

2010 Edelman Trust Barometer Março 2010. Resultados para Portugal 2010 Edelman Trust Barometer Março 2010 Resultados para Portugal Edelmen Trust Barometer em Portugal A Ficha Técnica O Universo Indivíduos com telefone fixo e/ou telemóvel, residentes em Portugal, com

Leia mais

Manual de Boas Práticas

Manual de Boas Práticas MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA Serviços de Informática da Universidade Aberta Manual de Boas Práticas Temas: Cuidados a ter com os anexos do correio eletrónico (email) Navegar na internet de forma segura:

Leia mais

OS CIDADÃOS EUROPEUS e a PROPRIEDADE INTELECTUAL: PERCEÇÃO, TOMADA DE CONSCIÊNCIA E COMPORTAMENTO SUMÁRIO EXECUTIVO

OS CIDADÃOS EUROPEUS e a PROPRIEDADE INTELECTUAL: PERCEÇÃO, TOMADA DE CONSCIÊNCIA E COMPORTAMENTO SUMÁRIO EXECUTIVO OS CIDADÃOS EUROPEUS e a PROPRIEDADE INTELECTUAL: PERCEÇÃO, TOMADA DE CONSCIÊNCIA E COMPORTAMENTO SUMÁRIO EXECUTIVO OS CIDADÃOS EUROPEUS e a PROPRIEDADE INTELECTUAL: PERCEÇÃO, TOMADA DE CONSCIÊNCIA E COMPORTAMENTO

Leia mais

Os Investigadores da Universidade de Coimbra e as plataformas

Os Investigadores da Universidade de Coimbra e as plataformas Os Investigadores da Universidade de Coimbra e as plataformas & 1 Índice 2 Introdução...3 3 A Plataforma de Curricula DeGóis...3 3.1 É utilizada porque...3 3.2 Com a utilização do DeGóis ganho...4 3.1

Leia mais

INQUÉRITO REALIZADO A ALUNOS LABORATÓRIO DE CÁLCULO. Trabalho realizado por Lucília Rodrigues Macedo

INQUÉRITO REALIZADO A ALUNOS LABORATÓRIO DE CÁLCULO. Trabalho realizado por Lucília Rodrigues Macedo INQUÉRITO REALIZADO A ALUNOS LABORATÓRIO DE CÁLCULO 2010 Trabalho realizado por Lucília Rodrigues Macedo ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. METODOLOGIA... 3 3. APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS... 4 1. RESULTADOS

Leia mais

PROTOCOLO SIMPLEX AUTÁRQUICO

PROTOCOLO SIMPLEX AUTÁRQUICO CONSIDERANDO QUE: PROTOCOLO SIMPLEX AUTÁRQUICO A simplificação administrativa e a administração electrónica são hoje reconhecidas como instrumentos fundamentais para a melhoria da competitividade e da

Leia mais

Crianças e Internet: um retrato diversificado

Crianças e Internet: um retrato diversificado Crianças e Internet: um retrato diversificado Ana Nunes de Almeida (ICS-UL, Portugal) Nuno de Almeida Alves (CIES-ISCTE, Portugal) Ana Delicado (ICS-UL, Portugal) Um debate teórico fosso digital : haves

Leia mais

DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALGARVE Escola Básica Doutor João Lúcio

DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALGARVE Escola Básica Doutor João Lúcio DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALGARVE Escola Básica Doutor João Lúcio Introdução à Internet Nos dias de hoje a Internet encontra-se massificada, e disponível nos quatro cantos do mundo devido às suas

Leia mais

AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DO CLIENTE NOS SERVIÇOS SAGRA ONLINE

AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DO CLIENTE NOS SERVIÇOS SAGRA ONLINE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DO CLIENTE NOS SERVIÇOS SAGRA ONLINE Relatório de Apreciação Ref.ª IT 08/82/2007 1. Introdução No Centro Operativo e de Tecnologia de Regadio (COTR) a qualidade é encarada como

Leia mais

Grande conjunto de informação que existe em todo o Mundo alojada em centenas de milhares de computadores chamados servidores Web.

Grande conjunto de informação que existe em todo o Mundo alojada em centenas de milhares de computadores chamados servidores Web. 1. Complete a tabela. Designação Descrição Rede mundial de computadores ligados entre si através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação privadas, satélites e outros serviços de telecomunicação.

Leia mais

Adesão ao Serviço MB WAY

Adesão ao Serviço MB WAY Adesão ao Serviço MB WAY 1) Objecto Pelo presente contrato, o Banco Santander Totta SA obriga-se a prestar ao Utilizador o Serviço MB WAY, nas condições e termos regulados nas cláusulas seguintes, e o

Leia mais

O Que é Internet? Internet - é a maior interconexão de redes de computadores que permite a estes conexão e comunicação direta;

O Que é Internet? Internet - é a maior interconexão de redes de computadores que permite a estes conexão e comunicação direta; Internet O Que é Internet? Uma rede de computadores consiste de dois ou mais computadores ligados entre si e compartilhando dados, impressoras, trocando mensagens (e-mails), etc; Internet - é a maior interconexão

Leia mais

INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO INTRODUÇÃO À INTERNET A Internet é a maior rede de computadores do Mundo, abrangendo praticamente todos os países; Escrevemos Internet com um «I» maiúsculo

Leia mais

POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA

POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA DIRECÇÃO NACIONAL Plataforma eletrónica Versão 1.0 Departamento de Segurança Privada Abril de 2012 Manual do Utilizador dos Serviços Online do SIGESP Versão 1.0 (30 de abril

Leia mais

Usados por maior número de utilizadores, os acessos móveis reúnem menor satisfação, A fibra é a ligação que mais satisfaz

Usados por maior número de utilizadores, os acessos móveis reúnem menor satisfação, A fibra é a ligação que mais satisfaz 11 - HSVI intad >fa,# < Usados por maior número de utilizadores, os acessos móveis reúnem menor satisfação, A fibra é a ligação que mais satisfaz á quem já não consiga viver i sem poder aceder à Net. Daí

Leia mais

Sobre a linha de apoio de compliance do Grupo Generali (EthicsPoint)

Sobre a linha de apoio de compliance do Grupo Generali (EthicsPoint) Sobre a linha de apoio de compliance do Grupo Generali (EthicsPoint) Denúncias - Geral Segurança das denúncias Confidencialidade e proteção de dados Sobre a linha de apoio de compliance do Grupo Generali

Leia mais

6 Análise de necessidades

6 Análise de necessidades 55 6 Análise de necessidades Este capítulo apresenta os dados obtidos através do questionário mencionado no capítulo 5. Discuto o propósito de utilizá-lo para identificar as necessidades dos alunos. Em

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Artigo: alínea h) dos nºs 9 e 10 do art. 6.º; alínea d), do nº 12, do art. 6.º.

FICHA DOUTRINÁRIA. Artigo: alínea h) dos nºs 9 e 10 do art. 6.º; alínea d), do nº 12, do art. 6.º. FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: CIVA alínea h) dos nºs 9 e 10 do art. 6.º; alínea d), do nº 12, do art. 6.º. Assunto: Localização de operações - Serviços prestados por via eletrónica - Operações disponibilizadas

Leia mais

SEGURANÇA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS EM PORTUGAL

SEGURANÇA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS EM PORTUGAL SEGURANÇA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS EM PORTUGAL Estudo sobre hábitos e riscos dos utilizadores de smartphones, tablets e PCs na Europa SEGURANÇA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS EM PORTUGAL Estudo sobre hábitos e riscos

Leia mais

O Recurso a Meios Digitais no Contexto do Ensino Superior. Um Estudo de Uso da Plataforma.

O Recurso a Meios Digitais no Contexto do Ensino Superior. Um Estudo de Uso da Plataforma. O Recurso a Meios Digitais no Contexto do Ensino Superior. Um Estudo de Uso da Plataforma. Universidade de Aveiro Mestrado em Gestão da Informação Christelle Soigné Palavras-chave Ensino superior. e-learning.

Leia mais

CONDIÇÕES PARTICULARES DE ALOJAMENTO PARTILHADO

CONDIÇÕES PARTICULARES DE ALOJAMENTO PARTILHADO CONDIÇÕES PARTICULARES DE ALOJAMENTO PARTILHADO ARTIGO 1 : OBJECTO (Última versão datada de 16 de Fevereiro de 2011) As presentes condições particulares têm por objecto definir as condições técnicas e

Leia mais

O aumento da força de vendas da empresa

O aumento da força de vendas da empresa PHC dcrm O aumento da força de vendas da empresa O enfoque total na actividade do cliente, através do acesso remoto à informação comercial, aumentando assim a capacidade de resposta aos potenciais negócios

Leia mais

DOMÍNIO/SUBDOMÍNIOS/ METAS Subdomínio: Conhecimento e utilização

DOMÍNIO/SUBDOMÍNIOS/ METAS Subdomínio: Conhecimento e utilização Comunicação e Colaboração Planificação da Disciplina de Planificação Semestral DOMÍNIO/SUBDOMÍNIOS/ METAS Subdomínio: Conhecimento e utilização OBJETIVOS Explorar sumariamente diferentes ferramentas e

Leia mais

Recensão do site Net Pirata. Apresentação

Recensão do site Net Pirata. Apresentação Recensão do site Net Pirata Apresentação O site Netpirata disponibiliza hiperligações (links) para o download gratuito de filmes, séries e músicas entre outros, de uma forma simples e directa já que não

Leia mais

Como funciona a MEO Cloud?

Como funciona a MEO Cloud? Boas-vindas O que é a MEO Cloud? A MEO Cloud é um serviço da Portugal Telecom, lançado a 10 de Dezembro de 2012, de alojamento e sincronização de ficheiros. Ao criar uma conta na MEO Cloud fica com 16

Leia mais

COMO SE PREPARA UMA REPORTAGEM i DICAS PARA PREPARAR UMA REPORTAGEM

COMO SE PREPARA UMA REPORTAGEM i DICAS PARA PREPARAR UMA REPORTAGEM COMO SE PREPARA UMA REPORTAGEM i DICAS PARA PREPARAR UMA REPORTAGEM Ver, ouvir, compreender e contar eis como se descreve a reportagem, nas escolas de Jornalismo. Para haver reportagem, é indispensável

Leia mais

Comissão Interministerial para a Sociedade da Informação

Comissão Interministerial para a Sociedade da Informação Comissão Interministerial para a Sociedade da Informação ANEXO AO CADERNO DE ENCARGOS MÉTODO DE AVALIAÇÃO DOS WEB SITES DA ADMINISTRAÇÃO DIRECTA E INDIRECTA DO ESTADO Documento disponível em www.si.mct.pt

Leia mais

A Internet e o consumo de notícias online em Portugal

A Internet e o consumo de notícias online em Portugal A Internet e o consumo de notícias online em Portugal Julho de 2015 Publicações OberCom ISSN 2182-6722 0 Índice Sumário Executivo... 5 Análise de dados... 7 Caracterização geral da amostra... 7 Caracterização

Leia mais