Telemar Norte Leste S.A.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Telemar Norte Leste S.A."

Transcrição

1 Telemar Norte Leste S.A. Laudo de relação entre o preço da ação ordinária da Brasil Telecom Participações S.A. (BRTP3), acordado no Contrato de Compra e Venda do controle acionário indireto pela Telemar Norte Leste S.A., e a cotação média das ações BRTP3 na Bovespa, durante os noventa dias anteriores à data de assinatura do Contrato de Compra e Venda de Ações, para fins do art. 256, inciso II, alínea a da Lei 6.404/ de dezembro de 2010 / KPMG Corporate Finance

2 ABCD KPMG Corporate Finance Ltda. Av. Almirante Barroso, 52 4º Andar - Centro Rio de Janeiro, RJ - Brasil Tel Central 55 (21) Fax 55 (21) Internet À Diretoria da Telemar Norte Leste S.A. Rio de Janeiro RJ 28 de dezembro de 2010 Atenção: Sr. Marco Norci Schroeder Prezados Senhores: Nos termos do contrato de prestação de serviços profissionais, datado de 22 de dezembro de 2010, calculamos a relação entre o preço da ação ordinária (BRTP3) da Brasil Telecom Participações S.A. ( BrT Part ), acordado no Contrato de Compra e Venda do controle acionário indireto da BrT Part pela Telemar Norte Leste S.A. ( Telemar ou Empresa ), e a cotação média das ações BRTP3 na Bovespa, durante os noventa dias anteriores à data de assinatura do Contrato de Compra e Venda de Ações ( Transação ), para fins do art. 256, inciso II, alínea a da Lei 6.404/76. As informações apresentadas neste Laudo foram disponibilizadas por V.Sas. até 27 de dezembro de Não temos nenhuma obrigação de atualizar nosso Laudo ou rever as informações nele contidas a fim de refletir eventos e transações ocorridos posteriormente a sua data de emissão. Para eventuais esclarecimentos contate Paulo Guilherme Coimbra no telefone Agradecemos a oportunidade de trabalhar com a Telemar Norte Leste S.A. Atenciosamente, Paulo Guilherme Coimbra Augusto Sales Amarilio Damasceno da Conceição Sócio Sócio Gerente KPMG Corporate Finance Ltda., uma sociedade simples brasileira, de responsabilidade limitada, e firma-membro da rede KPMG de firmas-membro independentes e afiliadas à KPMG International Cooperative ( KPMG International ), uma entidade suíça. KPMG Corporate Finance Ltda., a Brazilian limited liability company and a member firm of the KPMG network of independent member firms affiliated with KPMG International Cooperative ( KPMG International ), a Swiss entity.

3 Notas Relevantes Este documento é destinado, exclusivamente, a V.Sas. e foi preparado de acordo com os entendimentos entre V.Sas. e a KPMG Corporate Finance Ltda. Tendo em vista a natureza dos serviços, a KPMG autoriza a Telemar Norte Leste S.A. a divulgar para CVM, no site de Relações com Investidores da Empresa e para ANATEL o Laudo final emitido pela KPMG. A KPMG Corporate Finance ressalta que seus serviços não incluem aconselhamentos de qualquer natureza, como legal ou contábil. O conteúdo do presente material não é e nem deve ser considerado como promessa ou garantia com relação ao passado ou ao futuro, nem como recomendação para o preço da Oferta. As informações obtidas pela KPMG Corporate Finance em fontes públicas incluíram os Fatos Relevantes publicados pela Telemar em 25 de abril de 2008 e 8 de janeiro de 2009, bem como cotações históricas das ações ordinárias (classe nominal) da BrT Part (BRTP3), obtidas na Bloomberg. A Telemar, por meio de profissionais designados, forneceu informações referentes a dados, projeções, premissas e estimativas relacionadas à Empresa e aos mercados em que opera, utilizados neste Laudo. Durante o curso de nossos trabalhos, desempenhamos procedimentos de análise sempre que necessário. Entretanto, ressaltamos que nosso trabalho de avaliação não constituiu uma auditoria das demonstrações financeiras ou quaisquer outras informações a nós apresentadas pela Telemar, não devendo ser considerado como tal. Consideramos que a apresentação deste Laudo conclui definitivamente os serviços que foram objeto de nossa proposta, de acordo com os prazos ali definidos. 28/12/2010 3

4 Sumário 1. Objetivo do Trabalho 2. Breve Descrição da Transação 3. Procedimentos Efetuados 4. Conclusão 5. Anexo 28/12/2010 4

5 1. Objetivo do Trabalho Objetivo O objetivo dos nossos serviços foi calcular a relação entre o preço da ação ordinária (BRTP3) da BrT Part de R$ 72,31, acordado no Contrato de Compra e Venda do controle acionário indireto da BrT Part pela Telemar, de acordo com o Fato Relevante publicado no website da Empresa em 25 de abril de 2008 ( Fato Relevante de 25/04/2008 ), com a cotação média das ações BRTP3 na Bovespa, durante os noventa dias anteriores à data de assinatura do Contrato de Compra e Venda de Ações, para fins do art. 256, inciso II alínea a, da Lei 6.404/76. Vale ressaltar que a Transação envolveu a venda pelos antigos acionistas controladores da totalidade das ações de emissão da Invitel S.A. ( Invitel ), sociedade titular da totalidade das ações de emissão de Solpart S.A. (esta, por sua vez, controladora direta da BrT Part), e a pedido da Administração da Telemar calculamos a relação descrita acima, especialmente por que a precificação da Invitel considerou as ações da BrT Part detidas por ela. 28/12/2010 5

6 2. Breve Descrição da Transação Breve Descrição da Transação De acordo com o Fato Relevante de 25/04/2008, naquela data foi concluída a negociação para aquisição pela Telemar do controle acionário indireto da BrT Part, com a assinatura do Contrato de Compra e Venda de Ações. A Transação envolveu a venda pelos antigos acionistas controladores: i.da totalidade das ações de emissão da Invitel, sociedade titular da totalidade das ações de emissão de Solpart S.A. (esta, por sua vez, controladora direta da BrT Part); e ii.de ações de emissão da BrT Part detidas diretamente por alguns vendedores vinculados a Acordos de Acionistas. A aquisição acordada no Contrato de Compra e Venda de Ações envolveu a transferência, de forma direta e indireta, para a Telemar, de ações ordinárias de emissão da BrT Part (BRTP3) representativas de 60,5% do capital votante, e de 22,28% do capital total da BrT Part ( Ações BrT Part ). O preço acordado, em 25 de abril de 2008, no Contrato de Compra e Venda pelas Ações foi de R$ ,40, equivalente a um valor por ação da BrT Part de R$ 72, , o qual seria pago da seguinte maneira: a.r$ ,42 pelo equivalente valor da firma (enterprise value) da Invitel, valor esse que foi baseado num valor de R$ 72, por ação de BrT Part detida direta ou indiretamente pela Invitel, e do qual foi deduzida a dívida líquida da Invitel, nos termos do Contrato de Compra e Venda, apurada no 3º dia útil anterior à Data do Fechamento*; e b.r$ ,98, equivalente a um preço por ação de R$ 72, pelas ações de emissão de BrT Part detidas diretamente por alguns dos Vendedores, vinculadas a acordos de acionistas que regulavam o controle acionário da BrT Part. Na liquidação da Transação o preço foi ajustado conforme acordado no Contrato de Compra e Venda de Ações, que previa atualização monetária e pagamento de juros sobre o capital próprio e dividendos. Após a Data do Fechamento da aquisição de controle da BrT Part e da Brasil Telecom S.A. ( BrT ) pela Telemar, ocorrida em 8 de janeiro de 2009, a Telemar, diretamente ou através de sociedades por ela controladas, realizou ofertas públicas obrigatórias para aquisição de ações, nos termos do art. 254-A da Lei nº /76 e da Instrução CVM nº. 361/02 ( OPAs Obrigatórias ) destinadas a todos os acionistas titulares de ações ordinárias em circulação de emissão da BrT Part e da BrT. Adicionalmente às OPAs Obrigatórias, a Telemar, diretamente ou através de sociedades controladas, realizou ofertas públicas voluntárias de aquisição de até 1/3 das ações preferenciais em circulação de emissão da BrT Part e da BrT, não sujeitas a registro na CVM, nos termos da Instrução CVM nº. 361/02 ( OPAs Voluntárias ). É importante ressaltar que a análise das OPAs Obrigatórias e das OPAs Voluntárias não fizeram parte do escopo deste trabalho. * A Data de Fechamento ocorreu em 8 de janeiro de 2009, conforme Fato Relevante divulgado no website da Telemar. Fonte: Fato Relevante Telemar 25/04/2008 Fato Relevante Telemar 08/01/ /12/2010 6

7 3. Procedimentos Efetuados Procedimentos Efetuados Leitura e análise dos Fatos Relevantes divulgados pela Telemar em 25 de abril de 2008 e em 8 de janeiro de 2009, e de notícias públicas referentes à Transação. Discussões com a Administração da Empresa para ampliar nosso entendimento do background da Transação. Coleta de dados em fontes externas (Bloomberg) referentes à negociação das ações ordinárias (classe nominal) da BrT Part (BRTP3) na Bovespa durante os noventa dias anteriores à data de assinatura do Contrato de Compra e Venda de Ações, ou seja, de 26 de janeiro de 2008 a 24 de abril de Os dados coletados foram: volume negociado (em R$), quantidade de títulos negociada e preços (abertura, mínimo, máximo e fechamento). As informações são apresentadas no Anexo I. Cálculo do valor médio (ponderado) das cotações diárias das ações BRTP3 negociadas na Bovespa nos 90 dias anteriores à data de assinatura do Contrato de Compra e Venda de Ações (26 de janeiro de 2008 a 24 de abril de 2008). As cotações diárias ponderadas foram calculadas pela divisão do volume financeiro transacionado na Bovespa pela quantidade de ações negociadas. Coleta de dados referentes ao preço acordado em 25 de abril de 2008 no Contrato de Compra e Venda das ações da BrT Part pela Telemar, divulgado em Fato Relevante. O preço acordado por ações ordinárias de emissão da BrT Part (BRTP3) foi de R$ ,40, equivalente a um valor por ação da BrT Part de R$ 72, Cálculo da relação entre o preço da ação ordinária da BrT Part (BRTP3), acordado no Contrato de Compra e Venda do controle acionário indireto da BrT Part pela Telemar, com a cotação média ponderada das ações BRTP3 na Bovespa, durante os noventa dias anteriores à data de assinatura do Contrato de Compra e Venda de Ações. 28/12/2010 7

8 5. Conclusão Conclusão Nos termos do contrato de prestação de serviços profissionais, datado de 22 de dezembro de 2010, calculamos a relação entre o preço da ação ordinária da BrT Part (BRTP3), acordado no Contrato de Compra e Venda do controle acionário indireto da BrT Part pela Telemar, com a cotação média das ações BRTP3 na Bovespa, durante os noventa dias anteriores à data de assinatura do Contrato de Compra e Venda de Ações, para fins do art. 256, inciso II, alínea a da Lei 6.404/76. Conforme apresentado na tabela abaixo, a cotação média ponderada das ações BRTP3 na Bovespa durante os noventa dias anteriores à Transação foi de R$ 49,69/ação, e o preço por ação ordinária da BrT Part (BRTP3), acordado no Contrato de Compra e Venda, foi de R$ 72,31. Isso resultou em uma relação dos preços por ação de 1,455.. Relação dos Preços por Ação BRTP3 R$/ação Media 90 dias (26/01/08-24/04/08) [a] 49,69 Valor Acordado no Contrato de Compra e Venda [b] 72,31 Relação dos Preços por Ação [c] = [b] / [a] 1,455 28/12/2010 8

9 6. Anexo Anexo I - Cotação Média das Ações da BrT Part (BRTP3) Análise da Cotação Média das Ações da Brasil Telecom (BRTP3) Data Volume (R$) Quantidade de Títulos Preço por Ação Abertura Mínim o Máximo Fechamento Médio* 1 26/01/2008 sábado n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. 2 27/01/2008 domingo n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. 3 28/01/2008 segunda-feira ,00 49,12 52,15 50,00 50, /01/2008 terça-feira ,00 47,20 51,00 50,01 49, /01/2008 quarta-feira ,00 49,50 50,96 50,60 50, /01/2008 quinta-feira ,10 49,10 52,15 51,00 51, /02/2008 sexta-feira ,10 50,92 52,51 51,93 51, /02/2008 sábado n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. 9 03/02/2008 domingo n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /02/2008 segunda-feira n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /02/2008 terça-feira n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /02/2008 quarta-feira ,00 48,91 50,96 50,90 50, /02/2008 quinta-feira ,23 49,29 53,00 52,00 51, /02/2008 sexta-feira ,97 51,40 52,97 52,65 51, /02/2008 sábado n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /02/2008 domingo n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /02/2008 segunda-feira ,29 51,40 52,65 52,50 52, /02/2008 terça-feira ,60 51,75 53,05 52,76 52, /02/2008 quarta-feira ,00 50,66 53,41 51,50 51, /02/2008 quinta-feira ,39 49,80 52,39 51,00 50, /02/2008 sexta-feira ,62 48,70 50,95 50,19 49, /02/2008 sábado n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /02/2008 domingo n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /02/2008 segunda-feira ,40 49,57 51,47 51,39 51, /02/2008 terça-feira ,59 49,21 51,59 50,05 49, /02/2008 quarta-feira ,50 49,02 50,95 50,50 49, /02/2008 quinta-feira ,50 49,00 51,26 49,00 49, /02/2008 sexta-feira ,06 49,06 50,99 50,48 50, /02/2008 sábado n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /02/2008 domingo n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. Preço Médio = Volume (R$) / Quantidade de títulos negociada Fonte: Bloomberg 28/12/2010 9

10 6. Anexo Anexo I - Cotação Média das Ações da BrT Part (BRTP3) Análise da Cotação Média das Ações da Brasil Telecom (BRTP3) Data Volume (R$) Quantidade de Títulos Preço por Ação Abertura Mínim o Máxim o Fechamento Médio* 31 25/02/2008 segunda-feira ,00 48,23 50,00 49,23 48, /02/2008 terça-feira ,00 48,13 49,99 49,80 49, /02/2008 quarta-feira ,81 49,00 51,45 50,40 50, /02/2008 quinta-feira ,17 49,17 51,78 51,40 50, /02/2008 sexta-feira ,90 49,55 51,00 49,75 50, /03/2008 sábado n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /03/2008 domingo n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /03/2008 segunda-feira ,56 49,50 51,49 50,39 50, /03/2008 terça-feira ,39 49,50 50,60 49,70 49, /03/2008 quarta-feira ,99 49,01 50,88 50,56 49, /03/2008 quinta-feira ,00 49,05 50,92 49,50 50, /03/2008 sexta-feira ,10 47,71 49,26 48,60 48, /03/2008 sábado n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /03/2008 domingo n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /03/2008 segunda-feira ,12 47,85 48,90 47,85 48, /03/2008 terça-feira ,20 46,74 49,49 48,97 48, /03/2008 quarta-feira ,92 48,00 49,25 49,00 48, /03/2008 quinta-feira ,20 46,59 49,20 47,00 47, /03/2008 sexta-feira ,22 45,00 49,58 49,47 46, /03/2008 sábado n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /03/2008 domingo n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /03/2008 segunda-feira ,18 45,60 49,85 46,86 46, /03/2008 terça-feira ,19 46,90 49,00 48,10 48, /03/2008 quarta-feira ,68 45,01 48,20 45,70 46, /03/2008 quinta-feira ,59 44,04 45,97 45,30 45, /03/2008 sexta-feira n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /03/2008 sábado n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /03/2008 domingo n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /03/2008 segunda-feira ,11 45,98 50,14 47,12 47, /03/2008 terça-feira ,12 46,26 48,09 47,88 47,25 Preço Médio = Volume (R$) / Quantidade de títulos negociada Fonte: Bloomberg 28/12/

11 6. Anexo Anexo I - Cotação Média das Ações da BrT Part (BRTP3) Análise da Cotação Média das Ações da Brasil Telecom (BRTP3) Data Volume (R$) Quantidade de Títulos Preço por Ação Abertura Mínim o Máximo Fechamento Médio* 61 26/03/2008 quarta-feira ,02 46,66 49,04 47,88 47, /03/2008 quinta-feira ,97 46,33 48,97 47,29 47, /03/2008 sexta-feira ,38 48,38 50,60 49,75 49, /03/2008 sábado n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /03/2008 domingo n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /03/2008 segunda-feira ,82 47,50 49,99 49,35 49, /04/2008 terça-feira ,05 49,05 49,99 49,50 49, /04/2008 quarta-feira ,77 49,12 50,77 49,56 49, /04/2008 quinta-feira ,79 48,52 51,49 50,00 50, /04/2008 sexta-feira ,42 49,20 50,42 49,80 49, /04/2008 sábado n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /04/2008 domingo n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /04/2008 segunda-feira ,34 49,10 50,34 49,49 49, /04/2008 terça-feira ,97 49,64 50,18 50,00 50, /04/2008 quarta-feira ,66 48,20 49,89 48,50 48, /04/2008 quinta-feira ,00 48,52 50,56 50,56 49, /04/2008 sexta-feira ,71 50,61 51,60 51,50 51, /04/2008 sábado n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /04/2008 domingo n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /04/2008 segunda-feira ,85 49,41 51,00 50,52 50, /04/2008 terça-feira ,31 49,90 50,59 50,59 50, /04/2008 quarta-feira ,65 50,00 51,67 50,50 50, /04/2008 quinta-feira ,02 50,02 52,59 51,90 51, /04/2008 sexta-feira ,24 51,40 52,45 51,75 52, /04/2008 sábado n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /04/2008 domingo n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /04/2008 segunda-feira n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a. n.a /04/2008 terça-feira ,73 50,00 51,75 51,70 50, /04/2008 quarta-feira ,76 49,50 51,67 50,50 50, /04/2008 quinta-feira ,53 49,62 50,98 50,12 50,14 Média das cotações médias diárias entre 26/01/08 e 24/04/ ,69 Preço Médio = Volume (R$) / Quantidade de títulos negociada Fonte: Bloomberg 28/12/

12 2010 KPMG International Cooperative ( KPMG International ), a Swiss entity. Member firms of the KPMG network of independent firms are affiliated with KPMG International. KPMG International provides no client services. The information contained herein is of a general nature and is not intended to address the circumstances of any particular individual or entity. Although we endeavour to provide accurate and timely information, there can be no guarantee that such information is accurate as of the date it is received or that it will continue to be accurate in the future. No one should act on such information without appropriate professional advice after a thorough examination of the particular situation. 28/12/

ALL - América Latina Logística S.A. Relatório de procedimentos previamente acordados

ALL - América Latina Logística S.A. Relatório de procedimentos previamente acordados ALL - América Latina Logística S.A. Relatório de procedimentos previamente acordados KPMG Auditores Independentes Maio de 2016 KPMG Auditores Independentes Rua Arquiteto Olavo Redig de Campos, 105, 6º

Leia mais

Yara Brasil Agronegócios Ltda. Laudo de Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil Ajustado a Valor de Mercado em 31 de maio de 2007

Yara Brasil Agronegócios Ltda. Laudo de Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil Ajustado a Valor de Mercado em 31 de maio de 2007 Yara Brasil Agronegócios Ltda. Laudo de Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil Ajustado a Valor de Mercado em 31 de maio de 2007 Laudo de Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil Ajustado a Valor de

Leia mais

TPI TRIUNFO PARTICIPAÇÕES E INVESTIMENTOS S.A. 3ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015

TPI TRIUNFO PARTICIPAÇÕES E INVESTIMENTOS S.A. 3ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015 TPI TRIUNFO PARTICIPAÇÕES E INVESTIMENTOS S.A. 3ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015 Rio de Janeiro, 29 de Abril de 2016. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade

Leia mais

CONSTRUTORA ATERPA M. MARTINS S.A. 4ª Emissão Pública de Debêntures

CONSTRUTORA ATERPA M. MARTINS S.A. 4ª Emissão Pública de Debêntures CONSTRUTORA ATERPA M. MARTINS S.A. 4ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2014 Construtora Aterpa M. Martins S.A. 4ª Emissão Pública de Debêntures Relatório

Leia mais

AES TIETÊ ENERGIA S.A. 4ª Emissão de Debêntures. 1ª, 2ª e 3ª Séries. Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015

AES TIETÊ ENERGIA S.A. 4ª Emissão de Debêntures. 1ª, 2ª e 3ª Séries. Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015 AES TIETÊ ENERGIA S.A. 4ª Emissão de Debêntures 1ª, 2ª e 3ª Séries Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015 PARTICIPANTES EMISSORA COORDENADOR(ES) ESCRITURADOR LIQUIDANTE

Leia mais

Randon Brantech Implementos para o Transporte Ltda. Laudo de avaliação a valor contábil do Patrimônio Líquido em 31 de março de 2014

Randon Brantech Implementos para o Transporte Ltda. Laudo de avaliação a valor contábil do Patrimônio Líquido em 31 de março de 2014 Randon Brantech Implementos para o Transporte Ltda. Laudo de avaliação a valor contábil do Patrimônio Líquido em 31 de março de 2014 KPMG Auditores Independentes Av. Borges de Medeiros, 2.233-8º andar

Leia mais

ISEC SECURITIZADORA S.A. 2ª. SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013

ISEC SECURITIZADORA S.A. 2ª. SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 ISEC SECURITIZADORA S.A. 2ª. SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2014. Prezados Senhores

Leia mais

CIA DE ELETRICIDADE DO ESTADO DA BAHIA - COELBA 6ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013

CIA DE ELETRICIDADE DO ESTADO DA BAHIA - COELBA 6ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 CIA DE ELETRICIDADE DO ESTADO DA BAHIA - COELBA 6ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2014. Prezados Senhores Debenturistas,

Leia mais

COMPANHIA ENERGÉTICA DE PERNAMBUCO - CELPE. 4ª Emissão Pública de Debêntures

COMPANHIA ENERGÉTICA DE PERNAMBUCO - CELPE. 4ª Emissão Pública de Debêntures COMPANHIA ENERGÉTICA DE PERNAMBUCO - CELPE 4ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2014 Companhia Energética de Pernambuco - CELPE 4ª Emissão Pública de Debêntures

Leia mais

CSHG Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Petrobrás

CSHG Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Petrobrás CSHG Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Petrobrás (Administrado pela Credit Suisse Hedging- Griffo Corretora de Valores S.A.) Demonstrações financeiras em 30 de setembro e 31 de março de 2016 KPDS 166435

Leia mais

Considerações sobre a CFEM no Projeto do Novo Código de Mineração e a competitividade das empresas de exploração mineral brasileiras.

Considerações sobre a CFEM no Projeto do Novo Código de Mineração e a competitividade das empresas de exploração mineral brasileiras. Considerações sobre a CFEM no Projeto do Novo Código de Mineração e a competitividade das empresas de exploração mineral brasileiras Ouro Preto - MG 13 de maio de 2014 ANY TAX ADVICE IN THIS COMMUNICATION

Leia mais

Assembleia Geral Extraordinária. Seiva S.A. Florestas e Indústrias

Assembleia Geral Extraordinária. Seiva S.A. Florestas e Indústrias Assembleia Geral Extraordinária Seiva S.A. Florestas e Indústrias ÍNDICE Proposta da Administração 2 Informações sobre a operação a ser realizada com Parte Relacionada (Art. 8º - Instrução CVM nº 481)

Leia mais

JEREISSATI PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF nº / Companhia Aberta. JP PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF nº / Companhia Aberta

JEREISSATI PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF nº / Companhia Aberta. JP PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF nº / Companhia Aberta JEREISSATI PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF nº 60.543.816/0001-93 Companhia Aberta JP PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF nº 15.463.423/0001-15 Companhia Aberta FATO RELEVANTE Jereissati Participações S.A. ( Jereissati

Leia mais

Laudo de Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil da AES Brazilian Energy Holdings Ltda. Companhia Brasiliana de Energia. 30 de junho de 2015

Laudo de Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil da AES Brazilian Energy Holdings Ltda. Companhia Brasiliana de Energia. 30 de junho de 2015 Laudo de Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil da AES Brazilian Energy Holdings Ltda. Companhia Brasiliana de Energia Condomínio São Luiz Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 1830 Torre I - 8º Andar

Leia mais

31 de dezembro de 2014 e 2013 com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras

31 de dezembro de 2014 e 2013 com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Demonstrações Financeiras Geração Futuro Fundo de Investimento em Ações Investpost (Administrado pela Geração Futuro Corretora de Valores S.A. 31 de dezembro de 2014 e 2013 com Relatório dos Auditores

Leia mais

CONCESSIONÁRIA DO AEROPORTO INTERNACIONAL DE GUARULHOS S.A. 2ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015

CONCESSIONÁRIA DO AEROPORTO INTERNACIONAL DE GUARULHOS S.A. 2ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015 CONCESSIONÁRIA DO AEROPORTO INTERNACIONAL DE GUARULHOS S.A. 2ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015 Rio de Janeiro, 29 de Abril de 2016. Prezados Senhores Debenturistas,

Leia mais

Safra Exportação - Fundo de Investimento em Ações (Administrado pelo Banco Safra S.A.)

Safra Exportação - Fundo de Investimento em Ações (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Safra Exportação - Fundo de Investimento em Ações Demonstrações financeiras em 30 de setembro de 2004 e parecer de auditores independentes Parecer dos auditores independentes Aos Quotistas e ao Administrador

Leia mais

BK BRASIL OPERAÇÃO E ASSESSORIA A RESTAURANTES S.A. 3ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015

BK BRASIL OPERAÇÃO E ASSESSORIA A RESTAURANTES S.A. 3ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015 BK BRASIL OPERAÇÃO E ASSESSORIA A RESTAURANTES S.A. 3ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015 Rio de Janeiro, 29 de Abril de 2016. Prezados Senhores Debenturistas,

Leia mais

ÉVORA SA CNPJ nº / NIRE Capital Aberto. Ata de Reunião do Conselho de Administração

ÉVORA SA CNPJ nº / NIRE Capital Aberto. Ata de Reunião do Conselho de Administração ÉVORA SA CNPJ nº 91.820.068/0001-72 NIRE 43.300.028.593 Capital Aberto Ata de Reunião do Conselho de Administração Data, hora e local: aos 3 dias do mês de fevereiro do ano de 2016, às 17:00 horas, na

Leia mais

ALLPARK EMPREENDIMENTOS, PARTICIPAÇÕES E SERVIÇOS S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2010.

ALLPARK EMPREENDIMENTOS, PARTICIPAÇÕES E SERVIÇOS S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2010. ALLPARK EMPREENDIMENTOS, PARTICIPAÇÕES E SERVIÇOS S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2010. Rio de janeiro, 29 de Abril, 2011. Prezados Senhores Debenturistas,

Leia mais

CONCESSIONÁRIA DA RODOVIA OSÓRIO- PORTO ALEGRE S.A. CONCEPA 5ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014

CONCESSIONÁRIA DA RODOVIA OSÓRIO- PORTO ALEGRE S.A. CONCEPA 5ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014 CONCESSIONÁRIA DA RODOVIA OSÓRIO- PORTO ALEGRE S.A. CONCEPA 5ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2015. Prezados Senhores

Leia mais

Comissão de Valores Mobiliários

Comissão de Valores Mobiliários Comissão de Valores Mobiliários A informação nas Companhias Abertas Sigilo e Divulgação Maio/2015 Ressalto que as opiniões que expressarei aqui hoje refletem exclusivamente a minha visão e não necessariamente

Leia mais

ALLPARK EMPREENDIMENTOS, PARTICIPAÇÕES E SERVIÇOS S.A. 6ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015

ALLPARK EMPREENDIMENTOS, PARTICIPAÇÕES E SERVIÇOS S.A. 6ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015 ALLPARK EMPREENDIMENTOS, PARTICIPAÇÕES E SERVIÇOS S.A. 6ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015 Rio de Janeiro, 29 de Abril de 2016. Prezados Senhores Debenturistas,

Leia mais

ODONTOPREV S.A. Senhores Acionistas,

ODONTOPREV S.A. Senhores Acionistas, ODONTOPREV S.A. Proposta de Destinação do Lucro Líquido do Exercício - Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária a ser realizada em 25/03/2010 (art. 9º da Instrução CVM 481/2009) Senhores Acionistas,

Leia mais

CÁLAMO DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS DE BELEZA S.A. 2ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014

CÁLAMO DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS DE BELEZA S.A. 2ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014 CÁLAMO DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS DE BELEZA S.A. 2ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2015. Prezados Senhores Debenturistas,

Leia mais

Rio de Janeiro, 08 de julho de 2016.

Rio de Janeiro, 08 de julho de 2016. Rio de Janeiro, 08 de julho de 2016. Comissão de Valores Mobiliários Superintendência de Relações com Empresas - SEP Gerência de Acompanhamento de Empresas GEA 2 Ref.: Ofício nº 244/2016-CVM/SEP/GEA-2

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO BÁSICO DO ESTADO DE SÃO PAULO. 20ª Emissão de Debêntures. Série Única

COMPANHIA DE SANEAMENTO BÁSICO DO ESTADO DE SÃO PAULO. 20ª Emissão de Debêntures. Série Única COMPANHIA DE SANEAMENTO BÁSICO DO ESTADO DE SÃO PAULO 20ª Emissão de Debêntures Série Única Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015 PARTICIPANTES EMISSORA COORDENADOR(ES)

Leia mais

Perdigão Agroindustrial S.A.

Perdigão Agroindustrial S.A. Perdigão Agroindustrial S.A. Laudo de avaliação (Inclui balanço patrimonial) KPMG Auditores Independentes R. Dr. Renato Paes de Barros, 33 04530-904 - São Paulo, SP - Brasil Caixa Postal 2467 01060-970

Leia mais

A transação. Preço. Estrutura do Pagamento. Fonte de Recursos. Múltiplo Implícito

A transação. Preço. Estrutura do Pagamento. Fonte de Recursos. Múltiplo Implícito A transação Preço Aquisição de 95,8% do Grupo Dumont Saab ( Dumont ) pela subsidiária integral Technos da Amazônia Indústria e Comércio S.A. ( TASA ) Desembolso de R$182,1 milhões, valor implícito de 100%

Leia mais

POLO CAPITAL SECURITIZADORA S.A. 14ª e 15ª SÉRIES da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO

POLO CAPITAL SECURITIZADORA S.A. 14ª e 15ª SÉRIES da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO POLO CAPITAL SECURITIZADORA S.A. 14ª e 15ª SÉRIES da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2015. Prezados

Leia mais

Itaucard Financeira S.A. Crédito, Financiamento e Investimento Administrador

Itaucard Financeira S.A. Crédito, Financiamento e Investimento Administrador ITAÚ ÍNDICE AÇÕES IBOVESPA CNPJ: 01.135.345/0001-15 Poá - SP, julho de 2005 Prezado Cotista, Estamos disponibilizado o balanço do fundo ITAÚ ÍNDICE AÇÕES IBOVESPA - Fundo de Investimento em Cotas de Fundos

Leia mais

Batávia S.A. Indústria de Alimentos

Batávia S.A. Indústria de Alimentos Batávia S.A. Indústria de Alimentos Laudo de avaliação (inclui balanço patrimonial) KPMG Auditores Independentes R. Dr. Renato Paes de Barros, 33 04530-904 - São Paulo, SP - Brasil Caixa Postal 2467 01060-970

Leia mais

RUMO LOGÍSTICA OPERADORA MULTIMODAL S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF nº / NIRE AVISO AOS ACIONISTAS

RUMO LOGÍSTICA OPERADORA MULTIMODAL S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF nº / NIRE AVISO AOS ACIONISTAS RUMO LOGÍSTICA OPERADORA MULTIMODAL S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF nº 71.550.388/0001-42 NIRE 35.300.170.865 AVISO AOS ACIONISTAS Nos termos da Instrução da Comissão de Valores Mobiliários

Leia mais

Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista - CTEEP. Laudo de Avaliação das Ações da CTEEP TRPL4 e TRPL3

Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista - CTEEP. Laudo de Avaliação das Ações da CTEEP TRPL4 e TRPL3 Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista - CTEEP Laudo de Avaliação das Ações da CTEEP TRPL4 e TRPL3 Índice 1. Apresentação...3 2. Objetivo do Laudo...3 3. Metodologia...3 4. Premissas...4

Leia mais

c. Principais indicadores de desempenho que são levados em consideração na determinação de cada elemento da remuneração

c. Principais indicadores de desempenho que são levados em consideração na determinação de cada elemento da remuneração ITEM 13 - REMUNERAÇÃO DOS ADMINISTRADORES 13.1. Descrição da política ou prática de remuneração do conselho de administração, da diretoria estatutária e não estatutária, do conselho fiscal, dos comitês

Leia mais

A InBev anuncia que os resultados da OPA foram os seguintes:

A InBev anuncia que os resultados da OPA foram os seguintes: InBev S.A./N.V. ( InBev ), em complementação ao Fato Relevante publicado no último dia 24 de março referente à oferta pública obrigatória de aquisição ( OPA ou Oferta ) das ações ordinárias de emissão

Leia mais

MMX MINERAÇÃO E METÁLICOS S.A. CNPJ/MF n / NIRE Companhia Aberta

MMX MINERAÇÃO E METÁLICOS S.A. CNPJ/MF n / NIRE Companhia Aberta MMX MINERAÇÃO E METÁLICOS S.A. CNPJ/MF n 02.762.115/0001-49 NIRE 3.33.002.6111-7 Companhia Aberta ANEXO 14 DA INSTRUÇÃO CVM 481/2009 AUMENTO DE CAPITAL Em conformidade com o artigo 14 da Instrução CVM

Leia mais

Comissão de Valores Mobiliários CVM At.: Gerente de Acompanhamento de Empresas-1 - Sra. Nilza Maria Silva de Oliveira Cópia para:

Comissão de Valores Mobiliários CVM At.: Gerente de Acompanhamento de Empresas-1 - Sra. Nilza Maria Silva de Oliveira Cópia para: 5 de janeiro de 2016 À Comissão de Valores Mobiliários CVM At.: Gerente de Acompanhamento de Empresas-1 - Sra. Nilza Maria Silva de Oliveira Cópia para: gre@bvmf.com.br BM&FBOVESPA S.A. Bolsa de Valores,

Leia mais

PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES

PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES Aos Administradores e Cotistas BANRISUL PATRIMONIAL FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA DE LONGO PRAZO (Administrado pelo Banco do Estado do Rio Grande do Sul S/A) (1)

Leia mais

UNIDAS S.A. Companhia Aberta CNPJ n / NIRE n Rua Cincinato Braga nº 388, Bela Vista CEP São Paulo - SP

UNIDAS S.A. Companhia Aberta CNPJ n / NIRE n Rua Cincinato Braga nº 388, Bela Vista CEP São Paulo - SP UNIDAS S.A. Companhia Aberta CNPJ n. 04.437.534/0001-30 NIRE n 35.300.186.281 Rua Cincinato Braga nº 388, Bela Vista CEP 01333-010 - São Paulo - SP COMUNICADO AO MERCADO ALIENAÇÃO / AQUISIÇÃO DE PARTICIPAÇÃO

Leia mais

LOJAS AMERICANAS S.A. EXERCÍCIO DE 2013

LOJAS AMERICANAS S.A. EXERCÍCIO DE 2013 LOJAS AMERICANAS S.A. 3ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2014. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade de Agente

Leia mais

MAGNESITA REFRATÁRIOS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF nº / NIRE FATO RELEVANTE

MAGNESITA REFRATÁRIOS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF nº / NIRE FATO RELEVANTE MAGNESITA REFRATÁRIOS S.A. Aberta CNPJ/MF nº 08.684.547/0001-65 NIRE 31.300.026.485 FATO RELEVANTE A Refratários S.A. ( ), em atendimento ao disposto na Lei nº 6.404/76 e na Instrução da Comissão de Valores

Leia mais

RESOLUÇÃO N I - a atuação da entidade com derivativos de renda variável subordina-se aos limites referidos no art.25, inciso II, alínea 'd';

RESOLUÇÃO N I - a atuação da entidade com derivativos de renda variável subordina-se aos limites referidos no art.25, inciso II, alínea 'd'; RESOLUÇÃO N 3357 Documento normativo revogado pela Resolução 3456, de 01/06/2007. Altera o Regulamento anexo à Resolução 3.121, de 2003, que dispõe sobre as diretrizes pertinentes à aplicação dos recursos

Leia mais

USINAS SIDERÚRGICAS DE MINAS GERAIS S.A. - USIMINAS CNPJ/MF / NIRE Companhia Aberta AVISO AOS ACIONISTAS

USINAS SIDERÚRGICAS DE MINAS GERAIS S.A. - USIMINAS CNPJ/MF / NIRE Companhia Aberta AVISO AOS ACIONISTAS USINAS SIDERÚRGICAS DE MINAS GERAIS S.A. - USIMINAS CNPJ/MF 60.894.730/0001-05 NIRE 313.000.1360-0 Companhia Aberta AVISO AOS ACIONISTAS Comunicamos aos senhores acionistas da Usinas Siderúrgicas de Minas

Leia mais

Cálculo de Liquidação da Diferença de Subscrição de ações de Telefonia - BRT

Cálculo de Liquidação da Diferença de Subscrição de ações de Telefonia - BRT Cálculo de Liquidação da Diferença de Subscrição de ações de Telefonia - BRT Financiamento da Telefonia no Brasil Breve Histórico A Lei 5.792/72 criou a sociedade de economia mista: Telebrás - Telecomunicações

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis Banco do Nordeste Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Petrobras (Administrado pelo Banco do Nordeste do Brasil S.A. - CNPJ: 07.237.373/0001-20) com Relatório dos Auditores Independentes

Leia mais

OI S.A. CNPJ/MF nº / Companhia Aberta. TELEMAR PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF nº / Companhia Aberta FATO RELEVANTE

OI S.A. CNPJ/MF nº / Companhia Aberta. TELEMAR PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF nº / Companhia Aberta FATO RELEVANTE OI S.A. CNPJ/MF nº 76.535.764/0001-43 Companhia Aberta TELEMAR PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF nº 02.107.946/0001-87 Companhia Aberta FATO RELEVANTE Oi S.A. ( Oi ) e Telemar Participações S.A. ( TmarPart e,

Leia mais

Restrições de Investimento:.

Restrições de Investimento:. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ÓRAMA OURO FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO 09.601.190/0001-77 Informações referentes a 06/2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre

Leia mais

ÁPICE SECURITIZADORA S.A. 1ª Emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários. 65ª Série

ÁPICE SECURITIZADORA S.A. 1ª Emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários. 65ª Série ÁPICE SECURITIZADORA S.A. 1ª Emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários 65ª Série Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015 PARTICIPANTES EMISSORA INSTITUIÇÃO

Leia mais

Contabilidade Avançada

Contabilidade Avançada Contabilidade Avançada Aula 6 Investimentos: Método da Equivalência Patrimonial Contabilidade Avançada 1 Ágio ou Deságio Ocorre quando a investidora adquire um investimento, que será avaliado pelo Método

Leia mais

ELETROPAULO METROPOLITANA ELETRICIDADE DE SÃO PAULO S.A., Companhia Aberta CNPJ/MF N.º /

ELETROPAULO METROPOLITANA ELETRICIDADE DE SÃO PAULO S.A., Companhia Aberta CNPJ/MF N.º / ELETROPAULO METROPOLITANA ELETRICIDADE DE SÃO PAULO S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF N.º 61.695.227/0001-93 NIRE 35.300.050.274 COMUNICADO AO MERCADO ALIENAÇÃO E AQUISIÇÃO DE PARTICIPAÇÃO SOCIETÁRIA ELETROPAULO

Leia mais

VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. 2ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015

VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. 2ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015 VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. (atual denominação da INPAR S.A.) 2ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015 Rio de Janeiro, 29 de Abril de 2016. Prezados Senhores

Leia mais

ANEXO II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO ANEXO 9-1-II DA INSTRUÇÃO CVM Nº. 481/ (R$) ,29

ANEXO II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO ANEXO 9-1-II DA INSTRUÇÃO CVM Nº. 481/ (R$) ,29 ANEXO II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO ANEXO 9-1-II DA INSTRUÇÃO CVM Nº. 481/2009 1. Informar o lucro líquido do exercício. (R$) 864.940.364,29 2. Informar o montante global e o valor por ação dos dividendos,

Leia mais

BRASOIL MANATI EXPLORAÇÃO PETROLÍFERA S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures

BRASOIL MANATI EXPLORAÇÃO PETROLÍFERA S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures BRASOIL MANATI EXPLORAÇÃO PETROLÍFERA S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2013 Brasoil Manati Exploração Petrolífera S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures

Leia mais

Escala horária de propaganda em rede para televisão 08/10/2010 a 29/10/2010

Escala horária de propaganda em rede para televisão 08/10/2010 a 29/10/2010 Justiça Eleitoral Página 1 de 5 Cargo: Presidente Data da propaganda: 08/10/2010 SEXTA-FEIRA PARA O BRASIL SEGUIR MUDANDO 13:00:00 13: 20:30:00 20:40:00 O Brasil Pode Mais 13: 13:20:00 20:40:00 20:50:00

Leia mais

CETIP - Câmara de Custódia e Liquidação. Laudo de avaliação. Em 31 de março de 2008

CETIP - Câmara de Custódia e Liquidação. Laudo de avaliação. Em 31 de março de 2008 CETIP - Câmara de Custódia e Liquidação Laudo de avaliação Em 31 de março de 2008 KPMG Auditores Independentes Av. Almirante Barroso, 52-4º 20031-000 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil Caixa Postal 2888 20001-970

Leia mais

Odebrecht Serviços e Participações S.A. CNPJ/MF n. 10.904.193/0001-69. Companhia Fechada FATO RELEVANTE

Odebrecht Serviços e Participações S.A. CNPJ/MF n. 10.904.193/0001-69. Companhia Fechada FATO RELEVANTE Odebrecht S.A. CNPJ/MF n. 11.105.588/0001-15 Companhia Fechada Petróleo Brasileiro S.A. Petrobras CNPJ/MF n. 33.000.167/0001-01 Companhia Aberta Braskem S.A. CNPJ/MF n. 42.150.391/0001-70 Companhia Aberta

Leia mais

BAESA-ENERGETICA BARRA GRANDE S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2012

BAESA-ENERGETICA BARRA GRANDE S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2012 BAESA-ENERGETICA BARRA GRANDE S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2012 Rio de Janeiro, 30 de Abril, 2013. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade

Leia mais

COMUNICADO ART 11/358 CONSOLIDADO. Negociação de Administradores e Pessoas Ligadas Art. 11 Instrução CVM nº 358/2002. ( ) Conselho Fiscal

COMUNICADO ART 11/358 CONSOLIDADO. Negociação de Administradores e Pessoas Ligadas Art. 11 Instrução CVM nº 358/2002. ( ) Conselho Fiscal COMUNICADO ART 11358 CONSOLIDADO Negociação de Administradores e Art. 11 Instrução CVM nº 3582002 CEMIG, Luce Empreendimentos e Participações S.A., Light S.A., CNPJ 003.378.5210001-75 comunica que no período

Leia mais

Abril / 2016. 25 Segunda-feira 17h, 18h e 19h 25 e 26/04. 27 Quarta-feira 17h, 18h e 19h 27 e 28/04. 29 Sexta-feira 17h, 18h e 19h 29/04 e 02/05

Abril / 2016. 25 Segunda-feira 17h, 18h e 19h 25 e 26/04. 27 Quarta-feira 17h, 18h e 19h 27 e 28/04. 29 Sexta-feira 17h, 18h e 19h 29/04 e 02/05 Cursos Abril / 2016 25 Segunda-feira 17h, e 19h 25 e 26/04 27 Quarta-feira 17h, e 19h 27 e 28/04 29 Sexta-feira 17h, e 19h 29/04 e 02/05 Cursos Maio / 2016 02 Segunda-feira 17h, e 19h 02 e 03/05 04 Quarta-feira

Leia mais

RENOVA ENERGIA S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF / NIRE AVISO AOS ACIONISTAS

RENOVA ENERGIA S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF / NIRE AVISO AOS ACIONISTAS RENOVA ENERGIA S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF 08.534.605/0001-74 NIRE 35.300.358.295 AVISO AOS ACIONISTAS RENOVA ENERGIA S.A. ( Companhia ) em cumprimento ao disposto na Instrução CVM nº 358/02, comunica

Leia mais

SMILES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF nº / NIRE

SMILES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF nº / NIRE SMILES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF nº 15.912.764/0001-20 NIRE 35.300.439.490 COMUNICAÇÃO SOBRE TRANSAÇÃO ENTRE PARTES RELACIONADAS OCORRIDA EM 26 DE FEVEREIRO DE 2016 ANEXO 30-XXXIII da Instrução CVM

Leia mais

PDG REALTY S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES CNPJ nº / NIRE FATO RELEVANTE

PDG REALTY S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES CNPJ nº / NIRE FATO RELEVANTE PDG REALTY S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES CNPJ nº 02.950.811/0001-89 NIRE 35.3.0015895.4 FATO RELEVANTE A PDG Realty S.A. Empreendimentos e Participações, companhia de capital aberto cujas ações

Leia mais

ENEVA S/A /

ENEVA S/A / Conforme disposto no Estatuto Social da Companhia, ela própria, seus acionistas e administradores obrigam-se a resolver por meio de arbitragem toda e qualquer disputa ou controvérsia que possa surgir entre

Leia mais

Rio de Janeiro, 15 de outubro de 2014

Rio de Janeiro, 15 de outubro de 2014 Rio de Janeiro, 15 de outubro de 2014 À COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS - CVM SUPERINTENDÊNCIA DE RELAÇÃO COM EMPRESAS - SEP Rua Sete de Setembro, nº 111, 2º andar Rio de Janeiro, RJ At: Srs. Fernando

Leia mais

I. DA AQUISIÇÃO DO CONTROLE DA BRASIL TELECOM

I. DA AQUISIÇÃO DO CONTROLE DA BRASIL TELECOM TELE NORTE LESTE PARTICIPAÇÕES S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF nº 02.558.134/0001-58 NIRE nº 33300262539 TELEMAR NORTE LESTE S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF nº 33.000.118/0001-79 NIRE nº 33300152580 F A T

Leia mais

Banco Itaú S.A. Administrador

Banco Itaú S.A. Administrador São Paulo, setembro de 2006 Prezado Cotista, Em atendimento à instrução CVM n 279, estamos encaminhando o balanço do fundo Fundo Mútuo de Privatização FGTS Vale do Rio Doce, para que você obtenha informações

Leia mais

SUPLEMENTO AO REGULAMENTO DO FUNDO DE INVESTIMENTO EM DIREITOS CREDITÓRIOS BANCO GMAC - FINANCIAMENTO A CONCESSIONÁRIAS

SUPLEMENTO AO REGULAMENTO DO FUNDO DE INVESTIMENTO EM DIREITOS CREDITÓRIOS BANCO GMAC - FINANCIAMENTO A CONCESSIONÁRIAS SUPLEMENTO AO REGULAMENTO DO FUNDO DE INVESTIMENTO EM DIREITOS CREDITÓRIOS BANCO GMAC - FINANCIAMENTO A CONCESSIONÁRIAS Os termos e expressões estabelecidos abaixo terão os mesmos significados a eles atribuídos

Leia mais

KPMG Auditores Independentes

KPMG Auditores Independentes Oi S.A. Informações Financeiras Consolidadas Pro Forma Não Auditadas Referentes ao Balanço Patrimonial Levantado em 31 de Dezembro de 2013 e à Demonstração dos Resultados Referentes ao Exercício Findo

Leia mais

ANEXO 30-XXXII Comunicação sobre aumento de capital deliberado pelo Conselho de Administração em 28 de dezembro de 2015

ANEXO 30-XXXII Comunicação sobre aumento de capital deliberado pelo Conselho de Administração em 28 de dezembro de 2015 ANEXO 30-XXXII Comunicação sobre aumento de capital deliberado pelo Conselho de Administração em 28 de dezembro de 2015 1.) Divulgar ao mercado o valor do aumento e do novo capital social: O valor do aumento

Leia mais

Política de Partes Relacionadas

Política de Partes Relacionadas Política de Partes Relacionadas SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 A QUEM SE APLICA... 3 3 DEFINIÇÃO DE TRANSAÇÕES COM PARTES RELACIONADAS... 3 4 DEFINIÇÃO DE PARTES RELACIONADAS... 4 5 DEFINIÇÃO DE SITUAÇÕES

Leia mais

Instituto Ling. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012

Instituto Ling. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012 em 31 de dezembro de 2013 e 2012. em 31 de dezembro de 2013 e 2012 Conteúdo Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras 3 Balanços patrimoniais 5 Demonstrações de superávit

Leia mais

DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO. - Exercício Srs. Acionistas,

DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO. - Exercício Srs. Acionistas, DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO - Exercício 2012 Srs. Acionistas, Consoante as disposições da Lei 6.404, de 15.12.1976, e o Estatuto do Banco, apresento à deliberação desta Assembleia a destinação do Lucro

Leia mais

AVISO AOS ACIONISTAS AUMENTO DE CAPITAL POR SUBSCRIÇÃO PRIVADA DELIBERADA PELO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO EM

AVISO AOS ACIONISTAS AUMENTO DE CAPITAL POR SUBSCRIÇÃO PRIVADA DELIBERADA PELO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO EM CNPJ 97.837.181/0001-47 Companhia Aberta AVISO AOS ACIONISTAS AUMENTO DE CAPITAL POR SUBSCRIÇÃO PRIVADA DELIBERADA PELO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO EM 12.02.2016 (ANEXO 30-XXXII DA ICVM 480/09) 1. Informar

Leia mais

MENDES JUNIOR ENGENHARIA S/A 8ª Emissão de Debêntures. Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015

MENDES JUNIOR ENGENHARIA S/A 8ª Emissão de Debêntures. Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015 MENDES JUNIOR ENGENHARIA S/A 8ª Emissão de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015 PARTICIPANTES EMISSORA COORDENADOR(ES) ESCRITURADOR LIQUIDANTE MENDES JUNIOR

Leia mais

2. APRESENTAÇÃO E ELABORAÇÃO DAS INFORMAÇÕES CONTÁBEIS Apresentação das informações contábeis intermediárias individuais

2. APRESENTAÇÃO E ELABORAÇÃO DAS INFORMAÇÕES CONTÁBEIS Apresentação das informações contábeis intermediárias individuais TEREOS INTERNACIONAL S.A. NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS INTERMEDIÁRIAS INDIVIDUAIS PARA O PERIODO DE NOVE MESES FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 (Valores expressos em milhões de reais

Leia mais

Apresentação. Presentation de novembro de H07 9 de novembro de 2007

Apresentação. Presentation de novembro de H07 9 de novembro de 2007 Apresentação Apresentação dos dos Resultados Resultados do do 3T07 3T07 Presentation de novembro de 2007 1H07 9 de novembro de 2007 1 As Demonstrações Financeiras são de caráter pro-forma, abrangendo demonstrações

Leia mais

CONCESSIONÁRIA DE RODOVIAS DO INTERIOR PAULISTA S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013

CONCESSIONÁRIA DE RODOVIAS DO INTERIOR PAULISTA S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 CONCESSIONÁRIA DE RODOVIAS DO INTERIOR PAULISTA S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2014. Prezados Senhores Debenturistas,

Leia mais

Câmara de Comercialização de Energia Elétrica - CCEE

Câmara de Comercialização de Energia Elétrica - CCEE Câmara de Comercialização de Energia Elétrica - CCEE Relatório de Asseguração Razoável para a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica - CCEE relativo aos investimentos financeiros realizados com

Leia mais

ITAÚ UPJ ESPECIAL CURTO PRAZO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ /

ITAÚ UPJ ESPECIAL CURTO PRAZO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ / FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 04.222.376/0001-00 MENSAGEM DO ADMINISTRADOR Prezado Cotista, Este FUNDO, constituído sob a forma de condomínio aberto, com prazo indeterminado

Leia mais

POLÍTICA DE VOTO CA INDOSUEZ WEALTH (BRAZIL) S.A DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS

POLÍTICA DE VOTO CA INDOSUEZ WEALTH (BRAZIL) S.A DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS POLÍTICA DE VOTO CA INDOSUEZ WEALTH (BRAZIL) S.A DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS A CA INDOSUEZ WEALTH (BRAZIL) S.A DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS ( Gestora ), gestora de

Leia mais

Fusões e Aquisições. Reestruturação Financeira e Societária. Áreas de Atuação Lagoa Projetos

Fusões e Aquisições. Reestruturação Financeira e Societária. Áreas de Atuação Lagoa Projetos 1 Áreas de Atuação Lagoa Projetos Fusões e Aquisições - Avaliação econômico-financeira - Modelagem da operação de compra e/ou venda - Análise de oportunidades de investimento - Identificação de potenciais

Leia mais

Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. Balanço Patrimonial Consolidado em 31 de dezembro de 2014 Em milhares de reais

Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. Balanço Patrimonial Consolidado em 31 de dezembro de 2014 Em milhares de reais Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. Balanço Patrimonial Consolidado em 31 de dezembro de 2014 Em milhares de reais Ativo Passivo e Patrimônio Líquido Circulante R$ Circulante R$ Caixa e equivalentes

Leia mais

INSTRUÇÃO CVM Nº 547, DE 5 DE FEVEREIRO DE 2014

INSTRUÇÃO CVM Nº 547, DE 5 DE FEVEREIRO DE 2014 Altera dispositivos da Instrução CVM nº 358, de 3 de janeiro de 2002, e da Instrução CVM nº 480, de 7 de dezembro de 2009. O PRESIDENTE DA COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS - CVM torna público que o Colegiado,

Leia mais

Relatório da Administração Engetec Participações em Engenharia e Construção S.A.

Relatório da Administração Engetec Participações em Engenharia e Construção S.A. Relatório da Administração Engetec Participações em Engenharia e Construção S.A. Senhores Acionistas, Em cumprimento as disposições estatuárias, submetemos a apreciação de V.Sas. o relatório anual da administração

Leia mais

COMUNICADO AO MERCADO

COMUNICADO AO MERCADO COMUNICADO AO MERCADO Magnesita Refratários S.A. Praça Louis Ensch, 240, Cidade Industrial Contagem, MG CNPJ/MF nº 08.684.547/0001-65 NIRE 31.300.026.485 Código ISIN: BRMAGGACNOR4 Código de Negociação

Leia mais

COSAN LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF / NIRE Companhia Aberta AVISO AOS ACIONISTAS

COSAN LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF / NIRE Companhia Aberta AVISO AOS ACIONISTAS COSAN LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF 17.346.997/0001-39 NIRE 35.300.447.581 Companhia Aberta AVISO AOS ACIONISTAS A COSAN LOGÍSTICA S.A. (BM&FBOVESPA: RLOG3) ( Cosan Logística ou Companhia ) vem comunicar aos

Leia mais

O que precisa de ser feito para colocar o Brasil no radar dos investidores internacionais

O que precisa de ser feito para colocar o Brasil no radar dos investidores internacionais O que precisa de ser feito para colocar o Brasil no radar dos investidores internacionais ENIC, SALVADOR Setembro, 2015 kpmg.com.br 2014 KPMG Structured Finance S. A., uma sociedade anônima brasileira

Leia mais

31/03/ /12/ /03/ /12/2015 Caixa e Bancos Aplicações financeiras

31/03/ /12/ /03/ /12/2015 Caixa e Bancos Aplicações financeiras NOTAS EXPLICATIVAS DAS INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS - ITR (Em milhares de Reais, exceto quando indicado de outra forma) 1 - CONTEXTO OPERACIONAL Bicicletas Monark S.A. ( Companhia ) tem por objetivo a industrialização

Leia mais

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA A SER REALIZADA EM 30 DE ABRIL DE 2015

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA A SER REALIZADA EM 30 DE ABRIL DE 2015 MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA A SER REALIZADA EM 30 DE ABRIL DE 2015 MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO Ecorodovias Infraestrutura e Logística S.A. ( Companhia ) convida seus

Leia mais

CUSTO DOS COMPONENTES DA ESTRUTURA DE CAPITAL

CUSTO DOS COMPONENTES DA ESTRUTURA DE CAPITAL CUSTO DOS COMPONENTES DA ESTRUTURA DE! Custo do capital próprio.! Custo do capital de terceiros.! Custo do capital próprio e o Modelo de Gordon.! Ações preferenciais e custo do capital de terceiros. Francisco

Leia mais

VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. 4ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015

VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. 4ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015 VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. 4ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015 Rio de Janeiro, 29 de Abril de 2016. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade

Leia mais

Eagle Plus Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento em Ações

Eagle Plus Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento em Ações Eagle Plus Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento em Ações (Nova denominação social do Fundo de Investimento em Quotas de Fundos de Investimento em Ações Eagle Plus) (Administrado pela

Leia mais

Demonstrações financeiras em 30 de junho de 2015 e de 2014

Demonstrações financeiras em 30 de junho de 2015 e de 2014 Alfa Total Itaú Institucional Active Fix Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento Multimercado CNPJ nº 11.039.218/0001-76 (Administrado pelo Banco Alfa de Investimento S.A.) Demonstrações

Leia mais

AGEO TERMINAIS E ARMAZÉNS GERAIS S.A. 1ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015

AGEO TERMINAIS E ARMAZÉNS GERAIS S.A. 1ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015 AGEO TERMINAIS E ARMAZÉNS GERAIS S.A. 1ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015 Rio de Janeiro, 29 de Abril de 2016. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade

Leia mais

São Paulo, 12 de dezembro de 2012.

São Paulo, 12 de dezembro de 2012. São Paulo, 12 de dezembro de 2012. Ref.: Ratificação da aprovação da anuência do Fundo de Investimento Imobiliário FII Ancar IC em relação à doação de área do empreendimento CenterVale Shopping para Prefeitura

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ Harpia Ômega Participações S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ Harpia Ômega Participações S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ALFAMAIS - FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ:

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ALFAMAIS - FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ: LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ALFAMAIS - FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES Informações referentes à Dezembro de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações

Leia mais

1. Justificação da Incorporação da Tivit Investimentos pela Softway

1. Justificação da Incorporação da Tivit Investimentos pela Softway Instrumento de Justificação e Protocolo de Incorporação da Tivit Investimentos S.A. pela Softway Contact Center Serviços de Teleatendimento a Clientes S.A., celebrado em [---] de junho de 2008 Pelo presente

Leia mais

OAS S.A. - em Recuperação Judicial (nova denominação da OAS Engenharia e Participações S.A.) 3ª Emissão Pública de Debêntures

OAS S.A. - em Recuperação Judicial (nova denominação da OAS Engenharia e Participações S.A.) 3ª Emissão Pública de Debêntures OAS S.A. - em Recuperação Judicial (nova denominação da OAS Engenharia e Participações S.A.) 3ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2014 OAS S.A. em Recuperação

Leia mais