GUIA OPERACIONAL. Data: 12/09/06

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GUIA OPERACIONAL. Data: 12/09/06"

Transcrição

1 GUIA OPERACIONAL Data: 12/09/06

2 ÍNDICE GARANTIA DE ALUGUEL Definição Argumentos de Venda Como é feita a contratação do Garantia de Aluguel...8 PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS DA GARANTIA DE ALUGUEL Reaplicação do Título Resgate Transferência de Titularidade Mudança de Imóvel, Locador ou Imobiliária (Durante o período de vigência do Título) Interveniente Liberação da Caução (sem pagamento de resgate) Cancelamento do Título Mediação por Câmara Arbitral (Lei nº 9.307/96) Execução da Caução Devolução de Numerário...24 REGULAMENTAÇÃO GLOSSÁRIO MATERIAL DE VENDA A SER DISTRIBUÍDO AOS PARCEIROS COMERCIAIS Pasta, Folder, Flyer, Cartaz, Banner, Display, Bloco...27 PSTC...28 Guia Operacional...29 ANEXOS Anexo1 Instruções para preenchimento da PSTC...32 Anexo2 Anexo da PSTC Pessoa Jurídica (APJ)...36 Sugestões de modelos de Cartas:...37 Anexo3 Carta Caução com Autorização para Reaplicação...38 Anexo4 Carta Caução de Terceiros com Autorização para Reaplicação...39 Anexo5 Carta de Autorização para Reaplicação...40 Anexo6 Carta de Transferência de Titularidade...41 Anexo7 Carta de Liberação de Caução sem Pagamento de Resgate...42 Anexo8 Carta de Liberação de Caução de Terceiros sem Pagamento de Resgate...43 Anexo9 Carta de Liberação de Caução com Pagamento de Resgate...44 Anexo10 Carta de Liberação de Caução de Terceiros com Pagamento de Resgate...45 Anexo11 Carta de Liberação de Caução com Divisão de Valores...46 Anexo12 Carta de Liberação de Caução de Terceiros com Divisão de Valores...47 Anexo13 Carta de Execução de Caução...48 Anexo14 Declaração da Imobiliária...49 Anexo15 Carta de Mudança de Locador...50 Situações não previstas neste Guia devem ser enviadas diretamente às Sucursais da SULACAP, para análise e solução. 2

3 Prezado Parceiro Comercial, Apresentamos a Você o Guia Operacional do Garantia de Aluguel - O Título de Capitalização da Sul América desenvolvido especialmente para oferecer uma garantia segura ao contrato de locação. Pretendemos, com este instrumento, descrever os procedimentos do Garantia de Aluguel e informar a documentação necessária à sua operação. Temos certeza que este Manual é um guia valioso que vai facilitar o dia a dia dos profissionais que lidam diretamente com o produto, devendo estar sempre à mão dos Corretores, Atendentes e Gerentes de locação da Imobiliária. Contamos com sua colaboração para aprimorar cada vez mais esse Guia Operacional. Portanto, sempre que houver uma sugestão de melhoria em algum processo aqui descrito, ela deve ser enviada à SULACAP, e garantimos que será analisada com muita atenção. Nossas Sucursais estão à sua disposição, para esclarecer qualquer dúvida sobre o Garantia de Aluguel. Se preferir, acesse o site e envie-nos sua mensagem. Atenciosamente, Diretoria de Produção de Capitalização 3

4 GARANTIA DE ALUGUEL 1. Definição O Garantia de Aluguel é um Título de Capitalização, emitido pela Sul América Capitalização S.A. SULACAP, e contratado pelo Locatário. Seu objetivo é garantir a locação de um imóvel residencial ou comercial, oferecendo ao Locador garantia ao contrato de locação e ao Locatário uma solução diferenciada e inovadora, que contribua para agilizar a locação do seu imóvel. É um Título de pagamento único com vigência de 12 meses, que pode ser oferecido a Pessoas Físicas com idade igual ou superior a 18 anos ou a Pessoas Jurídicas. Os grandes diferenciais do produto são: alternativa ao fiador, onde o valor do Título é definido entre o locatário e a imobiliária/locador. Ao final do Plano o locatário recebe 103% do que pagou, corrigidos pela TR, concorrendo ainda a um sorteio ao mês pela Loteria Federal no valor do seu Título. O Garantia de Aluguel funciona como uma garantia permanente, já que sua renovação é automática, durante o período de locação do imóvel, oferecendo segurança e tranqüilidade para ambas as partes. Informações Importantes: Início de Vigência O Título tem validade a partir da data da confirmação do pagamento pela SULACAP ou da data de início de vigor indicada na Proposta, desde que esta seja posterior a data do efetivo pagamento, limitada ao prazo máximo de 60 (sessenta) dias a contar da data do pagamento. Resgate Final Ao final do prazo contratado, o Locatário recebe de volta 103% do pagamento único atualizado monetariamente pela TR (no caso de alteração ou extinção da taxa de remuneração será utilizado o índice definido pelo CNSP), ao final do prazo de Capitalização. Resgate Antecipado O Título poderá ser resgatado antecipadamente com pagamento ao Titular, após um mês contado a partir do início de vigência, respeitando-se os percentuais da tabela a seguir: 4

5 Mês de Vigência Resgate sobre o valor do pagamento único (%)* 1 87, , , , , , , , , , , ,000 *Acrescido da variação da TR. O valor do resgate antecipado poderá ser calculado mediante a aplicação do percentual definido na tabela acima ao pagamento único atualizado monetariamente. Sorteio Durante o prazo de capitalização, o Locatário concorre a 12 sorteios, sendo um por mês com apurações baseadas nos resultados das extrações da Loteria Federal, realizadas no último sábado de cada mês, participando com uma possibilidade de sorteio. A cada Título será atribuído um número de 5 algarismos, encontrado no campo Combinação para Sorteio do Título de Capitalização. Para efeito de apuração serão considerados os cinco primeiros prêmios da extração da Loteria Federal, observada a ordem de premiação. A combinação de cada sorteio será obtida da seguinte maneira: 1º prêmio: º prêmio: º prêmio: º prêmio: º prêmio: Exemplo de Resultado:

6 Premiação O Locatário sorteado receberá o valor do seu Título, com incidência de 30% de IR. O Título sorteado continuará em vigor concorrendo aos demais sorteios. Na ocasião do sorteio, a SULACAP entrará em contato imediatamente com o Locatário. 6

7 2. Argumentos de Venda Para o Locatário (Pessoa Física e Jurídica): O Garantia de Aluguel é a melhor alternativa ao Fiador e a outras modalidades de garantias; O Locatário não depende de terceiros para alugar seu imóvel; Ao final do plano, o Locatário resgata 103% do valor do Título atualizado pela TR; Concorre, todo mês, a um sorteio pela Loteria Federal; A renovação do Título é automática, durante todo o período de locação do imóvel; O resgate oferece toda a segurança para as partes envolvidas; e O Garantia de Aluguel pode ser utilizado como Caução em todo o Território Nacional, em qualquer imobiliária parceira da SULACAP. Para o Locador/Imobiliária (Pessoa Física e Jurídica): A contratação do Título de Capitalização é rápida, simples e sem burocracia, facilitando o processo de locação; Não existem custos extras ou taxas; e O valor do Garantia de Aluguel é acordado livremente entre Locatário e Locador. Se necessário pode-se fazer uso de diversos Títulos (limite por Título de R$ ,00). 7

8 3. Como é feita a contratação do Garantia de Aluguel Proposta A partir da aceitação do Locador em utilizar o Título de Capitalização como garantia, deverão ser preenchidos todos os campos da Proposta sem rasuras e em letra legível na cor azul ou preta. Depois de preenchida, essa Proposta deverá ser assinada pelo Locatário. Ficha de Compensação Deverá ser entregue ao Locatário a Ficha de Compensação (que está anexa à Proposta), devidamente preenchida em letra legível na cor azul ou preta para que ele faça o pagamento junto à rede bancária. A Imobiliária também pode receber um cheque administrativo nominal a SULACAP e efetuar, ela mesma, o pagamento da Ficha de Compensação, anotando, no verso do cheque, o número da Proposta. Carta Caução com Autorização para Reaplicação Deverá ser solicitado ao Locatário o preenchimento da Carta Caução em letra legível na cor azul ou preta em favor do Locador, assinada por ele ou seu representante legal, com o de acordo do Locador/Imobiliária. No corpo da carta será dada ciência ao Locatário da necessidade da concordância do Locador/Imobiliária, para que haja a liberação da caução. APJ (para os Locatários Pessoa Jurídica) O APJ deverá ser preenchido sem rasuras em letra legível na cor azul ou preta e devidamente assinado pelos representantes legais da empresa. Este formulário deve ser anexado a toda documentação. 8

9 PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS DA GARANTIA DE ALUGUEL Abaixo estão listadas algumas situações que acontecem após a locação do imóvel, utilizando-se o Título de Capitalização como garantia: 1. Reaplicação do Título Uma das facilidades do Garantia de Aluguel é a reaplicação automática do Título, durante todo o período de locação do Imóvel. Caso não desejem a reaplicação do Título, o Locador/Imobiliária deve entrar em contato com a Sucursal SULACAP com até 30 (trinta) dias de antecedência ao vencimento do Título para informar o término da garantia. 9

10 2. Resgate a) 100% ao Locador/Imobiliária ou Divisão de Valores entre Locador/Imobiliária e Locatário (com anuência das partes) São exigidos os seguintes documentos: Carta de Liberação de Caução com Divisão de Valores devidamente assinada pelo Locador/Imobiliária e pelo Locatário, ou por seus Representantes Legais, com reconhecimento de firma por semelhança até R$ ,00 e acima por autenticidade, indicando dados bancários para crédito em conta do Locador/Locatário. Caso não possuam conta bancária, deverá ser explicitada na Carta de Liberação de Caução com Divisão de Valores a solicitação de pagamento através de cheque. Será emitido um cheque nominal cruzado em preto ao favorecido para ser retirado na Sucursal da Sulacap. Relação de documentos abaixo: Quadro 1 Pessoas Físicas: Cópia legível do documento de identidade e CPF, dentro do prazo de validade. Cópia legível do comprovante de residência do(s) beneficiário(s) com prazo de emissão menor que 60 dias independente dos valores pagos (legislação SUSEP). Pessoas Jurídicas: Cartão do CNPJ. Cópia legível do documento de identidade e CPF do(s) Sócio(s) Responsável(is) pela Empresa, dentro do prazo de validade. Cópia atualizada da Certidão Simplificada da Junta Comercial e Contrato Social/Alteração Contratual Estatuto/Ata sem autenticação onde conste cláusula de poderes (para os casos de Sociedades Anônimas; Sociedade Limitada; Micro Empresa; Cooperativas e Empresário Individual). Caso não haja Certidão, cópia do Contrato Social/Alteração Contratual Estatuto/Ata, ambos autenticados nos últimos 12 meses. Cópia atualizada da Certidão Simplificada do Registro Civil de Pessoas Jurídicas, com cópia do Contrato Social/Alteração Contratual não autenticados (para os casos de Sociedade Simples; Associações e Fundações). Caso não haja Certidão, cópia do Contrato Social e Ata, ambos autenticados nos últimos 12 meses. Cópia atualizada da Declaração de Firma Individual. 10

11 Caso as Partes se utilizem de Representantes Legais, serão necessários: Quadro 2 Cópia legível do documento de identidade e CPF do(s) Representante(s) Legal(is), dentro do prazo de validade. Cópia simples da procuração do Locador com reconhecimento de firma por semelhança até limite de R$ ,00 para depósito exclusivo em conta corrente do Locador; acima deste valor, por autenticidade. Cópia simples da procuração do Locatário com reconhecimento de firma por semelhança até limite de R$ ,00; acima deste valor, por autenticidade. Cópia simples da procuração da Imobiliária dentro do prazo de validade com reconhecimento de firma por autenticidade. As Procurações outorgadas por instrumento particular, sem prazo de validade explicitado, serão consideradas válidas por 12 meses a contar da data da respectiva emissão. As Procurações outorgadas por instrumento público, sem prazo de validade explicitado, serão consideradas válidas por 12 meses a contar da data da respectiva emissão da Certidão ou do Translado. b) 100% ao Locatário São exigidos os seguintes documentos: Carta de Liberação de Caução com Pagamento de Resgate devidamente assinada pelo Locador/Imobiliária e pelo Locatário, ou por seus Representantes Legais, com reconhecimento de firma por semelhança até R$ ,00 e acima por autenticidade, indicando dados bancários para crédito em conta do Locatário. Caso não possuam conta bancária, deverá ser explicitada na Carta de Liberação de Caução a solicitação de pagamento através de cheque. Será emitido um cheque nominal cruzado em preto ao favorecido para ser retirado na Sucursal da SULACAP. Relação de documentos do Quadro 1 (pág. 10): 11

12 Caso as Partes se utilizem de Representantes Legais, serão necessários: Quadro 3 Cópia legível do documento de identidade e CPF do(s) Representante(s) Legal(is), dentro do prazo de validade. Cópia simples da procuração do Locador com reconhecimento de firma por semelhança até limite de R$ ,00 acima deste valor, por autenticidade. Cópia simples da procuração do Locatário com reconhecimento de firma por semelhança até limite de R$ ,00; acima deste valor, por autenticidade. Cópia simples da procuração da Imobiliária dentro do prazo de validade com reconhecimento de firma por autenticidade. As Procurações outorgadas por instrumento particular, sem prazo de validade explicitado, serão consideradas válidas por 12 meses a contar da data da respectiva emissão. As Procurações outorgadas por instrumento público, sem prazo de validade explicitado, serão consideradas válidas por 12 meses a contar da data da respectiva emissão da Certidão ou do Translado. Caso exista a procuração do Locador para Imobiliária: Apresentar cópia simples da procuração com reconhecimento de firma por semelhança até limite de R$ ,00 e acima por autenticidade. Se não houver esta procuração, são exigidos os seguintes documentos: Quadro 4 Declaração da Imobiliária devidamente assinada pelo seu representante legal, com firma reconhecida por semelhança até R$ ,00 e acima por autenticidade, e também cópia simples do contrato de locação; ou Cópia simples do contrato de locação, desde que contenha cláusula em que o Locador concede poderes a Imobiliária (como uma procuração) com assinatura do Locador com reconhecimento de firma por semelhança; ou Apresentação do recibo de quitação/termo de entrega das chaves, desde que assinado por representante legal da Imobiliária, acompanhado da cópia simples do contrato de locação. Elementos a serem inseridos no Recibo de Quitação/Termo de Entrega das Chaves: - nome do locatário e do locador. - imóvel objeto da locação. - início e término da locação. - quitação de débitos. - entrega de chaves. - assinatura do representante legal da Imobiliária (ou seu mandatário) com reconhecimento de firma por semelhança até R$ ,00 e acima por autenticidade. 12

13 3. Transferência de Titularidade O Garantia de Aluguel pode ser transferido para outro Locatário. Para isso, é necessária a seguinte documentação: Carta de Transferência de Titularidade devidamente preenchida e assinada (pelo ATUAL e NOVO Locatário), com firma reconhecida por semelhança (até limite de valor nominal de R$ ,00, e por autenticidade acima deste valor) do ATUAL Locatário/Locatário SULACAP/Representante Legal, fazendo menção ao Título/PSTC em questão com anuência do Locador; Dados cadastrais do NOVO Locatário; Cópia simples do aditamento do contrato de locação ou cópia simples do novo contrato de locação; Cópia legível do comprovante de residência - como forma de prevenir direitos e responsabilidades, neste momento se faz necessária a apresentação do comprovante de residência de todos aqueles que fizeram e fazem parte da relação jurídica (ATUAL e NOVO Locatário), com data de até 2 meses da solicitação. Documentação exigida para Pessoas Físicas (ATUAL e NOVO Locatário): Cópia legível do documento de identidade e CPF, dentro do prazo de validade. Documentação exigida para Pessoas Jurídicas (ATUAL e NOVO Locatário): Cartão do CNPJ. Cópia legível do documento de identidade e CPF do(s) Sócio(s) Responsável(is) pela Empresa, dentro do prazo de validade. APJ devidamente preenchido para o NOVO Locatário Cópia atualizada da Certidão Simplificada da Junta Comercial e Contrato Social/Alteração Contratual Estatuto/Ata sem autenticação onde conste cláusula de poderes (para os casos de Sociedades Anônimas; Sociedade Limitada; Micro Empresa; Cooperativas e Empresário Individual). Caso não haja Certidão, cópia do Contrato Social/Alteração Contratual Estatuto/Ata, ambos autenticados nos últimos 12 meses. Cópia atualizada da Certidão Simplificada do Registro Civil de Pessoas Jurídicas, com cópia do Contrato Social/Alteração Contratual não autenticados (para os casos de Sociedade Simples; Associações e Fundações). Caso não haja Certidão, cópia do Contrato Social e Ata, ambos autenticados nos últimos 12 meses. Cópia atualizada da Declaração de Firma Individual. 13

14 Caso as Partes se utilizem de Representantes Legais, serão necessários: Cópia do documento de identidade e CPF do(s) Representante(s) Legal(is), dentro do prazo de validade. Cópia simples da procuração do Locador com reconhecimento de firma por semelhança até limite de R$ ,00 acima deste valor, por autenticidade. Cópia simples da procuração do (ATUAL e NOVO) Locatário com reconhecimento de firma por semelhança até limite de R$ ,00; acima deste valor, por autenticidade. Cópia simples da procuração da Imobiliária dentro do prazo de validade com reconhecimento de firma por autenticidade. As Procurações outorgadas por instrumento particular, sem prazo de validade explicitado, serão consideradas válidas por 12 meses a contar da data da respectiva emissão. As Procurações outorgadas por instrumento público, sem prazo de validade explicitado, serão consideradas válidas por 12 meses a contar da data da respectiva emissão da Certidão ou do Translado. 14

15 4. Mudança de Imóvel, Locador ou Imobiliária (Durante o período de vigência do Título) É possível utilizar o Garantia de Aluguel para transferir a garantia para outro Imóvel, outro locador ou outra Imobiliária. Como o Título de Capitalização é feito em nome do Locatário, basta que sejam realizados alguns procedimentos para que ele faça a transferência. a. Mudança de Imóvel São exigidos os seguintes documentos: Carta de Liberação de Caução sem Pagamento de Resgate devidamente preenchida e assinada pelo Locatário (Locatário SULACAP/Representante Legal) e Locador (Representante Legal) da ANTIGA Locação, com Firma reconhecida por semelhança, até limite de R$ ,00 e acima por autenticidade. Carta Caução com Autorização para Reaplicação devidamente preenchida (com os dados da NOVA Locação) e assinada pelo Locatário (Locatário SULACAP/Representante Legal) e Locador/Representante Legal ou Imobiliária da NOVA Locação. Relação de documentos do Quadro 1 pág 10. b. Mudança de Locador É o procedimento adotado quando o Locador vende o Imóvel locado a um terceiro, permanecendo o Locatário no uso de seus direitos. São exigidos os seguintes documentos: Carta de Mudança de Locador devidamente preenchida e assinada (pelo ANTIGO e NOVO Locador), com firma reconhecida por semelhança (até limite de valor nominal de R$ ,00, e por autenticidade acima deste valor) do ANTIGO Locador, com ciência do Locatário com reconhecimento de firma por semelhança (até limite de valor nominal de R$ ,00, e por autenticidade acima deste valor); Cópia simples do aditamento do contrato de locação ou cópia simples do novo contrato de locação; Documentação exigida para Pessoas Físicas (ATUAL e NOVO Locador): Cópia legível do documento de identidade e CPF, dentro do prazo de validade. Documentação exigida para Pessoas Jurídicas (ATUAL e NOVO Locador): Cartão do CNPJ. 15

16 Cópia legível do documento de identidade e CPF do(s) Sócio(s) Responsável(is) pela Empresa, dentro do prazo de validade. Cópia atualizada da Certidão Simplificada da Junta Comercial e Contrato Social/Alteração Contratual Estatuto/Ata sem autenticação onde conste cláusula de poderes (para os casos de Sociedades Anônimas; Sociedade Limitada; Micro Empresa; Cooperativas e Empresário Individual). Caso não haja Certidão, cópia do Contrato Social/Alteração Contratual Estatuto/Ata, ambos autenticados nos últimos 12 meses. Cópia atualizada da Certidão Simplificada do Registro Civil de Pessoas Jurídicas, com cópia do Contrato Social/Alteração Contratual não autenticados (para os casos de Sociedade Simples; Associações e Fundações). Caso não haja Certidão, cópia do Contrato Social e Ata ambos autenticados nos últimos 12 meses. Cópia atualizada da Declaração de Firma Individual. Caso as Partes se utilizem de Representantes Legais, serão necessários: Cópia do documento de identidade e CPF do(s) Representante(s) Legal(is), dentro do prazo de validade. Cópia simples da procuração do (ATUAL e NOVO) Locador com reconhecimento de firma por semelhança até limite de R$ ,00 acima deste valor, por autenticidade. Cópia simples da procuração do Locatário com reconhecimento de firma por semelhança até limite de R$ ,00; acima deste valor, por autenticidade. Cópia simples da procuração da Imobiliária dentro do prazo de validade com reconhecimento de firma por autenticidade. As Procurações outorgadas por instrumento particular, sem prazo de validade explicitado, serão consideradas válidas por 12 meses a contar da data da respectiva emissão. As Procurações outorgadas por instrumento público, sem prazo de validade explicitado, serão consideradas válidas por 12 meses a contar da data da respectiva emissão da Certidão ou do Translado. c. Mudança de Imobiliária São exigidos os seguintes documentos: Cópia da alteração do Contrato Social onde conste a modificação da Imobiliária quer por fusão, por alteração da razão social, ou qualquer outro caso do gênero, a ser exigido para os casos pretéritos; ou Declaração em que a antiga Imobiliária ateste a transferência dos direitos sobre a administração do imóvel objeto da locação, devidamente firmada por representante legal, com reconhecimento de firma por semelhança, devendo constar, ainda, o de acordo da nova Imobiliária, com reconhecimento de firma por semelhança, e 16

17 Cópia simples do Contrato Social/Alteração Contratual da antiga Imobiliária onde conste a cláusula de poderes da sociedade. Acrescido de: Cartão do CNPJ. Cópia atualizada da Certidão Simplificada da Junta Comercial e Contrato Social/Alteração Contratual Estatuto/Ata sem autenticação onde conste cláusula de poderes (para os casos de Sociedades Anônimas; Sociedade Limitada; Micro Empresa; Cooperativas e Empresário Individual). Caso não haja Certidão, cópia do Contrato Social/Alteração Contratual Estatuto/Ata, ambos autenticados nos últimos 12 meses. Cópia atualizada da Certidão Simplificada do Registro Civil de Pessoas Jurídicas, com cópia do Contrato Social/Alteração Contratual não autenticados (para os casos de Sociedade Simples; Associações e Fundações). Caso não haja Certidão, cópia do Contrato Social e Ata ambos autenticados nos últimos 12 meses. Cópia atualizada da Declaração de Firma Individual. Caso as Partes se utilizem de Representantes Legais, serão necessários: Relação de documentos do Quadro 3 pág

18 5. Interveniente Caso o Locatário queira oferecer em garantia de locação um TC da SULACAP, de um terceiro (Interveniente Hipotecante), são exigidos os seguintes documentos: Por ocasião da Contratação: Carta Caução de Terceiros com Autorização para Reaplicação Por ocasião da Liberação da Caução (com ou sem Pagamento de Resgate e com Divisão de Valores): Carta de Liberação de Caução de Terceiros com pagamento de resgate Carta de Liberação de Caução de Terceiros sem pagamento de resgate Carta de Liberação de Caução de Terceiros com Divisão de Valores Contrato de Locação com Cláusula específica do Interveniente Documentação específica do Interveniente: Relação de documentos do Quadro 1 pág 10. Relação de documentos do Quadro 3 pág 12. No caso acima especificado a documentação do Interveniente substitui a documentação do Locatário. 18

19 6. Liberação da Caução (sem pagamento de resgate) Ocorre quando há a Liberação de Caução do Título antes do término de vigência, porém não há solicitação de resgate. São exigidos os seguintes documentos: Carta de Liberação de Caução sem Pagamento de Resgate devidamente assinada pelo Locador/Imobiliária e pelo Locatário, ou por seus Representantes Legais, com reconhecimento de firma por semelhança até R$ ,00 e acima por autenticidade. Relação de documentos do Quadro 1 pág 10. Relação de documentos do Quadro 3 pág 12. Caso exista a procuração do Locador para Imobiliária: Apresentar cópia simples da procuração com reconhecimento de firma por semelhança até limite de R$ ,00 e acima por autenticidade. Se não houver esta procuração: Declaração da Imobiliária devidamente assinada pelo seu representante legal, com firma reconhecida por semelhança até R$ ,00 e acima por autenticidade, e também cópia simples do contrato de locação; ou Cópia simples do contrato de locação, desde que contenha cláusula em que o Locador concede poderes a Imobiliária (como uma procuração) com assinatura do Locador com reconhecimento de firma por semelhança; ou Apresentação do recibo de quitação/termo de entrega das chaves, desde que assinado por representante legal da Imobiliária, acompanhado da cópia simples do contrato de locação. Elementos a serem inseridos no Recibo de Quitação/Termo de Entrega das Chaves: Relação de documentos do Quadro 4 pág

20 7. Cancelamento do Título É o procedimento adotado quando o Locatário solicita o ressarcimento do valor pago pelo fato de não ter concretizado a locação, até 30 dias após o pagamento único ou a partir da reaplicação automática no prazo máximo de 30 dias. a. 100% ao Locador ou Divisão de Valores entre Locador e Locatário São exigidos os seguintes documentos: Carta de Liberação de Caução com Divisão de Valores devidamente assinada pelo Locador/Imobiliária e pelo Locatário, ou por seus Representantes Legais, com reconhecimento de firma por semelhança até R$ ,00 e acima deste por autenticidade. Carta de Cancelamento do Título, indicando dados bancários para crédito em conta, assinada pelo Locatário e Locador. Caso não possuam conta bancária, deverá ser explicitado na Carta de Cancelamento a solicitação de pagamento através de cheque. Será emitido um cheque nominal cruzado em preto ao favorecido para ser retirado na Sucursal da Sulacap. Relação de documentos do Quadro 1 pág 10. Relação de documentos do Quadro 2 pág 11. b. 100% ao Locatário Carta de Liberação de Caução devidamente assinada pelo Locador/Imobiliária e pelo Locatário com reconhecimento de firma por semelhança até R$ ,00 e acima deste por autenticidade. Carta de Cancelamento do Título, indicando dados bancários para crédito em conta, assinada pelo Locatário e Locador. Caso não possuam conta bancária, deverá ser explicitado na carta a solicitação de pagamento através de cheque. Será emitido um cheque nominal cruzado em preto ao favorecido para ser retirado na Sucursal da Sulacap. Relação de documentos do Quadro 1 pág 10. Relação de documentos do Quadro 3 pág 12. Caso exista a procuração do Locador para Imobiliária: Apresentar cópia simples da procuração com reconhecimento de firma por semelhança até limite de R$ ,00 e acima por autenticidade. Se não houver esta procuração: Declaração da Imobiliária devidamente assinada pelo seu representante legal, com firma reconhecida por semelhança até R$ ,00 e acima por autenticidade, e também cópia simples do contrato de locação; ou 20

21 Cópia simples do contrato de locação, desde que contenha cláusula em que o Locador concede poderes a Imobiliária com assinatura do Locador com reconhecimento de firma por semelhança; ou Apresentação do recibo de quitação/termo de entrega das chaves, desde que assinado por representante legal da Imobiliária, acompanhado da cópia simples do contrato de locação. Elementos a serem inseridos no Recibo de Quitação/Termo de Entrega das Chaves: Relação de documentos do Quadro 4 pág

22 8. Mediação por Câmara Arbitral (Lei nº 9.307/96) Somente será válida se existir cláusula específica de Mediação por Câmara Arbitral no contrato de locação. Quando o resgate vier acompanhado de processo de Câmara de Arbitragem, a Carta de Execução de Caução, com reconhecimento de firma por autenticidade, pode ser substituída pela Carta de Liberação de Caução com Divisão de Valores, com reconhecimento de firma por semelhança, acompanhada do Compromisso Arbitral e Sentença Arbitral (em papel timbrado) e também de cópia simples do contrato de locação onde conste a Clausula do Foro de Mediação. 22

23 9. Execução da Caução É o procedimento utilizado pelo Locador na ocorrência de qualquer litígio. a. Inadimplência com Abandono do Imóvel: São exigidos os seguintes documentos: Carta de Execução de Caução assinada pelo Locador/Imobiliária com reconhecimento de firma por autenticidade; e Declaração de paradeiro desconhecido, com reconhecimento de firma por autenticidade; ou Carta de Execução de Caução assinada pelo Locador/Imobiliária com reconhecimento de firma por semelhança até R$ ,00 e acima por autenticidade; e Documento de Imissão de Posse Judicial. Poderá ser cópia simples, desde que conste o número das folhas. do processo, do qual foi extraído o documento. Acrescido de: Relação de documentos do Quadro 1 pág 10. Relação de documentos do Quadro 2 pág 11. b. Inadimplência sem Abandono do Imóvel: São exigidos os seguintes documentos: Carta de Execução de Caução assinada pelo Locador/Imobiliária com reconhecimento de firma por autenticidade; Notificação de Débitos (através de Telegrama, AR ou notificação extrajudicial em Cartório) informando o Locatário sobre débitos existentes. Relação de documentos do Quadro 1 pág 10. Relação de documentos do Quadro 2 pág

24 10. Devolução de Numerário É o procedimento adotado quando o Locatário solicita a devolução do valor pago em função da desistência da locação e o Título ainda não foi emitido. A devolução será feita, desde que sejam apresentados os seguintes documentos: Carta do Locatário indicando dados bancários para crédito em conta, com reconhecimento de firma por semelhança para valores até R$ ,00 e acima deste por autenticidade, solicitando a devolução do valor pago, com anuência da Imobiliária. Caso o locatário não possua conta bancária, deverá ser explicitada na carta a solicitação de pagamento através de cheque. Será emitido um cheque nominal cruzado em preto ao favorecido para ser retirado na Sucursal da Sulacap. Via da PSTC do Locatário. Cópia legível do comprovante de pagamento. Relação de documentos do Quadro 1 pág 10. Relação de documentos do Quadro 3 pág

GUIA OPERACIONAL. Data: 18/01/07

GUIA OPERACIONAL. Data: 18/01/07 GUIA OPERACIONAL Data: 18/01/07 ÍNDICE GARANTIA DE ALUGUEL... 4 1. Definição...4 2. Argumentos de Venda...8 3. Como é Feita a Contratação do Novo Garantia de Aluguel...9 PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS... 10

Leia mais

GUIA OPERACIONAL Data: 30/12/2009

GUIA OPERACIONAL Data: 30/12/2009 GUIA OPERACIONAL Data: 30/12/2009 Prezados Parceiros Comerciais, Apresentamos a Você a 4 ª Edição do Guia Operacional do Novo Garantia de Aluguel. Esta atualização reflete os principais objetivos da SulaCap

Leia mais

Cartilha. Ourocap Fiador

Cartilha. Ourocap Fiador Faz diferença ter Ourocap Fiador na hora de alugar um imóvel. Cartilha Ourocap Fiador O Ourocap Fiador* é o título de capitalização que funciona como uma garantia de aluguel, facilitando sua vida na hora

Leia mais

INSTRUÇÕES BÁSICAS. Locatário Pessoa Física:

INSTRUÇÕES BÁSICAS. Locatário Pessoa Física: INSTRUÇÕES BÁSICAS O que é necessário para alugar um imóvel na Bandeirantes Imóveis? Para alugar quaisquer dos imóveis disponíveis na carteira de locação da Bandeirantes Imóveis siga os seguintes passos:

Leia mais

Guia Operacional - SulAmérica Garantia de Aluguel Guia Operacional do Produto SulAmérica Garantia de Aluguel

Guia Operacional - SulAmérica Garantia de Aluguel Guia Operacional do Produto SulAmérica Garantia de Aluguel Guia Operacional do Produto SulAmérica Garantia de Aluguel Página 1 de 25 GLOSSÁRIO:... 4 1 - DEFINIÇÃO:... 4 2 PÚBLICO ALVO:... 4 3 REGULAMENTAÇÃO:... 4 4 CARACTERÍSTICAS DO PRODUTO:... 6 4.1 - Prazo

Leia mais

MANUAL DO VENDEDOR. Um produto da Brasilcap Capitalização S.A. Processo Susep nº 15414.002429/2009-93 e 15414.005233/2011-75

MANUAL DO VENDEDOR. Um produto da Brasilcap Capitalização S.A. Processo Susep nº 15414.002429/2009-93 e 15414.005233/2011-75 MANUAL DO VENDEDOR Um produto da Brasilcap Capitalização S.A. Processo Susep nº 15414.002429/2009-93 e 15414.005233/2011-75 ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 1 PASSO A PASSO DA VENDA...1 SOBRE OS ARGUMENTOS DE VENDAS...1

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PU 15 MESES

CONDIÇÕES GERAIS DO PU 15 MESES CONDIÇÕES GERAIS DO PU 15 MESES I INFORMAÇÕES INICIAIS II - GLOSSÁRIO SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Sul América Capitalização S.A. SULACAP CNPJ: 03.558.096/0001-04 (PU 15 MESES) - MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PU 12 MESES

CONDIÇÕES GERAIS DO PU 12 MESES CONDIÇÕES GERAIS DO PU 12 MESES I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Sul América Capitalização S.A. SULACAP CNPJ: Nº 03.558.096/0001-04 PU 12 MESES - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP

Leia mais

Condições Gerais. I Informações Iniciais

Condições Gerais. I Informações Iniciais Condições Gerais I Informações Iniciais Sociedade de Capitalização: MAPFRE Capitalização S.A. CNPJ: 09.382.998/0001-00 Nome Fantasia do Produto: Mc-T-04- Pu 12 Meses Modalidade: Tradicional Processo Susep

Leia mais

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE FAZENDA, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela legislação em vigor,

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE FAZENDA, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela legislação em vigor, RESOLUÇÃO SMF Nº 2.771, DE 29 DE ABRIL DE 2013. [Publicada no D. O. Rio de 30.04.2013] * Estabelece procedimentos a serem adotados para a entrega de prêmios aos tomadores de serviços pessoas naturais titulares

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO TC CASH 36

CONDIÇÕES GERAIS DO TC CASH 36 Página 1 de 7 CONDIÇÕES GERAIS DO TC CASH 36 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: HSBC Empresa de Capitalização (Brasil) S.A. CNPJ: 33.425.075/0001-73 TC CASH 36 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

CAPITALIZAÇÃO 2615.99.00.E -FEV/14 1

CAPITALIZAÇÃO 2615.99.00.E -FEV/14 1 CAPITALIZAÇÃO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Porto Seguro Capitalização S.A. CNPJ Nº 16.551.758/0001-58 MODALIDADE I: Tradicional PROCESSO SUSEP Nº: 15414.003346/2012-17 II GLOSSÁRIO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO INSTITUTO AYRTON SENNA

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO INSTITUTO AYRTON SENNA CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO INSTITUTO AYRTON SENNA I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO INSTITUTO AYRTON

Leia mais

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio.

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Prezado (a) cliente: Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Procedimentos para envio dos documentos de

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SOS MATA ATLÂNTICA

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SOS MATA ATLÂNTICA CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SOS MATA ATLÂNTICA I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO SOS MATA ATLÂNTICA PLANO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PRIME

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PRIME CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PRIME I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO PRIME PLANO PM 48/48 P - MODALIDADE:

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS I. INFORMAÇÕES INICIAIS II. GLOSSÁRIO

CONDIÇÕES GERAIS I. INFORMAÇÕES INICIAIS II. GLOSSÁRIO CONDIÇÕES GERAIS I. INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: CARDIF CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ Nº. : 11.467.788/0001-67 PRODUTO: PR_PU_POPULAR1_S100_1S_CS0834 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº:

Leia mais

PP650V7 TRADICIONAL CONDIÇÕES GERAIS PROCESSO SUSEP Nº 15414.000663/2009-86 CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES GERAIS

PP650V7 TRADICIONAL CONDIÇÕES GERAIS PROCESSO SUSEP Nº 15414.000663/2009-86 CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES GERAIS CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES GERAIS II - GLOSSÁRIO PP650V7 TRADICIONAL CONDIÇÕES GERAIS PROCESSO SUSEP Nº 15414.000663/2009-86 SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ICATU HARTFORD CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 74.267.170/0001-73

Leia mais

VI - PAGAMENTO 6.1 - Este Título é de pagamento único, cabendo ao Subscritor o pagamento de uma única parcela na data indicada.

VI - PAGAMENTO 6.1 - Este Título é de pagamento único, cabendo ao Subscritor o pagamento de uma única parcela na data indicada. CONDIÇÕES GERAIS DO (PU 12 MESES versão 178) I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Sul América Capitalização S.A. SULACAP CNPJ Nº 03.558.096/0001-04 (PU 12 MESES versão 178) - MODALIDADE:

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO BRADESCO SOLUÇÃO DE ALUGUEL

CONDIÇÕES GERAIS DO BRADESCO SOLUÇÃO DE ALUGUEL I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS DO BRADESCO SOLUÇÃO DE ALUGUEL SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 33.010.851/0001-74 BRADESCO SOLUÇÃO DE ALUGUEL PLANO PU 15/15 A - MODALIDADE:

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. I - INFORMAÇÕES INICIAIS Sociedade de Capitalização - APLUB Capita-lização S.A. CNPJ - 88.076.302/0001-94 Modalidade: Popular

CONDIÇÕES GERAIS. I - INFORMAÇÕES INICIAIS Sociedade de Capitalização - APLUB Capita-lização S.A. CNPJ - 88.076.302/0001-94 Modalidade: Popular ESTIPULANTE SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO CONDIÇÕES GERAIS TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO - APLUB SORTE EXTRA - TCA 420 (PROC. SUSEP Nº 15414.200104/2009-74), da APLUB Capitalização S. A. I - INFORMAÇÕES INICIAIS

Leia mais

Condições Gerais Agromania CAP

Condições Gerais Agromania CAP Condições Gerais Agromania CAP CONDIÇÕES GERAIS DO (PU 12 MESES VERSÃO 16) I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Sul América Capitalização S.A. SULACAP CNPJ Nº 03.558.096/0001-04 (PU 12 MESES

Leia mais

Anexo I - Regulamento Seu Cartão Dá Sorte

Anexo I - Regulamento Seu Cartão Dá Sorte Anexo I - Regulamento Seu Cartão Dá Sorte CREDZ ADMINISTRADORA DE CARTÕES DE CRÉDITO Endereço: AVENIDA BRIGADEIRO FARIA LIMA, Nº 1309 11º ANDAR JARDIM PAULISTANO, SÃO PAULO - SP CNPJ 12.109.247/0001-20

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO - APLUBCAP TRADICIONAL 16 MODALIDADE TRADICIONAL - PAGAMENTO ÚNICO

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO - APLUBCAP TRADICIONAL 16 MODALIDADE TRADICIONAL - PAGAMENTO ÚNICO TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO - APLUBCAP TRADICIONAL 16 MODALIDADE TRADICIONAL - PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 88.076.302/0001-94

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO CAP FIADOR I INFORMAÇÕES INICIAIS. SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 II GLOSSÁRIO

CONDIÇÕES GERAIS DO CAP FIADOR I INFORMAÇÕES INICIAIS. SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 II GLOSSÁRIO CONDIÇÕES GERAIS DO CAP FIADOR I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 CAP FIADOR MODALIDADE: Tradicional PROCESSO SUSEP Nº: 15414.005233/2011-75

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO AYRTON SENNA 50 ANOS

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO AYRTON SENNA 50 ANOS CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO AYRTON SENNA 50 ANOS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PLANO PM 48/48 D - MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

REGULAMENTO DO SORTEIO - UMBARATO

REGULAMENTO DO SORTEIO - UMBARATO REGULAMENTO DO SORTEIO - UMBARATO A CAPEMISA Seguradora de Vida e Previdência S/A, inscrita no CNPJ nº 08.602.745/0001-32, é subscritora dos Títulos de Capitalização da Modalidade Incentivo, emitidos e

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRASILCAP CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 OUROCAP EMPRESA FLEX - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE PLANO PM

Leia mais

CAPEMISA SEGURADORA MITRASEG CORRETORA REGULAMENTO DO SORTEIO

CAPEMISA SEGURADORA MITRASEG CORRETORA REGULAMENTO DO SORTEIO CAPEMISA SEGURADORA MITRASEG CORRETORA REGULAMENTO DO SORTEIO A CAPEMISA SEGURADORA DE VIDA E PREVIDÊNCIA, inscrita no CNPJ nº 08.602.745/0001-32, é subscritora dos Títulos de Capitalização da modalidade

Leia mais

REGULAMENTO PROMOÇÃO: SHOW DE PRÊMIOS CAMPO DAS OLIVEIRAS PERÍODO DE VIGÊNCIA: 10/07/2015 À 30/12/2015

REGULAMENTO PROMOÇÃO: SHOW DE PRÊMIOS CAMPO DAS OLIVEIRAS PERÍODO DE VIGÊNCIA: 10/07/2015 À 30/12/2015 REGULAMENTO PROMOÇÃO: SHOW DE PRÊMIOS CAMPO DAS OLIVEIRAS PERÍODO DE VIGÊNCIA: 10/07/2015 À 30/12/2015 DADOS DA PROMOTORA DA PROMOÇÃO NOVA PÁTRIA PLANO DE ASSISTÊNCIA FAMILIAR LTDA Rua: Barão de Jacareí,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS - TC MEGA DATA

CONDIÇÕES GERAIS - TC MEGA DATA Página 1 de 6 CONDIÇÕES GERAIS - TC MEGA DATA I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: HSBC Empresa de Capitalização (Brasil) S.A. TC MEGA DATA MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº 15414.000814/2006-53

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO IBICAPITALIZAÇÃO MAIS

CONDIÇÕES GERAIS DO IBICAPITALIZAÇÃO MAIS CONDIÇÕES GERAIS DO IBICAPITALIZAÇÃO MAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 33.010.851/0001-74 PLANO PM 60/60 A - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PESSOA JURÍDICA

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PESSOA JURÍDICA CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PESSOA JURÍDICA I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A. CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO PESSOA JURÍDICA PLANO PU

Leia mais

ICATU SEGUROS Condições Gerais Página 1

ICATU SEGUROS Condições Gerais Página 1 CONDIÇÕES GERAIS DO PU114P I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ICATU CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 74.267.170/0001-73 PLANO PU114P MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.005166/2011-99II

Leia mais

I INFORMAÇÕES INICIAIS II - GLOSSÁRIO

I INFORMAÇÕES INICIAIS II - GLOSSÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: INVEST CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 93.202.448/0001-79 (NOME FANTASIA DO PRODUTO): INVESTCAP TRAD-PU 03 (12M) MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.900283/2013-20

Leia mais

PROGRAMA DE CAPITALIZAÇÃO SORTE SEMPRE

PROGRAMA DE CAPITALIZAÇÃO SORTE SEMPRE PROGRAMA DE CAPITALIZAÇÃO SORTE SEMPRE DEFINIÇÕES UTILIZADAS NESTE REGULAMENTO I) TÍTULO: Título de Capitalização da Modalidade Tradicional emitido pela APLUB Capitalização S.A. (APLUBCAP) e aprovado pela

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PREMIUM CASH

CONDIÇÕES GERAIS DO PREMIUM CASH CONDIÇÕES GERAIS DO PREMIUM CASH I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PREMIUM CASH PLANO PM 60/60 N - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS PU 12 meses 1 sorteio, pagamento variável Modalidade: Incentivo Processo SUSEP: 15414.003760/2011-45

CONDIÇÕES GERAIS PU 12 meses 1 sorteio, pagamento variável Modalidade: Incentivo Processo SUSEP: 15414.003760/2011-45 CONDIÇÕES GERAIS PU 12 meses 1 sorteio, pagamento variável Modalidade: Incentivo Processo SUSEP: 15414.003760/2011-45 1. Glossário Subscritor é quem adquire o Título, assumindo o compromisso de efetuar

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP MULTISORTE PM24P I INFORMAÇÕES INICIAIS

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP MULTISORTE PM24P I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP MULTISORTE PM24P I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRASILCAP CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 OUROCAP MULTISORTE PM24P - MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA UTILIZAÇÃO DO FGTS (Check list) Modalidade: AQUISIÇÃO À VISTA (DAMP 1)

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA UTILIZAÇÃO DO FGTS (Check list) Modalidade: AQUISIÇÃO À VISTA (DAMP 1) (I) DO COMPRADOR ( ) Ficha Cadastral do Proponente (Original, preenchida, datada e assinada) ( ) Documento de Identidade de todos os compradores e seus respectivos cônjuges, se for o caso ( ) CPF de todos

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. Mês de Vigência Taxa de Juros 1º 0,65% a.m. 2º ao 12º 0,45% a.m.

CONDIÇÕES GERAIS. Mês de Vigência Taxa de Juros 1º 0,65% a.m. 2º ao 12º 0,45% a.m. PLIN FIDELIDADE MODALIDADE TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.003764/2008-28 CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO Subscritor é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso

Leia mais

REGULAMENTO Promoção Comercial: Prêmio na Caixa"

REGULAMENTO Promoção Comercial: Prêmio na Caixa REGULAMENTO Promoção Comercial: Prêmio na Caixa" Dados da Promotora BARILLA DO BRASIL LTDA Rua Rosa Kasinski, nº 1109, Capuava, Mauá - SP, CEP: 09380-128 CNPJ nº 02.195.380/0001-92 A empresa BARILLA DO

Leia mais

CG DA MODALIDADE TRADICIONAL PU CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01

CG DA MODALIDADE TRADICIONAL PU CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01 CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ZURICH BRASIL CAPITALIZAÇÃO S/A. CNPJ: 17.266.009/0001-41 ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01 MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

ENVIAR APÓLICE POR E-MAIL CORREIO INFORMAÇÕES DE PAGAMENTO

ENVIAR APÓLICE POR E-MAIL CORREIO INFORMAÇÕES DE PAGAMENTO PROPOSTA DE SEGURO EMPRESARIAL ORIGEM: 39 Nº PROPOSTA: RAZÃO SOCIAL ESTIPULANTE: CNPJ: ¹Pessoa Politicamente Exposta: Sim Não Relacionamento Próximo Nacionalidade: Reside no Brasil: Sim Não ¹Pessoa Politicamente

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PIC

CONDIÇÕES GERAIS DO PIC CONDIÇÕES GERAIS DO PIC I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: CIA ITAÚ DE CAPITALIZAÇÃO CNPJ: 23.025.711/0001-16 PIC - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.005217/2012-63 WEB-SITE:

Leia mais

PROMOÇÃO COMERCIAL VIVO MODA

PROMOÇÃO COMERCIAL VIVO MODA PROMOÇÃO COMERCIAL VIVO MODA Dados da Promotora: SUPPORTCOMM S.A., inscrita no CNPJ sob o nº 03.792.440/0001-17, situada na Avenida Paulista, 2.300 16 andar - Conjunto 161., Bela Vista São Paulo SP Brasil

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO CONDIÇÕES GERAIS TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO CONDIÇÕES GERAIS ÍNDICE I Informações Iniciais... 4 II Glossário... 4 III Objetivo... 5 IV Natureza do Título... 5 V Vigência... 5 VI Pagamento... 5 VII Carência...

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP TORCIDA BRASIL

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP TORCIDA BRASIL CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP TORCIDA BRASIL I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 OUROCAP TORCIDA BRASIL MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS Troca Premiável Bradesco Seguros

CONDIÇÕES GERAIS Troca Premiável Bradesco Seguros I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS Troca Premiável Bradesco Seguros SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 33.010.851/0001-74 PLANO PU 12/12 T MODALIDADE POPULAR PROCESSO SUSEP

Leia mais

REGULAMENTO Promoção TÉCNICO PREMIADO Dados da Promotora: Via Varejo S.A. CNPJ: 33.041.260/0652-90 Rua João Pessoa, 83 São Caetano do Sul - SP

REGULAMENTO Promoção TÉCNICO PREMIADO Dados da Promotora: Via Varejo S.A. CNPJ: 33.041.260/0652-90 Rua João Pessoa, 83 São Caetano do Sul - SP REGULAMENTO Promoção TÉCNICO PREMIADO Dados da Promotora: Via Varejo S.A. CNPJ: 33.041.260/0652-90 Rua João Pessoa, 83 São Caetano do Sul - SP A Via Varejo S/A.,é subscritora dos Títulos de Capitalização

Leia mais

INSTRUÇÕES - RESCISÃO DE CONTRATO DE ARRENDAMENTO MERCANTIL

INSTRUÇÕES - RESCISÃO DE CONTRATO DE ARRENDAMENTO MERCANTIL V.02-abr.07 INSTRUÇÕES - RESCISÃO DE CONTRATO DE ARRENDAMENTO MERCANTIL 1. RESCISÃO DE CONTRATO Para dar início ao processo de Rescisão é necessário entrar em contato com a Central de Atendimento e solicitar

Leia mais

Passo a passo Aditamento a contrato de financiamento/empréstimo pessoal cessão de direitos e obrigações.

Passo a passo Aditamento a contrato de financiamento/empréstimo pessoal cessão de direitos e obrigações. Passo a passo Aditamento a contrato de financiamento/empréstimo pessoal cessão de direitos e obrigações. Para dar início ao processo de transferência do contrato primeiramente é necessário preencher a

Leia mais

CÓDIGO SITE: CORRETOR:

CÓDIGO SITE: CORRETOR: 1 PROPOSTA DE LOCAÇÃO CÓDIGO SITE: CORRETOR: Dados do Interessado: Nome: RG: CPF: Endereço: Fone: Endereço do Imóvel a ser Locado: Autorizo(amos) a empresa TECAD TÉCNICA EM ADMINISTRAÇÃO LTDA, a propor

Leia mais

Prezado (a) Consorciado (a), Parabéns pela contemplação!

Prezado (a) Consorciado (a), Parabéns pela contemplação! Prezado (a) Consorciado (a), Parabéns pela contemplação! Para realizar sua contemplação providenciar a documentação solicitada abaixo e levar até uma loja do Magazine Luiza ou representação autorizada

Leia mais

CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.004260/2008-25 WEB-SITE:

CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.004260/2008-25 WEB-SITE: CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE FÁCIL I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.004260/2008-25

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PM102T7 TRADICIONAL CNPJ: 74.267.170/0001-73 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº:

CONDIÇÕES GERAIS DO PM102T7 TRADICIONAL CNPJ: 74.267.170/0001-73 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: CONDIÇÕES GERAIS DO PM102T7 TRADICIONAL I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ICATU CAPITALIZAÇÃO S.A CNPJ: 74.267.170/0001-73 PM102T7 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: II GLOSSÁRIO

Leia mais

CG DA MODALIDADE POPULAR PM CONDIÇÕES GERAIS DO APLUBCAP POPULAR 2262 SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.

CG DA MODALIDADE POPULAR PM CONDIÇÕES GERAIS DO APLUBCAP POPULAR 2262 SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076. CONDIÇÕES GERAIS DO APLUBCAP POPULAR 2262 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 APLUBCAP POPULAR 226 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº:

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO (NOME FANTASIA DO PRODUTO) (NOME FANTASIA DO PRODUTO) - MODALIDADE: INCENTIVO PROCESSO SUSEP Nº: (nº processo SUSEP)

CONDIÇÕES GERAIS DO (NOME FANTASIA DO PRODUTO) (NOME FANTASIA DO PRODUTO) - MODALIDADE: INCENTIVO PROCESSO SUSEP Nº: (nº processo SUSEP) - textos na cor azul serão adotados caso selecionados; - textos na cor vermelha deverão ser suprimidos no documento original e trata-se de informações para a elaboração do Título; - textos em negrito,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PM110P3 POPULAR

CONDIÇÕES GERAIS DO PM110P3 POPULAR I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS DO PM110P3 POPULAR SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ICATU CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 74.267.170/0001-73 PM110P3 - MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.003600/2011-04

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PU Tricap Empresarial Único 1000 TRADICIONAL

CONDIÇÕES GERAIS DO PU Tricap Empresarial Único 1000 TRADICIONAL CONDIÇÕES GERAIS DO PU Tricap Empresarial Único 1000 TRADICIONAL I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ICATU CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 74.267.170/0001-73 PU 81.4 - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. Pagamento Cota de sorteio % Cota de carregamento % Cota de Capitalização % 1º ao 3º 5,336% 59,464% 35,20%

CONDIÇÕES GERAIS. Pagamento Cota de sorteio % Cota de carregamento % Cota de Capitalização % 1º ao 3º 5,336% 59,464% 35,20% CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO Subscritor é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso de efetuar o pagamento na forma convencionada nestas Condições Gerais. Titular

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP MEGA SONHOS. (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009)

CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP MEGA SONHOS. (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009) CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP MEGA SONHOS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009) CNPJ: 03.209.092/0001-02

Leia mais

V AL R Qualificação do Microempreendedor

V AL R Qualificação do Microempreendedor V AL R Qualificação do Microempreendedor Data: Nome Completo: CPF/CNPJ: Nº Identidade: Órgão Emissor : Sexo: Data de Nascimento: Estado Civil: Naturalidade: Nome do Pai: Nome da Mãe: Endereço: Bairro:

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO ZURICHCAP INCENTIVO Nº 07 PU I07 MODALIDADE INCENTIVO PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO ZURICHCAP INCENTIVO Nº 07 PU I07 MODALIDADE INCENTIVO PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP INCENTIVO Nº 07 PU I07 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ZURICH BRASIL CAPITALIZAÇÃO S/A. CNPJ: 17.266.009/0001-41 MODALIDADE: INCENTIVO PROCESSO SUSEP Nº: II - GLOSSÁRIO

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REGISTRO DE PESSOA JURÍDICA

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REGISTRO DE PESSOA JURÍDICA DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REGISTRO DE PESSOA JURÍDICA (Cópias e originais ou cópias autenticadas) 1- Requerimento; 2- Contrato Social + Aditivos (se tiver, todos); 3- CNPJ (atualizado); 4- Indicação

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO Tricap Empresarial Mensal TRADICIONAL

CONDIÇÕES GERAIS DO Tricap Empresarial Mensal TRADICIONAL CONDIÇÕES GERAIS DO Tricap Empresarial Mensal TRADICIONAL I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ICATU CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 74.267.170/0001-73 PM930T4 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP

Leia mais

Documentação Live TIM Dedicado

Documentação Live TIM Dedicado Documentação Live TIM Dedicado . PROPOSTA APROVADA SISTEMA ANÁLISE LISTA 1. Documentos básicos necessários por tipo de empresa: Sociedades Limitadas Validação Documentação Última Alteração Contratual arquivada

Leia mais

CARTILHA PARA LOCAÇÃO DE IMÓVEL. Esta cartilha visa orientar e contribuir

CARTILHA PARA LOCAÇÃO DE IMÓVEL. Esta cartilha visa orientar e contribuir CARTILHA PARA LOCAÇÃO DE IMÓVEL Esta cartilha visa orientar e contribuir objetivamente as pessoas de um modo geral e aos nossos clientes candidatos a LOCATÁRIOS, informando o passo a passo,nahoradeselocarumimóvel.

Leia mais

Autorização para débitos de MULTAS, AUTUAÇÕES e IPVA.

Autorização para débitos de MULTAS, AUTUAÇÕES e IPVA. Autorização para débitos de MULTAS, AUTUAÇÕES e IPVA. Declaro para os devidos fins que autorizo à GENERALI DO BRASIL COMPANHIA DE SEGUROS a debitar de minha indenização, as MULTAS, AUTUAÇÕES e IPVA existentes

Leia mais

REGULAMENTO Promoção Seguro Luiza Prestamista

REGULAMENTO Promoção Seguro Luiza Prestamista REGULAMENTO Promoção Seguro Luiza Prestamista Dados da Promotora: Cardif do Brasil Vida e Previdência S.A. CNPJ: 03.546.261/0001-08 Rua Campos Bicudo, 98 4º andar, São Paulo, CEP: 04536-010. 1. Cessão:

Leia mais

REGULAMENTO PROMOÇÃO COMERCIAL. Fatura Premiada VeranCard

REGULAMENTO PROMOÇÃO COMERCIAL. Fatura Premiada VeranCard REGULAMENTO PROMOÇÃO COMERCIAL Fatura Premiada VeranCard Dados da Promotora: Veran Administradora de Cartões de Crédito LTDA. CNPJ: 11.853.182/0001-60 ENDEREÇO: Avenida Vinte e Seis de Março, 187 - Centro

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS CONFIANÇA CAP

CONDIÇÕES GERAIS CONFIANÇA CAP CONDIÇÕES GERAIS CONFIANÇA CAP CONDIÇÕES GERAIS DO CONFIANÇA CAP CONDIÇÕES GERAIS CONFIANÇA CAP Versão: 05/2013 Proc. SUSEP 15414.004330/2012-21 CONDIÇÕES GERAIS DO CONFIANÇA CAP SUMÁRIO I - INFORMAÇÕES

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS - DIN DIN JUNINA

CONDIÇÕES GERAIS - DIN DIN JUNINA CONDIÇÕES GERAIS - DIN DIN JUNINA GLOSSÁRIO Subscritor é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso de efetuar o pagamento na forma convencionada nestas Condições

Leia mais

ANEXO I CADASTRO DO(A) ÓRGÃO/ENTIDADE E DO(A) DIRIGENTE

ANEXO I CADASTRO DO(A) ÓRGÃO/ENTIDADE E DO(A) DIRIGENTE ANEXO I CADASTRO DO(A) ÓRGÃO/ENTIDADE E DO(A) DIRIGENTE BLOCO 1- IDENTIFICAÇÃO DO(A) ÓRGÃO/ENTIDADE CAMPO 01 - CNPJ Informar o número de inscrição do(a) órgão/ entidade proponente (Secretaria de Educação

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DIN DIN DO RONALDO

CONDIÇÕES GERAIS DIN DIN DO RONALDO CONDIÇÕES GERAIS DIN DIN DO RONALDO GLOSSÁRIO Subscritor é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso de efetuar o pagamento na forma convencionada nestas Condições

Leia mais

Sobre o Cancelamento de Gravames. Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/SP

Sobre o Cancelamento de Gravames. Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/SP Sobre o Cancelamento de Gravames Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/SP Procedimentos para Solicitação do Desbloqueio de Cancelamento de Gravame De acordo com a portaria 2.762 de 28 de dezembro

Leia mais

COMUNICADO. Anuidade Bônus

COMUNICADO. Anuidade Bônus COMUNICADO Anuidade Bônus Dados da Promotora: DMCARD ADMINISTRADORA DE CARTOES DE CREDITO LTDA. Av. Eng. Juarez de Siqueira Brito Wanderley, 240 Eldorado São José dos Campos SP. CNPJ: [05.355.090/0001-57.]

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO 100 II

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO 100 II CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO 100 II I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A. CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO 100 II PLANO PU 36/001 B1 - MODALIDADE:

Leia mais

SANTANDER CAP. Condições Gerais. I - Objetivo

SANTANDER CAP. Condições Gerais. I - Objetivo SANTANDER CAP Condições Gerais I - Objetivo Art. 1º - A SANTANDER CAPITALIZAÇÃO S.A., doravante denominada Sociedade de Capitalização, institui o Título de Capitalização ora descrito e devidamente aprovado

Leia mais

( ) Coobrigado*, assinalar grau de parentesco: ( ) Pai, ( ) Mãe, ( ) Cônjuge

( ) Coobrigado*, assinalar grau de parentesco: ( ) Pai, ( ) Mãe, ( ) Cônjuge CONSÓRCIO AUTOMÓVEL FICHA CADASTRAL - PESSOA FÍSICA GRUPO (s) COTA (s) Gentileza informar os dados de todas as cotas que serão utilizadas nesta operação. INFORME QUAL A SUA PARTICIPAÇÃO (Apenas uma opção

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 200 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO MENSAL CONDIÇÕES GERAIS

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 200 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO MENSAL CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 APLUBCAP POPULAR 200 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.900570/2013-30 II - GLOSSÁRIO Subscritor

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 513 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO MENSAL CONDIÇÕES GERAIS

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 513 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO MENSAL CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 APLUBCAP POPULAR 513 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.900001/2014-75 II - GLOSSÁRIO Subscritor

Leia mais

Promoção Premiável 2010 - Regulamento

Promoção Premiável 2010 - Regulamento Promoção Premiável 2010 - Regulamento Regulamento BB Seguro Auto Premiável 2010 A Brasilveículos Companhia de Seguros, com Sede à Rua Senador Dantas 105, 29º (parte), 30º e 31º. andares, Cidade do Rio

Leia mais

Regulamento Top Seguro Digital Lojas Dadalto. 1. Cessão: Essa promoção comercial envolve apenas a cessão de participação nos sorteios.

Regulamento Top Seguro Digital Lojas Dadalto. 1. Cessão: Essa promoção comercial envolve apenas a cessão de participação nos sorteios. Regulamento Top Seguro Digital Lojas Dadalto 1. Cessão: Essa promoção comercial envolve apenas a cessão de participação nos sorteios. 2. Promotora: A Royal & Sunalliance Seguros (Brasil)S.A, é titular

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO:

CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.001039/2009-04

Leia mais

INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO E DOCUMENTOS

INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO E DOCUMENTOS INSTRUÇÕES HSBC Brasil Administradora de Consórcio Ltda. INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO E DOCUMENTOS 1- Preencher a Ficha Cadastral em sua totalidade de forma legível, datar e assinar com reconhecimento de

Leia mais

Regulamento da Promoção Seguro Vida Premiada

Regulamento da Promoção Seguro Vida Premiada Regulamento da Promoção Seguro Vida Premiada A Cia. de Seguros Aliança do Brasil, com Sede na Rua Manuel da Nóbrega, nº 1.280, 9º andar, Paraíso, São Paulo - SP, inscrita no CNPJ sob n.º 28.196.889/0001-43,

Leia mais

GLOSSÁRIO. Data de aniversário é o mesmo dia do início de vigência para todos os meses subsequentes, enquanto o plano estiver em vigor.

GLOSSÁRIO. Data de aniversário é o mesmo dia do início de vigência para todos os meses subsequentes, enquanto o plano estiver em vigor. PLIN EMPRESARIAL Processo SUSEP: 15414.003337/2007-69 Período de Comercialização: 26/10/2007 a 27/02/2009 CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO Subscritor é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título,

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO PRFN 3ª REGIÃO Nº 004 de 16 de dezembro de 2009.

ORDEM DE SERVIÇO PRFN 3ª REGIÃO Nº 004 de 16 de dezembro de 2009. ORDEM DE SERVIÇO PRFN 3ª REGIÃO Nº 004 de 16 de dezembro de 2009. Dispõe sobre o procedimento a ser adotado para a formalização e controle dos processos de parcelamentos de arrematação ocorrida nas hastas

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO TRICAP (PM910T3 TRADICIONAL)

CONDIÇÕES GERAIS DO TRICAP (PM910T3 TRADICIONAL) I INFORMAÇÕES INICIAIS II GLOSSÁRIO CONDIÇÕES GERAIS DO TRICAP (PM910T3 TRADICIONAL) SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ICATU CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 74.267.170/0001-73 PM BÔNUS - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO APLICAP 026

CONDIÇÕES GERAIS DO APLICAP 026 CONDIÇÕES GERAIS DO APLICAP 026 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLICAP CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 13.122.801/0001-71 APLICAP 026 MODALIDADE: PU POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.900500/2014-62

Leia mais

AUXILIADORA PREVIDÊNCIA

AUXILIADORA PREVIDÊNCIA REGULAMENTO PLANO INDIVIDUAL DE PECÚLIO POR MORTE DAS CARACTERÍSTICAS Art. 1º A AUXILIADORA PREVIDENCIA, doravante denominada EAPP, institui o Plano de Pecúlio, estruturado no Regime Financeiro de Repartição

Leia mais

CONSÓRCIO DE IMÓVEIS MODELOS DE DECLARAÇÃO

CONSÓRCIO DE IMÓVEIS MODELOS DE DECLARAÇÃO MODELOS DE DECLARAÇÃO Preencha as declarações necessárias de acordo com o seu perfil e o da operação. Elas devem ser enviadas à Administradora junto com os outros documentos e formulários solicitados nessa

Leia mais

Guia do. Contemplado. Pessoa física

Guia do. Contemplado. Pessoa física Guia do Contemplado Pessoa física 1 Prezado Consorciado, Você foi contemplado! Agora, o próximo passo para a conquista do seu veículo novo é a aprovação do seu crédito. Para ajudá-lo com essa etapa, preparamos

Leia mais

UL - Unidade Lotérica Cód. UL/CCA Cód Ag. Nome da agência CCA - Correspondente CAIXA AQUI

UL - Unidade Lotérica Cód. UL/CCA Cód Ag. Nome da agência CCA - Correspondente CAIXA AQUI Grau de sigilo Proponho à Caixa Econômica Federal a abertura da conta abaixo especificada e a adesão aos produtos e serviços por ela oferecidos conforme a seguir assinalado: UL - Unidade Lotérica Cód.

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 636 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A.

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 636 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 APLUBCAP POPULAR 636 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.901295/2014-52 II - GLOSSÁRIO Subscritor

Leia mais

REGULAMENTO DOS SORTEIOS DO Clube Correio do Povo de Vantagens

REGULAMENTO DOS SORTEIOS DO Clube Correio do Povo de Vantagens Regulamento dos Sorteios Atualizado em 03/12/2013-1 REGULAMENTO DOS SORTEIOS DO Clube Correio do Povo de Vantagens Empresa Jornalística Caldas Júnior Ltda., pessoa jurídica, inscrita no CNPJ sob o n. 92.757.798/0001-39,

Leia mais

PM48 MPE. SITE NA INTERNET : www.brasilcap.com CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO

PM48 MPE. SITE NA INTERNET : www.brasilcap.com CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO PM48 MPE SITE NA INTERNET : www.brasilcap.com CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO Subscritor é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso de efetuar o pagamento na forma convencionada

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO DIN DIN COPA SANTANDER LIBERTADORES

CONDIÇÕES GERAIS DO DIN DIN COPA SANTANDER LIBERTADORES CONDIÇÕES GERAIS DO DIN DIN COPA SANTANDER LIBERTADORES I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A CNPJ: 03.209.092/0001-02 Din Din Copa Santander Libertadores MODALIDADE:

Leia mais