Campanha da Quaresma- 2015

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Campanha da Quaresma- 2015"

Transcrição

1 SECRETARIADO DIOCESANO DA CATEQUESE DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA DIOCESE DE SANTARÉM Campanha da Quaresma Introdução O nosso bispo, convida-nos nos este ano pastoral a sermos uma igreja em saída, e cada um que queira seguir este caminho da evangelização também tem de sair de si mesmo 1 e ir ao encontro ntro da comunidade e dos outros. Será nesse frutuoso encontro que descobrirá o verdadeiro rosto de Cristo. Na mesma linha, o papa na sua exortação apostólica Evangelii Gaudium relembra-nos que em m virtude do Batismo recebido, cada membro do povo de Deus tornou-se discípulo missionário 2, e que cada batizado é assim sujeito ativo da evangelização 3. Tendo por base este contexto, o Secretariado Diocesano da Catequese Infância e da Adolescência SDCIA Santarém propõe uma caminhada, para estes quarenta dias que ainda faltam para a maior Festa da nossa fé, a PÁSCOA. Durante este percurso, vamos ter como guia as palavras do papa Francisco: Igreja «em saída» é a comunidade de discípulos missionários que «primeireiam», que se envolvem, que acompanham, que frutificam e festejam 4. A estes cinco verbos PRIMEIRAR, ENVOLVER-SE, ACOMPANHAR, FRUTIFICAR, FESTEJAR,, acrescentamos outros dois, logo no início o PREPARAR e no fim VIVER. Quaresma é o período de quarenta dias que antecedem a Páscoa. É um tempo de penitência e conversão que se inicia na Quarta-feira de Cinzas e culmina na semana que precede a Páscoa, a Semana Santa. Esta começa com o Domingo de Ramos e inclui a Quinta-feira Santa, a Sexta-feira Santa e termina com a Vigília Pascal. Se dermos atenção ao tempo da Quaresma preparamo-nos para a maior de todas as festas cristãs, a festa da Vida a PÁSCOA. Neste tempo de Quaresma, propõe-se um convite à interioridade, à escuta da Palavra de Deus, à oração e à celebração, concretizada nesta caminhada comum durante este período que culminará na Páscoa. Ao longo das semanas da Quaresma somos convidados a escutar a Palavra de Deus, em especial o Evangelho de cada domingo, a assumir cada um dos verbos indicados e a viver a atitude proposta, desenvolvendo gestos adequados. 1 D. Manuel Pelino Domingues, Carta Pastoral: A alegria do Evangelho rejuvenesce a Igreja, 2014, p Papa Francisco, Exortação apostólica: Evangelii Gaudium, 2013, n.º Idem 4 Idem, n.º 24

2 2. Objetivos da campanha - Ajudar cada batizado a ser um discípulo missionário ; - Promover o espírito de evangelização que deve existir na catequese, na família e na comunidade; - Desenvolver e organizar gestos de caridade. 3. Uma proposta para a Catequese, para a Família e para a Comunidade Tal como em todas as campanhas anteriores elaboradas/divulgas pelo SDCIA Santarém, esta campanha destina-se se em primeiro lugar à catequese, mas pretende envolver as famílias e a restante comunidade. Para tal, propomos um esquema simples e sem grande exigência de recursos, que facilmente se poderá adequar a cada uma das realidades das nossas paróquias e comunidades. A campanha da quaresma além deste Guião é composta por um Calendário da Quaresma, e Dísticos. Neste guião vão as propostass para serem desenvolvidas na Catequese, a na Família e a na Comunidade. Esquema-síntese síntese da campanha Semana 1º Dom. 2º Dom. 3º Dom. 4º Dom. 5º Dom. Ramos Páscoa Leitura Bíblica Dístico Gesto/atitude Mc 1, Jesus foi para o deserto era tentado por Satanás e os Anjos serviam-n O Preparar Mc 9, 2-10 No alto do monte Jesus transfigurouse diante deles Primeirear Jo 2, Destruí este templo e em três dias o levantarei Envolver-se Jo 3, O Filho do homem será elevado, para que todo o homem que acredita n Ele tenha Acompanhar vida eterna Jo 12, Se o grão de trigo, lançado à terra não morrer, fica só; se morrer, dará muito fruto Frutificar Mc 11, 1-10 Hossana! Bendito O que vem em nome do Senhor! Festejar Oração/Jejum/Caridade-O que mudar? Visita e dar postal Deus é Amor Deus ama-te, Ajudar nas tarefas familiares Ajudar com alimento /produtos de higiene/ roupa Ajudar com alimento /produtos de higiene/ roupa Participar nas celebrações da Semana Santa Jo 20, 1-9 Ele tinha de ressuscitar dos mortos Viver Viver a esperança cristã 3.1- Na catequese Reservar 5 a 10 minutos da sessão de Catequese para desenvolver a proposta semanal da Campanha da Quaresma, que tem vários momentos: a) Avaliar o compromisso da semana e marcar no Calendário da Quaresma a semana passada, pintando nas respetivas quadrículas. Afixar o dístico da Semana. b) Ler o texto bíblico- também se pode recortar a imagem de cada semana e colar no Calendário da Quaresma; c) Uma reflexão sobre o texto bíblico e o gesto/atitude a desenvolver durante semana; d) Gesto/atitude a desenvolver durante a semana; e) Oração para a semana; f) Envio da proposta para a família. 2

3 3.2- Na família Num lugar (com uma Bíblia aberta, com uma vela acesa e com uma cruz) e num dia previamente escolhido, semanalmente as famílias são desafiadas: a) Marcar no Calendário da Quaresma a caminhada escrevendo a respetiva atitude e colorindo como se quiser b) Ler o texto bíblico; c) Realizar a reflexão; d) Gesto/atitude a desenvolver durante semana; e) Uma oração proposta; f) Participar nas celebrações da comunidade Na Comunidade a) Pode-se aumentar o Calendário da Quaresma para A 2, ou A 1 e colocá-lo em lugar de destaque; b) Em cada semana marcar no calendário a caminhada e afixar um dístico com o gesto a desenvolver; c) Poderá ser feita uma breve reflexão sobre o significado desse gesto. d) Conciliar com os movimentos locais gestos de caridade (visitar doentes, fazer uma campanha local de angariação de alimentos ou outros bens, na 4ª e 5ª semana) 4. Outras propostas Além das propostas para catequese, para família e para a comunidade será oportuno prever: Uma celebração penitencial para catequese; Preparar postais com as frases: Deus ama-te! ou Deus é amor!, para aqueles que estão sós; Preparar sms para enviar aos que estão sós; Animar as presenças no espaço virtual com imagens e mensagens alusivas ao tempo litúrgico; Pedir às famílias e à comunidade, em articulação com o grupo de caridade, para ajudar algumas famílias carenciadas da comunidade com bens alimentares, produtos de higiene, roupas, brinquedos, essa angariação de bens pode ocorrer nas 4ª e 5ª semanas da Quaresma; A preparação de vias-sacras sacras percorrendo as localidades, por exemplo cada família ficar responsável por uma estação (com uma cruz, algumas imagens religiosas, umas flores, umas velas, ); Envolver as famílias no Domingo de Ramos durante a procissão (com ramos) e durante a missa cada família ou as crianças poderão entregar a Renúncia Quaresmal, colocando-a junto do Calendário Quaresmal existente na Igreja; Preparar a participação das crianças na Semana Santa. Na 5ª feira Santa, por exemplo, um grupo pode estar no lava-pés; as crianças da 1ª comunhão recolhem as ofertas e apresentam os dons no altar, no fim pode haver uma vigília de oração diante do Santíssimo. Na 6ª feira Santa, poderá haver uma via-sacra na Igreja com as crianças; No dia de Páscoa as crianças podem distribuir cartões feitos por elas a desejar uma Santa Páscoa à assembleia; podem cantar um cântico alegre à saída e entregar uma flor, Sejamos originais e contando sempre com as famílias! NÃO FAÇAMOS FÉRIAS NA MAIOR SEMANA PARA OS CRISTÃOS! 3

4 Na catequese I Domingo da Quaresma PREPARAR a) Apresentação da Campanha da Quaresma: Na Campanha de Quaresma deste ano, a Catequese propõe refletir sobre a Igreja em saída e no papel que cada batizado tem em ser discípulos missionários, expressão tão querida do papa Francisco. Em cada semana vamos percorrendo o Calendário da Quaresma (pintando/recortando ndo a imagem de cada semana e colá-la no Calendário) e propomos uma leitura, uma reflexão/partilha e uma oração. b) Leitura Mc 1, 12-15: (procurar na e ler na Bíblia) Ideia principal-jesus foi para o deserto era tentado por Satanás e os Anjos serviam-n O c) Reflexão/partilha: Jesus esteve no deserto e como nós foi tentado, mas resistiu a essas tentações. E eu como tenho resistido as tentações na minha vida? Que preparação eu faço para a Páscoa? Estou eu disponível para nestes 40 dias mudar alguma coisa na minha vida? Ao longo da Quaresma somos desafiados a viver três grandes atitudes: ORAÇÃO- dedicar semanalmente/diariamente um tempo à oração; JEJUM- as 6ªfeiras são dias de jejum (assinalado no calendário), nesse dia posso deixar de comer um doce, uma guloseima e esse dinheiro coloco de parte (no envelope da Renúncia Quaresmal) e trago-o no Domingo de Ramos para dar aos mais pobres; CARIDADE- partilhar o que tenho com os outros, a Renúncia Quaresmal é um gesto de partilha. d) Gesto/ atitude: Esta semana vou dar a conhecer à minha família, e aos meus amigos, o que é a Quaresma e como a podemos viver de uma forma diferente. e) Oração: Senhor Jesus, queremos converter-nos nos a Ti, viver atentos aos irmãos, indo ao encontro das suas necessidades, construindo um mundo melhor. Pai-Nosso f) Envio da campanha para casa- o catequista deve explicar que era conveniente em casa a família escolher um dia para fazer esta oração, arranjando um lugar de destaque para o calendário que pode ir sendo pintado ao longo das semanas, e nesse lugar colocar uma Bíblia, uma cruz e uma vela. O catequista poderá também enviar um envelope para a família fazer a Renúncia Quaresmal. 4

5 II Domingo da Quaresma PRIMEIRAR a) Avaliação do compromisso da semana anterior: O Catequista questiona sobre a reação da família à campanha. Assinalar os dias no Calendário da Quaresma. Afixar o dístico e recortar a imagem ao lado e colá-la la no Calendário; b) Leitura Mc 9, 2-10: (procurar na e ler na Bíblia) Ideia principal- No alto do monte Jesus transfigurou-se diante deles c) Reflexão/partilha: Jesus mostra aos seus discípulos a sua verdadeira Glória. Ele é o Filho muito amado de Deus, é n Ele que somos salvos. Diz-nos o papa Francisco A A comunidade missionária experimenta que o Senhor tomou a iniciativa, precedeu-a no amor (cf. 1Jo 4,10),, e, por isso, ela sabe ir à frente, sabe tomar a iniciativa sem medo, ir ao encontro, procurar os afastados e chegar às encruzilhadas dos caminhos para convidar os excluídos. (EG 24) d) Gesto/ atitude: Na catequese pode fazer-se um pequeno postal com uma frase do tipo: Deus é Amor Deus ama-te e durante esta semana, mando um sms ou vou visitar uma pessoa e dar- lhe o postal, mesmo que essa pessoa esteja mais afastada, que viva sozinha, que apesar de ter um feitio difícil e já me ter chateado várias vezes, vou uma vez mais dizer que ela me é querida e amada por Deus; e) Oração: Ainda que ande triste e desalentado, fazei que eu confie em ti e me converta numa pessoa mais ousada e valente; e, que leve essa Boa Nova àqueles que estão mais afastados. Pai-Nosso f) Envio da campanha para casa e lembrar que se deve continuar a Renúncia Quaresmal III Domingo da Quaresma ENVOLVER-SE a) Avaliação do compromisso da semana anterior: O Catequista pergunta quem foram visitar e como essa pessoa reagiu. Marcar o Calendário da Quaresma e afixar dístico e recortar a imagem e colá-la. b) Leitura Jo 2, 13-25: (procurar na e ler na Bíblia) Ideia principal- Destruí este templo e em três dias o levantarei c) Reflexão/partilha: Jesus s expulsa do templo os vendilhões e fala de um novo templo, o Templo do seu corpo. Jesus desafia os discípulos, incita-os a compreender o que estava a acontecer, hoje cada um de nós é chamado a envolver-se nessa mudança. Diz-nos o papa Jesus lavou os pés aos seus discípulos. O Senhor envolve-se e envolve os seus, pondo-se de joelhos diante dos outros para os lavar; mas, logo a seguir, diz aos discípulos: «Sereis felizes se o puserdes em prática» (Jo 13,17). Com obras e gestos, a comunidade missionária entra na vida diária dos outros, encurta as distâncias,, tocando a carne sofredora de Cristo no povo (EG 24) d) Gesto/ atitude: Durante a semana vou estar atento, procurar se algum familiar precisa de alguma ajuda que eu possa dar e vou ajudá-lo nessa tarefa: por exemplo ajudar a mãe na lida da casa, ajudar a avó ou uma tia a ir fazer as compras, e) Oração: As tuas normas facilitam a nossa vida, os teus conselhos nos tranquilizam, os teus mandamentos alegram o nossa coração, porque enchem de paz a nossa vida. Avé-Maria f) Envio da campanha para casa e lembrar que se deve continuar a Renúncia Quaresmal 5

6 IV Domingo da Quaresma a) Avaliação do compromisso da semana anterior: O Catequista pergunta quem e como ajudaram durante a semana. Marcar o Calendário da Quaresma e afixar dístico e recortar a imagem e colá-la. b) Leitura Jo 3, (procurar na e ler na Bíblia) Ideia principal- O Filho do homem será elevado, para que todo o homem que acredita n Ele tenha vida eterna c) Reflexão/partilha: Jesus é glorificado na cruz, aquele que acredita n Ele é salvo e tem a vida eterna. Diz-nos o papa a a comunidade evangelizadora dispõe-se se a «acompanhar». Acompanha a humanidade em todos os seus processos, por mais duros e demorados que sejam. Conhece as longas esperas e a fadiga apostólica. A evangelização patenteia muita paciência, e evita deter-se a considerar as limitações (EG 24) d) Gesto/ atitude: na próxima semana vamos trazer um alimento/produtos de higiene/uma peça de roupa/ um brinquedo para ajudar uma(s) família(s) em dificuldades da nossa paróquia. (A catequese deve procurar junto dos grupos de caridade aquilo de que mais precisam e ajudar de forma concreta uma ou mais famílias) esta tarefa pode ser alargada a mais uma semana. e) Oração: Senhor Jesus, que eu renuncie àquilo que me possa afastar de Ti e dos irmãos e que partilhe os meus dons com os que precisam. Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo, como era no princípio agora e sempre. Amén. f) Envio da campanha para casa e lembrar que se deve continuar a Renúncia Quaresmal V Domingo da Quaresma ACOMPANHAR FRUTIFICAR a) Avaliação do compromisso da semana anterior: O Catequista recolhe os bens que os catequizandos trazem. Marcar o Calendário da Quaresma e afixar dístico e recortar a imagem e colá-la. b) Leitura Jo 12, (procurar na e ler na Bíblia) Ideia principal- Se o grão de trigo, lançado à terra não morrer, fica só; se morrer, dará muito fruto c) Reflexão/partilha: Tal como o grão precisa morrer para dar nova vida, também nós temos de deixar morrer a nossa velha vida para vivermos uma vida totalmente nova, alicerçada na Palavra. Diz-nos o papa A A comunidade evangelizadora mantém-se atenta aos frutos, porque o Senhor a quer fecunda. Cuida do trigo e não perde a paz por causa do joio. Encontra o modo para fazer com que a Palavra se encarne numa situação concreta e dê frutos de vida nova, apesar de serem aparentemente imperfeitos ou defeituosos. O discípulo sabe oferecer a vida inteira e entregá-la até ao martírio como testemunho de Jesus Cristo, mas o seu sonho não é estar cheio de inimigos, mas antes que a Palavra seja acolhida e manifeste a sua força libertadora e renovadora. (EG 24) d) Gesto/ atitude: Continuar a pedir bens para uma(s) família(s) em dificuldades. O grupo pode preparar alguns cartazes, ou ensaiar algum gesto como trazer flores, ramos, para o Domingo de Ramos (era bom fazer uma procissão pelas ruas). e) Oração: Mesmo por vezes me esqueça de Ti; Tu sabes, Jesus, que é a ti que recorro quando a vida me pesa, quando estou em dificuldades, porque tu és um porto seguro. Pai-Nosso Nosso. f) Envio da campanha para casa e lembrar que se deve continuar a Renúncia Quaresmal (entregar na missa sa da semana) 6

7 VI Domingo da Quaresma Domingo de Ramos FESTEJAR a) Avaliação do compromisso da semana anterior: A participação na Missa de Domingo de Ramos (entrega dos envelopes das Renúncias Quaresmais, colocá-los los junto do Calendário da Quaresma existente na Igreja). Marcar o Calendário da Quaresma e afixar dístico. b) Leitura Mc 11, 1-10 (procurar na e ler na Bíblia) Ideia principal- Hossana! Bendito O que vem em nome do Senhor! c) Reflexão/partilha: A multidão com entusiasmo celebra a entrada de Jesus em Jerusalém. Diz-nos o papa na Exortação Apostólica Evangelii Gaudim a comunidade evangelizadora jubilosa sabe sempre «festejar»: celebra e festeja cada pequena vitória, cada passo em frente na evangelização. (EG 24) d) Gesto/ atitude: Desafiar os catequizandos e famílias a participar ativamente nas celebrações da Semana Santa da Paróquia. Em reunião de catequistas com o pároco estabelecer formas concretas de cada grupo e catequizando participar nas celebrações. e) Oração: Jesus, tu és o meu Senhor, em ti ponho a minha confiança. Pai-Nosso. PÁSCOA VIVER a) Avaliação do compromisso da semana anterior: A participação ativa nas Celebrações Pascais. b) Leitura Jo 20, 1-9 (procurar na e ler na Bíblia) Ideia principal- Ele tinha de ressuscitar dos mortos c) Reflexão/partilha: A ressurreição de Cristo enche de esperança nossa vida. Diz-nos o papa na Exortação Apostólica Evangelii Gaudim Mas viver a fundo a realidade humana e inserir-se no coração dos desafios como fermento de testemunho, em qualquer cultura, em qualquer cidade, melhora o cristão e fecunda a cidade. (EG 24) d) Oração: O Senhor Ressuscitou verdadeiramente! Aleluia! Aleluia! 7

8 Em Família (um por catequizando+ um Calendário da Quaresma) Estimados Pais / Encarregados de Educação: Na campanha de quaresma deste ano, a Catequese propõe refletir sobre a Igreja em saída e no papel que cada batizado tem em ser discípulos missionários, expressão tão querida do papa Francisco. Em cada semana vamos percorrendo o Calendário da Quaresma (que vamos pintando, também se pode recortar a imagem de cada semana e colar no Calendário) e propomos uma leitura, uma reflexão/partilha e uma oração para cada semana. I Domingo da Quaresma PREPARAR a) Assinalar os dias no Calendário da Quaresma e recorta a imagem ao lado e colar. b) Leitura Mc 1, 12-15: (procurar na e ler na Bíblia) Ideia principal-jesus foi para o deserto era tentado por Satanás e os Anjos serviam-n O c) Reflexão/partilha: Jesus esteve no deserto e como nós foi tentado, mas resistiu a essas tentações. E eu como tenho resistido as tentações na minha vida? Estou eu disponível para nestes 40 dias mudar alguma coisa na minha vida? Que preparação eu faço para a Páscoa? Ao longo da quaresma somos desafiados a viver três grandes atitudes: ORAÇÃO- dedicar semanalmente/diariamente um tempo à oração JEJUM- as 6ªfeiras são dias de jejum (assinalado no calendário), posso deixar de comer um doce, uma guloseima e esse dinheiro coloco no envelope da Renúncia Quaresmal que trarei no Domingo de Ramos para dar aos mais pobres; CARIDADE- partilhar o que tenho com os outros, a Renúncia Quaresmal é um gesto de partilha. d) Gesto/ atitude: preparar um lugar de destaque para o calendário que pode ir sendo pintado ao longo das semanas, e nesse lugar colocar uma Bíblia, uma cruz e uma vela. O envelope serve para guardar as Renúncias Quaresmais e) f) Oração: Senhor Jesus, queremos converter-nos nos a Ti, viver atentos aos irmãos, indo ao encontro das suas necessidades, construindo um mundo melhor. Pai-Nosso

9 II Domingo da Quaresma PRIMEIRAR a) Assinalar os dias no Calendário da Quaresma e recorta a imagem ao lado e colar. b) Leitura Mc 9, 2-10: (procurar na e ler na Bíblia) Ideia principal- No alto do monte Jesus transfigurou-se diante deles c) Reflexão/partilha: Jesus mostra aos seus discípulos a sua verdadeira Glória. Ele é o Filho muito amado de Deus, é n Ele que somos salvos. Diz-nos o papa na Exortação Apostólica Evangelii Gaudim A A comunidade missionária experimenta que o Senhor tomou a iniciativa, precedeu-a no amor (cf. 1Jo 4,10), e, por isso, ela sabe ir à frente, sabe tomar a iniciativa sem medo, ir ao encontro, procurar os afastados e chegar às encruzilhadas dos caminhos para convidar os excluídos. (EG 24) d) Gesto/ atitude: Enviar um sms, e/ou visitar uma pessoa que esteja mais afastada, que viva sozinha, que tendo um feitio difícil e já me ter chateado com ela várias vezes, vou uma vez mais dizer que ela me é querida e amada por Deus. Continuar a Renúncia Quaresmal. e) Oração: Ainda que ande triste te e desalentado, fazei que eu confie em ti e me converta numa pessoa mais ousada e valente; e, que leve essa Boa Nova àqueles que estão mais afastados. Pai-Nosso III Domingo da Quaresma ENVOLVER-SE a) Assinalar os dias no Calendário da Quaresma e recorta a imagem ao lado e colar. b) Leitura Jo 2, 13-25: (procurar na e ler na Bíblia) Ideia principal- Destruí este templo e em três dias o levantarei c) Reflexão/partilha: Jesus expulsa do templo os vendilhões e fala de um novo templo, o Templo do seu corpo. Jesus desafia os discípulos, incita-os a compreender o que estava a acontecer, hoje cada um de nós é chamado a envolver-se nessa mudança. Diz-nos o papa na Exortação Apostólica Evangelii Gaudim Jesus lavou os pés aos seus discípulos. O Senhor envolve-se e envolve os seus, pondo-se de joelhos diante dos outros para os lavar; mas, logo a seguir, diz aos discípulos: «Sereis felizes se o puserdes em prática» (Jo 13,17). Com obras e gestos, a comunidade missionária entra na vida diária dos outros, encurta as distâncias,, tocando a carne sofredora de Cristo no povo (EG 24) d) Gesto/ atitude: Ajudar nas tarefas familiares. Continuar a Renúncia Quaresmal. e) Oração: As tuas normas facilitam a nossa vida, os teus conselhos nos tranquilizam, os teus mandamentos alegram o nosso coração, porque enche de paz a nossa vida. Avé-Maria

10 IV Domingo da Quaresma ACOMPANHAR a) Assinalar os dias no Calendário da Quaresma e recorta a imagem ao lado e colar. b) Leitura Jo 3, (procurar na e ler na Bíblia) Ideia principal- O Filho do homem será elevado, para que todo o homem que acredita n Ele tenha vida eterna c) Reflexão/partilha: Jesus é glorificado na cruz, aquele que acredita n Ele é salvo e tem a vida eterna. Diz-nos o papa na Exortação Apostólica Evangelii Gaudim a comunidade evangelizadora dispõe-se a «acompanhar». Acompanha a humanidade em todos os seus processos, por mais duros e demorados que sejam. Conhece as longas esperas e a fadiga apostólica. A evangelização patenteia muita paciência, e evita deter-se a considerar as limitações (EG 24) d) Gesto/ atitude: Levar para a Igreja um alimento/produtos de higiene/uma peça de roupa/ um brinquedo para ajudar uma(s) família(s) em dificuldades da nossa paróquia. Continuar a Renúncia Quaresmal. e) Oração: Senhor Jesus, que eu renuncie àquilo que me possa afastar de Ti e dos irmãos e que partilhe os meus dons com os que precisam. Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo, como era no princípio agora e sempre. Amén V Domingo da Quaresma FRUTIFICAR a) Assinalar os dias no Calendário da Quaresma e recorta a imagem ao lado e colar. b) Leitura Jo 12, (procurar na e ler na Bíblia) Ideia principal- Se o grão de trigo, lançado à terra não morrer, fica só; se morrer, dará muito fruto c) Reflexão/partilha: Tal como o grão precisa morrer para dar nova vida, também nós temos de deixar morrer a nossa velha vida para vivermos uma vida totalmente nova, alicerçada na Palavra. Diz-nos o papa na Exortação Apostólica Evangelii Gaudim A comunidade evangelizadora mantém-se atenta aos frutos, porque o Senhor a quer fecunda. Cuida do trigo e não perde a paz por causa do joio. Encontra o modo para fazer com que a Palavra se encarne numa situação concreta e dê frutos de vida nova, apesar de serem aparentemente imperfeitos ou defeituosos. O discípulo sabe oferecer a vida inteira e entregá-la até ao martírio como testemunho de Jesus Cristo, mas o seu sonho não é estar cheio de inimigos, mas antes que a Palavra seja acolhida e manifeste a sua força libertadora e renovadora. (EG 24) d) Gesto/ atitude: Se ainda não deu algum bem para uma(s) família(s) em dificuldades, é tempo de o fazer. Preparar flores, ramos, para o Domingo de Ramos. Levar os envelopes com a Renúncia Quaresmal para a Domingo de Ramos. e) Oração: Mesmo por vezes me esqueça de Ti; Tu sabes, Jesus, que é a ti que recorro quando a vida me pesa, quando estou em dificuldades, porque tu és um porto seguro. Pai-Nosso SDCIA- SANTARÉM

11 VI Domingo da Quaresma Domingo de Ramos FESTEJAR a) Assinalar os dias no Calendário da Quaresma e recorta a imagem ao lado e colar. b) Leitura Mc 11, 1-10 (procurar na e ler na Bíblia) Ideia principal- Hossana! Bendito O que vem em nome do Senhor! c) Reflexão/partilha: A multidão com entusiasmo celebra a entrada de Jesus em Jerusalém. Diz- nos o papa na Exortação Apostólica Evangelii Gaudim a comunidade evangelizadora jubilosa sabe sempre «festejar»: celebra e festeja cada pequena vitória, cada passo em frente na evangelização. (EG 24) d) Gesto/ atitude: Participar ativamente nas celebrações da Semana Santa da Paróquia. Colocar o postal com o horário das celebrações em local visível. e) Oração: Jesus, tu és o meu Senhor, em ti ponho a minha confiança. Pai-Nosso Nosso PÁSCOA VIVER a) Assinalar os dias no Calendário da Quaresma. Preparar um arranjo de flores no local para fazer a oração. b) Leitura Jo 20, 1-9 (procurar na e ler na Bíblia) Ideia principal- Ele tinha de ressuscitar dos mortos c) Reflexão/partilha: A ressurreição de Cristo enche de esperança nossa vida. Diz-nos o papa na Exortação Apostólica Evangelii Gaudim Mas viver a fundo a realidade humana e inserir-se no coração dos desafios como fermento de testemunho, em qualquer cultura, em qualquer cidade, melhora o cristão e fecunda a cidade. (EG 24) d) Oração: O Senhor Ressuscitou verdadeiramente! Aleluia! Aleluia! A PÁSCOA É A GRANDE FESTA DOS CRISTÃOS!. PARTICIPE, EM FAMÍLIA NAS CELEBRAÇÕES LITÚRGICAS. 11

12 Na comunidade I Domingo da Quaresma PREPARAR a) Leitura Mc 1, Ideia principal-jesus foi para o deserto era tentado por Satanás e os Anjos serviam-n O b) Apresentação da campanha da quaresma: Na campanha de quaresma deste ano, a Catequese propõe refletir sobre a Igreja em saída e no papel que cada batizado tem em ser discípulos missionários, expressão tão querida do papa Francisco. Em cada semana vamos percorrendo o Calendário da Quaresma (que vamos pintando, também se pode recortar a imagem de cada semana e colar no Calendário) e propomos uma leitura, uma reflexão/partilha e uma oração para cada semana. c) Reflexão/partilha: Jesus esteve no deserto e como nós foi tentado, mas resistiu a essas tentações. E eu como tenho resistido as tentações na minha vida? Que preparação eu faço para a Páscoa? Estou eu disponível para nestes 40 dias mudar alguma coisa na minha vida? Ao longo da quaresma somos desafiados a viver três grandes atitudes: ORAÇÃO- dedicar semanalmente/diariamente um tempo à oração JEJUM- as 6ªfeiras são dias de jejum (assinalado no calendário), posso deixar de comer um doce, uma guloseima e esse dinheiro coloco no envelope da Renúncia Quaresmal que trarei no Domingo de Ramos para dar aos mais pobres; CARIDADE- partilhar o que tenho com os outros, a Renúncia Quaresmal é um gesto de partilha. d) Gesto/ atitude: Esta semana vou dar a conhecer à minha família e aos meus amigos o que é a quaresma e como a podemos viver de uma forma diferente. II Domingo da Quaresma PRIMEIRAR a) Leitura Mc 9, 2-10: Ideia principal- No alto do monte Jesus transfigurou-se diante deles b) Reflexão/partilha: Jesus mostra aos seus discípulos a sua verdadeira Glória. Ele é o Filho muito amado de Deus, é n Ele que somos salvos. Diz-nos o papa na Exortação Apostólica Evangelii Gaudim A A comunidade missionária experimenta que o Senhor tomou a iniciativa, precedeu-a no amor (cf. 1Jo 4,10), e, por isso, ela sabe ir à frente, sabe tomar a iniciativa sem medo, ir ao encontro, procurar os afastados e chegar às encruzilhadas dos caminhos para convidar os excluídos. (EG 24) c) Gesto/ atitude: Na catequese pode fazer-se um pequeno postal com uma frase do tipo: Deus é Amor Deus ama-te, pode ser desenhada e durante esta semana, envio um sms, e/ou vou visitar uma pessoa que esteja mais afastada, que viva sozinha, que tendo um feitio difícil e já me ter chateado com ela várias vezes, vou uma vez mais dizer que ela me é querida e amada por Deus e vou-lhe dar o postal 12

13 III Domingo da Quaresma ENVOLVER-SE a) Leitura Jo 2, 13-25: Ideia principal- Destruí este templo e em três dias o levantarei b) Reflexão/partilha: Jesus expulsa do templo os vendilhões e fala de um novo templo, o Templo do seu corpo. Jesus desafia os discípulos, incita-os a compreender o que estava a acontecer, hoje cada um de nós é chamado a envolver-se nessa mudança. Diz-nos o papa na Exortação Apostólica Evangelii Gaudim Jesus lavou os pés aos seus discípulos. O Senhor envolve-se e envolve os seus, pondo-se de joelhos diante dos outros para os lavar; mas, logo a seguir, diz aos discípulos: «Sereis felizes se o puserdes em prática» (Jo 13,17). Com obras e gestos, a comunidade missionária entra na vida diária dos outros, encurta as distâncias,, tocando a carne sofredora de Cristo no povo (EG 24) c) Gesto/ atitude: Durante a semana vou estar atento, procurar se algum familiar precisa de alguma ajuda que eu possa dar e vou ajudá-lo nessa tarefa: por exemplo ajudar a mãe na lida da casa, ajudar a avó ou uma tia a ir fazer as compras, IV Domingo da Quaresma ACOMPANHAR a) Leitura Jo 3, (procurar na e ler na Bíblia) Ideia principal- O Filho do homem será elevado, para que todo o homem que acredita n Ele tenha vida eterna b) Reflexão/partilha: Jesus é glorificado na cruz, aquele que acredita n Ele é salvo e tem a vida eterna. Diz-nos o papa na Exortação Apostólica Evangelii Gaudim a comunidade evangelizadora dispõe-se se a «acompanhar». Acompanha a humanidade em todos os seus processos, por mais duros e demorados que sejam. Conhece as longas esperas e a fadiga apostólica. A evangelização patenteia muita paciência, e evita deter-se a considerar as limitações (EG 24) c) Gesto/ atitude: na próxima semana vamos trazer um alimento/produtos de higiene/uma peça de roupa/ um brinquedo para ajudar uma(s) família(s) em dificuldades da nossa paróquia. (A catequese deve procurar junto dos grupos de caridade aquilo que mais precisam e ajudar de forma concreta uma ou mais famílias) esta tarefa pode ser alargada a mais uma semana. 13

14 V Domingo da Quaresma FRUTIFICAR a) Leitura Jo 12, (procurar na e ler na Bíblia) Ideia principal- Se o grão de trigo, lançado à terra não morrer, fica só; se morrer, dará muito fruto b) Reflexão/partilha: Tal como o grão precisa morrer para dar nova vida, também nós temos de deixar morrer a nossa velha vida para vivermos uma vida totalmente nova, alicerçada na Palavra. Diz-nos o papa na Exortação Apostólica Evangelii Gaudim A comunidade evangelizadora mantém-se atenta aos frutos, porque o Senhor a quer fecunda. Cuida do trigo e não perde a paz por causa do joio. O semeador, quando vê surgir o joio no meio do trigo, não tem reações de lamentação ou de alarmismo. Encontra o modo para fazer com que a Palavra se encarne numa situação concreta e dê frutos de vida nova, apesar de serem aparentemente imperfeitos ou defeituosos. O discípulo sabe oferecer a vida inteira e entregá-la até ao martírio como testemunho de Jesus Cristo, mas o seu sonho não é estar cheio de inimigos, mas antes que a Palavra seja acolhida e manifeste a sua força libertadora e renovadora. (EG 24) c) Gesto/ atitude: Continuar a pedir bens para uma(s) família(s) em dificuldades. O grupo pode preparar alguns cartazes, ou ensaiar algum gesto como trazer flores, ramos, para o Domingo de Ramos (era bom fazer uma procissão pelas ruas). Neste domingo distribuir um postal com os horários das celebrações da Semana Santa. VI Domingo da Quaresma Domingo de Ramos FESTEJAR a) Leitura Mc 11, 1-10 (procurar na e ler na Bíblia) Ideia principal- Hossana! Bendito O que vem em nome do Senhor! b) Reflexão/partilha: A multidão com entusiasmo celebra a entrada de Jesus em Jerusalém. Diz- nos o papa na Exortação Apostólica Evangelii Gaudim a comunidade evangelizadora jubilosa sabe sempre «festejar»: celebra e festeja cada pequena vitória, cada passo em frente na evangelização. (EG 24) c) Gesto/ atitude: Desafiar os catequizandos e famílias a participar ativamente nas celebrações da Semana Santa da Paróquia. PÁSCOA VIVER a) Leitura Jo 20, 1-9 (procurar na e ler na Bíblia) Ideia principal- Ele tinha de ressuscitar dos mortos b) Reflexão/partilha: A ressurreição de Cristo enche de esperança nossa vida. Diz-nos o papa na Exortação Apostólica Evangelii Gaudim Mas viver a fundo a realidade humana e inserir-se no coração dos desafios como fermento de testemunho, em qualquer cultura, em qualquer cidade, melhora o cristão e fecunda a cidade. (EG 24) c) Gesto/ atitude: Os s catequizandos podem distribuir postais ou flores e desejar uma Santa Páscoa à Comunidade. 14

Igreja sempre missionária

Igreja sempre missionária Igreja sempre missionária O mês de outubro é dedicado às missões. Jesus disse ao enviar os apóstolos para anunciar o ano da graça: Eis que vos envio como cordeiros em meio a lobos vorazes (Mt. 10,16).

Leia mais

QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO

QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO Disponível em: www.seminariomaiordebrasilia.com.br Acesso em 13/03/2014 A palavra Quaresma surge no século IV e tem um significado profundo e simbólico para os cristãos

Leia mais

PLANO DIOCESANO DE PASTORAL 2015 2018 IGREJA DE AVEIRO, VIVE A ALEGRIA DA MISERICÓRDIA

PLANO DIOCESANO DE PASTORAL 2015 2018 IGREJA DE AVEIRO, VIVE A ALEGRIA DA MISERICÓRDIA IGREJA DE AVEIRO, VIVE A ALEGRIA DA MISERICÓRDIA O nosso Plano alicerça-se no símbolo do lava-pés (Jo 13, 11-17) O LAVA-PÉS Nele se inspira a espiritualidade de serviço que dá sen do a toda a ação pastoral

Leia mais

Vivendo a Liturgia Ano A

Vivendo a Liturgia Ano A Vivendo a Liturgia Junho/2011 Vivendo a Liturgia Ano A SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR (05/06/11) A cor litúrgica continua sendo a branca. Pode-se preparar um mural com uma das frases: Ide a anunciai

Leia mais

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 27ºDOMINGO DO TEMPO COMUM (02/10/11) Parábola dos Vinhateiros Poderia ser feito um mural específico para esta celebração com uma das frases: Construir a Igreja

Leia mais

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão Jorge Esteves Objectivos 1. Reconhecer que Jesus se identifica com os irmãos, sobretudo com os mais necessitados (interpretação e embora menos no

Leia mais

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Introdução: Educar na fé, para a paz, a justiça e a caridade Este ano a Igreja no Brasil está envolvida em dois projetos interligados: a lembrança

Leia mais

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 NO CAMINHO DO DISCIPULADO MISSIONÁRIO, A EXPERIÊNCIA DO ENCONCONTRO: TU ÉS O MESSIAS, O FILHO DO DEUS VIVO INTRODUÇÃO Queridos/as Catequistas! Com nossos cumprimentos

Leia mais

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia.

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia. EUCARISTIA GESTO DO AMOR DE DEUS Fazer memória é recordar fatos passados que animam o tempo presente em rumo a um futuro melhor. O povo de Deus sempre procurou recordar os grandes fatos do passado para

Leia mais

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO SOBRE NÓS FAZEI BRILHAR O ESPLENDOR DE VOSSA FACE! 3 º DOMINGO DA PÁSCOA- ANO B 22 DE ABRIL DE 2012 ANIM: (Saudações espontâneas)

Leia mais

ORAÇÃO EM FAMÍLIA Quaresma e Tempo Pascal

ORAÇÃO EM FAMÍLIA Quaresma e Tempo Pascal 1 PARÓQUIA DE Nª SRª DA CONCEIÇÃO, MATRIZ DE PORTIMÃO ORAÇÃO EM FAMÍLIA Quaresma e Tempo Pascal (O Ícone da Sagrada Família deve ser colocado na sala, num lugar de relevo e devidamente preparado com uma

Leia mais

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim!

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim! Page 1 of 6 GUIÃO DA CELEBRAÇÃO DA 1ª COMUNHÃO 2006 Ambientação Irmãos: Neste Domingo, vamos celebrar e viver a Eucaristia com mais Fé e Amor e também de uma maneira mais festiva, já que é o dia da Primeira

Leia mais

Plano Pedagógico do Catecismo 6

Plano Pedagógico do Catecismo 6 Plano Pedagógico do Catecismo 6 Cat Objetivos Experiência Humana Palavra Expressão de Fé Compromisso PLANIFICAÇÃO de ATIVIDADES BLOCO I JESUS, O FILHO DE DEUS QUE VEIO AO NOSSO ENCONTRO 1 Ligar a temática

Leia mais

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo Tens uma tarefa importante para realizar: 1- Dirige-te a alguém da tua confiança. 2- Faz a pergunta: O que admiras mais em Jesus? 3- Regista a resposta nas linhas.

Leia mais

DIRECTÓRIO GERAL DA CATEQUESE - SDCIA/ISCRA -2 Oração inicial Cântico - O Espírito do Senhor está sobre mim; Ele me enviou para anunciar aos pobres o Evangelho do Reino! Textos - Mc.16,15; Mt.28,19-20;

Leia mais

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética 2 0 1 2-2 0 1 5 DIOCESE DE FREDERICO WESTPHALEN - RS Queridos irmãos e irmãs, Com imensa alegria, apresento-lhes o PLANO DIOCESANO DE ANIMAÇÃO BÍBLICO -

Leia mais

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL 1 Ivocação ao Espirito Santo (oração ou canto) 2- Súplica inicial. (Em 2 coros: H- homens; M- mulheres) H - Procuramos para a Igreja/ cristãos

Leia mais

A iniciação cristã como pedagogia de vida comunitária

A iniciação cristã como pedagogia de vida comunitária A iniciação cristã como pedagogia de vida comunitária A evangelização nos dá a alegria do encontro com a Boa Nova da Ressurreição de Cristo. A maioria das pessoas procura angustiada a razão de sua vida

Leia mais

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005 FESTA DO Pai-Nosso Igreja de S. José de S. Lázaro 1º ano 1 7 de Maio de 2005 I PARTE O acolhimento será feito na Igreja. Cada criança ficará com os seus pais nos bancos destinados ao seu catequista. Durante

Leia mais

O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA

O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA Nestes últimos anos tem-se falado em Catequese Renovada e muitos pontos positivos contribuíram para que ela assim fosse chamada. Percebemos que algumas propostas

Leia mais

Ir ao encontro de todos anunciando

Ir ao encontro de todos anunciando é uma proposta dirigida às crianças e adolescentes da catequese do Patriarcado de Lisboa para a vivência do tempo do Advento e do Natal. No ambiente sinodal que já estamos a viver pretende-se que a partir

Leia mais

Avisos. Domingo VI do Tempo Comum De 14 de Fevereiro de 2010 a 21-2-2010. AVISOS PAROQUIAIS sempre disponíveis em www.vidaparoquial.blogspot.

Avisos. Domingo VI do Tempo Comum De 14 de Fevereiro de 2010 a 21-2-2010. AVISOS PAROQUIAIS sempre disponíveis em www.vidaparoquial.blogspot. Quarta-Feira Quinta-Feira Quinta-Feira Avisos Domingo VI do Tempo Comum De 14 de Fevereiro de 2010 a 21-2-2010 Jagardo Para os cristãos começa na próxima quarta-feira o tempo mais importante da fé, o ciclo

Leia mais

20ª Hora Santa Missionária

20ª Hora Santa Missionária 20ª Hora Santa Missionária Tema: Missão é Servir Lema: Quem quiser ser o primeiro seja servo de todos Preparação do ambiente: cartaz do Mês missionário, Bíblia e fitas nas cores dos continentes, cruz e

Leia mais

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral Advento 2014 (Campanha de Preparação para o Natal) A ALEGRIA E A BELEZA DE VIVER EM FAMÍLIA. O tempo do Advento, que devido ao calendário escolar

Leia mais

O QUE É O PROJETO NATAL MISSIONÁRIO?

O QUE É O PROJETO NATAL MISSIONÁRIO? INTRODUÇÃO Como continuidade ao Projeto das Semanas Missionárias, Deus suscitou este novo projeto que envolverá não apenas ao movimento da Renovação Carismática Católica, mas a toda a Igreja Católica Apostólica

Leia mais

Confira a programação completa da Semana Santa em algumas paróquias de Curitiba:

Confira a programação completa da Semana Santa em algumas paróquias de Curitiba: PROGRAMAÇÃO SEMANA SANTA NA ARQUIDIOCESE DE CURITIBA Organizada pela Arquidiocese de Curitiba, a Semana Santa terá início na quinta-feira, às 9 horas, com a Missa com Sagração dos Santo Óleos e Renovação

Leia mais

CAMINHADA DE QUARESMA 2015 DIOCESE DE AVEIRO. Jesus é o Filho de Deus: escuta-o!

CAMINHADA DE QUARESMA 2015 DIOCESE DE AVEIRO. Jesus é o Filho de Deus: escuta-o! INTRODUÇÃO GERAL Somos desafiados a aprofundar a escuta e a oração, assumindo um dos grandes obje vos que o nosso Bispo, D. António Moiteiro, traçou assim que chegou à Diocese: enquanto comunidade cristã

Leia mais

SOLENIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS PADROEIRO DA DIOCESE DE UNIÃO DA VITÓRIA (01/07/11)

SOLENIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS PADROEIRO DA DIOCESE DE UNIÃO DA VITÓRIA (01/07/11) Vivendo a Liturgia Julho/2011 SOLENIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS PADROEIRO DA DIOCESE DE UNIÃO DA VITÓRIA (01/07/11) É Importante lembrar que o Sagrado Coração de Jesus é o Padroeiro de nossa Diocese,

Leia mais

LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS

LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS 1 TEXTO BÍBLICO - Lucas 6,12-19 (Fazer uma Oração ao Espírito Santo, ler o texto bíblico, fazer um momento de meditação, refletindo sobre os três verbos do texto

Leia mais

Lembrança da Primeira Comunhão

Lembrança da Primeira Comunhão Lembrança da Primeira Comunhão Jesus, dai-nos sempre deste pão Meu nome:... Catequista:... Recebi a Primeira Comunhão em:... de... de... Local:... Pelas mãos do padre... 1 Lembrança da Primeira Comunhão

Leia mais

Mateus 4, 1-11. Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.

Mateus 4, 1-11. Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto. Mateus 4, 1-11 Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.». Este caminho de 40 dias de jejum, de oração, de solidariedade, vai colocar-te

Leia mais

PRIMEIREAR SEMANA 1 O que vos digo a vós, digo a todos: Vigiai. Como pede o Papa, devemos ser o(s) primeiro(s) a tomar a iniciativa, a ir à frente, a ir ao encontro (EG24) Preparemos o nosso coração para

Leia mais

MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE

MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE XXV domingo do tempo comum 23/09/2012 Igreja de Cedofeita ENTRADA Eu vi meu Deus e Senhor, aleluia, aleluia. Cantai ao amor, cantai, aleluia, aleluia. ADMONIÇÃO DE ENTRADA

Leia mais

QUEM EM MIM PERMANECE, ESSE DÁ MUITO FRUTO

QUEM EM MIM PERMANECE, ESSE DÁ MUITO FRUTO Ano A - XXIV - Nº 1481-33º Domingo do Tempo Comum - cor verde - 16/11/2014 QUEM EM MIM PERMANECE, ESSE DÁ MUITO FRUTO 1. ACOLHIDA Preparar um cartaz ou painel contendo dons existentes na comunidade, colocando-o

Leia mais

Igreja "em saída" missionária

Igreja em saída missionária Mês das Missões O mês de outubro é, para a Igreja, o período no qual são intensificadas as iniciativas de animação e cooperação em prol das Missões em todo o mundo. O objetivo é sensibilizar, despertar

Leia mais

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Carta Pastoral dirigida às igrejas da diocese de Rotemburgo-Estugarda na Quaresma Pascal de 2015 Bispo Sr. Dr.

Leia mais

Permanecei em mim e eu permanecerei em vós!

Permanecei em mim e eu permanecerei em vós! CELEBRAÇÃO DO 5º DOMINGO DA PÁSCOA 03 de maio de 2015 Permanecei em mim e eu permanecerei em vós! Leituras: Atos 9, 26-31; Salmo 22; Primeira Carta de João 3, 18-24; João 15, 1-8. COR LITÚRGICA: BRANCA

Leia mais

Consolidação para o Discipulado - 1

Consolidação para o Discipulado - 1 Consolidação para o Discipulado - 1 Fortalecendo o novo convertido na Palavra de Deus Rev. Edson Cortasio Sardinha Consolidador/a: Vida consolidada: 1ª Lição: O Amor de Deus O amor de Deus está presente

Leia mais

P á g i n a 1 7 PAROQUIA N. SRA. RAINHA DOS APOSTOLOS CANTOS DA QUARESMA - 2015. Cantos de Entrada: 1) Entrada/Senhor Eis Aqui o Teu Povo

P á g i n a 1 7 PAROQUIA N. SRA. RAINHA DOS APOSTOLOS CANTOS DA QUARESMA - 2015. Cantos de Entrada: 1) Entrada/Senhor Eis Aqui o Teu Povo Cantos de Entrada: 1) Entrada/Senhor Eis Aqui o Teu Povo Refrão: Senhor, eis aqui o teu povo que vem implorar teu perdão; É grande o nosso pecado, porém é maior o teu coração. 1. Sabendo que acolheste

Leia mais

I. RITOS INICIAIS. Procissão de Entrada Largheto (Haendel)

I. RITOS INICIAIS. Procissão de Entrada Largheto (Haendel) I. RITOS INICIAIS Procissão de Entrada Largheto (Haendel).: Cântico de Entrada :. [Encenação: conforme se cantam as estrofes, vão aparecendo os seguintes símbolos correspondentes ao texto de cada estrofe,

Leia mais

Caridade quaresmal. Oração Pai-nosso S. João Bosco Rogai por nós. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Bom dia a todos!

Caridade quaresmal. Oração Pai-nosso S. João Bosco Rogai por nós. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Bom dia a todos! 2ª feira, 09 de março: Dar esmola Bom dia! Há gestos que nesta altura a quaresma, ganham uma dimensão ainda maior. Enchem-nos. Um dia, uma mulher vestida de trapos velhos percorria as ruas de uma aldeia

Leia mais

Comunidade D Descobrir (Discípulos) (Novembro/Dezembro) I Integrar (Comunidade) (Janeiro/Fevereiro/Março) P Proclamar (Evangelho) (Abril/Maio/Junho)

Comunidade D Descobrir (Discípulos) (Novembro/Dezembro) I Integrar (Comunidade) (Janeiro/Fevereiro/Março) P Proclamar (Evangelho) (Abril/Maio/Junho) Secretariado Diocesano da Pastoral Juvenil Diocese de Coimbra Ano Pastoral 2013-2014 Vós sois o corpo de Cristo e cada um, pela sua parte, é um membro (1 Cor 12,27) Enquadramento - Comunidade DIP É chegado

Leia mais

3º trimestre da caminhada sinodal PROPOSTA PARA JOVENS

3º trimestre da caminhada sinodal PROPOSTA PARA JOVENS 3º trimestre da caminhada sinodal PROPOSTA PARA JOVENS Esta é uma proposta de trabalho para grupos de jovens. Pretende-se que, a partir da Palavra e da reflexão acerca do seu próprio encontro com Jesus,

Leia mais

18.02 e 05.10 (Fechamento da Agenda 2011)

18.02 e 05.10 (Fechamento da Agenda 2011) 28.10 147 18.02 e 05.10 (Fechamento da Agenda 2011) 148 17.04, 19.06 149 150 151 152 153 e 11.12 (F). 29.05 (A), 06.11 (B), 13.11 (C), 14.11 (D), 21.11 (E) 17.04 (A), 19.09 (B), 23.10 (C) e 20.11 (D).

Leia mais

FORMAÇÃO DOS CATEQUISTAS ESQUEMA DO ANO LITÚRGICO

FORMAÇÃO DOS CATEQUISTAS ESQUEMA DO ANO LITÚRGICO CEP 12.209621 FORMAÇÃO DOS CATEQUISTAS ESQUEMA DO ANO LITÚRGICO O ano litúrgico, o que é? Qual a diferença do ano civil para o ano litúrgico? A importância do ano litúrgico na vida do cristão. É o tempo

Leia mais

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS I. Nas celebrações do Tempo Advento Deus omnipotente e misericordioso, que vos dá a graça de comemorar na fé a primeira vinda do seu Filho Unigénito e de esperar

Leia mais

A MENSAGEM. «educar no conhecimento e na vida de fé. para uma catequese renovada

A MENSAGEM. «educar no conhecimento e na vida de fé. para uma catequese renovada ANO LVIII SET. OUT. NOV. DEZ. 2014 REVISTA QUADRIMESTRAL 4,00 421 A MENSAGEM para uma catequese renovada «educar no conhecimento e na vida de fé de tal maneira que a pessoa, na totalidade do seu ser, nas

Leia mais

LECTIO DIVINA Domingo V da Páscoa Ano B

LECTIO DIVINA Domingo V da Páscoa Ano B LECTIO DIVINA Domingo V da Páscoa Ano B Autor: Ricardo Grzona e Cristian Buiani, frpo Tradução: Adriano Israel (PASCOM) PRIMEIR LEITURA: Atos dos Apóstolos 9, 26-31 SALMO RESPONSORIAL: Salmo 21 SEGUNDA

Leia mais

Comissão Diocesana da Pastoral da Educação ***************************************************************************

Comissão Diocesana da Pastoral da Educação *************************************************************************** DIOCESE DE AMPARO - PASTORAL DA EDUCAÇÃO- MARÇO / 2015 Todo cristão batizado deve ser missionário Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos e fazei-me conhecer a vossa estrada! Salmo 24 (25) Amados Educadores

Leia mais

PARÓQUIA SÃO JOSÉ - MATRIZ DE RIBEIRÃO PIRES CALENDÁRIO PAROQUIAL DE PASTORAL ANO 2014

PARÓQUIA SÃO JOSÉ - MATRIZ DE RIBEIRÃO PIRES CALENDÁRIO PAROQUIAL DE PASTORAL ANO 2014 PARÓQUIA SÃO JOSÉ - MATRIZ DE RIBEIRÃO PIRES CALENDÁRIO PAROQUIAL DE PASTORAL ANO 2014 Objetivo A partir das Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil e do 7º Plano Diocesano de Pastoral (2013-20150,

Leia mais

AGENDA PASTORAL PARÓQUIA SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

AGENDA PASTORAL PARÓQUIA SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS AGENDA PASTORAL PARÓQUIA SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS JANEIRO 01 Terça Santa Mãe de Deus Dia Mundial da Paz 02 Quarta Reunião dos Meces 03 Quinta Terço e Adoração / Encontro geral de liturgia e preparação

Leia mais

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010 COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010 ORAÇÃO DE ABERTURA CANTO (REPOUSAR EM TI) Música de Tânia Pelegrino baseada na obra Confissões, de

Leia mais

Páscoa do Senhor de 2015 Missa do Dia.

Páscoa do Senhor de 2015 Missa do Dia. Páscoa do Senhor de 2015 Missa do Dia. Caríssimos Irmãos e Irmãs: Assim que Maria Madalena vira o túmulo vazio, correu à Jerusalém atrás de Pedro e João. Tiraram o Senhor do sepulcro, e não sabemos onde

Leia mais

Cântico de entrada: Cristo Jesus, tu me chamaste. Introdução

Cântico de entrada: Cristo Jesus, tu me chamaste. Introdução Festa do Perdão Cântico de entrada: Cristo Jesus, tu me chamaste Cristo Jesus, tu me chamaste Eu te respondo: estou aqui! Tu me chamaste pelo meu nome Eu te respondo: estou aqui! Quero subir à montanha,

Leia mais

PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA PÁROCO: Côn. Egídio de Carvalho Neto Elaboração: Diácono Admilson Pereira

PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA PÁROCO: Côn. Egídio de Carvalho Neto Elaboração: Diácono Admilson Pereira PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA PÁROCO: Côn. Egídio de Carvalho Neto Elaboração: Pereira É o tempo que marca as datas dos acontecimentos da História da Salvação. É a manifestação de Deus em nosso tempo

Leia mais

O TEMPO DA QUARESMA E DA PÁSCOA

O TEMPO DA QUARESMA E DA PÁSCOA O TEMPO DA QUARESMA E DA PÁSCOA No Tempo da Quaresma e da Páscoa, também chamado de Ciclo Pascal, celebramos o grande mistério de nossa fé: o mistério da paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo. No

Leia mais

CELEBRAÇÃO ARCIPRESTAL DA EUCARISTIA EM ANO DA FÉ

CELEBRAÇÃO ARCIPRESTAL DA EUCARISTIA EM ANO DA FÉ CELEBRAÇÃO ARCIPRESTAL DA EUCARISTIA EM ANO DA FÉ SEIA 23 DE JUNHO 2013 ENTRADA NÓS SOMOS AS PEDRAS VIVAS DO TEMPLO DO SENHOR, NÓS SOMOS AS PEDRAS VIVAS DO TEMPLO DO SENHOR, POVO SACERDOTAL, IGREJA SANTA

Leia mais

O PLANO CONTRA LÁZARO

O PLANO CONTRA LÁZARO João 12 Nesta Lição Estudará... Jesus em Betânia O Plano Contra Lázaro Jesus Entra em Jerusalém Alguns Gregos Vão Ver Jesus Anuncia a Sua Morte Os Judeus Não Crêem As Palavras de Jesus Como Juiz JESUS

Leia mais

FESTA DO PERDÃO. Igreja de S. José de S. Lázaro. 2º ano

FESTA DO PERDÃO. Igreja de S. José de S. Lázaro. 2º ano FESTA DO PERDÃO Igreja de S. José de S. Lázaro 2º ano 5 de Março de 2005 FESTA DO PERDÃO As crianças com o seu respectivo catequista estão sentadas nos bancos. Na procissão de entrada, o sacerdote segurando

Leia mais

O RITUAL DE INICIAÇÃO CRISTÃ DE ADULTOS: UM INSTRUMENTO PARA A TRANSMISSÃO DA FÉ

O RITUAL DE INICIAÇÃO CRISTÃ DE ADULTOS: UM INSTRUMENTO PARA A TRANSMISSÃO DA FÉ O RITUAL DE INICIAÇÃO CRISTÃ DE ADULTOS: UM INSTRUMENTO PARA A TRANSMISSÃO DA FÉ Pe. Thiago Henrique Monteiro Muito adultos convertem-se a Cristo e à Igreja Católica. Por exemplo, neste ano, nas dioceses

Leia mais

Adoração ao Santíssimo Sacramento. Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa. 4 de Março de 2014

Adoração ao Santíssimo Sacramento. Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa. 4 de Março de 2014 Adoração ao Santíssimo Sacramento Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa 4 de Março de 2014 Leitor: Quando nós, cristãos, confessamos a Trindade de Deus, queremos afirmar que Deus não é um ser solitário,

Leia mais

Caminhada da Quaresma

Caminhada da Quaresma CENTRO DE CATEQUESE AMOR DE DEUS Caminhada da Quaresma [] Março 2011 A caminhada proposta pelo Centro de Catequese Amor de Deus foi adaptada a partir da Caminhada Quaresmal da Catequese da Diocese de Leiria/Fátima.

Leia mais

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT)

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) 11-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Em que sentido toda a vida de Cristo é Mistério? Toda a vida

Leia mais

Missa no Dia de Páscoa

Missa no Dia de Páscoa 48 DOMINGO DE PÁSOA DA RESSURREIÇÃO DO SENHOR Missa no Dia de Páscoa aríssimos irmãos e irmãs em risto: Neste dia santíssimo da Ressurreição do Senhor, em que o Espírito nos faz homens novos, oremos ao

Leia mais

CATEQUESE COMO INICIAÇÃO À EUCARISTIA

CATEQUESE COMO INICIAÇÃO À EUCARISTIA CATEQUESE COMO INICIAÇÃO À EUCARISTIA PE. GREGÓRIO LUTZ Certamente o título deste artigo não causa estranheza à grande maioria dos leitores da Revista de Liturgia. Mas mesmo assim me parece conveniente

Leia mais

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS Infância/Adolescencia MISSÃO MISSÃO. Palavra muito usada entre nós É encargo, incumbência Missão é todo apostolado da Igreja. Tudo o que a Igreja faz e qualquer campo.

Leia mais

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 1 a Edição Editora Sumário Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9 Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15 Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 Santos, Hugo Moreira, 1976-7 Motivos para fazer

Leia mais

"Maria!"! !!!!!!!! Carta!de!Pentecostes!2015! Abade!Geral!OCist!

Maria!! !!!!!!!! Carta!de!Pentecostes!2015! Abade!Geral!OCist! CartadePentecostes2015 AbadeGeralOCist "Maria" Carissimos, vos escrevo repensando na Semana Santa que passei em Jerusalém, na Basílica do Santo Sepulcro, hóspede dos Franciscanos. Colhi esta ocasião para

Leia mais

AO RITMO DA PALAVRA DE DEUS

AO RITMO DA PALAVRA DE DEUS Paróquia de Nossa Senhora da Conceição Talita cum Ano 2 - nº 65 27º Domingo do Tempo Comum 4 de outubro de 2015 Chamei-te pelo teu nome: www.paroquiadesobreira.com tu és Meu! 272 682 319; 96 604 72 80

Leia mais

A Apostolicidade da Fé

A Apostolicidade da Fé EMBARGO ATÉ ÀS 18H30M DO DIA 10 DE MARÇO DE 2013 A Apostolicidade da Fé Catequese do 4º Domingo da Quaresma Sé Patriarcal, 10 de Março de 2013 1. A fé da Igreja recebemo-la dos Apóstolos de Jesus. A eles

Leia mais

Explicação da Missa MISSA

Explicação da Missa MISSA Explicação da Missa Reunidos todos os catequizandos na Igreja, num primeiro momento mostram-se os objetos da missa, ensinam-se os gestos e explicam-se os ritos. Em seguida celebra-se a missa sem interrupção.

Leia mais

Dá-me de beber! João 4,7

Dá-me de beber! João 4,7 SEMANA DE ORAÇÃO PELA UNIDADE DOS CRISTÃOS 18 a 25 Janeiro de 2015 Dá-me de beber! João 4,7 CONSELHO PORTUGUÊS DE IGREJAS CRISTÃS COMISSÃO EPISCOPAL MISSÃO E NOVA EVANGELIZAÇÃO CELEBRAÇÃO DE CULTO ECUMÉNICO

Leia mais

Hora Santa Vocacional

Hora Santa Vocacional Assessoria de Comunicação e Marketing Hora Santa Vocacional O êxodo, experiência fundamental da vocação 52º DIA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES 26 de Abril de 2015 Festa do Bom Pastor Animador/a: O Dia

Leia mais

Oração na Vida Diária

Oração na Vida Diária Oração na Vida Diária ocê é convidado a iniciar uma experiência de oração. Às vezes pensamos que o dia-a-dia com seus ruídos, suas preocupações e sua correria não é lugar apropriado para levantar nosso

Leia mais

Módulo II Quem é o Catequista?

Módulo II Quem é o Catequista? Módulo II Quem é o Catequista? Diocese de Aveiro Objectivos Descobrir a imagem de catequista que existe na nossa comunidade. Aprofundar a vocação e o ministério do catequista a partir da Bíblia. Com base

Leia mais

SE SOUBERMOS PERDOAR Ó CARA IRMÃ CLARA, SE SOUBERMOS PERDOAR

SE SOUBERMOS PERDOAR Ó CARA IRMÃ CLARA, SE SOUBERMOS PERDOAR CANTO 1 - LOUVOR DA CRIAÇÃO D Bm G Em A7 D Bm G Em A7 Aleluia! Aleluia! Aleluia! Aleluia! D F#m G Em A7 1. Javé o nosso Deus é poderoso, seu nome é grande em todas as nações D F#m G Em A7 Na boca das crianças

Leia mais

PROCESSO CATEQUÉTICO DE ACOLHIMENTO CATEQUESE BATISMAL / CATEQUESE EUCARÍSTICA

PROCESSO CATEQUÉTICO DE ACOLHIMENTO CATEQUESE BATISMAL / CATEQUESE EUCARÍSTICA PROCESSO CATEQUÉTICO DE ACOLHIMENTO CATEQUESE BATISMAL / CATEQUESE EUCARÍSTICA Buscando a maturidade em Cristo Sua mãe lhe disse: Meu filho porque você fez isso conosco? Olha que eu e seu pai estávamos

Leia mais

Campanha para o Advento e Natal de 2015. Maria, Mãe de Jesus e nossa Mãe. Serviço Diocesano de Catequese Diocese de Leiria-Fátima

Campanha para o Advento e Natal de 2015. Maria, Mãe de Jesus e nossa Mãe. Serviço Diocesano de Catequese Diocese de Leiria-Fátima Campanha para o Advento e Natal de 2015 Maria, Mãe de Jesus e nossa Mãe Serviço Diocesano de Catequese Diocese de Leiria-Fátima Desenhos da autoria de Fano in: http://www.diocesismalaga.es/dibujos-de-fano-en-color/

Leia mais

COMUNIDADE QUE VIVE A FÉ EM DEUS MENINO

COMUNIDADE QUE VIVE A FÉ EM DEUS MENINO Secretariado Diocesano de Evangelização e Catequese de Coimbra VIVÊNCIA DO ADVENTO DE 2014 baseada na proposta da lectio divina COMUNIDADE QUE VIVE A FÉ EM DEUS MENINO PEQUENO GUIÃO PARA OS CATEQUISTAS

Leia mais

Como utilizar este caderno

Como utilizar este caderno INTRODUÇÃO O objetivo deste livreto é de ajudar os grupos da Pastoral de Jovens do Meio Popular da cidade e do campo a definir a sua identidade. A consciência de classe, ou seja, a consciência de "quem

Leia mais

Calendário Paroquial 2015 Paróquia Santa Rita de Cássia Carapicuíba-SP

Calendário Paroquial 2015 Paróquia Santa Rita de Cássia Carapicuíba-SP Calendário Paroquial 2015 Paróquia Santa Rita de Cássia Carapicuíba-SP Janeiro 01 Q Solenidade Santa Maria, Mãe de Deus 02 S 03 S 15h00 Reunião de Coordenação da Catequese 04 D Solenidade Epifania do Senhor

Leia mais

QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA. II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA

QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA. II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA At 9.31 A igreja, na verdade, tinha paz por toda Judéia, Galiléia e Samaria, edificando-se

Leia mais

Iniciativa da Quaresma Ano B

Iniciativa da Quaresma Ano B Corpo Nacional de Escutas Junta Regional de Santarém Iniciativa da Quaresma Ano B A Alegria de Edificar A nossa proposta Esta é uma iniciativa da Junta Regional de Santarém que pretende levar os escuteiros

Leia mais

Bem - Aventuranças. Conselho Inter-paroquial de Catequese Lamas, 22 de Novembro de 2007

Bem - Aventuranças. Conselho Inter-paroquial de Catequese Lamas, 22 de Novembro de 2007 Bem - Aventuranças Conselho Inter-paroquial de Catequese Lamas, 22 de Novembro de 2007 Eu estou à tua porta a bater, Eu estou à tua porta a bater, Se me abrires a porta entrarei para enviar. Eu preciso

Leia mais

Jubileu de Prata 25 ANOS

Jubileu de Prata 25 ANOS Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos B. Scalabrinianas Centro de Estudos Migratórios Cristo Rei-CEMCREI Rua Castro Alves, 344 90430-130 Porto Alegre-RS cemcrei@cpovo.net www.cemcrei.org.br

Leia mais

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos B. Scalabrinianas Centro de Estudos Migratórios Cristo Rei-CEMCREI Rua Castro Alves, 344 90430-130 Porto Alegre-RS cemcrei@cpovo.net www.cemcrei.org.br

Leia mais

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE Introdução A CF deste ano convida-nos a nos abrirmos para irmos ao encontro dos outros. A conversão a que somos chamados implica

Leia mais

Marista e Vaticano II: Eles não têm mais vinho? Márcio L. de Oliveira

Marista e Vaticano II: Eles não têm mais vinho? Márcio L. de Oliveira Marista e Vaticano II: Eles não têm mais vinho? Márcio L. de Oliveira 1. Celebrar e (Re) Pensar Ensina-nos a contar os nossos dias, para que venhamos a ter um coração sábio (Sl 90,12). As palavras do salmista

Leia mais

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015]

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] 1 Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] Página 9 Na ilustração, Jesus está sob a árvore. Página 10 Rezar/orar. Página 11 Amizade, humildade, fé, solidariedade,

Leia mais

3º EIXO Dízimo TOTAL DIOCESE 943 579 61,3%

3º EIXO Dízimo TOTAL DIOCESE 943 579 61,3% 3º EIXO Dízimo Paróquia/Questionários Distribuídos Devolvidos % Devolv. Miguel Calmon 67 27 40 Piritiba 45 06 13 Tapiramutá 30 19 63 Mundo Novo 20 12 60 Jequitibá 14 10 71 Totais zonal 2 176 74 42% Andaraí

Leia mais

Diocese de Amparo - SP

Diocese de Amparo - SP Formação sobre o documento da V Conferência do Episcopado da América Latina e do Caribe Diocese de Amparo - SP INTRODUÇÃO De 13 a 31 de maio de 2007, celebrou-se em Aparecida, Brasil, a V Conferência Geral

Leia mais

JESUS CRISTO PADECEU SOB PÔNCIO PILATOS, FOI CRUCIFICADO, MORTO E SEPULTADO

JESUS CRISTO PADECEU SOB PÔNCIO PILATOS, FOI CRUCIFICADO, MORTO E SEPULTADO JESUS CRISTO PADECEU SOB PÔNCIO PILATOS, FOI CRUCIFICADO, MORTO E SEPULTADO 25-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Como se deu a entrada messiânica em Jerusalém? No tempo estabelecido,

Leia mais

O que é Catequese? Paróquia Santo Cristo dos Milagres Fonseca Niterói RJ Pastoral da Comunicação

O que é Catequese? Paróquia Santo Cristo dos Milagres Fonseca Niterói RJ Pastoral da Comunicação Paróquia Santo Cristo dos Milagres Fonseca Niterói RJ Pastoral da Comunicação contato@paroquiasantocristodosmilagres.org O que é Catequese? Segundo a exortação apostólica Catechesi Tradendae do Papa João

Leia mais

PROGRAMA PAROQUIAL DE PASTORAL 2009/2010

PROGRAMA PAROQUIAL DE PASTORAL 2009/2010 PROGRAMA PAROQUIAL DE PASTORAL 2009/2010 Ao iniciar o novo ano de pastoral paroquial, aceitamos o desafio que nos é feito de continuarmos a nossa caminhada de cristãos atentos aos desafios de Deus e do

Leia mais

EUCARISTIA PÃO DE VIDA NOVA

EUCARISTIA PÃO DE VIDA NOVA HORA SANTA EUCARÍSTICA EUCARISTIA PÃO DE VIDA NOVA O texto inspira-se no da Comissão Pastoral-Missionária do Grande Jubileu do Ano 2000, editado entre nós com o título Eu sou a vida do mundo (Paulinas,

Leia mais

A Pedagogia do cuidado

A Pedagogia do cuidado Roteiro de Oração na Vida Diária nº 23 A Pedagogia do cuidado Tempo forte na Igreja, inicia-se hoje nossa caminhada de preparação para a Páscoa, no rico tempo da quaresma. Como nos ciclos da natureza,

Leia mais

Paróquia, torna-te o que tu és!

Paróquia, torna-te o que tu és! Paróquia, torna-te o que tu és! Dom Milton Kenan Júnior Bispo Aux. de S. Paulo. Vigário Episcopal para Reg. Brasilândia Numa leitura rápida da Carta Pastoral de Dom Odilo, nosso Cardeal Arcebispo, à Arquidiocese

Leia mais

Jesus tomou os Pães, deu graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, assim como os peixes

Jesus tomou os Pães, deu graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, assim como os peixes 17º DOMINGO DO TEMPO COMUM 26 de julho de 2015 Jesus tomou os Pães, deu graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, assim como os peixes Leituras: Segundo Livro dos Reis 4, 42-44; Salmo 144 (145),

Leia mais

ORIENTAÇÕES PRÁTICAS PARA AS EQUIPES DE INTERCESSÃO

ORIENTAÇÕES PRÁTICAS PARA AS EQUIPES DE INTERCESSÃO ORIENTAÇÕES PRÁTICAS PARA AS EQUIPES DE INTERCESSÃO O Grupo de Oração é aberto para todos virem beber da água viva de Jesus, sendo inundados pelo Espírito Santo, onde louvam, cantam, e são alimentados

Leia mais