Alexandre Cabral Marylène Cormier Thierry Conraud Mathieu Fournier

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Alexandre Cabral Marylène Cormier Thierry Conraud Mathieu Fournier"

Transcrição

1 Alexandre Cabral Marylène Cormier Thierry Conraud Mathieu Fournier

2 Sondagem sobre a percepção da população sobre a gestão de matérias residuais em Sherbrooke utilisando a Análise da Percepção Categorial (APC) Alexandre Cabral 1, Marylène Cormier 2, Thierry Conraud 3 e Mathieu Fournier 4 Resumo Este trabalho apresenta os principais resultados de uma pesquisa de opinião realizada junto à população de Sherbrooke, Canadá, sobre diferentes soluções de gestão de coleta de recicláveis, de matéria compostável e de lixo que a municipalidade gostaria de propor. Um total de 180 habitantes (com um mínimo de 30 para cada um dos seis bairros) participou deste estudo, cujo objetivo principal foi analisar a percepção da população a respeito de cada uma das cinco soluções propostas. Tenta-se com isso conseguir a maior participação possível da população nos esforços de redução das quantidades de lixo produzidas e enviadas para aterros sanitários. A análise dos dados foi feita utilizando o programa GUIDE, que se baseia na Análise da Percepção Categorial, uma ferramenta de ajuda à tomada de decisão e de planificação estratégica que permite, entre outras, analisar as percepções dos diferentes segmentos da população quanto às propostas de solução oferecidas, identificar as características de cada opção que possuem potencial de consenso (ou de discórdia), assim como o grau em que estes últimos se manifestam. Os resultados mostram que as opiniões dos moradores dos vários bairros diferem e que a cultura de cada bairro (trata-se, em alguns casos, de cidades que foram há pouco tempo anexadas à Sherbrooke), o perfil sócio-econômico e sócio-demográfico são fatores que influenciam as respostas. Os resultados foram usados pela municipalidade para a concepção do Plano de gestão de matérias residuais de Sherbrooke, plano que todas as municipalidades do Québec tem que produzir até o fim de Palavras-chave: percepção, consenso, gestão de resíduos, planificação 1 Professor Titular, Departamento de Engeharia Civil, Université de Sherbrooke, Canadá 2 Envirotest, Montréal, Canadá 3 Professor, Universidad de Guanajuato, México 4 Ville de Sherbrooke, Québec, Canadá 384

3 1 INTRODUÇÃO - CONTEXTO A Politica Quebequense de Gestão de Resíduos (Gouvernement du Québec 1998), que obriga a cada uma das municipalidades do Québec estabelecer um Plano de gestão de matérias resíduais (PGMR). O objetivo é atingir-se, até 2008, uma taxa de recuperação de 65% dos materiais que podem ser valorizados. Em 2003, foram anexadas a Sherbrooke, uma cidade de habitantes situada no sul do Québec, várias municipalidades adjacentes, entre as quais Lennoxville, Ascot, Fleurimont, Bromptonville, Rock Forest, Saint-Élie d Orford et Deauville, que passaram a constituir os seis bairros da nova cidade. Como se pode esperar, um certo número de residentes tem saudades de suas antigas cidades por razões diversas, como privilégios que consideram ter perdido. No processo de fusão, os regulamentos mudaram e alguns serviços tiveram que ser uniformizados. Os funcionários da municipalidade, sensíveis às diferenças de cultura que existem dentro de cada bairro (antigas cidades), desejaram conhecer a opinião dos cidadãos quanto a diferentes opções de gestão de resíduos. No caso deste estudo, somente os residentes ocupando uma casa (apartamentos são excluídos) foram entrevistados e responderam a uma sondagem na qual cinco cenários de coleta de matérias residuais a domicílio lhes foram propostos. O objetivo visado era avaliar a percepção desta amostra da população quanto às propostas feitas e assim poder amelhorá-las. Os resultados foram analizados segundo a metodologia de Análise da Percepção Categorial (Conraud 2002), descrita a seguir. Alguns residentes do meio rural também participaram da sondagem, de maneira a incorporar as percepções de moradores vivendo uma realidade distinta da maioria. 2 TIPO DE ANALISE ADOTADA A Análise da percepção categorial (APC), que pertence à categoria dos multi-criteria decision aid ou MCDA, foi a metodologia de sondagem e de análise de respostas escolhida para realizar este projeto. A APC é uma ferramenta de ajuda à tomada de decisão, de planificação integral e de definição de prioridade (Conraud 2002). Seguindo a metodologia de sondagem proposta por Conraud (2002), e que vem sendo adaptada, é possível medir-se o nível de satisfação/percepção real correspondente a diversas situações (cenários) que são avaliadas por meio de critérios. Com a ajuda de um filtro estatístico, a APC permite igualmente determinar o grau de satisfação potencial ou seja o intervalo de confiança dentro qual se situam as satisfações expressas. Este intervalo é determinado em função da distribuição de frequências. Desta forma, a APC deteta os elementos que possam impedir ou favorecer a obtenção de consenso. A força da APC repousa na análise que ela faz do barulho (noise) causado pela dispersão dos dados. Finalmente, ela permite classificar as ações por ordem de prioridade, segundo o grau de consenso obtido ou potencial. Para quem decide, o que importa não é tanto a identificação da melhor solução, mas a maneira pela qual a satisfação/percepção quanto a uma proposta é expressa e quais os elementos que poderiam impedir a obtenção de um bom grau de consenso social. Pelo cálculo do intervalo de confiança e de indicadores que meçam o nível de convergência das opiniões e de precisão das avaliações, a APC fornece uma fonte de informação crucial para a tomada de decisão e de planificação estratégica. 385

4 Um estudo utilzando a APC se subdivide em duas fases: sondagem e análise de resultados. Esta última, permite identificar a posição ou as prioridades de diversos grupos de interesse em relação a um projeto que pode lhes afetar. Até o presente, a APC foi utilizada duas vezes no Québec (Hutchinson 2004; Cabral e Cormier 2003) e uma vez no México (Conraud 2002). 2.1 Typos de satisfação A APC permite medir a natureza e o grau de consenso obtido entre as diferentes categorias de pessoas entrevistadas no decorrer da sondagem. Durante a análise de dados, o filtro estatístico permite classificar as respostas segundo três tipos de satisfação: satisfação unimodal (SU), satisfação plurimodal (SP) e satisfação de intervalo (SI). A primeira (SU) traduz um forte grau de consenso, o que num gráfico de frequência versus nível de satisfação é representado por um pico pronunciado. A resposta pode ser analizada para a amostra global ou para cada grupo (ou categoria) de participante. Uma SP é obtida quando o gráfico de frequência versus satisfação apresenta dois ou mais picos significativos que indicam a ocorrência de um conflito de interêsse (polarização das percepções) entre duas ou mais categoria de participantes. Obtemse uma SI quando o grau de consenso é muito baixo, não se observando qualquer pico significativo. 2.2 Indicadores de convergência de opinião e de precisão das avaliações Os indicadores de convergência de opinião (ICO) et de precisão das avaliações (IPA) traduzem, em números, o nível de convergência de precisão dos resultados. Enquanto o ICO mede a convergência de opinião dos participantes em torno de um valor único, o IPA avalia a convergência de opinião dos participantes em torno de um diversos valores. Nos dois casos, essas medidas são feitas para o conjunto de critérios de um mesmo cenário. Quanto maior o ICO, maior o grau de consenso, pouco importa o nível de satisfação. Quanto maior o IPA, comparativamente ao valor do IPA de outros cenários, maior precisão das respostas. 2.3 Calibração A classificação que conduz aos diversos tipos de satisfação (SU, SP ou SI), baseiase na intensidade dos picos no gráfico frequência vs nível de satisfação. Para que um pico seja considerado significativo, a frequência deverá ser superior a um valor mínimo, parâmetro de entrada para o programa de análise baseado na APC. Este valor limite é ajustado em função da finalidade e da criticalidade do projeto. 3 ELEMENTOS DA SONDAGEM REALIZADA A sondagem foi feita entre os meses de maio e julho de 2003 (Cabral e Cormier 2004). Os investigadores encontraram cada participante individualmente, afim de fornecer as explicações necessárias, tanto sobre o projeto quanto sobre a maneira de responder ao questionário. A amostragem foi feita nos seis bairros da cidade. Os principais elementos da sondagem são apresentados a seguir. 386

5 3.1 Cenários Os cinco cenários ilustrados na tabela 1 foram definidos inspirando-se nos modos de gestão já em prática em certos bairros de Sherbrooke e em outras cidades do Québec. Eles se desenvolveram integrando os elementos seguintes: a) frequência de coleta do lixo; b) tamanho dos recipientes de recuperação dos recicláveis; c) natureza da coleta de matériais compostáveis; e d) valor do aumento de imposto. Lixo Recicláveis Matéria compostável Aumento de imposto territorial Cenário 1 (statu quo) 64 l Tri preliminar Não coletada Não se Aplica Cenário 2 Cenário 3 Cenário 4 Cenário 5 1 vez/ 2 sem 64 l Tri prelim. 240 l Verão: Inverno: 1 vez/4 sem Tabela 1: Características dos Cenários Sem tri preliminar 1 vez / 2 sem Não coletada 1 vez/2 sem Sem tri preliminar 1 vez / 2 sem 240 l Verão: Inverno: 1 vez/4 sem 1 vez/2 sem 1 vez / 2 sem Sem tri preliminar 340 l Verão: Inverno: 1 vez/ 4 sem 30 $/ano 10 $/ano 40 $/ano 40 $/ano 3.2 Critérios Afim da avaliar os cenários, os 14 critérios descritos a seguir foram definidos com os administradores da Cidade. Para cada um dos critérios, foi definida uma escala de graduação de satisfação. Uma escala-tipo é apresentada na Figura Impactos que poderiam ter os cenários propostos sobre o meio-ambiente. Escala de satisfação graduada de muito negativo (nível 1) a muito positivo (nível 9). 2. Frequência de coleta. Escala de satisfação graduada de muito insatisfatória (nível 1) a muito satisfatória (nível 9). 3. Manipulação dos recipientes. Corresponde à ação de transportar os recipientes da casa até a rua. Escala de satisfação graduada de tarefa árdua (nível 1) a tarefa muito fácil (nível 9). 4. Incômodo causado pelos recipientes: Faz alusão ao espaço ocupado pelos diferentes recipientes propostos em cada cenário. Escala de satisfação graduada de muito incômodo (nível 1) a não incômodo (nível 9). 387

6 10 9 Muito satisfatório 8 7 Satisfatório 6 5 Não sei 4 3 Insatisfatório 2 1 Muito insatisfatório 0 Figura 1: Escala-tipo de satisfação 5. Natureza das manipulações das matérias residuais : Corresponde às tarefas que devem ser realizadas (por exemplo: limpeza de latas de conserva ou triagem de recicláveis), antes do depósito destas matérias nos recipientes apropriados. Escala de satisfação graduada de exagerada (nível 1) a totalmente aceitável (nível 9). 6. Número de manipulações de matérias residuais: Refere-se ao número de vezes que as matérias residuais devem ser manipuladas antes de sua coleta final. Mesma escala que a anterior. 7. Odor da lixeira. Escala de satisfação graduada de pouco aceitável (nível 1) a nunhum problema previsível (nível 9). 8. Odor do recipiente de compostáveis. Mesma escala que a anterior. 9. Aumento de impostos devido a implantação de um novo plano de gestão de resíduos. Escala de satisfação graduada de exagerado (nível 1) a justificável e razoável (nível 9). Os critérios 10 a 14 foram avaliados segundo uma mesma escala de satisfação que varia de inútil a muito útil. 10. Informação por meio de encontros no fim do dia. 11. Campanha de informação/educação (ISE) via Internet e por telefone. 12. Campanha de ISE por meio de jornais. 13. Campanha de ISE usando folhetos. 14. Campanha de ISE via radio. 3.3 Descrição da amostra da população consultada O número de pessoas consultadas por bairro é apresentado na tabela 2. Entre parênteses estão indicados os que vivem em meio rural (dentro dos limites da municipalidade). A metade dos participantes foi entrevistada no local de trabalho (Universidade de Sherbrooke), enquanto a outra metade foi entrevistada em casa. Bairro Número de participantes 1 Brompton 37 (23) 2 Fleurimont 30 3 Lennoxville (comunidade de lingua inglêsa) Mont-Bellevue Rock-Forest-Saint-Élie 32 (16) 6 - Jacques-Cartier 30 Tabela 2 Distribuição do número de participantes por bairro 3.4 Perfil dos participantes na sondagem Como complemento às questões relacionadas à satisfação, obteve-se o perfil sócioeconômico e sócio-demográfico dos participantes. As respostas indicam que, de maneira geral, a amostra da população interrogada é composta de cidadãos proveni- 388

7 entes de diferentes camadas sociais. Os salários-familia médios dos participantes dos bairros 1, 3 e 4 são distribuidos uniformement entre $ e mais de $. A formação escolar é majoritariamente de nível secundário dentro de Brompton e colegial ou especializado em Lennoxville et Mont-Bellevue. Os salários anuais médios em Fleurimont são um pouco mais elevados que nos bairros 1, 2 e 4 e a formação vai do colegial ao doutorado. Os salários anuais médios dos cidadãos consultados são mais elevados (> $) nos bairros 5 e 6. O nível de escolaridade nestes bairros também é mais elevado, sendo majoritariamente de nível universitário. A idade da maioria dos participantes dos bairros 2, 5 e 6 situa-se entre 36 e 55 anos. Os do bairro 4 são em média mais idosos; cerca de 30% dos cidadãos tem mais de 65 anos. No bairro de Brompton a maioria tem entre 26 e 45 anos. 4 ANÁLISE DOS RESULTADOS São apresentados aqui os principais resultados obtidos da análise segundo a APC. 4.1 Análise de pertinência dos critérios Com esta análise, visa-se situar o nível de pertinência que os participantes atribuem aos critérios propostos, independentemente dos cenários. A figura 2 apresenta os níveis de pertinencia dados a cada critério. Desta análise, conclui-se o seguinte: 1) O critério de impacto ambiental é considerado por todos como o mais importante. 2) A frequência de coleta é considerada um critério importante, mas nem tanto. O mesmo se dá com os critérios associados à manipulação de recipientes (crit. 3, 5, 6). 3) Estranhamente, os participantes acham que o incômodo causado pelos recipientes não é um critério importante. 4) Os critérios relativos ao odor dos recipientes (crit. 7 e 8) são considerados importantes. Em alguns bairros, este não foi o caso. Há portanto, uma certa variabilidade nas respostas. 5) O aumento de custo é um critério importante, mas não para todos (sobretudo nos bairros ricos, que consideram 1 $/dia como sendo razoável). Nos bairros que sofreram aumento de impostos recentes (antes da fusão), esse aspecto é crítico. 6) Exceto a comunicação por rádio, todas os outros meios são considerados relativamente úteis. Figura 2: Pertinência dos critérios 4.2 Análise de percepção quanto aos diferentes cenários A figura 3 apresenta os resultados das avaliações dos cinco cenários em função dos critérios, que são identificados na 1ª coluna. As flechas representam satisfações de intervalo (SI), sendo seus extremos situados onde foram identificados picos representativos. Os halteres indicam que houve polarização das opiniões, portanto, um tipo de satisfação plurimodal (SP). Os pontos representam a mediana. Não houve nenhum binário critério-cenário onde se obteve satisfação consensual (SU). 389

8 Níveis de satisfação ICO IPA Note : As células vazias correspondem aos critérios que não se aplicam ao cenário avaliado. Figura 3: Representação detalhada das avaliações de cada cenário. 390

9 Os cenários 2, 4 e 5 são apresentados primeiro na figura 3 pois os níveis de satisfação que eles obtiveram para cada um dos 14 critérios são geralmente elevados. O cenário 3 é apresentado em seguida pois obteve-se níveis de satisfação potenciais inferiores àqueles dos cenários precedentes. O último apresentado (statu quo) é potencialmente o menos satisfatório de todos. Os pontos fortes e os elementos de conflito potencial para cada cenário estão resumidos na tabela 3. Deve-se ressaltar a problemática do aumento de impostos, do incômodo dos recipientes e dos odores. A percepção dos cidadãos quanto ao aumento de imposto territorial é muito variada, mas, certamente, potencializa o conflito. O aumento de 30 $ por ano (cenário 2), mesmo se desaprovado por cerca de 30% dos residentes de Brompton, é melhor aceito que um aumento de 40 $ (cenários 4 e 5), ao qual se opõem claramente os bairros de Brompton, Rock-Forest-Saint-Élie-Deauville, Fleurimont, assim como os residentes do meio rural. Afim de explicar esta reação, é importante notar que despesas recentes, como aumento de impostos, compra de recipientes de lixo e de reciclágem, foram efetuadas logo após a fusão. Elas ainda estão muito vivas na memória dos seus habitantes, fato que os os tornam reticentes à hipótese de um aumento criado por uma nova maneira de gerir os resíduos. O resultado da análise revela que a população de Sherbrooke não parece se preocupar com o incômodo causado pelos recipientes, mas é refratária à proposta de um terceiro recipiente para coleta de compostáveis. Observa-se, efetivamente, que o critério 4 obtem um alto nível de satisfação para o cenário 3 (nenhuma coleta de compostáveis) e ainda maior para o cenário 1. Só uma campanha de ISE bem feita poderá explicar aos cidadãos o fundamento de se proceder com três recipientes distintos. Apesar da divergência de opinião quanto ao critério do incômodo causado pelos recipientes, a fraca importância acordada a este critério na avaliação da pertinência (figura 2), parece limitar os conflitos potenciais relativos a esse critério. É importante notar que este tipo de inconveniente não é associado ao tamanho, mas quanto à quantidade de recipientes. A percepção popular é que a compostagem causa odores nauseabundos. Por outro lado, a maior parte da população (fora um dos bairros) não antecipa que haja problemas de odor no recipiente de compostage para aos cenários 2, 4 e 5. O fato de se obter uma forte incidência de satisfações de nível 5 ( não sei ) é um outro ponto importante na elaboração de um plano de gestão, pois indica que a população todas as informações/conhecimentos necessários para avaliar os problemas associados à coleta de compostáveis. Os cidadãos do bairro Jacques-Cartier, que participaram de um projeto piloto de gestão que incluia a coleta de compostáveis, não anteveem problema algum quanto ao critério 8. A maioria da população julga os odores da lixeira aceitável. Por outro lado, em geral, os inquiridos aceitam mal a coleta das lixeiras somente a cada duas semanas, provavelmente prevendo odores muito fortes. Tendo-se em vista que toda (ou quase toda) matéria orgânica seria colocada no recipiente de reciclagem, não há razão técnica para esta apreenção; trata-se de uma má percepção. Mais uma vez, uma campanha de ISE bien orquestrada e bem dirigida poderia eliminar esta percepção. 391

10 Cenário Pontos fortes (ou consensuais) Pontos potencialmente conflituosos Bem recebido pela população. Altos níveis de satisfação para quase todos os critérios. Os habitantes preferem que a O critério 2 (frequência de coleta) foi avaliado pelos residentes de Lennoxville como sendo insatisfatório. O critério 4 (incômodo causado pelos 2 municipalidade comunique com recipientes) polariza a população. Em eles por meio de folhetos explicativos alguns bairros, há grande variabilidade ou pelo jornal. Bom nível de convergência de opiniões (ICO = 0,58) e de precisão de níveis de satisfação. O aumento de impostos (crit. 9) também polariza bastante a população. das avaliações (IPA = 1,26) Bastante parecido com o cenário 2, mas ICO e IPA mais baixos. Bastante parecido com os cenários 2 e 4. O ICO e o IPA são um pouco mais altos que os do cenário 4. Como nos outros cenários, vários critérios são avaliados como satisfatórios. Bastante parecido com o cenário 3, fora o critério 1 (impacto ambiental). Os residentes de Lennoxville acham problemáticas as várias manipulações de recipientes (crit. 5 e 6). Existe divergências entre as comunidades de lingua francêsa e inglêsa. No resto, semelhante ao cenário 2. Único elemento de conflito potencial : critério 4 (incômodo associado aos recipientes) O fato de se observar um nível de satisfação mais baixo para o critério 1 indica que os participantes não acham que este cenário proteja o meio-ambiente tanto quanto os outros cenários. Há um certo nível de consenso quanto ao incômodo causado pelos recipientes. No mais, os indices de convergência e de precisão são baixos. Maior polarização da população quanto ao critério de impacto ambiental. Os bairros que já experimentaram a coleta seletiva (projeto piloto) acreditam que o statu quo é uma má opção. Cerca de 12% dos participantes dos outros bairros concordam com essa posição. Por outro lado, bom número de residentes dos outros 5 bairros não veem incômodo em manter a situação tal qual. Tabela 3: Resumo dos pontos potencialmente consensuais ou conflituosos 5 CONCLUSÃO Uma amostra representativa dos seis bairros que constituem a cidade de Sherbrooke respondeu a um questionário sobre cinco propostas de modos de gestão de resíduos. As propostas foram avaliadas segundo 14 critérios. O método de sondagem e de 392

11 análise dos resultados baseam-se na Análise de Percepção Categorial (APC). Por causa do espaço disponível, sómente alguns elementos da análise foram expostos. Foi notado, de modo geral, que os cenários que incluem a coleta de matériais compostáveis foram avaliados como sendo os mais positivos. Todavia, uma divergência de opinião é detetada entre certos grupos de cidadãos quanto aos cenários sem coleta de compostáveis, que requerem manipulação de três recipientes distintos. Uma parte da população questionada acha que as propostas sem coleta de compostáveis são positivas (para eles ou para o meio ambiente?), enquanto que a outra parte, negativas. O aumento de impostos proposto nos cenários 2, 4 e 5 é uma fonte potencial de conflito. A população parece aceitar um pequeno aumento (30 $/ano), mas certos bairros são contra um aumento de 40 $/ano. Notou-se também uma divergência de posição quanto ao critério de incômodo causado pelos recipientes. Todavia, a fraca importância dada a este critério na análise da pertinência parece limitar todo conflito potencial. Note-se, entretanto, que o acréscimo de um terceiro recipiente causou uma certa reação. O único problema pressentido em relação aos odores exalados da lixeira relaciona-se à proposta de coleta a cada duas semanas. Considerando-se que a matéria putrescível seria colocada no recipiente de compostáveis, este problema não apareceria. Uma campanha eficaz de ISE esclareceria este ponto. Fora o bairro onde foi feito um estudo piloto, boa parte da população não se sente habilitada a se posicionar claramente quanto ao problema de odores no recipiente de compostáveis. 6 AGRADECIMENTOS Gostaríamos de agradecer a Municipalidade de Sherbrooke e a companhia Équipements Omnibac pelo apoio. Ressaltamos a participação Benoît Vachon et Jérémie Motte, estágiários do Departamento de Engenharia Civil. 7 BIBLIOGRAFIA CABRAL A.R. e CORMIER, M. (2004). Enquête sur la perception de la population au sujet de la gestion des matières résiduelles à Sherbrooke utilisant l Analyse de la Perception Catégorielle (APC). Relatório disponível em: %20v.%20Finale.pdf CONRAUD, T. (2002). Analyse de sensibilité catégorielle : nouvelle approche de consensus construit dans un contexte de carence de données et de divergence d opinion en matière environnementale, Tése de doctorado, Université de Sherbrooke, 212 p. Gouvernement du Québec. Disponível em : Hutchinson, M. (2004). Analyse de la perception des résidants de multilogements à Montréal quant collecte sélective. Mémoire de maîtrise en environnement, Université de Sherbrooke, Québec, Canada, 120 p. Disponível em : 393

abastecimento de água e imagem da COPASA Montes Claros

abastecimento de água e imagem da COPASA Montes Claros Avaliação do Serviço o de abastecimento de água e imagem da COPASA Montes Claros Pesquisa realizada entre 24 e 28 de Abril de 2010 Informações Metodológicas Tipo de pesquisa: Survey, utiliza-se de questionário

Leia mais

Perfil das empresas. Porte da Empresa. Tipo de indústria. (NA) (%) Média 84 55 De 100 a 499 funcionários Grande 69 45 500 ou mais funcionários

Perfil das empresas. Porte da Empresa. Tipo de indústria. (NA) (%) Média 84 55 De 100 a 499 funcionários Grande 69 45 500 ou mais funcionários Perfil das empresas Porte da Empresa (NA) Média 84 De 00 a 499 funcionários Grande 69 4 00 ou mais funcionários 3 00 Tipo de indústria (NA) Indústria/agência de embalagens 33 Usuária de embalagens 02 67

Leia mais

APOIO E REAÇÕES AOS EQUIPAMENTOS DE ENTREGA VOLUNTÁRIA EM TOLEDO - PR

APOIO E REAÇÕES AOS EQUIPAMENTOS DE ENTREGA VOLUNTÁRIA EM TOLEDO - PR APOIO E REAÇÕES AOS EQUIPAMENTOS DE ENTREGA VOLUNTÁRIA EM TOLEDO - PR Tainara IankaMaas Acadêmica de Iniciação Científica do curso de Geografia da Unioeste, campus de Mal. C. Rondon-PR, Integrante do Laboratório

Leia mais

AVALIAÇÃO DO MESTRADO EM EDUCAÇÃO MUSICAL NO ENSINO BÁSICO

AVALIAÇÃO DO MESTRADO EM EDUCAÇÃO MUSICAL NO ENSINO BÁSICO AVALIAÇÃO DO MESTRADO EM EDUCAÇÃO MUSICAL NO ENSINO BÁSICO Outubro 2009 ÍNDICE 1. Introdução 3 2. População e Amostra 3 3. Apresentação de Resultados 4 3.1. Opinião dos alunos do Mestrado em Educação Musical

Leia mais

Ciclo de vida de eletroeletrônicos

Ciclo de vida de eletroeletrônicos Ciclo de vida de eletroeletrônicos Outubro de 2013 Parceria Contexto A lei nº 12.305 de 2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos, prevê a redução na geração de resíduos, propondo a prática

Leia mais

Ciclo de vida de eletroeletrônicos

Ciclo de vida de eletroeletrônicos Ciclo de vida de eletroeletrônicos Outubro de 2013 Parceria Contexto A lei nº 12.305 de 2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos, prevê a redução na geração de resíduos, propondo a prática

Leia mais

Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular. Edição n 05

Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular. Edição n 05 Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular Edição n 05 Junho de 2010 2 Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular Edição n 05 O objetivo geral deste estudo foi investigar as percepções gerais

Leia mais

Plano de Transporte Coletivo da Cidade de Bauru PTC Bauru. NT09 Pesquisa de imagem e opinião sobre o serviço de transporte coletivo municipal de Bauru

Plano de Transporte Coletivo da Cidade de Bauru PTC Bauru. NT09 Pesquisa de imagem e opinião sobre o serviço de transporte coletivo municipal de Bauru -EMDURB Plano de Transporte Coletivo da Cidade de Bauru PTC Bauru NT09 Pesquisa de imagem e opinião sobre o serviço de transporte coletivo municipal de Bauru Junho/2013 1- Apresentação O Plano de Transporte

Leia mais

2.0 Objetivos 2.1 Geral. 2.2 Específicos

2.0 Objetivos 2.1 Geral. 2.2 Específicos 1. INTRODUÇÃO O lixo é um problema crônico que vem afetando comunidades no mundo inteiro. No Brasil, a geração de lixo per capita varia de acordo com o porte populacional do município. Segundo dados da

Leia mais

EUROBARÓMETRO 68 OPINIÃO PÚBLICA NA UNIÃO EUROPEIA OUTONO

EUROBARÓMETRO 68 OPINIÃO PÚBLICA NA UNIÃO EUROPEIA OUTONO Standard Eurobarometer European Commission EUROBARÓMETRO 68 OPINIÃO PÚBLICA NA UNIÃO EUROPEIA OUTONO 2007 RELATÓRIO NACIONAL Standard Eurobarometer 68 / Autumn 2007 TNS Opinion & Social SUMÁRIO EXECUTIVO

Leia mais

1ª RODADA NOVA S/B-IBOPE Comunicação de Interesse Público PESQUISA TELEFÔNICA NACIONAL SOBRE AQUECIMENTO GLOBAL. IBOPE Opinião

1ª RODADA NOVA S/B-IBOPE Comunicação de Interesse Público PESQUISA TELEFÔNICA NACIONAL SOBRE AQUECIMENTO GLOBAL. IBOPE Opinião 1ª RODADA NOVA S/B-IBOPE Comunicação de Interesse Público PESQUISA TELEFÔNICA NACIONAL SOBRE AQUECIMENTO GLOBAL Metodologia Pesquisa quantitativa, com aplicação de questionário estruturado através de entrevistas

Leia mais

Análise de Regressão. Tópicos Avançados em Avaliação de Desempenho. Cleber Moura Edson Samuel Jr

Análise de Regressão. Tópicos Avançados em Avaliação de Desempenho. Cleber Moura Edson Samuel Jr Análise de Regressão Tópicos Avançados em Avaliação de Desempenho Cleber Moura Edson Samuel Jr Agenda Introdução Passos para Realização da Análise Modelos para Análise de Regressão Regressão Linear Simples

Leia mais

TÉCNICAS DE COLETA E ANÁLISE DE DADOS EM ARQUITETURA. Prof. MSc. Francisco Zacaron Werneck

TÉCNICAS DE COLETA E ANÁLISE DE DADOS EM ARQUITETURA. Prof. MSc. Francisco Zacaron Werneck TÉCNICAS DE COLETA E ANÁLISE DE DADOS EM ARQUITETURA Prof. MSc. Francisco Zacaron Werneck INTRODUÇÃO A escolha das técnicas está condicionada ao Problema de Pesquisa. Três perguntas básicas devem ser respondidas

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO SOBRE A REDE PARTICULAR DE ENSINO FEDERAÇÃO NACIONAL DAS ESCOLAS PARTICULARES DEZEMBRO - 2005 DIVULGAÇÃO JANEIRO

PESQUISA DE OPINIÃO SOBRE A REDE PARTICULAR DE ENSINO FEDERAÇÃO NACIONAL DAS ESCOLAS PARTICULARES DEZEMBRO - 2005 DIVULGAÇÃO JANEIRO IBOPE PESQUISA DE OPINIÃO SOBRE A REDE PARTICULAR DE ENSINO FEDERAÇÃO NACIONAL DAS ESCOLAS PARTICULARES DEZEMBRO - 2005 DIVULGAÇÃO JANEIRO - 2006 Proibida reprodução total ou parcial sem autorização expressa

Leia mais

AVALIAÇÃO DO MESTRADO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL

AVALIAÇÃO DO MESTRADO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL AVALIAÇÃO DO MESTRADO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL Outubro 2009 ÍNDICE 1. Introdução 3 2. População e Amostra 3 3. Apresentação de Resultados 4 3.1. Opinião dos alunos do Mestrado em Educação Especial sobre a

Leia mais

AMOSTRAGEM DA DESTINAÇÃO DO LIXO DOMÉSTICO EM BAIRROS NA CIDADE DE UBÁ MG RESUMO

AMOSTRAGEM DA DESTINAÇÃO DO LIXO DOMÉSTICO EM BAIRROS NA CIDADE DE UBÁ MG RESUMO 1 AMOSTRAGEM DA DESTINAÇÃO DO LIXO DOMÉSTICO EM BAIRROS NA CIDADE DE UBÁ MG Letícia Alves Pacheco 1 Kênia Ribas de Assis 2 Mariana da Costa J. Miranda 3 Eliane Aparecida de Souza 4 RESUMO A questão do

Leia mais

Reciclagem de Materiais COLETA SELETIVA

Reciclagem de Materiais COLETA SELETIVA Reciclagem de Materiais COLETA SELETIVA COLETA SELETIVA Conheça algumas medidas importantes para não poluir o meio ambiente na hora de jogar fora o seu lixo Já é inquestionável hoje a importância da reciclagem

Leia mais

UENF Universidade Estadual Do Norte Fluminense. Autora: Aline Viana de Souza

UENF Universidade Estadual Do Norte Fluminense. Autora: Aline Viana de Souza UENF Universidade Estadual Do Norte Fluminense Autora: Aline Viana de Souza O presente trabalho, através da pesquisa realizada com os catadores, tanto de rua como do aterro controlado do município de Campos

Leia mais

Alex Maciel Gonzaga, Sean Conney Vieira da SILVA, & Flávia Pereira da SILVA

Alex Maciel Gonzaga, Sean Conney Vieira da SILVA, & Flávia Pereira da SILVA 1 QUALIDADE DA COLETA E A NECESSIDADE DE UMA CONSCIÊNCIA DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL NA CIDADE DE GOIANA Alex Maciel Gonzaga, Sean Conney Vieira da SILVA, & Flávia Pereira da SILVA RESUMO O consumismo da

Leia mais

Entrevistas J. Valente de Oliveira. Preliminares (Algumas técnicas para recolha de factos)

Entrevistas J. Valente de Oliveira. Preliminares (Algumas técnicas para recolha de factos) Entrevistas Preliminares (Algumas técnicas para recolha de factos) Observações: - identificar as tarefas efectuadas; - identificar as ferramenta utilizadas; - identificar as interacções entre as pessoas

Leia mais

Começa por você! Resultados das ações da Campanha De quem é a responsabilidade?

Começa por você! Resultados das ações da Campanha De quem é a responsabilidade? Resultados das ações da Campanha De quem é a responsabilidade? CAMPANHA DE QUEM É A RESPONSABILIDADE? Início da Campanha outubro de 2009 Objetivo: Implementar a A3P e incentivar os servidores para adoção

Leia mais

A POLÍTICA DE SEGURANÇA PÚBLICA E INFRAESTRUTURA (LIGADA AO QUESITO DE SEGURANÇA) DESENVOLVIDA EM BARÃO GERALDO

A POLÍTICA DE SEGURANÇA PÚBLICA E INFRAESTRUTURA (LIGADA AO QUESITO DE SEGURANÇA) DESENVOLVIDA EM BARÃO GERALDO BE_310 CIÊNCIAS DO AMBIENTE UNICAMP ESTUDO (Turma 2012) Disponível em: http://www.ib.unicamp.br/dep_biologia_animal/be310 A POLÍTICA DE SEGURANÇA PÚBLICA E INFRAESTRUTURA (LIGADA AO QUESITO DE SEGURANÇA)

Leia mais

Pesquisa Quantitativa Plastivida. Setembro de 2012

Pesquisa Quantitativa Plastivida. Setembro de 2012 Pesquisa Quantitativa Plastivida Setembro de 2012 objetivo geral Verificar a opinião da população de Belo Horizonte acerca da retirada das sacolas plásticas dos estabelecimentos comerciais da cidade e

Leia mais

PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DE IJUÍ PROPOSTA PRELIMINAR - 2007

PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DE IJUÍ PROPOSTA PRELIMINAR - 2007 PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DE IJUÍ PROPOSTA PRELIMINAR - 2007 APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA A presente proposta articula um conjunto de sugestões, cenários e arranjos institucionais e sociais,

Leia mais

Estatística Aplicada ao Serviço Social

Estatística Aplicada ao Serviço Social Estatística Aplicada ao Serviço Social Prof a. Juliana Freitas Pires Departamento de Estatística Universidade Federal da Paraíba - UFPB juliana@de.ufpb.br Introdução O que é Estatística? Coleção de métodos

Leia mais

O LABORATÓRIO DE PESQUISA DA UNICARIOCA

O LABORATÓRIO DE PESQUISA DA UNICARIOCA Ingressar em um emprego mediante concurso público é ambição para muitas pessoas, isso se deve ao fato de que o salário oferecido, a estabilidade, os benefícios na maioria dos cargos é bastante superior

Leia mais

Jacqueline Rogéria Bringhenti Patricia Dornelas Bassani Manuela Mantovanelli da Mota

Jacqueline Rogéria Bringhenti Patricia Dornelas Bassani Manuela Mantovanelli da Mota COLETA SELETIVA DE MATERIAIS RECICLÁVEIS EM CONDOMÍNIOS RESIDENCIAIS DO MUNICÍPIO DE VITÓRIA (ES). Jacqueline Rogéria Bringhenti Patricia Dornelas Bassani Manuela Mantovanelli da Mota INTRODUÇÃO Vitória

Leia mais

Seminário Sustentabilidade Local 2011. Gestão de Resíduos Sólidos em Teodoro Sampaio SP

Seminário Sustentabilidade Local 2011. Gestão de Resíduos Sólidos em Teodoro Sampaio SP Seminário Sustentabilidade Local 2011 Gestão de Resíduos Sólidos em Teodoro Sampaio SP Teodoro Sampaio - SP 21.386 habitantes Área da unidade territorial: 1.555,996 km² (IBGE, Censo 2010) Resíduos Sólidos

Leia mais

Questionário: Imagens do (Ensino) Português no Estrangeiro

Questionário: Imagens do (Ensino) Português no Estrangeiro Questionário: Imagens do (Ensino) Português no Estrangeiro Pretende se com este questionário conhecer a sua opinião sobre o (Ensino do) Português no Estrangeiro. Não existem respostas certas ou erradas.

Leia mais

Análise: Pesquisa Qualidade de Vida 2014 1º fase

Análise: Pesquisa Qualidade de Vida 2014 1º fase Análise: Pesquisa Qualidade de Vida 1º fase Resumo: A pesquisa de Qualidade de Vida é organizada pela ACIRP e pela Fundace. Teve início em 2009, inspirada em outros projetos já desenvolvidos em grandes

Leia mais

Ana Claudia M. dos SANTOS 1 Edson Leite Lopes GIMENEZ 2

Ana Claudia M. dos SANTOS 1 Edson Leite Lopes GIMENEZ 2 O desempenho do processo de recrutamento e seleção e o papel da empresa neste acompanhamento: Um estudo de caso na Empresa Ober S/A Indústria E Comercio Ana Claudia M. dos SANTOS 1 Edson Leite Lopes GIMENEZ

Leia mais

Julho de 2013 SUMÁRIO

Julho de 2013 SUMÁRIO Pesquisa Resíduos de Equipamentos Eletroeletrônicos REE Julho de 2013 SUMÁRIO 1 Objetivo... 03 2 Metodologia... 04 3 Resultados da pesquisa nas instituições sediadas na Cidade Administrativa... 08 4 Considerações

Leia mais

Janeiro Junho de 2013 Relatório de análise dos resultados do inquérito ao nível de satisfação

Janeiro Junho de 2013 Relatório de análise dos resultados do inquérito ao nível de satisfação Carta de Qualidade (I):Recepção das consultas, opiniões, queixas e participações apresentadas pelos cidadãos, no âmbito das FSM enviados: 50 recolhidos: 7 Percentagem de recolha: 14% 1. Por onde sabia

Leia mais

PERCEPÇÃO DOS ALUNOS EM RELAÇÃO ÀS ATIVIDADES COMPLEMENTARES NO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DO CENTRO UNIVERSITÁRIO LASALLE UNILASALLE

PERCEPÇÃO DOS ALUNOS EM RELAÇÃO ÀS ATIVIDADES COMPLEMENTARES NO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DO CENTRO UNIVERSITÁRIO LASALLE UNILASALLE 1 PERCEPÇÃO DOS ALUNOS EM RELAÇÃO ÀS ATIVIDADES COMPLEMENTARES NO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DO CENTRO UNIVERSITÁRIO LASALLE UNILASALLE Jesse Alencar da Silva Centro Universitário La Salle (UNILASALLE-RS)

Leia mais

EDUCAR PARA PRESERVAR: Estudo do perfil sustentável dos acadêmicos do CEAVI/UDESC

EDUCAR PARA PRESERVAR: Estudo do perfil sustentável dos acadêmicos do CEAVI/UDESC EDUCAR PARA PRESERVAR: Estudo do perfil sustentável dos acadêmicos do CEAVI/UDESC ILda Valentim ilda.valentim@udesc.br UDESC Dinorá Baldo de Faverei dinora.faveri@udesc.br UDESC Marilei Kroetz marilei.kroetz@udesc.br

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES IMOBILIÁRIAS METODOLOGIAS CIENTÍFICAS - REGRESSÃO LINEAR MÓDULO BÁSICO E AVANÇADO - 20 horas cada Vagas Limitadas

CURSO DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES IMOBILIÁRIAS METODOLOGIAS CIENTÍFICAS - REGRESSÃO LINEAR MÓDULO BÁSICO E AVANÇADO - 20 horas cada Vagas Limitadas CURSO DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES IMOBILIÁRIAS METODOLOGIAS CIENTÍFICAS - REGRESSÃO LINEAR MÓDULO BÁSICO E AVANÇADO - 20 horas cada Vagas Limitadas MÓDULO BÁSICO DIAS HORÁRIO 13/02/2014 14:00 ÁS 18:00

Leia mais

Avaliação do Desenvolvimento do Projeto PET-Geologia Recicla

Avaliação do Desenvolvimento do Projeto PET-Geologia Recicla Avaliação do Desenvolvimento do Projeto PET-Geologia Recicla Maurício Brito de Sousa¹, Diogo Isamu de Almeida Okuno¹, Estefânia Fernandes Lopes¹, Flavio Rafael Cogo Ramos¹, Mariana de Assunção Rodrigues¹,

Leia mais

AVALIAÇÃO DE SERVIÇOS PÚBLICOS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO

AVALIAÇÃO DE SERVIÇOS PÚBLICOS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO RELATÓRIO DE PESQUISA AVALIAÇÃO DE SERVIÇOS PÚBLICOS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO NAVEGANTES 2009 2010 TERMO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA SÃO TECNICAMENTE RESPONSÁVEIS PELOS RESULTADOS APRESENTADOS NESTE RELATÓRIO

Leia mais

Recursos Humanos. Hotelaria: gestores portugueses vs. estrangeiros

Recursos Humanos. Hotelaria: gestores portugueses vs. estrangeiros Esta é uma versão post print de Cândido, Carlos J. F. (2004) Hotelaria: Gestores Portugueses vs. Estrangeiros, Gestão Pura, Ano II, N.º 7, Abril/Maio, 80-83. Recursos Humanos Hotelaria: gestores portugueses

Leia mais

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: MEIO AMBIENTE MAIO/2012

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: MEIO AMBIENTE MAIO/2012 RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: MEIO AMBIENTE MAIO/2012 Pesquisa CNI-IBOPE CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA - CNI Presidente: Robson Braga de Andrade DIRETORIA DE POLÍTICAS E ESTRATÉGIA José Augusto

Leia mais

PERCEPÇÃO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA: UMA ANÁLISE NA ESCOLA PERCEPTION OF THE SCIENCE AND TECHNOLOGY: ANALYSIS IN THE SCHOOL

PERCEPÇÃO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA: UMA ANÁLISE NA ESCOLA PERCEPTION OF THE SCIENCE AND TECHNOLOGY: ANALYSIS IN THE SCHOOL PERCEPÇÃO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA: UMA ANÁLISE NA ESCOLA PERCEPTION OF THE SCIENCE AND TECHNOLOGY: ANALYSIS IN THE SCHOOL Marcia Borin da Cunha 1 Marcelo Giordan 2 1 Universidade Estadual do Oeste do Paraná/Campus

Leia mais

SITUAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES DE CATADORES DE MATERIAIS RECICLÁVEIS EM ALGUNS MUNICÍPIOS DA RMBH

SITUAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES DE CATADORES DE MATERIAIS RECICLÁVEIS EM ALGUNS MUNICÍPIOS DA RMBH SITUAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES DE CATADORES DE MATERIAIS RECICLÁVEIS EM ALGUNS MUNICÍPIOS DA RMBH Júlio Eymard Werneck Costa Graduando em Engenharia Civil pela UFMG. Bolsista de iniciação científica. Tainá Ulhoa

Leia mais

08 a 13 de Julho de 2012 UEFS Feira de Santana - BA

08 a 13 de Julho de 2012 UEFS Feira de Santana - BA PERCEPÇÃO PÚBLICA ACERCA DO SANEAMENTO BÁSICO NO BAIRRO PEDRA DO LORDE, JUAZEIRO BA. Roberta Daniela da Silva Santos (1) Anne Kallyne dos Anjos Silva (2) Simone do Nascimento Luz (3) Marcello Henryque

Leia mais

III-066 ANÁLISE QUALI-QUANTITATIVA DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS DA CIDADE DE MARINGÁ/PR

III-066 ANÁLISE QUALI-QUANTITATIVA DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS DA CIDADE DE MARINGÁ/PR III-066 ANÁLISE QUALI-QUANTITATIVA DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS DA CIDADE DE MARINGÁ/PR Carlos de Barros Jr (1) Engenheiro Químico, Professor do Departamento de Engenharia Química da Universidade Estadual

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PROFESSOR DA EDUCAÇÃO SUPERIOR EDITAL N 034/2012 UNEMAT

PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PROFESSOR DA EDUCAÇÃO SUPERIOR EDITAL N 034/2012 UNEMAT PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PROFESSOR DA EDUCAÇÃO SUPERIOR EDITAL N 034/2012 UNEMAT A, no uso de suas atribuições legais e em cumprimento das normas previstas no

Leia mais

V-Nóbrega-Brasil-1 CONHECIMENTO E A PARTICIPAÇÃO DA POPULAÇÃO DA CIDADE DE JOÃO PESSOA BRASIL - NO SEU PROGRAMA DE COLETA SELETIVA

V-Nóbrega-Brasil-1 CONHECIMENTO E A PARTICIPAÇÃO DA POPULAÇÃO DA CIDADE DE JOÃO PESSOA BRASIL - NO SEU PROGRAMA DE COLETA SELETIVA V-Nóbrega-Brasil-1 CONHECIMENTO E A PARTICIPAÇÃO DA POPULAÇÃO DA CIDADE DE JOÃO PESSOA BRASIL - NO SEU PROGRAMA DE COLETA SELETIVA Claudia Coutinho Nóbrega¹ Engenheira civil pela UFPB (1989), Mestre em

Leia mais

7 NÍVEL DE UTILIDADE DOS ATRIBUTOS

7 NÍVEL DE UTILIDADE DOS ATRIBUTOS 7 NÍVEL DE UTILIDADE DOS ATRIBUTOS 7.1 INTRODUÇÃO Considera-se que produtos e serviços são conjuntos de atributos, por exemplo, no caso de apartamentos, preço, localização, planta, serviços oferecidos

Leia mais

REVISÃO 2º BIMESTRE LIXO E SEU DESTINO

REVISÃO 2º BIMESTRE LIXO E SEU DESTINO REVISÃO 2º BIMESTRE LIXO E SEU DESTINO 1) Analise as alternativas sobre aspectos relacionados ao lixo e marque (V) para as verdadeiras e (F) para as falsas. ( ) O lixo é caracterizado como tudo aquilo

Leia mais

Pesquisa de Opinião sobre a Imagem do Ministério Público Federal Sumário Executivo.

Pesquisa de Opinião sobre a Imagem do Ministério Público Federal Sumário Executivo. Pesquisa de Opinião sobre a Imagem do Ministério Público Federal Sumário Executivo. Equipe técnica: Salete Da Dalt: Marco Aurélio Oliveira da Alcântara: Victor Hugo de Carvalho Gouvêa: Rogério Cappelli:

Leia mais

O Comportamento informacional dos pós-graduandos em Ciências Sócias e Humanas: um estudo com os pós-graduandos da UNESP de Marília.

O Comportamento informacional dos pós-graduandos em Ciências Sócias e Humanas: um estudo com os pós-graduandos da UNESP de Marília. O Comportamento informacional dos pós-graduandos em Ciências Sócias e Humanas: um estudo com os pós-graduandos da UNESP de Marília. Eixo Temático: Livre Nome: Etiene Siqueira de Oliveira - Bolsista: PIBIC/CNPq

Leia mais

CÁLCULO DO TAMANHO DA AMOSTRA PARA UMA PESQUISA ELEITORAL. Raquel Oliveira dos Santos, Luis Felipe Dias Lopes

CÁLCULO DO TAMANHO DA AMOSTRA PARA UMA PESQUISA ELEITORAL. Raquel Oliveira dos Santos, Luis Felipe Dias Lopes CÁLCULO DO TAMANHO DA AMOSTRA PARA UMA PESQUISA ELEITORAL Raquel Oliveira dos Santos, Luis Felipe Dias Lopes Programa de Pós-Graduação em Estatística e Modelagem Quantitativa CCNE UFSM, Santa Maria RS

Leia mais

Resultados da Pesquisa sobre Lixo Eletrônico

Resultados da Pesquisa sobre Lixo Eletrônico Autores: Mayara Zago Munaretto Fernando dos Santos Sobre a pesquisa UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC Resultados da Pesquisa sobre Lixo Eletrônico No mês de junho de 2012, foi aplicado um

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: Saneamento Básico, Diagnóstico Ambiental, Infraestrutura.

PALAVRAS-CHAVE: Saneamento Básico, Diagnóstico Ambiental, Infraestrutura. VI-039 - SANEAMENTO BÁSICO: UMA ANÁLISE ESTRUTURAL DO BAIRRO PEDRA DO LORDE EM JUAZEIRO-BA, COMO AÇÃO DO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL PET CONEXÕES DE SABERES - SANEAMENTO AMBIENTAL. Roberta Daniela da

Leia mais

Município: São Pedro do Ivaí e-mail: nilsonmarquedeoliveira@seed.pr.gov.br Fone: (43) 3451 1241

Município: São Pedro do Ivaí e-mail: nilsonmarquedeoliveira@seed.pr.gov.br Fone: (43) 3451 1241 NRE: Ivaiporã Nome do Professor: Nilson Marques de Oliveira Município: São Pedro do Ivaí e-mail: nilsonmarquedeoliveira@seed.pr.gov.br Fone: (43) 3451 1241 Escola: Escola Estadual Vicente Machado Ensino

Leia mais

Consultando a população de sete capitais sobre meio ambiente e qualidade de vida Realização:

Consultando a população de sete capitais sobre meio ambiente e qualidade de vida Realização: Consultando a população de sete capitais sobre meio ambiente e qualidade de vida Realização: PRINCIPAL OBJETIVO PESQUISA QUANTITATIVA Fornecer informações sobre o conhecimento acerca do GREENPEACE e suas

Leia mais

Julho de 2008 GAAQ (Gabinete de Autoavaliação para a Qualidade)

Julho de 2008 GAAQ (Gabinete de Autoavaliação para a Qualidade) Relatório do inquérito aplicado aos Docentes Julho de 2008 GAAQ (Gabinete de Autoavaliação para a Qualidade) 1 UAL, Ano lectivo de 2007/2008 2 Índice 1. Estrutura do questionário 1.1. Resultados do Alpha

Leia mais

As Mulheres e o Mundo do Trabalho nas Telecomunicações

As Mulheres e o Mundo do Trabalho nas Telecomunicações Pesquisa As Mulheres e o Mundo do Trabalho nas Telecomunicações No ano em que o Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações completa 70 anos, consideramos importante resgatar a memória das mulheres

Leia mais

(Modelo de) Relatório: 1-Introdução. 2-Materiais e métodos. 3-Análise descritiva dos dados

(Modelo de) Relatório: 1-Introdução. 2-Materiais e métodos. 3-Análise descritiva dos dados (Modelo de) Relatório: 1-Introdução (Nessa seção faz-se uma apresentação/contextualização do problema e descreve-se como está organizado o relatório) Ex: Neste trabalho temos o objetivo de traçar o perfil

Leia mais

Escola E.B. 2,3 de Lousada. Opinião dos Directores de Turma sobre os documentos propostos para a avaliação dos alunos

Escola E.B. 2,3 de Lousada. Opinião dos Directores de Turma sobre os documentos propostos para a avaliação dos alunos Escola E.B. 2,3 de Lousada Opinião dos Directores de Turma sobre os documentos propostos para a avaliação dos alunos Maria do Céu Belarmino ceubelarmino@sapo.pt Rui Mesquita rui.jv.mesquita@sapo.pt Dezembro

Leia mais

VESTIBULAR ELETRÔNICO POR MEIO DA PLATAFORMA BLACKBOARD: A EXPERIÊNCIA DO IESB TCA3007

VESTIBULAR ELETRÔNICO POR MEIO DA PLATAFORMA BLACKBOARD: A EXPERIÊNCIA DO IESB TCA3007 VESTIBULAR ELETRÔNICO POR MEIO DA PLATAFORMA BLACKBOARD: A EXPERIÊNCIA DO IESB TCA3007 02/2006 Pedro Chaves Braga IESB pbraga@iesb.br Kleiton Godoi IESB godoi@iesb.br André Garbulha IESB andreg@iesb.br

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA Relatório Técnico PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA O Estatuto do Idoso três anos depois da promulgação 16 a 22 de agosto de 2006 Dados Técnicos Pesquisa Pesquisa de opinião pública de abrangência restrita ao

Leia mais

Aimportância do levantamento de informações e pesquisa na publicidade

Aimportância do levantamento de informações e pesquisa na publicidade Aimportância do levantamento de informações e pesquisa na publicidade UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 07.04.11 Agenda: A importância do levantamento

Leia mais

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Indicadores CNI RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA 0 EDUCAÇÃO BÁSICA Brasileiros reconhecem que baixa qualidade da educação prejudica o país A maior parte dos brasileiros reconhece que uma educação de baixa

Leia mais

Relatório Parcial de Autoavaliação Institucional. Ciclo Avaliativo 2013 2015

Relatório Parcial de Autoavaliação Institucional. Ciclo Avaliativo 2013 2015 Relatório Parcial de Autoavaliação Institucional Ciclo Avaliativo 2013 2015 Cascavel 2014 CPA Comissão Própria de Avaliação Presidente Prof. Gelson Luiz Uecker Representante Corpo Docente Profa. Anália

Leia mais

MULHER NO MERCADO DE TRABALHO

MULHER NO MERCADO DE TRABALHO MULHER NO MERCADO DE TRABALHO Tâmara Freitas Barros A mulher continua a ser discriminada no mercado de trabalho. Foi o que 53,2% dos moradores da Grande Vitória afirmaram em recente pesquisa da Futura,

Leia mais

ENG09012 - Atividades Complementares em Engenharia de Produção - UFRGS - janeiro de 2004

ENG09012 - Atividades Complementares em Engenharia de Produção - UFRGS - janeiro de 2004 Monitoramento através de controle estatístico do processo do setor de videocodificação no Centro de Tratamento de Cartas (CTC) Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) Conrado Rodrigues Paganotti

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO E QUANTIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS EM DOIS BAIRROS DE CLASSES SOCIAIS DISTINTAS NO MUNICÍPIO DE SÃO GABRIEL DA PALHA ES

CARACTERIZAÇÃO E QUANTIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS EM DOIS BAIRROS DE CLASSES SOCIAIS DISTINTAS NO MUNICÍPIO DE SÃO GABRIEL DA PALHA ES CARACTERIZAÇÃO E QUANTIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS EM DOIS BAIRROS DE CLASSES SOCIAIS DISTINTAS NO MUNICÍPIO DE SÃO GABRIEL DA PALHA ES Leandro Cezar Valbusa Bragato¹ Acadêmico de Engenharia Ambiental

Leia mais

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: QUALIDADE DOS SERVIÇOS PÚBLICOS E TRIBUTAÇÃO MARÇO/2011

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: QUALIDADE DOS SERVIÇOS PÚBLICOS E TRIBUTAÇÃO MARÇO/2011 RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: QUALIDADE DOS SERVIÇOS PÚBLICOS E TRIBUTAÇÃO MARÇO/2011 Pesquisa CNI-IBOPE CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA - CNI Presidente: Robson Braga de Andrade Diretoria Executiva

Leia mais

PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESIDUOS SOLIDOS URBANOS

PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESIDUOS SOLIDOS URBANOS PREFEITURA MUNICIPAL DE TUCURUÍ PARÁ SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE DE TUCURUÍ SEMMA / TUCURUÍ PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESIDUOS SOLIDOS URBANOS APRESENTAÇAO O presente documento consolida o diagnóstico

Leia mais

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA - CNI. Presidente em Exercício: Robson Braga de Andrade. Diretoria Executiva - DIREX

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA - CNI. Presidente em Exercício: Robson Braga de Andrade. Diretoria Executiva - DIREX Pesquisa CNI-IBOPE CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA - CNI Presidente em Exercício: Robson Braga de Andrade Diretoria Executiva - DIREX Diretor: José Augusto Coelho Fernandes Diretor de Operações: Rafael

Leia mais

Metodologia. MARGEM DE ERRO O intervalo de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Metodologia. MARGEM DE ERRO O intervalo de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. Metodologia COLETA Entrevistas domiciliares com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA Município de São Paulo. UNIVERSO moradores de 16 anos ou mais. PERÍODO DE CAMPO de 26 de setembro a 1º de outubro

Leia mais

OTIMIZAÇÃO DE LOGÍSTICA NOVA ETAPA NA COLETA SELETIVA EM SANTO ANDRÉ

OTIMIZAÇÃO DE LOGÍSTICA NOVA ETAPA NA COLETA SELETIVA EM SANTO ANDRÉ Título do Trabalho: OTIMIZAÇÃO DE LOGÍSTICA NOVA ETAPA NA COLETA SELETIVA EM SANTO ANDRÉ Tema III: Resíduos Sólidos Nome dos autores: Fernando Arlei Cruseiro Ivana Marson Pedro Henrique Milani Apresentação:

Leia mais

Aula 13 Elaboração de Questionários

Aula 13 Elaboração de Questionários Metodologia Científica Aula 13 Elaboração de Questionários Profa. Ms. Daniela Cartoni daniela_cartoni@yahoo.com.br Elaboração de Questionários DETERMINAÇÃO DAS VARIÁVEIS DE PESQUISA Um bom questionário

Leia mais

1. Avaliação de impacto de programas sociais: por que, para que e quando fazer? (Cap. 1 do livro) 2. Estatística e Planilhas Eletrônicas 3.

1. Avaliação de impacto de programas sociais: por que, para que e quando fazer? (Cap. 1 do livro) 2. Estatística e Planilhas Eletrônicas 3. 1 1. Avaliação de impacto de programas sociais: por que, para que e quando fazer? (Cap. 1 do livro) 2. Estatística e Planilhas Eletrônicas 3. Modelo de Resultados Potenciais e Aleatorização (Cap. 2 e 3

Leia mais

COLETA SELETIVA DE RESÍDUOS RECICLÁVEIS

COLETA SELETIVA DE RESÍDUOS RECICLÁVEIS COLETA SELETIVA DE RESÍDUOS RECICLÁVEIS ALVES, Jéssica B. 1 NETO, João B. 1 SOBRAL, Jozias M. 1 SILVA, Kelvin L. S. da 1 PETITTO, Sônia 2 PERRI, Ricardo Alves 3 RESUMO A coleta seletiva é uma forma de

Leia mais

III - PERCEPÇÃO DA LIMPEZA PÚBLICA PELA POPULAÇÃO DO MUNICÍPIO DO NATAL

III - PERCEPÇÃO DA LIMPEZA PÚBLICA PELA POPULAÇÃO DO MUNICÍPIO DO NATAL III - PERCEPÇÃO DA LIMPEZA PÚBLICA PELA POPULAÇÃO DO MUNICÍPIO DO NATAL INSTITUIÇÕES: COMPANHIA DE SERVIÇOS URBANOS DE NATAL URBANA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

Leia mais

RESIDUOS ORGÂNICOS E INORGÂNICOS. De modo geral, podemos dizer que os resíduos domiciliares se dividem em orgânicos e inorgânicos.

RESIDUOS ORGÂNICOS E INORGÂNICOS. De modo geral, podemos dizer que os resíduos domiciliares se dividem em orgânicos e inorgânicos. RESIDUOS ORGÂNICOS E INORGÂNICOS De modo geral, podemos dizer que os resíduos domiciliares se dividem em orgânicos e inorgânicos. Resíduos orgânicos: São biodegradáveis (se decompõem naturalmente). São

Leia mais

Eduardo J. A. e SILVA 2 Camilla P. BRASILEIRO 3 Claudomilson F. BRAGA 4 Universidade Federal de Goiás, Goiânia, GO

Eduardo J. A. e SILVA 2 Camilla P. BRASILEIRO 3 Claudomilson F. BRAGA 4 Universidade Federal de Goiás, Goiânia, GO Estudo da proporção e o nível de conhecimento dos alunos de graduação do período vespertino do Campus II da UFG sobre o Programa Coleta Seletiva Solidária 1 Eduardo J. A. e SILVA 2 Camilla P. BRASILEIRO

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO PROCESSO DE LIMPEZA URBANA

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO PROCESSO DE LIMPEZA URBANA 2º Forum Internacional de Resíduos Sólidos julho2009 EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO PROCESSO DE LIMPEZA URBANA Autores: Letícia de Oliveira Silveira, Licenciado em Ciências Biológicas pela Universidade Luterana

Leia mais

Relatório de Avaliação de Infraestrutura

Relatório de Avaliação de Infraestrutura Câmara dos Deputados Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento Cefor Coordenação de Pós-Graduação Relatório de Avaliação de Infraestrutura 1º Semestre Agosto/ APRESENTAÇÃO A Avaliação de Infraestrutura

Leia mais

MOTIVAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS DO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL DE BAMBUÍ-MG

MOTIVAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS DO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL DE BAMBUÍ-MG MOTIVAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS DO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL DE BAMBUÍ-MG Wemerton Luis EVANGELISTA()*; Franciele Ribeiro DA COSTA (2). () Professor do Curso Superior de Tecnologia em Administração: Pequenas e

Leia mais

O trabalho de pesquisa é a procura de respostas para algum problema pela aplicação de métodos científicos.

O trabalho de pesquisa é a procura de respostas para algum problema pela aplicação de métodos científicos. 1 Manual de TCC O Trabalho de Conclusão de Curso, como o próprio nome indica, deve ser apresentado pelos alunos no final do curso de graduação. Trata-se de um estudo sobre um tema específico ligado a área

Leia mais

Como gerar amostras aleatórias simples e estratificadas proporcionais com o Br.Office.org Calc

Como gerar amostras aleatórias simples e estratificadas proporcionais com o Br.Office.org Calc Como gerar amostras aleatórias simples e estratificadas proporcionais com o Br.Office.org Calc Neste texto mostraremos como usar o Br.Office.org Calc para gerar uma amostra aleatória simples e estratificada

Leia mais

Universidade de Salamanca 07 de Maio de 2013

Universidade de Salamanca 07 de Maio de 2013 Universidade de Salamanca 07 de Maio de 2013 UNIVERSIDADE DE SALAMANCA Faculdade de Ciências da Educação Departamento de Teoria e História da Educação Professores e Escolas A imagem social do professor

Leia mais

Opinião da População Sobre a Cobrança das Sacolas Plásticas Reutilizáveis. Agosto de 2015

Opinião da População Sobre a Cobrança das Sacolas Plásticas Reutilizáveis. Agosto de 2015 Opinião da População Sobre a Cobrança das Sacolas Plásticas Reutilizáveis Agosto de 2015 2 A Lei nº 15.374 de 2011 proíbe a disponibilização de sacolas plásticas descartáveis nos estabelecimentos comerciais

Leia mais

TOTAL DE RESPONDENTES: 604 entrevistados. DATA DE REALIZAÇÃO: 11 e 12 de setembro de 2014, nas ruas do Centro do Rio de Janeiro.

TOTAL DE RESPONDENTES: 604 entrevistados. DATA DE REALIZAÇÃO: 11 e 12 de setembro de 2014, nas ruas do Centro do Rio de Janeiro. Ingressar em um emprego mediante concurso público é ambição para muitas pessoas, isso se deve ao fato de que o salário oferecido, a estabilidade, os benefícios na maioria dos cargos é bastante superior

Leia mais

Como levantar o ciclo de serviço:

Como levantar o ciclo de serviço: CONSTRUÇÃO DE QUESTIONÁRIOS PARA MEDIÇÃO E MONITORAMENTO DA SATISFAÇÃO DE CLIENTES CICLO DE SERVIÇO : A base do questionário é um roteiro que contém os principais incidentes críticos do ciclo de serviço.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE MATEMÁTICA 4 a LISTA DE EXERCÍCIOS GBQ12 Professor: Ednaldo Carvalho Guimarães AMOSTRAGEM

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE MATEMÁTICA 4 a LISTA DE EXERCÍCIOS GBQ12 Professor: Ednaldo Carvalho Guimarães AMOSTRAGEM 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE MATEMÁTICA 4 a LISTA DE EXERCÍCIOS GBQ12 Professor: Ednaldo Carvalho Guimarães AMOSTRAGEM 1) Um pesquisador está interessado em saber o tempo médio que

Leia mais

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SAÚDE PÚBLICA JANEIRO/2012

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SAÚDE PÚBLICA JANEIRO/2012 RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SAÚDE PÚBLICA JANEIRO/2012 Pesquisa CNI-IBOPE CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA - CNI Robson Braga de Andrade Presidente Diretoria Executiva - DIREX José Augusto Coelho

Leia mais

PRÁTICAS AMBIENTAIS DAS EMPRESAS DO SETOR AUTOMOTIVO DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA

PRÁTICAS AMBIENTAIS DAS EMPRESAS DO SETOR AUTOMOTIVO DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA PRÁTICAS AMBIENTAIS DAS EMPRESAS DO SETOR AUTOMOTIVO DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA Solidia Elizabeth dos Santos 1 Co-autores: Prof. Dr. Cleverson V. Andreoli 2 Prof. Dr. Christian L. da Silva 3 RESUMO

Leia mais

Projeto Piloto Gerenciamento de Resíduos Sólidos ( Sairé)

Projeto Piloto Gerenciamento de Resíduos Sólidos ( Sairé) Projeto Piloto Gerenciamento de Resíduos Sólidos ( Sairé) Objetivo do Projeto: Promover o correto gerenciamento integrado dos resíduos sólidos urbanos nas Cidades de pequeno e médio porte. ( população

Leia mais

MICROCRÉDITO UMA AVALIAÇÃO DE CASOS EM PORTUGAL

MICROCRÉDITO UMA AVALIAÇÃO DE CASOS EM PORTUGAL MICROCRÉDITO UMA AVALIAÇÃO DE CASOS EM PORTUGAL 1-INTRODUÇÃO 1.1- Este estudo teve por objectivo conhecer a situação actual dos negócios apoiados pela ANDC junto dos indivíduos que até 2012 inclusivé concluíram

Leia mais

BRASÍLIA: UMA CIDADE, DOIS OLHARES

BRASÍLIA: UMA CIDADE, DOIS OLHARES PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA NACIONAL BRASÍLIA: UMA CIDADE, DOIS OLHARES Abril/2010 2 Brasília: uma cidade, dois olhares O DataSenado, por ocasião das comemorações dos 50 anos da fundação de Brasília, realizou

Leia mais

Palavras-chaves: FIES; Acadêmico; Faculdade; Questionário.

Palavras-chaves: FIES; Acadêmico; Faculdade; Questionário. ADESÃO AO FIES: ESTUDO COM ACADÊMICOS DA FACULDADE FATECIE 1 ANE CAROLINE FERREIRA AMARAL 2 DÉBORA SOUZA DA SILVA DE CAMARGO 3 VICTOR VINICIUS BIAZON 4 RESUMO: O FIES (financiamento estudantil) é um programa

Leia mais

METODOLOGIA. Realização

METODOLOGIA. Realização // METODOLOGIA OBJETIVOS DA PESQUISA Produzir um painel de informações públicas sobre consciência ambiental no país; Continuar uma série histórica iniciada em 1991 sobre o tema; Conhecer os hábitos de

Leia mais

V Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental Belo Horizonte/MG 24 a 27/11/2014

V Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental Belo Horizonte/MG 24 a 27/11/2014 ATIVIDADES DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL E GERENCIAMENTO DA COLETA SELETIVA DE RESÍDUOS DOMÉSTICOS EM ÁREA URBANA: ESTUDO DE CASO EM MUNICÍPIO DE PEQUENO PORTE Aline Ferrão Custodio Passini (*), Guilherme Barros,

Leia mais

Curso: Logística e Transportes Disciplina: Estatística Profa. Eliane Cabariti

Curso: Logística e Transportes Disciplina: Estatística Profa. Eliane Cabariti Curso: Logística e Transportes Disciplina: Estatística Profa. Eliane Cabariti Medidas de Posição Depois de se fazer a coleta e a representação dos dados de uma pesquisa, é comum analisarmos as tendências

Leia mais

AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE OBRAS DE INFRA-ESTRUTURA: ENFOQUE PARA HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL

AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE OBRAS DE INFRA-ESTRUTURA: ENFOQUE PARA HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE OBRAS DE INFRA-ESTRUTURA: ENFOQUE PARA HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL Amauri GOMES DE MORAES M.Sc., Eng. Bairro São José, Caixa Postal 611 - CEP 99001-970 - Passo Fundo (RS) Brasil

Leia mais

IPA INSTITUTO DE PESQUISA AVANTIS Professor Coordenador Thiago Santos IPA@AVANTIS.EDU.BR

IPA INSTITUTO DE PESQUISA AVANTIS Professor Coordenador Thiago Santos IPA@AVANTIS.EDU.BR IPA INSTITUTO DE PESQUISA AVANTIS Professor Coordenador Thiago Santos IPA@AVANTIS.EDU.BR IPA Instituto de Pesquisa Avantis Objetivos: - Socializar os conhecimentos e informações originadas por pesquisas

Leia mais