Matemática Básica II - Trigonometria Nota 02 - Trigonometria no Triângulo Retângulo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Matemática Básica II - Trigonometria Nota 02 - Trigonometria no Triângulo Retângulo"

Transcrição

1 Matemática Básica II - Trigonometria Nota 0 - Trigonometria no Triângulo Retângulo Márcio Nascimento da Silva Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA Curso de Licenciatura em Matemática 10 de setembro de 014 Vamos, agora, entrar para valer na trigonometria. Veremos as relações trigonométricas (ainda não são as funções!) definidas em um triângulo retângulo. Mais adiante veremos as funções a partir do ciclo trigonométrico e, depois, a trigonometria em um triângulo qualquer. 1 Triângulos Na escola, é comum dizer que um triângulo é uma figura geométrica de três lados. Mas por quê os lados são segmentos de retas e não arcos de circunferência, por exemplo? Figura 1: À esquerda, uma curva fechada com bicos em A, B, C. À direita, um triângulo plano. Para entendermos bem, é preciso saber o conceito de geodésica. No plano, sabemos que a menor distância entre dois pontos é sempre o caminho reto. Já em uma superfície esférica, por exemplo, não podemos dizer o mesmo, uma vez que não existem retas sobre uma esfera! Neste tipo de superfície, o menor caminho entre dois pontos é um círculo máximo, isto é, uma circunferência sobre a superfície esférica cujo centro coincide com o centro da esfera. As curvas que minimizam a distância em uma determinada superfície são chamadas de geodésicas. Por isso as geodésicas do plano são as retas. Na esfera, as geodésicas são os círculos máximos. Assim, definimos um triângulo como a figura formada por três pontos que não estejam sobre uma mesma geodésica e os caminhos geodésicos ligando tais pontos entre si. Um triângulo 1

2 no plano é, então, a figura formada por três pontos não colineares e os segmentos de reta que ligam esses pontos entre si. Figura : Triângulo Plano. Em um triângulo plano, os pontos de encontro dos segmentos de reta são chamados vértices e os segmentos são chamados lados. Os ângulos internos são aqueles formados pelos lados. Geralmente os vértices são representados com letras maiúsculas e os lados com letras minúsculas. A letra minúscula x representa o lado oposto ao vértice X. 1.1 Soma dos ângulos internos de um triângulo plano Os triângulos no plano possuem alguns invariantes, isto é, características que independem de suas medidas (lados ou ângulos). Teorema 1 A soma dos ângulos internos de um triângulo plano é sempre igual a um ângulo raso. Prova: Considere um triângulo de vértices A, B, C como mostra a Figura. Figura : Triângulo Plano. Traçando pelo vértice C uma reta paralela ao lado AB e, também, os prolongamentos dos lados AC e BC, determinamos os ângulos 1,,. Inicialmente, observe que os ângulos Ĉ e são opostos pelo vértice. Portanto, são iguais. Além disso, sendo a reta traçada paralela ao lado AB, os ângulos  e são iguais. Pelo mesmo motivo, os ângulos B e 1 também são iguais. Desta forma, a soma dos ângulos 1, e é igual a soma dos ângulos Â, B e Ĉ. Ora, mas somados, os ângulos 1, e formam um ângulo raso. Daí,  + B + Ĉ = 1800

3 1. Triângulo Retângulo Quando um dos ângulo internos de um triângulo é um ângulo reto, temos um triângulo retângulo, como mostra a Figura 4. Figura 4: Triângulo Retângulo. O lado oposto ao ângulo reto é chamado hipotenusa 1 e os demais lados são os catetos. Relações Trigonométricas Os triângulos retângulos possuem importantes relações entre as medidas dos seus lados. Elas auxiliam na resolução de diversas situações práticas..1 Seno Considere um ângulo agudo α e os segmentos paralelos A 1 B 1, A B, A B... como mostra a Figura 5. Note que os segmentos A i B i são perpendiculares a um dos lados do ângulo α. Figura 5: Ângulo agudo e triângulos semelhantes. Vemos ai, vários triângulos retângulos e semelhantes, pois em todos eles temos dois ângulos comuns, a saber, α e o ângulo reto. Com isso, A 1 B 1 OA 1 = A B OA = A B OA =... e, portanto, temos uma relação que não depende do tamanho dos lados do triângulo. Essa relação será chamada seno do ângulo α. Notação: senα = AB OA 1 Do grego, contrário à. Do grego, que cai perpendicular. ou senα = cateto oposto hipotenusa.

4 Exemplo (Aplicação - Cálculo do Raio da Terra) No alto de um farol à beira-mar, por exemplo, podemos estimar o raio da terra... Subindo no alto de um farol, do qual seja possível ter uma visão limpa da linha do horizonte, podemos estimar o raio da Terra usando a relação trigonométrica seno. Para tanto, vamos admitir que a altura da torre (farol) é conhecida e que é possível medir o ângulo formado pela torre e a linha de visão do observador em direção ao horizonte (o ângulo em A). Figura 6: Esquematização para cálculo do raio da Terra usando a relação seno. Chamando de R o raio da Terra e lembrando que o ponto T que determina o ponto onde a visão do observador alcança, é tangente à superfície esférica (Terra), temos um triângulo retângulo em T de vértices O, A e T. Portanto, OA é hipotenusa e AT, OT são catetos. Usando a relação seno, teremos: Isolando R, senâ = R = R = (R + h).senâ = R R.sen = h.senâ R + h h.senâ R(1 senâ) = h.senâ = R = 1 senâ. Cosseno e Tangente Assim como no caso da relação seno, a semelhança entre os triângulos na Figura 5 nos dá outras duas relações que também não dependem da medida dos lados. Subsistem as seguintes relações: OB 1 OA 1 = OB OA = OB OA =... A 1 B 1 OB 1 = A B OB = A B OB =... Essas serão chamadas, respectivamente, cosseno e tangente do ângulo α. Notação: cos α = OB OA ou cos α = cateto adjacente hipotenusa 4

5 tgα = AB OB ou cos α = cateto oposto cateto adjacente Veja que decorre desta definição a seguinte relação: ( ) b tgα = b a = c ( a c ) = senα cos α. Relação Fundamental Considere um triângulo retângulo e um de seus ângulos, digamos, Â. Figura 7: Triângulo Retângulo em C. Já conhecemos as relações trigonométricas seno e cosseno. Portanto, podemos escrever: ( ) a sen  + cos  = + c Pelo Teorema de Pitágoras, a + b = c. Portanto,.4 Alguns resultados básicos sen  + cos  = 1 ( ) b = a + b c c Proposição Se  e B são ângulos complementares, então senâ = cos B, sen B = cos  e tgâ = 1 Prova: Considere um triângulo retângulo como na Figura 8. Considerando as relações trigonométricas para os ângulos  e B, temos: senâ = a c = cos B tg B sen B = b c = cos  tgâ = a b = 1 b a = 1 tg B 5

6 Proposição 4 (i) Se α é um ângulo no intervalo (0 0, 45 0 ), então (ii) Se x é um ângulo no intervalo (0 0, 90 0 ), então senα =.senα. cos α sen x = 1 cos x Prova: (i) Considere um triângulo isósceles onde os lados congruentes medem 1. Traçando a bissetriz pelo ângulo no vértice O, determinamos o ponto médio do lado BC, o ponto A. Vamos chamar de α a medida dos ângulos BÔA e AÔC, que são congruentes e traçar a altura relativa ao lado OC. Isso determina o ponto D e BD é uma altura para o triângulo. Figura 8: Triângulo Isósceles com lados congruentes medindo 1. Assim, podemos calcular a área do triângulo BOC de duas formas: OA.BC = BD.OC Encontremos os tamanhos dos segmentos em função de α. Veja que OA = cos α. Sendo OB = 1, temos OB (1) OA = cos α Análogamente, BA = senα e BA = senα. Como A é ponto médio do lado BC, segue que OB BC = BA, isto é: BC =.senα Considerando o triângulo retângulo BOD, temos que BD = senα. Daí OB BD = senα 6

7 pois OB = 1. Além disso, Substituindo em (1), temos: OC = 1 e portanto cos α..senα = senα.1 senα =. cos α.senα (ii) Considerando o triângulo da Figura 9, seja β o ângulo no vértice C. Veja que Figura 9: Triângulo Isósceles com lados congruentes medindo 1. Por outro lado, no triângulo BOD, vemos que OD OB Já no triângulo BDC, temos DC BC OD + DC = 1 () OD = cos α = cos β e portanto DC = BC. cos β Além disso, BA = senα e BC = BA implica que OB Fazendo a substituição em (), temos: como α e β são complementares, Isolando senα, teremos: BC =.senα = cos α. Sendo OB = 1, temos (cos α + BC. cos β = 1 = cos α +.senα. cos β = 1 cos α +.senα.senα = 1 =.sen α = 1 cos α 7

8 ou senα = 1 cos α sen x = 1 cos x.5 Ângulos Especiais Considere um triângulo equilátero de lado 1, como mostra a Figura 10. A bissetriz do ângulo no vértice em A, coincide com altura relativa ao lado BC e a mediana deste mesmo lado. Figura 10: Triângulo Equilátero de lado 1. Aplicando o Teorema de Pitágoras no triângulo ADC, temos AC = AD + DC isto é, 1 = AD e AD =. Sendo AC = 1, AD = trigonométricas no triângulo ADC, tem-se:, DC = 1 e fazendo uso das relações sen0 0 = DC AC = 1 cos 0 0 = AD AC = tg0 0 = DC AD = 1/ = / Ademais, sendo 0 0 e 60 0 ângulos complementares, segue que cos 60 0 = sen0 0 = 1 sen60 0 = cos 0 0 = 8

9 tg60 0 = 1 tg0 0 = 1 = Para o ângulo de 45 0, considere o triângulo isósceles como mostra a Figura 11. Figura 11: Triângulo Isósceles com ângulos internos de Pelo Teorema de Pitágoras: BC = AB + AC isto é, BC = = e portanto, BC =. Daí, sen45 0 = AC BC = 1 = Assim, temos a famosa tabela: cos 45 0 = sen45 0 tg45 0 = AC AB = 1 Ângulo Seno Cosseno Tangente

10 Podemos obter valores para o seno, cosseno e tangente sem o uso de calculadora também para o ângulo de Considere um triângulo isósceles cujos lados congruentes medem 1 e que 6 0 é o ângulo formado por tais lados, como mostra a Figura 1.. Obviamente os demais ângulos internos são ambos iguais a 7 0. Seja x o terceiro lado. Figura 1: Triângulo Isósceles ABC com um dos ângulos internos medindo 6 0. Seja CD a bissetriz do ângulo Ĉ. O ângulo Ĉ é dividido, então, em dois ângulos iguais a 6 0 e é determinado o ponto D sobre o segmento AB. Veja que os triângulos ABC e CDB são semelhantes! Além disso, o triângulo ADC terá, então, dois ângulos internos iguais a 6 0. Isso implica que ADC é isósceles e que, sendo CD igual a x, necessariamente AD = x. Isso significa que AC CB = CB e fazendo as substituições, DB cuja solução positiva é 1 x = x 1 x = x + x 1 = 0 CB = x = 5 1 Figura 1: Triângulo Isósceles ABC com um dos ângulos internos medindo 6 0. Tomando, agora, a bissetriz do ângulo Â, determina-se o ponto H, médio do lado CB (Figura 1). Pelo fato do triângulo ABC ser isósceles, AH também é altura para tal triângulo. Isso 10

11 garante que AHB é retângulo em H. Daí, sen18 0 = HB AB = x/ 1 = Pela relação fundamental, cos sen 18 0 = 1 e cos 18 0 = 4 e tg18 0 = sen180 cos 18 0 = Usando a relação fundamental e as Proposições () e (4) podemos encontrar seno, cosseno e tangente para, por exemplo, Exercícios (Fonte: Trigonometry, Cynthia Young, rd Edition) 9 0 = 180, 60 = 18 0., 7 0 = Como parte de uma corrida de obstáculos os participantes devem subir até o topo de uma escada colocada no lado de fora de um prédio e depois usar uma corda para escalar o resto do caminho até chegar ao telhado. A distância percorrida pode ser calculada utilizando a fórmula d = 15senθ + 4, onde θ é o ângulo que a escada faz com o chão e d a distância percorrida medida em metros. Encontre a distância exata percorrida pelos participantes quando θ = Um balão de ar quente é amarrado por cordas, por dois lados, formando um ângulo de 45 0 com o pavimento. Se a altura do balão pode ser determinada multiplicando o comprimento da corda pelo seno de 45 0, encontre a altura exata do balão quando cordas de 100m são usadas.. Um satélite (de 108m de comprimento e 7m de largura) está em órbita a uma distância de 400km da terra. Se uma das antenas de comunicação da terra tem um desvio de 1, o que se pode dizer sobre os sinais trocados com o satélite? 4. Encontre a medida solicitada no triângulo retângulo (Figura 14) de acordo com as medidas dadas: (a) B = 5 0, c = 17. Encontre a. (b) Â = 550, c =. Encontre a. (c) Â = 0.50, b = Encontre a. (d) B = 5 0, a = 11. Encontre c. (e) Â = 48.50, a = Encontre c. (f) a = 9, c = 8. Encontre Â. (g) b =., c = 4.9. Encontre Â. 11

12 Figura 14: Triângulo Retângulo. (h) Â = 10 17, b = Encontre a. (i) B = , a = 10.. Encontre c. (j) Â = , a = 1.5. Encontre c. 5. Resolva o triângulo retângulo (Figura 14) de acordo com as medidas dadas: (a) Â = 0, c = 1 (b) Â = 440, b =.6 (c) Â = 600, c = 5 (d) B = 7 0, c = 9.7 (e) Â = 54.0, a = 111 (f) B = 45 0, b = 10. (g) Â = 80, b = 174 (h) a = 45., b = 8.7 (i) a = 5.6, c = A Figura 15 mostra uma situação de reabastecimento de aeronave em pleno ar, muitas vezes utilizado por aviões militares. O ângulo de elevação da mangueira com relação ao plano do avião que será reabastecido é de 6 0. Se a mangueira tem 150m qual deve ser a diferença de altitude entre as duas aeronaves? Figura 15: Reabastecimento de Aviões em pleno ar. 1

13 7. Se um helicóptero de busca e resgate está voando a uma altitude de 150m acima do nível do mar (Figura 16), qual o diâmetro do círculo iluminado na superfície da água? Figura 16: Helicóptero de busca e resgate. 8. Órbitas geoestacionárias são úteis pois fazem com que o satélite pareça imóvel em relação a um ponto fixo na Terra. Algumas antenas das ditas TVs por assinatura (antenas tipo prato) podem apontar numa direção fixa e manter um link com o satélite. Esse tipo de satélite orbita na direção da rotação da Terra a uma altitude de aproximadamente quilômetros. (a) Se sua antena de TV tem um erro de 1 (1 segundo) na direção, que tamanho o satélite deveria ter para manter o link? (b) Se o satélite em uma órbita geoestacionária tem 10 metros de comprimento, qual o erro máximo que a antena pode ter ao apontar para o satélite? 9. Um canal construído para abastecer com água uma determinada comunidade tem seção tranversal em forma de triângulo isósceles. Quando foi construído, o canal tinha uma profundidade de 5m e o ângulo que define a forma do canal é de Se a superfície da água no canal hoje é de 4m, encontre a profundidade da água que corre pelo canal. 10. Do topo de uma escada de 1m o ângulo de depressão para o lado mais distante da calçada é de Já o ângulo de depressão para o ponto mais próximo da calçada é de Qual a largura da calçada? 1

14 11. A estrutura das moléculas é fundamental para o estudo de química orgânica e tem inúmeras aplicações para uma variedade de fenômenos interessantes. A trigonometria desempenha um papel importante na determinação de ângulos de ligação de moléculas. Por exemplo, a estrutura do íon (FeCl 4 Br ) é mostrada na figura ao lado. Determine o ângulo θ entre o eixo no qual estão os átomos de Br e o segmento ligando Br a Cl. 1. Usando a informação contida na Figura 17 encontre a altura da montanha. Figura 17: 1. Determine o valor de x no triângulo da Figura Respostas 1. m. 50 m. Haverá um desvio de cerca de 116m. Haverá perda de sinal. 4. (a) a = 14 (b) a = 18 (c) a =

15 Figura 18: (d) c = 1 (e) c = 0.6 (f) Â = 500 (g) Â = 60 (h) a = 8.1 (i) c = 10.6 (j) c = (a) B = 58 0, a = 6.4, b = 10 (b) a =.5, c =.6, B = 46 0 (c) a = 5, b = 5, B = 0 0 (d) Â = 180, a =.0, b = m 7. 80m (e) B = 5.8 0, b = 80.1, c = 17 (f) a = 10, c = 14, Â = 450 (g) B = , a = 96.9, c = 1971 (h) Â = 56.00, B, c = 51. (i) Â = , B = , b = 4, 5 8. (a) 170m 9..5m 10..4m m 1. (b)

Trigonometria no Triângulo Retângulo

Trigonometria no Triângulo Retângulo Trigonometria no Triângulo Retângulo Prof. Márcio Nascimento marcio@matematicauva.org Universidade Estadual Vale do Acaraú Centro de Ciências Exatas e Tecnologia Curso de Licenciatura em Matemática Disciplina:

Leia mais

1. Converta para a forma decimal: (a) (b) (c) (d) (e)

1. Converta para a forma decimal: (a) (b) (c) (d) (e) UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ Coordenação de Matemática 1 a Lista de Exercícios - Ângulos Matemática Básica II - 2015.1 Professor Márcio Nascimento Fontes: Practice Makes Perfect - Trigonometry

Leia mais

MATEMÁTICA BÁSICA II TRIGONOMETRIA Aula 03

MATEMÁTICA BÁSICA II TRIGONOMETRIA Aula 03 UNIVERSIDDE ESTDUL VLE DO CRÚ CENTRO DE CIÊNCIS EXTS E TECNOLOGI CURSO DE LICENCITUR EM MTEMÁTIC MTEMÁTIC ÁSIC II TRIGONOMETRI ula 03 Prof. Márcio Nascimento marcio@matematicauva.org 204. Razões Trigonométricas

Leia mais

TRIGONOMETRIA. AO VIVO MATEMÁTICA Professor Haroldo Filho 02 de fevereiro, AS FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS DO ÂNGULO AGUDO OA OA OA OA OA OA

TRIGONOMETRIA. AO VIVO MATEMÁTICA Professor Haroldo Filho 02 de fevereiro, AS FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS DO ÂNGULO AGUDO OA OA OA OA OA OA TRIGONOMETRIA 1. AS FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS DO ÂNGULO AGUDO Considere um ângulo agudo = AÔB, e tracemos a partir dos pontos A, A 1, A etc. da semirreta AO, perpendiculares à semirreta OB. AB A1B1 AB OAB

Leia mais

1. Com o auxílio de régua graduada e transferidor, calcular sen 42, cos 42 e tg 42. Resolução Traçamos uma perpendicular a um dos lados desse ângulo:

1. Com o auxílio de régua graduada e transferidor, calcular sen 42, cos 42 e tg 42. Resolução Traçamos uma perpendicular a um dos lados desse ângulo: Atividades Complementares 1. Com o auxílio de régua graduada e transferidor, calcular sen 4, cos 4 e tg 4. Traçamos uma perpendicular a um dos lados desse ângulo: Medimos, com auxílio da régua, os lados

Leia mais

Trigonometria no triângulo retângulo

Trigonometria no triângulo retângulo COLÉGIO PEDRO II CAMPUS REALENGO II LISTA DE APROFUNDAMENTO - ENEM MATEMÁTICA PROFESSOR: ANTÔNIO ANDRADE COORDENADOR: DIEGO VIUG Trigonometria no triângulo retângulo Questão 01 A figura a seguir é um prisma

Leia mais

TRIGONOMETRIA 1 EXERCÍCIOS RESOLVIDOS

TRIGONOMETRIA 1 EXERCÍCIOS RESOLVIDOS TRIGONOMETRIA 1 EXERCÍCIOS RESOLVIDOS 1) Uma escada está apoiada em um muro de 2 m de altura, formando um ângulo de 45º. Forma-se, portanto, um triângulo retângulo isósceles. Qual é o comprimento da escada?

Leia mais

tg30 = = 2 + x 3 3x = x 3 3 Tem-se que AB C = 90, AD B = 90 e DA B = 60 implicam em DB C = 60. Assim, do triângulo retângulo BCD, vem

tg30 = = 2 + x 3 3x = x 3 3 Tem-se que AB C = 90, AD B = 90 e DA B = 60 implicam em DB C = 60. Assim, do triângulo retângulo BCD, vem Resposta da questão : [C] 5 senα α 0 0 7,05 senβ 0,705 α 45 0 Portanto, AO B 0 + 45 75. Resposta da questão : [B] x x Tem-se que sen0 x 5 m. 0 0 Portanto, a resposta é 0 00% 00%. 5 Resposta da questão

Leia mais

Relações Métricas nos Triângulos. Joyce Danielle de Araújo

Relações Métricas nos Triângulos. Joyce Danielle de Araújo Relações Métricas nos Triângulos Joyce Danielle de Araújo Trigonometria A palavra trigonometria é de origem grega, onde: Trigonos = Triângulo Metrein = Mensuração - Relação entre ângulos e distâncias;

Leia mais

Exercícios Extras-Relações Métricas no Triângulo Retângulo-Lei dos Cossenos e Senos- 1 s anos-2015

Exercícios Extras-Relações Métricas no Triângulo Retângulo-Lei dos Cossenos e Senos- 1 s anos-2015 Exercícios Extras-Relações Métricas no Triângulo Retângulo-Lei dos Cossenos e Senos- 1 s anos-015 1. (Ufsj 013) Um triângulo isósceles inscrito em um círculo de raio igual a 8 cm possui um lado que mede

Leia mais

CURSO ANUAL DE FÍSICA AULA 1 Prof. Renato Brito

CURSO ANUAL DE FÍSICA AULA 1 Prof. Renato Brito CURSO ANUAL DE FÍSICA AULA 1 Prof. Renato Brito BREVE REVISÃO DE GEOMETRIA PARA AJUDAR NO ESTUDO DOS VETORES É importante que o aluno esteja bem familiarizado com as propriedades usuais da geometria plana,

Leia mais

Trigonometria. Reforço de Matemática Básica - Professor: Marcio Sabino - 1 Semestre 2015

Trigonometria. Reforço de Matemática Básica - Professor: Marcio Sabino - 1 Semestre 2015 Trigonometria Reforço de Matemática ásica - Professor: Marcio Sabino - 1 Semestre 015 1. Trigonometria O nome Trigonometria vem do grego trigo-non triângulo + metron medida. Esta é um ramo da matemática

Leia mais

Trigonometria no Triângulo Retângulo Exercícios

Trigonometria no Triângulo Retângulo Exercícios Trigonometria no Triângulo Retângulo Exercícios Prof. Márcio Nascimento marcio@matematicauva.org Universidade Estadual Vale do Acaraú Centro de Ciências Exatas e Tecnologia Curso de Licenciatura em Matemática

Leia mais

A lei dos co-senos. Utilizando as razões trigonométricas nos triângulos. b = = 48. b = 4 cos B = 4 8 = 1 2 Þ B = 60º

A lei dos co-senos. Utilizando as razões trigonométricas nos triângulos. b = = 48. b = 4 cos B = 4 8 = 1 2 Þ B = 60º A UA UL LA A lei dos co-senos Introdução Utilizando as razões trigonométricas nos triângulos retângulos, podemos resolver vários problemas envolvendo ângulos e lados. Esse tipo de problema é conhecido

Leia mais

Axiomas e Proposições

Axiomas e Proposições Axiomas e Proposições Axiomas: I Incidência I.1 Existem infinitos pontos no plano. I.2 Por dois pontos distintos (ou seja, diferentes) passa uma única reta. I.3 Dada uma reta, existem infinitos pontos

Leia mais

MATEMÁTICA 3 GEOMETRIA PLANA

MATEMÁTICA 3 GEOMETRIA PLANA MATEMÁTICA 3 GEOMETRIA PLANA Professor Renato Madeira MÓDULO 13 Circunferência e Círculo Circunferência é o lugar geométrico dos pontos do plano cujas distâncias a um ponto fixo (centro) são iguais a uma

Leia mais

COLÉGIO PEDRO II - CAMPUS SÃO CRISTÓVÃO III 1ª SÉRIE MATEMÁTICA II PROF. MARCOS EXERCÍCIOS DE REVISÃO PFV - GABARITO

COLÉGIO PEDRO II - CAMPUS SÃO CRISTÓVÃO III 1ª SÉRIE MATEMÁTICA II PROF. MARCOS EXERCÍCIOS DE REVISÃO PFV - GABARITO COLÉGIO PEDRO II - CAMPUS SÃO CRISTÓVÃO III ª SÉRIE MATEMÁTICA II PROF. MARCOS EXERCÍCIOS DE REVISÃO PFV - GABARITO www.professorwaltertadeu.mat.br ) Uma escada de m de comprimento está apoiada no chão

Leia mais

CONTEÚDO: Razões trigonométricas no Triangulo Retângulo e em Triângulo qualquer.

CONTEÚDO: Razões trigonométricas no Triangulo Retângulo e em Triângulo qualquer. LISTA DE EXERCICIOS - ESTUDO PARA A PROVA PR1 3ºTRIMESTRE PROF. MARCELO CONTEÚDO: Razões trigonométricas no Triangulo Retângulo e em Triângulo qualquer. (seno, cosseno e tangente; lei dos senos e lei dos

Leia mais

x = 4 2sen30 0 = 4 2(1/2) = 2 2 e y = 4 2 cos 30 0 = 4 2( 3/2) = 2 6.

x = 4 2sen30 0 = 4 2(1/2) = 2 2 e y = 4 2 cos 30 0 = 4 2( 3/2) = 2 6. CURSO DE PRÉ CÁLCULO ONLINE - PET MATEMÁTICA / UFMG LISTA DE EXERCÍCIOS RESOLVIDOS: Exercício 1 Calcule o valor de x e y indicados na figura abaixo. Solução: No triângulo retângulo ABD, temos que AD mede

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIÇÃO Á DOCENCIA PROJETO MATEMÁTICA 1 TRIGONOMETRIA

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIÇÃO Á DOCENCIA PROJETO MATEMÁTICA 1 TRIGONOMETRIA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIÇÃO Á DOCENCIA PROJETO MATEMÁTICA 1 TRIGONOMETRIA Curitiba 2014 TÓPICOS DE GEOMETRIA PLANA Ângulos classificação: Ângulo reto: mede 90. Med(AôB) = 90 Ângulo agudo:

Leia mais

TRIGONOMETRIA MÓDULO 13 TRIGONOMETRIA

TRIGONOMETRIA MÓDULO 13 TRIGONOMETRIA TRIGONOMETRIA MÓDULO 13 TRIGONOMETRIA TRIGONOMETRIA TRIÂNGULO RETÂNGULO Triângulo retângulo é todo aquele em que a medida de um de seus ângulos internos é igual 90 (ângulo reto). No triângulo retângulo

Leia mais

Semelhança de triângulos

Semelhança de triângulos Semelhança de triângulos As três proposições a seguir estabelecem as condições suficientes usuais para que dois triângulos sejam semelhantes. Por tal razão, as mesmas são conhecidas como os casos de

Leia mais

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Nível II

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Nível II Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Nível II Módulo I Aula 04 TRIÂNGULOS Triângulo é um polígono de três lados. É o polígono que possui o menor número de lados. Talvez seja o polígono mais importante

Leia mais

Aula 1. Exercício 1: Exercício 2:

Aula 1. Exercício 1: Exercício 2: Aula 1 Exercício 1: Com centro em A e raio de medida m achamos dois pontos B e C na reta, esses dois pontos são os centros das circunferências pedidas (2 soluções ). Exercício 2: Com centro em B e raio

Leia mais

AVALIAÇÃO BIMESTRAL I

AVALIAÇÃO BIMESTRAL I Nome: Nº Curso: Mecânica Integrado Disciplina: Matemática I 1 Ano Prof. Leonardo Data: / /016 INSTRUÇÕES: AVALIAÇÃO BIMESTRAL I Não é permitido o uso de calculadora ou de celular, caso contrário a sua

Leia mais

Pontos correspondentes: A e D, B e E, C e F; Segmentos correspondentes: AB e DE, BC e EF, AC e DF.

Pontos correspondentes: A e D, B e E, C e F; Segmentos correspondentes: AB e DE, BC e EF, AC e DF. Teorema de Tales O Teorema de Tales possui diversas aplicações no cotidiano, que devem ser demonstradas a fim de verificar sua importância. O Teorema diz que retas paralelas, cortadas por transversais,

Leia mais

Gabarito Extensivo MATEMÁTICA volume 1 Frente B

Gabarito Extensivo MATEMÁTICA volume 1 Frente B Gabarito Etensivo MATEMÁTICA volume Frente B sen cos tan 0 5 60 0) E 5 5 6 9 +y=+8= sen0 y y 8 cateto oposto ipotenusa 0) m Seja O a origem no solo alinado verticalmente com o bastão. A medida OB será

Leia mais

Seja AB = BC = CA = 4a. Sendo D o ponto de interseção da reta s com o lado AC temos, pelo teorema de Tales, AD = 3a e DC = a.

Seja AB = BC = CA = 4a. Sendo D o ponto de interseção da reta s com o lado AC temos, pelo teorema de Tales, AD = 3a e DC = a. GABARITO MA1 Geometria I - Avaliação 2-201/2 Questão 1. (pontuação: 2) As retas r, s e t são paralelas, como mostra a figura abaixo. A distância entre r e s é igual a e a distância entre s e t é igual

Leia mais

MATEMÁTICA - 3o ciclo Trigonometria (9 o ano) Propostas de resolução

MATEMÁTICA - 3o ciclo Trigonometria (9 o ano) Propostas de resolução MATEMÁTICA - 3o ciclo Trigonometria (9 o ano) Propostas de resolução Exercícios de provas nacionais e testes intermédios 1. Como o ponto N é o pé da perpendicular traçada do ponto M para a reta OP, então

Leia mais

Roteiro Recuperação Geometria 3º trimestre- 1º ano

Roteiro Recuperação Geometria 3º trimestre- 1º ano Roteiro Recuperação Geometria 3º trimestre- 1º ano 1. Determine a área do trapézio isósceles de perímetro 26cm, que possui a medida de suas bases iguais a 4cm e 12cm. 2. O triângulo ABC está inscrito num

Leia mais

Exemplo Aplicando a proporcionalidade existente no Teorema de Tales, determine o valor dos segmentos AB e BC na ilustração a seguir:

Exemplo Aplicando a proporcionalidade existente no Teorema de Tales, determine o valor dos segmentos AB e BC na ilustração a seguir: GEOMETRIA PLANA TEOREMA DE TALES O Teorema de Tales pode ser determinado pela seguinte lei de correspondência: Se duas retas transversais são cortadas por um feixe de retas paralelas, então a razão entre

Leia mais

Relembrando: Ângulos, Triângulos e Trigonometria...

Relembrando: Ângulos, Triângulos e Trigonometria... Relembrando: Ângulos, Triângulos e Trigonometria... Este texto é apenas um resumo. Procure estudar esses assuntos em um livro apropriado. Ângulo é a região de um plano delimitada pelo encontro de duas

Leia mais

NOME: ANO: 3º Nº: PROFESSOR(A):

NOME: ANO: 3º Nº: PROFESSOR(A): NOME: ANO: º Nº: PROFESSOR(A): Ana Luiza Ozores DATA: Algumas definições Triângulos: REVISÃO Lista 06 Triângulos e Quadriláteros Classificação quanto aos lados: Escaleno (todos os lados diferentes), Isósceles

Leia mais

Teorema de Pitágoras

Teorema de Pitágoras Teorema de Pitágoras Luan Arjuna 1 Introdução Uma das maiores preocupações dos matemáticos da antiguidade era a determinação de comprimentos: desde a altura de um edifício até a distância entre duas cidades,

Leia mais

Relações Trigonométricas nos Triângulos

Relações Trigonométricas nos Triângulos Relações Trigonométricas nos Triângulos Introdução - Triângulos Um triângulo é uma figura geométric a plana, constituída por três lados e três ângulos internos. Esses ângulos, tradicionalmente, são medidos

Leia mais

MATEMÁTICA - 3o ciclo Trigonometria (9 o ano) Propostas de resolução

MATEMÁTICA - 3o ciclo Trigonometria (9 o ano) Propostas de resolução MATEMÁTICA - 3o ciclo Trigonometria (9 o ano) Propostas de resolução Exercícios de provas nacionais e testes intermédios 1. Como M é o ponto médio da corda [], temos que AM = MB, e assim Logo, substituindo

Leia mais

Gabarito: cateto oposto. sen(30 ) = = x = 85 cm. hipotenusa 2 1,7. x sen7 = x = 14 sen7 x = 14 0,12 x = 1,68 m 14. Resposta da questão 1: [A]

Gabarito: cateto oposto. sen(30 ) = = x = 85 cm. hipotenusa 2 1,7. x sen7 = x = 14 sen7 x = 14 0,12 x = 1,68 m 14. Resposta da questão 1: [A] Gabarito: Resposta da questão 1: Considere a situação Utilizando da relação de seno temos: cateto oposto 1 x sen(30 ) = = x = 85 cm. hipotenusa 1,7 Resposta da questão : Utilizando a relação de tangente

Leia mais

Vamos conhecer mais sobre triângulos!

Vamos conhecer mais sobre triângulos! Vamos conhecer mais sobre triângulos! Aula 18 Ricardo Ferreira Paraizo e-tec Brasil Matemática Instrumental Fonte: http://cache0.stormap.sapo.pt/fotostore0/fotos//f1/87/c6/06166_dfcbk.png Meta Apresentar

Leia mais

REVISÃO MATEMÁTICA. 1. Unidades de medida Medida de comprimento - metro (m)

REVISÃO MATEMÁTICA. 1. Unidades de medida Medida de comprimento - metro (m) REVISÃO MATEMÁTICA 1. Unidades de medida 1.1. Medida de comprimento - metro (m) O metro é uma unidade básica para a representação de medidas de comprimento no sistema internacional de unidades (SI). Sheila

Leia mais

Prova final de MATEMÁTICA - 3o ciclo Época especial

Prova final de MATEMÁTICA - 3o ciclo Época especial Prova final de MATEMÁTICA - o ciclo 016 - Época especial Proposta de resolução Caderno 1 1. Como os triângulos [OAB] e [OCD] são semelhantes (porque têm um ângulo comum e os lados opostos a este ângulo

Leia mais

MATEMÁTICA CADERNO 3 CURSO E. FRENTE 1 Álgebra. n Módulo 11 Módulo de um Número Real. 5) I) x + 1 = 0 x = 1 II) 2x 7 + x + 1 0

MATEMÁTICA CADERNO 3 CURSO E. FRENTE 1 Álgebra. n Módulo 11 Módulo de um Número Real. 5) I) x + 1 = 0 x = 1 II) 2x 7 + x + 1 0 MATEMÁTICA CADERNO CURSO E ) I) + 0 II) 7 + + 0 FRENTE Álgebra n Módulo Módulo de um Número Real ) 6 + < não tem solução, pois a 0, a ) A igualdade +, com + 0, é verificada para: ọ ) + 0 ou ọ ) + + + +

Leia mais

Aluno: N. Data: / /2011 Série: 9º EF. Disciplina: Matemática Exercícios Trigonometria no triângulo retângulo.

Aluno: N. Data: / /2011 Série: 9º EF. Disciplina: Matemática Exercícios Trigonometria no triângulo retângulo. Aluno: N Data: / /2011 Série: 9º EF COLÉGIO MIRANDA SISTEMA ANGLO DE ENSINO Prof.: Disciplina: Matemática Exercícios Trigonometria no triângulo retângulo. 1ª bateria: 2ª bateria: 3ª bateria: 1. Um terreno

Leia mais

Polígonos PROFESSOR RANILDO LOPES 11.1

Polígonos PROFESSOR RANILDO LOPES 11.1 Polígonos PROFESSOR RANILDO LOPES 11.1 Polígonos Polígono é uma figura geométrica plana e fechada formada apenas por segmentos de reta que não se cruzam no mesmo plano. Exemplos 11.1 Elementos de um polígono

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento Mat Geom Espacial

Exercícios de Aprofundamento Mat Geom Espacial 1. (Fuvest 015) No cubo ABCDEFGH, representado na figura abaixo, cada aresta tem medida 1. Seja M um ponto na semirreta de origem A que passa por E. Denote por θ o ângulo BMH e por x a medida do segmento

Leia mais

Aula 11 Polígonos Regulares

Aula 11 Polígonos Regulares MODULO 1 - AULA 11 Aula 11 Polígonos Regulares Na Aula 3, em que apresentamos os polígonos convexos, vimos que um polígono regular é um polígono convexo tal que: a) todos os lados são congruentes entre

Leia mais

MATEMÁTICA APLICADA À AGRIMENSURA PROF. JORGE WILSON

MATEMÁTICA APLICADA À AGRIMENSURA PROF. JORGE WILSON MATEMÁTICA APLICADA À AGRIMENSURA PROF. JORGE WILSON PROFJWPS@GMAIL.COM DEFINIÇÕES GEOMETRIA PLANA Ponto: Um elemento do espaço que define uma posição. Reta: Conjunto infinito de pontos. Dois pontos são

Leia mais

Matemática GEOMETRIA PLANA. Professor Dudan

Matemática GEOMETRIA PLANA. Professor Dudan Matemática GEOMETRIA PLANA Professor Dudan Ângulos Geometria Plana Ângulo é a região de um plano concebida pelo encontro de duas semirretas que possuem uma origem em comum, chamada vértice do ângulo. A

Leia mais

2. Uma escada apoiada em uma parede forma, com ela, um ângulo de 30 o. Determine o comprimento da escada, sabendo que a mesma esta a 3 m da parede:

2. Uma escada apoiada em uma parede forma, com ela, um ângulo de 30 o. Determine o comprimento da escada, sabendo que a mesma esta a 3 m da parede: 1. Um ciclista partindo de um ponto A, percorre 21 km para o norte; a seguir, fazendo um ângulo de 90, percorre mais 28 km para leste, chegando ao ponto B. Qual a distância, em linha reta, do ponto B ao

Leia mais

Circunferência e círculo. Posições relativas de ponto e circunferência. Posições relativas de reta e circunferência

Circunferência e círculo. Posições relativas de ponto e circunferência. Posições relativas de reta e circunferência Circunferência e círculo Circunferência de centro O e raio r é o lugar geométrico dos pontos do plano que estão a uma distância r do ponto O. Observação O conjunto constituído dos pontos de uma circunferência

Leia mais

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA Trigonometria 1. Danielly Guabiraba- Engenharia Civil

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA Trigonometria 1. Danielly Guabiraba- Engenharia Civil CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 018.1 Trigonometria 1 Danielly Guabiraba- Engenharia Civil Definição A palavra trigonometria é de origem grega, onde: Trigonos = Triangulo e Metrein = Mensuração

Leia mais

A lei dos senos. Na Aula 42 vimos que a Lei dos co-senos é. a 2 = b 2 + c 2-2bc cos Â

A lei dos senos. Na Aula 42 vimos que a Lei dos co-senos é. a 2 = b 2 + c 2-2bc cos  A UA UL LA A lei dos senos Introdução Na Aula 4 vimos que a Lei dos co-senos é uma importante ferramenta matemática para o cálculo de medidas de lados e ângulos de triângulos quaisquer, isto é, de triângulos

Leia mais

Objetivos. em termos de produtos internos de vetores.

Objetivos. em termos de produtos internos de vetores. Aula 5 Produto interno - Aplicações MÓDULO 1 - AULA 5 Objetivos Calcular áreas de paralelogramos e triângulos. Calcular a distância de um ponto a uma reta e entre duas retas. Determinar as bissetrizes

Leia mais

UNICAMP Você na elite das universidades! MATEMÁTICA ELITE SEGUNDA FASE

UNICAMP Você na elite das universidades! MATEMÁTICA ELITE SEGUNDA FASE www.elitecampinas.com.br Fone: (19) -71 O ELITE RESOLVE IME 004 PORTUGUÊS/INGLÊS Você na elite das universidades! UNICAMP 004 SEGUNDA FASE MATEMÁTICA www.elitecampinas.com.br Fone: (19) 51-101 O ELITE

Leia mais

ENQ Gabarito MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL. Questão 01 [ 1,25 ]

ENQ Gabarito MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL. Questão 01 [ 1,25 ] MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL ENQ 017 Gabarito Questão 01 [ 1,5 ] Encontre as medidas dos lados e ângulos de dois triângulos ABC diferentes tais que AC = 1, BC = e A BC = 0 Considere

Leia mais

Estudo da Trigonometria (I)

Estudo da Trigonometria (I) Instituto Municipal de Ensino Superior de Catanduva SP Curso de Licenciatura em Matemática 3º ano Prática de Ensino da Matemática III Prof. M.Sc. Fabricio Eduardo Ferreira fabricio@fafica.br Estudo da

Leia mais

Axiomas de Incidência Axiomas de Ordem Axiomas de Congruência Axioma das paralelas Axiomas de Continuidade

Axiomas de Incidência Axiomas de Ordem Axiomas de Congruência Axioma das paralelas Axiomas de Continuidade 1 GEOMETRIA PLANA Atualizado em 04/08/2008 www.mat.ufmg.br/~jorge Bibliografia 1. Pogorélov, A.V. Geometria Elemental Editora Mir. 2. Dolce, Osvaldo e Nicolau, Pompeu Geometria Plana Volume 9 da Coleção

Leia mais

REVISÃO DE TRIGONOMETRIA E GEOMETRIA ANALÍTICA

REVISÃO DE TRIGONOMETRIA E GEOMETRIA ANALÍTICA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS LEB340 TOPOGRAFIA E GEOPROCESSAMENTO I PROF. DR. CARLOS ALBERTO VETTORAZZI REVISÃO DE

Leia mais

GABARITO. tg B = tg B = TC BC, com B = 60 e tg 60 = 3 BC BC. 3 = TC BC = TC 3. T Substituindo (2) em (1): TC. 3 = 3TC 160.

GABARITO. tg B = tg B = TC BC, com B = 60 e tg 60 = 3 BC BC. 3 = TC BC = TC 3. T Substituindo (2) em (1): TC. 3 = 3TC 160. Matemática Intensivo V. Eercícios 0) No triângulo abaio: teto adjacente ao ângulo. omo 5 e,8 km, vamos relacionar essas informações através da razão tangente: tg cat. oposto cat. adjacente y om: 5, cateto

Leia mais

Soluções dos Problemas do Capítulo 4

Soluções dos Problemas do Capítulo 4 Soluções do apítulo 4 155 Soluções dos Problemas do apítulo 4 Problema 1 h 10 14 Figura 57 x Seja h a altura do Pão de çúcar em relação ao plano horizontal de medição e seja x a distância de ao pé da altura

Leia mais

Exercícios Propostos. Exercício 1: Cinco retas distintas em um plano cortam-se em n pontos. Determine o maior valor que n pode assumir.

Exercícios Propostos. Exercício 1: Cinco retas distintas em um plano cortam-se em n pontos. Determine o maior valor que n pode assumir. Exercícios Propostos Exercício 1: Cinco retas distintas em um plano cortam-se em n pontos. Determine o maior valor que n pode assumir. Exercício 2: As bissetrizes de dois ângulos adjacentes AÔB e BÔC são,

Leia mais

Lista de Estudo para a Prova de 1º Ano. Prof. Lafayette

Lista de Estudo para a Prova de 1º Ano. Prof. Lafayette Lista de Estudo para a Prova de 1º Ano Prof. Lafayette 1. Um triângulo ABC é retângulo em A e os ângulos em B e C são, respectivamente, de 30 e 60. A hipotenusa mede 4. a) Faça um desenho representativo.

Leia mais

01- Assunto: Equação do 2º grau. Se do quadrado de um número real positivo x subtrairmos 4 unidades, vamos obter o número 140. Qual é o número x?

01- Assunto: Equação do 2º grau. Se do quadrado de um número real positivo x subtrairmos 4 unidades, vamos obter o número 140. Qual é o número x? EXERCÍCIO COMPLEMENTARES - MATEMÁTICA - 9º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL - ª ETAPA ============================================================================================== 01- Assunto: Equação do º grau.

Leia mais

Exercícios de Aplicação do Teorema de Pitágoras

Exercícios de Aplicação do Teorema de Pitágoras Exercícios de Aplicação do Teorema de Pitágoras Prof. a : Patrícia Caldana 1. Um terreno triangular tem frentes de 12 m e 16 m em duas ruas que formam um ângulo de 90. Quanto mede o terceiro lado desse

Leia mais

Revisão de Matemática

Revisão de Matemática UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA DENA TOPOGRAFIA BÁSICA Revisão de Matemática Facilitador: Fabrício M. Gonçalves Unidades de medidas Unidade de comprimento (METRO)

Leia mais

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA Trigonometria. Iris Lima - Engenharia da produção

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA Trigonometria. Iris Lima - Engenharia da produção CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 018. Trigonometria Iris Lima - Engenharia da produção Definição Relação entre ângulos e distâncias; Origem na resolução de problemas práticos relacionados

Leia mais

MATEMÁTICA FRENTE IV. Capítulo 2 LIVRO 1. Triângulos

MATEMÁTICA FRENTE IV. Capítulo 2 LIVRO 1. Triângulos MATEMÁTICA FRENTE IV LIVRO 1 Capítulo 2 Triângulos I. Soma dos Ângulos Internos Teorema demonstração: a soma das medidas dos ângulos internos de qualquer triângulo vale 180 x B β y r // AC A α γ C Deseja-se

Leia mais

Matemática B Intensivo V. 1

Matemática B Intensivo V. 1 Matemática Intensivo V. Eercícios 0) No triângulo abaio: teto adjacente ao ângulo. omo 5 e,8 km, vamos relacionar essas informações através da razão tangente: tg cat. oposto cat. adjacente y om: 5, cateto

Leia mais

Triângulos classificação

Triângulos classificação Triângulos classificação Quanto aos ângulos Acutângulo: possui três ângulos agudos. Quanto aos lados Equilátero: três lados de mesma medida. Obs.: os três ângulos internos têm medidas de 60º. Retângulo:

Leia mais

Licenciatura em Matemática Fundamentos de Matemática Elementar 2 o /2010 Professora Adriana TRIGONOMETRIA NO TRIÂNGULO RETÂNGULO E

Licenciatura em Matemática Fundamentos de Matemática Elementar 2 o /2010 Professora Adriana TRIGONOMETRIA NO TRIÂNGULO RETÂNGULO E Licenciatura em Matemática Fundamentos de Matemática Elementar 2 o /2010 Professora Adriana TRIGONOMETRIA NO TRIÂNGULO RETÂNGULO E FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS 1. Calcule sen x, tg x e cotg x sendo dado: a)

Leia mais

Acadêmico(a) Turma: Capítulo 5: Trigonometria. Definição: Todo triângulo que tenha um ângulo de 90º (ângulo reto)

Acadêmico(a) Turma: Capítulo 5: Trigonometria. Definição: Todo triângulo que tenha um ângulo de 90º (ângulo reto) 1 Acadêmico(a) Turma: 5.1. Triangulo Retângulo Capítulo 5: Trigonometria Definição: Todo triângulo que tenha um ângulo de 90º (ângulo reto) Figura 1: Ângulos e catetos de um triangulo retângulo. Os catetos

Leia mais

MAT111 - Cálculo I - IF TRIGONOMETRIA. As Funçoes trigonométricas no triângulo retângulo

MAT111 - Cálculo I - IF TRIGONOMETRIA. As Funçoes trigonométricas no triângulo retângulo MAT111 - Cálculo I - IF - 010 TRIGONOMETRIA As Funçoes trigonométricas no triângulo retângulo Analisando a figura a seguir, temos que os triângulos retângulos OA 1 B 1 e OA B, são semelhantes, pois possuem

Leia mais

CUFSA - FAFIL Graduação em Matemática TRIGONOMETRIA (Resumo Teórico)

CUFSA - FAFIL Graduação em Matemática TRIGONOMETRIA (Resumo Teórico) 1 INTRODUÇÃO CUFSA - FAFIL Graduação em Matemática TRIGONOMETRIA (Resumo Teórico) ARCOS: Dados dois pontos A e B de uma circunferência, definimos Arco AB a qualquer uma das partes desta circunferência

Leia mais

Taxas Trigonométricas

Taxas Trigonométricas Taas Trigonométricas Obs.: Com é mais difícil (confere a resolução). 1) A intensidade da componente F é p% da intensidade da força F. Então, p vale (a) sen(α) (b) 1sen(α) (c) cos(α) (d) 1cos(α) (e) cos(α)/1

Leia mais

Trigonometria e relações trigonométricas

Trigonometria e relações trigonométricas Trigonometria e relações trigonométricas Em trigonometria, os lados dos triângulos retângulos assumem nomes particulares, apresentados na figura ao lado. O lado mais comprido, oposto ao ângulo de 90º (ângulo

Leia mais

Aula 7 Complementos. Exercício 1: Em um plano, por um ponto, existe e é única a reta perpendicular

Aula 7 Complementos. Exercício 1: Em um plano, por um ponto, existe e é única a reta perpendicular MODULO 1 - AULA 7 Aula 7 Complementos Apresentamos esta aula em forma de Exercícios Resolvidos, mas são resultados importantes que foram omitidos na primeira aula que tratou de Conceitos Básicos. Exercício

Leia mais

SENO do ângulo agudo é o quociente entre a medida do cateto oposto ao ângulo e a medida da hipotenusa, e assim o representamos: sen = e sen =.

SENO do ângulo agudo é o quociente entre a medida do cateto oposto ao ângulo e a medida da hipotenusa, e assim o representamos: sen = e sen =. IFSP - EAD_- TRIGONOMETRIA RAZÕES TRIGONOMÉTRICAS NO TRIÂNGULO RETÂNGULO CONCEITUAÇÃO: No capítulo anterior foram aordadas as relações métricas no triângulo retângulo, e você deve ter perceido que em nenhuma

Leia mais

Proposta de correcção

Proposta de correcção Ficha de Trabalho Matemática A - ºano Temas: Trigonometria (Triângulo rectângulo e círculo trigonométrico) Proposta de correcção. Relembrar que um radiano é, em qualquer circunferência, a amplitude do

Leia mais

Conceitos básicos de Geometria:

Conceitos básicos de Geometria: Conceitos básicos de Geometria: Os conceitos de ponto, reta e plano não são definidos. Compreendemos estes conceitos a partir de um entendimento comum utilizado cotidianamente dentro e fora do ambiente

Leia mais

LISTA DE RECUPERAÇÃO GEOMETRIA 3 ANO 3º TRIMESTRE

LISTA DE RECUPERAÇÃO GEOMETRIA 3 ANO 3º TRIMESTRE LISTA DE RECUPERAÇÃO GEOMETRIA 3 ANO 3º TRIMESTRE 1) Na figura, a circunferência de centro O está inscrita no triângulo ABC. A medida do ângulo inscrito x é: A) 126º B) 63º C) 62º D) 54º E) 108º 2) O triângulo

Leia mais

PERÍMETRO O perímetro de um triângulo é igual à soma das medidas dos seus lados. Perímetro ABC = AB + AC + BC TRIÂNGULOS

PERÍMETRO O perímetro de um triângulo é igual à soma das medidas dos seus lados. Perímetro ABC = AB + AC + BC TRIÂNGULOS TRIÂNGULOS Conceito: Triângulo é um polígono de três lados. PERÍMETRO O perímetro de um triângulo é igual à soma das medidas dos seus lados. Perímetro ABC = AB + AC + BC CLASSIFICAÇÃO DOS TRIÂNGULOS Quanto

Leia mais

Exercícios sobre trigonometria em triângulos

Exercícios sobre trigonometria em triângulos Instituto Municipal de Ensino Superior de Catanduva SP Curso de Licenciatura em Matemática º ano Prática de Ensino da Matemática III Prof. M.Sc. Fabricio Eduardo Ferreira fabricio@fafica.br Eercícios sobre

Leia mais

Prova final de MATEMÁTICA - 3o ciclo a Chamada

Prova final de MATEMÁTICA - 3o ciclo a Chamada Prova final de MATEMÁTICA - 3o ciclo 013 - a Chamada Proposta de resolução 1. 1.1. Como se escolhe um aluno do primeiro turno, ou seja, um aluno com um número ímpar, existem 1 escolhas possíveis (1, 3,

Leia mais

Formação Continuada em Matemática

Formação Continuada em Matemática Formação Continuada em Matemática Fundação CECIERJ/Consórcio CEDERJ Matemática 1º ano 2º Bimestre 2013 Tarefa 2 Plano de trabalho: Relações Trigonométricas no Triângulo Retângulo Cursista: Vania Cristina

Leia mais

Prova final de MATEMÁTICA - 3o ciclo a Chamada

Prova final de MATEMÁTICA - 3o ciclo a Chamada Prova final de MATEMÁTICA - 3o ciclo 013-1 a Chamada Proposta de resolução 1. Como o João escolhe 1 de entre 9 bolas, o número de casos possíveis para as escolhas do João são 9. Como os números, 3, 5 e

Leia mais

MATEMÁTICA. Capítulo 2 LIVRO 1. Triângulos. Páginas: 157 à169

MATEMÁTICA. Capítulo 2 LIVRO 1. Triângulos. Páginas: 157 à169 MATEMÁTICA LIVRO 1 Capítulo 2 Triângulos Páginas: 157 à169 I. Soma dos Ângulos Internos Teorema demonstração: a soma das medidas dos ângulos internos de qualquer triângulo vale 180 x B β y r // AC A γ

Leia mais

Módulo de Triângulo Retângulo, Lei dos Senos e Cossenos, Poĺıgonos Regulares. Lei dos Cossenos e Lei dos Senos. 9 o ano E.F.

Módulo de Triângulo Retângulo, Lei dos Senos e Cossenos, Poĺıgonos Regulares. Lei dos Cossenos e Lei dos Senos. 9 o ano E.F. Módulo de Triângulo Retângulo, Lei dos Senos e Cossenos, Poĺıgonos Regulares. Lei dos Cossenos e Lei dos Senos. 9 o ano E.F. Triângulo Retângulo, Lei dos Senos e Cossenos, Polígonos Regulares. Leis dos

Leia mais

CM127 - Lista Mostre que os pontos médios de um triângulo isósceles formam um triângulo também isósceles.

CM127 - Lista Mostre que os pontos médios de um triângulo isósceles formam um triângulo também isósceles. CM127 - Lista 2 Congruência de Triângulos e Desigualdade Triangular 1. Faça todos os exercícios dados em aula. 2. Em um triângulo ABC a altura do vértice A é perpendicular ao lado BC e divide BC em dois

Leia mais

FICHA de AVALIAÇÃO de MATEMÁTICA A 11.º Ano Versão 1

FICHA de AVALIAÇÃO de MATEMÁTICA A 11.º Ano Versão 1 FICHA de AVALIAÇÃO de MATEMÁTICA A 11º Ano Versão 1 Nome: Nº Turma: Apresente o seu raciocínio de forma clara, indicando todos os cálculos que tiver de efetuar e todas as justificações necessárias Quando,

Leia mais

1. Área do triângulo

1. Área do triângulo UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DE MATEMÁTICA Geometria Plana II Prof.:

Leia mais

AVF - MA Gabarito

AVF - MA Gabarito MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL AVF - MA13-016.1 - Gabarito Questão 01 [,00 pts ] Em um triângulo ABC de perímetro 9, o lado BC mede 3 e a distância entre os pés das bissetrizes interna

Leia mais

1. Trigonometria no triângulo retângulo

1. Trigonometria no triângulo retângulo UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DE MATEMÁTICA Trigonometria I Prof.: Rogério

Leia mais

MATEMÁTICA A - 12o Ano N o s Complexos - Equações e problemas Propostas de resolução

MATEMÁTICA A - 12o Ano N o s Complexos - Equações e problemas Propostas de resolução MATEMÁTICA A - 1o Ano N o s Complexos - Equações e problemas Propostas de resolução Exercícios de exames e testes intermédios 1. Simplificando as expressões de z 1 e z, temos que: Como i 19 i + i i, vem

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO MATEMÁTICA II CONTEÚDO: Relações Métricas nos Triãngulos 3 a SÉRIE ENSINO MÉDIO

EXERCÍCIOS DE REVISÃO MATEMÁTICA II CONTEÚDO: Relações Métricas nos Triãngulos 3 a SÉRIE ENSINO MÉDIO EXERCÍCIOS DE REVISÃO MATEMÁTICA II CONTEÚDO: Relações Métricas nos Triãngulos 3 a SÉRIE ENSINO MÉDIO ======================================================================= 1) (FUVEST-SP) - Dados: MÔB

Leia mais

Caderno 1: 35 minutos. Tolerância: 10 minutos. É permitido o uso de calculadora.

Caderno 1: 35 minutos. Tolerância: 10 minutos. É permitido o uso de calculadora. Prova Final de Matemática Prova 92 2.ª Fase 3.º Ciclo do Ensino Básico 2017 Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Duração da Prova (Caderno 1 + Caderno 2): 90 minutos. Tolerância: 30 minutos. Caderno

Leia mais

Lista de Exercícios sobre relações métricas na circunferência, comprimento da circunferência e razões trigonométricas.

Lista de Exercícios sobre relações métricas na circunferência, comprimento da circunferência e razões trigonométricas. Lista de Exercícios sobre relações métricas na circunferência, comprimento da circunferência e razões trigonométricas. 1) Determine o valor de x nas seguintes figuras: 2) Determine o valor de x nas seguintes

Leia mais

Roteiro. Tela de entrada. Texto: Deive Barbosa Alves. Carlos Roberto Lopes Edinei Leandro dos Reis. Construindo Relações trigonométricas

Roteiro. Tela de entrada. Texto: Deive Barbosa Alves. Carlos Roberto Lopes Edinei Leandro dos Reis. Construindo Relações trigonométricas Roteiro Título da animação: Construindo Relações Tela de entrada Construindo Relações Botão entrar: o aluno irá para a próxima tela. No rodapé da página conterá o nome do objeto. 1 Tela de apresentação

Leia mais

AB AC BC. k PQ PR QR GEOMETRIA PLANA CONCEITOS BÁSICOS SEMELHANÇA DE TRIÂNGULOS. Triângulos isósceles

AB AC BC. k PQ PR QR GEOMETRIA PLANA CONCEITOS BÁSICOS SEMELHANÇA DE TRIÂNGULOS. Triângulos isósceles GEOMETRIA PLANA Triângulos isósceles CONCEITOS BÁSICOS Retas paralelas cortadas por uma transversal São aqueles que possuem dois lados iguais. Ligando o vértice A ao ponto médio da base BC, geramos dois

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Alcácer do Sal MATEMÁTICA - 9o Ano

Agrupamento de Escolas de Alcácer do Sal MATEMÁTICA - 9o Ano Agrupamento de Escolas de Alcácer do Sal MATEMÁTICA - 9o Ano Teste de Avaliação 8/0/017 Parte I - 5 minutos - É permitido o uso de calculadora Na resposta aos itens de escolha múltipla, seleciona a opção

Leia mais

COLÉGIO PASSIONISTA SANTA MARIA PROF. WELLINGTON LIMA 1. Funções Trigonométricas do Ângulo Agudo. 23/10/2015 3ª SÉRIE A EM

COLÉGIO PASSIONISTA SANTA MARIA PROF. WELLINGTON LIMA 1. Funções Trigonométricas do Ângulo Agudo. 23/10/2015 3ª SÉRIE A EM COLÉGIO PASSIONISTA SANTA MARIA 1. Funções Trigonométricas do Ângulo Agudo. REVISÃO DE TRIGONOMETRIA 23/10/2015 5. Identidades Trigonométricas. Relações Fundamentais. 2. Alguns Valores Notáveis. 3. Conversão

Leia mais