Boletim Econômico Edição nº 19 fevereiro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Boletim Econômico Edição nº 19 fevereiro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico"

Transcrição

1 Boletim Econômico Edição nº 19 fevereiro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Uma contribuição ao debate sobre o Fator Previdenciário e as perdas salariais dos aposentados do INSS 1

2 Como surgiu o Fator Previdenciário? A Reforma Previdenciária de 1998, por meio da Emenda Constitucional nº 20, alterou várias das regras para aposentadoria do Regime Geral da Previdência Social (RGPS) e do Regime próprio de Previdência Social (sistema dos servidores públicos). No caso do Regime Geral, a Emenda 20 substituiu o molde de aposentadoria por tempo de serviço pelo de aposentadoria por tempo de contribuição. Posteriormente, a Lei 9.786, de 26 de novembro de 1999, instituiu o Fator Previdenciário e a obrigatoriedade de aplicá-lo às aposentadorias por tempo de contribuição. Com essa regra, o valor do benefício pago pela Previdência Social passou a ser calculado com base na média aritmética dos maiores salários de contribuição correspondentes a 80% de todo o período em que o segurado contribuiu para a Previdência, de julho de 1994 até a data da aposentadoria (corrigidos monetariamente), ajustado pelo Fator Previdenciário. O que é o Fator Previdenciário? O fator previdenciário é, na prática, um redutor do valor da aposentadoria por tempo de contribuição. O valor do benefício considera, além do tempo de contribuição, a idade na data de aquisição da aposentadoria e a expectativa de sobrevida a partir desta idade, com base no indicador médio contido na tábua de 2

3 mortalidade do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), calculada anualmente. Por que foi instituído o Fator Previdenciário? Na Reforma Previdenciária de 1998, foi rejeitada no Congresso Nacional a inclusão do critério da idade mínima para a obtenção da aposentadoria por tempo de contribuição. Como alternativa ao critério de idade mínima, o Executivo encaminhou e o Legislativo aprovou, em 1999, a Lei nº 9.876, que, entre outras providências, criou o Fator e alterou a redação do artigo 29 da Lei nº 8.213, de 1991 (Planos de Benefícios da Previdência Social) e os critérios de cálculo dos benefícios. A justificativa era de que, com a criação do Fator, seria possível retardar as aposentadorias. O Fator Previdenciário tem conseguido adiar a decisão da aposentadoria? Segundo dados do Ministério da Previdência, de 1995 a 1998, período de discussão da Reforma Previdenciária, houve uma corrida à aposentadoria. Com receio de perderem direitos em função das alterações em discussão, muitos anteciparam as aposentadorias, principalmente utilizando o recurso da aposentadoria proporcional. Como conseqüência, a quantidade de aposentadorias por tempo de serviço concedidas mais do que dobrou entre 1993 e 1997, passando de 198 mil para 409 mil. O 3

4 resultado foi uma queda acentuada nas idades médias de concessão. Nos anos seguintes, após a introdução do Fator Previdenciário, as idades médias de concessão para homens e mulheres chegaram, respectivamente, a 54,5 e 51,6 anos, em 2003, e têm se mantido nesses patamares, o que indica que o Fator pouco tem influído no adiamento da aposentadoria. Quais trabalhadores o Fator Previdenciário mais prejudica? O Fator Previdenciário prejudica todos os trabalhadores que pretendem se aposentar por tempo de contribuição. O prejuízo é maior para os que ingressaram precocemente no mercado de trabalho e começaram a contribuir mais cedo para a Previdência Social e que atingem o tempo de contribuição mínimo requerido na faixa dos 50/55 anos de idade. 4

5 As Perdas salariais dos aposentados e pensionistas do INSS Desde a implantação da nova moeda, o Real, em julho de 1994 e, de maneira mais recente, a partir da política de valorização do salário mínimo iniciada em 2003 os aposentados e pensionistas do INSS vêm sofrendo perdas acentuadas em suas rendas, pois não são contemplados pelo Governo Federal com reajustes acima da inflação. Em termos percentuais, as perdas salariais já alcançam 81,77% no período de setembro de 1994 a janeiro de Essa discriminação do reajuste atinge mais de 9,5 milhões de aposentados e pensionistas e traz conseqüências sérias para o bem-estar dessa população. Por um lado, gera um crescimento do grau de endividamento, através dos empréstimos consignados, sujeitando os aposentados e pensionistas a um controle permanente dos seus gastos sob o riso de sofrerem um colapso financeiro e também cardíaco. Por outro lado, os aposentados e pensionistas que se encontram na faixa salarial entre 1 e 2 salários mínimos vem, ano após anos, caindo para o valor do piso previdenciário (salário mínimo). Esse número alcançou pessoas após o anúncio do novo reajuste de A COBAP lamenta profundamente esse descaso do governo para com os aposentados e pensionistas e não admite, de maneira 5

6 nenhuma, o argumento de que a previdência não tem dinheiro ou que o aumento real vai quebrar o sistema previdenciário. A COBAP já propôs, inclusive, que o índice de reajuste dos aposentados e pensionistas poderia ser a média do crescimento das remunerações salariais dos trabalhadores da ativa. Porém, nenhuma proposta é aceita. PERDAS SALARIAIS DOS APOSENTADOS E PENSIONISTAS EM RELAÇÃO AO SALÁRIO MÍNIMO NO PERÍODO DE 1994 A 2014 mês/ano Reajuste do salário mínimo Reajuste das aposentadorias acima do salário mínimo diferença perdas set/94 8,04% - -8,04% mai/95 42,85% 42,85% - mai/96 12,00% 15,00% 3,00% jun/97 7,14% 7,76% 0,62% jun/98 8,33% 4,81% -3,52% jun/99 4,61% 4,61% - 6

7 jun/00 11,02% 5,81% -5,21% jun/01 19,20% 7,66% -11,54% jun/02 11,11% 9,20% -1,91% Total FHC 124,30% 97,70% -26,60% jun/03 20,00% 19,71% -0,29% mai/04 8,33% 4,53% -3,80% mai/05 15,38% 6,35% -9,03% mai/06 16,67% 5,01% -11,66% mai/07 8,56% 3,30% -5,53% abr/08 9,23% 5,00% -4,23% fev/09 12,04% 5,92% -6,12% Jan/10 9,67% 7,72% -1,95% Total Governo Lula 99,88% 57,54% -42,61% jan/11 6,86% 6,41% 0,45% jan/12 14,12% 6,08% 8,04% jan/13 9,00% 6,15% 2,85% jan/14 6,78% 5,56% 1,22% Total Governo Dilma 36,76% 24,20% -12,56% Total FHC + Lula + Dilma -81,77% 7

Em defesa da manutenção do salário mínimo vinculado às aposentadorias

Em defesa da manutenção do salário mínimo vinculado às aposentadorias Boletim Econômico Edição nº 82 maio de 2016 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Em defesa da manutenção do salário mínimo vinculado às aposentadorias (aumento real do salário mínimo

Leia mais

A ANFIP, com o objetivo de esclarecer os segurados do Regime Geral da Previdência Social (INSS) sobre a forma de estabelecer o valor da

A ANFIP, com o objetivo de esclarecer os segurados do Regime Geral da Previdência Social (INSS) sobre a forma de estabelecer o valor da A ANFIP, com o objetivo de esclarecer os segurados do Regime Geral da Previdência Social (INSS) sobre a forma de estabelecer o valor da aposentadoria, vem através destas transparências demonstrar como

Leia mais

SALÁRIO DE BENEFÍCIO: ARTS. 31 A 34 DO DECRETO 3048/99 Prof. Andreson Castelucio 1. ITER PARA O CÁLCULO DO BENEFÍCIO PREVIDENCIÁRIO 2. CONCEITO DE SALÁRIO DE CONTRIBUIÇÃO 3. CONCEITO DE SALÁRIO DE BENEFÍCIO

Leia mais

A previdência social no Brasil: Uma visão econômica

A previdência social no Brasil: Uma visão econômica A previdência social no Brasil: 1923 2009 Uma visão econômica Darcy Francisco Carvalho dos Santos darcy@darcyfrancisco.com.br 6 de Outubro de 2009. Auditório MERCOSUL FIERGS. Porto Alegre - RS Lançamento:

Leia mais

Esperamos com isto ampliar a compreensão de toda a comunidade de servidores da UFSCar em relação a este tema.

Esperamos com isto ampliar a compreensão de toda a comunidade de servidores da UFSCar em relação a este tema. Em decorrência do grande número de dúvidas dos servidores sobre a concessão de aposentadorias voluntárias, o Departamento de Aposentadorias, Pensões e Benefícios, da DiAPe/ProGPe, achou por bem relacionar

Leia mais

Direito Previdenciário: a Medida Provisória nº 676/2015

Direito Previdenciário: a Medida Provisória nº 676/2015 American Chamber of Commerce for Brazil AMCHAM BRASIL/Brasília Comitê de Legislação: impactos legislativos e jurídicos Direito Previdenciário: a Medida Provisória nº 676/2015 LEANDRO MADUREIRA SILVA SUBCOORDENADOR

Leia mais

QUADRO COMPARATIVO DA PEC 287/2016 SÍNTESE DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA

QUADRO COMPARATIVO DA PEC 287/2016 SÍNTESE DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA QUADRO COMPARATIVO DA PEC 287/2016 SÍNTESE DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL (RGPS-INSS) REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS (RPPS) TEMAS Proposta do Governo

Leia mais

APOSENTADORIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO Dielles Valenciano; Jussara Canazza de Macedo 1 ; Lourdes Rosalvo da Silva dos Santos 2

APOSENTADORIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO Dielles Valenciano; Jussara Canazza de Macedo 1 ; Lourdes Rosalvo da Silva dos Santos 2 APOSENTADORIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO Dielles Valenciano; Jussara Canazza de Macedo 1 ; Lourdes Rosalvo da Silva dos Santos 2 Resumo: A aposentadoria é um benefício garantido a todo trabalhador que contribuiu

Leia mais

REFORMA DA PREVIDÊNCIA. Bortolini Advogados Associados Assessoria Jurídica da ATENS/UFSM Seção Sindical Giovani Bortolini

REFORMA DA PREVIDÊNCIA. Bortolini Advogados Associados Assessoria Jurídica da ATENS/UFSM Seção Sindical Giovani Bortolini REFORMA DA PREVIDÊNCIA Bortolini Advogados Associados Assessoria Jurídica da ATENS/UFSM Seção Sindical Giovani Bortolini 1 PEC 287/2016 Altera os artigos 37, 40, 149, 167, 195, 201 e 203 da Constituição,

Leia mais

Desafios da Previdência. FGV Rio de Janeiro, Março 2016

Desafios da Previdência. FGV Rio de Janeiro, Março 2016 Desafios da Previdência FGV Rio de Janeiro, Março 2016 Evolução da Razão de Dependência de Idosos 2000-2060 IBGE 45 40 35 30 25 20 15 10 5 8 Despesa RGPS como % do PIB 1995-2015 7.5 7.4 7 6.5 6.4 6.7 6.9

Leia mais

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo INPC-IBGE. abril de 2013

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo INPC-IBGE. abril de 2013 EVOLUÇÃO SALARIAL Categoria: Material de suporte para categorias em data-base Deflatores: ICV-DIEESE INPC-IBGE abril de 2013 Este trabalho contém o estudo sobre o comportamento dos salários desde 01-abril-2012

Leia mais

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo. Material de Suporte para Categorias em Data-Base INPC-IBGE

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo. Material de Suporte para Categorias em Data-Base INPC-IBGE EVOLUÇÃO SALARIAL Categoria: Material de Suporte para Categorias em Data-Base Deflatores: ICV-DIEESE INPC-IBGE maio de 2015 Este trabalho contém o estudo sobre o comportamento dos salários desde 01-maio-2014

Leia mais

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo INPC-IBGE. junho de 2013

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo INPC-IBGE. junho de 2013 EVOLUÇÃO SALARIAL Categoria: Material de suporte para categorias em data-base Deflatores: IPCA-IBGE INPC-IBGE junho de 2013 Este trabalho contém o estudo sobre o comportamento dos salários desde 01-junho-2012

Leia mais

Texto integral de Proposições

Texto integral de Proposições Texto integral de Proposições PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2008 Estabelece idade mínima para a concessão de aposentadoria no regime geral de previdência social, bem como regra de transição.

Leia mais

Direito Previdenciário. Prof. Kerlly Huback

Direito Previdenciário. Prof. Kerlly Huback Direito Previdenciário Contatos Facebook www.facebook.com/kerlly.huback Grupo Facebook Loucos por Previdenciário e Tributário Carência x Período de Graça Havendo perda da qualidade de segurado, as contribuições

Leia mais

Rioprevidência com você. Novembro de 2015

Rioprevidência com você. Novembro de 2015 Rioprevidência com você Novembro de 2015 O principal objetivo desta apresentação é levar aos servidores do Estado do Rio de Janeiro a Educação Previdenciária, ampliando os conhecimentos dos seus direitos

Leia mais

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo. Material de suporte para categorias em data-base INPC-IBGE

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo. Material de suporte para categorias em data-base INPC-IBGE EVOLUÇÃO SALARIAL Categoria: Material de suporte para categorias em data-base Deflatores: IPCA-IBGE INPC-IBGE março de 2015 Este trabalho contém o estudo sobre o comportamento dos salários desde 01-março-2014

Leia mais

Art. 201, 11 da CF Autoriza a incidência de contribuição previdenciária sobre os ganhos habituais. Verba indenizatória não é ganho habitual.

Art. 201, 11 da CF Autoriza a incidência de contribuição previdenciária sobre os ganhos habituais. Verba indenizatória não é ganho habitual. 1 DIREITO PREVIDENCIÁRIO PONTO 1: Salário de Benefício PONTO 2: Fator Previdenciário PONTO 3: Renda Mensal do Benefício PONTO 4: Etapas para o cálculo do Benefício Previdenciário PONTO 5: Art. 201, 11

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE RIO CLARO MUNICÍPIO DE RIO CLARO ESTADO DE SÃO PAULO

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE RIO CLARO MUNICÍPIO DE RIO CLARO ESTADO DE SÃO PAULO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO O QUE É O IPRC? O Instituto de Previdência do Município de Rio Claro IPRC nasceu em 20 de setembro de 2007, através da Lei Complementar Municipal 023/2007. É uma Autarquia Municipal

Leia mais

O Regime Geral de Previdência Social - RGPS e a PEC 287 de CURITIBA-PR, 14 DEZ 2016 Expositor: Luciano Fazio

O Regime Geral de Previdência Social - RGPS e a PEC 287 de CURITIBA-PR, 14 DEZ 2016 Expositor: Luciano Fazio O Regime Geral de Previdência Social - RGPS e a PEC 287 de 2016 CURITIBA-PR, 14 DEZ 2016 Expositor: Luciano Fazio 1 SUMÁRIO 1. O que é Previdência Social 2. Déficit do Regime Geral de Previdência Social

Leia mais

Resumo Aula-tema 04: Benefícios Previdenciários - Regras Gerais

Resumo Aula-tema 04: Benefícios Previdenciários - Regras Gerais Resumo Aula-tema 04: Benefícios Previdenciários - Regras Gerais O Regime Geral de Previdência Social compreende prestações, devidas inclusive em razão de eventos decorrentes de acidente do trabalho, expressas

Leia mais

Previdência Números, Simulação, Fatos e Custos. Fernando de Holanda Barbosa Filho Bruno Ottoni

Previdência Números, Simulação, Fatos e Custos. Fernando de Holanda Barbosa Filho Bruno Ottoni Previdência Números, Simulação, Fatos e Custos Fernando de Holanda Barbosa Filho Bruno Ottoni Introdução Mudanças etárias serão abruptas e tornarão a previdência insustentável. A população entre 15 e 64

Leia mais

EVOLUÇÃO SALARIAL (Não considerando a incorporação da Gratificação Nova Escola como reajuste)

EVOLUÇÃO SALARIAL (Não considerando a incorporação da Gratificação Nova Escola como reajuste) EVOLUÇÃO SALARIAL (Não considerando a incorporação da Gratificação Nova Escola como reajuste) Categoria: Profissionais da Educação da Rede Estadual de Ensino do Rio de Janeiro (Magistério) Deflatores:

Leia mais

Reforma da Previdência. Dezembro de 2016

Reforma da Previdência. Dezembro de 2016 Reforma da Previdência Dezembro de 2016 1 Razões para a Reforma Evolução populacional Hoje o Brasil é mais jovem que EUA e Europa; Mas projeções indicam que o país ficará mais envelhecido que os EUA e

Leia mais

Número 45 Junho de 2007 Edição Revista e Atualizada (dez/07) O fator previdenciário e os trabalhadores

Número 45 Junho de 2007 Edição Revista e Atualizada (dez/07) O fator previdenciário e os trabalhadores Número 45 Junho de 2007 Edição Revista e Atualizada (dez/07) O fator previdenciário e os trabalhadores O fator previdenciário e os trabalhadores Apresentação O Plano de Aceleração do Crescimento (PAC)

Leia mais

2. Regras do INSS...11 Concessão de Aposentadoria...12

2. Regras do INSS...11 Concessão de Aposentadoria...12 1 Sumário 1. Aposentadoria do Professor Concursado...04 2. Regras do INSS...11 Concessão de Aposentadoria...12 3. Requisitos da Concessão de Aposentadoria...24 Aposentadoria com Integralidade e Paridade...23

Leia mais

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo INPC-IBGE. março de 2014

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo INPC-IBGE. março de 2014 EVOLUÇÃO SALARIAL Categoria: Material de suporte para categorias em data base Deflatores: ICV-DIEESE INPC-IBGE março de 2014 Este trabalho contém o estudo sobre o comportamento dos salários desde 01-março-2013

Leia mais

REFORMA DA PREVIDÊNCIA CONQUISTA DOS PARLAMENTARES

REFORMA DA PREVIDÊNCIA CONQUISTA DOS PARLAMENTARES REFORMA DA PREVIDÊNCIA CONQUISTA DOS PARLAMENTARES Esforço conjunto por uma nova Previdência Não é de hoje que a Previdência Social, um patrimônio do trabalhador brasileiro, precisa de ajustes. O Executivo

Leia mais

PARA ENTENDER A Reforma da Previdência PARA ENTENDER A. Reforma da Previdência

PARA ENTENDER A Reforma da Previdência PARA ENTENDER A. Reforma da Previdência PARA ENTENDER A Reforma da Previdência A NOVA PREVIDÊNCIA Antes de mais nada, é preciso saber que: Nada muda para quem já se aposentou ou é pensionista. Nada muda para quem ainda não pediu a aposentadoria,

Leia mais

Histórico Previdenciário período: 1998 à 2011.

Histórico Previdenciário período: 1998 à 2011. Rolando Rubens Malvásio Júnior. Coordenador Geral da FASUBRA Sindical. rolando@fasubra.org.br 0XX 61 9271.5042 Argumentos para o surgimento da EC 20? Inúmeros foram os argumentos apresentados pelo governo

Leia mais

PEC287/2016 Os impactos para os servidores Prof. Eduardo Rolim de Oliveira Presidente do PROIFES-Federação

PEC287/2016 Os impactos para os servidores Prof. Eduardo Rolim de Oliveira Presidente do PROIFES-Federação PEC287/2016 Os impactos para os servidores Prof. Eduardo Rolim de Oliveira Presidente do PROIFES-Federação Pequeno Glossário da Previdência As Formas de aposentadoria Voluntária por tempo de contribuição:

Leia mais

ESTUDOS ATUARIAIS E OS DESAFIOS DA ATUALIDADE

ESTUDOS ATUARIAIS E OS DESAFIOS DA ATUALIDADE ESTUDOS ATUARIAIS E OS DESAFIOS DA ATUALIDADE Ivan Sant Ana Ernandes, MIBA 506 Maio de 2017 AGENDA 1. Visão fiscal x visão social 2. Expectativas de vida no mundo e no Brasil 3. Envelhecimento da população

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO MAIO 2017 P R EV ID ÊN C IA P EC 287

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO MAIO 2017 P R EV ID ÊN C IA P EC 287 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO MAIO 2017 R EFO R M A D A P R EV ID ÊN C IA P EC 287 EC 20/98 fim da aposentadoria proporcional, criação do 85/95 para o servidor público EC 41/03 Aposentadoria por

Leia mais

Finanças Públicas. Seguridade Social CAP. 11 GIAMBIAGI

Finanças Públicas. Seguridade Social CAP. 11 GIAMBIAGI Finanças Públicas Seguridade Social CAP. 11 GIAMBIAGI 1. INTRODUÇÃO Em qualquer modalidade, idéia principal: Suavização do consumo Durante período produtivo, trabalhadores e empresas contribuem (tributos),

Leia mais

REFORMA DA PREVIDÊNCIA análise da PEC 287/2016 no RGPS

REFORMA DA PREVIDÊNCIA análise da PEC 287/2016 no RGPS REFORMA DA PREVIDÊNCIA análise da PEC 287/2016 no RGPS Fábio Souza fabio@idsamericalatina.com.br abril/2017 4 PONTOS ESSENCIAIS DA REFORMA Igualdade formal Aplicabilidade imediata Idade mínima Redução

Leia mais

TABELA DE SALÁRIO MÍNIMO REGIONAL (REVISADA A DE SC)

TABELA DE SALÁRIO MÍNIMO REGIONAL (REVISADA A DE SC) TABELA DE SALÁRIO MÍNIMO REGIONAL (REVISADA A DE SC) REAJUSTAMENTO, ATUALIZAÇÃO E REVISÃO DOS BENEFÍCIOS DA PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL FORMAS DE REAJUSTAMENTO/ACUMULAÇÃO DE BENEFÍCIO 1 - BENEFÍCIOS

Leia mais

Instituto de Previdência e Assistência Municipal de Caxias do Sul

Instituto de Previdência e Assistência Municipal de Caxias do Sul Instituto de Previdência e Assistência Municipal de Caxias do Sul Instituto de Previdência e Assistência Municipal de Caxias do Sul Instituto de Previdência e Assistência Municipal de Caxias do Sul Instituto

Leia mais

Como a Previdência Social aplica o princípio do caráter retributivo aos seus segurados na aposentadoria por tempo de contribuição.

Como a Previdência Social aplica o princípio do caráter retributivo aos seus segurados na aposentadoria por tempo de contribuição. APOSENTADORIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO Neuci Aparecida SABINO 1 Christina MENDINA 2 Thaís Arruda Borin PETROSKI 3 RESUMO: Este resumo expandido tem por objetivo expor este projeto de pesquisa para discussão

Leia mais

REFORMA DA PREVIDÊNCIA: O QUE SE PODE NEGOCIAR?

REFORMA DA PREVIDÊNCIA: O QUE SE PODE NEGOCIAR? 1 REFORMA DA PREVIDÊNCIA: O QUE SE PODE NEGOCIAR? Fabio Giambiagi Fundação Getúlio Vargas/RJ 20 fevereiro 2017 Sumário 2 1. O sentido geral da reforma 2. A vedação da acumulação 3. A regra da pensão 4.

Leia mais

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Sindipetro RJ. Petroleiros do Rio de Janeiro. Deflatores: IPCA-IBGE INPC-IBGE. julho de 2012

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Sindipetro RJ. Petroleiros do Rio de Janeiro. Deflatores: IPCA-IBGE INPC-IBGE. julho de 2012 EVOLUÇÃO SALARIAL Categoria: Petroleiros do Rio de Janeiro Deflatores: IPCA-IBGE INPC-IBGE julho de 2012 Este trabalho contém o estudo sobre o comportamento dos salários desde 01-setembro-2011 até 31-agosto-2012

Leia mais

SB = média dos últimos 36 salários-de-contribuição, considerados em um período não superior a 48 meses, cujo divisor não pode ser inferior a 24.

SB = média dos últimos 36 salários-de-contribuição, considerados em um período não superior a 48 meses, cujo divisor não pode ser inferior a 24. APOSENTADORIA POR TEMPO DE SERVIÇO (REGRAS VIGENTES ANTES DA EC 20/98) * Requisitos: Qualidade de Segurado e Carência 30 anos de tempo de serviço, se homem, e 25, se mulher * Cálculo do benefício: 70%

Leia mais

Direito Previdenciário

Direito Previdenciário Carlos Mendonça Direito Previdenciário Direito Previdenciário Carlos Mendonça CÁLCULO DOS BEnEFÍCIOS Salário de Benefício Lei 8.213/91, Art. 28. O valor do benefício de prestação continuada, inclusive

Leia mais

A FTICE e a CNTI através da 1ª Secretaria da Região Nordeste Ceará, Piauí e Maranhão, convidam os dirigentes sindicais, trabalhadoras e trabalhadores

A FTICE e a CNTI através da 1ª Secretaria da Região Nordeste Ceará, Piauí e Maranhão, convidam os dirigentes sindicais, trabalhadoras e trabalhadores A FTICE e a CNTI através da 1ª Secretaria da Região Nordeste Ceará, Piauí e Maranhão, convidam os dirigentes sindicais, trabalhadoras e trabalhadores para o debate NÃO AO DESMONTE DA PREVIDÊNCIA. O evento

Leia mais

A PEC 287/2016 E O REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL

A PEC 287/2016 E O REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL PALESTRA: A PEC 287/2016 E O REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL MINISTRANTE: JANE BERWANGER SÃO PAULO 08/02/2017 1. Aposentadoria do Servidor no texto original da Constituição Federal de 1988 : Servidor

Leia mais

Sínteses da Reforma da Previdência

Sínteses da Reforma da Previdência Sínteses da Reforma da Previdência 1 Sumário Tipos de Aposentadoria e Proventos do Servidor Público... 04 Regra atual...04 Regra do Substitutivo da Comissão Especial...05 Críticas à Proposta do Substitutivo

Leia mais

Como ficou a reforma da Previdência Parecer do Relator da Comissão Especial. 1-As mudanças previstas para os servidores públicos

Como ficou a reforma da Previdência Parecer do Relator da Comissão Especial. 1-As mudanças previstas para os servidores públicos Como ficou a reforma da Previdência Parecer do Relator da Comissão Especial 1-As mudanças previstas para os servidores públicos 1-1-Artigo 40 da Constituição Federal e a PEC 287/2016 continua valendo para

Leia mais

C.F de 1988, art. 40; Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de de 1998; Emenda Constitucional n 41, de19 de dezembro de 2003; Emenda

C.F de 1988, art. 40; Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de de 1998; Emenda Constitucional n 41, de19 de dezembro de 2003; Emenda Regime Próprio de Previdência Social Legislação Básica C.F de 1988, art. 40; Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de de 1998; Emenda Constitucional n 41, de19 de dezembro de 2003; Emenda Constitucional

Leia mais

Retrocesso para a classe trabalhadora

Retrocesso para a classe trabalhadora Reforma da Previdência de Temer Retrocesso para a classe trabalhadora O Mandato da deputada Marília Campos (PT/MG) vem alertando que a proposta de reforma da previdência social em discussão é um dos maiores

Leia mais

DE RECURSOS HUMANOS MARCOS CANDIDO ANALISTA ADMINISTRATIVO

DE RECURSOS HUMANOS MARCOS CANDIDO ANALISTA ADMINISTRATIVO CENTRO DE RECURSOS HUMANOS MARCOS CANDIDO ANALISTA ADMINISTRATIVO APOSENTADORIA BOAS VINDAS... MSG APOSENTADORIA Objetivo do treinamento Fortalecer o conhecimento das formas mais empregadas de aposentadoria

Leia mais

AS MUDANÇAS NA LEGISLAÇÃO DA PREVIDÊNCIA OFICIAL E COMPLEMENTAR

AS MUDANÇAS NA LEGISLAÇÃO DA PREVIDÊNCIA OFICIAL E COMPLEMENTAR Apresentação - Paulo Cesar Chamadoiro Martin Correio eletrônico - pmartin@petros.com.br Conselheiro Deliberativo eleito da Petros Diretor da FUP Rio de Janeiro - RJ, 07.08.06 Roteiro da Apresentação Constituição

Leia mais

REGRAS PARA APOSENTADORIA. IPMDC Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Duque de Caxias

REGRAS PARA APOSENTADORIA. IPMDC Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Duque de Caxias REGRAS PARA APOSENTADORIA IPMDC Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Duque de Caxias Regras de aposentadoria com funções de magistério HOMEM: 55 ANOS DE IDADE 30 ANOS DE CONTRIBUIÇÃO

Leia mais

O perigo da depressão econômica

O perigo da depressão econômica Boletim Econômico Edição nº 75 dezembro de 2015 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico O perigo da depressão econômica (Estado falido, crise política, governo paralisado e país sem

Leia mais

CARTILHA 2ª EDIÇÃO REVISADA E ATUALIZADA NOVEMBRO DE 2013

CARTILHA 2ª EDIÇÃO REVISADA E ATUALIZADA NOVEMBRO DE 2013 CARTILHA 2ª EDIÇÃO REVISADA E ATUALIZADA NOVEMBRO DE 2013 Coordenadores Almir Serra Martins Menezes Filho Antonio Gonçalves Filho Elizabeth Carla Vasconcelos Barbosa José Queiroz Carneiro Maria Suely Soares

Leia mais

Em defesa das aposentadorias Fim ao fator previdenciario

Em defesa das aposentadorias Fim ao fator previdenciario Em defesa das aposentadorias Fim ao fator previdenciario Impacto do fator (quadro ilustrativo) A título de ilustração, confira no quadro elaborado pela subseção Dieese/Seeb-DF alguns exemplos de valor

Leia mais

REFORMA PREVIDENCIÁRIA: O DESAFIO ESTÁ LANÇADO

REFORMA PREVIDENCIÁRIA: O DESAFIO ESTÁ LANÇADO REFORMA PREVIDENCIÁRIA: O DESAFIO ESTÁ LANÇADO *Juliana de Oliveira Xavier Ribeiro Possuir uma política nacional concreta e eficaz de Previdência Social é dar garantias ao cidadão brasileiro de que suas

Leia mais

Textos sobre reforma da previdência publicados na Gazeta de Caçapava. (Período: fevereiro a maio/2016)

Textos sobre reforma da previdência publicados na Gazeta de Caçapava. (Período: fevereiro a maio/2016) Textos sobre reforma da previdência publicados na Gazeta de Caçapava (Período: fevereiro a maio/2016) Reforma da previdência I Este é o primeiro de uma série de artigos que escreverei sobre reforma da

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA ENTE Nome: Montividiu UF: GO DADOS DO ATUÁRIO RESPONSÁVEL TÉCNICO Nome: Mauricio Zorzi MTE: 2458 DADOS DOS ORGÃOS/ENTIDADES CNPJ Nome Poder Tipo Competência da Base Cadastral 5.548.251/1-29 FUNDO MUNICIPAL

Leia mais

REQUERIMENTO DE INFORMAÇÃO N DE 2017

REQUERIMENTO DE INFORMAÇÃO N DE 2017 REQUERIMENTO DE INFORMAÇÃO N DE 2017 Do Sr. Roberto de Lucena Requer sejam prestadas informações completas por parte do Ministério do Planejamento acerca da Dívida da Previdência Social do Brasil. Senhor

Leia mais

Nenhum direito a menos

Nenhum direito a menos Nenhum direito a menos As centrais sindicais unidas na luta em defesa dos direitos da classe trabalhadora consideram inadmissível que o Governo Federal, por meio de propostas intituladas como Reforma,

Leia mais

AVALIAÇÃO ATUARIAL. Dezembro / 2014

AVALIAÇÃO ATUARIAL. Dezembro / 2014 AVALIAÇÃO ATUARIAL Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Vitória - IPAMV Dezembro / 2014 1. OBJETIVO A presente Avaliação Atuarial tem por objetivo determinar: a) o nível

Leia mais

BOCA PAULISTA ELETRÔNICO

BOCA PAULISTA ELETRÔNICO BOCA PAULISTA ELETRÔNICO São Paulo, 4 de janeiro de 2017 - nº 1 A PEC DA PREVIDÊNCIA - I De acordo com o RH Em Números, do Depes, de novembro/2016, o Banco Central do Brasil possuía 4.060 servidores ativos,

Leia mais

APOSENTADORIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO: os efeitos da aplicação do fator previdenciário

APOSENTADORIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO: os efeitos da aplicação do fator previdenciário FACULDADE DE DIREITO DE VARGINHA - FADIVA APOSENTADORIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO: os efeitos da aplicação do fator previdenciário * Leandro Geraldo Resende Ferreira Resumo O presente artigo científico

Leia mais

Previdência Social no Brasil. Fundação Getulio Vargas

Previdência Social no Brasil. Fundação Getulio Vargas Previdência Social no Brasil Fundação Getulio Vargas Novembro 2013 1 1. Fatos estilizados 2. Um breve histórico 3. As recentes reformas da Previdência Social 4. Comparações Internacionais 5. Por que a

Leia mais

REGRAS DE APOSENTADORIAS

REGRAS DE APOSENTADORIAS REGRAS DE APOSENTADORIAS Cartilha elaborada para reunião com professores da E.M. Barão do Rio Branco - Vianópolis - 02/Agosto/2014 O IPREMB O IPREMB é uma autarquia que operacionaliza e administra o Regime

Leia mais

Fator Previdenciário

Fator Previdenciário 79 Fator Previdenciário Sandra Almeida Consultora Legislativa da Câmara dos Deputados Área de Previdência Social O fator previdenciário, introduzido pela Lei nº 9.876, de 26 de novembro de 1999, passou

Leia mais

Números da Previdência Social

Números da Previdência Social Números da Previdência Social Segundo o Boletim Estatístico da Previdência Social, a aposentadoria média dos segurados vinculados ao RGPS é em torno de R$ 1.197,44. Mais de 70% dos segurados ganham um

Leia mais

AVALIAÇÃO ATUARIAL. Dezembro / 2013

AVALIAÇÃO ATUARIAL. Dezembro / 2013 AVALIAÇÃO ATUARIAL Instituto de Previdência Municipal de Praia Grande Dezembro / 2013 1. OBJETIVO A presente Avaliação Atuarial tem por objetivo determinar: a) o nível de contribuição dos segurados e do

Leia mais

Previdência no Serviço Público. ARI LOVERA Diretor de Previdência do IPERGS

Previdência no Serviço Público. ARI LOVERA Diretor de Previdência do IPERGS Previdência no Serviço Público ARI LOVERA Diretor de Previdência do IPERGS Outubro/2016 1. Regimes Previdenciários do Brasil; 2. RPPS RS; 3. Cenários; 4. Regime de Previdência Complementar; 5. Riscos 1.

Leia mais

DICAS DE NOVEMBRO / 2014

DICAS DE NOVEMBRO / 2014 DICAS DE NOVEMBRO / 2014 DICA 01 O segurado especial é o único segurado da previdência social que poderá ter sua inscrição feita após sua morte. DICA 02 O benefício de prestação continuada da Assistência

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE (Do Poder Executivo)

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE (Do Poder Executivo) PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE 2003 (Do Poder Executivo) Modifica os artigos 37, 40, 42, 48, 96, 142 e 149 da Constituição Federal, o artigo 8º da Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro

Leia mais

AVALIAÇÃO ATUARIAL. Dezembro / 2015

AVALIAÇÃO ATUARIAL. Dezembro / 2015 AVALIAÇÃO ATUARIAL Instituto Municipal de Previdência Social de Santa Fé do Sul - SANTAFEPREV Dezembro / 2015 1. OBJETIVO A presente Avaliação Atuarial tem por objetivo determinar: a) o nível de contribuição

Leia mais

Regras de Aposentadoria no. Serviço Público.

Regras de Aposentadoria no. Serviço Público. Rolando Rubens Malvásio Júnior. Coordenador Geral da FASUBRA Sindical. rolando@fasubra.org.br 0XX 61 9271.5042 Breve histórico para entendimento: A EC nº 41/03 introduziu quatro regimes normativos de aposentação,

Leia mais

Evolução Recente da Concessão de Auxílio-doença pelo INSS

Evolução Recente da Concessão de Auxílio-doença pelo INSS Evolução Recente da Concessão de Auxílio-doença pelo INSS Para analisar a série histórica da última década devemos lembrar alguns fatos relevantes que impactaram fortemente a concessão de benefícios de

Leia mais

PREVIDÊNCIA SOCIAL DO SERVIDOR PÚBLICO REFORMA E PERSPECTIVAS LEANDRO MACÊDO

PREVIDÊNCIA SOCIAL DO SERVIDOR PÚBLICO REFORMA E PERSPECTIVAS LEANDRO MACÊDO PREVIDÊNCIA SOCIAL DO SERVIDOR PÚBLICO REFORMA E PERSPECTIVAS LEANDRO MACÊDO 1 REGIME PRÓPRIO: ABRANGÊNCIA DOS MEMBROS DA MAGISTRATURA Art. 40. Aos servidores titulares de cargos efetivos da União, dos

Leia mais

REGRAS DE TRANSIÇÃO PEC 287

REGRAS DE TRANSIÇÃO PEC 287 TEXTO ORIGINAL DA PEC Art. 2º Ressalvado o direito de opção à aposentadoria pelas normas estabelecidas no art. 40 da Constituição, o servidor da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios,

Leia mais

Fernando F. Calazans

Fernando F. Calazans Primeiras impressões do Substitutivo à PEC 287/2016 após aprovação pela Comissão Especial da Câmara dos Deputados Fernando F. Calazans fernandocalazans@adv.oabmg.org.br 22 de junho de 2017 Sumário 1. Principais

Leia mais

APOSENTADORIA DO SERVIDOR PÚBLICO

APOSENTADORIA DO SERVIDOR PÚBLICO «DESCONTO PREVIDENCIÁRIO INFOMATIVO FÓRUM DAS SEÇÕES SINDICAIS DO ANDES SN DAS IEES PARANAENSES» APOSENTADORIA DO SERVIDOR PÚBLICO PRINCIPAIS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELAS EC. Ns. 41/2003 E 47/2005 - quebra

Leia mais

Questão central é: qual o critério de elegibilidade à aposentadoria e forma de determinação de seu valor.

Questão central é: qual o critério de elegibilidade à aposentadoria e forma de determinação de seu valor. Fator Previdenciário: O que se diz dele: Redutor do valor da aposentadoria Injusto, especialmente para quem começa a trabalhar mais cedo Adotado unicamente por razões fiscais conter déficit do INSS O que

Leia mais

AVALIAÇÃO ATUARIAL. Dezembro / 2015

AVALIAÇÃO ATUARIAL. Dezembro / 2015 AVALIAÇÃO ATUARIAL Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Ilhabela ILHABELA PREV Dezembro / 2015 1. OBJETIVO A presente Avaliação Atuarial tem por objetivo determinar: a) o nível

Leia mais

AVALIAÇÃO ATUARIAL. Dezembro / 2014

AVALIAÇÃO ATUARIAL. Dezembro / 2014 AVALIAÇÃO ATUARIAL Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Cândido Mota Dezembro / 2014 1. OBJETIVO A presente Avaliação Atuarial tem por objetivo determinar: a) o nível de contribuição

Leia mais

REQUISITOS PARA APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS

REQUISITOS PARA APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS REQUISITOS PARA APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS Fabiana Martins Maia Advogada Pós-graduanda em Direito Público Assessora Jurídica da Asscontas Em virtude das Emendas Constitucionais que

Leia mais

Nota Técnica: Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016

Nota Técnica: Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016 Nota Técnica: Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016 Proposição: Proposta de Emenda à Constituição nº 287, de 2016 Ementa: Altera os arts. 37, 40, 109, 149, 167, 195, 201 e 203 da Constituição,

Leia mais

FanPage: Theodoro Agostinho Instagram: TheoAgostinho

FanPage: Theodoro Agostinho Instagram: TheoAgostinho Theodoro Vicente Agostinho Doutorando em Direito Previdenciário pela PUC-SP Presidente da Comissão de Regime Próprio da OAB-SP Conselheiro junto ao CARF Conselho Administrativo de Recursos Fiscais FanPage:

Leia mais

A reforma da previdência e a vida das mulheres

A reforma da previdência e a vida das mulheres A reforma da previdência e a vida das mulheres O governo Temer e seus ministros têm anunciado em alto e bom som que irão mudar as regras da seguridade social, o que pode acabar com a possibilidade de muitos

Leia mais

Estamos vivendo a AGEING SOCIETY

Estamos vivendo a AGEING SOCIETY Estamos vivendo a AGEING SOCIETY HC monitora crianças em busca de longevidade - O Estado de São Paulo, 16/09/07. Expectativa de vida de 150 anos (Instituto Barshop - Universidade do Texas EUA) Isto É,

Leia mais

PARECER Nº, DE RELATOR: Senador PAULO DAVIM

PARECER Nº, DE RELATOR: Senador PAULO DAVIM PARECER Nº, DE 2013 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS, em caráter terminativo, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 91, de 2010, do Senador Paulo Paim, que Altera a Lei nº 8.213, de 24 de julho de 1991, para

Leia mais

PREVIDÊNCIA SOCIAL NO BRASIL

PREVIDÊNCIA SOCIAL NO BRASIL 66 SISTEMA PREVIDENCIÁRIO DO BRASIL No Brasil, há benefícios devidos ao segurado e àqueles que dependem do segurado. Para ter direito aos benefícios, é preciso estar inscrito no INSS e manter suas contribuições

Leia mais

SUBSTITUTIVO DA PEC 287/2016 REFORMA DA PREVIDÊNCIA

SUBSTITUTIVO DA PEC 287/2016 REFORMA DA PREVIDÊNCIA SUBSTITUTIVO DA PEC 287/2016 REFORMA DA PREVIDÊNCIA APOSENTADORIA NO RGPS 49 ANOS - Aposentadoria aos 65 anos de idade, para homens e mulheres, e 25 anos de tempo de contribuição; - Valor do benefício:

Leia mais

PARECER ATUARIAL N.º 061/2016 TESOURO MUNICIPAL AMERIPREV MUNICÍPIO DE: AMERICANA - SP DATA BASE: 31/12/2015

PARECER ATUARIAL N.º 061/2016 TESOURO MUNICIPAL AMERIPREV MUNICÍPIO DE: AMERICANA - SP DATA BASE: 31/12/2015 PARECER ATUARIAL N.º 061/2016 TESOURO MUNICIPAL AMERIPREV MUNICÍPIO DE: AMERICANA - SP DATA BASE: 31/12/2015 CURITIBA 23/06/2016 1. INTRODUÇÃO A Lei Municipal n 5.111 de 23/11/2010 e suas alterações, criou

Leia mais

Cumplimiento y Aplicación de las decisiones Judiciales y su impacto en el desarrollo de los Sistemas de Seguridad Social en Iberoamérica

Cumplimiento y Aplicación de las decisiones Judiciales y su impacto en el desarrollo de los Sistemas de Seguridad Social en Iberoamérica Seminario sobre Constitucionalización de la Seguridad Social Cumplimiento y Aplicación de las decisiones Judiciales y su impacto en el desarrollo de los Sistemas de Seguridad Social en Iberoamérica Palestrante:

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL LEI Nº 3.669, DE 15 DE MAIO DE 2009. Aprova tabelas de vencimento e de subsídio dos servidores das categorias funcionais integrantes das carreiras do Plano de Cargos, Empregos

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO N.º 287, DE 2016 (Do Poder Executivo)

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO N.º 287, DE 2016 (Do Poder Executivo) PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO N.º 287, DE 2016 (Do Poder Executivo) Proposta de Emenda à Constituição n.º 287, de 2016 (Reforma da Previdência), que Altera os arts. 37, 40, 42, 149, 167, 195, 201 e

Leia mais

ENTENDENDO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA PARA O SERVIDOR PÚBLICO

ENTENDENDO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA PARA O SERVIDOR PÚBLICO ENTENDENDO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA PARA O SERVIDOR PÚBLICO ANTES DE QUALQUER COISA, É PRECISO ESCLARECER QUE: APOSENTADOS E PENSIONISTAS TAMBÉM SERÃO PREJUDICADOS COM A REFORMA DA PREVIDÊNCIA. O Governo

Leia mais

CARTILHA SOBRE A REFORMA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

CARTILHA SOBRE A REFORMA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL CARTILHA SOBRE A REFORMA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL PARCERIA A presente cartilha tem como objetivo apenas apresentar as propostas veiculadas na PEC nº 287/16. O propósito

Leia mais

REGIME PRÓPRIO DOS SERVIDORES PÚBLICOS

REGIME PRÓPRIO DOS SERVIDORES PÚBLICOS APOSENTADORIA Os servidores serão aposentados e terão os seus proventos calculados e revistos, na forma prevista na Constituição Federal, observadas as normas gerais de previdência estabelecidas em lei

Leia mais

Edição Número 128 de 06/07/2005

Edição Número 128 de 06/07/2005 Atos do Congresso Nacional Edição Número 128 de 06/07/2005 EMENDA CONSTITUCIONAL N o 47 Altera os arts. 37, 40, 195 e 201 da Constituição Federal, para dispor sobre a previdência social, e dá outras providências.

Leia mais

O SISTEMA DE PREVIDÊNCIA BRASILEIRO

O SISTEMA DE PREVIDÊNCIA BRASILEIRO O SISTEMA DE PREVIDÊNCIA BRASILEIRO O Sistema Brasileiro de Previdência é formado por três regimes previdenciários: 1) Regime Geral de Previdência Social (RGPS), a cargo do Instituto Nacional de Seguro

Leia mais

Os sérios desafios da economia. Econ. Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Maio/2016

Os sérios desafios da economia. Econ. Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Maio/2016 Os sérios desafios da economia Econ. Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Maio/2016 1 Os números da economia brasileira que o novo governo precisa enfrentar 11,089 milhões Número de desempregados no Brasil,

Leia mais

Os dois lados da proposta de reforma da previdência

Os dois lados da proposta de reforma da previdência Rede Brasil Atual, 19 de dezembro de 2016 Os dois lados da proposta de reforma da previdência O ministro Meirelles ignora desigualdades sociais e regionais do país ao afirmar que o ponto central da proposta

Leia mais

ENTENDENDO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA PARA O SERVIDOR PÚBLICO

ENTENDENDO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA PARA O SERVIDOR PÚBLICO ENTENDENDO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA PARA O SERVIDOR PÚBLICO ANTES DE QUALQUER COISA, É PRECISO ESCLARECER QUE: APOSENTADOS E PENSIONISTAS TAMBÉM SERÃO PREJUDICADOS COM A REFORMA DA PREVIDÊNCIA. O Governo

Leia mais