LIÇÃO 6 - A INSTITUCIONALIZAÇÃO DA ADORAÇÃO E DO LOUVOR. Prof. Lucas Neto

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LIÇÃO 6 - A INSTITUCIONALIZAÇÃO DA ADORAÇÃO E DO LOUVOR. Prof. Lucas Neto"

Transcrição

1 LIÇÃO 6 - A INSTITUCIONALIZAÇÃO DA ADORAÇÃO E DO LOUVOR Prof. Lucas Neto

2 A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO

3 FINALIDADE DA CONSTRUÇÃO DO TABERNÁCULO PRESTAR CULTO E SERVIÇO AO SENHOR EDUCAÇÃO ESPIRITUAL DO POVO DE ISRAEL INDICAR JESUS CRISTO COMO REI E REDENTOR

4 A GLÓRIA É DE DEUS I ISRAEL, UM POVO CUJO ESTILO DE VIDA RESUME-SE EM ADORAÇÃO

5 O CENTRO RELIGIOSO DE ISRAEL A ordenança de Deus a Moisés para a construção do tabernáculo, (tenda da congregação), a composição da liturgia de sacrifícios, a escolha especial sacerdotal da tribo de Levi para a administração espiritual e litúrgica da Casa do Senhor, consolidou a institucionalização da adoração e louvor do povo de Israel para com Yahweh, o nosso grandioso Deus.

6 A GLÓRIA É DE DEUS I I CRITÉRIOS, NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA ADORAÇÃO EM ISRAEL

7 TIPOS DE SACRIFÍCIOS IDÉIA BÁSICA NOME DO SACRIFÍCIO TEXTO ELEMENTO OFERECIDO OCASIÃO OU MOTIVO Consagração HOLOCAUSTO Lv 1 Macho sem mancha bovino, ovino ou caprino. Pombos ou rolinhas Em um momento de adoração ao Senhor, pela necessidade de consagração pessoal Gratidão OFERTA DOS MANJARES Lv 2 Farinha, bolo ou espigas verdes Ações de graças pelas provisões materiais. Yahweh é um Deus que prover. Comunhão Perdão OFERTA PACÍFICA OFERTA PELO PECADO Lv 3 Lv 4 Macho ou fêmea de bovinos, ovinos ou caprinos, sem mancha ou defeito Novilho, bode ou cabra Pagamento de voto, por bênçãos inesperadas ou por gratidão e louvor. Promovia a amizade entre as pessoas Por quebra de algum mandamento do Senhor; desobediência Restauração OFERTA PELA CULPA Lv Fêmea de gado miúdo (cabra ou cordeira), pombos, rolinhas ou farinha Por algum descuido ou má utilização das coisas sagradas (profanação, juramento falso, etc)

8 SIMBOLISMO ESPIRITUAL DOS SACRIFÍCIOS OFERTA SIMBOLISMO EM CRISTO SIMBOLISMO NA VIDA CRISTÃ HOLOCAUSTO Entrega plena de Cristo à realização do plano do Pai. Entrega de corpo, alma e espírito (Hb 10:1-18) Incentiva o crente a entregar-se sem reservas a Deus. amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo teu coração, alma e poder (Dt 6:5) MANJARES PACÍFICA PECADO CULPA Cristo, a grande provisão de Deus para a humanidade: eu sou o Pão vivo que desceu do céu (Jo 6:51) Cristo o mediador da comunhão entre o homem e Deus. Sendo pois justificados pela fé temos paz com Deus. (Rm 5:1) Jesus a solução para o problema espiritual do ser humano (1Pe 1:17-21) Jesus é aquele que remove a culpa do crente ao incorrer em algum deslize na vida cristã.(1 Jo 2:1-2) Lembra o crente sobre sua responsabilidade social em levantar provisões para com os necessitados (Tg 2:15-17 ) Encoraja uma vida de comunhão com Deus e com os irmãos, pois a comunhão é a marca da igreja. (1 Jo1:7) Orienta o pecador a olhar para Jesus como sendo aquele que tira o pecado do mundo (Jo1:29) Propõe ao cristão a confissão de seus pecados a Jesus e desperta-o a experimentar o tratamento de cristo dado à matriz pecaminosa (1 Jo1:9)

9 CONFIGURAÇÃO DO TABERNÁCULO VISÃO DO TABERNÁCULO CELESTIAL NO MONTE TABERNÁCULO TERRESTRE

10 CONSTRUÇÃO DO TABERNÁCULO Lugar Santo Átrio Santo dos Santos

11 CONFIGURAÇÃO DO TABERNÁCULO Santo dos Santos Átrio Véu Lugar Santo

12 SIGNIFICADO ESPIRITUAL DO TABERNÁCULO ENSINAR SOBRE O PLANO DE SALVAÇÃO PARA UMA COMUNHÃO ETERNA COM DEUS

13 SIGNIFICADO ESPIRITUAL DO TABERNÁCULO UMA VEZ POR ANO O SUMO SACERDOTE ADENTRAVA O SANTO DOS SANTOS PARA O DIA DA EXPIAÇÃO DOS PECADOS DE ISRAEL

14 DESCRITIVO E O SIGNIFICADO ESPIRITUAL DAS PARTES E MOBÍLIA DO PÁTIO DO TABERNÁCULO

15 A CERCA DE LINHO A CERCA DE LINHO FINALIDADE Separar o povo pecador da santidade de Deus. MINISTÉRIO DE CRISTO As iniquidades dos homens fazem separação entre Deus e os homens

16 AS PORTAS DE ENTRADA PORTA DE ENTRADA PORTA DO SANTO DOS SANTOS PORTA DO LUGAR SANTO FINALIDADE A porta do pátio os israelitas a chamavam de o caminho, a porta do lugar santo a chamavam de verdade e a porta do lugar santíssimo de a vida MINISTÉRIO DE CRISTO Jesus disse que Ele era a única porta para a salvação e disse ainda que Ele era o caminho, a verdade e a vida.

17 O ALTAR DE BRONZE FINALIDADE Local onde se realizava o sacrifício do holocausto com a respectiva expiação dos pecados. MINISTÉRIO DE CRISTO Tipifica o sacrifício de Jesus na cruz do calvário onde Cristo foi consumido para redimir os pecados dos homens e salvar a humanidade.

18 A PIA OU BACIA DE BRONZE FINALIDADE Local onde os sacerdotes lavavam suas mãos e seus pés antes de entrar e depois de sair do Lugar Santo como forma de purificação. MINISTÉRIO DE CRISTO Tipifica Jesus, pois, quem crê em Jesus recebe o E.S. O fundo da pia representa o espelho que é a Palavra de Deus e a água o batismo.

19 DESCRITIVO E O SIGNIFICADO ESPIRITUAL DAS PARTES E MOBÍLIA DO LUGAR SANTO DO TABERNÁCULO

20 A MESA DOS PÃES DA PROPOSIÇÃO FINALIDADE Sobre a mesa eram colocados 12 pães sem fermento em duas filas de seis representando as 12 tribos de Israel na presença de Deus. MINISTÉRIO DE CRISTO Jesus se referiu a Ele próprio como o pão da vida e disse que se comermos deste pão, viveremos eternamente.

21 O CANDELABRO DE OURO FINALIDADE Representa a luz de Yahweh iluminando Israel, onde cada uma das hastes representa um dos sete Espírito de Deus: Espírito do Senhor, Sabedoria, Entendimento, Conselho, Fortaleza, conhecimento e temor. MINISTÉRIO DE CRISTO Jesus disse que Ele era Luz do mundo onde as setes hastes representa as sete igrejas do Apocalipse.

22 O ALTAR DE INCENSO FINALIDADE Local onde era queimado o incenso que exalava um agradável aroma no Lugar Santo, significando amor, adoração e gratidão a Deus pelo perdão dos pecados. MINISTÉRIO DE CRISTO Tipifica Jesus como nosso intercessor e representa as nossas orações e culto a Deus que são recebidas pelo Senhor.

23 DESCRITIVO E O SIGNIFICADO ESPIRITUAL DAS PARTES E MOBÍLIA DO LUGAR SANTÍSSIMO DO TABERNÁCULO

24 O VÉU DO SANTO DOS SANTOS O VÉU FINALIDADE Separar a santidade de Deus do homem pecador. MINISTÉRIO DE CRISTO O véu fala do corpo físico de Jesus Cristo. Pela morte de Cristo o véu foi rasgado de cima abaixo onde a presença de Deus foi descoberta e todos são convidados a entrar pelo caminho que Cristo abriu.

25 A ARCA DA ALIANÇA FINALIDADE Representava a Glória de Deus e armazenava as tábuas do dez mandamentos que representa o amor e a justiça de Deus; o pote com o maná que representa a provisão e o cuidado de Deus e bordão de Arão que representa o controle de Deus sobre todas as coisas MINISTÉRIO DE CRISTO Era uma representação de Cristo, onde a madeira de acácia significava a sua natureza humana e o ouro a sua natureza divina.

26 O PROPICIATÓRIO FINALIDADE Era a tampa ou cobertura da arca e representava o trono de Deus e os Querubins representavam o juízo de Yahweh. Era o local onde a Glória de Deus se manifestava conhecida como a SHEKINAH MINISTÉRIO DE CRISTO O Senhor Jesus é o nosso propiciatório

27 SIMBOLISMO EM CRISTO E SIMBOLISMO NA VIDA CRISTÃ DAS PARTES, MÓVEIS E MATERIAIS DO TABERNÁCULO

28 SIMBOLISMO DAS PARTES DO TABERNÁCULO Espaço Simbolismo em Cristo Simbolismo na Vida Cristã Átrio Jesus, o nosso Salvador A experiência da Salvação Lugar Santo Santo dos Santos Jesus o nosso Mediador Jesus o nosso Senhor A experiência da Santificação A experiência da Comunhão

29 SIMBOLISMO DOS MÓVEIS DO TABERNÁCULO Móvel Simbolismo em Cristo Simbolismo na Vida Cristã Altar do Holocausto Pia de Bronze Cristo, O cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo Cristo, a Água da Vida que limpa o crente Necessidade de confissão e busca de perdão Necessidade de santificação diária e purificação pessoal Altar do Incenso Cristo, nosso intercessor Necessidade de vida diária de oração e adoração Mesa dos Pães Cristo Pão Vivo que desceu do Céu, nosso provedor Necessidade de dar graças a Deus pelas provisões diárias Candelabro Cristo a Luz do Mundo Necessidade de testemunhar de Cristo às nações Arca e propiciatório Cristo, o inaugurador da Nova Aliança Necessidade de comunhão com Deus para refletirmos sua glória.

30 SIMBOLISMO DOS MATERIAIS DO TABERNÁCULO Materiais Simbolismo em Cristo Simbolismo na Vida Cristã Cobre, prata, ouro e pedras preciosas Natureza Divina do Senhor Jesus. Sua Realeza e Senhorio Possibilidade de o crente vivenciar as realidades eternas Peles, lã, linho e madeira Natureza humana do Senhor Jesus. Seu sofrimento Corporeidade do crente e a razão para sua dependência de Deus

31 O CHAMADO PARA O SACERDÓCIO O TABERNÁCULO ARÃO E SEUS FILHOS ESCOLHIDOS PARA O SACERDÓCIO LEI DE MOISÉS LEVITAS

32 O MINISTÉRIO BASE DOS SACERDOTES OFERECER SACRIFÍCIOS ABENÇOAR OS ISRAELITAS ENSINAR A LEI E JULGAR OS CASOS REALIZAR OS RITOS CERIMONIAIS DO TABERNÁCULO

33 O MINISTÉRIO BASE DO SUMO SACERDOTE REALIZAR AS FESTIVIDADES DIA DA EXPIAÇÃO PRESIDIR O SINÉDRIO ORGANIZAR AS FUNÇÕES ECLESIÁSTICAS E PROTEGER A INSTITUIÇÃO RELIGIOSA

34 FUNÇÕES DA VESTE SACERDOTAL

35 SIGNIFICADO DE CADA PEÇA DA VESTE SACERDOTAL

36 SIGNIFICADO DA MITRA MITRA Era uma espécie de turbante que possuía uma lâmina de ouro com as palavras Santidade do Senhor que proclamava que a santidade é indispensável para prestar culto a Deus.

37 SIGNIFICADO PEDRAS DE ÔNIX PEDRAS DE ÔNIX Cada pedra trazia gravada seis dos nomes das tribos representando a todo o Israel no ministério da mediação bem como a sustentação dessa nação em Cristo.

38 SIGNIFICADO DA ESTOLA SACERDOTAL ESTOLA SACERDOTAL Era uma espécie de corselete preso por um cinto e ombreiras

39 SIGNIFICADO DO PEITORAL PEITORAL Era uma bolsa quadrada de 20 cm com doze pedras de diferentes tipos e cores. Cada pedra tinha um nome da tribo de Israel e por estar sobre o peito e coração do Sumo sacerdote lembrava a representatividade de reflexão e do amor do Senhor a Israel.

40 SIGNIFICADO DO URIM E TUMIM URIM E TUMIM Estas pedras tinham significados diferentes o Urim - Luzes e Tumim - perfeições. Eram duas pedrinhas, uma indicando resposta negativa e a outra positiva que lançadas ao acaso indicava uma resposta para uma consulta feita ao Senhor.

41 SIGNIFICADO DO CINTURÃO CINTURÃO Utilizado como elemento de fixação das vestes como todo significando preparação para o serviço.

42 SIGNIFICADO DO MANTO AZUL TÚNICA OU MANTO AZUL O manto azul que simbolizava Cristo como nosso Sumo Sacerdote no céu se estendia do pescoço até aos joelhos sendo as suas orlas adornadas alternadamente com campainhas de ouro que representavam os dons do Espírito e romãs azuis que representavam o fruto do Espírito. Como a romã tem muitas sementes, é considerada símbolo de vida frutífera e os sinos eram para indicar que o Sumo Sacerdote estava vivo quando adentrava o Santo dos Santos do tabernáculo.

43 SIGNIFICADO TÚNICA BRANCA TÚNICA BRANCA Representava a pureza como elemento essencial para prestar culto ao Senhor e a justiça de Cristo

44 VESTES DOS SACERDOTES Mitra Branca Túnica Branca Cinta TÚNICA BRANCA, CINTA E MITRA Os sacerdotes utilizavam como vestes uma túnica branca, fixado por uma cinta e um mitra branca sobre a cabeça

45 CRISTO NOSSO SUMO SACERDOTE CONSAGRADO COM UM JURAMENTO ESCOLHIDO POR DEUS JESUS NÃO TEM PECADO OFERECIMENTO PERFEITO E DEFINITIVO SACERDÓCIO INALTERÁVEL ELE INTERCEDE CONTINUAMENTE POR NÓS ELE É O ÚNICO MEDIADOR ENTRE DEUS E O HOMEM

46 A GLÓRIA É DE DEUS I I I A INSTITUCIONALIZAÇÃO DA FÉ HOJE

47 CARACTERÍSTICAS IGREJA DO SÉCULO 21 GRUPOS SE APODERAM DA ADMINISTRAÇÃO VISÃO FINANCEIRA E EMPRESARIAL ADMINISTRAÇÃO RELIGIÃO DE MERCADO MULTIPLICIDADE DE DENOMINAÇÕES

48 CARACTERÍSTICAS IGREJA SÉCULO 21 A PALAVRA RETIRADA DO PÚLPITO LITURGIA ABSORÇÃO DA POLÍTICA PARTIDÁRIA ATIVIDADES MERCADOLÓGICAS

49 A IGREJA FIEL AO SENHOR Apesar dessas mazelas impregnadas em muitas igrejas do século 21, não podemos generalizar e nem deixar de mencionar que em nosso tempo ainda existem igrejas que guardam uma perfeita sintonia com as características da igreja do primeiro século, porém, são raras, o que não deixa de alegrar o nosso coração em saber que ainda existem homens chamados, vocacionados, consagrados e fiéis ao Senhor, e que guardam uma obediência incondicional aos preceitos bíblicos, ou seja, à vontade do Senhor.

50 O PERFIL DESEJADO IGREJA SÉC. 21 PROMOVER UM AVIVAMENTO ESPIRITUAL SER UM AGENTE TRANSFORMADOR

51 A GLÓRIA É DE DEUS IV CONCLUSÃO

52 SOU A HABITAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO O tabernáculo para os israelitas da antiga aliança foi estabelecido para que eles compreendesse o único caminho da salvação e de uma comunhão eterna com Deus. Hoje não precisamos construir tabernáculo e nem fabricar os seus utensílios, e tampouco realizar os rituais e cerimoniais de sacrifícios, expiações, etc. Hoje nós somos o próprio tabernáculo e morada do Espírito Santo. Jesus Cristo é o único Senhor e Salvador da humanidade, o Caminho a Verdade e a Vida.

53 A GLÓRIA É DE DEUS ESTE TRABALHO FOI FEITO PARA A HONRA E GLÓRIA DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO. A TODOS MUITO OBRIGADO! youtube.com/proflucasnetooficial facebook.com/proflucasneto

A GLÓRIA É DE DEUS ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - 4º TRIMESTRE / REVISTA CPAD - JOVENS

A GLÓRIA É DE DEUS ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - 4º TRIMESTRE / REVISTA CPAD - JOVENS ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - 4º TRIMESTRE / 2016 - REVISTA CPAD - JOVENS LIÇÕES BÍBLICAS EM ESPÍRITO E EM VERDADE A ESSÊNCIA DA ADORAÇÃO CRISTÃ LIÇÃO 6 A INSTITUCIONALIZAÇÃO DA ADORAÇÃO E DO LOUVOR INTRODUÇÃO

Leia mais

Versão Português. Para uso pessoal apenas

Versão Português. Para uso pessoal apenas Versão Português Para uso pessoal apenas Assim diz o Senhor: Israel é meu filho, meu primogênito; e eu te tenho dito: Deixa ir: meu filho, para que me sirva. Éxodo 4:22,23 Depois foram Moisés e Arão e

Leia mais

O TABERNÁCULO Lição 41

O TABERNÁCULO Lição 41 O TABERNÁCULO Lição 41 1 1. Objetivos: Ensinar que Deus deu aos israelitas instruções especificas para construiu o Tabernáculo em que eles iam prestar cultos. Ensinar que Deus nos dá instruções específicas

Leia mais

III O TABERNÁCULO Heb 8:2; 9:1-7 Êxodo 25-31; 35-40

III O TABERNÁCULO Heb 8:2; 9:1-7 Êxodo 25-31; 35-40 III O TABERNÁCULO Heb 8:2; 9:1-7 Êxodo 25-31; 35-40 - O tabernáculo israelita x o maior e mais perfeito tabernáculo (Hb 9:11): Hebreus afirma que o tabernáculo israelita era figura do verdadeiro (Hb 9:4),

Leia mais

Sinais de adoração para uma Nova Aliança Hebreus 9:1-10

Sinais de adoração para uma Nova Aliança Hebreus 9:1-10 Sinais de adoração para uma Nova Aliança Hebreus 9:1-10 O Tabernáculo Santo dos Santos Mesa dos pães da presença O Candelabro Arca da Aliança Lugar Santo Mesa dos pães Mesa do incenso O véu O Santo dos

Leia mais

Vida Cristã e Santificação. PROFESSORES Pb. André Sem. Francisco

Vida Cristã e Santificação. PROFESSORES Pb. André Sem. Francisco Vida Cristã e Santificação PROFESSORES Pb. André Sem. Francisco Estudo do livro de Levítico Aulas Descrição Texto Bíblico Professor 01 Introdução ao livro de Levítico Lv 1-7 Francisco 02 Bases da Santificação:

Leia mais

LIÇÃO 7 A NECESSIDADE DO NOVO NASCIMENTO. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 7 A NECESSIDADE DO NOVO NASCIMENTO. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 7 A NECESSIDADE DO NOVO NASCIMENTO Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO A SALVAÇÃO EM CRISTO JESUS A Salvação é um ato do amor de Deus para com os homens, sendo uma manifestação da sua

Leia mais

UM LUGAR DE ADORAÇÃO A DEUS NO DESERTO

UM LUGAR DE ADORAÇÃO A DEUS NO DESERTO UM LUGAR DE ADORAÇÃO A DEUS NO DESERTO Escola Bíblica Dominical Lição 09 1º trimestre 2014 Para : 02/03/2014 Produção de Slide : TEXTO ÁUREO : E me farão um santuário, e habitarei no meio deles (Êxodo

Leia mais

A História da Redenção em Levítico

A História da Redenção em Levítico LEVITICO A História da Redenção em Levítico Levítico Hebreus Wayyiqra (Chamou o Senhor) Septuaginta Levítico (Devido a ênfase dada sobre o sacerdócio) Ênfase na Pessoa de Deus Santidade e provisão de Deus

Leia mais

LIÇÃO 9 A MISSÃO ENSINADORA DA IGREJA. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 9 A MISSÃO ENSINADORA DA IGREJA. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 9 A MISSÃO ENSINADORA DA IGREJA Prof. A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO O MINISTÉRIO TRÍPLICE DE JESUS Jesus Cristo em seu ministério tríplice pregou, curou e ensinou, mas o ensino foi a atividade mais

Leia mais

Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20.

Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20. Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20. Objetivo do encontro: Despertar amor a Eucaristia e a participação da santa missa, onde o sacramento é oferecido. Texto: Ë o sacramento pelo qual participamos,

Leia mais

Santuário ATIVIDADES MISSIONÁRIAS. N 51 Ano 4/2016 2ª Edição

Santuário ATIVIDADES MISSIONÁRIAS.  N 51 Ano 4/2016 2ª Edição N 51 Ano 4/2016 2ª Edição Santuário Ministério dos Desbravadores Divisão Sul-Americana Igreja Adventista do Sétimo Dia mundodasespecialidades mundodasespecialidades@hotmail.com mundodasespecialidades EXPEDIENTE

Leia mais

REGULAMENTO OFICIAL. Alfabeto Bíblico

REGULAMENTO OFICIAL. Alfabeto Bíblico REGULAMENTO OFICIAL Alfabeto Bíblico Tem como objetivo levar o competidor a encontrar na Bíblia versículos que comecem com cada letra do alfabeto da língua portuguesa e contenham em seu texto, uma palavra-chave,

Leia mais

O Livro de Levítico # 19 A remoção do pecado - Levítico 16 A REMOÇÃO DO PECADO Levítico 16

O Livro de Levítico # 19 A remoção do pecado - Levítico 16 A REMOÇÃO DO PECADO Levítico 16 A REMOÇÃO DO PECADO Levítico 16 Chegamos agora ao que, para nós, pode ser considerado o capítulo central do livro de Levítico - o coração do livro da lei levítica - Lv 16. Muitos estudiosos contemporâneos

Leia mais

LIÇÃO 3 - O DIA DO SENHOR. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 3 - O DIA DO SENHOR. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 3 - O DIA DO SENHOR Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO O DIA DO SENHOR EM TODAS AS ÉPOCAS O dia do Senhor representou para Judá e Israel um severo julgamento devido a altivez humana que

Leia mais

LIÇÃO 8 UM CONVITE DE SALVAÇÃO. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 8 UM CONVITE DE SALVAÇÃO. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 8 UM CONVITE DE SALVAÇÃO Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO A SALVAÇÃO EM CRISTO JESUS A Salvação é um ato do amor de Deus para com os homens, sendo uma manifestação da sua graça, misericórdia

Leia mais

LEVÍTICO INTRODUÇÃO DIVISÃO FATOS IMPORTANTES

LEVÍTICO INTRODUÇÃO DIVISÃO FATOS IMPORTANTES LEVÍTICO INTRODUÇÃO DIVISÃO FATOS IMPORTANTES LEVÍTICO Levítico ( a respeito dos levitas ): Para quem foi escrito este livro? Para os israelitas. Por quem foi escrito (autor)? Moisés. Em qual momento histórico?

Leia mais

Nosso Ministério Sacerdotal

Nosso Ministério Sacerdotal As 3 pedras fundamentais para o ministério do povo de Deus são: O SACERDÓCIO de todos os discípulos de Jesus Os DONS DO ESPÍRITO SANTO manifestos em cada discípulo O EXEMPLO E MODELO de Jesus como servo

Leia mais

O JOGO DO TABERNÁCULO PARTIDA

O JOGO DO TABERNÁCULO PARTIDA O JOGO DO TABERNÁCULO PARTIDA 1. Você está chegando ao Tabernáculo. Avance 2 casas. 2. Você está bem perto da entrada do Tabernáculo. Diga para todos: O Tabernáculo era uma grande cabana onde o povo de

Leia mais

LIÇÃO 10 A DIMENSÃO PRESENTE E FUTURA DO REINO. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 10 A DIMENSÃO PRESENTE E FUTURA DO REINO. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 10 A DIMENSÃO PRESENTE E FUTURA DO REINO Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO A DIMENSÃO DO REINO DE DEUS O Reino de Deus é adimensional existindo por si só no plano espiritual e material.

Leia mais

LIÇÃO 13 - UMA VIDA DE FRUTIFICAÇÃO. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 13 - UMA VIDA DE FRUTIFICAÇÃO. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 13 - UMA VIDA DE FRUTIFICAÇÃO Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO AMOR É A BASE DO FRUTO DO ESPÍRITO Como cristãos o nosso viver é Cristo e assim seremos coparticipantes de sua natureza

Leia mais

O OFÍCIO SACERDOTAL.

O OFÍCIO SACERDOTAL. O OFÍCIO SACERDOTAL. Os sacerdotes eram os ministros responsáveis pelos principais atos do culto judaico no tabernáculo e no templo. Eles sacrificavam os animais levados pelo povo, buscando, assim, o perdão

Leia mais

A Bíblia Inteira num Ano

A Bíblia Inteira num Ano A Bíblia Inteira num Ano Lição 4 O Livro de Levítico Onde há espaços para preencher, por favor escreva a Escritura mencionada nas suas próprias palavras. 1. O Livro Este livro foi nomeado para os Levitas

Leia mais

Sacramentos. Aula 23/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira

Sacramentos. Aula 23/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Sacramentos Aula 23/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Sacramentos O que são os sacramentos? Sacramento é derivado do latim sacramentum, era utilizado no meio militar correspondendo a juramento

Leia mais

! O CÓDIGO DE SANTIDADE

! O CÓDIGO DE SANTIDADE UMA VIDA QUE HONRA A DEUS Levítico 17 Lv 17.11 Pois a vida da carne está no sangue, e eu o dei a vocês para fazerem O CÓDIGO DE SANTIDADE Levítico 17 está estrategicamente localizado na abertura da segunda

Leia mais

O TABERNÁCULO. A Casa de Deus levada pelos homens através do deserto. Encontre respostas para estas perguntas

O TABERNÁCULO. A Casa de Deus levada pelos homens através do deserto. Encontre respostas para estas perguntas A Casa de Deus levada pelos homens através do deserto Encontre respostas para estas perguntas O q u e e r a o T a b e r- n á c u l o? O q u e h a v i a d e n t r o d e l e? Q u e m e r a m o s s a- c e

Leia mais

Cristologia SEFO Igreja Evangélica Assembleia de Deus Ministério Madureira Campo de Mogi das Cruzes

Cristologia SEFO Igreja Evangélica Assembleia de Deus Ministério Madureira Campo de Mogi das Cruzes Cristologia SEFO 2013 Por Fábio 4ª Codo Aula Igreja Evangélica Assembleia de Deus Ministério Madureira Campo de Mogi das Cruzes E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação

Leia mais

NO PERDÃO DOS PECADOS

NO PERDÃO DOS PECADOS CREMOS IEADEM NO PERDÃO DOS PECADOS, NA SALVAÇÃO PRESENTE E PERFEITA E NA ETERNA JUSTIFICAÇÃO DA ALMA RECEBIDOS GRATUITAMENTE DE DEUS PELA FÉ NO SACRIFÍCIO EFETUADO POR JESUS CRISTO EM NOSSO FAVOR (AT

Leia mais

SÍNTESE DO VELHO TESTAMENTO LEVÍTICO. Professora Sara Victalino Gueiros Dodd

SÍNTESE DO VELHO TESTAMENTO LEVÍTICO. Professora Sara Victalino Gueiros Dodd 0 SÍNTESE DO VELHO TESTAMENTO LEVÍTICO Professora Sara Victalino Gueiros Dodd Instituto Bíblico da Igreja Cristã Maranata 2016 Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada desta publicação,

Leia mais

Prof. Robert Amorim Escola do Chamado - 1

Prof. Robert Amorim Escola do Chamado -  1 Prof. Robert Amorim Escola do Chamado - http://escoladochamado.com.br 1 A Escola do Chamado A Escola do Chamado é uma escola teológica online para ajudar cristãos a cumprirem o seu chamado. É um blog com

Leia mais

Jesus Prepara sua Morte

Jesus Prepara sua Morte Jesus Prepara sua Morte Texto base Marcos 14. 15-20 Introdução Jesus é ungido em Betânia Marcos 14. 3.9 Quais as características do gesto (Obra) dessa mulher: - Amor... v3 - Sacrifício... - Fé - Oportuna...

Leia mais

A aflição no Egito. A servidão O preparo de Moisés As pragas O endurecimento de Faraó

A aflição no Egito. A servidão O preparo de Moisés As pragas O endurecimento de Faraó A aflição no Egito A servidão O preparo de Moisés As pragas O endurecimento de Faraó A Instituição da Páscoa A partida apressada do Egito A travessia do Mar Vermelho O Cântico de Moisés e a Celebração

Leia mais

...sendo uma vez filho, sempre será um filho...mas onde repousa a tua segurança? Hebreus 6:13-20

...sendo uma vez filho, sempre será um filho...mas onde repousa a tua segurança? Hebreus 6:13-20 ...sendo uma vez filho, sempre será um filho......mas onde repousa a tua segurança? Hebreus 6:13-20 1. Ela deve repousar na confiável Palavra de Deus a. Sua promessas não são bloqueadas pelos limites humanos.

Leia mais

Qual é a nossa posição diante do Eterno?

Qual é a nossa posição diante do Eterno? Qual é a nossa posição diante do Eterno? O Tabernáculo (Mikdash em hebraico significa santuário, tabernáculo) nos fala sobre muitas coisas e a principal delas é mostrar-nos a nossa posição em relação à

Leia mais

LIÇÃO 5 A IDENTIDADE DO ESPÍRITO SANTO. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 5 A IDENTIDADE DO ESPÍRITO SANTO. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 5 A IDENTIDADE DO ESPÍRITO SANTO Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO O ESPÍRITO SANTO É DEUS A Santa Bíblia nos apresenta de forma detalhada o Espírito Santo como Deus e com características

Leia mais

LIÇÃO 9 NA IGREJA A FAMÍLIA ESPIRITUAL. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 9 NA IGREJA A FAMÍLIA ESPIRITUAL. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 9 NA IGREJA A FAMÍLIA ESPIRITUAL Prof. A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO UM ORGANISMO VIVO A igreja é um organismo vivo e divino que prega a salvação em Jesus Cristo de modo a levar os salvos para a

Leia mais

CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA

CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA 17-03-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze A Igreja no desígnio de Deus O que significa a palavra Igreja? Designa o povo que Deus convoca e reúne de todos os

Leia mais

LIÇÃO 3 A SEGUNDA VINDA DE CRISTO O ARREBATAMENTO DA IGREJA. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 3 A SEGUNDA VINDA DE CRISTO O ARREBATAMENTO DA IGREJA. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 3 A SEGUNDA VINDA DE CRISTO O ARREBATAMENTO DA IGREJA Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO O ARREBATAMENTO DA IGREJA O arrebatamento da igreja do Senhor Jesus, será o mais extraordinário

Leia mais

Reforma Protestante

Reforma Protestante Reforma Protestante Penitências são atos como: jejuns, vigílias, peregrinações que os fiéis ou a Igreja oferecem à Deus ao Pai Criador, como provas de que estão arrependidos dos seus pecados; praticados

Leia mais

LIÇÃO 4 O SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 4 O SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 4 O SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO JESUS, O FILHO DE DEUS Jesus é um Deus que se fez carne e habitou entre nós para salvar a humanidade. Nesta lição

Leia mais

CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO

CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO ETERNIDADE DEUS PAI LOGUS ESPIRITO SANTO A TRINDADE 1Jo.5.7 LOGUS QUER DIZER PALAVRA OU VERBO SE REFERE AO FILHO NA ETERNIDADE I - SUA PRÉ-EXISTÊNCIA 1 - SUA EXISTÊNCIA

Leia mais

A Liturgia como comunicação do Amor de Deus

A Liturgia como comunicação do Amor de Deus A Liturgia como comunicação do Amor de Deus A Liturgia - O Que é a Liturgia - Quem se comunica pela Liturgia. Como comunicação do amor de Deus - Como se deu essa comunicação de Amor. - Como ela se realiza.

Leia mais

COMUNIDADE EVANGÉLICA SARA NOSSA TERRA CURSO DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO PASTORAL PANORÂMICA BÍBLICO I

COMUNIDADE EVANGÉLICA SARA NOSSA TERRA CURSO DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO PASTORAL PANORÂMICA BÍBLICO I COMUNIDADE EVANGÉLICA SARA NOSSA TERRA CURSO DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO PASTORAL PANORÂMICA BÍBLICO I Errol Fernando Zepka Pereira Junior Julia Campelo Maich Resenha do livro CONHECENDO A GLÓRIA DE

Leia mais

IMPUTAÇÃO DE NOSSO PECADO ENCONTRANDO O VERDADEIRO QUE PRODUZ A SOBRA O FIM DA LEI É CRISTO

IMPUTAÇÃO DE NOSSO PECADO ENCONTRANDO O VERDADEIRO QUE PRODUZ A SOBRA O FIM DA LEI É CRISTO IMPUTAÇÃO DE NOSSO PECADO ENCONTRANDO O VERDADEIRO QUE PRODUZ A SOBRA O FIM DA LEI É CRISTO (Hebreus 10:1) - PORQUE tendo a lei a sombra dos bens futuros, e não a imagem exata das coisas, nunca, pelos

Leia mais

Ano Litúrgico Ano C

Ano Litúrgico Ano C Ano Litúrgico 2009-2010 Ano C TEMPO DO ADVENTO 29/11 1º Domingo do Advento A redenção está próxima. Jeremias 33,14-16; Salmo 25(24); 1 Tessalonicenses 3,12-4,2; Lucas 21,25-28. 34-36 6/12 2º Domingo do

Leia mais

OS TRÊS OFÍCIOS DE CRISTO

OS TRÊS OFÍCIOS DE CRISTO VASOS DE OURO Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém. 2 Pe. 3:18 CRISTOLOGIA OS TRÊS OFÍCIOS

Leia mais

IGREJA E CULTO. Por que me importar? Presb. José Cordeiro Neto» Presb. Lúcio Mafra Teixeira

IGREJA E CULTO. Por que me importar? Presb. José Cordeiro Neto» Presb. Lúcio Mafra Teixeira AULA 7 CULTO: CRESCENDO JUNTOS NA ALEGRIA, NA COMUNHÃO E NA ADORAÇÃO A DEUS IGREJA E CULTO Por que me importar? Presb. José Cordeiro Neto» Presb. Lúcio Mafra Teixeira EBD CONSOLIDAÇÃO 2015 O Ano da Adoração

Leia mais

Aula 10. 2º Semestre. Hebreus 1-10

Aula 10. 2º Semestre. Hebreus 1-10 Novo Testamento Aula 10 2º Semestre Hebreus 1-10 Lição 46 Prossigamos até a perfeição Lição 47 Pelo Sangue Sereis Santificados Hebreus Escrito por Paulo Aprox. 67 ou 68 AD Pois Paulo morreu em 68AD Hebreus

Leia mais

1. Disse Jesus: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim jamais terá sede. Jo 6,35

1. Disse Jesus: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim jamais terá sede. Jo 6,35 1. Disse Jesus: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim jamais terá sede. Jo 6,35 Senhor Jesus, Tu tens palavras de vida eterna e Tu revelas-te a nós como Pão da vida

Leia mais

A ALIANÇA ENTRE DEUS E O HEBREUS. Eu os farei meu povo e serei o vosso Deus. Ex 6.7

A ALIANÇA ENTRE DEUS E O HEBREUS. Eu os farei meu povo e serei o vosso Deus. Ex 6.7 A ALIANÇA ENTRE DEUS E O HEBREUS Eu os farei meu povo e serei o vosso Deus. Ex 6.7 A ALIANÇA ENTRE DEUS E OS HEBREUS Os Sacrifícios A ratificação da Aliança ensinou que um povo disposto a fazer a vontade

Leia mais

Pois olhou do alto do seu santuário; dos céus olhou o Senhor para a terra, (Sl 102:19)

Pois olhou do alto do seu santuário; dos céus olhou o Senhor para a terra, (Sl 102:19) O TABERNÁCULO CELESTIAL A iniciativa de habitar entre os homens foi divina. Deus sempre desejou estar entre o seu povo e ter comunhão com ele. No entanto, o Lugar onde Deus deve habitar tem de obedecer

Leia mais

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO Copyright 2005 - Libreria Editrice Vaticana «Motu Proprio» Introdução PRIMEIRA PARTE - A PROFISSÃO DA FÉ Primeira Secção: «Eu

Leia mais

LIÇÃO 4 COMO PUDE DESPERDIÇAR OS MEUS TALENTOS. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 4 COMO PUDE DESPERDIÇAR OS MEUS TALENTOS. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 4 COMO PUDE DESPERDIÇAR OS MEUS TALENTOS Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO SANSÃO PEQUENO SOL Sansão cujo nome significa "pequeno sol" foi chamado por Deus para ser juiz da nação israelita

Leia mais

Lição 16. É um sábado. de descanso. para vós, e afligireis as. vossas almas; isto é. estatuto perpétuo

Lição 16. É um sábado. de descanso. para vós, e afligireis as. vossas almas; isto é. estatuto perpétuo Os Mistérios de Deus Estudo Bíblico Lição 16 É um sábado de descanso para vós, e afligireis as vossas almas; isto é estatuto perpétuo Levíticos 16:31 Esta publicação não é para ser vendida ou negociada

Leia mais

«Jesus, lembra-te de mim quando entrares no Teu reino». Ele respondeu-lhe : «Em verdade te digo : Hoje estarás comigo no Paraíso».(Lc.23,42-43).

«Jesus, lembra-te de mim quando entrares no Teu reino». Ele respondeu-lhe : «Em verdade te digo : Hoje estarás comigo no Paraíso».(Lc.23,42-43). «Jesus, lembra-te de mim quando entrares no Teu reino». Ele respondeu-lhe : «Em verdade te digo : Hoje estarás comigo no Paraíso».(Lc.23,42-43). ********************** Como definição simples, a Graça é

Leia mais

Aula 2. Até sexta, pela Graça de Deus, bons estudos.

Aula 2. Até sexta, pela Graça de Deus, bons estudos. Aula 2 Prezados professores, estou enviando os slides ( texto definitivo) da nossa aula 2 baseada nos capítulos 2, 10 e 12 do nosso livro e na nossa confissão de fé. Sugerimos que leiam novamente os três

Leia mais

ESCOLA BÍBLICA I.E. SOS JESUS

ESCOLA BÍBLICA I.E. SOS JESUS Data: 01/02/09 Aula 01 AS VESTES SACERDOTAIS O Sumo Sacerdote I - O que era um sacerdote: Era um ministro investido da autoridade, isto é, autorizado diante de Deus a interceder em favor do povo. Servia

Leia mais

conheça sua Bíblia Estudos Panorâmicos no AT e NT TODA QUINTA-FEIRA - DAS 19H30 ÀS 21H - RUA JOSÉ ALVES GUEDES, 1332 - JD. SONIA JAGUARIÚNA/SP

conheça sua Bíblia Estudos Panorâmicos no AT e NT TODA QUINTA-FEIRA - DAS 19H30 ÀS 21H - RUA JOSÉ ALVES GUEDES, 1332 - JD. SONIA JAGUARIÚNA/SP TODA QUINTA-FEIRA - DAS 19H30 ÀS 21H - RUA JOSÉ ALVES GUEDES, 1332 - JD. SONIA JAGUARIÚNA/SP Êxodo! DATA: 1445 a.c.; na caminhada pelo deserto do Sinai. NOME: No hebraico Shemot, nomes, e no grego Êxodo,

Leia mais

SOM DO LIVRO QUE TRÁS ATÉ SI O LIVRO MAIS LIDO EM TODO O. Chegamos ao capítulo 36 de Êxodo. E voltamos ao assunto do

SOM DO LIVRO QUE TRÁS ATÉ SI O LIVRO MAIS LIDO EM TODO O. Chegamos ao capítulo 36 de Êxodo. E voltamos ao assunto do REFERÊNCIA: Êxodo 36-37 Data de Gravação: 12.02.03 PRODUTOR: Paulo Chaveiro Locução: Paulo Chaveiro OLÁ! CARO AMIGO/ EU SOU PAULO CHAVEIRO E ESTE É O PROGRAMA O SOM DO LIVRO QUE TRÁS ATÉ SI O LIVRO MAIS

Leia mais

Uma voz a ser levada a sério até o fim

Uma voz a ser levada a sério até o fim Uma voz a ser levada a sério até o fim Hebreus 3:7 a 4:13 I. Uma voz ignorada no passado fé e gratidão 1. Deus podia ter feito diferente. 2. Deus podia ter feito melhor. 3. Deus podia ter feito do meu

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE

CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE AULA 6: SOTERIOLOGIA Baseado em Jeremias 9: 24, a Igreja Pentecostal Deus é Amor oferece a você, obreiro, a oportunidade aprofundar seu conhecimento na palavra de Deus

Leia mais

História e Ministério

História e Ministério História e Ministério 1 - Ministério e propósito 2 - Resumo da história da Igreja 3 - Responsabilidades espirituais e oficiais 4 - Documentos relevantes 1. MINISTERIO E PROPÓSITO O Ministério da Igreja

Leia mais

ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 6ºs ANOS

ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 6ºs ANOS COLÉGIO SALESIANO DOM BOSCO. ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 6ºs ANOS TEMA: OS RITOS E OS RITUAIS : OS SETE SACRAMENTOS DA IGREJA. CAPÍTULOS 9 AO 12 DO LIVRO DIDÁTICO (RSE). Professor: Roberto

Leia mais

Objetos e Paramentos Litúrgicos

Objetos e Paramentos Litúrgicos 1 Objetos e Paramentos Litúrgicos Objetos Litúrgicos: não são apenas coisas concretas, são sinais, por isso transmitem mensagem, não só pela presença deles, mas pelo modo como são utilizados ou conservados.

Leia mais

Panorama do Antigo Testamento. Escola Bíblica IECI 1º Semestre de 2015 Aula 2

Panorama do Antigo Testamento. Escola Bíblica IECI 1º Semestre de 2015 Aula 2 Panorama do Antigo Testamento Escola Bíblica IECI 1º Semestre de 2015 Aula 2 Divisão Mais Usual PENTATEUCO HISTÓRICOS POÉTICOS Maiores PROFÉTICOS Menores Gn Ex Lv Nm Dt Js Jz Rt 1 Sm 2 Sm 1 Re 2 Re 1 Cr

Leia mais

Guerra de ofertas. Guerra de ofertas Contextualização. Santa Convocação

Guerra de ofertas. Guerra de ofertas Contextualização. Santa Convocação Santa Convocação - 2016 Santa Convocação - 2016 1 Contextualização Conflito nos céus; Queda de lúcifer; Mandato de domínio; Queda do homem; Comprometimento do MD; Santa Convocação - 2016 2 1 Início Deus

Leia mais

Liturgia no Antigo Testamento

Liturgia no Antigo Testamento Liturgia no Antigo Testamento Grupo 1: Alvimar Vera Lúcia Eduardo Araújo Prof: Márcio leitão Disciplina: Liturgia Liturgia no AT = liturgia judaica; Liturgia (Culto) estudado é o Antigo Testamento; Culto

Leia mais

SOBRE O CENÁCULO Mencionado na Mensagem de

SOBRE O CENÁCULO Mencionado na Mensagem de 1 Áudio da Mensagem de Manoel de Jesus, de 28.08.2017 convertido em texto, SOBRE O CENÁCULO Mencionado na Mensagem de 21.08.2017 28.08.2017 Chamado de Amor e de Conversão do Coração Doloroso e Imaculado

Leia mais

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL ESTUDO 7 satanás como acusador O mundo, a carne e o diabo Palavra Viva O mundo, a carne e o diabo SANTIFICAÇÃO Nossos três grandes inimigos: O M U N D O A C A R N E O D I A B O

Leia mais

O que deve representar para nós evangélicos o Ano Novo. Êxodo e Pr. Fernando Fernandes. PIB em Penápolis, 02/01/2011

O que deve representar para nós evangélicos o Ano Novo. Êxodo e Pr. Fernando Fernandes. PIB em Penápolis, 02/01/2011 O que deve representar para nós evangélicos o Ano Novo Êxodo 12.1-2 e 23.15 Pr. Fernando Fernandes PIB em Penápolis, 02/01/2011 Deus ordena que o seu povo reinicie a contagem dos anos a partir da saída

Leia mais

Ao estudar Gálatas 3:15-20, temos que ter em conta o significado e o uso que Pablo dá a três termos: Promessa, pacto e lei.

Ao estudar Gálatas 3:15-20, temos que ter em conta o significado e o uso que Pablo dá a três termos: Promessa, pacto e lei. Lição 6 para 5 de agosto de 2017 Ao estudar Gálatas 3:15-20, temos que ter em conta o significado e o uso que Pablo dá a três termos: Promessa, pacto e lei. Irmãos, como homem falo; se a aliança de um

Leia mais

LIÇÃO 12 UM CHAMADO PARA SER DISCÍPULO. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 12 UM CHAMADO PARA SER DISCÍPULO. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 12 UM CHAMADO PARA SER DISCÍPULO Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO A NATUREZA DIVINA DO DISCÍPULO DE CRISTO O discípulo de Cristo deve ter em mente a condição de consolidar em seu ser

Leia mais

http://livrosgospel.net http://livrosevangelicos.org Livros gospel e estudos bíblicos grátis, livros de ultilidades gerais e produtos diversos

http://livrosgospel.net http://livrosevangelicos.org Livros gospel e estudos bíblicos grátis, livros de ultilidades gerais e produtos diversos http://livrosgospel.net http://livrosevangelicos.org Livros gospel e estudos bíblicos grátis, livros de ultilidades gerais e produtos diversos TIPOLOGIA INTRODUÇÃO É de grande valor e necessidade, também

Leia mais

1ª Leitura - Ml 3,1-4

1ª Leitura - Ml 3,1-4 1ª Leitura - Ml 3,1-4 O Senhor a quem buscais, virá ao seu Templo. Leitura da Profecia de Malaquias 3,1-4 Assim diz o Senhor: 1Eis que envio meu anjo, e ele há de preparar o caminho para mim; logo chegará

Leia mais

LIÇÃO 13 O JOVEM PASTOR. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 13 O JOVEM PASTOR. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 13 O JOVEM PASTOR Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO APÓSTOLO PAULO, PAI NA FÉ DE TIMÓTEO Timóteo, o filho na fé do apóstolo Paulo, foi um exemplar homem de Deus e um honrado discípulo

Leia mais

Igreja de Nova Viçosa

Igreja de Nova Viçosa Igreja de Nova Viçosa Viçosa / MG Projeto: Pe. Lauro Novembro de 2014 Estou feliz em poder ajudar nas obras. Espero mostrar um trabalho digno e que venha ter um fim perfeito no serviço ao mistério da Missa.

Leia mais

LIÇÃO 2 O ÚNICO DEUS VERDADEIRO E A CRIAÇÃO. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 2 O ÚNICO DEUS VERDADEIRO E A CRIAÇÃO. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 2 O ÚNICO DEUS VERDADEIRO E A CRIAÇÃO Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO NÃO EXISTE OUTRO DEUS YAHWEH é o único e verdadeiro Deus não existindo outro deus além dele. Nesta lição estudaremos

Leia mais

O nome do Senhor é Torre Forte; o justo foge para ela e está seguro (Provérbios 18.10)

O nome do Senhor é Torre Forte; o justo foge para ela e está seguro (Provérbios 18.10) Nossa Torre Forte O nome do Senhor é Torre Forte; o justo foge para ela e está seguro (Provérbios 18.10) Introdução O nome do Senhor! Seria difícil começar uma declaração sobre o Refúgio divino de forma

Leia mais

DEUS É BOM E IMUTÁVEL

DEUS É BOM E IMUTÁVEL Eu,, servo de Deus e do Senhor Jesus Cristo, envio saudações a todo o povo de Deus espalhado pelo mundo inteiro. DEUS É BOM E IMUTÁVEL INTRODUÇÃO Não podemos perder de vista nunca que apesar de todas as

Leia mais

A GLÓRIA É DE DEUS ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - 1º TRIMESTRE / REVISTA CPAD - JOVENS

A GLÓRIA É DE DEUS ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - 1º TRIMESTRE / REVISTA CPAD - JOVENS ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - 1º TRIMESTRE / 2017 - REVISTA CPAD - JOVENS LIÇÕES BÍBLICAS A IGREJA DE JESUS CRISTO SUA ORIGEM, DOUTRINA, ORDENANÇAS E DESTINO ETERNO LIÇÃO 5 ORDENANÇAS DA IGREJA INTRODUÇÃO

Leia mais

A Liturgia da Paixão do Senhor não tem a celebração da Eucaristia, mas apenas a distribuição da comunhão. Além de uma introdução e conclusão

A Liturgia da Paixão do Senhor não tem a celebração da Eucaristia, mas apenas a distribuição da comunhão. Além de uma introdução e conclusão A Liturgia da Paixão do Senhor não tem a celebração da Eucaristia, mas apenas a distribuição da comunhão. Além de uma introdução e conclusão silenciosa, a Liturgia tem quatro momentos distintos: 1. A Liturgia

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE

CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE AULA 8: ECLESIOLOGIA Baseado em Jeremias 9: 24, a Igreja Pentecostal Deus é Amor oferece a você, obreiro, a oportunidade aprofundar seu conhecimento na palavra de Deus

Leia mais

ESCATOLOGIA BÍBLICA. Apocalipse

ESCATOLOGIA BÍBLICA. Apocalipse ESCATOLOGIA BÍBLICA Apocalipse 7.9-17 A visão dos glorificados 9 Depois destas coisas, vi, e eis grande multidão que ninguém podia enumerar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, em pé diante do

Leia mais

FEVEREIRO. 2 de Fevereiro APRESENTAÇÃO DO SENHOR. Festa

FEVEREIRO. 2 de Fevereiro APRESENTAÇÃO DO SENHOR. Festa FEVEREIRO 2 de Fevereiro APRESENTAÇÃO DO SENHOR Festa Quando esta festa não ocorre ao domingo, escolhe-se apenas uma das seguintes leituras antes do Evangelho. LEITURA I Mal 3, 1-4 «Entrará no seu templo

Leia mais

HAMARTIOLOGIA: DOUTRINA DO PECADO

HAMARTIOLOGIA: DOUTRINA DO PECADO HAMARTIOLOGIA: DOUTRINA DO PECADO I - A ORIGEM DO PECADO 1. Em relação a Deus. Em Seu plano permitiu que suas criaturas (anjos e homens) tivessem a liberdade (livre arbítrio) de viver em amor e obediência

Leia mais

Igreja é lugar de recolhimento, de oração. Jesus ia ao Templo com seus pais e apóstolos.

Igreja é lugar de recolhimento, de oração. Jesus ia ao Templo com seus pais e apóstolos. POR QUE IR À IGREJA? Certo dia, Jesus contou a seguinte parábola a alguns que se consideravam justos e desprezavam os outros."dois homens foram ao Templo para orar. Um era fariseu e o outro, publicano.

Leia mais

LIÇÃO 1 A LEI E A ALIANÇA Êxodo 19

LIÇÃO 1 A LEI E A ALIANÇA Êxodo 19 LIÇÃO 1 A LEI E A ALIANÇA Êxodo 19 1. Antes de entregar a lei, Deus já havia feito uma aliança com o povo. Em Êxodo 19.1-4, Deus lembra o povo do seu pacto, confirmado demonstrado em um fato. Qual é o

Leia mais

UNIÃO ESTE BRASILEIRA. Associação Ministerial

UNIÃO ESTE BRASILEIRA. Associação Ministerial UNIÃO ESTE BRASILEIRA Associação Ministerial Comentários sobre a Música Comentários sobre a Música Pr. Graciliano Martins Percepção Humana da Música A música é percebida pelo tálamo, estação de transmissão

Leia mais

SINAL DA CRUZ. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

SINAL DA CRUZ. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém. [Ano] SINAL DA CRUZ 1 Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém. A liturgia usa muito a linguagem dos sinais, dos gestos e das posições. O primeiro sinal o mais importante e o mais conhecido

Leia mais

O papel central da Igreja: A Glória de Deus. Um breve estudo em João 15

O papel central da Igreja: A Glória de Deus. Um breve estudo em João 15 O papel central da Igreja: A Glória de Deus Um breve estudo em João 15 Entendendo o texto Jesus estava em seus últimos momentos como homem, na terra. Jesus estava advertindo seus discípulos a não imitarem

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A PASTORAL DO DÍZIMO

ORIENTAÇÕES PARA A PASTORAL DO DÍZIMO ORIENTAÇÕES PARA A PASTORAL DO DÍZIMO Sumário Introdução 1. A compreensão do dízimo 1.1 Os fundamentos do dízimo 1.2 O que é o dízimo? 1.3 As dimensões do dízimo 1.4 As finalidades do dízimo 2. Orientações

Leia mais

Lição 13 Uma vida de frutificação

Lição 13 Uma vida de frutificação INTRODUÇÃO - O ensino de Jesus a respeito da videira verdadeira mostra que não pode haver um indivíduo que seja salvo e não produza o fruto do Espírito Santo. - Estamos frutificando? Somos verdadeiramente

Leia mais

LIÇÃO 02: SÓ A GRAÇA O PREÇO DE DEUS. E muitos o repreendiam, para que se calasse; mas ele cada vez gritava mais: Filho de Davi,

LIÇÃO 02: SÓ A GRAÇA O PREÇO DE DEUS. E muitos o repreendiam, para que se calasse; mas ele cada vez gritava mais: Filho de Davi, LIÇÃO 02: SÓ A GRAÇA O PREÇO DE DEUS TEXTO BÁSICO: Marcos 10:48 E muitos o repreendiam, para que se calasse; mas ele cada vez gritava mais: Filho de Davi, tem misericórdia de mim! INTRODUÇÃO Graça quer

Leia mais

RELEMBRANDO : a restauração do indivíduo 2.10: fomos criados em Cristo Jesus para a prática de boas obras

RELEMBRANDO : a restauração do indivíduo 2.10: fomos criados em Cristo Jesus para a prática de boas obras RELEMBRANDO... 2.1-10: a restauração do indivíduo 2.10: fomos criados em Cristo Jesus para a prática de boas obras O ARGUMENTO SEGUINTE... 2.11-22: A humanidade como um todo. Judeus e gentios unidos em

Leia mais

ÍNDICE GERAL. i PARTE

ÍNDICE GERAL. i PARTE ÍNDICE GERAL i DEUS NO ANTIGO TESTAMENTO 15 Procedimento metódico 15 I. A História 20 1. O género histórico no Antigo Testamento 20 2. História da salvação 22 II. A Palavra de Deus no Antigo Testamento

Leia mais

Necessidade da Expiação

Necessidade da Expiação Introdução à 22/08/2011 A doutrina de Cristo segundo as escrituras Necessidade da Expiação O que as escrituras afirmam sobre a morte de Cristo? 1.Em função de sua santidade e retidão Deus deve punir o

Leia mais

Uma oferta de Adoração

Uma oferta de Adoração Uma oferta de Adoração Esse Melquisedeque, rei de Salém e sacerdote do Deus Altíssimo, encontrou-se com Abraão quando este voltava, depois de derrotar os reis, e o abençoou; e Abraão lhe deu o dízimo de

Leia mais

Mater Ecclesiae. Liturgia 2 Aula 14 Sacramentais

Mater Ecclesiae. Liturgia 2 Aula 14 Sacramentais Mater Ecclesiae Liturgia 2 Aula 14 Sacramentais Definição À imitação dos Sacramentos A santa mãe Igreja instituiu os sacramentais, que são sinais sagrados pelos quais, à imitação dos sacramentos, são significados

Leia mais

fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus.

fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus. ACESSO A DEUS Texto Base: Rm 5.2 =... pôr intermédio de quem obtivemos igualmente acesso, pela fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus. Introdução: Ter acesso

Leia mais