Comunicação de informação a longas distâncias

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Comunicação de informação a longas distâncias"

Transcrição

1 APSA Fenómenos ondulatórios Questão 1: Considere as seguintes superfícies onde incide a luz: espelho, parede, vidro muito polido, folha de papel. Indique em qual predomina a reflexão especular e a reflexão difusa. R: No espelho e no vidro polido predomina a reflexão especular. Na parede e na folha de papel predomina a reflexão difusa. 1

2 Questão 2: Um ecrã de cinema deve ser rugoso ou polido? Porquê? R: Rugoso. A luz tem de ser refletida em todas as direções... caso contrário só alguns espectadores vertem o filme! Questão 3: Um som é produzido numa sala cujas paredes são metálicas e polidas e noutra sala cujas paredes são forradas a alcatifa. Haverá diferença entre o som escutado em cada uma das salas? R: Na sala com paredes metálicas o som sofre múltiplas reflexões o que dá origem a reverberação, porque o som é pouco absorvido. Com a alcatifa há mais absorção do som e menos reflexão, pelo que os sons ouvidos são menos intensos. 2

3 Questão 4: Num dia de sol, uma pessoa vê a montra de uma loja cujo vidro está muito limpo. Além de ver o vidro, vê as pessoas que estão no interior da loja, vê a sua imagem no próprio vidro e, quando lhe toca, sente o vidro quente. Que fenómenos óticos explicam o que essa pessoa vê ou sente? R: A pessoa vê a montra, de diversos sítios, devido à reflexão difusa da luz. Vê a sua própria imagem no vidro polido devido à reflexão especular da luz. Vê as pessoas no interior da loja porque a luz foi transmitida através do vidro, sofrendo refração. Sente o vidro quente porque ele absorve luz. Questão 5: O sonar e o radar baseiam o seu funcionamento num mesmo princípio. Explique-o e diga qual é a principal diferença entre os dois sistemas. R: O princípio é o mesmo: reflexão das ondas. No caso do radar, ondas eletromagnéticas emitidas refletem-se num corpo, sendo as ondas refletidas detetadas por um recetor junto do emissor. O tempo que decorre entre a emissão e a receção permite saber a distância ao objeto que refletiu a onda, pois é conhecida a velocidade de propagação das ondas eletromagnéticas no ar. No sonar utilizam-se ondas sonoras (geralmente ultrasons), sendo necessário saber a velocidade de propagação da onda sonora no meio. 3

4 Questão 6: Quais das seguintes afirmações são verdadeiras? A. O som é absorvido de igual forma por todos os materiais. B. A absorção de luz por um material transparente é igual, independentemente da frequência dessa luz. C. Um vidro espesso absorve de igual modo luz azul que um vidro, do mesmo material, mas menos espesso. D. Um meio transparente transmite menos luz que um meio opaco. E. Os fenómenos de reflexão, absorção e transmissão só se observam para a luz e não para o som. F. O vidro absorve quase toda a luz ultravioleta mas é transparente para a luz visível. R: F Questão 7: Observe a figura: três raios de luz incidem paralelamente numa superfície rugosa. Os raios refletidos estarão igualmente paralelos? Justifique. Quais são os respetivos ângulos de reflexão? R: Não. Como a superfície não é plana, cada raio incidente faz um ângulo diferente com a direção normal à superfície no ponto de incidência. Uma das leis da reflexão impõe que o ângulo de incidência seja igual ao de reflexão. Os ângulos indicados na figura são ângulos de incidência, e portanto os ângulos de reflexão são 15, 31 e 47 4

5 Questão 8: Uma dada luz incide sobre um vidro que cobre uma estufa. a) Que fenómenos óticos se dão? Algum deles predominará sobre os outros? b) Por que será que a estufa aquece? R: a) Reflexão e refração. A reflexão é especular e difusa. A refração dá-se primeiro no interface ar-vidro e depois no interface vidro-ar. A luz penetra no interior da estufa depois desta segunda refração. Dependendo do material que cobre a estufa pode haver predominância de um fenómeno ótico sobre o outro mas, à partida, não se pode afirmar qual predomina. b) A luz, uma vez no interior da estufa, interage com a matéria no seu interior, sendo absorvida e reemitida. A luz reemitida tem muitas vezes comprimentos de onda que o vidro que cobre a estufa não transmite. Portanto, pode armazenar mais energia por radiação do que a que pode perder por refração, o que leva ao aquecimento do interior da estufa. Questão 9: O índice de refração de um material (assinale a(s) opção(ões) correta(s)): A. Não depende da velocidade da luz nesse material. B. É diretamente proporcional à velocidade da luz nesse material. C. É inversamente proporcional à velocidade da luz nesse material. D. Depende do comprimento de onda da luz incidente. E. É igual para todo o tipo de luz incidente. R: C e D 5

6 Questão 10: Quanto maior for o índice de refração de um meio para onde a luz se propaga vinda de outro meio (assinale a(s) opção(ões) correta(s)): A. maior será a velocidade de propagação da luz nesse meio. B. menor será a velocidade de propagação da luz nesse meio. C. maior será o ângulo de refração. D. menor será o ângulo de refração. R: B e D Questão 11: Um feixe de luz amarela incide sobre um dado material e transmite-se com uma velocidade que é 3/4 da velocidade que tem no vácuo. Qual é o índice de refração desse meio para aquela luz? R: 1,33 c n v c n 3 c 4 4 1,33 3 6

7 Questão 12: A velocidade de um feixe de luz vermelha num dado meio é 2,76 x 10 8 m/s. Qual é o índice de refração desse meio para a referida luz? Esse meio será muito diferente do ar? Justifique. R: 1,09 c n v n 2, ,09 Do ponto de vista ótico este meio não é muito diferente do ar, n ar = 1,0003 Questão 13: 13.1 Um feixe laser (luz monocromática) propaga-se no ar e incide sobre a água, sendo uma parte do feixe refletida, outra parte absorvida e outra parte refratada. A luz refletida tem (assinale as opções corretas): A. menor frequência e menor B. igual frequência e menor C. igual frequência e igual D. igual comprimento de onda, igual frequência e igual E. maior comprimento de onda, igual frequência e menor F. menor comprimento de onda, menor frequência e menor G. menor intensidade que a luz incidente. H. maior intensidade que a luz incidente. R: C, D e G 7

8 Questão 13: 13.2 A luz refratada tem (assinale as opções corretas): A. menor frequência e menor B. igual frequência e menor C. igual frequência e igual D. igual comprimento de onda, igual frequência e igual E. menor comprimento de onda, igual frequência e menor F. maior comprimento de onda, igual frequência e menor G. menor comprimento de onda, menor frequência e menor H. menor intensidade que a luz incidente. I. maior intensidade que a luz incidente. R: B, E (em ambos os casos se n do 2º meio for superior ao do 1º meio) H (há sempre fenómenos de reflexão e absorção em simultâneo com o de refração). Questão 14: Uma luz monocromática propaga-se de um meio A cujo índice de refração é 1,2 para um meio B cujo índice de refração é 1,4. O feixe incide segundo um ângulo que faz 27 com a normal na superfície de separação dos meios A velocidade de propagação da luz aumentará ou diminuirá quando passa do meio A para o meio B? Justifique O que acontecerá à frequência da luz quando passa do meio A para o meio B? E ao seu comprimento de onda? O feixe de luz aproximar-se-á ou afastar-se-á da normal quando passa do meio A para o meio B? Calcule o ângulo que a luz refratada faz com a normal na superfície de separação. R: Aproxima-se; r = 22,9º 8

9 Questão 15: Uma luz vermelha incide sobre um prisma de vidro (n = 1,513) fazendo 23 com a normal à superfície de separação Qual é o ângulo de reflexão? E o ângulo de refração? Onde é maior a velocidade da luz vermelha, no ar ou no vidro? Justifique. R: r = 15º No ar, porque o índice de refração é menor (é igual a 1) do que no vidro, e a velocidade e o índice de refração são inversamente proporcionais. Questão 16: Quando a luz visível atravessa um prisma é decomposta nas suas várias luzes monocromáticas, formando uma faixa colorida que é o arco-íris. a) A que se deve esse facto? b) Os índices de refração da luz vermelha e da luz violeta no vidro são, respetivamente, 1,513 e 1,532. Qual delas sofre maior desvio ao passar do ar para o vidro? A que é devido esse facto? R: a) A cada frequência presente no feixe incidente corresponde um índice de refração e a diferentes índices de refração correspondem diferentes desvios. b) A luz violeta, pois corresponde-lhe um maior índice de refração e uma menor velocidade. 1 / 2 = v 1 /v 2 = n 2 /n 1 9

10 Questão 17: Uma onda passa do meio 1, onde se propaga com velocidade de módulo 1000 m s -1, para o meio 2 como mostra a figura Que fenómeno está representado na figura? Qual é o valor do ângulo de reflexão? Onde será maior a velocidade da onda, no meio 1 ou no meio 2? Justifique sem cálculos Qual é a velocidade da onda no meio 2? A frequência da onda alterar-se-á na passagem do meio 1 para o meio 2? Qual é o comprimento de onda no meio 2, sabendo que no meio 1 é de 5 cm? Poderá ocorrer o fenómeno de reflexão total quando a onda passa do meio 1 para o meio 2? E quando passa do meio 2 para o meio 1? Justifique Refração º É maior no meio 1 porque o raio refratado aproxima-se da normal v 2 = 816,5 m/s a) Não. A frequência é sempre a mesma e igual à da fonte que produziu a onda = 0,041 m Não. A reflexão total só pode ocorrer quando a onda passa de um meio mais refringente (maior índice de refração) para um menos refringente (menor índice de refração). Pode, pois, haver reflexão total quando a onda passa do meio 2 para o meio 1. 10

11 Questão 18: Um feixe de luz propaga-se num meio A e atinge a superfície de separação com um meio B, sofrendo reflexão total. Assinale as afirmações corretas. A. O índice de refração de A é maior do que o índice de refração de B. B. O índice de refração de B é maior do que o índice de refração de A. C. A velocidade de propagação da luz é maior em A do que em B. D. A velocidade de propagação da luz é maior em B do que em A. E. O ângulo de incidência é menor do que o ângulo limite. F. O ângulo de incidência é maior do que o ângulo limite. G. O ângulo de incidência é igual ao ângulo limite. R: A; D e F Questão 19: Um vidro tem índice de refração 1,4. Qual é o ângulo de incidência máximo, quando a luz passa do vidro para o ar, de modo que a luz não seja devolvida novamente para o vidro? R: î lim = 45,6º 11

12 Questão 20: Uma fibra ótica é feita de sílica, cujo índice de refração é 1,44 para uma dada luz laser Qual é a velocidade dessa luz quando se propaga pela fibra ótica? Uma pessoa está a falar numa estação de televisão, sendo o transporte de informação feito através de fibras óticas. Ao fim de quanto tempo é ouvida num lugar que recebe a informação após a luz percorrer 300 km na fibra ótica? R: v = 2,083 x 10 8 m/s Δt = 1,44 x 10-3 s Questão 21: As miragens são causadas pela reflexão total da luz por camadas de ar junto ao solo com diferentes temperaturas. A figura mostra um modelo simplificado do fenómeno: o ar junto ao chão é mais quente e, por isso, o índice de refração é menor. Suponha um ângulo de incidência de 84,00 e n 1 = 1, Qual é o valor máximo de n 2 para que a miragem seja vista? Na camada junto ao solo a velocidade de propagação da luz será maior ou menor? Qual dos gráficos, A, B ou C, representa a variação da velocidade de propagação com o índice de refração da camada de ar? R: n 2 = 1, Maior, porque o índice de refração é menor Gráfico A, porque são inversamente proporcionais pois, n.v = c 12

13 Questão 22: Observe a figura seguinte: um feixe de luz laser incide na água num ponto A com um ângulo de incidência de 60. Ao encontrar o fundo da tina, que é espelhado, reflete-se e volta a emergir da água num ponto B afastado 60 cm de A. A profundidade da água é 40 cm. A velocidade de propagação da luz diminui quando passa do ar para a água Determine o ângulo de refração da luz ao entrar na água Qual é o índice de refração para esta luz na água? R: 22.1 α = 36,9º 22.2 n 2 = 1,44 Questão 23: Uma onda propaga-se num tanque de água e encontra um orifício, tal como mostra a figura. As setas indicam a direção de propagação da onda. O meio de propagação nas regiões I e II é o mesmo. Qual das seguintes afirmações é falsa? A. O fenómeno que ocorre é a reflexão da onda. B. O fenómeno que ocorre é a difração da onda. C. A velocidade da onda não se alterou. D. O comprimento da onda não se alterou. E. A frequência da onda não se alterou. R: A 13

Fenómenos Ondulatórios

Fenómenos Ondulatórios Fenómenos Ondulatórios Fenómenos Ondulatórios a) Reflexão b) Refração c) Absorção Reflexão da onda: a onda é devolvida para o primeiro meio. Transmissão da onda: a onda continua a propagar-se no segundo

Leia mais

Fenómenos ondulatórios

Fenómenos ondulatórios Sumário UNIDADE TEMÁTICA 2. 2- Comunicação de informação a longas distâncias. 2.2- Propriedades das ondas. - Reflexão e refração de ondas. - Leis da reflexão e da refração. - Índice de refração de um meio.

Leia mais

Transmissão de informação sob a forma de ondas

Transmissão de informação sob a forma de ondas Transmissão de informação sob a forma de ondas Adaptado da Escola Virtual (Porto Editora) 1 2 1 3 ONDAS: fenómenos de reflexão, absorção e refração Quando uma onda incide numa superfície de separação entre

Leia mais

Apostila 2. Capítulo 9. Refração. Página 321. Gnomo

Apostila 2. Capítulo 9. Refração. Página 321. Gnomo Apostila 2 Capítulo 9 Página 321 Refração Refração Refração da luz é a passagem da luz de um meio para outro, acompanhada de variação em sua velocidade de propagação. O que caracteriza a refração é a variação

Leia mais

Professora Bruna CADERNO 1. Capítulo 4. Fenômenos Ópticos: Refração, Absorção e Dispersão da Luz

Professora Bruna CADERNO 1. Capítulo 4. Fenômenos Ópticos: Refração, Absorção e Dispersão da Luz CADERNO 1 Capítulo 4 Fenômenos Ópticos: Refração, Absorção e Dispersão da Luz FENÔMENOS ÓPTICOS No capítulo anterior demos início ao estudo dos fenômenos ópticos. Um fenômeno óptico ocorre quando a luz

Leia mais

A luz propaga-se em linha reta e em todas as direções. - Formação de sombras; - Eclipses.

A luz propaga-se em linha reta e em todas as direções. - Formação de sombras; - Eclipses. A luz propaga-se em linha reta e em todas as direções. - Formação de sombras; - Eclipses. Quando as ondas incidem numa superfície de separação entre dois meios, verifica-se que parte da sua energia é refletida,

Leia mais

1-A figura 1 a seguir mostra um feixe de luz incidindo sobre uma parede de vidro que separa o ar da água.

1-A figura 1 a seguir mostra um feixe de luz incidindo sobre uma parede de vidro que separa o ar da água. REFRAÇÃO- LEI DE SNELL DESCARTES -A figura a seguir mostra um feixe de luz incidindo sobre uma parede de vidro que separa o ar da água. Os índices de refração são,00 para o ar,,50 para vidro e,33 para

Leia mais

Ficha Informativa n.º 5 Propriedades e Aplicações da Luz. Nome: Data: _/_ /20 INTRODUÇÃO TEÓRICA

Ficha Informativa n.º 5 Propriedades e Aplicações da Luz. Nome: Data: _/_ /20 INTRODUÇÃO TEÓRICA FÍSICO-QUÍMICA 8º ANO DE ESCOLARIDADE Ficha Informativa n.º 5 Propriedades e Aplicações da Luz Nome: Data: _/_ /20 INTRODUÇÃO TEÓRICA Luz Luz é uma onda eletromagnética (propaga-se simultaneamente em meios

Leia mais

CONCEITOS GERAIS 01. LUZ. c = km/s. c = velocidade da luz no vácuo. Onda eletromagnética. Energia radiante

CONCEITOS GERAIS 01. LUZ. c = km/s. c = velocidade da luz no vácuo. Onda eletromagnética. Energia radiante CONCEITOS GERAIS 01. LUZ Onda eletromagnética Energia radiante c = 300.000 km/s c = velocidade da luz no vácuo (01) Um raio laser e um raio de luz possuem, no vácuo, a mesma velocidade OBSERVAÇÕES Todas

Leia mais

CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS

CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS Lista de Exercícios de Física / 1º ano De sonhos e Professor(a): Renan Oliveira Data: / / 2016. Aluno(a): 1. (FUVEST SP/2014) Um prisma triangular desvia um feixe

Leia mais

3 - Na figura a seguir, está esquematizado um aparato experimental que é utilizado. 1 - Dois raios de luz, um vermelho (v) e outro

3 - Na figura a seguir, está esquematizado um aparato experimental que é utilizado. 1 - Dois raios de luz, um vermelho (v) e outro 1 - Dois raios de luz, um vermelho (v) e outro azul (a), incidem perpendicularmente em pontos diferentes da face AB de um prisma transparente imerso no ar. No interior do prisma, o ângulo limite de incidência

Leia mais

Módulo I. Som e Luz MARILIA CARMEN DA SILVA SOARES ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE VILA FRANCA DO CAMPO ANO LETIVO 2016/2017

Módulo I. Som e Luz MARILIA CARMEN DA SILVA SOARES ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE VILA FRANCA DO CAMPO ANO LETIVO 2016/2017 ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE VILA FRANCA DO CAMPO ANO LETIVO Módulo I Som e Luz MARILIA CARMEN DA SILVA SOARES EXERCÍCIOS 1 TESTA OS TEUS CONHECIMENTOS I 1. Completa os espaços da figura com termos relacionados

Leia mais

Interbits SuperPro Web

Interbits SuperPro Web 1. (Ulbra 016) Um objeto está à frente de um espelho e tem sua imagem aumentada em quatro vezes e projetada em uma tela que está a,4 m do objeto, na sua horizontal. Que tipo de espelho foi utilizado e

Leia mais

Sala de Estudos FÍSICA - Lucas 2 trimestre Ensino Médio 1º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº ÓPTICA GEOMÉTRICA REFRAÇÃO

Sala de Estudos FÍSICA - Lucas 2 trimestre Ensino Médio 1º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº ÓPTICA GEOMÉTRICA REFRAÇÃO Sala de Estudos FÍSICA - Lucas trimestre Ensino Médio 1º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº ÓPTICA GEOMÉTRICA REFRAÇÃO 1. (Puccamp 1995) Um feixe de luz monocromática, que se propaga no meio 1 com velocidade

Leia mais

Colégio Avanço de Ensino Programado

Colégio Avanço de Ensino Programado α Colégio Avanço de Ensino Programado Trabalho de Recuperação1º Semestre - 1º Bim. /2016 Nota: Professor: Mario Borges Disciplina: Física Turma: 3ª Série Ensino Médio Nome: Nº: ORIENTAÇÕES PARA DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Comunicações Ópticas. Profº: Cláudio Henrique Albuquerque Rodrigues, M. Sc.

Comunicações Ópticas. Profº: Cláudio Henrique Albuquerque Rodrigues, M. Sc. Comunicações Ópticas Profº: Cláudio Henrique Albuquerque Rodrigues, M. Sc. Corpos luminosos e Corpos iluminados O Sol, as estrelas, uma lâmpada ou uma vela, acesas, são objetos que emitem luz própria,

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA PARAÍBA Campus Princesa Isabel. Refração da Luz. Disciplina: Física II Professor: Carlos Alberto

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA PARAÍBA Campus Princesa Isabel. Refração da Luz. Disciplina: Física II Professor: Carlos Alberto ISTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊCIA E TECOLOGIA PARAÍBA Campus Princesa Isabel Refração da Luz Disciplina: Física II Professor: Carlos Alberto Objetivos de aprendizagem Ao estudar este capítulo você aprenderá:

Leia mais

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO Professoras: Rosimeire Borges 2ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA DE FÍSICA

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO Professoras: Rosimeire Borges 2ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA DE FÍSICA COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professoras: Rosimeire Borges 2ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA DE FÍSICA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES Estudante: Turma: Data: / / Conteúdos: - CAPÍTULO

Leia mais

PROFESSORA: Bárbara. c) a difração. d) o arco-íris.

PROFESSORA: Bárbara. c) a difração. d) o arco-íris. NOME: TURMA: 1T2 Nº PROFESSORA: Bárbara AVALIAÇÃO DE: Física NOTA do Trabalho 1. (FUVEST) Suponha que exista um outro universo no qual há um planeta parecido com o nosso, com a diferença de que a luz visível

Leia mais

Forma de energia radiante capaz de sensibilizar nossos órgãos visuais. Compreende a região do espectro eletromagnético do vermelho até o violeta.

Forma de energia radiante capaz de sensibilizar nossos órgãos visuais. Compreende a região do espectro eletromagnético do vermelho até o violeta. Forma de energia radiante capaz de sensibilizar nossos órgãos visuais. Compreende a região do espectro eletromagnético do vermelho até o violeta. Propaga-se, no vácuo, com velocidade de 3.10 5 km/s.(ou

Leia mais

Física. Refração Luminosa ÓPTICA GEOMÉTRICA. Professor Eurico ( Kiko )

Física. Refração Luminosa ÓPTICA GEOMÉTRICA. Professor Eurico ( Kiko ) Física ÓPTICA GEOMÉTRICA Refração Luminosa Professor Eurico ( Kiko ) Refração da Luz: fenômeno que ocorre quando a luz, propagando-se em um meio, atinge uma superfície de separação e passa a se propagar

Leia mais

Teste Sumativo 2 C - 11/12/2012

Teste Sumativo 2 C - 11/12/2012 E s c o l a S e c u n d á r i a d e A l c á c e r d o S a l Ano letivo 2012/2013 Ciências Físico-químicas 8º an o Teste Sumativo 2 C - 11/12/2012 Nome Nº Turma 1. O som produzido pelo sino de uma igreja

Leia mais

Física PRÉ VESTIBULAR / / Aluno: Nº: Turma: PRÉ-VESTIBULAR REFRAÇÃO

Física PRÉ VESTIBULAR / / Aluno: Nº: Turma: PRÉ-VESTIBULAR REFRAÇÃO PRÉ VESTIBULAR Física / / PRÉ-VESTIBULAR Aluno: Nº: Turma: REFRAÇÃO 01 (UFPR) Descartes desenvolveu uma teoria para explicar a formação do arco-íris com base nos conceitos da óptica geométrica Ele supôs

Leia mais

ONDAS ELETROMAGNÉTICAS:3 CAPÍTULO 33 HALLIDAY, RESNICK. 8ª EDIÇÃO. Revisão: Campos se criam mutuamente. Prof. André L. C.

ONDAS ELETROMAGNÉTICAS:3 CAPÍTULO 33 HALLIDAY, RESNICK. 8ª EDIÇÃO. Revisão: Campos se criam mutuamente. Prof. André L. C. ONDAS ELETROMAGNÉTICAS:3 Prof. André L. C. Conceição DAFIS CAPÍTULO 33 HALLIDAY, RESNICK. 8ª EDIÇÃO Ondas eletromagnéticas Revisão: Campos se criam mutuamente Lei de indução de Faraday: Lei de indução

Leia mais

Exercícios REFRAÇÃO 2

Exercícios REFRAÇÃO 2 Exercícios REFRAÇÃO 2 1.(UFPR) Descartes desenvolveu uma teoria para explicar a formação do arcoíris com base nos conceitos da óptica geométrica. Ele supôs uma gota de água com forma esférica e a incidência

Leia mais

Planificação 3º Período GR Disciplina Ciências Físico-Químicas 8ºAno

Planificação 3º Período GR Disciplina Ciências Físico-Químicas 8ºAno Planificação 3º Período GR 50 - Disciplina Ciências Físico-Químicas 8ºAno Conteúdos. A como onda.. Características das ondas de.. Luz visível e não visível Competências Gerais Mobilizar saberes culturais,

Leia mais

ONDAS ELETROMAGNÉTICAS REFLEXÃO, REFRAÇÃO, DIFRAÇÃO, INTERFERÊNCIA E RESSONÂNCIA

ONDAS ELETROMAGNÉTICAS REFLEXÃO, REFRAÇÃO, DIFRAÇÃO, INTERFERÊNCIA E RESSONÂNCIA ONDAS ELETROMAGNÉTICAS REFLEXÃO, REFRAÇÃO, DIFRAÇÃO, INTERFERÊNCIA E RESSONÂNCIA O conhecimento das propriedades da luz nos permite explicar por que o céu é azul, funcionamento dos olhos, e dispositivos

Leia mais

EXERCÍCIOS DA SALVAÇÃO

EXERCÍCIOS DA SALVAÇÃO EXERCÍCIOS DA SALVAÇÃO 1. (Ufrj) Um raio luminoso que se propaga no ar "n(ar) =1" incide obliquamente sobre um meio transparente de índice de refração n, fazendo um ângulo de 60 com a normal. Nessa situação,

Leia mais

Processo Avaliativo LISTA EXTRA 1-1º Bimestre/2017 Disciplina: Física B 1ª série EM A/B Data: 10/02/2017. Nome do aluno Nº Turma

Processo Avaliativo LISTA EXTRA 1-1º Bimestre/2017 Disciplina: Física B 1ª série EM A/B Data: 10/02/2017. Nome do aluno Nº Turma Processo Avaliativo LISTA EXTRA 1-1º Bimestre/2017 Disciplina: Física B 1ª série EM A/B Data: 10/02/2017 Nome do aluno Nº Turma Atividade Avaliativa: A atividade deve ser respondida e mantida no caderno.

Leia mais

Introdução às Ciências Físicas Módulo 1 Aula 2

Introdução às Ciências Físicas Módulo 1 Aula 2 Introdução às Ciências Físicas Módulo Aula Refração Refração de luz monocromática Você lembra como começamos nosso estudo da luz? Falamos de brincadeiras com a sombra das mãos. Outra brincadeira ou se

Leia mais

Trabalho do APE da mensal. (Professor: Bob)

Trabalho do APE da mensal. (Professor: Bob) Trabalho do APE da mensal. (Professor: Bob) 1. A sucessão de pulsos representada na figura a seguir foi produzida em 1,5 segundos. Determine a freqüência e o período da onda. 2. Uma piscina tem fundo plano

Leia mais

Unidade 1 SOM E LUZ. Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade. Objetivos. O que é a luz? Como se propaga? O que é a luz?

Unidade 1 SOM E LUZ. Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade. Objetivos. O que é a luz? Como se propaga? O que é a luz? Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade Unidade 1 SOM E LUZ Objetivos Como se propaga? Concluir que a visão dos objetos implica a propagação da luz, em diferentes meios, desde a fonte de luz

Leia mais

Aulas 1 a 3. Introdução à Ótica Geométrica

Aulas 1 a 3. Introdução à Ótica Geométrica Aulas 1 a 3 Introdução à Ótica Geométrica Ótica Geométrica Análise de um fenômeno óptico: Fonte de Luz emite Luz Que se propaga em um Meio óptico E atinge um Sistema óptico Que é responsável Formação da

Leia mais

Abril Educação Ondas sonoras e luminosas Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota:

Abril Educação Ondas sonoras e luminosas Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota: Abril Educação Ondas sonoras e luminosas Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota: Questão 1 Explique a diferença entre reflexão difusa e especular. Questão 2 O que são qualidades fisiológicas do

Leia mais

LUZ. A luz é uma forma de energia, que tem origem nos corpos luminosos e que se propaga em todas as direções.

LUZ. A luz é uma forma de energia, que tem origem nos corpos luminosos e que se propaga em todas as direções. LUZ A luz é uma forma de energia, que tem origem nos corpos luminosos e que se propaga em todas as direções. CORPOS LUMINOSOS São corpos que emitem luz. CORPOS ILUMINADOS São corpos que recebem luz e a

Leia mais

Nome: Jeremias Christian Honorato Costa Disciplina: Materiais para Engenharia

Nome: Jeremias Christian Honorato Costa Disciplina: Materiais para Engenharia Nome: Jeremias Christian Honorato Costa Disciplina: Materiais para Engenharia Por propriedade ótica subentende-se a reposta do material à exposição à radiação eletromagnética e, em particular, à luz visível.

Leia mais

Apostila de Física 33 Introdução à Óptica Geométrica

Apostila de Física 33 Introdução à Óptica Geométrica Apostila de Física 33 Introdução à Óptica Geométrica 1.0 Definições Raios de luz Linhas orientadas que representam, graficamente, a direção e o sentido de propagação da luz. Conjunto de raios de luz Feixe

Leia mais

Meios transparentes Meios translúcidos Meios opacos

Meios transparentes Meios translúcidos Meios opacos ÓPTICA O que é luz? Definimos costumeiramente luz como sendo a faixa visível do espectro eletromagnético. A Óptica irá, portanto, estudar o comportamento da luz e os fenômenos que ocorrem com ela em diferentes

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 3ª Etapa 2014 Disciplina: Física Série: 2ª Professor (a): Marcos Vinicius Turma: FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

Conceitos Básicos de Óptica Geométrica

Conceitos Básicos de Óptica Geométrica Conceitos Básicos de Óptica Geométrica FRENTE 2 MÓDULOS 1, 2 E 3 Introdução Óptica é a parte da Física que estuda a luz e os fenômenos luminosos. Seu desenvolvimento se deu com a publicação da Teoria Corpuscular

Leia mais

Recuperação de Física Giovanni LISTA DE EXERCÍCIOS DE FÍSICA

Recuperação de Física Giovanni LISTA DE EXERCÍCIOS DE FÍSICA Nome: nº Ano: Recuperação de Física Giovanni LISTA DE EXERCÍCIOS DE FÍSICA 1 - A luz vermelha se propaga no vácuo com velocidade 3.10 8 m/s e no vidro com velocidade de 2,5.10 8 m/s.um raio de luz que

Leia mais

Faculdade de Tecnologia de Bauru Sistemas Biomédicos

Faculdade de Tecnologia de Bauru Sistemas Biomédicos 1 Faculdade de Tecnologia de Bauru Sistemas Biomédicos Óptica Técnica Aula 3 Refração da Luz O que é Refração? 2 É o fenômeno da passagem da luz de um meio a outro. Com exceção da incidência normal, a

Leia mais

Exercícios Refração -1.

Exercícios Refração -1. Exercícios Refração -1. 1. Um raio luminoso vindo do vidro vai em direção ao ar sabendo que o ângulo de incidência é de 60º é correto afirmar: Dados: (índice de refração do vidro, n=2) (índice de refração

Leia mais

Física. Leonardo Gomes (Arthur Vieira) 27 e Refração da Luz

Física. Leonardo Gomes (Arthur Vieira) 27 e Refração da Luz Refração da Luz Refração da Luz 1. Um raio de luz monocromática passa do meio 1 para o meio 2 e deste para o meio 3. Sua velocidade de propagação relativa aos meios citados é v 1, v 2 e v 3, respectivamente.

Leia mais

Lista 17 Revisão de Refração e Reflexão Total

Lista 17 Revisão de Refração e Reflexão Total Lista 17 Revisão de Refração e Reflexão Total 1. (Espcex (Aman) 017) Um raio de luz monocromática propagando-se no ar incide no ponto O, na superfície de um espelho, plano e horizontal, formando um ângulo

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL LICEU DE MARACANAÚ TD DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA 1º SEMESTRE. ALUNO(a): Nº

COLÉGIO ESTADUAL LICEU DE MARACANAÚ TD DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA 1º SEMESTRE. ALUNO(a): Nº COLÉGIO ESTADUAL LICEU DE MARACANAÚ TD DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA 1º SEMESTRE ALUNO(a): Nº SÉRIE: 2 0 TURMAS: C-D-H-I TURNO: [M] [T] Prof.(s): Diva. 1- A luz amarela se propaga em um determinado vidro com

Leia mais

Física Legal.NET - O seu site de Física na Internet

Física Legal.NET - O seu site de Física na Internet 11. (Fei 97) A luz solar se propaga e atravessa um meio translúcido. Qual das alternativas a seguir representa o que acontece com a propagação dos raios de luz? 12. (Fuvest 93) A luz solar penetra numa

Leia mais

Apostila 8 Setor B. Aulas 37 e 38. Página 150. G n o m o

Apostila 8 Setor B. Aulas 37 e 38. Página 150. G n o m o Apostila 8 Setor B Aulas 37 e 38 FENÔMENOS Página 150 ONDULATÓRIOS G n o m o Frentes de Onda a) Fonte pontual b) Fonte reta Reflexão 1ª lei: o raio incidente, a reta normal no ponto de incidência e o raio

Leia mais

Exercícios de Revisão Global 3º Bimestre

Exercícios de Revisão Global 3º Bimestre Exercícios de Revisão Global 3º Bimestre 1. Um aluno está olhando de frente para uma superfície metálica totalmente polida. Explique como o aluno se enxerga e qual o nome deste fenômeno? A explicação está

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA FERREIRA DIAS, AGUALVA - SINTRA

ESCOLA SECUNDÁRIA FERREIRA DIAS, AGUALVA - SINTRA ESCOLA SECUNDÁRIA FERREIRA DIAS, AGUALVA - SINTRA CURSOS PROFISSIONAIS Disciplina: FÍSICA E QUÍMICA Módulo (*) : F3 Luz e fontes de luz - * Ótica Geométrica (*) e extensão do módulo, se aplicável. Matriz

Leia mais

2º trimestre TB- FÍSICA Data: Ensino Médio 1º ano classe: Prof. J.V. Nome: nº

2º trimestre TB- FÍSICA Data: Ensino Médio 1º ano classe: Prof. J.V. Nome: nº º trimestre TB- FÍSICA Data: Ensino Médio 1º ano classe: Prof. J.V. Nome: nº Valor: 10 Nota:.. 1. (Ufsm 011) Na figura a seguir, são representados um objeto (O) e a sua imagem (I) formada pelos raios de

Leia mais

1. (Fuvest) Note e adote (graus) sen cos 25 0,42 0, ,50 0, ,71 0, ,77 0, ,82 0, ,87 0, ,91 0,42 n sen n sen

1. (Fuvest) Note e adote (graus) sen cos 25 0,42 0, ,50 0, ,71 0, ,77 0, ,82 0, ,87 0, ,91 0,42 n sen n sen 1. (Fuvest) Uma fibra ótica é um guia de luz, flexível e transparente, cilíndrico, feito de sílica ou polímero, de diâmetro não muito maior que o de um fio de cabelo, usado para transmitir sinais luminosos

Leia mais

COLÉGIO SHALOM. Trabalho de recuperação Ensino Médio 2º Ano Profº: Wesley da Silva Mota Física

COLÉGIO SHALOM. Trabalho de recuperação Ensino Médio 2º Ano Profº: Wesley da Silva Mota Física COLÉGIO SHALOM Trabalho de recuperação Ensino Médio 2º Ano Profº: Wesley da Silva Mota Física Entrega na data da prova Aluno (a) :. No. 01-(Ufrrj-RJ) A figura a seguir mostra um atleta de ginástica olímpica

Leia mais

POLARIZAÇÃO DA LUZ. Figura 1 - Representação dos campos elétrico E e magnético B de uma onda eletromagnética que se propaga na direção x.

POLARIZAÇÃO DA LUZ. Figura 1 - Representação dos campos elétrico E e magnético B de uma onda eletromagnética que se propaga na direção x. POLARIZAÇÃO DA LUZ INTRODUÇÃO Uma onda eletromagnética é formada por campos elétricos e magnéticos que variam no tempo e no espaço, perpendicularmente um ao outro, como representado na Fig. 1. A direção

Leia mais

Unidade 1 SOM E LUZ. Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade. O que é a luz? Como se propaga? Objetivos. Unidade 1 Som e Luz

Unidade 1 SOM E LUZ. Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade. O que é a luz? Como se propaga? Objetivos. Unidade 1 Som e Luz Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade Unidade 1 SOM E LUZ Como se propaga? Objetivos Concluir que a visão dos objetos implica a propagação da luz, em diferentes meios, desde a fonte de luz

Leia mais

Ótica. Primeira lista de exercícios

Ótica. Primeira lista de exercícios 4300160 Ótica Primeira lista de exercícios 1. Tomemos a situação exposta na figura abaixo, onde dois espelhos M 1 e M 2 formam um ângulo de 120. Considerando que um raio luminoso incide sobre M 1 de modo

Leia mais

Física. Leo Gomes (Vitor Logullo) Ondas

Física. Leo Gomes (Vitor Logullo) Ondas Ondas Ondas 1. Uma onda sonora e outra onda luminosa monocromática, após se propagarem no ar, sofrem refração ao passarem do ar para o vidro. Esquematize suas trajetórias, justificando. 2. Um pincel de

Leia mais

8.2. Na extremidade de uma corda suficientemente longa é imposta uma perturbação com frequência f = 5 Hz que provoca uma onda de amplitude

8.2. Na extremidade de uma corda suficientemente longa é imposta uma perturbação com frequência f = 5 Hz que provoca uma onda de amplitude Constantes Velocidade do som no ar: v som = 344 m /s Velocidade da luz no vácuo c = 3 10 8 m/s 8.1. Considere uma corda de comprimento L e densidade linear µ = m/l, onde m é a massa da corda. Partindo

Leia mais

LISTA 13 Ondas Eletromagnéticas

LISTA 13 Ondas Eletromagnéticas LISTA 13 Ondas Eletromagnéticas 1. Não é radiação eletromagnética: a) infravermelho. b) ultravioleta. c) luz visível. d) ondas de rádio. e) ultra-som. 2. (UFRS) Das afirmações que se seguem: I. A velocidade

Leia mais

5ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 11ºA. Física e Química A - 11ºAno

5ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 11ºA. Física e Química A - 11ºAno 5ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 11ºA Física e Química A - 11ºAno Professora Paula Melo Silva Data: 17 de janeiro Ano Letivo: 2016/2017 135 min + 15 min 1. Uma bobina, cujos terminais estão

Leia mais

Lista de Problemas. Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Departamento de Física FIS01044 UNIDADE III Interferência

Lista de Problemas. Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Departamento de Física FIS01044 UNIDADE III Interferência Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Departamento de Física FIS01044 UNIDADE III Interferência Lista de Problemas Problemas extraídos de HALLIDAY, D., RESNICK, R., WALKER, J. Fundamentos

Leia mais

Feixe de luz: É um conjunto de infinitos raios de luz; um feixe luminoso pode

Feixe de luz: É um conjunto de infinitos raios de luz; um feixe luminoso pode ÓPTICA Luz - Comportamento e princípios Prof. Patricia Caldana A luz, ou luz visível como é fisicamente caracterizada, é uma forma de energia radiante. É o agente físico que, atuando nos órgãos visuais,

Leia mais

Comportamento da Onda Sonora:

Comportamento da Onda Sonora: Universidade de São Paulo Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Departamento de Tecnologia da Arquitetura AUT 0278 - Desempenho Acústico, Arquitetura e Urbanismo Comportamento Sonoro Ranny L. X. N. Michalski

Leia mais

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE VILA FRANCA DO CAMPO CURSO VOCACIONAL ANO LETIVO 2016/2017. Módulo I. Som e Luz MARILIA CARMEN DA SILVA SOARES

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE VILA FRANCA DO CAMPO CURSO VOCACIONAL ANO LETIVO 2016/2017. Módulo I. Som e Luz MARILIA CARMEN DA SILVA SOARES ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE VILA FRANCA DO CAMPO ANO LETIVO Módulo I Som e Luz MARILIA CARMEN DA SILVA SOARES APONTAMENTOS O SOM O som resulta da vibração dos corpos. Para que possamos ouvir o som produzido

Leia mais

3ª série LISTA: Ensino Médio. Aluno(a): Professor(a): Jean Jaspion REFRAÇÃO LEI DE SNELL DIA: MÊS: 05. Segmento temático: Turma: A ( ) / B ( )

3ª série LISTA: Ensino Médio. Aluno(a): Professor(a): Jean Jaspion REFRAÇÃO LEI DE SNELL DIA: MÊS: 05. Segmento temático: Turma: A ( ) / B ( ) Professor(a): Jean Jaspion LSTA: 01 ª série Ensino Médio Turma: A ( ) / B ( ) Aluno(a): Segmento temático: QUESTÃO 01 (UFRR/015) Em um experimento, temos uma placa de vidro que é atravessada por um feixe

Leia mais

Raio luminoso e feixe de raios luminosos

Raio luminoso e feixe de raios luminosos Ótica FONTES PRIMÁRIA Fontes Secundárias Raio luminoso e feixe de raios luminosos A luz é composta por um feixe de partículas, os fotões. O raio luminoso corresponde ao caminho percorrido pelos fotões.

Leia mais

Propagação da onda sonora Prof. Theo Z. Pavan

Propagação da onda sonora Prof. Theo Z. Pavan Propagação da onda sonora Prof. Theo Z. Pavan Física Acústica Aula 6 Definição de onda sonora Denomina-se onda ao movimento das partículas causado por uma perturbação que se propaga através de um meio.

Leia mais

Aluno(a): nº: Turma: Data: / /2016. Matéria: Física

Aluno(a): nº: Turma: Data: / /2016. Matéria: Física Aluno(a): nº: Turma: Nota Ano: 2º Ano EM Data: / /2016 Trabalho Recuperação Professor(a): Clayton Matéria: Física VALOR: 15,0 1-Sabe-se que a densidade da água é 1g/cm 3. A tabela abaixo fornece as massas

Leia mais

A Luz e o mundo que nos rodeia. A luz é fundamental para observarmos o que existe à nossa volta.

A Luz e o mundo que nos rodeia. A luz é fundamental para observarmos o que existe à nossa volta. LUZ A Luz e o mundo que nos rodeia A luz é fundamental para observarmos o que existe à nossa volta. A luz e os corpos Corpos luminosos corpos que produzem ou têm luz própria Corpos iluminados corpos que

Leia mais

SOM. Para ouvir um som são necessários os seguintes elementos: PROPAGAÇÃO DO SOM

SOM. Para ouvir um som são necessários os seguintes elementos: PROPAGAÇÃO DO SOM SOM O som corresponde à vibração de partículas constituintes de um meio material elástico (onda sonora). Para termos uma sensação sonora é necessário que se produzam, pelo menos, vinte vibrações por segundo

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais

Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais Graduação em Engenharia da Computação Prática 08 - Refração da Luz Alunos: Egmon Pereira; Igor Otoni Ripardo de Assis; Leandro de Oliveira Pinto;

Leia mais

Raios de luz: se propagam apenas em uma. direção e em um sentido

Raios de luz: se propagam apenas em uma. direção e em um sentido A luz é uma onda eletromagnética, cujo comprimento de onda se inclui num determinado intervalo dentro do qual o olho humano é a ela perceptível. O seu estudo é a base da óptica. Raios de luz: se propagam

Leia mais

Capítulo 9: Transferência de calor por radiação térmica

Capítulo 9: Transferência de calor por radiação térmica Capítulo 9: Transferência de calor por radiação térmica Radiação térmica Propriedades básicas da radiação Transferência de calor por radiação entre duas superfícies paralelas infinitas Radiação térmica

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena EEL

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena EEL UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena EEL LOB1021 - FÍSICA IV Prof. Dr. Durval Rodrigues Junior Departamento de Engenharia de Materiais (DEMAR) Escola de Engenharia de Lorena (EEL) Universidade

Leia mais

Ficha de Trabalho 3 Física e Química do 8ºAno

Ficha de Trabalho 3 Física e Química do 8ºAno Ficha de Trabalho 3 Física e Química do 8ºAno Ano Letivo:2013/2014 Data: janeiro de 2014 Som e Luz Professora: Neide Pimentel 1- Classifica as afirmações seguintes em verdadeiras (V) ou falsas (F). Corrige

Leia mais

André Ito ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO

André Ito ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO Aluno (a): Disciplina Física Curso Professor Ensino Médio André Ito ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO Série 3ª E.M. Número: 1 - Conteúdo: Introdução ao estudo de ondas, os fenômenos ondulatórios

Leia mais

3ª Série / Vestibular

3ª Série / Vestibular 3ª Série / Vestibular 21. Considere dois corpos A e B de mesma massa de substâncias diferentes. Cedendo a mesma quantidade de calor para os dois corpos, a variação de temperatura será maior no corpo: (A)

Leia mais

REFRAÇÃO DA LUZ PROFESSOR RODRIGO PENNA PRODUÇÃO E DESENVOLVIMENTO

REFRAÇÃO DA LUZ PROFESSOR RODRIGO PENNA PRODUÇÃO E DESENVOLVIMENTO REFRAÇÃO DA LUZ PROFESSOR RODRIGO PENNA PRODUÇÃO E DESENVOLVIMENTO RODRIGO RODRIGO PENNA: PENNA: o quadradinho quadradinho branco branco é um um ângulo ângulo reto. reto. Mostrar Mostrar os os ângulos

Leia mais

GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELETRÔNICA. FÍSICA IV Óptica e Física Moderna. Prof. Dr. Cesar Vanderlei Deimling

GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELETRÔNICA. FÍSICA IV Óptica e Física Moderna. Prof. Dr. Cesar Vanderlei Deimling GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELETRÔNICA FÍSICA IV Óptica e Física Moderna Prof. Dr. Cesar Vanderlei Deimling O plano de ensino Bibliografia: Geração de ondas eletromagnéticas Propriedades das ondas eletromagnéticas

Leia mais

Lista de exercícios Refração ENEM Prof. Ricardo

Lista de exercícios Refração ENEM Prof. Ricardo Lista de exercícios Refração ENEM Prof. Ricardo Dúvidas: energia.quantizada@gmail.com Questão 1: (UFPR-10) Descartes desenvolveu uma teoria para explicar a formação do arco-íris com base nos conceitos

Leia mais

Unidade 1 SOM E LUZ. Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade. Reflexão da Luz e Espelhos. Objetivos. Unidade 1 Som e Luz

Unidade 1 SOM E LUZ. Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade. Reflexão da Luz e Espelhos. Objetivos. Unidade 1 Som e Luz Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade Unidade 1 SOM E LUZ Reflexão da Luz e Espelhos Objetivos Interpretar e reconhecer a importância da reflexão e difusão da luz. Distinguir e reconhecer a

Leia mais

DATA: / / 2014 VALOR: 20,0 pontos NOTA: NOME COMPLETO:

DATA: / / 2014 VALOR: 20,0 pontos NOTA: NOME COMPLETO: DISCIPLINA: Física PROFESSORES: Marcus Sant Ana / Fabiano Dias DATA: / / 2014 VALOR: 20,0 pontos NOTA: NOME COMPLETO: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 2ª SÉRIE EM TURMA: Nº: I N S T R U Ç

Leia mais

Exercícios ÓPTICA GEOMÉTRICA -1.

Exercícios ÓPTICA GEOMÉTRICA -1. Exercícios ÓPTICA GEOMÉTRICA -1. 1.Sobre os conceitos fundamentais da Óptica, é correto afirmar que a) quanto mais afastado está um objeto de uma câmara escura menor é a sua imagem dentro da mesma. b)

Leia mais

3 - Um objeto de 1,8 m de altura foi colocado diante de uma câmara escura de orifício conforme o esquema a seguir.

3 - Um objeto de 1,8 m de altura foi colocado diante de uma câmara escura de orifício conforme o esquema a seguir. 1 - Num dia ensolarado, um aluno de 1,8 m mede a sua sombra, encontrando 1,2 m. Se, naquele mesmo instante, a sombra de outra pessoa ao lado dele é de 1,0m então podemos concluir que a altura dessa pessoa

Leia mais

Refração da Luz Lei de Snell

Refração da Luz Lei de Snell Refração da Luz Lei de Snell 1. (Fuvest 016) Uma moeda está no centro do fundo de uma caixa d água cilíndrica de 0,87 m = m de altura e base circular com 1,0 m de diâmetro, totalmente preenchida com água,

Leia mais

Setor 1210 FUNDAMENTOS DA ÓPTICA GEOMÉTRICA - Aulas 01 Prof. Calil

Setor 1210 FUNDAMENTOS DA ÓPTICA GEOMÉTRICA - Aulas 01 Prof. Calil ÓPTICA GEOMÉTRICA Setor 1210 FUNDAMENTOS DA ÓPTICA GEOMÉTRICA - Aulas 01 Prof. Calil A Óptica estuda a energia denominada luz. 1- O estudo dos defeitos da visão e como curá-los, constitui a Óptica Fisiológica.

Leia mais

Sensoriamento remoto 1. Prof. Dr. Jorge Antonio Silva Centeno Universidade Federal do Paraná 2016

Sensoriamento remoto 1. Prof. Dr. Jorge Antonio Silva Centeno Universidade Federal do Paraná 2016 Sensoriamento remoto 1 Prof. Dr. Jorge Antonio Silva Centeno Universidade Federal do Paraná 2016 Súmula princípios e leis da radiação eletromagnética radiação solar conceito de corpo negro REM e sensoriamento

Leia mais

CONCEITOS FUNDAMENTAIS

CONCEITOS FUNDAMENTAIS CONCEITOS FUNDAMENTAIS 05 REFLEXÃO, TRANSMISSÃO E ABSORÇÃO DA LUZ REFLEXÃO, TRANSMISSÃO E ABSORÇÃO DA LUZ A MANIPULAÇÃO CONVENIENTE DA LUZ SE OBTÉM COM O CONTROLE DE SUA DISTRIBUIÇÃO FENÔMENOS ENVOLVIDOS:

Leia mais

Questão 37. Questão 39. Questão 38. alternativa C. alternativa A

Questão 37. Questão 39. Questão 38. alternativa C. alternativa A Questão 37 Segundo a lei da gravitação de Newton, o módulo F da força gravitacional exercida por uma partícula de massa m 1 sobre outra de massa m,àdistânciad da primeira, é dada por F = G mm 1, d onde

Leia mais

2) (UFRJ) A figura a seguir mostra um objeto pontual P que se encontra a uma distância de 6,0 m de um espelho plano.

2) (UFRJ) A figura a seguir mostra um objeto pontual P que se encontra a uma distância de 6,0 m de um espelho plano. EXERCÍCIOS DE REVISÃO DO PRIMEIRO SEMESTRE (SETOR 1215) CARRILHO 1) A figura a seguir representa os perfis de dois espelhos planos E e E'. O raio de luz I incide obliquamente no espelho E, formando um

Leia mais

Outras características dos espelhos planos são:

Outras características dos espelhos planos são: ÓPTICA Espelhos O espelho plano se caracteriza por apresentar uma superfície plana e polida, onde a luz que é incidida reflete de forma regular. Para obter um bom grau de reflexão, é necessário que a variação

Leia mais

Física B Extensivo V. 6

Física B Extensivo V. 6 xtensivo V. 6 Resolva.0) C Aula.0) A v. f 3. 0 8.,5. 0 5.0) C 8 3. 0 5,. 0 5. 0 7 m 0, m Aula.0) B v.. f 340. (0,68. 0 3 ) 34. 0 68. 0 0,5 m onto nodal interferência destrutiva I 4.. x 900 56 4.( 34, ).x

Leia mais

Prof. Raphael Carvalho

Prof. Raphael Carvalho 1. (Unesp 2012) A luz visível é uma onda eletromagnética, que na natureza pode ser produzida de diversas maneiras. Uma delas é a bioluminescência, um fenômeno químico que ocorre no organismo de alguns

Leia mais

Ótica Espelho plano CARACTERÍSTICAS DA IMAGEM -VIRTUAL - DIREITA - DIMENSÕES DA IMAGEM = OBJETO - REVERSA (DIREITO/ESQUERDO) Espelhos esféricos Quando a superfície reflectora for a interna, o espelho

Leia mais

Instituto de Física USP. Física Moderna I. Aula 08. Professora: Mazé Bechara

Instituto de Física USP. Física Moderna I. Aula 08. Professora: Mazé Bechara Instituto de Física USP Física Moderna I Aula 08 Professora: Mazé Bechara Aula 08 Ondas eletromagnéticas. O efeito fotoelétrico e os fótons. A natureza dual da radiação eletromagnética 1. Aplicação relativa

Leia mais

As principais formas de oscilação são: Massa - mola Pêndulo Ondas em uma superfície.

As principais formas de oscilação são: Massa - mola Pêndulo Ondas em uma superfície. Tudo ao nosso redor oscila!!! As principais formas de oscilação são: Ondas Massa - mola Pêndulo Ondas em uma superfície. O que é um pêndulo? Um corpo suspenso por um fio, afastado da posição de equilíbrio

Leia mais

Luz e Visão. Prof. César Bastos

Luz e Visão. Prof. César Bastos Luz e Visão Prof. César Bastos Introdução ao estudo de Luz e Visão Como você explicaria o que é luz? Você seria capaz de explicar a Luz para uma pessoa que não enxerga? Durante muitos anos, desde a Grécia

Leia mais

sen(20 ) cos(70 ) 0,35 sen(30 ) cos(60 ) 0,50 sen(45 ) cos(45 ) 0,70 sen(60 ) cos(30 ) 0,87 sen(70 ) cos(20 ) 0,94

sen(20 ) cos(70 ) 0,35 sen(30 ) cos(60 ) 0,50 sen(45 ) cos(45 ) 0,70 sen(60 ) cos(30 ) 0,87 sen(70 ) cos(20 ) 0,94 1. Uma moeda está no centro do fundo de uma caixa d água cilíndrica de 0,87 m de altura e base circular com 1,0 m de diâmetro, totalmente preenchida com água, como esquematizado na figura. Se um feixe

Leia mais

Aprender no laboratório

Aprender no laboratório Aprender no laboratório A Ciência é hoje em dia um vasto conjunto de conhecimentos, sobre os quais temos mais ou menos certeza de que sejam verdadeiros. Os cientistas estão habituados a lidar com a ignorância,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA DEPARTAMENTO DE GEOCIÊNCIAS FUNDAMENTOS DO SENSORIAMENTO REMOTO

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA DEPARTAMENTO DE GEOCIÊNCIAS FUNDAMENTOS DO SENSORIAMENTO REMOTO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA DEPARTAMENTO DE GEOCIÊNCIAS FUNDAMENTOS DO SENSORIAMENTO REMOTO Prof. Dr. Richarde Marques Satélite Radiação solar refletida Atmosfera

Leia mais