MOTIVAÇÃO HUMANA. Compreendendo as forças que movem o Comportamento Humano

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MOTIVAÇÃO HUMANA. Compreendendo as forças que movem o Comportamento Humano"

Transcrição

1 MOTIVAÇÃO HUMANA Compreendendo as forças que movem o Comportamento Humano

2 Por que as pessoas se comportam de certos modos?

3 Qual a empresa que não quer ter em seus quadros pessoas altamente motivadas e entusiasmadas com seu trabalho? Pessoas que dêem o máximo de si mesmas para lograr alcançar o sucesso organizacional? Pessoas capazes de trabalhar em conjunto e dispostas a ultrapassar elevados padrões de excelência no seu desempenho?

4 O fato é que motivar pessoas a atingir elevados padrões de desempenho organizacional é hoje uma questão de sobrevivência das organizações em um mundo de negócios altamente mutável e competitivo. A competitividade externa depende basicamente da cooperação e colaboração internas. O desempenho individual que é a base de sustentação que conduz ao desempenho organizacional depende fortemente de pessoas motivadas.

5 Segundo Idalberto Chiavenato (1997), a motivação existe dentro das pessoas e se dinamiza através das necessidades humanas. As necessidades humanas ou motivos são forças internas que impulsionam e influenciam cada pessoa determinando seus pensamento e direcionando o seu comportamento frente as diversas situações da vida. As necessidades ou motivos constituem as fontes internas de motivação da pessoa.

6 A palavra MOTIVAÇÃO provém do latim MOVERE, que significa mover.

7 Várias teorias tentam interpretar de maneira diferente e enfatizar certos aspectos da motivação. O conceito de motivação está intimamente relacionado com o comportamento e desempenho das pessoas. Ela certamente envolve metas e objetivos. Existem diferenças fisiológicas, psicológicas e ambientais que são fatores importantes para se explicar este conceito.

8 A palavra motivação, deriva do latim movere (mover), indica um estado psicológico caracterizado por um elevado grau de disposição ou vontade de realizar uma tarefa ou perseguir uma meta.

9 Emoções Impulsionam as pessoas, influenciam seu jeito de perceber os fatos.

10 MOTIVO é uma necessidade que atua sobre o intelecto fazendo a pessoa a movimentar-se ou agir. MOTIV AÇÃO É uma inclinação para a AÇÃO que tem origem em um MOTIVO/NECESSIDADE.

11 SATISFAÇÃO É alguma coisa que satisfaz uma necessidade. É o atendimento de uma necessidade. Ex.: Água Motivador é a Sede e não a Água Diminuiu a Tensão da Necessidade Elevando o Nível de Satisfação

12 É possível oferecer fatores de satisfação: Água, comida, reconhecimento, progresso, promoção, etc... Uma necessidade satisfeita não é mais um motivador do comportamento. O QUE MOTIVA O COMPORTAMENTO É A PRÓPRIA NECESSIDADE

13 PRINCIPAIS TEORIAS MOTIVACIONAIS

14 Hierarquia de necessidades de Maslow: O fundamento desta teoria é de que as necessidades podem ser distribuídas em uma hierarquia de importância e de influência do comportamento humano.

15 PIRÂMIDE MOTIVACIONAL DE MASLOW

16

17 Em suma, existem duas classes de necessidades: as de baixo nível ou primárias (fisiológicas e de segurança) satisfeitas externamente, e as necessidades de alto nível ou secundárias(sociais, de estima e de auto-realização), satisfeitas internamente, ou seja, dentro do indivíduo. Os argumentos da Teoria de Maslow são os seguintes: as necessidades não satisfeitas influenciam o comportamento, dirigindo-o para metas individuais. Uma necessidade satisfeita não é motivadora de comportamento; cada pessoa nasce com uma bagagem de necessidades fisiológicas herdadas, para as quais o comportamento de início está voltado para a satisfação destas necessidades; com o passar dos anos vão surgindo as necessidades fisiológicas e de segurança; o comportamento passa a ser influenciado por um grande número de necessidades concomitantes que se articulam na hierarquia.

18 Teoria dos dois fatores de Herzberg

19 Fatores higiênicos: referem-se às condições que rodeiam a pessoa enquanto trabalha (físicas, ambientais, salário, benefícios, regulamentos internos, relacionamento interpessoal...) Correspondem ao contexto de trabalho. São geralmente utilizados pelas empresas para fins de motivação do quadro funcional. Fatores motivacionais: referem-se ao conteúdo do cargo, às tarefas e às atividades relacionadas com o cargo em si. Produzem efeito duradouro de satisfação e de aumento de produtividade em níveis de excelência. Estão relacionados com as condições internas do indivíduo que conduzem a sentimentos de satisfação e auto-realização.

20 Teoria de McClelland 3 necessidades ou motivos como os responsáveis pelo comportamento humano. Teoria da Motivação pelo Êxito e /ou Medo. Os principais vetores da necessidade para que um ser humano pudesse obter a sua satisfação eram: Necessidade Realização Afiliação Poder Meio para obter a Satisfação Competir como forma de auto-avaliação Relacionar-se cordial e afetuosamente Exercer influência

21 Essas três necessidades são aprendidas e adquiridas ao longo da vida como resultado das experiências de cada pessoa. Como as necessidades são aprendidas, o comportamento recompensado tende a repetir-se com mais freqüência. Como resultado desse processo de aprendizagem, as pessoas desenvolvem padrões únicos de necessidades que afetam seu comportamento e desempenho.

22 TEORIA X E Y (Douglas McGregor) X Y

23 TEORIA X - Centrada na produção - Autocrática - Controle externo TEORIA Y - Centrada no empregado - Democrática - Controle interno Papel gerencial - Supervisão próxima, com comportamento diretivo - Supervisão ampla com comportamento de apoio Papel principal - Ênfase no controle, na coerção e na punição - Ênfase no crescimento, na autonomia e na recompensa - Pessoas são preguiçosas, tem falta de ambição, precisam ser conduzidas, baixo nível motivação Natureza humana - Pessoas gostam do trabalho, querem fazer o melhor e são motivadas pelo desenvolvimento

24 Cada teoria aborda um aspecto específico de um conceito extremamente complexo. Para entendêla melhor, precisamos partir do modelo que envolve quatro passos: esforço individual, desempenho individual, recompensas organizacionais e metas pessoais. As teorias da motivação oferecem inesgotáveis oportunidades para as organizações elevarem o moral e melhorar o clima de trabalho. O importante é extrair meios para sua aplicabilidade no mundo real das pessoas.

25 Cabe ressaltar que cada pessoa deve ser motivada de forma diferente, pois cada qual tem necessidades e emoções distintas. O homem é um ser insaciável, pois uma vez satisfeita uma necessidade, automaticamente surgirão outras. Por isso, é importante que a empresa diversifique os benefícios, adequando-os de acordo com as necessidades dos funcionários. Com relação ao ambiente empresarial da atualidade, parece que o desafio dos gestores é motivar as pessoas a crescerem, juntamente com a organização. Caso isso não aconteça, o caos estará instalado.

26 Não critique os outros. Não condene os outros. Faça a outra pessoa se sentir importante. Nunca diga que a outra pessoa está errada. Parabenize as pessoas (com sinceridade). Chame as pessoas pelo nome. Faça a outra pessoa se sentir importante. Sorria! Não vença nenhuma discussão. Toda pessoa tem algo bom quando se dá uma oportunidade.

27 Pense Grande. Fale Pouco. Pague em Dinheiro. Seja Gentil. Trabalhe Duro. Ame Muito. Faça Algo de Graça! Sorria com Facilidade.

28 "Impossível ver claramente como será o futuro, ele está sempre em movimento...,não se preocupe em controlar o futuro..., impossível prever o futuro..., não existe destino..., não existem cartas marcadas..., VIVA O PRESENTE!, o medo da perda é o caminho para as piores coisas da vida..., se perder alguém, alegre-se porque quem você ama se transformou na Força..., Treine para ser desapegado das coisas que você tem medo de perder. Yoda, Mestre dos Jedis, 800 anos de idade.

Processo responsável pela intensidade, direção e persistência dos esforços de uma pessoa para o alcance de uma determinada meta.

Processo responsável pela intensidade, direção e persistência dos esforços de uma pessoa para o alcance de uma determinada meta. Processo responsável pela intensidade, direção e persistência dos esforços de uma pessoa para o alcance de uma determinada meta. Intensidade se refere a quanto esforço a pessoa despende. A intensidade

Leia mais

O que leva as pessoas a agirem em prol do alcance dos objetivos pessoais e organizacionais. Motivo que sustenta e dirige a conduta.

O que leva as pessoas a agirem em prol do alcance dos objetivos pessoais e organizacionais. Motivo que sustenta e dirige a conduta. MOTIVAÇÃO HUMANA O que leva as pessoas a agirem em prol do alcance dos objetivos pessoais e organizacionais. Motivo que sustenta e dirige a conduta. Conjunto dos meus motivos - tudo aquilo que a partir

Leia mais

Motivação Conceito e Aplicações

Motivação Conceito e Aplicações Motivação Conceito e Aplicações Cap. 6 e 7 (11º edição) Cap. 7 e 8 (14º edição) Profª. Drª. Adriana Cristina Ferreira Caldana Motivação Origem Etimológica: (Latim: Movere), noção de dinâmica ou de ação

Leia mais

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E TEORIAS MOTIVACIONAIS

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E TEORIAS MOTIVACIONAIS PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E TEORIAS MOTIVACIONAIS Rodrigo Janoni Carvalho 1 INTRODUÇÃO O comportamento humano é fundamental para a compreensão da dinâmica organizacional. Nessa perspectiva, a motivação

Leia mais

Motivação Página 1. Motivação

Motivação Página 1. Motivação Motivação Página 1 Objetivo: Entender o processo de motivação; descrever as teorias da motivação mais antigas e explicar como as teorias contemporâneas sobre motivação se completam mutuamente. Referências:

Leia mais

TEORIAS MOTIVACIONAIS Preceitos para Liderança

TEORIAS MOTIVACIONAIS Preceitos para Liderança TEORIAS MOTIVACIONAIS Preceitos para Liderança Teoria das Relações Humanas Motivação, liderança, comunicação, organização informal, dinâmica de grupo. Influencia da motivação humana O pagamento ou recompensa

Leia mais

Qualidade de Vida no Trabalho e a Saúde do Trabalhador de Enfermagem

Qualidade de Vida no Trabalho e a Saúde do Trabalhador de Enfermagem Qualidade de Vida no Trabalho e a Saúde do Trabalhador de Enfermagem Referência bibliográfica Marquis BL; Huston CJ. Administração e liderança em enfermagem: teoria e prática. Porto Alegre: Artmed; 2005.

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores. Disciplina: Dinâmica nas Organizações. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Unidade 3.

Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores. Disciplina: Dinâmica nas Organizações. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Unidade 3. Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores Disciplina: Dinâmica nas Organizações Prof.: Fernando Hadad Zaidan Unidade 3.3 3 A DINÂMICA DAS ORGANIZAÇÕES E AS ORGANIZAÇÕES DO CONHECIMENTO

Leia mais

Facebook.com/concursovirtual Gestão de pessoas Trabalho em equipe O que é um grupo? Grupo primário x Grupo Secundário Os grupos podem ser formais ou informais. Formais - designados pela organização. Criados

Leia mais

Objetivo: Demonstrar ao aluno conceitos, as principais teorias e a abrangência da motivação sobre as pessoas.

Objetivo: Demonstrar ao aluno conceitos, as principais teorias e a abrangência da motivação sobre as pessoas. GESTÃO DE EQUIPES Objetivo: Demonstrar ao aluno conceitos, as principais teorias e a abrangência da motivação sobre as pessoas. Nesta aula: Motivação Teoria da Hierarquia das Necessidades de Maslow Teoria

Leia mais

Motivação: teoria e prática

Motivação: teoria e prática Aula 3 Motivação: teoria e prática 1 Agenda Seminário Motivação Teorias Motivacionais Implicações práticas 2 1 O que é motivação? Processo de criação e sustentação de comportamentos (disposição) voltados

Leia mais

PSICOLOGIA. Profª Tassiany Maressa Santos Aguiar

PSICOLOGIA. Profª Tassiany Maressa Santos Aguiar PSICOLOGIA Profª Tassiany Maressa Santos Aguiar 1º Semestre de 2016 PLANEJAMENTO DO MÓDULO 2 AULA / DATA 12ª Aula (25.04.16) 13ª Aula (02.05.16) 14ª Aula (09.05.16) 15ª Aula (16.05.16) 16ª Aula (23.05.16)

Leia mais

Desafio: Administração Geral - Parte I

Desafio: Administração Geral - Parte I Desafio: Administração Geral - Parte I 1. Em uma organização, os líderes podem possuir diferentes perfis ou estilos. Qual o estilo em que a liderança ocorre quando o colaborador necessita aprender a tarefa

Leia mais

TEORIAS MOTIVACIONAIS

TEORIAS MOTIVACIONAIS RELAÇÕES INTERPESSOAIS TEORIAS MOTIVACIONAIS Prof Doutor Rodrigo Magalhães PROF. DR. MÁRCIO MAGALHÃES FONTOURA 1 Motivação O comportamento do homem pode ser analisado em função das necessidades que sente.

Leia mais

Administração de Cargos e Salários

Administração de Cargos e Salários Administração de Cargos e Salários Professor : Glauco Zambonini Bibliografia base: Pontes, Benito Rodrigues Administração de cargos e salários / Benito Rodrigues Pontes. 12 ed. São Paulo : LTr, 2007 ISBN

Leia mais

Gestão de Pessoas. Curso de Pós-Graduação em Gestão Escolar Prof. Joelma Kremer, Dra.

Gestão de Pessoas. Curso de Pós-Graduação em Gestão Escolar Prof. Joelma Kremer, Dra. Gestão de Pessoas Curso de Pós-Graduação em Gestão Escolar Prof. Joelma Kremer, Dra. Aula 10 Motivação Os objetivos desta aula são: Apresentar uma visão integrada das principais teorias sobre motivação.

Leia mais

Motivação, Liderança e Desempenho. Professora: Renata Lourdes

Motivação, Liderança e Desempenho. Professora: Renata Lourdes HU 2012 Motivação, Liderança e Desempenho. Professora: Renata Lourdes 1 MOTIVAÇÃO Motivação é tudo aquilo que impulsiona a pessoa a agir de alguma forma; O impulso à ação pode ser: estímulo interno (pensar

Leia mais

Escola de Relações Humanas e o Comportamento nas Organizações

Escola de Relações Humanas e o Comportamento nas Organizações Escola de Relações Humanas e o Comportamento nas Organizações Aulas 6 e 7 EAD-610 2017 1 SUMÁRIO Contextualizando A Escola de Relações Humanas Elton Mayo e o efeito Hawthorne Conceitos relacionados: Motivação:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Alessandra Lousada e Lousada Letícia Rodrigues de Oliveira

Leia mais

Administração da Força de Vendas. Motivação plano de compensação, reconhecimento e prêmios

Administração da Força de Vendas. Motivação plano de compensação, reconhecimento e prêmios Administração da Força de Vendas Motivação plano de compensação, reconhecimento e prêmios A Política de Administração de Cargos e Salários da Empresa Tem por objetivo reconhecer a capacitação profissional

Leia mais

MOTIVAÇÃO NO AMBIENTE DE TRABALHO

MOTIVAÇÃO NO AMBIENTE DE TRABALHO MOTIVAÇÃO NO AMBIENTE DE TRABALHO Jessica Fernanda Gonçalves Graduanda em Administração, Faculdades Integradas de Três Lagoas FITL/AEMS Mariane Pereira Graduanda em Administração, Faculdades Integradas

Leia mais

Teoria Básica da Administração. Decorrências da Teoria das Relações Humanas. Professor: Roberto César

Teoria Básica da Administração. Decorrências da Teoria das Relações Humanas. Professor: Roberto César Teoria Básica da Administração Decorrências da Teoria das Relações Humanas Professor: Roberto César Motivação Humana A motivação procura explicar por que as pessoas se comportam. Administração Cientifica

Leia mais

Um estudo de caso dos elementos motivacionais do setor de recursos Humanos da SEFAZ - MA

Um estudo de caso dos elementos motivacionais do setor de recursos Humanos da SEFAZ - MA Um estudo de caso dos elementos motivacionais do setor de recursos Humanos da SEFAZ - MA Denise Santos Campos Orientador: Prof.ª Rosangela Guimaraes Rosa Analisar como estão sendo utilizados os elementos

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PSICÓLOGO / ÁREA ORGANIZACIONAL

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PSICÓLOGO / ÁREA ORGANIZACIONAL CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PSICÓLOGO / ÁREA ORGANIZACIONAL 26. A estruturação da unidade de treinamento depende do tamanho da empresa, de suas características, de seus produtos e serviços vendidos, de sua

Leia mais

ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DOS COLABORADORES SOBRE SEU AMBIENTE DE TRABALHO ATRAVÉS DA PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL

ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DOS COLABORADORES SOBRE SEU AMBIENTE DE TRABALHO ATRAVÉS DA PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DOS COLABORADORES SOBRE SEU AMBIENTE DE TRABALHO ATRAVÉS DA PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL WILLIAM

Leia mais

André Filipe dos Santos Coelho

André Filipe dos Santos Coelho 1 Em que consistem os processos conativos? A conação, os processos conativos, ligam-se, por sua vez, à dimensão do fazer, das maneiras como regulamos os nossos comportamentos e acções. Esta procura compreender

Leia mais

Unidade I. Gerenciamento de Pessoas. Prof. Fernando J. Lopes

Unidade I. Gerenciamento de Pessoas. Prof. Fernando J. Lopes Unidade I Gerenciamento de Pessoas Prof. Fernando J. Lopes Terminologia Gerenciamento de Pessoas (GP) - Gerenciar as pessoas para que os objetivos pessoais e comuns sejam atingidos; Gestão de Pessoas -

Leia mais

O PAPEL DO CLIMA ORGANIZACIONAL NO DESEMPENHO EMPRESARIAL

O PAPEL DO CLIMA ORGANIZACIONAL NO DESEMPENHO EMPRESARIAL O PAPEL DO CLIMA ORGANIZACIONAL NO DESEMPENHO EMPRESARIAL Clariana de Lima RODRIGUES 1 Ritiely Mariano PRETEL 2 RESUMO O desempenho de cada pessoa está diretamente relacionado com a sua satisfação em relação

Leia mais

Direção da Ação Empresarial

Direção da Ação Empresarial Direção da Ação Empresarial Ação Empresarial Direção Estilos de Direção Teoria X Homem é preguiçoso, indolente Falta-lhe ambição Egocêntrico Resiste às mudanças Dependência: precisa ser dirigido Ação Empresarial

Leia mais

Fundamentos da Direção

Fundamentos da Direção Aula 7 Direção Fundamentos da Direção Inerente a qualquer organização está a necessidade de gerir esforços individuais em função de objetivos organizacionais. A direção é a função da administração responsável

Leia mais

INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS

INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS Prof. Ms. Marco A. Arbex marco.arbex@fatecourinhos.edu.br Introdução ARH (Administração de Recursos Humanos) é a função na organização que está relacionada

Leia mais

Gestão do clima organizacional - Prof. Ms. Marco A. Arbex

Gestão do clima organizacional - Prof. Ms. Marco A. Arbex Gestão do clima organizacional: Introdução Prof. Ms. ORGANIZAÇÃO A Organização pode ser definida como a união de pessoas com objetivos em comum. Exemplos de organizações: Escolas Hospitais Família Exército

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS. Gestão de Pessoas. Gestão de Pessoas

GESTÃO DE PESSOAS. Gestão de Pessoas. Gestão de Pessoas GESTÃO DE PESSOAS Gestão de Pessoas Prof. Dr. Roberto Coda 1 Gestão de Pessoas O B J E T I V O S FORNECER COMPREENSÃO AMPLA DOS TEMAS MOTIVAÇÃO E LIDERANÇA COMO CONDICIONANTES DO PAPEL GERENCIAL APRESENTAR

Leia mais

Teoria Básica da Administração. Decorrências da Teoria das Relações Humanas. Professor: Roberto César

Teoria Básica da Administração. Decorrências da Teoria das Relações Humanas. Professor: Roberto César Teoria Básica da Administração Decorrências da Teoria das Relações Humanas Professor: Roberto César Motivação Humana A motivação procura explicar por que as pessoas se comportam. Administração Cientifica

Leia mais

Teorias Motivacionais

Teorias Motivacionais Teorias Motivacionais A perspectiva biológica A perspectiva Biológica da Motivação pode subdividir-se em 3 categorias: As contribuições genéticas para o comportamento motivado A Motivação como estimulação

Leia mais

DIVISÃO DE ENSINO E PESQUISA DEP COMISSÃO DE RESIDÊNCIA MÉDICA COREME PROVA ADMINISTRAÇÃO. Nome: Data: 12/07/2016

DIVISÃO DE ENSINO E PESQUISA DEP COMISSÃO DE RESIDÊNCIA MÉDICA COREME PROVA ADMINISTRAÇÃO. Nome: Data: 12/07/2016 PROVA ADMINISTRAÇÃO Nome: Data: 12/07/2016 1) O estudo sobre motivação humana nas organizações é fundamentado em Teorias Motivacionais, que explicam o desempenho das pessoas em situação de trabalho. Sobre

Leia mais

ROTEIRO ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAS

ROTEIRO ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAS FILIPE S. MARTINS ROTEIRO ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAS LIDERANÇA LIDERANÇA E MOTIVAÇÃO LIDERANÇA É UM DOS PAPÉIS DOS ADMINISTRADORES. O LÍDER INFLUENCIA O COMPORTAMENTO DE UM OU MAIS LIDERADOS OU SEGUIDORES.

Leia mais

GESTÃO TECNOLÓGICA E INOVAÇÃO TEORIA COMPORTAMENTAL

GESTÃO TECNOLÓGICA E INOVAÇÃO TEORIA COMPORTAMENTAL GESTÃO TECNOLÓGICA E INOVAÇÃO MODELOS ORGANIZACIONAIS COMTEMPORÂNEOS Curso: Engenharia de Produção Prof. Adalberto J. Tavares Vieira Origens e Caraterísticas Oposição à Teoria Clássica, à Teoria das Relações

Leia mais

ABORDAGENS BÁSICAS SOBRE MOTIVAÇÃO

ABORDAGENS BÁSICAS SOBRE MOTIVAÇÃO ABORDAGENS BÁSICAS SOBRE MOTIVAÇÃO Ref. Básica: ROBBINS, Stephen P. Comportamento Organizacional. 11. ed. SãoPaulo: Pearson PrenticeHall, 2005. ( Cap. 6 ) Prof. Germano G. Reis germanoglufkereis@yahoo.com.br

Leia mais

NECESSIDADE DO CLIENTE E DE CONSUMO. Marketing e empreendedorismo EDUTEC / SATC Prof. Diego Piovesan Medeiros

NECESSIDADE DO CLIENTE E DE CONSUMO. Marketing e empreendedorismo EDUTEC / SATC Prof. Diego Piovesan Medeiros NECESSIDADE DO CLIENTE E DE CONSUMO Marketing e empreendedorismo EDUTEC / SATC Prof. Diego Piovesan Medeiros Outros Conceitos II Necessidades Estado de privação do indivíduo Físicas Sociais Individuais

Leia mais

Clima e Socialização organizacional

Clima e Socialização organizacional Função Aplicação de pessoas: Clima e Socialização organizacional Livros: CHIAVENATO, Gestão de pessoas TACHIZAMA, et al. Material na xerox (pg.240-255) SOCIALIZAÇÃO ORGANIZACIONAL É a maneira pela qual

Leia mais

PSICOLOGIA E GERENCIAMENTO DE PESSOAS. DISCIPLINA: RELACIONAMENTO INTERPESSOAL Prof. Dr. Márcio Magalhães Fontoura

PSICOLOGIA E GERENCIAMENTO DE PESSOAS. DISCIPLINA: RELACIONAMENTO INTERPESSOAL Prof. Dr. Márcio Magalhães Fontoura PSICOLOGIA E GERENCIAMENTO DE PESSOAS DISCIPLINA: RELACIONAMENTO INTERPESSOAL Prof. Dr. Márcio Magalhães Fontoura Psicologia Objeto de Estudo Psique = alma + logos = estudo Grécia berço da Psicologia Desejo

Leia mais

P36 Alto Desempenho em Momentos de Crise. com Paulo Alvarenga (P.A.)

P36 Alto Desempenho em Momentos de Crise. com Paulo Alvarenga (P.A.) P36 Alto Desempenho em Momentos de Crise com Paulo Alvarenga (P.A.) CRISE DE ENERGIA HUMANA Porque você chegou atrasado? Atrasado Trânsito Inocência Não ter culpa Saí muito tarde Poder Algo é possível

Leia mais

ADM Administração para Engenharia. Prof. Henrique

ADM Administração para Engenharia. Prof. Henrique ADM29008 Administração para Engenharia Prof. Henrique Roteiro Introdução Abordagem Clássica (Teorias Clássica e Científica) Teoria Comportamental (Relações Humanas) Hierarquia de Necessidades (Maslow)

Leia mais

CURSO ON-LINE NOÇÕES DE ADMINSITRAÇÃO AGENTE DE POLÍCIA FEDRAL PROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO

CURSO ON-LINE NOÇÕES DE ADMINSITRAÇÃO AGENTE DE POLÍCIA FEDRAL PROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO Aula 0 1.1 Comportamento organizacional: motivação e desempenho (Parte 1) Olá pessoal, tudo certinho? Meu nome é Vinicius Ribeiro, sou mineiro de Uberrrlândia (não reparem no sotaque) e é com grande prazer

Leia mais

Lista de exercícios. Motivação. Prof. Carlos Xavier.

Lista de exercícios. Motivação. Prof. Carlos Xavier. INSTITUTO DE GESTÃO, ECONOMIA E POLÍTICAS PÚBLICAS Lista de exercícios Motivação (CESPE/TCU/AUDITOR/2008) Uma empresa de prestação de serviços de limpeza, há 10 anos no mercado, teve suas metas de contratos

Leia mais

Organização da Aula. Gestão de Recursos Humanos. Aula 3. Comunicação. Contextualização. Motivação dos Talentos Humanos. Instrumentalização

Organização da Aula. Gestão de Recursos Humanos. Aula 3. Comunicação. Contextualização. Motivação dos Talentos Humanos. Instrumentalização Gestão de Recursos Humanos Aula 3 Profa. Me. Ana Carolina Bustamante Organização da Aula Comunicação nas empresas Motivação dos talentos humanos Comunicação Processo de comunicação Contextualização Barreiras

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO CLIMA ORGANIZACIONAL PARA O SUCESSO DA EMPRESA

A IMPORTÂNCIA DO CLIMA ORGANIZACIONAL PARA O SUCESSO DA EMPRESA A IMPORTÂNCIA DO CLIMA ORGANIZACIONAL PARA O SUCESSO DA EMPRESA O sucesso de uma empresa e um bom clima organizacional estão intimamente ligados. Quando os funcionários sentem felicidade nas tarefas e

Leia mais

CLIMA ORGANIZACIONAL UMA ESTRATÉGIA COMPETITIVA DO SICREDI UNIDADE DE SÃO SEPÉ 1

CLIMA ORGANIZACIONAL UMA ESTRATÉGIA COMPETITIVA DO SICREDI UNIDADE DE SÃO SEPÉ 1 CLIMA ORGANIZACIONAL UMA ESTRATÉGIA COMPETITIVA DO SICREDI UNIDADE DE SÃO SEPÉ 1 ALMEIDA, Damiana Machado de 2 ; BRUM, Gustavo Macedo 3 ; IBDAIWI, Thiago Kader Rajeh 4 1 Trabalho de Pesquisa _FAMES 2 Acadêmica

Leia mais

Satisfação no trabalho dos servidores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - IFRN, Campus Nova Cruz 1

Satisfação no trabalho dos servidores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - IFRN, Campus Nova Cruz 1 Satisfação no trabalho dos servidores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - IFRN, Campus Nova Cruz 1 Dalvanize da Costa Valdevino 2, Thiago José de Azevêdo Loureiro

Leia mais

07/04/2017 ANDRÉIA RIBAS GESTÃO DE PESSOAS

07/04/2017 ANDRÉIA RIBAS GESTÃO DE PESSOAS ANDRÉIA RIBAS GESTÃO DE PESSOAS 1 EQUILÍBRIO ORGANIZACIONAL 1. (Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: ANVISA Prova: Técnico Administrativo) O equilíbrio organizacional reflete a manutenção de um quadro de pessoas

Leia mais

Psicologia da Educação

Psicologia da Educação Psicologia da Educação Motivação na Sala de Aula MOTIVAÇÃO E LEI DO EFEITO O MOTIVO E AS SUAS COMPONENTES TIPOS DE MOTIVOS MOTIVAÇÃO E CONFLITO MOTIVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO O PAPEL DO PROFESSOR Copyright,

Leia mais

A MOTIVAÇÃO COMO FERRAMENTA DE DESEMPENHO PARA INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS RESUMO

A MOTIVAÇÃO COMO FERRAMENTA DE DESEMPENHO PARA INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS RESUMO 39 A MOTIVAÇÃO COMO FERRAMENTA DE DESEMPENHO PARA INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS Magdalena Reschke Lajús Travi 1 Domingos Luiz Palma 2 RESUMO O presente trabalho teve como tema a qualidade do atendimento como

Leia mais

MOTIVAÇÃO PARA A QUALIDADE

MOTIVAÇÃO PARA A QUALIDADE MOTIVAÇÃO PARA A QUALIDADE Irene Szyszka 07/11/2002 Lucem Sistemas Integrados de Gestão - Direitos Reservados 1 O QUE É MOTIVAÇÃO? MOTIVOS PARA AÇÃO??? Segundo Michaelis: Ato de motivar. Espécie de energia

Leia mais

Teorias da Motivação O processo Motivacional

Teorias da Motivação O processo Motivacional Teorias da Motivação O processo Motivacional Taylor, Elton Mayo, McGregor, Herzberg, Likert e Skinner 1 2 Taylor Administração Científica A administração científica é um modelo de administração criado

Leia mais

desenvolva e utilize seu pleno potencial de modo coerente e convergente com os objetivos estratégicos da organização. Dentro da área de gestão de

desenvolva e utilize seu pleno potencial de modo coerente e convergente com os objetivos estratégicos da organização. Dentro da área de gestão de Gestão de Pessoas Hoje a sociedade busca desenvolver trabalhos para aprimorar o conhecimento das pessoas em um ambiente de trabalho. A capacitação e o preparo que uma organização deve ter para com os seus

Leia mais

Motivação e entusiasmo. Está na hora de aprender como usar o seu TURBO!

Motivação e entusiasmo. Está na hora de aprender como usar o seu TURBO! Motivação e entusiasmo Está na hora de aprender como usar o seu TURBO! Quem sou eu O que me motivou a entrar em Mary Kay? Amana Zanella Diretora de Vendas Independente Área Nacional Lorenza Lacerda Entusiasmo...

Leia mais

MOTIVAÇÃO Trabalhando com um time de sucesso

MOTIVAÇÃO Trabalhando com um time de sucesso MOTIVAÇÃO Trabalhando com um time de sucesso Motivação é o agente que nos faz agir ou movimentar. É uma necessidade. Satisfação é o elemento que sacia a uma necessidade. Ela não é a necessidade em si.

Leia mais

11/04/2017. Aula 9. Gestão de Recursos Humanos. Agenda. Seminário 7. Gestão de RH

11/04/2017. Aula 9. Gestão de Recursos Humanos. Agenda. Seminário 7. Gestão de RH Aula 9 Gestão de Recursos Humanos Agenda Seminário 7 Gestão de RH 2 1 Gestão de RH Gestão de Recursos Humanos O conjunto de políticas, práticas e programas que tem por objetivo atrair, selecionar, socializar,

Leia mais

Unidade IV GESTÃO ESTRATÉGICA DE. Professora Ani Torres

Unidade IV GESTÃO ESTRATÉGICA DE. Professora Ani Torres Unidade IV GESTÃO ESTRATÉGICA DE RECURSOS HUMANOS Professora Ani Torres Visão estratégica Visão estratégica está relacionada com alcançar os objetivos empresariais. Considera: Tipos psicológicos, Motivação:

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE MARKETING PROFESSOR MARCOS SOLANO

CONCEITOS BÁSICOS DE MARKETING PROFESSOR MARCOS SOLANO CONCEITOS BÁSICOS DE MARKETING PROFESSOR MARCOS SOLANO PARA ALGUNS ESTUDIOSOS MARKETING SIGNIFICA: - Churchill e Paul J. Peter (2000, p. 04) definem marketing como um processo pelo qual se planeja e efetua

Leia mais

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL NA EMPRESA GRANDE SUL: UM ESTUDO DE CASO

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL NA EMPRESA GRANDE SUL: UM ESTUDO DE CASO PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL NA EMPRESA GRANDE SUL: UM ESTUDO DE CASO RESUMO Kátia Beatriz Pick¹ Angelo Staub² A competição no segmento de distribuição ao varejo tem exigido que as empresas busquem,

Leia mais

1. ACREDITAR EM DEUS, EM VOCÊ E NA EMPRESA! 2. ESTUDAR O MATERIAL PARA NOVAS CONSULTORAS. 3. ENTENDER O QUE EU GANHO SENDO DIRETORA. AUMENTO DE 300% Clientes; Anfitriãs; Mulheres a procura de renda extra;

Leia mais

(KOTLER, 2007) Fatores que influenciam o comportamento do consumidor

(KOTLER, 2007) Fatores que influenciam o comportamento do consumidor Comportamento do consumidor Parte 03 Marketing e outros estímulos Marketing Produto Preço Praça Promoção Outros Econômico Tecnológico Político Cultural Modelo do comportamento do comprador Caixa preta

Leia mais

Liderança e Gestão de Equipes. Prof. Valter de Menezes Eugenio

Liderança e Gestão de Equipes. Prof. Valter de Menezes Eugenio Prof. Valter de Menezes Eugenio O mundo empresarial mudou muito nas ultimas décadas, particularmente nos últimos 20 anos. Estas mudanças influenciam no comportamento das pessoas no ambiente de trabalho.

Leia mais

HOPE FOR THE BEST BUT BE READY FOR THE WORST

HOPE FOR THE BEST BUT BE READY FOR THE WORST HOPE FOR THE BEST BUT BE READY FOR THE WORST MOTIVAÇÃO MOTIVAÇÃO Tensão persistente que leva as pessoas a agir ou fazer coisas de forma positiva. O processo de motivação é a estimulação de um indivíduo

Leia mais

COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL. Prof. Saravalli OBJETIVOS 08/03/2016

COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL. Prof. Saravalli OBJETIVOS 08/03/2016 COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL Prof. Saravalli ademir_saravalli@yahoo.com.br O comportamento organizacional é um campo de estudos que investiga o impacto que indivíduos, grupos e a estrutura têm sobre o

Leia mais

Estudo de caso da Galeteria Pingão

Estudo de caso da Galeteria Pingão Estudo de caso da Galeteria Pingão APRESENTAÇÃO Iolanda Ferreira Nicácio Objetivo Geral: observar o estilo de liderança na Galeteria Pingão e analisar a influência do líder sobre seus liderados Objetivos

Leia mais

Marketing Pessoal Postura e Ética Profissional

Marketing Pessoal Postura e Ética Profissional Ética, enquanto filosofia e consciência moral, é essencial à vida em todos os seus aspectos, seja pessoal, familiar, social ou profissional. Assim, enquanto profissionais e pessoas, dependendo de como

Leia mais

Training Course. MBA LEADERSHIP Liderança

Training Course. MBA LEADERSHIP Liderança MBA LEADERSHIP Liderança DESCRIÇÃO Cada vez mais, a liderança assume um papel preponderante no dia-a-dia das nossas empresas. O sucesso de uma equipa está dependente da capacidade de liderança do seu líder.

Leia mais

Administração. Conceitos Básicos de Comportamento Organizacional. Professor Rafael Ravazolo.

Administração. Conceitos Básicos de Comportamento Organizacional. Professor Rafael Ravazolo. Administração Conceitos Básicos de Comportamento Organizacional Professor Rafael Ravazolo www.acasadoconcurseiro.com.br Administração Aula XX COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL O C.O. é o campo de estudo que

Leia mais

APOSTILA I DINÂMICA DAS RELAÇÕES INTERPESSOAIS GESTÃO DE PESSOAS

APOSTILA I DINÂMICA DAS RELAÇÕES INTERPESSOAIS GESTÃO DE PESSOAS APOSTILA I DINÂMICA DAS RELAÇÕES INTERPESSOAIS GESTÃO DE PESSOAS Conceito Gestão de Pessoas é a função gerencial que visa à cooperação das pessoas que atuam nas organizações para o alcance dos objetivos

Leia mais

Gestão de Recursos 2

Gestão de Recursos 2 Gestão de Recursos 2 Gestão de Recursos RECURSOS HUMANOS Recursos Humanos Situação Problema Montar a equipe Tarefa 1: Definir o Perfil do Profissional Tarefa 2: Selecionar, Capacitar e Treinar Tarefa 3:

Leia mais

Teorias de motivação: Uma abordagem à hierarquia de necessidades de Maslow

Teorias de motivação: Uma abordagem à hierarquia de necessidades de Maslow Teorias de motivação: Uma abordagem à hierarquia de necessidades de Maslow Vander Luiz da Silva, EPA, UNESPAR/Campus de Campo Mourão vander-luiz@hotmail.com Fabiane Avanzi Rezende, EPA, UNES PAR/Campus

Leia mais

Análise de Aspectos Motivacionais que podem Influenciar Atores no Processo de Software

Análise de Aspectos Motivacionais que podem Influenciar Atores no Processo de Software Universidade de Fortaleza (UNIFOR) Análise de Aspectos Motivacionais que podem Influenciar Atores no Processo de Software Sergiana Freitas sergiana@uol.com.br Arnaldo Belchior belchior@unifor.br 1 Agenda

Leia mais

Módulo 16 Relações com os trabalhadores. Segurança, Saúde e Qualidade de Vida no Trabalho.

Módulo 16 Relações com os trabalhadores. Segurança, Saúde e Qualidade de Vida no Trabalho. Módulo 16 Relações com os trabalhadores. Segurança, Saúde e Qualidade de Vida no Trabalho. 16.1 Relações com os trabalhadores O estilo de gestão adotado por uma empresa estrutura toda a forma de condução

Leia mais

MOTIVAÇÃO DE PESSOAS NO AMBIENTE DE TRABALHO NA ORGANIZAÇÃO

MOTIVAÇÃO DE PESSOAS NO AMBIENTE DE TRABALHO NA ORGANIZAÇÃO MOTIVAÇÃO DE PESSOAS NO AMBIENTE DE TRABALHO NA ORGANIZAÇÃO RESUMO Souza, Eunice Carvalho de Souza * Santos, Aline Rocha Alves dos ** O presente artigo tem como objetivo analisar a motivação de pessoas

Leia mais

A Cultura empresarial como diferencial competitivo. Odino Marcondes

A Cultura empresarial como diferencial competitivo. Odino Marcondes A Cultura empresarial como diferencial competitivo Odino Marcondes Definição: Cultura é como nós fazemos as coisas por aqui As coisas como Cerveja Antarctica Brahma Ambev Normas, crenças idiossincráticas

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico MBA: Gestão Empresarial IESI Planejamento Estratégico Planejamento estratégico: Visão integrada Alcance de objetivos Criar valor, diferencial e identidade Pensamento estratégico Planejamento Estratégico

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL CONCEITOS BÁSICOS

ADMINISTRAÇÃO GERAL CONCEITOS BÁSICOS ADMINISTRAÇÃO GERAL CONCEITOS BÁSICOS Atualizado em 27/10/2015 CONCEITOS BÁSICOS Administração, em seu conceito tradicional, é definida como um conjunto de atividades, princípios, regras, normas que têm

Leia mais

Relatório de Satisfação e Clima

Relatório de Satisfação e Clima Relatório de Satisfação e Clima 2014 Divisão de Gestão de Recursos Humanos 2 Motivação é a arte de fazer as pessoas fazerem o que você quer que elas façam porque elas o querem fazer. (Dwight Eisenhower)

Leia mais

TÍTULO: A INFLUÊNCIA DAS RELAÇÕES INTERPESSOAIS NO SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES UM ESTUDO NA EMPRESA CONTEC

TÍTULO: A INFLUÊNCIA DAS RELAÇÕES INTERPESSOAIS NO SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES UM ESTUDO NA EMPRESA CONTEC TÍTULO: A INFLUÊNCIA DAS RELAÇÕES INTERPESSOAIS NO SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES UM ESTUDO NA EMPRESA CONTEC CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE

Leia mais

Motivação. Amílcar Ramos: ISCTE-Business School. O processo de motivação

Motivação. Amílcar Ramos: ISCTE-Business School. O processo de motivação Motivação Gestão e motivação Contratos psicológicos Teorias de conteúdo (necessidades) e de processo As mudanças nos contratos psicológicos As práticas de motivação 1 O processo de motivação Propensão

Leia mais

TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO

TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO 01- A evolução da formação do pensamento administrativo desenvolve o conhecimento a partir do estudo das abordagens e teorias correspondentes as diferentes concepções. As

Leia mais

29/05/2017 ANDREIA RIBAS GESTÃO DE PESSOAS MOTIVAÇÃO. ambiente queo envolve) pessoas, que influenciam o comportamento) - Dinâmicas e Prescritivas

29/05/2017 ANDREIA RIBAS GESTÃO DE PESSOAS MOTIVAÇÃO. ambiente queo envolve) pessoas, que influenciam o comportamento) - Dinâmicas e Prescritivas ANDREIA RIBAS GESTÃO DE PESSOAS MOTIVAÇÃO Teorias de Conteúdo Teorias de Processo - Procuram explicar quais os fatores motivam - Procuram explicar como funciona a motivação as pessoas (quais os fatores

Leia mais

Evolução do Pensamento

Evolução do Pensamento Unidade IV Evolução do Pensamento Administrativo Prof. José Benedito Regina Conteúdo da disciplina EPA Parte 1 - conceitos gerais da administração Parte 2 - evolução histórica: Abordagens administrativas

Leia mais

MOTIVAÇÃO NO AMBIENTE DE TRABALHO

MOTIVAÇÃO NO AMBIENTE DE TRABALHO MOTIVAÇÃO NO AMBIENTE DE TRABALHO SILVA, Bruna Pereira da 1 KAULFUSS, Marco Aurélio 2 1 Acadêmica do curso de Administração da Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias de Itapeva 2 Docente da Faculdade

Leia mais

Gestão de Pessoas - Ênfase em Processos Organizacionais

Gestão de Pessoas - Ênfase em Processos Organizacionais Gestão de Pessoas - Ênfase em Processos Organizacionais Módulo 1: Etapa 1 Remuneração e salário Salário e Remuneração Quando se fala sobre salário, remuneração ou compensação, recompensa ou reconhecimento,

Leia mais

Noções de Liderança e Motivação

Noções de Liderança e Motivação Liderança A questão da liderança pode ser abordada de inúmeras formas: Liderança e Poder (recursos do poder) Liderança e Dominação (teorias da dominação legítima de Max Weber) Líder pela tradição Líder

Leia mais

Entendimento do Ser Humano nas Organizações,

Entendimento do Ser Humano nas Organizações, Avaliação de Desempenho Nossa Agenda Fundamentos e conceitos sobre a evolução histórica do homem na área industrial e social, Compreensão da formação profissional, identidade organizacional, aspectos organizacionais:

Leia mais

O COMPORTAMENTO DO TRABALHADOR DA INDÚSTRIA DE ESTOFADOS COMO CONSEQUÊNCIA DO MODELO DE GESTÃO ORGANIZACIONAL

O COMPORTAMENTO DO TRABALHADOR DA INDÚSTRIA DE ESTOFADOS COMO CONSEQUÊNCIA DO MODELO DE GESTÃO ORGANIZACIONAL ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 O COMPORTAMENTO DO TRABALHADOR DA INDÚSTRIA DE ESTOFADOS COMO CONSEQUÊNCIA DO MODELO DE GESTÃO ORGANIZACIONAL

Leia mais

Unidade I. Treinamento e Desenvolvimento. Prof. Especialista Fernando Lopes

Unidade I. Treinamento e Desenvolvimento. Prof. Especialista Fernando Lopes Unidade I Treinamento e Desenvolvimento Prof. Especialista Fernando Lopes O Treinamento como um Meio de Desenvolver Pessoas Treinamento de acordo com a definição dos dicionários quer dizer adestrar; (animais

Leia mais

Objetivo: Demonstrar ao aluno como identificar, medir e administrar o desempenho humano nas organizações.

Objetivo: Demonstrar ao aluno como identificar, medir e administrar o desempenho humano nas organizações. GESTÃO DE EQUIPES Objetivo: Demonstrar ao aluno como identificar, medir e administrar o desempenho humano nas organizações. Nesta aula: Conceitos Dimensões Condução de programa de gestão de desempenho

Leia mais

11. Abordagem Comportamental

11. Abordagem Comportamental 11. Abordagem Comportamental Conteúdo 1. Behaviorismo 2. Novas Proposições sobre a Motivação Humana 3. Teoria da Hierarquia das de Maslow 4. Teoria dos dois fatores 5. Teoria X & Y de McGregor 6. Outros

Leia mais

TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO

TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO Profa Giselle Pavanelli 5ª Aula Como explicar a Teoria Comportamental? Contexto da Teoria Comportamental A organização como organismo vivo As Relações Humanas Hierarquia das Necessidades

Leia mais

Abordagem Comportamental

Abordagem Comportamental Página 1 de 10 Modelo de Comportamento Organizacional Um modelo é uma abstração da realidade, uma representação simplificada de um fenômeno real. No nosso modelo de Comportamento Organizacional, há três

Leia mais

O que uma empresa necessita para manter seus funcionários motivados?

O que uma empresa necessita para manter seus funcionários motivados? O que uma empresa necessita para manter seus funcionários motivados? A empresa deve ser pensada como organização social, humana. Além das relações decorrentes das tarefas, ocorrem outros relacionamentos

Leia mais

Aula 4 Cultura e Sociedade

Aula 4 Cultura e Sociedade Sociologia e Antropologia em Administraçã ção Aula 4 Cultura e Sociedade Profa. Ms. Daniela Cartoni Leitura para a aula DIAS, Reinaldo. Sociologia Geral. Campinas: Alinea, 2008. PLT 254 Capítulo 2 CONCEITO

Leia mais

Prova de Psicologia Organizacional

Prova de Psicologia Organizacional 1. O treinamento é um processo cíclico e contínuo composto por quatro etapas. Qual a alternativa correta que apresenta as etapas citadas acima: (A) Diagnóstico, Desempenho, Implementação e Avaliação. (B)

Leia mais

Teoria das Relações Humanas O comportamento humano é determinado por causas que, às vezes, escapam ao próprio entendimento e controle humano. Essas ca

Teoria das Relações Humanas O comportamento humano é determinado por causas que, às vezes, escapam ao próprio entendimento e controle humano. Essas ca Fatores Humanos na Organização do Trabalho: Satisfação, Motivação e Monotonia Ergonomia de Processo, V.2 Teoria das Relações Humanas O comportamento humano é determinado por causas que, às vezes, escapam

Leia mais