CASNA. Bem-vindo à escola luxemburguesa! Informações para pais e alunos estrangeiros. Português

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CASNA. Bem-vindo à escola luxemburguesa! Informações para pais e alunos estrangeiros. Português"

Transcrição

1 Bem-vindo à escola luxemburguesa! Português PT Informações para pais e alunos estrangeiros CASNA Cellule d accueil scolaire pour élèves nouveaux arrivants

2 Bem-vindo à escola luxemburguesa! Informações para pais e alunos estrangeiros Ministère de l Éducation nationale Service de la scolarisation des enfants étrangers Abril 2011 ISBN

3 1 O sistema escolar luxemburguês

4 Estudos superiores e universitários Certificado de técnico superior Certificado de formação de mestre Estudos superiores técnicos (via módulos preparatórios) Certificado de técnico superior Certificado de formação de mestre Ensino pós-primário Secundári o geral Secundário técnico Diplôme de fin d études secondaires Diplôme de fin d études secondaires techniques Diplôme de technicien DT Diplôme d Aptitude Professionnelle DAP Certificat de Capacité Professionnelle CCP Regime técnico 14. * Formation professionnelle initiale Regime de formação de técnico Regime profissional Formation professionnelle de base Regime profissional Orientação Orientação teórico 9. polivalente 9. prático 9. modular teórico 8. polivalente 8. modular ES 7. ST Regime preparatório 7. modular Escolaridade obrigatória * para a divisão das profissões sociais Orientação Ensino fundamental Ciclo 4 Ciclo 3 Ciclo 2 Ciclo 1 Educação precoce (facultativa) Idade teórica

5 2 Alunos recém-chegados ao país: onde obter informações? CASNA A Cellule d accueil scolaire pour élèves nouveaux arrivants (CASNA) Célula de acolhimento escolar para alunos recém-chegados presta informações sobre o sistema de ensino luxemburguês e sobre as medidas de apoio para crianças de língua estrangeira anos Para inscrever as crianças dos 3 aos 11 anos na escola, os pais deverão dirigir-se directamente ao seu município de residência (consultar o capítulo 4) anos Os alunos dos 12 aos 17 anos são orientados para o ensino pós-primário. Para isso, deverão passar pela CASNA que informa os alunos e os respectivos familiares (terças e quintas-feiras em língua portuguesa), e estabelece um dossier sobre os resultados escolares e conhecimentos linguísticos dos alunos com vista a orientá-los para uma turma de acordo com o seu perfil. Documentos necessários: Aquando de uma reunião com a CASNA (ensino pós-primário), deve trazer consigo: bilhete de identidade ou passaporte; cartão de segurança social; registo biográfico dos dois últimos anos; (para entregar na medida do possível): ficha familiar de estado civil (extrait des registres de la population) ou cópia do certificado de residência (a obter junto da administração municipal do concelho de residência) ou certificado de entrega de um pedido de protecção internacional.

6 Contacto CASNA Cellule d accueil scolaire pour élèves nouveaux arrivants Célula de acolhimento escolar para alunos recém-chegados Service de la scolarisation des enfants étrangers Ministère de l Éducation nationale 29, rue Aldringen L Luxembourg Tel. (+ 352) Fax (+ 352) Horário de funcionamento, Mediante marcaçao Terças e quintas-feiras das 8h30 às 11h30 e das 14h30 às 16h30. Acolhimento em língua luxemburguesa, francesa, alemã, inglesa e portuguesa (outros idiomas mediante solicitação). Informações adicionais Ministère de l Éducation nationale na secção "Enfants étrangers"

7 3 Qual é a ajuda para comunicar mais facilmente na escola? Mediação intercultural Pais, professores e autoridades escolares podem solicitar o auxílio gratuito de um mediador intercul- -tural que fale albanês, árabe, crioulo (cabo-verdiano), chinês, italiano, português, servo-croata ou russo, além das línguas correntes no Luxemburgo (outros idiomas mediante solicitação). Os mediadores interculturais conhecem bem o sistema escolar. Estes respeitam a confidencialidade e auxiliam os pais, os alunos e os professores aquando do seu acolhimento na escola ou na turma. Podem prestar os seguintes serviços: Traduzir aquando de entrevistas individuais entre professores, alunos e pais de alunos. Dar informações sobre a escolaridade anterior no país de origem. Assegurar as traduções orais ou escritas, por exemplo: cartas dos professores ou registos biográficos do aluno. Acompanhar o aluno no caso de apoio psicológico em relação com a escola.

8 Contacto dos mediadores interculturais Tel. (+ 352) Fax (+ 352)

9 4 Quais são as ofertas escolares para as crianças dos 3 aos 12 anos? Ensino fundamental Ciclo 1 do ensino fundamental (3-5 anos) Inscrição No serviço de ensino do município de residência ou no secretariado municipal. O ciclo 1 compreende 1 ano de educação precoce cuja frequentação é facultativa e 2 anos de educação pré-escolar cuja frequentação é obrigatória. A língua escolar é o luxemburguês.

10 Ensino fundamental Ciclos 2, 3, 4 (6-12 anos) Inscrição No serviço de ensino do município de residência ou no secretariado municipal. Línguas A alfabetização faz-se em alemão. A língua de ensino nos ciclos 2, 3 e 4 é o alemão (disciplinas principais) e o luxemburguês (disciplinas secundárias). Os alunos começam a aprendizagem do francês no 2. ano do ciclo 2. As crianças recém-chegadas muito jovens são integradas nas classes normais onde aprendem o luxemburguês, o alemão e o francês. A aprendizagem intensiva do alemão, do francês ou do luxemburguês pode fazer-se no âmbito de um curso de acolhimento. O número de horas destinadas ao ensino do alemão e/ou do francês depende da idade e dos conhecimentos linguísticos dos alunos. O objectivo é a integração numa turma regular o mais rapidamente possível. Passagem do ensino fundamental para o ensino secundário (12 anos) No decorrer do ciclo 4.2, todos os alunos passam por um processo de orientação. Os professores e o inspector escolar informam os pais do desenrolar deste procedimento. Para mais informações: ppp_primaire/index.html

11 5 Quais são as ofertas escolares para os jovens dos 12 aos 17 anos? Alunos dos 12 aos 17 anos Depois do ciclo 4.2 do ensino fundamental, os alunos são orientados para o ensino secundário clássico ou secundário técnico. Os alunos que tiverem concluído o ciclo 4.2 no Luxemburgo passam pelo processo de orientação (consultar o capítulo 4). Todos os alunos recém-chegados ao país, com idade igual ou superior a 12 anos devem passar pela Cellule d accueil scolaire pour élèves nouveaux arrivants (CASNA) (consultar o capítulo 2). Ensino secundário técnico Turmas para alunos recém-chegados Turmas de acolhimento / ACCU (12-15 anos) com ensino intensivo da língua francesa. Turmas de 7., 8. e 9. anos de inserção (12-15 anos). Turma do ciclo inferior do ensino secundário técnico.

12 Esta acolhe alunos que adquiriram um bom nível escolar no seu país de origem, mas que têm dificuldade ou não dominam as línguas leccionadas no Luxemburgo. Os alunos seguem o programa do ciclo inferior do ensino secundário técnico, bem como um ensino intensivo da língua francesa (turmas STF) ou alemã (turmas STA), determinado de acordo com os conhecimentos que possuem em línguas. Turmas de acolhimento / CLIJA (para jovens adultos dos 16 aos 17 anos) com aprendizagem intensiva da língua francesa. Turmas com ensino em língua francesa turma do 7. ano: turmas modulares francófonas; turma do 8. ano: turmas modulares e polivalentes francófonas; turma do 9. ano: turmas modulares, polivalentes e práticas francófonas; a partir do 10. ano do ensino secundário técnico: é proposto um grande número de formações profissionais e técnicas em língua francesa. Os programas são idênticos aos das formações normais, no entanto, a língua de ensino é o francês em vez do alemão.

13 Quais são as ofertas escolares para os jovens dos 12 aos 17 anos? Estas formações em língua francesa existem para os três regimes: o regime técnico (régime technique) que prepara para o diploma final de ensino secundário técnico; o regime de técnico (régime de technicien) que prepara para o diploma de técnico (DT); o regime profissional (régime professionnel) que prepara para os seguintes diplomas: Diplôme d aptitude professionnelle (DAP) Certificat de capacité professionnelle (CCP) O regime técnico e o regime de técnico permitem aceder aos estudos superiores e/ou à vida profissional. O regime profissional permite um acesso mais directo à vida profissional.

14 Ensino secundário clássico O ensino secundário clássico dura 7 anos e confere o Diplôme de fin d études secondaires. Exige-se excelentes conhecimentos das línguas alemã e francesa desde o 1. ano. O inglês é ministrado a partir do 2. ano. Bac Internacional (BI) As turmas propostas destinam-se antes de mais aos jovens recém-chegados ao Luxemburgo, que optam por estudos secundários em língua francesa ou inglesa e capazes de seguirem um ensino secundário de alto nível. O ensino em língua francesa é ministrado a partir dos 15 anos e o ensino em língua inglesa a partir dos 14 anos. O diploma do Bac Internacional de Ensino Secundário é um diploma clássico proposto por liceus em 125 países. É reconhecido pela lei luxemburguesa como equivalente ao Diplôme de fin d études secondaires.

15 6 Endereços úteis Ministère de l Éducation nationale et de la Formation professionnelle Informações sobre a escolarização e o acolhimento de alunos estrangeiros Service de la scolarisation des enfants étrangers 29, rue Aldringen L Luxembourg Tel. (+ 352) Fax (+ 352) Célula de acolhimento escolar para alunos recém-chegados Cellule d accueil scolaire pour élèves nouveaux arrivants (CASNA) 29, rue Aldringen L Luxembourg Tel. (+ 352) Fax (+ 352) Avaliação das habilitações académicas e reconhecimento de diplomas nos seguintes domínios: Bac Internacional, DAP, formação de mestre, profissões sociais e educativas, profissões na área da saúde Service de la reconnaissance des diplômes 29, rue Aldringen L Luxembourg Tel. (+ 352) Fax (+ 352) Jovens à procura de emprego Action locale pour jeunes (ALJ) 29, rue Aldringen L Luxembourg Tel. (+ 352) Fax (+ 352)

16 Formações para maiores de 18 anos Formation des adultes / Formation tout au long de la vie 29, rue Aldringen L Luxembourg Tel. (+ 352) Fax (+ 352) Cursos de línguas para adultos (para toda a pessoa que não se encontra sob a obrigação escolar) Institut national des langues, Luxembourg 21, boulevard de la Foire L Luxembourg Tel. (+ 352) Fax (+ 352) Institut national des langues, Annexe Mersch 57, rue Grande-Duchesse Charlotte L Mersch Tel. (+ 352) Fax (+ 352) Orientação escolar Centre de Psychologie et d Orientation scolaires (CPOS) 280, route de Longwy L Luxembourg Tel. (+ 352) Fax (+ 352)

17 Endereços úteis Ministère de la Culture, de l Enseignement supérieur et de la Recherche Informações relativas ao ensino superior e universitário Centre de Documentation et d Information sur l Enseignement supérieur (CEDIES) 209, route d Esch L Luxembourg Tel. (+ 352) Fax (+ 352) Reconhecimento de diplomas de ensino superior estrangeiros Homologation des diplômes d enseignement supérieur étrangers (CEDIES) 20, montée de la Pétrusse L Luxembourg Commission des Titres: Tel. (+ 352) Commission d Homologation: Tel. (+ 352)

18 Ministère de l Éducation nationale et de la Formation professionnelle Service de la scolarisation des enfants étrangers CASNA Cellule d accueil scolaire pour élèves nouveaux arrivants 29, rue Aldringen L Luxembourg Tel. (+352) Fax (+352) Concepção: INTERPUB Impressão: IMPRIMERIE FR. FABER

CASNA. Bem-vindo à escola luxemburguesa! Informações para pais e alunos estrangeiros. Português

CASNA. Bem-vindo à escola luxemburguesa! Informações para pais e alunos estrangeiros. Português Bem-vindo à escola luxemburguesa! Português PT Informações para pais e alunos estrangeiros CASNA Cellule d accueil scolaire pour élèves nouveaux arrivants Bem-vindo à escola luxemburguesa! Informações

Leia mais

CASNA. Bem-vindo à escola luxemburguesa! Informações para pais e alunos estrangeiros. Português

CASNA. Bem-vindo à escola luxemburguesa! Informações para pais e alunos estrangeiros. Português Bem-vindo à escola luxemburguesa! Português PT Informações para pais e alunos estrangeiros CASNA Cellule d accueil scolaire pour élèves nouveaux arrivants Bem-vindo à escola luxemburguesa! Informações

Leia mais

A escolaridade em França : do jardim de infância até ao liceu

A escolaridade em França : do jardim de infância até ao liceu A escolaridade em França : do jardim de infância até ao liceu O jardim de infância «l école maternelle» faz parte do sistema educativo francês no serviço publico. A maior parte das crianças entram no jardim

Leia mais

A ESCOLARIDADE EM FRANÇA

A ESCOLARIDADE EM FRANÇA Portugais P.R.I.P.I Programa Regional de Integração das Populações Imigradas C.A.S.N.A.V Centro Académico Para a Escolarização Dos Recém-Chegados E das Crianças em Viagem A ESCOLARIDADE EM FRANÇA Documento

Leia mais

A NACIONALIDADE LUXEMBURGUESA

A NACIONALIDADE LUXEMBURGUESA A NACIONALIDADE LUXEMBURGUESA Lei de 23 de Outubro de 2008 NATURALIZAÇÃO RECUPERAÇÃO DA NACIONALIDADE LUXEMBURGUESA RENÚNCIA À NACIONALIDADE LUXEMBURGUESA ENDEREÇOS ÚTEIS NATURALIZAÇÃO (artigos 6, 7 e

Leia mais

solução BeM-vindo * (*) Oferta gratuita durante o 1º ano Toujours plus proche de ceux qui veulent aller plus loin.

solução BeM-vindo * (*) Oferta gratuita durante o 1º ano Toujours plus proche de ceux qui veulent aller plus loin. * solução BeM-vindo * (*) Oferta durante o 1º ano Toujours plus proche de ceux qui veulent aller plus loin. BCP Bem-vindo Descubra a nossa solução ** para recém-chegados ao Luxemburgo! Gestão conta corrente

Leia mais

PACK BEM-VINDO * (*) Pack gratuito durante 1 o ano. Toujours plus proche de ceux qui veulent aller plus loin.

PACK BEM-VINDO * (*) Pack gratuito durante 1 o ano. Toujours plus proche de ceux qui veulent aller plus loin. PACK BEM-VINDO * * (*) Pack gratuito durante 1 o ano Toujours plus proche de ceux qui veulent aller plus loin. BCP Bem-vindo Descubra o nosso pack gratuito ** para recém chegados ao Luxemburgo! Gestão

Leia mais

O referencial. 2- Um quadro europeu que define as competências chave para a educação e a formação ao longo de toda a vida

O referencial. 2- Um quadro europeu que define as competências chave para a educação e a formação ao longo de toda a vida O referencial 1- O nosso objectivo 2- Um quadro europeu que define as competências chave para a educação e a formação ao longo de toda a vida 3- Os limites da avaliação das competências chave 4- A construção

Leia mais

Serviço de exames de língua francesa reservados aos estudantes estrangeiros (SELFEE)

Serviço de exames de língua francesa reservados aos estudantes estrangeiros (SELFEE) Serviço de exames de língua francesa reservados aos estudantes estrangeiros (SELFEE) Conheç a os seis diplomas de proficiência da Univer sidade Paris-Sor bonne. Versão portuguesa Apresentação A Universidade

Leia mais

Pais, o vosso papel na orientação dos vossos filhos

Pais, o vosso papel na orientação dos vossos filhos Pais, o vosso papel na orientação dos vossos filhos PASSAR DO SONHO AO PROJETO REALISTA Hoje aluno e amanhã aprendiz ou aluno do ensino secundário superior (Gymnase). Daqui a dois anos, o vosso filho vai

Leia mais

Pixel. Aprenda Italiano em Florença Cursos Individuais para Estrangeiros

Pixel. Aprenda Italiano em Florença Cursos Individuais para Estrangeiros Certified Quality System in compliance with the standard UNI EN ISO 9001:2000. Certificate n SQ.41823. Pixel Aprenda Italiano em Florença Cursos Individuais para Estrangeiros CURSOS INDIVIDUAIS PARA ESTRANGEIROS

Leia mais

AVISO AOS ESTUDANTES, CANDIDATOS A PROSSECUÇÃO DE CURSOS DE LICENCIATURA OU DE

AVISO AOS ESTUDANTES, CANDIDATOS A PROSSECUÇÃO DE CURSOS DE LICENCIATURA OU DE UNIDADE DISCIPLINA TRABALHO República Democrática de S. Tomé e Príncipe EMBAIXADA PORTUGAL AVISO AOS ESTUDANTES, CANDIDATOS A PROSSECUÇÃO DE CURSOS DE LICENCIATURA OU DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA NO ENSINO

Leia mais

Acesso à Educação para Filhos de Imigrantes Folheto Informativo

Acesso à Educação para Filhos de Imigrantes Folheto Informativo Acesso à Educação para Filhos de Imigrantes Folheto Informativo 1 INTRODUÇÃO O Alto Comissariado para a Imigração e Minorias Étnicas em colaboração com o Secretariado Entreculturas elaborou esta brochura

Leia mais

O PROGRAMA DE EXPERIÊNCIA QUEBEQUENSE ACESSO FÁCIL E RÁPIDO PARA A IMIGRAÇÃO PERMANENTE

O PROGRAMA DE EXPERIÊNCIA QUEBEQUENSE ACESSO FÁCIL E RÁPIDO PARA A IMIGRAÇÃO PERMANENTE O PROGRAMA DE EXPERIÊNCIA QUEBEQUENSE ACESSO FÁCIL E RÁPIDO PARA A IMIGRAÇÃO PERMANENTE ESTUDAR E ESTABELECER- SE NO QUÉBEC: UMA FÓRMULA DE SUCESSO Québec procura por talentos. O Programme de l expérience

Leia mais

Estágios Internacionais. Programa Erasmus + Ação 1 Mobilidade para Aprendizagem

Estágios Internacionais. Programa Erasmus + Ação 1 Mobilidade para Aprendizagem Estágios Internacionais Programa Erasmus + Ação 1 Mobilidade para Aprendizagem A Escola Profissional Magestil vai promover a realização de estágios internacionais ao abrigo do Programa Erasmus+ (Ação 1).

Leia mais

E R A S M U S Guia do Estudante ERASMUS. Faculdade de Farmácia Universidade de Lisboa. Guia do Estudante

E R A S M U S Guia do Estudante ERASMUS. Faculdade de Farmácia Universidade de Lisboa. Guia do Estudante ERASMUS Faculdade de Farmácia Universidade de Lisboa Guia do Estudante Normas Gerais A mobilidade de estudantes, uma das acções mais frequentes do Programa, inclui duas vertentes de actividade: realização

Leia mais

REGULAMENTO. Estudante Internacional

REGULAMENTO. Estudante Internacional Estudante Internacional REGULAMENTO Elaboradopor: Aprovado por: Versão Gabinete de Apoio à Reitoria Reitor 1.1 Revisto e confirmadopor: de Aprovação Inicial Secretario Geral 11 de Agosto 2014 de aplicação

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOÃO VILLARET

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOÃO VILLARET AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOÃO VILLARET Escola E.B. 2/3 João Villaret Tão importante quanto o que se ensina e se aprende é como se ensina e como se aprende. (César Coll) O Agrupamento de Escolas João Villaret

Leia mais

Protocol Week Summer School. International School of Protocol in Brussels. 20 a 25 de Julho de 2009

Protocol Week Summer School. International School of Protocol in Brussels. 20 a 25 de Julho de 2009 Protocol Week Summer School International School of Protocol in Brussels 20 a 25 de Julho de 2009 Introdução A International School of Protocol in Brussels apresenta a sua primeira Protocol Week Summer

Leia mais

SUPLEMENTO I SÉRIE ÍNDICE. Ministério da Educação e Ciência. Quarta-feira, 26 de setembro de 2012 Número 187

SUPLEMENTO I SÉRIE ÍNDICE. Ministério da Educação e Ciência. Quarta-feira, 26 de setembro de 2012 Número 187 I SÉRIE Quarta-feira, 26 de setembro de 2012 Número 187 ÍNDICE SUPLEMENTO Ministério da Educação e Ciência Portaria n.º 292-A/2012: Cria uma experiência-piloto de oferta formativa de cursos vocacionais

Leia mais

Ficha de Inscrição e identificação do Voluntário PND

Ficha de Inscrição e identificação do Voluntário PND Ficha de Inscrição e identificação do Voluntário PND Dados de Identificação: Nome Completo: Data de nascimento: / / Local: Sexo: F M Estado Civil: Numero de BI ou Cartão de Cidadão Segurança Social: Numero

Leia mais

Novembro de 2008 ISBN: 978-972-614-430-4. Desenho gráfico: WM Imagem Impressão: Editorial do Ministério da Educação Tiragem: 5 000 exemplares

Novembro de 2008 ISBN: 978-972-614-430-4. Desenho gráfico: WM Imagem Impressão: Editorial do Ministério da Educação Tiragem: 5 000 exemplares Título: Educação em Números - Portugal 2008 Autoria: Gabinete de Estatística e Planeamento da Educação (GEPE)/Ministério da Educação Edição: Gabinete de Estatística e Planeamento da Educação (GEPE)/Ministério

Leia mais

REGULAMENTO ACADÉMICO

REGULAMENTO ACADÉMICO I. Disposições Gerais Artigo 1º Objetivo O regulamento académico tem por objetivo definir a aplicação das normas que organizam e regulam todas as formações conducentes à obtenção do grau de licenciado

Leia mais

MODALIDADES DE FORMAÇÃO. Centro de Emprego e Formação Profissional da Guarda

MODALIDADES DE FORMAÇÃO. Centro de Emprego e Formação Profissional da Guarda MODALIDADES DE FORMAÇÃO 1 CURSOS DE APRENDIZAGEM FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE JOVENS EM ALTERNÂNCIA O que são? São cursos que: > Dãoumaqualificaçãoepreparamparaomercadode trabalho. > Duram aproximadamente

Leia mais

5 DUAS FOTOGRAFIAS IDENTIFICADAS COM NOME E NUMERO DE PRE- REGISTO 2 CI-CEPPQ

5 DUAS FOTOGRAFIAS IDENTIFICADAS COM NOME E NUMERO DE PRE- REGISTO 2 CI-CEPPQ 1 FICHA DE INSCRIÇÃO 1 2 FICHA DO CANDIDATO 2 3 CÓPIA DE DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO 4 CÓPIA DE COMPROVATIVO DE PAGAMENTO 5 DUAS FOTOGRAFIAS IDENTIFICADAS COM NOME E NUMERO DE PRE- REGISTO 2 CI-CEPPQ Universidade

Leia mais

REGULAMENTO DE CREDITAÇÃO DE COMPETÊNCIAS, FORMAÇÃO E EXPERIENCIA PROFISSIONAL

REGULAMENTO DE CREDITAÇÃO DE COMPETÊNCIAS, FORMAÇÃO E EXPERIENCIA PROFISSIONAL REGULAMENTO DE CREDITAÇÃO DE COMPETÊNCIAS, FORMAÇÃO E EXPERIENCIA PROFISSIONAL Considerando que, nos termos do n 3 do artigo 45. do Decreto -Lei n 74/2006, de 24 de margo, alterado pelos Decretos-Lei n

Leia mais

ANÚNCIO DE CONCURSO. 1. Perfil / Vagas. Previsão de Vagas. Formação Académica

ANÚNCIO DE CONCURSO. 1. Perfil / Vagas. Previsão de Vagas. Formação Académica ANÚNCIO DE CONCURSO O presente anúncio de recrutamento é coordenado pela Direcção Geral da Administração Pública e de acordo com os novos procedimentos do Recrutamento Centralizado estabelecidos na Directiva

Leia mais

Vou entrar no Ensino Secundário. E agora? Que via escolher?

Vou entrar no Ensino Secundário. E agora? Que via escolher? Vou entrar no Ensino Secundário. E agora? Que via escolher? A publicação da Lei n.º 85/2009, de 27 de Agosto, estabelece o regime de escolaridade obrigatória para as crianças e jovens em idade escolar,

Leia mais

ESCOLA DAS ARTES PROGRAMA ERASMUS ESTÁGIO REGULAMENTO

ESCOLA DAS ARTES PROGRAMA ERASMUS ESTÁGIO REGULAMENTO ESCOLA DAS ARTES PROGRAMA ERASMUS ESTÁGIO REGULAMENTO CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1º (Objeto) O presente regulamento rege a mobilidade internacional para estágio dos estudantes de Licenciatura

Leia mais

CURSOS DE COMPLEMENTO DE FORMAÇÃO EM ENSINO DE INGLÊS PARA O 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO NA FCSH/UNL (PARA OS GRUPOS DE DOCÊNCIA 110, 220 E 330)

CURSOS DE COMPLEMENTO DE FORMAÇÃO EM ENSINO DE INGLÊS PARA O 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO NA FCSH/UNL (PARA OS GRUPOS DE DOCÊNCIA 110, 220 E 330) CURSOS DE COMPLEMENTO DE FORMAÇÃO EM ENSINO DE INGLÊS PARA O 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO NA FCSH/UNL (PARA OS GRUPOS DE DOCÊNCIA 110, 220 E 330) Artigo 1º Apresentação 1. No âmbito do Decreto Lei n.º 176/2014,

Leia mais

IECEx DOCUMENTO OPERACIONAL

IECEx DOCUMENTO OPERACIONAL IECEx OD 502 Edição 2.0 2013-04 IECEx DOCUMENTO OPERACIONAL Sistema de Certificação da IEC em relação às normas sobre atmosferas explosivas (Sistema IECEx) IEC System for Certification to Standards relating

Leia mais

TRABALHAR NO ESTRANGEIRO LUXEMBURGO

TRABALHAR NO ESTRANGEIRO LUXEMBURGO TRABALHAR NO ESTRANGEIRO LUXEMBURGO 1. Representação institucional 2. Associações Portuguesas 3. Órgãos de Comunicação Social 4. Comunidade Portuguesa 5. Requisitos de entrada no país 6. Informações e

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES DIRECÇÃO GERAL DOS RECURSOS HUMANOS DA EDUCAÇÃO DIRECÇÃO DE SERVIÇOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL DE INSTRUÇÕES (APENAS PARA ESCOLAS) MANIFESTAÇÃO DE NECESSIDADES PARA COLOCAÇÕES CÍCLICAS ANO ESCOLAR

Leia mais

INFORMAÇÕES CURSOS NOTURNOS 1

INFORMAÇÕES CURSOS NOTURNOS 1 INFORMAÇÕES CURSOS NOTURNOS 1 VIA DE CONCLUSÃO DO 12º ANO, PARA ALUNOS DE CURSOS EXTINTOS (Ao abrigo do Decreto- Lei nº 357/2007, de 29 de Outubro) 1. Destinatários: Candidatos com idade igual ou superior

Leia mais

VIVER NA ITÁLIA. O ITALIANO PARA O TRABALHO E A CIDADANIA - 4 EDIÇÃO 2014/2015

VIVER NA ITÁLIA. O ITALIANO PARA O TRABALHO E A CIDADANIA - 4 EDIÇÃO 2014/2015 VIVER NA ITÁLIA. O ITALIANO PARA O TRABALHO E A CIDADANIA - 4 EDIÇÃO 2014/2015 PO FINANCIAMENTO CORPOS RESPONSÁVEL Ministério dos Assuntos Internos com fundos do FEI (Fundo Europeu para a Integração de

Leia mais

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO (Aprovado em reunião do Conselho Científico de 25 de maio de 2007) (Alterado em reunião do Conselho Técnico-Científico de 30 de abril

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR Departamento de Psicopedagogia e Orientação Vocacional ACESSO AO ENSINO SUPERIOR Serviços de Psicologia e Orientação Escola Secundária Francisco Rodrigues Lobo A psicóloga: Paula Jerónimo (paula.jeronimo@colegio-j-barros.com)

Leia mais

A Escola obrigatória no Cantão de Zurique

A Escola obrigatória no Cantão de Zurique Portugiesisch A Escola obrigatória no Cantão de Zurique Informação para os pais Objectivos e linhas gerais A escola obrigatória oficial, no Cantão de Zurique, é obrigada a respeitar os valores fundamentais

Leia mais

Ministério Federal do Trabalho e dos Assuntos Sociais

Ministério Federal do Trabalho e dos Assuntos Sociais Ministério Federal do Trabalho e dos Assuntos Sociais Directiva para o programa especial da Federação Alemã para o Fomento da mobilidade profissional de jovens interessados em formação e jovens profissionais

Leia mais

QQuébec é o espaço de língua francesa no núcleo

QQuébec é o espaço de língua francesa no núcleo ESTuDAr no QUÉbEC QQuébec é o espaço de língua francesa no núcleo das Américas. É também um importante polo da economia do conhecimento e do comércio internacional. Ponto de convergência das culturas latina

Leia mais

AUXÍLIO FINANCEIRO PARA ESTUDOS NO ENSINO SUPERIOR

AUXÍLIO FINANCEIRO PARA ESTUDOS NO ENSINO SUPERIOR AUXÍLIO FINANCEIRO PARA ESTUDOS NO ENSINO SUPERIOR Guia prático 2 AUXÍLIO FINANCEIRO AOS ESTUDOS NO ENSINO SUPERIOR: Guia prático Na sequência do acórdão do Tribunal de Justiça da União Europeia de 20

Leia mais

Anexo 7 CTC 25/1/2012

Anexo 7 CTC 25/1/2012 Anexo7 CTC25/1/2012 INSTITUTO POLITÉCNICO DE LISBOA ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE LISBOA Regulamento dos regimes de mudança de curso, transferência e reingresso da Escola Superior de Educação de Lisboa

Leia mais

REGULAMENTO DOS DIPLOMAS DE ESPECIALIZAÇÃO

REGULAMENTO DOS DIPLOMAS DE ESPECIALIZAÇÃO REGULAMENTO DOS DIPLOMAS DE ESPECIALIZAÇÃO Aprovado em reunião da Comissão Coordenadora do Conselho Científico em 22/11/2006 Aprovado em reunião de Plenário do Conselho Directivo em 13/12/2006 PREÂMBULO

Leia mais

O SISTEMA EDUCATIVO EM CATALUNHA

O SISTEMA EDUCATIVO EM CATALUNHA Generalitat de Catalunya Departament d Ensenyament O SISTEMA EDUCATIVO EM CATALUNHA ASPECTOS BÀSICOS 1. Como é que está organizado o sistema educativo em Catalunha? O sistema educativo estabelece a obrigatoriedade

Leia mais

Os dossiers do ensino escolar. A educação nacional e a formação profissional em Franca

Os dossiers do ensino escolar. A educação nacional e a formação profissional em Franca Os dossiers do ensino escolar 2011 A educação nacional e a formação profissional em Franca A Educação Nacional e a formação profissional em França A educação e a formação ao longo de toda a vida constituem

Leia mais

Moving at labour market

Moving at labour market Moving at labour market Checklist Projecto financiado com o apoio da Comissão Europeia. A informação contida neste Website vincula exclusivamente o autor, não sendo a Comissão responsável pela utilização

Leia mais

ANEXO I. Regulamento. Cursos Vocacionais

ANEXO I. Regulamento. Cursos Vocacionais ANEXO I Regulamento Cursos Vocacionais Março de 2014 1 REGULAMENTO do ENSINO VOCACIONAL Conteúdo Âmbito e definição... 3 Artigo 2º... 3 Destinatários e acesso... 3 Artigo 3º... 3 Organização curricular...

Leia mais

Regulamento Cursos de Especialização Tecnológica. Ano Letivo 2013-2014. www.ipiaget.org

Regulamento Cursos de Especialização Tecnológica. Ano Letivo 2013-2014. www.ipiaget.org Instituto Piaget Campus Académico de Vila Nova de Gaia Escola Superior de Saúde de Vila Nova de Gaia www.ipiaget.org Ano Letivo 201-201 Regulamento Cursos de Especialização Tecnológica Índice Artigo 1º

Leia mais

O sistema educativo na Suíça. e em Genebra. O sistema educativo na Suíça e em Genebra

O sistema educativo na Suíça. e em Genebra. O sistema educativo na Suíça e em Genebra O sistema educativo na Suíça Dada a estrutura federal do país, o sistema educativo suíço assemelha-se a um mosaico cujos elementos são mais ou menos autónomos. No que toca à educação e escolaridade, cada

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO-2010

PLANO DE FORMAÇÃO-2010 PLANO DE FORMAÇÃO-2010 - Associação Vicentina- Formação Modular Certificada (Destinatários: Activos com o 9ºano) Inglês- Iniciação e Aperfeiçoamento TIC s (Iniciação e Aperfeiçoamento) Português para Estrangeiros

Leia mais

C1 C2 C3 C4 C5 C6 a) 6 2 1 2 1. Licenciatura em Design a) 20 8 10 14 8

C1 C2 C3 C4 C5 C6 a) 6 2 1 2 1. Licenciatura em Design a) 20 8 10 14 8 EDITAL 1º Ciclo de Estudos - Ano Letivo 2015/2016 Concurso para os regimes de Reingresso, Mudança de Curso, Transferência, e Concursos Especiais de Ingresso (titulares de curso médio ou superior e maiores

Leia mais

Lista de verificação antes da partida. Apoio à Mobilidade Europeia para o Emprego

Lista de verificação antes da partida. Apoio à Mobilidade Europeia para o Emprego Apoio à Mobilidade Europeia para o Emprego Lista de verificação antes da partida This project has been funded with support from the European Commission. This document reflects the views only of the author,

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA INDIVIDUAL PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO EM EMPRESAS (BDE)*

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA INDIVIDUAL PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO EM EMPRESAS (BDE)* FORMULÁRIO DE CANDIDATURA INDIVIDUAL PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO EM EMPRESAS (BDE)* Bolsa / / Reservado aos Serviços A preencher pelo candidato Nome completo: Domínio científico principal (indicar apenas

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO PSICÓLOGA ÁUREA SANTOS OBJECTIVOS Os cursos científico-humanísticos estão vocacionados para o prosseguimento de estudos de nível superior, de carácter universitário ou politécnico. DURAÇÃO Têm a duração

Leia mais

A Qualificação de Jovens e Adultos

A Qualificação de Jovens e Adultos A Qualificação de Jovens e Adultos Na região do Algarve, a rede de oferta formativa tem vindo a ser construída, alargada e consolidada com a colaboração e empenho de um número crescente de entidades públicas

Leia mais

EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO TÉCNICO SUPERIOR PROFISSIONAL. Ano letivo de 2015/2016

EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO TÉCNICO SUPERIOR PROFISSIONAL. Ano letivo de 2015/2016 EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO TÉCNICO SUPERIOR PROFISSIONAL Ano letivo de 2015/2016 João Baptista da Costa Carvalho, Presidente do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), torna público a

Leia mais

Resolução 060-2*/Reitoria/Univates Lajeado, 05 de agosto de 2015

Resolução 060-2*/Reitoria/Univates Lajeado, 05 de agosto de 2015 Resolução 060-2*/Reitoria/Univates Lajeado, 05 de agosto de 2015 Aprova o Edital Reitoria/AAII n o 05/2015 abertura de vagas para Intercâmbio em 2016/A destinadas aos estudantes matriculados no Projeto

Leia mais

BOLSA FUNDAÇÃO LUSO-AMERICANA / FULBRIGHT PARA DOUTORAMENTOS REGULAMENTO I DISPOSIÇÕES GERAIS

BOLSA FUNDAÇÃO LUSO-AMERICANA / FULBRIGHT PARA DOUTORAMENTOS REGULAMENTO I DISPOSIÇÕES GERAIS BOLSA FUNDAÇÃO LUSO-AMERICANA / FULBRIGHT PARA DOUTORAMENTOS REGULAMENTO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º - Objecto O presente Regulamento consagra as normas aplicáveis à atribuição das bolsas Fundação Luso-Americana

Leia mais

EURES: uma carreira na Europa

EURES: uma carreira na Europa EURES: uma carreira na Europa REDE EURES http://www.youtube.com/watch?v=-b-cf05oo7y&list=plw_7qqldjbjd-uce36bl25dpvwljlyxfq&index=93 Porquê ir para fora? MOTIVAÇÕES Perspetivas de emprego Enriquecimento

Leia mais

Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa

Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa MOBILIDADE INTERNACIONAL PARA ESTUDOS REGULAMENTO CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1º (Objeto) O presente regulamento rege a mobilidade internacional

Leia mais

NOVO ANÚNCIO N AFCHPR/01/2014

NOVO ANÚNCIO N AFCHPR/01/2014 AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA AFRICAN COURT ON HUMAN AND PEOPLES RIGHTS COUR AFRICAINE DES DROITS DE L HOMME ET DES PEUPLES P.O Box 6274 Arusha, Tanzania, Tel: +255 732 979506/9; Fax: +255

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO

FACULDADE DE DIREITO FACULDADE DE DIREITO FACULDADE DE DIREITO SUMÁRIO A. Mestrado e Pós-Graduação em Direito em Língua Chinesa Língua veicular: Língua Chinesa Área de especialização: Variante em Ciências Jurídicas B. Mestrado

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA INDIVIDUAL PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO EM EMPRESAS (BDE)*

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA INDIVIDUAL PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO EM EMPRESAS (BDE)* FORMULÁRIO DE CANDIDATURA INDIVIDUAL PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO EM EMPRESAS (BDE)* Bolsa / / Reservado aos Serviços A preencher pelo candidato Nome completo: Domínio científico principal (indicar apenas

Leia mais

Deutsch für die Schule. Aprender alemão no ano antes da entrada no jardim de infância. Informações para pais

Deutsch für die Schule. Aprender alemão no ano antes da entrada no jardim de infância. Informações para pais Deutsch für die Schule Aprender alemão no ano antes da entrada no jardim de infância Informações para pais 22.04.2015 Quando uma criança com cinco anos inicia o jardim de infância (Kindergarten), deve

Leia mais

Erasmus+ Apoio linguístico online. Tire o máximo partido da sua experiência Erasmus+!

Erasmus+ Apoio linguístico online. Tire o máximo partido da sua experiência Erasmus+! Erasmus+ Apoio linguístico online Tire o máximo partido da sua experiência Erasmus+! Erasmus+: mudar vidas, abrir mentes O Erasmus+ visa promover as competências e a empregabilidade, bem como modernizar

Leia mais

Universidade do Estado do Rio de Janeiro Centro de Ciências Sociais Faculdade de Direito Coordenação de Pós-Graduação Stricto Sensu

Universidade do Estado do Rio de Janeiro Centro de Ciências Sociais Faculdade de Direito Coordenação de Pós-Graduação Stricto Sensu Universidade do Estado do Rio de Janeiro Centro de Ciências Sociais Faculdade de Direito Coordenação de Pós-Graduação Stricto Sensu EDITAL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO DOUTORADO A Faculdade de

Leia mais

Regulamento dos Colégios de Especialidades e Especializações da OET

Regulamento dos Colégios de Especialidades e Especializações da OET Conselho da Profissão Regulamento dos Colégios de Especialidades e Especializações da OET Preâmbulo A Lei 157/2015, de 17 de setembro, altera a republica o estatuto da Ordem dos Engenheiros Técnicos (adiante

Leia mais

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DO BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE ALENQUER

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DO BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE ALENQUER REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DO BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE ALENQUER Preâmbulo A Lei n.º 71/98, de 3 de Novembro, regulamentada pelo Decreto Lei n.º 389/99, de 30 de Setembro, define as bases do enquadramento

Leia mais

R E G U L A M E N T O D E A V A L I A Ç Ã O

R E G U L A M E N T O D E A V A L I A Ç Ã O Escola Superior de Turismo e Hotelaria Instituto Politécnico da Guarda R E G U L A M E N T O D E A V A L I A Ç Ã O Data 2008-07-22 Conselho Científico Índice 1. Introdução... 3 2. Avaliação da aprendizagem...

Leia mais

Regulamento das Condições de Ingresso dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais

Regulamento das Condições de Ingresso dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais Regulamento das Condições de Ingresso dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais Artigo 1.º Objeto e âmbito de aplicação O Presente Regulamento, nos termos dos artigos 11º, Condições de Ingresso, e 24º,

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA INSCRIÇÃO - SELEÇÃO 2010

INSTRUÇÕES PARA INSCRIÇÃO - SELEÇÃO 2010 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA FACULDADE DE MEDICINA DA BAHIA- FMB 201 ANOS Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde Largo do Terreiro de Jesus Pelourinho Tel.: (71) 3283-5561 FAX: (71) 3283-5566/5567

Leia mais

Programa de Estágios Extra-curriculares Voluntários (PEEV) da Associação de Estudantes do Instituto Superior de Ciências da Saúde do Norte (AE ISCS-N)

Programa de Estágios Extra-curriculares Voluntários (PEEV) da Associação de Estudantes do Instituto Superior de Ciências da Saúde do Norte (AE ISCS-N) Programa de Estágios Extra-curriculares Voluntários (PEEV) da Associação de Estudantes do Instituto Superior de Ciências da Saúde do Norte (AE ISCS-N) 1ª Edição 2012/2013 Programa de Estágios Extra-curriculares

Leia mais

Formação para Técnico de Segurança no Trabalho, Nível 4 de Qualificação, QNQ

Formação para Técnico de Segurança no Trabalho, Nível 4 de Qualificação, QNQ NOTA TÉCNICA N.º 3 TEMA: Formação Profissional de SST Formação para Técnico de Segurança no Trabalho, Nível 4 de Qualificação, QNQ Formação para Técnico Superior de Segurança no Trabalho, Níveis 6 a 8

Leia mais

Curso de Educação e Formação em Desenho Assistido por Computador / Construção Civil

Curso de Educação e Formação em Desenho Assistido por Computador / Construção Civil Curso de Educação e Formação em Desenho Assistido por Computador / Construção Civil Saída Profissional: Operador CAD Certificação ao nível do 9º Ano / Nível II Laboral Bem-Vindo/a à FLAG! A FLAG é uma

Leia mais

REGULAMENTO DE ACESSO E INGRESSO

REGULAMENTO DE ACESSO E INGRESSO REGULAMENTO DE ACESSO E INGRESSO Artigo 1.º Âmbito O presente Regulamento destina-se a regular o acesso e ingresso nos cursos da Escola Superior Artística do Porto Guimarães, adiante designada por Escola.

Leia mais

Formação de Dupla Certificação

Formação de Dupla Certificação Glossário Formação de Dupla Certificação É aquela que confere, simultaneamente, Certificação Escolar e Certificação Profissional Cursos de dupla certificação destinados a Jovens (dos 15 aos 25 anos) Cursos

Leia mais

PREÂMBULO REGULAMENTO DO

PREÂMBULO REGULAMENTO DO PREÂMBULO Sendo uma das atribuições das Câmaras Municipais promover, apoiando ou comparticipando, o desenvolvimento de actividades de interesse social que, de alguma forma, sirvam os interesses e necessidades

Leia mais

Aulas de Língua de origem nas escolas do distrito de Soest

Aulas de Língua de origem nas escolas do distrito de Soest Aulas de Língua de origem nas escolas do distrito de Soest Portugiesisch Herausgeber: KREIS SOEST Hoher Weg 1-3 59494 Soest Erdgeschoss, Raum: E182 E184 Telefon: 0 29 21 30-0 Telefax: 0 29 21 30-3493 E-Mail:

Leia mais

O ENSINO DE FRANCÊS COM OBJETIVOS ESPECÍFICOS: ALGUMAS PERSPECTIVAS

O ENSINO DE FRANCÊS COM OBJETIVOS ESPECÍFICOS: ALGUMAS PERSPECTIVAS Resumo O ENSINO DE FRANCÊS COM OBJETIVOS ESPECÍFICOS: ALGUMAS PERSPECTIVAS CARDOZO, Paula Tatyane UFPR paulatatyane@gmail.com Eixo Temático: Cultura, Currículo e Saberes Agência Financiadora: não contou

Leia mais

REGULAMENTO DE CANDIDATURA AOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS

REGULAMENTO DE CANDIDATURA AOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS PREÂMBULO Nos termos do artigo 11.º do Decreto -Lei n.º 43/2014 de 18 de março, é aprovado o Regulamento das Condições de Ingresso nos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTSP) do Instituto Politécnico

Leia mais

Comparação entre programas de formação profissional. França e Finlandia

Comparação entre programas de formação profissional. França e Finlandia 1 Comparação entre programas de formação profissional. França e Finlandia Alice Itani Unesp/Senac São Paulo - aliceitani@gmail.com Alcir Vilela Junior Unicamp/Senac São Paulo - alvila@uol.com.br Resumo

Leia mais

Escola Superior de Educação João de Deus. Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso no Ensino Superior

Escola Superior de Educação João de Deus. Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso no Ensino Superior Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso no Ensino Superior 1 Artigo 1º Objeto e âmbito O disposto no presente regulamento aplica-se aos ciclos de estudos conducentes ao

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOS DOCENTES DO ENSINO PORTUGUÊS NO ESTRANGEIRO. CAPÍTULO I Disposições Comuns

REGULAMENTO INTERNO DA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOS DOCENTES DO ENSINO PORTUGUÊS NO ESTRANGEIRO. CAPÍTULO I Disposições Comuns REGULAMENTO INTERNO DA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOS DOCENTES DO ENSINO PORTUGUÊS NO ESTRANGEIRO CAPÍTULO I Disposições Comuns SECÇÃO I Disposições gerais Artigo 1.º Objecto O presente regulamento procede

Leia mais

REGULAMENTO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO E DA ADMINISTRAÇÃO (ISCIA) Disposições Gerais

REGULAMENTO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO E DA ADMINISTRAÇÃO (ISCIA) Disposições Gerais REGULAMENTO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO E DA ADMINISTRAÇÃO (ISCIA) Disposições Gerais O presente regulamento visa aplicar o regime estabelecido

Leia mais

Estudos Superiores em Israel Uma chave para o futuro

Estudos Superiores em Israel Uma chave para o futuro Estudos Superiores em Israel Uma chave para o futuro Departamento de Estudantes em Israel (Minhal Hastudentim) Avance com a educação superior em Israel e se beneficie com: Uma vivência única e fortalecedora

Leia mais

CONSULADO GERAL DA FRANCA EM SAO PAULO. O agendamento do seu pedido de visto é feito através do site: http://saopaulo.ambafrance-br.

CONSULADO GERAL DA FRANCA EM SAO PAULO. O agendamento do seu pedido de visto é feito através do site: http://saopaulo.ambafrance-br. CONSULADO GERAL DA FRANCA EM SAO PAULO (atualizado em : 29/08/2014) PEDIDO DE VISTO DE LONGA DURACAO (superior a 3 meses) MENORES ESCOLARIZADOS E DESACOMPAHADOS VIAGEMS ORGANIZADAS POR INTITUCOES OU AGENCIAS

Leia mais

Programa de Formação de Talentos de Macau Programa de Apoio Financeiro para Frequência do Programa Líderes Mundiais da Universidade de Cambridge

Programa de Formação de Talentos de Macau Programa de Apoio Financeiro para Frequência do Programa Líderes Mundiais da Universidade de Cambridge Programa de Formação de Talentos de Macau Programa de Apoio Financeiro para Frequência do Programa Líderes Mundiais da Universidade de Cambridge Regulamento 1. Objectivo do Programa: Com o apoio financeiro

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as

Leia mais

REGULAMENTO DE CREDITAÇÃO DE FORMAÇÃO ACADÉMICA, OUTRA FORMAÇÃO E DE EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

REGULAMENTO DE CREDITAÇÃO DE FORMAÇÃO ACADÉMICA, OUTRA FORMAÇÃO E DE EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL REGULAMENTO DE CREDITAÇÃO DE FORMAÇÃO ACADÉMICA, OUTRA FORMAÇÃO E DE EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL Preâmbulo No seguimento da terceira alteração ao Decreto-Lei nº 74/2006, de 24 de Março, introduzida pelo Decreto-Lei

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO OBJETIVOS Os cursos científico-humanísticos estão vocacionados para o prosseguimento de estudos de nível superior, de caráter universitário ou politécnico. DURAÇÃO Têm a duração de 3 anos letivos correspondentes

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA E INFORMAÇÕES SOBRE O PROCESSO DE SELECÇÃO

INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA E INFORMAÇÕES SOBRE O PROCESSO DE SELECÇÃO 4.ª EDIÇÃO DO PEPAL INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA E INFORMAÇÕES SOBRE O PROCESSO DE SELECÇÃO 1 Índice 1. DESTINATÁRIOS DO PEPAL...3 2. CANDIDATURAS DOS ESTAGIÁRIOS...4 2.1.

Leia mais

REGULAMENTO PARA A CREDITAÇÃO DA FORMAÇÃO. Artigo 1º Objectivo e âmbito

REGULAMENTO PARA A CREDITAÇÃO DA FORMAÇÃO. Artigo 1º Objectivo e âmbito REGULAMENTO PARA A CREDITAÇÃO DA FORMAÇÃO Artigo 1º Objectivo e âmbito 1. O presente Regulamento estabelece as normas relativas aos processos de creditação no ISCIA para efeitos do disposto no artigo 45.º

Leia mais

Manual para inscrição on-line dos alunos que se inscrevem pela 1ª vez

Manual para inscrição on-line dos alunos que se inscrevem pela 1ª vez Manual para inscrição on-line dos alunos que se inscrevem pela 1ª vez Processo de Matricula - Alunos 1º Ano 1ª Vez O processo de matrícula consiste em 3 passos: 1. Pagamento e entrega de documentos (nos

Leia mais

B-Bruxelas: Estudo comparativo relativo a contratos de computação em nuvem 2013/S 084-140907. Anúncio de concurso. Serviços

B-Bruxelas: Estudo comparativo relativo a contratos de computação em nuvem 2013/S 084-140907. Anúncio de concurso. Serviços 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:140907-2013:text:pt:html B-Bruxelas: Estudo comparativo relativo a contratos de computação em nuvem 2013/S 084-140907

Leia mais

REGULAMENTO DE ACESSO E INGRESSO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO ISVOUGA

REGULAMENTO DE ACESSO E INGRESSO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO ISVOUGA Página 1 de 6 Preâmbulo O presente regulamento define as regras de acesso e ingresso nos cursos técnicos superiores profissionais do e institui os critérios pelos quais se pautam as provas de avaliação

Leia mais

Directiva IB - 02/08. Admissão de Cadetes Formação de Cadetes Passagem a Aspirante Qualificação em Bombeiro de 3ª Classe. - Versão 1.

Directiva IB - 02/08. Admissão de Cadetes Formação de Cadetes Passagem a Aspirante Qualificação em Bombeiro de 3ª Classe. - Versão 1. Directiva IB - 02/08 Admissão de Cadetes Formação de Cadetes Passagem a Aspirante Qualificação em Bombeiro de 3ª Classe - Versão 1.2-07JUL08 Índice 1. Introdução...3 2. Candidatura...3 2.1 Critérios de

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL MONCHIQUE. Preâmbulo

CÂMARA MUNICIPAL MONCHIQUE. Preâmbulo CÂMARA MUNICIPAL MONCHIQUE REGULAMENTO DO BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE MONCHIQUE Preâmbulo Considerando que a participação solidária em acções de voluntariado, definido como conjunto de acções de interesse

Leia mais

GLOSSÁRIO DE TERMOS - CHAVE

GLOSSÁRIO DE TERMOS - CHAVE QUADRO EUROPEU DE REFERÊNCIA DAS QUALIFICAÇÕES PARA A APRENDIZAGEM AO LONGO DA VIDA Processo de Consulta Nacional GLOSSÁRIO DE TERMOS - CHAVE Este glossário de termos-chave tem como base o trabalho relativo

Leia mais

Regulamento de Ingresso e Acesso para Estudantes Internacionais da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa Disposição geral Objeto

Regulamento de Ingresso e Acesso para Estudantes Internacionais da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa Disposição geral Objeto Regulamento de Ingresso e Acesso para Estudantes Internacionais da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa SECÇÃO A Disposição geral Artigo 1.º Objeto O presente regulamento define as normas aplicáveis

Leia mais

C R E D I T A Ç Ã O D E F O R M A Ç Ã O E D E E X P E R I Ê N C I A P R O F I S S I O N A L

C R E D I T A Ç Ã O D E F O R M A Ç Ã O E D E E X P E R I Ê N C I A P R O F I S S I O N A L ISAL Instituto Superior de Administração e Línguas Regulamento de Creditação de Formação e de Experiência Profissional Preâmbulo O n.º 1 do artigo 45.º-A do Decreto-Lei n.º 115/2013, de 7 de agosto, prevê

Leia mais