Provisionamento de Processos no Projuris. Orientações sobre Provisionamento de Processos no Projuris

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Provisionamento de Processos no Projuris. Orientações sobre Provisionamento de Processos no Projuris"

Transcrição

1 Orientações sobre Provisionamento de Processos no Projuris Elaborado por: Arnaldo Hauer de Oliveira 28/11/2014 PÁG. 1/11

2 Índice 1. Objetivo Cálculo de Provisionamento Pré Requisitos Relatórios de Provisões Movimentação de Contingências Posição de Contingências Garantias Atualizadas Elaborado por: Arnaldo Hauer de Oliveira 28/11/2014 PÁG. 2/11

3 1. Objetivo Este documento tem por objetivo esclarecer o usuário acerca do funcionamento da rotina de provisionamento do Projuris, seu cálculo e relatórios. Visa ainda orientá-lo sobre os procedimentos necessários para que o sistema possa prover estas informações. 2. Cálculo de Provisionamento A extração de relatórios e consultas de provisões no Projuris é obtida a partir dos dados acumulados mensalmente pela rotina de Cálculo de Provisionamento. A execução desta rotina é efetuada a partir do acionamento do botão Calcular Provisionamento, disponível em Processos > Todos, conforme tela abaixo: Ao efetuar o cálculo, o sistema guarda em tabela específica do banco de dados uma fotografia dos valores dos objetos do processo no mês em referência. Acumula ainda valor atualizado do pedido e sua distribuição entre as colunas de prognóstico (Provável, Possível e Remoto), bem como os valores das Quitações, das Garantias e suas eventuais baixas parciais. Estes registros mensais ficarão arquivados no processo e estarão acessíveis para consulta na aba Provisionamento. Selecionando um processo, na aba Provisionamento aparecerão os resultados dos cálculos de provisionamento efetuados. Em cada linha da consulta será apresentado um cálculo já efetuado para cada data ( fotografia ): Ao clicar em determinada data (ex: 31/10/2014), serão apresentados os dados do resumo do cálculo do provisionamento para esta data. São mostrados campos como: Natureza, Unidade Organizacional, UO Centralizadora, Valor da Causa. Todos eles com os valores existentes no momento do cálculo. Além destes valores, é apresentada a soma dos valores de todos os objetos do processo para os campos: Valor Pedido, Provável, Possível, Remoto, Quitações, Garantias e Liberado Garantias. Estes campos são mostrados com seus valores Originais e atualizados monetariamente até a data do cálculo, conforme tela abaixo: Elaborado por: Arnaldo Hauer de Oliveira 28/11/2014 PÁG. 3/11

4 Ao clicar na aba Objetos, é apresentada uma lista dos objetos do processo, com os valores atribuídos a cada um deles. Clicando sobre um determinado objeto (por exemplo, PIS/COFINS JUROS ) verifica-se detalhadamente todos os valores deste objeto, como abaixo: Elaborado por: Arnaldo Hauer de Oliveira 28/11/2014 PÁG. 4/11

5 Então o sistema mostra os dados do objeto selecionado: 2.1 Pré Requisitos Para que um determinado processo seja corretamente acumulado na provisão do mês em questão, deverão ser considerados os pré-requisitos abaixo relacionados: a) Status do processo igual a Ativo ; b) Campo Provisionar ou Provisionar Objetos da aba Informações Financeiras do Resumo do Processo deverá estar marcado; c) Existir pelo menos um objeto com valores informados; d) Existir valor cadastrado para os índices utilizados, até o mês do cálculo. Para execução do cálculo é importante observar que TODOS os processos que se enquadrem nos requisitos acima serão calculados, independente de estarem selecionados ou de existir algum filtro aplicado. Portanto, é importante só realizar o cálculo quando todos os processos que ingressaram no mês estiverem cadastrados, todos os que finalizaram no mês estiverem encerrados e aqueles que sofreram mudanças em seus prognósticos tiverem seus objetos alterados. Abaixo a tela que é aberta pelo sistema ao clicar em Calcular Provisionamento. O campo Data de Cálculo deverá ser preenchido com uma data dentro do mês que se deseja efetuar o cálculo. Para efeito de cálculo da correção monetária, o ProJuris só faz distinção do mês e ano. Isto significa que se a data for informada como 01/10/2014 ou 31/10/2014, o efeito é o mesmo para a correção monetária, ou seja, ele irá efetuar o cálculo atualizando os valores até o mês 10/2014. Já para o cálculo dos juros, o dia informado na data de cálculo influenciará no número de meses a serem considerados. Se o dia da data base do objeto for maior que o dia do cálculo então será considerado um mês a menos na contagem. Por exemplo, data do objeto 15/09/2014 e data do cálculo 01/11/2014, será considerado um mês a menos. Elaborado por: Arnaldo Hauer de Oliveira 28/11/2014 PÁG. 5/11

6 Desta forma, sugere-se ao cliente que adote o critério para estabelecer esta data como sendo o último dia do mês em questão e seguir este padrão mensalmente, em todos os cálculos de provisionamento. O campo excluir provisões inseridas na data de cálculo deverá ser sempre marcado para evitar que em caso de recálculo os registros fiquem duplicados. Depois de clicar em Salvar é importante aguardar a mensagem de término (como abaixo), pois após algum tempo o sistema libera a tela de cálculo como se tivesse terminado, mas fica executando o cálculo em segundo plano. Embora a tela fique liberada, o cálculo só termina efetivamente quando aparece a tela Atenção indicando que os processos foram atualizados. Ainda, nesta tela são destacadas as pastas que eventualmente apresentaram problemas no cálculo: Elaborado por: Arnaldo Hauer de Oliveira 28/11/2014 PÁG. 6/11

7 Neste exemplo, a mensagem identificou que em 5 pastas não há objetos cadastrados, portanto para estes processos o cálculo de provisão não foi registrado no mês em questão. 3. Relatórios de Provisões Há no Projuris três tipos de relatórios de Provisões: Movimentação, Posição e Garantias. Todos utilizam os registros de provisionamento previamente calculados, como orientado acima. Estão disponíveis em Processos, ações, em três botões específicos, conforme destaques na tela abaixo: Quando selecionado um grupo de relatórios, será mostrada uma tela com os tipos existentes dentro do grupo (que serão analisados abaixo) e ao selecionar o relatório desejado, abrirá uma tela solicitando as datas de início e fim, conforme abaixo: Elaborado por: Arnaldo Hauer de Oliveira 28/11/2014 PÁG. 7/11

8 Cabe salientar que as datas a serem informadas deverão ser EXATAMENTE iguais às datas atribuídas no momento do cálculo. Desta forma, caso o critério estabelecido pelo cliente para o cálculo do provisionamento seja o último dia do mês, então as datas deverão ser, por exemplo, 31/10/2014 e 30/11/ Movimentação de Contingências Clicando no botão Rel. Moviment. Contingências será apresentada a tela abaixo, onde é possível selecionar entre relatório Analítico (pasta a pasta) ou Sintético (total por natureza) escolhendo ainda o prognóstico o qual se deseja analisar a movimentação (Provável, Possível ou Remoto). Via de regra, na maioria das empresas, o prognóstico mais utilizado neste relatório é o Provável, por ser aquele que efetivamente é provisionado contabilmente, mas isto depende de cada empresa. Após selecionar o relatório desejado, abrirá a tela das datas e depois a tela de filtro, onde poderão ser informadas outras condições necessárias. Após gerado o relatório, sua aparência será parecida com o modelo abaixo (observar que os valores são fictícios): Elaborado por: Arnaldo Hauer de Oliveira 28/11/2014 PÁG. 8/11

9 O sistema gera o relatório em formato Excel. Importante salientar a composição de cada uma das colunas de valores: Saldo em: valor da contingência na data de início e na data de fim, para o prognóstico selecionado. Há também este cálculo: caso a quitação seja maior que o valor a provisionar, o saldo é zero e não negativo, restando a diferença como Transferência (serve para o saldo inicial e para o saldo final). Por exemplo: Saldo inicial ,00 Quitação no período ,00 Saldo final será 0,00 Transferência será 1.000,00 Adições (novos) - processos que não existiam na provisão da data inicial e que existem na data final Transferências = Saldo inicial + Adições - baixas (perda) - Outras baixas + correções - saldo final Baixas (perda) - processos quitados no período Outras baixas - processos que existiam na provisão da data de início e não existem mais na data final Correções atualização monetária dos valores entre a data inicial e a data final Garantias somatório das garantias existentes no processo. Se for selecionado relatório Sintético serão apresentados apenas os totais por Natureza e o total geral, respeitando as mesmas colunas do relatório Analítico Posição de Contingências Estes relatórios apresentam o saldo de cada um dos três prognósticos (Provável, Possível e Remoto), nos dois períodos selecionados, por processo (Analítico) ou total por Natureza (Sintético). Para acessá-los basta clicar no botão Rel. Posição Contingências e será apresentada a tela abaixo, onde é possível selecionar entre relatório Analítico (pasta a pasta) ou Sintético (total por natureza). Elaborado por: Arnaldo Hauer de Oliveira 28/11/2014 PÁG. 9/11

10 Após selecionar o relatório desejado, abrirá a tela das datas e depois a tela de filtro, onde poderão ser informadas outras condições necessárias. Após gerado o relatório, sua aparência será parecida com os modelos abaixo, Analítico e Sintético, respectivamente: Elaborado por: Arnaldo Hauer de Oliveira 28/11/2014 PÁG. 10/11

11 3.3. Garantias Atualizadas Este relatório é selecionado ao clicar no botão Rel. Garantias Atualizadas. Será apresentada a tela abaixo para seleção da data do cálculo do relatório e depois a tela de filtro. Serão listadas as pastas que continham garantias informadas naquela data, com os seus valores até ela atualizados: Serão listados na planilha os conteúdos dos seguintes campos do Processo: Pasta, Parte Principal, Empresa, Natureza, Tipo de Ação, Polo, Resumo da Ação, Valor Pedido Atualizado, Valor Provável Atual, Pedido, Equipe ou Escritório, Número do Processo, Data Cadastro, Data de Encerramento, Sequência, Data de Inclusão Garantia, Detalhes, Depositada pelo, Valor da Garantia, Valor da Garantia Atualizado, Depositário, Data Liberação, Motivo da Liberação e Número do Alvará. O cálculo da atualização será feito em tempo de execução do relatório. Elaborado por: Arnaldo Hauer de Oliveira 28/11/2014 PÁG. 11/11

Manual do Visual Practice

Manual do Visual Practice Manual do Visual Practice Cálculo de Rescisão Para efetuar cálculo de rescisão, acessar o menu Cálculos / Folha normal / rescisão. Informar Empresa e Funcionário e clicar no ícone Rescisão ou (ALT+R),

Leia mais

CADASTRO DE EXCEÇÕES PIS/COFINS

CADASTRO DE EXCEÇÕES PIS/COFINS Apresentação Este tutorial descreve sobre o processo para cadastro de exceções de tributação de PIS/COFINS e orientações gerais de execução da rotina 1000 Processamentos Fiscais para o recálculo de PIS/COFINS.

Leia mais

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão VERSÃO 008.017 NOVID AD ES E MELHORIAS E107A9 Jéssica Pinheiro 20/01/2016 2/24 NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION Versão 008.017 1. Envio de cópia de e-mail.... 3 2. Bloqueio de emissão de cupom fiscal com

Leia mais

Manual de Ativo Imobilizado

Manual de Ativo Imobilizado Manual de Ativo Imobilizado Este manual foi cuidadosamente elaborado pela ELPIS INFORMÁTICA, com a intenção de garantir ao usuário, todas as orientações necessárias para que possa usufruir ao máximo de

Leia mais

Manual de Instruções do Movimento de Caixa

Manual de Instruções do Movimento de Caixa Manual de Instruções do Movimento de Caixa 1 Sumário MANUAL DO MOVIMENTO DE CAIXA 3 Cadastrando o Plano de Contas 3 Cadastrando as Contas Bancárias/Caixa 4 Cadastrando um Tipo Contábil pelo Athenas3000

Leia mais

COMO CRIAR PEDIDOS A PARTIR DA CESTA DE PRODUTOS

COMO CRIAR PEDIDOS A PARTIR DA CESTA DE PRODUTOS Esse guia considera que o catálogo já esteja atualizado, caso haja dúvidas de como atualizar o catálogo favor consultar o Guia de Atualização do Catálogo. Abra o programa e clique no botão Clique aqui

Leia mais

Sumário 1. Inicializando o Sistema Arquitetura do Sistema Consulta Rápida de Veículos Informações Gerais...

Sumário 1. Inicializando o Sistema Arquitetura do Sistema Consulta Rápida de Veículos Informações Gerais... 1 Sumário 1. Inicializando o Sistema... 3 2. Arquitetura do Sistema... 5 2.1. Menu... 5 2.1.1. Detalhamento do Menu e Submenu... 5 2.2. Barra de Ferramentas... 6 2.2.1. Ações... 6 2.2.2. Crédito Disponível...

Leia mais

MANUAL EPROC / TJTO. Endereço eletrônico:

MANUAL EPROC / TJTO. Endereço eletrônico: MANUAL EPROC / TJTO Endereço eletrônico: processoeletronico@tjto.jus.br As seguintes funcionalidades serão abordadas neste tutorial. Consulta Processual Consultar Processos Movimentação Processual Movimentação

Leia mais

Liberação de Atualização

Liberação de Atualização Liberação de Atualização Cordilheira Recursos Humanos 2.149h Criado tratamento para controle de pagamento das guias de desconto sindical: sindical patronal e sindicais diversos (contribuição assistencial,

Leia mais

Concessão - Aposentadoria

Concessão - Aposentadoria Concessão - Aposentadoria 1. Módulo Cadastro 1.1. Cadastro de Pessoa Acesse o menu Cadastro/Pessoa/Informações Gerais. A seguinte janela se abrirá. Para incluir uma nova pessoa, vá paraa a primeira aba,

Leia mais

SAESC SISTEMA DE GESTÃO DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR

SAESC SISTEMA DE GESTÃO DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR Recebimentos SAESC SISTEMA DE GESTÃO DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR Nota Fiscal de Fornecedor Esta tela serve para armazenar as notas fiscais de Fornecedores. São três telas que compõe a nota. A primeira é chamada

Leia mais

Antes de iniciarmos a discussão do reajuste salarial abordaremos alguns pontos básicos e impactantes neste assunto.

Antes de iniciarmos a discussão do reajuste salarial abordaremos alguns pontos básicos e impactantes neste assunto. Reajuste Salarial As alterações na ficha do empregado são freqüentes e uma das vantagens é que se tenha os históricos para consulta. O reajuste salarial é uma alteração na ficha do empregado e, podendo

Leia mais

C A R T I L H A. - Recursos Humanos Cargos

C A R T I L H A. - Recursos Humanos Cargos C A R T I L H A - Recursos Humanos Cargos Elaborada por: DIRPD Diretoria de Processamento de Dados Universidade Federal de Uberlândia Maio/2009 Apresentação Esta cartilha foi elaborada para auxiliar os

Leia mais

1. Respondendo a cotação.

1. Respondendo a cotação. 1 1. Respondendo a cotação. Quando o comprador informa o preço pelo processo convencional é usada à tela Processos > Informação de Preços [773] que está localizada no módulo - Compras da gestão Materiais.

Leia mais

MANUAL PARA CADASTRO DE FUNÇÕES DO CAIXA

MANUAL PARA CADASTRO DE FUNÇÕES DO CAIXA MANUAL PARA CADASTRO DE FUNÇÕES DO CAIXA Este manual tem o objetivo de orientar o procedimento de Funções do Caixa. Sempre que se fizer um destes procedimentos, os passos abaixo devem ser seguidos. AS

Leia mais

Manual do Usuário. Requisições

Manual do Usuário. Requisições Manual do Usuário Requisições Projeto SIGA-EPT Manual do Usuário Módulo Requisições SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA Versão outubro/2010 Sumário 1 Introdução 4 2 Requisição de Compra de Consumo 5

Leia mais

A - Inserção da quilometragem (atualização de km) lida no tacógrafo do veículo(s) pertencentes ao(s) Contrato(s);

A - Inserção da quilometragem (atualização de km) lida no tacógrafo do veículo(s) pertencentes ao(s) Contrato(s); Pág 1/9 São Paulo, 06 de Junho de 2012. Prezado cliente: Referência: Contrato de Manutenção de Frota VolksTotal Informação da Quilometragem através da Internet O Contrato de Manutenção de Frota firmado

Leia mais

Procedimento para Gerar Pedido de Devolução

Procedimento para Gerar Pedido de Devolução Procedimento para Gerar Pedido de Devolução O procedimento a seguir irá demonstrar como gerar um pedido a partir de uma devolução do cliente e assim gerar também uma nota de crédito para o cliente. 1º

Leia mais

Passo a passo para cadastramento do concurso no site

Passo a passo para cadastramento do concurso no site Passo a passo para cadastramento do concurso no site Um dos pontos essenciais para a realização do concurso é justamente o cadastro no site. Para tanto, é importante ficar atento a alguns detalhes e garantir

Leia mais

Configuração de Juros e Multa na Condição de Pagamento

Configuração de Juros e Multa na Condição de Pagamento Configuração de Juros e Multa na Condição de Pagamento Introdução Para configurar de percentuais de juros e multas para atraso de pagamento, é possível indicar na condição de pagamento os valores que serão

Leia mais

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão VERSÃO 008.017 NOVID AD ES E MELHORIAS E109A9 Jéssica Pinheiro 01/04/2016 2/11 NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION Versão 008.017 1. Parâmetro para controle do saldo na geração de pedido de compra de venda

Leia mais

BitNota Eletrônica Gerenciador para Nota Fiscal Eletrônica 2.0 Manual Versão 1.0

BitNota Eletrônica Gerenciador para Nota Fiscal Eletrônica 2.0 Manual Versão 1.0 BitNota Eletrônica Gerenciador para Nota Fiscal Eletrônica 2.0 Manual Versão 1.0 Conteúdo 1. A Quem se Destina o BitNota Eletrônica 2. Requisitos Mínimos para o funcionamento do programa 3. Como Funciona

Leia mais

TUTORIAL DEVOLUÇÃO DE CLIENTE

TUTORIAL DEVOLUÇÃO DE CLIENTE Sumário Apresentação... 1 1. Procedimentos iniciais... 2 2. Realizar Devolução de Cliente... 3 2.1 Geração Nota Fiscal Própria.... 3 2.2 Utilizando uma Nota de Devolução Enviada pelo Cliente.... 4 2.3

Leia mais

Manual DIÁRIO ELETRÔNICO. Versão 2.0

Manual DIÁRIO ELETRÔNICO. Versão 2.0 Manual DIÁRIO ELETRÔNICO Versão 2.0 Versão 2.0 Sumário 1 Introdução... 2 2 Frequência Nova Aula... 3 2.1 Ações... 7 2.1.1 Diário Eletrônico... 7 2.1.2 Histórico... 9 2.1.3 Verificar pendências... 10 2.2

Leia mais

Dupla Regência Manual para a Administração da Escola

Dupla Regência Manual para a Administração da Escola Dupla Regência Manual para a Administração da Escola Versão 1.0 Conteúdo Administração da Escola Cenário de Uso I Central de Vagas... 4 1. Cadastro de Vagas... 4 2. Consultar vagas cadastradas... 5 3.

Leia mais

MANUAL Pedidos On-Line

MANUAL Pedidos On-Line MANUAL Pedidos On-Line ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 O QUE É PEDIDOS ON-LINE... 3 QUEM PODE UTILIZAR... 3 COMO OBTER AUTORIZAÇÃO PARA ACESSO... 4 ACESSANDO O PEDIDOS ON-LINE... 5 COMO REGISTRAR UM PEDIDO... 7

Leia mais

Como Fazer o Fechamento de Caixa no PDV-PAF? - FPF05

Como Fazer o Fechamento de Caixa no PDV-PAF? - FPF05 Como Fazer o Fechamento de Caixa no PDV-PAF? - FPF05 Sistema: Futura PDV PAF Referencia: FPF05 Versão: 2015.2.20 Como funciona: O fechamento do caixa no PDV- PAF é um procedimento muito importante, pois

Leia mais

Manual Gestão Garantias

Manual Gestão Garantias Manual Gestão Garantias OUTUBRO/2013 Sumário Sumário... 2 1. Introdução... 3 2. Funcionalidade... 3 3. Navegação no Sistema... 3 4. Configuração... 6 4.1. Garantias... 6 4.1.1. Cadastrar... 7 4.1.2. Validar...

Leia mais

Emissão de Recibos. Copyright ControleNaNet

Emissão de Recibos. Copyright ControleNaNet Este manual é parte integrante do Software On-line Recibos Concebido pela equipe técnica de ControleNaNet. http://www.controlenanet.com.br Todos os direitos reservados. Copyright 2016 - ControleNaNet Conteúdo

Leia mais

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Programa Bolsa Família Manual de Operação 10/Abril/2011 Aplicado

Leia mais

SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA PROCEDIMENTOS VTWEB CLIENT PROCEDIMENTOS

SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA PROCEDIMENTOS VTWEB CLIENT PROCEDIMENTOS SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA PROCEDIMENTOS VTWEB CLIENT PROCEDIMENTOS Origem: ProUrbano Data de Criação: 22/03/2010 Ultima alteração: Versão: 1.3 Tipo de documento: PRO-V1. 0 Autor: Adriano

Leia mais

Faturamento. Dependendo do seu tipo de negócio, para remeter à empresa contábil os dados das notas fiscais emitidas para cálculo dos. de Faturamento.

Faturamento. Dependendo do seu tipo de negócio, para remeter à empresa contábil os dados das notas fiscais emitidas para cálculo dos. de Faturamento. Faturamento Dependendo do seu tipo de negócio, para remeter à empresa contábil os dados das notas fiscais emitidas para cálculo dos tributos, etc, você deverá usar as opções de Faturamento. Notas Fiscais

Leia mais

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO MANUAL VTWEB CLIENT URBANO Conteúdo... 2 1. Descrição... 3 2. Cadastro no sistema... 3 2.1. Pessoa Jurídica... 3 2.2. Pessoa Física... 5 2.3. Concluir o cadastro... 6 3. Acessar o sistema... 6 3.1. Autenticar

Leia mais

ERP BRASCOMM Sistema de Gestão Empresarial 100% Web. Manual do Usuário. Módulo de CRM Gestão de Relacionamento com o Cliente

ERP BRASCOMM Sistema de Gestão Empresarial 100% Web. Manual do Usuário. Módulo de CRM Gestão de Relacionamento com o Cliente ERP BRASCOMM Sistema de Gestão Empresarial 100% Web Manual do Usuário Módulo de CRM Gestão de Relacionamento com o Cliente O módulo de CRM possui ferramentas práticas para auxiliar no atendimento ao cliente

Leia mais

Reajuste de Preço de Venda pelo Preço do Fabricante

Reajuste de Preço de Venda pelo Preço do Fabricante Reajuste de Preço de Venda pelo Preço do Fabricante Introdução O sistema possibilita diversas opções de recálculo de preços de venda, o Reajuste de Preço de Venda pelo Preço do Fabricante utiliza o preço

Leia mais

1. Selecione a linha que deseja excluir a declaração na coluna Ação, do painel Declarações. Após isso, clique sobre o botão "Excluir".

1. Selecione a linha que deseja excluir a declaração na coluna Ação, do painel Declarações. Após isso, clique sobre o botão Excluir. Declarações O que é isto? O que isto faz? Esta página tem por objetivo auxiliá-lo na localização de declarações já cadastradas, bem como na criação de novas declarações. Saiba que, uma vez localizada,

Leia mais

Orçamento de Venda. Manual de consulta e criação de Orçamento de Venda.

Orçamento de Venda. Manual de consulta e criação de Orçamento de Venda. Manual de consulta e criação de Orçamento de Venda. Copyright 2010 flexlife todos diretos reservados www. flexlife.com.br Versão 1.1-19/08/15 1. Para Consultar um Orçamento de Venda 1.1 Selecione o menu

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO Gerenciar CND

GUIA DO USUÁRIO Gerenciar CND GUIA DO USUÁRIO Gerenciar CND 1 Índice Introdução... 3 Gerenciar CND... 4 Agendar CND...5 Relação de CND...6 Download...7 Publicar...7 Excluir...8 Visualizar...8 Inclusão Manual...8 Emissão Rápida...9

Leia mais

Como Realizar o Cadastro de Comandas Extraviadas? FGS17

Como Realizar o Cadastro de Comandas Extraviadas? FGS17 Como Realizar o Cadastro de Comandas Extraviadas? FGS17 Sistema: Gourmet Server Caminho: Cadastros>Restaurante>Comandas Extraviadas Referência: FGS17 Versão: 2016.04.11 Como funciona: A tela de Comandas

Leia mais

Manual prático de Ajuizamento de Iniciais Portal Processo Eletrônico Nova rotina de anexação de peças

Manual prático de Ajuizamento de Iniciais Portal Processo Eletrônico Nova rotina de anexação de peças 2014 Manual prático de Ajuizamento de Iniciais Portal Processo Eletrônico Nova rotina de anexação de peças Orientações gerais para ajuizar iniciais com base na nova rotina de anexação de peças. TRIBUNAL

Leia mais

Orientações ao Administrador Regional

Orientações ao Administrador Regional Orientações ao Administrador Regional Antes de iniciarmos a Formação do Administrador Regional é importante lembrarmos que o mesmo deverá ser cadastrado por um Administrador Geral (SEDUC). Para realizar

Leia mais

Esse manual visa fornecer orientações às instituições concedentes de estágios. Após

Esse manual visa fornecer orientações às instituições concedentes de estágios. Após Esse manual visa fornecer orientações às instituições concedentes de estágios. Após acessar o endereço www.sigaa.ufs.br, você deve clicar no botão ENTRAR NO SISTEMA Obs.: Os dados utilizados nos exemplos

Leia mais

1. REDISTRIBUIÇÃO ENTRE VARAS

1. REDISTRIBUIÇÃO ENTRE VARAS Procedimento Operacional Padrão nº 4 REDISTRIBUIÇÃO DE PROCESSOS Este Procedimento Operacional Padrão descreve as ações que deverão ser adotadas pelos servidores para a redistribuição de processos entre

Leia mais

Este manual contém as principais funcionalidades e explicações a respeito do funcionamento do portal de vendas PULVITEC.

Este manual contém as principais funcionalidades e explicações a respeito do funcionamento do portal de vendas PULVITEC. Este manual contém as principais funcionalidades e explicações a respeito do funcionamento do portal de vendas PULVITEC. É recomendado a utilização do browser Google Chrome e Firefox por questões de compatibilização

Leia mais

TABELA FIXA CÁLCULO DE FOLHA PARA PROFESSORES

TABELA FIXA CÁLCULO DE FOLHA PARA PROFESSORES TABELA FIXA CÁLCULO DE FOLHA PARA PROFESSORES Procedimento para Cálculo de Folha de Professores Através de Tabela Fixa 1º Passo: Em Cadastros\ Genéricos Eventos, devem ser criados todos os eventos de hora

Leia mais

FUNCIONALIDADES DA ABA CEP NA PLATBR

FUNCIONALIDADES DA ABA CEP NA PLATBR FUNCIONALIDADES DA ABA CEP NA PLATBR Versão 1.1 Histórico de Versão Versão Autor Data Descrição Equipe suporte Criação do 1.0 Plataforma Brasil 14/09/2012 Documento 1.1 Equipe suporte Plataforma Brasil

Leia mais

Sobre a nova minha UFOP

Sobre a nova minha UFOP Sobre a nova minha UFOP A minha UFOP está com um novo visual. Foi criada uma nova interface, mais bonita, ágil e intuitiva para facilitar a utilização de nossos usuários. Esse tutorial visa mostrar as

Leia mais

AGENDAMENTO DO EXAME PRÁTICO CFC's

AGENDAMENTO DO EXAME PRÁTICO CFC's AGENDAMENTO DO EXAME PRÁTICO CFC's CURITIBA 2015 Sumário 1. PROJETO...3 2. ORGANIZAÇÃO DAS VAGAS...4 3. AGENDAMENTO ESCOLHA DE VAGA...5 3.1. RESERVA PARA CATEGORIA A...7 3.2. DESISTÊNCIA DA VAGA...8 3.3.

Leia mais

NOVA CONFIGURAÇÃO DE TRIBUTAÇÃO DO IPI

NOVA CONFIGURAÇÃO DE TRIBUTAÇÃO DO IPI NOVA CONFIGURAÇÃO DE TRIBUTAÇÃO DO IPI Com o crescimento do uso do Siagri Agribusiness em empresas contribuintes do IPI e também devido aos tratamentos exigidos pelo EFD Fiscal (SPED Fiscal), tornou-se

Leia mais

SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO CND CND PORTAL DE RELACIONAMENTO Cadastro CND Painel de Controle

SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO CND CND PORTAL DE RELACIONAMENTO Cadastro CND Painel de Controle Sage CND SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. CND... 2 1.1. 1.2. Cadastro CND... 2 Painel de Controle... 6 3. CND PORTAL DE RELACIONAMENTO.... 10 1. Apresentação A Plataforma Sage visa dinamizar os negócios

Leia mais

Manual do Visual Practice

Manual do Visual Practice Manual do Visual Practice Cálculo da folha de pagamento No menu Cálculos / Folha normal / rescisão é acessada a tela onde são efetuados os cálculos da folha de pagamento. Pelo botão Cálculo de folha normal

Leia mais

Patrimônio ÍNDICE. ERP ( Controle de Frotas ) 1- Implantação bens móveis simples Implantação Automática 06

Patrimônio ÍNDICE. ERP ( Controle de Frotas ) 1- Implantação bens móveis simples Implantação Automática 06 1 2 Patrimônio ÍNDICE ERP ( Controle de Frotas ) 1- Implantação bens móveis simples 04 1.1- Implantação Automática 06 1.2- Implantação via Nota de Compra 07 2- Transferência de Bens 08 3- Transferência

Leia mais

Universidade Federal do Pampa Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação - NTIC 10/09/2013

Universidade Federal do Pampa Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação - NTIC 10/09/2013 2013 Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação - NTIC 10/09/2013 REITORA Ulrika Arns VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho COORDENADOR DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Versão 8.2C-09. Domínio Atendimento

Versão 8.2C-09. Domínio Atendimento Versão 8.2C-09 Domínio Atendimento Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso,

Leia mais

Atualizações da Versão Introdução... 4 Conhecendo o Produto... 5 Ações dos Botões das Telas... 6

Atualizações da Versão Introdução... 4 Conhecendo o Produto... 5 Ações dos Botões das Telas... 6 Versão: 27/05/2016 Atualizado em: 31/05/2016 1 Conteúdo Atualizações da Versão... 3 Introdução... 4 Conhecendo o Produto... 5 Ações dos Botões das Telas... 6 Consultas... 7 Consulta de Cotações... 8 Consultar

Leia mais

O cenário hoje é que o sistema Folha Windows trata por completo o Regime Previdenciário do INSS desde relatórios às guias exigidas neste regime.

O cenário hoje é que o sistema Folha Windows trata por completo o Regime Previdenciário do INSS desde relatórios às guias exigidas neste regime. 1 Regime Previdenciário Visão Geral Escopo do produto Muitas empresas sejam elas privadas, estatais ou mistas trabalham com mais de um regime previdenciário. Por exemplo, os empregados celetistas normalmente

Leia mais

SIE - SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO CANCELAMENTO E REMARCAÇÃO DE FÉRIAS

SIE - SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO CANCELAMENTO E REMARCAÇÃO DE FÉRIAS SIE - SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO CANCELAMENTO E REMARCAÇÃO DE FÉRIAS SANTA MARIA FATECIENS 2008 Este manual tem por finalidade apresentar as especificações detalhadas da aplicação de Cancelamento

Leia mais

Plataforma de Estágio Cartilha do Aluno

Plataforma de Estágio Cartilha do Aluno Plataforma de Estágio Cartilha do Aluno PLATAFORMA DE ESTÁGIO - TELA INICIAL (aba PAINEL): nessa tela, é possível solicitar novos Estágios Curriculares Supervisionados, para os Cursos de Engenharia de

Leia mais

Guia de Consulta Rápida

Guia de Consulta Rápida Guia de Consulta Rápida Exportação de dados Modelo de Preenchimento Importar Planilha Modelo de Planilha de Importação Exportação de dados: Relatório Pessoa Planilha de Endereçamento: Na seção Mala Direta,

Leia mais

MANUAL PARA CADASTRO DE PRODUTOS

MANUAL PARA CADASTRO DE PRODUTOS MANUAL PARA CADASTRO DE PRODUTOS Este manual tem o objetivo de orientar o procedimento de cadastro de Produtos. Sempre que se fizer um destes procedimentos, os passos abaixo devem ser seguidos. AS CORES

Leia mais

MENU DO USUÁRIO - CONTROLE PATRIMONIAL ATENDIMENTO DIRETO Bens Móveis Simples

MENU DO USUÁRIO - CONTROLE PATRIMONIAL ATENDIMENTO DIRETO Bens Móveis Simples ÍNDICE Compras 1- CONTROLE PATRIMONIAL: Implantação bens móveis simples MENU DO USUÁRIO - CONTROLE PATRIMONIAL ATENDIMENTO DIRETO Bens Móveis Simples Clicar em novo, informar os dados do bem: Para localizar

Leia mais

Manual Sistema Plano de Ensino

Manual Sistema Plano de Ensino Manual Sistema Plano de Ensino Versão 2.0 Versão2.0 Sumário 1 Introdução... 2 2 Plano de Ensino COORDENADOR... 5 2.1 Módulo Plano de Ensino Parte Comum (acesso Coordenador)... 6 2.1.1 Parte comum aba PRINCIPAL...

Leia mais

Manual Balcão de Negócios para Usuários Administradores. Manual Balcão de Negócios para Usuários Administradores

Manual Balcão de Negócios para Usuários Administradores. Manual Balcão de Negócios para Usuários Administradores Manual Balcão de Negócios para AmazonIT Soluções em Tecnologia da Informação amazonit@amazonit.com.br (92) 3216-3884 3884 1 Funcionamento do Balcão de Negócios 2 Como entrar no balcão Para entrar no balcão

Leia mais

PDE INTERATIVO 2013 MANUAL DE CADASTRO E GERENCIAMENTO DE USUÁRIOS

PDE INTERATIVO 2013 MANUAL DE CADASTRO E GERENCIAMENTO DE USUÁRIOS PDE INTERATIVO 2013 MANUAL DE CADASTRO E GERENCIAMENTO DE USUÁRIOS O cadastro dos usuários é a etapa que antecede a elaboração do PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA ESCOLA, no PDE Interativo e precisa ser feito

Leia mais

MANUAL DO PORTAL ALUNO

MANUAL DO PORTAL ALUNO MANUAL DO PORTAL ALUNO http://portal.ibta.edu.br Sumário 1. Acesso... 3 1.1. Esqueci Minha Senha... 4 2. Contexto... 7 2.1. Alterar Contexto... 8 3. Contrato / Comunicados... 9 4. Menu Acadêmico... 10

Leia mais

PDE INTERATIVO CADASTRO E GERENCIAMENTO DE USUÁRIOS

PDE INTERATIVO CADASTRO E GERENCIAMENTO DE USUÁRIOS PDE INTERATIVO CADASTRO E GERENCIAMENTO DE USUÁRIOS O cadastro dos usuários é a etapa que antecede a elaboração do PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA ESCOLA no módulo do SIMEC chamado de PDE Interativo e precisa

Leia mais

NOTA FISCAL ÚNICA. ❶ Acessar o Sistema GENESIS. a) Na aba Emissões selecionar Nota Fiscal / Única, ou CTRL+N. b) Surgira a Janela abaixo:

NOTA FISCAL ÚNICA. ❶ Acessar o Sistema GENESIS. a) Na aba Emissões selecionar Nota Fiscal / Única, ou CTRL+N. b) Surgira a Janela abaixo: NOTA FISCAL ÚNICA ❶ Acessar o Sistema GENESIS. a) Na aba Emissões selecionar Nota Fiscal / Única, ou CTRL+N. b) Surgira a Janela abaixo: Esta é a Janela principal da Nota Fiscal Única. Imagem 03.1 [ 1

Leia mais

Agendamento de Entregas

Agendamento de Entregas Agendamento de Entregas MT-212-00143 - 2 Última Atualização 24/11/2014 I. Objetivos Após este módulo de capacitação você será capaz de: Solicitar um Agendamento de Entregas de Materiais; Acompanhar o andamento

Leia mais

MANUAL DO FORNECEDOR

MANUAL DO FORNECEDOR MANUAL DO FORNECEDOR PORTAL DE FORNECEDORES DA BRASIL TELECOM - VISÃO COTAÇÃO Este documento visa esclarecer o procedimento de acesso do fornecedor ao Portal da Brasil Telecom Visão Cotação Acesso ao Portal

Leia mais

Card Tree Creator. Um Sistema para a criação de árvores de cartões.

Card Tree Creator. Um Sistema para a criação de árvores de cartões. Card Tree Creator Um Sistema para a criação de árvores de cartões. 1. Introdução Card Tree Creator é um sistema escrito em linguagem JAVA que tem por objetivo fornecer uma ferramenta para a criação de

Leia mais

MANUAL INTEGRAÇÃO SAT X FastCred Criado em: 19/09/2014 Atualizado em: 22/09/2014

MANUAL INTEGRAÇÃO SAT X FastCred Criado em: 19/09/2014 Atualizado em: 22/09/2014 O Objetivo deste manual é auxiliar o usuário a fazer uso da ferramenta de integração com o sistema FastCred para programar pagamentos como Adiantamentos, Pedágio e Saldo. 1 - Cadastrando a Operadora de

Leia mais

[PÚBLICA] Manual Operacional. Sistema GEUI Gestão de Usuários da Internet. Produto: Veículos

[PÚBLICA] Manual Operacional. Sistema GEUI Gestão de Usuários da Internet. Produto: Veículos 1 [PÚBLICA] Manual Operacional Sistema GEUI Gestão de Usuários da Internet Produto: Veículos ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 1.1. Objetivo do Manual... 3 1.2. Público Alvo... 3 1.3. Conteúdo do Manual... 3 2.

Leia mais

POP Procedimento Operacional Padrão

POP Procedimento Operacional Padrão Setor: Prestador Procedimento: Digitar conta médica Executante: Tecnologia da informação Responsável: Rafael Silva Quando: Esporádico Onde Registrar: Extranet Resultado Esperado: Segurança, Agilidade e

Leia mais

Solicitação do Cliente

Solicitação do Cliente Consultoria Solicitação do Cliente IDENTIFICAÇÃO Provedor: 88 Nº Atendimento: 62204 Ambiente Ocorrência Aceite Cliente Externo Web X Nova Implementação Impresso X Desk Melhoria X Email Mobile Customização

Leia mais

Centro de Suporte Tecnologia Educacional. Sistema Acadêmico Gestão de Usuários - Visão Coordenador

Centro de Suporte Tecnologia Educacional. Sistema Acadêmico Gestão de Usuários - Visão Coordenador / Versão.0 Pearson Sistemas do Brasil Pág./ 2/ Índice Analítico. Introdução... 4 2. Acessando o Programa de Gestão de Usuários... 5 3. Preenchimento de Dados... 7 3. Aba Dados Pessoais... 9 3.2 Aba Documentos...

Leia mais

Material de Apoio. Portal de Atendimento Betha Sistemas

Material de Apoio. Portal de Atendimento Betha Sistemas Material de Apoio Portal de Atendimento Betha Sistemas Sumário 1. Portal de Atendimento Cliente Betha 1.1. Como realizar o acesso ao novo Portal de Atendimento 1.2. Como abrir um chamado pelo Portal de

Leia mais

Manual de Instruções. Cadastro de Contribuinte e Configuração de usuário para emissão de NFS-e. SapiturISSQN Versão 1.0 1

Manual de Instruções. Cadastro de Contribuinte e Configuração de usuário para emissão de NFS-e. SapiturISSQN Versão 1.0 1 Manual de Instruções Cadastro de Contribuinte e Configuração de usuário para emissão de NFS-e 1 1. Cadastro de Novo Prestador de Serviço. Quando o usuário acessar o sistema de NFS-e Sapitur ISSQN, vai

Leia mais

Projeto de Implantação e- Procurement

Projeto de Implantação e- Procurement Projeto de Implantação e- Procurement Documentação para Fornecedores OBJETIVO DO DOCUMENTO: Este documento serve como referência geral do projeto para consulta das telas do sistema e-proc do Módulo de

Leia mais

Manual de Utilização. Funcionalidades Webtravel. Prestação de Contas x Conciliação. Corporativo

Manual de Utilização. Funcionalidades Webtravel. Prestação de Contas x Conciliação. Corporativo Manual de Utilização Funcionalidades Webtravel Prestação de Contas x Conciliação Corporativo Página 1 de 25 SUMÁRIO OBJETIVO...3 PASSOS:...3 MODALIDADE DE TIPOLOGIAS...12 ELABORAÇÃO DO DOCUMENTO...25 OBJETIVO

Leia mais

TUTORIAL VALOR APROXIMADO DOS TRIBUTOS

TUTORIAL VALOR APROXIMADO DOS TRIBUTOS Apresentação A opção de informar percentual de tributos incidentes na nota fiscal, bem como o resultado da aplicação deste percentual sobre o preço de venda, será selecionada e gravada na movimentação

Leia mais

Manual de Movimentação Cadastral SGU WEB

Manual de Movimentação Cadastral SGU WEB Manual de Movimentação Cadastral SGU WEB Apresentação Este manual foi elaborado para auxiliá-lo no uso da plataforma SGU WEB, onde todas as movimentações cadastrais de sua empresa devem ser operacionalizadas

Leia mais

PROTOCOLO DE ENTREGA DE DOCUMENTOS

PROTOCOLO DE ENTREGA DE DOCUMENTOS PROTOCOLO DE ENTREGA DE DOCUMENTOS 1 Entendendo o Negócio: Para melhorar o controle interno empresarial no que diz respeito a documentos derivados do faturamento da empresa, foi desenvolvido no Sistema

Leia mais

: 13/01/15 Data da revisão : 14/04/15. Banco(s) de Dados

: 13/01/15 Data da revisão : 14/04/15. Banco(s) de Dados Produto : Data da criação Inovar-Auto Fornecedores Melhorias País(es) : Brasil Datasul, MOF (Obrigações Fiscais) TOTVS 12.1.4 Chamado : TQYYDC : 13/01/15 Data da revisão : 14/04/15 Implementadas as seguintes

Leia mais

Cadastro de Produtos/Serviços. Índice. 1. Cadastrar Produtos/Serviços

Cadastro de Produtos/Serviços. Índice. 1. Cadastrar Produtos/Serviços Cadastro de Produtos/Serviços Faça a gestão de seu cadastro de produtos em apenas um lugar e conte com uma Estrutura de Produtos (Kits), Estoque, Impostos Parametrizados, Fotos e Etiquetas. Índice 1. Cadastrar

Leia mais

GUIA PRÁTICO DO ALUNO PÓS-GRADUAÇÃO EAD

GUIA PRÁTICO DO ALUNO PÓS-GRADUAÇÃO EAD GUIA PRÁTICO DO ALUNO PÓS-GRADUAÇÃO EAD Sumário APRESENTAÇÃO...03 1. PORTAL UNIVERSITÁRIO...04 1.1. PERFIL...06 1.2. PROTOCOLO...06 1.3. NOTAS...09 1.4. FINANCEIRO...10 1.5. HORÁRIO...10 1.6. BIBLIOTECA

Leia mais

SISTEMA CONTROLE DE PROCESSOS (SCP) UFABC MANUAL DO USUÁRIO

SISTEMA CONTROLE DE PROCESSOS (SCP) UFABC MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA CONTROLE DE PROCESSOS (SCP) UFABC MANUAL DO USUÁRIO Divisão de Arquivo e Protocolo Novembro 2011 1. Introdução: O presente manual tem por objetivo orientar a operação do novo sistema Controle de

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo. Manual de utilização do Lançamento de Notas do Portal do Professor da UFES

Universidade Federal do Espírito Santo. Manual de utilização do Lançamento de Notas do Portal do Professor da UFES Universidade Federal do Espírito Santo Manual de utilização do Lançamento de Notas do Portal do Professor da UFES Núcleo de Processamento de Dados Julho/2012 Apresentação O presente tutorial visa explicar

Leia mais

Manual do Sistema PUSH

Manual do Sistema PUSH Manual do Usuário Manual do Sistema PUSH PUSH Template Versão 1.1 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 2. Criação de Conta... 4 3. Incluindo Processos... 6 4. Consultar/Excluir Processo... 7 Consulta... 7 Exclusão...

Leia mais

O Portal Service Desk está disponível no AllianzNet. Para acessá-lo, clique no banner abaixo do menu Minha Intrallianz, opção Portal Service Desk.

O Portal Service Desk está disponível no AllianzNet. Para acessá-lo, clique no banner abaixo do menu Minha Intrallianz, opção Portal Service Desk. Portal Service Desk Manual de Utilização Service Desk Allianz ÍNDICE I. INTRODUÇÃO II. CONCEITOS BÁSICOS DO PORTAL III. PORTAL DO USUÁRIO a. ACESSO b. INÍCIO c. LISTA DE TICKETS IV. TICKETS a. CRIAR TICKETS

Leia mais

Criar Usuário no sistema e-cidade

Criar Usuário no sistema e-cidade PROCEDIMENTO Código do Projeto Criar Usuário no Sistema e-cidade Cliente DTSMUNI-0001 Projeto: e-cidade Municípios Baianos Criar Usuário no sistema e-cidade Gestor do documento: Célula e-cidade 1/23 Sumário:

Leia mais

NOVO PORTAL DA UFS EDITOR

NOVO PORTAL DA UFS EDITOR NOVO PORTAL DA UFS EDITOR Universidade Federal de Sergipe Núcleo de Tecnologia da Informação 2016 www.manuais.ufs.br NTI - 2105-6583 / 2105-6584 ASCOM 2105-6433 / comunica@ufs.br Novo portal Editor. Objetivo

Leia mais

Manual Gerenciador de Aprendizagem Papel Professor Versão 2.5.3

Manual Gerenciador de Aprendizagem Papel Professor Versão 2.5.3 Manual GA, Papel Professor / 37 Manual Gerenciador de Aprendizagem Papel Professor Versão 2.5.3 Manual GA, Papel Professor 2/ 37 Manual Gerenciador de Aprendizagem ACESSAR O GERENCIADOR DE APRENDIZAGEM...

Leia mais

UNLOCK SISTEMAS Há 26 anos desenvolvendo soluções criativas.

UNLOCK SISTEMAS Há 26 anos desenvolvendo soluções criativas. UNLOCK SISTEMAS Há 26 anos desenvolvendo soluções criativas. GESTOR COMERCIAL Objetivos do Sistema O Gestor Comercial é a ferramenta de administração e controle de seu comercio. Registra todas as vendas

Leia mais

ÍNDICE. pág. 3. pág. 18 MINHAS COMPRAS COTAÇÃO ONLINE. 2 a VIA DA NOTA FISCAL, 2 a VIA DO BOLETO BANCÁRIO E XML DA DANFE TROCAS E DEVOLUÇÕES ONLINE

ÍNDICE. pág. 3. pág. 18 MINHAS COMPRAS COTAÇÃO ONLINE. 2 a VIA DA NOTA FISCAL, 2 a VIA DO BOLETO BANCÁRIO E XML DA DANFE TROCAS E DEVOLUÇÕES ONLINE V. 1.0.0-12/2015 ÍNDICE pág. 3 MINHAS COMPRAS pág. 18 COTAÇÃO ONLINE pág. 5 2 a VIA DA NOTA FISCAL, 2 a VIA DO BOLETO BANCÁRIO E XML DA DANFE pág. 21 TROCAS E DEVOLUÇÕES ONLINE pág. 8 MINHAS IMPRESSORAS

Leia mais

DESONERAÇÃO FOLHA (INSS PATRONAL)

DESONERAÇÃO FOLHA (INSS PATRONAL) DESONERAÇÃO FOLHA (INSS PATRONAL) Para que o cálculo do INSS Patronal seja realizado, favor seguir os procedimentos abaixo: 1 - No Módulo de Contabilidade, deverão ser associadas as contas Operacionais

Leia mais

TUTORIAL CONTROLE DE LIMITE E AGENDAMENTO

TUTORIAL CONTROLE DE LIMITE E AGENDAMENTO Últimas alterações Abaixo, descrição da criação e das últimas alterações efetuadas no documento especificando, a data, a versão e o comentário da alteração realizada. Data Versão Comentário 30/05/2014

Leia mais

TUTORIAL DISPENSA DE LICITAÇÃO FORNECEDOR

TUTORIAL DISPENSA DE LICITAÇÃO FORNECEDOR TUTORIAL DISPENSA DE LICITAÇÃO FORNECEDOR Acesse o site www.bec.sp.gov.br. Selecione a opção Login, no menu à esquerda, e clique em Negociações Eletrônicas. Coordenadoria de Entidades Descentralizadas

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA EMISSÃO DE GUIAS DE CONTRIBUIÇÃO SINDICAL E CONFEDERATIVA

INSTRUÇÕES PARA EMISSÃO DE GUIAS DE CONTRIBUIÇÃO SINDICAL E CONFEDERATIVA INSTRUÇÕES PARA EMISSÃO DE GUIAS DE CONTRIBUIÇÃO SINDICAL E CONFEDERATIVA O sistema de emissão de guias avulsas é destinado aos departamentos de pessoal ou recursos humanos dos empregadores rurais, muitas

Leia mais

Banco de Horas 03/10/2012

Banco de Horas 03/10/2012 03/10/2012 Sumário Sumário... 2 1 Visão Geral... 3 1.1 Objetivos Intrucionais... 3 1.2 Conceito... 3 1.3 Configuração... 3 1.4 Fórmulas... 4 1.5 Compensação e/ou Lançamento... 5 1.6 Compensação x Recálculo...

Leia mais

SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA PORTAL ESTUDANTE PASSO A PASSO PROCEDIMENTOS

SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA PORTAL ESTUDANTE PASSO A PASSO PROCEDIMENTOS SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA PASSO A PASSO PROCEDIMENTOS Origem: Data de Criação: 01/07/2010 Ultima alteração: Versão: 1.2 Tipo de documento: PRO-V1. 0 Autor: Adriano Padovani Colaborador:

Leia mais