Silvia Aparecida Tomaz

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Silvia Aparecida Tomaz"

Transcrição

1 Superintendência de Gestão de Pessoas Secretaria de Estado de Saúde OFICINA DO LABORATÓRIO DE INOVAÇÃO Silvia Aparecida Tomaz 10 a 12/02/2014

2 Histórico do PCCS- SES/MT : Em cumprimento às Leis Federais n /90 e 8.142/90, o governo do Estado de MT instituiu a Comissão para Sistematização do 1º PCCS para os Profissionais do SUS-MT, por meio da Lei n /93, tendo como parâmetro a Lei n /92 que normatiza a estruturação das carreiras do estado na administração toda; 1994: Neste ano acontece a extinção da Fundação de Saúde do Estado de MT(FUSMAT), pela Lei nº 1.235, de 17/02/1992, quando seu quadro de trabalhadores da carreira foram transferido para atuar na SES, e toda a estrutura organizacional e seu quadro de exclusivamente comissionado forma remanejados segundo precisão da Administração Pública do Estado; 1999: Constituição Estadual de MT no - inciso II - artigo 221 que trata desenvolvimento de Recursos Humanos em Saúde; 2000: Avaliação da Política de Saúde de MT Diretriz 6 - Política de Recursos Humanos: I texto de apoio, II avaliação do grupo de discussão; Criação do PCCS dos Trabalhadores do SUS do nível Estadual- com a Lei n 7.360, de 14/12/2000. Dispõe sobre a Carreira dos Profissionais do SUS e dá outras providências, bem como desfraldou a política remuneratória na forma de subsídio; Nomeações do Concurso Público de : A Lei n /2000 foi revogada pela a Lei n /2004, que instituiu a Carreira dos Profissionais do SUS do Poder Executivo do Estado de MT, e dava outras providências, além disso, definiu que a SES-MT como gestora do SUS tem entre as suas principais funções a definição de políticas, o assessoramento aos municípios, a programação, o acompanhamento e a avaliação das ações e atividades de saúde. 2011: A lei n /2004 foi revogada pela Lei n. 441/2011 Fonte: Tomaz:2012

3 Linha do Tempo do PCCS-SES/MT A lei n /2004 foi revogada pela Lei n. 441/2011, E A lei n. 450/2011 Altera a LC. 338/2008 alteração da jornada de trabalho 2004 A Lei n /2000 foi revogada pela a Lei n /2004, que instituiu a Carreira dos Profissionais do SUS do Poder Executivo do Estado de MT, Avaliação da Política de Saúde de MT Diretriz 6 - Política de Recursos Humanos: I texto de apoio, II avaliação do grupo de discussão; Criação do PCCS dos Trabalhadores do SUS do nível Estadual- com a Lei n 7.360, de 14/12/2000. Constituição Estadual de MT no - inciso II - artigo 221 que trata desenvolvimento de Recursos Humanos em Saúde; 1994 Extinção Fundação de Saúde do Estado de MT(FUSMAT), pela Lei nº 1.235, de 17/02/1992, quando seu quadro de trabalhadores da carreira foram transferido para atuar na SES, e toda a estrutura organizacional e seu quadro de exclusivamente comissionado forma remanejados segundo precisão da Administração Pública do Estado; 1993 Leis Federais n /90 e 8.142/90, o governo de MT instituiu a Comissão para Sistematização do 1º PCCS para os Profissionais do SUS-MT, por meio da Lei n /93, tendo como parâmetro a Lei n /92 que normatiza a estruturação das carreiras do estado na administração toda FONTE:TOMAZ:2012

4 Objetivos do PCCS-SES/MT O MS ins(tucionalizou diretrizes para a elaboração e/ ou reformulação PCCS/SUS, pelo Protocolo n.06/2006, culminando com o advento da Portaria n. 1318/GM/ MS- 2007, com inves(mentos pelo MS para especializar e potencializar saberes dos trabalhadores e gestores. Fundamentalmente, com a realização do Curso Internacional de Polí(ca de R.H para o SUS (ENSP/ FIOCRUZ,2007), aconteceu uma reunião do DEGERTS com a Superintendência de Gestão de Pessoas SGP (ESPMT,2008), com a finalidade de analisar o PCCS- SES/MT então vigente.

5 Ações desenvolvidas: } Os diálogos estabelecidos entre gestores, trabalhadores e controle social para a construção da proposta; consultas às legislações que regulamentam a matéria PCCS/SUS e específicas - saúde e gestão do trabalho e educação em saúde, e outros fundamentos teóricos doutrinários.

6 Estrutura do trabalho: inicia-se o processo de negociação interna de revisão da Lei 8269/2004 COMPOSIÇÃO pela Portaria nº 02/2009/ GBSES REPRESENTANTES do GT COMPETÊNCIA Com a publicação da constituiu-se um grupo de trabalho - GT composto de forma paritária, sendo 50% de representantes da gestão e 50% de trabalhadores indicados pelo Sindicato da Saúde e do Meio Ambiente de MT-SISMA Indicados pelos trabalhadores e indicação da gestão da SES Estudar, revisar e alterar a referida Lei de carreira, conforme preconiza as Diretrizes do MS para criação de PCCS, protocolo n.06/2006, no âmbito do SUS sugestão

7 Potencial do PCCS: A Lei nº 441/2011(PCCS/SES- MT), apresenta inovações que garantem a valorização e o desenvolvimento dos profissionais de carreira, consideradas inéditas, a realidade da maioria dos estados brasileiros, quais sejam: Ø Carreira Única; Ø Gestão do Conhecimento em Saúde; Ar(culação entre a Gestão do Trabalho e Educação na Saúde; Ø Segurança e Saúde do Trabalhador; Insalubridade; Ø Sistema de Remuneração, Plantão e Banco de Horas.

8 O Sistema de Desenvolvimento dos Servidores do Sistema Único de Saúde constituir-se-á dos seguintes programas: I - Programa de Formação e Qualificação para o Sistema Único de Saúde; II - Programa de Avaliação de Desempenho; III - Programa de Valorização do Servidor.

9 Caráter Multiplicador: } A Carreira dos trabalhadores da SES/MT encontra- se ins(tuída pela LC 411/2011, que vem sendo modelo para outros órgãos do governo, como também municípios. Dentre estas estão: Secretarias de Estado: Meio Ambiente, Administração e Educação que buscaram nesta Lei pontos posi(vos para implantação de seus respec(vos planos de carreira. } Em contrapar(da a LC 411/2011, é referenciada em trabalho acadêmico realizado na região de São Felix do Araguaia, onde em reunião da Comissão Intergestora Regional - CIR, apontou- se a sua u(lização como referência na elaboração de PCCS nos municípios de Luciara, São Felix do Araguaia e Nova Serra Dourada (TOMAZ, 2012). } O município de Sinop também ins(tuiu a Lei n. 1604/ PCCS dos Servidores Públicos da Prefeitura Municipal e suas Fundações e Autarquias, com base no PCCS da SES/MT, para as especificidades dos trabalhadores do SUS.

10 Principais Resultados: A LC 441/2011 que trata do PCCS/SES/MT em vigência, de forma paritária com a par(cipação de gestores e servidores garan(u aos trabalhadores do SUS vários benelcios tais como: ü Oportunidade de formação/qualificação e progressão; vantagens estendidas a todos os profissionais através de isonomia salarial; ü Manutenção de todos os rendimentos em subsídio único; ü Direito as ações de segurança e saúde do trabalhador dentre outros.

11 Desafios e perspectivas Contudo, ainda existem desafios a serem superados, tais como: a) estabelecer estratégias para retenção e fixação através de uma polí(ca de incen(vo a interiorização e; b) a reformulação do programa de avaliação de desempenho com foco na gestão por competência, com foco não só na progressão da carreira por (tulo, com diretrizes, metas e analise de indicadores.

12 Tabela salarial da lei 441/2011

13 ANEXO I - LEI Nº _ INPC DE 6,17% PROFISSIONAL TÉC. DE NÍVEL SUPERIOR EM SERVIÇOS DE SAÚDE DO SUS (LC 441 DE ) 40 HORAS_INPC DE 6,17% NÍVEL CLASSE A B C D , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,02

14 ANEXO II LEI Nº _ INPC DE 6,17% PROFISSIONAL TÉC. DE NÍVEL SUPERIOR EM SERVIÇOS DE SAÚDE DO SUS (LC 441 DE ) 30 HORAS NÍVEL CLASSE A B C D , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,78

15 ANEXO III LEI Nº _ INPC DE 6,17% PROFISSIONAL TÉC. DE NÍVEL SUPERIOR EM SERVIÇOS DE SAÚDE DO SUS (LC 441 DE ) 20 HORAS NÍVEL CLASSE A B C D , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,60

16 NÍVEL ANEXO IV LEI Nº _ INPC DE 6,17% PROFISSIONAL TÉC. DE NÍVEL MÉDIO EM SERVIÇOS DE SAÚDE DO SUS (LC 441 DE ) 40 HORAS CLASSE A B C D , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,92

17 NÍVEL ANEXO V LEI Nº _ INPC DE 6,17% PROFISSIONAL TÉC. DE NÍVEL MÉDIO EM SERVIÇOS DE SAÚDE DO SUS (LC 441 DE ) 30 HORAS CLASSE A B C D , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,69

18 NÍVEL ANEXO VI LEI Nº _ INPC DE 6,17% PROFISSIONAL DE APOIO EM SERVIÇOS DE SAÚDE DO SUS (LC 441 DE )40 HORAS CLASSE A B C D , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,94

19 NÍVEL ANEXO VII LEI Nº _ INPC DE 6,17% PROFISSIONAL DE APOIO EM SERVIÇOS DE SAÚDE DO SUS (LC 441 DE ) 30 HORAS CLASSE A B C D 1 922, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,96

20 Profissionais do SUS X Média da Remuneração Nível Superior SUS R$ 8.140,25 Nível Médio/Técnico SUS R$ 4.283,60 Apoio do SUS R$ 2.829,30

21 Impactos Novo PCCS (LC 441/2011) OCORRÊNCIA IMPACTO MÊS IMPACTO ANO Alteração da tabela de subsídios , ,15 Fusão nível médio e técnico + 2% aumento nível superior , ,77 Contr. Patronal insalubridade (indenização/adicional) , ,09 SUBTOTAL , ,01 Pagamento retroa(vo de plantões (maio/out 2011) ,24 TOTAL ,25 Fonte Gerencia de Manutenção e NG39 - SEAP

22 As Diretrizes PCCS-SES: Oito capítulos: Titulo I Titulo II Cap.I e II: Disposições Gerais e Definições Cap.I: Constituição do Quadro de Pessoal e Carreira Cap.II: Constituição da Carreira Cap.III: Serie de Classes dos Cargos de Carreira Cap.IV: Forma de movimentação na carreira Titulo III Titulo IV Cap. Único Provimento Sistema de Desenvolvimento Profissional dos Servidores do SUS, compõe de 3 cap. Titulo V Titulo VI Titulo VII Da Segurança, Saúde e Ambiente de Trabalho dos Servidores da SES/MT Da jornada de trabalho e sistema de remuneração da carreira dos profissionais da SES/MT Da contratação temporária de excepcional interesse publico Titulo VIII Disposições gerais, transitórias e finais

23 Quantos Somos hoje? A CARREIRA DOS PROFISSIONAIS DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE É CONSTITUÍDA DE 04 (QUATRO) CARGOS: Criados Ocupados I - Profissional Técnico de Nível Superior em Serviços de Saúde do SUS; II - Profissional Técnico de Nível Médio em Serviços de Saúde do SUS; IV - Profissional de Apoio em Serviços de Saúde do SUS TOTAL

24 Profissionais efetivos do SUS Apoio do SUS 9% Técnico de Nível Médio do SUS 46% Nível Superior do SUS 45% PROFISSIONAIS DA CARREIRA DO SUS CARGO CRIADOS OCUPADOS PTNS SERV SAUDE DO SUS PTNM SERV. SAUDE DO SUS PROF APOIO SERV SAUDE DO SUS TOTAL

25 Profissionais do SUS X Carga Horária Nível Superior SUS 30H 29% Apoio SUS 30H 2% Apoio SUS 40H 9% Nível Médio SUS 30H 19% Nível Superior SUS 40H 16% Nível Superior SUS 20H 1% Nível Médio SUS 40H 24%

26 Folha de Pagamento EVOLUÇÃO R$ ,23 R$ ,77 20,32% R$ ,10 10,35% R$ ,00 2,67%

27 Fonte: Gerência de Manutenção SEAP NG39 OUT/2012 ELEMENTO DE CUSTO DESPESA VALOR FIXO REMUNERAÇÃO DE EFETIVOS R$ ,15 ABONO DE PERMANÊNCIA R$ ,98 RET R$ ,45 PLANTÃO R$ ,84 ADICIONAL NOTURNO R$ ,89 VÁRIAVEL INSALUBRIDADE R$ ,32 EXCL COMISSIONADO R$ ,21 CONTRATO TEMPORÁRIO R$ ,93 TOTAL R$ ,76

28 Fonte: Gerência de Manutenção 02/2013

29 Custos de Insalubridade da SES, 2010 a ,000, ,000, ,28 10,000, ,000, ,169, ,803, ,000, ,000, ,000,

30 OS REQUISITOS PARA: CLASSES E NÍVEL

31 PROFISSIONAIS DO SUS X MÉDIA DA REMUNERAÇÃO REMUNERAÇÃO MÉDIA R$ 8.140,25 R$ 2.829,30 R$ 4.283,60 Apoio do SUS Nível Médio/Técnico SUS Nível Superior SUS Fonte: Gerência de Manutenção SEAP (NG39 Jan/2013)

32 O cargo de Profissional Técnico de Nível Superior em Serviços de Saúde do SUS terá classes estruturadas segundo os graus de formação exigidos para o provimento do cargo, da seguinte forma: Profissional Técnico de Nível Superior em Serviços de Saúde do SUS CLASSES A B EXIGÊNCIAS habilitação em nível superior completo, com diploma devidamente reconhecido pelo MEC, com registro no respectivo conselho profissional, se for o caso requisitos estabelecidos para a Classe A, acrescidos de um dos seguintes itens: a) uma Especialização lato sensu ou; b) 360 (trezentas e sessenta) horas de qualificação profissional na área de atuação ou abrangência do SUS ou; c) Residência Multiprofissional. C requisitos estabelecidos para a Classe B, acrescidos de um dos seguintes itens: a) uma Especialização lato sensu ou; b) 360 (trezentos e sessenta) horas de qualificação profissional na área de atuação ou abrangência do SUS. D Título de Mestre ou Doutor ou PhD ou o disposto em uma das alíneas abaixo: a) outra habilitação em nível superior completo, com diploma devidamente reconhecido pelo MEC; b) requisitos estabelecidos para a Classe C mais duas Especializações lato sensu;

33 O cargo de Profissional Técnico de Nível Médio em Serviços de Saúde do SUS terá classes estruturadas segundo os graus de formação exigidos para o provimento do cargo, da seguinte forma: Profissional Técnico de Nível Médio em Serviços de Saúde do SUS CLASSES A B C EXIGÊNCIAS formação de nível médio técnico profissionalizante; requisito estabelecido para a Classe A mais 200 (duzentas) horas de qualificação profissional na área de atuação ou de abrangência do SUS; requisitos estabelecidos para a Classe B, mais 200 (duzentas) horas de qualificação profissional na área de atuação e ou de abrangência do SUS; D requisitos estabelecidos para a Classe C, acrescidos de um dos seguintes itens: a) habilitação em nível superior completo, com diploma devidamente reconhecido pelo MEC ou; b) 360 (trezentas e sessenta) horas de qualificação profissional na área de atuação ou de abrangência do SUS ou; c) outra formação profissional técnico de nível médio ou; d) especialização de nível técnico.

34 O cargo de Profissional Assistente de Nível Médio em Serviços de Saúde do SUS terá classes estruturadas segundo os graus de formação exigidos para o provimento do cargo, da seguinte forma: Profissional Assistente de Nível Médio em Serviços de Saúde do SUS CLASSES EXIGÊNCIAS A B formação em nível médio; requisito estabelecido para a Classe A mais 200 (duzentos) horas de qualificação profissional na área de atuação ou de abrangência do SUS; C requisitos estabelecidos para a Classe B, acrescidos de um dos seguintes itens: a) 200 (duzentos) horas de qualificação profissional na área de atuação e ou de abrangência do SUS ou; b) formação profissional técnico de nível auxiliar. D requisitos estabelecidos para a Classe C, acrescidos de um dos seguintes itens: a) habilitação em nível superior completo, com diploma devidamente reconhecido pelo MEC; ou b) 360 (trezentos) horas de qualificação profissional na área de atuação ou de abrangência do SUS; ou c) Formação Profissional Técnico de Nível Médio ou d) Especialização de Nível Técnico.

35 O cargo de Profissional Apoio em Serviços de Saúde do SUS terá classes estruturadas segundo os graus de formação exigidos para o provimento do cargo, da seguinte forma: Profissional Apoio em Serviços de Saúde do SUS CLASSES A B C D EXIGÊNCIAS formação em ensino fundamental completo; requisito estabelecido para a Classe A mais 100 (cem) horas de qualificação profissional na área de atuação ou de abrangência do SUS; requisitos estabelecidos para a Classe B mais 120 (cento e vinte) horas de qualificação profissional na área de atuação ou de abrangência do SUS; requisitos estabelecidos para a Classe C, acrescidos de um dos seguintes itens: a) 150 (cento e cinqüenta) horas de qualificação profissional na área de atuação ou de abrangência do SUS ou; b) Formação de nível Médio.

36 Conclusões: Considerando que o PCCS/SES/MT contempla ações voltadas para o Desenvolvimento Profissional dos servidores do SUS, segurança e saúde, com destaque para a valorização das Pessoas, norteada pelos princípios, obje(vos, norma(vas e diretrizes do MS, que orientam a construção dos PCCS em nível nacional, conclui- se que o PCCS/SES/MT possui todos os requisitos e avanços recomendados sendo, portanto um instrumento que indica de maneira explícita, todas as possibilidades de crescimento profissional do trabalhador ao permi(r que este possa vislumbrar as mudanças nos processos de trabalho. Ao mesmo tempo, traz benelcios para o SUS como um todo ao promover a negociação entre gestão e trabalhadores.

37

38 Reflexão Final A diferença das outras formas de capital que se consomem com seus uso, o Capital social é a única forma de capital que quanto mais se usa mais cresce Albert Hirschman (Princeton)

RELATÓRIO FINAL DA COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO DA ELABORAÇÃO DO PCCS - SUS DE RONDONÓPOLIS

RELATÓRIO FINAL DA COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO DA ELABORAÇÃO DO PCCS - SUS DE RONDONÓPOLIS RELATÓRIO FINAL DA COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO DA ELABORAÇÃO DO PCCS - SUS DE RONDONÓPOLIS Janeiro/2014 PREFEITO MUNICIPAL Percival dos Santos Muniz SECRETÁRIA MUNICIPAL DE SAÚDE Marildes Ferreira do Rego

Leia mais

Art. 3º A Carreira dos Profissionais do Serviço de Trânsito é composta por 03 (três) cargos:

Art. 3º A Carreira dos Profissionais do Serviço de Trânsito é composta por 03 (três) cargos: EI N 8.912, DE 27 DE JUNHO DE 2008. Autor: Poder Executivo Reestrutura a Carreira dos Profissionais do Serviço de Trânsito do Estado de Mato Grosso do Departamento Estadual de Trânsito - DETRAN/MT, e dá

Leia mais

PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E SALÁRIOS - A EXPERIÊNCIA DA SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE DE MATO GROSSO NO SUS

PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E SALÁRIOS - A EXPERIÊNCIA DA SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE DE MATO GROSSO NO SUS PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E SALÁRIOS - A EXPERIÊNCIA DA SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE DE MATO GROSSO NO SUS 1.MATO GROSSO O estado de Mato Grosso está localizado na região Centro-Oeste. Tem a porção norte

Leia mais

CAPÍTULO VIII DA PROGRESSÃO

CAPÍTULO VIII DA PROGRESSÃO 1º Para a concessão da Licença Sabática prevista neste artigo, o servidor deverá assumir o compromisso de permanência na FAETEC por um período correspondente ao dobro do período da Licença. 2º A Licença

Leia mais

PROJETO DE LEI 4.689/2010

PROJETO DE LEI 4.689/2010 PROJETO DE LEI 4.689/2010 Fixa o subsídio das carreiras do Grupo da Educação Básica do Poder Executivo Estadual e do pessoal civil da Polícia Militar do Estado de Minas Gerais e dá outras providências.

Leia mais

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE SERVIÇOS LEGISLATIVOS LEI COMPLEMENTAR Nº 79, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 D.O

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE SERVIÇOS LEGISLATIVOS LEI COMPLEMENTAR Nº 79, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 D.O Autor: Poder Executivo LEI COMPLEMENTAR Nº 79, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 D.O. 13.12.00. Dispõe sobre o subsídio dos integrantes do Grupo TAF - Tributação, Arrecadação e Fiscalização. O GOVERNADOR DO ESTADO

Leia mais

Lei nº , de 28 de dezembro de Carreira do Magistério Superior Plano de Carreiras e Cargos de Magistério Federal

Lei nº , de 28 de dezembro de Carreira do Magistério Superior Plano de Carreiras e Cargos de Magistério Federal Lei nº 12.772, de 28 de dezembro de 2012 Carreira do Magistério Superior Plano de Carreiras e Cargos de Magistério Federal Plano de Carreiras e Cargos de Magistério Federal Carreira de Magistério Superior,

Leia mais

PORTARIA Nº 2.027, DE 25 DE AGOSTO DE 2011

PORTARIA Nº 2.027, DE 25 DE AGOSTO DE 2011 PORTARIA Nº 2.027, DE 25 DE AGOSTO DE 2011 Altera a Portaria nº 648/GM/MS, de 28 de março de 2006, na parte que dispõe sobre a carga horária dos profissionais médicos que compõem as Equipes de Saúde da

Leia mais

SENADO FEDERAL Consultoria de Orçamentos, Fiscalização e Controle

SENADO FEDERAL Consultoria de Orçamentos, Fiscalização e Controle SENADO FEDERAL Consultoria de Orçamentos, Fiscalização e Controle Nota Técnica sobre Adequação Orçamentária e Financeira Brasília, 30 de dezembro de 2005 Assunto: Subsídios para emissão de parecer quanto

Leia mais

LEI de 02/12/ Texto Atualizado

LEI de 02/12/ Texto Atualizado LEI 19837 de 02/12/2011 - Texto Atualizado Promove alterações na política remuneratória das carreiras do Grupo de Atividades da Educação Básica e das carreiras do pessoal civil da Polícia Militar e dá

Leia mais

LEI MUNICIPAL N 013/97. SÚMULA: Dispõe sobre a Instituição do Conselho Municipal de Saúde e dá outras providencias.

LEI MUNICIPAL N 013/97. SÚMULA: Dispõe sobre a Instituição do Conselho Municipal de Saúde e dá outras providencias. LEI MUNICIPAL N 013/97 SÚMULA: Dispõe sobre a Instituição do Conselho Municipal de Saúde e dá outras providencias. A Câmara Municipal de Carlinda, no uso de suas atribuições legais aprovou e eu, Geraldo

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE SEROPÉDICA, Estado do Rio de Janeiro, faço saber que a Câmara Municipal de Vereadores aprovou e eu sanciono a seguinte Lei.

O PREFEITO MUNICIPAL DE SEROPÉDICA, Estado do Rio de Janeiro, faço saber que a Câmara Municipal de Vereadores aprovou e eu sanciono a seguinte Lei. De 14 de dezembro de 2005 LEI N 316/05 Dispõe sobre o Plano de Carreiras e Remuneração dos Profissionais da Educação do Município de Seropédica. O PREFEITO MUNICIPAL DE SEROPÉDICA, Estado do Rio de Janeiro,

Leia mais

Estado do Amazonas PODER LEGISLATIVO Câmara Municipal de Canutama CNPJ nº /

Estado do Amazonas PODER LEGISLATIVO Câmara Municipal de Canutama CNPJ nº / RESOLUÇÃO LEGISLATIVA Nº 01/2014, DE 22 DE ABRIL DE 2014. Dispõe sobre a Reestruturação do Quadro de Pessoal da Câmara de Vereadores de Canutama e determina outras providências. A Presidenta da Câmara

Leia mais

SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS DE RECOMPOSIÇÃO DA REMUNERAÇÃO MÉDICA NO ÂMBITO DO SUS

SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS DE RECOMPOSIÇÃO DA REMUNERAÇÃO MÉDICA NO ÂMBITO DO SUS SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS DE RECOMPOSIÇÃO DA REMUNERAÇÃO MÉDICA NO ÂMBITO DO SUS Palestrante: Fábio Vilas-Boas Secretário da Saúde do Estado da Bahia CONTEXTO NO SUS O Brasil é o único país com mais

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PETRÓPOLIS ESTADO DO RIO DE JANEIRO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PETRÓPOLIS ESTADO DO RIO DE JANEIRO EXTRATO do Edital nº 001/2011, de 10 de Dezembro de 2011 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS NO ÂMBITO DA FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE SAÚDE DE PETRÓPOLIS - FMS A FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE SAÚDE DE PETRÓPOLIS

Leia mais

LEI N.º 2.146, DE 31 DE JANEIRO DE O povo do Município de Ubá, por seus representantes, decretou, e eu, em seu nome, sanciono a seguinte Lei:

LEI N.º 2.146, DE 31 DE JANEIRO DE O povo do Município de Ubá, por seus representantes, decretou, e eu, em seu nome, sanciono a seguinte Lei: LEI N.º 2.146, DE 31 DE JANEIRO DE 1991. Estabelece normas para a fixação do vencimento básico e da remuneração dos níveis e graus dos cargos e das funções públicas do quadro de Servidores Públicos do

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº. Art. 1º. A Lei nº 12.066, de 13 de janeiro de 1993, passa a vigorar com as seguintes alterações:

PROJETO DE LEI Nº. Art. 1º. A Lei nº 12.066, de 13 de janeiro de 1993, passa a vigorar com as seguintes alterações: PROJETO DE LEI Nº Altera, revoga e acrescenta dispositivos das Leis nº 12.066, de 13 de janeiro de 1993, que dispõe sobre a estrutura do Grupo Ocupacional do Magistério da Educação Básica MAG e instituiu

Leia mais

QUADRO DE CARGOS DE PROVIMENTO EFETIVO I GRUPO AUXILIAR REMUNERAÇÃO 2

QUADRO DE CARGOS DE PROVIMENTO EFETIVO I GRUPO AUXILIAR REMUNERAÇÃO 2 1. QUADRO DE CARGOS DA LEI MUNICIPAL N٥ 7.507 DE 14 DE JANEIRO DE 1991 QUADRO DE CARGOS DE PROVIMENTO EFETIVO I GRUPO AUXILIAR REMUNERAÇÃO 2 1.1 - Subgrupo I 1 (escolaridade elementar) - Agente de Serviços

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 79, DE 28 DE AGOSTO DE 2014

RESOLUÇÃO Nº 79, DE 28 DE AGOSTO DE 2014 RESOLUÇÃO Nº 79, DE 28 DE AGOSTO DE 2014 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal do Pampa, em sua 56ª Reunião Ordinária, realizada no dia 28 de agosto de 2014, no uso das atribuições que lhe são

Leia mais

LEI Nº 4.249, DE 17 DE DEZEMBRO DE Art. 2º - Considera-se necessidade temporária de. I - assistência a situações de emergência e de

LEI Nº 4.249, DE 17 DE DEZEMBRO DE Art. 2º - Considera-se necessidade temporária de. I - assistência a situações de emergência e de LEI Nº 4.249, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2002. Dispõe sobre a contratação por tempo determinado para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público, nos termos do inciso IX do artigo 37 da

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO PIAUÍ. FAÇO saber que o Poder Legislativo do Estado decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I

O GOVERNADOR DO ESTADO DO PIAUÍ. FAÇO saber que o Poder Legislativo do Estado decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I LEI ORDINÁRIA Nº 5.673 DE 1 DE AGOSTO DE 2007 Dispõe sobre o Plano de Cargos e Salários do Quadro Efetivo de Pessoal do Tribunal de Contas do Estado do Piauí. O GOVERNADOR DO ESTADO DO PIAUÍ FAÇO saber

Leia mais

DECRETO Nº , DE 13 DE MARÇO DE

DECRETO Nº , DE 13 DE MARÇO DE DECRETO Nº 22.787, DE 13 DE MARÇO DE 2002 1 Dispõe sobre a regulamentação do Conselho de Recursos Hídricos do Distrito Federal e dá outras providências. O GOVERNADOR DO DISTRITO FEDERAL, no uso das atribuições

Leia mais

DELIBERAÇÃO PLENÁRIA CAU/GO Nº 23, DE 29 DE SETEMBRO DE 2015

DELIBERAÇÃO PLENÁRIA CAU/GO Nº 23, DE 29 DE SETEMBRO DE 2015 DELIBERAÇÃO PLENÁRIA CAU/GO Nº 23, DE 29 DE SETEMBRO DE 2015 Aprova o Quadro de Pessoal do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Goiás (CAU/GO) e dá outras providências. O Conselho de Arquitetura e Urbanismo

Leia mais

QUADRO DE CARGOS DE PROVIMENTO EFETIVO I GRUPO AUXILIAR REMUNERAÇÃO 2

QUADRO DE CARGOS DE PROVIMENTO EFETIVO I GRUPO AUXILIAR REMUNERAÇÃO 2 1. QUADRO DE CARGOS DA LEI MUNICIPAL N٥ 7.507 DE 14 DE JANEIRO DE 1991 I GRUPO AUXILIAR REMUNERAÇÃO 2 1.1 - Subgrupo I 1 (escolaridade elementar) - Agente de Serviços Gerais, Agente de Serviços Urbanos,

Leia mais

O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições que lhe confere o inciso I do parágrafo único do art. 87 da Constituição, e

O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições que lhe confere o inciso I do parágrafo único do art. 87 da Constituição, e PORTARIA No- 2.728, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre a Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador (RENAST) e dá outras providências. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições

Leia mais

Plano de Cargos, Carreiras e Salários CONTROLE DE REVISÕES

Plano de Cargos, Carreiras e Salários CONTROLE DE REVISÕES Plano de Cargos, Carreiras e Salários Abril de 2013 CONTROLE DE REVISÕES Versão Data Responsável Descrição 0 15/04/2013 Tríade RH Desenvolvimento e Implantação do Plano 1 26/06/2013 Tríade RH Revisão do

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED RESOLUÇÃO N.º 1.434/2016 GS/SEED Dispõe sobre a pontuação dos eventos de formação e/ou qualificação profissional e produção do professor da Rede Estadual de Educação Básica do Estado do Paraná. O Secretário

Leia mais

JUSTIFICATIVA DE CRIAÇÃO DA FUNÇÃO DE TÉCNICO- ADMINISTRATIVO - SUBSTITUTO TÉCNICO-ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO SUBSTITUTO.

JUSTIFICATIVA DE CRIAÇÃO DA FUNÇÃO DE TÉCNICO- ADMINISTRATIVO - SUBSTITUTO TÉCNICO-ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO SUBSTITUTO. JUSTIFICATIVA DE CRIAÇÃO DA FUNÇÃO DE TÉCNICO- ADMINISTRATIVO - SUBSTITUTO NOMENCLATURA: TÉCNICO-ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO SUBSTITUTO. LEGISLAÇÃO CORRELATA: a) Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990,

Leia mais

EDITAL/FMC Nº 01/2016 RETIFICAÇÃO DO INÍCIO DAS INSCRIÇÕES

EDITAL/FMC Nº 01/2016 RETIFICAÇÃO DO INÍCIO DAS INSCRIÇÕES EDITAL/FMC Nº /26 RETIFICAÇÃO DO INÍCIO DAS INSCRIÇÕES O Presidente da Fundação Municipal de Cultura, no uso de suas atribuições, comunica as alterações no Edital Nº /26, publicado no Diário Oficial do

Leia mais

PARECER JURÍDICO AO PROJETO DE LEI Nº 777/2016

PARECER JURÍDICO AO PROJETO DE LEI Nº 777/2016 Excelentíssimo Sr. Presidente da Câmara de Vereadores do Município de Pouso Alegre, Minas Gerais, Pouso Alegre 12 de abril de 2016. PARECER JURÍDICO AO PROJETO DE LEI Nº 777/2016 Projeto de autoria do

Leia mais

DELIBERAÇÃO PLENÁRIA CAU/GO Nº 09, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2014.

DELIBERAÇÃO PLENÁRIA CAU/GO Nº 09, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2014. DELIBERAÇÃO PLENÁRIA CAU/GO Nº 09, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2014. Aprova o Quadro de Pessoal do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Goiás (CAU/GO) e dispõe a transição dos empregados de contrato temporário

Leia mais

Lei Complementar Municipal Nº , de 28 de maio de 2014.

Lei Complementar Municipal Nº , de 28 de maio de 2014. Lei Complementar Municipal Nº. 1.463, de 28 de maio de 2014. Da nova redação a artigos que menciona e dá outras providências. O Povo do Município de Águas Formosas, Estado de Minas Gerais, por seus representantes

Leia mais

b) aos demais aplicar-se-á, para fins de cálculo das aposentadorias e pensões, o disposto na Lei n o , de 18 de junho de 2004.

b) aos demais aplicar-se-á, para fins de cálculo das aposentadorias e pensões, o disposto na Lei n o , de 18 de junho de 2004. LEI Nº 12.277, DE 30 DE JUNHO DE 2010. Dispõe sobre a instituição do Adicional por Participação em Missão no Exterior, a remuneração dos cargos de Atividades Técnicas da Fiscalização Federal Agropecuária

Leia mais

Reunião COSEMS-CE. Lei /2014. Piso Salarial dos ACS e ACE

Reunião COSEMS-CE. Lei /2014. Piso Salarial dos ACS e ACE Reunião COSEMS-CE Lei 12.994/2014 Piso Salarial dos ACS e ACE O Piso Nacional criado corresponde ao vencimento inicial dos ACS e ACE (Art. 9º-A). Desse modo, o valor fixado não contempla eventuais adicionais

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DE PERNAMBUCO

O GOVERNADOR DO ESTADO DE PERNAMBUCO LEI Nº 11.200 DE 30/01/1995 (DOPE 31/01/1995) ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DO ESTADO NOTA 1: Os cargos em comissão fixados nesta Lei, foram extintos pelo Art. 16 da Lei nº 11.629, de 28 de janeiro de 1999.

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA Agosto de 2015 INTRODUÇÃO O Ministério de Educação (MEC) através do Sistema Nacional

Leia mais

LEI N.º 3.114, DE 08 DE JANEIRO DE 2007

LEI N.º 3.114, DE 08 DE JANEIRO DE 2007 LEI N.º 3.114, DE 08 DE JANEIRO DE 2007 Ato Relacionado INSTITUI o PLANO DE CARREIRA E REMUNERAÇÃO DOS SERVIDORES TÉCNICOS E ADMINISTRATIVOS DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS e dá outras providências.

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RESOLUÇÃO Nº 08/2016 Altera a Lei nº 5.343/2008 e a Lei nº 6.328/2012, para aperfeiçoar a carreira docente da UERJ, e dá outras providências. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO, no uso da competência que lhe atribui

Leia mais

SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA

SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA PARECER Nº, DE 2003 Redação, para o segundo turno, da Proposta de Emenda à Constituição nº 67, de 2003 (nº 40, de 2003, na Câmara dos Deputados).

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 568, DE 31 DE DEZEMBRO DE DOU DE 03/01/2011

PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 568, DE 31 DE DEZEMBRO DE DOU DE 03/01/2011 PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 568, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2010 - DOU DE 03/01/2011 Dispõe sobre o reajuste dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social - INSS e dos demais valores

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL MS/ME Nº 3.019, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2007

PORTARIA INTERMINISTERIAL MS/ME Nº 3.019, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2007 PORTARIA INTERMINISTERIAL MS/ME Nº 3.019, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2007 Dispõe sobre o Programa Nacional de Reorientação da Formação Profissional em Saúde - Pró-Saúde - para os cursos de graduação da área

Leia mais

REPRESENTATIVIDADE. Folhade Pagamento 43% Demais Ações 57%

REPRESENTATIVIDADE. Folhade Pagamento 43% Demais Ações 57% REPRESENTATIVIDADE ORÇAMENTO CONSOLIDADO SES E FES - 2012 Despesa Cod. Fonte Recurso Vl. Orçado Sub-Total Folha de Pagamento 134 426.318.319,00 426.318.319,00 100 4.525.000,00 112 245.783.997,00 Demais

Leia mais

Estado de Santa Catarina Prefeitura Municipal de Florianópolis

Estado de Santa Catarina Prefeitura Municipal de Florianópolis EDITAL Nº 002/2015 Processo Seletivo Simplificado para preenchimento de cargos em caráter temporário, para compor a Rede Municipal de Saúde, respaldado no art. 37, inciso IX, da Constituição Federal, art.

Leia mais

Institui as carreiras do Grupo de Atividades de Saúde do Poder Executivo.

Institui as carreiras do Grupo de Atividades de Saúde do Poder Executivo. Norma: LEI 15462 2005 Data: 13/01/2005 Institui as carreiras do Grupo de Atividades de Saúde do Poder Executivo. O GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS O Povo do Estado de Minas Gerais, por seus representantes,

Leia mais

TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Minuta de Lei Institui a Carreira dos Trabalhadores do Sistema Único de Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde de Rondonópolis - MT e dá outras providências. TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAPÍTULO

Leia mais

SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 8 DE NOVEMBRO DE 2011

SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 8 DE NOVEMBRO DE 2011 SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 8 DE NOVEMBRO DE 2011 Dispõe sobre os procedimentos para a aplicação do limite remuneratório de que trata o inciso XI, do art. 37, da Constituição

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL LEI Nº 3.669, DE 15 DE MAIO DE 2009. Aprova tabelas de vencimento e de subsídio dos servidores das categorias funcionais integrantes das carreiras do Plano de Cargos, Empregos

Leia mais

LEI Nº , DE 15 DE DEZEMBRO DE 2006

LEI Nº , DE 15 DE DEZEMBRO DE 2006 CÂMARA DOS DEPUTADOS Centro de Documentação e Informação LEI Nº 11.416, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2006 Dispõe sobre as Carreiras dos Servidores do Poder Judiciário da União; revoga as Leis nºs 9.421, de 24

Leia mais

São Paulo, 6 de junho de 2013.

São Paulo, 6 de junho de 2013. São Paulo, 6 de junho de 2013. Ofício nº 1.604/2013-JUR. Protocolo MP nº 23.939/11 Senhor Presidente: Cumprimentando cordialmente Vossa Excelência, tenho a honra de encaminhar para apreciação dessa augusta

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 1.217, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2013

LEI COMPLEMENTAR Nº 1.217, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2013 LEI COMPLEMENTAR Nº 1.217, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2013 Altera a Lei Complementar nº 1.111, de 25 de maio de 2010, que institui o Plano de Cargos e Carreiras dos servidores do Tribunal de Justiça do Estado

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Secretaria de Estado da Casa Civil

GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Secretaria de Estado da Casa Civil GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Secretaria de Estado da Casa Civil LEI Nº 17.691, DE 04 DE JULHO DE 2012. Introduz alterações nas Leis nºs 15.397, de 22 de setembro de 2005, e 16.901, de 26 de janeiro de 2010,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARIANA Secretaria Municipal de Educação Rua Bom Jesus, 18A Centro

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARIANA Secretaria Municipal de Educação Rua Bom Jesus, 18A Centro PREFEITURA MUNICIPAL DE MARIANA Secretaria Municipal de Educação Rua Bom Jesus, 18A Centro marianaeducamg@outlook.com PORTARIA Nº 01, DE 10 DE JANEIRO DE 2017 Estabelece critérios e define procedimentos

Leia mais

REVOGADA PELA PORTARIA Nº 7.796, DE (D.O.U ) PORTARIA Nº 4.882, DE 16 DE DEZEMBRO DE 1998 (D.O.U

REVOGADA PELA PORTARIA Nº 7.796, DE (D.O.U ) PORTARIA Nº 4.882, DE 16 DE DEZEMBRO DE 1998 (D.O.U REVOGADA PELA PORTARIA Nº 7.796, DE 28.08.2000 (D.O.U. 29.08.2000) PORTARIA Nº 4.882, DE 16 DE DEZEMBRO DE 1998 (D.O.U. - 17.12.98) O MINISTRO DE ESTADO DA PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL, no uso da atribuição

Leia mais

Brasília, 20 de novembro de

Brasília, 20 de novembro de NOTA TÉCNICA /2012 Redefine as diretrizes e normas para a organização e o funcionamento dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF) no âmbito da Atenção Básica, cria a Modalidade NASF 3, e dá outras

Leia mais

DECRETO Nº 88, DE 11 DE MAIO DE 2015.

DECRETO Nº 88, DE 11 DE MAIO DE 2015. DECRETO Nº 88, DE 11 DE MAIO DE 2015. M A TO G R O S S O. E STA D O D E T R ANS F O R M A Ç Ã O. Dispõe sobre a contratação por tempo determinado para atender necessidade temporária de excepcional interesse

Leia mais

CURSO DE ATUALIZAÇÃO

CURSO DE ATUALIZAÇÃO CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde DESENVOLVIMENTO DA GESTÃO DO TRABALHO E SAÚDE DO TRABALHADOR DA SAÚDE Adryanna Saulnier Bacelar Moreira Márcia Cuenca

Leia mais

PORTARIA Nº 13, DE 17 DE JANEIRO DE ANEXO II SUGESTÃO DE ESTRUTURA PARA PROPOSTA DE TRABALHO A SER DESENVOLVIDA POR SERVIDORES READAPTADOS

PORTARIA Nº 13, DE 17 DE JANEIRO DE ANEXO II SUGESTÃO DE ESTRUTURA PARA PROPOSTA DE TRABALHO A SER DESENVOLVIDA POR SERVIDORES READAPTADOS PORTARIA Nº 13, DE 17 DE JANEIRO DE 2017. Acrescenta os anexos II, III e IV à Portaria nº12, de 13 de janeiro de 2017. O SECRETÁRIO DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL, no uso de suas atribuições

Leia mais

Art. 3º - A estrutura orgânica básica da Prefeitura Municipal de Alvorada do Gurguéia é constituída dos seguintes órgãos:

Art. 3º - A estrutura orgânica básica da Prefeitura Municipal de Alvorada do Gurguéia é constituída dos seguintes órgãos: Lei nº. 0/97, de 04 de janeiro de 1997 Dispõe sobre a Estrutura Orgânica Básica da Prefeitura Municipal de Alvorada do Gurguéia e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE ALVORADA DO GURGUÉIA, ESTADO

Leia mais

DECRETO - Nº , DE 07 DE MAIO DE 2014.

DECRETO - Nº , DE 07 DE MAIO DE 2014. DECRETO - Nº. 2.901, DE 07 DE MAIO DE 2014. Institui a Comissão Municipal de Emprego, no âmbito do Sistema Público de Emprego, e dá providências correlatas. PE. OSWALDO ALFREDO PINTO, Prefeito Municipal

Leia mais

Estrutura Remuneratória, Composição dos Funcionários e Critérios de Ascensão em Carreira do Sebrae/SC

Estrutura Remuneratória, Composição dos Funcionários e Critérios de Ascensão em Carreira do Sebrae/SC Estrutura Remuneratória, Composição dos Funcionários e Critérios de Ascensão em Carreira do Sebrae/SC ESTRUTURA SALARIAL DO SEBRAE SANTA CATARINA FUNÇÃO SALÁRIO INGRESSO SALÁRIO TETO ASSISTENTE I R$ 1.926,87

Leia mais

QUADRO I - CRONOGRAMA GERAL

QUADRO I - CRONOGRAMA GERAL EDITAL N 002/2015 MUNICÍPIO DE PORTO NACIONAL / COPESE CONCURSO PÚBLICO - QUADRO DE SERVIDORES DO PODER EXECUTIVO 2015 O MUNICÍPIO DE PORTO NACIONAL ESTADO DO TOCANTINS, pessoa jurídica de direito público

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSELHO DIRETOR Nº 021/10 (Processo nºª 9062/08)

RESOLUÇÃO CONSELHO DIRETOR Nº 021/10 (Processo nºª 9062/08) RESOLUÇÃO CONSELHO DIRETOR Nº 021/10 (Processo nºª 9062/08) Dispõe sobre a Estruturação do Plano de Classificação de Cargos e Carreiras do corpo técnico-administrativo da Fundação Santo André, estabelece

Leia mais

TIRA DÚVIDAS SOBRE O PCCV DOS MÉDICOS PBH/HOB

TIRA DÚVIDAS SOBRE O PCCV DOS MÉDICOS PBH/HOB TIRA DÚVIDAS SOBRE O PCCV DOS MÉDICOS PBH/HOB 1- Como ficam as férias-prêmio com o novo Plano? A lei n.º 10.948/2016 que reestrutura a carreira dos servidores médicos não faz referência às férias-prêmio.

Leia mais

Piso Salarial dos ACS e ACE. Lei /14 e Decreto 8.474/15. Natal, 15 de julho de 2015.

Piso Salarial dos ACS e ACE. Lei /14 e Decreto 8.474/15. Natal, 15 de julho de 2015. Piso Salarial dos ACS e ACE Lei 12.994/14 e Decreto 8.474/15 Natal, 15 de julho de 2015. O Piso Nacional criado corresponde ao vencimento inicial dos ACS e ACE (Art. 9º- A). Desse modo, o valor fixado

Leia mais

Este texto não substitui o original publicado no Diário Oficial

Este texto não substitui o original publicado no Diário Oficial Este texto não substitui o original publicado no Diário Oficial LEI N 991 DE 6 DE MAIO DE 2015. Reajusta os valores constantes dos anexos I a VII da Lei nº 153, de 01 de outubro de 1996, e suas alterações,

Leia mais

Lei n o de 28/12/1990

Lei n o de 28/12/1990 Lei n o 8.142 de 28/12/1990 Dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE (Do Poder Executivo)

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE (Do Poder Executivo) PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE 2003 (Do Poder Executivo) Modifica os artigos 37, 40, 42, 48, 96, 142 e 149 da Constituição Federal, o artigo 8º da Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro

Leia mais

Art. 1º Aprovar o Estatuto do Pessoal Técnico Administrativo, conforme cópia anexa a esta Resolução.

Art. 1º Aprovar o Estatuto do Pessoal Técnico Administrativo, conforme cópia anexa a esta Resolução. CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 36/07/Administração RESOLUÇÃO Nº 36/07/Universitário Aprova o Estatuto do Pessoal Técnico Administrativo. O Conselho e Administração da Fundação

Leia mais

NOVO PLANO DE CARREIRA DOS SERVIDORES MÉDICOS DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE

NOVO PLANO DE CARREIRA DOS SERVIDORES MÉDICOS DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE NOVO PLANO DE CARREIRA DOS SERVIDORES MÉDICOS DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE LEI Nº 10.948, DE 13 DE JULHO DE 2016 (Originária do Projeto de Lei n.º 1.908/2016, da autoria do Executivo) Objetivo da lei

Leia mais

PORTARIA MPS/MF Nº 333, DE 29 DE JUNHO DE 2010 (DOU )

PORTARIA MPS/MF Nº 333, DE 29 DE JUNHO DE 2010 (DOU ) PORTARIA MPS/MF Nº 333, DE 29 DE JUNHO DE 2010 (DOU 30.06.2010) Dispõe sobre o salário mínimo e o reajuste dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social - INSS e dos demais valores constantes

Leia mais

C I R C U L A R C Ó D I G O N Ú M E R O D A T A 040/2013 SEP /12/2013 SECRETARIA ESPECIAL DE PORTOS - SEP A S S U N T O

C I R C U L A R C Ó D I G O N Ú M E R O D A T A 040/2013 SEP /12/2013 SECRETARIA ESPECIAL DE PORTOS - SEP A S S U N T O C I R C U L A R C Ó D I G O N Ú M E R O D A T A 040/2013 SEP-00-00 04 04/12/2013 SECRETARIA ESPECIAL DE PORTOS - SEP A S S U N T O Assunto : Define as Entidades Responsáveis e os Procedimentos Para as

Leia mais

CAPITULO II DA CARREIRA DO MAGISTÉRIO PÚBLICO MUNICIPAL. Seção I Dos princípios básicos. Seção II Da estrutura da carreira

CAPITULO II DA CARREIRA DO MAGISTÉRIO PÚBLICO MUNICIPAL. Seção I Dos princípios básicos. Seção II Da estrutura da carreira LEI Nº 1229/2003 Dispõe sobre o Plano de Carreira e Remuneração do Magistério Público do Município de Mangueirinha. Faço saber, que a Câmara Municipal de Mangueirinha, Estado do Paraná, aprovou e eu, Miguel

Leia mais

LEI N 873 / 2008 DE 04 DE ABRIL DE O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE CAMAÇARI, ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições legais,

LEI N 873 / 2008 DE 04 DE ABRIL DE O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE CAMAÇARI, ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições legais, LEI N 873 / 2008 DE 04 DE ABRIL DE 2008 Institui o Plano de Carreira, Cargos e Vencimentos dos Servidores do Magistério Público do Município de Camaçari, e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

Terça-feira, 17 de Dezembro de 2013 Edição n 507

Terça-feira, 17 de Dezembro de 2013 Edição n 507 LEI Nº 65 DE 16 DE DEZEMBRO DE 2013 INSTITUI O PLANO PLURIANUAL PARTICIPATIVO - MUNICÍPIO DE SÃO MIGUEL DAS MATAS BA, PARA O PERÍODO DE 2014 A 2017 E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE SÃO

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE MINAS GERAIS

INSTITUTO FEDERAL DE MINAS GERAIS INSTITUTO FEDERAL DE MINAS GERAIS Legenda: 1. Sigla da Unidade Pagadora, classificada por unidade. 2. Estado a que pertence a unidade de lotação do servidor 3. Regime trabalhista a que está submetido o

Leia mais

CARREIRA DO MAGISTÉRIO SUPERIOR

CARREIRA DO MAGISTÉRIO SUPERIOR SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE Pró-Reitoria de Desenvolvimento e Gestão de Pessoas Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenadoria de Administração de Pagamento

Leia mais

DECRETO /2016 REGULAMENTAÇÃO DA EVOLUÇÃO FUNCIONAL

DECRETO /2016 REGULAMENTAÇÃO DA EVOLUÇÃO FUNCIONAL DECRETO 56.795/2016 REGULAMENTAÇÃO DA EVOLUÇÃO FUNCIONAL Regulamenta o desenvolvimento dos integrantes do Quadro dos Profissionais Técnicos da Guarda Civil Metropolitana QTG na carreira, por meio da promoção

Leia mais

ELEMENTOS PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE CARGOS, CARREIRA E REMUNERAÇÃO Araucária Paraná

ELEMENTOS PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE CARGOS, CARREIRA E REMUNERAÇÃO Araucária Paraná ELEMENTOS PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE CARGOS, CARREIRA E REMUNERAÇÃO Araucária Paraná 13.05.2015 Autor: Milton Canuto de Almeida Consultor Técnico em: Financiamento, Planejamento e Gestão da Educação,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Página 1 de 7 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 11.091, DE 12 DE JANEIRO DE 2005. Dispõe sobre a estruturação do Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos

Leia mais

GOVERNO DE SERGIPE LEI Nº DE 12 DE ABRIL DE Faço saber que a Assembleia Legislativa do Estado aprovou e que eu sanciono a seguinte

GOVERNO DE SERGIPE LEI Nº DE 12 DE ABRIL DE Faço saber que a Assembleia Legislativa do Estado aprovou e que eu sanciono a seguinte GOVERNO DE SERGIPE LEI Nº. 8.101 DE 12 DE ABRIL DE 2016 O GOVERNADOR DO ESTADO DE SERGIPE, Altera e acrescenta dispositivos da Lei nº 5.853, de 20 de março de 2006, que dispõe sobre a criação do Instituto

Leia mais

LEI Nº. 006/2012. III. Grupo Hierárquico II, Nível Fundamental II, será reajustado com um percentual de 6,5% (seis e meio) por cento;

LEI Nº. 006/2012. III. Grupo Hierárquico II, Nível Fundamental II, será reajustado com um percentual de 6,5% (seis e meio) por cento; LEI Nº. 006/2012 Autoriza o Poder Executivo a alterar os valores a título de remuneração dos servidores exercentes de cargos de carreira e cargos em comissão lotados no Executivo Municipal, sendo estendido

Leia mais

CURSO JURÍDICO FMB CURSO

CURSO JURÍDICO FMB CURSO CURSO JURÍDICO FMB CURSO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DOS MÓDULOS 2 Sumário DIREITO ADMINISTRATIVO 3 DIREITO ADMINISTRATIVO PROFA. CRISTINA APARECIDA FACEIRA MEDINA MOGIONI MÓDULO I O Direito Administrativo;

Leia mais

Programa. Especialização em Planejamento e Estratégias de Desenvolvimento. Pós-graduação Lato Sensu 1º edição (2017/2018)

Programa. Especialização em Planejamento e Estratégias de Desenvolvimento. Pós-graduação Lato Sensu 1º edição (2017/2018) Programa Especialização em Planejamento e Estratégias de Desenvolvimento Pós-graduação Lato Sensu 1º edição (2017/2018) Especialização em Planejamento e Estratégias de Desenvolvimento (2017/2018) Programa

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE UTINGA C.N.P.J / Rua 15 de Novembro, 08 Centro, CEP Utinga - BA

PREFEITURA MUNICIPAL DE UTINGA C.N.P.J / Rua 15 de Novembro, 08 Centro, CEP Utinga - BA 2 LEI Nº 356, DE 28 DE OUTUBRO DE 2014. DISPÕE SOBRE A CONCESSÃO DOS ADICIONAIS DE INSALUBRIDADE E PERICULOSIDADE PARA OS SERVIDORES PÚBLICOS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE UTINGA O Prefeito Municipal de UTINGA-BAHIA,

Leia mais

Associação Educativa Evangélica FACULDADE RAÍZES Plantando Conhecimento para a Vida

Associação Educativa Evangélica FACULDADE RAÍZES Plantando Conhecimento para a Vida REGULAMENTO DO NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE CAPÍTULO I DAS CONSIDRAÇÕES PRELIMINARES Art.1º O presente Regulamento disciplina as atribuições e o funcionamento do Núcleo Docente Estruturante (NDE) do Curso

Leia mais

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 41/2015

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 41/2015 PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 41/2015 ALTERA A LEI COMPLEMENTAR Nº 266 DE 5 DE ABRIL DE 2008, QUE DISPÕE SOBRE O REGIME JURÍDICO DOS SERVIDORES DO MUNICÍPIO DE JOINVILLE, DAS AUTARQUIAS E DAS FUNDAÇÕES

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA A CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2009

PROPOSTA DE EMENDA A CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2009 PROPOSTA DE EMENDA A CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2009 (Da Senhora Andreia Zito) Acrescente-se o seguinte parágrafo 2º, passando o atual parágrafo único, para 1º, no art. 3º da Emenda Constitucional nº 47, de 2005.

Leia mais

Estado de Santa Catarina Prefeitura Municipal de Florianópolis Secretaria Municipal de Saúde

Estado de Santa Catarina Prefeitura Municipal de Florianópolis Secretaria Municipal de Saúde EDITAL Nº 019/2014 Processo Seletivo Simplificado para preenchimento de cargos em caráter temporário, para compor a Rede Municipal de Saúde, respaldado no art. 37, inciso IX, da Constituição Federal, art.

Leia mais

LEI Nº 1.275/2013. CNPJ. nº / Praça Padre Francisco Pedro da Silva, nº 145- Centro CEP: OURICURI-PERNAMBUCO

LEI Nº 1.275/2013. CNPJ. nº / Praça Padre Francisco Pedro da Silva, nº 145- Centro CEP: OURICURI-PERNAMBUCO LEI Nº 1.275/2013 Ementa:Dispõe sobre o Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos dos Servidores da Prefeitura Municipal de Ouricuri, Estado de Pernambuco e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

Seminário: Valorização do Trabalho Médico

Seminário: Valorização do Trabalho Médico Prefeitura de Salvador Secretaria Municipal da Saúde Seminário: Valorização do Trabalho Médico 15/07/16 Gastos com Ações e Serviços Públicos de Saúde ASPS Média de Aplicação da EC 29 acima do mínimo União

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA Executivo em Saúde

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA Executivo em Saúde CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA Executivo em Saúde Coordenação Acadêmica: Prof. Jamil Moysés Filho, Msc. Código SIGA: TMBAES*06_38 1 OBJETIVO: Ao final do Curso, o aluno será capaz

Leia mais

PLANO DE CARREIRA DA EQUIPE TÉCNICO-ADMINISTRATIVA

PLANO DE CARREIRA DA EQUIPE TÉCNICO-ADMINISTRATIVA PLANO DE CARREIRA DA EQUIPE TÉCNICO-ADMINISTRATIVA PLANO DE CARREIRA DA EQUIPE TÉCNICO ADMINISTRATIVA Capítulo I Art. 1º - Este Plano de Carreira Técnico-Administrativo regula as condições de admissão,

Leia mais

LEI Nº , DE 2 DE FEVEREIRO DE Seção XXIV. Do Plano de Carreiras e Cargos do Inmetro

LEI Nº , DE 2 DE FEVEREIRO DE Seção XXIV. Do Plano de Carreiras e Cargos do Inmetro LEI Nº 11.907, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2009. Seção XXIV Do Plano de Carreiras e Cargos do Inmetro Art. 147. Os arts. 56, 60, 61, 62 e 63 da Lei n o 11.355, de 19 de outubro de 2006, passam a vigorar com a

Leia mais

PROJETO DE LEI MUNICIPAL Nº. 013/2017

PROJETO DE LEI MUNICIPAL Nº. 013/2017 PROJETO DE LEI MUNICIPAL Nº. 013/2017 INSTITUI O NÚCLEO DE APOIO À SAÚDE DA FAMÍLIA NASF, E DISPÕE SOBRE A CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PESSOAL, NOS TERMOS DO ART. 37, IX, DA CONSTITUIÇÃO, PARA SUA IMPLANTAÇÃO

Leia mais

Sonara Almeida Queiros Alexandro dos Santos Miranda

Sonara Almeida Queiros Alexandro dos Santos Miranda CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde TÍTULO DO PROJETO Desprecarização das trabalhadoras da saúde de Gandu: um avanço para a saúde que cuida de vidas

Leia mais

DECRETO Nº , DE 23 DE OUTUBRO DE 2015.

DECRETO Nº , DE 23 DE OUTUBRO DE 2015. DECRETO Nº 19.189, DE 23 DE OUTUBRO DE 2015. Regulamenta os arts. 59, 60, 62 e 63 da Lei Complementar nº 765, de 8 de julho de 2015, que cria a Central de Licitações (CELIC), órgão vinculado à Secretaria

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE SELEÇÃO DE GESTORES PÚBLICOS A Experiência do Brasil

ESTRATÉGIAS DE SELEÇÃO DE GESTORES PÚBLICOS A Experiência do Brasil ESTRATÉGIAS DE SELEÇÃO DE GESTORES PÚBLICOS A Experiência do Brasil CIDESP I Congresso Internacional de Desempenho do Setor Público Florianópolis, 04 de Setembro de 2017 Sociedade e Estado no Brasil CLIENTELISMO

Leia mais

FAÇO SABER QUE A CÂMARA MUNICIPAL DE APARECIDA DE GOIÂNIA APROVOU E EU, PREFEITO MUNICIPAL, SANCIONO A SEGUINTE LEI:

FAÇO SABER QUE A CÂMARA MUNICIPAL DE APARECIDA DE GOIÂNIA APROVOU E EU, PREFEITO MUNICIPAL, SANCIONO A SEGUINTE LEI: LEI MUNICIPAL Nº 2.221, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2001. Dispõe sobre o Plano de Carreira e Vencimentos do Grupo Ocupacional Magistério da Prefeitura Municipal de Aparecida de Goiânia. FAÇO SABER QUE A CÂMARA

Leia mais

Lei Municipal nº 574/2013

Lei Municipal nº 574/2013 Lei Municipal nº 574/2013 Dispõe sobre a institucionalização da Secretaria Municipal da Juventude e dá outras providências. O Prefeito Municipal faz saber: Que a Câmara Municipal aprovou e o Prefeito sanciona

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CABO VERDE CEP.: ESTADO DE MINAS GERAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE CABO VERDE CEP.: ESTADO DE MINAS GERAIS LEI MUNICIPAL Nº 1.830/98 Dispõe sobre a contratação por tempo determinado para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público, nos termos do inciso ix, do artigo 37 da Constituição

Leia mais