Guia de Mobilização de Terceiros Vale Fertilizantes

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Guia de Mobilização de Terceiros Vale Fertilizantes"

Transcrição

1 Guia de Mobilização de Terceiros Vale Fertilizantes Rev.: 05 - Julho/2014 1

2 1. INTRODUÇÃO O objetivo deste guia é definir conceitos e estabelecer diretrizes básicas para mobilização de empresas CONTRATADAS e SUBCONTRATADAS que prestarão os seus serviços dentro das Unidades Vale Fertilizantes. Toda empresa prestadora de serviço no ambiente Vale Fertilizantes deverá cumprir a legislação vigente, bem como as Normas Regulamentadoras NR da Portaria nº 3.214, de 8 de junho de Todas as informações contidas nesse guia são requisitos para a mobilização da empresa, seus empregados e equipamentos nas instalações Vale Fertilizantes. O não atendimento das orientações pode acarretar a não mobilização do empregado, e/ou equipamento, ou ainda pode sujeitar a empresa à notificação formal e possível aplicação de multa no caso de se configurar descumprimento de clausula contratual. 2. APLICAÇÃO Aplica-se a todos os empregados de CONTRATADA e SUBCONTRATADA que atuem nas unidades da Vale Fertilizantes. Dúvidas e questões relacionadas a este documento deverão ser encaminhadas à Gestão Consolidada de Contratos 3. CONCEITOS Preposto da Contratada: é a pessoa que dirige ou representa uma empresa ou um negócio, em substituição e nomeação do seu proprietário ou representação legal. O Gestor do contrato deve exigir nomeação por escrito do preposto da contratada. Mobilização: Processo que compõe a cadeia de valor do ciclo de vida de um contrato de serviço. Consiste em preparar a empresa fornecedora contratada e seus funcionários para desempenhar as suas obrigações contratuais/ legais dentro das dependências da Vale Fertilizantes. Desmobilização: Processo que compõe a cadeia de valor do ciclo de vida de um contrato de serviço. Consiste em preparar a empresa fornecedora contratada para o término do contrato de serviços vigente. Subcontratação: é a contratação de uma empresa para execução parcial de um contrato firmado entre Vale Fertilizantes e um Fornecedor. 4. RESPONSABILIDADES EMPRESA CONTRATADA Apresentar a documentação solicitada na convocação de reunião de abertura de contratos conforme a solicitação enviada pela Célula de Contratos. Fornecer toda a documentação necessária, na data marcada, conforme ata de reunião e cronograma, para dar continuidade ao processo e agendamento de treinamentos necessários. Agendar antecipadamente com as áreas envolvidas no processo a apresentação dos documentos sempre que forem necessários. Cumprir todos os prazos do cronograma de mobilização. Apresentar na reunião inicial os documentos solicitados 2

3 5. ETAPAS DO PROCESSO DE MOBILIZAÇÃO Assinatura do contrato Reunião inicial Apresentação e validação de documentação SSMA Realização de treinamentos Apresentação e validação de docs da Seg. Empresarial para confecção de crachás Apresentação e validação de lista de equipamentos 5.1. ASSINATURA DO CONTRATO Após a assinatura do Contrato pelo Fornecedor, o mesmo é entregue à área de Suprimentos da Vale Fertilizantes, que comunica o gestor que o contrato está liberado e pode-se iniciar o processo de mobilização, através do agendamento da Reunão Inicial REUNIÃO INICIAL Toda empresa CONTRATADA deverá participar da reunião de início do contrato antes de começar suas atividades. Para a realização da reunião inicial é indispensável a presença do preposto da contratada e recomendado a presença dos responsáveis pelas áreas de Saúde e Segurança da empresa contratada. A reunião inicial terá como norteador o Cronograma para Mobilização de Contratos, conforme modelo do Anexo I APRESENTAÇÃO E VALIDAÇÃO DE DOCUMENTAÇÃO SSMA SAÚDE, SEGURANÇA E MEIO AMBIENTE a. Havendo subcontratada, é necessário utilizar o mesmo procedimento b. Apresentar/revisar documentação de SSMA e Segurança Empresarial conforme check list: * Planilha de Carga de Colaboradores Preenchida e salva em CD * FIT (Ficha Identificação Terceiros) impressa e preenchida RG e CPF frente e verso ou passaporte no Cppra de estrangeiros. CTPS somente as páginas (Frente e Verso) onde consta a identificação do colaborador (foto) e o registro do contrato de trabalho. Fotografia (Tamanho 3 x 4, Fundo Branco, Sem chapéu/boné/capacete) Carteira Nacional de Habilitação para função de Motorista e Operador. Contrato Social (nos casos do terceiro ser proprietário/sócio da empresa) No caso de estagiários, deverá ser apresentado o Acordo de Cooperação (Instituição de Ensino/Empresa) e o Termo de Compromisso de Estágio (Instituição de Ensino/Empresa/Estagiário). Atestado de Saúde Ocupacional (ASO) *Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) * PGS Diretrizes Corporativas Elaboração PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais) e PGR (Programa de Gerenciamento de Risco) Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR) empresas que trabalharão no permissionário de lavra, com riscos correlacionados com a mineração - quando aplicável Programa de condições e meio ambiente de trabalho na Indústria da Construção Civil (PCMAT) quando 3

4 aplicável Programa de Conservação Auditiva (PCA) empresas que possuam trabalhadores expostos acima de 80dB(A) quando aplicável Programa de Proteção Respiratória (PPR) empresas que possuam trabalhadores que necessitam de fazer uso de equipamentos de proteção respiratória - quando aplicável Certificados dos treinamentos de requisitos de atividades críticas (RACs e NR s) - quando aplicável PRO Instruções de Meio Ambiente para as contratadas PRO Instruções de Saúde e Higiene Ocupacional para Contratadas PRO Instruções de Segurança do Trabalho para Contratadas PGS - PGS Gestão SSMA Contratadas PGS Gestão dos Equipamentos de Proteção Individual INS Instrução para Requisitos de Atividades Críticas - antigo INS-0021 *As diretrizes e modelos para elaboração desses documentos estão disponíveis no site da Vale Fertilizantes: **Para cooperativas, pessoa física e jurídica, o ASO pode ser substituído por relatório médico. Sendo isenta a apresentação do PCMSO, PPRA, PGR ou PCMAT 5.4. REALIZAÇÃO DE TREINAMENTOS Realizar todos os treinamentos exigidos para desenvolvimento das atividades APRESENTAÇÃO E VALIDAÇÃO DOS DOCUMENTOS DA SEGURANÇA EMPRESARIAL PARA CONFECÇÃO DE CRACHÁS Apresentar a documentação solicitada na convocação de reunião inicial, conforme solicitação enviada. Entregar, antes do Treinamento de Integração, a Ficha de Identificação de Terceiros FIT, devidamente assinada, junto com foto digitalizada, para a confecção dos crachás APRESENTAÇÃO E VALIDAÇÃO DA LISTA DE EQUIPAMENTOS Apresentar lista de equipamentos para avaliação Os documentos exigidos pela Vale Fertilizantes referentes à mobilização de equipamentos e veículos deverão ser digitalizados, e salvos em CD no formato PDF, devendo ser entregues no momento da reunião inicial caso a contratada já possua as informações. No caso de a contratada ainda não ter definida sua relação de equipamentos e veículos que acessarão o site, a mesma deverá, assim que definido, encaminhar a documentação. Relação de Veículos, Máquinas e Equipamentos EQUIPAMENTOS E VEÍCULOS Cópia das Taxa Licenciamento / DPVAT / IPVA dos Veículos ou cópia do DUT No caso de veículo subcontratado, cópia digitalizada do contrato de locação de veículo ou equipamento constando todos os dados do veículo (aplicável para veículos e equipamentos locados) 4

5 IMPORTANTE: Verificar se os itens abaixo estão em conformidade com o solicitado no Memorial Descritivo: Exames e Treinamentos Equipamentos Quantidade de Terceiros Qualificação/Formação dos Terceiros 5

6 5.7. ANEXO I 6

Guia de Mobilização Vale

Guia de Mobilização Vale Guia de Mobilização Vale Externo 3ª edição - Novembro 2016 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. APLICAÇÃO... 3 3. MACRO FLUXO DO PROCESSO DE MOBILIZAÇÃO... 3 3.1. CERTIFICAÇÃO... 3 3.2. CONTRATAÇÃO... 4 3.3.

Leia mais

PROCESSO DE LIBERAÇÃO DE ACESSO Aos prestadores de serviço AKZO NOBEL PULP AND PERFORMANCE QUIMICA BAHIA LTDA

PROCESSO DE LIBERAÇÃO DE ACESSO Aos prestadores de serviço AKZO NOBEL PULP AND PERFORMANCE QUIMICA BAHIA LTDA PROCESSO DE LIBERAÇÃO DE ACESSO Aos prestadores de serviço AKZO NOBEL PULP AND PERFORMANCE QUIMICA BAHIA LTDA Este procedimento tem por objetivo estabelecer os critérios a serem observados pelas empresas

Leia mais

PROCEDIMENTO SOBRE ENTREGA MENSAL DA DOCUMENTAÇÃO TRABALHISTA E PROCESSO DE LIBERAÇÃO DE ACESSO

PROCEDIMENTO SOBRE ENTREGA MENSAL DA DOCUMENTAÇÃO TRABALHISTA E PROCESSO DE LIBERAÇÃO DE ACESSO PROCEDIMENTO SOBRE ENTREGA MENSAL DA DOCUMENTAÇÃO TRABALHISTA E PROCESSO DE LIBERAÇÃO DE ACESSO Aos prestadores de serviço da VOITH PAPER MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS LTDA. Este procedimento tem por objetivo

Leia mais

Manual do Prestador de Serviços

Manual do Prestador de Serviços Manual do Prestador de Serviços Página 1 de 6 Manual do Prestador de Serviços M. Dias Branco S.A. Manual do Prestador de Serviços Página 2 de 6 ÍNDICE Objetivo 3 Abrangência 3 Código de Ética 3 Instruções

Leia mais

Guia de Mobilização - Vale

Guia de Mobilização - Vale Guia de Mobilização - Vale 2ª Edição Nov/2015 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. APLICAÇÃO... 3 3. MACRO FLUXO DO PROCESSO DE MOBILIZAÇÃO... 3 3.1. CERTIFICAÇÃO... 3 3.2. CONTRATAÇÃO... 4 3.3. MOBILIZAÇÃO...

Leia mais

SEGURANÇA PARA TERCEIROS

SEGURANÇA PARA TERCEIROS 1 de 8 PROTOCOLO Data de Emissão: Histórico de revisão e Versões Data Versão/Revisões Descrição Autor 1.00 Proposta inicial J.S.C 1 Objetivo Este protocolo fixa os requisitos a serem observados quando

Leia mais

REGRAS DE VENDAS Versão Setembro/2017. (*) Em qualquer situação a Proposta deverá atender ao perfil etário máximo de 37 anos

REGRAS DE VENDAS Versão Setembro/2017. (*) Em qualquer situação a Proposta deverá atender ao perfil etário máximo de 37 anos REGRAS DE VENDAS Versão Setembro/2017 P.M.E. 03 a 99 vidas Formação do Grupo: 03 a 99 vidas Grupo menor de 03 vidas a combinar mediante prévia análise CONDIÇÕES: Mínimo: 01 titular com vínculo formal comprovado.

Leia mais

Sistema de Gestão do Ciclo de Vida dos Contratos S- GCVC GUIA RÁPIDO CONTRATADA

Sistema de Gestão do Ciclo de Vida dos Contratos S- GCVC GUIA RÁPIDO CONTRATADA Sistema de Gestão do Ciclo de Vida dos Contratos S- GCVC GUIA RÁPIDO CONTRATADA Atualizado em Janeiro/2017 1 Sumário Sumário... 2 1. Objetivo... 3 2. Dicionário... 4 3. Login no Sistema... 5 4. Atividades

Leia mais

Manual de Procedimentos e Caderno de Encargos para Empresas Terceiras

Manual de Procedimentos e Caderno de Encargos para Empresas Terceiras Manual de Procedimentos e Caderno de Encargos para Empresas Terceiras 1 Elaboração: Executiva Outsourcing. Introdução O presente Manual de Procedimentos e Caderno de Encargos para Empresas Terceiras, tem

Leia mais

1. CREDENCIAMENTO DE PESSOAS FÍSICAS PROMOTORES DE SHOWS E EVENTOS

1. CREDENCIAMENTO DE PESSOAS FÍSICAS PROMOTORES DE SHOWS E EVENTOS 1. CREDENCIAMENTO DE PESSOAS FÍSICAS PROMOTORES DE SHOWS E EVENTOS a) requerimento conforme Anexo A, preenchido e protocolado na Diretoria de Atividades f) Documento que comprove a adimplência junto ao

Leia mais

MANUAL. Objetivo. monitoramento das obrigações trabalhistas SUZANO PAPEL E CELULOSE S/A

MANUAL. Objetivo. monitoramento das obrigações trabalhistas SUZANO PAPEL E CELULOSE S/A MANUAL monitoramento das obrigações trabalhistas SUZANO PAPEL E CELULOSE S/A Objetivo Esse manual tem como objetivo esclarecer as dúvidas em relação ao processo do monitoramento de obrigações trabalhistas

Leia mais

MÓDULO 31: PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL - PCMSO

MÓDULO 31: PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL - PCMSO MÓD: 31 MANUAL DE PESSOAL VIG: 06.10.2014 1/3 MÓDULO 31: PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL - PCMSO CAPÍTULO 2: REALIZAR EXAME MÉDICO PERIÓDICO ANEXOS: 1 Fluxo do Subprocesso de Realizar

Leia mais

SOCIEDADE UNIVERSITÁRIA REDENTOR FACULDADE REDENTOR

SOCIEDADE UNIVERSITÁRIA REDENTOR FACULDADE REDENTOR EDITAL N 03/2016 SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS A Faculdade Redentor torna público o presente edital visando a seleção de 02 estagiários para preenchimento de vaga para estágio extracurricular, sendo uma vaga

Leia mais

2 - CAMPO DE APLICAÇÃO Aplica-se a todas as empresas contratadas que prestam serviços nas dependências da Vale Fertilizantes.

2 - CAMPO DE APLICAÇÃO Aplica-se a todas as empresas contratadas que prestam serviços nas dependências da Vale Fertilizantes. Responsável Técnico: Ricardo Manoel de Oliveira Coordenação Técnica de Meio Ambiente. Público-alvo: Empregados próprios e prestadores de serviços das unidades da Vale Fertilizantes. 1 - OBJETIVO Nº: PRO-3209-74-24-01

Leia mais

PROCESSO DE LIBERAÇÃO DE ACESSO Aos prestadores de serviço ECTX S/A MADEIRA SALTO e ECTX S/A AGLOMERADOS BOTUCATU

PROCESSO DE LIBERAÇÃO DE ACESSO Aos prestadores de serviço ECTX S/A MADEIRA SALTO e ECTX S/A AGLOMERADOS BOTUCATU PROCESSO DE LIBERAÇÃO DE ACESSO Aos prestadores de serviço ECTX S/A MADEIRA SALTO e ECTX S/A AGLOMERADOS BOTUCATU Este procedimento tem por objetivo estabelecer os critérios a serem observados pelas empresas

Leia mais

Manual do Prestador de Serviços. M. Dias Branco S.A.

Manual do Prestador de Serviços. M. Dias Branco S.A. Manual do Prestador de Serviços Página 1 de 7 Manual do Prestador de Serviços M. Dias Branco S.A. Manual do Prestador de Serviços Página 2 de 7 Sumário Objetivo... 3 Abrangência... 3 Código de Ética...

Leia mais

Procedimento Operacional Padrão

Procedimento Operacional Padrão Procedimento Operacional Padrão Regras de Segurança para Empresas Prestadoras de Serviços Versão 1.0 SOST Procedimento Operacional Padrão Versão 1.0 2016, Ebserh. Todos os direitos reservados Empresa Brasileira

Leia mais

QUESTIONAMENTOS PRÉ-QUALIFICAÇÃO N 01/2016

QUESTIONAMENTOS PRÉ-QUALIFICAÇÃO N 01/2016 1. Solicitamos que seja admitida a subcontratação de escritório de advocacia pela licitante, além de aceitar credenciais e profissionais do subcontratado para fins de habilitação, uma vez que não será

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA FAZER ADESÃO AO CERTIFICADO DIGITAL DO SERPRO

PROCEDIMENTOS PARA FAZER ADESÃO AO CERTIFICADO DIGITAL DO SERPRO PROCEDIMENTOS PARA FAZER ADESÃO AO CERTIFICADO DIGITAL DO SERPRO Este documento dará uma breve descrição dos passos que deverão ser seguidos para a aquisição dos certificados digitais do SERPRO. Informações

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA ENTREGA MENSAL DE DOCUMENTAÇÃO DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS CAJAMAR SKF FÁBRICA JORANESIA C.D SKF CAJAMAR ICS EXTERNO -SF

PROCEDIMENTO PARA ENTREGA MENSAL DE DOCUMENTAÇÃO DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS CAJAMAR SKF FÁBRICA JORANESIA C.D SKF CAJAMAR ICS EXTERNO -SF PROCEDIMENTO PARA ENTREGA MENSAL DE DOCUMENTAÇÃO DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS CAJAMAR SKF FÁBRICA JORANESIA C.D SKF CAJAMAR ICS EXTERNO -SF ÍNDICE Dica! Para ler sobre um Tópico, clique na Página relacionada

Leia mais

Número: IT-DRH-SST-001. Revisão: 00 CIPA. Data: Página 1 de 6 SUMÁRIO

Número: IT-DRH-SST-001. Revisão: 00 CIPA. Data: Página 1 de 6 SUMÁRIO Página 1 de 6 SUMÁRIO 1. Objetivo... 3 2. Escopo... 3 3. Referências... 3 4. Definições... 3 Conceitos... 3 Siglas... 3 5. Detalhamento... 4 Atribuições da... 4 Constituição da... 4 Treinamento da... 4

Leia mais

SOCIEDADE UNIVERSITÁRIA REDENTOR FACULDADE REDENTOR

SOCIEDADE UNIVERSITÁRIA REDENTOR FACULDADE REDENTOR EDITAL N 04/2016 SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS A Faculdade Redentor torna público o presente edital visando a seleção de 02 estagiários para preenchimento de vaga para estágio extracurricular, sendo uma vaga

Leia mais

GUIA DE USO GESTOR ON LINE. Através do site na aba Gestor On-Line, digitar o Login e a Senha, clicar no botão Acessar.

GUIA DE USO GESTOR ON LINE. Através do site  na aba Gestor On-Line, digitar o Login e a Senha, clicar no botão Acessar. GUIA DE USO GESTOR ON LINE ACESSAR O GESTOR ON LINE CLIMEBA Através do site www.climeba.com.br, na aba Gestor On-Line, digitar o Login e a Senha, clicar no botão Acessar. * Caso ainda não tenha seus dados

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho INSPETORIAS IT. 47 00 1 / 8 1 - OBJETIVO Estabelecer diretrizes para procedimentos referentes a manutenção das instalações das Inspetorias do Crea-GO. 2 - DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA Lei n 8.666 de 21 de

Leia mais

REQUISITOS PARA TEREM DIREITO AO RECURSO DO PASSE LIVRE ESTUDANTIL:

REQUISITOS PARA TEREM DIREITO AO RECURSO DO PASSE LIVRE ESTUDANTIL: REQUISITOS PARA TEREM DIREITO AO RECURSO DO PASSE LIVRE ESTUDANTIL: - Estar matriculado em instituição de ensino; - Morar no município e estudar em outro; - Ter renda per capita de até 1,5 salários mínimos

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE SMS

SISTEMA DE GESTÃO DE SMS PROCEDIMENTO CAPACITAÇÃO TÉCNICA Nº PE-SMS-015 Fl. 1/6 Rev. Data Descrição Executado Verificado Aprovado 0 18/10/2010 Emissão Inicial CGS JMn NDF SISTEMA DE GESTÃO DE SMS Propriedade e uso exclusivo da

Leia mais

Anexo I. Modelo de Boletim de voto à distância AGE da BM&FBOVESPA S.A. Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de 14/6/2017

Anexo I. Modelo de Boletim de voto à distância AGE da BM&FBOVESPA S.A. Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de 14/6/2017 Anexo I Modelo de Boletim de voto à distância AGE da BM&FBOVESPA S.A. Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de 14/6/2017 1. Nome do acionista 2. CNPJ ou CPF do acionista 3. Endereço de e-mail para envio

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA MATRÍCULA. PERÍODO DE CONFIRMAÇÃO DE VAGA 1ª CHAMADA: 13 a 16 de dezembro de 2016

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA MATRÍCULA. PERÍODO DE CONFIRMAÇÃO DE VAGA 1ª CHAMADA: 13 a 16 de dezembro de 2016 DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA MATRÍCULA PERÍODO DE CONFIRMAÇÃO DE VAGA 1ª CHAMADA: 13 a 16 de dezembro de 2016 1) DOCUMENTOS GERAIS (para todos os candidatos) Na Confirmação de Vaga, o candidato deverá entregar

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE SERVIÇO Divulgação:

SOLICITAÇÃO DE SERVIÇO Divulgação: SOLICITAÇÃO DE SERVIÇO Divulgação: 304-16 Em conformidade com o Regulamento de Compras e Contratações de Obras e Serviços da Organização Social de Cultura Associação Amigos do Projeto Guri, decreto nº.

Leia mais

Manual de Movimentação Cadastral

Manual de Movimentação Cadastral Manual de Movimentação Cadastral 1. Objetivo; 2. Processo; 3. Datas de vigência e datas de cadastro; 4. Cadastro de novo Subestipulante; 4.1 Filiais; 4.2 Prestador de Serviços; 5. Inclusões de Segurados;

Leia mais

O QUE É NECESSÁRIO PARA A EMISSÃO DO SEU CERTIFICADO DIGITAL

O QUE É NECESSÁRIO PARA A EMISSÃO DO SEU CERTIFICADO DIGITAL AUTORIDADE DE REGISTRO CERTIFICA PRESENTE NO XXVI CONBRAT O QUE É NECESSÁRIO PARA A EMISSÃO DO SEU CERTIFICADO DIGITAL CERTIFICADO DIGITAL PARA PESSOA JURÍDICA DOCUMENTOS NECESSÁRIOS A etapa de validação

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO Pelo presente instrumento particular, de um lado, a EMPRESA, qualificada no TERMO DE ADESÃO À PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE

Leia mais

Contrataça o. Passo a Passo de contratação

Contrataça o. Passo a Passo de contratação Passo a Passo de contratação Contrataça o 1 - Entrevistar os candidatos dando a ficha de solicitação de emprego para eles preencherem. (link para a ficha) Preenchida a mão pelo candidato 2- Imprimir o

Leia mais

PROCEDIMENTOS DAS DISCIPLINAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS EAD DE LICENCIATURA

PROCEDIMENTOS DAS DISCIPLINAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS EAD DE LICENCIATURA PROCEDIMENTOS DAS DISCIPLINAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS EAD DE LICENCIATURA (LETRAS, HISTÓRIA, MATEMÁTICA E PEDAGOGIA) 1 - Diretrizes Gerais As disciplinas de Estágio Supervisionado contemplam

Leia mais

CARTILHA DE CREDENCIAMENTO

CARTILHA DE CREDENCIAMENTO CARTILHA DE CREDENCIAMENTO LOCALIZAÇÃO E HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO TERMINAL DE PASSAGEIROS Credencial Permanente / Temporária I / Temporária II (visitante/serviço) Dias úteis, de segunda a sexta-feira:

Leia mais

MANUAL DE TRABALHO - CONTRATO ANUAL - MTQ Rev. 03 Criado em: 30/03/2012 Última revisão em: 03/09/2012

MANUAL DE TRABALHO - CONTRATO ANUAL - MTQ Rev. 03 Criado em: 30/03/2012 Última revisão em: 03/09/2012 MANUAL DE TRABALHO - CONTRATO ANUAL - MTQ Rev. 03 Criado em: 30/03/2012 Última revisão em: 03/09/2012 MANUAL DE TRABALHO A Qualitá Ocupacional, com o objetivo de facilitar a utilização e o correto entendimento

Leia mais

Manual de utilização do. SOC Software Integrado de Gestão Ocupacional

Manual de utilização do. SOC Software Integrado de Gestão Ocupacional Manual de utilização do SOC Software Integrado de Gestão Ocupacional Sumário 1. INTRODUÇÃO...3 2. ACESSO AO SOC...4 3. AGENDAMENTO...5 4. VISUALIZAR HIERAQUIA...9 5. REMARCANDO O FUNCIONÁRIO... 10 6. CADASTRO

Leia mais

Com o intuito de orientar e facilitar a adesão do BHBUS, seguem abaixo Instruções de Preenchimento da Documentação Obrigatória:

Com o intuito de orientar e facilitar a adesão do BHBUS, seguem abaixo Instruções de Preenchimento da Documentação Obrigatória: Prezado cliente, Com o intuito de orientar e facilitar a adesão do BHBUS, seguem abaixo Instruções de Preenchimento da Documentação Obrigatória: CONTRATO DE CESSÃO - Deverão ser enviadas duas vias originais

Leia mais

INSTRUÇÃO TÉCNICA DE TRABALHO Ref.: IT 001/Seg

INSTRUÇÃO TÉCNICA DE TRABALHO Ref.: IT 001/Seg Página 1 de 5 1. Objetivo Promover a permanente melhoria e contínua compatibilização do trabalho com a prevenção da vida, integridade e patrimônio do SAAE Sorocaba, e a promoção da saúde e segurança dos

Leia mais

Licitações e Gestão de Contratos Administrativos

Licitações e Gestão de Contratos Administrativos Licitações e Gestão de Contratos Administrativos Por: José Luiz Lima Abreu 1 A RESPONSABILIDADE DO GESTOR NA EXECUÇÃO CONTRATUAL LEI 8.666 Art. 67 A execução do contrato deverá ser acompanhada e fiscalizada

Leia mais

Segurança e Medicina do Trabalho

Segurança e Medicina do Trabalho Segurança e Medicina do Trabalho Banco de CV s Recrutamento & Seleção Cargos e Salários Decidium Metrics Administração de Treinamento FOLHA DE PAGAMENTO Segurança do Trabalho Avaliação de Desempenho Saúde

Leia mais

Prefeitura de RIO POMBA ESTADO DE MINAS GERAIS

Prefeitura de RIO POMBA ESTADO DE MINAS GERAIS PORTARIA Nº 024/2013, de 04 de março de 2013. Dispõe sobre o recadastramento obrigatório do Servidor Público Municipal, ativo e inativo, e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Rio Pomba, no

Leia mais

PROCEDIMENTO IDENTIFICAÇÃO E AVALIAÇÃO DE CONFORMIDADE COM A LEGISLAÇÃO

PROCEDIMENTO IDENTIFICAÇÃO E AVALIAÇÃO DE CONFORMIDADE COM A LEGISLAÇÃO . NOME DA ATIVIDADE: RESULTADOS ESPERADOS: - VERIFICAR SE A EMPRESA ESTÁ ATENDENDO ÀS EXIGÊNCIAS LEGAIS. - MANTER O EMPREGADOR INFORMADO SOBRE AS EXIGÊNCIAS LEGAIS APLICÁVEIS AO SEU NEGÓCIO. - ORIENTAR

Leia mais

CAPITULO I OBJETIVO CAPITULO II NORMAS GERAIS

CAPITULO I OBJETIVO CAPITULO II NORMAS GERAIS CAPITULO I OBJETIVO ART. 1º Esta Instrução Normativa tem como objetivo estabelecer as normas de controle, utilização, identificação e manutenção dos veículos de propriedade do SENAR-RS. CAPITULO II NORMAS

Leia mais

Portaria DETRAN/ASJUR Nº 1164 DE 30/11/2015

Portaria DETRAN/ASJUR Nº 1164 DE 30/11/2015 Portaria DETRAN/ASJUR Nº 1164 DE 30/11/2015 Publicado no DOE em 3 dez 2015 Dispõe as diretrizes para as aulas de prática de direção veicular nos processos abertos no sistema Renach/DetranNet a partir de

Leia mais

MANUAL DE CONTRATOS PÚBLICOS

MANUAL DE CONTRATOS PÚBLICOS 2013 MANUAL DE CONTRATOS PÚBLICOS UNIPAMPA Pró-Reitoria de Administração 12/02/2013 Este Manual destina-se a orientar sobre procedimentos de contratações de serviços (terceirizados; energia elétrica; entre

Leia mais

SEGURANÇA DO TRABALHO INTRODUÇÃO

SEGURANÇA DO TRABALHO INTRODUÇÃO SEGURANÇA DO TRABALHO INTRODUÇÃO Breve História da Revolução Industrial (1760-1830) Art. 82 Decreto-Lei 7.036 de 10.11.1944 Institucionalização da CIPA Art. 7º da Constituição Federal Promulgada em 05-10-1988

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DO ESTÁGIO DO CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS TITULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO INTERNO DO ESTÁGIO DO CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS TITULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO INTERNO DO ESTÁGIO DO CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS TITULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. Este regulamento normatiza o aproveitamento das 120 horas do Estágio do Curso de Graduação

Leia mais

Licenciatura em Ciências Exatas Revisão 3 REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO

Licenciatura em Ciências Exatas Revisão 3 REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO O Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Ciências Exatas do Setor Palotina da UFPR prevê a realização de estágios nas modalidades de estágio obrigatório e

Leia mais

PORTFOLIO SERVIÇOS. Rua Airosa Galvão, 30 - Água Branca São Paulo - SP Tel.: (11)

PORTFOLIO SERVIÇOS. Rua Airosa Galvão, 30 - Água Branca São Paulo - SP Tel.: (11) PORTFOLIO DE SERVIÇOS Quem somos Desde 1988 acompanhando o dia-a-dia de mais de 4.600 clientes e 280.000 vidas, com satisfação afirmamos que nosso trabalho tem atingido objetivos importantes, tais como:

Leia mais

RH 09 DESLIGAMENTO DE FUNCIONÁRIOS CÓPIA CONTROLADA Nº: 02

RH 09 DESLIGAMENTO DE FUNCIONÁRIOS CÓPIA CONTROLADA Nº: 02 ESCALA CONSTRUÇÕES E EMPREENDIMENTOS LTDA. PROCEDIMENTO OPERACIONAL DE RECURSOS HUMANOS RH 09 DESLIGAMENTO DE FUNCIONÁRIOS NBR ISO 9001:2008 e PBQP-H PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS DESLIGAMENTO DE FUNCIONÁRIOS

Leia mais

NÚCLEO DE PESQUISA E ESTATÍSTICA (NUPE)

NÚCLEO DE PESQUISA E ESTATÍSTICA (NUPE) NÚCLEO DE PESQUISA E ESTATÍSTICA (NUPE) MANUAL DE NORMAS ASSESSORIA EM PESQUISA ACADÊMICA: ASSESSORIA EM ESTATÍSTICA ASSESSORIA EM PESQUISA APLICADA Novo Hamburgo 2017 SUMÁRIO 1 ASSESSORIA EM ESTATÍSTICA...

Leia mais

OS DESAFIOS PARA A ELABORAÇÃO DO PPP E DO CONSTRUÇÃO

OS DESAFIOS PARA A ELABORAÇÃO DO PPP E DO CONSTRUÇÃO OS DESAFIOS PARA A ELABORAÇÃO DO PPP E DO LTCAT NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO P P P (PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO) E LTCAT (LAUDO TÉCNICO DE CONDIÇÕES AMBIENTAIS DE TRABALHO) PPP E LTCAT FUNDAMENTAÇÃO

Leia mais

MANUAL DE PESSOAL CAPÍTULO 2: CONSTITUIR COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES CIPA

MANUAL DE PESSOAL CAPÍTULO 2: CONSTITUIR COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES CIPA 1 MÓDULO 20: SEGURANÇA NO TRABALHO CAPÍTULO 2: CONSTITUIR COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES CIPA ANEXOS: 1 Fluxo do Subprocesso Constituir Comissão Interna de Prevenção de Acidentes CIPA 2 Formulário

Leia mais

SIG SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO

SIG SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO 1/9 ELABORAÇÃO ANÁLISE CRÍTICA APROVAÇÃO QUADRO DE REVISÕES DATA REVISÃO DESCRIÇÃO 4/08/2014 0 Emissão Inicial 02/02/2015 01 06/04/2015 02 12/06/2015 03 Item 4 - Responsabilidades; Item 5 Alteração dos

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Capítulo I DA NATUREZA Art. 1º. O Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Computação do Câmpus Jandaia do Sul da UFPR prevê a realização

Leia mais

CHECK LIST SOLICITANDO ESTÁGIO PÓS-DOUDORADO NA UFSC

CHECK LIST SOLICITANDO ESTÁGIO PÓS-DOUDORADO NA UFSC CHECK LIST SOLICITANDO ESTÁGIO PÓS-DOUDORADO NA UFSC Documentos que devem ser anexados ao processo para efetivação da matrícula do Pós-Doc, de acordo com a Resolução Normativa nº 36/CUn/2013 e Memorando

Leia mais

SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO Administração Nacional Sesc Pantanal TERMO DE REFERÊNCIA

SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO Administração Nacional Sesc Pantanal TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETIVOS Destinam-se as Especificações Técnicas presentes, orientar e apresentar dados técnicos para execução da obra de reforma das instalações do restaurante de visitantes do

Leia mais

Manual de Documentos Exigidos dos Fornecedores

Manual de Documentos Exigidos dos Fornecedores PRIMAX TRANSPORTE PESADOS LTDA. Manual de Documentos Exigidos DG.SUP.004 REV03 Aprovado por Julio Apolinário 5/7/2017 Revisão: 003 Folha: 1 de 13 1 OBJETIVO... 3 2 SUBCONTRATADA OU PRESTADORES DE SERVIÇOS

Leia mais

I PODER PÚBLICO 08 (oito) representantes titulares e respectivos suplentes pertencentes ao seguinte segmento:

I PODER PÚBLICO 08 (oito) representantes titulares e respectivos suplentes pertencentes ao seguinte segmento: Edital de Convocação do Processo Eleitoral para Preenchimento das Vagas ao Plenário do Comitê da Bacia Hidrográfica da Região do Médio Paraíba do Sul Quadriênio 2017-2021 O Conselho Estadual de Recursos

Leia mais

GO ALINHAMENTO ESTRATÉGICO

GO ALINHAMENTO ESTRATÉGICO Versão 01 - Página 1/24 PROCESSO: Acompanhamento e controle das obras nas sedes do MP-GO PROCEDIMENTO: Acompanhamento e controle das obras nas sedes do MP- GO ALINHAMENTO ESTRATÉGICO Objetivo estratégico:

Leia mais

Nº: PGS Pág.: 1 de 11

Nº: PGS Pág.: 1 de 11 Nº: PGS-3209-51-01 Pág.: 1 de 11 Responsável Técnico: Ana Lucia Silva Taveira Gerência de Saúde, Segurança e Fertilizantes. Público-alvo: Empregados próprios e prestadores de serviços das unidades da Vale

Leia mais

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM COMERCIAL JOVEM APRENDIZ CALENDÁRIO DE CREDENCIAMENTO DAS EMPRESAS

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM COMERCIAL JOVEM APRENDIZ CALENDÁRIO DE CREDENCIAMENTO DAS EMPRESAS PROGRAMA DE APRENDIZAGEM COMERCIAL JOVEM APRENDIZ CALENDÁRIO DE CREDENCIAMENTO DAS EMPRESAS 2017.2 1. As Empresas que sejam CONTRIBUINTES ao comércio interessadas em matricular o Jovem Aprendiz nos cursos

Leia mais

Manual UPLOAD FORNECEDOR. Carregamento online de documentos

Manual UPLOAD FORNECEDOR. Carregamento online de documentos Manual UPLOAD FORNECEDOR Carregamento online de documentos SOLICITAÇÃO DE LIBERAÇÃO DE ACESSO DOCUMENTOS DE EMPRESA MONITORAMENTO DAS OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS Para upload de documentos, acessar: http://servicelayer.destra.net.br/destra/

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTO DE RESCISÃO DE CONTRATO DE TRABALHO

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTO DE RESCISÃO DE CONTRATO DE TRABALHO MANUAL DE PROCEDIMENTOS Data Elaboração: 23/04/2013 Código: PRH-04 Elaborado por: Maria Helena Durao Chefe Adm. Pessoal Área Responsável: Recursos Humanos Revisado por: Gabriele G. Heilig Coord. de Auditoria

Leia mais

DOCUMENTOS EXIGIDOS PARA VALIDAÇÃO DO FIES

DOCUMENTOS EXIGIDOS PARA VALIDAÇÃO DO FIES DOCUMENTOS EXIGIDOS PARA VALIDAÇÃO DO FIES Os candidatos selecionados pelo FIES Seleção deverão comparecer a CPSA do UniFOA para validação das informações, no período determinado pelo FNDE. Confira abaixo

Leia mais

RH 01 RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAL CÓPIA CONTROLADA Nº: 02

RH 01 RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAL CÓPIA CONTROLADA Nº: 02 ESCALA CONSTRUÇÕES E EMPREENDIMENTOS LTDA. PROCEDIMENTO OPERACIONAL DE RECURSOS HUMANOS RH 01 RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAL NBR ISO 9001:2008 e PBQP-H ALTERADO E FORMATADO POR: Danielle Cristina Vergílio

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE PROCEDIMENTO ADMISSÃO DE COLABORADOR CLT Nº PE-ADM-006 Fl. 1/15 Rev. Data Descrição Executado Verificado Aprovado 0 A B C D E F G H J 28/05/04 05/11/04 06/01/05 11/07/05 23/11/07 22/02/08 30/10/09 31/05/10

Leia mais

ESTÁGIO PARA ESTUDANTES DA UFU EDITAL CAPACITAÇÃO/GDHS/HCU-UFU PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO(A)

ESTÁGIO PARA ESTUDANTES DA UFU EDITAL CAPACITAÇÃO/GDHS/HCU-UFU PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO(A) 1 ESTÁGIO PARA ESTUDANTES DA UFU EDITAL 047.2016 CAPACITAÇÃO/GDHS/HCU-UFU PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO(A) O PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO DE ASSISTÊNCIA, ESTUDO E PESQUISA DE UBERLÂNDIA - FAEPU, no uso da

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DOS REPRESENTANTES COMERCIAIS NO ESTADO DA BAHIA CORE-BA. Relação de Serviços e Prazos de Atendimento

CONSELHO REGIONAL DOS REPRESENTANTES COMERCIAIS NO ESTADO DA BAHIA CORE-BA. Relação de Serviços e Prazos de Atendimento Relação de Serviços e Prazos de Atendimento Registros Presencial: 02-dias (certidão) e 15 dias (carteirinha ou certificado). Certidões Imediata Alteração contratual 05 dias úteis Cancelamento de Registro

Leia mais

1º PASSO: 2º PASSO: CAPTAR E APLICAR RECURSOS DIAGNOSTICAR PROBLEMAS. imagem

1º PASSO: 2º PASSO: CAPTAR E APLICAR RECURSOS DIAGNOSTICAR PROBLEMAS. imagem Apresentação Para a realização de obras em condomínios é importante que todos os procedimentos sejam coordenados com planejamento e informação. Mais do que apenas vontade ou necessidade, a reforma de um

Leia mais

Política de Recrutamento e Seleção. Estabelecer critérios para o recrutamento e seleção de profissionais para a empresa.

Política de Recrutamento e Seleção. Estabelecer critérios para o recrutamento e seleção de profissionais para a empresa. Política de Recrutamento e Seleção 1. OBJETIVO: Estabelecer critérios para o recrutamento e seleção de profissionais para a empresa. 2. ABRANGÊNCIA: Abrange todas as contratações de profissionais da empresa.

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS POLÍTICA DE LIBERAÇÃO DE ACESSO À PRESTADORES DE SERVIÇOS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS POLÍTICA DE LIBERAÇÃO DE ACESSO À PRESTADORES DE SERVIÇOS 4/02/204. INTRODUÇÃO Este procedimento tem por objetivo estabelecer os critérios a serem seguidos pelas empresas e suas subordinadas no que diz respeito à liberação de acesso, ou seja, para empresas cujos

Leia mais

Parceria. Visite nossos sites!

Parceria. Visite nossos sites! Parceria http://www.as-solucoes.com.br http://www.allservice.com.br Visite nossos sites! Parceria AS x All Service Visando as alterações de mercado, verificamos a necessidade de muitos clientes que não

Leia mais

RECRUTAMENTO E SELEÇÃO

RECRUTAMENTO E SELEÇÃO 1. OBJETIVO A política de recrutamento e seleção tem como objetivo formalizar o processo de recrutamento e seleção da empresa Irapuru. Este processo desempenha papel fundamental na organização, pois através

Leia mais

2

2 REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DA UNIVERSIDADE IBIRAPUERA 2 REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DA UNIVERSIDADE IBIRAPUERA CAPÍTULO I DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Fundação Universidade Federal do ABC Pró-Reitoria de Pós-Graduação Coordenadoria Acadêmica Avenida dos Estados, 5001 Bairro Bangu Santo André - SP CEP 09210-580 PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho SERVIÇOS GERAIS IT. 26 08 1 / 6 1. OBJETIVO Orientar a realização de serviços gerais nas dependências do Crea GO e controle dos s. 2. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA IT. 28 Patrimônio. IT.27 Arquivo Geral e Correspondências

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA MOVIMENTAÇÃO CADASTRAL. Fevereiro/2011

ORIENTAÇÕES PARA MOVIMENTAÇÃO CADASTRAL. Fevereiro/2011 ORIENTAÇÕES PARA MOVIMENTAÇÃO CADASTRAL Fevereiro/2011 1. DOCUMENTOS EXIGIDOS POR TIPO DE MOVIMENTAÇÃO 1.1 INCLUSÃO DE TITULAR Ficha de movimentação preenchida, assinada, carimbada pela empresa e assinada

Leia mais

PORTAL DE TERCEIROS PRESTADORES DE SERVIÇOS

PORTAL DE TERCEIROS PRESTADORES DE SERVIÇOS PORTAL DE TERCEIROS PRESTADORES DE SERVIÇOS 1. Como Acessar Na internet, acesse o seguinte endereço: www.brf-br.com/terceiros Concluído o Pré-Cadastro, sua empresa poderá acessar o Portal através da senha

Leia mais

DOCUMENTOS EXIGIDOS PARA VALIDAÇÃO DO FIES 2017/1

DOCUMENTOS EXIGIDOS PARA VALIDAÇÃO DO FIES 2017/1 DOCUMENTOS EXIGIDOS PARA VALIDAÇÃO DO FIES 2017/1 Os candidatos selecionados pelo FIES Seleção deverão comparecer a CPSA do UniFOA para validação das informações, no período determinado pelo FNDE. Confira

Leia mais

ANEXO I LISTA DE DOCUMENTOS PARA MATRÍCULA

ANEXO I LISTA DE DOCUMENTOS PARA MATRÍCULA ANEXO I LISTA DE DOCUMENTOS PARA MATRÍCULA A) CANDIDATOS OPTANTES DA AMPLA CONCORRÊNCIA: 1. Fotocópias autenticadas: a) Documento de identidade* b) CPF c) Título de eleitor, para maiores de 18 (dezoito)

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS. Determinar as competências necessárias para a atuação dos profissionais na empresa;

GESTÃO DE PESSOAS. Determinar as competências necessárias para a atuação dos profissionais na empresa; 1. OBJETIVO Estabelecer política para gestão de pessoas que busca atuar na captação de talentos, no desenvolvimento dos profissionais, na mediação das relações entre os níveis hierárquicos, bem como proporcionar

Leia mais

Fomenta Cultura Mostra de Artes Visuais

Fomenta Cultura Mostra de Artes Visuais Fomenta Cultura - 2017 Mostra de Artes Visuais Mostras inéditas de arte contemporânea e popular, compostas por exposições individuais e coletivas de artistas residentes em Minas Gerais, em início de trajetória

Leia mais

Desafios para Programas de Sustentabilidade nas Cadeias de Soja e Pecuária de Corte

Desafios para Programas de Sustentabilidade nas Cadeias de Soja e Pecuária de Corte Desafios para Programas de Sustentabilidade nas Cadeias de Soja e Pecuária de Corte Campo Grande - 2013 Fabiano Luiz da Silva Gestor de Cooperativas Doutor em Ciências Florestais http://www.smcnucleus.com.br/

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho ÁREA DE PESSOAL IT. 29 02 1 / 7 1. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para a realização das atividades da Área de Pessoal. 1. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA CLT Consolidação das Leis Trabalhistas. DS. 06 Manual

Leia mais

4º EDITAL UNIFICADO PARA ENSINO SUPERIOR - PRO- CESSO DE RENOVAÇÃO DA BOLSA SOCIAL DE ESTUDO PARA O 2º SEMESTRE LETIVO DE 2017.

4º EDITAL UNIFICADO PARA ENSINO SUPERIOR - PRO- CESSO DE RENOVAÇÃO DA BOLSA SOCIAL DE ESTUDO PARA O 2º SEMESTRE LETIVO DE 2017. CHECKLIST Conferência de Documentos Bolsa Social de Estudo (O checklist não substitui a leitura do Edital Normativo) CANDIDATO (A): DATA: CURSO/TURNO: QUANTIDADE DE MEMBROS: DOCUMENTOS RG e CPF de TODOS

Leia mais

FIES LISTA DE DOCUMENTOS FIES - FACHA

FIES LISTA DE DOCUMENTOS FIES - FACHA FIES LISTA DE DOCUMENTOS FIES - FACHA 1ª Siga atentamente a lista de documentos solicitados, pois na falta de algum destes, seu pedido será indeferido. 2ª Entregar toda a documentação em envelope devidamente

Leia mais

CONSULTORIA EM SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO

CONSULTORIA EM SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO Documentos legais: PPRA, LTCAT, PPP, PCMSO, E social; Monitoramento de Ruído, vibração, calor e químicos (NR 15) Emissão de laudos técnicos em atendimento a NR 15 e NR 16 Assistência técnica Pericial;

Leia mais

EDITAL DE INSCRIÇÃO. Estar cursando o Ensino Médio, nas Escolas Públicas de Salto;

EDITAL DE INSCRIÇÃO. Estar cursando o Ensino Médio, nas Escolas Públicas de Salto; EDITAL DE INSCRIÇÃO 1. REQUISITOS BÁSICOS PARA A INSCRIÇÃO Estar cursando o Ensino Médio, nas Escolas Públicas de Salto; Ter nascido nos meses de janeiro a junho de 2.001; Residir em Salto; Possuir renda

Leia mais

LISTA DE DOCUMENTOS RELAÇÃO DE DOCUMENTOS QUE DEVERÃO SER APRESENTADOS PELO REQUERENTE JUNTAMENTE COM A FICHA PREENCHIDA E ASSINADA.

LISTA DE DOCUMENTOS RELAÇÃO DE DOCUMENTOS QUE DEVERÃO SER APRESENTADOS PELO REQUERENTE JUNTAMENTE COM A FICHA PREENCHIDA E ASSINADA. LISTA DE DOCUMENTOS RELAÇÃO DE DOCUMENTOS QUE DEVERÃO SER APRESENTADOS PELO REQUERENTE JUNTAMENTE COM A FICHA PREENCHIDA E ASSINADA. O Responsável Financeiro deverá entregar cópias autenticadas/ simples

Leia mais

IT-IB-012 Instrução para Inscrição de Exames

IT-IB-012 Instrução para Inscrição de Exames IT-IB-012 Instrução para Inscrição de Exames Para os profissionais de acesso por corda. Rev. 00 SUMÁRIO 1. OBJETIVO.... 3 2. CAMPO DE APLICAÇÃO... 3 3. RESPONSABILIDADES... 3 4. REVISÃO... 3 5. DOCUMENTO

Leia mais

CONCORRÊNCIA CONJUNTA Nº 07/2010 PERGUNTAS E RESPOSTAS

CONCORRÊNCIA CONJUNTA Nº 07/2010 PERGUNTAS E RESPOSTAS CONCORRÊNCIA CONJUNTA Nº 07/2010 PERGUNTAS E RESPOSTAS Pergunta 1 O item 7.3.1 do Edital estabelece critérios de pontuação para a Equipe de Trabalho, sendo que a última classificação atribui 1 (um) ponto

Leia mais

INFORMAÇÕES, RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DE BOLSA E FICHA DE INSCRIÇÃO NA INSTITUIÇÃO FEAD

INFORMAÇÕES, RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DE BOLSA E FICHA DE INSCRIÇÃO NA INSTITUIÇÃO FEAD INFORMAÇÕES, RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DE BOLSA E FICHA DE INSCRIÇÃO NA INSTITUIÇÃO FEAD FEAD Faculdade de Estudos Administrativos de MG FEAD Faculdade de Estudos Superiores de MG CANDIDATOS

Leia mais

ANEXO I FORMULÁRIO SOCIOECONÔMICO

ANEXO I FORMULÁRIO SOCIOECONÔMICO Página 1 de 2 ANEXO I FORMULÁRIO SOCIOECONÔMICO Nome Completo: Data de nascimento: / / Idade: Naturalidade: Nacionalidade: RG: Órgão Emissor: Data: / / CPF: Estado Civil: Endereço: CEP: Telefone: celular:

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 22-CEPE/UNICENTRO, DE 15 DE JUNHO DE 2012. Aprova o Regulamento de Normas e Utilização dos Laboratórios do Campus CEDETEG da UNICENTRO. O VICE-REITOR, NO EXERCÍCIO DO CARGO DE REITOR DA UNIVERSIDADE

Leia mais

PROCESSOS INTEGRANTES/ OBRAS SST

PROCESSOS INTEGRANTES/ OBRAS SST PROCESSOS INTEGRANTES/ OBRAS SST Correlação ao Processo Construtivo Sistema GDFOR O que é o GDFOR? É um sistema em plataforma web que tem como objetivo principal garantir o controle e a gestão das documentações

Leia mais

PQ /04/

PQ /04/ PQ.06 03 02/04/2013 1-5 1. OBJETIVO Estabelecer sistematica para o processo de solicitação, análise crítica e preparação para a avaliação da conformidade. 2. DEFINIÇÕES Modelo de Avaliação da Conformidade:

Leia mais

Para darmos continuidade ao processo de regulação do seu sinistro, o(a) Senhor(a) deverá proceder conforme as instruções a seguir.

Para darmos continuidade ao processo de regulação do seu sinistro, o(a) Senhor(a) deverá proceder conforme as instruções a seguir. São Paulo, de de 20. Ref.: Solicitação de Documentos Para darmos continuidade ao processo de regulação do seu sinistro, o(a) Senhor(a) deverá proceder conforme as instruções a seguir. Aviso de Sinistro:

Leia mais