BEM VINDO À GESTÃO DE STOCKS DO XD UNLIMITED

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BEM VINDO À GESTÃO DE STOCKS DO XD UNLIMITED"

Transcrição

1 BEM VINDO À GESTÃO DE STOCKS DO XD UNLIMITED

2 Gestão de Stocks XD UNLIMITED 1. O que necessita para Controlar Stock Criação de Armazéns Configuração do Artigo Configuração de Tipos de Documento Stock Inicial dos Artigos Entradas e Saídas de Stock Transferências entre Armazéns Contagem e Inventário Relatórios dedicados à Gestão de Stock Métodos Alternativos de Contagem... 19

3 A aplicação XD Unlimited é desde o seu inicio um produto inovador, tanto pela tecnologia que utiliza como pela forma em como é desenvovido. O módulo de Gestão de Stocks foi analisado e desenvolvido para se adaptar às necessidades reais das empresas sem o custo de processos complexos para uma correta gestão do stock. Além de todas as possibilidades usuais num sistema de gestão de stocks, destacamos as seguintes opções : - Contagem Aberta : Este processo permite definir a Data/Hora por cada contagem não sendo necessário bloquear o armazem para conferências. Desta forma podem existir alterações (vendas/compras) que interfiram com o stock do próprio Armazém sem o risco de acertos de stock errados. - Criação Ilimitada de Armazéns : Possibilidade de criação ilimitada de Armazéns permitindo gerir o Preço de Custo Médio (PCM) por Armazém além do Global. - Definição do Armazem de Destino : Possibilidade de indicar o armazem a qual se destina o stock. Esta opção é muito util, por exemplo, na elaboração de Guias de Transporte indicar como armazem de destino determinada viatura mantendo assim o controlo da localização do stock. Permite também efetuar transferências entre armazéns sem a necessidade da emissão de documentos de transferências de stock. - Configuração dos Movimentos de Stock por Tipo de Documento : Possibilidade de indicar por tipo de documento qual a ação a efetuar sobre o stock abrindo assim a possibilidade de definir o fluxo de trabalho implementado pela organização. - Opções de Stock definidas por Artigo / Armazém : Opções como Permitir Stock Negativo ou Avisos de Stock Mínimo podem ser definidas na própria ficha de artigo (Por Artigo) ou na ficha de Armazém (Por Armazém) permitindo maior flexibilidade de configuração.

4 1. O que necessita para Controlar Stock O Controlo de Stock está sempre ativo nos processos da aplicação sendo apenas necessário indicar o quê e como deve ser controlado. Existem apenas duas opções que têm de ser configuradas para que tal aconteça : - Ficha de Artigo : Definir se o Artigo está sujeito a stock. - Tipo de Documento : Definir qual a Ação (Entrada / Saída / Nenhuma ) de stock a aplicar quando efetua um Fecho de determinado Documento.

5 2. Criação de Armazéns Por padrão a aplicação tem sempre configurado um armazém denominado por Armazém Principal. Pode no entanto criar quantos Armazéns necessitar permitindo assim o controlo do stock por Armazém. Para criar ou editar um Armazém siga os seguintes passos : 1- Aceda ao Separador Tabelas e selecione a opção Armazéns. 2- Clique no botão Novo ou selecione um Armazém existente para editar as atuais configurações. 3- Deverá especificar um código de Armazém (Id) numérico e uma descrição para identificar o armazém. As seguintes opções são de preenchimento opcional e definem o comportamento padrão para os artigos quando movimentados no armazém em questão.

6 3. Configuração do Artigo A partir da ficha do artigo, além de definir se o mesmo está sujeito a controlo de stock como indicado no primeiro ponto deste manual, pode ainda : 1- Definir se a aplicação deve ou não informar o utilizador que determinado artigo atingiu um limite mínimo em stock. 2- Definir se a aplicação permite que determinado artigo seja movimentado sem existências contabilizando o stock de forma negativa. NOTA: No caso de utilizar a opção Usar Definições de Armazém em ambas as opções a aplicação baseia a decisão nas configurações do Armazém. 3- Definir qual a Quantidade mínima (valor até Aviso de Stock). 4- Definir qual a Quantidade de Reposição (valor informativo para processo de Compras ou processo de Reposição de Stocks). 5- Definir opcionalmente qual a Localização no Armazém. Este valor é apenas informativo sobre uma localização especifica no armazém (por exemplo: Prateleira 10, Gaveta 5 ) e é bastante util para processos de despacho.

7 A definição destas opções é sempre efetuada por Armazém sendo apenas necessário selecionar o Armazém pretendido (Ponto 1) e definir os valores nas respetivas caixas de introdução (Ponto 2). Quando seleciona o Armazém é automáticamente exibido qual o Armazém que está atualmente a configurar (Ponto 3). O Formulário de Artigos, da mesma forma que permite definir as opções de Stock por Armazém, permite também consultar de uma forma rápida as seguintes informações sobre o Artigo em edição : 1- Quantidade Encomendada por Cliente 2- Quantidade Consignada a Clientes 3- Quantidade Encomendada a Fornecedores 4- Quantidade Consignada por Fornecedores 5- Existência atual em Armazém 6- Ultimo Preço de Compra (PCU) 7- Preço de Custo Médio Ponderado (PCM) 8- Data da Ultima Entrada em Armazém 9- Data da Ultima Saída em Armazém

8 Para consultar estas informações de uma forma Geral (Todos os Armazéns) há um Armazém virtual ( 0 Todos ) disponível na grelha de Armazéns e ao selecionar a informação será apresentada da seguinte forma : 1- Quantidade Encomendada por Cliente, Quantidade Consignada a Clientes, Quantidade Encomendada a Fornecedores, Quantidade Consignada por Fornecedores, Existência atual em Armazém : Apresentam o Somatório dos valores em todos os Armazéns. 2- Ultimo Preço de Compra (PCU) e Preço de Custo Médio Ponderado (PCM) : Apresentam a Média por todos os Armazéns. 3- Data da Ultima Entrada em Armazém e Data da Ultima Saída em Armazém : Apresentam as Datas mais Recentes de todos os Armazéns. 4. Configuração de Tipos de Documento As ações sobre o Stock são definidas a partir do Tipo de Documento e aplicadas no ato de emissão. Existem diversos tipos de documento que podem ser utilizados para Clientes, Fornecedores ou Operações de Stock. Estes documentos podem ser configurados para se adequarem ao fluxo de trabalho. Para configurar o tipo de documento siga os seguintes passos : 1- Aceda ao separador Diversos e selecione a opção Documentos :

9 2- A partir do menu de configuração de Tipos de Documento pode criar ou editar o respetivo Tipo com as configurações pretendidas: 3- As acções sobre o stock podem ser configuradas a partir do separador Operações :

10 4- As operações a Realizar sobre o stock em documento de Compra/Venda podem ser : a. Sem Ação Não efetua qualquer operação sobre o stock. b. Entrada O stock dá entrada em Armazém. c. Saída O stock é retirado do Armazém. 5- Quando a operação movimentar stock, ou seja, efetuar Entrada ou Saída de stock é também possível definir a disponibilidade que o stock irá adquirir : a. Disponível Indica que o stock vai ficar imediatamente disponível. b. Encomendado Indica que o stock está reservado por encomenda. c. Consignado Indica que o stock é consignado. 6- No caso de o Tipo de Documento for especifico de Stock, além da definição de Entrada ou Saída, podem ser especificados os seguintes parametros : a. Transferência de Armazem Utilizado para retirar quantidade do Armazém de origem e adicionar no Armazém de destino. b. Contagem Não tem qualquer ação sobre o stock. O tipo de documento com esta operação será posteriormente importado para Inventário. c. Inventário Utiliza uma contagem pre-realizada ou contagem manual para realizar um documento de stock com as diferenças entre a contagem e o stock existente de forma a acertar a quantidade real de stock.

11 5. Stock Inicial dos Artigos O stock inicial de determinado artigo pode ser definido a partir do processo normal de Compra, a partir de documentos de Entradas/Saídas de Stock ou a partir da realização de um Inventário. Ambas as opções vão valorar e alterar a quantidade existente nos respetivos Armazéns. As opções de Stock estão disponíveis a partir do respetivo separador onde é possível selecionar as seguintes operações : 1- Entradas em Stock. 2- Saídas de Stock. 3- Transferência entre Armazéns. 4- Contagem. 5- Inventário. 6. Entradas e Saídas de Stock As opções de Entrada e Saída de Stock efetuam um processo semelhante ao das Vendas e Compras. Movimentam determinado Documento que irá afetar o stock pelas configurações especificadas no Tipo de Documento correspondente (Ponto 4 deste Manual). Ao aceder, por exemplo, à opção de Entradas é exibido o seguinte formulário :

12 1- Documento É possível alterar o Tipo de Documento a movimentar. No caso da opção Entradas estarão disponíveis todos os Tipos de Documentos configurados como Stock e a operação de stock seja Entrada. No caso da opção Saídas é exatamente o mesmo processo mas de forma inversa, ou seja, o Tipo de Documento terá de estar configurado com as operações de stock como Saída. 2- Data de Stock Define a data real em que o artigo entrou/saiu de Armazém. Este ponto define a Data de Stock de todos os movimentos no documento em edição embora possa ser especificada por movimento (ponto 4). 3- Armazém Define o Armazém onde o artigo será movimentado. 4- Data Entrega Tal como o ponto 2 deste tema, indica a data a que determinado movimento foi efetuado, mas de forma individual. Por padrão a data indicada é a data de Stock (ponto 2). Esta flexibilidade permite que o stock esteja a ser conferido mesmo existindo outros movimentos de stock (por exemplo Compras e Vendas) já que todo o processo de documentos segue as mesmas regras, ou seja, afeta o stock a datas específicas.

13 5- Preço Este preço define o valor do Stock, neste exemplo, a Entrada vai valorizar o artigo a partir do preço especificado. Por padrão, a aplicação sugere o Preço de Custo Médio Ponderado (PCM). 7. Transferências entre Armazéns Todo o processo de Transferências de Armazém é muito semelhante ao processo de Entradas e Saídas. É gerado um Documento, cujo o seu Tipo terá configurado Transferência de Armazém nas Operações de Stock, e é sempre necessário especificar o Armazém de Origem e o Armazém de Destino. Esta operação, tal como todas as outras operações com documentos, respeitam as Datas de Movimentação de Stock e as respetivas valorizações do artigo a partir do campo Preço. Por padrão, a aplicação já tem configurados os Tipos de Documento para realização destas operações. Estas configurações podem ser alteradas de forma a ficarem adequadas ao fluxo de trabalho (Ponto 4 deste manual).

14 8. Contagem e Inventário O processo de Contagem é um processo temporário. A grande distinção entre este processo e o Inventário é a possibilidade de alterações sempre que necessário. A Contagem não altera qualquer movimentação ou valorização do Stock atual e a sua finalidade é ser importada para um Inventário. Pode,por exemplo, ser utilizado para divisão de tarefas de contagem, ou seja, nos casos de grandes armazens dividir a contagem por secções ou por empregados e mais tarde integrar todas elas em um só inventário. Tal como todos os outros processos de Stock (Pontos 6 e 7 deste manual), ambos os processos, movimentam um Documento para realizar as operações (ver ponto 4 deste manual) com a diferença de em apenas um documento movimentarem as entradas e as saidas de stock. O processo de Inventário é o responsável pelos acertos de Quantidades e Valorização do Stock e é o processo com mais influência nesta gestão. Deverá ter sempre em atenção que : 1- Não é possível a alteração/edição do Inventário após a sua conclusão, embora possa ser cancelado (anulado). 2- Não é possível emitir documentos que movimentem stock em datas anteriores às do Inventário.

15 3- Os movimentos gerados pelo processo de Inventário são sempre o acerto entre a quantidade atual e a contagem efetuada, por exemplo : - O Artigo1 tem um Stock atual de 100 unidades no Armazém Principal. - No processo de Contagem foram apenas contadas 75 unidades. Ao realizar o Documento de Inventário, o mesmo vai movimentar : - Saída de Stock de 25 Unidades ao valor indicado (por padrão o PCM atual). Para importar uma Contagem para o documento de Inventário siga os seguintes passos : 1- Após efetuar a contagem inicie um novo documento de Inventário. 2- Selecione a opção Importar Contagem : 3- Selecione da lista de documentos de contagens a pretendida e clique em Confirmar :

16 4- O documento de Inventário será preenchido com os valores presentes no documento de contagem (neste exemplo contamos apenas 1 artigo) : Em ambos os processos, Contagem e Inventário, é possível preencher os movimentos com todos os artigos configurados para movimentarem stock. Esta opção é muito util para que não seja necessário preencher manualmente os artigos a conferir ou inventariar. Para executar esta opção apenas é necessário clicar na opção Inserir Artigos : Neste exemplo foram inseridos no processo de Contagem todos os artigos com a opção de controlo de stock de forma automática.

17 9. Relatórios dedicados à Gestão de Stock O XD UNLIMITED tem disponíveis por padrão seis (6) relatórios dedicados à Gestão de Stock os quais podem ser acedidos a partir do separador Relatórios na opção Stocks : 1- Relatório Mapa de Stock : Permite verificar o Código do Artigo, Descrição, Família, Stock Atual, Stock a Repor, Custo de Preço Médio (PCM) e o Inventário atual : 2- Relatório Documentos Emitidos : É utilizado para verificar todos os documentos que movimentem stock dando a possibilidade de edição do documento.

18 3- Relatório Detalhes de Documentos Emitidos : Permite verificar toda a movimentação dos respetivos documentos que movimentem stock sendo possível uma análise detalhada por cada movimento. 4- Relatório Inventário Existência Global : Permite a informação de Stock de todos os artigos (Existencias, Valor Existente, PCM). 5- Relatório Existências por Armazém : Permite a mesma análise do relatório de Existências Globais mas dedicado aos valores presentes por Armazéns. 6- Relatório Extrato de Movimentos : Permite verificar a Data de Stock, Fluxo de Stock, Quantidade, Saldo, Valor, Armazém, PCM, PCU e as respetivas margens (fraca ou forte) calculadas a partir de determinado documento.

19 10. Métodos Alternativos de Contagem O XD UNLIMITED está preparado para importação de Contagens de stock a partir de outras opções. Especialmente em empresas com elevada dimensão a nivel de Armazéns, são já conhecidos e largamente utilizados métodos de contagem com auxilio a sistemas PDT (Portable Data Terminal). Para mais informações sobre a configuração deste sistema por favor consulte o manual correspondente a partir do site da XD. A XD oferece a todos os utilizadores com Active Protection ativo uma aplicação desenvolvida para o sistema operativo Android que permite efetuar as contagens e integrar de forma natural no XD UNLIMITED. Para mais informações verifique por favor o manual dedicado a partir do site da XD.

COMUNICAÇÃO DO INVENTÁRIO E STOCK SIMPLIFICADO COM POS / REST / DISCO

COMUNICAÇÃO DO INVENTÁRIO E STOCK SIMPLIFICADO COM POS / REST / DISCO COMUNICAÇÃO DO INVENTÁRIO E STOCK SIMPLIFICADO COM POS / REST / DISCO www.xdsoftware.pt A partir de Janeiro de 2015 todas as empresas com faturação superior a cem mil euros são obrigadas a comunicar o

Leia mais

GESTÃO DE STOCKS. Para gerir o seu stock deve realizar 4 passos essenciais:

GESTÃO DE STOCKS. Para gerir o seu stock deve realizar 4 passos essenciais: GESTÃO DE STOCKS Para gerir o seu stock deve realizar 4 passos essenciais: 1. Garantir que têm os artigos todos criados no Sublime 2. Fazer a contagem de todos os artigos que estão a uso, em expositores

Leia mais

Cartões Pré-pagos. Cartões Pré-pagos

Cartões Pré-pagos. Cartões Pré-pagos Cartões Pré-pagos A funcionalidade de cartões com pré-pagamento está disponível na versão Disco e o conceito é a associação de um cartão a um cliente. Cada cartão passa a dispor da conta corrente do cliente

Leia mais

Adenda de Janeiro de 2013 Manual de Utilizador

Adenda de Janeiro de 2013 Manual de Utilizador Adenda de Janeiro de 2013 Manual de Utilizador Novas funcionalidades: - Fatura Simplificada (Certificação AT Janeiro de 2013) - Ficheiro SAFT (Certificação AT Janeiro de 2013) - Séries de Faturação (Certificação

Leia mais

Gerar o Ficheiro de Inventário

Gerar o Ficheiro de Inventário Gerar o Ficheiro de Inventário Data: 05-12-2014 Os dados a enviar no ficheiro são os seguintes Código do Artigo Código de Barras (se não existir deve preencher neste campo o código do artigo) Descrição

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.04

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.04 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.04 Inventário Manual...2 Relatório de contagem...2 Contagem...3 Digitação...3 Inventário Programado...6 Gerando o lote...7 Inserindo produtos manualmente no lote...8 Consultando

Leia mais

Descrição dos Módulos

Descrição dos Módulos XDDisco XDPEOPLE Descrição dos Módulos Terminal de Caixa Terminal de Consulta O terminal de caixa do XDDisco é o executável principal instalado com o XDDisco e é utilizado para efectuar o registo dos produtos.

Leia mais

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice BackOffice 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest/ZSPos FrontOffice... 4 4. Produto... 5 Activar gestão de stocks... 5 5. Armazém... 7 a) Adicionar Armazém... 8 b) Modificar Armazém... 8 c)

Leia mais

User Guide. PRIMAVERA EXPRESS V7 Versão 1.0. Março de 2012. Pg 1

User Guide. PRIMAVERA EXPRESS V7 Versão 1.0. Março de 2012. Pg 1 User Guide PRIMAVERA EXPRESS V7 Versão 1.0 Março de 2012 Pg 1 1. Instalação Para poder efetuar o download do produto PRIMAVERA Express deve começar por se registar no site da PRIMAVERA, indicando os dados

Leia mais

Manual de Recibos. Manual de Recibos

Manual de Recibos. Manual de Recibos Manual de Recibos As aplicações XD dispõe de um módulo de controlo de Contas Correntes de Clientes que tem sido evoluído de forma a satisfazer as diversas necessidades dos seus clientes. As Contas Correntes

Leia mais

Procedimentos Fim de Ano - PRIMAVERA

Procedimentos Fim de Ano - PRIMAVERA Procedimentos Fim de Ano - PRIMAVERA A finalidade deste documento é, essencialmente, clarificar os procedimentos a considerar antes da abertura de ano e a forma como realizar esta operação. O manual está

Leia mais

MENUS TELA INICIAL. Movimento de Ferramentaria. Alternar entre casas do grupo. Cadastro de Ferramentas. Não Implementado. Cadastro de Funcionários

MENUS TELA INICIAL. Movimento de Ferramentaria. Alternar entre casas do grupo. Cadastro de Ferramentas. Não Implementado. Cadastro de Funcionários FERRAMENTARIA TELA INICIAL Ao autenticar no sistema com usuário e senha cadastrados é apresentada a seguinte tela ao lado esquerdo, sendo essa tela a página inicial do sistema de Ferramentaria. MENUS TELA

Leia mais

Manual de Utilizador Documentos de Transporte. TOConline. Suporte. Página - 1

Manual de Utilizador Documentos de Transporte. TOConline. Suporte. Página - 1 TOConline Suporte Página - 1 Documentos de Transporte Manual de Utilizador Página - 2 Índice Criação de um documento de transporte... 4 Definições de empresa- Criação de moradas adicionais... 9 Comunicação

Leia mais

GUIA DE USUÁRIO - GU-

GUIA DE USUÁRIO - GU- 1/22 Revisão 00 de 20//12 1. OBJETIVO Orientar o usuário para a pesquisa e visualização detalhada de todas as ordens de compra emitidas, emitir confirmações de aceite, submeter solicitação de alteração,

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

Escritório Virtual Administrativo

Escritório Virtual Administrativo 1 Treinamento Módulos Escritório Virtual Administrativo Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual e módulo Administrativo do sistema Office 2 3 1. Escritório

Leia mais

MicroMIX Comércio e Serviços de Informática, Lda.

MicroMIX Comércio e Serviços de Informática, Lda. 1 P á g i n a Procedimentos Inventário AT 2014 Software Olisoft-SIG.2014 Verificar Versão dos Módulos Instalados Em primeiro lugar deveremos verificar se o programa SIG está actualizado. Esta nova rotina

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011 Manual Avançado Gestão de Stocks Local v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest FrontOffice... 4 4. Produto... 5 b) Activar gestão de stocks... 5 i. Opção: Faz gestão de stocks... 5 ii.

Leia mais

XD SPA. www.xdsoftware.pt

XD SPA. www.xdsoftware.pt 1. Introdução XD SPA é uma aplicação direcionada à gestão de Institutos de Beleza, Cabeleireiros e SPA s. É desenvolvido na mesma base da aplicação XD POS tirando todo o partido das mesmas funcionalidades

Leia mais

Configuração de Séries, Tipos e Numeradores de Documentos. Séries

Configuração de Séries, Tipos e Numeradores de Documentos. Séries Configuração de Séries, Tipos e Numeradores de Documentos Séries A aplicação permite configurar Noventa e Nove (99) séries de documentos. As séries são identificadas numericamente mas é possível configurar

Leia mais

MANUAL DE LIGAÇÃO XDGC + POS/REST/DISCO

MANUAL DE LIGAÇÃO XDGC + POS/REST/DISCO MANUAL DE LIGAÇÃO XDGC + POS/REST/DISCO www.xdsoftware.pt A ligação entre aplicações XD é efetuada de uma forma natural já que todas operam sob uma base (framework) comum. Seguindo a mesma filosofia das

Leia mais

INDICE 1. CADASTRO DE CATEGORIAS...5 2. CADASTRO DE BANCO... 3. CONTAS A RECEBER... 3.1. LANÇAMENTO AUTOMÁTICO DE CONTAS A RECEBER...

INDICE 1. CADASTRO DE CATEGORIAS...5 2. CADASTRO DE BANCO... 3. CONTAS A RECEBER... 3.1. LANÇAMENTO AUTOMÁTICO DE CONTAS A RECEBER... 1 2 INDICE 1. CADASTRO DE CATEGORIAS...5 2. CADASTRO DE BANCO......6 3. CONTAS A RECEBER......6 3.1. LANÇAMENTO AUTOMÁTICO DE CONTAS A RECEBER...6 3.2. LANÇAMENTO MANUAL DE CONTAS A RECEBER...7 3.3. GERAÇÃO

Leia mais

Manual de Acertos / Contagens de Stock

Manual de Acertos / Contagens de Stock Manual de Acertos / Contagens de Stock Dezembro de 2008 ÍNDICE O MANUAL DE ACERTOS / CONTAGENS DE STOCK... 1 Introdução... 1 Objectivos... 1 Condições de Utilização... 1 ACERTOS / CONTAGENS DE STOCK...

Leia mais

Manual NetBank PAN. Título da apresentação

Manual NetBank PAN. Título da apresentação Manual NetBank PAN Título da apresentação Sumário Sumário 1. Acesso ao NetBank Pan p. 04 2. Tela principal e funcionalidades p. 05 3. Opções de Conta Corrente p. 06 4. Extrato de Conta-Corrente p. 07 5.

Leia mais

Controle de Almoxarifado

Controle de Almoxarifado Controle de Almoxarifado Introdução O módulo de Controle de Almoxarifado traz as opções para que a empresa efetue os cadastros necessários referentes a ferramentas de almoxarifado, além do controle de

Leia mais

TEMA: Processo de multas Configurações, workflow e funcionalidades

TEMA: Processo de multas Configurações, workflow e funcionalidades APLICAÇÃO: XRP Gestão de Frota TEMA: Processo de multas Configurações, workflow e funcionalidades ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO EM: 6 de Abril de 2015 ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO POR: Pedro Direito Escrita Digital, S.A. Rua

Leia mais

MANUAL ARTSOFT Mobile Pre Sales

MANUAL ARTSOFT Mobile Pre Sales MANUAL ARTSOFT Mobile Pre Sales INDÍCE O que é?... 3 Como se configura?... 3 ARTSOFT... 3 ANDROID... 3 Login... 4 Home... 5 Funcionalidades... 6 Sincronização... 6 Contas... 7 Consultas... 7 Resumos...

Leia mais

Guia Site Empresarial

Guia Site Empresarial Guia Site Empresarial Índice 1 - Fazer Fatura... 2 1.1 - Fazer uma nova fatura por valores de crédito... 2 1.2 - Fazer fatura alterando limites dos cartões... 6 1.3 - Fazer fatura repetindo última solicitação

Leia mais

POS significa Point of Sale Posto de Venda um local onde ocorre uma transação financeira, por exemplo,

POS significa Point of Sale Posto de Venda um local onde ocorre uma transação financeira, por exemplo, Módulo POS Loja O que é um POS? Para que serve? POS significa Point of Sale Posto de Venda um local onde ocorre uma transação financeira, por exemplo, uma Loja que efetue venda ao público. Por outras palavras,

Leia mais

REP idx. Manual de integração com Ponto Secullum 4

REP idx. Manual de integração com Ponto Secullum 4 REP idx Manual de integração com Ponto Secullum 4 Esse manual é fornecido da forma como está e as informações nele contidas estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. As imagens neste manual são unicamente

Leia mais

O módulo Cores e Tamanhos permite uma gestão de stocks (Compras e Vendas) através de uma associação a

O módulo Cores e Tamanhos permite uma gestão de stocks (Compras e Vendas) através de uma associação a Cores e Tamanhos O que é o módulo Cores e Tamanhos? Para que serve? O módulo Cores e Tamanhos permite uma gestão de stocks (Compras e Vendas) através de uma associação a uma tabela matriz de cores e tamanhos.

Leia mais

Manual Gespos Passagem de Dados Fecho de Ano

Manual Gespos Passagem de Dados Fecho de Ano Manual Gespos Passagem de Dados Fecho de Ano ÍNDICE PASSAGEM DE DADOS / FECHO DE ANO... 1 Objectivo da função... 1 Antes de efectuar a Passagem de dados / Fecho de Ano... 1 Cópia de segurança da base de

Leia mais

Manual de Utilização Autorizador Web V2

Manual de Utilização Autorizador Web V2 Manual de Utilização Autorizador Web V2 OBJETIVO Esse manual tem como objetivo o auxílio no uso do Autorizador de Guias Web V2 do Padre Albino Saúde. Ele serve para base de consulta de como efetuar todos

Leia mais

TEMA: Oficinas Configurações, workflow e funcionalidades

TEMA: Oficinas Configurações, workflow e funcionalidades APLICAÇÃO: XRP Gestão de Frota TEMA: Oficinas Configurações, workflow e funcionalidades ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO EM: 25 de fevereiro de 2015 ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO POR: Pedro Direito www.escritadigital.pt ÍNDICE

Leia mais

Passagem de Ano Primavera Software

Passagem de Ano Primavera Software Passagem de Ano Primavera Software Linha Profissional v 7 Manual Dezembro 2009 Procedimentos Fim de Ano A finalidade deste documento é, essencialmente, clarificar os procedimentos a considerar antes da

Leia mais

Guia de Primeiros Passos - CADASTROS

Guia de Primeiros Passos - CADASTROS Guia de Primeiros Passos - CADASTROS Este documento tem o objetivo principal de iniciar você de forma rápida e simples no sistema.aprog., configurando as funcionalidades a sua realidade. A série Primeiros

Leia mais

ADENDA AO MANUAL VERSÃO 1.15

ADENDA AO MANUAL VERSÃO 1.15 ADENDA AO MANUAL VERSÃO 1.15 COPYRIGHT Esta adenda foi elaborada pela ItBase soluções informáticas S.A.. ( ItBase ), tendo sido redigida ao abrigo do novo acordo ortográfico. Esta adenda é entregue aos

Leia mais

Supply4Galp (S4G) FAQs Fornecedores Versão 1.0 03.02.2014

Supply4Galp (S4G) FAQs Fornecedores Versão 1.0 03.02.2014 Lista de FAQs 1. Registo de Fornecedor e Gestão da Conta... 4 Q1. Quando tento fazer um novo registo na Plataforma S4G, recebo uma mensagem a indicar que a minha empresa já se encontra registada.... 4

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

Foi acrescenta nesta versão a gestão de Volumes/Caixas, com cálculo automático da quantidade.

Foi acrescenta nesta versão a gestão de Volumes/Caixas, com cálculo automático da quantidade. Versão 1.66 2015.07.28 Volumes/Caixas Foi acrescenta nesta versão a gestão de Volumes/Caixas, com cálculo automático da quantidade. Para mais informações, consulte o manual em http://www.xdsoftware.com/demo/br-pt/manuais/xd-

Leia mais

MANUAL DO PROGRAMA CSPSNet

MANUAL DO PROGRAMA CSPSNet MANUAL DO PROGRAMA CSPSNet Qualquer dúvida entre em contato: (33)32795093 01 USUÁRIO/CSPSNet O sistema CSPSNet está configurado para funcionar corretamente nos seguintes browsers: Internet Explorer 8.0,

Leia mais

PMAT. Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações. Manual. Desenvolvido pelo BNDES AS/DEGEP

PMAT. Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações. Manual. Desenvolvido pelo BNDES AS/DEGEP PMAT Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações Manual 1 Índice 1. O que é o Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações PMAT... 3 2. Acessando o sistema pela primeira vez Download... 3 3. Fluxogramas

Leia mais

ACESSAR O SISCONV. O ACESSO AO SISCONV É EFETUADO A PARTIR DO LOGIN NO SITE DO CBMDF PELO USUÁRIO CADASTRADO: https://www.cbm.df.gov.

ACESSAR O SISCONV. O ACESSO AO SISCONV É EFETUADO A PARTIR DO LOGIN NO SITE DO CBMDF PELO USUÁRIO CADASTRADO: https://www.cbm.df.gov. ACESSAR O SISCONV O ACESSO AO SISCONV É EFETUADO A PARTIR DO LOGIN NO SITE DO CBMDF PELO USUÁRIO CADASTRADO: https://www.cbm.df.gov.br/ TELA PARA LOGIN CLICAR NO BOTÃO VIATURAS SERÁ DIRECIONADO PARA TELA

Leia mais

EXPORTAÇÃO DE INVENTÁRIO DE EXISTÊNCIAS

EXPORTAÇÃO DE INVENTÁRIO DE EXISTÊNCIAS EXPORTAÇÃO DE INVENTÁRIO DE EXISTÊNCIAS Gostaríamos previamente de transmitir alguma informação que a Autoridade Tributária considera sobre este tema: Empresas sem existências As empresas sem existências

Leia mais

Novas funcionalidades do sistema SCPI Módulo Contas

Novas funcionalidades do sistema SCPI Módulo Contas 1 Novas funcionalidades do sistema SCPI Módulo Contas 1- Controles de saldos financeiros por Fonte e Aplicação Abaixo estão listadas as telas do sistema que sofreram adequações na nova versão do Módulo

Leia mais

Coordenação Geral de Tecnologia da Informação - CGTI. SIGED - Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos MANUAL DO USUÁRIO Módulo de Arquivos

Coordenação Geral de Tecnologia da Informação - CGTI. SIGED - Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos MANUAL DO USUÁRIO Módulo de Arquivos SIGED - Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos MANUAL DO USUÁRIO Módulo de Arquivos O objetivo deste Manual é permitir a reunião de informações dispostas de forma sistematizada, criteriosa e segmentada

Leia mais

Boletim Informativo Técnico BIT 004 08/2014

Boletim Informativo Técnico BIT 004 08/2014 PROCESSO DE CONTAGEM DE INVENTÁRIO FÍSICO Para um resultado satisfatório na execução da contagem do inventário físico é importante que os preparativos tenham início 30 dias antes da data programada para

Leia mais

Novidades da Versão 3.0.0.30

Novidades da Versão 3.0.0.30 Novidades da Versão 3.0.0.30 Alteração Equipamento Unidade Instalação Inserida informação Telemetria na Tela de Alteração de Equipamento Unidade de Instalação (326). A informação Roaming Internacional

Leia mais

3 - Tela Principal. Itens importantes da página

3 - Tela Principal. Itens importantes da página SUMÁRIO 1 1 - Conceitos Gerais O CRQ é um sistema de controle de qualidade utilizado na etapa de recrutamento de estudos de natureza qualitativa. Ele é um banco de dados que tem como principal objetivo

Leia mais

PHC Logística CS. A gestão total da logística de armazém

PHC Logística CS. A gestão total da logística de armazém PHC Logística CS A gestão total da logística de armazém A solução para diminuir os custos de armazém, melhorar o aprovisionamento, racionalizar o espaço físico e automatizar o processo de expedição. BUSINESS

Leia mais

Curso Básico Sistema EMBI

Curso Básico Sistema EMBI Curso Básico Sistema EMBI Módulo Atendentes e Administradores Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste trabalho pode ser reproduzida em qualquer forma por qualquer meio gráfico, eletrônico ou

Leia mais

Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Parte A INICIANDO E CONFIGURANDO (5 passos)

Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Parte A INICIANDO E CONFIGURANDO (5 passos) Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Seja bem-vindo(a) ao Simulador de Ações FinanceDesktop. Seu propósito é oferecer um ambiente completo e fácil de usar que permita o registro

Leia mais

MANUAL DO PVP SUMÁRIO

MANUAL DO PVP SUMÁRIO Manual PVP - Professores SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 6 2 ACESSANDO O PVP... 8 3 TELA PRINCIPAL... 10 3.1 USUÁRIO... 10 3.2 INICIAL/PARAR... 10 3.3 RELATÓRIO... 10 3.4 INSTITUIÇÕES... 11 3.5 CONFIGURAR... 11

Leia mais

Manual utilização. Dezembro 2011. Instituto Politécnico de Viseu

Manual utilização. Dezembro 2011. Instituto Politécnico de Viseu Manual utilização Dezembro 2011 Instituto Politécnico de Viseu 1 Índice Zona pública... 3 Envio da ideia de negócio... 3 Inscrição nas Oficinas E... 4 Zona privada... 5 Administração... 5 Gestão de utilizadores...

Leia mais

TOTVS Série 1 Varejo (Simples) - Módulo e-commerce

TOTVS Série 1 Varejo (Simples) - Módulo e-commerce Novo Módulo disponível no TOTVS S1 Varejo: permissão de utilização através de licença específica. Mesmo não adquirindo a licença de uso do módulo ele continuará presente na tela do usuário. 1 Na opção

Leia mais

GUIA DE PROCEDIMENTOS E CONFIGURAÇÕES. Inclui informações sobre Cópias de Segurança e Comunicação do Inventário de Existências

GUIA DE PROCEDIMENTOS E CONFIGURAÇÕES. Inclui informações sobre Cópias de Segurança e Comunicação do Inventário de Existências GUIA DE PROCEDIMENTOS E CONFIGURAÇÕES Inclui informações sobre Cópias de Segurança e Comunicação do Inventário de Existências Alidata Versão 1.0 Data de Criação: 15.12.2014 INTRODUÇÃO Este documento inclui

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Sumário 1 CONCEITO... 3 2 REQUISITOS... 3 3 CONFIGURAÇÕES... 3 3.1 Permissões... 3 3.2 Motivo de Movimentação... 3 3.3 Natureza de Operação... 4 4 FUNCIONALIDADES... 5 4.1

Leia mais

Procedimentos para os Mapas Recapitulativos (IES)

Procedimentos para os Mapas Recapitulativos (IES) Procedimentos para os Mapas Recapitulativos (IES) Este documento pretende auxiliar nas operações de configuração para Recapitulativos no ERP Primavera. 1. Enquadramento Os Mapas Recapitulativos consistem

Leia mais

TENHA MAIS MÃO NAS SUAS CONTAS

TENHA MAIS MÃO NAS SUAS CONTAS de Finanças Pessoais Dicas para que conheça melhor esta nova ferramenta do activobank TENHA MAIS MÃO NAS SUAS CONTAS 02 ÍNDICE 03 1.VANTAGENS DO Gestor Activo 04 2.ATIVAÇÃO 04 Para ativar 05 Agora que

Leia mais

Manual para Transportadoras

Manual para Transportadoras Índice 1 Objetivo... 3 2 O Projeto e-suprir... 3 3 Introdução... 3 4 Informações Básicas... 4 4.1 Painel de Controle Compras... 4 5 Acessando o Pedido... 5 6 Digitando o Espelho de Nota Fiscal... 7 6.1

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão Profissional Certificado

Sistema Integrado de Gestão Profissional Certificado elabora Gestão é um sistema integrado de gestão por incluir no mesmo programa controlo de contas correntes de clientes, fornecedores, controlo de stocks e armazéns. Aplicação 32 Bits para ambiente Windows

Leia mais

Ligação com PHC XDPEOPLE

Ligação com PHC XDPEOPLE Ligação com PHC XDPEOPLE Introdução A partir da versão 2014.21 o software XD passa a incluir sincronização de dados com o PHC para todos os clientes com Active Protection, sendo possível exportar dados

Leia mais

Processo de Candidatura

Processo de Candidatura As atividades formativas que uma determinada entidade se propõe a realizar, devem ser alvo de uma apreciação pelo órgão de gestão. Assim sendo, a entidade deve preencher a ficha de candidatura para uma

Leia mais

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Página 1 de 9 Este é um dos principais módulos do SIGLA Digital. Utilizado para dar entrada de produtos no estoque, essa ferramenta segue a seguinte

Leia mais

3.000.000 de registros de candidatos e respondentes de pesquisa, número que continua crescendo.

3.000.000 de registros de candidatos e respondentes de pesquisa, número que continua crescendo. SUMÁRIO 1 1 - Conceitos Gerais O CRQ é um sistema de controle de qualidade utilizado na etapa de recrutamento de estudos de natureza qualitativa. Ele é um banco de dados que tem como principal objetivo

Leia mais

Manual Operacional SIGA

Manual Operacional SIGA SMS - ATTI Julho -2012 Conteúdo Sumário... 2... 3 Consultar Registros... 4 Realizar Atendimento... 9 Adicionar Procedimento... 11 Não Atendimento... 15 Novo Atendimento... 16 Relatórios Dados Estatísticos...

Leia mais

Recebimento, Armazenagem, Movimentação e Expediçao de Produtos à Granel

Recebimento, Armazenagem, Movimentação e Expediçao de Produtos à Granel Recebimento, Armazenagem, Movimentação e Expediçao de Produtos à Granel Produto : Logix, WMS, 12 Chamado : PCREQ-1926 Data da criação : 03/07/2015 Data da revisão : 24/07/15 País(es) : Todos Banco(s) de

Leia mais

O SAFT 2013. 1) Faturação simplificada

O SAFT 2013. 1) Faturação simplificada O SAFT 2013 1) Faturação simplificada Existe agora uma série com descrição FS. Esta série foi adicionada automaticamente com a versão 2.4.3.0 do SoftManagement, para que, possa ser utilizada em atividades

Leia mais

4200-314 PORTO 1250-102 LISBOA Telef. 22 5512000 Telef. 21 3976961/2 Fax 22 5512099 Fax 21 3962187

4200-314 PORTO 1250-102 LISBOA Telef. 22 5512000 Telef. 21 3976961/2 Fax 22 5512099 Fax 21 3962187 Gestão Definição A Gestão determina as características da actividade da empresa no mercado, controlando as relações entre a tesouraria, o potencial e a rotação de produtos, os vendedores, os clientes,

Leia mais

CERTIDÕES UNIFICADAS

CERTIDÕES UNIFICADAS CERTIDÕES UNIFICADAS Manual de operação Perfil Cartório CERTUNI Versão 1.0.0 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Departamento de Inovação Tecnológica Divisão de Tecnologia da Informação Sumário LISTA DE FIGURAS... 2

Leia mais

Ajuda do Sistema Aquarius.

Ajuda do Sistema Aquarius. Ajuda do Sistema Aquarius. Esta ajuda é diferenciada da maioria encontrada nos sistemas de computador do mercado. O objetivo desta ajuda é literalmente ajudar o usuário a entender e conduzir de forma clara

Leia mais

Dividimos esse módulo em duas partes, devido a extensão do conteúdo.

Dividimos esse módulo em duas partes, devido a extensão do conteúdo. MÓDULO 4 Entrada Bem-vindo(a) ao quarto módulo do curso! Nesse módulo, você aprenderá como realizar o registro de empenho, da entrada dos produtos e, também, do ajuste de lotes e transferência de endereço

Leia mais

SISADI MÓDULO GERAL Via Inquilino Manual versão 2.0.0

SISADI MÓDULO GERAL Via Inquilino Manual versão 2.0.0 SISADI MÓDULO GERAL Via Inquilino Manual versão 2.0.0 Autoria Cristiane Caldeira Mendes Belo Horizonte 2013 Índice Introdução... 3 Objetivo... 3 Considerações Gerais... 3 Glossário de Ícones, Botões e

Leia mais

Emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica

Emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica Emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica Introdução A emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica traz ao cliente TTransp a possibilidade de documentar eletronicamente as operações de serviço prestadas

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Desktop

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Desktop MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Desktop 1 1 INICIANDO O APLICATIVO PELA PRIMEIRA VEZ... 3 2 PÁGINA PRINCIPAL DO APLICATIVO... 4 2.1 INTERFACE INICIAL... 4 3 INICIANDO PROCESSO DE LEITURA...

Leia mais

SIGA Manual -1ª - Edição

SIGA Manual -1ª - Edição SIGA Manual -1ª - Edição ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 4 2. MÓDULO DE PROCESSOS 4 3. ACESSO AO SISTEMA 4 3.1 Acessando o Sistema 4 3.2 Primeiro Acesso 5 3.3 Login do Fornecedor 5 o Teclado Virtual 5 o Máquina Virtual

Leia mais

Estoque. Controle de estoque Manual do Usuário. versão 1

Estoque. Controle de estoque Manual do Usuário. versão 1 Estoque Controle de estoque Manual do Usuário versão 1 Sumário Introdução 1 Operação básica do aplicativo 2 Formulários 2 Filtros de busca 2 Telas simples, consultas e relatórios 3 Parametrização do sistema

Leia mais

Um Software com mais funcionalidades...a pensar no seu negócio

Um Software com mais funcionalidades...a pensar no seu negócio Manual SM Contratos & Avenças Versão 2.8.4 Um Software com mais funcionalidades...a pensar no seu negócio 1 Índice SoftSolutions, Lda 2000/2012. Todos os direitos reservados...3 Todos os direitos reservados...3

Leia mais

MANUAL ARTSOFT Mobile AutoSales

MANUAL ARTSOFT Mobile AutoSales MANUAL ARTSOFT Mobile AutoSales INDÍCE O que é?... 3 Como se configura?... 3 ARTSOFT... 3 ANDROID... 3 Login... 4 Home... 5 Funcionalidades... 6 Sincronização... 6 Contas... 7 Consultas... 7 Resumos...

Leia mais

Números de Série é uma gestão utilizada em empresas que trabalhem com artigos/equipamentos eletrónicos.

Números de Série é uma gestão utilizada em empresas que trabalhem com artigos/equipamentos eletrónicos. O que é o módulo Números de Série e IMEI? Para que serve? Números de Série é uma gestão utilizada em empresas que trabalhem com artigos/equipamentos eletrónicos. Cade um destes equipamentos vem sempre

Leia mais

Modulo 05 ESTOQUE CGAINFOMÁTICA. Retwin

Modulo 05 ESTOQUE CGAINFOMÁTICA. Retwin Modulo 05 0 CGAINFOMÁTICA Retwin ESTOQUE 2 Estoque Sumário 5.1 Configuração Geral... 3 5.2 Entradas... 4 5.2.1 Manutenção... 4 5.2.2 Consulta... 6 5.2.3 Produção... 6 5.2.4 Relatórios... 8 5.3 Saídas...

Leia mais

MANUAL DA AGENFA. Controle de Documentos para Digitalização SEFAZ - CDD. Módulo da Agenfa MAI / 2011 VERSÃO 01

MANUAL DA AGENFA. Controle de Documentos para Digitalização SEFAZ - CDD. Módulo da Agenfa MAI / 2011 VERSÃO 01 MANUAL DA AGENFA SEFAZ - CDD Controle de Documentos para Digitalização Módulo da Agenfa MAI / 2011 VERSÃO 01 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 03 CAPTURANDO DOCUMENTOS NA AGENFA... 04 PRINCIPAL... 05 CAPTURAR... 07

Leia mais

Gestão de Armazéns Gestão de Fabrico Gestão de Bobines Registo de Chegadas Sistema para Agentes

Gestão de Armazéns Gestão de Fabrico Gestão de Bobines Registo de Chegadas Sistema para Agentes Laserdata, Lda. Especificidades Para além dos módulos tradicionais num sistema de gestão (Facturação, Stocks, Contas a Receber e Contas a Pagar, Gestão de Encomendas, Orçamentos, etc.), o Lasernet 2000

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO XD UNLIMITED ITEMS

UTILIZAÇÃO DO XD UNLIMITED ITEMS UTILIZAÇÃO DO XD UNLIMITED ITEMS Introdução à aplicação A XD Unlimited Items é uma ferramenta de apoio à gestão de stocks. Esta foi desenvolvida com o intuito de simplificar o ato de fazer contagens de

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE INTRODUÇÃO O portal do Afrafep Saúde é um sistema WEB integrado ao sistema HEALTH*Tools. O site consiste em uma área onde os Usuários e a Rede Credenciada,

Leia mais

www.lzt.com.br Página 1 de 19

www.lzt.com.br Página 1 de 19 1 ESTOQUE 1.1 ENTRADA DE NOTA FISCAL Adicione os dados do fornecedor conforme a nota fiscal de entrada das mercadorias. Nesta tela você pode: Adicionar Adiciona os produtos da nota fiscal de entrada. Editar

Leia mais

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Vendas e Caixa)

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Vendas e Caixa) SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Vendas e Caixa) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 Vendas... 3 1.1

Leia mais

A gestão comercial e financeira através da Internet

A gestão comercial e financeira através da Internet PHC dgestão A gestão comercial e financeira através da Internet A solução de mobilidade que permite introduzir e consultar clientes, fornecedores, artigos, documentos de faturação, encomendas, compras,

Leia mais

1.INDÍCE... ERROR! BOOKMARK NOT DEFINED. 3.CONSULTA CIRCULARES... 6 5.PROMOÇÕES E EVENTOS... 8. Consultando Promoções e Eventos 8.

1.INDÍCE... ERROR! BOOKMARK NOT DEFINED. 3.CONSULTA CIRCULARES... 6 5.PROMOÇÕES E EVENTOS... 8. Consultando Promoções e Eventos 8. Indíce 1.INDÍCE... ERROR! BOOKMARK NOT DEFINED. 2.QUADRO DE AVISOS... 4 3.CONSULTA CIRCULARES... 6 4.CONSULTA NOTÍCIAS... 7 5.PROMOÇÕES E EVENTOS... 8 Consultando Promoções e Eventos 8 6.CONSULTAS GERAIS...

Leia mais

Pág. 5 - GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS

Pág. 5 - GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS Manual prático Pág. 2 - EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA Pág. 5 - GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS Pág. 8 - ATRIBUIR UM CONTADOR A UMA EMPRESA Pág. 9 - VERIFICAR REGISTRO DE RPS Pág. 11 - TRANSMISSÃO

Leia mais

Manual do Usuário. SCA - Sistema de Controle de Acesso

Manual do Usuário. SCA - Sistema de Controle de Acesso Manual do Usuário SCA - Sistema de Controle de Acesso Equipe-documentacao@procergs.rs.gov.br Data: Julho/2012 Este documento foi produzido por Praça dos Açorianos, s/n CEP 90010-340 Porto Alegre, RS (51)

Leia mais

COMO INSTALAR O CATÁLOGO

COMO INSTALAR O CATÁLOGO Este guia tem por finalidade detalhar as etapas de instalação do catálogo e assume que o arquivo de instalação já foi baixado de nosso site. Caso não tenho sido feita a etapa anterior favor consultar o

Leia mais

Manual de configuração de Impostos

Manual de configuração de Impostos Manual de configuração de Impostos De forma a contemplar as várias necessidades dos utilizadores das aplicações XD, foram efetuadas diversas alterações nas configurações de impostos. Nas versões anteriores

Leia mais

Orientações Básicas Repom.

Orientações Básicas Repom. Orientações Básicas Repom. Considerações importantes: 1 A viagem deverá estar autorizada para depois solicitar o pagamento. 2 É obrigatório informar o campo NCM da mercadoria, que está em tabela>auxiliares>mercadoria.

Leia mais

Manual Operacional SIGA

Manual Operacional SIGA SMS - ATTI Maio -2013 Conteúdo Sumário... 2 PPD -IPD... 3 Adicionar Paciente... 4 Laudo Médico... 6 Avaliação do Enfermeiro... 11 Visita Domiciliar... 14 Dados do Paciente no Programa... 16 Histórico do

Leia mais

Processo de Controle das Reposições da loja

Processo de Controle das Reposições da loja Processo de Controle das Reposições da loja Getway 2015 Processo de Reposição de Mercadorias Manual Processo de Reposição de Mercadorias. O processo de reposição de mercadorias para o Profit foi definido

Leia mais

SISTEMA PATRIMÔNIO WEB

SISTEMA PATRIMÔNIO WEB UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Subcomissão de Patrimônio - GEFIM REITORIA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO COMPATRIM/GEFIM SISTEMA PATRIMÔNIO WEB Manual do usuário v.1.1 Sumário Introdução... 4 Fluxo das Principais

Leia mais

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo em sua oficina. O sistema foi desenvolvido para ser utilizado

Leia mais

Portal Fornecedores 1

Portal Fornecedores 1 Portal Fornecedores 1 o endereço Internet: http://www.jumbo.pt/pfornecedores 2 3 O Fluxo da Informação Inscrição no Portal Atualizar Dados / Gerir Utilizadores Aprovar Inscrição Manutenção de Artigos Aprovar

Leia mais

Introdução. Nesta guia você aprenderá:

Introdução. Nesta guia você aprenderá: 1 Introdução A criação de uma lista é a primeira coisa que devemos saber no emailmanager. Portanto, esta guia tem por objetivo disponibilizar as principais informações sobre o gerenciamento de contatos.

Leia mais