Recursos Educacionais Abertos. Um caderno para professores

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Recursos Educacionais Abertos. Um caderno para professores"

Transcrição

1 Recursos Educacionais Abertos Um caderno para professores

2 Índice Sobre esse caderno 1 Parte I - Princípios básicos sobre Recursos Abertos 4 O que é REA 4 Porque REA 5 Como REA pode me ajudar 6 Parte 2 - Trabalhando com REA 8 Como encontrar 8 Como criar 11 Como adaptar 13 Como usar 14 Como compartilhar 15 Porque compartilhar 18 Parte 3 - Questões legais 19 O que é direito autoral 19 Copyright ou Todos os Direitos Reservados 19 Exceções e limitações 21 Licenças abertas e Creative Commons 23 Escolhendo licenças para seus recursos 25 Como utilizar a sua licença 26 Palavra final 28 Anexos 29 Glossário 29 Tutoriais 29 Limitações e exceções 30 Referências 31

3 Sobre este caderno Este caderno foi feito para você, professor do ensino básico. Ao longo do caderno, nos baseamos nas nossas experiências com escolas públicas e particulares, particularmente com professores que trabalham com o contexto do ensino básico público urbano. Recursos Educacionais Abertos (REA) é um movimento que envolve grupos e instituições do mundo todo, principalmente pessoas envolvidas com educação, cultura, política, e economia. São professores, alunos, artistas, legisladores e outros interessados no livre acesso e compartilhamento de conhecimento, e na crença de que todos têm direito a uma educação de qualidade. Acreditamos que novas leis, práticas e modelos podem contribuir para mudar a educação. Pessoas envolvidas no movimento REA estão trabalhando arduamente para que isso aconteça através de um engajamento com organizações não-governamentais, agências de fomento, e organismos políticos federais, estaduais e municipais. Já temos grandes avanços nesta área. Mas o movimento não avançará sem professores, alunos e gestores sem as pessoas que fazem a educação. Ao ler este caderno, participar de uma oficina, ou se engajar com materiais sobe REA, talvez você se surpreenda e pense: mas eu já faço parte do movimento e nem sabia! Se este for o caso, o que você encontrará aqui é uma visão global de todo o processo, e provavelmente encontrará maneiras de aprimorar o que você já faz, de contribuir para que outros também o façam, e de ajudar o movimento a se espalhar pelas escolas do país. REA é, mais que tudo, um movimento para que pessoas tenham consciência crítica sobre o seu papel em uma sociedade cada vez mais mediada por recursos digitais. Para que tenham clareza de como, quando e porque compartilhar conhecimento e recursos. De fomentar o compartilhamento de boas ideias, pensar em novas maneiras de fazer uso de recursos educacionais, novas práticas didáticas e de encorajar a troca de experiências entre alunos e professores, reduzindo barreiras legais ou empecilhos técnicos. Este caderno é um REA. Grande parte do que você encontra aqui foi remixado (emprestado, traduzido, modificado) de outros recursos com licenças de direito autoral livres. Justamente por serem recursos abertos, não tivemos que pedir permissão para cada editora ou site para que pudéssemos fazer uso dos textos que encontramos. Só seguimos os termos dos autores originais e respeitamos seus direitos. Se isso parece confuso, não se preocupe vamos abordar todo este processo neste caderno. Basta entender que para construir um documento como este, nos utilizamos do trabalho de outros. Gastamos menos tempo, trabalhamos em comunidade, e acreditamos que o material produzido é bem melhor do que seria se tivesse sido feito somente por nós, do zero. Neste mesmo espírito, compartilhamos este documento com uma licença de 1

4 direito autoral livre. Permite desta forma que possa ser utilizada e modificada por outras pessoas (como você) desde que sejam seguidos os termos de uso abaixo. Quando nos utilizamos do texto de outros autores de maneira integral ou substancial indicamos o original através de notas no texto (os números indicam referências disponíveis no final do caderno). Estes usos estão de acordo com as exceções e limitações da Lei de Direito Autoral Brasileira ou seguem o permitido pelas licenças livres sob as quais os conteúdos originais são distribuídos. A versão impressa desse caderno foi criada utilizando o software livre Scribus (http://scribus.net). Uma versão online em PDF e outra de fácil reuso está disponível no site Educação Aberta, com atualizações periódicas. Contato: Produção, autoria, e remix Elayne Morais (Instituto de Computação/UNICAMP) Aline Ribeiro (Faculdade de Educação/UNICAMP) Tel Amiel (Núcleo de Informática Aplicada à Educação/UNICAMP) [Coordenador] Revisão Agradecemos a revisão e comentários críticos de: Bianca Santana - Casa da Cultura Digital e Diretora de Educação do Instituto Educadigital Carolina Rossini - Coordenadora do Grupo REA-Brasil & Senior Fellow do GPOPAI-USP Claudia Wanderley - Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência (CLE/UNICAMP) Este caderno não é uma publicação oficial da UNICAMP e os conteúdos não foram examinados e/ou editados por esta instituição. 2

5 Termos de uso Este caderno foi criado com o conteúdo de outros documentos, ou seja, esta é uma obra derivada, é um remix. Usamos muitos textos disponíveis na Internet, principalmente dos sites Wikieducator, Curriki e OERCommons. Os números que utilizamos ao longo do texto indicam o trecho e a origem do texto que foi traduzido e adaptado. É importante ressaltar que traduções nunca são completamente fiéis à obra original, por isso dizemos que são obras derivadas. Em todos os casos fizemos adaptações ao texto, tentando adequá-lo ao nosso público alvo. Caso você queira saber o teor do texto original, siga o link indicado. Se você quiser citar algum trecho que tenha referência ao rodapé, lembre-se de citar este caderno, bem como a obra original, da qual o trecho foi derivado integralmente ou substancialmente de outro site. De acordo com a licença que escolhemos para esta obra (Creative Commons-Atribuição, ou CC-BY), pedimos que se você fizer uso deste trecho, que mencione os autores e o documento original da seguinte maneira: EDUCAÇÃO ABERTA. Recursos Educacionais Abertos (REA): Uma caderno para professores. Campinas, SP: Educação Aberta, Disponível em: < Se você fizer uso de algum trecho que foi retirado de algum outro site, pede-se que este documento seja mencionado, bem com o recurso original. Como exemplo: EDUCAÇÃO ABERTA. Recursos Educacionais Abertos (REA): Uma caderno para professores. Campinas, SP: Educação Aberta, Disponível em: < Acesso em: 9 de agosto Trecho adaptado de WIKIEDUCATOR. OER life cycle Disponível em: < OER_life_cycle 3

6 Parte I - Princípios básicos O que é REA? REA são materiais de ensino, aprendizado e pesquisa em qualquer suporte ou mídia, que estão sob domínio público, ou que estão licenciados de maneira aberta, permitindo que sejam utilizados ou adaptados por terceiros. O uso de formatos técnicos abertos facilita o acesso e o reuso potencial dos recursos publicados digitalmente. Recursos Educacionais Abertos podem incluir cursos completos, partes de cursos, módulos, livros didáticos, artigos de pesquisa, vídeos, testes, software e qualquer outra ferramenta, material ou técnica que possa apoiar o acesso ao conhecimento (UNESCO/COL, ). Não se trata somente de material digital. Livros e outros materiais impressos também podem ser abertos no sentido que utilizamos aqui. O conceito de REA é focado em dois princípios: licenças de uso que permitam maior flexibilidade e uso legal de recursos didáticos; e abertura técnica, no sentido de utilizar formatos de recursos que sejam fáceis de abrir e modificar em qualquer software. Nesse sentido os REA devem primar pelo que chamamos de interoperabilidade técnica e legal para facilitar o seu uso e reuso. REA é um movimento relativamente novo, que está sendo guiado por professores, alunos e instituições de ensino. Ele oferece uma alternativa para os altos custos da educação 2. Um exemplo que ilustra essas questões é o Livro Didático Público, desenvolvido pela Secretaria da Educação do Estado do Paraná. Ele nasceu de outro projeto, o Folhas 3, que incentivava a produção colaborativa de textos e conteúdos pedagógicos feita pelos professores do estado. Os professores foram convidados a pesquisar temas específicos de suas aulas, e escrever folhas (recursos) didáticas. Para isso, receberam remuneração e pontos na carreira. Dentre uma série de materiais desenvolvidos no Folhas, foram criados livros didáticos para cada área do conhecimento nos três anos do Ensino Médio. Ao contrário de um livro tradicional, esse material é aberto, publicado na Internet com uma licença de uso que permite ser baixado, impresso, modificado ou reorganizado por qualquer pessoa. Os livros têm alta qualidade de conteúdo e desenho gráfico. O projeto reduziu o custo do livro didático para o Estado, possibilitando que cada aluno recebesse uma versão impressa do livro. Neste exemplo, REA ofereceu oportunidade para a formação continuada dos professores de forma colaborativa e participativa. Além disso, proporcionou um material de alta qualidade que pode ser utilizado livremente, e adaptado às condições e interesse de professores ao redor do Brasil (sua licença de direito autoral assim o permite). A política pública do estado determinou que o acesso e a liberdade são essenciais para a aprendizagem e para o uso pleno desses recursos educacionais. 4

7 Como vimos no exemplo acima, o movimento REA vai além de recursos: é um processo de engajamento com os recursos didáticos, focando em: 1. usar e adaptar o que foi criado por outros para o seu próprio uso; 2. compartilhar o que você cria, sozinho ou em conjunto com outros professores/alunos; 3. compartilhar novamente o material que você adaptou, de forma que outros usuários possam ser beneficiados 4. Para entender melhor como funciona a produção dos REA, vale a pena pensar em todo um ciclo de vida para o recurso educacional. Na perspectiva de um professor, começa com uma tarefa que faz parte do cotidiano: o desejo ou a necessidade de aprender ou ensinar algo. 1. Encontrar: o primeiro passo é procurar recursos capazes de atender adequadamente a sua necessidade. Você pode utilizar ferramentas de busca na Internet ou ainda recorrer ao seu próprio material, como por exemplo: anotações de aula do ano anterior, projetos e atividades antigas etc. 2. Criar: nessa etapa, você pode tanto criar seu recurso do zero, como pode combinar os recursos que você encontrou para montar um novo recurso. 3. Adaptar: ao compor novos recursos, quase sempre será necessário fazer algumas adaptações no material que você encontrou para que ele se adeque ao seu contexto. Esse processo pode incluir correções, melhoramentos, contextualização e algumas vezes pode ser necessário refazer completamente o material. 4. Usar: finalmente você pode usar os REA na sala de aula, na Internet, em reuniões pedagógicas etc. 5.Compartilhar: uma vez finalizado os REA, você pode disponibilizá-los à comunidade, de dentro e de fora da escola, que poderá reusá-los e assim recomeçar o ciclo novamente 5. Porque REA Pense por exemplo em um cenário onde um colega lhe empresta um DVD para usar em sala de aula. Considere a possibilidade de que você queira utilizar somente um trecho do vídeo, e queira adicionar legendas para seus alunos. Imagine a dificuldade que isso seria! Agora, se o recurso estivesse a sua disposição em um 5

8 formato mais comum (por exemplo, um arquivo de vídeo MPEG ou MP4), seria fácil modificá-lo em um computador que tenha o software adequado. Quanto mais comum e aberto for o formato, maior a chance de que o você tenha um software para trabalhar com ele. Por sua vez em termos legais, se o DVD contém um vídeo com uma licença restritiva ou todos os direitos reservados você não tem direito de modificá-lo (como por exemplo, cortar um trecho ou adicionar legendas) sem pedir permissão ao criador ou quem quer que seja que detêm os direitos. Se o vídeo tiver uma licença mais aberta e permissiva, você pode trabalhar com o recurso sabendo exatamente quais direitos o autor da obra abriu mão para você e em quais condições. O uso e criação de REA amplia portanto a liberdade de ensino, e pode ajudar a repensar a pirataria e o plágio em sala de aula. Como professor, você é o colaborador mais importante para o movimento REA. É você quem melhor entende as necessidades dos seus alunos, conhece os recursos disponíveis e os contextos de aplicação. Além disso, professores são profundos conhecedores de uma área de conhecimento, se não de muitas. Colaboradores em geral têm diferentes níveis de habilidades de ensino, conhecimento técnico, de design e de ensino. Portanto não se preocupe se você não é um especialista em alguma dessas áreas. Para crescer e beneficiar alunos e professores ao redor do mundo, o movimento REA precisa de pessoas como você 6! Não é necessário saber programar, nem ser um guru da Internet para participar. Quando você opta por trabalhar com REA você pode, por exemplo, navegar em galerias de arte com licenças abertas online, selecionar imagens com licenças apropriadas e usá-las para compor um pôster, atividades ou outro recurso educacional para as suas aulas. Esses recursos criados por você ou pelos seus alunos podem por sua vez ser compartilhados como REA, para que outros possam usar nas suas próprias criações de maneira legal, sem que precisem pedir permissão, pois essa já foi concedida. Isso só é possível porque pessoas como você criam e compartilham recursos de maneira aberta 7. Como REA pode me ajudar Em princípio, REA não são diferentes do material que você já utiliza no seu dia-adia. São livros, imagens, textos, planos de aula e outros recursos aos quais você tem acesso na escola, na diretoria de ensino ou na Internet. Mas existem alguns benefícios claros para que você contribua e participe.vamos destacar alguns destes motivos em duas partes. Primeiro, para a sua prática diária em sala de aula; e 6

9 segundo, para o seu desenvolvimento profissional. As possibilidades de engajamento, produção, e não somente de uso (tanto de recursos para si quanto para os alunos) é um grande diferencial. A escola geralmente recebe recursos prontos, como livros didáticos, e professores e alunos têm poucas chances reais de engajamento com o material. Muitas vezes sentimo-nos presos a materiais didáticos que não atendem nossas necessidades ou contextos de trabalho. REA é uma chamada para a participação -- para que você faça uso de recursos existentes, mas para que também contribua produzindo e modificando o que encontrar. Com REA, partimos do princípio de que muitos recursos de qualidade já existem e de que não é necessário sempre reinventar a roda. Por terem licenças fechadas, muitos dos recursos que temos não permitem modificações, alterações ou cópias. REA são diferentes, já que por terem licenças e formatos mais abertos encorajam modificação. Podemos dizer que a comunidade que trabalha com REA reconhece que nada que criamos é perfeito para todos, e que tudo pode ser melhorado. É importante registrar que existe uma grande quantidade (cada vez maior) de recursos disponíveis para serem utilizados em sala de aula. Existem muitas de fotos, vídeos, textos, cursos completos e outros recursos digitais ou impressos que são abertos. Com a mediação criteriosa de um professor, estes recursos podem ser valiosos nos mais diferentes modelos de ensino-aprendizagem. Uma questão decisiva é a econômica. Muitos professores dependem somente do livro didático impresso para conduzir suas aulas. Muitos dos materiais que recebem não permitem fotocópias ou alterações. Em outros, a distribuição de material é insuficiente, tardia, ou a reposição de livros não é possível por questões de custo, logística ou direito autoral. Ademais, o governo brasileiro gasta milhões de reais comprando livros ou versões pouco atualizadas, um uso não muito eficiente do dinheiro do contribuinte. Os REA não resolvem todos os problemas mas abrem novos caminhos. Livros podem ser colocados na Internet para que possam ser baixados por professores e alunos para consulta, impressão ou modificação. Caso algum aluno perca seu livro, autores podem permitir que este seja reposto sem que seja necessário pedir permissão ou que se pague novamente. Além disso, versões mais atualizadas dos recursos didáticos podem ser disponibilizadas, o que evita que alunos tenham acesso a informações desatualizadas. Imagine que algumas poucas páginas de um livro didático contenham informações desatualizadas. Com REA essas poucas páginas poderiam ser impressas por cada aluno ou professor, atualizando o livro, sem que seja necessário comprar uma nova edição do livro. Os REA não apresentam vantagens somente para atividades em sala de aula.também podem contribuir para que professores possam repensar sua prática, atualizar conceitos e trocar experiências. Cada vez mais recursos abertos estão disponíveis na Internet para o seu desenvolvimento profissional. De um lado existem comunidades dedicadas a professores, abertas para discutir temas de interesse e compartilhamento de recursos 7

10 O projeto Matemática Multimídia (m3.ime.unicamp.br) contém uma rica coleção de projetos, planos e atividades para a matemática do ensino médio, todos compartilhados com licença aberta. Como professor, você pode utilizar esses recursos para pensar em novas abordagens para temas, ou em uma atividade completamente diferente, ou mesmo em uma atividade completa para sala de aula. Você pode imprimir esses recursos ou parte deles, ou ainda testar as abordagens em sala de aula e ainda sugerir modificações aos mesmos. (veja por exemplo, o Portal do Professor). Outros espaços formais permitem que pessoas se organizem para oferecer ou participar de um curso. Há um crescente número de recursos abertos nas mais diversas áreas de conhecimento que podem servir para a sua formação continuada. Parte II - Trabalhando com REA Como encontrar REA Antes de surfar pela Internet procurando pelas inúmeras fontes de recursos educacionais abertos, dê uma olhada nos planos de aula, lições, vídeos (entre outros) desenvolvidos ao longo dos anos na sua casa e na escola, e que estão guardados em gavetas, pastas e nos computadores. Esses recursos têm a vantagem de já terem sido criados para o seu contexto de uso, e em muitos casos foram práticas de sucesso em sala de aula. O recurso encontrado pode atender as suas necessidades ou ser um bom começo para um REA.Você pode começar compartilhando esse material ou fazendo uso de material criado por outros. Um bom plano de aula, uma atividade para explicar um conceito complexo, ou qualquer outro conteúdo que você criou pode beneficiar outros professores. O próximo passo é encontrar outros recursos para expandir, modificar ou completar os seus próprios materiais 8.Você vai se surpreender ao descobrir que passado algum tempo um outro professor usou algo que você desenvolveu, ou que o REA que você criou foi traduzido para outra língua e está sendo usado em outro país. Ainda não é tarefa fácil procurar por recursos educacionais abertos na Internet. Mas buscadores e outros serviços podem ajudar na busca por REA. Se você precisa encontrar recursos para mesclar com o seu, é importante entender um pouco sobre licenças de uso (veja sessão sobre Licenças na Parte III). Por hora, vamos nos preocupar com as ferramentas que podem nos ajudar a encontrar esses recursos na Internet 9. Lembre-se de que é sempre importante verificar a licença de uso de cada material encontrado antes de fazer uso dele. 8

11 Abaixo, são listadas algumas ferramentas de busca e alguns exemplos que devem ajudá-lo na sua busca. Uma lista atualizada de sites para você encontrar REA está disponível no site Google Pesquisa Avançada Em suas opções avançadas, o Google permite filtrar a busca por tipo de Direitos de Uso. Funciona para textos, imagens e afins. O endereço da pesquisa avançada do Google é o seguinte: d_search. Nessa página, há uma opção para definir os Direitos de Uso que você deseja. Preencha o restante do formulário como desejar e clique em Pesquisa Avançada. Não se esqueça de verificar a licença do material que você encontrar. Busca Creative Commons A busca do Creative Commons, ou CCSearch, não é um mecanismo de busca em si, mas sim um agregador de vários mecanismos de busca num só lugar, para facilitar a vida de quem está a procura de material com licença aberta. O endereço é No CCSearch, você pode escolher fazer a sua busca pelo Google, Google Imagens, Flickr (imagens), BlipTV (vídeos), Jamendo (músicas), entre outros. Basta clicar no nome de uma dessas ferramentas e fazer a busca na caixa que aparece na barra superior. É importante definir as opções de busca, que aparecem na barra superior do lado direito, conforme se vê ao lado.você pode optar por buscar material para fazer uso comercial, e para modificar, adaptar e criar sobre a obra original (veja a Parte III deste Caderno para entender melhor esses conceitos). Após encontrar o recurso, não se esqueça de verificar a licença de cada material que você for usar. 9

12 Flickr Você também pode realizar as suas buscas diretamente nos sites dessas ferramentas. Para buscar imagens e fotos, você pode entrar no site do Flickr (http://www.flickr.com/search). Nesse caso, basta clicar em Busca Avançada (próximo do botão Buscar), e definir que a busca deve retornar material licenciado por Creative Commons.Você deve ainda definir se a busca deve retornar material que pode ser usado para fins comerciais e material que pode ser modificado, adaptado ou criado. Jamendo Jamendo é uma comunidade de música livre. Através da comunidade, artistas publicam, compartilham e promovem a sua música e podem definir licenças abertas para o seu trabalho. O endereço é (a tradução do site para o português está sendo implementada). Para fazer uma busca, utilize a caixa de pesquisa abaixo do símbolo Creative Commons (figura ao lado). Nela, você pode definir se a busca deve retornar material que pode ser usado comercialmente e/ou que pode ser a base para trabalhos derivados.você pode também navegar pelos álbuns sugeridos pelo site nesta mesma página. 10

13 Como criar REA Se você não encontrar recursos prontos que sejam facilmente adaptados para uso no seu contexto, então talvez você precise desenvolver um recurso novo 10. Criar recursos educacionais abertos, seja para alunos, para outros professores ou mesmo para crescimento pessoal, já é em si uma experiência de aprendizado 11, principalmente sobre conceitos importantes relacionados à Internet e tecnologias da informação e comunicação (TIC). Você pode encarar a criação de REA de pelo menos três pontos de vista: 1) você pode produzir material para compartilhar com seus colegas, 2) usar material que elas(es) produziram de forma a tornar o planejamento das aulas uma tarefa verdadeiramente colaborativa.você pode utilizar o computador que tem em casa ou ainda trazer ideias para as reuniões pedagógicas. De outro lado, 3) você pode produzir materiais pensando em distribuí-los aos seus alunos, seja em forma impressa ou ainda disponibilizando em algum repositório online. Abaixo listamos algumas opções de aplicativos que podem ser utilizados para criar recursos, e ao final do caderno incluímos dicas de alguns tutoriais que explicam o funcionamento dessas ferramentas. Texto Para criar o seu material, você pode usar os programas de computador que você já usa normalmente. O que vai tornar o seu material um recurso educacional aberto será a forma como você irá compartilhar.além de definir a licença de uso apropriada, você deve prestar atenção ao formato do documento que está criando. O ideal é utilizar formatos que são padrões abertos, que podem ser utilizados pelo maior número de pessoas sem a necessidade de depender de um pacote de aplicativos específico. Um exemplo é o formato ODT, um formato aberto utilizado por vários pacotes de produtividade (BR Office, Libre Office, Google Docs, versões recentes do Microsoft Office).Ao salvar um documento em formato ODT 12 você está fazendo uso de um formato aberto. Um dos formatos mais comuns é o DOC, do Microsoft Office, um formato fechado ou proprietário. Apesar de ser um formato criado e mantido por uma empresa, ele pode ser aberto por aplicativos de software livre como o Libre Office ou BR Office. Mas por ser fechado não há garantia de que a formatação seja mantida. Ou seja, não há garantia de que o documento será igual em todas as máquinas -- ou de que você conseguirá abri-lo no futuro, já que as versões mais novas dos softwares não necessariamente abrem os formatos proprietários das versões anteriores dos mesmos softwares. Como exemplo de um caso mais complicado, se você salvar o mesmo trabalho com a extensão DOCX (utilizada nos pacotes mais novos do Microsoft Office), os seus colegas poderão ter dificuldades para abrir o documento, já que um número menor programas fazem uso deste formato. Portanto, sempre dê preferência a 11

14 formatos abertos e que sejam de fácil utilização pelos seus colegas. Além dos programas instalados no seu computador, você pode contar com espaços virtuais de colaboração. Um exemplo é o Google Docs (http://docs.google.com), onde você pode criar documentos de texto, planilhas de cálculo, apresentação de slides, imagens etc. tanto sozinho como em colaboração com colegas para os quais você permitir acesso. Um outro exemplo de editor de textos colaborativo é o Zoho (https://writer.zoho.com). Você pode querer trabalhar com outras mídias como vídeos, fotos e música. Para isso, você pode utilizar softwares já instalados no seu computador, ou ainda usar softwares gratuitos ou livres, que podem ser encontrados para download na Internet. Foto Após captar fotos com uma câmera digital ou baixar algumas fotos da Internet você pode querer modificá-las (alterar o tamanho, mudar cores, corrigir erros, entre outros). Para fotos, o Picasa (http://picasa.google.com) é uma boa opção, tanto para organizar quanto para fazer pequenas edições, como retirar olhos vermelhos, alterar a iluminação e conseguir uma foto em preto e branco. Um software livre mais sofisticado é o GIMP (http://www.gimpbrasil.org), que permite edição avançada de imagens. O programa está disponível para Windows, MacOS e Linux. Vídeo Para trabalhar com vídeos, você vai precisar de filmes ou clipes feitos por você ou seus alunos, ou vídeos REA que você baixe da Internet. Se você utiliza o Microsoft Windows, você deve ter owindows Movie Maker, um software feito para edição de vídeos. Um bom exemplo de software aberto para edição de vídeo em português é o VLMC (http://trac.videolan.org/vlmc). Ele pode ser rodado no sistema operacional Windows, Linux e MacOS. Essas ferramentas seguem um padrão similar. Após adicionar clipes, fotos e sons, você pode juntar estes recursos para criar um vídeo, colocar efeitos especiais, transições, colocar música de fundo e uma série de outras funções. Além dessas opções, o portalyoutube (http://www.youtube.com) agora também oferece a possibilidade de criação de pequenos vídeos. Música Para edição de som, uma boa opção é o Audacity (http://audacity.sourceforge.net), que é um software livre e traz uma extensa gama de recursos, incluindo redução de ruídos. É uma boa pedida para quem se interessa pelo assunto e quer aprender mais. O Audacity grava, reproduz, importa/exporta em formatos que são fáceis de compartilhar como MP3. Mais informações sobre estes programas você encontra na seção Tutoriais em anexo. 12

15 Como adaptar REA Como professores, é parte da nossa prática reutilizar recursos criados para atividades e grupos diferentes. Com o passar do tempo adicionamos e removemos elementos modificando nossos planos de aula, materiais e recursos. Aprendemos com a interação com os nossos alunos, refletimos sobre a prática e fazemos alterações no nosso modo de trabalho. Partindo desse princípio, é importante pensar em recursos existentes como um ponto de partida. Nem sempre precisamos criar Algumas razões para professores adaptarem REA incluem 13 : Para que se adapte ao estilo do professor e dos alunos. Grupos de alunos são muito diferentes quanto aos seus interesses, modos de aprender, entre outros fatores. Professores também têm seus estilos e práticas preferidos. Talvez um ótimo recurso feito para um grupo de alunos que prefere trabalho em pequenos grupos possa ser modificado para alunos que preferem trabalhos individuais. Para adaptar para outro curso ou tópico de interesse. Por exemplo, um recurso feito para discutir o tema cidade no contexto urbano de uma capital pode conter exemplos que não são úteis ao contexto de uma comunidade do interior do estado. Mas com algumas poucas alterações (por exemplo, fotos e relatos) pode ser modificado e utilizado com sucesso. Para dar suporte a uma necessidade pedagógica específica. Muitas vezes ou os recursos vão além do que precisamos, ou precisam ser complementados. Adaptar um recurso para uma atividade específica pode aumentar ou diminuir o escopo do recurso em si. Para adaptar ao currículo vigente. Estados e municípios têm prioridades curriculares diferentes. Muitos recursos se adequam aos objetivos educacionais estabelecidos em um local, porém não outros. As vezes é necessário modificar os recursos para que estejam adequados às demandas curriculares locais. recursos do zero. Infelizmente, nem sempre temos o hábito de compartilhar nossos melhores recursos com outros professores, mas existe grande potencial nessa prática.todos os professores têm bons planos de aula, exemplos de atividades e outros recursos que poderiam dar novas ideias a outros professores. Imagine que um recurso seu pode virar uma referência para outros professores! Um colega na sua escola (ou em outro canto do país) pode ter uma ótima atividade na área de matemática justamente para um tema no qual você enfrenta um desafio com seus alunos.você pode ter uma 13

16 atividade que usa com seus alunos há anos e que sempre dá bons resultados.ao compartilhar, você dá a oportunidade para um outro professor usufruir de toda a sua experiência. Além disso, o compartilhamento pode abrir possibilidades de colaboração que a rotina do dia-a-dia não permite. Os livros didáticos que recebemos para uso em sala de aula foram feitos para serem utilizados da maneira como estão, muitas vezes de maneira linear, de página em página. Não é possível, por exemplo, substituir uma foto por outra ou alterar trechos do texto. O modelo do livro didático foi feito para ser usado como está.as editoras trabalham duro para que o livro possa ser usado em qualquer contexto. Mas sabemos que os contextos da sala de aula são únicos. Mudam ano após ano com novos alunos e mudanças na escola, mas também são diferentes conforme o bairro, a cidade e o país. Seria difícil imaginar que uma atividade feita por você, para o seu contexto, pudesse ser utilizada sem qualquer modificação por outro professor em uma realidade completamente diferente. Aí está um dos grandes benefícios do movimento REA. Ao permitir que outros façam modificações nos seus recursos, um professor pode não somente fazer uso do que você criou, mas tem licença para alterar o que achar necessário para que o seu recurso seja um sucesso também em outra realidade. O que chamamos de adaptar inclui: inserir ou remover componentes, mudar a sequência das atividades, editar ou alterar imagens, texto, áudio, vídeo, etc.tudo para que o recurso combine com o estilo de aula do professor e atenda às necessidades dos alunos. Em se tratando de recursos digitais, você poderá fazer uso de várias ferramentas que abordamos neste caderno. Mas adaptar REA também acontece no papel.você pode, por exemplo, imprimir um capítulo ou um trecho de um livro, adicionar algumas páginas com trechos de artigos, textos que você criou, fotos licenciadas abertamente (entre outros) e entregar este novo recurso aos seus alunos como material didático. Em última instância, o que o movimento REA possibilita é pensar no recurso didático como algo do qual se pode partir e não como algo dado que não pode ser modificado. Como usar REA O material REA não é diferente do material que você já usa. São livros, vídeos, fotos, planos de aula e outros recursos que já fazem parte do seu dia-a-dia.a diferença é que com uma licença aberta você pode fazer alterações, montar um material a partir de uma série de recursos, distribuí-los abertamente seguindo as restrições impostas pelas licenças de cada material. Você pode usar e ajudar a promover REA de várias formas.veja algumas idéias: Sugerir leituras ou atividades para seus alunos que sejam recursos abertos; Compartilhar seu material de maneira que seja fácil para outros colegas utilizarem e adaptarem (veja a sessão Como compartilhar); 14

17 Traduzir recursos para outras línguas, sozinho ou em comunidade 14. Mas existem atividades que podem acontecer com muito mais facilidade através de recursos abertos. Uma delas é o engajamento dos alunos com os recursos didáticos.tradicionalmente os recursos são entregues aos alunos e aos professores como uma fonte de conhecimento que pode ser apreciada e usada. Com REA, podemos incentivar os alunos a questionar, modificar e criar recursos, bastando para isso que eles tenham acesso a recursos abertos e aos equipamentos necessários 15. Ao longo deste caderno pense em atividades nas quais você poderia engajar os seus alunos diretamente na produção de recursos.você pode, por exemplo, sugerir que os alunos publiquem fotos, vídeos e atividades de qualidade produzidos em sala de aula. Isto pode ser feito em blogs, comunidades virtuais e repositórios online através de atividades individuais ou coletivas. Através dessas atividades, os alunos poderão aprender um pouco sobre licenças de uso, qualidade de recursos didáticos, privacidade e compartilhamento. O professor deve auxiliar o aluno a definir o que deve ou não ser compartilhado, baseado em critérios como qualidade, coerência com os objetivos e legalidade. Para promover a integração entre REA e a sala de aula, é preciso sempre estar atento ao currículo. Por isso, realizar alguma adaptação ao material é quase sempre necessário (ver sessão Como adaptar). Fazendo uso de material REA, você tem mais liberdade para criar, montar e adaptar material, de acordo com as suas necessidades e a de seus alunos.além disso, você pode trabalhar em parceria com seus colegas, usando material que eles produziram ou contribuindo com o seu material. Como no uso de qualquer outro recurso educacional, o planejamento para o uso de REA deve contemplar os seus objetivos e recursos. Para além disso, é importante ressaltar que o professor tem o papel essencial de avaliar a qualidade do recurso educacional. Em muitos casos, os REA são produzidos por grupos reconhecidos (editoras, universidades, escolas, professores, organizações) ou passam por algum critério de avaliação. Mesmo em casos em que o material passa por um processo de revisão considerável, os erros existem. Muitos recursos disponíveis abertamente na Internet podem ser de ótima qualidade, enquanto outros são de qualidade duvidosa. Uma boa dica é procurar recursos em sites de qualidade reconhecida, como universidades ou organizações educacionais nas quais você confia. Muitos sites contendo REA utilizam modelos de avaliação dos recursos, permitindo que outros usuários comentem ou avaliem os recursos por meio de notas ou critérios específicos. Observar a avaliação de outros usuários é uma boa maneira de iniciar a análise de um recurso. 15

18 Como compartilhar Online ou offline? Versões offline ou locais de REA são recursos que podem ser encontrados e usados sem a necessidade de conexão com a Internet. Muitas escolas públicas ainda sofrem com problemas de conexão à Internet e acesso a computadores. Para professores que enfrentam esses problemas, as versões offline (locais) de REA são muito úteis e valiosas 16. Para criar uma coleção local de REA, você pode começar criando uma pasta com recursos compartilhados no computador da sala dos professores a qual todos têm acesso. Neste caso, a direção da escola pode definir que qualquer recurso colocado na pasta compartilhada pode ser utilizado abertamente. Assim, todos os professores terão ao menos um espaço inicial para compartilhar e trocar recursos. Repositórios na Internet Compartilhar o seu material na Internet pode ajudá-lo até mesmo a definir as licenças de uso. Há repositórios específicos para cada tipo de mídia, o que facilita a busca pelos materiais. Muitos professores gostam de fazer uso de blogs como um espaço para compartilhar seus recursos. Existem vantagens e desvantagens neste método. Blogs são fáceis de criar, mas são feitos para uma comunicação em formato de notícias periódicas. Na medida em que seu conteúdo crescer, ou que outros professores venham a fazer o uso, o blog pode se tornar desorganizado. Uma boa estratégia é criar um blog para fazer a comunicação com alunos, professores e pais, mas utilizar sites e repositórios específicos para colocar os seus recursos. Caso você tenha estabelecido um espaço local para os seus recursos, você pode manter duas cópias uma local para fácil acesso, e outra online para compartilhar abertamente. A seguir, alguns exemplos de repositórios que você pode usar para compartilhar os seus recursos. Planos de aula A forma mais fácil de definir os termos de uso para os planos de aula que você criar é acrescentar a cada arquivo uma folha de rosto indicando o autor (você), a data de criação, referências ao autor original (caso você esteja adaptando algum material) e a licença sob a qual você quer que esse material seja usado. Para compartilhar seus planos de aulas com seus colegas, uma boa opção de repositório online é o Portal do 16

19 Professor (http://portaldoprofessor.mec. gov.br), portal mantido pelo Ministério da Educação em parceria com o Ministério da Ciência e Tecnologia. Acessando o Espaço da Aula, você pode tanto compartilhar o seu material como ter acesso ao material de vários colegas. Fotos e imagens Depois de tirar suas fotos e editá-las, é interessante publicá-las num local em que elas possam ser encontradas por outras pessoas. Um exemplo de repositório online para fotos é o Flickr (http://www.flickr.com). Para cada foto que você depositar no Flickr você deve definir a licença de uso, escolhendo uma das opções que aparecem no canto inferior direito da tela (escolhendo opção Editar). O padrão é Nenhuma (Todos os direitos reservados), mas você pode escolher uma das licenças Creative Commons (alguns direitos reservados) e indicar quais restrições você quer escolhe para o uso das suas fotos. Vídeos Para compartilhar os vídeos que você captar, editar ou adaptar, você pode usar o portal Youtube (http://www.youtube.com). Nesse portal, você tem uma única opção para definir licença aberta para os seus vídeos (CC- BY, veja mais sobre licenças na Parte III). 17

20 Porque compartilhar REA Imagine um professor que desenvolve individualmente um REA para usar em uma de suas aulas, sem interação com outro professor. O processo pode simplesmente acabar aí. Ou de forma diferente, esse professor pode compartilhar esse recurso com seus colegas, que então podem usar o REA em suas aulas. E mais ainda, um desses colegas pode querer adaptá-lo e novamente compartilhar o REA com os colegas. O processo se torna assim muito mais rico 17. Muitos professores que consideram a questão sobre compartilhar os seus recursos educacionais têm algumas ressalvas.algumas razões para NÃO compartilhar, por exemplo 18 : Por que eu iria querer ajudar um professor preguiçoso que se recusa a criar qualquer coisa ele mesmo? Eu já tive meus recursos utilizados sem minha autorização antes. Por que eu iria querer passar por isso de novo? Eu já ofereci meus recursos para serem usados antes, mas quando eu os vi sendo usados, não vi meu nome sendo citado." Eu tenho medo que meus recursos não sejam bons o bastante. Eu não gostaria de me abrir a críticas. Bons ou não, eu trabalhei duro neles. Se você é professor, há grandes chances de essas situações soarem familiares para você. Como superá-las? Essas situações serão decisivas quando você pensar em compartilhar seus recursos? Ou será mais razoável promover a prática de dar o crédito para o autor atribuição correta, oferecer materiais de qualidade e se dispor a receber comentários e críticas construtivas de colegas? Por outro lado, há razões positivas apontadas por professores quando decidem compartilhar seu REA. São elas, entre outras: Agora eu mantenho um arquivo quase permanente dos meus recursos. Isso pode facilitar o acesso tanto para mim quanto para os meus alunos no futuro. É empolgante saber que alguém pode pegar o meu material e reusar para propósitos que eu nem havia pensado! Eu gostaria de ver como alguém pode remixar meu material transformando-o em algo totalmente original. Melhorias no meu material poderiam ajudar a mim e aos meus alunos. Eu gosto da ideia de contribuir com o sistema educacional, eu estou fazendo a minha parte para tornar o mundo melhor. Eu gosto de considerar a ideia de que o meu material podem ir além do meu cotidiano.assim eu posso ter um impacto além da minha sala de aula. 18

Recursos Educacionais Abertos

Recursos Educacionais Abertos Recursos Educacionais Abertos Um caderno para professores Educação Aberta www.educacaoaberta.org Índice Sobre esse caderno 1 Parte I - Princípios básicos sobre Recursos Abertos 4 O que é REA 4 Porque REA

Leia mais

REPOSITÓRIOS DE ACESSO ABERTO E AS LICENÇAS CREATIVE COMMONS

REPOSITÓRIOS DE ACESSO ABERTO E AS LICENÇAS CREATIVE COMMONS REPOSITÓRIOS DE ACESSO ABERTO E AS LICENÇAS CREATIVE COMMONS O que é o Creative Commons? Creative Commons (CC) é uma entidade, sem fins lucrativos, criada para permitir maior flexibilidade na utilização

Leia mais

Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0

Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0 Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0 Adriano Lima Belo Horizonte 2011 SUMÁRIO Apresentação... 3 Acesso ao Ambiente Virtual de Aprendizagem AVA ESP-MG... 3 Programação do curso no AVA-ESPMG

Leia mais

Manual do Google agenda. criação e compartilhamento de agendas

Manual do Google agenda. criação e compartilhamento de agendas Manual do Google agenda criação e compartilhamento de agendas 1 O que é o Google Agenda? Google Agenda é um serviço de agenda on line gratuito do Google, onde você pode anotar compromissos e tarefas, organizando

Leia mais

Como Criar uma Aula? Na página inicial do Portal do Professor, acesse ESPAÇO DA AULA: Ao entrar no ESPAÇO DA AULA, clique no ícone Criar Aula :

Como Criar uma Aula? Na página inicial do Portal do Professor, acesse ESPAÇO DA AULA: Ao entrar no ESPAÇO DA AULA, clique no ícone Criar Aula : Como Criar uma Aula? Para criar uma sugestão de aula é necessário que você já tenha se cadastrado no Portal do Professor. Para se cadastrar clique em Inscreva-se, localizado na primeira página do Portal.

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS

RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS práticas colaborativas e políticas públicas Bianca Santana Carolina Rossini Nelson De Luca Pretto organizadores São Paulo Salvador 2012 1ª edição 1ª impressão financiamento

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E Unidade III TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO EM EDUCAÇÃO Prof. Me. Eduardo Fernando Mendes Google: um mundo de oportunidades Os conteúdos abordados neste modulo são: Google: Um mundo de oportunidades;

Leia mais

Ajuda ao SciEn-Produção 1. 1. O Artigo Científico da Pesquisa Experimental

Ajuda ao SciEn-Produção 1. 1. O Artigo Científico da Pesquisa Experimental Ajuda ao SciEn-Produção 1 Este texto de ajuda contém três partes: a parte 1 indica em linhas gerais o que deve ser esclarecido em cada uma das seções da estrutura de um artigo cientifico relatando uma

Leia mais

Seminário Sobre Reunir Registros

Seminário Sobre Reunir Registros Seminário Sobre Reunir Registros Esta lição e seus recursos de aprendizado podem ser usados para preparar um seminário de três a quatro horas sobre preparar, reunir, processar e entregar os registros a

Leia mais

Como criar PDFs rapidamente (tutpdf.php)

Como criar PDFs rapidamente (tutpdf.php) 1 de 5 6/8/2008 15:23 Anúncios Google Apostila InDesign Programa PDF Acrobat PDF Adobe PDF Editor Acrobat Professional :: Tutoriais Como criar PDFs rapidamente (tutpdf.php) Introdução O formato de arquivos

Leia mais

PORTAL EDUCACIONAL CLICKIDEIA. Ensino Fundamental (séries finais)

PORTAL EDUCACIONAL CLICKIDEIA. Ensino Fundamental (séries finais) PORTAL EDUCACIONAL CLICKIDEIA Ensino Fundamental (séries finais) O Clickideia é um portal educacional (www.clickideia.com.br), desenvolvido com o apoio do CNPq e da UNICAMP, que apresenta conteúdos didáticos

Leia mais

Guia de Inicialização para o Windows

Guia de Inicialização para o Windows Intralinks VIA Versão 2.0 Guia de Inicialização para o Windows Suporte 24/7/365 da Intralinks EUA: +1 212 543 7800 Reino Unido: +44 (0) 20 7623 8500 Consulte a página de logon da Intralinks para obter

Leia mais

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 Este tutorial não tem como finalidade esgotar todas as funcionalidades do Ambiente, ele aborda de forma prática

Leia mais

Manual do Ambiente Moodle para Alunos

Manual do Ambiente Moodle para Alunos UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Manual do Ambiente Moodle para Alunos Versão 1.0b Setembro/2011 Direitos Autorais: Essa apostila está licenciada sob uma Licença Creative Commons 3.0 Atribuição de

Leia mais

DIREITOS AUTORAIS EM ESPAÇOS DIGITAIS. Guilherme Carboni

DIREITOS AUTORAIS EM ESPAÇOS DIGITAIS. Guilherme Carboni DIREITOS AUTORAIS EM ESPAÇOS DIGITAIS Guilherme Carboni I. CRIAÇÕES INTELECTUAIS PROTEGIDAS PELA PROPRIEDADE INTELECTUAL Campo da Técnica Campo da Técnica Campo Estético Campo Estético Propriedade Industrial

Leia mais

Oficina Recursos Educacionais Abertos REA. Débora Sebriam Centro Educacional Pioneiro Julho/2011

Oficina Recursos Educacionais Abertos REA. Débora Sebriam Centro Educacional Pioneiro Julho/2011 Oficina Recursos Educacionais Abertos REA Débora Sebriam Centro Educacional Pioneiro Julho/2011 Objetivos do Encontro Criar uma sólida compreensão dos REA, dos direitos de autor e das licenças abertas

Leia mais

MANUAL DO ALUNO COSEMS - MG. www.cosemsmg-ead.org.br

MANUAL DO ALUNO COSEMS - MG. www.cosemsmg-ead.org.br MANUAL DO ALUNO COSEMS - MG 1 ÍNDICE 03 APRESENTAÇÃO. Dicas para estudar a distância. Funções do professor e do tutor 04 CADASTRO NO CURSO 05 ACESSO AO CURSO 07 FERRAMENTAS DE ESTUDO. Conteúdo: aulas virtuais.

Leia mais

Dicas básicas para disciplinas/atividades na modalidade de educação a distância Mediação Digital Virtual

Dicas básicas para disciplinas/atividades na modalidade de educação a distância Mediação Digital Virtual Dicas básicas para disciplinas/atividades na modalidade de educação a distância Mediação Digital Virtual Escritório de Gestão de Projetos em EAD Unisinos http://www.unisinos.br/ead 2 A partir de agora,

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL ALUNO Versão 1.0 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE

Leia mais

Estratégia para fazer cópias de segurança ( backup ) em nuvem

Estratégia para fazer cópias de segurança ( backup ) em nuvem 1 de 20 Estratégia para fazer cópias de segurança ( backup ) em nuvem Resolvi documentar uma solução que encontrei para fazer minhas cópias de segurança. Utilizo um software gratuito chamado Cobian Backup

Leia mais

FAQ Base de conhecimento. Treinamento OTRS Help Desk

FAQ Base de conhecimento. Treinamento OTRS Help Desk FAQ Base de conhecimento Treinamento OTRS Help Desk Sumário Licenciamento deste Manual/Documento... 3 FAQ Apresentação... 4 Instalação... 4 Configurações Nativas da FAQ... 5 Grupos... 5 FAQ Configuração

Leia mais

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA Guia rápido A PLATAFORMA MOODLE Moodle (Modular Object Oriented Distance LEarning) é um Sistema para Gerenciamento de Cursos (SGC). Trata-se de um programa para computador

Leia mais

OFICINA BLOG DAS ESCOLAS

OFICINA BLOG DAS ESCOLAS OFICINA BLOG DAS ESCOLAS Créditos: Márcio Corrente Gonçalves Mônica Norris Ribeiro Março 2010 1 ACESSANDO O BLOG Blog das Escolas MANUAL DO ADMINISTRADOR Para acessar o blog da sua escola, acesse o endereço

Leia mais

Como encontrar maneiras de associar um importante conteúdo didático a um software que ensine e divirta ao mesmo tempo? Estão os professores

Como encontrar maneiras de associar um importante conteúdo didático a um software que ensine e divirta ao mesmo tempo? Estão os professores Profª Levany Rogge Os softwares são considerados programas educacionais a partir do momento em que são projetados através de uma metodologia que os contextualizem no processo ensino-aprendizagem; Tajra

Leia mais

Usar o Office 365 no iphone ou ipad

Usar o Office 365 no iphone ou ipad Usar o Office 365 no iphone ou ipad Guia de Início Rápido Verificar o email Configure o seu iphone ou ipad para enviar e receber emails de sua conta do Office 365. Verificar o seu calendário onde quer

Leia mais

Projeto de Trabalho de Graduação 2

Projeto de Trabalho de Graduação 2 Projeto de Trabalho de Graduação 2 Prof. Marcos Francisco Pereira da Silva 1 Agenda Plágio Proteção dos Direitos Autorais A Lei Brasileira 2 Plágio Plágio é a apropriação indevida de ideais ou textos de

Leia mais

TUTORIAL COMO CRIAR E EDITAR UM VÍDEO NO WINDOWS MOVIE MAKER*

TUTORIAL COMO CRIAR E EDITAR UM VÍDEO NO WINDOWS MOVIE MAKER* TUTORIAL COMO CRIAR E EDITAR UM VÍDEO NO WINDOWS MOVIE MAKER* * Microsoft Windows MovieMakeré um programa da Microsoft Corporation. A versão utilizada é a 5.1 que já vem instalada no Microsoft Windows

Leia mais

Google Drive: Acesse e organize seus arquivos

Google Drive: Acesse e organize seus arquivos Google Drive: Acesse e organize seus arquivos Use o Google Drive para armazenar e acessar arquivos, pastas e documentos do Google Docs onde quer que você esteja. Quando você altera um arquivo na web, no

Leia mais

Dicas para usar melhor o Word 2007

Dicas para usar melhor o Word 2007 Dicas para usar melhor o Word 2007 Quem está acostumado (ou não) a trabalhar com o Word, não costuma ter todo o tempo do mundo disponível para descobrir as funcionalidades de versões recentemente lançadas.

Leia mais

Utilizando a ferramenta de criação de aulas

Utilizando a ferramenta de criação de aulas http://portaldoprofessor.mec.gov.br/ 04 Roteiro Utilizando a ferramenta de criação de aulas Ministério da Educação Utilizando a ferramenta de criação de aulas Para criar uma sugestão de aula é necessário

Leia mais

Desenvolvido: - Edson Gavazzoni - ECOEDUCAR Tecnologias Educacionais

Desenvolvido: - Edson Gavazzoni - ECOEDUCAR Tecnologias Educacionais [Versão Experimental] MANUAL DE INTERAÇÃO DO AMBIENTE COLABORATIVO Desenvolvido: - Edson Gavazzoni - ECOEDUCAR Tecnologias Educacionais 01. Apresentação O site está sendo construindo com base na Plataforma

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Word 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Barra de Ferramentas de Acesso Rápido

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS ESPECIALIZAÇÃO EM ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS. Prof. M.Sc.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS ESPECIALIZAÇÃO EM ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS. Prof. M.Sc. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS ESPECIALIZAÇÃO EM ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS Microsoft Office PowerPoint 2007 Prof. M.Sc. Fábio Hipólito Julho / 2009 Visite o site:

Leia mais

O que é um Objeto Educacional? página 01. Objeto Educacional passo a passo página 05

O que é um Objeto Educacional? página 01. Objeto Educacional passo a passo página 05 O que é um Objeto Educacional? página 01 Objeto Educacional passo a passo página 05 O que é um Objeto Educacional A definição de Objeto Educacional, adotada pela equipe do projeto Arte com Ciência, é um

Leia mais

APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS

APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS 3.INTERNET 3.1. Internet: recursos e pesquisas 3.2. Conhecendo a Web 3.3. O que é um navegador?

Leia mais

ebook Guia Definitivo do Google Earth

ebook Guia Definitivo do Google Earth ebook Guia Definitivo do Google Earth #GoogleEarthFacts O Google Earth é um software cuja função é apresentar um modelo tridimensional do globo terrestre, construído a partir de um mosaico de imagens de

Leia mais

Apresentação. Estamos à disposição para quaisquer dúvidas e sugestões! Atenciosamente, Equipe do Portal UNESC

Apresentação. Estamos à disposição para quaisquer dúvidas e sugestões! Atenciosamente, Equipe do Portal UNESC Sumário Apresentação... 1 1. Orientações Iniciais... 2 2. Recursos... 4 2.1 Rótulos... 4 2.2 Página de Texto Simples... 8 2.3 Página de Texto Formatado... 12 2.4 Site... 16 2.5 Arquivo... 21 2.6 Pasta

Leia mais

Creative Commons. Conheça, Utilize e Partilhe

Creative Commons. Conheça, Utilize e Partilhe Creative Commons Conheça, Utilize e Partilhe O que são as Creative Commons? Lawrence Lessig (escritor e professor na Faculdade de Direito de Stanford, EUA) criou as licenças Creative Commons em 2001 com

Leia mais

Novell Teaming 2.0. Novell. 29 de julho de 2009. Início Rápido. Iniciando o Novell Teaming. Conhecendo a interface do Novell Teaming e seus recursos

Novell Teaming 2.0. Novell. 29 de julho de 2009. Início Rápido. Iniciando o Novell Teaming. Conhecendo a interface do Novell Teaming e seus recursos Novell Teaming 2.0 29 de julho de 2009 Novell Início Rápido Quando você começa a usar o Novell Teaming, a primeira coisa a se fazer é configurar sua área de trabalho pessoal e criar uma área de trabalho

Leia mais

Windowns Live Movie Maker

Windowns Live Movie Maker Windowns Live Movie Maker PROGRAMA CONECTIVIDADE AMBIENTE VIRTUAL PARA APRENDIZAGEM COLABORATIVA CURSO DE TECNOLOGIAS EM EDUCAÇÃO Diretoria de Educação Assessoria de Tecnologias Educacionais Gerência de

Leia mais

Bem vindo ao CURSO DE FRANCÊS ONLINE, um Website pertencente ao Instituto de Estudos Franceses e Europeus de São Paulo Ltda (IFESP).

Bem vindo ao CURSO DE FRANCÊS ONLINE, um Website pertencente ao Instituto de Estudos Franceses e Europeus de São Paulo Ltda (IFESP). BEM VINDO Bem vindo ao CURSO DE FRANCÊS ONLINE, um Website pertencente ao Instituto de Estudos Franceses e Europeus de São Paulo Ltda (IFESP). Essa Política de Privacidade foi elaborada para lhe informar

Leia mais

ADOBE FLASH PLAYER 10.3 Gerenciador de configurações locais

ADOBE FLASH PLAYER 10.3 Gerenciador de configurações locais ADOBE FLASH PLAYER 10.3 Gerenciador de configurações locais PRERELEASE 03/07/2011 Avisos legais Avisos legais Para consultar avisos legais, acesse o site http://help.adobe.com/pt_br/legalnotices/index.html.

Leia mais

COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD

COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD TUTORIAL MOODLE VERSÃO ALUNO Machado/MG 2013 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 2. EDITANDO O PERFIL... 5 2.1 Como editar o perfil?... 5 2.2 Como mudar a senha?... 5 2.3

Leia mais

ÍNDICE BLUELAB A UTILIZAÇÃO DO BLUELAB PELO PROFESSOR RECURSOS PARA PROFESSORES E ALUNOS...05 INICIANDO O BLUELAB PROFESSOR...06

ÍNDICE BLUELAB A UTILIZAÇÃO DO BLUELAB PELO PROFESSOR RECURSOS PARA PROFESSORES E ALUNOS...05 INICIANDO O BLUELAB PROFESSOR...06 ÍNDICE BLUELAB RECURSOS PARA PROFESSORES E ALUNOS...05 INICIANDO O BLUELAB PROFESSOR...06 ELEMENTOS DA TELA INICIAL DO BLUELAB PROFESSOR guia Meu Espaço de Trabalho...07 A INTERFACE DO BLUELAB...07 INICIANDO

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES DE USO

TERMOS E CONDIÇÕES DE USO TERMOS E CONDIÇÕES DE USO 1 DA ACEITAÇÃO DOS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO... 2 2 DA PLATAFORMA DIGITAL DE APRENDIZAGEM... 2 3 DO CADASTRO... 2 4 DO REGISTRO DE DADOS PESSOAIS... 3 5 DA UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA

Leia mais

Ética e Legislação em Comunicação

Ética e Legislação em Comunicação Ética e Legislação em Comunicação Ambientes Digitais Blog Site/Sitio Portal Acervo Virtual Plataformas de aprendizagem virtual / Educação à distância Exercício coletivo: Exemplos e análise de ambientes

Leia mais

Como adquirir os materiais didáticos do Moderna.Compartilha

Como adquirir os materiais didáticos do Moderna.Compartilha Como adquirir os materiais didáticos do Moderna.Compartilha MODERNA.COMPARTILHA: INTEGRAR TECNOLOGIA E CONTEÚDOS A FAVOR DO APRENDIZADO. Os alunos deste século estão conectados com novas ideias, novas

Leia mais

Como é o desenvolvimento de Software?

Como é o desenvolvimento de Software? Como é o desenvolvimento de Software? Fases do Desenvolvimento Modelo Cascata Define atividades seqüenciais Outras abordagens são baseadas nesta idéia Especificação de Requisitos Projeto Implementação

Leia mais

Jovens do mundo todo Conheça outras culturas

Jovens do mundo todo Conheça outras culturas 5 a a 8 a séries Ensino Fundamental Jovens do mundo todo Conheça outras culturas Softwares Necessários: Microsoft Encarta 2000 Internet Explorer 5,0 Microsoft Publisher 2000 Microsoft Word 2000 Áreas:

Leia mais

Novell. Novell Teaming 1.0. novdocx (pt-br) 6 April 2007 EXPLORAR O PORTLET BEM-VINDO DESCUBRA SEU CAMINHO USANDO O NOVELL TEAMING NAVIGATOR

Novell. Novell Teaming 1.0. novdocx (pt-br) 6 April 2007 EXPLORAR O PORTLET BEM-VINDO DESCUBRA SEU CAMINHO USANDO O NOVELL TEAMING NAVIGATOR Novell Teaming - Guia de início rápido Novell Teaming 1.0 Julho de 2007 INTRODUÇÃO RÁPIDA www.novell.com Novell Teaming O termo Novell Teaming neste documento se aplica a todas as versões do Novell Teaming,

Leia mais

ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT

ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT O PowerPoint é uma poderosa ferramenta que faz parte do pacote Office da Microsoft. O principal uso desse programa é a criação de apresentação de slides, para mostrar

Leia mais

Tutorial Moodle Visão do Aluno

Tutorial Moodle Visão do Aluno Tutorial Moodle Visão do Aluno A P R E S E N T A Ç Ã O A sigla MOODLE significa (Modular Object Oriented Dynamic Learning Environment), em inglês MOODLE é um verbo que descreve a ação ao realizar com gosto

Leia mais

[MANUAL DE INTEGRAÇÃO PARA SITES DE MEMBROS]

[MANUAL DE INTEGRAÇÃO PARA SITES DE MEMBROS] 2011 [MANUAL DE INTEGRAÇÃO PARA SITES DE MEMBROS] Destinado a usuários que desejam vender conteúdo premium, disponível em sites de membros, através da plataforma Hotmart. Versão do documento: 1.0, 11/04/2011.

Leia mais

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Vivo 2013 http://vivosync.com.br 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 Vivo Sync... 5 3 Vivo Sync Web... 6 3.1 Página Inicial... 6 3.1.1 Novo Contato... 7 3.1.2 Editar Contato...

Leia mais

Operador de Computador. Informática Básica

Operador de Computador. Informática Básica Operador de Computador Informática Básica Instalação de Software e Periféricos Podemos ter diversos tipos de software que nos auxiliam no desenvolvimento das nossas tarefas diárias, seja ela em casa, no

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Guia de Estudos Metodologias Jovem de Futuro

Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Guia de Estudos Metodologias Jovem de Futuro Guia de Estudos Metodologias Jovem de Futuro Precisamos reinventar a forma de ensinar e aprender, presencial e virtualmente, diante de tantas mudanças na sociedade e no mundo do trabalho. Os modelos tradicionais

Leia mais

Apresentação. Nossa sugestão é que você experimente e não tenha medo de clicar!!!

Apresentação. Nossa sugestão é que você experimente e não tenha medo de clicar!!! Apresentação Este manual é uma orientação para os participantes de cursos no ambiente Moodle do INSTITUTO PRISMA. Tem como objetivo orientar sobre as ações básicas de acesso e utilização do ambiente virtual

Leia mais

Em 2 minutos de leitura você aprenderá facilmente a: Montar seu perfil Buscar colaboradores e comunidades Utilizar recursos

Em 2 minutos de leitura você aprenderá facilmente a: Montar seu perfil Buscar colaboradores e comunidades Utilizar recursos GUIA RÁPIDO Em 2 minutos de leitura você aprenderá facilmente a: Montar seu perfil Buscar colaboradores e comunidades Utilizar recursos 1º ACESSO Em conecta.estacio.br Coloque sua senha e login (não é

Leia mais

Este livro é protegido pela Lei do direito autoral. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, transmitida,

Este livro é protegido pela Lei do direito autoral. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, transmitida, Este livro é protegido pela Lei do direito autoral. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, transmitida, modificada, distribuída, por qualquer meio, seja eletrônico,

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES SISTEMA OPERACIONAL MÉTODO QUANTUM 2014

MANUAL DE INSTRUÇÕES SISTEMA OPERACIONAL MÉTODO QUANTUM 2014 MANUAL DE INSTRUÇÕES SISTEMA OPERACIONAL MÉTODO QUANTUM 2014 ÍNDICE Apresentação Principais Botões Login Usúario Resultado Método Quantum Preencher Método Quantum Extrato On-Line Engenharia de Função Grupos

Leia mais

Mídia Brasil Online Manual do Usuário

Mídia Brasil Online Manual do Usuário 1) Menu Principal O Menu Principal se estende no topo da tela do MBO, apresentando as seguintes opções: Clicar sobre cada uma dessas opções permite o acesso às diferentes seções do site. 2) Funções do

Leia mais

Direitos autorais. Alessandro Woserow Pedro Balistiero Fattore Guilherme Yagui Otavio Humberto Guerra e Sahm

Direitos autorais. Alessandro Woserow Pedro Balistiero Fattore Guilherme Yagui Otavio Humberto Guerra e Sahm Direitos autorais Alessandro Woserow Pedro Balistiero Fattore Guilherme Yagui Otavio Humberto Guerra e Sahm Direitos autorais O que é? O direito autoral é o reconhecimento naturalmente concedido a uma

Leia mais

Sumário Aspectos Básicos... 3 Como Empresas usam o Facebook... 3 Introdução ao Facebook... 4 Criando um Cadastro... 5 Confirmando E-mail...

Sumário Aspectos Básicos... 3 Como Empresas usam o Facebook... 3 Introdução ao Facebook... 4 Criando um Cadastro... 5 Confirmando E-mail... FACEBOOK Sumário Aspectos Básicos... 3 Como Empresas usam o Facebook... 3 Introdução ao Facebook... 4 Criando um Cadastro... 5 Confirmando E-mail... 8 Características do Facebook... 10 Postagens... 11

Leia mais

Manual do Usuário Cyber Square

Manual do Usuário Cyber Square Manual do Usuário Cyber Square Criado dia 27 de março de 2015 as 12:14 Página 1 de 48 Bem-vindo ao Cyber Square Parabéns! Você está utilizando o Cyber Square, o mais avançado sistema para gerenciamento

Leia mais

ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3. A série... 3

ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3. A série... 3 WORD 2007 E 2010 ÍNDICE ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3 A série... 3 01 CAPTURAS DE TELA WORD 2010... 3 02 IMAGENS 2007/2010... 5 03 NOTAS DE RODAPÉ... 13 04 NUMERAÇÃO DE PÁGINAS... 15 05 CONTAR PALAVRAS...

Leia mais

Como funciona o site treinamento técnico ON-LINE?

Como funciona o site treinamento técnico ON-LINE? Manual do Usuário INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO TREINAMENTO ON LINE A ATIC Tecnologia do Brasil Ltda. com o objetivo de atender aos seus diversos clientes, oferece treinamentos EAD - Educação a Distância

Leia mais

Índice. Brasil Profissionalizado SIMEC/DTI/MEC 2

Índice. Brasil Profissionalizado SIMEC/DTI/MEC 2 Índice 1. Prefácio... 2 2. Requisitos Mínimos... 3 3. Como acessar o SIMEC... 4 4. Solicitando cadastro... 5 5. A Estrutura do Módulo... 7 6. Instruções Gerais... 8 6.1. Diagnóstico/BRASIL PROFISSIONALIZADO...9

Leia mais

Manual TIM PROTECT BACKUP. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright TIM PROTECT BACKUP 2013. http://timprotect.com.br/

Manual TIM PROTECT BACKUP. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright TIM PROTECT BACKUP 2013. http://timprotect.com.br/ Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright TIM PROTECT BACKUP 2013 http://timprotect.com.br/ 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 TIM PROTECT BACKUP...Erro! Indicador não definido. 3 TIM PROTECT BACKUP Web... 6 3.1

Leia mais

Apostilas OBJETIVA Cargo: AGENTE DE TELECOMUNICAÇÕES PC Polícia Civil do Estado de São Paulo - Concurso Público 2015. 3º Caderno.

Apostilas OBJETIVA Cargo: AGENTE DE TELECOMUNICAÇÕES PC Polícia Civil do Estado de São Paulo - Concurso Público 2015. 3º Caderno. 3º Caderno Índice Pg. Editor de Apresentações MS-PowerPoint 2010... Exercícios pertinentes... Edição de textos, planilhas e apresentações BROffice... Exercícios pertinentes... Conceitos, ferramentas, aplicativos

Leia mais

INTRODUÇÃO. A Claireconference agradece pela escolha!

INTRODUÇÃO. A Claireconference agradece pela escolha! 1 ÍNDICE 1. IMPLEMENTAÇÃO 4 1.1 PAINEL DE CONTROLE 4 1.1.1 SENHA 4 1.1.2 CRIAÇÃO DE USUÁRIOS DO LYNC 5 1.1.3 REDEFINIR SENHA 7 1.1.4 COMPRAR COMPLEMENTOS 9 1.1.5 UPGRADE E DOWNGRADE 10 1.1.5.1 UPGRADE

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft PowerPoint 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Encontre o que você precisa Clique

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Criação de Formulários no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Criação de Formulários no Google Drive Introdução...

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido Microsoft PowerPoint 2013 apresenta uma aparência diferente das versões anteriores; desse modo, criamos este guia para ajudá-lo a minimizar a curva de aprendizado. Encontre o que

Leia mais

UM NEGÓCIO PRODUTIVO NO

UM NEGÓCIO PRODUTIVO NO UM NEGÓCIO PRODUTIVO NO Objetivos do treinamento Conhecer o potencial que as Redes Sociais tem no mundo e a aplicabilidade no seu Negócio Amway. Aprender como criar e administrar uma conta no FACEBOOK.

Leia mais

Como Se Cadastrar e Entrar no Site do Novo FamilySearch

Como Se Cadastrar e Entrar no Site do Novo FamilySearch Como Se Cadastrar e Entrar no Site do Novo FamilySearch O novo site do FamilySearch é um aplicativo que oferece uma árvore genealógica, permitindo aos usuários trabalhar com outras pessoas para criar,

Leia mais

Educação a Distância Definições

Educação a Distância Definições Educação a Distância Definições Educação a distância é o processo de ensino-aprendizagem, mediado por tecnologias, onde professores e alunos estão separados espacial e/ou temporalmente; Visa a interação

Leia mais

Programa EAD-EJEF. Manual do Estudante

Programa EAD-EJEF. Manual do Estudante Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais - TJMG Escola Judicial Desembargador Edésio Fernandes - EJEF Programa de Educação a Distância do TJMG EAD-EJEF Programa EAD-EJEF Manual do Estudante Versão

Leia mais

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Nextel 2014 http://nextelcloud.nextel.com.br 1 Nextel Cloud... 4 2 Nextel Cloud Web... 5 2.1 Página Inicial... 6 2.1.1 Meu Perfil... 7 2.1.2 Meu Dispositivo...

Leia mais

Google Docs EDITOR DE TEXTOS

Google Docs EDITOR DE TEXTOS Google Docs Um destes serviços oferecidos é o Google Docs, uma espécie de suíte de aplicativos online, bastante semelhante ao Microsoft Office e ao OpenOffice.org/BrOffice.org. O serviço da Google possui

Leia mais

FAQ Perguntas Frequentes

FAQ Perguntas Frequentes FAQ Perguntas Frequentes 1. COMO ACESSO A PLATAFORMA DE ENSINO?... 2 2. NÃO CONSIGO REALIZAR O MEU CADASTRO NO AMBIENTE VIRTUAL DO MMA.... 4 3. FIZ MEU CADASTRO NO SITE E NÃO RECEBI O E-MAIL DE CONFIRMAÇÃO

Leia mais

Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services

Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services - Windows SharePoint Services... Page 1 of 11 Windows SharePoint Services Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services Ocultar tudo O Microsoft Windows

Leia mais

12 Razões Para Usar. Lightroom. André Nery

12 Razões Para Usar. Lightroom. André Nery 12 Razões Para Usar Lightroom André Nery André Nery é fotógrafo em Porto Alegre. Arquitetura e fotografia outdoor, como natureza, esportes e viagens, são sua área de atuação. Há dez anos começou a ministrar

Leia mais

Manual do Plone (novo portal do IFCE)

Manual do Plone (novo portal do IFCE) Manual do Plone (novo portal do IFCE) Dezembro/2015 Índice Como criar submenus... 3 Como criar banner rotativo... 4 Como remover um banner... 5 Como criar uma notícia... 6 Como inserir imagem na notícia...

Leia mais

TUTORIAL BÁSICO GOOGLE DOCS - TEXTO E APRESENTAÇÃO

TUTORIAL BÁSICO GOOGLE DOCS - TEXTO E APRESENTAÇÃO TUTORIAL BÁSICO GOOGLE DOCS - TEXTO E APRESENTAÇÃO O Google Docs é um recurso do Google Apps que funciona como um HD VIRTUAL, proporcionandonos criar e compartilhar trabalhos de modo on-line. Trata-se

Leia mais

Guia Rápido de Utilização. Ambiente Virtual de Aprendizagem. Perfil Aluno

Guia Rápido de Utilização. Ambiente Virtual de Aprendizagem. Perfil Aluno Guia Rápido de Utilização Ambiente Virtual de Aprendizagem Perfil Aluno 2015 APRESENTAÇÃO O Moodle é um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) open source¹. Esta Plataforma tornouse popular e hoje é utilizada

Leia mais

Microsoft Office Excel

Microsoft Office Excel 1 Microsoft Office Excel Introdução ao Excel Um dos programas mais úteis em um escritório é, sem dúvida, o Microsoft Excel. Ele é uma planilha eletrônica que permite tabelar dados, organizar formulários,

Leia mais

Direitos autorais e a EAD

Direitos autorais e a EAD Direitos autorais e a EAD 1 II FÓRUM DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DO PODER JUDICIÁRIO ROGER TRIMER Boas notícias A educação a distância tem liderado uma tendência de volta do conteúdo didático no processo de

Leia mais

Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário do Portal Ypadê Balaio Digital Tecnologia em Gestão Ltda ME. Manual do Usuário Portal Ypadê

Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário do Portal Ypadê Balaio Digital Tecnologia em Gestão Ltda ME. Manual do Usuário Portal Ypadê Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário Portal Ypadê Montes Claros, 16 de Julho de 2011 Revisão 3 Sumário 1. Apresentação do portal e escopo deste documento... 2 2. Acessando o Portal Ypadê...

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES SOBRE ANÁLISE DE PLÁGIO. Manual de orientações sobre análise de plágio

MANUAL DE ORIENTAÇÕES SOBRE ANÁLISE DE PLÁGIO. Manual de orientações sobre análise de plágio MANUAL DE ORIENTAÇÕES SOBRE ANÁLISE DE PLÁGIO 1 Manual de orientações sobre análise de plágio Entenda O que é plágio? Conheça suas implicações Verifique seus arquivos Cite as referências Entenda o que

Leia mais

Novell Vibe 4.0. Março de 2015. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos

Novell Vibe 4.0. Março de 2015. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos Novell Vibe 4.0 Março de 2015 Inicialização Rápida Quando você começa a usar o Novell Vibe, a primeira coisa a se fazer é configurar sua área de trabalho pessoal e criar uma área de trabalho de equipe.

Leia mais

Manual do Aluno. NetAula. Manual produzido pela Coordenadoria de Capacitação e Formação Continuada 1

Manual do Aluno. NetAula. Manual produzido pela Coordenadoria de Capacitação e Formação Continuada 1 Manual do Aluno NetAula Manual produzido pela Coordenadoria de Capacitação e Formação Continuada 1 Manual do Aluno NetAula Caro aluno da EAD da ULBRA Para você ter acesso às salas das disciplinas ofertadas

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 1.513, DE 2011 (Do Sr. Paulo Teixeira)

PROJETO DE LEI N.º 1.513, DE 2011 (Do Sr. Paulo Teixeira) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 1.513, DE 2011 (Do Sr. Paulo Teixeira) Dispõe sobre a política de contratação e licenciamento de obras intelectuais subvencionadas pelos entes do Poder Público e

Leia mais

FUNCIONAMENTO DOS CURSOS

FUNCIONAMENTO DOS CURSOS 1 SUMÁRIO Funcionamento dos Cursos... 03 Guia de Percurso... 05 Manual Acadêmico... 07 Ambiente Virtual de Aprendizagem... 09 Edição do Perfil... 12 Acessando as Atividades... 14 Iniciando o Semestre...

Leia mais

1. Introdução ao Campus Virtual 1.1. Introdução

1. Introdução ao Campus Virtual 1.1. Introdução 1. Introdução ao Campus Virtual 1.1. Introdução Este tutorial tem a finalidade de guiar o aluno, dando orientações necessárias para o acesso, navegação e utilização das ferramentas principais. Um ambiente

Leia mais

Simão Pedro P. Marinho, Ramon Orlando de Souza Flauzino NARRATIVAS DIGITAIS

Simão Pedro P. Marinho, Ramon Orlando de Souza Flauzino NARRATIVAS DIGITAIS Simão Pedro P. Marinho, Ramon Orlando de Souza Flauzino NARRATIVAS DIGITAIS CRIANDO VÍDEOS a partir do Microsoft PowerPoint para narrativas digitais 3 Recomenda-se a leitura do documento 14 dicas para

Leia mais

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Vivo 2013 http://vivosync.com.br 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 Vivo Sync... 4 3 Vivo Sync Web... 5 3.1 Página Inicial... 5 3.1.1 Novo Contato... 6 3.1.2 Editar Contato...

Leia mais

PASSO A PASSO: APRESENTAÇÕES EM PREZI 1

PASSO A PASSO: APRESENTAÇÕES EM PREZI 1 1 PASSO A PASSO: APRESENTAÇÕES EM PREZI 1 Juliana Gulka Biblioteca Central da UFSC juliana.gulka@ufsc.br PREZI X POWER POINT Quando falamos em slide hoje, lembramos de powerpoint. O prezi não vai matar

Leia mais