III RELATÓRIO DO DIRETOR DO CENTRO DE ESTUDOS ESTRATÉGICOS DE DEFESA À REUNIÃO DO CONSELHO DIRETIVO DO CEED

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "III RELATÓRIO DO DIRETOR DO CENTRO DE ESTUDOS ESTRATÉGICOS DE DEFESA À REUNIÃO DO CONSELHO DIRETIVO DO CEED"

Transcrição

1 III RELATÓRIO DO DIRETOR DO CENTRO DE ESTUDOS ESTRATÉGICOS DE DEFESA À REUNIÃO DO CONSELHO DIRETIVO DO CEED VIII REUNIÃO DA INSTÂNCIA EXECUTIVA DO CONSELHO DE DEFESA SUL-AMERICANO Lima, 17 de maio, 2013 O presente relatório é a atualização em maio de 2013 das atividades e produtos desenvolvidos pelo CEED desde novembro do ano passado, de acordo com as determinações oportunamente aprovadas para o PLANO DE TRABALHO DO CEED-CDS I. ESTUDOS E PESQUISAS 1. Política de defesa, riscos e ameaças à segurança regional Nesta fase, os delegados estão processando as definições nacionais fornecidas pelos Ministérios da Defesa, a fim de identificar semelhanças e pontos comuns que permitam avançar em acordos sobre definições de alcance regional em nível sul-americano. Dessas definições são consideradas principalmente as relativas à defesa e segurança regional, riscos, ameaças e desafios na política de defesa. 2. Institucionalidade dos sistemas nacionais de defesa O corpo de delegados do CEED continua trabalhando sobre os conteúdos da Matriz de Informação Institucional dos Ministérios de Defesa de cada país, de acordo com a informação apresentada de forma gradual pelos países. La mesma está sendo incorporada e atualizada no Banco de Dados do CEED. A 1

2 este respeito, uma vez que seja recebida toda a informação solicitada será avaliada a relevância de desenvolver uma análise adicional à incorporação e sistematização da informação no banco de dados CEED. 3. Prospectiva Estratégica O CEED está trabalhando internamente na coleta preliminar de fontes de informação, antecedentes e termos de referência do estudo prospecctivo "América do Sul 2025". Nenhum outro progresso é registrado dado a condicionalidade que representa o fator orçamento neste projeto. Espera-se que com os primeiros desembolsos previstos para as próximas semanas, esta atividade tome forma no segundo semestre de Incorporação da temática da mulher na área da defesa De acordo com a oportuna disposição da IV Reunião Ordinária do CDS (Novembro de 2012, Lima, Peru), o CEED incorporou as questões de gênero em seu Plano de Trabalho. A este respeito, recordamos brevemente que a inclusão da mulher no campo da defesa como área de pesquisa do CEED é produto das sugestões do I Seminário Sul-Americano de Avaliação da integração da mulher na defesa, realizado em 8 e 9 de Novembro de 2012, na Venezuela. As recomendações do seminário, posteriormente aprovadas pelos Ministros da Defesa, confiam ao CEED "a concepção de ferramentas de diagnóstico para o desenvolvimento de um relatório qualitativo e quantitativo sobre o estado da integração da mulher nas instituições e organizações de defesa". 2

3 Por ocasião da VII Reunião da Instância Executiva do CDS se acordou em apresentar ao Conselho de Defesa "a proposta para que o CEED inclua em suas áreas de pesquisa a incorporação da mulher na Defesa em todos seus níveis" (Registro VII Reunião, 27 de novembro de 2012). Finalmente, após a IV Reunião Ordinária do CSD realizada em 28 de novembro de 2012, em Lima, Peru, os Ministros da Defesa, impulsionados pela forte vontade de promover o entendimento e a cooperação na matéria, concordaram em incluir a incorporação da mulher na área de defesa, em todos os níveis, como um item da agenda do Centro de Estudos Estratégicos de Defesa (III Declaração de Lima). Neste entendimento e cumprimento do mandato do CDS, o CEED incorporou o tema de acordo com o seguinte cronograma de trabalho: a. Desenvolvimento de uma matriz de informação e análise e sua posterior distribuição aos países; b. Recepção da informação nacional; c. Elaboração da base de dados regional; d. Elaboração do relatório corresondente. Neste sentido, a Matriz de Informação sobre Política de Gênero no Sector da Defesa foi preparada pelo Centro com os seus respectivos termos de referência e foi prontamente enviado para os respectivos países com o guia metodológico (abril de 2013) com a finalidade de que os mesmos consolidem a informação ali solicitada. No momento, se aguarda a remessa da Matriz concluída para continuar com o cronograma de trabalho. Como produto final, e a fim de ser apresentado ao Conselho de Defesa Sul- Americano em sua Reunião Ordinária 2013, é planejado preparar um relatório 3

4 sobre a situação e as perspectivas da política de gênero no nível regional na jurisdição da Defesa. 5. Registro Sul-Americano de Gasto de Defesa Em relação à informação contida no Relatório Final do Registro Sul-Americano de Gasto de Defesa apresentado pela Direção do CEED, os Ministros da Defesa do CDS concordaram em sua IV Reunião Ordinária (Lima, novembro de 2012) "estabelecer um prazo de 60 dias para que os Ministérios da Defesa, possam verificar a precisão dos mesmos, de acordo com a metodologia aprovada pelos Ministérios da Defesa em novembro de 2011 e através da Presidência Pro-Témpore remeter essa informação ao CEED". A este respeito, o CEED recebeu a informação requerida e produziu um relatório que processa as observações dos países. (Apêndice I). 6. Formulário Sul-Americano de Inventários Militares (FOSIM) Em 26 de abril de 2013 teve lugar o primeiro exercício de aplicação do Manual para o uso do Formulário Sul-Americano de Inventários Miliatres e seu respectivo Formulário considerado na Metodologia para a Transparência do Inventário Militar da região Sul-Americana. A este respeito, o CEED, como instância técnica, espera o convite para o próximo exercício de aplicação a ser realizado em Buenos Aires. II. QUESTÕES INSTITUCIONAIS Nesta reunião, o Diretor do CEED pede aos Ministérios da Defesa por intermédio dos Vice-Ministros membro do Conselho Diretivo do CEED, nomear 4

5 as instâncias nacionais de estudos estratégicos como contrapartes do CEED, a fim de estabelecer contactos e formas institucionais de comunicação. III. EDIÇÕES E PUBLICAÇÕES 1. Página web CEED O site do foi posto em funcionamento de acordo com seu Plano de Trabalho 2012 ( Neste sentido, foi notificado aos países membros através de uma circular da Secretária Pro-Tempore. O site é organizado em diferentes áreas de fácil acesso, tais como suas funções, estrutura, planos de trabalho, membros, eventos realizados, documentos oficiais do CDS e CEED, e links de acesso a sites de interesse relacionados com o assunto. A informação contida no site do CEED foi incorporada nos quatro idiomas oficiais da UNASUL Castelhano, Português, Holandês e Inglês garantindo assim uma maior divulgação e conhecimento do Centro, em todos os países membros. 2. Boletim de Informação de Defesa e Segurança Regional O Plano de Ação do CEED para 2012, aprovado pelo Conselho Diretivo em Novembro de 2011, considerou o desenvolvimento de um Boletim de Informação de Defesa e Segurança Regional. Neste sentido, concluiu-se a primeira edição do mesmo, que está disponível no site oficial do CEED. Os componentes do Boletim são: 5

6 1- Seção Observatório Regional: notícias de interesse para a jurisdição defesa, fornecidas pelos Ministério da Defesa por meio de seus delegados nacionais ao CEED; 2- Seção Documentação e Informação especializada em Segurança e Defesa Regional; 3- Seção Agenda de atividades do CDS e CEED, bem como eventos especiais dos países membros. IV. INFRA-ESTRUTURA, OPERAÇÃO E ORÇAMENTO Como foi relatado anteriormente, por decisão da Presidenta da Argentina, a sede do CEED está localizada no edifício da Casa Pátria Grande "Presidente Néstor Carlos Kirchner", instalações que serviram como sede da Secretaria- Geral da UNASUL durante a administração do ex-presidente Argentino. De acordo com os acordos existentes, avançou-se na adequação das instalações da sede do CEED na Cidade de Buenos Aires, sendo no presente aprovados os planos de de trabalho do segundo e terceiro andares do prédio. Também estão em curso as especificações da licitação para a compra de equipamentos e mobiliário adicional. Neste sentido, é anexado o inventário do material oportunamente fornecido e do equipamento em processo de licitação para a aquisição pelo Ministério da Defesa Argentino para o CEED. (APÊNDICE II) Neste sentido, os trabalhos da infra-estrutura incluem a adequação dos escritórios do Diretor, Sub-Diretor e Secretário Administrativo, a ampliação de áreas de trabalho para o corpo de especialistas e delegados permanentes ao CEED, bem como escritórios para o pessoal de apoio profissional e administrativo. Também foi iniciada a tarefa de técnica- informática de aprovação das normas e protocolos da Sala Regional de Comunicação Virtual 6

7 do CEED de acordo com as características da Sala de Comunicação Regional da Secretaria-Geral da UNASUL. Nesta matéria, a Direcção Executiva do CEED decidiu realizar no decorrer deste ano um inventário de seus bens, de acordo com a forma de estoques a ser elaborado pela Secretaria-Geral para aprovar todos os bens da UNASUL. Sobre o orçamento, até agora o CEED não recebeu desembolsos do orçamento aprovado. Foram realizadas duas visitas de trabalho à Secretaria- Geral para abordar este assunto e, nesse sentido, é relatado o seguinte: 1. Foi recebido da Secretaria-Geral o formato do Classificador Orçamentário de Recursos e Despesas , que visa padronizar e homogeneizar as operações pré-identificadas das contas da UNASUL, a fim de integrar a Gestão da organização internacional. A este respeito, o CEED está padronizando o seu orçamento sob este classificador; 2. A Secretaria-Geral informou ter começado a receber adiantamentos orçamentários e contribuições totais dos fundos comprometidos por seis países da UNASUL. Neste contexto, a Secretaria-Geral expressou a vontade de enviar os primeiros desembolsos na segunda quinzena de maio. Para o efeito, foi acordada a criação de mecanismos relevantes de transferência de fundos da Secretaria-Geral para o CEED (abertura de contas bancárias, registro de firmas, etc.) bem como um plano de gastos para o período Junho-Dezembro de Até agora, as atividades do CEED foram financiadas por fundos voluntários extra-orçamentários no conceito de operação, infra-estrutura, equipamentos, serviços, traduções, pessoal de apoio e salário do Sub-Diretor. 7

8 Com base nisso, o CEED adaptará seu plano de trabalho relativo ao período Junho-Dezembro de 2013, de acordo com a efetivação dos recursos disponíveis. Em relação à informação sobre a representação do corpo de especialistas trabalhando atualmente no CEED, como detalhado abaixo, pela Argentina (2) delegados, Brasil (2), Chile (2), Colômbia (1), Equador (1), Peru (2), Suriname (1), Uruguai (1), e Venezuela (1). No presente, houve a renovação e adição de pessoal das delegações do Brasil, Chile, Peru e Uruguai. Ainda está pendente a nomeação de delegados de Bolívia e Guiana. 8

PLANO DE TRABALHO 2014

PLANO DE TRABALHO 2014 TRADUÇÃO DE CORTESIA PLANO DE TRABALHO 2014 O presente Plano de Trabalho do CEED para o ano 2014, que se apresenta para consideração e aprovação do Conselho Diretivo, contém a descrição e objetivos das

Leia mais

INFORME DO CENTRO DE ESTUDOS ESTRATÉGICOS DE DEFESA PARA A VI REUNIÃO ORDINÁRIA DA INSTÂNCIA EXECUTIVA DO CDS Assunção, 4 de junho de 2012

INFORME DO CENTRO DE ESTUDOS ESTRATÉGICOS DE DEFESA PARA A VI REUNIÃO ORDINÁRIA DA INSTÂNCIA EXECUTIVA DO CDS Assunção, 4 de junho de 2012 INFORME DO CENTRO DE ESTUDOS ESTRATÉGICOS DE DEFESA PARA A VI REUNIÃO ORDINÁRIA DA INSTÂNCIA EXECUTIVA DO CDS Assunção, 4 de junho de 2012 O presente informe refere-se às atividades e produtos desenvolvidos

Leia mais

VI RELATÓRIO DO DIRETOR do CEED À IV REUNIÃO DO CONSELHO DIRETIVO

VI RELATÓRIO DO DIRETOR do CEED À IV REUNIÃO DO CONSELHO DIRETIVO VI RELATÓRIO DO DIRETOR do CEED À IV REUNIÃO DO CONSELHO DIRETIVO Montevidéu, Uruguai, 11 de dezembro de 2014 1. Este Relatório do Diretor é a atualização do que o Centro de Estudos Estratégicos de Defesa

Leia mais

ATIVIDADE RESPONSÁVEL

ATIVIDADE RESPONSÁVEL EIXO 1 Políticas de Defesa N ATIVIDADE RESPONSÁVEL INÍCIO TÉRMINO LOCAL CORRESPONS. OBSERVAÇÕES 1.a Realizar um Seminário Internacional de Argentina, Defesa Cibernética com o objetivo de gerar, XO 1 POLÍTICAS

Leia mais

PLANO OPERACIONAL ANUAL E ORÇAMENTO DETALHADO 2013

PLANO OPERACIONAL ANUAL E ORÇAMENTO DETALHADO 2013 PLANO OPERACIONAL ANUAL E ORÇAMENTO DETALHADO 2013 1 Composição Orçamentária ISAGS - 2013 (*) Natureza Valor anual (US$) Percentual Projetos 42,6% 1.001.200,00 Pessoal 37,9% 892.958,00 Gastos Operacionais

Leia mais

VERSÃO APROVADA Tradução de cortesia ANEXO 4

VERSÃO APROVADA Tradução de cortesia ANEXO 4 ANEXO 4 RELATÓRIO PRELIMINAR DO CEED AO CONSELHO DE DEFESA SUL- AMERICANO SOBRE OS TERMOS DE REFERÊNCIA PARA OS CONCEITOS DE SEGURANÇA E DEFESA NA REGIÃO SUL- AMERICANA O é uma instância de conhecimento

Leia mais

MENSAGEM N.º 594, DE 2015 (Do Poder Executivo)

MENSAGEM N.º 594, DE 2015 (Do Poder Executivo) CÂMARA DOS DEPUTADOS MENSAGEM N.º 594, DE 2015 (Do Poder Executivo) Aviso nº 682/2015 - C. Civil Texto da Decisão nº 10/12 do Conselho de Chefes de Estado e de Governo da União das Nações Sul-Americanas

Leia mais

aprovado no Foro de Ministros de Meio Ambiente (2004-2006) para 2005-2007.

aprovado no Foro de Ministros de Meio Ambiente (2004-2006) para 2005-2007. PROGRAMA LATINO-AMERICANO E CARIBENHO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL ACORDOS PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA ESTRATÉGIA DO PLACEA: 2005-2007 1 (DOCUMENTO EM VERSÃO PRELIMINAR) Introdução: Os especialistas em Gestão Pública

Leia mais

ICC 110-13 Rev. 1. 23 março 2015 Original: inglês. Termos de referência para Comitês e órgãos consultivos. Antecedentes

ICC 110-13 Rev. 1. 23 março 2015 Original: inglês. Termos de referência para Comitês e órgãos consultivos. Antecedentes ICC 110-13 Rev. 1 23 março 2015 Original: inglês P Termos de referência para Comitês e órgãos consultivos Antecedentes O presente documento contém os termos de referência atualizados para os seguintes

Leia mais

A Política, a Estratégia e o Livro Branco de Defesa Nacional como instrumentos geradores de confiança mútua na América do Sul

A Política, a Estratégia e o Livro Branco de Defesa Nacional como instrumentos geradores de confiança mútua na América do Sul A Política, a Estratégia e o Livro Branco de Defesa Nacional como instrumentos geradores de confiança mútua na América do Sul Luiz Antônio Gusmão, pesquisador IPC/MD IX Curso de Extensão sobre Defesa Nacional

Leia mais

1. REQUISITOS DO SOLICITANTE

1. REQUISITOS DO SOLICITANTE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EDITAL Nº 023/PRPGP/UFSM, DE 29 DE ABRIL DE 2015 Programa Especial de Incentivo às Revistas Científicas

Leia mais

PROGRAMA VISITANTE VOLUNTÁRIO DO IPPDH

PROGRAMA VISITANTE VOLUNTÁRIO DO IPPDH PROGRAMA VISITANTE VOLUNTÁRIO DO IPPDH CONSIDERANDO: Que o IPPDH tem como objetivo estratégico para o biênio 2015-2016 estimular o pensamento e a cultura de Direitos Humanos na sociedade. Que o Programa

Leia mais

XI REUNIÃO DE MINISTROS DAS RELAÇÕES EXTERIORES DOS PAÍSES MEMBROS DA ORGANIZAÇÃO DO TRATADO DE COOPERAÇÃO AMAZÔNICA. (Manaus, 22 de novembro de 2011)

XI REUNIÃO DE MINISTROS DAS RELAÇÕES EXTERIORES DOS PAÍSES MEMBROS DA ORGANIZAÇÃO DO TRATADO DE COOPERAÇÃO AMAZÔNICA. (Manaus, 22 de novembro de 2011) XI REUNIÃO DE MINISTROS DAS RELAÇÕES EXTERIORES DOS PAÍSES MEMBROS DA ORGANIZAÇÃO DO TRATADO DE COOPERAÇÃO AMAZÔNICA (Manaus, 22 de novembro de 2011) COMPROMISSO DE MANAUS Os Ministros das Relações Exteriores

Leia mais

154 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO

154 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO 154 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO Washington, D.C., EUA, 16 a 20 de junho de 2014 Tema 5.5 da Agenda Provisória CE154/24, Rev. 1 30 de maio de 2014 Original: inglês SITUAÇÃO E NÍVEL AUTORIZADO DO FUNDO

Leia mais

REUNIÃO DE GTE CAPACITAÇÃO

REUNIÃO DE GTE CAPACITAÇÃO MERCOSUL/RMI/GT/CAP ATA N 03/2010 REUNIÃO DE GTE CAPACITAÇÃO Realizou-se na cidade de Foz do Iguaçu, República Federativa do Brasil, entre os dias 1º. e 3 de setembro de 2010, a Reunião do Grupo de Trabalho

Leia mais

49 o CONSELHO DIRETOR 61 a SESSÃO DO COMITÊ REGIONAL

49 o CONSELHO DIRETOR 61 a SESSÃO DO COMITÊ REGIONAL ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE 49 o CONSELHO DIRETOR 61 a SESSÃO DO COMITÊ REGIONAL Washington, D.C., EUA, 28 de setembro a 2 de outubro de 2009 CD49.R10 (Port.) ORIGINAL:

Leia mais

MERCOSUL. Subgrupo de Trabalho Nº 6 Meio Ambiente XXXI Reunião Ordinária do SGT Nº 6 Meio Ambiente Brasília, Brasil ANEXO III.

MERCOSUL. Subgrupo de Trabalho Nº 6 Meio Ambiente XXXI Reunião Ordinária do SGT Nº 6 Meio Ambiente Brasília, Brasil ANEXO III. MERCOSUL Subgrupo de Trabalho Nº 6 Meio Ambiente XXXI Reunião Ordinária do SGT Nº 6 Meio Ambiente Brasília, Brasil ANEXO III Resumo da Ata Brasília, 30 de agosto a 1º de setembro de 2004 RESUMO DA ATA

Leia mais

1ª Fase: Período de Transição 1991 a 1994. Incorporação do tema Seguros: recomenda a criação de uma comissão

1ª Fase: Período de Transição 1991 a 1994. Incorporação do tema Seguros: recomenda a criação de uma comissão 1ª Fase: Período de Transição 1991 a 1994 Assunto: Seguros III ata Análise da atividade seguradora IV ata Incorporação do tema Seguros: recomenda a criação de uma comissão V ata Analise comparativa da

Leia mais

Setor Educacional do MERCOSUL - SEM

Setor Educacional do MERCOSUL - SEM MERCOSUL Setor Educacional do MERCOSUL - SEM Os Ministros de Educação do MERCOSUL se reúnem duas vezes por ano há 22 anos para elaborar, coordenar e executar políticas públicas em Educação entre países

Leia mais

ACORDO SOBRE O PROJETO DE FOMENTO DE GESTÃO AMBIENTAL E PRODUÇÃO MAIS LIMPA EM PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS

ACORDO SOBRE O PROJETO DE FOMENTO DE GESTÃO AMBIENTAL E PRODUÇÃO MAIS LIMPA EM PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS MERCOSUL/CMC/DEC. Nº 03/02 ACORDO SOBRE O PROJETO DE FOMENTO DE GESTÃO AMBIENTAL E PRODUÇÃO MAIS LIMPA EM PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto e a

Leia mais

Programa STIC AmSud/CAPES

Programa STIC AmSud/CAPES Programa STIC AmSud/CAPES PROGRAMA DE COOPERAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO FRANÇA - AMÉRICA DO SUL Edital CGCI n. 002/2008 1. Do programa 1.1 O Programa é uma iniciativa da

Leia mais

REUNIÃO DO CENTRO DE COORDENAÇAO DE CAPACITAÇÃO POLICIAL DO MERCOSUL

REUNIÃO DO CENTRO DE COORDENAÇAO DE CAPACITAÇÃO POLICIAL DO MERCOSUL MERCOSUL/RMI/CAP/ATA Nº 03/06 REUNIÃO DO CENTRO DE COORDENAÇAO DE CAPACITAÇÃO POLICIAL DO MERCOSUL Realizou-se na cidade de Fortaleza/Ceará, República Federativa do Brasil, entre os dias 23 e 25 de agosto

Leia mais

PRIMEIRA CONFERÊNCIA DOS ESTADOS PARTES DA CONVENÇÃO INTERAMERICANA CONTRA A CORRUPÇÃO. Buenos Aires, Argentina 2, 3 e 4 de maio de 2001

PRIMEIRA CONFERÊNCIA DOS ESTADOS PARTES DA CONVENÇÃO INTERAMERICANA CONTRA A CORRUPÇÃO. Buenos Aires, Argentina 2, 3 e 4 de maio de 2001 PRIMEIRA CONFERÊNCIA DOS ESTADOS PARTES DA CONVENÇÃO INTERAMERICANA CONTRA A CORRUPÇÃO Buenos Aires, Argentina 2, 3 e 4 de maio de 2001 DOCUMENTO DE BUENOS AIRES SOBRE O MECANISMO DE ACOMPANHAMENTO DA

Leia mais

ANEXO 3 da Ata 3/ 2000 da XXIII Reunião Especializada de Ciência e Tecnologia do MERCOSUL

ANEXO 3 da Ata 3/ 2000 da XXIII Reunião Especializada de Ciência e Tecnologia do MERCOSUL ANEXO 3 da Ata 3/ 2000 da XXIII Reunião Especializada de Ciência e Tecnologia do MERCOSUL Ata da 3 a Reunião da Comissão Temática de Capacitação de Recursos Humanos e Projetos de Pesquisa e Desenvolvimento

Leia mais

Mercosul Protocolo de Ouro Preto

Mercosul Protocolo de Ouro Preto PROTOCOLO DE OURO PRETO PROTOCOLO ADICIONAL AO TRATADO DE ASSUNÇÃO SOBRE A ESTRUTURA INSTITUCIONAL DO MERCOSUL (Ouro Preto, 17/12/1994) A República Argentina, a República Federativa do Brasil, a República

Leia mais

Comitê de Representantes

Comitê de Representantes Comitê de Representantes ALADI/CR/Acordo 374 10 de setembro de 2015 ACORDO 374 CONVOCATÓRIA E AGENDA PRELIMINAR DA XVII REUNIÃO TÉCNICA DE ESCRITÓRIOS GOVERNAMENTAIS RESPONSÁVEIS PELO FORNECIMENTO DA INFORMAÇÃO

Leia mais

Projeto IPPDH Cooperação Humanitária Internacional

Projeto IPPDH Cooperação Humanitária Internacional TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONSULTORIA PESQUISADOR/A ESPECIALISTA 1. Antecedentes Projeto IPPDH Cooperação Humanitária Internacional O Projeto Cooperação Humanitária Internacional tem por objetivo o desenvolvimento

Leia mais

Comunidade de Prática Internacional para apoiar o fortalecimento e liderança da BIREME OPAS/OMS Fortalecimento institucional da BIREME OPAS/OMS

Comunidade de Prática Internacional para apoiar o fortalecimento e liderança da BIREME OPAS/OMS Fortalecimento institucional da BIREME OPAS/OMS Comunidade de Prática Internacional para apoiar o fortalecimento e liderança da BIREME OPAS/OMS Fortalecimento institucional da BIREME OPAS/OMS TERMOS DE REFERÊNCIA Versão 17/07/2012 No âmbito de um processo

Leia mais

ESTRUTURA E MANUAL DE CARGOS E FUNÇÕES DA SECRETARIA ADMINISTRATIVA DO MERCOSUL

ESTRUTURA E MANUAL DE CARGOS E FUNÇÕES DA SECRETARIA ADMINISTRATIVA DO MERCOSUL MERCOSUL/GMC/RES. Nº 15/02 ESTRUTURA E MANUAL DE CARGOS E FUNÇÕES DA SECRETARIA ADMINISTRATIVA DO MERCOSUL TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto, a Decisão Nº 24/00 do Conselho

Leia mais

PLANO MESTRE DE INVESTIMENTO DE CAPITAL

PLANO MESTRE DE INVESTIMENTO DE CAPITAL CD50/INF/8, Rev. 1 (Port.) Anexo B - 14 - B PLANO MESTRE DE INVESTIMENTO DE CAPITAL Relatório periódico sobre a implantação do Plano Mestre de Investimento de Capital Introdução 1. Este documento resume

Leia mais

Reunião de Abertura do Monitoramento 2015. Superintendência Central de Planejamento e Programação Orçamentária - SCPPO

Reunião de Abertura do Monitoramento 2015. Superintendência Central de Planejamento e Programação Orçamentária - SCPPO Reunião de Abertura do Monitoramento 2015 Superintendência Central de Planejamento e Programação Orçamentária - SCPPO Roteiro da Apresentação 1. Contextualização; 2. Monitoramento; 3. Processo de monitoramento;

Leia mais

TRADUÇÃO NÃO OFICIAL

TRADUÇÃO NÃO OFICIAL UNASUL/CEJG/DECISÃO N º 01/2012 MEDIANTE A QUAL SÃO APROVADAS AS RESOLUÇÕES PROPOSTAS PELO CONSELHO DE MINISTRAS E MINISTROS DE RELAÇOES EXTERIORES DA UNASUL, EM ASSUNÇÃO, PARAGUAI EM 17 DE MARÇO DE 2012.

Leia mais

Declaração de Brasília: Rumo à Cidadania Sul- Americana

Declaração de Brasília: Rumo à Cidadania Sul- Americana Declaração de Brasília: Rumo à Cidadania Sul- Americana XI Conferência Sul-Americana sobre Migrações Brasília, de 19 a 21 de outubro de 2011 Declaração de Brasília Rumo à Cidadania Sul-Americana Os representantes

Leia mais

150 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO

150 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE 150 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO Washington, D.C., EUA, 18 22 de junho de 2012 Tema 4.10 da Agenda Provisória CE150/20, Rev. 1 (Port.) 23

Leia mais

7º ENCONTRO DE LOGÍSTICA E TRANSPORTE. Regulação para a Integração da Infraestrutura Sul-Americana. São Paulo, 22.5.2012

7º ENCONTRO DE LOGÍSTICA E TRANSPORTE. Regulação para a Integração da Infraestrutura Sul-Americana. São Paulo, 22.5.2012 7º ENCONTRO DE LOGÍSTICA E TRANSPORTE Regulação para a Integração da Infraestrutura Sul-Americana São Paulo, 22.5.2012 INTEGRAÇÃO REGULATÓRIA PRESSUPOSTOS DA REGULAÇÃO Transparência Participação e Controle

Leia mais

ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL

ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL Diretor Geral O Diretor Geral supervisiona e coordena o funcionamento das unidades orgânicas do Comité Olímpico de Portugal, assegurando o regular desenvolvimento das suas

Leia mais

ACESSO À INFORMAÇÃO PÚBLICA

ACESSO À INFORMAÇÃO PÚBLICA Boletim Informativo Edição 01 19 de Março de 2012 ACESSO À INFORMAÇÃO PÚBLICA Controladoria-Geral da União Implementação da Lei de Acesso a Informação A Lei de Acesso à Informação (LAI) representa mais

Leia mais

POA 2007 - TCE/MA De 01/01/2007 a 31/12/2007

POA 2007 - TCE/MA De 01/01/2007 a 31/12/2007 Extrato de Programação de POA Emitido Em 19/12/2007 13:15:45 POA 2007 - TCE/MA De 01/01/2007 a 31/12/2007 Identificação Tipo: Projeto Nº de revisão: 1 Última modificação em: 06/03/2007 Setor Responsável:

Leia mais

REDE DE ESCOLAS TÉCNICAS DE SAÚDE DA UNASUL Plano de Trabalho

REDE DE ESCOLAS TÉCNICAS DE SAÚDE DA UNASUL Plano de Trabalho REDE DE ESCOLAS TÉCNICAS DE SAÚDE DA UNASUL Plano de Trabalho 1. Introdução Na 1ª reunião do Grupo Técnico de Desenvolvimento e Gestão de Recursos Humanos em Saúde do Conselho de Saúde da Unasul, realizada

Leia mais

CONVOCATÓRIA DA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DE ACIONISTAS EDP RENOVÁVEIS, S.A.

CONVOCATÓRIA DA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DE ACIONISTAS EDP RENOVÁVEIS, S.A. CONVOCATÓRIA DA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DE ACIONISTAS EDP RENOVÁVEIS, S.A. Os Senhores Administradores decidiram unanimemente convocar a Assembleia Geral Ordinária de Acionistas da EDP Renováveis, S.A.,

Leia mais

Projeto IPPDH Cooperação Humanitária Internacional

Projeto IPPDH Cooperação Humanitária Internacional TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONSULTORIA PESQUISADOR/A ESPECIALISTA REFÚGIO 1. Antecedentes Projeto IPPDH Cooperação Humanitária Internacional O Projeto Cooperação Humanitária Internacional tem por objetivo

Leia mais

Anexo 8: Arranjos de Implementação das Aquisições

Anexo 8: Arranjos de Implementação das Aquisições A. GERAL Anexo 8: Arranjos de Implementação das Aquisições Esta operação é um empréstimo de US$ 240 milhões, voltado a diversos setores. Ela contém um componente SWAP de US$ 237 milhões e um componente

Leia mais

Projeto IPPDH Cooperação Humanitária Internacional

Projeto IPPDH Cooperação Humanitária Internacional TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONSULTORIA COORDENADOR/A DE CAPACITAÇÃO 1. Antecedentes Projeto IPPDH Cooperação Humanitária Internacional O Projeto Cooperação Humanitária Internacional tem por objetivo o desenvolvimento

Leia mais

Orientações e dicas para montar um projeto de extensão Ricardo T. Neder

Orientações e dicas para montar um projeto de extensão Ricardo T. Neder Universidade de Brasília Faculdade de Planaltina FUP Disciplina: PESQUISA E EXTENSÃO Curso: Agronegócio. Nível: graduação (02 créditos) Horário: SEXTA-FEIRA: 14H.-16H. Professor: Paulo Henrique da S. Santarém

Leia mais

Composição Orçamentária ISAGS 2015(*) Natureza Valor Anual (US$) Porcentagem (%) Projetos 709.278,97 35,48% Pessoal 822.

Composição Orçamentária ISAGS 2015(*) Natureza Valor Anual (US$) Porcentagem (%) Projetos 709.278,97 35,48% Pessoal 822. Composição Orçamentária ISAGS 2015(*) Natureza Valor Anual (US$) Porcentagem (%) Projetos 709.278,97 35,48% Pessoal 822.543,34 41,14% Gastos Operacionais 467.445,69 23,38% TOTAL 1.999.268,00 100% 100%

Leia mais

DECRETO Nº XX.XXX, DE XX DE XXXXXXXXXXXX DE 2009.

DECRETO Nº XX.XXX, DE XX DE XXXXXXXXXXXX DE 2009. DECRETO Nº XX.XXX, DE XX DE XXXXXXXXXXXX DE 2009. Institui a Política de Tecnologia da Informação e Comunicação no Governo do Estado do Piauí, cria o Sistema de Governança de Tecnologia da Informação e

Leia mais

Prêmio ESET de Jornalismo em Segurança da Informação 2015. - Regulamento Bases e Condições -

Prêmio ESET de Jornalismo em Segurança da Informação 2015. - Regulamento Bases e Condições - Prêmio ESET de Jornalismo em Segurança da Informação 2015 - Regulamento Bases e Condições - O Prêmio ESET de Jornalismo em Segurança da Informação 2015 (daqui em diante: CJSI) é uma iniciativa única, desenvolvida

Leia mais

MERCOCIUDADES / UNIDADE TEMÁTICA DE TURISMO / ATA Nº 02/2011 REUNIÃO DA UNIDADE TEMÁTICA DE TURISMO DA REDE MERCOCIDADES

MERCOCIUDADES / UNIDADE TEMÁTICA DE TURISMO / ATA Nº 02/2011 REUNIÃO DA UNIDADE TEMÁTICA DE TURISMO DA REDE MERCOCIDADES MERCOCIUDADES / UNIDADE TEMÁTICA DE TURISMO / ATA Nº 02/2011 REUNIÃO DA UNIDADE TEMÁTICA DE TURISMO DA REDE MERCOCIDADES Celebrou-se na cidade de Porto Alegre, RS, Brasil, entre os dias 03 e 04 do mês

Leia mais

CAPÍTULO I DA NATUREZA E DEFINIÇÃO

CAPÍTULO I DA NATUREZA E DEFINIÇÃO CAPÍTULO I DA NATUREZA E DEFINIÇÃO Art. 1º As atividades de Pesquisa da Universidade de Santo Amaro UNISA buscam fomentar o conhecimento por meio da inovação técnica, científica, humana, social e artística,

Leia mais

DIRETRIZES PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DA AUTORIDADE PÚBLICA OLÍMPICA

DIRETRIZES PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DA AUTORIDADE PÚBLICA OLÍMPICA DIRETRIZES PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DA AUTORIDADE PÚBLICA OLÍMPICA 1 APRESENTAÇÃO Este conjunto de diretrizes foi elaborado para orientar a aquisição de equipamentos

Leia mais

A EXPERIÊNCIA DO GSI/PR NA

A EXPERIÊNCIA DO GSI/PR NA A EXPERIÊNCIA DO GSI/PR NA IMPLANTAÇÃO DO SEI 29 JUN 2015 Agenda O GSI/PR Cronogramas de implantação do SEI Normativos criados Estratégias de implantação Desafios e dificuldades Contribuições do GSI/PR

Leia mais

Anexo III Contratações de Serviços de Consultoria (Pessoa Física e Jurídica)

Anexo III Contratações de Serviços de Consultoria (Pessoa Física e Jurídica) Anexo III Contratações de Serviços de Consultoria (Pessoa Física e Jurídica) No decorrer da execução do Projeto, e tão logo sejam definidos os perfis dos consultores necessários para a consecução dos produtos

Leia mais

Consultor/a Local Pesquisa OPM Nordeste exceto Bahia e Maranhão

Consultor/a Local Pesquisa OPM Nordeste exceto Bahia e Maranhão PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE POLÍTICAS PARA AS MULHERES CCBB SCES, Trecho 2, Lote 22 Edifício Tancredo Neves, 1º andar Cep 70200-002 Brasília / DF Telefone (61) 3313-7101 Central de Atendimento

Leia mais

CRIAÇÃO E EVOLUÇÃO, FUNCIONAMIENTO E RESULTADOS DA REAF

CRIAÇÃO E EVOLUÇÃO, FUNCIONAMIENTO E RESULTADOS DA REAF CRIAÇÃO E EVOLUÇÃO, FUNCIONAMIENTO E RESULTADOS DA REAF CRIAÇÃO E EVOLUÇÃO DA REAF A REAF é um órgão assessor especializado do Grupo Mercado Comum (GMC), principal órgão executivo do MERCOSUL e do Conselho

Leia mais

RESOLUÇÃO CSA N.º 05, DE 14 DE ABRIL DE 2015

RESOLUÇÃO CSA N.º 05, DE 14 DE ABRIL DE 2015 RESOLUÇÃO CSA N.º 05, DE 14 DE ABRIL DE 2015 Altera o Regimento Interno da Comissão Própria de Avaliação (CPA) das Faculdades Ponta Grossa. A Presidente do Conselho Superior de Administração das Faculdades

Leia mais

XX REUNIÃO ESPECIALIZADA DA MULHER DO MERCOSUL ANEXO III. Memória da Reunião

XX REUNIÃO ESPECIALIZADA DA MULHER DO MERCOSUL ANEXO III. Memória da Reunião XX REUNIÃO ESPECIALIZADA DA MULHER DO MERCOSUL ANEXO III Memória da Reunião Realizou-se na cidade de Brasília, República Federativa do Brasil, dias 29 e 30 de outubro de 2008, a XX Reunião Especializada

Leia mais

CONVOCATÓRIA DA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DE ACCIONISTAS EDP RENOVÁVEIS, S.A.

CONVOCATÓRIA DA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DE ACCIONISTAS EDP RENOVÁVEIS, S.A. CONVOCATÓRIA DA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DE ACCIONISTAS EDP RENOVÁVEIS, S.A. Os Senhores Administradores decidiram unanimemente convocar a Assembleia Geral Ordinária de Accionistas da EDP Renováveis,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO Aprovado dia 02 de julho de 1982

REGIMENTO INTERNO Aprovado dia 02 de julho de 1982 REGIMENTO INTERNO Aprovado dia 02 de julho de 1982 Artigo 1º. - A FUNDAÇÃO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM AGRONOMIA, MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA - FUNEP, além das disposições constantes de seu Estatuto

Leia mais

Escola de Gestão Pública de Palmas em novas instalações

Escola de Gestão Pública de Palmas em novas instalações Nº 08/2012 Av. Teotônio Segurado, Quadra 401 Sul, ACSU-SO 40, conjunto 1, Lote 17, 1º andar (prédio do antigo Sine) Escola de Gestão Pública de Palmas em novas instalações Diante da crescente procura por

Leia mais

A. Apresentação geral

A. Apresentação geral FORMULÁRIO DE CANDIDATURA AO PROGRAMA REGIONAL STIC-AMSUD 6 Edital - Ano 2011 - Instruções: 1. O Coordenador Brasileiro deverá enviar este formulário à CAPES, em português, para o endereço sticamsud@capes.gov.br.

Leia mais

Como tirar passaporte: passo a passo

Como tirar passaporte: passo a passo Passaportes 13/01/2014 Debora Garcia Como tirar passaporte: passo a passo Se você pretende fazer sua primeira viagem internacional esse ano, então veio ao lugar certo. Hoje nós vamos aprender como tirar

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA REUNIÃO DOS MINISTROS DA SAÚDE DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA - CPLP

REGIMENTO INTERNO DA REUNIÃO DOS MINISTROS DA SAÚDE DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA - CPLP REGIMENTO INTERNO DA REUNIÃO DOS MINISTROS DA SAÚDE DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA - CPLP A Reunião dos Ministros da Saúde da CPLP tendo em consideração: A sua qualidade de órgão da CPLP,

Leia mais

José Augusto Zague Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (Unesp, Unicamp, PUC-SP)

José Augusto Zague Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (Unesp, Unicamp, PUC-SP) Perspectivas para o desenvolvimento de uma indústria Sul- Americana de material de defesa: o Conselho de Defesa Sul- Americano como catalisador da cooperação regional. José Augusto Zague Programa de Pós-Graduação

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL 4ª CÂMARA DE COORDENAÇÃO E REVISÃO SUB-GRUPO DE TRABALHO DE TRATADOS INTERNACIONAIS

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL 4ª CÂMARA DE COORDENAÇÃO E REVISÃO SUB-GRUPO DE TRABALHO DE TRATADOS INTERNACIONAIS FORMULÁRIO DESCRITIVO DA NORMA INTERNACIONAL Norma Internacional: Acordo-Quadro sobre Meio-Ambiente do Mercosul Assunto: Agenda comum de meio-ambiente no âmbito do Mercosul Decreto: 5208 Entrada em vigor:

Leia mais

Elaboração do Projeto de Pesquisa

Elaboração do Projeto de Pesquisa Elaboração do Projeto de Pesquisa Pesquisa Pesquisa é um conjunto de atividades, que tem como finalidade solucionar e esclarecer dúvidas e problemas; comprovar hipóteses; Utiliza procedimentos próprios,

Leia mais

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro:

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro: Gerenciamento de Projetos Teoria e Prática Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009 do PMBOK do PMI Acompanha o livro: l CD com mais de 70 formulários exemplos indicados pelo PMI e outros desenvolvidos

Leia mais

Boletim Informativo da Coordenação do Curso de Licenciatura em Geografia do Campus Binacional - UNIFAP

Boletim Informativo da Coordenação do Curso de Licenciatura em Geografia do Campus Binacional - UNIFAP Boletim Informativo da Coordenação do Curso de Licenciatura em Geografia do Campus Binacional - UNIFAP COGEO/CAMBINACIONAL/UNIFAP A Coordenação do Curso de Licenciatura em Geografia do Campus Binacional

Leia mais

XXVI REUNIÃO DE ALTAS AUTORIDADES EM DIREITOS HUMANOS (RAADH)

XXVI REUNIÃO DE ALTAS AUTORIDADES EM DIREITOS HUMANOS (RAADH) MERCOSUL/RAADH/ATA N 01/15 XXVI REUNIÃO DE ALTAS AUTORIDADES EM DIREITOS HUMANOS (RAADH) Realizou-se na cidade de Brasília, República Federativa do Brasil, no dia 6 de julho de 2015, sob a Presidência

Leia mais

COOPERAÇÃO SUL SUL INSPEÇÃO DO TRABALHO. Brasília, 7 de dezembro de 2010

COOPERAÇÃO SUL SUL INSPEÇÃO DO TRABALHO. Brasília, 7 de dezembro de 2010 COOPERAÇÃO SUL SUL SEMINARIO BOAS PRÁTICAS NA INSPEÇÃO DO TRABALHO Brasília, 7 de dezembro de 2010 ESQUEMA DA APRESENTAÇÃO 1. O que se entende por Cooperação Sul-Sul 2. Princípios da Cooperação Sul-Sul

Leia mais

Biblioteca Virtual em Saúde (BVS): Instrumento para a gestão da informação em Saúde

Biblioteca Virtual em Saúde (BVS): Instrumento para a gestão da informação em Saúde Biblioteca Virtual em Saúde (BVS): Instrumento para a gestão da informação em Saúde Objetivo: Apresentar o Modelo da BVS: conceitos, evolução, governabilidade, estágios e indicadores. Conteúdo desta aula

Leia mais

Seminario: Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Papel dos atores regionais Secretaria Permanente da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica Junho de 2010 TCA 1978/1980 Soberanía Navegação Educação

Leia mais

Mobilização e Participação Social no

Mobilização e Participação Social no SECRETARIA-GERAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Mobilização e Participação Social no Plano Brasil Sem Miséria 2012 SUMÁRIO Introdução... 3 Participação

Leia mais

I CICLO ITINERANTE DE FORMAÇÃO PARA O TERCEIRO SETOR

I CICLO ITINERANTE DE FORMAÇÃO PARA O TERCEIRO SETOR I CICLO ITINERANTE DE FORMAÇÃO PARA O TERCEIRO SETOR ELABORAÇÃO E AVALIAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS: modelos, condições e experiências Jéferson Weber dos Santos Porto Alegre, 16 de agosto de 2012 1 O Projeto

Leia mais

Projeto BVS-SP-1.9 Publicação eletrônica de textos completos em Saúde Pública (15 de outubro de 1999)

Projeto BVS-SP-1.9 Publicação eletrônica de textos completos em Saúde Pública (15 de outubro de 1999) BIREME/OPAS/OMS BVS Saúde Pública Projeto BVS-SP-1.9 Publicação eletrônica de textos completos em Saúde Pública (15 de outubro de 1999) 1. Introdução Este documento descreve o projeto para o desenvolvimento

Leia mais

RECYT/MERCOSUL. ESCOLA VIRTUAL DE SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO - Proposta Resumida -

RECYT/MERCOSUL. ESCOLA VIRTUAL DE SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO - Proposta Resumida - CO-GR.MSUL.INOT.0003 Circulação Restrita RECYT/MERCOSUL ESCOLA VIRTUAL DE SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO - Proposta Resumida - Resumo Esta nota resume proposta à RECYT/MERCOSUL de projeto de educação à distância

Leia mais

Projeto: Rede MERCOSUL de Tecnologia

Projeto: Rede MERCOSUL de Tecnologia ANEXO XIII XXXIII REUNIÓN ESPECIALIZADA DE CIENCIA Y TECNOLOGÍA DEL MERCOSUR Asunción, Paraguay 1, 2 y 3 de junio de 2005 Gran Hotel del Paraguay Projeto: Rede MERCOSUL de Tecnologia Anexo XIII Projeto:

Leia mais

Chegada dos participantes 20h00 Reunião do Comitê Executivo do Conselho Americano de Esporte (CADE)

Chegada dos participantes 20h00 Reunião do Comitê Executivo do Conselho Americano de Esporte (CADE) Programação XVII Conselho Iberoamericano de Esporte (CID) XI Assembléia do Conselho Americano de Esporte (CADE) IX Assembléia Ordinária do Conselho Sul-americano de Esporte (CONSUD) Assembléia do Conselho

Leia mais

Gerenciamento de Riscos do Projeto Eventos Adversos

Gerenciamento de Riscos do Projeto Eventos Adversos Gerenciamento de Riscos do Projeto Eventos Adversos 11. Gerenciamento de riscos do projeto PMBOK 2000 PMBOK 2004 11.1 Planejamento de gerenciamento de riscos 11.1 Planejamento de gerenciamento de riscos

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA LICITAÇÃO DE AGÊNCIA DE EVENTOS

TERMO DE REFERÊNCIA PARA LICITAÇÃO DE AGÊNCIA DE EVENTOS 1. Objeto: 1.1.1. Contratação de empresa para prestação, sob demanda, de serviços de planejamento, organização, coordenação, execução, fiscalização e avaliação de eventos com a viabilização de infra-estrutura

Leia mais

EDITAL ONU MULHERES 2011

EDITAL ONU MULHERES 2011 EDITAL ONU MULHERES 2011 O Escritório Sub-Regional da ONU Mulheres para Brasil e países do Cone Sul (Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai) convida organizações da sociedade civil a apresentarem projetos

Leia mais

Termo de Referência. Grupo Interministerial de Monitoramento e Avaliação do II Plano Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas

Termo de Referência. Grupo Interministerial de Monitoramento e Avaliação do II Plano Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas Ministério da Justiça Secretaria Nacional de Justiça Termo de Referência Grupo Interministerial de Monitoramento e Avaliação do II Plano Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas 1. Grupo Interministerial

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL CAPÍTULO I DA FINALIDADE

REGIMENTO INTERNO DO FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL CAPÍTULO I DA FINALIDADE REGIMENTO INTERNO DO FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL CAPÍTULO I DA FINALIDADE Art. 1 o O Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil, constituído em 1994,

Leia mais

Regimento Interno do Comitê de Remuneração e Sucessão

Regimento Interno do Comitê de Remuneração e Sucessão Regimento Interno do Comitê de Remuneração e Sucessão 1 ARTIGO Artigo 1º - NATUREZA, OBJETO E APROVAÇÃO DO REGIMENTO INTERNO Artigo 2º - COMPOSIÇÂO, CARGOS E MANDATOS Artigo 3º - DA PRESIDÊNCIA E SECRETARIADO

Leia mais

CONCLUSÕES E RECOMENDAÇÕES

CONCLUSÕES E RECOMENDAÇÕES TERCEIRA REUNIÃO DE MINISTROS DA JUSTIÇA OEA/Ser.K/XXXIV.3 OU DE MINISTROS OU PROCURADORES-GERAIS REMJA-III/doc. 13/00 rev. 2 DAS AMÉRICAS 3 março 2000 1º a 3 de março de 2000 Original: espanhol San José,

Leia mais

ACORDO SOBRE O PROJETO FOMENTO DA GESTÃO AMBIENTAL E DE PRODUÇÃO MAIS LIMPA EM PEQUENAS E MEDIAS EMPRESAS

ACORDO SOBRE O PROJETO FOMENTO DA GESTÃO AMBIENTAL E DE PRODUÇÃO MAIS LIMPA EM PEQUENAS E MEDIAS EMPRESAS MERCOSUL/CMC/DEC. Nº 09/04 ACORDO SOBRE O PROJETO FOMENTO DA GESTÃO AMBIENTAL E DE PRODUÇÃO MAIS LIMPA EM PEQUENAS E MEDIAS EMPRESAS TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto, as

Leia mais

PROGRAMA SELO DE QUALIDADE

PROGRAMA SELO DE QUALIDADE CONSELHO REGIONAL DE QUÍMICA IV REGIÃO (SP) COMISSÃO DE ENSINO TÉCNICO PROGRAMA SELO DE QUALIDADE PARA CURSOS TÉCNICOS DA ÁREA QUÍMICA CRITÉRIOS PARA A RECERTIFICAÇÃO VERSÃO 1 - NOVEMBRO DE 2010 WWW.CRQ4.ORG.BR

Leia mais

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DA SECRETARIA DO MERCOSUL

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DA SECRETARIA DO MERCOSUL MERCOSUL/GMC/RES. N 01/03 ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DA SECRETARIA DO MERCOSUL TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto, as Decisões Nº 04/96, 24/00, 1/02, 16/02 e 30/02 do Conselho

Leia mais

Relatório Consolidado Indicadores Quantitativos. Programa de Fortalecimento Institucional, Participação e Controle Social Barro Alto - GO

Relatório Consolidado Indicadores Quantitativos. Programa de Fortalecimento Institucional, Participação e Controle Social Barro Alto - GO Relatório Consolidado Indicadores Quantitativos Programa de Fortalecimento Institucional, Participação e Controle Social Barro Alto - GO Relatório Consolidado Programa de Fortalecimento e Barro Alto -

Leia mais

PODER EXECUTIVO ANEXO I ATRIBUIÇÕES DO CARGO DE ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL

PODER EXECUTIVO ANEXO I ATRIBUIÇÕES DO CARGO DE ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL ANEXO I ATRIBUIÇÕES DO CARGO DE ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL a) formulação, implantação e avaliação de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento sócio-econômico e

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS

AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS MERCOSUL MEIO AMBIENTE - SGT6 - Gestão de Recursos Hídricos em Bacias Compartilhadas Gisela Forattini Superintendente de Fiscalização Brasília DF setembro/2002 Bacia Amazônica

Leia mais

ESTATUTO DA CIDADANIA DO MERCOSUL PLANO DE AÇÃO

ESTATUTO DA CIDADANIA DO MERCOSUL PLANO DE AÇÃO MERCOSUL/CMC/DEC. N 64/10 ESTATUTO DA CIDADANIA DO MERCOSUL PLANO DE AÇÃO TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto e a Decisão N 63/10 do Conselho do Mercado Comum. CONSIDERANDO:

Leia mais

PAUTAS NEGOCIADORAS DA RED

PAUTAS NEGOCIADORAS DA RED MERCOSUL/GMC/RES. Nº 39/00 PAUTAS NEGOCIADORAS DA RED TENDO EM VISTA: o Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto e a Resolução Nº 76/98 do Grupo Mercado Comum e a Recomendação N 1/00 da RED. CONSIDERANDO:

Leia mais

DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL

DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL Faculdade Educacional da Lapa 1 FAEL RESULTADOS - AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2012 O referido informativo apresenta uma súmula dos resultados da autoavaliação institucional, realizada no ano de 2012, seguindo

Leia mais

XX Congresso Panamericano da Criança e do Adolescente

XX Congresso Panamericano da Criança e do Adolescente CD/doc. 18/08 Resolução CD/RES.07 (83-R/08) 5 de dezembro, 2008. PROJETO DE TEMÁRIO XX Congresso Panamericano da Criança e do Adolescente A realizar-se em Lima, Peru, setembro de 2009. Indice I. Introdução

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO Brasília, 7 de fevereiro de 2011. Prezadas Senhoras, Prezados Senhores, A ONU Mulheres Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres solicita

Leia mais

ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE

ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE Adoptada pelos Ministros da Saúde e Ministros do Ambiente na Segunda Conferência Interministerial sobre Saúde e

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA UNILA CONSELHO UNIVERSITÁRIO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA UNILA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO CONSUN Nº 029 DE 1º DE OUTUBRO DE 2014 Aprova as Diretrizes da Política de Mobilidade Acadêmica da Universidade Federal da Integra ção Latino-Americana UNILA. O Conselho Universitário da Universidade

Leia mais

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM DECRETO nº 1098, de 12 de fevereiro de 2009 Dispõe sobre alocação, denominação e atribuições dos órgãos que compõem a estrutura organizacional do Gabinete da Prefeita e dá outras providências. A PREFEITA

Leia mais

R E M J A VIII. 24, 25 e 26 de fevereiro de 2010

R E M J A VIII. 24, 25 e 26 de fevereiro de 2010 R E M J A VIII Brasília, Brasil 24, 25 e 26 de fevereiro de 2010 Antecedentes da Rede Institucionalização da Rede Composição da Rede Progressos desde a REMJA VII Novos Avanços Propósito: aumentar e melhorar

Leia mais

Programa Gulbenkian Inovar em Saúde

Programa Gulbenkian Inovar em Saúde REGULAMENTO DO CONCURSO Concurso para financiamento de projetos em Literacia em Saúde 2013 Artigo 1º Objeto O presente Regulamento estabelece as normas de acesso ao concurso para financiamento de projetos

Leia mais