Aula 1: Introdução à Teoria dos Jogos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aula 1: Introdução à Teoria dos Jogos"

Transcrição

1 Aula 1: Introdução à Teoria dos Jogos Prof. Leandro Chaves Rêgo Programa de Pós-Graduação em Estatística - UFPE Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção - UFPE Recife, 12 de Agosto de 2014

2 O que é Teoria dos Jogos? Teoria dos jogos é um ramo da matemática aplicada que analisa a interação de um grupo de agentes (ou jogadores) racionais que se comportam estrategicamente. Agentes ou Jogadores: São as entidades que precisam tomar decisões em uma dada situação. Por exemplo, indivíduos, empresas, animais, países, times, etc. Grupo: Em geral, assume-se que jogos contem mais de um agente. Um problema de decisão é um jogo com apenas um agente. Interação: Deve existir pelo menos um agente cujas decisões influenciem nas decisões de algum outro agente do grupo, caso contrário, tem-se uma série de problemas de decisão independentes. Estrategicamente: Agentes analisam as interdependências entre suas escolhas ao tomarem suas decisões. Racionais: Agentes levam em conta a interdependência entre suas escolhas e agem de forma a obter conseqüências mais próximas possíveis de objetivos pré-estabelecidos dado conhecimento de como outros agentes do grupo se comportam.

3 O que é Teoria dos Jogos? Teoria dos jogos é um ramo da matemática aplicada que analisa a interação de um grupo de agentes (ou jogadores) racionais que se comportam estrategicamente. Agentes ou Jogadores: São as entidades que precisam tomar decisões em uma dada situação. Por exemplo, indivíduos, empresas, animais, países, times, etc. Grupo: Em geral, assume-se que jogos contem mais de um agente. Um problema de decisão é um jogo com apenas um agente. Interação: Deve existir pelo menos um agente cujas decisões influenciem nas decisões de algum outro agente do grupo, caso contrário, tem-se uma série de problemas de decisão independentes. Estrategicamente: Agentes analisam as interdependências entre suas escolhas ao tomarem suas decisões. Racionais: Agentes levam em conta a interdependência entre suas escolhas e agem de forma a obter conseqüências mais próximas possíveis de objetivos pré-estabelecidos dado conhecimento de como outros agentes do grupo se comportam.

4 O que é Teoria dos Jogos? Teoria dos jogos é um ramo da matemática aplicada que analisa a interação de um grupo de agentes (ou jogadores) racionais que se comportam estrategicamente. Agentes ou Jogadores: São as entidades que precisam tomar decisões em uma dada situação. Por exemplo, indivíduos, empresas, animais, países, times, etc. Grupo: Em geral, assume-se que jogos contem mais de um agente. Um problema de decisão é um jogo com apenas um agente. Interação: Deve existir pelo menos um agente cujas decisões influenciem nas decisões de algum outro agente do grupo, caso contrário, tem-se uma série de problemas de decisão independentes. Estrategicamente: Agentes analisam as interdependências entre suas escolhas ao tomarem suas decisões. Racionais: Agentes levam em conta a interdependência entre suas escolhas e agem de forma a obter conseqüências mais próximas possíveis de objetivos pré-estabelecidos dado conhecimento de como outros agentes do grupo se comportam.

5 O que é Teoria dos Jogos? Teoria dos jogos é um ramo da matemática aplicada que analisa a interação de um grupo de agentes (ou jogadores) racionais que se comportam estrategicamente. Agentes ou Jogadores: São as entidades que precisam tomar decisões em uma dada situação. Por exemplo, indivíduos, empresas, animais, países, times, etc. Grupo: Em geral, assume-se que jogos contem mais de um agente. Um problema de decisão é um jogo com apenas um agente. Interação: Deve existir pelo menos um agente cujas decisões influenciem nas decisões de algum outro agente do grupo, caso contrário, tem-se uma série de problemas de decisão independentes. Estrategicamente: Agentes analisam as interdependências entre suas escolhas ao tomarem suas decisões. Racionais: Agentes levam em conta a interdependência entre suas escolhas e agem de forma a obter conseqüências mais próximas possíveis de objetivos pré-estabelecidos dado conhecimento de como outros agentes do grupo se comportam.

6 O que é Teoria dos Jogos? Teoria dos jogos é um ramo da matemática aplicada que analisa a interação de um grupo de agentes (ou jogadores) racionais que se comportam estrategicamente. Agentes ou Jogadores: São as entidades que precisam tomar decisões em uma dada situação. Por exemplo, indivíduos, empresas, animais, países, times, etc. Grupo: Em geral, assume-se que jogos contem mais de um agente. Um problema de decisão é um jogo com apenas um agente. Interação: Deve existir pelo menos um agente cujas decisões influenciem nas decisões de algum outro agente do grupo, caso contrário, tem-se uma série de problemas de decisão independentes. Estrategicamente: Agentes analisam as interdependências entre suas escolhas ao tomarem suas decisões. Racionais: Agentes levam em conta a interdependência entre suas escolhas e agem de forma a obter conseqüências mais próximas possíveis de objetivos pré-estabelecidos dado conhecimento de como outros agentes do grupo se comportam.

7 Aplicações No sentido usual um jogo é uma atividade competitiva no qual jogadores disputam uns com os outros de acordo com um conjunto de regras. O escopo de aplicações de teoria dos jogos é bem maior do que esses jogos. Por exemplo, podemos utilizar teoria dos jogos para modelar: firmas que competem por um mercado, políticos competindo por votos, membros de um juri decidindo sobre um veredito, animais brigando por uma presa, pessoas competindo em um leilão, etc. Exemplo Assuma que 6 pessoas vão a um bar. Se cada uma delas paga sua própria conta, temos 6 problemas de decisão. Se elas rateiam a conta igualmente, temos um problema de teoria dos jogos.

8 Modelagem e Análise Início: Idéia relacionada a algum aspecto sobre uma interação entre agentes. Em seguida, utiliza-se um modelo para expressar esta idéia. modelo rico o suficiente, mas não muito detalhado. A análise do modelo pode confirmar ou não nossas intuições sobre a situação. intuição errada: a análise pode nos ajudar a entender por que ela está errada. intuição correta: alguma suposição do modelo foi inapropriada, ou um elemento importante está faltando no modelo. Podemos tentar estudar a situação com outro modelo. Portanto, tanto nossas intuições podem esclarecer que algumas suposições do modelo não são apropriadas, como a análise do modelo pode esclarecer que nossa intuição não fazia sentido. Em ambas as situações, o processo de formulação e análise do modelo melhorará nosso entendimento sobre a situação que estamos considerando.

9 Experimentos de Motivação Experimento 1: Suponha que urna A contém 100 bolas, sendo 90 brancas, 6 vermelhas, 1 verde, e 3 amarelas. Uma urna B contém 100 bolas, sendo 90 brancas, 7 vermelhas, 1 verde e 2 amarelas. Você tem que escolher entre sortear uma bola da urna A ou da urna B. Se uma bola é retirada da urna A, você recebe R$0 se a bola for branca, R$45 se a bola for vermelha, R$30 se a bola for verde e você tem que pagar R$15 se a bola for amarela. Se uma bola é retirada da urna B, você recebe R$0 se a bola for branca, R$45 se a bola for vermelha, você têm que pagar R$10 se a bola for verde e pagar R$15 se a bola for amarela. O que você prefere?

10 Experimentos de Motivação Experimento 2: Cada um de vocês (estudantes neste curso) tem de escolher um número inteiro entre 0 e 100. Suponha que duplas de estudantes serão formadas aleatoriamente e de cada dupla sairá vencedor o estudante que escolher o maior inteiro que não for maior que 2/3 da média dos dois números escolhidos pela dupla. Escolha o seu número e justifique a sua escolha.

11 Experimentos de Motivação Experimento 3: Cada um de vocês (estudantes neste curso) tem de escolher um número inteiro entre 0 e 100. Cada estudante que escolher o maior inteiro que não for maior que 2/3 da média de todas as respostas ganhará um bilhete premiado da Mega-sena. Escolha o seu número e justifique a sua escolha.

12 Experimentos de Motivação Experimento 4: Imagine que você é um dos jogadores no seguinte jogo envolvendo duas pessoas: Cada um dos jogadores tem que escolher uma quantidade entre R$180 e R$300. Ambos jogadores recebem o pagamento igual a menor das duas quantidades escolhidas. R$50 reais são transferidos do jogador que escolher a quantidade maior para o jogador que escolher a quantidade menor. No caso em que ambos jogadores escolhem mesma quantidade, eles recebem esta quantidade e nenhuma transferência é feita. Escolha sua quantidade e justifique sua escolha.

13 Experimentos de Motivação Experimento 5: Cada um de vocês participarão em um leilão para um carro de valor de marcado de R$ ,00 (cem mil reais). A regra do leilão é a seguinte: para participar do leilão você terá que pagar R$50,00 e fazer uma oferta em valores inteiros de reais para arrematar o carro. Ganha o carro a pessoa com a menor oferta única. Escolha sua oferta e justifique a sua escolha.

14 Experimentos de Motivação Experimento 6: Você está participando em um jogo com 4 outros jogadores. No jogo, cada jogador recebe R$100,00 reais. Você tem que decidir como distribuir este dinheiro entre dois fundos de investimento diferentes: 1 Seu fundo pessoal: para cada real que você investe em seu fundo pessoal, somente você receberá R$4,00 reais. 2 Fundo participativo: para cada real que qualquer jogador investir neste fundo participativo, todos os jogadores receberão R$2,00, independentemente de quanto cada jogador tenha ele próprio investido neste fundo. Você pode distribuir o dinheiro da maneira que você desejar. Diga quantos reais você investirá no fundo participativo e justifique sua escolha.

O Dilema do Prisioneiro. Série Matemática na Escola. Objetivos 1. Discutir sobre um problema clássico da Teoria dos Jogos

O Dilema do Prisioneiro. Série Matemática na Escola. Objetivos 1. Discutir sobre um problema clássico da Teoria dos Jogos O Dilema do Prisioneiro Série Matemática na Escola Objetivos 1. Discutir sobre um problema clássico da Teoria dos Jogos O Dilema do Prisioneiro Série Matemática na Escola Conteúdos Lógica, Teoria dos Jogos

Leia mais

PROBABILIDADE. Numero de Resultados Desejado Numero de Resultados Possiveis EXERCÍCIOS DE AULA

PROBABILIDADE. Numero de Resultados Desejado Numero de Resultados Possiveis EXERCÍCIOS DE AULA PROBABILIDADE São duas as questões pertinentes na resolução de um problema envolvendo probabilidades. Primeiro, é preciso quantificar o conjunto de todos os resultados possíveis, que será chamado de espaço

Leia mais

Unidade IV ESTRATÉGIA APLICADA. Profª. Lérida Malagueta

Unidade IV ESTRATÉGIA APLICADA. Profª. Lérida Malagueta Unidade IV ESTRATÉGIA APLICADA TEORIA DOS JOGOS Profª. Lérida Malagueta Estratégia estritamente dominada Representa estrategicamente a fraqueza algébrica da escolha. Os jogadores têm uma ou mais opções

Leia mais

Probabilidade. Evento (E) é o acontecimento que deve ser analisado.

Probabilidade. Evento (E) é o acontecimento que deve ser analisado. Probabilidade Definição: Probabilidade é uma razão(divisão) entre a quantidade de eventos e a quantidade de amostras. Amostra ou espaço amostral é o conjunto formado por todos os elementos que estão incluídos

Leia mais

Pesquisa Operacional. Introdução à Pesquisa Operacional

Pesquisa Operacional. Introdução à Pesquisa Operacional Pesquisa Operacional Introdução à Pesquisa Operacional 1 PESQUISA OPERACIONAL PO Sumário Origens A natureza O impacto Principais sociedades profissionais ligadas à PO Algumas publicações científicas ligadas

Leia mais

3. A probabilidade do evento de números pares. 4. O evento formado por número menor que três. 5. A probabilidade do evento número menor que três.

3. A probabilidade do evento de números pares. 4. O evento formado por número menor que três. 5. A probabilidade do evento número menor que três. 1 a Lista de Exercício - Estatística (Probabilidade) Profa. Ms. Ulcilea A. Severino Leal Algumas considerações importantes sobre a resolução dos exercícios. (i) Normas da língua culta, sequência lógica

Leia mais

Se A =, o evento é impossível, por exemplo, obter 7 no lançamento de um dado.

Se A =, o evento é impossível, por exemplo, obter 7 no lançamento de um dado. PROBABILIDADE Espaço amostral Espaço amostral é o conjunto universo U de todos os resultados possíveis de um experimento aleatório. O número de elementos desse conjunto é indicado por n(u). Exemplos: No

Leia mais

QUESTÕES DE CONCURSOS PÚBLICOS ENVOLVENDO PROBABILIDADE

QUESTÕES DE CONCURSOS PÚBLICOS ENVOLVENDO PROBABILIDADE QUESTÕES DE CONCURSOS PÚBLICOS ENVOLVENDO PROBABILIDADE 1) Uma moeda não tendenciosa é lançada quatro vezes. A probabilidade de que sejam obtidas duas caras e duas coroas é: (A) 3/8 (B) ½ (C) 5/8 (D) 2/3

Leia mais

Probabilidade e Estatística Preparação para P1

Probabilidade e Estatística Preparação para P1 robabilidade e Estatística reparação para rof.: Duarte ) Uma TV que valia R$ 00,00, entrou em promoção e sofreu uma redução de 0% em seu preço. Qual é o novo preço da TV? ) Um produto foi vendido por R$

Leia mais

ADAPTAÇÃO PEGA VARETAS (Números Inteiros Negativos)

ADAPTAÇÃO PEGA VARETAS (Números Inteiros Negativos) 1 ADAPTAÇÃO PEGA VARETAS (Números Inteiros Negativos) Objetivos Introduzir o conceito de números inteiros negativos; Desenvolvimento O professor confeccionará o jogo com os alunos ou distribuirá os jogos

Leia mais

Aula demonstrativa Apresentação... 2 Prova Resolvida Matemática Financeira TCE/SC... 3

Aula demonstrativa Apresentação... 2 Prova Resolvida Matemática Financeira TCE/SC... 3 Aula demonstrativa Apresentação... 2 Prova Resolvida Matemática Financeira TCE/SC... 3 1 Apresentação Olá, pessoal! Tudo bem com vocês? Saiu o edital para Analista de Controle do TCE/PR. Esta é a aula

Leia mais

Tópico 3. Estudo de Erros em Medidas

Tópico 3. Estudo de Erros em Medidas Tópico 3. Estudo de Erros em Medidas A medida de uma grandeza é obtida, em geral, através de uma experiência, na qual o grau de complexidade do processo de medir está relacionado com a grandeza em questão

Leia mais

Noite de Forró. Série Matemática na Escola

Noite de Forró. Série Matemática na Escola Noite de Forró Série Matemática na Escola Objetivos 1. Definir a probabilidade de eventos; 2. Calcular a probabilidade de eventos complementares; 3. Introduzir a regra do produto em probabilidade. Noite

Leia mais

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA FACULDADE DE CIÊNCIAS NATURAIS E MATEMÁTICA DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA Campus de Lhanguene, Av. de Moçambique, km 1, Tel: +258 21401078, Fax: +258 21401082, Maputo Cursos de Licenciatura em Ensino de Matemática

Leia mais

Prof. Luiz Alexandre Peternelli

Prof. Luiz Alexandre Peternelli Exercícios propostos 1. Numa prova há 7 questões do tipo verdadeiro-falso ( V ou F ). Calcule a probabilidade de acertarmos todas as 7 questões se: a) Escolhermos aleatoriamente as 7 respostas. b) Escolhermos

Leia mais

Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) Microeconomía II CSA-140 Prof. Martin H. Vargas Barrenechea Lista

Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) Microeconomía II CSA-140 Prof. Martin H. Vargas Barrenechea Lista Questão 1 (Preferências Altruísticas) A persona 1 se importa con sua renda e com a renda da persona 2. Precisamente, o valor que ela coloca sobre sua renda é o mesmo que dá para duas unidades de renda

Leia mais

I - Introdução à Simulação

I - Introdução à Simulação 1 I - Introdução à Simulação Simulação é, entendida como a imitação de uma operação ou de um processo do mundo real. A simulação envolve a geração de uma história artificial de um sistema para a análise

Leia mais

Pesquisa Operacional. Definição. Sumário 2/23/2016

Pesquisa Operacional. Definição. Sumário 2/23/2016 Pesquisa Operacional Prof. Adriano Maranhão Apresentação (Professor) Site: www.resenhadevalor.com.br Graduado em Ciências da Computação UVA/2009 Pós-graduado em Engenharia de Software INTA/2010 DTI/Sobral

Leia mais

Volume, cones e cilindros. Série Problemas e soluções. Objetivo 1. Apresentar uma aplicação do cálculo do volume de sólidos no cotidiano.

Volume, cones e cilindros. Série Problemas e soluções. Objetivo 1. Apresentar uma aplicação do cálculo do volume de sólidos no cotidiano. Volume, cones e cilindros Série Problemas e soluções Objetivo 1. Apresentar uma aplicação do cálculo do volume de sólidos no cotidiano. Volume, cones e cilindros Série Problemas e Soluções Conteúdos Volumes

Leia mais

Microeconomia II. Cursos de Economia e de Matemática Aplicada à Economia e Gestão. AULA 1.3 Jogos na Forma Extensiva informação num jogo

Microeconomia II. Cursos de Economia e de Matemática Aplicada à Economia e Gestão. AULA 1.3 Jogos na Forma Extensiva informação num jogo Microeconomia II Cursos de Economia e de Matemática Aplicada à Economia e Gestão AULA 1.3 Jogos na Forma Extensiva informação num jogo Isabel Mendes 2007-2008 Na aula 1.1 falou-se ainda dos jogos sequenciais

Leia mais

1) Calcular a probabilidade de se obter 2 prêmios ao abrirem-se 2 círculos de uma mesa com 25 círculos dos quais 5 são premiados.

1) Calcular a probabilidade de se obter 2 prêmios ao abrirem-se 2 círculos de uma mesa com 25 círculos dos quais 5 são premiados. COLÉGIO SANTA MARIA Matemática I / II - Professor: Flávio Verdugo Ferreira Lista de exercícios: Probabilidades 1) Calcular a probabilidade de se obter 2 prêmios ao abrirem-se 2 círculos de uma mesa com

Leia mais

Termo-Estatística (2013) 2ª Aula. Prof. Alvaro Vannucci

Termo-Estatística (2013) 2ª Aula. Prof. Alvaro Vannucci Termo-Estatística (2013) 2ª Aula Prof. Alvaro Vannucci Na Mecânica Estatística, será muito útil a utilização dos conceitos básicos de Análise Combinatória e Probabilidade. Por ex., uma garota vai sair

Leia mais

Coordenadoria de Matemática. Apostila de Probabilidade

Coordenadoria de Matemática. Apostila de Probabilidade Coordenadoria de Matemática Apostila de Probabilidade Vitória ES 1. INTRODUÇÃO CAPÍTULO 03 Quando investigamos algum fenômeno, verificamos a necessidade de descrevê-lo por um modelo matemático que permite

Leia mais

Introdução à Matemática Financeira

Introdução à Matemática Financeira Introdução à Matemática Financeira Prof. Me. Edgard Lourenço Jr. 13 de março de 2015 Assisente de Contabilidade ETEC Gustavo Teixeira São Pedro Prof. Me. Edgard Lourenço Jr. Introdução à Matemática Financeira

Leia mais

MARATONA INSS. Prof. Josimar Padilha

MARATONA INSS. Prof. Josimar Padilha MARATONA INSS Prof. Josimar Padilha Mariana é uma estudante que tem grande apreço pela matemática, apesar de achar essa uma área muito difícil. Sempre que tem tempo suficiente para estudar, Mariana é aprovada

Leia mais

Técnicas de Contagem I II III IV V VI

Técnicas de Contagem I II III IV V VI Técnicas de Contagem Exemplo Para a Copa do Mundo 24 países são divididos em seis grupos, com 4 países cada um. Supondo que a escolha do grupo de cada país é feita ao acaso, calcular a probabilidade de

Leia mais

MATEMÁTICA A - 12o Ano Probabilidades - Teoremas e operações com conjuntos

MATEMÁTICA A - 12o Ano Probabilidades - Teoremas e operações com conjuntos MATEMÁTICA A - 12o Ano Probabilidades - Teoremas e operações com conjuntos Exercícios de exames e testes intermédios 1. Seja Ω, conjunto finito, o espaço de resultados associado a uma certa experiência

Leia mais

Aula demonstrativa Apresentação... 2 Modelos de questões resolvidas AOCP... 3 Relação das questões comentadas... 7 Gabarito... 8

Aula demonstrativa Apresentação... 2 Modelos de questões resolvidas AOCP... 3 Relação das questões comentadas... 7 Gabarito... 8 Aula demonstrativa Apresentação... 2 Modelos de questões resolvidas AOCP... 3 Relação das questões comentadas... 7 Gabarito... 8 1 Apresentação Olá, pessoal! Tudo bem com vocês? Como vocês bem sabem, saiu

Leia mais

ANÁLISE COMBINATÓRIA II E PROBABILIDADE

ANÁLISE COMBINATÓRIA II E PROBABILIDADE 1. (Fac. Albert Einstein - Medicina 2016) Suponha que nos Jogos Olímpicos de 2016 apenas um representante do Brasil faça parte do grupo de atletas que disputarão a final da prova de natação dos 100 metros

Leia mais

Aula 1: Reconhecendo Matrizes

Aula 1: Reconhecendo Matrizes Aula 1: Reconhecendo Matrizes Caro aluno, nesta aula você aprenderá a reconhecer matrizes, posteriormente vamos identificar os tipos de matrizes existentes e como realizar algumas operações entre elas.

Leia mais

Fundamentos da Matemática

Fundamentos da Matemática Fundamentos da Matemática Aula 09 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos

Leia mais

Leilões. Redes Sociais e Econômicas. Prof. André Vignatti

Leilões. Redes Sociais e Econômicas. Prof. André Vignatti Leilões Redes Sociais e Econômicas Prof. André Vignatti Leilões Serve para estudar comportamento econômicos entre indivíduos (no fundo é um jogo) Aplicação direta em publicidade nos mecanismos de busca:

Leia mais

Exercícios resolvidos sobre Teoremas de Probabilidade

Exercícios resolvidos sobre Teoremas de Probabilidade Exercícios resolvidos sobre Teoremas de Probabilidade Aqui você tem mais uma oportunidade de estudar os teoremas da probabilidade, por meio de um conjunto de exercícios resolvidos. Observe como as propriedades

Leia mais

SOFTWARES EDUCATIVOS

SOFTWARES EDUCATIVOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO NÚCLEO DE COMPUTAÇÃO ELETRÔNICA - NCE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO APLICADAS À EDUCAÇÃO - PGTIAE SOFTWARES EDUCATIVOS Anne Caroline de Oliveira

Leia mais

10 opções. 10 opções. 9 opções. 22 opções. 23 opções

10 opções. 10 opções. 9 opções. 22 opções. 23 opções Contagem Princípio Fundamental de Contagem Se algum procedimento pode ser realizado de n 1 maneiras diferentes; se, seguindo este, um segundo procedimento pode ser realizado de n 2 maneiras diferentes;

Leia mais

Noções sobre Probabilidade

Noções sobre Probabilidade Noções sobre Probabilidade Introdução Vimos anteriormente como apresentar dados em tabelas e gráficos, e também como calcular medidas que descrevem características específicas destes dados. Mas além de

Leia mais

12.º Ano de Escolaridade

12.º Ano de Escolaridade gabinete de avaliação educacional T E S T E I N T E R M É D I O D E M A T E M Á T I C A 12.º Ano de Escolaridade (Decreto-Lei n.º 286/89, de 29 de Agosto) (Dec.-Lei n.º 286/89, de 29 de Agosto, para alunos

Leia mais

Matemática Financeira, Raciocínio Lógico E Matemática

Matemática Financeira, Raciocínio Lógico E Matemática Matemática Financeira, Raciocínio Lógico E Matemática CAIXA ECONÔMICA FEDERAL (CAIXA) CESPE www.thiagopacifico.com.br Página thiagopacifico Thiago Pacífico III Matemática Fácil com Thiago PROVA COMENTADA

Leia mais

Sistemas de Informação e Decisão. Douglas Farias Cordeiro

Sistemas de Informação e Decisão. Douglas Farias Cordeiro Sistemas de Informação e Decisão Douglas Farias Cordeiro Decisão Tomamos decisões a todo momento! O que é uma decisão? Uma decisão consiste na escolha de um modo de agir, entre diversas alternativas possíveis,

Leia mais

Objectivo do jogo. 1 carta "gato no saco" 4 cartas de moedas (2, 3, 4, 6 "ratos")

Objectivo do jogo. 1 carta gato no saco 4 cartas de moedas (2, 3, 4, 6 ratos) Objectivo do jogo Com os seus ratos, os jogadores tentarão apanhar vários gatos no saco. No saco, existem tanto gatos bons como maus. Cada jogador também poderá pôr um cão ou um coelho no saco em vez de

Leia mais

Não importa o que você decida

Não importa o que você decida Não importa o que você decida vender ou fazer, todo negócio é sobre pessoas. O nível e a qualidade do seu relacionamento interpessoal determinará os resultados do seu negócio. Arrisco dizer que o valor

Leia mais

O total das vendas foi de 500 mil reais. A vendeu 225 mil reais, B vendeu 175 mil reais. Portanto, C vendeu = 100 mil reais.

O total das vendas foi de 500 mil reais. A vendeu 225 mil reais, B vendeu 175 mil reais. Portanto, C vendeu = 100 mil reais. (TCE-SC 2016/CESPE-UnB) Em cada um dos itens a seguir, é apresentada uma situação hipotética relativa a proporcionalidade, porcentagem e juros, seguida de uma assertiva a ser julgada. 111. A participação

Leia mais

Combinação A forma de escrita. Assim sendo, podemos interpretar este exercício como sendo:

Combinação A forma de escrita. Assim sendo, podemos interpretar este exercício como sendo: Combinação 016 1. (Fgv 015) Em uma sala estão presentes n pessoas, com n 3. Pelo menos uma pessoa da sala não trocou aperto de mão com todos os presentes na sala, e os demais presentes trocaram apertos

Leia mais

JOVENS, SONHO E POLÍTICA

JOVENS, SONHO E POLÍTICA JOVENS, SONHO E POLÍTICA JOGO DA POLÍTICA Sumário Executivo Sonho Brasileiro da Política Em 2013 milhares de jovens foram às ruas e se manifestaram politicamente. Foi um marco simbólico. O primeiro encontro

Leia mais

Contextualização Pesquisa Operacional - Unidade de Conteúdo II

Contextualização Pesquisa Operacional - Unidade de Conteúdo II Contextualização Pesquisa Operacional - Unidade de Conteúdo II O tópico contextualização visa vincular o conhecimento acerca do tema abordado, à sua origem e à sua aplicação. Você encontrará aqui as ideias

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Unidade Universitária Escola de Engenharia Curso Engenharia Mecânica Disciplina Engenharia Econômica Professor(es) Professor Doutor Agostinho Celso Pascalicchio Carga horária Teoria: 02 Prática: 00 Total:

Leia mais

Comércio numa cidade

Comércio numa cidade Comércio numa cidade Alberto A. Pinto a,c, Telmo Parreira b,c a Departamento de Matemática, Faculdade de Ciências, Universidade do Porto, Portugal b Universidade do Minho, Portugal c LIAAD-INESC Porto

Leia mais

Matemática Financeira

Matemática Financeira Matemática Financeira 2016.2 Sumário Capítulo I. Introdução à Apostila... 4 Capítulo II. Fundamentos da Matemática Financeira... 5 2.1. INTRODUÇÃO... 5 2.2. CAPITAL, NÚMERO DE PERÍODOS, JURO, MONTANTE,

Leia mais

REGULAMENTO DA 15ª COPA RURAL DE FUTSAL (SUPER LIGA REGIONAL DE FUTSAL 2016)

REGULAMENTO DA 15ª COPA RURAL DE FUTSAL (SUPER LIGA REGIONAL DE FUTSAL 2016) REGULAMENTO REGULAMENTO DA 15ª COPA RURAL DE FUTSAL (SUPER LIGA REGIONAL DE FUTSAL 2016) DA PRIMEIRA FASE Art.1º A 15ª Copa Rural de Futsal, realizada pelo Departamento de Esportes da Rádio Rural de Guarabira,

Leia mais

TCC EM SISTEMAS DA INFORMAÇÃO. Aula 1-Análise Crítica do Projeto TCC

TCC EM SISTEMAS DA INFORMAÇÃO. Aula 1-Análise Crítica do Projeto TCC Aula 1-Análise Crítica do Projeto TCC OBJETIVO DESTA AULA Nesta primeira aula estaremos apresentando todas as regras da disciplina. Explicaremos o que deve ser desenvolvido como produto final, bem como

Leia mais

Instituto Tecnológico de Aeronáutica Divisão de Engenharia Mecânica-Aeronáutica. MOQ-13 Probabilidade e Estatística

Instituto Tecnológico de Aeronáutica Divisão de Engenharia Mecânica-Aeronáutica. MOQ-13 Probabilidade e Estatística Instituto Tecnológico de Aeronáutica Divisão de Engenharia Mecânica-Aeronáutica MOQ-13 Probabilidade e Estatística Profa. Denise Beatriz Ferrari www.mec.ita.br/ denise denise@ita.br 16/11/2011 Testes de

Leia mais

MB-210 Probabilidade e Estatística

MB-210 Probabilidade e Estatística Instituto Tecnológico de Aeronáutica Divisão de Engenharia Mecânica-Aeronáutica MB-210 Probabilidade e Estatística Profa. Denise Beatriz Ferrari www.mec.ita.br/ denise denise@ita.br 2o. semestre/2013 Testes

Leia mais

Décimo Terceiro Salário

Décimo Terceiro Salário Décimo Terceiro Salário Sophia Mind A Sophia Mind Pesquisa e Inteligência de Mercado é a empresa do grupo de comunicação feminina Bolsa de Mulher voltada para pesquisa e inteligência de mercado. Cem por

Leia mais

VALOR DO DINHEIRO NO TEMPO E PORCENTAGEM. Profa. Dra. Lousanne Cavalcanti Barros Resende

VALOR DO DINHEIRO NO TEMPO E PORCENTAGEM. Profa. Dra. Lousanne Cavalcanti Barros Resende VALOR DO DINHEIRO NO TEMPO E 1 PORCENTAGEM Profa. Dra. Lousanne Cavalcanti Barros Resende 2 Objetivos da aula Apresentar e contextualizar o valor do dinheiro no tempo; Diferenciar Capital e Montante; Apresentar

Leia mais

Processos Estocásticos

Processos Estocásticos Processos Estocásticos Primeira Lista de Exercícios de junho de 0 Quantos códigos de quatro letras podem ser construídos usando-se as letras a, b, c, d, e, f se: a nenhuma letra puder ser repetida? b qualquer

Leia mais

7.1. Discussão teórica A aula foi produzida a partir dos tópicos presentes no currículo nacional do Ensino Médio.

7.1. Discussão teórica A aula foi produzida a partir dos tópicos presentes no currículo nacional do Ensino Médio. 1. Escola: Aníbal de Freitas 2. Bolsista Aline Chinalia 3. Data: 05/08/2015 4. Atividade: Aula Tema: Equações do Segundo Grau 5. Duração: 1h20 min 6. Objetivo: O objetivo desta atividade é trabalhar um

Leia mais

6ª Lista de Probabilidade I Professor: Spencer

6ª Lista de Probabilidade I Professor: Spencer 6ª Lista de Probabilidade I Professor: Spencer 1) Em um determinado processo de fabricação, 10% das peças são consideradas defeituosas. As peças são acondicionadas em caixas com 5 unidades cada uma, Pergunta-se:

Leia mais

3º Ano do Ensino Médio. Aula nº06

3º Ano do Ensino Médio. Aula nº06 Nome: Ano: º Ano do E.M. Escola: Data: / / 3º Ano do Ensino Médio Aula nº06 Assunto: Noções de Estatística 1. Conceitos básicos Definição: A estatística é a ciência que recolhe, organiza, classifica, apresenta

Leia mais

LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES

LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES Matemática e suas Tecnologias CÓDIGO DA PROVA / SIMULADO Aluno(a): POMA - Matemática Questões Professores: Neydiwan PC 0-0 - 4 ª Série º Bimestre - N 0 / 06 / 06 LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES Este caderno

Leia mais

Palavras-chave: TIC; experimento; espaço amostral; evento.

Palavras-chave: TIC; experimento; espaço amostral; evento. UMA INTRODUÇÃO À TEORIA DA PROBABILIDADE: O USO DE AULAS MULTIMÍDIAS COMO FACILITADOR DO PROCESSO ENSINO- APRENDIZAGEM Diánis Ferreira Irias dianis.irias@hotmail.com Laura Lima Dias laura_limadias@hotmail.com

Leia mais

REGULAMENTO VI COPA LOC GAMES DE FUTEBOL DIGITAL

REGULAMENTO VI COPA LOC GAMES DE FUTEBOL DIGITAL 1. AGRADECIMENTOS REGULAMENTO VI COPA LOC GAMES DE FUTEBOL DIGITAL Sem parceria e muita dedicação de pessoas e empresas envolvidas, esse projeto não seria possível, por isso, nossos sinceros agradecimentos

Leia mais

LABORATÓRIO DE INTRODUÇÃO A CIÊNCIA DE COMPUTAÇÃO TRABALHO SEMESTRAL:

LABORATÓRIO DE INTRODUÇÃO A CIÊNCIA DE COMPUTAÇÃO TRABALHO SEMESTRAL: LABORATÓRIO DE INTRODUÇÃO A CIÊNCIA DE COMPUTAÇÃO TRABALHO SEMESTRAL: JOGO DA FORCA ALUNOS: LEANDRO LUIS BELLINI JONATA PEREIRA MARTINS ROGER DOS SANTOS AGUERA PROFESSOR: SEIJI ISOTANI UNIVERSIDADE DE

Leia mais

Bingo Atômico. Apresentação

Bingo Atômico. Apresentação Bingo Atômico Apresentação O Jogo do Bingo é bem conhecido popularmente e bastante interessante para ser adaptado para a finalidade educativa. O conteúdo abordado nesta atividade é referente à atomística

Leia mais

CONVÍVIO DE MINI-HÓQUEI EM PATINS REGULAMENTO. Setembro 2016 DTN Luis Sénica

CONVÍVIO DE MINI-HÓQUEI EM PATINS REGULAMENTO. Setembro 2016 DTN Luis Sénica CONVÍVIO DE MINI-HÓQUEI EM PATINS REGULAMENTO Setembro 2016 DTN Luis Sénica 1. INTRODUÇÃO O principal objetivo do Mini HP é permitir a crianças de ambos os sexos a sua primeira experiência no Hóquei em

Leia mais

2. ALGORITMOS. Unesp Campus de Guaratinguetá

2. ALGORITMOS. Unesp Campus de Guaratinguetá 2. ALGORITMOS Unesp Campus de Guaratinguetá Curso de Programação Computadores Prof. Aníbal Tavares Profa. Cassilda Ribeiro Ministrado por: Prof. André Amarante Problemas: Unesp-Campus de Guaratinguetá

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Mintzberg Define planejamento estratégico como sendo processo gerencial que possibilita ao executivo estabelecer o rumo a ser seguido pela empresa, com vistas a obter um nível

Leia mais

Introdução à Microeconomia

Introdução à Microeconomia Fundamentos da microeconomia Introdução à Microeconomia Capítulo II Microeconomia: é o ramo da economia que trata do comportamento das unidades econômicas individuais (consumidores, empresas, trabalhadores

Leia mais

Corpo da Dissertação ou Tese

Corpo da Dissertação ou Tese PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E ENGENHARIA DOS MATERIAIS PGCEM DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA SEMINÁRIOS Corpo da Dissertação ou Tese 2015/02 Corpo

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM EXPRESSÃO GRÁFICA DISCIPLINA: CEG201-INTRODUÇÃO À EXPRESSÃO GRÁFICA. Professora Vaz. 1º semestre 2015

CURSO DE BACHARELADO EM EXPRESSÃO GRÁFICA DISCIPLINA: CEG201-INTRODUÇÃO À EXPRESSÃO GRÁFICA. Professora Vaz. 1º semestre 2015 CURSO DE BACHARELADO EM EXPRESSÃO GRÁFICA DISCIPLINA: CEG201-INTRODUÇÃO À EXPRESSÃO GRÁFICA Professora Vaz 1º semestre 2015 1 AULA 01 (03 DE MARÇO) Professora Vaz 1º semestre 2015 2 EMENTA Definição e

Leia mais

Aula 4: Bases Numéricas

Aula 4: Bases Numéricas Aula 4: Bases Numéricas Diego Passos Universidade Federal Fluminense Fundamentos de Arquiteturas de Computadores Diego Passos (UFF) Bases Numéricas FAC 1 / 36 Introdução e Justificativa Diego Passos (UFF)

Leia mais

Aula 12 Composição Relação-Conjunto Fuzzy.

Aula 12 Composição Relação-Conjunto Fuzzy. Aula 12 Composição Relação-Conjunto Fuzzy. MS58 - Introdução à Teoria Fuzzy Marcos Eduardo Valle Departamento de Matemática Aplicada Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica Universidade

Leia mais

SOMOS LIVRES AO DECIDIR

SOMOS LIVRES AO DECIDIR FILOSOFIA 2º ano Partindo do principio de que liberdade é LIBERDADE DE ESCOLHER Afinal, até onde alcança o poder da nossa liberdade? Nossas escolhas estão ligadas aos princípios morais da nossa sociedade;

Leia mais

Limites Uma teoria abordando os principais tópicos sobre a teoria dos limites. José Natanael Reis

Limites Uma teoria abordando os principais tópicos sobre a teoria dos limites. José Natanael Reis Limites Uma teoria abordando os principais tópicos sobre a teoria dos limites Este trabalho tem como foco, uma abordagem sobre a teoria dos limites. Cujo objetivo é o método para avaliação da disciplina

Leia mais

PESQUISA OPERACIONAL I

PESQUISA OPERACIONAL I PESQUISA OPERACIONAL I Professor: Dr. Edwin B. Mitacc Meza edwin.professor@gmail.com www.engenharia-puro.com.br/edwin O Processo de Modelagem Modelagem Matemática É possível, de uma forma bastante geral,

Leia mais

MODELO DE DOCUMENTO DE DESIGN DE JOGO DDJ BANCO IMOBILIÁRIO

MODELO DE DOCUMENTO DE DESIGN DE JOGO DDJ BANCO IMOBILIÁRIO MODELO DE DOCUMENTO DE DESIGN DE JOGO DDJ BANCO IMOBILIÁRIO 1 OBJETIVOS DO DESENVOLVEDOR (PROPÓSITO DO JOGO) Objetivos do desenvolvedor são: _Motivos para criar o _Objetivos que pretende atingir; _Estímulos

Leia mais

Dureza Rockwell. No início do século XX houve muitos progressos. Nossa aula. Em que consiste o ensaio Rockwell. no campo da determinação da dureza.

Dureza Rockwell. No início do século XX houve muitos progressos. Nossa aula. Em que consiste o ensaio Rockwell. no campo da determinação da dureza. A UU L AL A Dureza Rockwell No início do século XX houve muitos progressos no campo da determinação da dureza. Introdução Em 1922, Rockwell desenvolveu um método de ensaio de dureza que utilizava um sistema

Leia mais

Instruções para a Prova de MATEMÁTICA APLICADA:

Instruções para a Prova de MATEMÁTICA APLICADA: Instruções para a Prova de : Confira se seu nome e RG estão corretos. Não se esqueça de assinar a capa deste caderno, no local indicado, com caneta azul ou preta. A duração total do Módulo Discursivo é

Leia mais

Lista de Exercícios 4

Lista de Exercícios 4 Introdução à Teoria de Probabilidade. Informática Biomédica. Departamento de Física e Matemática. USP-RP. Prof. Rafael A. Rosales 30 de maio de 2007. Lista de Exercícios 4 são difíceis, são bem mais difíceis.

Leia mais

MaTICpólio Breve descrição do jogo

MaTICpólio Breve descrição do jogo MaTICpólio Breve descrição do jogo O MaTICpólio é um jogo onde se compram, trespassam ou alugam propriedades, bens ou serviços de uma maneira vantajosa, para que os jogadores aumentem o seu capital sendo

Leia mais

País do Futebol 1. Faculdade Metropolitana de Blumenau UNIASSELVI-FAMEBLU, Blumenau, SC

País do Futebol 1. Faculdade Metropolitana de Blumenau UNIASSELVI-FAMEBLU, Blumenau, SC País do Futebol 1 Lincoln dos Santos Tintel RAMOS 2 Bruna Rodrigues do NASCIMENTO 3 Gabrielle PHILLIPI 4 Hugo César de Lima SALES 5 Mariana Zick Correia 6 Raphael Nunes RIBEIRO 7 Leandro Bonk SABINO 8

Leia mais

Jogos Bayesianos Estratégias e Equilíbrio Aplicações. Jogos Bayesianos. Prof. Leandro Chaves Rêgo

Jogos Bayesianos Estratégias e Equilíbrio Aplicações. Jogos Bayesianos. Prof. Leandro Chaves Rêgo Jogos Bayesianos Prof. Leandro Chaves Rêgo Programa de Pós-Graduação em Estatística - UFPE Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção - UFPE Recife, 14 de Outubro de 2014 Jogos Bayesianos Jogos

Leia mais

Testes de Hipóteses Estatísticas

Testes de Hipóteses Estatísticas Capítulo 5 Slide 1 Testes de Hipóteses Estatísticas Resenha Hipótese nula e hipótese alternativa Erros de 1ª e 2ª espécie; potência do teste Teste a uma proporção; testes ao valor médio de uma v.a.: σ

Leia mais

Jogo da memória dos meios de transporte

Jogo da memória dos meios de transporte A atividade proposta visa desenvolver no aluno a capacidade de identificar os diferentes meios, compreendendo a importância deles em nosso cotidiano, e, além disso, para as relações sociais e econômicas

Leia mais

Gestão de Produção Aula 4: Localização das Instalações. Prof. Valdir Tavares de Lucena

Gestão de Produção Aula 4: Localização das Instalações. Prof. Valdir Tavares de Lucena Gestão de Produção Aula 4: Localização das Instalações Prof. Valdir Tavares de Lucena O que faz uma empresa estar localizada em determinado endereço? Trata-se de uma decisão estratégico com fortíssimo

Leia mais

Como o número de convidados de Daniel é igual à soma do número de convidados de Bernardo e Carlos temos que D B C. (Equação 1)

Como o número de convidados de Daniel é igual à soma do número de convidados de Bernardo e Carlos temos que D B C. (Equação 1) UFJF MÓDULO III DO PISM TRIÊNIO 0-0 PROVA DE MATEMÁTICA Questão Quatro formandos da UFJF, André, Bernardo, Carlos e Daniel, se juntaram para organizar um churrasco O número de convidados de Daniel é igual

Leia mais

AED Parte II Microeconomia Básica. Teoria dos Jogos

AED Parte II Microeconomia Básica. Teoria dos Jogos Teoria dos Jogos O que é Teoria dos Jogos? Diversas situações na sociedade envolvem a interação entre as pessoas. A Teoria dos Jogos procura entender como as decisões dos indivíduos se inter-relacionam

Leia mais

Lei de Coulomb. Página 1 de 9

Lei de Coulomb. Página 1 de 9 1. (Unesp 2015) Em um experimento de eletrostática, um estudante dispunha de três esferas metálicas idênticas, A, B e C, eletrizadas, no ar, com cargas elétricas 5Q, 3Q e 2Q, respectivamente. Utilizando

Leia mais

BIG TOY VIP DE TÊNIS 2016 CELEBRATING 4 YEARS REGULAMENTO

BIG TOY VIP DE TÊNIS 2016 CELEBRATING 4 YEARS REGULAMENTO BIG TOY VIP DE TÊNIS 2016 CELEBRATING 4 YEARS REGULAMENTO 1. DESCRIÇÃO GERAL 1.1. O BIG TOY VIP DE TÊNIS 2016 é um torneio de tênis de duplas masculinas, oficializado pela Federação Paranaense de Tênis,

Leia mais

Preparando um projeto de pesquisa - ideias apresentadas no texto de Raul Wazlawick Metodologia de Pesquisa para Ciência da Com

Preparando um projeto de pesquisa - ideias apresentadas no texto de Raul Wazlawick Metodologia de Pesquisa para Ciência da Com Preparando um projeto de pesquisa - ideias apresentadas no texto de Raul Wazlawick Metodologia de Pesquisa para Ciência da Computação Maria Angélica de Oliveira Camargo Brunetto Universidade Estadual de

Leia mais

GÊNERO DISCURSIVO PARLENDA 1º ANO / TRABALHAR

GÊNERO DISCURSIVO PARLENDA 1º ANO / TRABALHAR GÊNERO DISCURSIVO PARLENDA 1º ANO / TRABALHAR BRAGA, Margarete Aparecida Nath CATTELAN, Alice Rosalia FERNANDES, Silvia Helena Monteiro OLIVEIRA, Ilda de Fatima de Lourdes 1. O que é uma parlenda? Parlenda

Leia mais

DAMA DAS EQUAÇÕES DO 1º GRAU

DAMA DAS EQUAÇÕES DO 1º GRAU 1 DAMA DAS EQUAÇÕES DO 1º GRAU Resolver equações de 1 grau; Estimular o raciocínio. Duplas. Material (um para cada dupla): Tabuleiro8x8 com 64 casas. 64 peças. O jogo é composto por um tabuleiro 8x8 com

Leia mais

A loira do banheiro. Série Matemática na Escola

A loira do banheiro. Série Matemática na Escola A loira do banheiro Série Matemática na Escola Objetivos 1. Apresentar os princípios básicos da criptografia. 2. Mostrar o funcionamento de algumas cifras de substituição. 3. Apresentar alguns esquemas

Leia mais

Matemática Ficha de Apoio Modelos de Probabilidade - Introdução

Matemática Ficha de Apoio Modelos de Probabilidade - Introdução Matemática Ficha de Apoio Modelos de Probabilidade - Introdução 12ºano Introdução às probabilidades No final desta unidade, cada aluno deverá ser capaz de: - Identificar acontecimentos com conjuntos e

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto Departamento de Economia

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto Departamento de Economia REC0224 MICROECONOMIA II EXERCÍCIOS SOBRE TEORIA DOS JOGOS E OLIGOPÓLIO. ROBERTO GUENA DE OLIVEIRA 1) João e Maria participam de um jogo no qual estão em disputa R$10.000,00. Nesse jogo, cada um deles

Leia mais

6 Dicas Para Você Não Fracassar Como Afiliado

6 Dicas Para Você Não Fracassar Como Afiliado 6 Dicas Para Você Não Fracassar Como Afiliado Bom, deixe-me apresentar, me chamo Diego Nieva, tenho 26 anos e venho hoje trazer a você este Micro E-Book simplificado, que vai te mostrar 6 dicas essenciais

Leia mais

Probabilidade (grupo 2)

Probabilidade (grupo 2) page 21 Capítulo 3 Probabilidade (grupo 2) Uma das principais aplicações das técnicas de contagem éaresolução de problemas simples de Probabilidade. O interesse dos matemáticos no estudo sistemático de

Leia mais

GINCANA DA MATEMÁTICA

GINCANA DA MATEMÁTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência / UFPR Projeto Matemática 2 COORDENADORA: Simone Medina SUPERVISORA: Keilla Cristina Arsie Camargo ORGANIZAÇÃO: Amanda

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA Departamento Matemática Curso Engenharia Civil 1º Semestre 2º Folha Nº1 1. Ao dar ordem de compra de um computador é necessário especificar, em relação ao seu sistema, a memória (1, 2 ou 3Gb) e capacidade

Leia mais

TÓPICOS DE MATEMÁTICA FINANCEIRA PARA O ENSINO MÉDIO - PROF. MARCELO CÓSER

TÓPICOS DE MATEMÁTICA FINANCEIRA PARA O ENSINO MÉDIO - PROF. MARCELO CÓSER TÓPICOS DE MATEMÁTICA FINANCEIRA PARA O ENSINO MÉDIO - PROF. MARCELO CÓSER 1 PAGAMENTO DE DÍVIDAS Existem mais de uma maneira de se efetuar o pagamento de uma dívida. Ela pode ser toda liquidada em um

Leia mais