FERTILIZANTES HERINGER S/A

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FERTILIZANTES HERINGER S/A"

Transcrição

1 FERTILIZANTES HERINGER S/A

2 4,5 bilhões de anos

3 Área + de 51 BILHOES de hectares

4 71% H2O Somente 3% agua doce

5 +- 15 bilhoes de hectares de terra

6 + de 1 BILHÃO HECTARES PLANTADOS

7 6.6 BILHOES HABITANTES Previsão de 8 bilhões em 2028

8 ?

9 MERCADO MUNDIAL + de 430 Milhões de ton de Fertilizantes 90 % DA PRODUÇÃO MUNDIAL APROXIMADAMENTE 173 Milhões TONELADAS DE NUTRIENTES

10 MERCADO MUNDIAL + de 430 Milhões de ton de Fertilizantes 90% Do Consumo mundial de Fertilizantes APROXIMADAMENTE 173 Milhões TONELADAS DE NUTRIENTES

11 MERCADO MUNDIAL + de 430 Milhões de ton de Fertilizantes KCL KCL ALEMANHA KCL RUSSIA KCL ISRAEL APROXIMADAMENTE 173 Milhões TONELADAS DE NUTRIENTES

12 MERCADO MUNDIAL + de 430 Milhões de ton de Fertilizantes MAP RUSSIA MAP EUA MAP MARROCOS APROXIMADAMENTE 173 Milhões TONELADAS DE NUTRIENTES

13 MERCADO MUNDIAL + de 430 Milhões de ton de Fertilizantes UREIA RUSSIA UREIA VENEZUELA UREIA ARGENTINA APROXIMADAMENTE 173 Milhões TONELADAS DE NUTRIENTES

14 MERCADO MUNDIAL + de 430 Milhões de ton de Fertilizantes SA SA ALEMANHA SA RUSSIA EUA APROXIMADAMENTE 173 Milhões TONELADAS DE NUTRIENTES

15 MERCADO MUNDIAL + de 430 Milhões de ton de Fertilizantes NA NA RUSSIA BULGARIA APROXIMADAMENTE 173 Milhões TONELADAS DE NUTRIENTES

16 MERCADO MUNDIAL + de 430 Milhões de ton de Fertilizantes TSP MARROCOS TSP TUNÍSIA APROXIMADAMENTE 173 Milhões TONELADAS DE NUTRIENTES

17 MERCADO MUNDIAL + de 430 Milhões de ton de Fertilizantes FNR Tunisia FNR FNR EGITO FNR Marrocos Argelia APROXIMADAMENTE 173 Milhões TONELADAS DE NUTRIENTES

18 Principais Origens das Importações Brasileiras Nitrogênio 3,3% 14% 42,4% 9% 3,3% 3,5% 24,5% - Outros Fonte: ANDA / IFA

19 Principais origens das importações brasileiras fósforo 20% 9% 19% 8% 8% 14% 22% - Outros Fonte: ANDA/IFA

20 Principais origens das importações brasileiras potássio 32% 16% 19% 18% 12% 3% - Outros Fonte: ANDA/IFA

21 Indústria Mundial de Fertilizantes Projeção para o Consumo Mundial de Nutrientes (mm tons) Consumo Mundial de Fertilizantes por Região 2008 CAGR 2,7% ,5 193, Nitrogênio Fósforo Potássio Fonte: IFA Nota 1 Inclui o Caribe

22 Mercados Consumidores Mundiais e CAGR dos maiores mercados Maiores Mercados de Fertilizantes no Mundo ¹ CAGR dos maiores mercados a 2007 Fonte: IFA/ANDA Fonte: IFA/ANDA Nota: 1 Em consumo de nutrientes Brasil é o 4º maior mercado de fertilizantes do mundo (10,6 MM ton de consumo de nutrientes; 24,6 MM ton de misturas NPK) crescendo acima da média global.

23 CONSUMO DE FERTILIZANTES MUNDO x BRASIL MUNDO BRASIL NITROGENIO FOSFORO POTASSIO NITROGENIO FOSFORO POTASSIO Consumo Mundial de Fertilizantes por Nutrientes (mil Ton) 2007 % N % Consumo Brasileiro de Fertilizantes por Nutrientes (mil Ton) 2007 % N % P 2 O % P 2 O % K 2 O % TOTAL % K 2 O % TOTAL % Fonte: IFA/ANDA

24 Visão da Cadeia de Produção de NPK A Indústria de Fertilizantes opera em três sub-segmentos: Mineração e extração de gás natural Produção de fertilizantes básicos e intermediários Produção e distribuição de misturas de NPK

25 Novas capacidades de produção Principais Novas Capacidades Tempo para implantação Custo de um novo de um novo projeto Projeto* China 2,2 4,2 N 3 anos US$ 1 bilhão** para 1 milhão de toneladas de NH3 Iran 1,1 1,7 Oman 0,0 1,1 Egito 0,7 0,7 Subtotal 3,9 7,7 MMt Uréia China 0,9 1,3 P 3-4 anos US$ 1,5 bilhões para 1 milhão de toneladas de P2O5 Marrocos 0,1 0,6 Rússia -0,7 0,0 EUA -1,1 0,0 Ac. Fosf MM t P2O5 Subtotal -0,8 1,9 Rússia 0,4 0,4 K 5-7 anos US$ 2,5 bilhões*** para um mina de 2 Canadá 1,3 0,0 China 0,5 0,0 MMt KCL milhões de toneladas Subtotal 2,2 0,4 *base dos custos Canadá Saskatchewan **Complexo Amônia/Uréia ***Não inclui custos com ferrovia, estradas, infra-estrutura portuária.

26 Produção de Amônia Países % em % em 2006 China ,0% ,7% Russia ,2% ,8% India ,5% ,3% USA ,0% ,2% outros ,4% ,1% Total Fonte: IFA Elaboração MB Agro

27 Consumo de Amônia Consumo de AMÔNIA em 1000 toneladas de nutrientes Países % em % em 2006 China ,0% ,8% USA ,3% ,0% India ,5% ,6% Russia ,9% ,2% Outros ,3% ,4% Total Fonte: IFA Elaboração MB Agro

28 Produção de Rocha Fosfática Produção de rocha fosfática em 1000 toneladas de nutrientes Países % em % em 2006 China ,3% ,3% USA ,1% ,0% Morocco ,0% ,6% Russia ,3% ,0% Tunisia ,4% ,4% Brazil ,7% ,0% Outros ,3% ,7% Total Fonte: IFA Elaboração MB Agro

29 Consumo de Rocha Fosfática Consumo de rocha fosfática em 1000 toneladas de nutrientes Países % em % em 2006 China ,0% ,8% USA ,3% ,5% Morocco ,6% ,2% Russia ,8% ,1% Brazil ,3% ,8% India ,8% ,2% Outros ,1% ,4% Total Fonte: IFA Elaboração MB Agro

30 Produção de Potássio Produção de potássio em 1000 toneladas de nutrientes Países % em % em 2006 Canada ,6% ,4% Russia ,4% ,5% Belarus ,1% ,7% Germany ,2% ,3% Israel ,8% ,2% Outros ,9% ,0% Total Fonte: IFA Elaboração MB Agro

31 Consumo de Potássio Consumo de potássio em 1000 toneladas de nutrientes Países % em % em 2006 China ,9% ,7% USA ,0% ,6% Brazil ,6% ,6% India ,2% ,1% outros ,4% ,1% Total Fonte: IFA Elaboração MB Agro

32 Mercado Brasileiro Distribuição do consumo e da produção Distribuição do Consumo 1. Mercado Brasileiro em Região centro: Centro oeste, sudeste e Paraná

33 Mercado Brasileiro Distribuição do consumo e da produção Norte 2%¹ NORDESTE 11%¹ CENTRO-OESTE 27%¹ SUDESTE 32%¹ SUL 28%¹ 1. Mercado Brasileiro em Região centro: Centro oeste, sudeste e Paraná

34 Mercado Brasileiro Distribuição do consumo e da produção Distribuição da Produção 1. Mercado Brasileiro em Região centro: Centro oeste, sudeste e Paraná

35 Mercado Brasileiro Distribuição do consumo e da produção Nordeste 20,5% Região Centro 70,5% Região Sul 9% 1. Mercado Brasileiro em Região centro: Centro oeste, sudeste e Paraná

36 em um Cenário Competitivo Maiores Players no Mercado Brasileiro de NPK Outros 30% Serrana 11% Manah 10% Bunge 32% Outros 14% / 19% Bunge 29% / 30% Heringer 4% Copas 6% Fertiza 4% Solorrico 7% Mosaic 11% Fertibras 3% Trevo 14% IAP 7% Yara 17% Takenaka 4% ADM 4% / 5% Mosaic 11% / 12% Yara 12% / 13% Fertipar 12% / 13% Heringer 13,2% Fonte: Estimativas da Companhia 36

37 O MERCADO BRASILEIRO DOBROU O CONSUMO NOS ÚLTIMOS ANOS ENTREGA CONSUMIDOR FINAL (mil ton) 24,6 22,8 22,8 21,0 20,2 19,1 16,4 17,0 17,50 15,86 15,89 14,6 13,8 13,7 13,91 13,36 13,13 12,2 11,91 10,8 11,20 9,32 9,45 7,77 8,17 6,78 23,8 * 24 * 18,21 27% 25% 26% 23% 27% 26% 26% 23% 22% 33% 25% 23% 26% * Estimativa * ENTREGA ANO ACUMULADO JANEIRO SETEMBRO Fonte: ANDA

38 Mix de Vendas por Cultura Outros 18% Milho 19% Cana 14% Café 6% Algodão 5% R eflo restamen to 3% Citrus 2% Soja 33% Mercado de ton Fonte: ANDA e IBGE 38

39 SAZONALIDADE DAS ENTREGAS NO BRASIL-(%) 100,0 80,0 70,0 70,0 66,0 63,0 71,0 78,0 60,0 40,0 30,0 30,0 34,0 37,0 29,0 22,0 20,0 0, (1) JAN-SET OUT-DEZ MERCADO ESTIMADO 2008 : 23.8 MIL TON FONTE:ANDA-Comitê de estatística

40 IMPORTAÇÃO x PRODUÇÃO NACIONAL Brasil éo quarto consumidor do Mundo, mas representa apenas 2% da produção mundial grande importador * PRODUÇÃO NACIONAL IMPORTAÇÃO CONSUMO Importação: N= 75% P=25% K2O=91% FONTE: ANDA *estimativa

41 A Força das Importações no Suprimento No Brasil, as importações representam 74% do suprimento de fertilizantes. Desta forma, a indústria nacional pratica preços com paridade no mercado internacional ( price taker ) Produção Consumo Brasileiro ( toneladas de nutrientes) 2.8 M t 3.7 M t 4.2 M t 8% 25% 49% Importação 75% 51% 92% Nitrogenio Fósforo Potássio Fonte: ANDA, SIACESP Nota: Produção de Fósforo inclui produção com matérias-primas internacionais.

42 Desafios Como a crise financeira pode afetar o setor de fertilizantes no Brasil? Queda no preço das commodities agrícolas no curto prazo Escassez de crédito Queda no preço das matérias-primas Volatilidade cambial Subsídios e barreiras internacionais 42

43 OPORTUNIDADES

44 Brasil: Potencial Agrícola Único no Mundo O Brasil tem aproximadamente 283 milhões de hectares de terras agricultáveis ainda não exploradas, 80% do total de terras aráveis, enquanto os EUA, o maior player mundial de agricultura, tem apenas 35% de terras agricultáveis sem utilização, ou seja, 95 milhões de hectares. No Brasil, a área plantada de cana-de-açúcar destinada à produção de Etanol representa apenas 1% do total de terras agricultáveis, enquanto nos EUA a área plantada de milho destinada à produção de Etanol representa 4%.

45 Parcelas Significativas de Terra Ainda não Exploradas O Brasil possui mais de 327 milhões de hectares de terras ainda não utilizadas, comparado com os Estados Unidos com aproximadamente 81 milhões de hectares. Potencial de Terra Agricultáveis (mm hectares) % 30% % 70% 40% 60% 34% 66% % 70% 76 30% 70% 71 41% 59% BRA USA RUSS UE CHINA CAN ARG Terras Exploradas Terras ainda não exploradas Fonte: Revista Exame Agosto

46 Importante Produtor e Exportador O Brasil é um dos maiores produtores/exportadores de produtos agrícolas Brasil como % da Produção Mundial (2007) Brasil como % das Exportações Mundiais (2007) 1 62% 1 84% 1 36% 2 25% 1 20% 2 17% 4 16% 3 16% 4 15% % 1 38% 2 34% 1 30% 1 29% % 23% 7% Suco de Laranja Café Soja Açucar Gado Óleo Frango Grão de Soja Fonte: USDA/; Elaboração: MAPA Farelo Soja Milho Suco Açucar de Laranja Frango Soja Grão Gado Café Farelo Soja Óleo de Soja e possui um dos menores custos de produção no mundo 46

47 EXPORTAÇÕES PRODUTOS DO AGRONEGÓCIO Principais Produtos Exportados 2007 DEMAIS PRODUTOS 8% FIBRAS E PRODUTOS TÊXTEIS 3% CEREAIS, FARINHAS E PREPARAÇÕES 4% FUMO E SEUS PRODUTOS 4% COMPLEXO SOJA 19% SUCOS DE FRUTA 4% COUROS, PRODUTOS DE COURO E PELETERIA 6% CAFÉ 7% CARNES 19% PRODUTOS FLORESTAIS 15% COMPLEXO SUCROALCOOLEI RO 11% Fonte: AgroStat Brasil a partir de dados da SECEX / MDIC Elaboração: CGOE / DPI / SRI / MAPA

48 Fundamentos para demanda de commodities agrícolas

49 Mercado e Perspectivas para 2008/2009 Matérias-Primas

50 Mercado e Perspectivas para 2008 Mercado Expectativa atual de mercado para 2008 é 23,8 milhões de toneladas, com a sazonalidade de 48% no 1º semestre e 52% no 2ºsemestre. Para 2009 a sazonalidade esperada deveráse aproximar aos níveis históricos do setor, que em média, de 2004 a 2006, foi de 31% no 1ºsemestre e 69% no 2ºsemestre. Volume Mercado (milhões de toneladas) Sazonalidade Mercado para 2008E + 4,0% + 17,1% -3% 48% 52% Fonte: Dados históricos ANDA; Estimativa 2008 da Heringer e Agroconsult 50

51 HERINGER 40 ANOS PRODUZINDO COM QUALIDADE

Dlt Dalton Carlos Heringer CEO e Membro do Conselho. Diretor de Controladoria e de Relações com Investidores. 12 de Março de 2009

Dlt Dalton Carlos Heringer CEO e Membro do Conselho. Diretor de Controladoria e de Relações com Investidores. 12 de Março de 2009 Visão Geral Da Companhia Dlt Dalton Carlos Heringer CEO e Membro do Conselho Wilson Rio Mardonado d Diretor de Controladoria e de Relações com Investidores 12 de Março de 2009 Mercado Mundial de Fertilizantes

Leia mais

Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes. Visão Geral da Companhia

Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes. Visão Geral da Companhia Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes Visão Geral da Companhia Agosto 2009 1 Mercado Mundial de Fertilizantes 2 ( Em milhões de toneladas de nutrientes) Mercado Mundial de Fertilizantes por Nutrientes

Leia mais

XIX Seminário ABMR&A. Safra 2008/2009. Tendências e Desafios

XIX Seminário ABMR&A. Safra 2008/2009. Tendências e Desafios XIX Seminário ABMR&A Safra 2008/2009 Tendências e Desafios 01/10/2008 SETOR DE FERTILIZANTES BRASIL ASSOCIAÇÃO NACIONAL PARA DIFUSÃO DE ADUBOS Histórico ENTIDADE REPRESENTATIVA Fundada em 13 de abril de

Leia mais

Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes. Visão Geral da Companhia. Março de 2010

Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes. Visão Geral da Companhia. Março de 2010 Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes Visão Geral da Companhia Março de 2010 1 Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes 2 mm tons CAGR (1990-2008) Mercados Mundiais e CAGR dos maiores mercados

Leia mais

MAIO Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes. Visão Geral da Companhia

MAIO Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes. Visão Geral da Companhia MAIO 2014 Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes Visão Geral da Companhia DEMANDA MUNDIAL DE FERTILIZANTES POR NUTRIENTES Em milhões de toneladas de nutrientes + 2,4% TOTAL 163,5 172,3 176,1 176,3

Leia mais

Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes. Visão Geral da Companhia

Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes. Visão Geral da Companhia Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes Visão Geral da Companhia Agosto de 2010 1 Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes 2 mm tons CAGR (1990-2009) Mercados Mundiais e CAGR dos Maiores Mercados

Leia mais

Agronegócio e o Plano Nacional de Exportações

Agronegócio e o Plano Nacional de Exportações Agronegócio e o Plano Nacional de Exportações Alinne B. Oliveira Superintendente de Relações Internacionais Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil CNA 17 de novembro de 2015. O agronegócio e

Leia mais

HERINGER DAY Hotel Blue Tree, São Paulo 12/05/2014

HERINGER DAY Hotel Blue Tree, São Paulo 12/05/2014 HERINGER DAY Hotel Blue Tree, São Paulo 12/05/2014 AGENDA Mercado Mundial de Fertilizantes e Vetores de Crescimento Mercado Brasileiro de Fertilizantes A Companhia e Destaques Financeiros Produtos Especiais

Leia mais

Heringer Day Março de 2015

Heringer Day Março de 2015 Heringer Day Março de 2015 14:00 - Recepção de Investidores e Analistas 14:30 Abertura Rodrigo Bortolini Rezende Diretor Financeiro e de RI 14:40 Dinâmica do mercado de fertilizantes e Companhia Dalton

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

Santa Maria - RS

Santa Maria - RS MERCADO INTERNO E DE EXPORTAÇÃO DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL XXVI CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOTECNIA ZOOTEC 2016 SIMPÓSIO III: MARKETING E EMPREENDEDORISMO Santa Maria - RS 13-05-2016 POSIÇÃO DO BRASIL

Leia mais

FEVEREIRO Apresentação BTG Pactual XVII CEO Conference

FEVEREIRO Apresentação BTG Pactual XVII CEO Conference FEVEREIRO 2016 Apresentação BTG Pactual XVII CEO Conference Mercados Mundial e Brasileiro de Fertilizantes A Companhia Perspectivas CONSUMO MUNDIAL DE FERTILIZANTES POR NUTRIENTES 163,5 172,3 177,6 179,3

Leia mais

Oportunidades para o Fortalecimento da Indústria Brasileira de Fertilizantes

Oportunidades para o Fortalecimento da Indústria Brasileira de Fertilizantes Oportunidades para o Fortalecimento da Indústria Brasileira de Fertilizantes Marcelo Alves Pereira, Bunge Fertilizantes Novembro - 2009 Estimativas da ONU indicam que a população mundial em 2050 será de

Leia mais

MAIO 2012 VISÃO GERAL DA COMPANHIA

MAIO 2012 VISÃO GERAL DA COMPANHIA MAIO 2012 VISÃO GERAL DA COMPANHIA CONSUMO MUNDIAL DE FERTILIZANTES POR NUTRIENTES 157,0 159,6 170,4 176,8 181,0 2011 TOTAL N P2O5 99 101 103 107 109 60% 29% 24% K2O 34 36 40 41 42 24 23 27 29 30 2008

Leia mais

Insumos Agropecuários: Fertilizantes. Cadeias Produtivas Agrícolas

Insumos Agropecuários: Fertilizantes. Cadeias Produtivas Agrícolas Insumos Agropecuários: Fertilizantes Cadeias Produtivas Agrícolas Insumos Agropecuários Segundo dados da Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários, o mercado distribuidor

Leia mais

V AVISULAT Porto Alegre/RS

V AVISULAT Porto Alegre/RS V AVISULAT Porto Alegre/RS Avanços e desafios para o agronegócio brasileiro no mercado externo. Eduardo Sampaio Marques Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio SRI/MAPA Panorama do Agronegócio

Leia mais

REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO JOÃO CRUZ REIS FILHO SECRETÁRIO DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Brasília/DF JULHO DE 2015 22 CENÁRIO POPULACIONAL

Leia mais

AMEAÇAS E OPORTUNIDADES PARA O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

AMEAÇAS E OPORTUNIDADES PARA O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO AMEAÇAS E OPORTUNIDADES PARA O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Junho/2008 Três Pontas/MG Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento DIMENSÃO DEMOGRÁFICO DIMENSÃO SOCIOECONÔMICA DIMENSÃO SEGURANÇA

Leia mais

Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes. Março 2012. Visão Geral da Companhia. Resultados do 4T11 e 2011

Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes. Março 2012. Visão Geral da Companhia. Resultados do 4T11 e 2011 Março 2012 Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes Visão Geral da Companhia Resultados do 4T11 e 2011 CONSUMO MUNDIAL DE FERTILIZANTES POR NUTRIENTES 157,0 159,6 170,4 176,8 181,0 2011 TOTAL N P2O5

Leia mais

GIRASSOL Período: Julho de 2012

GIRASSOL Período: Julho de 2012 GIRASSOL Período: Julho de 2012 QUADRO I PREÇOS PAGO AO PRODUTOR (R$ 60/Kg) Centro de Referência Un Período Anteriores Período atual Variação (%) Julho/11 Julho/12 Preços Mínimos (60/Kg) Centro Sul 60

Leia mais

Manejo de Fertilizantes - Panorama da Produção e Consumo de Fertilizantes no Brasil e no Mundo Álvaro V. Resende Embrapa Milho e Sorgo

Manejo de Fertilizantes - Panorama da Produção e Consumo de Fertilizantes no Brasil e no Mundo Álvaro V. Resende Embrapa Milho e Sorgo 20 de maio de 2010 Manejo de Fertilizantes - Panorama da Produção e Consumo de Fertilizantes no Brasil e no Mundo Álvaro V. Resende Embrapa Milho e Sorgo AGRADECIMENTOS Dr. Alfredo Scheid Lopes - UFLA

Leia mais

Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes. Visão Geral da Companhia. Agosto de 2011

Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes. Visão Geral da Companhia. Agosto de 2011 Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes Visão Geral da Companhia Agosto de 2011 1 (milhões de tons por Nutrientes - NPK) Consumo Mundial de Fertilizantes por Nutrientes N P₂O₅ K₂O 168 157 161 170

Leia mais

FIESP - 8º Encontro de Logística e Transportes A Hora do Investimento Privado

FIESP - 8º Encontro de Logística e Transportes A Hora do Investimento Privado FIESP - 8º Encontro de Logística e Transportes A Hora do Investimento Privado Painel: Logística e Competitividade Mineração e Agronegócio: Superando Obstáculos para o Escoamento da Produção (São Paulo-SP,

Leia mais

Total das exportações do Rio Grande do Sul. Exportações no período acumulado de janeiro a fevereiro de 2016.

Total das exportações do Rio Grande do Sul. Exportações no período acumulado de janeiro a fevereiro de 2016. Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio exterior do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de fevereiro de 2016. Total das exportações do Rio Grande do

Leia mais

O Agronegócio e o Sucesso do Brasil no Mercado de Carnes Gedeão Silveira Pereira

O Agronegócio e o Sucesso do Brasil no Mercado de Carnes Gedeão Silveira Pereira O Agronegócio e o Sucesso do Brasil no Mercado de Carnes Gedeão Silveira Pereira Vice Presidente FARSUL Terra arável disponível, por pessoa no mundo Brasil EUA Rússia Índia China União Européia Congo Austrália

Leia mais

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Índice 1 - Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso 1.1 Agronegócio Soja 1.2 Agronegócio Milho 1.3 Agronegócio Algodão 1.4 Agronegócio Boi 2 Competitividade 2.1 Logística

Leia mais

Evento: O Agronegócio e o Comércio Mundial. Agronegócio Brasileiro: Atualidade e Desafio

Evento: O Agronegócio e o Comércio Mundial. Agronegócio Brasileiro: Atualidade e Desafio Evento: O Agronegócio e o Comércio Mundial Agronegócio Brasileiro: Atualidade e Desafio São Paulo, 22 de Setembro de 2015 Parece que estamos decolando ECONOMIA A BRASILEIR Agronegócio - Balança Comercial

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos FERTILIZANTES NOVEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos FERTILIZANTES NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos FERTILIZANTES NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

CARNE AVÍCOLA NOVEMBRO DE 2016

CARNE AVÍCOLA NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE AVÍCOLA NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL Março/2014 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Mundial 05. População

Leia mais

Importações no período acumulado de janeiro até dezembro de 2015.

Importações no período acumulado de janeiro até dezembro de 2015. Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio internacional do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de dezembro de 2015. Total das exportações do Rio Grande

Leia mais

Associação Brasileira dos Produtores de Soja

Associação Brasileira dos Produtores de Soja Associação Brasileira dos Produtores de Soja De acordo com o 5 Levantamento de safra 2015/16, publicado em fevereiro pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), a área plantada deve crescer 3,6%

Leia mais

Resultados de Junho de 2014

Resultados de Junho de 2014 Junho / 2014 Resultados de Junho de 2014 - Exportação: US$ 20,5 bi, em valor, e média diária de US$ 1,023 bilhão; sobre mai-14, aumento de 3,6%, pela média diária; sobre jun-13, redução de 3,5%, pela média

Leia mais

Boas Práticas para Uso Eficiente de Fertilizantes na Cultura do Café. Valter Casarin IPNI Programa Brasil

Boas Práticas para Uso Eficiente de Fertilizantes na Cultura do Café. Valter Casarin IPNI Programa Brasil Boas Práticas para Uso Eficiente de Fertilizantes na Cultura do Café Valter Casarin IPNI Programa Brasil Ranking da produção e exportação mundial Suco de laranja Açúcar Café Carne Soja Frango Milho Porco

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MILHO NOVEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MILHO NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MILHO NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

O Agronegócio Hoje Atualidade e Tendências

O Agronegócio Hoje Atualidade e Tendências O Agronegócio Hoje Atualidade e Tendências AMCHAM 13 de Julho de 2016 Agronegócio - Balança Comercial - US$ Bilhões Fonte: WTO. Elaboração MBAGro. Brasil: Liderança Global no Agronegócio Suco de laranja

Leia mais

CIP-Brasil. Catalogação-na-publicação. Embrapa Gado de Leite

CIP-Brasil. Catalogação-na-publicação. Embrapa Gado de Leite Ano 7, n. 56 - Outubro/2016 Embrapa Gado de Leite Rua Eugênio do Nascimento, 610 - Bairro Dom Bosco 36038-330 Juiz de Fora/MG Telefone: (32) 3311-7400 Fax: (32) 3311-7424 www.embrapa.br www.embrapa.br/fale-conosco/sac

Leia mais

CARNE BOVINA NOVEMBRO DE 2016

CARNE BOVINA NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE BOVINA NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por

Leia mais

MUNDO. Elaboração: EMBRAPA TRIGO/Socioeconomia JANEIRO, 2014

MUNDO. Elaboração: EMBRAPA TRIGO/Socioeconomia JANEIRO, 2014 Elaboração: EMBRAPA TRIGO/Socioeconomia JANEIRO, 2014 MUNDO Tabela 1. Área, rendimento e oferta e demanda de TRIGO no mundo, safras 2011/12, 2012/13 e 2013/14. Item 2011/2012 2012/2013(A) 2013/2014 (B)

Leia mais

Coordenação Geral Kennya Beatriz Siqueira Alziro Vasconcelos Carneiro

Coordenação Geral Kennya Beatriz Siqueira Alziro Vasconcelos Carneiro Coordenação Geral Kennya Beatriz Siqueira Alziro Vasconcelos Carneiro Equipe Técnica Kennya Beatriz Siqueira - Pesquisadora Embrapa Gado de Leite Alziro Vasconcelos Carneiro - Analista Embrapa Gado de

Leia mais

CIP-Brasil. Catalogação-na-publicação. Embrapa Gado de Leite

CIP-Brasil. Catalogação-na-publicação. Embrapa Gado de Leite Ano 7, n. 52 - Junho/2016 Embrapa Gado de Leite Rua Eugênio do Nascimento, 610 - Bairro Dom Bosco 36038-330 Juiz de Fora/MG Telefone: (32) 3311-7400 Fax: (32) 3311-7424 www.embrapa.br www.embrapa.br/fale-conosco/sac

Leia mais

5 maiores Problemas da Humanidade até 2050

5 maiores Problemas da Humanidade até 2050 5 maiores Problemas da Humanidade até 2050 Água Energia Evolução da População Mundial 1950 2011 2050 2,5 bi 7,5 bi 9,3 bi Evolução dos Famintos 1950 2011 2050 0,5 bi 0,9 bi 1,3 bi Alimentos Lixo Pobreza

Leia mais

1º Semestre PROJETO JAURU Exploração de Depósitos de Fosfato, região de Mirassol D oeste, Mato Grosso

1º Semestre PROJETO JAURU Exploração de Depósitos de Fosfato, região de Mirassol D oeste, Mato Grosso 1º Semestre 2016 PROJETO JAURU Exploração de Depósitos de Fosfato, região de Mirassol D oeste, Mato Grosso 1 DISCLAIMER As informações constantes desta apresentação estão sujeitas a riscos e incertezas,

Leia mais

Balanço 2016 Perspectivas Balança Comercial do Agro

Balanço 2016 Perspectivas Balança Comercial do Agro Balança Comercial do Agro 39 40 Balanço 2016 Perspectivas 2017 Perspectivas 2017 INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURA, INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE SERÃO ESSENCIAIS PARA AUMENTO DAS EXPORTAÇÕES As projeções

Leia mais

Associação Brasileira dos Produtores de Soja

Associação Brasileira dos Produtores de Soja Associação Brasileira dos Produtores de Soja 1. PREVISÃO DE SAFRA E DESTINAÇÃO De acordo com o 7 Levantamento de safra 2015/16, publicado em abril pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), a área

Leia mais

BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA SETEMBRO 2012

BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA SETEMBRO 2012 BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA SETEMBRO 2012 Período Dias Úteis US$ milhões FOB EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO CORR. COMÉRCIO SALDO Média Média Média Média Valor Valor Valor Valor p/dia útil p/dia útil p/dia útil

Leia mais

BRASIL E O AGRONEGÓCIO

BRASIL E O AGRONEGÓCIO FRANCISCO TURRA Presidente Executivo BRASIL E O AGRONEGÓCIO A ABPA Maior entidade da cadeia de proteína animal do Brasil; 132 associados, entre produtores e exportadores de aves, suínos, ovos, genética,

Leia mais

INDÚSTRIA DE ALIMENTOS NOVEMBRO DE 2016

INDÚSTRIA DE ALIMENTOS NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INDÚSTRIA DE ALIMENTOS NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO NOVEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

- Exportação: US$ 17,5 bi, em valor, e média diária de US$ 795,0 milhões; sobre dez-13 (US$ 992,7 milhões),

- Exportação: US$ 17,5 bi, em valor, e média diária de US$ 795,0 milhões; sobre dez-13 (US$ 992,7 milhões), Dezembro / 2014 Resultados de Dezembro de 2014 - Exportação: US$ 17,5 bi, em valor, e média diária de US$ 795,0 milhões; sobre dez-13 (US$ 992,7 milhões), redução de 19,9%, pela média diária; - Importação:

Leia mais

AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO DESENVOLVIMENTO OPORTUNIDADES E DESAFIOS

AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO DESENVOLVIMENTO OPORTUNIDADES E DESAFIOS AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO DESENVOLVIMENTO OPORTUNIDADES E DESAFIOS AVALIAÇÕES TÉCNICAS / FEVEREIRO DE 2016 LUIZ ANTONIO FAYET Consultor da CNA AGRONEGÓCIO BRASILEIRO EVOLUÇÃO HÁ 50 ANOS = IMPORTADOR

Leia mais

Cenários Agrícolas 15/16 e 16/17

Cenários Agrícolas 15/16 e 16/17 Cenários Agrícolas 15/16 e 16/17 Soja Milho Trigo André Pessôa 11 de Novembro de 2015 Soja Soja/Mundo Oferta e Demanda (mmt) GAP 320 Produção Consumo 222 211 260 264 239 252 22 13 259 240 268 283 262 276

Leia mais

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATOGROSSENSES JANEIRO a NOVEMBRO / Balança Comercial

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATOGROSSENSES JANEIRO a NOVEMBRO / Balança Comercial ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATOGROSSENSES JANEIRO a NOVEMBRO - 2010/2009 1- Balança Comercial Mato Grosso registrou até novembro desse ano, um superávit acumulado na Balança Comercial de US$ 6,95 bilhões,

Leia mais

DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos AÇÚCAR E ETANOL NOVEMBRO DE 2016

DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos AÇÚCAR E ETANOL NOVEMBRO DE 2016 DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos AÇÚCAR E ETANOL NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Julho Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Julho Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Julho 2015 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM JULHO Exportações As exportações da indústria atingiram o nível mais baixo desde 2006 para o

Leia mais

Bilhões de Pessoas. Cenário Global. Fonte: ONU (dez/2010). Elaboração:FIEP-Deagro

Bilhões de Pessoas. Cenário Global. Fonte: ONU (dez/2010). Elaboração:FIEP-Deagro Maringá(PR) 18.05.2012 Bilhões de Pessoas Cenário Global Demanda População Mundial Mundial por Alimentos Fonte: ONU (dez/2010). Elaboração:FIEP-Deagro Cenário Global Urbanização 1,34 bi hab. 1,2 bi hab.

Leia mais

Seminário Empresarial Brasil-China Investimentos em Infraestrutura Ferroviária

Seminário Empresarial Brasil-China Investimentos em Infraestrutura Ferroviária Seminário Empresarial Brasil-China Investimentos em Infraestrutura Ferroviária Paulo Sérgio Passos Ministro de Estado dos Transportes Brasília, 16.07.2014 Brasil e China: Economias Complementares China

Leia mais

Resultados de 2015 Perspectivas para Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio

Resultados de 2015 Perspectivas para Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio Resultados de 2015 Perspectivas para 2016 Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio Agronegócio na Balança Comercial 300 250 37,9% 37,1% 39,5% 41,3% 43,0% 45,9% 50% 45% 40% 200 35% 30% US$ Bilhões

Leia mais

Balanço 2016 Perspectivas Cana-de-açúcar

Balanço 2016 Perspectivas Cana-de-açúcar Cana-de-açúcar 85 86 Balanço 2016 Perspectivas 2017 Perspectivas 2017 DÉFICIT NA PRODUÇÃO MUNDIAL DE AÇÚCAR, AUMENTO DA DEMANDA E QUEDA NOS ESTOQUES MANTERÃO TENDÊNCIA DE PREÇOS ALTOS A perspectiva é de

Leia mais

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Dezembro 2016

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Dezembro 2016 >> Exportações de produtos industriais Mato Grosso do Sul - Exportação de Produtos Industriais (Receita - US$) Grupos de Produtos Industriais Dezembro Janeiro a Dezembro 2015 2016 Var. % 2015 2016 Var.

Leia mais

RELATÓRIO SOBRE AS EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO GAÚCHO

RELATÓRIO SOBRE AS EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO GAÚCHO Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio internacional do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de fevereiro de 2015. COMPARAÇÃO DO MÊS DE FEVEREIRO DE

Leia mais

Perspec8vas para a agropecuária brasileira para os próximos cinco anos

Perspec8vas para a agropecuária brasileira para os próximos cinco anos www.imea.com.br Perspec8vas para a agropecuária brasileira para os próximos cinco anos Daniel Latorraca Superintendente Agenda Visão da cadeia de grãos nos últimos 10 anos Visão da pecuária nos últimos

Leia mais

VP Negócios Emergentes SN Agronegócios. Crédito Rural

VP Negócios Emergentes SN Agronegócios. Crédito Rural VP Negócios Emergentes SN Agronegócios Crédito Rural Agronegócio no Brasil fonte: SECEX/MDIC PIB Brasil 2013 R$ 4.838 bi Agronegócios R$ 1.020 bi * 21.08% US$ Bilhões 300 250 200 Exportações Brasileiras

Leia mais

K Fertilizantes Potássios

K Fertilizantes Potássios Fertilizantes - Informações Brasil N Fertilizantes Nitrogenados P Fertilizantes Fosfatados K Fertilizantes Potássios Fertilidade do Solo Brasileiro e a importância dos fertilizantes para a produtividade

Leia mais

Aula9 A ECONOMIA BRASILEIRA. Débora Barbosa da Silva

Aula9 A ECONOMIA BRASILEIRA. Débora Barbosa da Silva Aula9 A ECONOMIA BRASILEIRA META Levar o aluno a compreender a organização econômica do Brasil e sua participação no mercado mundial. OBJETIVOS Ao fi nal desta aula, o aluno deverá: Conhecer os diferentes

Leia mais

Exportações no período acumulado de janeiro até maio de Total das exportações do Rio Grande do Sul.

Exportações no período acumulado de janeiro até maio de Total das exportações do Rio Grande do Sul. Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio internacional do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de maio de 2015. Total das exportações do Rio Grande do

Leia mais

Mercado internacional do agro - análise FEVEREIRO/2017

Mercado internacional do agro - análise FEVEREIRO/2017 Mercado internacional do agro - análise FEVEREIRO/2017 Exportações tem caído em valores Balança Agrícola Brasileira US$ Bilhões Fonte: AgroStat a partir dos dados da SECEX/MDIC Dados extraídos em 06/01/2017.

Leia mais

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Julho 2016

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Julho 2016 >> Exportações de produtos industriais Mato Grosso do Sul - Exportação de Produtos Industriais (Receita - US$) Grupos de Produtos Industriais Julho Janeiro a Julho 2015 2016 Var. % 2015 2016 Var. % Celulose

Leia mais

O MERCADO DE SOJA 1. INTRODUÇÃO

O MERCADO DE SOJA 1. INTRODUÇÃO O MERCADO DE SOJA 1. INTRODUÇÃO A cultura da soja apresenta relevante importância para a economia brasileira, sendo responsável por uma significativa parcela na receita cambial do Brasil, destacando-se

Leia mais

PAINEL REGIONAL DA INDÚSTRIA MINEIRA REGIONAIS FIEMG. Vale do Rio Grande

PAINEL REGIONAL DA INDÚSTRIA MINEIRA REGIONAIS FIEMG. Vale do Rio Grande PAINEL REGIONAL DA INDÚSTRIA MINEIRA REGIONAIS FIEMG Vale do Rio Grande Julho/2016 Objetivo Prover informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria no Estado de Minas Gerais e nas Regionais

Leia mais

Competitividade da Agropecuária Brasileira no Atual Cenário 6º CONGRESSO BRASILEIRO DE FERTILIZANTES

Competitividade da Agropecuária Brasileira no Atual Cenário 6º CONGRESSO BRASILEIRO DE FERTILIZANTES Competitividade da Agropecuária Brasileira no Atual Cenário 6º CONGRESSO BRASILEIRO DE FERTILIZANTES André Nassar São Paulo, 29/8/216 Sumário 1. O Agro na economia brasileira 2. Demanda por produtos agropecuários

Leia mais

INTERMODAL SOUTH AMERICA CONFERÊNCIA INFRAPORTOS PAINEL PALESTRA VIABILIDADE DAS EXPORTAÇÕES DEPENDE DOS PORTOS

INTERMODAL SOUTH AMERICA CONFERÊNCIA INFRAPORTOS PAINEL PALESTRA VIABILIDADE DAS EXPORTAÇÕES DEPENDE DOS PORTOS INTERMODAL SOUTH AMERICA CONFERÊNCIA INFRAPORTOS PAINEL PERSPECTIVAS E INVESTIMENTOS NO SETOR PALESTRA VIABILIDADE DAS EXPORTAÇÕES DEPENDE DOS PORTOS JOSÉ AUGUSTO DE CASTRO São Paulo, 02 de abril de 2013

Leia mais

ALGODÃO TENDÊNCIAS PARA O MERCADO

ALGODÃO TENDÊNCIAS PARA O MERCADO ALGODÃO TENDÊNCIAS PARA O MERCADO Analista de Mercado Élcio A. Bento elcio@safras.com.br ALGODÃO CIF SÃO PAULO R$/@ Preço Mínimo R$ 44,6/@ ALGODÃO CIF SÃO PAULO R$/2 Jul A FORMAÇÃO DE PREÇOS NO MERCADO

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Agosto Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Agosto Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Agosto 2015 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM AGOSTO Exportações As exportações da indústria registraram o nível mais baixo para o mês desde

Leia mais

Presentation Title Mês 00, Adubação de Pastagens na Pecuária de Corte. Paulo Rodrigo Santos de Souza Assistência Técnica Nutrição Animal

Presentation Title Mês 00, Adubação de Pastagens na Pecuária de Corte. Paulo Rodrigo Santos de Souza Assistência Técnica Nutrição Animal 1 Adubação de Pastagens na Pecuária de Corte Paulo Rodrigo Santos de Souza Assistência Técnica Nutrição Animal 2 Na apresentação anterior... Momento atual para a adubação de pastagens Análise técnica e

Leia mais

Balança Comercial dos Agronegócios Paulista e Brasileiro no Ano de 2014

Balança Comercial dos Agronegócios Paulista e Brasileiro no Ano de 2014 Balança Comercial dos Agronegócios Paulista e Brasileiro no Ano de 2014 No ano de 2014, as exportações 1 do Estado de São Paulo somaram US$ 51,46 bilhões (22,9% do total nacional), e as importações 2,

Leia mais

Agronegócio. Internacional. Soja Campeã. Boletim do. Recordistas de vendas no valor exportado total Jan-Mai 2014/2013. Edição 01 - Junho de 2014

Agronegócio. Internacional. Soja Campeã. Boletim do. Recordistas de vendas no valor exportado total Jan-Mai 2014/2013. Edição 01 - Junho de 2014 Boletim do Agronegócio Internacional Edição 01 - Junho de 2014 Soja Campeã A soja em grão foi o principal produto exportado pelo país de janeiro a maio, representando 13,9% das exportações totais. O minério

Leia mais

A Agricultura do Brasil e do Paraná

A Agricultura do Brasil e do Paraná Governo do Estado do Paraná A Agricultura do Brasil e do Paraná Políticas Públicas para a Produção de Biodiesel Orlando Pessuti Vice-Governador Abril/2007 BRASIL 5º Maior país do mundo PIB de US$ 1,0 trilhão

Leia mais

Oportunidade de Atração de Investimentos no Setor de Celulose no Brasil Potencial de Negócios em Celulose no Pará

Oportunidade de Atração de Investimentos no Setor de Celulose no Brasil Potencial de Negócios em Celulose no Pará Oportunidade de Atração de Investimentos no Setor de Celulose no Brasil Potencial de Negócios em Celulose no Pará Belém, PA Junho -2016 1 Mercado de Floresta Plantada 2 Mercado de Floresta Plantada Distribuição

Leia mais

14º Congresso Brasileiro do Agronegócio ABAG. "Agronegócio Brasileiro, Produção 365 Dias " Alexandre Mendonça de Barros

14º Congresso Brasileiro do Agronegócio ABAG. Agronegócio Brasileiro, Produção 365 Dias  Alexandre Mendonça de Barros 14º Congresso Brasileiro do Agronegócio ABAG "Agronegócio Brasileiro, Produção 365 Dias " Alexandre Mendonça de Barros 03 de Agosto de 2015 1 Índice Contexto atual: conjuntura e estrutura Fatores de risco

Leia mais

CAFÉ NOVEMBRO DE 2016

CAFÉ NOVEMBRO DE 2016 DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CAFÉ NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

MARÇO Mercado Brasileiro de Fertilizantes

MARÇO Mercado Brasileiro de Fertilizantes MARÇO 2016 Mercado Brasileiro de Fertilizantes Resultados do 4T15 e 2015 Mercados Mundial e Brasileiro de Fertilizantes A Companhia e Destaques Financeiros Perspectivas Em milhares de toneladas de produtos

Leia mais

O MERCADO MUNDIAL DE CARNE BOVINA. Agosto de 2016

O MERCADO MUNDIAL DE CARNE BOVINA. Agosto de 2016 O MERCADO MUNDIAL DE CARNE BOVINA Agosto de 2016 Pastagens 168 Mi ha Rebanho 209 Mi Cabeças Abates 39 Mi Cabeças CadeiadevalordeR$483,5bilhões Perfil do Setor 2015 Produção de Carne Bovina 9,56 Mi TEC

Leia mais

LSPA. Levantamento Sistemático da Produção Agrícola. Dezembro de Pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas no ano civil

LSPA. Levantamento Sistemático da Produção Agrícola. Dezembro de Pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas no ano civil Diretoria de Pesquisas Coordenação de Agropecuária Gerência de Agricultura LSPA Dezembro de 2013 Levantamento Sistemático da Produção Agrícola Pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas

Leia mais

Cenário e a gestão do produtor em tempos de crise. Fernando Lobo Pimentel Eng. Agrônomo e Advogado

Cenário e a gestão do produtor em tempos de crise. Fernando Lobo Pimentel Eng. Agrônomo e Advogado Cenário e a gestão do produtor em tempos de crise Fernando Lobo Pimentel Eng. Agrônomo e Advogado Agenda Cenário macroeconômico Internacional Doméstico Mercado agrícola Soja e milho Status da Safra Atual

Leia mais

GEOGRAFIA AGRÁRIA CACD. Professor Rodolfo Visentin.

GEOGRAFIA AGRÁRIA CACD. Professor Rodolfo Visentin. GEOGRAFIA AGRÁRIA CACD Professor Rodolfo Visentin. QUE É GEOGRAFIA AGRÁRIA A estrutura agrária reúne as condições sociais e fundiárias de um espaço, envolvendo aspectos referentes á legalidade das terras,

Leia mais

A Importância da Carne de Porco e seus Derivados no Mundo. Fabiano Coser Diretor Executivo Associação Brasileira dos Criadores de Suínos

A Importância da Carne de Porco e seus Derivados no Mundo. Fabiano Coser Diretor Executivo Associação Brasileira dos Criadores de Suínos A Importância da Carne de Porco e seus Derivados no Mundo Fabiano Coser Diretor Executivo Associação Brasileira dos Criadores de Suínos Brasília Capital do Brasil "Deste Planalto Central, desta solidão

Leia mais

Quadro I - Produção, Consumo, Comércio e Stock

Quadro I - Produção, Consumo, Comércio e Stock MERCADO INTERNACIONAL DE CEREAIS E AÇÚCAR INFORMAÇÃO MENSAL Ano: 20 Mês: Janeiro 1. Resumo Global Os preços internacionais dos grãos e oleaginosas aumentaram fortemente em Dezembro e novamente em Janeiro,

Leia mais

09 de Setembro de Centro de Agronegócio da FGV GV Agro

09 de Setembro de Centro de Agronegócio da FGV GV Agro Roberto Rodrigues 09 de Setembro de 2014 Agenda 1. Cenário Internacional 2. Cenário Nacional 3. Impactos para o Agronegócio 4. A importância do Agronegócio para o Brasil 5. Potencial e Gargalos 6. Plano

Leia mais

RELATÓRIO SOBRE AS EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO GAÚCHO

RELATÓRIO SOBRE AS EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO GAÚCHO Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio internacional do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de outubro de 2014. COMPARAÇÃO DO MÊS OUTUBRO COM O MÊS

Leia mais

DEMANDA MUNDIAL DE ALIMENTOS GARANTE CRESCIMENTO ECONOMICO DO BRASIL

DEMANDA MUNDIAL DE ALIMENTOS GARANTE CRESCIMENTO ECONOMICO DO BRASIL DEMANDA MUNDIAL DE ALIMENTOS GARANTE CRESCIMENTO ECONOMICO DO BRASIL 1-1985-2000: ESTAGNAÇÃO DA AGRICULTURA BRASILEIRA 2-1999: REFORMA CAMBIAL 3-2003: PREÇOS INTERNACIONAIS INICIAM ESCALADA 4- AGRICULTURES

Leia mais

O Relacionamento Comercial Brasil-China, Hoje e Amanhã

O Relacionamento Comercial Brasil-China, Hoje e Amanhã São Paulo Rio de Janeiro Brasília Curitiba Porto Alegre Recife Londres Lisboa Shanghai Miami Buenos Aires O Relacionamento Comercial Brasil-China, Hoje e Amanhã Durval de Noronha Goyos Jr. PUC MINAS Poços

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ALGODÃO DEZEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ALGODÃO DEZEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ALGODÃO DEZEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

Decifrando a economia para superar a crise. com Denise Barbosa & Antonio Lacerda

Decifrando a economia para superar a crise. com Denise Barbosa & Antonio Lacerda Decifrando a economia para superar a crise com Denise Barbosa & Antonio Lacerda EUA produção industrial continua patinando 110 105 Índice base 2007 = 100 100 95 90 85 80 jan/09 jan/10 jan/11 jan/12 jan/13

Leia mais

Investimentos no Brasil

Investimentos no Brasil Investimentos no Brasil Julho 2011 1 Agenda 1. Mercado de Fertilizantes 2. Principais Investimentos no país 3. Desafios do mercado brasileiro 2 Dinâmica do Mercado de Fertilizantes Os mercados de energia,

Leia mais

RELATÓRIO SOBRE AS EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO GAÚCHO

RELATÓRIO SOBRE AS EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO GAÚCHO Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio internacional do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de dezembro de 2014. COMPARAÇÃO DO MÊS DEZEMBRO COM O MÊS

Leia mais

NOTA TÉCNICA NICARÁGUA. Período: 2014 / 2015* BALANÇA COMERCIAL BRASIL X NICARÁGUA. Balança Comercial Brasil X Nicarágua US$ 2014 US$ 2015

NOTA TÉCNICA NICARÁGUA. Período: 2014 / 2015* BALANÇA COMERCIAL BRASIL X NICARÁGUA. Balança Comercial Brasil X Nicarágua US$ 2014 US$ 2015 NOTA TÉCNICA NICARÁGUA Período: 2014 / 2015* *Valores em US$ FOB. Fonte: Aliceweb/. Brasil BALANÇA COMERCIAL BRASIL X NICARÁGUA Gráfico 1. Balança Comercial Brasil X Nicarágua 97 94 2 3 US$ 2014 US$ 2015

Leia mais

AMA BRASIL ASSOCIAÇÃO DOS MISTURADORES DE ADUBOS DO BRASIL

AMA BRASIL ASSOCIAÇÃO DOS MISTURADORES DE ADUBOS DO BRASIL ASSOCIAÇÃO DOS MISTURADORES DE ADUBOS DO BRASIL PROJETOS DE LEI DO SENADO Nº 237/2008 E 114/2009 SENADO FEDERAL ISENÇÃO DO ADICIONAL DE FRETE PARA RENOVAÇÃO DA MARINHA MERCANTE SOBRE FERTILIZANTES CARLOS

Leia mais

Processo de Produção Agropecuária. Prof. Luciel Oliveira

Processo de Produção Agropecuária. Prof. Luciel Oliveira Processo de Produção Agropecuária Prof. Luciel Oliveira luciel@fae.br Visão geral dos produtos agropecuários Finalidade: ALIMENTOS x NÃO ALIMENTOS Origem: ANIMAL, VEGETAL, FUNGI, MINERAL Modelo de negócio:

Leia mais

Valter Casarin Diretor Adjunto - IPNI Brasil. Nutrindo as plantas para nutrir as pessoas

Valter Casarin Diretor Adjunto - IPNI Brasil. Nutrindo as plantas para nutrir as pessoas Valter Casarin Diretor Adjunto - IPNI Brasil Nutrindo as plantas para nutrir as pessoas A segurança alimentar existe quando todas as pessoas, em todos os momentos, têm acesso físico e econômico a quantidades

Leia mais