Linhas de Produto de Software

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Linhas de Produto de Software"

Transcrição

1 Gerência de Variações em Requisitos 20 de outubro de 2009

2 Rain of fire PL

3 Mobile media PL

4 Feature model

5 Linhas de produto Abordagem sistemática para reúso de software. Redução dos custos e do tempo de lançamento de produtos pertencentes a um domínio específico. Melhoria da qualidade das aplicações. Cada artefato deve ser inspecionado e/ou testado um maior número de vezes!

6 Reúso a longo prazo... benefícios não aparecem de graça

7 Investimento inicial envolve: 1 Análise do domínio 2 Engenharia do domínio construir e testar os core assets relacionar artefatos com elementos do domínio (opcionalmente) implementar DSLs e generators

8 Core assets Artefatos reusáveis e configuráveis. Mas não apenas código fonte! Compreendem também: Requisitos (funcionais e não funcionais) Decisões de projeto e arquiteturais Casos de teste, scripts de teste Ajuda on-line, manuais dos usuários,...

9 Gerência de Variações em Requisitos

10 Diferentes abordagens Gráficas Model Templates MATA VML4RE Anotações Composições PLUC PLUSS MSVCM Textuais

11 Model Templates (exemplo) First aid worker transmits injury information of victim to System System update crisis record with the sent injury information. B <<not Medical Services>> A <<Medical Services>> First aid worker determines victims identity and comunicates it to system. System instructs first aind work to bring the victim to the most appropriate hospital <<Medical Services>> System requests victims medical history from all connected hospital resource systems. First aind worker notifies System that he has dropped the victim at the hospital. <<Medical Services>> Hospital resource system transmits victimis medical history to System. First aid worker informs System that he has completed his mission. <<Medical Services>> System notifies first aid worker of medical history of the victim. <<Medical Services>>

12 Model Templates (características) Não existe separação entre o que é comum e o que varia Modelo de configuração entrelaçado com as especificações

13 VML4RE (especificação base) SC07 Execute Rescue Mission First aid worker transmits injury information of victim to System System update crisis record with the sent injury information. ATV03 First aid worker determines victims identity and comunicates it to system. System instructs first aind work to bring the victim to the most appropriate hospital ATV04 First aind worker notifies System that he has dropped the victim at the hospital. First aid worker informs System that he has completed his mission.

14 VML4RE (especificação da variação) ADV01 Send Injury Data System requests victims medical history from all connected hospital resource systems. Hospital resource system transmits victimis medical history to System. System notifies first aid worker of medical history of the victim.

15 VML4RE (composições / configurações) concern CrisisManagement {... variant for MedicalServices { connect (SC07::ATV03, ADV01::ATV01) connect (ADV01::ATV03, SC07::ATV04) } variant for Log { // two "connects" for each mission.... }... }

16 VML4RE (características) Abordagem composicional Variações separadas das especificações base Modelo de configuração independente Não suporta quantificação (versão atual)

17 PLUSS (exemplo) Scenario: Execute rescue mission. Description: The intention of the First Aid Worker is... Related feature: Rescue Mission Flow of events Feature User Action System Response 1 - First Aid Worker transmits injury information of victims to System. System updates crisis record with the sent injury information. 2 Med. Services First Aid Worker determines victim s identity and communicates it to System. 3 Med. Services Hospital Resource System transmits victim s medical history information to System. System requests victim s medical history information from all connected Hospital Resource Systems. System notifies First Aid Worker of medical history of the victim relevant to his injury System instructs First Aid Worker to bring the victim to the most appropriate hospital. 5 - First Aid Worker notifies System that he - has dropped the victim at the hospital. 6 - First Aid Worker informs System that he has completed his mission. -

18 PLUSS (características) Abordagem anotativa Não existe separação entre o que é comum e o que varia Modelo de configuração entrelaçado com as especificações

19 MSVCM (especificação base) SC01 Scenario: Execute Rescue Mission. Description: The intention of the First Aid Worker is... Flow of events: Code User Action System Response SC07.1 First Aid Worker transmits injury information of victims to System. System updates crisis record with the sent injury SC System instructs First Aid Worker to bring the victim to the most appropriate hospital. SC07.3 First Aid Worker notifies System - that he is leaving the crisis site. SC07.4 First Aid Worker notifies System - that he has dropped off the victim at the hospital. SC07.5 First Aid Worker informs System that he has completed his mission. -

20 MSVCM (especificação da variação) ADV01 Advice: Medical Service advising Execute Rescue Mission. Description: Transmits injury information of victim to System. Code User Action System Response ADV01.1 First Aid Worker determines victim s identity and communicates it to System. System requests victim s medical history information from all connected Hospital Resource Systems. ADV01.2 Hospital Resource System transmits victim s medical history information to System. System notifies First Aid Worker of medical history of the victim relevant to his injury.

21 MSVCM (configurações) Feature Expression Transformations Car Crash select scenario SC01, SC03, SC04 Authentication System select scenario SC10 Rescue Mission select scenario SC07, SC08 Witness select scenario SC02 Remove Obstacle Mission select scenario SC09 Medical Services evaluate advice ADV01 Observe Mission select scenario SC06

22 MSVCM (características) Abordagem composicional Variações separadas das especificações base Modelo de configuração independente Suporta quantificação

23 Nesta parte da disciplina, investigaremos o uso das abordagens PLUSS e MSVCM para especificar variações em requisitos.

24 Para começar Estudar exemplos adicionais de PLUSS e MSVCM Rever a noção de extração e evolução de LPS Entender o suporte ferramental a ser usado na disciplina

25 Gerência de Variações em Requisitos 20 de outubro de 2009

Solicitação de Mudança 01

Solicitação de Mudança 01 Solicitação de Mudança 01 Refatorar a especificação da linha de produtos Crisis Management System permitindo que o suporte ao registro de LOG seja opcional. Isso significa que o comportamento descrito

Leia mais

DOCUMENTANDO VARIABILIDADE EM CASOS DE USO EM LINHAS DE PRODUTOS DE SOFTWARE

DOCUMENTANDO VARIABILIDADE EM CASOS DE USO EM LINHAS DE PRODUTOS DE SOFTWARE DOCUMENTANDO VARIABILIDADE EM CASOS DE USO EM LINHAS DE PRODUTOS DE SOFTWARE IGOR WANDERLEY CAVALCANTI Universidade Federal de Pernambuco posgraducao@cin.ufpe.br www.cin.ufpe.br/~posgraduacao RECIFE, 03

Leia mais

Linhas de Produtos de Software. Professor: Uirá DIMAp / UFRN, 2009.2

Linhas de Produtos de Software. Professor: Uirá DIMAp / UFRN, 2009.2 Linhas de Produtos de Software Professor: Uirá DIMAp / UFRN, 2009.2 Aula 4: Modelagem de Variabilidades em Requisitos Modelagem de Requisitos Documentação textual Não limita a expressividade dos requisitos

Leia mais

7 Trabalhos Relacionados A idéia é tentar dar todas as informações que ajudem os outros a julgar o valor da sua contribuição; não apenas as informações que levem o julgamento a uma direção em particular.

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá Centro de Tecnologia Departamento de Informática Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento de Sistemas para Web

Universidade Estadual de Maringá Centro de Tecnologia Departamento de Informática Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento de Sistemas para Web Universidade Estadual de Maringá Centro de Tecnologia Departamento de Informática Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento de Sistemas para Web } Com o forte crescimento do comércio eletrônico por

Leia mais

Table 1. Dados do trabalho

Table 1. Dados do trabalho Título: Desenvolvimento de geradores de aplicação configuráveis por linguagens de padrões Aluno: Edison Kicho Shimabukuro Junior Orientador: Prof. Dr. Paulo Cesar Masiero Co-Orientadora: Prof a. Dr. Rosana

Leia mais

PDS - DATASUS. Processo de Desenvolvimento de Software do DATASUS

PDS - DATASUS. Processo de Desenvolvimento de Software do DATASUS PDS - DATASUS Processo de Desenvolvimento de Software do DATASUS Coordenação Geral de Arquitetura e Engenharia Tecnológica Coordenação de Padronização e Qualidade de Software Gerência de Padrões e Software

Leia mais

Fundamentos de Engenharia de Software. Josino Rodrigues (josinon@gmail.com)

Fundamentos de Engenharia de Software. Josino Rodrigues (josinon@gmail.com) Fundamentos de Engenharia de Software Josino Rodrigues (josinon@gmail.com) Apresentação Quem sou eu Quem são vocês? Qual seu nível de conhecimento associado a disciplina e quais suas expectativas? Objetivo

Leia mais

AIPLE-IS: An Approach to Develop Product Lines for Information Systems Using Aspects

AIPLE-IS: An Approach to Develop Product Lines for Information Systems Using Aspects AIPLE-IS: An Approach to Develop Product Lines for Information Systems Using Aspects Rosana T. Vaccare Braga Fernão S. R. Germano Stanley F. Pacios Paulo C. Masiero Instituto de Ciências Matemáticas e

Leia mais

Gerência de Configuração de Software Funções

Gerência de Configuração de Software Funções Universidade Estadual de Maringá Departamento de Informática Ciência da Computação Processo de Engenharia de Software II Gerência de Configuração de Software Funções Rafael Leonardo Vivian {rlvivian.uem

Leia mais

Engenharia de Software. Parte I. Introdução. Metodologias para o Desenvolvimento de Sistemas DAS 5312 1

Engenharia de Software. Parte I. Introdução. Metodologias para o Desenvolvimento de Sistemas DAS 5312 1 Engenharia de Software Parte I Introdução Metodologias para o Desenvolvimento de Sistemas DAS 5312 1 Mitos do Desenvolvimento de Software A declaração de objetivos é suficiente para se construir um software.

Leia mais

Uma Abordagem de Engenharia de Requisitos Para Linhas de Produtos de Software

Uma Abordagem de Engenharia de Requisitos Para Linhas de Produtos de Software Uma Abordagem de Engenharia de Requisitos Para Linhas de Produtos de Software Gabriela Guedes de Souza, Jaelson Castro e Carla Silva ggs@cin.ufpe.br, jbc@cin.ufpe.br, carla@dce.ufpb.br DEPARTAMENTO DE

Leia mais

Introdução à Engenharia de Software

Introdução à Engenharia de Software Introdução à Engenharia de Software Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Imagem Clássica Objetivo da aula Depois desta aula você terá uma visão sobre o que é a engenharia

Leia mais

Linha de Produto de Software

Linha de Produto de Software Linha de Produto de Software Jair C Leite DIMAp/UFRN O que é linha de produto de software? Técnica de produção baseada em outras engenharias fábricas que desenvolvem uma mesma família de produtos com partes

Leia mais

Engenharia de Requisitos

Engenharia de Requisitos Engenharia de Requisitos Introdução a Engenharia de Requisitos Professor: Ricardo Argenton Ramos Aula 08 Slide 1 Objetivos Introduzir a noção de requisitos do sistema e o processo da engenharia de requisitos.

Leia mais

A Semi-Automatic Strategy to Identify Crosscutting Concerns in PL-AOVgraph Requirement Models

A Semi-Automatic Strategy to Identify Crosscutting Concerns in PL-AOVgraph Requirement Models Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Informática e Matemática Aplicada Natal/RN - Brasil A Semi-Automatic Strategy to Identify Crosscutting Concerns in PL-AOVgraph Requirement Models

Leia mais

Agenda da Aula. Resumo dos Padrões (Aula 4) Padrões Arquiteturais. Arquitetura Cliente-Servidor. Arquitetura Cliente-Servidor

Agenda da Aula. Resumo dos Padrões (Aula 4) Padrões Arquiteturais. Arquitetura Cliente-Servidor. Arquitetura Cliente-Servidor Reuso de Software Aula 05 Agenda da Aula Linha de Produtos de Software Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo reuso.software@gmail.com 19 Março 2012 Padrões arquiteturais Cliente-Servidor

Leia mais

Princípios da Engenharia de Software Aula 02. Prof.: Franklin M. Correia

Princípios da Engenharia de Software Aula 02. Prof.: Franklin M. Correia Princípios da Engenharia de Software Aula 02 Prof.: Franklin M. Correia Na aula anterior... Introdução a Engenharia de Software O que é software? O que é Engenharia de Software? Conceitos importantes Tipos

Leia mais

CobiT 5. Como avaliar a maturidade dos processos de acordo com o novo modelo? Conhecimento em Tecnologia da Informação

CobiT 5. Como avaliar a maturidade dos processos de acordo com o novo modelo? Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação CobiT 5 Como avaliar a maturidade dos processos de acordo com o novo modelo? 2013 Bridge Consulting All rights reserved Apresentação Sabemos que a Tecnologia da

Leia mais

Histórico: Linha de Produção. Linha de Produtos de Software. Reuso vs. Customização. Mercado Competitivo. Linha de Produtos de Software

Histórico: Linha de Produção. Linha de Produtos de Software. Reuso vs. Customização. Mercado Competitivo. Linha de Produtos de Software DCC / ICEx / UFMG Histórico: Linha de Produção Linha de Produtos de Software Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo Produtos em geral eram feitos manualmente Com o crescimento do consumo,

Leia mais

Asset Inventory Service (AIS)

Asset Inventory Service (AIS) Asset Inventory Service (AIS) Última revisão feita em 02 de Setembro de 2008. Objetivo Neste artigo veremos detalhes sobre o Asset Inventory Service (AIS), um serviço disponível através do System Center

Leia mais

Introdução à Engenharia de. Software. Introdução à Engenharia de. Software. O que é a Engenharia de Software? Software

Introdução à Engenharia de. Software. Introdução à Engenharia de. Software. O que é a Engenharia de Software? Software Introdução à Engenharia de Gidevaldo Novais (gidevaldo.vic@ftc.br) Introdução à Engenharia de Objetivo Depois desta aula você terá uma noção geral do que é a engenharia de software e dos seus objetivos

Leia mais

Uso do Action₀NET com o PI System da OsiSoft

Uso do Action₀NET com o PI System da OsiSoft Uso do Action₀NET com o PI System da OsiSoft Introdução Se sua empresa utiliza o PI System da OsiSoft, o Action₀NET é o software SCADA (Supervisory Control and Data Acquisition) que mais se adequa a sua

Leia mais

Metodologias Ágeis. Aécio Costa

Metodologias Ágeis. Aécio Costa Metodologias Ágeis Aécio Costa Metodologias Ágeis Problema: Processo de desenvolvimento de Software Imprevisível e complicado. Empírico: Aceita imprevisibilidade, porém tem mecanismos de ação corretiva.

Leia mais

AutoTest Um Framework Reutilizável para a Automação de Teste Funcional de Software

AutoTest Um Framework Reutilizável para a Automação de Teste Funcional de Software AutoTest Um Framework Reutilizável para a Automação de Teste Funcional de Software Marcelo Fantinato CPqD Telecom & IT Solutions UNICAMP Instituto de Computação Campinas SP Agenda Motivação Objetivo Automação

Leia mais

RUP Rational Unified Process

RUP Rational Unified Process RUP Rational Unified Process Baseado em http://www.wthreex.com/rup/ e em outros materiais da IBM/Rational Visão Geral O RUP tem duas dimensões: o eixo horizontal representa o tempo e mostra os aspectos

Leia mais

Engenharia de Domínio baseada na Reengenharia de Sistemas Legados

Engenharia de Domínio baseada na Reengenharia de Sistemas Legados 1021 X Salão de Iniciação Científica PUCRS Engenharia de Domínio baseada na Reengenharia de Sistemas Legados Cássia Zottis¹, Profa. Dra. Ana Paula Terra Bacelo 1 (orientadora) 1 Faculdade de Informática,

Leia mais

Usando RDL para Derivação de Produtos em uma Linha de Produtos de Software

Usando RDL para Derivação de Produtos em uma Linha de Produtos de Software Usando RDL para Derivação de Produtos em uma Linha de Produtos de Software Juliano Dantas Santos Universidade Federal do Rio de Janeiro COPPE - Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa

Leia mais

Grupo de Ferramentas & Implementação. Uirá Kulesza DIMAp/UFRN

Grupo de Ferramentas & Implementação. Uirá Kulesza DIMAp/UFRN Grupo de Ferramentas & Implementação Uirá Kulesza DIMAp/UFRN Par@cipantes Elder, Lucena (PUC Rio) Paulo Pires, Flávia Delicato, Mário, Sindolfo, Uirá (UFRN) Masiero, Rosana (USP SC) Leopoldo, Rodrigo,

Leia mais

Introdução CMMI. Qualidade e Teste de Software CMMI 1

Introdução CMMI. Qualidade e Teste de Software CMMI 1 Introdução CMMI O propósito da qualidade é estabelecer um diferencial competitivo, através de contribuições como redução de defeitos, redução de custos, redução de retrabalho e aumento da produtividade,

Leia mais

Nota de Aplicação. Exemplo de log de usuários utilizando IHM Magelis e o leitor biometrico XB5S5B2L2. Suporte Técnico Brasil. Versão: 1.

Nota de Aplicação. Exemplo de log de usuários utilizando IHM Magelis e o leitor biometrico XB5S5B2L2. Suporte Técnico Brasil. Versão: 1. Nota de Aplicação Exemplo de log de usuários utilizando IHM Magelis e o leitor biometrico XB5S5B2L2. Versão: 1.0 Suporte Técnico Brasil Especificações técnicas Hardware: Firmware: HMIGTO4310 XB5S5B2L2

Leia mais

Apresentação, xix Prefácio à 8a edição, xxi Prefácio à 1a edição, xxiii. Parte I - Empresa e Sistemas, 1

Apresentação, xix Prefácio à 8a edição, xxi Prefácio à 1a edição, xxiii. Parte I - Empresa e Sistemas, 1 Apresentação, xix Prefácio à 8a edição, xxi Prefácio à 1a edição, xxiii Parte I - Empresa e Sistemas, 1 1 SISTEMA EMPRESA, 3 1.1 Teoria geral de sistemas, 3 1.1.1 Introdução e pressupostos, 3 1.1.2 Premissas

Leia mais

IBM Rational Quality Manager. Felipe Freire IBM Rational pfreire@br.ibm.com

IBM Rational Quality Manager. Felipe Freire IBM Rational pfreire@br.ibm.com Gerenciamento de Qualidade IBM Rational Quality Manager Felipe Freire IBM Rational pfreire@br.ibm.com Introdução Jazz Rational Quality Manager Demonstração Agenda 2 Teste de software?!? O que é? Para que

Leia mais

Gerência de Projetos de Software Modelos de gerência. CMM: Capability Maturity Model ITIL: Information Technology Infrastructure Library MPS BR

Gerência de Projetos de Software Modelos de gerência. CMM: Capability Maturity Model ITIL: Information Technology Infrastructure Library MPS BR Modelos de gerência CMM: Capability Maturity Model ITIL: Information Technology Infrastructure Library MPS BR Modelo de maturidade: CMM CMM (Capability Maturity Model) é um modelo subdividido em 5 estágios

Leia mais

Política Organizacional para Desenvolvimento de Software no CTIC

Política Organizacional para Desenvolvimento de Software no CTIC Política Organizacional para Desenvolvimento de Software no CTIC O CTIC/UFPA Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação da Universidade Federal do Pará define neste documento sua Política Organizacional

Leia mais

Sistemas de Informação I

Sistemas de Informação I + Sistemas de Informação I Processo de software I Ricardo de Sousa Britto rbritto@ufpi.edu.br + O que é Engenharia de Software n Definição dada pela IEEE [IEE93]: n Aplicação de uma abordagem sistemática,

Leia mais

Objetivos desta Aula. Introdução a Engenharia de Software Capítulo 1. Sumário. Engenharia de Software. Custos do Software. Custos do Software

Objetivos desta Aula. Introdução a Engenharia de Software Capítulo 1. Sumário. Engenharia de Software. Custos do Software. Custos do Software Objetivos desta Aula Introdução a Engenharia de Software Capítulo 1 Introduzir a engenharia de e explicar a sua importância Responder uma série de perguntas sobre engenharia de Introduzir questões éticas

Leia mais

Aplicação do REVIT em estudos de viabilidade.

Aplicação do REVIT em estudos de viabilidade. . Sergio Leusin GDP Gerenciamento e Desenvolvimento de Projetos Raquel Canellas GDP Gerenciamento e Desenvolvimento de Projetos Apresentação de casos de estudo de viabilidade físico financeira com apoio

Leia mais

Tópicos em Engenharia de Software (Optativa III) AULA 2. Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com (81 )9801-6619

Tópicos em Engenharia de Software (Optativa III) AULA 2. Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com (81 )9801-6619 Tópicos em Engenharia de Software (Optativa III) AULA 2 Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com (81 )9801-6619 Engenharia de Software Objetivo da aula Depois desta aula você terá uma revisão sobre o

Leia mais

Centro Universitário Metodista Benne1 Rio de Janeiro, Dezembro de 2009. Rafael Polo e Sabrina Arêas

Centro Universitário Metodista Benne1 Rio de Janeiro, Dezembro de 2009. Rafael Polo e Sabrina Arêas Centro Universitário Metodista Benne1 Rio de Janeiro, Dezembro de 2009 Rafael Polo e Sabrina Arêas Contexto 60 s - Primeiros sistemas de informação corporativos. 70 s Desenvolvimento e comercialização

Leia mais

BPMN Business Process Modeling Notation

BPMN Business Process Modeling Notation BPMN Business Process Modeling Notation Business Process Modeling Notation Página 1 Objetivo O objetivo deste curso é apresentar os elementos da notação de modelagem de processos de negócio BPMN 1.1 (Business

Leia mais

Capítulo 1 - Introdução 14

Capítulo 1 - Introdução 14 1 Introdução Em seu livro Pressman [22] define processo de software como um arcabouço para as tarefas que são necessárias para construir software de alta qualidade. Assim, é-se levado a inferir que o sucesso

Leia mais

RUP. Evolução. Principais Características do RUP. Principais Características do RUP RUP

RUP. Evolução. Principais Características do RUP. Principais Características do RUP RUP RUP Rational Unified Process ( Unificado de Desenvolvimento da Rational) Conjunto de passos que tem como objetivo atingir uma meta de software na ES, processo que visa a produzir o software - de modo eficiente

Leia mais

1/26/2009. Baseadas em http://www.voelter.de/services/mdsdtutorial.html. Experiência pessoal/profissional/acadêmica

1/26/2009. Baseadas em http://www.voelter.de/services/mdsdtutorial.html. Experiência pessoal/profissional/acadêmica Baseadas em http://www.voelter.de/services/mdsdtutorial.html Experiência pessoal/profissional/acadêmica 1 Metamodelo UML Meu Metamodelo Meu processo de negócios Meu processo de negócios Stereotypes Perfis

Leia mais

O que é Engenharia de Software?

O que é Engenharia de Software? O que é Engenharia de Software? Prof. Dr. Jorge H C Fernandes Definições para Engenharia de Software Desenvolvimento multi-versional de software multipessoal Abordagem sistemática, disciplinada e quantificada

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 06 PROFª BRUNO CALEGARO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 06 PROFª BRUNO CALEGARO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 06 PROFª BRUNO CALEGARO Santa Maria, 27 de Setembro de 2013. Revisão aula anterior Desenvolvimento Ágil de Software Desenvolvimento e entrega

Leia mais

Gerenciamento do Escopo. PMBOK Guide 2000

Gerenciamento do Escopo. PMBOK Guide 2000 PMBOK Guide 2000 Objetivos Apresentar os processos, ferramentas e técnicas utilizadas para gerenciar o escopo de um projeto Hermano Perrelli CIn-UFPE 2 Ao final desta aula você será capaz de... Organizar

Leia mais

Um Componente de Gerenciamento de Execução de Workflow Segundo a Abordagem de Linha de Produto de Software

Um Componente de Gerenciamento de Execução de Workflow Segundo a Abordagem de Linha de Produto de Software Um Componente de Gerenciamento de Execução de Workflow Segundo a Abordagem de Linha de Produto de Software Itana M. S. Gimenes 1 itana@din.uem.br Radames J. Halmeman 1 radames@cm.cefetpr.br Fabrício R.

Leia mais

SYSTEM SENSORS Sistema Unificado de Monitoramento de TI

SYSTEM SENSORS Sistema Unificado de Monitoramento de TI SYSTEM SENSORS Sistema Unificado de Monitoramento de TI Rev.: 26/07/2014 COMERCIAL comercial@onium.com.br http://www.onium.com.br A ONIUM Visão: ser reconhecida por gerar valor corporativo através de tecnologia

Leia mais

Processos de Desenvolvimento de Software. Prof. Hélio Engholm Jr

Processos de Desenvolvimento de Software. Prof. Hélio Engholm Jr Processos de Desenvolvimento de Software Objetivos Descrever o processo de desenvolvimento de software Orientado a Objetos (Object Oriented Software Development - OOSD) Descrever como a modelagem suporta

Leia mais

Administração de Banco de Dados

Administração de Banco de Dados Administração de Banco de Dados Professora conteudista: Cida Atum Sumário Administração de Banco de Dados Unidade I 1 INTRODUÇÃO A BANCO DE DADOS...1 1.1 Histórico...1 1.2 Definições...2 1.3 Importância

Leia mais

Lucas Nascimento Santos

Lucas Nascimento Santos Lucas Nascimento Santos Mobile Application Developer lucassantoos56@gmail.com Resumo Lucas Nascimento Santos (@ll_ucasn), engenheiro de software. Estudante de Ciência da Computação na Universidade Salvador

Leia mais

CONFIGURAÇÃO PARA ENVIO DE E-MAIL

CONFIGURAÇÃO PARA ENVIO DE E-MAIL CONFIGURAÇÃO PARA ENVIO DE E-MAIL RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado de comércio

Leia mais

Separação de Interesses Programação Estruturada e Programação Orientada a Objetos Entrelaçamento de Código Espalhamento de Código

Separação de Interesses Programação Estruturada e Programação Orientada a Objetos Entrelaçamento de Código Espalhamento de Código Análise e Projeto Orientados a Aspectos Alcides Pamplona alcides.pamplona@gmail.com Tópicos Separação de Interesses Programação Estruturada e Entrelaçamento de Código Espalhamento de Código 1 Separação

Leia mais

Processos de Software. 2007 by Pearson Education Ian Sommerville 2006 Engenharia de Software, 8ª. edição. Capítulo 4 Slide 1

Processos de Software. 2007 by Pearson Education Ian Sommerville 2006 Engenharia de Software, 8ª. edição. Capítulo 4 Slide 1 Processos de Software Ian Sommerville 2006 Engenharia de Software, 8ª. edição. Capítulo 4 Slide 1 Objetivos Apresentar modelos de processos de software Descrever três modelos genéricos de processo e quando

Leia mais

L04 Visualização:FactoryTalk View Site Edition v8.0 FactoryTalk View Site Edition Lab

L04 Visualização:FactoryTalk View Site Edition v8.0 FactoryTalk View Site Edition Lab L04 Visualização:FactoryTalk View Site Edition v8.0 FactoryTalk View Site Edition Lab Felipe Ribeiro / Paulo Rocha Domain Experts - Arquitetura e Software Maio/2015 PUBLIC PUBLIC - 5058-CO900G Copyright

Leia mais

Princípios de Linhas de Produtos de Software. Prof. Alberto Costa Neto alberto@ufs.br

Princípios de Linhas de Produtos de Software. Prof. Alberto Costa Neto alberto@ufs.br Princípios de Linhas de Produtos de Software Prof. Alberto Costa Neto alberto@ufs.br Surgimento das Linhas de Produtos Inicialmente produtos eram feitos artesanalmente Mas... Nº de pessoas que poderiam

Leia mais

Desenvolvimento de software orientado a características e dirigido por modelos

Desenvolvimento de software orientado a características e dirigido por modelos Desenvolvimento de software orientado a características e dirigido por modelos Universidade Federal de Uberlândia Rodrigo Reis Pereira Prof. Dr. Marcelo Almeida Maia Agenda Motivação Introdução Modelagem

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE ATIVOS DE TI GERENCIAMENTO DE CONFIGURAÇÃO

ADMINISTRAÇÃO DE ATIVOS DE TI GERENCIAMENTO DE CONFIGURAÇÃO 1 ADMINISTRAÇÃO DE ATIVOS DE TI GERENCIAMENTO DE CONFIGURAÇÃO 2 INFRAESTRUTURA DE TI Para garantir o atendimento às necessidades do negócio, a área de TI passou a investir na infraestrutura do setor, ampliando-a,

Leia mais

Product Development System da P T C. P R O D U Z I N D O M A I S V A L O R a partir do Gerenciamento do ciclo de vida do produto

Product Development System da P T C. P R O D U Z I N D O M A I S V A L O R a partir do Gerenciamento do ciclo de vida do produto Product Development System da P T C P R O D U Z I N D O M A I S V A L O R a partir do Gerenciamento do ciclo de vida do produto Os fabricantes entendem as complexidades atuais do desenvolvimento de produto.

Leia mais

Rodrigo B. Neves, PMP Diretor Gerência de Projetos - Flag IntelliWan rbneves@flag.com.br MSN: rodrigo_neves@hotmail.com

Rodrigo B. Neves, PMP Diretor Gerência de Projetos - Flag IntelliWan rbneves@flag.com.br MSN: rodrigo_neves@hotmail.com Infocon 2004 Rodrigo B. Neves, PMP Diretor Gerência de Projetos - Flag IntelliWan rbneves@flag.com.br MSN: rodrigo_neves@hotmail.com Agenda Definição; Histórico; Governança Coorporativa de TI; O Modelo

Leia mais

**Docentes do Centro Universitário Filadélfia- Unifil. computação@unifil.br

**Docentes do Centro Universitário Filadélfia- Unifil. computação@unifil.br COMPARATIVO DE PRODUTIVIDADE ENTRE UM PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE COM A ABORDAGEM DE LINHA DE PRODUTO DE SOFTWARE COM O PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE TRADICIONAL.(2011) **Docentes

Leia mais

Descrição de Arquitectura e Design. SyncMasters

Descrição de Arquitectura e Design. SyncMasters 1 Descrição de Arquitectura e Design SyncMasters ConfiKeeper Version 2.0, 16-11-2014 by SyncMasters: Carlos Paiva, 2009108909, cpaiva@student.dei.uc.pt Inês Parente, 2012152484, iparente@student.dei.uc.pt

Leia mais

Processos de Desenvolvimento de Software. Ricardo Argenton Ramos UNIVASF Engenharia de Software I Aula 3

Processos de Desenvolvimento de Software. Ricardo Argenton Ramos UNIVASF Engenharia de Software I Aula 3 Processos de Desenvolvimento de Software Ricardo Argenton Ramos UNIVASF Engenharia de Software I Aula 3 Modelos de Processo de Software O Modelo Sequencial Linear Aula passada também chamado Modelo Cascata

Leia mais

FIT's Software Laboratory conducts research, development and innovation projects in software and information systems, focusing on applying new

FIT's Software Laboratory conducts research, development and innovation projects in software and information systems, focusing on applying new FIT's Software Laboratory conducts research, development and innovation projects in software and information systems, focusing on applying new technologies to add value to its Tópicos Competências em Software

Leia mais

Sistemas de Informação e Programação II Odorico Machado Mendizabal

Sistemas de Informação e Programação II Odorico Machado Mendizabal Sistemas de Informação e Programação II Odorico Machado Mendizabal Universidade Federal do Rio Grande FURG C3 Engenharia de Computação 16 e 23 de março de 2011 Processo de Desenvolvimento de Software Objetivos

Leia mais

Engenharia de Software Processo de Desenvolvimento de Software

Engenharia de Software Processo de Desenvolvimento de Software Engenharia de Software Processo de Desenvolvimento de Software Prof. Edison A. M. Morais prof@edison.eti.br http://www.edison.eti.br Objetivo (1/1) Conceituar PROCESSO E CICLO DE VIDA, identificar e conceituar

Leia mais

ArcGIS for Server: Administração e Configuração do Site (10.2)

ArcGIS for Server: Administração e Configuração do Site (10.2) ArcGIS for Server: Administração e Configuração do Site (10.2) Duração: 3 dias (24 horas) Versão do ArcGIS: 10.2 Material didático: Inglês Descrição Projetado para administradores, este curso ensina como

Leia mais

EVOLUÇÃO DE SOFTWARE

EVOLUÇÃO DE SOFTWARE EVOLUÇÃO DE SOFTWARE Dinâmica da evolução de programas Manutenção de software Processo de evolução Evolução de sistemas legados 1 Mudança de Software 2 Manutenção de software Mudança de software é inevitável

Leia mais

Introdução ao OpenUP (Open Unified Process)

Introdução ao OpenUP (Open Unified Process) Introdução ao OpenUP (Open Unified Process) Diferentes projetos têm diferentes necessidades de processos. Fatores típicos ditam as necessidades de um processo mais formal ou ágil, como o tamanho da equipe

Leia mais

Objetivos. Processos de Software. Tópicos abordados. O processo de software. Modelos genéricos de modelos de processo de software.

Objetivos. Processos de Software. Tópicos abordados. O processo de software. Modelos genéricos de modelos de processo de software. Processos de Software Objetivos Apresentar os modelos de processo de software Conjunto coerente de atividades para especificar, projetar, implementar e testar s de software Descrever os diferentes modelos

Leia mais

Qualidade de Software

Qualidade de Software Qualidade de Software Projeto e Desenvolvimento de Sistemas Dr. Fábio Levy Siqueira levy.siqueira@gmail.com Aula 2: Garantia da Qualidade e Padrões Qualidade de software Quais são as atividades de Gestão

Leia mais

Utilizando subversion como controle de versão

Utilizando subversion como controle de versão Utilizando subversion como controle de versão Heitor Rapcinski Este documento descreverá a utilização de subversion como ferramenta de controle de versão mostrando as facilidades da sua utilização para

Leia mais

Engenharia de Software I: Análise e Projeto de Software Usando UML

Engenharia de Software I: Análise e Projeto de Software Usando UML Engenharia de Software I: Análise e Projeto de Software Usando UML Capítulo 1 Processo de Desenvolvimento de Software Metodologia de Desenvolvimento de Software Uma metodologia é um conjunto de métodos,

Leia mais

Aspect-Oriented Programming AOP. Comentários Sérgio Crespo

Aspect-Oriented Programming AOP. Comentários Sérgio Crespo Aspect-Oriented Programming AOP Comentários Sérgio Crespo Separation of Concerns O princípio de Separation of Concerns já é utilizado por engenheiros de software para o gerenciar a complexidade de sistemas

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Capítulo 3 Processos de Software Slides do Livro do Sommerville, 2000 Disponíveis em inglês em www.software-engin.com Traduzidos por Jacinta Pereira Graduando do Curso de Letras

Leia mais

4ª Parte Processo de Teste

4ª Parte Processo de Teste 4ª Parte Processo de Teste Atividades de preparação Ø Planejamento: define itens a testar, aspectos gerenciais e recursos necessários; para a execução da bateria de testes. Ø Desenho: completa as especificações

Leia mais

Engenharia de Software I

Engenharia de Software I Engenharia de Software I Curso de Desenvolvimento de Software Prof. Alessandro J de Souza ajdsouza@cefetrn.br 1 Rational Unified Process RUP Fase Construção 2 VISÃO GERAL Fase Construção. Visão Geral 3

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA 1. Projeto: OEI/BRA/09/004 - Aprimoramento da sistemática de gestão do Ministério da Educação (MEC) em seus processos de formulação, implantação e

Leia mais

Engenharia de Software. Apostila I >>> Introdução à ES - HEngholmJr

Engenharia de Software. Apostila I >>> Introdução à ES - HEngholmJr Engenharia de Software Apostila I >>> Introdução à ES - HEngholmJr Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 12/08/2014 1.0 Criação da primeira versão HEngholmJr Agenda Introdução à Engenharia

Leia mais

1º Passo. O primeiro passo a fazer será ligar-se a rede eduroam-guest. http://suporte.ipp.pt/ippnet/ajuda/aplicativos/securew2_ttls_333.

1º Passo. O primeiro passo a fazer será ligar-se a rede eduroam-guest. http://suporte.ipp.pt/ippnet/ajuda/aplicativos/securew2_ttls_333. 1º Passo O primeiro passo a fazer será ligar-se a rede eduroam-guest. De seguida, é necessário instalar o programa SecureW2, fazendo o download do site do IPP. http://suporte.ipp.pt/ippnet/ajuda/aplicativos/securew2_ttls_333.exe

Leia mais

Diferenças da versão 6.3 para a 6.4

Diferenças da versão 6.3 para a 6.4 Release Notes Diferenças da versão 6.3 para a 6.4 Melhorias Comuns ao Sistema Help O Help Online foi remodelado e agora é possível acessar os manuais de cada módulo diretamente do sistema. Mapeamento de

Leia mais

Fundamentos do Scrum aplicados ao RTC Sergio Martins Fernandes

Fundamentos do Scrum aplicados ao RTC Sergio Martins Fernandes Workshop Scrum & Rational Team Concert (RTC) Sergio Martins Fernandes Agilidade Slide 2 Habilidade de criar e responder a mudanças, buscando agregar valor em um ambiente de negócio turbulento O Manifesto

Leia mais

AVALIAÇÃO SISTEMÁTICA DE ABORDAGENS DE DERIVAÇÃO DE PRODUTO

AVALIAÇÃO SISTEMÁTICA DE ABORDAGENS DE DERIVAÇÃO DE PRODUTO Universidade Federal do Rio Grande do Norte Centro de Ciências Exatas e da Terra Departamento de Informática e Matemática Aplicada Programa de Pós-Graduação em Sistemas e Computação AVALIAÇÃO SISTEMÁTICA

Leia mais

Provedor de serviços de software oferece solução econômica de gestão eletrônica

Provedor de serviços de software oferece solução econômica de gestão eletrônica Windows Azure Soluções para clientes - Estudo de caso Provedor de serviços de software oferece solução econômica de gestão eletrônica Visão geral País ou região: Índia Setor: Tecnologia da informação Perfil

Leia mais

STK (Start Kit DARUMA) Conectando-se diretamente a sua aplicação via TS com o MT1000 Daruma

STK (Start Kit DARUMA) Conectando-se diretamente a sua aplicação via TS com o MT1000 Daruma STK (Start Kit DARUMA) Conectando-se diretamente a sua aplicação via TS com o MT1000 Daruma Neste STK apresentaremos como configurar seu servidor Windows 2008 R2 para abrir diretamente sua aplicação ao

Leia mais

Controle de versão e fluxo de trabalho em projetos de desenvolvimento de software

Controle de versão e fluxo de trabalho em projetos de desenvolvimento de software Controle de versão e fluxo de trabalho em projetos de desenvolvimento de software Doutorado Multi-Institucional em Ciência da Computação UFBA UNIFACS UEFS terceiro@dcc.ufba.br 8 de novembro de 2008 Termos

Leia mais

Especialização em Arquitetura e Engenharia de Software

Especialização em Arquitetura e Engenharia de Software Especialização em Arquitetura e Engenharia de Software O curso vai propiciar que você seja um especialista para atua atuar na área de Arquitetura de Software em diferentes organizações, estando apto a:

Leia mais

SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GTL 16 14 a 17 Outubro de 2007 Rio de Janeiro - RJ GRUPO XVI GRUPO DE ESTUDO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E TELECOMUNICAÇÃO PARA SISTEMAS

Leia mais

Tecnologias Web. Padrões de Projeto - Camada de Apresentação

Tecnologias Web. Padrões de Projeto - Camada de Apresentação Tecnologias Web Padrões de Projeto - Camada de Apresentação Cristiano Lehrer, M.Sc. Padrões da Camada de Apresentação (1/2) Intercepting Filter Viabiliza pré e pós processamento de requisições. Front Controller

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Processo de Software Thiago P. da Silva thiagosilva.inf@gmail.com Agenda Revisando Engenharia de Software Engenharia de Sistemas Processo de software Fases Genéricas de Modelos de

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Capítulo 10: Desenvolvendo Soluções para as Empresas com a Tecnologia da Informação 10-1 Sistemas de Informação e as decisões gerenciais na era da Internet James A. O'Brien Saraiva S/A Livreiros Editores,

Leia mais

Agora OS: Manual Interface. 2011 Milenial Multimedia

Agora OS: Manual Interface. 2011 Milenial Multimedia Todos os direitos reservados a Milenial Comunicação Visual LTDA. Nenhuma parte deste documento pode ser reproduzida em nenhuma forma sem a permissão do autor. Impresso em: abril 2011 Contents 3 Índice

Leia mais

Guia de Instalação Rápida do System Storage DS3200, DS3300 e DS3400

Guia de Instalação Rápida do System Storage DS3200, DS3300 e DS3400 Guia de Instalação Rápida do System Storage DS3200, DS3300 e DS3400 Antes de utilizar estas informações e o produto suportado por elas, leia a Declaração de Garantia Limitada da IBM na publicação Guia

Leia mais

Um processo para construção de software mais transparente

Um processo para construção de software mais transparente Um processo para construção de software mais transparente Eduardo Almentero 1, and Julio Cesar Sampaio do Prado Leite 1 1 Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC - Rio, Brasil {ealmentero,

Leia mais

COBIT Um kit de ferramentas para a excelência na gestão de TI. Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com

COBIT Um kit de ferramentas para a excelência na gestão de TI. Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com COBIT Um kit de ferramentas para a excelência na gestão de TI Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com Introdução Atualmente, é impossível imaginar uma empresa sem uma forte área de sistemas

Leia mais

Customização de Software como um Meio para o Desenvolvimento de Sistemas de Software

Customização de Software como um Meio para o Desenvolvimento de Sistemas de Software Customização de Software como um Meio para o Desenvolvimento de Sistemas de Software Thiago Bianchi 1 Elisa Yumi Nakagawa 2 1 IBM - International Business Machines 04753-080, São Paulo, SP, Brazil tbianchi@br.ibm.com

Leia mais

SERVIÇOS DE GERENCIAMENTO DE CNC

SERVIÇOS DE GERENCIAMENTO DE CNC SERVIÇOS DE GERENCIAMENTO DE CNC NUNCA MAIS SE PREOCUPE COM CNC! Conte com os consultores de CNC mais experientes do mercado para Monitorar e Prover Suporte de maneira pró-ativa à sua instalação de OneWorld

Leia mais

A Tecnologia e Inovação para alavancar seu negócio. Marcos Leite Diretor Comercial da Artsoft Sistemas

A Tecnologia e Inovação para alavancar seu negócio. Marcos Leite Diretor Comercial da Artsoft Sistemas A Tecnologia e Inovação para alavancar seu negócio. Marcos Leite Diretor Comercial da Artsoft Sistemas - O que há de mais moderno ao seu alcance. Tecnologia On Demand NECESSIDADES DE TI Onde e como hospedar

Leia mais

Comm5 Tecnologia Protocolo MI. Protocolo. Família MI

Comm5 Tecnologia Protocolo MI. Protocolo. Família MI Comm5 Tecnologia Protocolo Família MI ÍNDICE PROTOCOLO... pág 03 PERMISSÃO... pág 03 AUTENTICAÇÃO... pág 03 IDENTIFICAÇÃO DAS PORTAS... pág 04 COMANDOS... pág 05 VERIFICAR AS ENTRADAS DO MÓDULO... pág

Leia mais