Definição como se transformam votos em poder

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Definição como se transformam votos em poder"

Transcrição

1

2 Definição. Sistema eleitoral é o conjunto de regras que define como, em uma determinada eleição, o eleitor pode fazer suas escolhas e como os votos são contabilizados para serem transformados em mandatos. Em outras palavras, o sistema eleitoral determina como se transformam votos em poder (Jairo Nicolau)

3 Tipos de sistemas. Há diversos tipos de sistemas eleitorais, que podem ser utilizados de forma exclusiva ou como é mais comum, de forma combinada. Os sistemas mais conhecidos são o Majoritário, o Distrital, o Proporcional e o Distrital Misto.

4 Sistema Majoritário. É o sistema mais simples: quem obtém mais votos é eleito. Pode exigir maioria simples (maior número de votos entre os candidatos) ou maioria absoluta (mais da metade dos votos válidos, que pode ser obtida em primeiro ou segundo turno de votação). Utilizado para a eleição do chefe do Executivo (presidente, governador e refeito), para senador e no sistema distrital, para a escolha de candidatos ao Legislativo.

5 Consequências do Sistema Majoritário O sistema de maioria simples tende ao bipartidarismo e forma governos mais homogêneos, com maioria mais clara e programa mais definido. Os partidos pequenos tendem a enfraquecer, porque não têm força para lançar candidatos próprios. O sistema de maioria absoluta (turno duplo, se necessário) favorece o pluripartidarismo e forma governos de coalizão, pois os partidos preferem lançar candidatos próprios no primeiro turno e deixar as coalizões para o segundo.

6 Sistema Distrital Utilizado para a eleição dos membros do Poder Legislativo (órgãos colegiados). Divide-se a circunscrição (cidade, estado ou País) em distritos, em número correspondente ao de cadeiras na casa legislativa. Em cada distrito realiza-se uma eleição pelo sistema majoritário. Normalmente, cada distrito elege apenas um representante. Ex: Inglaterra e EUA.

7 Consequências do Sistema Distrital. Aspectos positivos: aproximação entre o eleitor e o representante e barateamento das campanhas. Aspectos negativos: facilitação do clientelismo, possibilidade de formação de currais eleitorais, subrepresentação das minorias e possibilidade de manipulação do desenho dos distritos.

8 Sistema Proporcional Criado na Bélgica, em 1900, sob a inspiração de Stuart Mill. Possibilita a representação de minorias e correntes de opinião diversas no Poder Legislativo. A eleição é feita em toda a circunscrição e não por distritos. Basicamente, cada partido elege, para o Legislativo, número de representantes proporcional votação obtida. Ex.: 20% dos votos = 20% das cadeiras.

9 Cálculo da representação proporcional. Divide-se o número de votos válidos pelo número de cadeiras a preencher = quociente eleitoral (QE); Divide-se a votação do partido (ou coligação) pelo quociente eleitoral (QE) = quociente partidário (QP). QP será número de cadeiras a que o partido (ou coligação) tem direito. Se houver sobras, as vagas restantes são preenchidas pelo sistema da maior média (repete-se a operação, adicionado-se 1 ao QE).

10 Exemplo Numa cidade com votos válidos e 20 vagas para vereador, o QE é (são precisos votos para o partido conquistar uma cadeira na Câmara de Vereadores). O partido A obteve votos, o Partido B teve votos e o Partido C teve votos, a quantas cadeiras terá direito cada partido? Se o Partido A obteve votos, seu QP é 4: terá direito a 4 cadeiras. Se o Partido B teve votos, seu QP é 2: terá direito a 2 cadeiras. Se o Partido C teve votos, não terá direito a cadeira, pois não atingiu o QE.

11 Preenchimento das vagas no sistema proporcional. Pelo sistema de lista aberta (usado no Brasil), as vagas de cada partido são preenchidas pelos candidatos mais votados, por ordem de votação. Pelo sistema de lista fechada, o partido apresenta previamente uma lista com a ordem de preferência dos candidatos, preenchendo as vagas conquistadas segundo essa ordem.

12 Consequências do Sistema Proporcional. O sistema proporcional possibilita a representação das minorias, que têm poucas chances pelo sistema majoritário, favorecendo o pluralismo político. Isso gera o pluripartidarismo, às vezes com multiplicação excessiva de partidos, o que tem levado ao estabelecimento de cláusulas de barreira (requisitos mínimos para que um partido possa eleger representantes). Os candidatos de um partido com grande votação ou com um puxador de votos (ex. Enéias) podem ser eleitos com um número de votos menor do que candidatos mais votados de outros partidos.

13 Sistema Distrital Misto. Utilizado para as eleições no Poder Legislativo (menos o Senado). Metade dos representantes é eleita pelo sistema distrital e metade pelo sistema proporcional. O eleitor dá dois votos: um no seu distrito e outro na circunscrição. Utilizado na Alemanha e proposto para o Brasil. Seus defensores alegam que ele une as vantagens do sistema distrital e do proporcional.

14 Sistemas adotados no Brasil Chefia do Executivo (Presidente da República, Governador de Estado e Prefeito): majoritário (maioria absoluta, turno duplo se necessário). Maioria simples para municípios com menos de 200 mil eleitores. Senado: majoritário: maioria simples. Legislativos (Câmara dos Deputados, Assembleias Legislativas dos Estados e Câmara de Vereadores): proporcional com lista aberta.

15

16 ESTADO DE DIREITO (ou ESTADO LIBERAL DE DIREITO) É aquele em que a administração está subordinada à lei. É um Estado em que vigora o princípio da legalidade. PRINCÍPIO DA LEGALIDADE Expresso em nossa CF, ninguém pode ser obrigado a fazer ou deixar de fazer algo senão em virtude lei. CARACTERÍSTICAS: Submissão absoluta à lei formal; Separação ou divisão dos poderes; Garantia dos direitos individuais assegurados em lei;

17 ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO É o que realiza a convivência humana em uma sociedade livre e solidária, regulada por leis justas, em que o povo é adequadamente representado, participando ativamente da organização social e política, permitida a convivência de ideias opostas, expressas publicamente. Principal Atribuição: É o estabelecimento de políticas visando a eliminação das desigualdades sociais e desequilíbrios econômicos regionais.

18 FIM

TRE/RN CICLO DE PALESTRAS

TRE/RN CICLO DE PALESTRAS 01 Vereador: Papel Constitucional e Sistema de Eleição Juiz JAILSOM LEANDRO DE SOUSA 02 Quem é o vereador? O Vereador é o Membro do Poder Legislativo Municipal. 03 Qual é o papel do Vereador? O papel do

Leia mais

(Do Senhor Marcus Pestana)

(Do Senhor Marcus Pestana) PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 (Do Senhor Marcus Pestana) Dispõe sobre o sistema eleitoral para as eleições proporcionais, alterando a Lei nº 4.737, de 15 de julho de 1965 (Código Eleitoral), a Lei nº 9.096,

Leia mais

DIAP Quadro comparativo: PEC do GT da reforma política no Congresso Qua, 13 de Novembro de :43

DIAP Quadro comparativo: PEC do GT da reforma política no Congresso Qua, 13 de Novembro de :43 Departamento Intersindical de Assessoria Parlametar organiza uma tabela comparativa a partir da PEC aprovada pelo Grupo de Trabalho sobre Reforma Política na Camâra dos Deputados. O Grupo de Trabalho sobre

Leia mais

Myrian Massarollo Presidente

Myrian Massarollo Presidente Cálculos eleitorais No Brasil adotamos o sistema político denominado Democracia Representativa. Nele os eleitores concedem um mandato eletivo, ou seja, através do voto, a alguns cidadãos que se candidataram

Leia mais

Quem reforma o sistema eleitoral?

Quem reforma o sistema eleitoral? Quem reforma o sistema eleitoral? O nó que amarra a reforma política no Brasil nunca foi desatado. O motivo é simples. Não há interesse. Historicamente, parlamentares só mudam as regras em benefício próprio.

Leia mais

ELEIÇÕES 2016 O QUE VOCÊ PRECISAR SABER

ELEIÇÕES 2016 O QUE VOCÊ PRECISAR SABER ADVOCACIA & CONSULTORIA EVILSON BRAZ Rua Rodrigues de Aquino, n.º 267, 9º Andar/Sala 903 Edf. Asplan, Centro, João Pessoa/PB - (083) 98761-0375/99989-6277/3021-8444 E-mail: evilsonbraz@ig.com.br / Site:

Leia mais

Administração Pública

Administração Pública Administração Pública Sistema Político Brasileiro Professor Cássio Albernaz www.acasadoconcurseiro.com.br Administração Pública SISTEMA POLÍTICO BRASILEIRO O Brasil é uma república federal presidencialista,

Leia mais

INSTITUIÇÕES DE DIREITO

INSTITUIÇÕES DE DIREITO INSTITUIÇÕES DE DIREITO Prof. Rogério Dias Correia Tipos de democracia Democracia direta Democracia indireta Democracia semidireta 2 Conceito de Sistemas eleitorais Conjunto de regras e procedimentos utilizados

Leia mais

Aula de hoje: Introdução aos sistemas eleitorais (conceitos básicos)

Aula de hoje: Introdução aos sistemas eleitorais (conceitos básicos) Aula de hoje: Introdução aos sistemas eleitorais (conceitos básicos) Referências: Nicolau, J. M. Sistemas eleitorais; uma introdução. Rio de Janeiro: FGV. Lijphart, A. (2003). Modelos de democracia. Rio

Leia mais

REFLEXOS DA REFORMA POLÍTICA NAS ELEIÇÕES DE 2016

REFLEXOS DA REFORMA POLÍTICA NAS ELEIÇÕES DE 2016 REFLEXOS DA REFORMA POLÍTICA NAS ELEIÇÕES DE 2016 Dr. Felipe Ferreira Lima Diretor do Instituto Egídio Ferreira Lima 1. Introdução: O debate sobre a Reforma Política no Brasil 2. Registro de Candidatura

Leia mais

CURSO FORMAÇÃO CIDADÃ DEMOCRACIA REPRESENTATIVA. Victor Barau

CURSO FORMAÇÃO CIDADÃ DEMOCRACIA REPRESENTATIVA. Victor Barau CURSO FORMAÇÃO CIDADÃ DEMOCRACIA REPRESENTATIVA Victor Barau 1- O Conceito da palavra Democracia Democracia demos = povo, e kratos = autoridade Origem Conceito Moderno: Revoluções Francesa e Americana.

Leia mais

Todo poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta constituição.

Todo poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta constituição. O Parágrafo Único do Artigo 1º da nossa Constituição (1988) diz: Todo poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta constituição. 2012 é ano de o

Leia mais

SISTEMAS ELEITORAIS E DE GOVERNO Prof. Vitor Marchetti

SISTEMAS ELEITORAIS E DE GOVERNO Prof. Vitor Marchetti SISTEMAS ELEITORAIS E DE GOVERNO Prof. Vitor Marchetti Instituições importam O desenho das instituições faz diferença para a forma como funcionam os sistemas políticos. Diferentes desenhos institucionais

Leia mais

Pesquisa de Opinião com os Prefeitos sobre a Reforma Política

Pesquisa de Opinião com os Prefeitos sobre a Reforma Política Pesquisa de Opinião com os Prefeitos sobre a Reforma Política Objetivos: Fazer um levantamento da opinião dos prefeitos brasileiros sobre a Reforma Política que está tramitando na Câmara dos Deputados.

Leia mais

Papéis dos Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário. O art. 224 do Código Eleitoral dispõe:

Papéis dos Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário. O art. 224 do Código Eleitoral dispõe: Sistemas Eleitorais Voto e Eleições A expressão "sistema eleitoral" designa o modo, os instrumentos e os mecanismos empregados nos países de organização política democrática para constituir seus Poderes

Leia mais

SISTEMA ELEITORAL BRASILEIRO

SISTEMA ELEITORAL BRASILEIRO Gerente de Relações Institucionais: Sheila Tussi da Cunha Barbosa Analista de Relações Institucionais: Cláudia Fernanda Silva Almeida Assistente Administrativa: Quênia Adriana Camargo Ferreira Estagiários:

Leia mais

Relatório sobre Reforma Política

Relatório sobre Reforma Política Relatório sobre Reforma Política Veja como ficariam as bancadas, por estado, por partido e região, nas hipóteses do fim das coligações nas eleições proporcionais e da adoção do voto Distritão Relatório

Leia mais

Cotas para mulheres?

Cotas para mulheres? Cotas para mulheres? Direito: PEC propõe alterar a Constituição Federal para que, nas eleições para Câmara dos Deputados, Assembleias Legislativas dos Estados, Câmara Legislativa do Distrito Federal e

Leia mais

Direito Constitucional -Poder Legislativo- Profº. Cleiton Coutinho

Direito Constitucional -Poder Legislativo- Profº. Cleiton Coutinho Direito Constitucional -Poder Legislativo- Profº. Cleiton Coutinho 01. Quanto ao Congresso Nacional, considere: I. O número total de Deputados, bem como a representação por Estado e pelo Distrito Federal,

Leia mais

Sistema eleitoral. mais votado vence), com distritos de um representante:

Sistema eleitoral. mais votado vence), com distritos de um representante: No plenário da Câmara, deputados eleitos em 2006 tomam posse em fevereiro de 2007 Sistema eleitoral o procedimento pelo qual votos dos eleitores são transformados em cadeiras parlamentares ou em postos

Leia mais

SEMINÁRIO Reforma Política: Sistema Eleitoral em Debate. LOCAL: Auditório Prof. Oswaldo Fadigas Fontes - USP DATA: 30 de maio de 2011 RELATÓRIO

SEMINÁRIO Reforma Política: Sistema Eleitoral em Debate. LOCAL: Auditório Prof. Oswaldo Fadigas Fontes - USP DATA: 30 de maio de 2011 RELATÓRIO SEMINÁRIO Reforma Política: Sistema Eleitoral em Debate LOCAL: Auditório Prof. Oswaldo Fadigas Fontes - USP DATA: 30 de maio de 2011 RELATÓRIO O seminário teve a duração de um dia e contou com a participação

Leia mais

Reflexões sobre Reforma Política

Reflexões sobre Reforma Política Reflexões sobre Reforma Política Texto Faculdade Assis Gurgacz Cascavel Paraná 27.Set.2013 Roteiro da Apresentação 1a. Parte: Circunstâncias Históricas 2a. Parte: Identificado os caminhos (doutrina de

Leia mais

Opinião dos Vereadores sobre a Reforma Política

Opinião dos Vereadores sobre a Reforma Política Opinião dos Vereadores sobre a Reforma Política Resultado da pesquisa sobre Reforma Política com Vereadores presentes na 1ª Mobilização Nacional de Vereadores realizada, em Brasília, nos dias 06 e 07 de

Leia mais

IGEPP QUESTÕES COMENTADAS DE CIÊNCIA POLÍTICA ELABORADO PELA EQUIPE IGEPP

IGEPP QUESTÕES COMENTADAS DE CIÊNCIA POLÍTICA ELABORADO PELA EQUIPE IGEPP IGEPP QUESTÕES COMENTADAS DE CIÊNCIA POLÍTICA ELABORADO PELA EQUIPE IGEPP O chefe de governo da forma de governo denominada república deve, obrigatoriamente, ser escolhido de forma direta pelo povo, por

Leia mais

DIREITO ELEITORAL RE ISAÇO JAIME BARREIROS NETO. 2ª edição

DIREITO ELEITORAL RE ISAÇO JAIME BARREIROS NETO. 2ª edição JAIME BARREIROS NETO Professor Assistente da Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia, aprovado em concurso público de provas e títulos, é Bacharel em Direito, Mestre em Direito Público e

Leia mais

Catalogação na Publicação (CIP)

Catalogação na Publicação (CIP) GUIA AOS ELEITORES Catalogação na Publicação (CIP) P221 Pará. Ministério Público. Guia aos eleitores: Perguntas e respostas sobre as eleições municipais de 2016 / Elaboração e Organização de José Edvaldo

Leia mais

Prova Parcial Ciência Política Aluno: Luís Felipe Fachini Turma: AE1 Professora: Silvia Ingrid Lang

Prova Parcial Ciência Política Aluno: Luís Felipe Fachini Turma: AE1 Professora: Silvia Ingrid Lang 1. "Será que existe algum 'poder' que só dependa de quem o exerce e nem um pouco daqueles sobre os quais é exercido? A obediência é sempre uma coisa imposta, mesmo que não pareça? " Ribeiro, João Ubaldo

Leia mais

DIREITOS POLITICOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS

DIREITOS POLITICOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS CONCEITO: O direito democrático de participação do povo no governo, por seus representantes, acabou exigindo a formação de um conjunto de normas legais permanentes, que recebe a denominação de direitos

Leia mais

FIDELIDADE E INFIDELIDADE PARTIDÁRIA

FIDELIDADE E INFIDELIDADE PARTIDÁRIA FIDELIDADE E INFIDELIDADE PARTIDÁRIA Baseado no texto adaptado e condensado Democracia, um reflexo da filiação partidária, de Saulo Henrique da Silva Fonte: http://jus.com.br/revista/texto/19600/democracia-um-reflexo-da-filiacao-partidaria

Leia mais

Continuando o conteúdo que vimos no início da semana 3, vamos estudar a medida provisória e as leis de iniciativa popular.

Continuando o conteúdo que vimos no início da semana 3, vamos estudar a medida provisória e as leis de iniciativa popular. 1 Continuando o conteúdo que vimos no início da semana 3, vamos estudar a medida provisória e as leis de iniciativa popular. Medidas provisórias A justificativa para a existência da medida provisória,

Leia mais

EMAIL/FACE: prof.fabioramos@hotmail.com www.facebook.com/prof.fabioramos 1

EMAIL/FACE: prof.fabioramos@hotmail.com www.facebook.com/prof.fabioramos 1 DIREITOS POLÍTICOS Prof. Fábio Ramos prof.fabioramos@hotmail.com Conjunto de normas que disciplinam as formas de exercício da soberania popular. Princípio da Soberania Popular: Art. 1º, par. único: Todo

Leia mais

ATUALIDADES POLÍTICA : PROCESSO ELEITORAL NORTE-AMERICANO

ATUALIDADES POLÍTICA : PROCESSO ELEITORAL NORTE-AMERICANO ATUALIDADES POLÍTICA : PROCESSO ELEITORAL NORTE-AMERICANO As eleições presidenciais nos Estados Unidos são realizadas de modo indireto por meio de delegados escolhidos via convenções partidárias. Sistema

Leia mais

Principais alterações promovidas pela Lei aprovada no Congresso Nacional e que espera a sanção da Presidencia da República.

Principais alterações promovidas pela Lei aprovada no Congresso Nacional e que espera a sanção da Presidencia da República. Principais alterações promovidas pela Lei aprovada no Congresso Nacional e que espera a sanção da Presidencia da República. Observação: como podemos perceber as mudanças propostas são justamente pra não

Leia mais

Quem reforma o sistema eleitoral?

Quem reforma o sistema eleitoral? Quem reforma o sistema eleitoral? O nó que amarra a reforma política no Brasil nunca foi desatado. O motivo é simples. Não há interesse. Historicamente, parlamentares só mudam as regras em benefício próprio.

Leia mais

O VOTO PROPORCIONAL E A REFORMA POLITICA NO BRASIL

O VOTO PROPORCIONAL E A REFORMA POLITICA NO BRASIL O VOTO PROPORCIONAL E A REFORMA POLITICA NO BRASIL Robison Luiz Marciniaki Karas Co- autor: Bruno Gasparini gasparini_bruno@hotmail.com Palavras-chave: Ciência política -Democracia Sistema- Eleitoral brasileiro.

Leia mais

O JOGO DAS ELEIÇÕES A C T I V I D A D E S M A T E M Á T I C A S

O JOGO DAS ELEIÇÕES A C T I V I D A D E S M A T E M Á T I C A S O JOGO DAS ELEIÇÕES A C T I V I D A D E S M A T E M Á T I C A S ÍNDICE Tabelas de Preferência Transitividade e Eliminação de Candidatos Movimentação das preferências individuais Transitividade Eliminação

Leia mais

PRODUÇÃO INTELECTUAL Denilson Mariano de Brito. REVISORA Marisa Batista Alvarenga Webler. CAPA/EDITORAÇÃO/DIAGRAMAÇÃO: Adriano Ferreira de Mendonça

PRODUÇÃO INTELECTUAL Denilson Mariano de Brito. REVISORA Marisa Batista Alvarenga Webler. CAPA/EDITORAÇÃO/DIAGRAMAÇÃO: Adriano Ferreira de Mendonça 2015 Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins Qualquer parte desta publicação pode ser reproduzida, desde que citada a fonte. Disponível também em: http//www.tre-to.jus.br ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA

Leia mais

DICAS PARA UM VOTO MAIS CONSCIENTE E CRITERIOSO

DICAS PARA UM VOTO MAIS CONSCIENTE E CRITERIOSO ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA ELEIÇÕES 2010 DICAS PARA UM VOTO MAIS CONSCIENTE E CRITERIOSO Elaboração: ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Assessoria de Imprensa Comissão Justiça e Paz CJP Movimento dos Focolares Contato:

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA PORTUGUESA 7.ª revisão 2005 (excertos) Princípios fundamentais. ARTIGO 10.º (Sufrágio universal e partidos políticos)

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA PORTUGUESA 7.ª revisão 2005 (excertos) Princípios fundamentais. ARTIGO 10.º (Sufrágio universal e partidos políticos) CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA PORTUGUESA 7.ª revisão 2005 (excertos) Princípios fundamentais ARTIGO 10.º (Sufrágio universal e partidos políticos) 1. O povo exerce o poder político através do sufrágio universal,

Leia mais

CURSO FORMAÇÃO CIDADÃ DEMOCRACIA REPRESENTATIVA. Victor Barau

CURSO FORMAÇÃO CIDADÃ DEMOCRACIA REPRESENTATIVA. Victor Barau CURSO FORMAÇÃO CIDADÃ DEMOCRACIA REPRESENTATIVA Victor Barau 1- O Conceito da palavra Democracia Democracia demos = povo, e kratos = autoridade Origem Conceito Moderno: Revoluções Francesa e Americana.

Leia mais

TEMAS DA REFORMA POLÍTICA

TEMAS DA REFORMA POLÍTICA TEMAS DA REFORMA POLÍTICA 1 Sistemas Eleitorais 1.1 Sistema majoritário. 1.2 Sistema proporcional 1.2 Sistema misto 2 - Financiamento eleitoral e partidário 3- Suplência de senador 4- Filiação partidária

Leia mais

Para dar seu voto consciente, o eleitor deverá:

Para dar seu voto consciente, o eleitor deverá: Neste ano teremos eleições gerais, para elegermos nossos representantes nas três esferas de Governo: municipal, estadual e federal. Numa democracia representativa, a escolha de prefeitos, governadores,

Leia mais

GUIA DAS CONVENÇÕES DAS ELEIÇÕES 2016

GUIA DAS CONVENÇÕES DAS ELEIÇÕES 2016 GUIA DAS CONVENÇÕES DAS ELEIÇÕES 2016 Modelos de EDITAL DE CONVOCAÇÃO CÉDULA DE VOTAÇÃO ATA DA CONVENÇÃO PALAVRA DO PRESIDENTE Prezados filiados do PSD Pará, O PSD está cada vez mais forte e unido em todo

Leia mais

O ESTADO E A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA

O ESTADO E A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA O ESTADO E A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA ESTADO Conjunto de regras, pessoas e organizações que se separam da sociedade para organizá-la. - Só passa a existir quando o comando da comunidade

Leia mais

Cooperativismo e Eleições 2014 Resultados do 2º turno

Cooperativismo e Eleições 2014 Resultados do 2º turno Cooperativismo e Eleições 2014 Resultados do 2º turno Apresentação Dando continuidade ao estudo realizado após o fim do 1º turno, o Sistema OCB apresenta esta análise com a intenção de subsidiar as lideranças

Leia mais

São instrumentos por meio dos quais a CF garante o exercício da soberania popular (poder de cada membro da sociedade estatal de escolher os seus

São instrumentos por meio dos quais a CF garante o exercício da soberania popular (poder de cada membro da sociedade estatal de escolher os seus São instrumentos por meio dos quais a CF garante o exercício da soberania popular (poder de cada membro da sociedade estatal de escolher os seus representantes no governo por meio do sufrágio universal

Leia mais

Prof. Cristiano Lopes

Prof. Cristiano Lopes Prof. Cristiano Lopes Poder Legislativo Federal ü No Brasil vigora o bicameralismo federativo, no âmbito federal. Ou seja, o Poder Legislativo no Brasil, em âmbito federal, é bicameral, isto é, composto

Leia mais

BALANÇO E PERSPECTIVAS DA REFORMA POLÍTICA

BALANÇO E PERSPECTIVAS DA REFORMA POLÍTICA 1 BALANÇO E PERSPECTIVAS DA REFORMA POLÍTICA Antônio Paim Membro do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro e da Academia Brasileira de Filosofia antoniopaim2@gmail.com Na votação da reforma política,

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE RONDÔNIA

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE RONDÔNIA PATRULHA ELEITORAL TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE RONDÔNIA O Brasil tornou-se uma República em 1889, quando um golpe militar liderado pelo Marechal Deodoro da Fonseca tirou D. Pedro II do poder. No Brasil,

Leia mais

BREVE ESTUDO SOBRE SISTEMAS ELEITORAIS

BREVE ESTUDO SOBRE SISTEMAS ELEITORAIS BREVE ESTUDO SOBRE SISTEMAS ELEITORAIS Euclides Alexandre da Silva NETO 1 Sérgio Tibiriçá AMARAL² RESUMO: O presente trabalho trata de um tema sempre atual e de total importância para todos, que é o sistema

Leia mais

A TRANSFERÊNCIA DE VOTOS DE CANDIDATOS PARA PARTIDOS E A BARREIRA DO QUOCIENTE ELEITORAL INDIVIDUAL

A TRANSFERÊNCIA DE VOTOS DE CANDIDATOS PARA PARTIDOS E A BARREIRA DO QUOCIENTE ELEITORAL INDIVIDUAL A TRANSFERÊNCIA DE VOTOS DE CANDIDATOS PARA PARTIDOS E A BARREIRA DO QUOCIENTE ELEITORAL INDIVIDUAL ANA LUIZA BACKES Consultora Legislativa da Área XIX Ciências Políticas, Sociologia Política, História,

Leia mais

Princípios do sistema eleitoral autárquico da Baixa Saxónia

Princípios do sistema eleitoral autárquico da Baixa Saxónia Portugiesisch Niedersächsischer Landeswahlleiter Informações do Presidente da Comissão Eleitoral da Baixa Saxónia Princípios do sistema eleitoral autárquico da Baixa Saxónia Princípios do sistema eleitoral

Leia mais

CIDADANIA Direitos políticos e sufrágio

CIDADANIA Direitos políticos e sufrágio CIDADANIA Direitos políticos e sufrágio Introdução Direitos políticos são os direitos do cidadão que permitem sua participação e influência nas atividades de governo. Para Pimenta Bueno, citado por Silva

Leia mais

Cargo: Efetivo (de carreira ou isolado) adquire estabilidade Em comissão livre exoneração Vitalício adquire vitaliciedade

Cargo: Efetivo (de carreira ou isolado) adquire estabilidade Em comissão livre exoneração Vitalício adquire vitaliciedade CAMPUS Capítulo 5 Administração Pública e Servidores Públicos Disposições Constitucionais 189 Servidor público em sentido estrito (regime estatutário) Cargo efetivo Cargo em comissão Adm. Direta, autárquica

Leia mais

LEI Nº 9.504, DE 30 DE SETEMBRO DE Estabelece normas para as eleições.

LEI Nº 9.504, DE 30 DE SETEMBRO DE Estabelece normas para as eleições. LEI Nº 9.504, DE 30 DE SETEMBRO DE 1997. Estabelece normas para as eleições. O grande mérito desta lei é o de, a princípio, tornar permanentes as regras para todas as eleições,pois, até sua edição, o que

Leia mais

CARTILHA DO VOTO CONSCIENTE. ART. 1, parágrafo único da Constituição Federal de 88:

CARTILHA DO VOTO CONSCIENTE. ART. 1, parágrafo único da Constituição Federal de 88: CARTILHA DO VOTO CONSCIENTE ART. 1, parágrafo único da Constituição Federal de 88: Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.

Leia mais

DISPOSIÇÕES CONSTITUCIONAISVISÃO DO PODER LEGISLATIVO DISTRITAL TÍTULO I DO FUNCIONAMENTO CAPÍTULO I DA COMPOSIÇÃO E DA SEDE

DISPOSIÇÕES CONSTITUCIONAISVISÃO DO PODER LEGISLATIVO DISTRITAL TÍTULO I DO FUNCIONAMENTO CAPÍTULO I DA COMPOSIÇÃO E DA SEDE Regimento Interno Ismael Noronha DISPOSIÇÕES CONSTITUCIONAISVISÃO DO PODER LEGISLATIVO DISTRITAL Já caiu em prova A denominação Câmara Legislativa decorre da fusão dos nomes atribuídos às casas legislativas

Leia mais

A OPINIÃO DOS PREFEITOS SOBRE A REFORMA POLÍTICA

A OPINIÃO DOS PREFEITOS SOBRE A REFORMA POLÍTICA A OPINIÃO DOS PREFEITOS SOBRE A REFORMA POLÍTICA Está em discussão no Congresso Nacional a Reforma Política, um conjunto de propostas que visam a alterar a legislação nacional no que se refere aos sistemas

Leia mais

Edital de Convocação das Eleições do CAAR e da Representação Discente da Faculdade de Direito UFRGS

Edital de Convocação das Eleições do CAAR e da Representação Discente da Faculdade de Direito UFRGS Edital de Convocação das Eleições do CAAR e da Representação Discente da Faculdade de Direito UFRGS EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ELEIÇÕES A PRESIDENTE DO CAAR, no uso das atribuições que lhe confere o inciso

Leia mais

1. DIREITOS POLÍTICOS (art. 1o, II; artigos 14 a 17, da CF) ESPÉCIES: DIREITOS POLÍTICOS POSITIVOS DIREITOS POLÍTICOS NEGATIVOS

1. DIREITOS POLÍTICOS (art. 1o, II; artigos 14 a 17, da CF) ESPÉCIES: DIREITOS POLÍTICOS POSITIVOS DIREITOS POLÍTICOS NEGATIVOS 1. DIREITOS POLÍTICOS (art. 1o, II; artigos 14 a 17, da CF) ESPÉCIES: DIREITOS POLÍTICOS POSITIVOS DIREITOS POLÍTICOS NEGATIVOS DIREITOS POLÍTICOS e REGIME DEMOCRÁTICO O REGIME DEMOCRÁTICO como princípio:

Leia mais

Unidade I INSTITUIÇÕES DO DIREITO. Prof. Me. Edson Guedes

Unidade I INSTITUIÇÕES DO DIREITO. Prof. Me. Edson Guedes Unidade I INSTITUIÇÕES DO DIREITO Prof. Me. Edson Guedes 1. Introdução ao Direito 1.1 Origem do Direito: Conflitos humanos; Evitar a luta de todos contra todos; 1. Introdução ao Direito 1.2 Conceito de

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO CONSTITUCIONAL PEÇA PROFISSIONAL O governo brasileiro, preocupado com os índices crescentes de ataques terroristas no mundo, vinculou-se à Convenção sobre os Direitos Humanos das Vítimas de Atividades

Leia mais

Mas você já parou para pensar na importância do seu voto?

Mas você já parou para pensar na importância do seu voto? Desenvolvimento: APOENA Empreendimentos Sociais (www.apoenasocial.com.br) Coordenação técnica: Andrea Goldschmidt e Marcia Hirata Nos próximos dias, todos os brasileiros com 18 anos ou mais irão participar

Leia mais

O programa Parlamento dos Jovens é uma iniciativa da Assembleia da República (AR) dirigida aos jovens do 2.º e do 3.ºciclos do ensino básico e do

O programa Parlamento dos Jovens é uma iniciativa da Assembleia da República (AR) dirigida aos jovens do 2.º e do 3.ºciclos do ensino básico e do O programa Parlamento dos Jovens é uma iniciativa da Assembleia da República (AR) dirigida aos jovens do 2.º e do 3.ºciclos do ensino básico e do ensino secundário Quem orienta este programa na Escola?

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação 2007/1 ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES Disciplina: DIREITO ELEITORAL E PARTIDÁRIO Curso: DIREITO Código CR PER Co-Requisito Pré-Requisito

Leia mais

PODER LEGISLATIVO PODER LEGISLATIVO PODER LEGISLATIVO DIVISÃO DE FUNÇÕES ESTATAIS ORGANIZAÇÃO DOS PODERES ESTUDO DOS PODERES SEPARAÇÃO DE PODERES

PODER LEGISLATIVO PODER LEGISLATIVO PODER LEGISLATIVO DIVISÃO DE FUNÇÕES ESTATAIS ORGANIZAÇÃO DOS PODERES ESTUDO DOS PODERES SEPARAÇÃO DE PODERES ORGANIZAÇÃO DOS PODERES SEPARAÇÃO DE PODERES ART. 2.º,, DA CF/88: São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo,, o Executivo e o Judiciário rio. FUNÇÕES LEGISLATIVA EXECUTIVA

Leia mais

Acre nas Eleições. Eleições 2010

Acre nas Eleições. Eleições 2010 Acre nas Eleições Eleições 2010 Peculiaridades: Nas eleições de 2010, a representação acreana na Câmara dos Deputados teve uma renovação de 50%, sendo que apenas um deputado, Márcio Bittar (PSDB), atingiu

Leia mais

Secretaria de Transparência Coordenação de Controle Social Serviço de pesquisa DataSenado Apoio: Ouvidoria. Reforma Política 2015

Secretaria de Transparência Coordenação de Controle Social Serviço de pesquisa DataSenado Apoio: Ouvidoria. Reforma Política 2015 Secretaria de Transparência Coordenação de Controle Social Serviço de pesquisa DataSenado Apoio: Ouvidoria Reforma Política 2015 Reforma Política: maioria da população acompanha o debate O DataSenado realizou

Leia mais

Veja como a história de Eduardo Campos se funde com a história do PSB

Veja como a história de Eduardo Campos se funde com a história do PSB Biografia de Eduardo Henrique Accioly Campos (Eduardo Campos) Veja como a história de Eduardo Campos se funde com a história do PSB 2014 UNIDOS PELO BRASIL Em 28 de junho, a Coligação Unidos pelo Brasil

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITOS POLÍTICOS E SISTEMAS ELEITORAIS (ARTS 14 AO 17)

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITOS POLÍTICOS E SISTEMAS ELEITORAIS (ARTS 14 AO 17) DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITOS POLÍTICOS E SISTEMAS ELEITORAIS (ARTS 14 AO 17) Atualizado em 02/12/2015 DIREITOS POLÍTICOS E SISTEMAS ELEITORAIS (ARTIGOS 14 a 17) GENERALIDADES Os direitos políticos estão

Leia mais

8.1 Dimensões de um sistema eleitoral. eleitoral

8.1 Dimensões de um sistema eleitoral. eleitoral (ula 6) Métodos de votação e sistemas eleitorais. s dimensões de um sistema eleitoral (introd.). Os tipos de sistema eleitoral.. Sistemas maioritários.. Sistemas proporcionais.. Sistemas mistos.. Uma análise

Leia mais

O PERFIL SOCIECONÔMICO DOS SENADORES DA REPUBLICA EM RELAÇÃO AO PERFIL DA POPULAÇÃO BRASILEIRA

O PERFIL SOCIECONÔMICO DOS SENADORES DA REPUBLICA EM RELAÇÃO AO PERFIL DA POPULAÇÃO BRASILEIRA O PERFIL SOCIECONÔMICO DOS SENADORES DA REPUBLICA EM RELAÇÃO AO PERFIL DA POPULAÇÃO BRASILEIRA WICTORIA GABRIELY DE SOUZA PIPINO 1*, FILIPE DA SILVA OLIVEIRA 2, ADRIANA DE ALMIRON 1, EDVANDERSON RAMALHO

Leia mais

PARLAMENTO DOS JOVENS E N S I N O B Á S I C O E S E C U N D Á R I O

PARLAMENTO DOS JOVENS E N S I N O B Á S I C O E S E C U N D Á R I O PARLAMENTO DOS JOVENS E N S I N O B Á S I C O E S E C U N D Á R I O O QUE É? O programa Parlamento dos Jovens é uma iniciativa da Assembleia da República (AR) dirigida aos jovens do 2.º e do 3.º ciclos

Leia mais

EDITAL DE ELEIÇÃO/FUNDEB Nº 001/2010 DE 19 DE JULHO DE 2010.

EDITAL DE ELEIÇÃO/FUNDEB Nº 001/2010 DE 19 DE JULHO DE 2010. PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DE SERGIPE Nº 26.047 04/08/2010 GOVERNO DE SERGIPE EDITAL DE ELEIÇÃO/FUNDEB Nº 001/2010 DE 19 DE JULHO DE 2010. PROCESSO ELEITORAL PARA ESCOLHA DOS REPRESENTANTES

Leia mais

TEMAS DEBATIDOS DECISÕES DA COMISSÃO 1- SUPLÊNCIA DE SENADOR. Foram aprovadas as seguintes alterações:

TEMAS DEBATIDOS DECISÕES DA COMISSÃO 1- SUPLÊNCIA DE SENADOR. Foram aprovadas as seguintes alterações: Senado Federal Comissão da Reforma Política TEMAS DEBATIDOS DECISÕES DA COMISSÃO 1- SUPLÊNCIA DE SENADOR a) Redução de dois suplentes de Senador para um; b) Em caso de afastamento o suplente assume; em

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2016

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2016 PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2016 Altera os 1º, 2º e 3º, do art. 17 da Constituição Federal e a ele acrescenta os 5º, 6º, 7º e 8º, para autorizar distinções entre partidos políticos, para fins

Leia mais

Resultado Eleições 2016 Complexo Aruã

Resultado Eleições 2016 Complexo Aruã INFORMATIVO ELEIÇÕES 2016 02-out-2016 Resultado Eleições 2016 Complexo Aruã Com os resultados das Eleições para Mogi das Cruzes, mais uma vez não temos um vereador morador que represente o complexo dos

Leia mais

TÍTULO VIII PODER LOCAL

TÍTULO VIII PODER LOCAL TÍTULO VIII PODER LOCAL CAPÍTULO I Princípios gerais Artigo 235.º Autarquias locais 1. A organização democrática do Estado compreende a existência de autarquias locais. 2. As autarquias locais são pessoas

Leia mais

O poder e a política SOCIOLOGIA EM MOVIMENTO

O poder e a política SOCIOLOGIA EM MOVIMENTO Capítulo 6 Poder, política e Estado 1 O poder e a política Poder se refere à capacidade de agir ou de determinar o comportamento dos outros. As relações de poder perpassam todas as relações sociais. As

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE COLÉGIO ELEITORAL ESPECIAL COMISSÃO ELEITORAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE COLÉGIO ELEITORAL ESPECIAL COMISSÃO ELEITORAL COLÉGIO ELEITORAL ESPECIAL COMISSÃO ELEITORAL OFÍCIO- Nº 005/2012 COMISSÃO ELEITORAL/UFAC Ao Senhor Eduardo Henrique de Almeida Aguiar Procurador da República Av. Epaminondas Jacome, nº 3017, Centro NC

Leia mais

O RESGATE DA POLÍTICA. Proposta de Reforma Política

O RESGATE DA POLÍTICA. Proposta de Reforma Política O RESGATE DA POLÍTICA Proposta de Reforma Política Sumário Apresentação.......................................... 5 I. Sistema distrital misto.............................. 13 II. Financiamento público

Leia mais

LEGISLAÇÃO COMERCIAL E TRIBUTÁRIA AULA V

LEGISLAÇÃO COMERCIAL E TRIBUTÁRIA AULA V LEGISLAÇÃO COMERCIAL E TRIBUTÁRIA AULA V IV DIREITO CONSTITUCIONAL (continuação) 1. Poder Constituinte Poder Constituinte é o poder que o povo atribui aos Constituintes, pessoas eleitas com o poder-obrigação

Leia mais

É a reforma política, estúpido!

É a reforma política, estúpido! É a reforma política, estúpido! Roberto Ribeiro Corrêa ( 1 ) Quais os mecanismos institucionais que devem vigorar num sistema político de sorte a aperfeiçoar as relações entre os poderes executivo e legislativo,

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br BuscaLegis.ccj.ufsc.Br As origens da infidelidade partidária no Brasil Daniel Gouveia de Mello Martins Segundo Jairo Nicolau, sistema eleitoral é o procedimento utilizado em uma eleição para transformar

Leia mais

Manual de Direito Administrativo I Gustavo Mello Knoplock

Manual de Direito Administrativo I Gustavo Mello Knoplock Série Provas e Concursos Manual de Direito Administrativo I Gustavo Mello Knoplock ELSEVIER 5.6. Resumo AGENTES PÚBLICOS (segundo Hely Lopes Meirelles): 1. Agentes políticos Aqueles no alto escalão dos

Leia mais

Justiça Eleitoral. Eleição Municipal º Turno. Resultado da totalização JAQUIRANA

Justiça Eleitoral. Eleição Municipal º Turno. Resultado da totalização JAQUIRANA Justiça Eleitoral Eleição Municipal 212-1º Turno Resultado da totalização JAQUIRANA 7 de outubro de 212 21::2 Gerenciamento 212 Eleição Municipal 212 Página 2 de 17 7/1/212 21::2 Relatório do Resultado

Leia mais

1ª Avaliação Caderno de Textos

1ª Avaliação Caderno de Textos CEFET/RN PRIMEIRA AVALIAÇÃO DO PROCEFET-2007 1 CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE Núcleo Permanente de Processos Seletivos - FUNCERN 2007 1ª Avaliação Caderno de Textos Considere

Leia mais

Sergipe nas Eleições. Eleições Eleições 2014

Sergipe nas Eleições. Eleições Eleições 2014 Sergipe nas Eleições Eleições 2010 Peculiaridades: Nas eleições de 2010, dos três candidatos à reeleição para a Câmara dos Deputados, apenas dois obtiveram êxito, ou seja, houve uma renovação de 75% em

Leia mais

ATUALIDADES. Top Atualidades Semanal DESTAQUE PROFESSOR MARCOS JOSÉ SEMANA 26 DE MAIO A 01 DE JUNHO SEMANA 26 DE MAIO A 01 DE JUNHO

ATUALIDADES. Top Atualidades Semanal DESTAQUE PROFESSOR MARCOS JOSÉ SEMANA 26 DE MAIO A 01 DE JUNHO SEMANA 26 DE MAIO A 01 DE JUNHO Reforma política: entenda o 'distritão' China amplia ação militar para "proteção em mar aberto" Irlanda: Aprovação do casamento gay foi derrota para humanidade, diz Vaticano ATUALIDADES PROFESSOR MARCOS

Leia mais

Justiça Eleitoral. Eleições º Turno. Resultado da totalização CEARÁ

Justiça Eleitoral. Eleições º Turno. Resultado da totalização CEARÁ Justiça Eleitoral - Resultado da totalização CEARÁ 31 de janeiro de 2011 Página 1 de 1 Relatório do Resultado da Totalização Resumo Geral do Estado de CEARÁ 23:07: No dia 31 de janeiro de 2011, a Secretaria

Leia mais

D E C L A R A Ç Ã O PARA ELEIÇÕES 2012

D E C L A R A Ç Ã O PARA ELEIÇÕES 2012 D E C L A R A Ç Ã O PARA ELEIÇÕES 2012 Nome do Candidato: Nome do pai: Nome da mãe: Partido Político ou Coligação: Cargo a que concorre: ( ) Prefeito ( ) Vice-Prefeito ( ) Vereador Município: Declaro,

Leia mais

Sumário. Nota do autor para a terceira edição... 31

Sumário. Nota do autor para a terceira edição... 31 Nota do autor para a terceira edição... 31 APRESENTAÇÃO... 33 ABREVIATURAS E SIGLAS... 35 Capítulo I Introdução ao direito eleitoral... 37 1. Introdução ao Direito Eleitoral... 37 1.1. Conceito de Direito

Leia mais

ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA ELEIÇÕES 2010 DEZ QUESTÕES QUE O ELEITOR DEVE SABER. Elaboração: ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA

ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA ELEIÇÕES 2010 DEZ QUESTÕES QUE O ELEITOR DEVE SABER. Elaboração: ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA ELEIÇÕES 2010 DEZ QUESTÕES QUE O ELEITOR DEVE SABER Elaboração: ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Assessoria de Imprensa Comissão Justiça e Paz CJP Movimento dos Focolares Contato: Cúria

Leia mais

Periscope ao-vivo Direito Eleitoral com Bruno Oliveira. Resolução das Questões de Direito Eleitoral do Concurso TRE/SP 2012

Periscope ao-vivo Direito Eleitoral com Bruno Oliveira. Resolução das Questões de Direito Eleitoral do Concurso TRE/SP 2012 Periscope ao-vivo Direito Eleitoral com Bruno Oliveira Resolução das Questões de Direito Eleitoral do Concurso TRE/SP 2012 QUESTÃO 01 (LC 64/90 - Ações Eleitorais) Um partido político pretende pedir a

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA AS ELEIÇÕES DE 2016

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA AS ELEIÇÕES DE 2016 ORIENTAÇÕES GERAIS PARA AS ELEIÇÕES DE 2016 1. PRAZOS ELEITORAIS PARA OS PARTIDOS: 1.1 ESCOLHA DOS CANDIDATOS: 20.07.2016 a 05.08.2016 (Lei nº 9.504/1997, art. 8º, caput); 1.2 REGISTRO DE CANDIDATURA:

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 2015

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 2015 PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 2015, DE Dá nova redação aos arts. 45 e 46 da Constituição Federal para reduzir o número de membros da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. As Mesas da Câmara

Leia mais

O PERFIL SOCIECONÔMICO DOS SENADORES DA REPUBLICA EM RELAÇÃO AO PERFIL DA POPULAÇÃO BRASILEIRA

O PERFIL SOCIECONÔMICO DOS SENADORES DA REPUBLICA EM RELAÇÃO AO PERFIL DA POPULAÇÃO BRASILEIRA O PERFIL SOCIECONÔMICO DOS SENADORES DA REPUBLICA EM RELAÇÃO AO PERFIL DA POPULAÇÃO BRASILEIRA Autores : SANTOS, Edvanderson Ramalho dos¹; ALMIRON, Adriana de²; PIPINO, Wictoria Gabriely de Souza²; OLIVEIRA,

Leia mais

2012/ Ao presidente do partido e ao juiz eleitoral

2012/ Ao presidente do partido e ao juiz eleitoral 2012/2014 2016 20/07 a 05/08 Data das Convenções Partidárias 10/06 a 30/06 (Art. 8º da Lei nº. 9.504/97 e 93, 2º da Lei 4.737/65) Prazo de filiação partidária Comunicação de desfiliação partidária Janela

Leia mais

Eleições 2010: calendário eleitoral, com prazos de desincompatibilização

Eleições 2010: calendário eleitoral, com prazos de desincompatibilização Eleições 2010: calendário eleitoral, com prazos de desincompatibilização Dirigentes sindicais e servidores que pretendem disputar as eleições de 2010 devem ficar atentos às datas e prazos de desincompatibilização.

Leia mais