ARROIO GRANDE/RS Cidade Simpatia, Terra de Mauá.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ARROIO GRANDE/RS Cidade Simpatia, Terra de Mauá."

Transcrição

1 ARROIO GRANDE/RS Cidade Simpatia, Terra de Mauá.

2 EMATER Associação Riograndense de Empreendimento de Assistência Técnica e Extensão Rural ASCAR Associação Sulina de Crédito e Assistência Rural Escritório Central Escritório Regional Escritório Municipal Lino de David Presidente da EMATER/RS e Superintendente Geral da ASCAR

3 Parceiros: Prefeitura Municipal de Arroio Grande Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Meio Ambiente Sindicato Rural dos Empregadores Sindicato dos Trabalhadores Rurais Associação de Ovinos - Associação de Gado Leiteiro - Coopesi Cosulati Cooperativa Sul Riograndense de Lacticínio Coodic Cooperativa dos Proprietários do Distrito de Irrigação da Barragem do Arroio Chasqueiro - LTDA Irga - Instituto Riograndense do Arroz Bancos: Banco Do Brasil, Banrisul, Sicred

4 EQUIPE EMATER ARROIO GRANDE 2013 DANIEL FEIJÓ DAS NEVES Engenheiro Agrônomo - Chefe do Escritório ALEXANDRE VIANA DO AMARAL Técnico Agropecuário CHARLES PAULI Engenheiro Agrônomo FABIO MACHADO RIBEIRO Bem-estar Social MARLENE FERNANDES DA CUNHA Bem-estar Social ODILA A. LIMA RODRIGUES Assistente Administrativa

5 Cooperar - colaborar com outras pessoas para o alcance de resultados comuns. Associado - pessoa que participa do quadro social de uma cooperativa. Cooperativismo - Sistema econômico e social em que a cooperação é a base sobre a qual se constroem todas as atividades econômicas, industriais, comerciais, etc., insistindo na primazia da pessoa humana, na economia e na cooperação de todos para a consecução do bem comum.

6 Programas do Governo do Estado do Rio Grande do Sul:. Programa Gaúcho de Cooperativismo Rural: O Programa Gaúcho do Cooperativismo Rural é fruto do debate do Grupo de Trabalho do Cooperativismo Rural do RS, criado pelo Decreto de 18 de abril de 2011, formado por representantes do Governo do Estado e do setor cooperativista. Metodologia de Assistência Técnica em Organização, Gestão, Produção e Comercialização para Empreendimentos da Agricultura Familiar - Gestão - Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA).

7 UCP Unidade de Cooperativismo A Emater/RS-Ascar executa do PEC - Programa de Extensão Cooperativa, o qual tem como objetivo introduzir melhorias técnico-gerenciais, produtivas e educacionais nas cooperativas a fim de incrementar a competitividade e promover a interação e a cooperação entre associados e cooperativas. O público-alvo do Programa são as pequenas e médias cooperativas rurais, prioritariamente as que têm maior composição de agricultores com DAP Física, já estabelecidas ou em processo de fundação. Coordenadora da Unidade de Cooperativismo de Pelotas - Sônia Desimon

8 Programa Estadual da Agroindústria Familiar O Programa de Agroindústria Familiar do Estado do Rio Grande do Sul foi criado pelo Decreto Lei nº de 5 de julho de 2012 e tem como objetivos gerais a organização dos agricultores familiares e públicos tradicionais; a valorização do trabalho coletivo, a promoção e o fomento; a implantação e a legalização de agroindústrias familiares e agroindústrias familiares de pequeno porte de processamento artesanal, com vista ao desenvolvimento rural sustentável; e a promoção da segurança alimentar e nutricional da população, bem como ao incremento à geração de trabalho e renda.

9 Colônia de Pescadores de Santa Isabel Z24 Comunidade Pesqueira de Santa Isabel: 700 pessoas aproximadamente Cooperados da COOPESI: 53 pessoas

10 PAA Programa de Aquisição de Alimentos Lei /2003 art 19. Fica instituído o Programa de Aquisição de Alimentos com a finalidade de incentivar a agricultura familiar, compreendendo ações vinculadas à distribuição de produtos agropecuários para pessoas à situação de insegurança alimentar e à formação de estoques estratégicos Beneficiários Produtores: Pescadores com DAP e cooperados Total 23 Consumidores: populações em situação de insegurança alimentar e nutricional Total 22 Instituições Instituições Religiosas: 8 Associações: 9 Lar do Idoso: 1 Abrigos/casas/albergues: 1 Creches: 3 APAE: 1 Quantidade Comercializada no ano de 2012: Kg de Filé de Jundiá e Posta de Pintado Fonte: Projeto Doação Simultânea ano de 2012 Elaborado na EMATER de Arroio Grande

11 PNAE Lei nº de 16 de junho de 2009 Art. 1º:...entende-se por ALIMENTAÇÃO ESCOLAR todo o alimento oferecido no ambiente escolar independente de sua origem, durante o período letivo. Art. 14. Do total dos recursos financeiros repassados pelo FNDE, no âmbito do PNAE, no mínimo 30% (trinta por cento) deverão ser utilizados na aquisição de gêneros alimentícios diretamente da agricultura familiar e do empreendedor familiar rural ou de suas organizações, priorizandose os assentamentos da reforma agrária, as comunidades tradicionais indígenas e comunidades quilombolas. PNAE 2012 : Kg Fontes: Projetos Elaborados na EMATER de Arroio Grande

12 FEIRAS (Dados Aproximados) Semana Santa 1012: 600 Kg Participação com os pratos Delícias da Lagoa Mirim e Moqueca de Santa Isabel EXPOINTER 2012: 300 Kg EXPOFEIRA de Arroio Grande 2012: 70Kg Novidade de 2012 Vitrine do Peixe 70KG Vendas na COOPESI e Mercado do Município no ano 2012: Kg Fonte: Luciana R. Costa Secretária da COOPESI

13 TOTAL COMERCIALIZADO NO ANO DE 2012: Valor Aproximado Kg

14 Fabio Machado Ribeiro Extensionista Bem-estar Social Obrigado pela atenção!

Os mercados institucionais: mecanismos e modalidades de compras públicas

Os mercados institucionais: mecanismos e modalidades de compras públicas Os mercados institucionais: mecanismos e modalidades de compras públicas Lecian Gilberto Conrad Especialista em cooperativismo e Consultor em Políticas Públicas para a Agricultura Familiar. leciangilberto@yahoo.com.br

Leia mais

Programa de Aquisição de Alimentos - PAA

Programa de Aquisição de Alimentos - PAA Programa de Aquisição de Alimentos - PAA Concepção do Programa Antecedentes Até 2002: poucas experiências de aquisição da agricultura familiar, desenvolvidas a nível ( escolar municipal e estadual (alimentação

Leia mais

ANO INTERNACIONAL DO COOPERATIVISMO Audiência pública da Comissão de Agricultura Câmara dos Deputados

ANO INTERNACIONAL DO COOPERATIVISMO Audiência pública da Comissão de Agricultura Câmara dos Deputados Ministério do Desenvolvimento Agrário - MDA ANO INTERNACIONAL DO COOPERATIVISMO Audiência pública da Comissão de Agricultura Câmara dos Deputados Cesar José de Oliveira MDA 1 CONTEXTUALIZAÇÃO DO COOPERATIVISMO

Leia mais

ARRANJOS PÚBLICOS. Sistema Público de Agricultura. Novembro de 2012

ARRANJOS PÚBLICOS. Sistema Público de Agricultura. Novembro de 2012 ARRANJOS PÚBLICOS Função do estado Sistema Público de Agricultura Novembro de 2012 O Sistema Público de Agricultura do Distrito Federal Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Rural SEAGRI/DF Empresa

Leia mais

Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar

Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar Maio de 2014 AGRICULTURA FAMILIAR LEI Nº 11.326, DE 24 DE JULHO DE 2006 Art. 3º considera-se agricultor familiar e empreendedor familiar rural

Leia mais

A MANDIOCA NA AGRICULTURA FAMILIAR

A MANDIOCA NA AGRICULTURA FAMILIAR A MANDIOCA NA AGRICULTURA FAMILIAR 13º CONGRESSO BRASILEIRO DE MANDIOCA Kelma Christina M. S. Cruz Botucatu/SP, 15 de julho de 2009 SISAN Alimentação Escolar PAA Política de Abastecimento Sociobio diversidade

Leia mais

RELAÇÃO DE CONVÊNIOS DE COOPERAÇÃO TÉCNICA VIGENTES

RELAÇÃO DE CONVÊNIOS DE COOPERAÇÃO TÉCNICA VIGENTES Atualizado até: 18/02/2013 RELAÇÃO DE CONVÊNIOS DE COOPERAÇÃO TÉCNICA VIGENTES Nº Processo Convênio Objeto Vigência 003/08 --------------------------- 018/08 23110.001090/2008-70 União Ministério da Educação

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR PNAE: IIII Encontro Catarinense de Alimentação Escolar

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR PNAE: IIII Encontro Catarinense de Alimentação Escolar PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR PNAE: IIII Encontro Catarinense de Alimentação Escolar Atualização sobre a compra da Agricultura Familiar Resolução do FNDE nº04/2015 Olavo Braga COSAN - CECANE/SC

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE. Governadora do Estado ROSALBA CIARLINI SECRETARIA DE ESTADO DA AGRICULTURA, DA PECUÁRIA E DA PESCA SAPE.

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE. Governadora do Estado ROSALBA CIARLINI SECRETARIA DE ESTADO DA AGRICULTURA, DA PECUÁRIA E DA PESCA SAPE. GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE Governadora do Estado ROSALBA CIARLINI SECRETARIA DE ESTADO DA AGRICULTURA, DA PECUÁRIA E DA PESCA SAPE. Secretário TARCÍSIO DANTAS BEZERRA INSTITUTO DE ASSISTENCIA

Leia mais

CURSO POLÍTICAS PÚBLICAS NO SEMIÁRIDO DO NORDESTE: PARTICIPAÇÃO E JUVENTUDE. Profº Guilherme Soares UFRPE

CURSO POLÍTICAS PÚBLICAS NO SEMIÁRIDO DO NORDESTE: PARTICIPAÇÃO E JUVENTUDE. Profº Guilherme Soares UFRPE POLÍTICAS PÚBLICAS NO SEMIÁRIDO DO NORDESTE: PARTICIPAÇÃO E JUVENTUDE. Profº Guilherme Soares UFRPE : POLÍTICAS PÚBLICAS NO SEMIÁRIDO DO NORDESTE: Módulo III O AMBIENTE OPERACIONAL DAS POLÍTICAS PÚBLICAS:

Leia mais

MODALIDADE - COMPRA INSTITUCIONAL

MODALIDADE - COMPRA INSTITUCIONAL MODALIDADE - COMPRA INSTITUCIONAL 1. Introdução O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) tem sua origem no Programa Fome Zero. A partir dessa concepção cria-se o Programa de Aquisição de Alimentos. Instituído

Leia mais

CASO DE SUCESSO: Inspeção Municipal de Nossa Senhora do Livramento Gerência de Projetos e Produtos Sebrae/MT Dezembro/2016

CASO DE SUCESSO: Inspeção Municipal de Nossa Senhora do Livramento Gerência de Projetos e Produtos Sebrae/MT Dezembro/2016 CASO DE SUCESSO: Inspeção Municipal de Nossa Senhora do Livramento Gerência de Projetos e Produtos Sebrae/MT Dezembro/2016 O MUNICÍPIO DE NOSSA SENHORA DO LIVRAMENTO Municipio localizado a 49 km de Cuiabá

Leia mais

1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO COOPERATIVO

1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO COOPERATIVO 1ª Fase PROVA OBJETIVA P á g i n a 1 DIREITO COOPERATIVO QUESTÃO 1 - Com base na Lei n. 5.764/1971, como recepcionada pela Constituição Federal de 1988, assinale a alternativa correta, sobre a representação

Leia mais

Políticas brasileiras de segurança alimentar e nutricional: compras públicas da agricultura familiar

Políticas brasileiras de segurança alimentar e nutricional: compras públicas da agricultura familiar Políticas brasileiras de segurança alimentar e nutricional: compras públicas da agricultura familiar Tópicos de abordagem Políticas públicas para a agricultura familiar Contexto e criação dos instrumentos

Leia mais

Necessidades e Oportunidades de Investimentos no Agronegócio: da Pesquisa ao Consumo. Como chegar ao campo os avanços da ciência e da tecnologia

Necessidades e Oportunidades de Investimentos no Agronegócio: da Pesquisa ao Consumo. Como chegar ao campo os avanços da ciência e da tecnologia Necessidades e Oportunidades de Investimentos no Agronegócio: da Pesquisa ao Consumo Como chegar ao campo os avanços da ciência e da tecnologia Como transmitir o conhecimento às Assistência Técnica: pessoas

Leia mais

Comercialização dos Produtos da Agricultura Familiar. Afonso Cláudio, 21 de outubro de 2015 Colatina, 28 de outubro de 2015

Comercialização dos Produtos da Agricultura Familiar. Afonso Cláudio, 21 de outubro de 2015 Colatina, 28 de outubro de 2015 Comercialização dos Produtos da Agricultura Familiar Afonso Cláudio, 21 de outubro de 2015 Colatina, 28 de outubro de 2015 Caracterização da atividade Estratégias de Acesso aos Mercados para a Agricultura

Leia mais

OFICINA 6: Como elaborar projetos de vendas da agricultura familiar para o PNAE. IV Encontro Catarinense de Alimentação Escolar.

OFICINA 6: Como elaborar projetos de vendas da agricultura familiar para o PNAE. IV Encontro Catarinense de Alimentação Escolar. IV Encontro Catarinense de Alimentação Escolar OFICINA 6: Como elaborar projetos de vendas da agricultura familiar para o Monitores: Daniela (Eng. Agrônoma) Raphael (Nutricionista) PNAE Compras Públicas

Leia mais

HISTÓRICO DE ATUAÇÃO E DEMANDAS TECNOLÓGICAS DO SETOR AGROPECUÁRIO DO DF

HISTÓRICO DE ATUAÇÃO E DEMANDAS TECNOLÓGICAS DO SETOR AGROPECUÁRIO DO DF HISTÓRICO DE ATUAÇÃO E DEMANDAS TECNOLÓGICAS DO SETOR AGROPECUÁRIO DO DF Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal SETEMBRO 2016 O QUE É A EMATER-DF? Empresa Pública, criada em

Leia mais

Palma de Óleo. Pronaf Eco Dendê

Palma de Óleo. Pronaf Eco Dendê Palma de Óleo Pronaf Eco Dendê 1 A Archer Daniels Midland Company (ADM) O que fazemos: Líder no processamento e transformação de produtos agrícolas; Uma das empresas mais admiradas no ramo de produção

Leia mais

EMATER-RIO LEI DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR. Green rio JUNHO 2016

EMATER-RIO LEI DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR. Green rio JUNHO 2016 EMATER-RIO LEI DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR Green rio JUNHO 2016 A EMATER RIO é uma empresa vinculada à Secretaria Estadual de Agricultura e Pecuária, responsável pela execução de programas e projetos de Assistência

Leia mais

O encontro da Agricultura Familiar com a Alimentação Escolar

O encontro da Agricultura Familiar com a Alimentação Escolar O encontro da Agricultura Familiar com a Alimentação Escolar www.mda.gov.br/alimentacaoescolar Ministério da Educação Ministério do Desenvolvimento Agrário A partir de agora a Agricultura Familiar passa

Leia mais

Alimentação Escolar nas Instituições de Ensino das Redes Públicas Estaduais. Novembro, 2011

Alimentação Escolar nas Instituições de Ensino das Redes Públicas Estaduais. Novembro, 2011 Alimentação Escolar nas Instituições de Ensino das Redes Públicas Estaduais Novembro, 2011 AMOSTRAGEM: 20 UFs 14,5 MILHÕES DE ESTUDANTES BENEFICIADOS EM 21.853 INSTITUIÇÕES DE ENSINO 3 BILHÕES DE REFEIÇÕES

Leia mais

COAGRISOL confirma presença na EXPOER

COAGRISOL confirma presença na EXPOER COAGRISOL confirma presença na EXPOER Dar visibilidade em relação a: quem somos, onde estamos, o que temos e para onde queremos ir, tendo como principal desafio o empreendedorismo. Foi com esse objetivo

Leia mais

O Desenvolvimento da Agricultura e Política Rural

O Desenvolvimento da Agricultura e Política Rural 7º Seminário Estadual de Agricultura O Desenvolvimento da Agricultura e Política Rural Deputado Estadual José Milton Scheffer Vice-Presidente da Comissão de Agricultura e Política Rural da ALESC Território

Leia mais

SECRETARIA ESPECIAL DE AGRICULTURA FAMILIAR E DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO - SEAD. Delegacia Federal - DFDA/ES

SECRETARIA ESPECIAL DE AGRICULTURA FAMILIAR E DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO - SEAD. Delegacia Federal - DFDA/ES SECRETARIA ESPECIAL DE AGRICULTURA FAMILIAR E DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO - SEAD Delegacia Federal - DFDA/ES Site da SEAD www.mda.gov.br Fique sempre atualizado... Editais Informativos Programas Eventos

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL MDA e MDS e MMA Nº 239 DE 21 DE JULHO DE 2009

PORTARIA INTERMINISTERIAL MDA e MDS e MMA Nº 239 DE 21 DE JULHO DE 2009 PORTARIA INTERMINISTERIAL MDA e MDS e MMA Nº 239 DE 21 DE JULHO DE 2009 Estabelece orientações para a implementação do Plano Nacional de Promoção das Cadeias de Produtos da Sociobiodiversidade, e dá outras

Leia mais

Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil: I - construir uma sociedade livre, justa e solidária

Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil: I - construir uma sociedade livre, justa e solidária Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil: I - construir uma sociedade livre, justa e solidária Constituição do Brasil O que é SCJS Uma Estrategia De Reconhecimento e

Leia mais

EDITAL Nº 001/ Requisitos para inscrição de empreendedor de agroindústria Familiar

EDITAL Nº 001/ Requisitos para inscrição de empreendedor de agroindústria Familiar EDITAL Nº 001/2017 O Arranjo Produtivo Local de Agroindústrias Familiares do Vale do Taquari (APL AF VT) juntamente com a comissão realizadora da Suinofest 2017 e demais entidades que compõe a organização

Leia mais

AGRICULTURA FAMILIAR ALIMENTAÇÃO ESCOLAR

AGRICULTURA FAMILIAR ALIMENTAÇÃO ESCOLAR AGRICULTURA FAMILIAR ALIMENTAÇÃO ESCOLAR AGRICULTURA FAMILIAR ALIMENTAÇÃO ESCOLAR SUMÁRIO DA APRESENTAÇÃO O encontro da Agricultura Familiar com a Alimentação Escolar Eixos estratégicos / Princípios /

Leia mais

PRONAF - AGRICULTURA FAMILIAR ANO AGRÍCOLA 2015/2016

PRONAF - AGRICULTURA FAMILIAR ANO AGRÍCOLA 2015/2016 PRONAF - AGRICULTURA FAMILIAR ANO AGRÍCOLA 2015/2016 Linha Risco Beneficiários (1) Finalidade Limites (R$) Juros Prazo/Carência CUSTEIO Pronaf Custeio Grupo "A/C" (2) /FCO Assentados da Reforma Agrária

Leia mais

UNESP. ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL: conceitos e objetivos. Antonio Lázaro Sant Ana (Prof. Unesp Ilha Solteira) Abril de 2014

UNESP. ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL: conceitos e objetivos. Antonio Lázaro Sant Ana (Prof. Unesp Ilha Solteira) Abril de 2014 UNESP UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO CÂMPUS DE ILHA SOLTEIRA Disciplina Comunicação e Extensão Rural Curso de Agronomia ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL: conceitos e objetivos

Leia mais

O Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar

O Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar O Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar A IDENTIFICAÇÃO DO PROBLEMA - DIAGNÓSTICO Prevalência de situação de segurança alimentar em domicílios particulares, por situação do domicílio

Leia mais

ÍNDICE DE CONFIANÇA DO AGRONEGÓCIO Odilio Sepulcri 1

ÍNDICE DE CONFIANÇA DO AGRONEGÓCIO Odilio Sepulcri 1 ÍNDICE DE CONFIANÇA DO AGRONEGÓCIO Odilio Sepulcri 1 O Índice de Confiança do Agronegócio (ICAgro) avalia a percepção das indústrias de insumos e transformações ligadas ao Agro, também das cooperativas

Leia mais

PROGRAMA ESTADUAL DE OLIVICULTURA

PROGRAMA ESTADUAL DE OLIVICULTURA BAGÉ 25.11.2015 PALESTRA DO ENGENHEIRO AGRÔNOMO PAULO LIPP JOÃO SEAPA EMATER/RS PROGRAMA ESTADUAL DE OLIVICULTURA lipp@seapa.rs.gov.br Decreto 52.479 de 29/07/2015 Ações de Fomento à Olivicultura no RS

Leia mais

Banco do Brasil Desenvolvimento Sustentável. Financiamento do Desenvolvimento Regional

Banco do Brasil Desenvolvimento Sustentável. Financiamento do Desenvolvimento Regional Banco do Brasil Desenvolvimento Sustentável Financiamento do Desenvolvimento Regional Desenvolvimento Regional Sustentável - DRS Visão Participativa - Concertação BB Associações Universidades Região Empresas

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR-PNAE

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR-PNAE PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR-PNAE PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR - PNAE 10 ELEMENTOS CHAVE Objetivo Apresentar o componente nutricional inserido na alimentação escolar Metodologia

Leia mais

PLANO SAFRA AMAZÔNIA

PLANO SAFRA AMAZÔNIA Ministério do Desenvolvimento Agrário Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária Incra PLANO SAFRA AMAZÔNIA Janeiro 2014 AMAZÔNIA LEGAL 771 MUNICÍPIOS 9 ESTADOS 61% DO TERRITÓRIO BRASILEIRO 5.217.423

Leia mais

ATER DE QUALIDADE E EM QUANTIDADE PARA O DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL EM MINAS GERAIS

ATER DE QUALIDADE E EM QUANTIDADE PARA O DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL EM MINAS GERAIS SINDICATO DOS TRABALHADORES EM ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL DO ESTADO DE MINAS GERAIS ATER DE QUALIDADE E EM QUANTIDADE PARA O DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL EM MINAS GERAIS DESAFIOS E PERSPECTIVAS

Leia mais

IV CONFERÊNCIA ESTADUAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL

IV CONFERÊNCIA ESTADUAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL IV CONFERÊNCIA ESTADUAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL PERNAMBUCO RELATÓRIO FINAL COMISSÃO EECUTIVA Pesqueira/PE Setembro/2011 1 IV CONFERÊNCIA ESTADUAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL ALIMENTAÇÃO

Leia mais

Apresentação de Angola na XII Reunião dos Ministros do Trabalho e dos Assuntos Sociais Os Desafios na Protecção Social para alcançar a Segurança

Apresentação de Angola na XII Reunião dos Ministros do Trabalho e dos Assuntos Sociais Os Desafios na Protecção Social para alcançar a Segurança Apresentação de Angola na XII Reunião dos Ministros do Trabalho e dos Assuntos Sociais Os Desafios na Protecção Social para alcançar a Segurança Alimentar e Nutricional Maputo, 25 de Abril de 2013 Constituição

Leia mais

O papel da AGRICULTURA FAMILIAR no

O papel da AGRICULTURA FAMILIAR no O papel da AGRICULTURA FAMILIAR no desenvolvimento do RS e do BRASIL Oportunidades de negócios para a Região Nordeste do Estado do Rio Grande do Sul Ministro Pepe Vargas Agricultura Familiar RS Receitas

Leia mais

Debater o PL 174 de 2011, que "Institui o Plano Nacional de Abastecimento de Hortigranjeiros - PLANHORT".

Debater o PL 174 de 2011, que Institui o Plano Nacional de Abastecimento de Hortigranjeiros - PLANHORT. Audiência Pública COMISSÃO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA, ABASTECIMENTO E DESENVOLVIMENTO RURAL Debater o PL 174 de 2011, que "Institui o Plano Nacional de Abastecimento de Hortigranjeiros - PLANHORT". Gilberto

Leia mais

Rede de Pesquisa, Inovação, Tecnologia, Serviços e Desenvolvimento Sustentável. em Microbacias Hidrográficas

Rede de Pesquisa, Inovação, Tecnologia, Serviços e Desenvolvimento Sustentável. em Microbacias Hidrográficas PROGRAMA RIO RURAL Núcleo de Pesquisa Participativa Pesagro-Rio / Rio Rural Rede de Pesquisa, Inovação, Tecnologia, Serviços e Desenvolvimento Sustentável em Microbacias Hidrográficas Facilitar a integração

Leia mais

A FEIRA DO PRODUTOR DA AGRICULTURA FAMILIAR FEIRA CORUJÃO NO MUNICÍPIO DE RIO CLARO - SP

A FEIRA DO PRODUTOR DA AGRICULTURA FAMILIAR FEIRA CORUJÃO NO MUNICÍPIO DE RIO CLARO - SP A FEIRA DO PRODUTOR DA AGRICULTURA FAMILIAR FEIRA CORUJÃO NO MUNICÍPIO DE RIO CLARO - SP Wilyan Rodrigo LUCIANO¹ Palavras chaves: Agricultura Familiar, Feiras Livres, Comercialização. 1 Bolsista do Programa

Leia mais

Movimento dos Pequenos Agricultores MPA. Apresentação - Embrapa. Movimento dos Pequenos Agricultores. Brasilia, 18 de Dezembro 2013 MENSAGEM

Movimento dos Pequenos Agricultores MPA. Apresentação - Embrapa. Movimento dos Pequenos Agricultores. Brasilia, 18 de Dezembro 2013 MENSAGEM Movimento dos Pequenos Agricultores MPA Apresentação - Embrapa Movimento dos Pequenos Agricultores Brasilia, 18 de Dezembro 2013 MENSAGEM SISTEMA CAMPONÊS DE PRODUÇÃO: Sustentabilidade da Agricultura Camponesa

Leia mais

Trabalho e renda na agricultura familiar e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE)

Trabalho e renda na agricultura familiar e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) Trabalho e renda na agricultura familiar e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) Nathalia Mariano Gonçalves Universidade Federal do Rio de Janeiro nathy.mariano.geo@gmail.com INTRODUÇÃO A pesquisa

Leia mais

As fotos mostram beneficiários dos programas sociais do Fome Zero.

As fotos mostram beneficiários dos programas sociais do Fome Zero. As fotos mostram beneficiários dos programas sociais do Fome Zero. O Programa de Aquisição de Alimentos PAA, instituído pelo artigo 19 da Lei nº 10.696 de 2 de julho de 2003 e regulamentado pelo Decreto

Leia mais

Delegacia Federal de Desenvolvimento Agrário - DFDA-ES. Políticas Estruturantes da SEAD: DAP, Crédito e ATER. Eng. Agrônomo Max Ribas

Delegacia Federal de Desenvolvimento Agrário - DFDA-ES. Políticas Estruturantes da SEAD: DAP, Crédito e ATER. Eng. Agrônomo Max Ribas Delegacia Federal de Desenvolvimento Agrário - DFDA-ES Políticas Estruturantes da SEAD: DAP, Crédito e ATER Eng. Agrônomo Max Ribas Identificação e acesso à políticas públicas Dados sobre a DAP PESSOA

Leia mais

PROGRAMA DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS PAA

PROGRAMA DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS PAA PROGRAMA DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS PAA Marco Legal Art 19. da Lei nº10.696/2003 Fica instituído o Programa de Aquisição de Alimentos com a finalidade de incentivar a agricultura familiar, compreendendo

Leia mais

E C O N Ô S O C E N T A L. Cultura e Tradição

E C O N Ô S O C E N T A L. Cultura e Tradição 3º. Seminário Responsabilidade Social com Foco nos Atores Interessados 7 a 8/10/2008 Biodiesel e Agricultura Familiar www.biodiesel.gov.b PNPB Pilares de Sustentação PNPB S O C I A L E C O N Ô M I C O

Leia mais

Discussão participativa da revisão do PPAG para o exercício 2017

Discussão participativa da revisão do PPAG para o exercício 2017 Discussão participativa da revisão do PPAG 2016-2019 para o exercício 2017 EIXO: DESENVOLVIMENTO PRODUTIVO, CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO TEMA: AGROPECUÁRIA E DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SECRETARIA DE ESTADO DE

Leia mais

CRÉDITO RURAL PRINCÍPIOS E APLICAÇÃO NO BRASIL

CRÉDITO RURAL PRINCÍPIOS E APLICAÇÃO NO BRASIL CRÉDITO RURAL PRINCÍPIOS E APLICAÇÃO NO BRASIL Crédito Rural Conceito Suprimento de recursos financeiros pelo SNCR, para aplicação exclusiva nas finalidades e condições do MCR (MCR 1-1) Elemento unificador

Leia mais

COMPOSIÇÃO DAS COMISSÕES TÉCNICAS INTERINSTITUCIONAIS (inscrições até 14 de julho de 2011)

COMPOSIÇÃO DAS COMISSÕES TÉCNICAS INTERINSTITUCIONAIS (inscrições até 14 de julho de 2011) COMPOSIÇÃO DAS COMISSÕES TÉCNICAS INTERINSTITUCIONAIS (inscrições até 14 de julho de 2011) EIXO 1 DESENVOLVIMENTO SOCIAL Tema 1 Promoção e proteção social 1. Associação dos Defensores Públicos de Minas

Leia mais

ARQUIVO DISPONIBILIZADO NA BIBLIOTECA VIRTUAL DO PROJETO REDESAN

ARQUIVO DISPONIBILIZADO NA BIBLIOTECA VIRTUAL DO PROJETO REDESAN ARQUIVO DISPONIBILIZADO NA BIBLIOTECA VIRTUAL DO PROJETO REDESAN http://redesan.ufrgs.br/ Título: TR 07-II Programa de Aquisiçâo de Alimentos Autor: Claudia Romeiro d Ávila. 2011 Palavras Chave: PAA, Agricultura

Leia mais

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural. Secretaria de Agricultura

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural. Secretaria de Agricultura Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural Secretaria de Agricultura 6º Congresso de Educação Agrícola Superior e 51ª Reunião Anual da ABEAS A Sustentabilidade das Profissões da Área Rural e a Inovação

Leia mais

COOPERATIVA LANGUIRU

COOPERATIVA LANGUIRU COOPERATIVA LANGUIRU Iniciativas em prol da permanência do jovem associado nas propriedades Renato Kreimeier Vice-presidente Engenheiro Agrônomo Especialista em Gestão de Cooperativas Pós-graduando em

Leia mais

Nº / ANO DA PROPOSTA: /2015 DADOS DO CONCEDENTE OBJETO: Construção de Infraestrutura para Comercialização da Produção Agropecuária.

Nº / ANO DA PROPOSTA: /2015 DADOS DO CONCEDENTE OBJETO: Construção de Infraestrutura para Comercialização da Produção Agropecuária. MINISTERIO DO DESENVOLVIMENTO AGRARIO PORTAL DOS CONVÊNIOS SICONV - SISTEMA DE GESTÃO DE CONVÊNIOS Nº / ANO DA PROPOSTA: 032134/2015 OBJETO: DADOS DO CONCEDENTE JUSTIFICATIVA: MUNICÍPIO: IBARAMA - RS está

Leia mais

PLANO DE GOVERO UNIAO POPULAR /2016

PLANO DE GOVERO UNIAO POPULAR /2016 PLANO DE GOVERO UNIAO POPULAR - 2013/2016 CULTURA / ESPORTE APOIO AO CTG EM AÇOES DE REATIVAÇAO DA CAMPEIRA EM PARCERIA COM ENTIDADES REALIZAR RODEIO INTERESTADUAL COLABORAR COM INVERNADA ARTISTICA EM

Leia mais

MUDANÇAS NO PRONAF. 1. Enquadramento no Pronaf. - assentados da Reforma Agrária e beneficiários do Crédito Fundiário que

MUDANÇAS NO PRONAF. 1. Enquadramento no Pronaf. - assentados da Reforma Agrária e beneficiários do Crédito Fundiário que MUDANÇAS NO PRONAF O Banco Central publicou, em 28 de março de 2008, a Resolução No. 3.559 promovendo alterações no Capítulo 10 do MCR Manual de Crédito Rural, que trata do PRONAF Programa Nacional de

Leia mais

Atribuições. Qualificar os profissionais Monitorar e avaliar resultados. Contratar serviços. Credenciar entidades públicas e privadas

Atribuições. Qualificar os profissionais Monitorar e avaliar resultados. Contratar serviços. Credenciar entidades públicas e privadas Atribuições Contratar serviços Qualificar os profissionais Monitorar e avaliar resultados Credenciar entidades públicas e privadas Acreditar as entidades quanto a qualidade do serviço prestado Características

Leia mais

Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento

Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento 1 CONAB Empresa Pública vinculada ao. Se originou da fusão de 3 Empresas Públicas, CFP, COBAL e CIBRAZEM, que atuavam em áreas distintas e complementares, fomento à produção agrícola, abastecimento e armazenagem,

Leia mais

Brasil Sem Miséria RURAL

Brasil Sem Miséria RURAL Brasil Sem Miséria RURAL O desafio de acabar com a miséria Nos últimos anos, 28 milhões de brasileiros superaram a pobreza; Apesar disso, ainda há 16 milhões de pessoas extremamente pobres no Brasil; Para

Leia mais

UNESP HISTÓRICO DA EXTENSÃO RURAL NO BRASIL. Antonio Lázaro Sant Ana (Prof. Unesp Ilha Solteira)

UNESP HISTÓRICO DA EXTENSÃO RURAL NO BRASIL. Antonio Lázaro Sant Ana (Prof. Unesp Ilha Solteira) UNESP UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO CÂMPUS DE ILHA SOLTEIRA Disciplina Comunicação e Extensão Rural Curso de Graduação em Agronomia HISTÓRICO DA EXTENSÃO RURAL NO BRASIL Antonio

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR PRONAF

PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR PRONAF C. S. Tecnologia do Agronegócio 3º Semestre PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR PRONAF Acadêmicos: Bruno Farias, Clodinei Uria,Mauricio, Renan Fontoura, Milton Fábrica, Ricardo

Leia mais

Ação de Distribuição de Alimentos a Grupos Populacionais Específicos

Ação de Distribuição de Alimentos a Grupos Populacionais Específicos Ação de Distribuição de Alimentos a Grupos Populacionais Específicos Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional Introdução O Governo Federal procura assegurar o direito humano à alimentação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO RURAL. Plano de Ensino

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO RURAL. Plano de Ensino UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO RURAL Plano de Ensino Disciplina: A Gastronomia Regional no contexto do Rio Grande do Sul: explorando a interface

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DE FORTE VELHO

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DE FORTE VELHO ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DE FORTE VELHO O Conselho Escolar de Forte Velho, pessoa jurídica de direito público, com sede à Rua Professor Antônio Elias S/N, fone (83) 36641107 Bairro

Leia mais

Plano Safra Agropecuário Estadual 2011/2012. Instrumento de planejamento setorial democrático e participativo articulado com a União

Plano Safra Agropecuário Estadual 2011/2012. Instrumento de planejamento setorial democrático e participativo articulado com a União Plano Safra Agropecuário Estadual 2011/2012 Instrumento de planejamento setorial democrático e participativo articulado com a União Legislação Decreto nº 47.955, de abril de 2011 Lei nº 13.590, de dezembro

Leia mais

Lista de Siglas e Abreviaturas

Lista de Siglas e Abreviaturas Lista de Siglas e Abreviaturas - ADENE - Agência de Desenvolvimento do Nordeste - APA - Área de Proteção Ambiental - ASA - Projetos de Articulação do Semi-Árido - BDMG - Banco de Desenvolvimento de Minas

Leia mais

Territórios da Zona da Mata Sul e Norte da Paraíba e a promoção do desenvolvimento territorial sustentável: As Feiras Agroecológicas e da Agricultura

Territórios da Zona da Mata Sul e Norte da Paraíba e a promoção do desenvolvimento territorial sustentável: As Feiras Agroecológicas e da Agricultura Territórios da Zona da Mata Sul e Norte da Paraíba e a promoção do desenvolvimento territorial sustentável: As Feiras Agroecológicas e da Agricultura Familiar Roteiro de Apresentação: O que são as Feiras

Leia mais

Agricultura familiar e mercados: algumas reflexões

Agricultura familiar e mercados: algumas reflexões Agricultura familiar e mercados: algumas reflexões Claudia Job Schmitt CPDA/UFRRJ 1. A construção social dos mercados na agricultura camponesa e familiar: perspectivas de análise 2. Diversidade e historicidade

Leia mais

DO VALE DO AÇU DO VALE DO AÇU. Joacir Rufino de Aquino

DO VALE DO AÇU DO VALE DO AÇU. Joacir Rufino de Aquino II FÓRUM SOCIAL E SUSTENTÁVEL DO VALE DO AÇU EVOLUÇÃO E DESAFIOS DA AGROPECUÁRIA DO VALE DO AÇU Joacir Rufino de Aquino Economista. Mestre em Economia Rural e Regional. Professor Adjunto IV do Curso de

Leia mais

FOME ZERO. VI Encontro Nacional dos Coordenadores Estaduais e Centros Colaboradores em Alimentaçã. ção CGPAN/MS/Brasília

FOME ZERO. VI Encontro Nacional dos Coordenadores Estaduais e Centros Colaboradores em Alimentaçã. ção CGPAN/MS/Brasília FOME ZERO VI Encontro Nacional dos Coordenadores Estaduais e Centros Colaboradores em Alimentaçã ção e Nutriçã ção CGPAN/MS/Brasília lia-df Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Abril/2006

Leia mais

COMUNIDADES QUILOMBOLAS TITULADOS: ESTRATÉGIAS UTILIZADAS E APRENDIZADO. RELATO , RACISMO TERRITORIAIS. A aquisição de produtos PAA 10 A QUISIÇÃO

COMUNIDADES QUILOMBOLAS TITULADOS: ESTRATÉGIAS UTILIZADAS E APRENDIZADO. RELATO , RACISMO TERRITORIAIS. A aquisição de produtos PAA 10 A QUISIÇÃO Condicionantes legais e estratégias de governança para a aquisição de produtos da agricultura familiar para a alimentação escolar via o Programa de Aquisição de Alimentos: o caso de Tapes, no Rio Grande

Leia mais

Antonio Trevisan, eng.agr. Secretaria de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural

Antonio Trevisan, eng.agr. Secretaria de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural Fonte: Res. 3.375, de 19/06/2006 - Pronaf Res.. 3.369 e 3.370, de 14/06/06 Bedes e R.P. Atualização MCR 477, de 16/03/2006 do Bacen Governo do Estado Antonio Trevisan, eng.agr. Secretaria de Estado da

Leia mais

QUEM SOMOS? 1.2. Aproximadamente, quantas pessoas vivem na comunidade?

QUEM SOMOS? 1.2. Aproximadamente, quantas pessoas vivem na comunidade? 1 2 QUEM SOMOS? Parte 1: Perfil da comunidade. Nome da comunidade: Estado onde se localiza: Município onde se localiza: 1.1. A que distância a sua comunidade fica da cidade? 1.2. Aproximadamente, quantas

Leia mais

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO RURAL, PESCA E COOPERATIVISMO SDR

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO RURAL, PESCA E COOPERATIVISMO SDR SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO RURAL, PESCA E COOPERATIVISMO SDR WWW.SDR.RS.GOV.BR ESTRUTURA DA SDR Secretário Chefia de Gabinete Conselho Estadual de Des. Rural Sustentável CEASA EMATER Diretoria Geral

Leia mais

Proposta Responsável/Sugestões Indicador

Proposta Responsável/Sugestões Indicador Coordenador: GT AGRONEGÓCIO Visão: Que os produtores rurais do Município de Santa Maria tenham qualidade de vida, produzam com a tecnologia mais adequada ao seu ambiente e de modo sustentável, bem como

Leia mais

Município. 4-5 (Pré-escola) Município e Estado em colaboração. Ensino Fundamental (duração de 9 anos) Ensino Médio (duração de 3 anos)

Município. 4-5 (Pré-escola) Município e Estado em colaboração. Ensino Fundamental (duração de 9 anos) Ensino Médio (duração de 3 anos) ETAPA FAIXA ETÁRIA COMPETÊNCIA Educação Infantil 0-3 (Creche) 4-5 (Pré-escola) Município Ensino Fundamental (duração de 9 anos) 6-14 anos Município e Estado em colaboração Ensino Médio (duração de 3 anos)

Leia mais

Relato de Experiência. Maria Aparecida da Silva Bernardi Experiência com agroindustria

Relato de Experiência. Maria Aparecida da Silva Bernardi Experiência com agroindustria Relato de Experiência Maria Aparecida da Silva Bernardi Experiência com agroindustria Relato de Experiência Localizado na comunidade Travessão Carvalho Distrito de Otávio Rocha município de Flores da Cunha

Leia mais

Objetivo Geral: Objetivos Específicos:

Objetivo Geral: Objetivos Específicos: Objetivo Geral: Superação da pobreza e geração de trabalho e renda no meio rural por meio de uma estratégia de desenvolvimento territorial sustentável. Objetivos Específicos: Inclusão produtiva das populações

Leia mais

AGRICULTURA FAMILIAR NA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR

AGRICULTURA FAMILIAR NA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR Por meio da Lei nº 11.947/2009, a Agricultura Familiar passa a fornecer gêneros alimentícios a serem servidos nas escolas da Rede Pública de Ensino. Conheça a Lei: Lei nº 11.947/2009 Dispõe sobre o atendimento

Leia mais

RELATÓRIO DOS GRUPOS PRODUTIVOS POR CIDADE

RELATÓRIO DOS GRUPOS PRODUTIVOS POR CIDADE RELATÓRIO DOS GRUPOS PRODUTIVOS POR CIDADE Município: Bananeiras Associação: Associação dos Piscicultores de Bananeiras, Associação dos Trabalhadores Rurais da Lagoa do Matias e Projeto São José, Associação

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA N 001/2015, PARA AQUISIÇÃO DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS DA AGRICULTURA FAMILIAR E EMPREENDEDOR FAMILIAR RURAL.

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA N 001/2015, PARA AQUISIÇÃO DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS DA AGRICULTURA FAMILIAR E EMPREENDEDOR FAMILIAR RURAL. EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA N 001/2015, PARA AQUISIÇÃO DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS DA AGRICULTURA FAMILIAR E EMPREENDEDOR FAMILIAR RURAL. A PREFEITURA MUNICIPAL DE PRESIDENTE FIGUEIREDO através da SECRETARIA

Leia mais

As Compras Públicas da Agricultura Familiar para Programas Sociais

As Compras Públicas da Agricultura Familiar para Programas Sociais As Compras Públicas da Agricultura Familiar para Programas Sociais INCLUSÃO PRODUTIVA RURAL Aumento da produção para segurança alimentar e ampliação de canais de comercialização Programa de Aquisição de

Leia mais

Diretores e assessores da Fetag acolhem os expositores das agroindústrias familiares na 13ª Feira da Agricultura Familiar durante a 34ª edição da

Diretores e assessores da Fetag acolhem os expositores das agroindústrias familiares na 13ª Feira da Agricultura Familiar durante a 34ª edição da Diretores e assessores da Fetag acolhem os expositores das agroindústrias familiares na 13ª Feira da Agricultura Familiar durante a 34ª edição da Expointer, em 2011. A Federação dos Trabalhadores na Agricultura

Leia mais

Agenda. Contexto. O Nordeste Territorial. Fórum de Governança da Atividade Econômica. Formas de Financiamento

Agenda. Contexto. O Nordeste Territorial. Fórum de Governança da Atividade Econômica. Formas de Financiamento Agenda Contexto O Nordeste Territorial Fórum de Governança da Atividade Econômica Formas de Financiamento Área de atuação do BNB Nordeste: 1.554,4 mil Km 2 Semi-árido: 974,4 mil Km 2 (62,7% do território

Leia mais

Assistência Técnica ao produtor rural: ações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Assistência Técnica ao produtor rural: ações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Assistência Técnica ao produtor rural: ações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento O papel da Assistência Técnica como base da segurança alimentar Secretaria de Mobilidade Social, do Produtor

Leia mais

PROGRAMA DE ESTÁGIO EM COMUNICAÇÃO RURAL DA GERÊNCIA DE COMUNICAÇÃO DA Emater/RS-Ascar

PROGRAMA DE ESTÁGIO EM COMUNICAÇÃO RURAL DA GERÊNCIA DE COMUNICAÇÃO DA Emater/RS-Ascar PROGRAMA DE ESTÁGIO EM COMUNICAÇÃO RURAL DA GERÊNCIA DE COMUNICAÇÃO DA Emater/RS-Ascar OBJETIVOS Este programa tem como objetivo formar estudantes de Comunicação Social para a prática profissional com

Leia mais

Apoio à comercialização da agricultura familiar

Apoio à comercialização da agricultura familiar Apoio à comercialização da agricultura familiar Programa de Aquisição de Alimentos 1. Contexto Liberalização dos mercados de produtos agrícolas (anos 90) Intenso processo de concentração de capitais no

Leia mais

COOPERATIVISMO. COORDENADORA Nora Beatriz Presno Amodeo

COOPERATIVISMO. COORDENADORA Nora Beatriz Presno Amodeo COOPERATIVISMO COORDENADORA Nora Beatriz Presno Amodeo npresno@ufv.br 86 Currículos dos Cursos do CCA UFV Bacharelado ATUAÇÃO O Bacharel em Cooperativismo compete dirigir, fomentar e assessorar cooperativas,

Leia mais

Plano de Ação. Mandato: 11/ /2016. Ano de execução 2015

Plano de Ação. Mandato: 11/ /2016. Ano de execução 2015 MUNICIPIO DE VERA CRUZ - RS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CONSELHO DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR Plano de Ação Conselho de Alimentação Escolar de Vera Cruz Mandato: 11/2014 11/2016 Ano de execução 2015 Elaborado

Leia mais

EFETIVIDADE DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A EDUCAÇÃO DO CAMPO. Eixo Temático: Política Pública da Educação e da Criança e do Adolescente.

EFETIVIDADE DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A EDUCAÇÃO DO CAMPO. Eixo Temático: Política Pública da Educação e da Criança e do Adolescente. EFETIVIDADE DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A EDUCAÇÃO DO CAMPO PAVINI, Gislaine Cristina 1 RIBEIRO, Maria Lucia 2 Eixo Temático: Política Pública da Educação e da Criança e do Adolescente. RESUMO Este trabalho

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRA DO SUL RS SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE COMPRAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRA DO SUL RS SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE COMPRAS TERMO DE ADJUDICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO Luiz Neiron Teixeira Viegas, Prefeito de Cachoeira do Sul, Estado do Rio Grande do Sul, tendo em vista o Processo Nº 1002/2015, Chamada Pública nº 01/2015, datado de

Leia mais

PAA Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar

PAA Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SECRETARIA DA AGRICULTURA FAMILIAR COORDENAÇÃO DE COMERCIALIZAÇÃO PAA Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar Modalidades do PAA MODALIDADES PROGRAMA

Leia mais

[INCLUSÃO] Economia solidária recupera empresas falidas e cria novos postos de trabalho

[INCLUSÃO] Economia solidária recupera empresas falidas e cria novos postos de trabalho A economia solidária tem se consolidado como uma importante alternativa para inclusão de trabalhadores no mercado de trabalho. O último mapeamento do setor realizado pelo Ministério do Trabalho e Emprego

Leia mais

Estado do Rio Grande do Norte PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES Gabinete do Prefeito

Estado do Rio Grande do Norte PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES Gabinete do Prefeito Lei nº 345, de 21 de agosto de 2013. Nesta data, 21 de agosto de 2013, SANCIONO a presente Lei. Francisco das Chagas de Oliveira Silva PREFEITO MUNICIPAL Institui o Conselho Municipal de Desenvolvimento

Leia mais

Plano de Ação. Mandato: 11/ /2014. Ano de execução 2014

Plano de Ação. Mandato: 11/ /2014. Ano de execução 2014 MUNICIPIO DE VERA CRUZ - RS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CONSELHO DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR Plano de Ação Conselho de Alimentação Escolar de Vera Cruz Mandato: 11/2010 11/2014 Ano de execução 2014 Elaborado

Leia mais

O fazer de nossas mãos pelo fortalecimento sindical.

O fazer de nossas mãos pelo fortalecimento sindical. O fazer de nossas mãos pelo fortalecimento sindical. CONTRIBUIÇÃO SINDICAL O que é? É um tributo previsto na Constituição Federal (CF) e Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), cujo recolhimento é obrigatório.

Leia mais

Módulo 4 do curso: Diagnóstico Comunitário Participativo.

Módulo 4 do curso: Diagnóstico Comunitário Participativo. Módulo 4 do curso: Diagnóstico Comunitário Participativo. 1 2 Curso: Diagnóstico Comunitário Participativo. Créditos Coordenação: Gleyse Peiter e Marcos Carmona. Modelo do questionário: Marcelo Vale Elaboração

Leia mais